ISSN 0100-3984 versão impressa
ISSN 1678-7099 versión online

INSTRUÇÕES AOS AUTORES

 

Escopo e política

A revista Radiologia Brasileira (ISSN 0100-3984), publicada bimestralmente, é o órgão oficial de divulgação científica do Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem e destina-se à publicação de trabalhos científicos de interesse nas áreas de Radiologia, Radioterapia, Medicina Nuclear, Ultrassonografia, Tomografia Computadorizada, Ressonância Magnética e Física e Biologia das Radiações. Radiologia Brasileira aceita para publicação trabalhos de colaboradores nacionais e estrangeiros. Os manuscritos encaminhados à Radiologia Brasileira e aceitos para publicação tornam-se propriedade do Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem. A reprodução, no todo ou em parte, de artigos publicados na Radiologia Brasileira somente poderá ser feita com prévia autorização do Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem.

 

Instruções aos Autores

Nota sobre Autoria: Com exceção de trabalhos considerados de excepcional complexidade ou multicêntricos, a revista considera 8 o número máximo aceitável de autores para Artigos Originais, 6 para Artigos de Revisão, Ensaios Iconográficos e Relatos de Casos, e 2 para as demais categorias. No caso de maior número de autores, enviar carta à Secretaria Editorial descrevendo a participação de cada autoria no trabalho.

Os materiais submetidos para publicação devem ser inéditos e não devem estar sendo analisados com fins de publicação em nenhum outro periódico. Serão aceitos para análise e publicação artigos escritos em português ou em inglês, independentemente da Instituição de origem.

O artigo submetido para apreciação é encaminhado aos editores, que fazem uma revisão inicial quanto aos padrões mínimos de exigência da revista Radiologia Brasileira e ao atendimento de todas as normas requeridas para envio dos originais. A seguir, remetem o artigo a dois revisores especialistas na área pertinente, selecionados do Conselho Editorial e/ou do Corpo de Revisores da revista. Os revisores são sempre de instituições diferentes da instituição de origem do artigo e são “cegos” quanto à identidade dos autores e local de origem do trabalho. As opiniões expressas nos artigos, inclusive as alterações feitas pelos editores, são de responsabilidade única dos autores.

 

Tipos de artigos publicados

A revista Radiologia Brasileira classifica os artigos de acordo com as especificações a seguir, agrupando-os dentro das seções de cada subespecialidade.

Artigos Originais: Novas informações de interesse ao diagnóstico clínico ou relacionadas a pesquisa experimental ou laboratorial. O manuscrito deve ter no máximo 3.000 palavras (excluindo-se tabelas e referências). A soma de tabelas e figuras não deve ultrapassar o total de 8 (caso a figura seja composta por partes – A, B, C,... –, cada parte é contada como uma figura). Incluir no máximo 30 referências.

Artigos de Revisão: Solicitados pelos Editores a especialistas da área. São artigos de síntese de assuntos bem estabelecidos, com análise crítica da bibliografia consultada e conclusões. Podem ter até 4.000 palavras, 12 figuras, 4 tabelas e 50 referências.

Ensaios Iconográficos: Solicitados pelos Editores a especialistas da área. Trabalhos cujo objetivo maior é a demonstração por imagens dos tópicos apresentados. O texto (até 1.200 palavras) e as referências (máximo 10) devem ser sumários. O total de figuras não deve ultrapassar 14.

Relatos de Casos: Breve discussão de um único caso com características singulares de interesse para a classe. Um segundo caso poderá reforçar a discussão ou a ilustração dos achados, mas um caso apenas deverá permanecer em foco. Devem ser compostos por Introdução, Relato do Caso, Discussão e Referências. Devem conter no máximo 700 palavras, 8 referências e 4 figuras.

Cartas ao Editor: Críticas a matérias publicadas, de maneira construtiva, objetiva e educativa, consultas a situações diagnósticas. As discussões de assuntos específicos da radiologia serão publicadas a critério dos Editores. As cartas devem ser breves (250–500 palavras).

Editorial: Poderá ser escrito pelos Editores ou por qualquer membro do Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem. Os assuntos de caráter político deverão ser aprovados pelo Conselho Editorial.

Resumos de Teses: Selecionados por membros do Conselho Editorial, deverão conter o mesmo conteúdo do resumo da dissertação/tese apresentada a uma Universidade.

Resenhas: Comentário, de maneira clara e sucinta, de um livro, artigo ou qualquer tipo de texto científico em que se dá uma idéia geral e sumária de uma obra.

Novidades em Radiologia: Breve descrição de uma técnica ou procedimento específico, modificação de uma técnica, ou novo equipamento de interesse para radiologistas.

