Scielo RSS <![CDATA[Revista Brasileira de Otorrinolaringologia]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0034-729920060001&lang=pt vol. 72 num. 1 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<B>Manutenção do rumo da revista, porém com novas regras</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72992006000100001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<B>Pesquisa do vírus herpes simples na saliva de pacientes com paralisia facial periférica de Bell</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72992006000100002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Os primeiros herpes-vírus a serem descritos foram os tipos 1 e 2, cuja denominação é herpes simplex 1 e 2 ou HSV-1 e HSV-2. Estes vírus possuem características biológicas particulares, tais como a capacidade de causar diferentes tipos de doenças, assim como estabelecer infecções latentes ou persistentes por toda a vida dos hospedeiros e de serem reativados causando lesões que podem se localizar no sítio da infecção primária inicial ou próxima a ele. Postula-se que a reativação deste vírus no gânglio geniculado esteja relacionada com a paralisia de Bell. Nesta situação, os vírus, que estariam latentes neste gânglio, sofreriam reativação e replicação difundindo-se pelo nervo facial e seus ramos, dentre eles o nervo corda do tímpano, que ao estimular a secreção salivar possibilitaria a identificação do DNA viral na saliva dos pacientes. Até recentemente, um grande número de pacientes eram diagnosticados como portadores de uma forma desta paralisia, chamada de idiopática ou de paralisia de Bell. Com o advento da técnica de estudo do DNA viral pelo método da reação da polimerase em cadeia (PCR), diversos autores encontraram DNA do vírus herpes simplex tipo I no líquido cefalorraquidiano, na secreção lacrimal, na saliva e nos gânglios geniculados de pacientes com paralisia de Bell. OBJETIVO: observar a prevalência do vírus herpes simplex tipo I pela técnica de PCR, na saliva de pacientes com PFP de Bell, relacionando-a com a evolução clínica destes casos. METODOLOGIA: Avaliamos 38 pacientes portadores de Paralisia Facial Periférica de Bell, que foram submetidos a anamnese, exame médico geral e otorrinolaringológico e coleta de saliva para detecção do DNA viral pela técnica de PCR. O grupo controle correspondeu a 10 adultos normais. RESULTADOS: Obtivemos positividade para o DNA viral em 11 casos dos 38 avaliados, o que corresponde a 29% da amostra. Este resultado foi estatisticamente significante se comparado ao grupo controle, no qual não foi obtido nenhum caso de positividade. CONCLUSÃO: Concluiu-se que a presença do HSV-1 na saliva de pacientes portadores de PFP de Bell indica que a reativação viral pode ser a etiologia desta doença. A detecção do vírus na saliva destes pacientes não influencia o prognóstico da doença.<hr/>The first herpes virus to be described was types 1 and 2, whose denomination is herpes simplex 1 and 2 or HSV -1 and HSV -2. These viruses have specific biological characteristics, such as the ability to cause different kinds of diseases, as well as to establish host’s latent or persistent lifetime infections and also of being reactivated, causing lesions that can be located at the same site of the initial primary infection or close to it. It is suggested that this virus reactivation in the geniculate ganglion may be related to Bell’s palsy. In this situation, the viruses that would be latent in this ganglion, would suffer reactivation and replication, then be diffused through the facial nerve and its branches, among them the chorda tympani nerve, which by stimulating salivary secretion would enable the identification of the viral DNA in the patients’ saliva. Until recently, a great number of patients was diagnosed as holders of this kind of paralysis, named idiopathic or Bell’s palsy. With the introduction of the technique studying the viral DNA by Polymerase Chain Reaction (PCR), several authors have found herpes simplex virus type I DNA in the cerebrospinal fluid, in the lachrymal secretion, in the saliva and in the geniculate ganglia of patients with Bell’s palsy. AIM: observe the occurrence of herpes simplex type I virus using PCR technique in the saliva of patients with Bell’s palsy and relating it to the