ISSN 0034-7280 versão impressa
ISSN 1982-8551 versão online

INSTRUÇÕES AOS AUTORES

 

Instruções aos autores

ESCOPO
A Revista Brasileira de Oftalmologia (Rev Bras Oftalmol.), e-ISSN 1982-8551, é uma publicação científica contínua da Sociedade Brasileira de Oftalmologia, a qual se propõe a divulgar artigos que contribuam para o aperfeiçoamento e o desenvolvimento da prática, da pesquisa e do ensino da Oftalmologia e de especialidades afins.
Todos os manuscritos, após aprovação pelos Editores, são avaliados por dois ou três revisores qualificados (peer review), sendo o anonimato garantido em todo o processo de julgamento (blind review). Os comentários dos revisores são devolvidos aos autores, para modificações no texto ou justificativa de sua conservação. Somente após as aprovações finais dos revisores e editores, os manuscritos são encaminhados para publicação.
Os artigos que não apresentarem mérito, contiverem erros significativos de metodologia, ou não se enquadrarem na política editorial da revista, serão rejeitados, não cabendo recurso.
O manuscrito aceito para publicação passa a ser propriedade da revista e não pode ser editado, total ou parcialmente, por qualquer outro meio de divulgação, sem a prévia autorização por escrito emitida pelo Editor-Chefe.
Os artigos publicados pela revista não refletem obrigatoriamente a opinião do periódico, nem dos Editores e/ou da Sociedade responsável. A Revista Brasileira de Oftalmologia não endossa a opinião dos autores, eximindo-se de qualquer responsabilidade em relação a matérias assinadas.
A Revista Brasileira de Oftalmologia é uma revista de acesso aberto e não cobra nenhuma taxa para submissão, revisão, tradução e publicação de artigo. Todos os processos são executados eletronicamente.
O conteúdo da revista está sob licença da Creative Commons (CC BY) Atribuição 4.0 Internacional.
Os artigos publicados na Revista Brasileira de Oftalmologia seguem os requisitos uniformes proposto pelo International Committee of Medical Journal Editors, atualizado em 2019 e disponível no endereço eletrônico http://www.icmje.org.

APRESENTAÇÃO DOS MANUSCRITOS
Todas as pesquisas, tanto as clínicas como as experimentais, devem ter sido executadas de acordo com a Declaração de Helsinki.
Os manuscritos podem ser escritos em português ou inglês e são publicados eletronicamente na língua em que forem submetidos. A apresentação do texto deve ser em fonte Arial, tamanho 12, em página A4, com espaçamento duplo entrelinhas e margens de 2,5cm em todos os lados.
A Revista Brasileira de Oftalmologia recebe para publicação: Artigos Originais de pesquisa básica, experimentação clínica ou cirúrgica; Relatos de Caso para divulgação e condutas em casos clínicos de relevante importância; Artigos de Revisão, que apresentam revisões de temas específicos ou atualizações; Artigos de Imagens, Comunicação Breve e Cartas ao Editor. Os Editoriais são escritos a convite, apresentando comentários de trabalhos relevantes da própria revista, pesquisas importantes publicadas ou comunicações dos editores de interesse para a especialidade. Artigos com objetivos comerciais ou propagandísticos são recusados.
Os manuscritos devem obedecer à estrutura predeterminada conforme seu tipo. A Revista Brasileira de Oftalmologia reserva-se o direito de não aceitar para avaliação os manuscritos que não preencherem os critérios aqui descritos.

Artigo Original
Descreve pesquisa experimental ou investigação clínica completa e nunca publicada, prospectiva ou retrospectiva, randomizada ou duplo-cega. Deve ter: título em português e inglês, resumo estruturado com descritores, abstract fiel ao resumo com keywords, introdução, métodos, resultados, discussão, conclusão e referências.
Deve conter, no máximo, 5.000 palavras (excluindo as referências), 40 referências e seis tabelas/figuras.

