Scielo RSS <![CDATA[Jornal de Pediatria]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0021-755720030007&lang=en vol. 79 num. lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<b>Pediatric office practice</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0021-75572003000700001&lng=en&nrm=iso&tlng=en <![CDATA[<b>Computing in medical practice</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0021-75572003000700002&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVO: a informática hoje participa em vários aspectos de nossa vida cotidiana. Os autores, através deste artigo de revisão, analisam e discutem sua inserção nos consultórios médicos assistenciais e/ou de ensino. FONTES DE DADOS: foram utilizadas informações obtidas através de revisão bibliográfica, não sistemática, abrangendo artigos, normas oficiais, capítulos de livros e anais, realizada, também, por busca direta e de bancos eletrônicos nas bases de dados Medline e Lilacs. SÍNTESE DOS DADOS: o artigo foi estruturado em tópicos, apresentando, inicialmente, uma discussão sobre o prontuário eletrônico, sua história, funções, custos e benefícios, aspectos éticos e legais e suas vantagens e desvantagens. Avalia-se, também, os sistemas de apoio à decisão em medicina frente à quantidade enorme de informações que surgem, a cada ano, na área da saúde. Foi analisado o impacto do uso da Internet na universalização e na democratização do conhecimento e avaliada a telemedicina, que cria novos desafios à prática médica, bem como levanta aspectos éticos importantes como os da "consulta virtual" e, finalizando, descreve-se uma experiência prática de modernização de um ambulatório de ensino em Pediatria, com a introdução das ferramentas de informática e telecomunicação. CONCLUSÕES: a área de informática médica hoje dispõe de ferramentas e instrumentos que podem apoiar a organização administrativa da consulta médica, a captura, o armazenamento e o processamento das informações do paciente, a geração do diagnóstico, a orientação terapêutica e o acesso às informações, visando a melhora do conhecimento médico e a disponibilidade deste conhecimento onde e quando ele for necessário, para uma adequada tomada da decisão.<hr/>OBJECTIVE: currently, information technology is part of several aspects of our daily life. The objective of this paper is to analyze and discuss the use of information technology in both medical education and/or medical practice. SOURCES OF DATA: information was gathered through nonsystematic bibliographic review, including articles, official regulations, book chapters and annals. Direct search and search of electronic databanks in Medline and Lilacs databases were also performed. SUMMARY OF THE FINDINGS: this paper was structured in topics. First, there is a discussion on the electronic medical record. The following aspects are presented: history, functions, costs, benefits, ethical and legal issues, and positive and negative characteristics. Medical decision-support systems are also evaluated in view of the huge amount of information produced every year regarding healthcare. The impact of the Internet on the production and diffusion of knowledge is also analyzed. Telemedicine is assessed, since it presents new challenges to medical practice, and raises important ethical issues such as "virtual medical consultation". Finally, a practical experience of modernization of a pediatric outpatient center by the introduction of computers and telecommunication tools is described. CONCLUSIONS: medical computing offers tools and instruments that support the administrative organization of medical visits, gather, store and process patient's data, generate diagnoses, provide therapeutical advice and access to information in order to improve medical knowledge and to make it available whenever and wherever adequate decision-making is required. <![CDATA[<b>Well-child care today</b>: <b>an evidence-based view</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0021-75572003000700003&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVO: a promoção da saúde é atividade essencial do pediatra, mas ainda pouco fundamentada em evidências científicas. Este artigo estuda o apoio científico para as principais intervenções preventivas, quando, como e quem deve realizá-las. FONTES DOS DADOS: revisão sistemática da literatura recente, por meio de busca nos bancos de dados Medline e Lilacs, usando as palavras puericultura, supervisão de saúde e promoção de saúde (em inglês e português); revisão não sistemática das referências bibliográficas de capítulos de livros; busca não sistemática na