ISSN 0101-7330 versão impressa
ISSN 1678- 4626 versão on-line

INSTRUÇÕES AOS AUTORES

Atualizado: 19/08/2016

 

 

A Revista EDUCAÇÃO & SOCIEDADE (ES) tem como escopo a publicação de trabalhos científicos/acadêmicos originais, o incentivo à pesquisa e ao debate da área, centrados nas relações entre a educação e a sociedade. Os trabalhos encaminhados para publicação devem ser inéditos, em meios impressos ou eletrônicos, não sendo admitida a sua submissão simultaneamente para avaliação em outro periódico.

A Revista receberá para publicação artigos redigidos em português, espanhol, francês, inglês e alemão, já revisados em seu idioma de origem. Aqueles em inglês, francês e alemão, após a sua aprovação, deverão ser traduzidos para o português e revistos pelos autores. Os artigos em espanhol serão publicados no idioma de origem. Na publicação eletrônica, os textos estrangeiros, com exceção do espanhol, serão disponibilizados também nos idiomas de origem.

Não serão aceitos para publicação artigos que não focam a temática na inter-relação educação e sociedade, projetos ou relatórios de pesquisa, relatos de experiências, artigos descritivos sem problematização do tema, capítulo(s) de teses, dissertações ou trabalhos de conclusão de curso, tampouco artigos (ou versão destes) já publicados em anais e periódicos nacionais ou estrangeiros, seja em formato impresso ou digital.

A publicação de artigos, resenhas críticas e outros trabalhos na revista Educação & Sociedade, após a aprovação final do Comitê Editorial (CE), composto pelos Editores Associados, só acontecerá mediante a adesão do(s) autor(es) como sócio(s) do Cedes, bem como após a assinatura do Termo de Cessão de Direitos Autorais e Originalidade. O sócio do Cedes tem o direito a receber, por ano de adesão, quatro números da Educação & Sociedade, três números dos Cadernos Cedes, descontos nas inscrições dos eventos promovidos pelo Cedes, além do direito ao voto e de ser votado.

É também direito do autor de cada artigo receber, gratuitamente, dois  exemplares do fascículo em que seu trabalho foi publicado. No caso de artigos em coautoria, cada autor receberá um exemplar

Os trabalhos serão disponibilizados integralmente também em formato eletrônico, no site da Scientific Electronic Library OnLine (SciELO) (www.scielo.br/es), concomitantemente à sua publicação impressa.

Educação & Sociedade declara que os conceitos e posicionamentos emitidos nos textos publicados são de inteira responsabilidade dos autores, não refletindo, necessariamente, a opinião do Corpo Editorial desta revista.

O tratamento ético da pesquisa sobre a qual o artigo se refere é de responsabilidade dos autores.

Cada autor só poderá ter um artigo em tramitação, entre o início da submissão e a publicação final. Será observado um intervalo de 18 meses entre a publicação de textos escritos pelo mesmo autor e o início de um novo processo de submissão.

Alertamos que as orientações aqui elencadas devem ser rigorosamente seguidas pelos autores, pois a sua inobservância poderá implicar a recusa imediata do texto.

 

Categorias de artigos

Educação & Sociedade publica textos levando em consideração a originalidade do tema, densidade e rigor conceitual na abordagem do assunto e a qualidade sintática do texto, resultantes de pesquisa (especificadas as informações da pesquisa e agência financiadora, quando for o caso) e ensaio compondo as diferentes seções do periódico. De acordo com a temática, os artigos são publicados nas seções: Artigos, Revisão & Síntese, Análise das Práticas Pedagógicas, Formação de Profissionais da Educação, Debates & Polêmicas, Imagens & Palavras (seção destinada à publicação de trabalhos sobre temas relacionados à mídia e educação, bem como ensaios, comentários e resenhas de livros, entrevistas, filmes e outros produtos culturais de interesse para o campo educacional).

 

O processo de avaliação

A política editorial da revista define as seguintes categorias para avaliação dos textos: conteúdo, forma, originalidade, relevância, consistência teórica e rigor analítico, atualidade, qualidade do texto e adequação ao escopo editorial.

Os originais submetidos passam por três fases. A primeira consiste na triagem realizada pelo Editor Coordenador e Editor Assistente, que examinam a adequação do trabalho à linha editorial da revista e seu potencial para publicação; a segunda, uma avaliação preliminar pelo Comitê Editorial que visa identificar a contribuição e a qualidade do artigo para a revista; e a terceira fase, uma avaliação duplo-cega. A decisão final volta ao Comitê Editorial.