 

Orientações gerais para artigos científicos

As recomendações a seguir são baseadas nos “Requisitos uniformes para originais submetidos a revistas biomédicas”, estabelecidos pelo Comitê Internacional de Editores de Revistas Médicas (Grupo Vancouver) e disponíveis em: http://www.icmje.org. Mesmo preparados e submetidos a essas recomendações, os artigos serão editados em conformidade com o estilo da revista.

Os manuscritos devem ser digitados em espaço duplo (todas as páginas), com margens de pelo menos 3 cm e fonte Times New Roman 11 pontos contendo as seguintes partes: a) página de títulos; b) resumos e unitermos; c) texto e agradecimentos; d) referências.

a) Página de Títulos

Esta página deve conter: título do artigo em português, título do artigo em inglês, nomes completos (por extenso e na forma abreviada) dos autores, a titulação principal, a atividade acadêmica e a principal Instituição a que pertence cada autor, seus endereços completos, informações de patrocínio e/ou outras contribuições. Deve-se citar a Instituição onde o trabalho foi realizado. O autor correspondente deverá ser claramente identificado, e o seu endereço completo, número de telefone, fax e e-mail devem ser fornecidos. Incluir um título resumido do artigo (máximo de 60 caracteres, inclusive espaços) para constar no topo das páginas na revista impressa

b) Resumos e Unitermos

Resumos estruturados (em português e inglês) com 200 palavras ou menos devem ser entregues com cada manuscrito de Artigo Original. Os resumos devem conter os itens: OBJETIVO: Descreva a hipótese testada ou procedimentos avaliados. MATERIAIS E MÉTODOS: Descreva brevemente o que foi feito e os materiais utilizados, inclusive o número de pacientes, os métodos utilizados para a avaliação dos dados e para evitar o viés. RESULTADOS: Cite os achados do estudo, inclusive indicadores de significância estatística. Números reais e porcentagens devem ser incluídos. CONCLUSÃO: A(s) conclusão(ões) baseada(s) nos achados deve(m) ser resumida(s) em uma ou duas sentenças. Devem ser listados, abaixo dos resumos, três a seis unitermos e respectivos keywords, preferentemente de acordo com os Descritores em Ciências da Saúde (DeCS) ou com o Medical Subject Headings (MeSH) da National Library of Medicine (http://www.nlm.nih.gov).

Resumos de 60 palavras ou menos devem ser entregues para cada artigo de Relato de Caso ou de Novidades em Radiologia. Os resumos devem estabelecer: a) o que foi feito; b) qual foi o achado; c) qual foi a conclusão. Estas informações não devem ser divididas em itens. Listar três a seis unitermos/keywords.

Para Artigos de Revisão ou trabalhos similares, resumos de 100–200 palavras devem sintetizar o conteúdo do artigo, que não deve ser dividido em itens. Listar três a seis unitermos/keywords.

Referências não devem ser citadas nos resumos dos trabalhos.

c) Texto

Os artigos originais devem ser divididos em seções, com os itens: Introdução, Materiais e Métodos, Resultados, Discussão.

Introdução: Descreva brevemente o objetivo da investigação e explique a sua importância.

Materiais e Métodos: Descreva o plano de pesquisa, os materiais (ou pacientes) e os métodos utilizados, nesta ordem. Explique em detalhes como a doença foi confirmada e como a subjetividade das observações foi controlada. Para garantir o anonimato no processo de revisão, o nome da Instituição onde o trabalho foi realizado e os nomes dos autores ou suas iniciais não devem ser mencionados.

Resultados: Apresente os resultados em seqüência lógica e clara. Se forem utilizadas tabelas, não duplique os dados tabulares no texto, mas descreva as tendências e pontos importantes.

Discussão: Descreva as limitações do plano de pesquisa, materiais (ou pacientes) e métodos, considerando o objetivo e os resultados do estudo. Quando os resultados forem diferentes de resultados obtidos em estudos anteriores, justifique a discrepância.

Conclusão(ões): Quando for o caso, descreva em sentenças resumidas.

d) Referências

As referências devem ser numeradas, consecutivamente, na ordem que aparecem no texto e formatadas no estilo Vancouver, segundo as diretrizes do International Committee of Medical Journal Editors, publicadas em “Uniform requirements for manuscripts submitted to biomedical journals”, atualizadas em 2007 e disponíveis no endereço: http://www.icmje.org. As abreviaturas utilizadas para os periódicos citados nas referências devem seguir o padrão do PubMed.