Internet de organizações que emitem recomendações sobre supervisão de saúde; e seleção de artigos clássicos na área. SÍNTESE DOS DADOS: o pediatra deve integrar-se com outros profissionais na prestação de serviços preventivos, bem como estabelecer parcerias efetivas com todos os setores da comunidade. É essencial aprimorar as habilidades em comunicação. O número ideal de consultas de supervisão de saúde nunca foi estabelecido; os procedimentos devem ser adaptados individualmente, segundo fatores de risco contextuais familiares e comunitários. Há documentação científica da efetividade de consulta pré-natal, orientação preventiva, triagem metabólica, imunização, triagem de visão e audição. A monitorização do crescimento e a triagem do desenvolvimento têm que ser racionalizadas. A repetição sistemática do exame físico completo e de exames de laboratório não está justificada. CONCLUSÕES: o pediatra tem um papel fundamental na promoção de saúde da criança e do adolescente, mas suas ações na área da puericultura não devem mais ser totalmente empíricas. Há inúmeros recursos, apoiados em evidências científicas, para guiá-lo quanto aos procedimentos mais efetivos.<hr/>OBJECTIVE: health promotion is one of the chief activities of pediatricians, although still lacking enough scientific bases. This article reviews the scientific support for the main preventive interventions, as well as who should make them, when and how they should be made. SOURCES OF DATA: systematic review of recent literature, through the search of Medline and Lilacs databases, using the terms well-child care, health supervision and health promotion (both in English and Portuguese); non-systematic review of reference lists of book chapters; non-systematic Internet search of organizations that make recommendations on health supervision; selection of classic articles within this field. SUMMARY OF THE FINDINGS: pediatricians must seek integration with other professionals in providing preventive services, as well as in establishing effective partnerships with all community sectors. It is essential to improve communication skills. The ideal number of health supervision visits has never been established; interventions must be individually adapted according to family and community contextual risk factors. There is scientific evidence of the effectiveness of prenatal visits, preventive guidance, metabolic screening, immunization, and vision and hearing screening. Growth monitoring and development screening must be rationalized. The systematic repetition of complete physical examinations and laboratory tests is not warranted. CONCLUSIONS: pediatricians play a fundamental role in child and adolescent health promotion, but their actions regarding well-child care must no longer be totally empirical. There are innumerous evidence-based resources to guide pediatricians as to the most effective interventions. <![CDATA[<b>Monitoring growth</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0021-75572003000700004&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVO: apresentar conceitos relacionados à avaliação do crescimento, ressaltando os aspectos da avaliação do indivíduo. FONTES DOS DADOS: o artigo foi desenvolvido tomando como base as publicações que discutem a aplicação da antropometria na avaliação do estado nutricional, publicadas pela OMS, artigos originais e capítulos de livros com esse mesmo conteúdo, e as críticas que os auxologistas fazem a esse tipo de avaliação, quando aplicadas individualmente. SÍNTESE DOS DADOS: são apresentados conceitos de referência, maturidade esquelética, alvo parental, escore z, baixa estatura, velocidade de crescimento, índice de massa corporal e seus pressupostos e limitações. CONCLUSÕES: a avaliação do estado nutricional de populações baseia-se em pontos de corte, partindo do pressuposto de que quem está abaixo ou acima daquele ponto apresenta um problema nutricional. A avaliação clínica baseia-se na idéia de variabilidade, e que esta pode ser tanto biológica quanto social, e cabe ao clínico estabelecer se a criança está dentro ou fora de determinados parâmetros e se tem um crescimento, ou um diagnóstico nutricional, normais. Ao acompanhar o crescimento de uma criança ou adolescente, o parâmetro mais importante a ser considerado é a velocidade de crescimento.