Scielo RSS <![CDATA[Arquivos Brasileiros de Oftalmologia]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0004-274920180004&lang=pt vol. 81 num. 4 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Da ARVO 2018]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0004-27492018000400001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[Criação de um banco de dados para glaucoma infantil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0004-27492018000400271&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Purpose: The aim is creation of a database to register patients diagnosed with childhood glaucoma. Information collection and storage will utilize a digital platform that permits multiple centers to register patients. This registry will be an important tool to evaluate and group patient profiles, thus allowing identification of risk factors, estimating prevalence, and recruiting participants in future studies. Methods: An online form was designed at the Department of Ophthalmology and Visual Sciences of the Federal University of São Paulo to create a registry of patients diagnosed with congenital glaucoma. In addition, a pilot study was conducted in the same institution to validate the Google Forms platform that comprises the registry questionnaire. Results: Data can be entered online and stored in the cloud. The database allows the acquisition and storage of epidemiological and clinical data, detection of patterns, and evaluation of the current treatment of children with childhood glaucoma. The data from multiple centers can be combined as collection in online and storage is in the cloud. The form is comprehensive and includes social data, gestational history, family history, clinical data on entering the center, and the treatment received. Conclusions: Google Forms is a useful tool for collecting and analyzing statistical data, facilitating the process of registering patients, and analyzing information. Using the online questionnaire, it will be possible to create a multicenter online database that allows identification of risk factors and evaluation of the outcome of interventions and treatment.<hr/>RESUMO Objetivo: Este estudo visa a criação de um programa para a formação de uma base de dados dos pacientes com diagnóstico de glaucoma pediátrico do Departamento de oftalmologia e ciências visuais da Universidade Federal de São Paulo. O armazenamento das informações se dará por meio de uma plataforma digital, possibilitando que outros centros também possam cadastrar pacientes. Este registro será uma ferramenta importante para avaliar o perfil dos pacientes e agrupá-los, permitindo identificar fatores de risco, estimar prevalência e recrutar indivíduos para futuras pesquisas. Métodos: Um formulário online foi projetado para criar um registro de pacientes com diagnóstico de glaucoma congênito do Departamento de Oftalmologia e Ciências Visuais da Universidade Federal de São Paulo. Além disso, um estudo piloto foi conduzido para validar a base de dados criada. Resultados: Foi criado um questionário usando a plataforma Google Forms, de preenchimento online e armazenamento na nuvem, para registro dos pacientes com diagnóstico de glaucoma infantil do Departamento de Oftalmologia e Ciências Visuais da Universidade Federal de São Paulo. Tal registro permite armazenar dados epidemiológicos e clínicos, detectar padrões e avaliar o tratamento atual de crianças com glaucoma da infância, com a possibilidade de intercâmbio e uso de informações com outros centros, já que a coleta e o armazenamento dos dados se dá de forma online. O formulário é extenso e engloba dados sociais, histórico gestacional, antecedentes familiares, dados clínicos de entrada no nosso centro e o tratamento recebido. Conclusão: Este estudo demonstrou que o Google Forms é uma ferramenta útil para coleta e análise de dados estatísticos, facilitando o processo de registro de pa­cientes e análise de informações. A criação do questionário online e a consequente análise das informações permitirá o maior conhecimento do perfil dos pacientes acompanhados em nosso centro e, com a centralização dos dados num ambiente único - nuvem digital - tornar-se-á possível criar um banco de dados online multicêntrico que permitirá a identificação de fatores de risco e avaliar o resultado das intervenções e tratamentos, assim como recrutar as crianças para pesquisas futuras. <![CDATA[Espessura coroide peripapilar de olhos contralaterais após evisceração do olho doente]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0004-27492018000400276&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Purpose: To evaluate peripapillary choroidal thickness changes in contralateral eyes of patients who had undergone evisceration of their diseased eyes. Methods: In this retrospective study, peripapillary choroidal thickness parameters in 34 eyes of 34 patients who had undergone diseased-eye evisceration between March 2014 and May 2016 were evaluated using spectral domain optical coherence tomography. The scans were manually delineated to identify the principal surfaces of Bruch’s membrane, the Bruch’s membrane opening, and the anterior sclera. Peripapillary choroidal thickness was measured between the Bruch’s membrane and the anterior sclera at increasing distance away from the Bruch’s membrane opening. The mean peripapillary choroidal thickness values in the contralateral eyes of the patients and those of the control group were compared. Results: The mean peripapillary choroidal thickness was higher in the contralateral eyes of the patients compared with that of normal eyes at all distances from the Bruch’s membrane opening. Conclusion: Increased peripapillary choroidal thickness was noted in the contralateral eyes of the patients, potentially resulting in a thicker choroid. Although further investigation is required to determine the cause, these findings indicate the presence of a compensatory factor in the contralateral eyes.