ISSN 0100-5405 versão impressa

INSTRUÇÕES AOS AUTORES

 

Escopo e política

Summa Phytopathologica (SP) é um periódico direcionado para publicações de trabalhos de pesquisa, originais na área de fitopatologia, publicado trimestralmente, desde 1975. Atualmente está no volume 32.

SP é uma publicação oficial do Grupo Paulista de Fitopatologia, (GPF) que possui cerca 500 associados de vários estados do Brasil e países da América Latina. Os trabalhos de pesquisadores não associados também são aceitos, uma vez que, respeite as normas de publicação, aspectos éticos, legislação vigente e normas da biossegurança.

 

Forma e preparação de manuscritos

MODALIDADES DE PUBLICAÇÃO

1. Artigos científicos: trabalhos de pesquisa científica inédita e conclusiva. Grafado em português, inglês ou espanhol. Deverá ter, no máximo, vinte laudas digitadas em espaço duplo. Não deverá ultrapassar trinta referências bibliográficas. O texto deverá conter os seguintes itens:

Português: Resumo, abstract, introdução, material e métodos, resultados e discussão, agradecimentos, referências bibliográficas.

Inglês: Abstract (in english and in portuguese), material and methods, results and discussion, acknowledgments, references.

Espanhol: Resumen (en español y en portugués), abstract, material y métodos, resultados y discusión, agradecimientos, referencias bibliográficas.

2. Revisões: texto sobre assunto específico o qual enfoca novos conceitos, hipóteses, discussões ou que promova a integração da Fitopatologia com outras ciências, atendendo, preferencialmente, a solicitação da Comissão Editorial. Deverá ter no máximo vinte laudas digitadas em espaço duplo e não ultrapassar sessenta referências. O texto deverá conter os seguintes itens:

Português: Resumo, abstract, texto, referências bibliográficas.

Inglês: Abstract (in english and in portuguese), text, references.

Espanhol: Resumen (en español y en portugués), abstract, texto, referencias bibliográficas.

3. Notas científicas: trabalhos de pesquisa científica inédita, que seja recente e de interesse para uma rápida divulgação. Deverá ter no máximo seis laudas digitadas em espaço duplo, uma tabela e uma figura. Não deverá ultrapassar dez referências bibliográficas. O texto deverá conter os seguintes itens:

Português: Resumo, abstract, texto, agradecimentos, referências bibliográficas.

Inglês: Abstract (in english and in portuguese), text, acknowledgments, references.

Espanhol: Resumen (en español y en portugués), abstract, texto, agradecimientos, referencias bibliográficas.

4. Notas técnicas: técnicas novas, produtos e patentes. Deverá apresentar resumo, abstract, texto sem divisão de tópicos, referências bibliográficas. Deverá ter no máximo seis laudas digitadas em espaço duplo, uma tabela e uma figura. Não deverá ultrapassar dez referências bibliográficas.

Português: Resumo, abstract, texto, agradecimentos, referências bibliográficas.

Inglês: Abstract (in english and in portuguese), text, acknowledgments, references.

Espanhol: Resumen (en español y en portugués), abstract, texto, agradecimientos, referencias bibliográficas.

5. Comunicações: a) constatação de uma nova doença ou de novo patógeno. Caso trate da primeira detecção no país, deve constar o parecer técnico do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, autorizando a divulgação. b) resultados dos testes de controle de doenças (químico ou biológico) desde que não efetuados " in vitro". Sem resumo, abstract ou divisão em tópicos, contendo no máximo duas laudas, digitados e uma figura ou tabela, sem citação bibliográfica.

6. Serviços: a) divulgação de notícias, que tenham interesse para os fitopatologistas; b) resenha de livros; c) abstracts de teses e dissertações defendidas por sócios do GPF; d) notícias dos congressos e resoluções das assembléias.

7. Cartas ao editor: documento encaminhado para publicação, sobre tema de relevância para apresentar sugestões ou incitar discussões. Podem ser publicadas a réplica e a tréplica.

 

Envio de manuscritos

O trabalho deve conter o nome completo dos autores, sem abreviação. Um dos mesmos deverá ser nomeado para se responsabilizar pelas correspondências e troca de informações com a Comissão Editorial (CE) e Conselho Editorial (CO), cujo nome e endereço completo da instituição constará no cabeçalho do trabalho publicado. No caso de nenhum dos autores pertencer à Associação Paulista de Fitopatologia (APF), deverá ser recolhida uma taxa correspondente a cem reais (R$ 100,00), para a tramitação do manuscrito, em cheque nominal à APF.