clinical evolution of these cases. METHODOLOGY: We evaluated 38 patients with Bell’s palsy submitted to anamnesis, clinical and ENT examination and saliva sampling for viral DNA detection by PCR technique. The control group was ten normal adults. RESULTS: We found positive viral DNA in 11 cases out of the 38, which corresponded to 29% of the sample. This result was statistically significant if compared to the control group, in which we did not find any positive case. CONCLUSION: The end result was that the presence of HSV -1 in the saliva of patients with Bell’s palsy indicating that the viral reactivation can be the etiology of this disease. The detection of the virus in these patients’ saliva does not influence the disease prognosis. <![CDATA[<B>Papel do teste de detecção rápida do antígeno do estreptococcus <FONT FACE=Symbol>b</FONT>-hemolítico do grupo a em pacientes com faringoamigdalites</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72992006000100003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O Streptococcus beta-hemolítico do grupo A (SGA) é o agente etiológico mais comum das faringoamigdalites (FA). O diagnóstico etiológico correto e tratamento adequado evitam complicações supurativas e não-supurativas da faringoamigdalite estreptocócica, entretanto, métodos clínicos de diagnóstico não são confiáveis. Os métodos rápidos de detecção do antígeno do SGA podem ser utilizados no diagnóstico deste agente e evitar uso indevido de antibióticos. OBJETIVOS: Os autores objetivaram avaliar a sensibilidade e especificidade dos testes rápidos para detecção do antígeno do SGA em nosso meio. FORMA DE ESTUDO: Clínico prospectivo. METODOLOGIA: Oitenta e um pacientes com faringoamigdalite aguda, atendidos no PS-ORL do Hospital das Clínicas da FMUSP, no período de maio de 2001 a abril de 2002, foram submetidos a duas coletas simultâneas de material de orofaringe com swabs. O teste rápido de detecção do SGA foi confrontado com a cultura em placa agar-sangue ("gold standard" para o diagnóstico etiológico). RESULTADOS: De 81 pacientes, 56% tiveram teste rápido positivo e 44% negativo; 40.7% apresentaram crescimento de SGA na cultura; a sensibilidade e especificidade do teste rápido foram, respectivamente, 93,9% e 68,7%. O valor preditivo negativo e positivo foram, respectivamente, 94,2% e 67,4%. CONCLUSÕES: A alta sensibilidade do exame permite utilizá-lo com intuito de identificar pacientes com SGA. Os testes de detecção rápida do antígeno estreptocócico se mostraram uma importante arma coadjuvante no diagnóstico etiológico das faringoamigdalites.<hr/>Group A beta-hemolytic streptococcus (GAS) is an important pharyngotonsillitis etiologic agent. Correct etiologic diagnosis and early treatment prevent suppurative and non-suppurative complications of streptococcal pharyngotonsillitis, however, clinical diagnostic methods are not reliable. Within this context, rapid detection methods of GAS antigen are useful to diagnose this agent. AIM: The objective of the present study was to determine the sensitivity and specificity of rapid GAS antigen detection tests used in Brazil. STUDY DESIGN: Clinical prospective. METHODS: Eighty-one patients with clinical diagnosis of acute pharyngotonsillitis seen at the otorhinolaryngology emergency department of University Hospital, FMUSP, between May 2001 and April 2002, were submitted to two simultaneous collections of oropharyngeal material using swabs. Rapid GAS antigen detection test was compared to culture on blood agar, the gold standard for the diagnosis of this etiologic agent. RESULTS: Among the 81 studied patients, the rapid test was positive in 56% and negative in 44%. GAS growth in culture was observed for 40.7% of the patients. The sensitivity and specificity of the rapid test were, respectively, 93.9% and 68.7%, and the negative and positive predictive values were 94.2 and 67.4%, respectively. CONCLUSIONS: We concluded that the high sensitivity of the test permits its use for the identification of patients with GAS. Rapid streptococcal antigen detection tests have been shown to be an important supporting tool in the etiologic diagnosis of pharyngotonsillitis. <![CDATA[<B>Corpos estranhos de fossas nasais</B>: <B>descrição de tipos e complicações em 420 