<hr/>RESUMO Objetivo: Avaliar as alterações da espessura coroide peripapilar em olhos contralaterais de pacientes submetidos à evisceração do olho doente. Métodos: Neste estudo retrospectivo, parâmetros da espessura coróide peripapilar de 34 olhos de 34 pacientes submetidos à evisceração, entre março de 2014 e maio de 2016, foram avaliados com tomografia de coerência óptica de domínio espectral. As varreduras foram manualmente delineadas para identificar as principais superfícies da membrana de Bruch, a abertura da membrana de Bruch e a esclera anterior. A espessura coroide peripapilar foi medida entre a membrana de Bruch e a esclera anterior a uma distância crescente da abertura da membrana de Bruch. Compararam-se os valores médios da espessura coroide peripapilar dos olhos contralaterais dos pacientes e do grupo controle. Resultados: A espessura coroide peripapilar média foi mais espessa nos olhos contralaterais dos pacientes, quando comparada com os olhos normais, em todas as distâncias da abertura da membrana de Bruch. Conclusão: O aumento da espessura coroide peripapilar foi notado nos olhos contralaterais dos pacientes. O espessamento da coroide pode ser resultante do distúrbio. Embora seja necessária uma investigação mais aprofundada para determinar a causalidade, esses achados podem apontar para um fator compensatório dos olhos contralaterais. <![CDATA[Resultados cirúrgicos do descolamento regmatogênico de retina associado à toxoplasmose ocular]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0004-27492018000400281&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Purpose: To evaluate the anatomical and functional outcomes of surgical treatment of retinal detachment secondary to ocular toxoplasmosis. Methods: A retrospective analysis of data from patients who had undergone vitreoretinal surgery for retinal detachment secondary to ocular toxoplasmosis was conducted. The parameters that were analyzed include surgical procedures, anatomical outcomes, visual acuity, and postoperative complications. Results: This study included 22 patients, of which 13 were female (59.1%). The mean age was 28.5 years (SD ± 14.5, range 12-78 years) and the follow-up period varied from 1 to 163 months (mean 64 months). The mean baseline best-corrected visual acuity (BCVA) was 2.0 logMAR (SD ± 1.0). A total of 31 surgeries were performed, and the retina was reattached in 15 patients (68.2%) immediately after the first surgery and in 20 patients (90.9%) at a later point. The mean postoperative BCVA improved to 1.3 logMAR (SD ± 0.9) (p&lt;0.05). Nineteen patients (86.4%) underwent cataract surgery with intraocular lens implant, and 12 patients (60.0%) underwent silicone oil removal. Five patients (22.7%) exhibited elevated intraocular pressure, and 1 patient (4.5%) developed hypotonia. Conclusion: Surgical treatment of retinal detachment secondary to ocular toxoplasmosis resulted in considerable anatomical and functional improvement. Although PPV with silicone oil injection demonstrated the best outcomes, it is not reasonable to conclude that this is the best surgical approach given the small number of patients included in this study.<hr/>RESUMO Objetivo: Avaliar os resultados anatômicos e funcionais após o tratamento do descolamento de retina secundário à toxoplasmose ocular. Métodos: Análise retrospectiva de dados de um banco de dados validado, que incluiu registros de pacientes submetidos à cirurgia vitreorretiniana para descolamento de retina secundário a toxoplasmose ocular. Foram analisados procedimentos cirúrgicos, sucesso anatômico, acuidade visual e complicações pós-operatórias. Resultados: Foram avaliados 22 olhos de 22 pacientes. Treze eram do sexo feminino (59,1%) e a idade média era de 28,5 anos (DP ± 14,5, intervalo de 12 a 78 anos). O período de acompanhamento variou de 1 a 163 meses (média de 64 meses). A melhor acuidade visual corrigida (BCVA) foi 2,0 logMAR (SD ± 1,0). Em geral, entre retinopexia (RSB) e vitrectomia pars plana (PPV) utilizando injeção de óleo de gás ou de silicone (SO), realizaram-se 31 cirurgias. A retina foi considerada colada em 15 olhos (68,2%) na primeira cirurgia e em 20 olhos (90,9%) ao final do estudo. A BCVA pós-operatória média melhorou para 1,3 logMAR (SD ± 0,9) (p&lt;0,05). Dezenove olhos (86,4%) foram submetidos à cirurgia de catarata com implante de lente intraocular e 12 olhos (60,0%) tiveram remoção de óleo de silicone. Cinco olhos (22,7%) desenvolveram pressão intraocu­lar elevada e 1 (4,5%) desenvolveu hipotonia. Conclusão: A abordagem cirúrgica no descolamento de retina secundária a toxoplasmose ocular permitiu importante melhora anatômica e funcional. Embora a PPV com injeção de óleo de silicone tenha demonstrado melhores resultados, não é viável afirmar que é a melhor técnica cirúrgica, devido ao pequeno número e às particularidades dos olhos tratados. <![CDATA[Incapacidade para o trabalho por doenças oculares na população segurada da Previdência Social da região metropolitana do Recife, Brasil: um estudo de frequência]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0004-27492018000400286&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Purpose: To identify the frequency of ocular diseases among recipients of disability benefits in the metropolitan region of Recife, Brazil. Methods: A review was performed of 217,221 cases of disability benefits granted between 2010 and 2015 by the executive managerial department of the Brazilian National Institute of Social Security (Instituto Nacional do Seguro Social [INSS]) in Recife, which encompasses 14 municipalities of the metropolitan region, including the capital. The frequencies of the identified cases of ocular morbidity were then determined according to their group in the International Classification of Diseases, 10th Revision (ICD-10), their cause, the age, sex, and income of the recipient, and the type and duration of the benefit. Results: Of all disability benefits granted, 5,324 (2.5%) were due to ocular disease, the majority (91.1%) consisting of sick pay. Most of the beneficiaries (64.6%) were males, were 20 to 59 years of age, and 61.2% earned the minimum wage or less. The principal ocular diseases for which sick pay benefits were granted were cataract (24.5%), conjunctivitis (21.1%), and pterygium (8.8%). Blindness and low vision were the principal ocular diseases in cases of accident indemnity and disability retirement. Conclusions: The results highlight the magnitude of the problem of ocular diseases to the social security system, with serious economic and social losses, and emphasize the need for measures aimed at their prevention. Moreover, integration between the national departments of health and social security needs to be improved.