Artigo de Revisão
Tem como finalidade examinar a bibliografia publicada sobre um determinado assunto, fazendo uma avaliação crítica e sistematizada da literatura sobre um tema específico e apresentar as conclusões importantes, baseadas nessa literatura. Somente é aceito para publicação quando solicitado pelos Editores. Deve ter título em português e inglês, resumo com descritores, abstract fiel ao resumo com keywords, texto e referências.
O texto deve ter até 5.000 palavras (excluindo referências), com, no máximo, seis autores, 50 referências e oito tabelas/figuras.

Artigo de Atualização
Trata-se de revisão do estado-da-arte sobre determinado tema, escrita por especialista a convite dos Editores. Deve ter título em português e inglês, resumo com descritores, abstract fiel ao resumo com keywords, texto e referências.
O texto deve ter até 5.000 palavras (excluindo referências), com, no máximo, seis autores, 50 referências e oito tabelas/figuras

Relato de Caso
Deve ser informativo e não deve conter detalhes irrelevantes. Só são aceitos os Relatos de Casos clínicos de relevada importância, quer pela raridade como entidade nosológica, quer pela forma de apresentação não usual. O consentimento do paciente é obrigatório e, sempre que o Relato de Caso requerer o uso de imagem do participante, deve ser obtida a autorização do uso de imagem no Termo de Consentimento ou em documento separado A apresentação do Relato de Caso deve conter título em português e inglês, resumo com descritores, abstract fiel ao resumo com keywords, introdução, descrição objetiva do caso, discussão e referências.
Deve ter até 2.500 palavras (incluindo referências, legendas das figuras e tabelas), com, no máximo, seis autores, 15 referências e quatro tabelas/figuras.

Imagem
A publicação de imagens oftalmológicas inclui fotografias dos anexos oculares e imagens de segmentos anterior e posterior obtidas pelos autores, além da publicação de novas técnicas empregadas ou tratamentos inusitados na especialidade. Esse texto não permite discussão por parte dos autores.
O texto deve ser limitado a 500 palavras, com, no máximo, três autores e três figuras. Não é necessário apresentar resumo, e tabelas não são permitidas.

Comunicação Breve
Comunicações Breves são artigos curtos que apresentam material original e significativo para uma rápida disseminação. Por exemplo, uma comunicação breve pode enfocar um aspecto específico de um problema ou uma nova descoberta que se espera que tenha impacto significativo.
Sua apresentação deve seguir as instruções dos Artigos Originais. Deve ter, no máximo, 1.500 palavras (excluindo resumos, tabelas, figuras e referências). O resumo é estruturado (objetivo, método, resultado e conclusão) e limitado a 150 palavras. Deve ter até quatro autores, dez referências e duas figuras e/ou tabelas.
As Comunicações Breves são sempre revisadas por pelo menos um editor-chefe e/ou associado e têm publicação priorizada e rápida.

Carta ao Editor
Tem por objetivo comentar ou discutir trabalhos publicados na revista ou relatar pesquisas originais em andamento. São publicadas a critério dos Editores, com a respectiva réplica, quando pertinente.

PREPARO DO MANUSCRITO
Página inicial

  • Título do manuscrito, em português e inglês, contendo entre 10 e 12 palavras, sem considerar artigos e preposições. O título deve ser motivador e dar ideia dos objetivos e do conteúdo do trabalho.
  • Nome completo de cada autor, sem abreviaturas. Se o autor já possuir um formato utilizado em suas publicações, deve informá-lo à secretaria da revista.
  • Identificador digital do ORCiD (Open Researcher and Contributor ID). Mais informações sobre o cadastramento e a obtenção do ID ORCiD podem ser encontradas no endereço https://orcid.org. É importante que todos os dados do autor estejam disponibilizados publicamente no cadastro ORCiD.
  • Afiliação institucional de cada autor, separadamente. Se houver mais de uma afiliação institucional, indicar apenas a afiliação da instituição à qual o crédito da publicação deve ser atribuído. Cargos e/ou funções administrativas não devem ser indicados.
  • Indicação da instituição onde o trabalho foi realizado.
  • Nome, endereço e e-mail do autor correspondente.
  • Fontes de auxílio à pesquisa, se houver.
  • Declaração de inexistência de conflitos de interesse.

