Scielo RSS <![CDATA[Revista Brasileira de Economia]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0034-714020140004&lang=pt vol. 68 num. 4 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Redesenho e Análise do Mercado de Admissão aos Centros de Pós-Graduação em Economia no Brasil à Luz da Teoria dos Jogos: Um Experimento Natural em Desenho de Mercados]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71402014000400425&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A ANPEC é uma associação de Centros de pós-graduação em Economia que realiza anualmente um exame para classificar os candidatos à admissão nesses Centros. Essa classificação é usada pelas Instituições na elaboração de suas preferências sobre os candidatos. No procedimento de admissão atual, uma forma de ação descoordenada é usada para alocar os candidatos aos Centros. Descrevemos a história da organização desse mercado ao longo dos últimos 30 anos. Analisamos o mercado descentralizado e explicamos as razões do insucesso do mecanismo centralizado de 1997. Observações empíricas são fundamentadas pela teoria existente e por novos resultados teóricos apresentados. Um novo desenho para esse mercado visando corrigir as falhas apresentadas no modelo atual é proposto.<hr/>The ANPEC is an association of graduate Centers in Economics in Brazil which provides, every year, an examination that ranks the candidates who want to be admitted by these Centres. This classification is used by the Institutions to elaborate their preferences on the candidates. The allocation procedure of candidates to graduate Economic Schools in Brazil is descentralized. We describe the history of the organization of this Market along the last 30 years. We analyse the descentralized Market and explain the reasons of the failure of the centralized mechanism of 1997. Empirical observations are fundamented by the existent theory and by new theoretical results presented. A new design for this Market is proposed, aiming to correct the failures presented in the actual model. <![CDATA[Especialização Setorial do Comércio Internacional Condiciona o Impacto da Abertura Comercial Sobre a Renda?]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71402014000400457&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo avalia se o grau de especialização das exportações e importações em commodities cria possível não linearidade entre abertura comercial e renda per capita. Em outras palavras se a composição da pauta de exportação e importação pode alterar a eficiência que a abertura comercial possui em explicar o diferencial de renda entre nações. Para isso, aplica-se o modelo de painel com transição suave para 110 países, seguindo o mesmo procedimento de Frankel e Romer (1999), evitando assim problemas de endogeneidade. Os resultados empíricos indicam que a especialização das exportações em commodities pode fazer com que a abertura comercial seja menos eficaz em elevar a renda quando comparada a países que possuem pauta de exportações com vantagens comparativas em manufaturados. Por outro lado, esta situação de menor eficácia associada à especialização em commodities deixa de ser válida, caso a pauta de importações esteja fortemente especializada no setor de manufaturados, que inclui bens intermediários e de capital.<hr/>The aim of this article is to evaluate if the sectorial specialization of exports and imports generates nonlinearities between the degree of openness of an economy and its per capita income. In other words, if the composition of exports and imports may change the efficacy of the degree of openness to explain the income differentials among the countries. In order to address this issue, the paper applies a Panel Smooth Transition Model for 110 countries, following the same procedure used by Frankel and Romer (1999) to avoid endogeneity problem. Results indicate that in countries where exports are specialized in commodities, openness has less efficiency to influence income than in others where exports are specialized in manufactured goods. On the other hand, this lack of efficacy disappears when imports are strongly specialized in manufactured goods, including capital and intermediate goods. <![CDATA[Uma Análise para o Efeito-Fronteira no Brasil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71402014000400481&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo analisa o efeito fronteira para o comércio internacional brasileiro. Considera-se a equação gravitacional estrutural de Anderson e Wincoop (2003) e as recomendações de Baldwin e Taglioni (2006, 2011). A estratégia econométrica é robusta frente ao grande número de relações comerciais iguais a zero e as possíveis formas funcionais desconhecidas e heterocedásticas do termo de erro aleatório. Os resultados sugerem que o elevado efeito fronteira, largamente corroborado pela literatura nacional, é fruto da má especificação da equação gravitacional, em especial da não inclusão dos termos de resistência multilateral sugeridos por Anderson e Wincoop (2003).<hr/>This paper studies the border effect in the Brazilian international trade. We consider a structural gravity model developed by Anderson e Wincoop (2003) and the empirical specifications proposed by Baldwin e Taglioni (2006, 2011). The econometric method utilized in this paper is robust against several identification problems such as a large number of trade observations equal to zero, heteroskedasticity and unknown specification of the error distribution. Our results suggest that the higher border effect in the Brazilian international trade, largely corroborated by the existing literature, is due to misspecification of the gravity equation, specially because of the exclusion of the Multilateral Resistance Term (MRT) suggested by Anderson e Wincoop (2003). <![CDATA[Uma Nota Sobre o Papel da Credibilidade da Política Monetária e Fiscal: Evidências para o Brasil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71402014000400497&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este estudo analisa: (i) a influência das reputações do Banco Central do Brasil e do governo e da credibilidade de suas políticas sobre o comportamento da taxa básica de juros, e o impacto das medidas de gerenciamento da dívida pública e do cenário macroeconômico sobre a taxa de juros; (ii) a influência da política monetária e do ambiente macroeconômico sobre o comportamento do consumo das famílias pelo canal do crédito. Os resultados sugerem que os ganhos de credibilidade e reputação monetária e fiscal foram importantes para explicar a trajetória da taxa básica de juros e o spread de crédito, influenciando o comportamento do consumo das famílias.