ISSN 1413-4853 versão impressa
ISSN 1982-2170 versão on-line

INSTRUÇÕES AOS AUTORES

 

Escopo e política

O Boletim de Ciências Geodésicas destina-se à publicação de trabalhos inéditos tais como: Artigos, Comunicações e/ou Trabalhos Técnicos, Resumos de Teses e Dissertações das áreas das Ciências Geodésicas e afins (Geodésia, Fotogrametria, Sensoriamento Remoto, Cartografia, Sistemas de Informações Geográficas entre outras). Os Editores têm a prerrogativa de aceitar ou não trabalhos submetidos para publicação no que diz respeito à adequação à linha editorial do Boletim. A submissão dos trabalhos é na forma de fluxo contínuo e pode ser feita a qualquer época do ano. Trabalhos apresentados em seqüência ou divididos em partes não serão aceitos. Os conceitos emitidos e as referências bibliográficas são de exclusiva responsabilidade dos autores dos trabalhos.

Os manuscritos recebidos são analisados inicialmente pelo Editor e pelos Editores Associados. Se forem apresentados de acordo com as normas para publicação da revista, serão encaminhados para 2 (dois) consultores ad hoc de reconhecida competência na área de conhecimento para análise e parecer recomendando ou não a sua publicação. Se houver divergências dos pareceristas, será encaminhado a um teceiro concultor para o desempate.

A decisão sobre a publicação de um manuscrito sempre será da Comissão Editorial, que fará uma avaliação do texto original, das sugestões indicadas pelos consultores e das modificações encaminhadas pelo autor. No encaminhamento da versão modificada (corrigida) do seu manuscrito (no prazo de até 60 dias após o recebimento do resultado da avaliação), os autores deverão incluir uma carta ao Editor, esclarecendo as alterações feitas e justificando aquelas que julgaram não pertinentes. Pequenas modificações poderão ser feitas pela própria Comissão Editorial para viabilizar e agilizar o processo de avaliação e publicação. Os manuscritos recusados poderão ser apresentados novamente após uma reformulação substancial do texto conforme indicações dos consultores e da Comissão Editorial e, neste caso, serão encaminhados aos mesmos consultores que revisaram o trabalho anteriormente. O encaminhamento dos artigos à revista implicará na aceitação, por parte dos autores, das normas aqui expressas e pelas descritas no Licenciamento Creative Commons de Atribuição BY.

 

Forma e preparação de manuscritos

A forma e apresentação do manuscrito, deve seguir o modelo apresentado abaixo, o qual apresenta todas as seções juntamente com as características necessárias para a digitação e formatação.

NORMAS DE FORMATAÇÃO DE ARTIGOS PARA PUBLICAÇÃO NO BOLETIM DE CIÊNCIAS GEODÉSICAS

Guidlines for articles formatted to publications in Bulletin of Geodetic Sciences

 

AUTOR 11

AUTOR 22

 

1 Instituição do Autor 1

2Instituição do Autor 2

e-mail

 

 

RESUMO

O propósito das presentes instruções é orientar os autores de trabalhos a serem publicados no Boletim de Ciências Geodésicas. Observe que o formato destas instruções pode ser tomado como modelo para a digitação dos artigos. O resumo deve conter 150 a 200 palavras (use a ferramenta "contar palavras" no MS Word)

Palavras-chave: mínimo 3 e máximo 6.

 

ABSTRACT

The purpose of these instructions is to assist the papers author's in preparing camera-ready copy for publication in Bulletin of Geodetic Science. Please, notice that the present instructions may be used as a model for your manuscript. Abstract should contain 150 to 200 words (use "word count" tool).

Keywords: minimum 3 and maximum 6.

 

1. INTRODUÇÃO

Serão aceitos para publicação no Boletim de Ciências Geodésicas (BCG) artigos originais de Cartografia, Geodésia, Fotogrametria, Sensoriamento Remoto e áreas correlatas e não publicados anteriormente. Cada artigo deve ter um teto superior máximo de aproximadamente 22 páginas, e inferior mínimo de 6 páginas, com a seguinte máscara de formatação:

Fonte Time New Roman normal; Papel formato A5 (148mm x 210mm); Margens: Superior 15mm, inferior 20mm, interno 18,5mm e externo 10mm; Tabulação 7,5mm.