Os artigos considerados dentro do escopo e adequados aos critérios editoriais da revista são encaminhados pelo Comitê Editorial aos pareceristas (no mínimo dois). Compete a eles recomendar aceitação, recusa ou reformulação dos trabalhos. No caso de reformulação, os textos deverão retornar aos pareceristas para avaliação final. O resultado da avaliação será encaminhado ao autor.

Com o sistema duplo-cego (blind review), os nomes dos pareceristas permanecerão em sigilo, omitindo-se também destes os nomes dos autores. Portanto, ao submeter o artigo no sistema, é indispensável o anonimato de autoria. Em hipótese alguma, o(s) autor(es) pode(m) se identificar no corpo do texto. Considera-se quebra de anonimato qualquer referência explícita de autoria — citação de nome do(s) autor(es) do artigo ou referência a artigos em autoria ou em coautoria em trabalhos anteriores —.

A aceitação final dos artigos depende dos seguintes critérios:
- Recomendação dos pareceristas.
- Efetivação dos ajustes necessários pelo(s) autor(es).
- Aprovação do artigo pelo Comitê Editorial, composto pelos Editores Associados, cuja resolução contemplará cinco tipos de avaliação:

  1. Aceitar.
  2. Efetuar correções obrigatórias.
  3. Submeter novamente para avaliação.
  4. Enviar para outra revista.
  5. Rejeitar.

 

Submissão de trabalhos

A revista Educação & Sociedade opera exclusivamente pelo sistema on-line Submission (SciELO), que utiliza o Open Journal System como suporte de gerenciamento eletrônico e publicação de periódicos científicos. Dessa forma, todo o processo de captação e arbitragem dos artigos passa necessariamente por essa plataforma eletrônica.

Cada autor deverá registrar-se no sistema e submeter seus trabalhos para apreciação em sistema duplo-cego (blind review) da seguinte forma:

  1. O(s) autor(es) do documento exclui(em)  do texto nomes, substituindo-os por "Autor" e o ano em referências e notas, em vez de nomes de autores, título do artigo, etc.
  2. Em documentos do Microsoft Office, a identificação do autor deve ser removida das propriedades do documento (no menu Arquivo > Propriedades), iniciando em Arquivo, no menu principal, e clicando na sequência: Arquivo > Salvar como... > Ferramentas (ou Opções no Mac) > Opções de segurança... > Remover informações pessoais do arquivo ao salvar > OK > Salvar.

Os autores podem, inclusive, acompanhar todo o processo de arbitragem do texto a partir de seu login e senha. O acesso ao sistema de cadastro pode ser feito pelo seguinte caminho: http://submission.scielo.br/index.php/es/user/register

Após o registro, o usuário estará apto a submeter seu trabalho, por meio do link: http://submission.scielo.br/index.php/ccedes/about/submissions#onlineSubmissions.

 

Apresentação formal dos originais

Os autores devem submeter o texto à revisão ortográfica e gramatical antes de apresentá-lo à Revista. O volume de texto de artigos, incluindo resumos, notas e referências bibliográficas, deverá estar entre 35.000 (volume mínimo) e 44.000 (volume máximo) caracteres com espaços, salvo casos excepcionais a critério dos Editores. As resenhas críticas não devem exceder 10.000 caracteres com espaços. Os originais deverão ser submetidos em extensão .DOC ou .DOCX (Word for Windows), folha formato A4, nas seguintes características:

  • Título e subtítulo do artigo: fonte Times New Roman 16, centralizado, negrito, com no máximo duas linhas e até 15 palavras, representando o conteúdo do artigo. Título e subtítulo também devem ser apresentados em inglês e francês e, neste caso, deverão estar em negrito e itálico.
  • Títulos e subtítulos internos: fonteTimes New Roman 14, respectivamente, em negrito e centralizado.

  • Resumo e palavras-chave: não deve ultrapassar 800 caracteres (considerando os espaços), 5 palavras-chave, no máximo, que possibilitem identificar o conteúdo do artigo, separadas por ponto. Utilizar fonte Times New Roman 12, sem recuo. Resumo e palavras-chave também devem ser apresentados em inglês e francês.
  • Miolo: fonte Times New Roman 12, sem recuo de parágrafos, espaçamento de 1,15 entre linhas e de 6 pt antes e depois dos parágrafos; margens de 3 cm.
  • Tabelas e gráficos: Devem vir ao final do próprio arquivo do artigo, logo após as referências. Cada tabela/gráfico deverá estar identificado com o respectivo título (obrigatoriamente) e legenda (se houver). As tabelas devem estar sempre em formato editável e nunca em imagem.  Alertamos que os gráficos devem ser produzidos em preto e branco.
  • Tabela 1: Alunos Matriculados no Ensino Médio, ano 2014 .
    (sempre indicar se em % ou números absolutos em Times New Roman 12, centralizado)


    Estado

    Número Matriculados

    São Paulo

     

    Bahia

     

    Pará

     

    Fonte: MEC, Censo Escolar, 2014 (Times New Roman 10, centralizado).