Resumo e descritores
Resumo, em português e inglês, entre 150 e 300 palavras. Para os Artigos Originais, deve ser estruturado (Objetivo, Métodos, Resultados e Conclusão), ressaltando os dados mais significativos do trabalho. Para Relatos de Caso, Revisões ou Atualizações, o resumo não deve ser estruturado. Abaixo do resumo, especificar, no mínimo, cinco e, no máximo, dez descritores (keywords) que definam o assunto do trabalho. Os descritores devem ser baseados nos Descritores em Ciências da Saúde (DeCS) disponíveis no endereço eletrônico https://decs.bvsalud.org
Ainda após o resumo, indicar, para os ensaios clínicos, o número de registro na base ClinicalTrials.gov (http://clinicaltrials.gov).

Texto
Deve obedecer rigorosamente à estrutura para cada categoria de manuscrito.

Introdução
Deve ser breve e conter e explicar os objetivos e o motivo do trabalho.

Métodos
Devem conter informação suficiente para se saber como os métodos e os processos da pesquisa foram realizados. A descrição deve ser clara e suficiente para que outro pesquisador possa reproduzir ou dar continuidade ao estudo. Deve ainda descrever a metodologia estatística empregada com detalhes suficientes para assegurar que qualquer leitor com razoável conhecimento sobre o tema e acesso aos dados originais possa verificar os resultados apresentados.
Evitar o uso de termos imprecisos, como “aleatório”, “normal”, “significativo”, “importante”, “aceitável”, sem defini-los. Os resultados da pesquisa devem ser relatados nesse capítulo, em sequência lógica e de maneira concisa.
Informação sobre o manejo da dor pós-operatória, tanto em humanos como em animais, deve ser relatada no texto, segundo a Resolução 196/96, do Ministério da Saúde, e as diretrizes Animal Research: Reporting In Vivo Experiments (ARRIVE), para relatar estudos em animais, disponíveis em https://www.nc3rs.org.uk/arrive-guidelines

Resultados
Sempre que possível, devem ser apresentados em tabelas, gráficos ou figuras.

Discussão
Todos os resultados do trabalho devem ser discutidos e comparados com a literatura pertinente.

Conclusão
Deve ser baseada nos resultados obtidos.

Agradecimentos
Colaborações de pessoas e instituições ou agradecimentos por apoio financeiro e auxílios técnicos, que mereçam reconhecimento, mas não justificam sua inclusão como autor, devem ser mencionados nesse item.

Referências
Devem ser atualizadas e conter, preferencialmente, os trabalhos mais relevantes publicados nos últimos 5 anos sobre o tema. Não devem conter trabalhos não referidos no texto. Quando pertinente, é recomendável incluir trabalhos publicados na literatura brasileira.
No texto, a citação dos autores deve ser numérica e sequencial, utilizando algarismos arábicos em sequência crescente entre parênteses e sobrescritos, devendo evitar a citação nominal dos autores.
Na lista bibliográfica após o texto, as referências devem ser numeradas consecutivamente, na ordem em que são mencionadas no texto, e identificadas por algarismos arábicos.
A apresentação deve seguir o estilo Vancouver, exemplificado a seguir. Os títulos dos periódicos devem ser abreviados de acordo com o estilo apresentado pela National Library of Medicine, disponível na NLM Catalog: Journals referenced in the NCBI Databases, no endereço https://www.ncbi.nlm.nih.gov/nlmcatalog/journals
Para todas as referências, citar todos os autores até seis. Quando em número maior, citar os seis primeiros autores seguidos da expressão et al.

Ar tigos de periódicos
Assia EI, Wong JX. Adjustable 6-0 polypropylene flanged technique for scleral fixation, part 2: repositioning of subluxated IOLs. J Cataract Refract Surg. 2020;46(10):1392-6.