<hr/>RESUMO Objetivo: Identificar a frequência das doenças oculares entre os segurados com benefícios por incapacidade. Métodos: Estudo retrospectivo de 217.221 benefícios por incapacidade concedidos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) da gerência executiva de Recife, que engloba os 14 municípios da região metropolitana, incluindo a capital, no período de 2010-2015. Os casos de doenças oculares foram avaliados quanto à frequência considerando seu grupo na CID-10. Foi feita ainda uma análise do perfil dos benefícios concedidos por estas doenças com relação à causa, idade, sexo, faixa salarial, espécie e duração do benefício. Resultados Do total dos benefícios concedidos, 5.324 foram decorrentes de doenças oftalmológicas (2,5%) e entre estes, a maioria como auxíliodoença (91,1%). Houve predomínio do sexo masculino (64,6%), faixa etária dos 20 aos 59 anos e valor de até 01 salário mínimo (61,2%). Entre as concessões de auxíliodoença a principal causa foi a catarata (24,5%), seguida pela conjuntivite (21,1%) e pterígio (8,8%). A cegueira e baixa visão foi a principal causa de auxílio-acidente e aposentadoria por invalidez. Conclusões: Os resultados destacam a magnitude do problema das doenças oculares para a Previdência Social, com graves perdas econômicas e sociais, e enfatizam a necessidade de medidas que visem sua prevenção e maior integração entre os serviços de saúde e o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). <![CDATA[Comparação do colírio tacrolimus 0,03% em óleo de oliva e linhaça no tratamento da ceratoconjuntivite seca em cães]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0004-27492018000400293&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Objective: To compare the efficacy of 0.03% tacrolimus eye drops diluted in two different vehicles (linseed oil and olive oil) for the treatment of keratoconjunctivitis sicca (KCS) in dogs. Methods: This study included 60 dogs. Of this group, 20 were healthy and allocated to the control group, and 40 were diagnosed with bilateral KCS and randomly allocated to either the TO (tacrolimus in olive oil) or the TL (tacrolimus in linseed oil) groups. Ophthalmic examinations, Schirmer Tear Test-1 (STT-1), Tear Film Break-up Time (TBUT) and Fluorescein Test (FT) were carried out monthly, along with cytological and histopathological examinations at the beginning and end of the study. Results: The clinical signs, corneal ulcers, Schirmer Tear Test-1 values, and Tear Film Break-up Time values improved in both groups after one month of treatment. Cytological examination at the end of the study showed decreased lymphocytes, neutrophil, metaplastic, and squamous cell counts in both groups, while the histopathological analysis showed decreases in lymphocytes and neutrophils and an increase in goblet cell density (cells/mm2). The decreases in neutrophil count were more significant (p&lt;0.05) in the TL group for both types of examination. Conclusion: In sum, 0.03% tacrolimus eye drops diluted in olive oil and linseed oil were effective in the treatment of keratoconjunctivitis sicca. None of the evaluated parameters differed significantly between the two groups, except for neutrophil count which was significantly lower in the TL group. Thus, linseed oil may be considered as an alternative diluent for tacrolimus eye drops.<hr/>RESUMO Objetivo: Comparar a eficácia do tacrolimus 0,03% colírio, diluído em óleo de linhaça e óleo de oliva, no tratamento de ceratoconjuntivite seca em cães. Métodos: Foram utilizados 60 cães; 20 cães saudáveis como grupo controle, e 40 cães com diagnóstico de ceratoconjuntivite seca bilateral, distribuídos aleatoriamente em dois grupos: Tacrolimus em óleo de oliva (TO) e Tacrolimus em óleo de semente de linhaça (TL). Os animais foram avaliados mensalmente com exames oftálmicos, Teste lacrimal de Schirmer-1 (TLS-1), Tempo de ruptura do filme lacrimal (TRFL) e Teste de Fluoresceína (TF), e mensalmente com citologia conjuntival e com exame histopatológico no início e final do estudo. Resultados: Nos dois grupos de tratamento os sinais clínicos, Teste lacrimal de Schirmer-1, óleo de semente de linhaça e Tempo de ruptura do filme lacrimal apresentaram melhora após um mês de tratamento. E no final do estudo, na análise citológica, ambos apresentaram diminuição de linfócitos, neutrófilos, células metaplásicas e células escamosas, e na análise histopatológica houve diminuição de linfócitos, neutrófilos e o aumento de células caliciformes. No grupo óleo de semente de linhaça, a diminuição de neutrófilos foi mais significativa (p&lt;0,05) em ambas análises. Conclusão: Em suma, tacrolimus 0,03% colírio diluído em óleo de oliva e óleo de linhaça foram eficientes no tratamento de ceratoconjuntivite seca. Nenhum dos parâmetros avaliados diferiu significativamente entre os dois grupos, exceto a contagem de neutrófilos, que foi significativamente menor no grupo TL. Assim, o óleo de linhaça pode ser considerado como um diluente alternativo para o colírio tacrolimus. <![CDATA[Uma nova técnica cirúrgica para fixação escleral usando um “nó esférico” (knot ball) para lentes ıntraoculares para fixação escleral: impacto nos resultados clínicos]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0004-27492018000400302&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Purpose: Scleral fixation surgery is a pivotal procedure that depends on the availability of robust and innovative surgical fixation methods. There continues to be a need for innovation in suture fixation techniques, particularly for intraocular lens implantation. Methods: We conceived and designed a “knot ball” scleral fixation technique for suture burial