Scielo RSS <![CDATA[Revista Brasileira de Oftalmologia]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0034-728020160002&lang=pt vol. 75 num. 2 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Investigação, ciência e oftalmologia em Portugal]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72802016000200083&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[Corneal collagen cross-linking for progressive keratoconus in patients aged 9 to 14]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72802016000200084&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO Objetivo: Determinar a segurança e eficácia do cross-linking corneano (CXL) em pacientes de 9 a 14 anos de idade com ceratocone progressivo. Métodos: Dezesseis olhos de onze pacientes (8 homens e 3 mulheres) com ceratocone progressivo foram submetidos ao CXL, de acordo com o protocolo padrão de Dresden. A média do tempo de seguimento foi de 26 meses (variando de 12 a 60 meses). Os exames pré e pós-operatórios incluíram: acuidade visual sem correção (AVSC), melhor acuidade visual com correção (AVCC), topografia corneana, tonometria, refração, paquimetria corneana, e contagem de células endoteliais. Resultados: Na última visita de acompanhamento ambulatorial, a AVCC melhorou pelo menos uma linha na tabela de Snellen em 6 olhos (37,5%) e permaneceu estável em 9 olhos (56,25%). Dois olhos (12,5%) de pacientes que coçam os olhos com frequência, exigiram retratamento devido à progressão do ceratocone, 15 e 28 meses após o primeiro CXL. A refração e contagem de células endoteliais mantiveram-se estáveis. Os resultados topográficos mostraram melhora estatisticamente significativa nos valores do K máximo até dois anos após o CXL. No entanto, houve perda de significância ao longo do tempo. Nenhuma complicação peroperatória foi observada. Dois olhos (12,5%) apresentaram haze grau I, que regrediu após um mês de terapia com esteróide tópico. Conclusão: Neste estudo com pacientes selecionados, de 9 a 14 anos de idade, o CXL mostrou ser uma opção segura e eficaz para o tratamento do ceratocone progressivo. No entanto, o efeito pode não ser duradouro, podendo ser necessário um novo tratamento. Maior amostragem e maior seguimento são necessários para verificar esta tendência.<hr/>ABSTRACT Purpose: To determine the safety and efficacy of corneal collagen cross-linking (CXL) for progressive keratoconus in patients aged between 9 and 14 years old. Methods: Sixteen eyes of 11 patients (8 male and 3 female) with progressive keratoconus underwent epithelium-off CXL according to the standard Dresden protocol. Mean follow-up was 26 months (range, 12 to 60 months). Pre- and postoperative examinations included: uncorrected visual acuity (UCVA), best spectacle-corrected visual acuity (BSCVA), corneal topography, tonometry, refraction, corneal pachymetry, and endothelium cell count. Results: At the last follow-up visit, BSCVA improved by at least one Snellen line in six eyes (37.5%) and remained stable in nine eyes (56.25%). Two eyes (12.5%) in habitual eye rubbers required a re-treatment due to keratoconus progression, at 15 and 28 months after first CXL. Manifest refraction and endothelium cell count remained stable. Topographic results showed statistically significant improvement in maximum K readings up to two years after CXL. However, this lost significance over time. No intraoperative complications were observed. Two eyes (12.5%) presented grade one haze, which regressed after a month of topical steroid therapy. Conclusion: In this study of selected patients aged 9 to 14, CXL was a safe and effective option for the treatment of progressive keratoconus. However, the effect in stemming the disease may not be long lasting and may require retreatment. A larger sample size and longer follow-up time are needed to verify this trend. <![CDATA[Suspensão ao músculo frontal: realmente precisamos da agulha de Wright?]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72802016000200089&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Purpose: The aim of this study is to describe a variation in technique of the frontalis sling surgery with silicone rods and its results, using an alternative needle with similar effectiveness to the Wright needle at a reduced cost. Methods: This was a prospective, interventional, noncomparative study of patients with severe ptosis who underwent surgical correction using a simple and modified frontalis sling surgery technique. Patients were included in this study from January 2012 to January 2014. 23 surgeries were performed on 15 patients. The minimum "follow-up" was 12 months. Results: Most patients had congenital ptosis (86%) and the average preoperative margin reflex distance 1 (MRD1) was -1.1 mm (range -3 to 0 mm). 1 week post-operation, this was 2.7 mm ( 1.8 to 3.8 mm), 1.8 mm after 1 month and 1.7 mm (1 to 2.5 mm) after one year. The satisfaction rate was 80% (12 patients). Among the dissatisfied patients, one had extrusion and infection with subsequent explantation of the wire, one had asymmetry greater than 2 mm and one had persistent lagophthalmos and punctate keratitis, with subsequent explantation of silicone. Conclusion: The use of silicone rods with tarsal fixation using an alternative needle was effective in the treatment of severe ptosis with few complication rates, a low rate of dissatisfaction and good stability of the results in the follow-up period.