ISSN 0103-2100 versão impressa
ISSN 1982-0194 versão online

INSTRUÇÕES AOS AUTORES

 

Escopo e política

Os manuscritos podem ser submetidos em português ou inglês. Nos casos dos manuscritos redigidos em inglês, também será solicitada a tradução, neste caso para a língua portuguesa, da versão final aprovada. A publicação será realizada em inglês.

O manuscrito submetido à análise da Acta Paulista de Enfermagem não pode ter sido publicado ou encaminhado simultaneamente a outro periódico. A veracidade das informações e das citações bibliográficas é de responsabilidade exclusiva dos autores. Caso seja identificada a publicação ou submissão simultânea a outro periódico, o artigo será desconsiderado.

A Acta segue o Code of Conduct and Best Practice Guidelines for Journal Editors do http://publicationethics.org/

 

Avaliação dos manuscritos

A plataforma de submissão on-line da Acta Paulista de Enfermagem chama-se ScholarOne, que é um sistema completo de gerenciamento de fluxo de trabalho para revistas científicas, o qual gerencia a submissão, a revisão por pares, a produção e o processo de publicação de forma mais eficiente proporcionando a informação inteligente para ajudar a tomar decisões estratégicas.

O escritório editorial recebe e confere toda a documentação apresentada na submissão on-line. Os casos de não conformidade são devolvidos ao autor correspondente para adequação.

O escritório editorial encaminha para o editor chefe os manuscritos que atendem as instruções aos autores para a primeira decisão editorial que pode ser: continuar o processo de avaliação, solicitar revisões maiores ou rejeitar. Se, a critério do editor chefe, o manuscrito é atual e apresenta contribuição ao conhecimento, mas, necessita de revisões maiores, é devolvido aos autores com prazo de quinze dias para apresentação de nova versão.

Os manuscritos que vão continuar no processo de avaliação são encaminhados na plataforma de submissão para um dos editores associados. O editor associado analisa o manuscrito e pode sugerir ao editor chefe a sua rejeição ou, se for o caso, indicar consultores ad hoc da área do artigo para a análise.

O editor associado recebe a análise dos consultores ad hoc, faz a apreciação crítica com base nos pareceres dos consultores e emite parecer recomendando ao editor chefe o aceite, ou correções menores ou a rejeição do manuscrito.

O editor chefe toma a decisão editorial e os manuscritos recomendados para publicação pelos editores associados são encaminhados para análise do editor técnico. Após o parecer do editor técnico, o editor chefe toma a decisão editorial final, encaminha para o autor correspondente e solicita a tradução para a língua inglesa ou portuguesa, se for o caso, no prazo de dez dias com certificação.

A Acta apresenta um corpo de tradutores credenciados, que, além da competência técnica, possuem enfermeiros em seu corpo de tradutores, fornecendo o certificado de tradução, sem o qual o artigo não poderá ser publicado. O mesmo ocorre para a língua portuguesa.

Os manuscritos aceitos para publicação passam a ser chamados de artigos e entram em produção editorial.

Quando o seu artigo estiver aceito e em processo de produção: pode comemorar!

Os artigos aceitos passam para a produção, sendo editados e diagramados.

 

Objetivo

Publicar resultados de pesquisas originais para o avanço das práticas de enfermagem clínica, cirúrgica, gerencial, ensino, pesquisa e informática em saúde.

 

Forma e preparação de manuscritos

Antes de submeter um artigo para a Acta Paulista de Enfermagem, por favor, leia atentamente as instruções e consulte os Padrões de Editoração no link http://www.unifesp.br/acta/pdf/Acta%20Paul%20Enferm.%20-%20Padroes%20de%20Editoracao.pdf.

 

Preparando um manuscrito para submissão

Lembramos aos autores a importância da aplicação correta das regras de ortografia e gramática na redação. Os manuscritos podem ser rejeitados imediatamente após a submissão quando não atendem a essas normas. Sugerimos que os manuscritos sejam encaminhados para profissional especializado para revisão de português antes da primeira submissão.