Inagaki R, Suzuki H, Haseoka T, Arai S, Takagi Y, Hikoya A, et al. Effects of the gaze fixation position on AS-OCT measurements of the limbus and extraocular muscle insertion site distance. J Pediatr Ophthalmol Strabismus. 2021;58(1):28-33.

Livros
Yamane R. Semiologia ocular. 3a ed. Rio de Janeiro: Cultura Médica; 2009.

Capítulos de Livro
Parente JE, Melo LL, Mendonça Gomes MS, Ribeiro JC. Embriologia ocular. In: Ribeiro JC, Alves AP, Ferreira JL, Andrade Neto L. Oftalmologia para a graduação. Fortaleza: EdUnichritus; 2019. Cap. 1, p. 19-30.

Dissertações e teses
Azevedo BM. Avaliação estrutural do disco óptico e da camada de fibras nervosas retinianas peripapilares em pacientes com retinopatia diabética submetidos a panfotocoagulação retiniana [tese]. São Paulo: Universidade de São Paulo; 2019.

Publicações eletrônicas
Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO). As condições de saúde ocular no Brasil. São Paulo: CBO; 2019. [citado 2020 Jan 12]. Disponível em: https://www.cbo.com.br/novo/publicacoes/condicoes_saude_ocular_brasil2019.pdf

Tabelas e figuras
Todas as tabelas e figuras também devem ser enviadas em arquivo digital – as primeiras preferencialmente em arquivos Microsoft Word® e as demais em arquivos Microsoft Excel®, tiff ou JPG. Grandezas, unidades e símbolos utilizados nas tabelas devem obedecer à nomenclatura nacional.

Legendas
Sempre devem acompanhar todas as figuras (gráficos, fotografias e ilustrações) e tabelas. Cada legenda deve ser numerada em algarismos arábicos, correspondendo às suas citações no texto.
Se as ilustrações já tiverem sido publicadas, devem vir acompanhadas de autorização por escrito do autor ou editor, constando a fonte de referência completa em que foi publicada.

Abreviaturas e siglas
Devem ser precedidas do nome completo, quando citadas pela primeira vez no texto ou nas legendas das tabelas e figuras.

SUBMISSÃO
Todos os manuscritos devem ser submetidos eletronicamente na plataforma ScholarOne, disponível em https://rbojournal.org

Devem ser incluídos na submissão

  • Carta de apresentação do manuscrito assinada por todos os autores, autorizando sua publicação e declarando que ele é inédito e não foi e nem está sendo submetido à publicação em outro periódico, tendo sido aprovado pela Comissão de Ética em Pesquisa da instituição na qual o estudo foi realizado.
  • Declaração de conflitos de interesse, quando pertinente. Essa declaração, segundo resolução 1.595/2000 do Conselho Federal de Medicina, veda que seja feita promoção ou propaganda de quaisquer produtos ou equipamentos comerciais em artigo científico.
  • Informações sobre eventuais fontes de financiamento da pesquisa.
  • Declaração de que os participantes assinaram Termo de Consentimento Livre Informado, se o trabalho for uma pesquisa clínica que envolveu seres humanos ou Relatos de Casos.
  • Aprovação do Comitê de Ética e número do Certificado de Apresentação de Apreciação Ética (CAAE) para todos Artigos Originais e Relatos de Casos.

AUTORIA
Somente aqueles que contribuíram para o conteúdo intelectual do artigo devem ser considerados na lista de autores, seguindo os critérios: ter contribuído para concepção e desenho, ou aquisição de dados, ou análise e interpretação dos dados e ter participado da redação do manuscrito e/ou da revisão crítica do conteúdo. As contribuições de cada um dos autores devem estar registradas no final do manuscrito.

TRANSFERÊNCIA DE DIREITOS AUTORAIS
Após a aceitação do manuscrito, deve ser enviada à revista uma autorização assinada por todos os autores para publicação e transferência irrestrita dos direitos autorais.