<hr/>RESUMO Objetivos: O objetivo deste estudo é descrever uma variação da técnica cirúrgica da suspensão ao músculo frontal com fio de silicone e seus resultados, utilizando uma agulha alternativa à agulha de Wright, com a mesma eficácia e melhor razão custo-benefício. Métodos: Foram analisados prospectivamente todos os casos de blefaroptose severa submetidos à correção cirúrgica, utilizando a técnica de suspensão ao músculo frontal modificada, no período de janeiro de 2012 à janeiro de 2014. Foram realizadas 23 cirurgias em 15 pacientes. O "follow-up" mínimo foi de 12 meses. Resultados: A grande maioria dos pacientes apresentavam blefaroptose congênita (86%), a média da distância margem reflexo pré-operatória foi de -1,1mm (-3 a 0 mm), no pós-operatório de 1 semana foi de 2,7 mm (1,8 a 3,8 mm), após 1 mês foi de 1,8 mm e após 1 ano, de 1,7mm (1 a 2,5 mm). O índice de satisfação foi de 80% (12 pacientes). Dos 3 pacientes insatisfeitos, 1 teve extrusão e infecção com posterior explante do fio, 1 apresentou assimetria maior que 2mm e 1 evoluiu com lagoftalmo persistente e ceratite puntacta, com posterior explante do silicone. Conclusão: O uso do fio de silicone com fixação tarsal usando uma agulha alternativa, se mostrou eficaz no tratamento da blefaroptose severa, com poucas complicações, baixo índice de insatisfação e boa estabilidade dos resultados no período de seguimento. <![CDATA[Alterações oftalmológicas na fissura lábio palatina]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72802016000200094&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT The current study aimed to analyze through a literature review evidence of association between ocular changes and non-syndromic cleft lip and/or palate (NSCL/P). A literature review was carried out in accordance with the Cochrane Collaboration Group protocol. PubMed, Scopus, Academic Google and ISI Web of Science databases were systematically searched. A total of 16 studies were accessed, and three made up the final sample.All three studied ocular abnormalities in patients with NSCL/P.The articles found ocular abnormalities in 6.21%, 17.54% and 1.03% of patients respectively.The presence of ocular abnormalities in patients with NSCL/P was significant in this systematic review, but the articles all agreed that future studies should explore the possibility of a greater occurrence of ocular changes in individuals with NSCL/P.<hr/>RESUMO O presente estudo teve como objetivo analisar evidências de associação entre as alterações oculares e fissuras lábio palatinas não sindrômicas (FL/PNS), através de uma revisão da literatura. Foi realizada a revisão da literatura com pesquisa sistemática, observando o protocolo de colaboração com o Grupo Cochrane. PubMed, Scopus, Google Acadêmico e ISI-Web of Science. A partir de16 estudos acessados, 3 compuseram a amostra final. Todos os trabalhos da amostra final relataram alterações oculares em pacientes com FL/PNS. Os artigos relataram respectivamente alterações oculares em 6,21%, 17,54% e 1,03% dos pacientes. A presença de alterações oculares em pacientes com FL /PNS foi significativa nesta revisão sistemática, mas todos os três artigos sugerem que futuros estudos deverão explorar a possibilidade de que haja um aumento de alterações oculares em indivíduos com FL/PNS. <![CDATA[Prevalência de cicatrizes coriorretinianas em exames angiográficos]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72802016000200099&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO A toxoplasmose é uma zoonose que tem como agente etiológico o Toxoplasma gondii, que se caracteriza por ser uma doença infecciosa de distribuição mundial. Considera-se que no mundo existam mais de 2 bilhões de pessoas infectadas pela toxoplasmose. É bem conhecido que a toxoplasmose é uma causa frequente de cicatriz coriorretiniana. Nesse grupo de doenças, o exame angiográfico (ou angiofluoresceinografia de retina) é de fundamental importância para o diagnóstico. Objetivo: Realizar um levantamento da prevalência de cicatrizes coriorretinianas em angiografias em serviço privado na região de Cascavel (PR), Brasil. Métodos: Realização um estudo retrospectivo, transversal, com levantamento de documentos fonte, onde foram analisados 8719 laudos de angiografias de retina realizadas no Instituto da Visão na cidade de Cascavel (PR), Brasil, entre os anos de 2000 a 2011, sendo selecionados como primeiro diagnóstico de cada paciente, completando um total de 4928 exames válidos. As alterações encontradas foram classificadas de acordo com o tipo de cicatriz visualizada, e divididas conforme frequência percentual. Resultados: Observou-se uma prevalência de cicatrizes de 6,38%, sendo que o percentual de cicatriz coriorretiniana encontrado foi de 6,14%. Conclusão: A baixa prevalência de cicatrizes coriorretinianas encontrada na região de Cascavel (PR), Brasil, quando comparada à de Erechim (RS), Brasil, se deve a diversos fatores, tanto climáticos, socioculturais e institucionais. Além das cicatrizes coriorretinianas, que representaram o maior número entre as cicatrizes, foram encontrados outros subtipos cicatriciais com prevalências menores.