Os artigos deverão ser escritos preferencialmente em português, mas se aceita também artigos em inglês e espanhol. Em qualquer caso deverá ser anexado um Abstract.

Solicita-se aos autores que não enviem artigos em formato .PDF. Artigos enviados nesse formato não serão considerados.

Sugere-se aos autores utilizarem-se deste modelo para a diagramação e formatação do artigo.

Os artigos deverão ser preparados com fonte Time New Roman, de modo a conter na primeira folha, as informações centralizadas na seguinte ordem de apresentação: 1° - Título do trabalho (caixa alta, corpo 12, em negrito, centrado e com 30 pt antes e 18 pt depois) em português, seguido do mesmo em inglês, (em caixa baixa, itálico; corpo 10, centrado e espaçamento simples), 2° - Nome(s) do(s) Autor(es) (corpo 10, em caixa alta, centrado e espaçamento simples); 3° - Entidade(s) que representa(m) (corpo 10, centrado e espaçamento simples); 4° - e-mail dos autor(es) (corpo 10, centrado e espaçamento simples). Deve-se introduzir espaçamento de uma linha entre cada um dos conjuntos apresentados acima.

Todo texto deve ser redigido em espaçamento simples na fonte Time New Roman normal.

As palavras RESUMO e ABSTRACT devem ser centradas(corpo 10, em negrito) e o texto deverá ser justificada à direita e à esquerda em corpo 10 (caracteres normais).

As folhas em que o artigo é apresentado deverão ser de formato A5, com o texto alinhado em uma coluna e espaçamento simples entre as linhas.

Não deverão ser utilizadas notas de rodapé no texto.

 

2. NUMERAÇÃO E ORGANIZAÇÃO DAS SEÇÕES

Cada título de seção principal do artigo deverá estar em caracteres maiúsculo, corpo 10, em negrito, sendo devidamente numerado em algarismos arábicos, conforme é exemplificado neste artigo. Deve-se deixar um espaço depois de cada seção, exceto para a primeira, que se inicia com dois espaços após as palavras- chave (ou keywords)

 

2.1 Subseções do Manuscrito

As subseções serão numeradas iniciando-se pelo número da seção principal, acrescido de um ponto e o número correspondente da mesma. Elas deverão ser escritas com caracteres maiúsculos e minúsculos, em negrito. Deve-se deixar um espaço depois de cada subseção.

 

2.1.1 Sub-subseções do Manuscrito

Para o caso em que ocorrer mais divisões das subseções, a numeração segue a da subseção, acrescida de um ponto e o número correspondente. Elas deverão ser escritas com caracteres maiúsculos e minúsculos e sem negrito. Deve-se deixar um espaço depois de cada sub subseção.

 

3. TABELAS, FIGURAS, FÓRMULAS

Tabelas, fórmulas e símbolos matemáticos devem ser digitados respeitando o espaçamento superior e inferior de forma adequada.

As equações devem ser digitadas na ferramenta Equation Word ou similar, possível de serem importadas por este, seguindo as seguintes convenções: símbolos em itálico (α β λ), caixa baixa para vetores (v,r ), caixa alta e sem itálico para símbolos normais como matrizes ( ATA ). Repare que para convenções do tipo transposição (AT), por exemplo, deve ser mantida a caixa alta. Todos os símbolos devem ser definidos quando utilizados pela primeira vez e as mesmas convenções e simbologias deverão ser utilizados no transcorrer do texto, bem como ser aplicadas em todas as figuras e tabelas.

A numeração das expressões matemáticas deve ser feita com algarismos arábicos entre parênteses, endentada à direita. Dentro do texto a equação deve ser referida pelo seu número correspondente. Exemplo:

 

K=(ej+ Lf) -1/2                                                 (1)

 

Índices e expoentes devem ser claramente reconhecíveis como tais. Para isso os tipos utilizados devem ser cuidadosamente escolhidos para evitar ambigüidades.

 

3.1 Inserção de Figuras

As figuras devem estar no formato gráfico *.gif, *.tif ou *.jpg e serem numeradas com legendas centralizadas acima delas. Os rótulos das Figuras e Tabelas/Quadros devem ser digitados em Times New Roman tamanho 10 e pontuados ao final do texto. Não devem ser utilizadas abreviações para, Figuras e Tabelas/Quadros e ambas devem ser devidamente numeradas.