casos</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72992006000100004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Corpos estranhos de fossas nasais são acidentes comuns em crianças, podendo, de acordo com a literatura, levar a complicações supurativas e bronco-aspiração do corpo estranho. O diagnóstico é feito quase sempre pela rinoscopia anterior, mas a nasofibroscopia e exames radiológicos podem ser úteis. OBJETIVO: Analisar um total de 420 casos de corpos estranhos de fossas nasais removidos no serviço de ORL-EPO do Hospital Municipal Souza Aguiar quanto a vários parâmetros como sexo, idade, tipo e complicações. MATERIAL E MÉTODO: 420 casos de corpos estranhos de fossas nasais removidos no serviço de Otorrinolaringologia e Endoscopia Per-oral (ORL-EPO) do Hospital Municipal Souza Aguiar, no período de dezembro de 1992 a dezembro de 1998, quanto aos parâmetros acima referidos. RESULTADOS: Foi encontrada uma maior incidência na faixa etária de 0 a 4 anos, sendo os mais comuns, pela ordem fragmentos de espuma, fragmentos de material plástico, grãos de feijão e fragmentos de papel. As complicações ocorreram em 9,05% dos casos, sendo as mais comuns a epistaxe e a vestibulite. CONCLUSÃO: Os corpos estranhos de fossas nasais são acidentes encontrados principalmente na faixa etária de 0 a 4 anos, sendo os mais comuns, em nossa casuística, os fragmentos de espuma e pequenos artefatos de plástico. Complicações não são freqüentes, sendo as mais encontradas a epistaxe e vestibulite nasal.<hr/>Nasal cavities foreign bodies are common accidents in children, sometimes leading, in accordance with the literature, to complications such as epistaxis and bronchoaspiration. Diagnosis is often made with anterior rhinoscopy, but sometimes nasal fibroendoscopy and imaging may be useful. AIM: To evaluate 420 cases of nasal foreign bodies removed in ENT Service of Souza Aguiar Hospital, Rio de Janeiro, as related to sex, age, type of foreign body and complications. MATERIALS AND METHOD: 420 cases of nasal foreign bodies removed in the ENT service of Souza Aguiar Hospital between December 1992 and December 1998 were evaluated according to the parameters related above. RESULTS: We found higher incidence between 0 and 4 years of age, and the most frequently found foreign bodies were foam fragments, plastic pieces of little toys, beans and paper fragments. Complications occurred in 9.05% of the cases, epistaxis and vestibulitis being the commonest. CONCLUSION: Nasal foreign bodies are especially found between the ages of 0 and 4 years. In our study, foam fragments and small plastic objects were the most frequent foreign bodies found. Complications were found in 9.05% of the cases, headed by epistaxis and nasal vestibulitis. <![CDATA[<B>Expressão de glicoesfingolipídeos no carcinoma espinocelular do trato aerodigestivo superior</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72992006000100005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Os glicoesfingolipídios (GSLs) são importantes componentes da membrana celular, organizados em microdomínios, relacionados a receptores de membrana e comportamento anti-social da célula neoplásica como crescimento descontrolado, invasão e ocorrência de metástases. OBJETIVO: Como a expressão de GSLs no carcinoma espinocelular (CEC) é tema pouquíssimo estudado decidiu-se realizar estudo prospectivo visando avaliar a expressão de GSLs no CEC do trato aerodigestivo superior. MÉTODO: Coletou-se 33 amostras de CEC e mucosa normal e GSLs extraídos e purificados por cromatografia de fase reversa em coluna de C-18 e hidrólise alcalina em metanol. Os GSLs foram quantificados por densitometria das placas de cromatografia de alta resolução em camada delgada coradas com orcinol. RESULTADOS: Observou-se aumento significativo de GSLs no CEC (3,57µg/mg) em comparação à mucosa normal (1,92µg/mg), principalmente do monosialogangliosídeo (GM3), trihexosilceramida (CTH), dihexosilceramida (CDH), globosídeo (Gb4). A expressão de monohexosilceramida (CMH) foi semelhante no CEC e na mucosa normal. O aumento do GM3 no CEC foi demonstrado por métodos imunoquímicos empregando-se MAb DH2 (anti-GM3). Analisando-se os carboidratos do CMH por cromatografia gasosa acoplado a espectrômetro de massa constatou-se que a mucosa normal expressa glucosilceramida e o CEC glucosilceramida e galactosilceramida. CONCLUSÃO: O aumento de GSLs no tecido tumoral pode representar alterações dos microdomínios da membrana celular resultantes do processo de transformação maligna, responsáveis por uma maior interação célula-célula e célula-matriz aumentando seu potencial de infiltração e metástase, possibilitando o emprego dos GSLs e de MAbs no diagnóstico e no tratamento do CEC, a exemplo do que ocorre no melanoma.