Scielo RSS <![CDATA[Revista Brasileira de Otorrinolaringologia]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0034-729920050005&lang=en vol. 71 num. 5 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<B>On scientific lectures with evaluation committee blessings</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72992005000500001&lng=en&nrm=iso&tlng=en <![CDATA[<B>Morphometric aspects of the human hypoglossal nerve in adults and the elderly</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72992005000500002&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVO: Realizar análise morfométrica das fibras mielínicas do nervo hipoglosso direito, em dois grupos etários, com a finalidade de verificar modificações quantitativas decorrentes do processo de envelhecimento. FORMA DE ESTUDO: anatômico. MATERIAL E MÉTODO: Foi coletado fragmento de 1cm do nervo hipoglosso direito de 12 cadáveres do sexo masculino, sem antecedentes para doenças como diabetes, alcoolismo e neoplasia maligna. A amostra foi dividida em dois grupos: grupo adulto (idade inferior a 60 anos), composto por seis cadáveres; grupo idoso (idade igual ou superior a 60 anos), composto por seis cadáveres. O material foi fixado em solução contendo 2,5% de glutaraldeído e 2% de paraformaldeído; pós-fixado em tetróxido de ósmio 2%; desidratado em concentrações crescentes de etanol e incluído em resina epóxi. Cortes semifinos de 0,3¼m de espessura foram obtidos, corados com azul de toluidina a 1% e avaliados em microscópio de luz acoplado a sistema analisador de imagens. Os seguintes dados morfométricos foram quantificados: área de secção transversal intraperineural, número e o diâmetro das fibras mielínicas. RESULTADOS: A área intraperineural do nervo hipoglosso foi semelhante nos dois grupos etários (p=0,8691). A média da área no grupo adulto foi de 1,697 mm2, e no grupo idoso foi de 1,649 mm2. O número total de fibras mielínicas do nervo hipoglosso foi semelhante nos dois grupos etários (p=0,9018). O grupo adulto apresentou média de 10.286 ± 2308 fibras mielínicas e o grupo idoso apresentou média de 10.141 ± 1590 fibras mielínicas. Foi observada distribuição bimodal das fibras mielínicas, com pico acentuado nas fibras de 9¼m e outro menor nas fibras de 2¼m. CONCLUSÃO: A área intraperineural e o número total de fibras mielínicas do nervo hipoglosso direito é semelhante nos dois grupos etários.<hr/>AIM: Perform a morphometric analysis of the myelinic fibers of the right hypoglossal nerve, in two age groups; to verify quantitative changes as a result of the aging process. STUDY DESIGN: anatomic. MATERIAL AND METHOD: A 1cm fragment of the right hypoglossal nerve was collected from 12 male corpses without any medical history of diseases such as: diabetes, alcoholism, and malignant neoplasia. The sample was divided in two groups: group with six corpses under sixty years old (adult), and another group with six corpses sixty years old or above (elderly). The material was fixed at 2.5% glutaldehyde and 2% paraformaldehyde solution; post-fixed at 2% osmium tetroxide; dehydrated with increasing ethanol concentrations, and included in epoxy resin. Semi-thin sections of 0.3µm were obtaining, colored in 1% toluidine blue, and evaluated with light microscope combined with image analyzing system. The following morphometric data were quantified: intraperineural transversal section area, number, and diameter of the myelinic fibers. RESULTS: The intraperineural area of the hypoglossal nerve was similar in both age groups (p=0.8691). The average area in the adult group was 1.697mm² and in the elderly group it was 1.649mm². The total number of myelinic fibers of the hypoglossal nerve was similar in both age groups (p=0.9018). The adult group presented an average of 10,286 ± 2,308 myelinic fibers, and the elderly group presented an average of 10,141 ± 1,590 myelinic fibers. A bimodal distribution of the myelinic fibers was observed, with a significant peak on the 9µm fibers, and another smaller peak on the 2µm fibers. CONCLUSION: The intraperineural area and the total number of myelinic fibers of the right hypoglossal nerve are similar in both age groups. <![CDATA[<B>Mandibular fracture</B>: <B>analysis of 293 patients treated in the Hospital of Clinics, Federal University of Uberlândia</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72992005000500003&lng=en&nrm=iso&tlng=en A fratura de mandíbula ocupa o segundo lugar entre as fraturas dos ossos da face, tendo havido aumento significativo de casos nos últimos anos. A não-identificação e o tratamento inadequado podem levar à deformidade estética ou funcional permanente. OBJETIVO: Avaliar os casos submetidos à redução de fratura de mandíbula no Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia, entre janeiro de 1974 e dezembro de 2002. FORMA DE ESTUDO: coorte historica. PACIENTES E MÉTODO: Duzentos e noventa e três pacientes foram submetidos à redução de fratura de mandíbula e retrospectivamente foram avaliados segundo fatores relacionados a: paciente, trauma, quadro clínico e tratamento cirúrgico. RESULTADOS: Houve uma clara tendência de aumento do número de fraturas de mandíbula ao longo dos anos. Houve um predomínio no sexo masculino (4:1), com pico de ocorrência entre 20 a 29 anos. As principais causas de fratura da mandíbula neste estudo foram acidentes de trânsito e violência, perfazendo juntas 72,4%. Cento e trinta e cinco pacientes apresentavam fratura única. Os sítios mais acometidos foram, em ordem decrescente, sínfise, côndilo, ângulo, corpo, ramo e processo coronóide. Foram realizadas redução incruenta (28), cruenta (213) e associação das duas (11 pacientes), sendo que 56,8% dos pacientes foram tratados nos primeiros 3 dias e 50,4% recebeu a alta hospitalar até o primeiro pós-operatório. Cerca de 10% dos pacientes apresentaram complicações, sendo osteomielite a mais freqüente. CONCLUSÃO: A incidência de fraturas de mandíbula foi marcadamente maior no sexo masculino, durante a terceira década de vida. A causa mais comum foi o acidente de trânsito e as regiões mais atingidas foram sínfise e côndilo. As fraturas isoladas de mandíbula ocorreram em mais de metade dos casos. A maioria dos pacientes foi tratada nos primeiros três dias e recebeu alta até o primeiro pós-operatório. A redução cruenta foi tratamento mais comumente empregado. A complicação mais freqüente foi a osteomielite.<hr/>Mandibular fracture is the second most common facial fracture and there has been a significant increase in number of cases in the last years. Misidentification and inadequate treatment can take to permanent aesthetic or functional deformity. AIM: Evaluate cases of mandibular fracture reduction in the Hospital of Clinics of the Federal University of Uberlândia, from January of 1974 to December of 2002. STUDY DESIGN: historical cohort. PATIENT AND METHOD: Two hundred and ninety-three cases of reduction of mandibular fractures were retrospectively analyzed according to factors related to: patient, trauma, signs and symptoms, and surgical treatment. RESULTS: There has been a clear tendency of increase of the number of mandibular fractures along the years. There was higher prevalence in male (4:1), with occurrence peak between 20 to 29 years old. The principal causes of fracture in this study were traffic accidents and violence, representing 72.4%. One hundred and thirty-five patients presented only one fracture. The most injured sites were, in decreasing order, symphysis, condyle, angle, body, ramus, and coronoid. We performed closed reduction (28), open reduction (213) and association of the two (11 patients); 56.8% of the patients were treated within the first 3 days; and, 50.4% were discharged from the hospital until the first postoperative day. About 10% of the patients presented complications, being osteomyelitis the most frequent one. CONCLUSION: The incidence of mandibular fractures was remarkably larger in the male sex, during the third decade of life. The most common cause was traffic accident, and symphysis and condyle were the most injured