ISSN 0073-9855 versão impressa
ISSN 1983-3814 versão on-line

INSTRUÇÕES AOS AUTORES

 

Escopo e política

RIAL constitui um periódico indexado sob número ISSN 0073-9855, editado em língua portuguesa e inglesa com ampla divulgação para mais de 324 bibliotecas de universidades públicas e privadas brasileiras, latino-americanas e européias, assim como para bibliotecas de órgãos públicos nacionais da área de Saúde Pública. Criada em 1941, a RIAL conta hoje com 67 volumes publicados, e atualmente com freqüência quadrimestral. Cada fascículo pode apresentar além dos trabalhos originais, artigos de revisão e atualização, notas científicas, comunicações breves e relatos de caso.As questões tratadas na RIAL são as mais diversas. Aborda muitos aspectos da saúde pública,nas áreas de: ciência de alimentos, química, biologia médica,patologia, padronização de métodos diagnósticos e analíticos. A RIAL é singular porque possui atuação multidisciplinar, sendo referência para ciência de alimentos, medicina diagnóstica,nutrição, ciências agrárias e química dentre outras áreas. Seu objetivo é de divulgar trabalhos relacionados com as atividades laboratoriais em saúde pública.A RIAL recebe e publica um número significativo de trabalhos na área de ciência de alimentos, que tem avaliação da QUALIS / CAPES conceito A nacional. No período de 2005 a 2007, a RIAL publicou 153 artigos, perfazendo cerca de 50 artigos/ano.

 

Forma e preparação de manuscritos

Normas para Publicação

O trabalho submetido à publicação deve ser inédito, não sendo permitida a sua apresentação simultânea em outro periódico, conforme declaração a ser assinada pelos autores. Todas as opiniões e declarações contidas no trabalho são de responsabilidade exclusiva dos autores, não sendo necessariamente as mesmas do Corpo Editorial

Preparação do manuscrito ou artigo Geral

Os textos devem ser redigidos em processador de texto Word for Windows 6.0 ou compatível, no formato A4, espaço duplo, fonte Times New Roman, tamanho 12. Se usar versão superior, enviar o arquivo em Rich Text Format (.rtf). Devem ser evitados arquivos compactados.

Processo de Julgamento dos Manuscritos

Os trabalhos serão aceitos para publicação após avaliação por dois pareceristas de unidades distintas daquela da origem dos autores do mesmo indicados pelo Corpo Editorial. Caso haja divergência entre seus pareceres, o artigo será encaminhado a um terceiro parecerista para decisão. A publicação de artigos está condicionada à aprovação do Corpo Editorial da Revista do Instituto Adolfo Lutz, que poderá sugerir ao autor alterações no original. Os manuscritos revisados com as cópias dos pareceres serão devolvidos aos autores para as devidas correções. Há sigilo no decorrer deste processo. O novo texto deverá retornar aos editores que notificarão a aceitação ou recusa do trabalho. A lista de pareceristas que colaboraram em cada volume é publicada no último fascículo do ano.

Ética

Os trabalhos de pesquisa envolvendo seres humanos deverão atender à Resolução nº196/96 do CNS/MS e aqueles envolvendo ensaios com animais deverão atender a Lei Federal 9605 contra crimes ambientais e a Lei Federal 6638/76. No item Material e Métodos deverá constar o número do processo e o nome do Comitê que o aprovou. Os autores deverão ter em seu poder todos os documentos referentes a este procedimento, que poderão ser solicitados em qualquer momento pelos editores.

Conflito de Interesses

O(s) autor(es) ao submeterem um artigo científico a RIAL serão responsáveis por reconhecer e revelar conflitos financeiros, de interesse comercial, associativo relacionados ao material do trabalho ou outros que possam influenciá-lo apresentando uma declaração sobre a existência ou não de tais conflitos. O(s) autor(es) deverão explicitar todo o apoio financeiro direto ou indiretamente recebido. Os agradecimentos às pessoas, por seu auxílio no trabalho, devem ter o seu consentimento documentado. Os pareceristas, também devem revelar aos editores qualquer conflito que possa influir ou impedir sua avaliação.

