ISSN 1517-8382 versão impressa
ISSN 1678-4405 versão online

INSTRUÇÕES AOS AUTORES

 

Escopo da revista

A revista Brazilian Journal of Microbiology, editada pela Sociedade Brasileira de Microbiologia, publica artigos originais, e trabalhos de revisão que cobrem todos os aspectos da Microbiologia. Não são cobradas taxas para publicação de artigos.

As seguintes categorias de artigos são aceitas para publicação no Brazilian Journal of Microbiology:

  • Artigos Originais: reportam resultados científicos originais que ainda não tenham sido publicados em outro periódico;
  • Artigos de Revisão: abordam temas ligados à microbiologia em geral e de amplo interesse da área.

Seu manuscrito deve ser escrito em inglês claro e compreensível.

Se você tiver dúvidas sobre o nível de inglês do seu texto, você pode optar por ter o seu manuscrito editado profissionalmente por um nativo da língua inglesa ou por um serviço de editoração científica antes da submissão do seu manuscrito. A lista de fornecedores destes serviços de edição pode ser encontrada abaixo. Todos os serviços devem ser organizados e pagos pelo autor, e o uso de um desses serviços não garante a aceitação ou preferência para publicação do manuscrito. Por favor, anexar o certificado de Inglês, fornecido pelo serviço de edição, no processo de submissão do manuscrito. No caso de o autor ser um nativo da língua inglesa, por favor, substituir o certificado de Inglês por uma carta de justificativa.

 

SEÇÕES 

Microbiologia Industrial: Fermentação Bacteriana

  • Biossíntese e bioconversão de produtos naturais, como: antibióticos; xenobióticos e macromoléculas produzidas por bactérias.
  • Aspectos moleculares de biotecnologia bacteriana.

 

Microbiologia Industrial: Fermentação Fúngica

  • Biossíntese e bioconversão de produtos naturais, como: antibióticos; xenobióticos e macromoléculas produzidas por fungos.
  • Aspectos moleculares de biotecnologia fúngica.

 

Microbiologia de Alimentos: Tecnologia de Alimentos

  • Aplicações de microrganismos (bactérias e fungos) na produção de alimentos.

 

Microbiologia de Alimentos: Segurança e Qualidade dos alimentos

  • Doenças de origem alimentar.
  • Deterioração de alimentos.
  • Ecologia microbiana em alimentos.

 

Microbiologia Médica: Patogênese Bacteriana

  • Bases genéticas, bioquímicas e estruturais da patogênese bacteriana.

 

Microbiologia Médica: Bacteriologia Clínica

  • Estudos sobre bactérias de importância médica.

 

Microbiologia Médica: Patogenicidade de Fungos

  • Bases genéticas, bioquímicas e estruturais da patogênese fúngica.

 

Microbiologia Médica: Micologia Clínica

  • Estudos sobre fungos de importância médica.

 

Microbiologia Ambiental: Ecologia Microbiana

  • Ecologia de grupos microbianos naturais; diversidade microbiana de ambientes naturais, como água, solo, sedimentos e organismos superiores.
  • Interações microbianas.

 

Microbiologia Ambiental: Biotecnologia

  • Aspectos ambientais de saúde pública.
  • Biodegradação.
  • Biorremediação.
  • Considerações ambientais para microrganismos geneticamente modificados.

 

Fisiologia de Fungos

  • Bioquímica de fungos, biofísica, metabolismo, estrutura celular, respostas a fatores de estresse, crescimento, diferenciação e outros processos relacionados.

 

Fisiologia de Bactérias

  • Bioquímica de bactérias, biofísica, metabolismo, estrutura celular, respostas a fatores de estresse, crescimento, diferenciação e outros processos relacionados.

 

Genética e Biologia Molecular de Fungos

  • Genética de fungos, biologia molecular, regulação gênica, replicação e reparo de DNA, proteomas e transcriptomas

 

Genética e Biologia Molecular de Bactérias

  • Genética de bactérias, biologia molecular, regulação gênica, replicação e reparo de DNA, proteomas e transcriptomas

 

Genética e Biologia Molecular de Vírus

  • Genética de vírus, biologia molecular, regulação gênica, replicação e reparo de DNA, proteomas e transcriptomas

 

Microbiologia Veterinária

  • Doenças de animais
  • Controle e/ou tratamento de animais
  • Diagnostico de patógenos de animais
  • Patógenos veterinarios ou zoonóticos

 

Ensino de Microbiologia

  • Estratégias de ensino em microbiologia
  • Novas ferramentas de ensino em microbiologia

 

Submissão de um artigo

Um artigo para ser submetido ao Brazilian Journal of Microbiology não deve ter sido previamente publicado (exceto na forma de resumo) nem ter sido submetido em qualquer outro periódico.