Os artigos para publicação poderão ser submetidos à Comissão Editorial da Summa Phytopathologica (SP), eletronicamente, ou gravados em CD, juntamente com a impressão em quatro vias acompanhadas de uma declaração de exclusividade do trabalho à SP e a anuência de todos os autores. Após o recebimento e exame do manuscrito, pela CE, quanto a adequação do tema ao periódico, às normas propostas e inovação. Os autores serão notificados por carta sobre a aceitação ou da necessidade de readequação do texto, ou mesmo de alterações na modalidade de publicação, para nova submissão. Após o aceite para tramitação, cópias do trabalho apócrifas, serão encaminhadas a três assessores ad hoc (AH) , especialistas da área, previamente selecionados pela Comissão Editorial (CE) e Conselho Editorial (CO). Estes AHs preencherão uma ficha de avaliação, encaminhada junto com o trabalho, aceitando ou negando a publicação e fazendo sugestões para a melhoria do texto quanto a forma, estrutura, atualização metodológica e bibliográfica. Enviando tudo para a CE e CO, em 45 dias. Após o recebimento dos três pareceres e o trabalho ter sido aceito, por pelo menos dois assessores, uma das cópias será submetida à correção do "abstract" e adequação às normas de citação bibliográfica. Após todas as correções, o autor receberá esse material e os pareceres dos assessores, também sem o nome dos mesmos, juntamente com o disquete ou CD, para conhecimento e tomada de providências na readequação do texto e novo encaminhamento. Este deverá ser feito através de duas cópias atualizadas impressas e o CD, para a Comissão Editorial (CE) e Comissão Editorial (CO), que após averiguação quanto às correções, propostas pelos assessores, e análise das justificativas dos autores, encaminharão o trabalho para a editoração e o mesmo será considerado aceito para publicação. Caso contrário o trabalho será devolvido, mais uma vez, aos autores para as devidas correções.

O(s) autor(es) que não tiver(em) seu texto aprovado, receberá(ão) todas as cópias de volta, juntamente com o disquete ou CD.

No que se refere às ilustrações no trabalho, se estas forem em preto e branco não onerarão o(s) autor(es). Porém, se forem coloridas, estes devem cobrir o custo adicional das páginas publicadas em cores, após receber o aviso da aceitação do trabalho para publicação.

No caso de haver conflitos de interesse, os autores devem se manifestar por carta, através do autor responsável pela correspondência, a qual será analisada pela Comissão Editorial (CE) e se necessário submetida ao Conselho Editorial (CO).

 

Prova tipográfica

Após a editoração e primeira impressão, uma cópia do trabalho será encaminhada aos autores, para a prova tipográfica, ou revisão do texto, que assinalarão as correções em tinta vermelha e devolverão em cinco dias úteis à Comissão Editorial (CE).No caso de ultrapassar este prazo, o trabalho será arquivado para ser publicado em números posteriores do periódico.

 

Normas da Redação

Todos os trabalhos deverão ser digitados em folha tamanho A4 (210 x 297 mm), espaço duplo, com margens de 3 cm, numerando-se as linhas e páginas. As letras devem seguir padrão "Times New Roman" tamanho 12.

Ao final do resumo e do abstract deverão conter, no idioma correspondente, palavras chaves adicionais ( não mais que cinco e diferentes do título).

Tabelas, figuras, desenhos, fotografias e gráficos, deverão ser apresentados separadamente no final do manuscrito. O local de inserção no texto deverá conter a chamada: Inserir Figura 1; inserir Tabela 1, etc.

O título da tabela constará na parte superior e o da figura na parte inferior, ambos ocupando toda a largura das mesmas. As palavras Figura e Tabela, conjuntamente com o número correspondente devem ser escritas em negrito. As notações (números, letras e símbolos) constantes nas tabelas e figuras, deverão ter tamanho não inferior a 10. As figuras, na forma de gráficos, deverão ter fundo branco e com bordas.

Fotos e montagens fotográficas deverão ser fornecidas em papel brilhante no tamanho A4 (210 x 297 mm), em JPEG, 300 dpi.