sites. Isolated fractures occurred in over half of the cases. Most of the patients were treated in the first three days and were discharged until the first postoperative visit. Closed reduction was the treatment most commonly employed. The most frequent complication was osteomyelitis. <![CDATA[<B>Application of botulinum toxin to reduce the saliva in patients with amyotrophic lateral sclerosis</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72992005000500004&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVO: Demonstrar o efeito da aplicação local Botox® em glândulas salivares de pacientes com diagnóstico de esclerose lateral amiotrófica (ELA), seguindo nosso protocolo institucional de tratamento da sialorréia de 2002. FORMA DE ESTUDO: Clínico prospectivo. MATERIAL E MÉTODO: Cinco pacientes com ELA avaliados na Clínica de Otorrinolaringologia da AACD (Associação de Assistência à Criança Deficiente) foram submetidos à aplicação tópica de Botox® nas glândulas salivares e acompanhados por um ano. O protocolo consiste num questionário clínico sobre as habilidades de deglutir saliva e as repercussões na qualidade de vida. Os pacientes deveriam ter tratamento odontológico prévio, intolerância aos efeitos adversos dos anti-colinérgicos, e ausência de aplicação de. Botox® em outros sítios por pelo menos seis meses. A aplicação foi guiada por ultra-sonografia para as glândulas submandibulares e a dose administrada foi de 30U em um ponto, e 20U em cada glândula parótida distribuída em dois pontos, após anestesia tópica com prilocaína. RESULTADOS: Cinco pacientes com ELA, com idade entre 45 e 59 anos foram submetidos ao tratamento de redução de saliva pela aplicação de Botox® em glândulas salivares. Nós observamos que os sintomas de sialorréia melhoraram dramaticamente em quatro pacientes. Três pacientes permaneceram quatro meses sem queixas, com acentuada melhora na qualidade de vida. Nenhum paciente apresentou efeitos colaterais locais ou sistêmicos com a aplicação de Botox® em glândulas salivares. Nós observamos que os sintomas de sialorréia melhoraram dramaticamente em quatro pacientes. Três pacientes permaneceram quatro meses sem queixas, com acentuada melhora na qualidade de vida. Nenhum paciente apresentou efeitos colaterais locais ou sistêmicos com a aplicação de Botox® em glândulas salivares.<hr/>AIM: To demonstrate the effect of local application of Botox® in patients with amyotrophic lateral sclerosis (ALS), following our 2002 institutional protocol of sialorrhea treatment. STUDY DESIGN: Clinical prospective. MATERIAL AND METHOD: Five patients with ALS assisted at Clinic of Otolaryngology of AACD (Associação de Assistência à Criança Deficiente). They were all submitted to local application of Botox® in salivary glands and followed up for a year. The protocol consisted of clinical questionnaire about the inability of swallowing saliva and its repercussions in quality of life. Patients were submitted to previous odontological treatment, had intolerance to the adverse effects of anti-cholinergic agents and had not used Botox® for at least six months. The application was guided by ultrasound and the doses were 30U in one point for submandibular gland, and 20U in two points for each parotid gland, after topic anesthetic with prilocaine. RESULTS: Five patients with ALS with sialorrhea, aged 45 to 59 years, were submitted to Botox® salivary glands application. We observed that the symptoms of sialorrhea changed dramatically in four patients. Three patients stayed almost four months without complaints with repercussion in quality of life. No patient presented local or systemic effects with local injection of Botox®. <![CDATA[<B>Infantile recurrent parotitis</B>: <B>follow up study of five cases and literature review</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72992005000500005&lng=en&nrm=iso&tlng=en Parotidite recorrente (PR) é definida como inflamação recorrente em glândula parótida, geralmente associada à sialectasia não-obstrutiva. A PR em crianças é uma condição bem descrita, porém rara e com causa ainda incerta. OBJETIVO: Este estudo tem o propósito de: 1) descrever a evolução de cinco casos de PR com acompanhamento em longo prazo; 2) examinar os achados ultra-sonográficos e sialográficos nestes pacientes; e 3) realizar uma revisão de literatura sobre o tema. FORMA DE ESTUDO: estudo de série. MATERIAL E MÉTODO: Revisaram-se os prontuários, sialografias e ultra-sonografias das crianças atendidas na Divisão de Clínica Otorrinolaringológica do Hospital das Clínicas da F.M.U.S.P. que se apresentaram com achados clínicos típicos de PR, com pelo menos 2 anos de evolução da doença e mais de 1,5 ano de acompanhamento, totalizando cinco casos. Essas crianças foram submetidas à sialografia de glândula parótida dos lados acometidos e ultra-sonografia bilateral no início do acompanhamento, além de ultra-sonografia anual. Os pacientes com parotidite recorrente demonstraram uma preponderância do sexo masculino e uma idade de aparecimento predominantemente entre três e seis anos. A freqüência das crises mostrou uma tendência à diminuição com o tempo. A sialografia mostrou alterações compatíveis com sialectasias em todos os casos e a ultra-sonografia, alterações na textura geralmente com áreas hipoecóicas. A ultra-sonografia do paciente acompanhado por tempo mais prolongado evoluiu para um padrão normal acompanhando o quadro clínico, o que pode sugerir que este exame traz uma vantagem no acompanhamento da atividade da doença.<hr/>Recurrent parotitis (RP) is defined as recurrent parotid inflammation, generally associated with non-obstructive sialectasis of the parotid gland. It is a rare condition, and its etiology remains an enigma. AIM: The purposes of the present study were (1) to relate the follow up of five RP cases; (2) to examine the role of sialography and ultrasound in diagnosis and follow up; and (3) to make a literature review. STUDY DESIGN: series review. MATERIAL AND METHOD: We reviewed all recurrent parotitis cases from the files of the Otolaryngology Division at University of Sao Paulo, Brazil. The criteria for inclusion were at least two years of evolution and more than one year and a half follow-up in our service. We included five children in the study. Sialograhpy was performed in the first evaluation and sonography was executed annually. Recurrent parotitis showed male predominance, and affected mainly children between the ages of 3 and 6. Frequency of crisis improved with time in all cases. Sialography showed sialectasis aspect in the affected glands and sonographic exams demonstrated hipoechoic and heterogeneous internal echoes. One case showed regression of ultrasound changes after clinical improvement. <![CDATA[<B>Vestibular folds configuration in vocal nodule</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72992005000500006&lng=en&nrm=iso&tlng=en O nódulo vocal está entre as laringopatias mais comuns que resultam em alterações na função vocal. O mecanismo da produção da fala é complexo e exige interação de diversos sistemas do organismo humano. A importância das pregas vocais na fisiologia e na formação da fonte sonora glótica é evidente; contudo, quanto à participação das pregas vestibulares neste processo, ainda não existe consenso entre os estudiosos da área. OBJETIVO: Verificar se existe diferença na conformação das pregas vestibulares entre dois grupos de indivíduos do sexo feminino, sendo um composto por pacientes com diagnóstico de nódulo vocal e outro por pacientes sem alteração da voz e sem lesão em pregas vocais. FORMA DE ESTUDO: clínico com coorte transversal MATERIAL E MÉTODO: Foram analisadas 96 imagens de laringes, de indivíduos do sexo feminino, sendo 48 sem queixa vocal e 48 com diagnóstico de nódulo vocal. Foram medidos os ângulos formados nas pregas vestibulares durante a fonação, dos lados direito e esquerdo, bem como feita classificação das mesmas quanto à forma (côncava, linear ou convexa). RESULTADOS: Das 96 pregas vestibulares analisadas em cada grupo, a forma côncava foi predominante, seguida da linear e da convexa. No grupo controle, apenas uma das pregas estudadas tinha a conformação convexa, 27 conformação linear e 68 eram côncavas, enquanto no grupo nódulo vocal os resultados foram 8 convexas, 15 lineares e 73 côncavas. Estas diferenças não apresentaram significância, bem como as diferenças nos ângulos, cujas médias foram bastante semelhantes. CONCLUSÃO: As pregas vestibulares no sexo feminino se comportam da mesma maneira tanto nas pacientes com nódulo vocal quanto nas mulheres sem queixa vocal.