Artigo de periódico impresso ou eletrônico

1. Glazebrook KN, Magut MJ, Reynolds C. Angiosarcoma of the breast. AJR Am J Roentgenol. 2008;190:533–8.

2. Teixeira AC, Urban LABD, Schwarz RS, et al. Valor da ultra-sonografia na avaliação das alterações endometriais em pacientes tratadas com tamoxifeno. Radiol Bras [Internet]. 2007 Nov/Dez [acessado em 2008 Fev 6]; 40(6):365–9. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rb/v40n6/a03v40n6.pdf

Quando mais de três autores forem listados, citar apenas os três primeiros, seguidos de et al.

Livro impresso ou eletrônico

3. Web RW, Müller NL, Naidich D. High-resolution CT of the lung. 3rd ed. Philadelphia: Lippincott Williams & Wilkins, 2002.

4. Richardson ML. Approaches to differential diagnosis in musculoskeletal imaging [Internet]. Version 2.0. Seattle: University of Washington School of Medicine; c2000 [revised 2001 Oct 1; cited 2006 Nov 1]. Available from: http://www.rad.washington.edu/mskbook/index.html

Capítulo de livro impresso ou eletrônico

5. Stoller D. MRI of the knee. In: Edelman R, Hesselink JR, Zlatkin M, editors. Clinical magnetic resonance imaging. 2nd ed. Philadelphia: WB Saunders, 1997; p. 1917–72.

6. Mouchawar J, Taplin S, Ichikawa L, et al. Late-stage breast cancer among women with recent negative screening mammography: do clinical encounters offer opportunity for earlier detection? In: Vogt TM, Wagner EH, editors. Health care systems as research platforms: the cancer research network [Internet]. Bethesda: Oxford University Press; 2005 [cited 2006 Nov 20]. p. 39-46. Available from: http://jncimono.oxfordjournals.org/cgi/reprint/2005/35/39

Resumos apresentados em Congressos e publicados em periódicos

7. Andrade CS, Amaral RP, Brito MC, et al. Conhecendo as leucodistrofias [resumo]. In: XXXVI Congresso Brasileiro de Radiologia; 2007 Out 11-13; Salvador (BA). São Paulo: Colégio Brasileiro de Radiologia; 2007. p. 41. (Radiologia Brasileira; vol. 40, supl. 1).

Nota: Uma lista completa de exemplos de citações bibliográficas pode ser encontrada na Internet, no endereço: http://www.icmje.org http://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/bv.fcgi?rid=citmed.TOC&depth=2

Referências que sejam resumos, editoriais e cartas devem ser registrados como tal. É responsabilidade do(s) autor(es) garantir que todas as referências sejam listadas com precisão.

Dados não publicados e comunicações pessoais não devem ser incluídos na lista de referências, mas podem ser citados no texto entre parênteses: (Smith DJ, comunicação pessoal), (Brown AC, dados não publicados). Estes dados incluem trabalhos submetidos, mas ainda não-aceitos para publicação.

e) Tabelas

Cada tabela deve ser digitada em espaço duplo, em fonte 11, sem linhas verticais ou horizontais. Cada tabela deve ter um breve título descritivo. As tabelas não deverão ter mais que uma página e deverão apresentar pelo menos quatro linhas e duas colunas de dados. As tabelas devem ser numeradas em algarismos arábicos, na ordem que são citadas no texto. As abreviaturas e explicações devem ser identificadas em notas embaixo de cada tabela e não no título, e identificadas pelas seguintes letras e seqüência: (a), (b), (c), (d), (e),.... As tabelas devem ser auto-explicativas e não duplicar dados apresentados no texto ou nas figuras. A precisão de todos os cálculos aritméticos (porcentagens, totais, diferenças) deverá ser verificada e os dados tabulares deverão coincidir com os dados apresentados no texto.

f) Ilustrações e Legendas

Cada ilustração será enviada no sistema em separado. Todas as ilustrações devem ter legendas. É essencial que a legenda descreva todas as características constantes de uma ilustração. As ilustrações devem ser limitadas às necessidades para mostrar as características essenciais descritas no manuscrito. É preferível que cada ilustração apresente apenas a(s) área(s) de interesse, com suficiente área ao redor para fins de orientação. É essencial indicar todas as características descritas na legenda, utilizando-se identificadores diferentes para cada característica (não se deve utilizar triângulos eqüiláteros como setas). Os identificadores devem ser aplicados diretamente sobre a figura, encostados às lesões (ou estruturas) que se quer evidenciar. No caso de mais de uma ilustração pertencer a um mesmo caso, deve-se agrupá-las sob uma mesma legenda e identificá-las por letras (A, B, C, etc.).