As citações bibliográficas no texto deverão ser:

a) expressas na forma numérica. Uma vez os autores fazendo parte de contexto da frase devem ser grafados com somente as iniciais em maiúsculas, seguindo-se o número da citação entre parênteses. Exemplo: Figueiredo (6).

b) quando o trabalho tiver mais de dois autores citar o primeiro seguido de et al.; quando forem dois autores utilizar o & (e comercial). Exemplo: Figueiredo & Coutinho (7).

c) comunicação pessoal deve constar como nota de rodapé, contendo dados sobre o informante e a data (mês e ano) da informação.

d) quando tiver mais de uma citação, colocar no texto em ordem numérica crescente (6, 7, 18).

e) na numeração da citação não utilizar zero antes da unidade.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

As referências bibliográficas no fim do texto deverão ser apresentadas em ordem alfabética e numeradas, nos seguintes formatos:

ARTIGO DE PERIÓDICO

FORMATO: Autor(es). Título do artigo. Título do periódico, cidade, volume, número, paginação inicial-final, ano. Exemplos:

1.Costa, A.S. História da fitopatologia no Brasil. Summa Phytopathologica, Campinas, v.1, n.3, p.155-163, 1975.

2. Leite, R.M.V.B.C.; Amorim, L. Elaboração e validação de escala diagramática para mancha de Alternaria em girassol. Summa Phytopathologica, Botucatu, v.28, n.1, p.14-19, 2002.

3. Micheref, S.J.; Mariano, R.L.R.; Padovan, I.; Menezes, M. Observações ultraestruturais das interações entre Colletotrichum graminicola e agentes biocontroladores no filoplano de sorgo. Summa Phytopathologica, Jaguariúna, v.19, n.2, p.99-101, 1993.

ARTIGO DE PERIÓDICO EM MEIO ELETRÔNICO

FORMATO: Autor(es). Título do artigo. Título do periódico, cidade, volume, número, paginação inicial-final, data. Disponível em: <http: endereço eletrônico>. Acesso em: dia mês (abreviado). ano. Exemplos:

1. Lamari, L. Assess: Image analysis software for plant disease quantification. St. Paul: APS Press, 2002. 1CD-ROM.

2. São Paulo. (Estado). Secretaria do Meio Ambiente. Tratados e organizações ambientais em matéria de meio ambiente. In: Entendendo o meio ambiente. São Paulo, 1999. v.1 Disponível em: <http://www.dbt.org.br/sma/entendendo/atual.htm>. Acesso em: 8 mar. 1999.

LIVRO

FORMATO: Autor(es). Título: sub-título. Edição. Local de publicação: Editora, ano de publicação. nº do volume e/ou total de páginas (nota de série). Exemplos:

1. Kimati, H.; Gimenes-Fernandes, N.; Soave, J.; Kurozawa, C.; Brignani Neto, F.; Bettiol, W. Guia de fungicidas agrícolas: recomendações por cultura. 2.ed. Jaboticabal: Grupo Paulista de Fitopatologia, 1997. v.1, 224p.

2. Lucas, J.A. Plant pathology and plant pathogens. 3rd ed. Oxford: Blackwell Science, 1998. 274p.

CAPÍTULO DE LIVRO

FORMATO: Autor(es) do capítulo. Título do capítulo ou parte referenciada. In: Autor ou Editor. Título da publicação no todo. Edição. Local de publicação: Editora, ano de publicação. volume, nº do capítulo e/ou página inicial-final da parte referenciada.

Exemplo:

1. Reis, E.M.; Casa, R.T. Cereais de inverno. In: Vale, F.X.R.; Zambolim, L. Controle de doenças de plantas: grandes culturas. Viçosa: Universidade Federal de Viçosa, 1997. v.1, cap.5, p.231-287.

LIVRO EM MEIO ELETRÔNICO

FORMATO: Autor(es). Título: subtítulo. Edição. Local de publicação: Editora, ano de publicação. nº do volume e/ou total de páginas. (nota de série). Número de CD-ROM.

Exemplo:

1. Lamari, L. Assess: Image analysis software for plant disease quantification. St. Paul: APS Press, 2002. 1 CD-ROM.

FORMATO: Autor(es). Título: subtítulo. Edição. Local de publicação: Editora, ano de publicação. nº do volume e/ou total de páginas. (nota de série). Disponível em:<endereço eletrônico>. Acesso em: dia. mês abreviado. Ano.

Exemplo:

2. São Paulo (Estado). Secretaria do Meio Ambiente. Tratados e organizações ambientais em matéria de meio ambiente. São Paulo, 1999. v. 1: Entendendo o meio ambiente. Disponível em: <http://www.bdt.fat.org.br/sma/entendendo/indic1>. Acesso em: 26 abr. 2006.