As instruções para submissão online estão disponíveis neste site.

Todos os autores serão informados por mensagem eletrônica a respeito da submissão eletrônica. A mensagem também questionará se todos os autores concordam com a submissão. Ausência de resposta será considerada como concordância à submissão.

A responsabilidade pela exatidão do conteúdo do manuscrito é de inteira responsabilidade dos autores.

 

Publicação do artigo

Os artigos são aceitos para publicação após terem sido revisados de forma crítica por pelo menos dois revisores, indicados pelos editores.

As sugestões e recomendações dos revisores e editores serão encaminhadas eletronicamente ao autor para correspondência, o qual deverá retornar o artigo revisado aos editores na data estipulada, pelo sistema online. O autor para correspondência deverá explicar ou comentar as alterações introduzidas no texto.

O autor para correspondência receberá uma mensagem eletrônica sempre que houver alteração do status do artigo.

Não é necessário ser associado da Sociedade Brasileira de Microbiologia para submeter artigo para publicação.

Todos os cientistas, brasileiros ou estrangeiros, são convidados a submeterem artigos para publicação.

 

ÉTICA

O(s) autor(es) devem informar, no texto do artigo, se o projeto de pesquisa foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa de sua Instituição, em consoante à Declaração de Helsinki (http://www.ufrgs.br/HCPA/gppg/helsin5.htm). Nos trabalhos experimentais que envolvem animais, as normas estabelecidas no "Guide for the Care and Use of Laboratory Animals" (Institute of Laboratory Animal Resources, National Academy of Sciences, Washington, D. C. 1996), e os "Princípios Éticos na Experimentação Animal do Colégio Brasileiro de Experimentação Animal (COBEA - http://www.cobea.org.br/index.php?pg=Principios%20Eticos) devem ser respeitados.

 

Preparo do artigo

O Artigo deverá ser submetido como um único arquivo em WORD. Este arquivo deve conter texto, figuras, tabelas, etc. Serão aceitas apenas submissões de artigos redigidos em inglês.

Para artigos originais, o arquivo em WORD deve conter:

  • Título
  • Autores e Afiliações
  • Resumo (200 a 250 palavras)
  • 3 a 5 palavras-chave
  • Introdução
  • Material e Métodos
  • Resultados
  • Discussões
  • Agradecimentos (opcional)
  • Referências

Para artigos de revisão, o arquivo em WORD deve conter:

  • Título
  • Resumo (200 a 250 palavras)
  • 3 a 5 palavras-chave
  • Texto
  • Agradecimentos (opcional)
  • Referências

Os artigos devem ser digitados com espaço duplo, margens de 3 cm e numerados seqüencialmente. As linhas das páginas do artigo devem ser numeradas. Os editores recomendam que antes da submissão o artigo seja lido de forma crítica por alguém fluente em língua inglesa. Os artigos escritos com inglês de baixa qualidade não serão aceitos.

Artigos Originais e Artigos de revisão deverão conter até, no máximo, 20 páginas, incluindo referências tabelas e figuras.

Abreviaturas e símbolos devem seguir as recomendações da IUPAC-IUB Comission (Comission on Biochemical Nomenclature, Amendments and Corrections). As unidades de medida devem seguir o Sistema Internacional de Unidades.

As referências no texto devem ser citadas pelos seus números. As citações de autores no texto devem ser feitas de acordo com o seguinte exemplo: Bergdoll (número) reported that..., Bailey and Cox (número) observed that..., ou Smith et al. (número) mentioned that...Não use caixa alta para redigir o nome completo dos autores.

 

SUGESTÕES DE REVISORES

Os autores poderão enviar sugestões de revisores para avaliação dos artigos. Deverão constar as seguintes informações: nome; e.mail e Instituição de Origem.

 

USO DE EXTRATOS DE PLANTAS EM EXPERIMENTOS MICROBIOLÓGICOS

Artigos que apresentarem estudos com extratos de plantas, ou extratos de outras substâncias complexas, serão aceitos apenas após identificação dos compostos.

 

Os autores podem precisar, ou desejar, fazer uso de serviços de edição de línguas para melhorar a qualidade do inglês e, portanto, a qualidade final do texto. Este tipo de assistência é recomendada antes mesmo da submissão dos artigos ou, no caso de solicitação pelos revisores, antes do artigo ser definitivamente aceito para publicação. Autores que não são nativos de língua inglesa que desejem assistência na escrita em inglês podem considerar as seguintes sugestões:

 

ORGANIZAÇÃO

O Título deve ser conciso, não conter abreviações e indicar claramente o tema do artigo.