in a retrospective sample of 108 patients with primary (n=40) or secondary (n=68) scleral-fixated intraocular lens. Importantly, our technique did not require additional scleral flap or tunnel procedures. We evaluated pre- and postoperative best-corrected visual aquity (BCVA) and postoperative complications. All data were analyzed and compared between groups. Results: The preoperative mean BCVA improved significantly in both groups using the “knot ball” fixation technique (p&lt;0.01). The extent of the improvement in the best-corrected visual acuity and late complications one month post-surgery were not significantly different between the groups (p&gt;0.05). These clinical outcomes were consistent with those described in the ophthalmology literature. Conclusion: A “knot ball” scleral fixation technique is reported; to the best of our knowledge, this is the first report of such a technique, which offers a less invasive and simplified surgical procedure for transscleral fixation of scleral-fixated intraocular lenses. Moreover, the technique appears to display similar effectiveness and safety compared with existing scleral fixation techniques. We suggest that the “knot ball” technique warrants further research focus and clinical evaluation in future studies.<hr/>RESUMO Objetivo: A cirurgia de fixação escleral é um procedimento fundamental que depende da disponibilidade de métodos robustos e inovadores de fixação cirúrgica. No entanto, existe uma necessidade de inovação nas técnicas de fixação de sutura, particularmente para a implantação de lentes intraoculares. Métodos: Concebemos e desenhamos uma técnica de fixação escleral utilizando um “nó esférico” para o encerramento da sutura em uma amostra retrospectiva de 108 pacientes com lente intraocular de fixação escleral (SF-IOL) primária (n=40) e secundária (n=68). Importante considerar que nossa técnica não exigiu procedimentos adicionais de aleta escleral ou de túnel. Observamos a melhor acuidade visual corrigida (MAVC) pré e pós-operatória e as complicações pós-operatórias. Todos os dados foram analisados entre os grupos. Resultados: A melhor acuidade visual corrigida média pré-operatória (logMAR) melhorou significativamente em ambos os grupos com a utilização da técnica de fixação do nó esférico (p&lt;0,01). A extensão da melhora melhor acuidade visual corrigida e as complicações tardias, um mês após a cirurgia, não foram significativamente diferentes entre os grupos (p&gt;0,05). Esses resultados clínicos foram, em geral, comparáveis aos publicados na literatura de oftalmologia. Conclusão: Até onde sabemos, a técnica de fixação escleral de “nó esférico” é relatada pela primeira vez na literatura e representa um procedimento cirúrgico promissor, menos invasivo e simplificado para a fixação transescleral de SF-IOLs. Além disso, a técnica parece exibir eficácia e segurança comparáveis às técnicas de fixação escleral existentes. Sugerimos que a técnica do nó esférico receba mais atenção e avaliações clínicas no futuro. <![CDATA[Lentes de contato corneoesclerais adaptadas em córneas irregulares após cirurgia LASIK]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0004-27492018000400310&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Purpose: We aimed to describe the outcomes of corneoscleral contact lens fitting with multi-aspherical geometry designs in patients with irregular corneas after laser-assisted in situ keratomileusis (LASIK). Methods: This was a retrospective series of 18 patients (age, 26-38 years) selected from an eye clinic database. Participants were required to have unsatisfactory visual acuity with their current contact lenses or spectacles after LASIK for myopia correction. All patients were fitted with corneoscleral contact lenses designed to correct corneal surface irregularities. A diagnostic trial set was used for fitting, and assessments were performed according to a standardized methodology. Subjective comfort, visual acuity, central corneal thickness, endothelial cell count, and corneal-compensated intraocular pressure were evaluated. The follow-up period was one year. Results: Contact lens use was discontinued in 3 patients, thus leaving 24 eyes from 8 females and 7 males for analysis. The fitting characteristics were optimal in terms of lens position and movement. Statistically significant improvements were found in the best spectacle-corrected vision from before fitting to the visual acuity after fitting (p&lt;0.001). Moreover, the patients reported high subjective comfort ratings and usage times (12.98 ± 2.3 hours/day). After one year of wear, visual acuity, subjective comfort, and usage time were maintained. No statistically significant adverse changes developed in the corneas over this period. Conclusion: Corneoscleral contact lenses with a multi-aspherical geometry design provide optimal visual acuity, improved comfort, and prolonged usage times in patients with irregular corneas after LASIK.<hr/>RESUMO Objetivo: Descrever os resultados do ajuste de lentes de contato corneoesclerais com geometria multiasférica em pacientes com córneas irregulares após cirurgia de ceratomileuse in situ assistida por laser (LASIK). Métodos: Esta foi uma série retrospectiva de 18 pacientes (idade, 26-38 anos) selecionados a partir de um banco de dados de uma clínica oftalmológica. Os participantes foram escolhidos ao manifestaram acuidade visual insatisfatória com suas lentes de contato ou óculos atuais depois de terem sido submetidos à LASIK para correção de miopia. Todos os pacientes receberam lentes de contato corneoesclerais projetadas para corrigir irregularidades na superficie da córnea. Um conjunto diagnóstico de prova foi usado para a adaptação e as avaliações foram feitas de acordo com uma metodologia padronizada. O conforto subjetivo, a acuidade visual, a espessura central da córnea, a contagem de células endoteliais e a pressão intraocular compensada da córnea foram avaliados. O período de acompanhamento foi de um ano. Resultados: O uso de lentes de contato foi descontinuado em 3 pacientes, deixando 24 olhos de 8 mulheres e 7 homens para análise. As características