<hr/>OBJECTIVE: to present concepts related to growth assessment, with emphasis on aspects concerning the evaluation of individuals. SOURCES OF DATA: the present paper is based on reports published by the WHO regarding the use anthropometry for the assessment of nutritional status; on original articles; and on book chapters about the same topic, as well as on the criticisms of auxologists of this type of assessment when employed at the individual level. SUMMARY OF THE FINDINGS: concepts concerning reference, skeletal maturity, mid-parental target height, z score, short stature, growth rate, body mass index, and their assumptions and limitations are presented. CONCLUSIONS: the assessment of the nutritional status of a population is based on cut-off points, taking into consideration that whoever is below or above that point presents a nutritional problem. Clinical evaluation is based on the idea of variability, which can be both biological and social, and on the idea that it is the clinician's task to establish whether a child within or outside given parameters presents normal growth and nutritional status. When monitoring the growth of a child or adolescent, the most important parameter to be considered is growth rate. <![CDATA[<b>Children and adolescents with developmental disabilities in the pediatric outpatient clinic</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0021-75572003000700005&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVO: revisar a literatura e os princípios básicos sobre o atendimento ambulatorial da criança e do adolescente com alterações no desenvolvimento, salientando os aspectos da prevenção, detecção e intervenção precoce, inclusão e reabilitação. FONTE DE DADOS: pesquisa nas bases de dados Medline, Lilacs, nas publicações de comitês científicos, de instituições para portadores de necessidades especiais e protocolos sobre assistência ambulatorial em centros de referência para crianças e adolescentes portadores de deficiências. SÍNTESE DOS DADOS: esta população-alvo apresenta, além dos problemas de saúde típicos de sua faixa etária, os relacionados à sua patologia de base, ou às conseqüências dessas. Este artigo traz ao pediatra as principais causas de distúrbios de desenvolvimento e as características de cada forma de deficiência, ressaltando os cuidados necessários na sua abordagem nos ambulatórios de pediatria. CONCLUSÕES: o censo brasileiro de 2000 aponta que 14,5% da população brasileira apresenta algum tipo de deficiência, posicionando os problemas de desenvolvimento como um dos mais prevalentes agravos da infância e da adolescência. Assim sendo, todo pediatra há que estar atento ao desenvolvimento das crianças e adolescentes e aos fatores que possam influir sobre ele. Do pediatra depende a prevenção, o diagnóstico precoce e o tratamento em tempo hábil, sendo insubstituível na coordenação da assistência multidisciplinar, bem como na inclusão desta clientela na assistência básica à saúde, fundamentais na definição do prognóstico e da qualidade de vida dos portadores de deficiências.<hr/>OBJECTIVE: to review the literature on outpatient care of children and adolescents with developmental disabilities, focusing on prevention, early diagnosis, treatment, outcomes and rehabilitation. SOURCES OF DATA: search of Medline and Lilacs databases; publications of scientific committees of institutions for children with special needs; and outpatient care reports of reference centers for the treatment of children and adolescents with mental and developmental disabilities. SUMMARY OF THE FINDINGS: this population presents health problems associated with the basic pathology and its consequences in addition to the usual problems of the specific age group. The etiology of developmental disorders and the main characteristics of each type of disability are discussed. Special attention is given to outpatient pediatric care. CONCLUSIONS: the most recent study of the Brazilian population, performed in 2000, showed that 14.5% of this population presented some type of developmental deficiency. Therefore, developmental problems are one of the most prevalent health problems among children and adolescents. Consequently, pediatricians need to be prepared to evaluate and identify factors that may influence normal children development. Pediatricians are responsible for prevention, early diagnosis and coordination of the multidisciplinary treatment of these patients in addition to basic medical assistance, which is essential to guarantee the patients' good quality of life. <![CDATA[<b>Difficulties in the management of sleep and eating disorders</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0021-75572003000700006&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVO: o objetivo deste artigo é realizar uma atualização em anorexia e insônia na infância. FONTES DE DADOS: foram revisados os principais tipos e causas de