Salientamos que plágio acadêmico em qualquer nível é crime, fere a legislação brasileira no artigo 184 do Código Penal e no artigo 7° parágrafo terceiro da lei 9.610-98 que regulamenta o direito autoral, constituindo-se, assim, matéria cível e penal.

A conduta editorial para o caso de plágio detectado segue as orientações do Code of Conduct and Best Practice Guidelines for Journal Editors do Committee on Publication Ethics (COPE) http://publicationethics.org/

Os manuscritos submetidos são de inteira responsabilidade dos autores, não refletindo a opinião dos Editores da revista.

1. Documentos para a submissão on-line

  1. Carta de Apresentação (cover letter) - nesta carta o autor deve explicar ao Editor porque o seu artigo deve ser publicado na Acta Paul Enferm. e qual a contribuição ao conhecimento dos resultados apresentados no artigo e a sua aplicabilidade prática;
  2. Autorização para publicação e transferência dos direitos autorais à revista, assinada por todos autores e endereçada ao editor-chefe, conforme Modelo;
  3. Pesquisas envolvendo seres humanos desenvolvidas no Brasil, conforme o capítulo XII.2 da Res. CNS n° 466/2012, devem apresentar a documentação comprobatória de aprovação do projeto pelo Comitê de Ética em Pesquisa e/ou CONEP, quando for o caso. Pesquisas envolvendo seres humanos desenvolvidas em outros países devem apresentar a documentação ética local;
  4. Comprovante do pagamento da taxa de submissão (payment voucher);
  5. Manuscrito (vide abaixo Documento Principal);
  6. Página de Título (veja no item 2 o que deve conter a página de título).

2. Página de Título (Title Page) deve conter:

  • O título do manuscrito com, no máximo, 12 palavras e apresentado em português e inglês. Não usar caixa alta no título;
  • Os nomes completos e sem abreviações dos, no máximo, cinco autores e as Instituições às quais pertencem (obrigatório);
  • As especificações sobre quais foram as contribuições individuais de cada autor na elaboração do artigo conforme os critérios de autoria do International Committee of Medical Journal Editors, que determina o seguinte: o reconhecimento da autoria deve estar baseado em contribuição substancial relacionada aos seguintes aspectos:

    1. Concepção e projeto ou análise e interpretação dos dados;
    2. Redação do artigo ou revisão crítica relevante do conteúdo intelectual;
    3. Aprovação final da versão a ser publicada. Essas três condições devem ser integralmente atendidas;

  • Agradecimentos: os autores devem agradecer todas as fontes de financiamento ou suporte, institucional ou privado, para a realização do estudo. Fornecedores de materiais ou equipamentos, gratuitos ou com descontos, também podem ser agradecidos, incluindo a origem (cidade, estado e país). No caso das agências de fomento, pode-se discriminar qual dos autores recebeu, por exemplo, bolsa de produtividade em pesquisa ou bolsa de mestrado, etc. da seguinte forma: ao Conselho Nacional de Ciência e Tecnologia (CNPq; bolsa de produtividade em pesquisa nível 1A para AB Exemplo); à Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES; bolsa de mestrado para AB Exemplo2). No caso de estudos realizados sem recursos financeiros institucionais e/ou privados, os autores devem declarar que a pesquisa não recebeu financiamento para a sua realização.
  • Conflitos de interesse: os autores devem informar qualquer potencial conflito de interesse, incluindo interesses políticos e/ou financeiros associados a patentes ou propriedade, provisão de materiais e/ou insumos e equipamentos utilizados no estudo pelos fabricantes;
  • Ensaios clínicos: artigos que apresentem resultados parciais ou integrais de ensaios clínicos desenvolvidos no Brasil, devem apresentar comprovante de registro da pesquisa clínica ou comprovante de submissão na base de dados do Registro Brasileiro de Ensaios Clínicos (ReBEC), http://www.ensaiosclinicos.gov.br/. Para casos anteriores a data de publicação da RDC 36, de 27 de junho de 2012 da Agência de Vigilância Sanitária, ou para estudos desenvolvidos em outros países, serão aceitos comprovantes de registro em outras plataformas da Internacional Clinical Trials Registration Platform (ICTRP/OMS);
  • Indicação do nome completo do Autor correspondente, seu endereço institucional e e-mail.

