Scielo RSS <![CDATA[Revista Brasileira de Economia]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0034-714020060002&lang= vol. 60 num. 2 lang. <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<B>Heterogeneous researchers in a two-sector representative consumer economy</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71402006000200001&lng=&nrm=iso&tlng= Research activities have uncertain outcomes. The question asked in this paper is whether or not this uncertainty can be a central piece on the explanation of long run consumption growth paths. More specifically, we inquire how the existence of different research projects, with different degrees of uncertainty, contributes to unpredictable consumption growth paths. The proposed scenario is a two-sector representative consumer model with researchers that invest in different innovation projects. There is heterogeneity in terms of risk associated to research programs (researchers invest in projects with the same expected outcome but different volatility). This difference in volatility, combined with an adaptive learning - bounded rationality rule, implies an aggregate index of technology and a consumption growth rate that do not present a predictable pattern over time.<hr/>As actividades de investigação produzem resultados incertos. A questão colocada neste artigo é se esta incerteza pode ser uma peça central na explicação das trajectórias de crescimento do consumo no longo prazo. Mais especificamente, pergunta-se como a existência de diferentes projectos de investigação, com diferentes graus de incerteza associados, contribui para trajectórias de crescimento do consumo que não são passíveis de previsão. O cenário proposto é um modelo de consumidor representativo de dois sectores com investigadores que investem em diferentes projectos de inovação. Existe heterogeneidade ao nível do risco associado aos programas de investigação (os investigadores investem em projectos com o mesmo resultado esperado mas diferente volatilidade). A diferença na volatilidade, combinada com uma regra de aprendizagem adaptativa - racionalidade limitada, implica um índice agregado de tecnologia e uma taxa de crescimento do consumo que não apresentam um padrão previsível ao longo do tempo. <![CDATA[<B>Impactos da liberalização comercial de produtos do agronegócio na Rodada de Doha</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71402006000200002&lng=&nrm=iso&tlng= O presente trabalho mensura os impactos de reduções multilaterais de barreiras comerciais aos produtos do agronegócio, através de um modelo aplicado de equilíbrio geral. Os resultados sugerem que as discussões da Rodada de Doha deveriam focalizar a redução tarifária como o principal tema da negociação em torno dos produtos agropecuários. Uma repetição dos cortes tarifários da Rodada do Uruguai frustraria o objetivo de acesso a mercados, devido à grande diferença entre tarifas consolidadas e tarifas aplicadas em vários países. A implementação da fórmula suíça de redução tarifária traz ganhos potenciais elevados para o Brasil e para o mundo.<hr/>This paper evaluates the impacts of multilateral reductions in trade barriers of agribusiness commodities, using an applied general equilibrium model. The results suggest that the most important subject about agriculture products in discussion at Doha Round should be the tariff cuts. If the Doha Round determines tariff cuts as observed at the Uruguay Round, the goal of market access will not be attained, since there is a large difference between bound and applied tariffs in several countries. However, the implementation of the Swiss formula on tariffs cuts brings higher gains to Brazil and to the World. <![CDATA[<B>Dinâmica inflacionária brasileira</B>: <B>resultados de auto-regressão quantílica</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71402006000200003&lng=&nrm=iso&tlng= Neste artigo nós estudamos a dinâmica inflacionária brasileira após a implementação do Plano Real em 1994. Nós usamos modelos auto-regressivos quantílicos e testes de raiz unitária baseados em representações autoregressivas quantílicas para caracterizar tal dinâmica. O artigo mostra que a dinâmica inflacionária não apresenta comportamento uniforme ao longo dos diferentes quantis condicionais. Em particular, os resultados fornecem evidência de dinâmica globalmente estacionária, mesmo com o processo alcançando não-estacionariedade na cauda superior da distribuição condicional.<hr/>The object of study of this paper is the Brazilian inflationary dynamics after the implementation of the Real Plan in 1994. We use quantile autoregressive models and unit root tests derived from quantile autoregressive representations to characterize such dynamics. It is shown that the inflationary dynamics is not uniform across different conditional quantiles. In particular, the overall dynamics is stationary, even though the time series behavior of the process at the upper tail of the conditional distribution proves to be far from stationary. <![CDATA[<B>Solving Euler equations</B>: <B>classical methods and the <I>C</I><SUP>1</SUP> contraction mapping method revisited</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71402006000200004&lng=&nrm=iso&tlng= In this paper we describe the classical methods used to solve the Euler equations. Special attention is devoted to the iterative method based on a contraction mapping derived from these equations in Maldonado and Moreira (2003). We test the numerical robustness of this method when it is used in models with sensitiveness to initial conditions. Finally we extend the method to the case of stochastic Euler equations.<hr/>Neste artigo descrevemos os métodos clássicos utilizados para resolver as equações de Euler. Dedicamos atenção especial ao método iterativo construí do a partir dessas equações, descrito em Maldonado and Moreira (2003). Isto é feito com o intuito de testar a sua robustez em modelos que apresentam sensibilidade às condi cões iniciais e finalmente, estender o método para o caso de equações de Euler estocásticas. <![CDATA[<B>Which are the risk factors in the pricing of Personal Pension Plans in Spain?</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71402006000200005&lng=&nrm=iso&tlng= The aim of this paper is to analyse if the Arbirtrage Pricing Theory or the model suggested by Chen et al. (1986) can efficiently explain the variability of the cross-sectional returns on the Personal Pension Plans in Spain between 1995-2003, as well as to find their sources of risks. To test both models we have followed the traditional two-step cross-sectional regressions by Fama and MacBeth (1973). The results of our analysis show two significant risk factors derived from the fixed-income market: nonanticipated changes in the interest rate term structure and the default risk premium.<hr/>Este artigo analisa se o modelo APT ou o modelo sugerido por Chen et al. (1986) podem explicar de maneira eficiente a variabilidade dos rendimentos de seção cruzada dos Planos de Pensões do Sistema Individual em Espanha durante 1995-2003, bem como determina quais são seus fatores de risco. A metodologia de contraste utilizada foi a proposta por Fama and MacBeth (1973) na versão de múltiplas variáveis explicativas. Os resultados da análise mostram dois fatores de risco relevantes derivados do mercado de renda fixa: mudanças não antecipadas na estrutura temporária da taxa de juros e prima por risco de insolvência. <![CDATA[<B>Investigação da memória de longo prazo na taxa de câmbio no Brasil</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71402006000200006&lng=&nrm=iso&tlng= Neste trabalho, é medida a evolução da memória de longo prazo da taxa de câmbio diária, Real contra Dólar dos Estados Unidos, no período de 1995 a 2004. Essa medição é realizada por meio da análise R/S clássica, com janela móvel de dados. O trabalho focaliza o abandono do regime de câmbio administrado em favor do de câmbio flutuante, ocorrido em 1999, identificando antipersistência da taxa de câmbio durante a vigência do primeiro regime e memória longa a partir do início da vigência do segundo regime. Mostra também evidência de memória longa para as volatilidades dos retornos das taxas analisadas.<hr/>This paper presents measures of long-range dependence in daily exchange rates of the Brazilian Real against the US Dollar, taken from 1995 to 2004 employing the classical R/S analysis with a rolling sample. It analyses the switch from a crawling peg exchange regime to a floating exchange regime, in 1999, finding antipersistence in the exchange rate during the first exchange regime, and long memory in the exchange rates along the second one. Also, it finds long memory for the exchange rates' volatilities along the whole period.