ISSN 1980-5764 versão impressa

INSTRUÇÕES AOS AUTORES

 

Escopo e política

Dementia & Neuropsychologia segue as diretrizes do ICMJE, (International Committee of Medical Journal Editors: Uniform requirements for manuscripts submitted to biomedical journals editors , atualização de Dezembro de 2014; www.icmje.org).

Em acordo com o ICMJE, Dementia & Neuropsychologia requer, como condição para consideração de publicação, o registro do ensaio clínico nos centros de registro. Os sites para registros de ensaio clínico aceitáveis incluem: http://clinicaltrials.gov, http://isrctn.org, http://actr.org.au, http://trialregister.nl e http://www.umin.ac.jp/ctr. Para este propósito, o ICMJE define ensaio clínico como qualquer estudo que prospectivamente submete indivíduos a intervenções ou comparações de grupos para avaliar as relações de causa e efeito entre uma intervenção médica e a evolução do estado de saúde. O nome do ensaio registrado, sua URL e número de registro deverão constar ao final do resumo. Os ensaios devem ser registrados no início, ou antes, do recrutamento dos indivíduos. Em acordo com as recomendações da BIREME/OPAS/OMS para relato de ensaios clínicos, os autores deverão trabalhar seguindo as diretrizes recomendadas no CONSORT STATEMENT (www.consort-statement.org).

Responsabilidade pela autoria, critérios e contribuições; declaração de finanças e transferência de direitos autorais.

A carta de apresentação deve incluir: (1) declaração de responsabilidade de autoria e (2) declaração de auxílio financeiro. Cada uma destas três declarações deve ser lida e assinada por todos os autores. (Veja o formulário de autoria e um exemplo de carta de apresentação). 

Conflito de interesse. Um conflito de interesse pode existir quando um autor (ou a instituição ou empregador do autor) tem relações financeiras e pessoais que possam inapropriadamente influenciar (ou enviesar) a decisão sobre a autoria do trabalho ou manuscrito. Todos os autores são requisitados a relatar potenciais conflitos de interesse, incluindo interesses financeiros específicos relevantes ao assunto do manuscrito, na sua carta de apresentação e no formulário de declaração financeira de interesses de Dementia & Neuropsychologia. Autores sem interesses financeiros relevantes, devem indicar a ausência de interesse no manuscrito.

São solicitadas aos autores informações detalhadas quanto ao suporte material e financeiro para a pesquisa a trabalho, incluindo fontes de fundos e provisão de equipamentos e suprimentos, não limitados ao auxílio pesquisa.

Espera-se que os autores forneçam informações detalhadas sobre qualquer interesse financeiro relevante ou conflitos financeiros até 5 anos atrás e num futuro próximo, particularmente, aqueles presentes durante a pesquisa e o período de publicação. Além disso, os autores que não tiverem interesses financeiros devem providenciar uma declaração indicando não haver interesse financeiro relacionado ao material do manuscrito.

Estas regras de declarações de conflitos de interesse devem ser aplicadas a todos os manuscritos submetidos, incluindo cartas ao editor, relatos de caso e revisões de livros.

Fundos e suporte e papel do financiador.Todo suporte financeiro e material para a pesquisa e trabalho deve ser clara e completamente identificado nos agradecimentos.

Acesso aos dados e responsabilidade. Para ensaios clínicos financiados pela indústria farmacêutica, os autores devem relatar na sua carta de submissão que (1) eles tiveram total acesso aos dados, (2) tiveram o direito de publicar todos os dados e (3) tiveram o direito de obter análises estatísticas independentes. Manuscritos contendo avaliações estatísticas devem conter o nome e afiliação do revisor estatístico.

Publicação prévia ou submissão duplicada. Manuscritos são recebidos entendendo-se que não estejam sob outra consideração para publicação. Esta informação deve ser inserida na carta de apresentação.