<hr/>Vocal nodules are among the most common laryngopathies that cause vocal functional disorders. The voice production mechanism is complex and demand interaction of different systems of the human body. The physiological role of the vocal folds as the glottic sound source is evident, however, there is no consensus regarding the vestibular folds' participation/influence in phonation. AIM: To verify if there is difference in the bidimensional configuration of the vestibular folds between two distinct groups of women, one with the diagnosis of vocal nodules and the other without vocal complaints and vocal fold lesions. STUDY DESIGN: clinical with transversal cohort. MATERIAL AND METHOD: Ninety-six laryngeal images were evaluated, 48 from individuals without vocal complaints and 48 from patients with the diagnosis of vocal nodules. Angles were obtained and bilaterally measured in single frames of the vestibular folds during sustained phonation and those structures were morphologically classified as concave, linear or convex. RESULTS: Among the 96 vestibular folds evaluated in each group, there was predominance of the concave form, followed by the linear and the convex ones. In the control group, there was a single convex vestibular fold, 27 were linear and 68 were concave folds. In the group of vocal nodules, 8 were convex, 15 were linear and 73 were concave folds. However, the differences among groups were not statistically significant as well as those among the angles, whose average measures were proven quite similar. CONCLUSION: In the female gender, the vestibular folds presented similar behavior regarding the morphology in both patients with vocal nodules and women without vocal complaints. <![CDATA[<B>Analysis of fundamental frequency, jitter, shimmer and vocal intensity in children with phonological disorders</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72992005000500007&lng=en&nrm=iso&tlng=en O transtorno fonológico é uma alteração de manifestação primária de causa indefinida que torna a fala ininteligível. A análise de parâmetros vocais torna-se importante no processo do diagnóstico deste transtorno, pois distúrbios de voz poderiam interferir na produção dos sons da fala. OBJETIVO: O objetivo deste estudo foi verificar as características vocais relacionadas à intensidade e freqüência fundamental - F0 - e seus índices de perturbação - jitter e shimmer - em crianças com transtorno fonológico. FORMA DE ESTUDO: clínico prospectivo com coorte transversal. MATERIAL E MÉTODO: Foram sujeitos 40 crianças distribuídas em dois grupos: 20 com transtorno fonológico e 20 sem alteração de fala e linguagem. Foram aplicadas provas de fonologia do Teste de Linguagem Infantil ABFW e de fala espontânea. Utilizou-se o Computer Speech Lab, para gravação e análise acústica das vogais /a/, /e/, /i/, por meio dos parâmetros vocais: freqüência fundamental, intensidade, jitter e shimmer. RESULTADOS: F0 - vogal /e/ é menor, em média, para o Grupo com Transtorno Fonológico (126Hz) e 237Hz no Grupo Controle. Para o shimmer e jitter não há evidência de que as médias do Grupo com Transtorno Fonológico sejam diferentes das do Grupo Controle (p= 0,191, p=0,865 respectivamente). Quanto à intensidade, há evidência de que a média diferencia os dois grupos (p= 0,002). CONCLUSÃO: A freqüência da vogal /e/ é menor no Grupo com Transtorno Fonológico. Existe diferença entre grupos para as médias da intensidade das vogais /a/, /e/ e /i/, sendo estas menores no Grupo com Transtorno Fonológico. Não foram encontradas diferenças entre grupos para as médias do jitter e do shimmer.<hr/>Phonological Disorder is a disturbance of primary manifestation of undefined causes that makes speech become unintelligible. The analysis of vocal parameters becomes important in the process of diagnosis of this disorder, since voice disorders could interfere in the production of speech sounds. AIM: The objective of this study was to verify vocal characteristics related to the intensity and fundamental frequency -F0- and their disturbance indexes - jitter and shimmer - in children with phonological disorders. STUDY DESIGN: clinical prospective with transversal cohort. MATERIAL AND METHOD: There were 40 children, 20 of them with phonological disorders and 20 with no speech and language disturbances. Phonological exams with the ABFW infantile language test and spontaneous speech were applied. The Computer Speech Lab was used to record and perform acoustic analyses of the vowels /a/, /e/, /i/, through the vocal parameters: fundamental frequency, intensity, jitter and shimmer. RESULTS: F0 - vowel /e/ was smaller, on average, in the Phonological Disorder Group and it was 126 Hz in the Control Group. To shimmer and jitter there was no evidence that the means of the Phonological Disorder Group were different from the ones of the Control Group (p= 0.191, p=0.865, respectively). As for intensity, there was evidence that the average did not differ in the Phonological Disorder Group and the Control Group (p= 0.002). CONCLUSION: The frequency of the vowel /e/ was smaller in the Phonological Disorder Group. There was difference between the two groups regarding the means of intensity of vowels /a/, /e/ and /i/, smaller in the Phonological Disorder Group. No differences between the groups were found regarding the averages of jitter and shimmer. <![CDATA[<B>Evaluation of Brazilian web site information on allergic rhinitis</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72992005000500008&lng=en&nrm=iso&tlng=en A rede mundial de computadores (Internet) é, atualmente, fonte de informação sobre saúde para leigos e profissionais da área médica. A Rinite Alérgica é uma doença muito prevalente que chega a atingir mais de 10% da população geral, causando queda da qualidade de vida. OBJETIVO: Avaliar os princípios éticos de sites brasileiros que divulgam informações a respeito do tema "rinite alérgica". FORMA DE ESTUDO: revisional. MATERIAL E MÉTODO: Foi feita avaliação de 173 sites brasileiros encontrados através de quatro mecanismos de busca (Google, Yahoo, Altavista e Radar Uol). Os sites foram avaliados de acordo com o Manual de Princípios Éticos para Sites de Medicina e Saúde do CREMESP (Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo), de acordo com os itens transparência, honestidade, qualidade, consentimento livre e esclarecido, privacidade, ética médica, responsabilidade e procedência. RESULTADOS: Entre os sites analisados, 149 (86,1%) não estavam de acordo como Manual de Princípios Éticos para Sites de Medicina e Saúde do CREMESP. As proporções de irregularidades entre os itens avaliados foram: qualidade (84,4%), privacidade (46,2%) honestidade (18,5%), consentimento livre e esclarecido (15,6%), responsabilidade (13,9%), transparência (12,1%), ética médica (2,3%). Havia informações inexatas em 24,3% dos sites analisados. CONCLUSÕES: A maioria dos sites estudados contendo informações sobre rinite alérgica fere os princípios éticos para sites do CREMESP. Tanto a qualidade em geral de grande parte dos sites brasileiros que abordam o tema "rinite alérgica", quanto à qualidade das informações por eles divulgadas, são insuficientes para satisfazer a médicos e pacientes.