de adaptação foram ótimas em termos de posição e movimento da lente. Melhorias estatisticamente significativas foram encontradas na melhoria da visão corrigida por óculos antes de se ajustar a acuidade visual após a adaptação (p&lt;0,001). Além disso, os pacientes relataram altos índices subjetivos de conforto e tempo de uso (12,98 ± 2,3 horas/dia). Após um ano de uso, a acuidade visual, o conforto subjetivo e o tempo de uso foram mantidos. Não houve alterações adversas estatisti­camente significativas nas córneas ao longo deste período. Conclusão: As lentes de contato corneoesclerais com projeto geométrico multiasférico proporcionam acuidade visual ideal, maior conforto e tempo de uso prolongado em pacientes com córneas irregulares após o LASIK. <![CDATA[Efeito antifibrótico do uso intraoperatório de bevacizumab em cirurgia filtrante experimental]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0004-27492018000400316&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Purpose: To determine the effects of bevacizumab and mitomycin C alone and in combination on intraocular pressure and the scarring process after modified glaucoma filtration surgery in rabbits. Methods: The rabbits underwent modified glaucoma filtration surgery and were allocated into three groups to receive intraoperative treatment with subconjunctival bevacizumab (group A), mitomycin C and subconjunctival bevacizumab (group B), or mitomycin C (group C). Intraocular pressure was measured immediately preoperatively and on postoperative days 8, 14, 17, 21, 26, and 30. The scarring process was assessed 30 days after surgery by tissue section using hematoxylin and eosin, Masson’s trichrome, and picrosirius. Expression of vascular endothelial growth factor (VEGF) was assessed by immunohistochemical analyses. All analyses were performed by a masked observer. Results: Animals in group A had higher intraocular pressure than those in groups B and C (p&lt;0.01). Intraocular pressure did not differ significantly between groups B and C. The amount of fibrosis was similar with all stains used: group A had the highest level of fibrosis compared with groups B and C (p&gt;0.05). There was less VEGF expression in group A than in groups B and C (p&lt;0.01). Groups B and C did not differ in VEGF expression. Conclusion: Mean intraocular pressure and fibrosis were lower in animals receiving bevacizumab in combination with mitomycin C but did not differ from values in animals receiving mitomycin C alone. Inhibition of VEGF was greater when bevacizumab was used alone than when bevacizumab was combined with mitomycin C.<hr/>RESUMO Objetivo: Determinar os efeitos do bevacizumab, combinados ou não à mitomicina C (MMC), na pressão intraocular e processo cicatricial pós-cirurgia filtrante anti-glaucomatosa modificada em coelhos. Métodos: Os coelhos foram submetidos à cirurgia filtrante anti-glaucomatosa modificada e alocados em três grupos de acordo com o tratamento instituído - Grupo A: bevacizumab subconjuntival; Grupo B: bevacizumab subconjuntival e à mitomicina C ; Grupo C: à mitomicina C. A pressão intraocular foi aferida no período pré-operatório imediato e nos dias 8, 14, 17, 21, 26 e 30. O processo cicatricial foi avaliado no trigésimo dia de pós-operatório por meio de análise histopatológica utilizando-se hematoxilina eosina, tricrômio de Masson e picrosirius. A expressão do fator de crescimento do Endotélio Vascular (VEGF) foi avaliada por meio de análise imuno-histoquímica. Todas as análises foram feitas por um observador mascarado. Resultados: O Grupo A apresentou maior pressão intraocular que os grupos B e C (p&lt;0.01). Não foram encontradas alterações significativas entre os grupos B e C. A quantidade de fibrose encontrada nos grupos foi similar com os 3 corantes utilizados: o Grupo A apresentou maior nível de fibrose em relação aos grupos B e C (p&gt;0,05). Houve menor expressão de Fator de Crescimento do Endotélio Vascular no Grupo A em relação aos grupos B e C (p&lt;0,01). Não houve diferença estatisticamente significante na expressão de Fator de Crescimento do Endotélio Vascular entre os grupos B e C. Conclusão: O bevacizumab associado à MMC apresentou pressões intraoculares mais baixas e menos fibrose, mas estes não foram estatisticamente significantes quando comparados ao uso da mitomicina C isolada. Uma maior inibição do fator de crescimento do endotélio vascular foi encontrada quando o bevacizumab foi usado isoladamente, em detrimento do seu uso associado à mitomicina C. <![CDATA[Efeitos da injeção subtenoniana de triancionolona em pacientes com uveítes]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0004-27492018000400323&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Purpose: To evaluate the response to sub-Tenon’s triamcinolone injection in patients with uveitis. Methods: We studied 28 eyes with macular edema associated with controlled uveitis. We administered sub-Tenon’s injection of triamcinolone and followed the patients for 180 days to analyze the positive effects (improvement of macular edema and visual acuity) and monitor the possible adverse effects. This prospective study was conducted at the Department of Ophthalmology, Hospital de Clínicas de Porto Alegre, Brazil. Results: We observed improvement in macular edema in 86% of patients. The mean central macular thickness at each time point of assessment was 432.22, 298.80, 286.37, 267.49, 253.87, and 253.49 mm at baseline (before sub-Tenon’s injection of triamcinolone), 15 days after the procedure, at 30 days, at 60 days, at 90 days, and at 180 days, respectively. The mean reduction in retinal thickness was 30.8%, 33.7%, 38.11%, 41.2%, and 41.35% at 15, 30, 60, 90, and 180 days of follow-up, respectively. Visual acuity also improved in 85.7% of patients, with a mean improvement of 1.36, 1.93, 2.23, 2.26, and 2.30 lines gained on the Early Treatment Diabetic Retinopathy Study chart at 15, 30, 60, 90, and 180 days of follow-up, respectively. No statistically significant increases in intraocular pressure and conjunctival abnormalities were caused by the procedure, and no other adverse effects were observed. Overall, the results of this study were similar to those described in the literature. Conclusions: Sub-Tenon’s injection of triamcinolone provides reduced macular thickness and improvement in visual acuity with no significant adverse effects and is therefore an effective and safe procedure for the treatment of sequelae of uveitis.