<hr/>Glycosphingolipids are integral constituents of cellular membrane, arranged in rafts, and with neoplasic cell anti-social behavior, like uncontrolled cell growth, invasiveness, and metastatic potential. AIM: However, there are few studies about glycosphingolipids (GSL) expression in squamous cell carcinoma (SCC). Since GSL are known to be tumor-associated markers we decided to perform a prospective study on the GSL profiles of SCC. METHOD: Specimens of 33 SCC and normal mucosa were obtained and GSLs were extracted and purified by reverse-phase chromatography on C18 column and alkaline hydrolysis in methanol. GSLs were quantified using densitometry of orcinol-stained HPTLC plates. RESULT: A significant increase of GSLs in SCC (3.57µg/mg) was observed as compared to normal mucosa (1.92µg/mg). In SCC, an increase of 2 to 3 times in the amounts of CDH, CTH, Globoside, and GM3 was observed in comparison to normal mucosa. The identification of GM3 as well as its increased expression in SCC was confirmed unequivocally by HPTLC immunostaining and indirect immunofluorescence using MAb DH2 (anti-GM3). BY analyzing SCC and normal mucosa CMHs by GC/MS, normal mucosa expresses only glucosylceramide whereas SCC cells express both glucosylceramide and galactosylceramide. CONCLUSION: The increase in the amount of GSLs in tumor tissue may represent changes of cell membrane microdomains resulting from the malignant transformation process, which is responsible for greater cell-cell or cell-matrix interaction thereby increasing their potential for infiltration and metastasis. <![CDATA[<B>Fatores etiológicos da deficiência auditiva em crianças e adolescentes de um centro de referência APADA em Salvador-BA</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72992006000100006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A audição representa a principal fonte para aquisição das habilidades de linguagem e fala da criança. A criança portadora de deficiência auditiva nos primeiros meses de vida é privada de estimulação sonora no período mais importante de seu desenvolvimento, e conseqüentemente, poderá apresentar alterações emocionais, sociais, e lingüísticas. Neste contexto é de suma relevância conhecer os principais fatores etiológicos que ocasionam a lesão auditiva para se traçar um perfil nosológico fidedigno, e serem tomadas as medidas cabíveis de prevenção e orientação as famílias sobre as repercussões da deficiência auditiva na infância. OBJETIVOS: Caracterizar o perfil etiológico da deficiência auditiva em um centro de referência para atendimento a crianças e adolescentes deficientes auditivos. METODOLOGIA: Foram realizadas entrevistas, triagem fonoaudiológica e avaliação de prontuários de 87 crianças deficientes auditivas cadastradas na Associação de Pais e Amigos dos Deficientes Auditivos do Estado da Bahia(APADA-BA), buscando-se determinar a etiologia, distribuição por sexo, idade do diagnóstico, grau de deficiência, idade de protetização e da reabilitação fonoaudiológica. RESULTADOS: Dentre as 87 crianças e adolescentes que passaram pela triagem fonoaudiológica, selecionamos uma amostra de 53 sujeitos, cujos pais compareceram as três sessões de anamnese e avaliação. O principal fator etiológico responsável pela deficiência auditiva na população avaliada foi a rubéola materna responsável por 32% dos casos de surdez, seguida pela meningite piogênica com 20%, causa idiopática com 15%, prematuridade com 9%, hereditariedade (pai ou mãe surdo) e icterícia neonatal também apresentaram incidência de 6%; otite média crônica representou 4%, uso de misoprostol na gestação, sarampo, ototoxicidade e caxumba apareceram na amostra, cada fator, com 2%. CONCLUSÃO: O presente estudo demonstrou a heterogeneidade de fatores que ocasionam o comprometimento auditivo, e como as duas principais causas (rubéola e meningite piogênica) ainda apresentam uma incidência alta na população em estudo. Acreditamos que medidas de prevenção devem ser tomadas, principalmente na profilaxia da rubéola materna e na vacinação ampliada de neonatos e lactentes contra a meningite bacteriana.