Scielo RSS <![CDATA[Revista Brasileira de Economia]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0034-714020060001&lang=en vol. 60 num. 1 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<B><I>Learning-by-Doing</I>, produtividade agrícola e crescimento econômico</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71402006000100001&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este artigo procura explicar a influência da produtividade agrícola sobre o emprego, renda e bem-estar de economias abertas utilizando uma extensão ao modelo do Matsuyama (1992). O modelo originalmente proposto difere do modelo aqui apresentado em relação a duas suposições básicas. Primeiro considera-se que a dinâmica da economia está condicionada a evolução da produtividade nos setores agrícola e industrial. Adicionalmente, supõe-se que não há spillovers entre as economias. A partir dos resultados obtidos pode-se verificar que as conclusões em Matsuyama representam um caso particular de conclusões mais gerais, onde dependendo da magnitude dos parâmetros observados, os ganhos de produtividade na agricultura podem não reduzir o crescimento da economia, de forma que não existe necessariamente uma relação negativa entre produtividade agrícola e crescimento econômico, como caracterizado no modelo de Matsuyama (1992). Por outro lado, o fato de uma economia se especializar na agricultura não necessariamente implicaria em perda de bem-estar tanto no curto quanto no longo prazo.<hr/>This paper tries to explain the influence of agricultural productivity on employment, income and welfare of open economies. Using an extension of Matsuyama (1992) model, the paper proves that does not exist necessarily an inverse relation between growth and agricultural productivity. Crucial to this result are the assumptions that the dynamic of the economy is not solely based on industrial productivity, but it relies also on agricultural productivity; and that there are spillovers among economies. Under this perspective Matsuyama's result is a particular case of this more general approach. On the other hand, specialization in agriculture does not lead inexorably to welfare losses either in the short or in the long run. <![CDATA[<B>On the positive correlation between income and patience</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71402006000100002&lng=en&nrm=iso&tlng=en This paper uses a standard job-search model to provide a new explanation for the empirically documented positive correlation between patience and average income: more patient workers, by rejecting less favorable wage offers, end up with a higher average income in the long run. This is not clear at first glance, since rejecting more offers also leads to more time of unemployment. It turns out that more patient workers always "in in the end". The result is proved for the case of a linear utility. When utility is not linear, a sufficiency condition is provided. Average utility always increases with patience. A counterexample is used to show that such conclusions could not follow from a direct analysis of the value function. A second example is offered at the end to illustrate the main points of the paper. <![CDATA[<B>Reforma tributária</B>: <B>impactos distributivos, sobre o bem-estar e a progressividade</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71402006000100003&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este artigo analisa os impactos distributivos e macroeconômicos de curto e longo prazo de duas reformas tributárias alternativas, utilizando um modelo de equilíbrio geral dinâmico com agentes heterogêneos e acumulação de capital. As duas propostas concentram a tributação sobre o consumo, sendo que na primeira as alíquotas efetivas entre as famílias são quase idênticas enquanto que na segunda elas são progressivas. Os principais resultados macroeconômicos das duas propostas sugerem um aumento da produção, do consumo, das horas de trabalho e do estoque de capital com ganhos no bem-estar agregado. Do ponto de vista desagregado, o que se observa é que os maiores ganhos se concentraram nos mais pobres, com aumento do consumo e das horas trabalhadas para todas as famílias. A primeira proposta teve menores ganhos de eficiência e ao não diferenciar as alíquotas do consumo implicou em mais desigualdade e menos progressividade no sistema tributário nacional. A segunda proposta, com tributação sobre o consumo progressiva, foi capaz de trazer maiores ganhos de eficiência, ganhos de progressividade na tributação, além de pequena redução da desigualdade.<hr/>This paper aims to analyze the distributive as well as macroeconomic impacts of two alternative tax reform proposals. To this end, a dynamic general equilibrium model with six heterogeneous agents' types and capital accumulation is built. The two considered proposals focuses on consumption taxes. The first one implements a nearly flat tax rate on consumption whereas the second one uses a progressive tax rate. The main macroeconomic finding is that both proposals lead to an increase in production, consumption, working hours, capital stock and aggregate welfare. On the disaggregated level, the poor families are the most benefited from the considered tax reform schedules, but all types increased their consumption as well as working hours. The first proposal generates little efficiency gains, increases inequality and worsens the regressive structure of the Brazilian tax system. On the other hand, the second proposal had stronger efficiency gains and leads to a reduction in inequality, improving the progressive structure of the country's taxation tax system. <![CDATA[<B>Demands for short-run assets and liabilities in Brazil</B>: <B>a portfolio