anorexia e de insônia na infância, bem como seus diagnósticos e tratamentos. A revisão foi baseada em artigos pesquisados na base de dados Medline, nos últimos cinco anos, utilizando os termos anorexia, distúrbios da alimentação, insônia, distúrbios do sono e infância. Alguns livros-texto também foram incluídos. SÍNTESE DOS DADOS: o texto que aborda anorexia e insônia na infância apresenta definição, principais tipos e causas, diagnóstico e tratamento para cada um dos assuntos. CONCLUSÕES: anorexia e insônia são problemas prevalentes na infância, sendo a primeira muito mais abordada nas consultas pediátricas. O diagnóstico, na maioria das vezes, é através de uma anamnese bem feita. Ambas são geralmente de origem comportamental e refletem a dinâmica familiar. São passíveis de prevenção e de tratamento em nível de atenção primária, a partir de medidas que são simples, mas muitas vezes de difícil aceitação.<hr/>OBJECTIVE: to update the knowledge about anorexia and insomnia in childhood. SOURCES OF DATA: search of Medline database, including articles from1997 to 2002. The key words anorexia, feeding disorders, insomnia, sleep disorders and childhood were used. Some textbooks were also included. SUMMARY OF THE FINDINGS: definition, main types and causes, diagnosis and treatment of anorexia and insomnia are presented. CONCLUSIONS: anorexia and insomnia are prevalent in childhood. The former is a much more frequent complaint in pediatric visits. The diagnosis is almost always based solely on a good history. Both conditions are generally behavioral and reflect the family dynamics. They are preventable and treated at the primary care level, based upon simple strategies, although sometimes not easily accepted by the patients. <![CDATA[<b>Fever in pediatric office practice</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0021-75572003000700007&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVO: quando a queixa febre é única ou preponderante, em criança atendida em consultório ou ambulatório, é recomedado selecionar aquelas que requerem investigação mais apurada, determinar os exames mais indicados para triagem, detectar os casos que exigem intervenção imediata e saber lidar com o sintoma febre e a ansiedade que ela provoca. FONTES DE DADOS: levantamento bibliográfico no Medline e em artigos previamente selecionados por sua importância. SÍNTESE DE DADOS: a febre pode acarretar alguns efeitos danosos e outros benéficos, nenhum de grande monta. A anamnese deve enfocar faixa etária, intensidade da febre, tremores de frio, alterações evidentes do apetite e do comportamento (estado infeccioso), outros sintomas localizatórios e duração do episódio febril. Os exames de triagem são hemograma, VHS, proteína C-reativa, exame de urina (leucócitos e bacterioscópico), eventualmente liquor e hemocultura. O tratamento da febre pode ser feito com antitérmicos, às vezes, completado com meios físicos (banho, compressas) para reduzir o desconforto. CONCLUSÃO: a criança com febre exige do pediatra conhecimentos técnicos que se aplicam a todos os casos, e empatia, para individualizar a conduta.<hr/>OBJECTIVE: to determine how to select a child who requires in depth laboratory investigation, defining the most appropriate laboratory screening tests, and to detect the individual who requires immediate therapy, when fever is the main symptom presented by the child seen in an outpatient clinic, or at the physician's office. Additionally, this review aims at providing suggestions on how to deal with fever, and with the anxiety it causes. SOURCES OF DATA: bibliographic review using Medline database and previously selected manuscripts. SUMMARY OF THE FINDINGS: fever may cause both negative and positive outcomes, none of major consequence. Age group, fever magnitude and duration, shivering, appetite decrease or behavioral changes (toxemia), and other localizing symptoms should be investigated through the patient's medical history. Laboratory screening tests should include complete blood count, erythrocyte sedimentation rate, C-reactive protein, urinalysis (white cells count and gram stain of the sediment), and in some cases, lumbar puncture and blood culture. The treatment should include antipyretic medications and, occasionally, physical methods (cool baths, sponging) in order to reduce discomfort caused by the fever. CONCLUSIONS: children with fever request both scientific expertise, as well as empathy from the pediatrician, so that they can receive individualized therapy. <![CDATA[<b>Recurrent pain in children and