<hr/>Nowadays, the World Wide Web (Internet) is an information source for non-experts and physicians. AIM: To evaluate, based on ethical principles, Brazilian web sites information about "allergic rhinitis". Allergic rhinitis is a very common disease, effecting more than 10% of the general population, leading to decrease in quality of life. STUDY DESIGN: review. MATERIAL AND METHOD: We performed the evaluation of 173 Brazilian web sites, which were obtained from four search engines (Google, Yahoo, AltaVista and Radar Uol). The web sites were evaluated according to the Manual of Ethical Principles, Regional Council of Medicine of the state of Sao Paulo (CREMESP), regarding transparency, honesty, quality, privacy, medical ethics, informed consent, responsibility and origin. RESULTS: Among the analyzed web sites, 149 (86.1%) were not in accordance with the Manual of Ethical Principles of Regional Council of Medicine of the state of Sao Paulo (CREMESP). According to the analyzed items, the irregularities that were found were quality (84.4%), privacy (46.2%), honesty (18.5%), informed consent (15.6%), responsibility and origin (13.9%), transparency (12.1%), medical ethics (2.3%). There was inaccurate information in 24.3% of the analyzed sites. CONCLUSIONS: The majority of the websites regarding allergic rhinitis are not in accordance with the ethical principles of CREMESP. In general, the quality of a great part of the Brazilian web sites that address "allergic rhinitis", and the quality of the information disseminated by them, are insufficient to satisfy doctors and patients. <![CDATA[<B>Evaluation of inspiratory pressure in children with enlarged tonsils and adenoids</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72992005000500009&lng=en&nrm=iso&tlng=en Crianças com aumento do volume de tonsilas palatina e faríngea freqüentemente apresentam anormalidades respiratórias tais como ronco, respiração oral e apnéia do sono. Sabe-se que a obstrução de vias aéreas superiores e conseqüentemente a respiração oral podem resultar em problemas pulmonares. OBJETIVO: Avaliar a pressão inspiratória em crianças com obstrução de vias aéreas superiores devido ao aumento do volume de tonsilas. FORMA DE ESTUDO: clínico com coorte transversal. MATERIAL E MÉTODO: Nós avaliamos 37 crianças (4-13 anos, ambos os sexos) com aumento do volume de tonsilas que seriam submetidas à cirurgia de Adenoamigdalectomia na Divisão de Otorrinolaringologia da Universidade de São Paulo no mesmo período. O grupo controle foi composto de 28 crianças sem aumento de volume tonsilar que foram submetidas aos mesmos testes. A pressão Inspiratória foi obtida pelo uso do manovacuômetro. RESULTADOS: Observamos uma menor pressão inspiratória no grupo com aumento do volume de tonsilas. A média do grupo com aumento do volume das tonsilas foi 14,607 cm/H2O e do grupo normal foi de 27,580 cm/H2O (P< 0,001). CONCLUSÃO: O aumento de volume de tonsilas palatina e faríngea foi associado a uma menor pressão inspiratória, resultando em um aumento do esforço respiratório e do trabalho dos músculos envolvidos.<hr/>Children with enlarged tonsils and adenoids usually present breathing abnormalities such as snoring, mouth breathing and sleep apnea. It is known that upper airway obstruction and consequent mouth breathing may result in pulmonary diseases. AIM: The goal of this preliminary study was to evaluate the inspiratory pressure in children with upper airway obstruction due to enlarged tonsils. STUDY DESIGN: clinical with transversal cohort. MATERIAL AND METHOD: We evaluated 37 children (4 -13 years old, female/male) with enlarged tonsils who would be submitted to a T&A surgery in the Department of Otolaryngology, Medical School, University of Sao Paulo, from October 2002 to March 2003. The control group comprised 28 children without tonsillar disease submitted to the same tests. Inspiratory pressure was obtained using a manometer and vacuum meter. RESULTS: We could observe lower inspiratory pressures in children with upper airway obstruction. The mean of inspiratory pressure in the upper airway obstruction group was 14.607cm/H2O and in the control group was of 27.580cm/H2O. CONCLUSIONS: Enlarged tonsils and adenoids were associated with poor inspiratory pressure, resulting in increased breathing effort and work of the involved muscles. <![CDATA[<B>Chronic rhinosinusitis in HIV-infected patients</B>: <B>radiological and clinical evaluation</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72992005000500010&lng=en&nrm=iso&tlng=en O advento dos inibidores de protease, aumentando a sobrevida dos pacientes infectados com HIV aumentou a procura destes pacientes por médicos otorrinolaringologistas, já que 40% a 70% deles podem apresentar alguma alteração otorrinolaringológica. OBJETIVIVOS: Objetivamos, nesse estudo, comparar os achados radiológicos e sintomatologia nasossinusal entre pacientes infectados com HIV e pacientes com AIDS, com rinossinusite crônica. A literatura sobre o assunto é revisada e discutida. FORMA DE ESTUDO: clínico prospectivo com coorte transversal. CASUÍSTICA E MÉTODOS: Prospectivamente, 39 pacientes em uso de drogas antiretrovirais foram divididos em 2 grupos: pacientes com diagnóstico de AIDS (grupo I) e aqueles apenas infectados pelo HIV (grupo II). Estes grupos foram comparados clinicamente, quanto à contagem de células CD4+ e avaliação tomográfica dos seios paranasais. RESULTADOS: Os pacientes dos grupos I e II apresentaram média de células CD4+ de 118 cél/10-9l e 377 cél/10-9l, respectivamente. Na comparação dos achados tomográficos pelo sistema de Lund e Mackay, o grupo I apresentou escore médio de 12 e o grupo II apresentou média de escore de 5,63 (p<0,001), sendo a febre e a secreção pós-nasal mais prevalente no grupo I (p<0,001). CONCLUSÃO: A prevalência da sinusite crônica nos pacientes infectados pelo HIV foi de 12%. Os sintomas da rinossinusite foram similares nos pacientes sem AIDS e com AIDS, com exceção da presença de febre. Os pacientes com AIDS apresentaram alterações radiológicas mais extensas do que os pacientes HIV positivos.<hr/>The advent of protease inhibitors, which enhances the survival rate of HIV-infected individuals, leads patients to search for otorhinolaryngologists, as 40-70% of them may present some sort of otorhinolaryngological disorder. AIM: We aimed at comparing the CT scan findings and the nasosinusal complaints of HIV-infected and AIDS patients with clinical diagnosis of chronic rhinosinusitis. The literature on the subject is revised and discussed. STUDY DESIGN: clinical prospective with transversal cohort. MATERIAL AND METHODS: Prospectively, 39 patients with chronic rhinosinusitis, in use of antiretroviral therapy, were included in the present study and divided into two groups: patients with diagnosis of AIDS (group I) and those infected by HIV (group II). Clinical and laboratorial assessments, with CD4+ cell count and CT evaluation, were performed and compared among groups I and II. RESULTS: Group I and II presented mean CD4+ cell count of 118 cells/10-9l and 377 cells/10-9l, respectively. Comparison of the tomographic findings by the Lund-Mackay staging system presented a score of 12 for group I and 5.63 (pd"0.001) for group II. Fever and postnasal discharge were more prevalent in group I (pd"0.001). CONCLUSIONS: In our Service, prevalence of chronic rhinosinusitis in HIV-infected patients was 12%. AIDS patients had a higher incidence of fever and postnasal discharge than those of group II. Moreover, extensive radiological findings were prevalent in patients with AIDS (group I) than in HIV-infected individuals (group II). <![CDATA[<B>A ten-year historic study of paranasal cavity endoscopy in patients with leprosy</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72992005000500011&lng=en&nrm=iso&tlng=en A hanseníase é uma doença infecciosa de evolução crônica, causada pelo Mycobacterium leprae. Acomete com freqüência a mucosa das cavidades nasais, independentemente da forma clínica, antes mesmo do aparecimento de lesões na pele ou em outras partes do corpo, na presença ou não de queixas clínicas. OBJETIVO: Mostrar a eficácia da endoscopia nasal na identificação de lesões mucosas endonasais e a importância do especialista Otorrinolaringologista no diagnóstico e no acompanhamento dos pacientes com hanseníase. FORMA DE ESTUDO: Clínico retrospectivo. MATERIAL E MÉTODO: Realizou-se estudo retrospectivo de 173 prontuários de pacientes, sem tratamento prévio, durante o período de 1990 a 2000, no Serviço de Otorrinolaringologia do Instituto de Pesquisa Clínica do Hospital Evandro Chagas Fiocruz. RESULTADOS: Todos os pacientes apresentaram lesões nasais, sendo 121 com e 52 sem queixas clínicas. DISCUSSÃO: O exame endoscópico das cavidades nasais não só permitiu identificar precocemente alterações da mucosa em pacientes com hanseníase como também permitiu identificar a evolução das lesões. Este tipo de exame também auxilia na instituição do tratamento local. CONCLUSÃO: Justificam-se a avaliação e o acompanhamento de todos os pacientes com hanseníase pelo Otorrinolaringologista junto à equipe multidisciplinar, oferecendo ao paciente a precocidade no diagnóstico e o tratamento específico.