<hr/>Hearing represents the main source for acquisition of language and speaking skills in childhood. In the first months of life, the hearing impaired child is deprived of sound stimulation in the most important period of development, and consequently, might present emotional, social and linguistic disorders. Therefore, it is of utmost relevance to learn about the main etiological factors that cause the auditory damage to trace a reliable nosological profile, and to take the appropriate measures to prevent and guide the family on the repercussions of hearing impairment in childhood. AIM: To characterize the etiology profile of hearing impairment in a reference center for hearing impaired children and adolescents. METHODOLOGY: We performed interviews, speech and hearing screening and analyses of medical charts of 87 hearing impaired children that were part of Associação de Pais e Amigos dos Deficientes Auditivos do Estado da Bahia (APADA-BA), trying to define etiology, gender distribution, age at diagnosis, level of hearing loss, age at hearing aid fitting, and rehabilitation. RESULTS: Among the 87 children and adolescents who had undergone speech and hearing screening, we select a sample of 53 subjects, whose parents had come for three sessions of anamnesis and assessment. The main responsible etiological factor for hearing loss in the evaluated population was maternal rubella, amounting to 32% of the cases of deafness, followed by pyogenic meningitis with 20%, idiopathic cause with 15%, prematurity with 9%, heredity (deaf father or mother) and neonatal jaundice, which also presented 6% incidence; chronic otitis media represented 4%, use of misoprostol in the gestation, measles, ototoxicity and mumps, each factor with 2%. CONCLUSION: The present study demonstrated the heterogeneity of factors that cause hearing impairment, and the two main causes (rubella and pyogenic meningitis) still present high incidence in the studied population. We believe that preventive measures must be taken, especially in the prophylaxis of maternal rubella and extended vaccination of neonates and infants against bacterial meningitis. <![CDATA[<B>Efeito da mitomicina C em polipose nasossinusal eosinofílica, in vivo</B>: <B>dosagem de IL5 e GM-CSF, RT-PCR</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72992006000100007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A polipose nasossinusal eosinofílica (PNS) é manifestação de uma doença inflamatória crônica na mucosa do nariz e nos seios paranasais caracterizada por infiltração de granulócitos eosinófilos. O fator responsável pela eosinofilia e manutenção dessas células com a perpetuação do processo inflamatório e formação polipóide é objeto constante de estudos. As citocinas como IL5 (interleucina 5) e GM-CSF (fator estimulador de colônia granulócito macrófago) aumentam a sobrevida dos eosinófilos e prolongam a sua presença no tecido polipóide, diminuindo o índice de apoptose eosinofílica. OBJETIVO: Avaliar o efeito da mitomicina C - MMC - por meio de aplicação tópica em pacientes portadores de PNS eosinofílica quanto à presença de IL5 e GM-CSF. CASUÍSTICA E MÉTODOS: Quinze pacientes portadores de PNS eosinofílica foram submetidos à aplicação tópica de MMC na concentração de 0,5mg/ml, 1ml, durante cinco minutos, na cavidade nasal direita, e submetidos à biópsia para RT-PCR 24hs após. O grupo-controle foi a cavidade nasal esquerda. O perfil de citocinas foi analisado para IL5 e GM-CSF. RESULTADOS: A comparação dos resultados de GM-CSF pré e pós-uso de MMC quando usamos o teste t pareado apresenta p=0,041. A comparação para IL5 resulta em p < 0,001. CONCLUSÃO: O uso de MMC em pacientes com PNS mostra redução com significância estatística par GM-CSF e importante significância para IL5.