<hr/>ABSTRACT Toxoplasmosis is a zoonosis whose etiologic agent is Toxoplasma gondii, which is characterized as an infectious disease of worldwide distribution. There are thought to be more than 2 billion people globally infected with toxoplasmosis. It is well known that toxoplasmosis is a frequent cause of chorioretinal scarring. In this group of diseases, the angiographic examination (or retinal fluorescein angiography) is very important for diagnosis. Objective: To perform a survey on the prevalence of chorioretinal scars in angiography at a private clinic in the area of Cascavel, Paraná State, Brazil. Methods: This was a retrospective, cross-sectional study with collection of data from source documents, involving the analysis of 8,719 reports of retinal angiograms performed at the Instituto da Visão of Cascavel, Brazil, between the years 2000-2011. The first diagnosis of each patient was selected, completing a total of 4,928 valid exams. The changes were classified according to the type of visualized scarring, and divided as percentage frequency. Results: We observed a prevalence of 6.38% scars, and the percentage of chorioretinal scars was found to be 6.14%. Conclusion: The low prevalence of chorioretinal scars found in the region of Cascavel, Brazil, when compared with the region of Erechim (Rio Grande do Sul State), Brazil, is due to climatic, sociocultural and institutional factors. Besides the chorioretinal scars, which represent the largest group of scars, other subtypes of scars with lower prevalence were found. <![CDATA[Sarcoidose ocular: a nossa realidade nos últimos seis anos]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72802016000200103&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO Introdução: Na sarcoidose, as manifestações oculares são comuns e podem constituir a manifestação inicial da doença ou mesmo a única. O objetivo deste trabalho foi analisar os parâmetros demográficos, manifestações clínicas, terapêutica e principais complicações oculares em doentes com sarcoidose ocular. Métodos: Estudo descritivo e retrospectivo que incluiu doentes com o diagnóstico de sarcoidose ocular, observados nas consultas de Inflamação Ocular e de Doenças Auto-Imunes do Hospital Prof. Doutor Fernando Fonseca, no período entre 2009 e 2015. Resultados: Foram identificados 11 doentes com o diagnóstico de sarcoidose ocular, com predomínio do sexo feminino (54,5%) e caucasianos. A média da idade ao diagnóstico foi de 45±14 anos. A sarcoidose manifestou-se de forma exclusivamente ocular em 36% dos casos. O envolvimento ocular foi a manifestação inicial em 90,9% dos casos. Identificaram-se 9 casos de uveíte, 1 de esclerite anterior nodular e 1 de queratite intersticial. O tratamento com corticoterapia tópica foi realizado em 100% dos casos, sendo o tratamento único em apenas 1 doente. Nos restantes, foi necessário associar corticoterapia oral. Em 4 desses doentes, pela gravidade da doença e atingimento binocular, utilizou-se também corticoterapia pulsada endovenosa. O tratamento adjuvante imunossupressor mais frequentemente utilizado foi o metotrexato (45%). Um doente necessitou de terapia biológica com infliximabe para controle da doença. Conclusão: A manifestação ocular mais comum foi a uveíte, com predomínio da panuveíte. O tratamento mais utilizado e com maior taxa de controle da doença foi a corticoterapia sistêmica em associação com o metotrexato.<hr/>ABSTRACT Purpose: In sarcoidosis, ocular manifestations are common and can be the initial or even the only clinical manifestation. The aim of this study was to analyze the demographic parameters, clinical manifestations, treatment and the major ocular complications in patients with ocular sarcoidosis. Methods: We conducted a descriptive and retrospective study that included patients with the diagnosis of ocular sarcoidosis, followed by inflammatory ophthalmology and immune-mediated disease consults at the Prof. Doutor Fernando Fonseca Hospital, between 2009 and 2015. Results: Eleven patients with the diagnosis of ocular sarcoidosis were identified, with a predominance of females (54,5%) and Caucasians. The average age at diagnosis was 45 ± 14 years. Sarcoidosis was exclusively ocular in 36%. The first manifestation of sarcoidosis was eye disease in 90.9 % of cases. Nine cases of uveitis, one of nodular scleritis and one of interstitial keratitis were observed. Topical corticoid treatment was applied in 100% of cases, with only one achieving remission of the disease. Oral corticoid treatment was necessary in 10 cases, four of which needed a high dose methylprednisolone induction. Methotrexate was the adjunctive immunosuppressive treatment of choice in 45% of cases. There was one refractory case for conventional immunosuppressive therapy, having achieved remission with biologic agent infliximab. Conclusion: Uveitis was the commonest ocular manifestation, and there was a predominance of panuveitis. Systemic corticoid and methotrexate were the most used immunosuppressive treatments for maintaining the controlled stated of the disease. <![CDATA[Perfil epidemiológico dos recém-nascidos prematuros com retinopatia da prematuridade no Hospital Regional de São José Dr. Homero de Miranda Gomes]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72802016000200109&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO Objetivo: Avaliar a prevalência da retinopatia da prematuridade (ROP) em recém-nascidos (RN) prematuros (Idade Gestacional (IG) &lt; 37 semanas) e/ou peso ao nascimento (PN) £ 1500g e os que possuem fatores de risco, nascidos no HRSJ entre janeiro de 2007 e janeiro de 2011. Método: Estudo transversal, retrospectivo, analítico e observacional. Os dados foram obtidos a partir de prontuários no Hospital Regional de São José Dr. Homero de Miranda Gomes. Resultados: Observou-se a presença de retinopatia em 37,81% dos RNs, sendo o estágio 1 o mais prevalente. Verificou-se que não houve diferença estatística entre os sexos (p=0,993). A presença da ROP foi maior no grupo com PN &lt; 1000 gramas (83,33%), avaliados com mais de 6 semanas de vida e com IG menor que 32 semanas (49,48%). Os fatores de risco com significado estatístico foram: oxigenioterapia, ventilação mecânica, persistência do canal arterial, asfixia perinatal, síndrome do desconforto respiratório, transfusão sanguínea, hemorragia intraventricular, sepsis, infecção neonatal e doença da membrana hialina. Conclusão: Conclui-se que o fator sexo e gestação múltipla não tiveram significância estatística. Os RNs com menor PN e IG tem um maior risco de desenvolver ROP. Em relação à oxigenioterapia, a prevalência nos expostos é maior e proporcional ao tempo de utilização de oxigênio.