<hr/>Leprosy is an infectious condition that has a chronic evolution caused by the Mycobacterium leprae. It very often attacks the nasal cavities mucosa independent of its clinical form, even before skin lesions or lesions to other parts of the body arise, in the presence or not of clinical complaints. AIM: To show the efficiency of nasal endoscopy to identify endonasal mucosa lesions and the importance of the Otorhinolaryngologist in the diagnosis and follow-up of Leprosy patients. STUDY DESIGN: Clinical history study. MATERIAL AND METHOD: a historic study was performed with 173 patient's records without previous treatment from 1990 to 2000 at the Otorhinolaryngology Services, Instituto de Pesquisas Clinicas Hospital Evandro Chagas, Fiocruz. RESULTS: All of the patients showed nasal lesions, 121 with and 52 without clinical complaints. DISCUSSION: Nasal cavities endoscopy exam enabled early identification of the mucosa alteration in Leprosy patients as well as how to identify the evolution of the lesions. This type of exam also helps to establish local treatment. CONCLUSION: The evaluation and follow-up of Leprosy patients by the Otorhinolaryngologist in a multidisciplinary team are justified and offer the patient early diagnosis and specific treatment. <![CDATA[<B>Tinnitus treatment with acamprosate</B>: <B>double-blind study</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72992005000500012&lng=en&nrm=iso&tlng=en O tratamento do zumbido é, ainda nos dias de hoje, um grande desafio para os otorrinolaringologistas. Várias lacunas persistem em sua fisiopatologia, tendo como resultado vários tipos de tratamento, com resultados muito irregulares. O acamprosato é uma droga utilizada no tratamento do alcoolismo, devido à sua ação reguladora da transmissão glutamatérgica e GABA-érgica, nunca tendo sido empregado no tratamento do zumbido. OBJETIVO: Avaliar a segurança e eficácia do uso do acamprosato, no tratamento do zumbido de causa neurossensorial. FORMA DE ESTUDO: ensaio clinico randomizado. MATERIAL E MÉTODO: 50 pacientes com zumbido de causa neurossensorial foram divididos em 2 grupos, 25 recebendo acamprosato e 25 placebo por 3 meses, em um estudo prospectivo duplo-cego, sendo analisados os efeitos terapêuticos e efeitos colaterais, de acordo com escala (nota) de 1 a 10, atribuída pelo próprio paciente. RESULTADOS: Foi observado algum grau de melhora sintomatológica em 86,9% dos pacientes, sendo que em 47,8% dos casos observamos melhora superior a 50%, dados estatisticamente significativos em relação ao placebo. A incidência de efeitos colaterais encontrada foi baixa (12%) e de intensidade leve, com boa tolerabilidade geral. CONCLUSÃO: O acamprosato, medicação utilizada no tratamento do alcoolismo, é eficaz e seguro para o tratamento do zumbido de causa neurossensorial, com percentual de melhora superior à maioria das medicações utilizadas para o tratamento do zumbido, constituindo uma excelente alternativa terapêutica.<hr/>Nowadays, the treatment of tinnitus is still a great challenge for the otolaryngologists. Many facts remain unknown in its pathophysiology, leading to many different therapies, with irregular results. Acamprosate is a drug used in alcoholism treatment, due to its regulating effects in glutamatergic and GABA neurotransmission, and has never been used before in the treatment of tinnitus AIM: To evaluate efficacy and safety of the acamprosate in the treatment of sensorineural tinnitus. STUDY DESIGN: randomized clinical trial. MATERIAL AND METHOD: 50 patients with sensorineural tinnitus were divided into two groups: 25 received acamprosate and 25 placebo, for a period of 3 months, in a prospective double-blind study, being analyzed for its efficacy and safety by the subjective score from 1 to 10 given by the patient. RESULTS: We found a high index of success in the relief of tinnitus, about 86.9%. In 47.8% of the cases we found more than 50% relief. The incidence of side effects was low, 12%, all of them mild. CONCLUSION: Acamprosate, a drug used in the treatment of alcoholism, is a safe and successful alternative for sensorineural tinnitus' treatment. <![CDATA[<B>Reliability of recognition thresholds of sentences in quiet and in noise</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72992005000500013&lng=en&nrm=iso&tlng=en Um número cada vez maior de pesquisas vem sendo realizado com diferentes populações e objetivos e tem demonstrado que o teste de reconhecimento de sentenças no ruído é o melhor instrumento para avaliar a comunicação do indivíduo no seu dia-a-dia. Entretanto, acredita-se que estes testes ainda não fazem parte da rotina audiológica por requererem muitas pesquisas para estabelecer os parâmetros e variáveis relacionadas a sua aplicação e a interpretação dos resultados. OBJETIVO: Verificar a confiabilidade dos limiares de reconhecimento de sentenças no silêncio e na presença de ruído em um grupo de indivíduos jovens normo-ouvintes. FORMA DE ESTUDO: coorte transversal. MATERIAL E MÉTODOS: O grupo de estudo ficou constituído por 40 sujeitos, 20 do sexo masculino e 20 do sexo feminino, com idades entre 18 e 28 anos, todos com limiares de audibilidade dentro dos padrões de normalidade. Primeiramente, foi realizada Avaliação Audiológica Básica, e, a seguir, a pesquisa do Limiar de Reconhecimento de Sentenças no Silêncio (LRSS) e no Ruído (LRSR). As sentenças e o ruído (fixo a 65 dB NA) foram apresentados monoauralmente, por fones auriculares, através da estratégia "ascendente-descendente". O teste-reteste foi realizado em diferentes sessões de avaliação, com intervalo de sete dias entre elas, respeitando o mesmo turno e horário de avaliação. RESULTADOS: Demonstram correlação positiva forte estatisticamente significante entre o teste-reteste dos LRSS, tanto para orelha direita (r = 0,6107) quanto para a esquerda (r = 0,5853), assim como entre as Relações S/R obtidas na orelha direita (r = 0,5711) e esquerda (r = 0,5867) dos indivíduos avaliados. CONCLUSÃO: Ao término deste estudo, concluiu-se que os LRSS e as Relações S/R obtidas a partir do Teste Listas de Sentenças em Português, demonstraram-se altamente confiáveis, com correlação positiva forte, quando foram comparados os resultados obtidos em diferentes sessões de avaliação em um grupo de indivíduos jovens normo-ouvintes.