Scielo RSS <![CDATA[Revista Brasileira de Economia]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0034-714020150003&lang=en vol. 69 num. 3 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[O Comunicado do Banco Central]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71402015000300287&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este artigo estuda como a indicação de política monetária contida nos comunicados do Banco Central do Brasil impacta os mercados. Para isso, classificamos a mensagem de cada nota a partir de uma análise semântica. O comunicado é bastante eficaz enquanto informante do futuro da política monetária, influenciando toda a curva de juros e o Ibovespa e ajudando também a prever o conteúdo da ata de reunião do Comitê de Política Monetária.<hr/>This paper studies how the Brazilian Central Bank’s statements about its monetary policy decision affect asset prices. The qualitative content of each note is translated into an ordered scale. The statement contains information about future monetary policy decisions: it affects the yield curve and the stock market index, and it helps to predict the content of the minutes of the Monetary Policy Committee meeting. <![CDATA[O Impacto das Regras do Programa Bolsa Família Sobre a Fecundidade das Beneficiárias]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71402015000300303&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este trabalho investiga um possível incentivo do Programa Bolsa Família ao aumento da fecundidade de suas beneficiárias em decorrência de suas regras, dado que a quantidade de recursos transferidos depende do número de filhos da família. O diferencial deste estudo reside na análise desse impacto em um maior período de exposição das beneficiárias aos efeitos do PBF. Aplica-se o algoritmo de seleção de covariadas proposto por Imbens (2014) e o método de Propensity Score Matching. Os resultados apontaram que o PBF gera pequeno incentivo à geração do segundo filho, sendo que as regiões Centro-Oeste e Nordeste apresentaram os maiores valores de impacto.<hr/>This paper investigates a possible incentive from the Bolsa Família Program to increase the fertility of its beneficiaries due to its rules, according to which the amount of funds transferred depends on the number of family children. The differential of this study lies in the analysis of this impact over a longer period of exposure of the beneficiaries to the effects of the Bolsa Família Program. Applies the covariates selection algorithm proposed by Imbens (2014) and the method of Propensity Score Matching. The results showed that the Bolsa Família Program generates little incentive to the generation of the second child, being the Midwest and Northeast regions had the highest impact values. <![CDATA[Regiões e Especialização na Agricultura Cafeeira: São Paulo no Início do Século XX]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71402015000300331&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este artigo analisa a especialização da produção agrícola nas regiões e nas propriedades rurais do estado de São Paulo no início do século XX, após décadas de transformações causadas pela difusão da lavoura do café. O trabalho utiliza dados de mais de 40 mil propriedades rurais para examinar a estrutura de produção e a especialização produtiva em onze regiões que cobrem a totalidade do território do estado de São Paulo no auge da economia cafeeira. Além das regiões, o artigo aborda como as propriedades rurais distribuíram seus recursos produtivos entre produto de exportação (café) e produtos destinados ao consumo interno. A análise traz à luz novas evidências, corroborando parte da literatura, mas divergindo de outras ideias estabelecidas na historiografia. No início do século XX, virtualmente todas as regiões de São Paulo produziam café, mas quase todas elas se especializaram em mais de um produto agrícola, com a exceção da região da Mogiana. Além das grandes propriedades ressaltadas na literatura, as pequenas propriedades também foram atraídas para a produção de exportação e se especializaram na produção do café. Por sua vez, as grandes propriedades não só se especializaram na produção de alimentos (além do café), mas dominaram a oferta dos principais produtos destinados ao mercado doméstico.<hr/>This article deals with agricultural specialization in regions and farms of the state of São Paulo in the early twentieth century, after several decades of changes caused by the coffee boom. We use data from more than forty thousand farms to examine the agrarian structure and specialization in eleven regions which cover the whole state of São Paulo at the time. The article also shows how farms chose between export (coffee) and internal market crops. The results lend support to part of the literature but add new evidence which diverges from established notions among historians. In the early twentieth century, all regions of São Paulo cultivated coffee, but nearly all of them specialized in more than one agricultural product, except the Mogiana region. Besides the plantations highlighted by the literature, small farms were also drawn into export production and specialized in coffee. In turn, large properties not only specialized (apart from coffee) in