Ilustrações em cores somente serão assim publicadas se os Editores concluírem que as cores são essenciais para transmitir a mensagem dessas ilustrações. As imagens de fotografias devem vir em arquivos nos formatos jpg, gif ou tif, com resolução de 300 dpi para o tamanho aproximado de 9 x 12 cm.

g) Unidades e Abreviaturas

As medidas de radiação e valores laboratoriais devem ser baseados nas Unidades do Sistema Internacional (International System Units in Radiation Protection and Measurements, NCRP Report no. 28, August 1985).

Abreviaturas e siglas devem ser evitadas. Nunca usá-las no título do artigo e preferentemente não usá-las no resumo. Quando incluídas no texto, devem ser descritas por extenso na primeira menção e seguidas pela abreviatura ou sigla entre parênteses.

h) Informações Gerais

A Revista não aceita material editorial com objetivos comerciais.

Conflito de interesses: Devem ser mencionadas as situações que poderiam influenciar de forma inadequada o desenvolvimento ou as conclusões do trabalho. Entre estas situações, a participação societária nas empresas produtoras das drogas ou equipamentos citados ou utilizados no trabalho, assim como em relação aos concorrentes. São também consideradas fontes de conflito auxílios recebidos, relações de subordinação no trabalho, consultorias, etc.

Comitê de Ética em Pesquisa: Trabalhos que relatem resultados realizados em seres humanos devem vir acompanhados de autorização do Comitê de Ética em Pesquisa da Instituição.

Termo de consentimento livre e informado: Artigos que tratem de pesquisa clínica com seres humanos devem incluir a declaração de que os participantes assinaram o Termo de Consentimento Livre e Informado.

Registro de ensaios clínicos: A partir de agosto de 2007, os periódicos indexados nas bases de dados Lilacs e SciELO deverão exigir que os ensaios controlados aleatórios (randomized controled trials) e ensaios clínicos (clinical trials) submetidos para publicação tenham o registro em uma base de dados de Ensaios Clínicos. Essa decisão é decorrente da orientação da Plataforma Internacional para Registros de Ensaios Clínicos (ICTRP) da Organização Mundial da Saúde (OMS), do International Committee of Medical Journal Editors (ICMJE). As instruções para o registro estão disponível no endereço eletrônico do ICMJE (http://www.icmje.org/clin_trialup.htm) e o registro poderá ser feito na base de dados de Ensaios Clínicos da National Library of Medicine disponível em http://clinicaltrials.gov/ct/gui.

Agradecimentos: Devem ser mencionados colaborações de pessoas, instituições ou agradecimentos por apoio financeiro e auxílios técnicos que mereçam reconhecimento, mas não justificam a sua inclusão entre os autores.

 

 

 

 

Instruções para envio de material on-line

Atualmente, os artigos devem ser submetidos on-line, acessando-se o Sistema de Gestão de Publicações (SGP).

INSTRUÇÕES PARA ENVIO DE MATERIAL ON-LINE

Acesso ao Sistema (SGP): http://www.rb.org.br

O sistema de submissão on-line irá solicitar:

1. A inserção das figuras e legendas, respeitando-se o máximo permitido para cada tipo de artigo.

2. Relação do autor principal e co-autores, e respectivas titulações.

3. Inserção dos títulos e unitermos, em português e inglês. Incluir um título condensado do artigo (máximo de 60 caracteres, inclusive espaços), para constar no topo das páginas na revista impressa.

4. A classificação do artigo (passível de ser alterada pelos editores/revisores).

5. Inserção do resumo e abstract, além de outras informações adicionais.

6. Inserção do conteúdo do artigo (texto e referências), que poderá ser copiado e colado de um arquivo Word ou similar, exceto as figuras e as partes já enviadas (itens 1 a 5).

7. Imprimir o termo de cessão de direitos (copyright), que deverá ser assinado e enviado por fax ou correio para a revista.

8. Caso tudo esteja correto, aprovar o manuscrito, que será encaminhado aos editores.

 

Endereço para correspondência: Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem – Secretaria Editorial da Radiologia Brasileira. Avenida Paulista, 37, 7º andar, conjunto 71. São Paulo, SP, 01311-902.

 

[Home] [Sobre esta revista] [Corpo Editorial] [Assinaturas]


Creative Commons License Todo o conteúdo do periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem
Av. Paulista, 37- 7º andar - conjunto 71
01311-902 - São Paulo, SP - Brasil
Tel: (11) 3372-4544
Fax: (11) 3285-1690


radiologiabrasileira@cbr.org.br