3. Documento Principal (Main Document)

Deve conter o título, o resumo com descritores e o corpo do manuscrito (não coloque qualquer identificação dos autores).

3.1 Título

O título do manuscrito com, no máximo, 12 palavras e apresentado em português e inglês. Não usar caixa alta no título.

O título é a parte mais lida e divulgada de um texto e tem como objetivo informar o conteúdo do artigo. Deve ser claro, exato e atraente. Os autores devem incluir no título as informações que permitirão a recuperação eletrônica sensível e específica do artigo. Por isso, utilize o principal descritor como núcleo frasal.

O título não deve conter: abreviações, fórmulas, adjetivos excessivos, cidades, símbolos, datas, gírias, imprecisões e palavras dúbias, significado obscuro e palavras supérfluas (considerações sobre, contribuição ao estudo de, contribuição para o conhecimento de, estudo da, investigação de, subsídios para e etc..).

3.2 Resumo

O resumo, segundo o dicionário Houaiss, é uma apresentação abreviada de um texto. Deve fornecer o contexto ou a base para o estudo, procedimentos básicos, principais resultados, conclusões, de forma a enfatizar aspectos novos e importantes do estudo. É a parte mais lida do artigo científico depois do título. O intuito do resumo é facilitar a comunicação com o leitor.

Prepare o resumo no mesmo idioma do seu manuscrito com, no máximo, 150 palavras e estruturado da seguinte forma:

  • Objetivo: estabelecer a questão principal e/ou hipóteses a serem testadas;
  • Métodos: descrever o desenho do estudo, população e procedimentos básicos;
  • Resultados: descrever o resultado principal em uma frase concisa. Deve ser o mais descritivo possível. Níveis de significância estatística e intervalo de confiança somente quando apropriado;
  • Conclusão: frase simples e direta em resposta ao objetivo estabelecido e baseada exclusivamente nos resultados apontados no resumo.
  • Cinco descritores em Ciências da Saúde que representem o trabalho sendo três deles selecionados na listagem de descritores da Acta Paulista de Enfermagem e dois escolhidos pelo autor conforme o DECS (lista de descritores utilizada na Base de Dados LILACS da Bireme) disponível no endereço http://decs.bvs.br/ e o Nursing Thesaurus do Internacional Nursing Index poderão ser consultados, como lista suplementar, quando necessário ou MeSH Keywords http://www.nlm.nih.gov/mesh/meshhome.html.

3.3 Corpo do manuscrito

O corpo do texto do manuscrito deverá conter parágrafos distintos com Introdução, Métodos, Resultados, Discussão, Conclusão, Agradecimentos e Referências. Siga os padrões de editoração da Acta. Acesse o link http://www.unifesp.br/acta/pdf/Acta%20Paul%20Enferm.%20-%20Padroes%20de%20Editoracao.pdf.

  • A introdução deve apresentar a fundamentação teórica sobre o objeto de estudo. A finalidade da introdução é enunciar com as devidas justificativas e explicações, a originalidade e validade, finalidade e aplicabilidade da contribuição ao conhecimento pretendida. Não mais do que quatro citações devem ser utilizadas para apoiar uma única idéia. Evite a citação de comunicações pessoais ou materiais inéditos. O objetivo deve ser colocado no último parágrafo da introdução. Lembre-se de que para cada objetivo deverá haver uma conclusão.
  • Métodos - descreve como a pesquisa foi realizada, a lógica do raciocínio do autor na ordenação dos procedimentos e técnicas utilizadas para a obtenção dos resultados. O método estatístico e o critério matemático de significância dos dados também devem estar declarados. Estruture Métodos da seguinte forma: tipo de desenho de pesquisa, local, população (explicitando os critérios de seleção), cálculo do tamanho da amostra, instrumento de medida (com informações sobre validade e precisão), coleta e análise de dados. Nos casos de pesquisa envolvendo seres humanos termine métodos com a seguinte frase: “O desenvolvimento do estudo atendeu as normas nacionais e internacionais de ética em pesquisa envolvendo seres humanos” (não há necessidade de detalhes sobre aprovação em CEP porque este documento será anexado na plataforma de submissão on-line).
  • Resultados - descrição do que foi obtido na pesquisa, sendo exclusivo do pesquisador, sem citações ou comentários ou interpretações pessoais (subjetivas).