<hr/>ABSTRACT Objectives: To evaluate the prevalence of retinopathy of prematurity (ROP) in premature newborns (gestational age &lt; 37 weeks) and / or birth weight £ 1,500g and those with risk factors, born at the Dr. Homero de Miranda Gomes Regional Hospital in São José (HRSJ) between January 2007 and January 2011. Methods: Cross-sectional, retrospective, observational and analytical study. Data were obtained from medical records at the HRSJ. Results: The presence of 37.81% of retinopathy in newborns was observed, with stage 1 being the most prevalent. No statistical difference was found between the sexes (p = 0.993). The presence of ROP was higher in the group with PN &lt; 1,000 grams (83.33%), evaluated over 6sixweeks of age and with gestational ages less than 32 weeks (49.48%). Risk factors with statistical significance were: oxygen therapy, mechanical ventilation, patent ductus arteriosus, perinatal asphyxia, respiratory distress syndrome, blood transfusions, intraventricular hemorrhage, sepsis, neonatal infection and hyaline membrane disease. Conclusion: It is concluded that: the gender factor and multiple pregnancy were not statistically significant. The newborns with lower birth weight and gestational age have an increased risk for developing ROP. Regarding oxygentherapy, the prevalence is higher in the exposed and proportional to the period of oxygen. <![CDATA[Investigação oftalmológica pré-clínica do óleo essencial de <em>Origanum vulgare L.</em>, Lamiaceae]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72802016000200115&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO Objetivo: Avaliar a irritação ocular aguda em coelhos, após a administração tópica de óleo essencial. Métodos: Para tanto, os animais foram divididos em três grupos, cada um com três coelhos, totalizando 6 olhos por grupo, e a diferença entre eles foi a concentração utilizada ( 1, 3 e 9%). Aplicou-se no saco conjuntival, de um dos olhos do animal, uma dose única de 0,1 ml do produto e o olho contralateral foi usado como controle. Analisou-se os efeitos causados pelo óleo essencial na conjuntiva, íris e córnea após 1, 24, 48, 72 horas e no final do sétimo dia após a aplicação tópica. As avaliações oftalmológicas foram feitas com o auxílio de um oftalmoscópio binocular indireto com e sem fluoresceína. As reações observadas foram graduadas segundo a escala de Draize. Foram realizados exames anatomopatológicos em todos os olhos estudados no final do experimento. Resultados: No grupo de animais submetidos à instilação ocular do óleo essencial a 1%, não se observou alterações. O tratamento com o óleo a 3% provocou alteração conjuntival no exame feito em 1 hora, o que foi reduzindo. A administração do óleo essencial a 9% induziu hiperemia conjuntival, não havendo qualquer alteração nos outros tempos de avaliação oftalmológica. Conclusão: A avaliação contribuiu para conhecer as alterações clínicas na superfície ocular. Desta forma, foi possível classificar o óleo a 1% como não irritante e nas concentrações de 3 e 9% como pouco irritante, tornando possível estudos clínicos, a fim de estabelecer o óleo como alternativa terapêutica em conjuntivites bacterianas.<hr/>ABSTRACT Objective: To evaluate acute eye irritation in rabbits following topical administration of essential oil. Methods: animals were divided into three groups, each containing three rabbits, with a total of 6 eyes per group. The difference between them was the concentration used (1, 3 and 9%). A single dose of 0.1 ml of the product was applied into the conjunctival sac of one eye of the animal, and the contralateral eye was used as control. The effects caused by the essential oil in the conjunctiva, iris and cornea were analyzed after 1, 24, 48 and 72 hours and at the end of the seventh day after topical application. Ophthalmologic evaluations were performed with the aid of a binocular indirect ophthalmoscope fluorescein and with and without the observed responses, before being graded according to the Draize scale. Pathological examinations were performed on all eyes studied at the end of the experiment. Results: in the group of animals subjected to the ocular instillation of 1% essential oil, there was no change. For treatment with 3% oil, conjunctival changes were found to be decreasing during the examination after 1 hour. Administration of the 9%essential oil induced conjunctival injection, without any change in the other ophthalmologic evaluation times. Conclusion: the evaluation contributed to meet the clinical changes in the ocular surface. Thus, it was possible to classify the oil at 1% as non-irritating and the concentration of 3% and 9 as mildly irritating, making it possible for clinical studies to establish the oil as an alternative therapy in bacterial conjunctivitis. <![CDATA[Características clínicas de pacientes diabéticos com olho seco em uma comunidade de Maceió: estudo transversal]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72802016000200121&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Objective: This study was carried out in order to assess the epidemiological