adolescents</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0021-75572003000700008&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVO: realizar revisão bibliográfica sobre dores recorrentes na infância e na adolescência, com enfoque no diagnóstico diferencial e manejo desses pacientes. FONTES DE DADOS: levantamento bibliográfico no Medline e Lilacs, abrangendo os últimos quatro e dez anos, respectivamente, além de estudos e textos clássicos que tratam sobre o tema. SÍNTESE DOS DADOS: estudos realizados em diferentes partes do mundo demonstram que as dores recorrentes mais freqüentes na infância e adolescência são dor abdominal, cefaléia e dor em membros. A ocorrência de causa orgânica é baixa, observada em 5% a 10% dos casos. Dentre as causas orgânicas bem definidas de dor abdominal recorrente, cefaléia e dor em membros, não se observa nenhuma etiologia predominante. Foram analisados os principais avanços quanto à fisiopatologia das dores recorrentes, nas suas diferentes localizações, apresentando-se uma orientação para abordagem diagnóstica e terapêutica das afecções mais freqüentes em pediatria. CONCLUSÕES: as dores recorrentes na infância e adolescência são muito freqüentes e determinam significativa demanda aos serviços de saúde. A anamnese, o exame físico e o seguimento do paciente constituem a base para abordagem dessas crianças e adolescentes.<hr/>OBJECTIVE: to perform a bibliographic review of recurrent pain in children and adolescents, focusing on differential diagnosis and management of such patients. SOURCES OF DATA: search of Medline and Lilacs databases, covering the last four and ten years, respectively. Classical studies and texts related to the matter were also included. SUMMARY OF THE FINDINGS: studies carried out in different parts of the world demonstrate that the most frequent kinds of recurrent pain in children and adolescents are abdominal pain, headache, and limb pain. The occurrence of organic etiology is low, observed in 5% to 10% of the cases. Among the well defined organic etiology, no predominance is observed. The main advances regarding the pathophysiology of recurrent pain in its main localizations were analyzed. Guidelines for the diagnostic and therapeutic approach of the most common infantile diseases related to recurrent pain are presented. CONCLUSIONS: recurrent pain in children and adolescents is very common and determines significant demand on healthcare services. Defined etiology is only presented by 5% to 10% of patients. Anamnesis, physical examination and follow-up are extremely important instruments for dealing with such patients. <![CDATA[<b>Acute upper respiratory tract infections</b>: <b>outpatient diagnosis and treatment</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0021-75572003000700009&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVO: apresentar uma revisão atualizada sobre as infecções das vias aéreas superiores (IVAS) mais comuns na prática diária de consultório do pediatra, visando a uma adequada orientação de condutas diagnósticas e terapêuticas. FONTES DOS DADOS: foram revisadas referências obtidas na base de dados Medline. Foram selecionados os artigos mais relevantes sobre o tema. SÍNTESE DOS DADOS: rinofaringite aguda, sinusite aguda, faringoamigdalite aguda estreptocócica e laringite viral aguda são apresentadas de forma crítica e sucinta. As dificuldades observadas na prática clínica, em relação ao diagnóstico diferencial de determinadas IVAS, limitações na busca do agente etiológico e o uso, muitas vezes abusivo, de antimicrobianos são analisados e discutidos. CONCLUSÕES: as IVAS são um dos motivos mais comuns de visita ao consultório do pediatra. Por isso, conceitos e informações atualizados são essenciais para que o manejo dessa doença seja otimizado, reduzindo a indicação de exames diagnósticos dispensáveis, ou a implementação de tratamentos desnecessários ou prejudiciais ao paciente.<hr/>OBJECTIVE: to present an updated review of the most common upper respiratory infections (URI) in children seen by the pediatrician in outpatient clinics, for better diagnostic and therapeutic decisions. SOURCES OF DATA: references from Medline database were reviewed. The most relevant articles were selected. SUMMARY OF THE FINDINGS: acute rhinopharyngitis, sinusitis, streptococcal tonsillitis and viral croup are presented in a concise and critical view. Differential and etiological diagnosis limitations and the abusive use of antimicrobials in these illnesses are also discussed. CONCLUSIONS: URI are the most common cause of visits to pediatrician clinics. Therefore, update and critical concepts, as well as references are