<hr/>A larger number of research studies has been performed with different people and objectives and have shown that the sentence recognition test in noise is the best instrument to evaluate individuals' daily communication. However, we believe these tests are not applied so frequently because they require a lot of research to establish the parameters and variables related to their application and interpretation of the results. AIM: To check the reliability of the recognition threshold of the sentences in quiet and in noise for a group of young normal listeners. STUDY DESIGN: transversal cohort. MATERIAL AND METHOD: The group comprised 40 subjects, 20 males and 20 females, with ages between 18 and 28 and all of them with normal hearing threshold. First, we applied the Basic Audiological Evaluation and after this, the Sentence Recognition Threshold test in quiet (LRSS) and in noise (LRSR). The sentences and the noise (fixed in 65 dB HL) were presented monoaurally, by earphones through "ascending-descending" strategy. The test and retest were done in different evaluation sessions, with an interval of seven days between them, respecting the same hour of evaluation. RESULTS: The results showed strong positive statistically significant correlation between the test and retest of LRSS, both for right ear (r = 0.6107) and left ear (r = 0.5853), as S/N ratio, for right ear (r = 0.5711) and for left ear (r = 0.5867) for the assessed individuals. CONCLUSION: In the end of this study, we concluded that LRSS and S/N ratio obtained from the Portuguese Sentence List Test showed to be highly reliable, with strong positive correlation when compared to the results obtained in different sessions of evaluation in a group of young normal listeners. <![CDATA[<B>Clinical, etiological and progression factors of hearing in sudden deafness</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72992005000500014&lng=en&nrm=iso&tlng=en Existem várias terapias preconizadas para o tratamento da surdez súbita, algumas apresentam riscos significativos necessitando inclusive de internação hospitalar. OBJETIVO: Este estudo prospectivo analisa aspectos clínicos, etiológicos e evolutivos nos casos de surdez súbita (SS) em pacientes tratados ambulatorialmente com medicação oral. FORMA DE ESTUDO: clínico com coorte transversal. MATERIAL E MÉTODO: 40 pacientes com perda súbita da audição submeteram inicialmente a avaliação clínica otorrinolaringológica, testes audiométricos, análise hematológica e ressonância magnética. Confirmado o diagnóstico de SS, todos os pacientes receberam inicialmente prednisona e pentoxifilina sendo acompanhados por pelo menos um ano. RESULTADO: 45% (n=18) apresentaram normalização dos limiares auditivos, 40% (n=16) apresentaram melhoras auditivas, 15% (n=6) mantiveram os mesmos limiares iniciais. Nove casos (22,5%) apresentaram manifestações clínicas que justificaram a perda auditiva (infecção viral, fatores imunomediados, alterações vasculares e outros), três (7,5%) apresentaram tumores na região do ângulo ponto-cerebelar. A evolução auditiva nestes 12 casos com etiologia presumida não apresentou diferença estatística significante em relação aos 28 casos sem etiologia definida. O tratamento clínico instituído nos primeiros sete dias de instalação da perda auditiva, nos pacientes que obtiveram melhora, foi o único parâmetro estatisticamente significante dos fatores prognóstico avaliado. CONCLUSÃO: A pesquisa exaustiva etiológica deve ser realizada em qualquer caso de perda auditiva neurossensorial aguda. A presença de 7,5% de tumores localizados na região do ângulo ponto-cerebelar nos casos de SS juntamente com outras causas tratáveis justifica a investigação clínica nestes pacientes. Nossos pacientes apresentaram uma boa melhora auditiva em 67,5% dos casos, independentemente da etiologia. O início da terapia nos primeiros sete dias de instalação da perda auditiva foi o único fator de melhora significante dos limiares auditivos.<hr/>Out of the many forms of therapy for sudden deafness, some require hospitalization and present significant risks. AIM: This prospective study analyzes etiology and evolution in cases of sudden deafness (SD) where outpatient oral treatment was used. STUDY DESIGN: clinical with transversal cohort. MATERIAL AND METHOD: Forty cases of sudden hearing loss were followed for at least one year. All were submitted to initial clinical evaluation, auditory tests, routine blood analysis, and magnetic resonance imaging. All received initial treatment with pentoxifylline and prednisone. RESULTS: 45% (n=18) presented normal auditory thresholds, 40% (n=16) showed some improvement in hearing, 15% (n=6) maintained initial hearing level. Nine cases (22.5%) presented clinical conditions possibly implicated in hearing loss (viral infection, immunomediated hearing loss, vascular disorders, and so on); three (7.5%) had cerebellopontine tumors. Evolution of hearing in these 12 cases with presumed etiology presented no differences from hearing in the 28 cases without any known etiological factor. Clinical treatment within the first seven days was the only statistically significantly different condition in patients who improved hearing. CONCLUSIONS: An objective search for etiological bases should be conducted in any case of acute sensorineural hearing loss. The presence of cerebellopontine tumors in 7.5% of cases of SD, among other treated causes, justifies a thorough clinical investigation in these patients. Overall good evolution of hearing was observed in 67.5% of cases of SD, regardless of its etiology. Therapy within the first seven days of SD was significantly related to better outcomes in hearing. <![CDATA[<B>Intracranial complications of chronic suppurative otitis media in children</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72992005000500015&lng=en&nrm=iso&tlng=en Apesar de sua significativa diminuição após o advento dos antibióticos, as complicações intracranianas das otites médias ainda representam uma situação de risco, uma vez que a taxa de mortalidade permanece alta, chegando a 36%. Entre as formas mais comuns estão meningite, abscesso cerebral, abscesso extradural e tromboflebite do seio lateral. Um alto índice de suspeição é fundamental para seu diagnóstico e manejo precoces. É importante a identificação de casos atípicos que podem estar mascarados pelo uso de antimicrobianos. OBJETIVO: Apresentamos seis casos de complicações intracranianas por otite média em crianças e adolescentes ocorridos no período de dois anos no Serviço de Otorrinolaringologia do Complexo Hospitalar Santa Casa (CHSC). FORMA DE ESTUDO: relato de série.<hr/>In spite of significant decrease after antibiotic advent, intracranial complications of otitis media still represent a challenging situation owing to its high mortality rate (36%). The most common presentations are meningitis, cerebral abscess, extradural abscess and lateral sinus thrombophlebitis. For early management, it is necessary to have a high index of suspicion. It is important to identify non-typical cases because they might be masqueraded by antibiotic use. AIM: We present six cases of intracranial complications due to otitis media in children and adolescents at Complexo Hospitalar Santa Casa de Porto Alegre for the past two years. STUDY DESIGN: series review. <![CDATA[<B>Equivalent volume</B>: <B>study in subjects with chronic otitis media</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72992005000500016&lng=en&nrm=iso&tlng=en O Volume Equivalente do Meato Acústico Externo está na faixa de 0,3ml a 1,0ml em crianças e 0,65ml a 1,75ml em adultos. Em indivíduos com Otite Média Crônica estes valores podem sofrer alterações, de acordo com as condições da doença. OBJETIVO: Estudar o volume equivalente de 52 orelhas de pacientes com Otite Média Crônica com e sem infecção ativa. FORMA DE ESTUDO: clínico prospectivo com coorte transversal. MATERIAL E MÉTODO: O volume equivalente da orelha foi obtido em 52 orelhas com Otite Média Crônica, com e sem infecção ativa, e num grupo controle de mesma idade e sexo do grupo estudo. O grupo estudo com infecção foi avaliado antes e após tratamento clínico. RESULTADOS: A média do volume equivalente para os grupos estudos sem e com infecção e para o grupo controle foi, respectivamente, 2,86ml; 1,42ml e 0,80ml. A média do volume equivalente para o grupo estudo com infecção antes e após tratamento clínico foi, respectivamente, 1,42ml e 1,82ml. CONCLUSÕES: 1. O Volume Equivalente médio da Orelha é maior em pacientes com Otite Média Crônica. 2. Não foi observada variação no Volume Equivalente antes e após o tratamento clínico.