Expressões como "Effects of", "Influence of", "Study on", etc, devem ser evitadas. Os cuidados na escolha das palavras do título são importantes, pois são usadas em sistemas eletrônicos de busca.

O Resumo deve resumir o conteúdo básico do artigo. Ele deve ser representativo do texto. Não deve conter referências, tabelas nem abreviações pouco usuais. São de grande importância, pois serão lidos por muitas pessoas que não têm acesso ao artigo completo.

A Introdução deve oferecer informações que possibilitem ao leitor avaliar adequadamente os resultados apresentados no artigo sem que obrigatoriamente tenha que recorrer à literatura corrente. No entanto, a introdução não deve ser uma extensa revisão de literatura. Deve informar claramente as justificativas e os objetivos do artigo.

Os Materiais e Métodos devem proporcionar informações suficientes para que outros pesquisadores possam reproduzir o trabalho. A repetição de detalhes de procedimentos que já tenham sido publicados em outros artigos deve ser evitada. Se um método publicado for modificado, tais modificações devem estar claras no artigo. Fontes de reagentes, meios de cultura e equipamentos (empresa, cidade, estado e País) devem ser mencionadas no texto. Nomes que são marcas registradas devem ser claramente indicados. Subtítulos podem deixar este tópico mais fácil de ler e entender.

Os Resultados devem, por meio de texto, tabela e/ou figuras dar os resultados dos experimentos. Se o item Discussão for incluído, evite interpretações extensas dos resultados, pois isto deverá ser feito na discussão. Se os Resultados e Discussões forem redigidos concomitantemente, então os resultados devem ser discutidos no local mais apropriado do texto. Tabelas e figuras devem ser numeradas em algarismos arábicos. Todas as tabelas e figuras devem ser mencionadas no texto.

O local aproximado das tabelas e figuras no texto deve ser indicado.

O item Discussão deve discutir os resultados em função da literatura citada.

As Referências devem ser redigidas em ordem alfabética e começar pelo último nome do primeiro autor. Todos os autores devem ser citados. As citações no texto devem ser escritas pelo último nome do primeiro autor, seguido pelo ano de publicação. Como exemplo, tem-se: "... while Silva and Pereira (1987) observed that resistance depended on soil density" ou "It was observed that resistance depended on soil density (Silva and Pereira, 1987)." Para a citação de dois ou mais artigos do mesmo autor, liste em ordem cronológica sendo que os anos devem ser separados por vírgula (exemplo: Freire-Maia et al., 1966a, 1966b, 2000; Hene 2010; Padonou et al., 2012). Os nomes dos periódicos devem ser abreviados de acordo com o BIOSIS. Todas as referências incluídas na lista final devem ter sido citadas no texto e todas as referências mencionadas no texto devem aparecer na lista final.

Exemplos:

  1. Artigos de Periódicos
    Brito DVD, Oliveira EJ, Darini ALC, Abdalla VOS, Gontijo-Filho PP (2006) Outbreaks associated to bloodstream infections with Staphylococcus aureus and coagulase-negative Staphylococcus spp in premature neonates in a university hospital from Brazil. Braz J Microbiol37:101-107.
  2. Artigos ou Capítulos de Livro
    Franco BDGM, Landgraf M, Destro MT, Gelli DS, (2003) Foodborne diseases in Southern South America. In: Miliotis, M.D., Bier, J.W.(eds). International Handbook of Foodborne Pathogens. Marcel Dekker, New York, USA, 733-743.
  3. Livros
    Montville TJ, Matthews KR (2005) Food Microbiology - an introduction. ASM Press, Washington, D.C.
  4. Patentes
    Hussong RV, Marth EH, Vakaleris DG. January 1964. Manufacture of cottage cheese. U.S. Pat. 3, 117, 870.
  5. Teses e Dissertações
    Santos MVB (2005) O papel dos anticorpos contra os componentes da parede celular de Paracoccidioides brasiliensis na evolução da doença experimental. São Paulo, Brasil, 110p. (M.Sc. Dissertation. Instituto de Ciências Biomédicas. USP).
  6. Comunicações em Eventos (Simpósios, Conferências, etc)
    Silveira TS, Martins JL, Abreu FA, Rosado AS, Lins UGC (2005) Ecology of magnetotatic multicelular organisms in microcosms. XXIII Congresso Brasileiro de Microbiologia, Santos, SP, p. 272.
  7. Publicações na Web
    Abdullah MAF, Valaitis AP, Dean DH (2006) Identification of a Bacillus thuringiensis Cry11 Ba toxin-binding aminopeptidase from the mosquito Anopheles quadrimaculatus. BMC Biochemistry. http://www.biomedcentral.com/1471-2091/7/16
  8. Webpage
    U.S. Food and Drud Administration. 2006. Enjoying Homemade Ice Cream without the Risk of Salmonella Infection. Available at: http://www.cfsan.fda.gov/~dms/fs-eggs5.html. Accessed 26 May 2006.