<hr/>RESUMO Objetivos: Avaliar os efeitos da injeção subtenoniana de triancinolona em pacientes com uveítes. Métodos: Foram incluídos na avaliação 28 olhos com edema macular associado à uveíte. Esses pacientes foram submetidos à injeção subtenoniana de triancinolona e acompanhados ao longo de 180 dias, para analisar os efeitos em relação à melhora do edema macular, da acuidade visual e acompanhamento de possíveis efeitos adversos. Trata-se de um estudo prospectivo, realizado no Serviço de Oftalmologia do Hospital de Clínicas de Porto Alegre. Resultados: Foi verificada melhora do edema macular em 86% dos pacientes, sendo uma redução média da espessura retiniana de 30,8% aos 15 dias, 33,7% aos 30 dias, 38,11% aos 60 dias, 41,2% aos 90 dias e 41,35% aos 180 dias de seguimento. Também foi observado melhora da acuidade visual em 85,7% dos pacientes e ganho de linhas na tabela de acuidade visual, sendo 1,36 linhas aos 15 dias de seguimento, 1,93 linhas aos 30 dias, 2,23 linhas aos 60 dias, 2,26 linhas aos 90 dias e 2,30 linhas aos 180 dias. Não houve significância estatística em relação ao aumento da pressão intraocular e às alterações conjuntivais causadas pelo procedimento, sem detecção de qualquer outro efeito colateral. Foi concluído que os resultados encontrados nesse estudo são similares aos descritos na literatura. Conclusões: A injeção subtenoniana de triancinolona é um procedimento eficaz e seguro para o tratamento das sequelas por quadros de uveítes, proporcionando redução da espessura macular e melhora da acuidade visual, sem relação com efeitos adversos significativos. <![CDATA[Necrose escleral em pacientes com melanoma da úvea posterior avaliados pela biópsia aspirativa com agulha fina e tratados com placa de Iodo 125]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0004-27492018000400330&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Purpose: To evaluate the incidence, potential correlation with transcleral fine needle aspiration biopsy, and treatment of scleral necrosis in patients with posterior uveal melanomas treated by 125I plaque radiotherapy and assessed by transcleral fine needle aspiration biopsy. Methods: We per­formed a retrospective review of posterior uveal melanoma treated by 125I plaque radiotherapy at a single academic institution between July 2006 and July 2013. Consecutive patients diagnosed with a posterior uveal melanoma during the study period that had an anterior margin at or anterior to the equator who were evaluated by transcleral fine needle aspiration biopsy prior to 125I plaque radiotherapy were included. The main outcome measure was development of scleral necrosis, and the secondary outcome was treatment of this complication. Statistical analysis included computation of conventional descriptive statistics, cross-tabulation and chi-square tests of potential factors related to the development of scleral necrosis, and summarizing of treatment approaches and results. The incidence of treatment of scleral necrosis was calculated using the Kaplan-Meier method. Results: During the 7-year study period, 87 posterior uveal melanomas were evaluated by transcleral fine needle aspiration biopsy and treated by 125I plaque radiotherapy. The median largest basal diameter of the tumor was 13.3 mm, and the median thickness was 6.8 mm. Eight patients (9.2%) developed scleral necrosis during follow-up. Thicker tumors (&gt; 6.5 mm) were more likely to develop scleral necrosis (n=7) than thinner tumors (p=0.05). The median interval between 125I plaque radiotherapy and detection of scleral necrosis was 19.1 months. The overall cumulative probability of scleral necrosis was 6.2% at 6 months and 14.3% at 24 months, subsequently remaining stable. For thicker tumors, the probability of scleral necrosis was 23.5% at 45.4 months. Five patients were treated by scleral patch graft (62.5%) and three by observation (37.5%). One patient underwent enucleation after two failed scleral patch attempts and recurrent scleral necrosis. The mean follow-up period for patients with scleral necrosis was 34.5 months. Conclusions: Thicker posterior uveal melanomas are more likely to develop scleral necrosis after 125I plaque radiotherapy and transcleral fine needle aspiration biopsy. While observation is sufficient for managing limited scleral necrosis, scleral patch graft is a viable alternative for eye preservation in extensive scleral necrosis.<hr/>RESUMO Objetivo: Avaliar incidência, possível correlação da biópsia aspirativa com agulha fina trans-escleral e manejo da necrose escleral em pacientes com melanoma da úvea posterior tratados com placa de Iodo-125 (PLACA) avaliados pela biópsia aspirativa com agulha fina trans-escleral. Métodos: Revisão retrospectiva de melanoma da úvea posterior tratados com placa de Iodo-125 entre 07/2006 e 07/2013 em uma única instituição acadêmica. Pacientes diagnosticados consecutivamente com melanoma da úvea posterior durante o intervalo desse estudo cuja margem anterior está no equador ou anterior ao mesmo e foram avaliados pela biópsia aspirativa com agulha fina trans-escleral antes do tratamento com PLACA foram incluídos. O principal desfecho avaliado foi desenvolvimento de necrose escleral e o desfecho secundário foi o manejo dessa complicação. Análise estatística incluiu computação de variáveis descritivas convencionais; tabulação e teste do Chi-quadrado de fatores potencialmente relacionados com o desenvolvimento de necrose escleral e sumarização do manejo dessa complicação. A incidência de necrose escleral foi calculada usando o método de Kaplan-Meier. Resultados: Durante o período de 7 anos desse estudo, 87 melanomas da úvea posterior foram avaliados pela biópsia aspirativa com agulha fina trans-escleral e tratados com placa. A mediana do maior diâmetro basal