    As Tabelas, Gráficos e Figuras, no máximo de três, obrigatoriamente, devem estar inseridas no corpo do texto do artigo, sempre em formato original. Use esses recursos quando eles expressarem mais do que pode ser feito por palavras na mesma quantidade de espaço. Consulte os padrões de editoração da Acta http://www.unifesp.br/acta/pdf/Acta%20Paul%20Enferm.%20-%20Padroes%20de%20Editoracao.pdf.

  • Discussão - apresenta a apreciação crítica do autor, os novos e importantes aspectos do estudo e a explicação sobre o significado dos resultados obtidos e as suas limitações, relacionando-as com outros estudos. A linguagem obedece a estilo crítico e o verbo aparece no passado. A essência da discussão é a interpretação dos resultados obtidos e a sua relação com o conhecimento existente, de forma a chegar-se a uma conclusão. Comece a discussão explicitando os limites dos resultados, lembrando que o limite é dado pelo método escolhido. No segundo parágrafo explicite a contribuição dos resultados deste estudo e a aplicabilidade prática para as enfermeiras.
  • Conclusão - escrita em frase clara, simples e direta demonstrando o cumprimento do objetivo proposto. No caso de mais de um objetivo, deve haver uma conclusão para cada um. Nenhum outro comentário deve ser incluído na conclusão.
  • Referências - As referências dos documentos impressos e/ou eletrônicos deverão seguir o Estilo Vancouver, elaborado pelo Comitê Internacional de Editores de Revistas Médicas, disponíveis no endereço eletrônico www.icmje.org. O alinhamento das referências deve ser feito pela margem esquerda. Os títulos de periódicos devem ser abreviados de acordo com List of Journals Indexed in Index Medicus e International Nursing Index. Considere que as referências concorrem para convencer o leitor da validade dos fatos e argumentos apresentados. Quando adequadamente escolhidas, dão credibilidade ao relato. Só devem ser citadas as obras que foram consultadas na íntegra pelo autor e que tenham relação direta, relevante, com o assunto abordado. Não incluir na lista referências que não possam ser recuperadas no original pelo leitor como teses e dissertações, trabalhos de conclusão de curso e outras fontes inacessíveis (apostilas, anais, etc.) ou obras de reduzida expressão científica. Considere sempre a atualidade da referência, pois a citação de obras recentes, isto é, com menos de cinco anos, é essencial em artigos originais.

    No texto, as citações devem ser numeradas, consecutivamente, em algarismos arábicos, entre parênteses, sobrescritos e sem menção do nome dos autores;

    As Referências devem vir numeradas, na ordem da citação no texto, e aquelas que se referem a artigos com o texto completo em português ou outra língua, que não o inglês, as referências deverão ter o título em inglês, entre colchetes, com a indicação da língua do texto no final da referência, conforme exemplos abaixo. Todas as referências devem ser apresentadas sem negrito, itálico ou grifo;

    Confira cuidadosamente as referências, é obrigatório que os leitores consigam consultar o material referenciado no original, por isso, não use publicações isoladas (livros, teses, anais) nem materiais de suporte (dicionários, estatística, e outros). Por favor, não inclua mais de 30 referências primárias e atualizadas (menos de cinco anos).

Documentos em formato impresso

Artigos de periódicos

Com até seis autores, citar todos os autores

Santos AA, Pavarini SC. [Functionality of elderly people with cognitive impairments in different contexts of social vulnerability]. Acta Paul Enferm. 2011;24(4):520-6. Portuguese.

Borsato FG, Rossaneis MA, Haddad MC, Vannuchi MT, Vituri DW. [Assessment of quality of nursing documentation in a University Hospital]. Acta Paul Enferm. 2011;24(4):527-33. Portuguese.

Reza CG, Sánchez PB, Pilar MM, Castro ME. [Physical exercise with rhythmic: Nursing intervention for arterial hypertension control in a municipality in the state of Mexico]. Esc Anna Nery Rev Enferm. 2011;15(4):717-22. Spanish.