<hr/>Eosinophilic nasosinusal polyposis is a chronic inflammatory infection with elevated infiltration of eosinophils, which presents high rate of recurrence after surgical treatment. The continuous inflammatory process that leads to the formation of polyps requires constant clinical treatment. Contributing to the maintenance of eosinophilia are cytokines IL5 (interleukin-5) and GM-CSF (granulocyte macrophages colony-stimulating factor), which show up in elevated concentrations. These oligoproteins diminish the rate of apoptosis and prolong the survival of eosinophils. AIM: By diminishing these cytokines, the action of Mitomycin C (MMC), an antineoplasic drug which inhibits the synthesis of DNA, was studied. In a recent study the power of this drug to cause apoptosis in eosinophils, in vitro, of nasal polyps was verified. METHODOLOGY: A biopsy of the nasal polyps was undertaken in 15 patients carriers of eosinophilic nasosinusal polyposis 24 hours after applying 0.5 mg/ml of MMC during five minutes. RT-PCR (reverse transcription of polymerase chain reaction) for IL5 and GM-CSF was the method used to obtain the results. RESULTS: The comparison of the results of GM-CSF pre- and post-application of MMC, when the paired T-test was used, showed p=0.041 and for IL5 we found p<0.001. CONCLUSION: Topic use of MMC in patients with eosinophilic nasosinusal polyposis shows statistically significant reduction for GM-CSF and significant and important reduction for IL5. <![CDATA[<B>Configuração glótica em tocadores de instrumento de sopro</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72992006000100008&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O conhecimento dos problemas de saúde relacionados à voz ocupacional torna-se cada vez mais importante à medida que mais indivíduos usam a voz como instrumento de trabalho. Os músicos tocadores de instrumento de sopro são um grupo bastante específico de indivíduos que usa o trato vocal intensamente no exercício de suas atividades profissionais. Curiosamente, pouco ou nada temos relatado sobre a atuação direta da laringe nesta modalidade profissional. OBJETIVO: O objetivo do atual estudo foi avaliar o comportamento da laringe e do trato vocal de músicos tocadores de instrumento de sopro. MATERIAL E MÉTODO: Foram estudados 10 indivíduos tocadores profissionais de instrumento de sopro através de videonasofibrolaringoscopia, sendo observados o comportamento da laringe, faringe e língua durante o tocar do instrumento. RESULTADOS: Em todos os participantes deste estudo observamos que os tons musicais foram produzidos durante a adução das pregas vocais. O relato de maior dificuldade técnica de tocar determinada peça musical estava relacionado a uma maior tensão glótica (constricção látero-lateral) e supraglótica. CONCLUSÕES: A glote participa ativamente da produção sonora do instrumento de sopro e que alterações na configuração glótica podem interferir na produção sonora musical final. Estes conhecimentos sugerem a necessidade de incluir os músicos tocadores de instrumento de sopro no grupo dos chamados profissionais da voz.<hr/>INTRODUCTION: Knowledge of occupational voice disorders has gained increased importance as more individuals rely on their voices for their work. Wind instrument players are a specific group of individuals that present intensive use of the vocal tract associated with blowing their instrument. Interestingly, only a small number of reports focus on the laryngeal function of such professionals. AIM: The current study evaluated the laryngeal and vocal tract movement of wind instrument players. MATERIAL AND METHODS: Ten adult wind instrument players were studied with flexible videolaryngoscopy while playing their instrument, in order to observe the movements of the glottis, the vocal tract and the base of the tongue. RESULTS: In all the participants it was observed that musical tones were played with adducted vocal folds and that the greater the technical difficulty reported by the player, the more it was associated with increased lateral tension in the larynx, as well as constriction in the vocal tract. CONCLUSIONS: The larynx controls the airflow that will reach the mouthpiece of the instrument, directly interfering in blowing. Therefore, wind instrument players should also be considered professional voice users. <![CDATA[<B>Redução do limiar de reflexo acústico em neonatos sem risco auditivo</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72992006000100009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A