Consentimento informado. Para investigações experimentais em seres humanos ou animais, coloque na sessão de “Métodos” do manuscrito que um comitê institucional aprovou o projeto. Para aqueles investigadores que não possuam um comitê de ética em pesquisa formal (institucional ou regional) os princípios exibidos na Declaração de Helsinki devem ser seguidos. Uma carta de consentimento deve acompanhar todas as fotografias de pacientes na qual uma possível identificação possa ocorrer. Não é suficiente cobrir olhos para mascarar a identidade. Refira-se ao paciente por número (ou, em relatos anedóticos, por nomes fictícios). Nomes reais ou iniciais não devem ser usados no texto, tabelas ou ilustrações.

 

Forma e preparação de manuscritos

Carta de apresentação. Declare um autor para correspondência, responsabilidade de autoria, contribuições, suporte financeiro e conflito de interesses. Forneça também, endereço para correspondência, números de telefone e fax e endereço eletrônico do autor correspondente e endereço eletrônico dos demais autores.

Página de Título. Inclui o título do manuscrito e os nomes dos autores. O título deve ser conciso e descritivo, com informação essencial sobre o conteúdo do manuscrito. O nome dos autores deve incluir o primeiro nome. Ao final da página de título informe: o nome do departamento e instituição, cidade e país no qual o estudo foi conduzido, título acadêmico de cada autor e sua afiliação institucional, suporte financeiro, agradecimentos, nome e endereço (postal e eletrônico) para correspondência.

Resumo – Os resumos de artigos originais ou comunicações breves devem ser estruturados e conter os seguintes itens: embasamento, objetivo(s), métodos, resultados e conclusões. Os resumos podem conter até 250 palavras. Resumos de relatos de caso ou revisões não necessitam ser estruturados e podem conter até 150 palavras.

Palavras-chaves- Adicione 4 a 6 palavras-chave ou frases curtas após o resumo, seguindo os descritores em ciências da saúde (HTTP://decs.bvs.br/)

Título, resumo e palavras-chaves devem ser fornecidos também em português. Aqueles que não escrevem na língua portuguesa, contarão com a tradução dos editores.

Texto -  Os manuscritos originais deverão apresentar até 3000 palavras, contendo: introdução e objetivos; métodos (material e/ou casuística; método estatístico; menção à aprovação pelo Comitê de Ética, o nome do desse Comitê e o consentimento informado); resultados; discussão (que deve incluir as conclusões); e agradecimentos. Os dados apresentados nas tabelas e ilustrações não devem ser repetidos no texto. Observações: O limite para comunicações breves, nota histórica e relato de caso é até 1500 palavras e para revisões até 5000 palavras; “Neuroimagem através de casos clínicos” até 750 palavras.

Referências – Até 50 para manuscritos originais, numeradas consecutivamente em ordem de aparecimento. Para relatos de caso, nota histórica ou comunicações breves até 30, para “Neuroimagem através de casos clínicos” até 10 e nas revisões, até 150. As referências devem seguir a norma Vancouver e abreviado conforme o modelo do Index Medicus ou PubMed.

    - artigos: autor(es). Título. Jornal ano; volume: páginas inicial-final.
    - livros: autor(es) ou editor (es). Título. Edição, se não for a primeira. Cidade de publicação: editora; ano: número de páginas.
    - capítulo de livro: autor (es). Título. In: Editores do livro seguido por (Eds),Título, edição, se não for a primeira. Cidade de publicação: editora, ano: páginas inicial e final.
    - resumos: autor(es). Título, seguido por (abstr). Jornal ano; volume (suplemento e seu número, se necessário): página(s) ou, no caso de resumos não publicados em jornais: Título da publicação. Cidade de publicação: editora, ano: página(s).