Com mais de seis autores, citar os seis primeiros, seguidos de et al.

Pereira VA, Ávila MA, Loyaola YC, Nakagaki WR, Camilli JA, Garcia JA, et al. [Effects of phenobarbital on bone repair and biomechanics in rats]. Acta Paul Enferm. 2011;(24(6):794-8. Portuguese.

Instituição como Autor

Center for Disease Control. Protection against viral hepatitis. Recomendations of the immunization. Practices Advisory Committee. MMWR. 1990;39(RR-21):1-27.

Sem indicação de autoria

For more pregnant women getting antenatal care. J Adv Nurs. 2004;47(6):683-4.

Volume com suplemento

Shen HM, Zhang QF. Risk assessment of nickel carcinogenicity and ocupation lung cancer. Environ Health Perspect. 1994; 102 Suppl 1:275-82.

Fascículo com suplemento

Conselho Nacional de Saúde. Resolução n. 196, de 10 de outubro de 1996. Dispõe sobre diretrizes e normas regulamentadoras de pesquisas envolvendo seres humanos. Bioética. 1996;4(2 Supl):15-25.

Volume em partes

Milward AJ, Meldrum BS, Mellamby JH. Forebrain ischaemia with CA 1 celll loss impairs epileptogenesis in the tetanus toxin limbra seizure model. Brain.1999;122(Pt 6):1009-16.

Fascículo em partes

Jones J. Management of leg ulcers. Nurs Times. 2000;96(43 Pt2):45-6.

Fascículo sem volume

Ribeiro LS. Uma visão sobre o tratamento dos doentes mentais no sistema público de saúde. Rev USP. 1999;(43):55-9.

Sem fascículo e sem volume

Duhl L. A saúde e a vida citadina. Saúde Mundo. 1990:10-2.

Artigo com errata publicada

Hamlin JA, Kahn AM. Herniography in symptomatic patients following inguinal hernia repair. West J Med. 1995;162(1):28-31.Erratum in: West J Med. 1995;162(3):278

Artigo no prelo

Silva LM, Clapis MJ. Compreendendo a vivência materna no primeiro contato com seu filho na sala de parto. Acta Paul Enferm. No prelo 2004.

Editoriais

Whitaker IY. Atendimento ao trauma: um vasto campo para a enfermeira [editorial]. Acta Paul Enferm. 2004;17(2):131.

Documentos em formato eletrônico

Artigos de periódico

Santos AA, Pavarini SC. [Functionality of elderly people with cognitive impairments in different contexts of social vulnerability]. Acta Paul Enferm [Internet]. 2011[cited 2012 Jan 14]; 24(4): 520-6. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0103-21002011000400012&script=sci_arttext. Portuguese

Harrison TM. Family-centered pediatric nursing care: state of the science. J Pediatr Nurs [Internet]. 2010 [cited 2012 Jan 24];25(5):335-43. Available from: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC2965051/?tool=pubmed

 

Envio de manuscritos

Os artigos deverão, obrigatoriamente, ser submetidos por via eletrônica, de acordo com as instruções publicadas no site http://mc04.manuscriptcentral.com/ape-scielo

Acta Paulista de Enfermagem

Endereço:Rua Napoleão de Barros, 754, Vila Clementino, São Paulo, SP, Brasil. CEP: 04024-002
Tel.: + 55 11 5576-4430 Ramais 2589/2590
Email: ape@unifesp.br
Site: http://www.unifesp.br/acta/
Home Page: http://www.unifesp.br/acta/
Facebook: http://facebook.com/ActaPaulEnferm
Twitter: @ActaPaulEnferm
Tumblr: http://actapaulenferm.tumblr.com/

 

[Home] [Sobre a revista] [Corpo editorial] [Assinaturas]


Creative Commons License Todo o conteúdo do periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

Rua NapoleĆ£o de Barros, 754 Vila Clementino
04024-002 São Paulo SP Brasil
Tel. : + 55 11 5576-4430- Ramais 2589/2590


ape@unifesp.br