Ensaios Clínicos

Este periódico apóia as políticas para registros de Ensaios Clínicos da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do International Committee of medical Journal Editors (ICMJE) em acesso aberto. Somente, serão aceitos para publicação os artigos de pesquisas clínicas que tenham recebido um número de identificação em um dos Registros de Ensaios Clínicos validados pelos critérios estabelecidos pela OMS e ICMJE - Internacional Committee of Medical Journal Editors. O número de identificação deverá ser colocado ao final do resumo.

Categorias

Os seguintes tipos de trabalhos serão aceitos para publicação na Revista do Instituto Adolfo Lutz.

Artigo original

Relato completo de pesquisa original ainda não publicada. Deve apresentar no máximo vinte (20) páginas impressas, incluindo figuras, tabelas e referências.

Comunicação breve

É um artigo sucinto, com objetivo limitado ou cujos resultados sejam provenientes de estudos com metodologia de pequena complexidade ou rotineira, de relevância para a área de Saúde Pública. Deve apresentar o mesmo formato do artigo científico, contendo no máximo duas tabelas ou duas figuras ou uma tabela e uma figura, até quinze (15) referências e dez (10) páginas.

Nota científica

É o relato de resultados parciais de um trabalho experimental dignos de publicação, embora insuficientes ou inconsistentes para constituírem um artigo original. Deve ser relevante e que mereça rápida divulgação. Deve apresentar no máximo duas tabelas ou duas figuras ou uma tabela e uma figura e até quinze (15) referências e dez (10) páginas impressas. O texto deve conter todos os tópicos de um artigo científico, porém na forma de texto único.

Relato de caso

Contempla principalmente a área médica, em que o resultado é anterior ao interesse de sua divulgação ou a ocorrência dos resultados não é planejada. Inclui novas técnicas, terapias, diagnóstico, patologias, materiais e soluções inovadoras para problemas especiais, fenômenos anatômicos e fisiológicos. Deve conter os tópicos: título e resumo em português e inglês, introdução, relato do caso, discussão, conclusões, referências e apresentar no máximo três (3) páginas incluindo figuras e tabelas e até dez (10) referências.

Artigo de revisão

Elaborado por especialista convidado pelo Corpo Editorial. Deve constituir uma avaliação da literatura sobre assunto cuja divulgação possa contribuir para melhorar o conhecimento da área. O Corpo Editorial aceitará sugestões que sejam relevantes à revista, sendo que neste caso deverá ser enviada uma sinopse para apreciação. A revisão deverá subdividida em tópicos, conter resumos em inglês e português e apresentar no máximo quinze (15) páginas.

Resumos de teses e dissertações

Serão aceitos para publicação os resumos de teses e dissertações até um ano após a defesa. Deverão conter o nome do autor e seu endereço eletrônico, o nome do orientador, título da obra (em português e em inglês), nome da instituição em que foi apresentado o trabalho e ano de defesa. O resumo poderá ser publicado em língua portuguesa ou inglesa, sendo de total responsabilidade do autor o conteúdo do mesmo e também a sua revisão ortográfica e gramatical.

Estrutura:

Página de rosto: a) título do artigo; b) nome do(s) autor(es): nome completo por extenso seguido do último sobrenome sendo este em caixa alta (ex.: Ana Maria da SILVA); c) local de trabalho indicado por número sobrescrito (filiação completa, porém sem titulação: universidade/instituto, divisão/departamento, seção/laboratório, cidade, estado, país, telefone e endereço eletrônico). O autor responsável e o seu endereço deverão estar assinalados com asterisco (*) para encaminhamento da correspondência.

Resumo: deve ser redigido em português, ser claro e conciso num único parágrafo, contendo objetivo, metodologias, resultados e conclusões. Não exceder 200 palavras.