tumoral foi 13,3 mm e a mediana da espessura foi 6,8 mm. Oito pacientes (9,2%) desenvolveram necrose escleral durante o período de acompanhamento. Tumores mais espessos (&gt; 6,5 mm) foram mais propensos a desenvolver necrose escleral (n=7) que tumores mais finos (p=0,05). O intervalo mediano entre PLACA e a detecção da necrose escleral foi 19,1 meses. Probabilidade cumulativa de desenvolvimento de necrose escleral foi 6,2% em 6 meses e 14,3% em 24 meses permanecendo estável subsequentemente. Em tumores espessos, a probabilidade de necrose escleral foi 23,5% em 45,4 meses. Cinco pacientes foram manejados com enxerto escleral (62,5%), 3 foram observados (37,5%). Um paciente foi enucleado após 2 enxertos esclerais com necrose escleral recidivada. Tempo de seguimento médio dos pacientes com necrose escleral foi 34,5 meses. Conclusões: Tumores espessos pareceram mais propensos a desenvolver necrose escleral após PLACA e biópsia aspirativa com agulha fina trans-escleral para melanoma da úvea posterior. Apesar de observação para necrose escleral limitada ser suficiente, enxerto de esclera é uma alternativa viável para preservação ocular em necrose escleral extensa. <![CDATA[Homocistinúria clássica e ceratocone: um relato de caso]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0004-27492018000400336&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Homocystinuria is one of a group of genetic disorders called inborn errors of metabolism. It is characterized by a deficiency of the enzyme that converts homocysteine to cystathionine. Keratoconus is an ophthalmologic condition characterized by thinning of the corneal stroma, which causes the cornea to assume a conical shape. There is little information in the scientific literature about the association between keratoconus and homocystinuria. We believe that a collagen cross-linking defect may be the key to understand the connection between these two conditions. This case report describes a 38-year-old male patient with a diagnosis of classical homocystinuria since age 13. At the age of 16, he received a diagnosis of asymmetrical keratoconus when referred for lensectomy with vitrectomy of his left eye. To the best of our knowledge, this is the first report of a patient with simultaneous homocystinuria and keratoconus.<hr/>RESUMO Homocistinúria é parte de um grupo de doenças genéticas chamado erros inatos do metabolismo. É caracterizada por uma deficiência da enzima que converte a homocisteína em cistationina. O ceratocone é uma patologia oftalmológica caracterizada pelo afinamento do estroma corneano, o que faz com que a córnea assuma um formato cônico. Há pouca informação na literatura científica sobre a associação entre ceratocone e homocistinúria. Acreditamos que um defeito no cross-linking do colágeno possa ser a chave para entender a conexão entre estas duas condições. Este relato de caso descreve um paciente masculino de 38 anos com diagnóstico de homocistinúria clássica desde os 13 anos. Aos 16 anos, recebeu o diagnóstico de ceratocone assimétrico quando foi encaminhado para lensectomia com vitrectomia do olho esquerdo. Até onde sabemos, este é o primeiro relato de um paciente com homocistinúria e ceratocone simultâneos. <![CDATA[Endoftalmite bilateral induzida por <em>Pseudomonas aeruginosa</em> após cirurgia bilateral simultânea de catarata: relato de caso]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0004-27492018000400339&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Bilateral simultaneous cataract surgery (BSCS) has gained popularity among eye surgeons in many countries. This study examines the case of a 77-year-old patient who developed bilateral Pseudomonas aeruginosa endophthalmitis following bilateral simultaneous cataract surgery. Immediate bilateral vitrectomy and intravitreal antibiotics injection were performed. Ultimately, both eyes were eviscerated due to pain refractory to treatment and no light perception.<hr/>RESUMO A cirurgia bilateral simultânea de catarata ganhou popularidade entre cirurgiões oftalmológicos em muitos países. Este estudo examina o caso de um paciente de 77 anos que desenvolveu endoftalmite bilateral por Pseudomonas aeruginosa após uma cirurgia bilateral simultânea de catarata. Vitrectomia bilateral imediata e injeção de antibióticos intravítreos foram realizadas. Em última análise, ambos os olhos foram eviscerados devido à dor refratária ao tratamento e sem percepção de luz. <![CDATA[Canaliculite lacrimal crônica - a resposta para uma história de olho vermelho com 3 anos de evolução]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0004-27492018000400341&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Chronic lacrimal canaliculitis is a rare infection of the lacrimal system, and can lead to misdiagnosis due to its overlapping presentation to other common entities. The authors report a case of lacrimal canaliculitis with a three-year history of recurrent unilateral red eye and mucopurulent discharge. Here, we describe the clinical course, surgical details, and microbial analysis of canaliculitis infection.<hr/>RESUMO A canaliculite lacrimal crónica é uma infecção rara do sistema lacrimal e pode levar a erros de diagnóstico devido à sua apresentação sobreposta a outras entidades comuns. Os autores relatam um caso de canaliculite lacrimal com história de três anos de olho vermelho unilateral recorrente e secreção mucopurulenta. Aqui, descrevemos o curso clínico, os detalhes cirúrgicos e a análise microbiológica da infecção por canaliculite. <![CDATA[PTK focal para o tratamento da síndrome do leucoma apical]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0004-27492018000400344&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT The following report describes a case of apical leucoma syndrome after hyperopic photorefractive keratectomy following hyperopic laser in situ keratomileusis and the subsequent treatment of this complication with focal phototherapeutic keratectomy. The patient underwent focal transepithelial phototherapeutic keratectomy of 70 mm ablation and 1.5 mm diameter after pupil and ablation offset correction. After 1 year, significant improvement in vision was observed and only slight residual opacity remained on biomicroscopy and optical coherence tomography. Focal phototherapeutic keratectomy was effective and safe for the treatment of this complication.