sensibilização auditiva, ferramenta utilizada na pesquisa dos reflexos acústicos, provoca a redução do limiar de reflexo acústico a partir de um estímulo facilitador, que pode ser apresentado antes ou simultaneamente ao tom eliciador do reflexo acústico. São comparados os limiares pré e pósexposição ao estímulo, esperando-se obter a redução do limiar. A partir do estudo dos reflexos acústicos é possível obter maiores informações a respeito das vias auditivas, como estruturas do tronco encefálico, visto que o arco reflexo está relacionado a núcleos auditivos nessa região. Eles também estão envolvidos no processamento auditivo. Assim, alterações do reflexo acústico poderiam estar relacionadas a falhas em habilidades de processamento auditivo. OBJETIVO: Esta pesquisa teve o objetivo de estudar a sensibilização do reflexo acústico a partir de um estímulo facilitador de 6 kHz em neonatos nascidos a termo, sem risco para alteração auditiva. RESULTADOS: Foi encontrada redução significativa do limiar de reflexo acústico para todas as freqüências pesquisadas em ambos os sexos. CONCLUSÃO: A apresentação simultânea de um estímulo facilitador de alta freqüência gera redução do limiar de reflexo acústico em neonatos sem risco para perda auditiva.<hr/>The auditory sensitization, a tool used in the investigation of acoustic reflex, allows the decrease of acoustic reflex thresholds from a facilitating stimulus. It may be presented before or simultaneously with the elicitor tone. The thresholds after and before the facilitating stimulus are compared and it is expected to see the decreased threshold. From the study of the acoustic reflex it is possible to obtain information about the auditory pathways, such as structures of the brainstem, since the acoustic reflex pathway is related to the auditory nuclei in this site. They are also involved in auditory processing. Thus, alterations of the acoustic reflex could be related to deficits in auditory processing skills. AIM: This study aims at investigating the acoustic reflex sensitization from a high-frequency facilitating tone (6 kHz) in newborns without risk factors to hearing impairment. RESULTS: The acoustic reflex threshold decreased in males and females for all studied frequencies. CONCLUSION: A high-frequency facilitating tone presented simultaneously produced a decrease of the acoustic reflex threshold in newborns without risk factors to hearing impairment. <![CDATA[<B>Estudo comparativo do pH e do volume salivar em indivíduos com laringofaringite crônica por doença do refluxo gastroesofágica antes e após o tratamento</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72992006000100010&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt INTRODUÇÃO: A Doença do Refluxo Gastroesofágico (DRGE) é a doença digestiva mais prevalente da atualidade e, recentemente, tem sido implicada em uma gama de alterações do seguimento laringofaríngeo (RLF). No entanto, pouco se sabe dos mecanismos fisiopatológicos destas manifestações supraesofágicas da DRGE. Os achados clínicos contraditórios e recentes pesquisas sugerem haver deficiências na capacidade de defesa deste seguimento. Uma das principais responsáveis pela homeostase da mucosa oral e do trato digestivo é a saliva com seu conteúdo orgânico e inorgânico. Tanto alterações do pH quanto do volume salivar já foram correlacionados com os sintomas e sinais sugestivos da DRGE e RLF. Estudo recente de nossa autoria demonstra diminuição estatisticamente significante do pH salivar de indivíduos com RLF quando comparado a controles sem a doença. Outro estudo constatou correlação entre a redução do volume X pH da saliva em indivíduos com DRGE, estando esta redução diretamente relacionada aos níveis de pH esofágico constatados durante pH-metria esofágica de 24 horas. OBJETIVOS: Avaliar como se comportam o pH e volume da saliva em um mesmo indivíduo com DRGE e RLF antes e após o tratamento clínico. MATERIAL E MÉTODO: Vinte e três pacientes com RLF tiveram o pH e volume da saliva total testados antes e após receberem tratamento com droga bloqueadora de bomba de prótons durante 12 semanas. RESULTADOS: Houve uma diferença estatisticamente significante (p<0,001) entre o pH da saliva antes e após o tratamento, estando este maior após o controle clínico da doença. O volume de saliva no paciente tratado foi significativamente maior do que no paciente pré-tratamento (p=0.009). DISCUSSÃO: Os achados sugerem que o pH salivar é influenciado pela presença de refluxo gastroduodenal à região laringofaríngea. Caso estudos futuros com populações maiores realmente comprovem esta correlação, poderemos cogitar a possibilidade de usar a mensuração do pH salivar, que é feita de forma rápida e não invasiva, como um meio de diagnosticar e avaliar o comportamento e controle do Refluxo Laringofaríngeo.