Palavra-chave: podem ser utilizados até seis descritores que identifiquem o conteúdo do artigo, se possível baseados no DECS (Descritores em Ciências da Saúde), disponível no Portal da BIREME (www.bireme.br) terminologia em saúde e consulta ao DECS ou no Medical Subject Headings (MeSH), do Index Medicus, disponível no www.nlm.nih.gov/meshhome.html.

Introdução: deve iniciar em página nova e deve conter os objetivos da pesquisa, justificativa de sua importância, apresentação das principais variáveis, definições necessárias e discussão do problema de acordo com a literatura pertinente.

Material e Métodos: o método deve estar claramente descrito e validado, de modo a possibilitar a sua reprodução. Qualquer modificação, em métodos já publicados, deve ser devidamente explicitada.

Resultados: devem ser claros e concisos e podem apresentar tabelas e figuras quando necessárias, que devem ser auto explicativas. As figuras devem ser enviadas em arquivos separados, devem estar de forma que permita sua reprodução com clareza (mínimo 300 dpi). As fotos devem ser enviadas em arquivo .tif. As legendas das figuras devem constar no texto original.

Discussão: deve fornecer a interpretação dos resultados em função das informações apresentadas. Este item pode ser incluído em resultados, não havendo necessidade de repeti-lo em item a parte.

Conclusão: deve ser clara, concisa podendo, em alguns casos, ser incluída no item discussão não havendo a necessidade de repeti-la em item a parte.

Agradecimentos: é opcional e deve vir após a discussão/conclusão.

Title, Abstract e Key Words: devem ser redigidos em inglês e seguir as recomendações apresentadas para a página de rosto, do resumo e das palavras-chave.

Referências: as referências devem ser citadas seguindo os Uniform Requirements for Manuscripts Submitted to Biomedical Journals produzidos pelo International Committee of Medical Journal Editors, também conhecidos como Vancouver Style. Os autores devem seguir as diretrizes da quinta edição (Annals of Internal Medicine 1997; 126: 36-47 ou na página (website) http://acponline.org/journals/resource/unifreqr/htm .

As referências devem ser numeradas consecutivamente na ordem em que foram mencionadas a primeira vez no texto. Identifique as referências no texto, tabelas e legendas de ilustrações por numerais arábicos sobrescritos. As referências citadas em tabelas ou em legendas devem ser numeradas de acordo com a seqüência estabelecida pela sua primeira identificação no texto.

Segundo o Sistema Vancouver, deve-se evitar a utilização de resumos bem como as "observações inéditas" e as "comunicações pessoais" como referências, mas as comunicações escritas (não verbais) podem ser inseridas entre parênteses no texto. Os artigos aceitos para publicação, porém, ainda não publicados, podem ser incluídos na relação das referências, bastando indicar a revista e citar entre parêntesis "no prelo". Informações extraídas de manuscritos submetidos, porém ainda não aceitos, devem ser citados no texto como "observações inéditas" (entre parêntesis).

Os títulos das revistas devem ser abreviados de acordo com o Index Medicus seja pela List of Journals Indexed in Index Medicus ou no "website" http://www.nlm.nih.gov ou pelo Chemical Abstracts , ISI Science Citation Index, World List of Periodicals (publicado por Butterworks, Londres).

Material legal

Recomenda-se adotar as normas a seguir:

Os elementos essenciais são: competência (país, estado ou cidade ou nome da entidade ou órgão no caso de se tratar de normas), título (especificação da legislação, número e data), ementa e título da publicação oficial, local da publicação oficial (cidade), data (dia, mês abreviado e ano), seção e paginação. Exemplos:

Material Eletrônico

Artigo de revista em formato eletrônico

Morse SS. Factors in the emergence of infectious diseases. Emerg Infect Dis [serial online] 1995 Jan-Mar [cited 1996 Jun 5]; 1(1):[24 screens]. Available from: http://www.cdc.gov/ncidod/EID/eid.htm

Monografia em formato eletrônico

CDI, Clinical Dermatology Illustrated [monograph on CD-ROM], Reeves JRT, Maibach H. CME Multimedia Group, producers. 2nd ed. Version 2.0. San Diego: CME; 1995.