<hr/>This study examines (i) the influence of the reputations of the Central Bank of Brazil and the Government and the credibility of their policies on the path of the basic interest rate, and also the impact of public debt management policies and the macroeconomic scenario on the basic interest rate; (ii) the influence of monetary policy and the macroeconomic environment on the behavior of household consumption through the credit channel. The results suggest that gains of credibility and monetary and fiscal reputation were important to explain the path of the basic interest rate and the credit spread, affecting the behavior of household consumption. <![CDATA[A Substituição da Contribuição Patronal para o Faturamento: Efeitos Macroeconômicos, sobre a Progressividade e Distribuição de Renda no Brasil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71402014000400517&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Na esfera Nacional, as Medidas Provisórias 563/2012, 582/2012, 601/2012 e 612/2013 propõem a substituição da alíquota previdenciária patronal do INSS por uma alíquota tributária de 1% ou 2% sobre o faturamento, esta alteração sendo feita em setores econômicos intensivos em trabalho. O presente estudo avalia impactos econômicos dessas mudanças sobre os agregados, setores e famílias na economia brasileira. Os resultados sugerem que os efeitos da substituição se devem exclusivamente à redução da carga tributária embutida na proposta, mas sem impacto relevante na redução das distorções do sistema tributário brasileiro.<hr/>In Brazil, the Provisional Measures 563/2012, 582/2012, 601/2012 and 612/2013 propose the replacement of the INSS payroll tax by a tax rate of 1% or 2% on revenue of the labor-intensive economic sectors. In this paper we evaluate economic impacts of these tax changes on aggregates, sectors and households of the Brazilian economy. The results suggest that the effects of this substitution are given exclusively by the reduction of the embedded tax burden in proposal, but without relevant impact on reduction of the distortions in Brazilian tax system. <![CDATA[Uma Nota Sobre Efeitos de Gastos Públicos Federais Sobre o Crescimento da Economia Brasileira]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71402014000400547&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O artigo tem o objetivo de analisar os efeitos dos gastos governamentais sobre o produto da economia brasileira ao longo do período de 1980 a 2005, identificando a contribuição de algumas categorias de gastos públicos sobre o crescimento do produto no Brasil. Para isso, foram investigadas as séries dos componentes das despesas públicas federais, em particular, tanto por grupo como por função. Os procedimentos metodológicos usados basearam-se nos testes de Dickey-Fuller Aumentado (DFA) e Phillips e Perron (PP), teste de Causalidade de Granger e o método de Cointegração de Engle e Granger e Johansen. Os resultados dos testes de raiz unitária mostraram que as séries estudadas de produto e despesas públicas são I(1). A maioria dos pares de variáveis mostrou causalidade no sentido de Granger fluindo dos componentes dos gastos públicos para o produto. As exceções ficaram por conta dos gastos com defesa e segurança nacional e educação. Da mesma forma, esses tipos de despesas não se mostraram estatisticamente significantes nas estimações. Entretanto, comunicação, saúde e saneamento, energia e recursos minerais e transporte foram as categorias de gastos públicos que mostraram relevância empírica na composição das despesas públicas. As evidências mostram que essas despesas podem ser consideradas como gastos produtivos. Para uma dada quantidade de fatores privados, melhores estradas, portos, ferrovias, comunicação, saúde e saneamento implicam uma maior produtividade desses fatores e, consequentemente, elevando o produto final.<hr/>The article has the goal to analyze the effects of the government expenses about the product of the Brazilian economy along the period from 1980 to 2005, identifying the contribution of some categories of public expenses about the growth of the product in Brazil. For that, the components of public federal expenses time series were investigated, in particular, in both ways by group and function. The methodological procedures were based on tests Augmented Dickey-Fuller and Phillips and Perron, Granger Causality test, Engle and Granger Cointegration and Johansen Cointegration method. The results of unit root tests showed that the series studied of product and public expenses are I(1). Most pairs of variables showed Granger causality flowing from the components of the public expenses to the product. The exceptions stayed due to the expenses with defense and national safety and education. In the same way, these kinds of expenses did not show statistically significant in the estimation. However, communication, health and basic sanitation , energy and mineral resources and transport were the categories of public expenses that showed empiric relevance in the composition of the public expenses. The evidences showed that these expenses can be considered as productive expenses. For a given quantity of private, best factors highways, harbors, railroads, communication, health and basic sanitation imply a larger productivity of these factors and increasing the final product.