food crops, but dominated the supply of the main products for internal markets. <![CDATA[The Naive Central Banker]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71402015000300355&lng=en&nrm=iso&tlng=en There has been in some countries a trend of assigning other functions to central banks besides price stability. The most suggested function to be added to monetary authority’s obligations is to pursue economic growth or full employment. In this paper we characterize the behavior and analyse the optimal monetary policy of, what we call, a naive central banker. We describe the naive behavior as one that does face the inflation-unemployment trade-off, but it tries to minimize both variables simultaneously. Our findings, both under discretion and commitment, indicate that the naive central banker delivers lower expected inflation and inflation variance than the benchmark behavior whenever the economy is rigid enough. However, the degree of conservativeness also affects this result, such that the less conservative the naive policymaker, the more rigidity is necessary.<hr/>Existe, em alguns países, uma tendência de atribuir outras funções ao banco central além da estabilização de preços. A função mais sugerida a ser incorporada nas obrigações da autoridade monetária é a perseguição do crescimento econômico ou do pleno emprego. Neste artigo caracterizamos o comportamento e analisamos a política monetária ótima do chamado banqueiro central ingênuo. Descrevemos o comportamento ingênuo como aquele que enfrenta o trade-off inflação-desemprego, mas tenta minimizar ambas variáveis simultaneamente. Nossos resultados, tanto sob discrição quanto sob commitment, indicam que o banqueiro central ingênuo gera inflação esperada e variância inflacionária menores do que o comportamento de referência, sempre que a economia apresentar rigidez suficiente. Entretanto, o grau de conservadorismo também afeta este resultado, tal que quanto menos conservador for o banqueiro ingênuo, mais rigidez é necessária. <![CDATA[Testing the Optimality of Consumption Decisions of the Representative Household: Evidence from Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71402015000300373&lng=en&nrm=iso&tlng=en This paper investigates whether there is a fraction of consumers that do not behave as fully forward-looking optimal consumers in the Brazilian economy. The generalized method of moments technique was applied to nonlinear Euler equations of the consumption-based capital assets model contemplating utility functions with time separability and non-separability. The results show that when the household utility function was modeled as constant relative risk aversion, external habits and Kreps–Porteus, estimates of the fraction of rule-of-thumb households was, respectively, 89%, 78% and 22%. According to this, a portion of disposable income goes to households who consume their current incomes in violation of the permanent income hypothesis.<hr/>Este artigo investiga se existe um comportamento subótimo nas decisões de consumo intertemporal na economia brasileira. O Método Generalizado de Momentos (MGM) foi aplicado ao modelo de precificação de ativos baseados no consumo (CCAPM) contemplando funções de utilidade separáveis e não separáveis. Os resultados mostram a existência de uma parcela da população que segue esse comportamento conhecido também como rule of thumb. Em termos mais concretos a fração de indivíduos que segue a regra de bolso é, respectivamente, de 89%, 78% e 22% para as funções de utilidade modeladas segundo as hipóteses de aversão relativa ao risco constante, hábitos externos e Kreps–Porteus. De acordo com esses resultados, uma grande parcela da população consome totalmente a sua renda corrente o que implica em violação da hipótese da renda permanente. <![CDATA[A OMC Continua Promovendo o Comércio de Forma Desigual: Novas Evidências a Partir dos Anos 1990]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71402015000300389&lng=en&nrm=iso&tlng=en O artigo fornece evidências de que a OMC continuou tendo um impacto profundo sobre o comércio de seus países membros, no período 1990–2009, seguindo a contribuição original de Subramanian &amp; Wei (2007). Para isto, utilizouse o modelo gravitacional, através de efeitos fixos e com o estimador da PMVP, comparando a magnitude da abertura multilateral, entre países desenvolvidos e em desenvolvimento. Os resultados sugerem que os países em desenvolvimento, no período examinado, foram os que mais se beneficiaram do aumento do comércio mundial promovido pela OMC, ao contrário do que havia ocorrido, entre 1950 e 2000, conforme Subramanian &amp; Wei (2007).<hr/>The paper provides evidences that the WTO continues to have a profound impact on its member’s trade, in the period 1990–2009, as originally prompted by Subramanian &amp; Wei (2007). Using a gravity model, based on panel data and the Poisson Pseudo Maximum Likelihood estimator, the paper compares the amount of multilateral trade liberalization in developed and developing countries. The results suggest that developing countries, during the period examined, benefited most from the increase in world trade promoted by WTO, inverting the situation identified by Subramanian &amp; Wei (2007) in the period 1950–2000.