essential for a proper management of these illnesses, decreasing the indication of unnecessary diagnostic tests and avoiding non-effective and harmful treatments. <![CDATA[<b>Assessment of heart murmurs in childhood</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0021-75572003000700010&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVO: discutir a avaliação clínica e laboratorial do sopro cardíaco, considerando sua alta freqüência no atendimento ambulatorial do pediatra geral. FONTE DE DADOS: revisão baseada na análise crítica da literatura atual e consulta a compêndios de cardiologia pediátrica e pediatria contendo informações básicas sobre o tema. SÍNTESE DOS DADOS: os principais destaques do artigo referem-se à importância da anamnese e exame físico do sistema cardiovascular, essenciais para o pediatra geral diagnosticar o sopro cardíaco inocente, e identificar situações que indiquem a ocorrência de cardiopatias congênitas, ou adquiridas, e a necessidade de encaminhamento ao especialista. CONCLUSÕES: o pediatra geral é geralmente o primeiro médico a detectar um sopro cardíaco e deve estar apto a reconhecer o sopro inocente, assim como a suspeitar precocemente de doenças cardiovasculares.<hr/>OBJECTIVE: to discuss clinical and laboratorial evaluation of heart murmurs in children, an important problem faced by pediatricians in their practice. SOURCES OF DATA: this review was based on a critical analysis of the current literature, as well as pediatrics and pediatric cardiology textbooks, which were found to be an important source of information on the subject. SUMMARY OS THE FINDINGS: it is important for pediatricians to know how to obtain precise information regarding the patient's medical history and to perform extensive physical examination of a child with heart murmur. The diagnosis of innocent heart murmur is essentially clinical and it can help the pediatrician to identify situations which are associated with cardiovascular diseases. CONCLUSIONS: in our series, short-term video-EEG monitoring established a reliable diagnosis in most patients due to correlation between clinical and EEG data. This procedure was well tolerated by children, including infants and those with psychiatric disorders. <![CDATA[<b>Urinary tract infection</b>: <b>a search of evidence</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0021-75572003000700011&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVO: no presente trabalho, visamos abordar o tema infecção do trato urinário à luz da evidência clínica atual. FONTE DE DADOS: realizamos revisão bibliográfica no período de 1996 a 2002, utilizando os bancos de dados Medline e Cochrane, por meio das seguintes palavras-chave: infecção urinária, criança, adolescente, diagnóstico, tratamento e refluxo vesicoureteral. Foram selecionados estudos de coorte e de qualidade, consensos, meta-análises, ensaios randomizados controlados e auditorias. SÍNTESE DOS DADOS: os artigos levantados foram selecionados com base em aspectos metodológicos, relevância e aplicabilidade clínica. Parte dos destaques dos artigos baseiam-se nos parâmetros propostos pela Academia Americana de Pediatria, em 1999, para o diagnóstico e tratamento da infecção urinária febril da criança entre dois meses e dois anos de idade. CONCLUSÃO: grande parte das diretrizes para diagnóstico e tratamento da infecção urinária na infância ainda está baseada em opiniões consensuais e dogmáticas. Trabalhos multicêntricos, randomizados, controlados, duplo-cegos para intervenções são necessários para melhoria da qualidade do diagnóstico e da condução da infecção urinária na infância.<hr/>OBJECTIVE: to review urinary tract infection in children taking into consideration evidence-based medicine. SOURCES OF DATA: search of Medline and Cochrane databases, comprising the period between 1996 and 2002, with the following key words: urinary infection, vesicoureteral reflux, children, adolescents, diagnosis and treatment. Cohort studies, quality assurance studies, consensus, meta-analysis studies, randomized controlled trials and audits were selected. SUMMARY OF THE FINDINGS: the studies were selected according to their methodology, relevance and clinical applicability. Some studies were selected based on the parameters proposed by the American Academy of Pediatrics in 1999 for the diagnosis and treatment of urinary tract infection in children between two months and two years of age. CONCLUSIONS: consensus statements on diagnosis and treatment of urinary infection in children and adolescents are still mostly opinion-based. Randomized multicentric controlled