approach</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71402006000100004&lng=en&nrm=iso&tlng=en The study explores the behavior of the short run demands for assets and liabilities in the Brazilian industry during the 1990-1998 period based on portfolio theory. The implied set of demand equations is estimated for different sub-periods indicating that short-term demand patterns do not substantially differ when one compares the overall sample for 1990-98 and the sample pertaining a more stable period during 1994-98. Good support was found for explanatory factors referring to the stock of long term (nonchoice) items and variables approximating the activity level of the firm and the economy. The responsiveness of short-run assets and liabilities to relative returns (costs) of those items was weaker than previous studies for the U.K (Hay and Louri (1989, 1991, 1996)).<hr/>O estudo explora o comportamento das demandas de ativos e passivos de curto prazo na indústria brasileira durante o período 1990-1998 com base na teoria de portfolio. O conjunto implicado de equações de demanda é estimado para diferentes sub-períodos Indicando que os padrões de demanda de curto prazo não diferem substancialmente quando se compara a amostra global para 1990-98 e a amostra referindo ao período mais estável de 1994-98. Foi obtido bom suporte para os fatores explicativos referentes ao estoque de ítems de longo prazo (não sujeitos à escolha) e variáveis aproximando o nível de atividade da firma e da economia. A sensibilidade dos ativos e passivos de curto prazo aos retornos (custos) relativos desses ítens foi mais fraca do que a evidência de estudos anteriores para o Reino Unido (Hay and Louri (1989, 1991, 1996)). <![CDATA[<B>Significância de efeitos técnicos na eficiência de produção da pesquisa agropecuária</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71402006000100005&lng=en&nrm=iso&tlng=en Neste artigo utilizam-se modelos estatísticos censurados e truncados na avaliação de efeitos técnicos que potencialmente afetam a fronteira de produção dos centros de pesquisa da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária). Especificamente estuda-se a significância dos fatores nível da geração fundos para pesquisa externamente ao Tesouro Nacional, ações de parceria, qualidade técnica dos projetos de pesquisa, satisfação dos clientes, mudança administrativa, tipo e tamanho, na eficiência técnica de produção dos centros de pesquisa. As medidas de eficiência técnica são calculadas com base na Análise de Envelopamento de Dados (DEA) e na Análise de Fronteiras Estocásticas de Produção. Conclui-se que as medidas de eficiência DEA são mais informativas para a avaliação dos efeitos técnicos e que a geração de renda, as ações de parceria, a qualidade técnica dos projetos e o tamanho são fatores significantes. A análise estatística que conduz a esses resultados ajusta, às medidas de eficiência DEA, um modelo do tipo Tobit definido por uma distribuição na família gama. A análise Tobit é consistente com o ajuste de uma distribuição normal truncada aos resíduos obtidos de uma função de produção DEA.<hr/>This article uses censored and truncated statistical models to assess technical effects potentially affecting the production frontier of Embrapa's (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) research centers. Specifically the article assesses the significance of the factors level of research funds generated externally to the National Treasury, actions of partnership, technical quality of research projects, client satisfaction, change in administration, type and size on the measurement of technical efficiency of the research centers. Efficiency measures are computed both using Data Envelopment Analysis (DEA) and Stochastic Frontier methods. It is concluded that the DEA efficiency measurements provide more information regarding the assessment of technical effects and that revenue generation, actions of partnership, technical quality of projects, and size are significant factors. The statistical analysis leading to these results fits a Tobit model, defined by a distribution in the gamma family, to DEA technical efficiency measurements. This analysis is consistent with the fit of a truncated normal distribution to residuals obtained from the fit of a DEA production function. <![CDATA[<B>Reformas tributária e previdenciária e a economia brasileira no longo prazo</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71402006000100006&lng=en&nrm=iso&tlng=en O presente artigo busca simular o efeito das reformas tributária e previdenciária sobre variáveis chave da economia brasileira no longo prazo. Para tanto, um modelo de equilíbrio geral computável de gerações superpostas sob a especificação de um modelo de crescimento endógeno à la Lucas (1988) é utilizado. Dentre os principais resultados pode-se destacar que as reformas por si só não são capazes de melhorar a performance de variáveis como taxa de juros e crescimento no longo-prazo, entretanto, ao criar oportunidades para diminuir a dívida pública e aumentar o investimento em educação, tornam-se fundamentais para uma melhoria em tais variáveis.<hr/>The paper simulates the effects of tax and social security reforms on the main variables of the Brazilian Economy in the long run. For that matter a computable general equilibrium model of overlapping generations à la Lucas (1988) is employed. The main results are that the reforms in themselves are not capable of affecting the performance of the interest rate and the long run growth rate of the economy. However, as long as they make it possible to reduce the public debt and to increase the investment in education, they become important for the improvement of those variables.