PLÁGIO E MÁ CONDUTA
Em respeito à política de proteção e propriedade intelectual, a revista adota procedimentos específicos para combater a prática do plágio nas publicações. Todos os manuscritos são submetidos a uma revisão com software antiplágio. Havendo suspeita de plágio ou má conduta, o caso é levado para debate com os Editores Associados, para uma decisão de consenso.

PREPRINTS
Considerando que a revista adota o processo de revisão cega por pares, manuscritos depositados em repositórios de preprint não serão aceitos para avaliação.

OPEN DATA
A Revista Brasileira de Oftalmologia compartilha das boas práticas da ciência aberta e da importância da disponibilização dos dados em repositórios/dasets,porém o depósito dos dados não será uma exigência na submissão dos manuscritos, até que os processos editoriais sejam revisados.

PRINCÍPOS ÉTICOS
Todos os processos são desenvolvidos de acordo com os princípios éticos do Committee on Publication Ethics (COPE; https://publicationethics.org), o Code of Ethics da American Educational Research Association (AERA; https://cdn.ymaws.com/wera.site-ym.com/resource/resmgr/a_general/aera.pdf), o Código de Boas Práticas Científicas da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp; https://fapesp.br/boaspraticas/) e as recomendações do Council of Science Editors (CSE; https://councilscienceeditors.org/) para publicação. Para promover a integridade da pesquisa e o fortalecimento da transparência no processo, todo material publicado está de acordo como o Guia de Boas Práticas para o Fortalecimento da Ética na Publicação Científica (http://old.scielo.org/local/File/Guia%20de%20Boas%20Praticas%20para%20o%20Fortalecimento%20da%20Etica%20na%20Publicacao%20Cientifica.pdf).

CHECKLIST AOS AUTORES
Antes de enviar o manuscrito, os autores devem se certificar de que todos os itens a seguir estão disponíveis:

  • Declaração de contribuição do autor preenchida e salva como um arquivo digital a ser enviado como documento complementar.
  • Formulários de Divulgação de Potenciais Conflitos de Interesse de todos os autores preenchidos e salvos como arquivos digitais a serem enviados como documentos complementares.
  • Preenchimento obrigatório do ORCiD de todos os participantes do manuscrito e salvo como um arquivo digital a ser enviado como documento complementar.
  • Versão digital do relatório do Comitê de Ética em Pesquisa, quando pertinente, contendo a aprovação do projeto a ser enviado como documento complementar.
  • Manuscrito preparado de acordo com as Instruções aos Autores.
  • Verificação do número máximo de palavras, tabelas, figuras e referências, de acordo com o tipo de manuscrito.
  • Página de título, incluindo o número de registro do ensaio clínico, separada do documento principal.
  • Todas as figuras e tabelas carregadas separadamente como documentos complementares. Elas não devem fazer parte do documento principal do manuscrito.

Nota importante: a Revista Brasileira de Oftalmologia, em apoio às políticas para registro de ensaios clínicos da Organização Mundial de Saúde (OMS) e do ICMJE, reconhece a importância dessas inciativas para o registro e a divulgação internacional de informação sobre estudos clínicos, aceitando para publicação, a partir de 2008, somente os manuscritos de pesquisas clínicas que tenham recebido um número de identificação em um dos Registros de Ensaios Clínicos validados pelos critérios estabelecidos pela OMS e pelo ICMJE, disponíveis no endereço http://clinicaltrials.gov ou no site da PUBMED®, no item <ClinicalTrials.gov>. O número de identificação deve ser registrado abaixo do resumo.

 

 

 

[Home] [Sobre a revista] [Corpo editorial] [Assinaturas]


Creative Commons License Todo o conteúdo do periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

Sociedade Brasileira de Oftalmologia
Rua São Salvador, 107 - Laranjeiras
22231-170 - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: 55 (21) 3235-9220
Fax: 55 (21) 2205-2240


rbo@sboportal.org.br