Tabelas – até cinco tabelas em manuscritos originais (até duas em comunicações breves ou relatos de caso), cada uma apresentada em página separada, com seu título, legenda e sequência numérica. As tabelas devem conter toda a informação requerida para compreensão do leitor. Não devem ser utilizadas linhas verticais para separar os dados dentro da tabela. Não submeta tabelas como fotografias. Numere a tabela consecutivamente em ordem de sua primeira citação no texto e forneça um breve título para cada uma. Dê a cada coluna um cabeçalho curto ou abreviado. Coloque notas informativas no rodapé, não no cabeçalho. Explicite no rodapé todas as abreviações usadas em cada tabela. Para o rodapé use os seguintes símbolos, nesta sequência: *, +, §, ||, ¶, **, ++, etc. O Editor ao aceitar um manuscrito, pode recomendar que tabelas adicionais contendo dados importantes de suporte, muito extensos para publicação, possam ser deixadas num arquivo, tal como no sítio da revista (www.demneuropsy.com.br), ou que possa ser disponibilizado pelos autores. Neste caso, uma declaração apropriada será adicionada ao texto. Submeta todas as tabelas junto com o manuscrito.

Ilustrações – até três figuras, gráficos ou fotos, com seu título e legenda em páginas separadas (até duas ilustrações em comunicações curtas ou relatos de caso).

 

Envio de manuscritos

As submissões devem ser online: https://mc04.manuscriptcentral.com/dn-scielo. Devem ser anexados: a carta de apresentação, declarações de responsabilidade de autoria, declaração financeira e transferência de direitos autorais. Estudos que utilizem seres vivos devem submeter uma cópia da autorização pelo Comitê de ética da instituição envolvida. Ensaios clínicos serão aceitos para publicação, mediante apresentação do registro de ensaio clínico.

    1. Todos os manuscritos submetidos são revistos inicialmente por um editor. Manuscritos com insuficiente prioridade para publicação serão prontamente rejeitados.
    2. A avaliação inicial será realizada por um Editor Junior verificando a adequação formal do manuscrito às normas de Dementia & Neuropsychologia.
    3.Outros manuscritos serão enviados para a revisão por pares (veja abaixo).
    4. Os autores serão informados pelo Editor Chefe da provável data de publicação após sua decisão final.
    Os autores podem ser solicitados a fornecer informações adicionais sobre a apresentação prévia em encontros científicos. Esta informação pode ser dada na carta de apresentação, enviada na ocasião da submissão do manuscrito.

Atenção – Antes de submeter seu manuscrito, por favor, complete o check list e as declarações de autoria, conflitos financeiros e não financeiros, disponíveis em: Formulário de Revelação de Autoria.

    Revisão por pares

    1. Após aprovação dos aspectos formais, o manuscrito é submetido para revisão por pares e consultores ad-hoc, especialistas nacionais e internacionais. Cada manuscrito será avaliado por pelo menos dois revisores. As identidades dos revisores serão mantidas confidenciais, a identidade dos autores não será informada aos revisores.
    2. Os comentários e sugestões dos revisores serão enviados aos autores do manuscrito num prazo de 60 dias para reformulação.   
    3. A versão reformulada é aceita para re-submissão e reenvio aos revisores para reapreciação. 
    4. No caso da aprovação pelo revisor, o manuscrito é revisado por um editor junior e passa ao processo de publicação. 
    1. No caso de pendências remanescentes o manuscrito é reenviado para os autores com as indicações de revisão. 
    2. O processo inteiro é supervisionado pelo Editor Chefe que determina o número apropriado de re-submissões, sempre focando na qualidade do trabalho a ser publicado.

Não há taxas para submissão e avaliação de artigos.

 

[Home] [Sobre a revista] [Corpo editorial] [Assinaturas]


Creative Commons License Todo o conteúdo do periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

Associação de Neurologia Cognitiva e do Comportamento
Rua Itapeva, 538/132 3º andar
01332-000
São Paulo-Brasil
Tel.: (11)3288-8684, 3288-9923


demneuropsy@uol.com.br