<hr/>RESUMO O relato a seguir descreve um caso da síndrome do Leucoma Apical após cirurgia ceratorrefrativa hipermetrópica depois de Laser hiperópico in situ keratomileusis, e o subsequente tratamento desta complicação com ceratectomia fototerapêutica focal. O paciente foi submetido à ceratectomia fototerapêutica focal transepitelial com ablação de 70 mm e diâmetro de 1,5 mm, após correção de offset pupilar. Depois de um ano, foi observada uma melhora significativa da acuidade visual permanecendo apenas leve opacidade residual na biomicroscopia e tomografia de coerência óptica. A ceratectomia fototerapêutica focal foi efetiva e segura para o tratamento desta complicação. <![CDATA[Anticoagulantes e agentes antiaplaquetários na cirurgia de catarata]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0004-27492018000400348&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Patients undergoing cataract surgery are generally elderly, and many take drugs with systemic effects. The surgeon must be aware of the risks of continuing or discontinuing such medications perioperatively. Antiplatelet drugs and anticoagulants, prescribed to reduce the incidence of thromboembolic events, are often used in this population. This paper aims to review the perioperative use of antiplatelet and anticoagulant drugs in the setting of cataract surgery. Topical or intracameral anesthesia is preferred over anesthesia injected with needles. Aspirin can be safely continued in patients undergoing cataract surgery. Warfarin has been extensively studied, and the risk of hemorrhage associated with cataract surgery is low if the international normalized ratio is in the therapeutic range. Only a few studies of direct oral anticoagulants are available, and therefore no definite recommendations regarding those agents can be made at this time. Anesthesia in cataract surgery carries a low risk, even for patients taking anticoagulant or antiplatelet drugs. The discontinuation of this class of drugs before cataract surgery may increase the risk of thromboembolism.<hr/>RESUMO Os pacientes submetidos à cirurgia de catarata são geralmente idosos e muitos deles usam drogas com efeitos sistêmicos. No entanto, o cirurgião deve estar ciente dos riscos em manter ou descontinuar medicamentos sistêmicos no pré-operatório da cirurgia de catarata, como os anticoagulantes e os antiplaquetários. Este artigo tem como objetivo revisar a classe de drogas antiplaquetárias e anticoagulantes e orientar o cirurgião de catarata. A classe de fármacos anticoagulantes e antiplaquetária reduz a incidência de eventos potencialmente tromboembólicos. A anestesia tópica ou intracameral nesses pacientes deve ser preferida em relação à anestesia com agulhas. Aspirina pode ser mantida com segurança nos pacientes submetidos à cirurgia de catarata. A varfarina foi amplamente estudada e os riscos na cirurgia de catarata são baixos, no entanto, o INR deve ser controlado. Mais estudos são necessários com anticoagulantes orais diretos. Anestesia na cirurgia de catarata tem baixo risco de complicações, mesmo em uso de anticoagulantes ou antiplaquetários sistêmicos. A descontinuação desta classe de medicamentos no pré-operatório da cirurgia de catarata pode aumentar os riscos sistêmicos tromboembólicos. <![CDATA[A dose eficaz de bevacizumab para o tratamento da retinopatia da prematuridade]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0004-27492018000400354&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Patients undergoing cataract surgery are generally elderly, and many take drugs with systemic effects. The surgeon must be aware of the risks of continuing or discontinuing such medications perioperatively. Antiplatelet drugs and anticoagulants, prescribed to reduce the incidence of thromboembolic events, are often used in this population. This paper aims to review the perioperative use of antiplatelet and anticoagulant drugs in the setting of cataract surgery. Topical or intracameral anesthesia is preferred over anesthesia injected with needles. Aspirin can be safely continued in patients undergoing cataract surgery. Warfarin has been extensively studied, and the risk of hemorrhage associated with cataract surgery is low if the international normalized ratio is in the therapeutic range. Only a few studies of direct oral anticoagulants are available, and therefore no definite recommendations regarding those agents can be made at this time. Anesthesia in cataract surgery carries a low risk, even for patients taking anticoagulant or antiplatelet drugs. The discontinuation of this class of drugs before cataract surgery may increase the risk of thromboembolism.<hr/>RESUMO Os pacientes submetidos à cirurgia de catarata são geralmente idosos e muitos deles usam drogas com efeitos sistêmicos. No entanto, o cirurgião deve estar ciente dos riscos em manter ou descontinuar medicamentos sistêmicos no pré-operatório da cirurgia de catarata, como os anticoagulantes e os antiplaquetários. Este artigo tem como objetivo revisar a classe de drogas antiplaquetárias e anticoagulantes e orientar o cirurgião de catarata. A classe de fármacos anticoagulantes e antiplaquetária reduz a incidência de eventos potencialmente tromboembólicos. A anestesia tópica ou intracameral nesses pacientes deve ser preferida em relação à anestesia com agulhas. Aspirina pode ser mantida com segurança nos pacientes submetidos à cirurgia de catarata. A varfarina foi amplamente estudada e os riscos na cirurgia de catarata são baixos, no entanto, o INR deve ser controlado. Mais estudos são necessários com anticoagulantes orais diretos. Anestesia na cirurgia de catarata tem baixo risco de complicações, mesmo em uso de anticoagulantes ou antiplaquetários sistêmicos. A descontinuação desta classe de medicamentos no pré-operatório da cirurgia de catarata pode aumentar os riscos sistêmicos tromboembólicos.