     

    Gráfico 1: European Parliament Elections. (Times New Roman 12, centralizado)
    Fonte: União Européia, 2010.

  • Imagens, figuras e fotografias: Devem ser inseridas no final do próprio arquivo do artigo, após as tabelas, com as seguintes características: em preto e branco, alto contraste, resolução mínima de 300 DPI, largura mínima de 1200 pixels, formato JPG, PNG, PDF ou EPS. Salientamos que imagens, figuras e fotografias serão publicadas com a largura máxima de 100 mm.
  • Exemplo:

    Figura 1: Fluxo de crianças. (Times New Roman 12, centralizada)
    Fonte: Elaboração a partir da pesquisa realizada (Times New Roman 10, centralizada)

  • Notas: quando existirem, devem ser numeradas sequencialmente e colocadas no final do artigo, antes das referências (notas de fim). Não é permitido o uso de notas bibliográficas. Para isso, devem-se utilizar as citações no texto de acordo com a NBR 10.520/2002, da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT): as citações das referências no corpo do trabalho devem ser feitas com a indicação do(s) nome(s) do(s) autor(es), ano de publicação e paginação: (NUNES, 1995, p. 225). Para mais de um autor, separar com ponto e vírgula (NUNES; FERREIRA, 2001, p. 12).
  • Referências bibliográficas: devem obedecer à NBR-6023/2002, da ABNT), sendo ordenadas alfabeticamente pelo sobrenome do primeiro autor. Nas referências bibliográficas de até três autores, todos poderão ser citados, separados por ponto e vírgula. Nas referências com mais de três autores, citar somente o primeiro autor, seguido da expressão et al. A exatidão das referências constantes na listagem e a correta citação de seus dados no texto são de responsabilidade do(s) autor(es) dos trabalhos.
  • Alguns exemplos:

  • Livros (um autor)
    FRIGOTTO, G. Educação e a crise do capitalismo real. 4. ed. São Paulo: Cortez, 2000.
  • Livros (dois autores)
    BABIN, P.; KOULOUMDJIAN, M. Os novos modelos de compreender: a geração do audiovisual e do computador. São Paulo: Paulinas, 1989.

  • Capítulos de livros
    OLIVEIRA, F. Neoliberalismo à brasileira. In: GENTILI, P. (Org.). Pós-neoliberalismo: as políticas sociais e o estado democrático. Rio de Janeiro: Paz & Terra, 1995. p. 29-34.

  • Artigos de periódicos (com mais de três autores)
    PODSAKOFF, P.M. et al. Transformational leader behaviors and their effects on followers’ trust in leader, satisfaction, and organizational citizenship behaviors. Leadership Quarterly, Greenwich, Conn., v. 1, n. 2, p. 107-142, 1990.
    • Teses
    CARVALHO, W.L.P. O ensino das ciências sob a perspectiva da criatividade: uma análise fenomenológica. 1991. 302f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação. Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1992.

  • Artigo de periódico (formato eletrônico)
    AQUINO, J.G.; MUSSI, M.C. As vicissitudes da formação docente em serviço: a proposta reflexiva em debate. Educação & Pesquisa, São Paulo, v. 27, n. 2, p. 211- 227, jul. 2001. Disponível em http://www.scielo.com.br. Acesso em: 14 out. 2001.

  • Livro em formato eletrônico
    SÃO PAULO (Estado). Entendendo o meio ambiente. São Paulo, 1999. v. 1. Disponível em http://www.bdt.org.br/sma/entendendo/atual/htm. Acesso em: 8 mar. 1999.

  • Artigo assinado (jornal)
    DIMENSTEIN, G. Escola da vida. Folha de S. Paulo, São Paulo, 14 jul. 2002. Folha Campinas, p. 2.

  • Artigo não assinado (jornal)
    FUNGOS e chuva ameaçam livros históricos. Folha de S. Paulo, São Paulo, 5 jul. 2002. Cotidiano, p. 6.

  • Decretos e leis
    BRASIL. Decreto n. 2.134, de 24 de janeiro de 1997. Regulamenta o art. 23 da
    Lei n. 8.159, de 8 de janeiro de 1991, que dispõe sobre a categoria dos documentos públicos sigilosos e o acesso a eles, e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, n. 18, p. 1435-1436, 27 jan. 1997. Seção 1.

  • Constituição Federal
    BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal, 1988.

  • Relatório oficial
    UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ. Relatório 1999. Curitiba, 1979. (mimeo.).