 

Figura 1 - Imagem mostrando o módulo lunar da Apolo 11, a Lua e o planeta Terra. Fonte: http://nssdc.gsfc.nasa.gov.

 

 

Deve-se evitar figuras coloridas, mesmo aquelas que representem gráficos, pois o texto final é impresso em preto e branco (escala de cinza). No entanto, a versão On-Line pode conter figuras originais coloridas.

Caso o autor deseje que sejam incluídas na impressão do seu trabalho figuras coloridas, deverá arcar com o respectivo custo de impressão da mesma, devendo entrar em contato com o(s) editor(es) da revista para solicitar maiores informações sobre o assunto.

 

3.2 Inserção de Tabelas

Os títulos das tabelas devem aparecer centralizados acima delas e seguir o formato abaixo. Observe que as bordas laterais, esquerda e direita, são transparentes (abertas).

 

Tabela 1 - Áreas (km2) estimadas nas imagens TM e mapa e discrepâncias.

Identificação

Área na Imagem TM

Área no

Mapa

Discrepâncias

Sul

100

101

1

Norte

40

60

0,5

 

 

4. DISCUSSÕES DOS RESULTADOS

(Procede-se as análises e discussões dos resultados.....)

 

5. CONCLUSÃO

(Infere-se as conclusões do trabalhos.)

 

AGRADECIMENTOS:

(Devem ser colocados no final do texto e antes das referências.)

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

As referências bibliográficas devem estar de acordo com as normas da ABNT. Usar entrelinhamento simples nas referências.

As referências citadas no texto devem ser listadas em ordem alfabética por sobrenome do primeiro autor na seção de referências bibliográficas.

Exemplos:

 

AGOURIS, P.; GYFTAKIS, S.; STEFANIDIS, A. Uncertainty in image-based change detection. In: Accuracy 2000, Amsterdam, p. 1 - 8, 2000.

GUO, T.; YASUOKA, Y. Snake-based approach for building extraction from high-resolution satellite images and height data in urban areas. 2003. Accessed 30/06/10. http://www.gisdevelopment.net/aars/acrs/2002/vhr/018.pdf.

LIU, Z. J. et al. Building extraction from high resolution satellite imagery based on multi-scale image segmentation and model matching. International Workshop on Earth Observation and Remote Sensing Applications, 2008. Proceedings, p. 1-7, 2008.

ZIEDAN, N. I. Extended Kalman Filter Tracking and Navigation Message Decoding of Weak GPS L2C and L5 Signals. ION GNSS 18th International Technical Meeting of the SatelliteDivision, 13-16 September 2005, Long Beach, CA.

 

Envio de manuscritos

Os manuscritos deverão ser encaminhados eletronicamente, de preferencia através do SER (Serviço Eletrônico de Revistas) no site: www.ser.ufpr.br ou diretamente ao Editor Chefe através do E-mail: qdalmolin@ufpr.br . Caso o arquivo seja muito grande para trafegar na rede, solicita-se enviá-lo em um CD via correio normal parta:

Boletim de Ciências Geodésicas - UFPR/SCT

A/c Prof. Quintino Dalmolin

Caixa Posta 19001 - Centro Politécnico - Jardim das Américas

CEP: 81532-990 - Curitiba - Paraná - BRasil

Os artigos devem ser preparados utilizado o processador de texto MS Word for Windows seguindo o modelo de foramatação apresentado no ítem anterior. Podem ser escritos em Português, em Inglês ou Espanhol, sendo obrigatórios os resumos em Português, em Inglês e na língua original do artigo.

Os manuscritos originais devem ter um limite superior de aproximadamente 22 páginas, incluindo todas as partes do texto (figuras, tabelas e gráficos ).

 

[Home] [Sobre a revista] [Corpo editorial] [Assinaturas]


Creative Commons License Todo o conteúdo do periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ
Centro Politécnico, Jardim das Américas
81531-990 - Curitiba - Paraná
Brasil
Tel.: (41)3361-3153/3634
Fax: (41)3361-3153


cpgcg@ufpr.br