<hr/>The equivalent ear canal volume ranges from 0.3ml to 1.0ml in children and from 0.65 to 1.75ml in adults. In subjects with chronic otitis media these values can be different, according to the disease status. AIM: To study the equivalent ear canal volume in 52 ears of patients with chronic otitis media with and without active infection. STUDY DESIGN: clinical prospective with transversal cohort. MATERIAL AND METHOD: The equivalent ear canal volume was obtained from 52 ears diagnosed with chronic otitis media with and without active infection and in age and gender matched control group. The study group with active infection was evaluated before and after clinical treatment. RESULTS: Equivalent ear canal volume mean for the studied groups with and without infection and for the control group was 2.86ml; 1.42ml and 0.80ml, respectively. The equivalent ear canal volume mean for the study group with infection prior and post clinical treatment was 1.42ml and 1.82ml, respectively. CONCLUSIONS: The Equivalent ear canal volume mean was higher in patients with Chronic Otitis Media. We did not observe variation of equivalent ear canal volume before and after clinical treatment. <![CDATA[<B>Evaluation of satisfaction measures of analog and digital hearing aid users</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72992005000500017&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVO: objetivo desta pesquisa foi investigar o grau de satisfação entre os usuários de Aparelho de Amplificação Sonora (AAS) de tecnologia analógica e digital. FORMA DE ESTUDO: clínico com coorte transversal. MATERIAL E MÉTODO: A amostra foi constituída de 40 usuários de AAS unilateral, sendo 20 de tecnologia analógica (Grupo I) e 20 de tecnologia digital (Grupo II). Os indivíduos são portadores de perda auditiva neurossensorial, de configuração plana, de grau leve a moderado, com idade entre 40 e 95 anos. O instrumento de avaliação utilizado foi o International Outcome Inventory for Hearing Aids (IOI-HA - Versão em Português) proposto por Cox et al. (2002). RESULTADOS: Os resultados mostraram que os usuários do Grupo II utilizam o AAS por mais tempo diariamente e também apresentam um grau de dificuldade menor em determinadas situações com o uso da amplificação, comparado aos usuários do Grupo I. Os usuários do Grupo II relatam que sua perda auditiva não afeta em nada sua relação com terceiros. CONCLUSÃO: Apesar de os resultados revelarem que os usuários do Grupo I apresentam um handicap auditivo mais acentuado comparado aos usuários do Grupo II, o grau de satisfação com relação à amplificação não apresenta diferença significativa entre os dois grupos.<hr/>AIM: the objective of this study was to investigate the satisfaction measure of analog and digital hearing aid users. STUDY DESIGN: clinical with transversal cohort. MATERIAL AND METHOD: Among the 40 interviewed subjects, 20 were analog hearing aid users (Group I) and 20 were digital hearing aid users (Group II). The subjects had mild to moderate sensorineural hearing impairment, and were aged 45 to 95 years old. RESULTS: The inventory of self-assessment completed by the hearing aid users was the International Outcome Inventory for Hearing Aids (IOI-HA - Portuguese version) proposed by Cox et al. (2002). The users of Group II used the hearing aid longer every day than the analog hearing aid users (Group I). The users of Group II have fewer difficulties with the amplification at some situations than the users of Group I. Despite the fact that users of Group I have presented mode deficit than the users of Group II, the results agree that all the subjects reported satisfaction with their hearing aids. <![CDATA[<B>Neural response telemetry measures in patients implanted with Nucleus 24®</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72992005000500018&lng=en&nrm=iso&tlng=en A possibilidade de realizar o implante coclear em crianças pequenas torna necessário o uso de medidas objetivas para auxiliar a programação do processador de fala. Telemetria é a propriedade que permite, no Nucleus 24®, a obtenção do potencial de ação composto evocado do VIII par (EAP) utilizando o implante como instrumento de estimulação e gravação para o estudo das propriedades neurais remanescentes. OBJETIVO: Descrever a utilização do sistema de telemetria para a gravação do EAP, caracterizando as respostas obtidas e a sua prevalência na condição intraoperatória. FORMA DE ESTUDO: clínico com coorte transversal. MATERIAL E MÉTODO: Medidas das impedâncias dos eletrodos e do EAP em um grupo de 17 indivíduos usuários do implante Nucleus 24® durante a cirurgia. Análise das respostas de acordo com a etiologia, o tempo de duração da surdez e a posição dos eletrodos dentro da cóclea. RESULTADOS: Maior prevalência nos eletrodos apicais e limiares mais elevados nos casos de meningite e otosclerose. CONCLUSÃO: A telemetria é eficiente para a verificação da integridade dos eletrodos na condição intraoperatória e para a gravação do EAP, apresentando alta prevalência na população estudada.<hr/>Cochlear implantation has been recommended for children under 24 months of age. The use of objective measures is needed to help speech processor programming. The electrically evoked compound potential (EAP), which can be assessed by neural response telemetry (NRT), is one of those objective measures. AIM: to determine how often the EAP can be recorded by NRT system during surgery and to describe the responses. STUDY DESIGN: clinical with transversal cohort. MATERIAL AND METHOD: the impedances and NRT were measured in a group of 17 Nucleus 24 ® implant users. The responses were analyzed and compared to the etiology, hearing loss duration and electrode array position. RESULTS: The EAP was easily recorded in the apical electrodes and, in otosclerosis and meningitis cases the EAP threshold was higher than in the other etiology cases. CONCLUSIONS: The NRT can be found in 82% of the cases during surgery. The responses obtained may vary according to etiology and the position of electrodes along the cochlea. <![CDATA[<B>Otomicroscopic and histologic findings of induced myringosclerosis in rats</B>: <B>a critical study of an experimental model</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72992005000500019&lng=en&nrm=iso&tlng=en A miringoesclerose é caracterizada por hialinização da lâmina própria da membrana timpânica. Trabalhos experimentais têm utilizado a otomicroscopia ou a histologia para estudar a miringoesclerose em animais, porém sem correlacionar precisamente estes dois métodos de avaliação. OBJETIVO: Este estudo procura avaliar a acurácia da otomicroscopia no diagnóstico de miringoesclerose em modelo experimental com ratos. FORMA DE ESTUDO: experimental. MATERIAL E MÉTODO: Foi induzida miringoesclerose por inoculação transtimpânica de Streptococcus pneumoniae em 25 ratos Wistar, que foram examinados quinzenalmente por otomicroscopia e sacrificados após oito semanas, tendo suas membranas timpânicas examinadas por histologia. RESULTADOS: Da confrontação das alterações otomicroscópicas com os achados histológicos, houve uma sensibilidade de 80% e especificidade de 75%. CONCLUSÃO: Pelos resultados obtidos neste estudo, a otomicroscopia não representou um bom método para avaliar a miringoesclerose neste modelo experimental.<hr/>Myringosclerosis is characterized by hyaline changes of the lamina propria of the tympanic membrane. Experimental studies have used otomicroscopy or histology to evaluate myringosclerosis in animals, but they do not correlate precisely these two methods. AIM: The present study evaluates the accuracy of otomicroscopy in the diagnosis of myringosclerosis in rats. STUDY DESIGN: experimental. MATERIAL AND METHOD: Myringosclerosis was induced by transtympanic inoculation of Streptococcus pneumoniae in 25 Wistar rats, which were examined weekly through otomicroscopy and sacrificed after eight weeks for histologic study of their tympanic membranes. RESULTS: From the comparison of the otomicroscopic data in relation to the histologic findings, we could observe sensibility of 80% and specificity of 75% for the otomicroscopy. CONCLUSION: Considering the results in this study, otomicroscopy did not represent a good method to evaluate myringosclerosis in this experimental model. <![CDATA[<B>Anatomic and radiograph study of the persistence of Foramen of Huschke</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72992005000500020&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVO: o objetivo neste trabalho é avaliar e localizar o Forame de Huschke. FORMA DE ESTUDO: anatômico. MATERIAL E MÉTODO: utilizando materiais de contraste como a Guta percha e o sulfato de bário, através de técnicas radiográficas extrabucais, como a panorâmica, submentovértex e a tomografia linear lateral corrigida para a Articulação Têmporo-mandibular, em quatro crânios, onde foi verificada clinicamente a presença do Forame de Huschke. RESULTADO: Os resultados obtidos mostraram que o Forame de Huschke pôde ser observado em crânios secos após a sua evidenciação por meio de material de contraste nestas técnicas radiográficas.