As citações do tipo "personal communication" ou "unpublished data" devem ser evitadas, embora se reconheçam que, eventualmente, elas possam ser usadas. Nestes casos, elas devem ser citadas no texto e não na lista final de referências. As referências que consistem de artigos que foram "aceitos para publicação" ou "no prelo" são aceitáveis. No entanto, as referências dos artigos que são "submetidos" ou "em preparação" não são aceitas.

AGRADECIMENTOS: Esta seção é opcional. Ela reconhece a assistência financeira e pessoal recebida para execução do trabalho.

TABELAS: devem ser inseridas no texto de acordo com que são citadas e numeradas seqüencialmente por algarismos arábicos. O título deve ser colocado acima da tabela e deve ser curto, porém representativo, com descrição completa da informação contida na tabela. Cabeçalhos e rodapés devem ser concisos, com colunas e linhas cuidadosamente centralizadas. Devem ter qualidade suficiente para garantir boa reprodução. Por favor, abra o link abaixo para ver os requisitos necessários para se obter a resolução adequada. (http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/about/image_quality_table.html)

FIGURAS: devem ser inseridas no texto de acordo com que são citadas e numeradas seqüencialmente por algarismos arábicos. Os dados que foram apresentados em tabelas não devem ser repetidos na forma de figuras. As legendas devem ser colocadas abaixo das figuras. Devem ter qualidade suficiente para garantir boa reprodução. Por favor, abra o link abaixo para ver os requisitos necessários para se obter a resolução adequada. (http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/about/image_quality_table.html)

FOTOGRAFIAS: Devem ter qualidade suficiente para garantir boa reprodução. Por favor, abra o link abaixo para ver os requisitos necessários para se obter a resolução adequada. (http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/about/image_quality_table.html)

Conflitos de Interesses 

É política do periódico Brazilian Journal of Microbiology que qualquer pessoa envolvida no processo de publicação (autores, revisores, membros do corpo editorial e assistentes) deve estar isenta de conflitos de interesses que possam influenciar negativamente o parecer, a objetividade e a lealdade a seus autores. O BJM reconhece que qualquer conflito de interesse detectado deve ser prontamente comunicado e rapidamente resolvido. Conflitos de interesses em publicações podem ser definidos como condições nas quais um indivíduo possui conflito ou competição de interesses que podem resultar em decisões editoriais tendenciosas. Os conflitos de interesses podem ser potenciais, percebidos ou factuais. Considerações pessoais, políticas, financeiras, acadêmicas ou religiosas podem afetar a objetividade de diferentes formas.

 

DIREITOS AUTORAIS

Os autores dos manuscritos aprovados deverão encaminhar para BJM (Fax: 55 11-3037-7095; bjm@sbmicrobiologia.org.br), previamente à publicação, a declaração de transferência de direitos autorais, assinada por todos os co-autores (ver formulário abaixo) ou por pelo menos um dos autores que concorda em informar os outros autores.

 

Transferência de "Direitos Autorais"

"O(s) autor(es) abaixo assinado(s) afirmam que o artigo é original, que não infringe os direitos autorais ou qualquer outro direito de propriedade de terceiros, que não foi enviado para publicação em nenhuma outra revista e que não foi publicado anteriormente. O(s) autor(es) confirma(m) que a versão final do manuscrito foi revisada e aprovada por ele(s). Todos os manuscritos publicados tornam-se propriedade permanente do Brazilian Journal of Microbiology e não podem ser publicados sem o consentimento por escrito de seus Editores."

Artigo no. ____________

Título do Artigo: "______________________________________________________________________"

Nome(s) do(s) Autor(es)                    Assinatura(s)

_________________________________  ___________________________________

_________________________________  ___________________________________

_________________________________  ___________________________________

 

Data: ____/_________/_________

 

[Home] [Sobre esta revista] [Corpo editorial] [Assinaturas]


Creative Commons License Todo o conteúdo do periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

Sociedade Brasileira de Microbiologia
USP - ICB III - Dep. de Microbiologia
Av. Prof. Lineu Prestes, 2415
Cidade Universitária
05508-900 São Paulo SP - Brasil
Tel: +55 11 3813-9647/3037-7095


bjm@sbmicrobiologia.org.br