profile of symptomatic dry eye in diabetic patients. Methods: Two hundred and twenty-one diabetic patients were evaluated using a specific questionnaire about other diseases and drugs. Of these, 58 who classified as having moderate to severe dry eye were included. Results: In this study, 58 of the 221 diabetic patients had moderate to severe dry eye (26.2%). Of the 58 patients, dry eye was more prevalent at age 61.46 ± 14.18 years for men, and 61.09 ± 10.64 for women (p&lt;0.005). Dry eye was more common in women (75.9%) (p=0.456). Of the 58 patients, 15 (25.9%) had at least one ocular disease.The most common was diabetic retinopathy (13 of 15 patients, 86.7%, 95% CI 69.46-103.87). A total of 19 patients used eye drops (32.8%); and most (14 of the 19 individuals, 73.7%) used lubricants (95%CI 53.88-93.48). Hypertension was the most prevalent associated comorbidity (56.9%) and the most commonly used medications were hypoglycemic agents (98 %, 95%CI 94.00 - 101.92) and angiotensin converting enzyme inhibitors (53.1%, 95%CI 53.06 39.09 - 67.04). Conclusion: Further epidemiologic studies need to be done to establish a real etiologic relationship between diabetes and dry eye, and its correlation to other risk factors. In spite of these limitations, we have strong evidence of this relationship, and in clinical practice, examination for dry eye should be part of the assessment of diabetic disease.<hr/>RESUMO Objetivo: O estudo foi realizado para descrever o perfil epidemiológico de pacientes diabéticos com olho seco sintomático. Métodos: Duzentos e vinte e um pacientes diabéticos foram avaliados por meio de questionário específico sobre outras doenças e medicamentos. Destes, 58 foram diagnosticados com olho seco moderado a severo e foram incluídos no estudo. Resultados: Neste estudo, 58 dos 221 pacientes diabéticos tinham olho seco moderado a severo (26,2%). Dos 58 pacientes, o olho seco, foi mais prevalente na faixa etária de 61,46 ± 14,18 anos para os homens e 61,09 ± 10,64 para as mulheres (p &lt;0,005). O olho seco foi mais comum em mulheres (75,86%) (p = 0,456). Dos 58 pacientes, 15 (25,9%) tinham pelo menos uma doença ocular. A mais comum foi a retinopatia diabética (13 de 15 pacientes, 86,7%, IC de 95% 69,46-103,87). Um total de 19 pacientes utilizavam colírios (3,8%); lubrificantes foram os mais usados (14 dos 19 indivíduos, 73, 7%, (IC de 95%, 53,88-93,48). A hipertensão foi a doença mais prevalente associada (56.9%) e os medicamentos mais utilizados foram hipoglicemiantes orais (98%, IC 95% 94,00 - 10,92) e inibidores da enzima conversoras da angiotensina (53,1%, IC 95%, 53,06 39,09 - 67,04). Conclusão: Novos estudos epidemiológicos devem ser feitos para avaliar a real relação etiológica entre olho seco e diabetes e sua correlação com outros fatores de risco. Apesar das limitações, temos fortes evidências da relação entre olho seco e diabetes. Na prática clínica, o exame de olho seco deve ser parte da avaliação dos diabéticos. <![CDATA[Índices morfométricos da interface da retina central em pacientes com oclusão da veia retiniana]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72802016000200127&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Background: Systematization of characteristics and morphological changes in the retina, and understanding its role in occlusive diseases involving retinal vessels can contribute to research on the dynamic of the pathological process and to improved understanding of disease treatment. Objective: To research the basic morphometric and structural indicators of the macular region of the retina in patients with central retinal vein occlusion (CRVO). Settings and Design: Ufa Eye Research Institute, retrospective case series. Methods: The basic morphometric and structural indices of the macular region of the retina in 15 patients with CRVO were studied using the optical coherence tomography. Patients with CRVO (15 eyes) were included in Group I (study), and 10 patients with no retinal pathology (10 eyes) were included in Group II (control). Statistical analysis used: For the statistical analysis, the Statistica 6.1 program was used with a parametric method, the Student's test.To consider the probability of statistically significant differences, values beginning with up to p&lt;0.05 were accepted. Results: In Group II, we determined the correct profile of the macula with fovea centralis and a range of retinal thickness from 221.4 ± 10.97 to 355.2 ± 12.17 µm, with an average value of - 299.01 ± 7.56 µm. In Group I mean retinal thickness at all points of the study area ranged from 247.86 ± 39.06 to 494.07 ± 40.22 µm with a gradual thickening of the periphery to the center, reaching a maximum at a distance of 893 µm from the center of the fovea. The average thickness of the retina as a result of edema increased by a multiple of 1.3 and amounted to - 386.97 ± 16.26 µm. Conclusions: The study indicated that the edema is the main morphological substrate, promoting structural changes in the central retina in retinal vein occlusion, and is cystic in nature. Increase in total retinal thickness (up to 386.97 ± 16.26 µm) in this pathology is largely due to the structural changes in zones, covering the îuter plexiform layer - the inner nuclear layer and the nerve fiber layer with the inner limiting membrane. Meanwhile a significant increase in the thickness of the outer plexiform with the inner nuclear layers (up to 94.94 ± 5.08 µm) and nerve fiber layers (up to 54.6 ± 3.26µm) was observed.