<hr/>AIM: the aim of this study is to assess and locate the Foramen of Huschke. STUDY DESIGN: anatomical. MATERIAL AND METHOD: using contrast material like gutta-percha and barium sulfate, through extraoral radiographs, such as panoramic, submental vertex and corrected saggital linear Temporal Mandibular Joint tomograms in four skulls where we clinically checked the existence of foramen of Huschke. RESULTS: The results proved that the foramen of Huschke can be observed in skulls submitted to contrast using radiographic techniques. <![CDATA[<B>Oculomotricity in childhood</B>: <B>is the normal range the same as in adults?</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72992005000500021&lng=en&nrm=iso&tlng=en O estudo da oculomotricidade se dá através da avaliação de três sistemas: movimentos oculares sacádicos (MOS), nistagmo optocinético (NO) e movimentos oculares de rastreio lento (MORL). A atuação conjunta destes três sistemas permite a estabilização do campo visual nas diversas situações de movimento às quais o indivíduo é submetido. OBJETIVO: Comparar os valores da oculomotricidade encontrados em crianças e em adultos normais na tentativa de confirmar, ou não, a viabilidade do uso dos mesmos parâmetros de normalidade dos adultos na interpretação do exame de crianças. FORMA DE ESTUDO: clínico com coorte transversal. MATERIAL E MÉTODO: Foram estudados os MOS, o NO e os MORL em 50 crianças e em 35 adultos normais e os resultados foram comparados entre si através do teste t de Student. RESULTADOS: Os dados mostram diferença significativa entre os resultados obtidos nos testes de crianças e de adultos (significativo ao nível alfa = 0,05). DISCUSSÃO: Na literatura encontramos evidências de que a mielinização das vias vestibulares ocorre em torno das 16 semanas e que os tratos piramidais se mielinizam aos 24 meses de idade sendo a oculomotricidade perfeita nessa época. Outros estudos descrevem a importância destes testes na detecção de doenças neurológicas, de alterações visuais e até como preditores do risco de desenvolvimento de esquizofrenia no entanto não trazem os valores de normalidade para a criança. No nosso trabalho encontramos aumento da latência dos MOS, aumento no ganho do NO, diminuição do ganho e aumento do grau de distorção dos MORL em crianças quando comparadas aos adultos o que está de acordo com a literatura. Estas alterações poderiam ser explicadas pela desatenção e pela imaturidade do controle dos movimentos oculares na criança. CONCLUSÃO: Assim, torna-se necessário o estabelecimento de um parâmetro de normalidade para a oculomotricidade na infância para que a oculografia possa ser analisada corretamente, evitando que se interpretem como patológicos resultados esperados para a população infantil.<hr/>The study of oculomotricity is done by the evaluation of three systems: saccade eye movements (MOS), optokinetic nystagmus (NO) and smooth pursuit eye movement (MORL). The joint action of these three systems allows the visual field's establishment in different movement situations. AIM: To compare the value of oculomotricity in normal adults and children to confirm, or not if it is viable to use the same parameters of adults normality to children's exams interpretation. STUDY DESIGN: clinical with transversal cohort. MATERIAL AND METHOD: We studied MOS, NO and MORL in 50 normal children and in 35 adults and the results were compared by the t Student test. RESULTS: The data analysis showed significant difference between children and adults (significance at level ± = 0.05) DISCUSSION: In the literature we have found evidence that myelinization of the vestibular pathways happen at about 16 weeks and the pyramidal tracts, at 24 months. Oculomotricity is finished at this time. Other papers describe the importance of these tests in the diagnostic of neurological diseases, visual alterations and as predictors of the risk of schizophrenia development but they do not report the normal range in children. In our study we found increased latency of MOS, increase in gain of NO, reduction in gain and increase in the distortion of MORL in children if compared to adults, which is in accordance with the literature. These alterations can be explained by the low attention during the tests and the immaturity of ocular movements' control in children. CONCLUSION: Therefore, the establishment of a parameter of normality to the oculomotricity in childhood is necessary for the correct analysis of the oculography to avoid misinterpretation of the exam. <![CDATA[<B>Antibiotic use in tonsillectomies</B>: <B>therapeutic or prophylactic? Required or excessive?</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72992005000500022&lng=en&nrm=iso&tlng=en A adenotonsilectomia é uma das cirurgias mais comumente realizadas na população pediátrica e adulta jovem. A morbidade pós-operatória de tal procedimento cirúrgico é importante incluindo odinofagia, disfagia, otalgia, febre, halitose, perda ponderal e redução da aceitação por via oral. Após a tonsilectomia, com ou sem adenoidectomia, a colonização da loja tonsilar aberta pela flora bacteriana oral causaria uma exacerbação da reação inflamatória local, piorando a dor pós-operatória. A hipótese de que a redução da população bacteriana na ferida cirúrgica aberta possa diminuir a inflamação local, promover o processo cicatricial e acelerar a recuperação pós-operatória determinou inúmeros estudos que abordaram a relação entre o uso perioperatório de antibióticos e a morbidade pós-operatória da adenotonsilectomia. Apesar desses estudos se definirem como avaliadores do uso profilático cirúrgico de antibióticos nessas cirurgias, não houve seguimento das normas de antibioticoprofilaxia cirúrgica internacionalmente aceitas, sendo que a maioria utiliza antibióticos por sete dias pós-operatórios. Através de uma revisão crítica da literatura, os autores discutem os prós e contras do uso de antibiótico nas tonsilectomias ou adenotonsilectomias, assim como a correta definição para sua utilização.<hr/>Adenotonsillectomy is one of the most commonly performed surgeries in the pediatric and young adult populations. The postoperative morbidity of this surgical procedure is often significant, including odynophagia, dysphagia, fever, halitosis, loss of weight and reduced oral intake. After tonsillectomy, with or without adenoidectomy, the colonization of the open tonsillar fossae by the bacterial population of the oral cavity would cause an exacerbation of the local inflammatory response worsening postoperative pain. The hypothesis that a reduction of the bacterial population of an open surgical wound could minimize the local inflammation, stimulate the healing process and hasten recovery triggered a considerable number of studies addressing the relation between the use of perioperative antibiotics and postoperative morbidity of adenotonsillectomy. In spite of the fact that those studies claim to perform an assessment of the surgical prophylactic use of antibiotics, their outline is not in compliance with the worldwide-accepted principles of surgical antibiotic prophylaxis. By performing a critical review of the literature, the authors discuss the advantages and disadvantages of using antibiotics in tonsillectomies or adenotonsillectomies, as well as the most appropriate definition for its utilization.