DISSERTAÇÃO E TESE

FORMATO: Autor. Título. Data. Número de folhas ou volumes. Categoria da Tese (Grau e Área de Concentração) – Nome da Faculdade, Universidade, cidade. Exemplo:

1. Izioka, E.E.K. Caracterização morfológica, patogênica e molecular de Colletotrichum gloeosporioides (Penz.)Penz. & Sacc., agente causal da podridão floral do citros. 1995. 138f. Tese (Doutorado em Genética) – Instituto de Biociências - Universidade Estadual Paulista, Botucatu.

PARTE DE EVENTOS EM ANAIS

FORMATO: Autor(es) do trabalho. Título do trabalho. In: Nome do evento, número., ano, cidade de realização. Título. Cidade de publicação: Editora, ano. página inicial-final do trabalho. Exemplo:

1. Melo, I.S. de. Controle biológico de doenças de raiz. In: Reunião sobre controle biológico de doenças de plantas, 1., 1986, Piracicaba. Anais. Campinas: Fundação Cargill, 1986. p.7-12.

PARTE DE EVENTOS EM MEIO ELETRÔNICO

FORMATO: Autor. Título do trabalho. In: Nome do evento, número do evento, ano, cidade de realização. Título. Cidade de publicação: Editora, ano. número de CDs.

Exemplo:

1. Jerba, V.F.; Rodella, R.A.; Furtado, E.L. Análise pré-infeccional do desenvolvimento de Glomerella cingulata na superfície foliar de cultivares de feijoeiro (Phaseolus vulgaris). In: Reunion Latinoamericana de Fisiologia Vegetal, 11., 2002, Punta del Este. Actas. Córdoba: Editiones del Copista, 2002. 1 CD-ROM.

PARTE DE EVENTO EM PERIÓDICO

FORMATO: Autor(es). Título do artigo. Título do periódico, cidade, volume, número, paginação inicial-final, ano. (Resumo). Exemplo:

1. Kitajima, E.W.; Coletta Filho, H.D.; Machado, M.A.; Novas, Q.S. Escaldadura das folhas em Hibiscos schizopetalus associada à infecção por Xylella fastidiosa em Brasília, DF. Fitopatologia Brasileira, Brasília, v.25, supl., p.323-323, 2000. (Resumo).

ABSTRACTS

FORMATO: Autor(es) do artigo. Título do artigo. Título do Periódico, cidade, volume, número do fascículo, página inicial-final do artigo, ano. In: Título do Abstract, cidade, volume, número, ano. (Abstract número de referência). Exemplo:

1. Katis, N.; Gibson, R.W. Transmission of potato virus y by cereal aphids. Potato Research, Wageningen, v.28, n.1, p.65-70, 1985. In: Review of Plant Pathology, London, v.65, n.8, p.445, 1986. (Abstract 4038).

DESCRITORES

Nos nomes científicos utilizar a nomenclatura binomial latina, com o nome genérico e específico por extenso. Acrescentar a autoridade, ou descritor, na primeira vez que for feita a citação no corpo do trabalho. Nas vezes subseqüentes em que for escrito no texto, poderá fazê-lo na forma abreviada para o gênero. Exemplo: Colletotrichum gloeosporioides (Penz.) Sacc., na primeira vez e C. gloeosporioides, nas subsequentes.

Os Vírus devem ser designados pelo nome das respectivas espécies (normas do ICTV) em inglês, itálico e primeira letra maiúscula para espécies reconhecidas pelo ICTV, seguido das siglas. Nas vezes subseqüentes usar apenas a sigla correspondente. Exemplo: Cucumber mosaic virus, CMV.

ABREVIAÇÕES

Peso molecular expresso em Daltons (Da) ou Kilo Dalton (KDa). Sistema métrico: usar L (litro), mL (mililitro), mL (microlitro), não usar ppm (parte por milhão) e sim mg/mL, não usar ton. (toneladas) e sim megagramas.

Unidades de tempo: segundos (s), minutos (min) e horas (h).

Unidades de temperatura expressos em graus Celsius. Exemplo: 25 ºC.

Produtos químicos: utilizar nomes técnicos (princípio ativo) com iniciais minúsculas.

CASOS OMISSOS

Orientações não previstas nestas normas serão dadas pela Comissão Editorial (CE), após ouvido o Conselho Editorial (COE) e assessores "ad-hoc"(AHs).

 

[Home] [Sobre a revista] [Corpo editorial] [Assinaturas]


Creative Commons License Todo o conteúdo do periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

Grupo Paulista de Fitopatologia
FCA - UNESP - Departamento de Produção Vegetal
Caixa Postal 237
18610-307 - Botucatu, SP - Brasil
Tel.: +55 14 3811-7262
Fax.: +55 14 3811-7206


summa@fca.unesp.br