<hr/>RESUMO Introdução: Sistematização característica e alterações morfológicas na retina, compreensão de sua arquitetura em doenças oclusivas de vasos retinianos para contribuir com a melhoria dos estudos sobre as regularidades da dinâmica do processo patológico, diagnóstico e tratamento da doença. Objetivo: Investigar a morfometria de base e indicadores estruturais da região macular da retina em pacientes com oclusão da veia central da retina (CRVO). Definições e design: Ufa Eye Research Institute, série de casos retrospectiva. Métodos: A análise morfométrica de base e índices estruturais da região macular da retina em quinze pacientes com CRVO. Foram estudados pacientes com CRVO (15 olhos), incluídos no Grupo I (em estudo), 10 pacientes com qualquer patologia da retina (10 olhos), incluídos no Grupo II (controle), com o uso da tomografia de coerência óptica. Para a análise estatística utilizou-se o programa Statistica 6.1 usando o método paramétrico - teste de Student. A probabilidade de diferenças estatisticamente significativas foram valores começando com até p &lt;0,05. Resultados: No Grupo II, o perfil correcto da mácula com fovea centralis e uma gama de espessura da retina de 221,4 ± 10,97 a 355,2 ± 12,17µm, com um valor médio de - 299,01 ± 7,56 µm foram determinadas. No Grupo I, a espessura média da retina em todos os pontos da área de estudo variou de 247.86 ± 39.06 a 494,07 ± 40,22µm com um espessamento gradual da periferia para o centro, atingindo um máximo em um raio de 893µm a partir do centro da fóvea.A espessura média da retina, como resultado do edema aumentado em 1,3 vezes e elevou se a - 386,97 ± 16,26 µm. Conclusões: O estudo indicou que o edema é cístic por natureza e é o principal substrato morfológico responsável por mudanças estruturais que promovem a oclusão da veia central da retina. O aumento na espessura total da retina (de 386.97 ± 16.26 µm) nesta patologia deve-se às mudanças estruturais nas zonas que vão da camada plexiforme - nucleo interno, camada de fibras do nervo óptico e membrana limitante Foi observado ainda um aumento significativo da esessura do plexiforme externo com cas camadas nucleaes internas (de 94.94 ± 5.08 µm) e camadas de fibras do nervo óptico (de 54.6 ± 3.26µm). <![CDATA[Triancinolona intra-vítrea e clorpromazina retrobulbar como alternativas ao manejo do olho cego doloroso]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72802016000200132&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO Objetivo: O objetivo desde estudo foi avaliar a efetividade da triancinolona intra-vítrea e da clorpromazina retrobulbar como alternativas no manejo da dor ocular em olhos cegos. Métodos: Este foi um estudo prospectivo intervencionista não-randomizado de pacientes com olho cego doloroso não responsivo ao tratamento tópico e sem indicação de evisceração atendidos no Serviço de Oftalmologia do Hospital Governador Celso Ramos no ano de 2010. Após exame oftalmológico e ultrassonografia ocular modo B, os pacientes foram divididos em dois grupos. Pacientes do Grupo 1 possuíam glaucoma intratável e receberam injeção retrobulbar de clorpromazina 2,5ml, e pacientes do Grupo 2 possuíam olhos phthisicos com componente inflamatório e receberam injeção intra-vítrea de triancinolona 0,3ml. Foram realizadas avaliações com 1, 3 e 6 meses após o procedimento e a dor quantificada de forma subjetiva em uma escala de 0 a 10 (sem dor e com o máximo de dor, respectivamente). Resultados: Foram incluídos 38 olhos, sendo 15 no Grupo 1 e 21 no Grupo 2. Houve predomínio do sexo masculino e idade média de 54 anos. A causa mais prevalente de olho cego doloroso foi o glaucoma neovascular. Tanto a injeção de clorpromazina retrobulbar quanto a de triancinolona intra-vítrea mostraram-se eficazes no controle da dor ocular em olhos cegos no período do estudo (p&lt;0,001). Ocorreu uma redução de 77,1% no uso de colírios (p&lt;0,01) após a aplicação das medicações. Conclusão: Tanto a injeção de clorpromazina retrobulbar quanto a de triancinolona intra-vítrea mostraram resultados significativos no controle da dor ocular em olhos cegos, além de uma redução no uso de colírios. A clorpromazina é um medicamento de baixo custo, com melhor perfil de efeitos adversos e mostrou resultados discretamente melhores relação à triancinolona. Possíveis viéses identificados no estudo são o de tempo e seleção.<hr/>ABSTRACT Objective: The objective of this study was to evaluate the efficacy of intravitreal triamcinolone and retrobulbar chlorpromazine as alternatives in the management of ocular pain in blind eyes. Methods: This was a non-randomized interventional prospective study of patients with painful blind eye unresponsive to topical treatment and without indication of evisceration treated at the Hospital Governador Celso Ramos Ophthalmology Service in 2010. After ocular examination and ocular B mode ultrasound, patients were divided into two groups. Group 1 patients had intractable glaucoma and received retrobulbar injection of chlorpromazine 2.5ml, and Group 2 patients had phthisics eyes with inflammatory component and received intravitreal triamcinolone injection 0.3ml. Evaluations were performed at 1, 3 and 6 months after the procedure and quantified pain subjectively on a scale from 0 to 10 (no pain and maximum pain, respectively). Results: 38 eyes were included, 15 in Group 1 and 21 in Group 2. There was a predominance of males with a mean age of 54 years. The most prevalent cause of painful blind eye was the neovascular glaucoma. Any retrobulbar injection of chlorpromazine as the intravitreal triamcinolone shown to be effective in the control of ocular pain in the eye blind study period (p &lt;0.001). There was a 77.1% reduction in eye drops (p &lt;0.01) after application of medication. Conclusion: Both the retrobulbar injection chlorpromazine as the intravitreal triamcinolone showed significant results in the control of ocular pain in blind eyes, and a reduction in the use of eye drops. Chlorpromazine is a low cost product, with a better adverse effect profile and showed slightly better results compared to triamcinolone. Potential bias identified in the study are the time and selection. <![CDATA[Correlação clínico-patológica em ceratites fúngicas e uma possível evidência de infecção oportunista: relato de dois casos]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72802016000200137&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO Os autores relatam dois casos de ceratite fúngica, que apresentam em comum no exame histopatológico: a ausência de epitélio, sem ulceração e a integridade da camada de Bowman com a presença de formas fúngicas no seu interior. São sugeridos prováveis mecanismos de recidiva das ceratites fúngicas, ressaltando uma possível "via externa não usual", por meio da penetração do fungo através da camada de Bowman íntegra. A existência desta infecção oportunista não está relatada na literatura oftalmológica e são necessárias mais evidências para que seja considerada como tal.<hr/>ABSTRACT The authors describe two cases of fungal keratitis which, upon histopathological examination, are found to have in common the absence of epithelium, without ulceration and the lack of integrity of the Bowman's layer with the presence of fungal forms in their interior. Through them the authors suggest probable mechanisms of recurrence of fungal keratitis, highlighting the possible existence of an "unusual external route" that would occur by the fungus penetration through the full Bowman layer. Although these findings appear not yet reported or recovered in the ophthalmic literature, the authors suggest that they could be possible opportunistic infection signals which, however, require more evidence to be considered as such. <![CDATA[Um caso raro de infestação de carrapatos da pálpebra: relato de caso e revisão da literatura]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72802016000200144&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT This article presents a case of tick infestation of the lower eyelid by a previously unreported species. A 71-year-old male presented with a tick attached to the lower eyelid. The tick was identified morphologically, and then molecularly via polymerase chain reaction (PCR) and sequencing of its DNA. In addition, a review of the literature relevant to the genera of ticks associated with infestation of the human eye is provided. The tick, which was in the nymphal developmental stage, was first identified according to taxonomic keys as Dermacentor sp. For complete species identification, 16s rDNA gene PCR and sequencing were performed, which showed that the tick was D. marginatus. Systematizing tick species could assist physicians in determining the potential for transmission of tick-borne human diseases.<hr/>RESUMO Este artigo apresenta um caso de infestação por carrapatos da pálpebra inferior por uma espécie previamente não declarada. Um homem de 71 anos de idade apresentou-se com um carrapato grudado na pálpebra inferior. O carrapato foi identificado morfologicamente, e, em seguida, uma estrutura molecular através de reacção em cadeia da polimerase (PCR) e a sequenciação do seu DNA. Além disso, uma análise da literatura pertinente aos gêneros de carrapatos associados à infestação do olho humano é fornecido. O carrapato, que estava em fase de desenvolvimento das ninfas, foi identificado pela primeira vez de acordo com chaves taxonômicas com o Dermacentor sp. Para identificação de espécies completa, gene 16S rDNA PCR e sequenciamento foram realizadas, que mostrou que o carrapato foi D. marginatus. Sistematizando espécie de carrapato poderia ajudar os médicos a determinar o potencial de transmissão de doenças humanas transmitidas por carrapatos. <![CDATA[Abscesso subperiosteal com extensão epidural devido à rinossinusite aguda em criança de dez anos]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72802016000200147&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO A rinossinusite aguda é uma das afecções mais prevalentes das vias aéreas superiores. Fatores anatômicos presentes em crianças e jovens propiciam o aparecimento de complicações orbitárias. Embora mais raras, as complicações intracranianas das rinossinusites perfazem um grau alto de letalidade, são mais comuns em pacientes acima de sete anos, e devem ser tratadas por uma equipe multidisciplinar.<hr/>ABSTRACT Acute rhinosinusitis is one of the most prevalent diseases of the upper airways. Anatomical factors present in children and young people allow for the onset of orbital complications. Although rare, intracranial complications of sinusitis account for a high degree of lethality, are more common in patients over the age of seven, and should be treated by a multidisciplinary team. <![CDATA[Enxerto de retalho escleral de doador como tratamento definitivo de maculopatia hipotônica pós trabeculectomia]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72802016000200150&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO Paciente do sexo feminino, portadora de glaucoma juvenil sem controle clínico adequado, foi submetida à trabeculectomia com mitomicina C, após a qual, desenvolveu hipotensão ocular refratária às medidas conservadoras, evoluindo com um quadro de maculopatia hipotônica. Foi realizado um implante de enxerto de retalho escleral de doador sobre a fístula, com resolução do quadro e ganho de acuidade visual. A enxertia de retalho escleral de doador mostrou-se uma terapia adequada para correção da hipotensão ocular por bolha hiperfiltrante pós trabeculectomia. O cirurgião deve considerar o emprego dessa técnica ao programar a revisão destes casos.