Arquivo de computador

Hemodynamics III: the ups and downs of hemodynamics [computer program]. Version 2.2. Orlando (FL): Computerized Educacional Systems; 1993.

Patente

Larsen CE, Trip R, Johnson CR, inventors; Novoste Corporation, assignee. Methods for procedures related to the electrophysiology of the heart. US patent 5,529,067. 1995 Jun 25.

Abreviaturas: devem ser evitadas ou usadas apenas as oficiais.

Unidades de medida e seus símbolos: utilizar as legais do Sistema Internacional de Metrologia.

Tabelas: devem ser encaminhadas em folhas separadas e designadas no texto como "Tabelas". A sua localização aproximada deve ser indicada no texto. Serão numeradas consecutivamente, com números arábicos e encabeçadas pelos respectivos títulos, que devem ser breves e indicar claramente o conteúdo. Os dados apresentados em tabela não devem ser repetidos em gráficos.

Ilustrações (fotografias, gráficos, desenhos, mapas etc.): devem ser encaminhadas em arquivos formato .jpg-CMYK e/ou .tif com no mínimo 300 dpi, em folhas separadas e designadas no texto como "Figuras": terão numeração única e seqüencial, em algarismos arábicos e devem apresentar na sua parte inferior e fora da área de reprodução, informações breves e claras que esclareçam o conteúdo da mesma. As suas localizações aproximadas devem ser indicadas no texto. Todas as ilustrações devem ser tão claras que permitam sua reprodução com redução de 6,5 cm no sentido da largura, sem perda de nitidez ou legibilidade. Os custos das ilustrações coloridas ficarão a cargo dos autores e estarão sujeitas à confirmação. Se as ilustrações enviadas já tiverem sido publicadas, mencionar a fonte e a permissão para a reprodução.

 

 

Envio de manuscritos

Os trabalhos redigidos em língua portuguesa ou inglesa deverão ser enviados para o Setor de Publicações do Instituto Adolfo Lutz, em três cópias impressas, sendo uma completa e as outras duas omitindo os nomes dos autores e respectivas instituições, tanto na página de rosto como nos resumos em português e inglês. Os autores poderão optar por enviar o trabalho completo por e-mail rial@saude.sp.gov.br. no programa word versão 6.0. Após aprovação do trabalho, será solicitado aos autores o envio do artigo completo em cópia eletrônica acompanhado de uma cópia impressa. Os autores deverão informar na carta de encaminhamento seus nomes completas e afiliação institucional completa.

Processo de Julgamento dos Manuscritos

Os trabalhos serão aceitos para publicação após avaliação por dois pareceristas de unidades distintas daquela da origem dos autores do mesmo indicados pelo Corpo Editorial. Caso haja divergência entre seus pareceres, o artigo será encaminhado a um terceiro parecerista para decisão. A publicação de artigos está condicionada à aprovação do Corpo Editorial da Revista do Instituto Adolfo Lutz, que poderá sugerir ao autor alterações no original. Os manuscritos revisados com as cópias dos pareceres serão devolvidos aos autores para as devidas correções. Há sigilo no decorrer deste processo. O novo texto deverá retornar aos editores que notificarão a aceitação ou recusa do trabalho. A lista de pareceristas que colaboraram em cada volume é publicada no último fascículo do ano.

 

[Home] [Sobre a revista] [Corpo editorial] [Assinaturas]


© 2009 Instituto Adolfo Lutz

Av Dr Arnaldo n.355
Caixa Postal
01246-902 São Paulo - SP
Tel.: (55 11) 3068 2869


rial@saude.sp.gov.br