trials, with double-blind allocation are necessary to improve quality of diagnosis and management of pediatric urinary tract infection. <![CDATA[<b>Judicious use of medication in children</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0021-75572003000700012&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVO: realizar a revisão bibliográfica sobre o tema uso criterioso de medicamentos em crianças. FONTES DE DADOS: os artigos foram pesquisados através dos dados do Medline, no período de 1992 a 2002. Foram selecionados artigos que abordavam a eficácia e a toxicidade dos diversos fármacos utilizados na terapêutica das principais infecções respiratórias agudas. SÍNTESE DOS DADOS: o uso abusivo de medicamentos para tratar as infecções respiratórias agudas e doenças atópicas é generalizado e, freqüentemente, são utilizados medicamentos com ação não comprovada. CONCLUSÕES: frente à toxicidade de muitos medicamentos e à emergência de cepas bacterianas resistentes aos antibióticos, é essencial desenvolver novos métodos para o diagnóstico das doenças de etiologia bacteriana, bem como educar médicos e leigos sobre o uso criterioso de medicamentos.<hr/>OBJECTIVE: to perform a bibliographic review on criterion-based use of drugs by children. SOURCES OF DATA: articles were searched through Medline database using the terms: acute respiratory diseases, asthma, antibiotics, treatment and children. SUMMARY OF THE FINDINGS: there is an excessive use of drugs to treat acute respiratory diseases and asthma. Drugs with unproved action are frequently prescribed. CONCLUSIONS: considering the toxicity of many drugs used in children and the emergency of bacterial strains resistant to antibiotics, it is essential to develop new methods of diagnosing bacterial infections, as well as to educate both physicians and the general public on the judicious use of drugs. <![CDATA[<b>Arterial hypertension in childhood</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0021-75572003000700013&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVOS: realizar uma revisão crítica da literatura atual, enfocando aspectos práticos e relevantes para o diagnóstico e tratamento ambulatorial da criança com hipertensão arterial. FONTE DE DADOS: artigos clássicos e revisão sistemática da literatura atual através de busca eletrônica nos bancos de dados Medline e Lilacs, nos últimos 10 anos, utilizando-se as palavras-chave hipertensão arterial, recém-nascido, lactente, pré-escolar, criança e adolescente, selecionando-se aqueles que trouxeram informações relevantes. SÍNTESE DOS DADOS: a hipertensão arterial e a obesidade são um problema de saúde pública em todo o mundo. A hipertensão arterial essencial do adulto inicia-se na infância, e, além disso, pode ser secundária a várias doenças. O pediatra tem por obrigação medir adequadamente a pressão arterial de seus pacientes. Quando descoberta, a hipertensão arterial deve ser investigada para ser adequadamente tratada. A investigação depende da idade e do grau de elevação da pressão arterial, devendo preocupar-se não somente com a causa da hipertensão, mas também com os seus efeitos em órgãos alvo. CONCLUSÕES: o reconhecimento precoce da pressão arterial anormal e a intervenção (investigação e tratamento) adequada são necessários para diminuir a morbidade/mortalidade cardiovascular e renal futura.<hr/>OBJECTIVE: to critically review recent medical literature, focusing on practical features that are relevant for diagnosis and outpatient treatment of pediatric hypertension. SOURCES OF DATA: classic articles and systematic review of recent literature through electronic search of Medline and Lilacs databases over the last 10 years, using the key words arterial hypertension, newborns, infants, preschool, children and adolescents. Those articles containing relevant information were selected. SUMMARY OF THE FINDINGS: arterial hypertension and obesity are public health problems all over the world. Essential arterial hypertension in adults begins in childhood and can also be secondary to several diseases. Pediatricians must measure the arterial pressure of the patients in a proper manner. When arterial hypertension is detected, it must be investigated in order to be adequately treated. The investigation depends on the age and the rising degree of the arterial pressure, taking into consideration the cause of hypertension, as well as its effects on target organs. CONCLUSIONS: the early recognition of an abnormal arterial pressure followed by adequate investigation and treatment are required to reduce the cardiovascular and renal morbidity/mortality.