<hr/>ABSTRACT A female patient with juvenile glaucoma without clinical control underwent a trabeculectomy with mitomycin C, and developed eye hypotension which did not respond to conservative treatment, with subsequent hypotonic maculopathy. The patient was treated using a scleral patch provided by a donor above the fistula, which improved intraocular pressure and visual acuity. The use of the scleral patch above the fistula seems an adequate therapy to treat ocular hypotension due to the over-filtering trabeculectomy bubble. The surgeon should consider this technique when planning surgical solutions for such cases. <![CDATA[Baixa visão secundária a osteoma de coroide]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72802016000200154&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO Relatamos um caso de osteoma de coroide em uma paciente feminina de 25 anos. Apresentava uma lesão amarelada e elevada no polo posterior, característica da lesão tumoral. O diagnóstico foi confirmado com a ultrassonografia ocular. A paciente apresentava baixa acuidade visual e edema de mácula, que melhorou após injeção intravítrea de bevacizumab.<hr/>ABSTRACT The authors present a case of choroidal osteoma diagnosed in a 25-year-old female patient. A well-defined and slightly elevated yellow lesion located in the posterior pole of the right eye was suspected to be a tumor. Confirmation of diagnosis was obtained with A and B ecography. The patient had low vision and macular edema, which improved after intraocular injection of bevacizumab . <![CDATA[Glaucoma secundário a fístula carótido-cavernosa]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72802016000200156&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO As fístulas carótido-cavernosas são uma causa rara, porém grave, de glaucoma secundário por aumento da pressão venosa episcleral. Apresenta-se um caso de uma mulher de 72 anos, negra, atendida no Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (HC-UFTM) com dor, sensação de pulsação, proptose, engurgitamento episcleral e quemose em olho direito, com aumento da pressão intraocular (PIO) apesar do uso de mediação anti-glaucomatosa. Na arteriografia foi evidenciada fístula dural para o seio cavernoso à direita, com refluxo para as veias orbitárias ipsilaterais. Realizou-se tratamento com agente líquido de embolização e, após o tratamento cirúrgico, apresentou melhora completa da proptose e congestão dos vasos episclerais, porém manteve PIO aumentada e desenvolvimento de glaucoma de ângulo fechado pela presença de goniossinéquias em 270º, com controle satisfatório com medicação.<hr/>ABSTRACT Carotid-cavernous fistulas are a major cause of secondary glaucoma due to increased episcleral venous pressure. We present the case of a 72-year-old female patient, treated at the Hospital de Clínicas at the Universidade Federal do Triângulo Mineiro (HC-UFTM), with pain, proptosis, episcleral engorgement, chemosis and pulsation in the right eye, with increased intraocular pressure (IOP) on anti-glaucomatous medication.Arteriography showed dural fistula to the right cavernous sinus, with reflux to orbital veins.Treatment with liquid embolization agent was performed, following full recovery of proptosis and congestion of the episcleral vessels. However, the patient maintained increased IOP because of narrow-angle glaucoma development due to the presence of goniosynechiae in 270º, which was controlled satisfactorily with medication. <![CDATA[Aplicações clínicas do princípio de Scheimpflug na Oftalmologia]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72802016000200160&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO Este artigo apresenta uma revisão dos princípios e das aplicações clínicas do princípio de Scheimpflug na área da imagiologia do segmento anterior. Ao disponibilizar uma imagem tridimensional do segmento anterior, esta tecnologia permite a caraterização da elevação e curvatura das superfícies anterior e posterior da córnea, o mapeamento paquimétrico, o cálculo do poder refrativo total da córnea e a biometria do segmento anterior. Na subespecialidade de cirurgia refrativa, esta abordagem melhora a capacidade de identificação de casos com risco de desenvolver ectasia, bem como de planeamento e de avaliação dos resultados dos procedimentos cirúrgicos. Recentemente, esta tecnologia foi introduzida na avaliação biomecânica in vivo da córnea e na cirurgia de catarata assistida por laser de femtossegundo.<hr/>ABSTRACT This article presents a review of the principles and clinical applications of the Scheimpflug principle in the anterior segment imaging. By providing a three-dimensional image of the anterior segment, this technology provides elevation and curvature data of the anterior and posterior surfaces of the cornea, pachymetric mapping, the total refractive power of the cornea and the anterior segment biometry. For the refractive surgery sub-specialty, this approach improves the ability to identify cases at risk of ectasia, as well as the planning and evaluation of the results of surgical procedures. Recently, this technology was introduced in corneal biomechanical in vivo evaluations and in femtosecond laser-assisted cataract surgery.