  • Gravação de vídeo
    VILLA-LOBOS: o índio de casaca. Rio de Janeiro: Manchete Vídeo, 1987. 1 videocassete (120 min.): VHS, son., color.

  • Trabalho publicado em Anais de Congresso

    PARO, V.H. Administração escolar e qualidade do ensino: o que os pais ou responsáveis têm a ver com isso? In: SIMPOSIO BRASILEIRO DE POLITICA E ADMINISTRAÇÃO DA EDUCAÇÃO, 18., 1997, Porto Alegre. Anais... Porto Alegre, Edipucrs, 1997. p. 303-314.
  •  

    Orientações para encaminhamento de proposta de Dossiês Temáticos

    Educação & Sociedade  também publica  Dossiês Temáticos de acordo com o escopo da revista. Estes podem ser concebidos a partir de propostas ou de chamadas dos Editores Associados, dos Comitês Editoriais da Revista ou de propostas da comunidade acadêmica, nacional e internacional.

    As propostas de dossiês encaminhadas pela comunidade acadêmica serão examinadas pelo Comitê Editorial (CE) da Revista Educação & Sociedade, composto pela Editora Coordenadora, Editora Assistente e Editores Associados, o qual estará encarregado de decidir pela sua aprovação ou não. Serão privilegiadas propostas que apresentem temáticas relevantes e emergentes as quais contemplem as relações entre educação e sociedade.

    As propostas devem ser enviadas para o e-mail cedeseditoria@zeppelini.com.br. São requisitos mínimos para a apresentação de propostas de Dossiês Temáticos:

    1. Título e ementa do dossiê proposto.
    2. Nome e súmula curricular do Organizador do dossiê. Serão permitidos no máximo dois organizadores por dossiê.
    3. Problematização do tema e sua  justificativa.
    4. Estrutura do dossiê.
    5. Lista dos artigos que comporão o dossiê, contendo: títulos e resumos expandidos de cada um deles (máximo de duas laudas cada).
    6. Nome e súmula curricular dos colaboradores do dossiê.
    7. O organizador deverá solicitar a contribuição de especialistas nacionais e internacionais. O dossiê deverá ter, pelo menos, dois  artigos internacionais.
    8. Os artigos do dossiê deverão ser inéditos, ou seja, não deverão ter sido publicados em nenhum outro meio, seja impresso, digital ou outros, nem estar sendo objeto de avaliação em outro periódico.
    9. O prazo para análise de uma proposta de dossiê pelo CE é de, no máximo, dois meses, ao final dos quais o Organizador receberá e-mail (mensagem eletrônica) informando-o sobre o resultado.
    10. Caso a proposta seja aprovada, o Organizador terá que solicitar a todos os autores que compõem o dossiê que se cadastrem e submetam seus artigos para avaliação no sistema on-line SciELO (ver orientações para submissão de trabalhos) de acordo com datas acordadas entre Organizadore CE, considerados tempo necessário para autores e para tramitação editorial e edição do número previsto para sua publicação.
    11. Caso os autores não insiram seus artigos, haja qualquer modificação na proposta inicial ou haja descumprimento dos prazos, sem consulta e anuência do CE de Educação & Sociedade, a proposta de dossiê estará automaticamente eliminada.
    12. A aprovação do dossiê não implica a aprovação automática dos artigos nele contidos. Cada artigo será objeto de avaliação específica, ao final da qual podem ser sugeridas alterações ou exclusão do dossiê, ficando o Organizador incumbido de substituí-lo,  respeitando os prazos acordados com o CE. As substituições só poderão ocorrer com sua aceitação explícita.
    13. Só serão publicados aqueles dossiês que tiverem o mínimo de seis artigos com pareceres favoráveis.
    14. Cabe ao Organizador acompanhar a produção editorial do dossiê durante todas as etapas, atuando, sempre que solicitado, como intermediário entre os editores e os autores dos artigos.
    15. O Organizador poderá ser autor de um artigo, da Apresentação e segundo coautor de, no máximo, um outro artigo.
    16. O Organizador ficará encarregado de preparar uma apresentação do dossiê.
    17. O conjunto de artigos do dossiê deverá ocupar um total de no mínimo oito artigos, obedecendo às normas de submissão de artigos da Revista Educação & Sociedade.
    19. Os casos omissos serão analisados pelo CE da Revista Educação & Sociedade.

     

    [Home] [Sobre a revista] [Corpo editorial] [Assinaturas]


    Creative Commons License Todo o conteúdo do periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

    CEDES
    Caixa Postal 6022 - Unicamp

    13084-971 Campinas SP Brasil
    Tel. / Fax: +55 19 3521-6710


    revista_cedes@yahoo.com.br