Scielo RSS <![CDATA[Papéis Avulsos de Zoologia (São Paulo)]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0031-104920100021&lang=en vol. 50 num. 21 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<b>A new species of <i>Baurusuchus</i> (Crocodyliformes, Mesoeucrocodylia) from the Upper Cretaceous of Brazil, with the first complete postcranial skeleton described for the family Baurusuchidae</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0031-10492010002100001&lng=en&nrm=iso&tlng=en The present work describes a new species of Baurusuchidae from Upper Cretaceous sediments of the Bauru Basin, and provides the first complete postcranial description for the family. Many postcranial features observed in the new species are also present in other notosuchian taxa, and are thus considered plesiomorphic for the genus. These are: long cervical neural spines; robust deltopectoral crest of the humerus; large proximal portion in the radiale that contacts the ulna; ulnare anterior distal projection; supra-acetabular crest well developed laterally; post-acetabular process posterodorsally deflected; presence of an anteromedial crest in the femur; fourth trocanter of femur posteriorly positioned; tibia with a laterally curved shaft; calcaneum tuber posteroventrally oriented; osteoderms ornamented with grooves and imbricated in the tail. On the other hand, we found the following sacral and carpal features to be unique among all mesoeucrocodylians analyzed: transverse processes of sacral vertebrae dorsolaterally deflected; presence of a longitudinal crest in the lateral surface of sacral vertebrae; pisiform carpal with a condyle-like surface. The majority of these cited features corroborates a cursorial locomotion for the new species described in the present study, suggesting that members of the family Baurusuchidae were also cursorial species.<hr/>O presente trabalho descreve uma espécie nova de Baurusuchidae proveniente de sedimentos do Cretáceo Superior da Bacia Bauru, no Estado de São Paulo, fornecendo a primeira descrição de um esqueleto pós-craniano completo para a família. Muitas características pós-cranianas da nova espécie estão presentes em outros táxons de Notosuchia gondwânicos e são, desta forma, consideradas plesiomórficas para o gênero. Entre estas se destacam: espinhas neurais cervicais muito longas; três vértebras sacrais; crista deltopeitoral do úmero robusta; porção proximal do radiale com grande área de contato para a ulna; ulnare com projeção anterior distal; crista supra-acetabular bem desenvolvida lateralmente; processo pós-acetabular póstero-dorsalmente direcionado; presença de uma crista crânio-medial no fêmur; quarto trocânter do fêmur em uma posição posterior; diáfise da tíbia lateralmente curvada; tubérculo do calcâneo orientado póstero-ventralmente; osteodermas ornamentados com sulcos e imbricados na região caudal. Contudo, alguns caracteres são inéditos, sendo ausentes nas demais famílias de Crocodyliformes. Estes são: processos transversos das vértebras sacrais direcionados dorsolateralmente; presença de uma crista longitudinal na superfície lateral das vértebras sacrais; presença de uma superfície semelhante a um côndilo no carpal pisiforme. A maioria destas características corrobora um padrão de locomoção cursorial para a espécie descrita neste trabalho, e para a família Baurusuchidae.