<hr/>INTRODUCTION: Gastroesophageal Reflux Disease (GERD) is the most prevalent digestive disease of the modern society and has been associated with abnormalities in the larynx and pharynx (LPR). Nonetheless, little is known about the mechanisms involved in this atypical form of the disease. Contradictory clinical data suggest a defense deficit at this segment. Saliva with its organic and inorganic components is responsible for the homeostasis of the oral mucosa and the digestive tract. Salivary pH and volume abnormalities have been linked to laryngopharyngeal symptoms of GERD and LPR. In a recent study we demonstrated significant salivary pH reduction in patients with LPR. Another study found correlation between reduced salivary pH and volume directly related to esophageal pH-metry results. AIM: To evaluate salivary pH and volume before and after clinical treatment of LPR. MATERIAL AND METHOD: Twenty-three adults with LPR had total fasting saliva tested before and after a 12-week course of oral proton pump inhibitor. RESULTS: A statistically significant difference was found in salivary pH before and after treatment with increase of pH values after control of the disease (p<0.001). Salivary volumes of treated patients were also significantly higher than in pre-treated patients (p=0.009). DISCUSSION: These findings suggest that salivary pH and volume are influenced by the presence of gastroesophageal contents and that salivary pH monitoring can potentially become a cost-effective method for diagnosing and controlling LPR. <![CDATA[<B>Estudo experimental comparativo entre o butil-2-cianoacrilato, a mistura gelatina-resorcina-formaldeído e sutura na estabilização de enxertos de cartilagem em coelhos</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72992006000100011&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Os enxertos de cartilagem constituem-se em boa opção técnica para aprimoramento das rinoplastias. Procura-se um material para sua fixação que seja de simples manuseio, e que provoque mínima reação tecidual. OBJETIVO: Comparar o uso do butil-2-cianoacrilato, mistura gelatina-resorcina-formaldeído (GRF) e sutura na estabilização de enxertos de cartilagem em coelhos. FORMA DE ESTUDO: Experimental. MATERIAL E MÉTODO: Utilizaram-se 15 coelhos adultos da raça Nova Zelândia machos, de cujas orelhas foram ressecados 6 enxertos de cartilagem, fixados no periósteo da calvária e unidos dois a dois com sutura, GRF e cianoacrilato. Após 2, 6 e 12 semanas, grupos de 5 coelhos foram sacrificados e realizou-se avaliação da distância de deslocamento do enxerto e análise histológica do processo inflamatório tecidual e da adesão/deformidade das cartilagens. RESULTADOS: Houve deslocamento menor nas fixadas com GRF do que com cianoacrilato e sutura. O processo inflamatório foi maior nos animais de 2 semanas, decaindo até restar pequeno grau de fibrose em 12 semanas, de modo semelhante nas 3 fixações. Não houve descolamento nem deformidade em nenhuma dupla de cartilagens fixada com sutura e o maior número de cartilagens descoladas e deformadas se deu com o cianoacrilato. O número de cartilagens deformadas foi diretamente proporcional ao número de descoladas. Os dados foram significativos estatisticamente (p<0,05). CONCLUSÃO: A mistura gelatina-resorcina-formaldeído mostrou ser um método de estabilização de enxertos de cartilagem em coelhos superior ao butil-2-cianoacrilato em todas as fixações, e à sutura na fixação cartilagem-osso.<hr/>Cartilage grafting is an interesting option for rinoplasties refinements. AIM: to compare butyl-2-cyanocrylate, compound gelatin-resorcin-formaldeyide (GRF) and suture control to determine the efficacy of these tissue glue preparations in securing grafted cartilage. STUDY DESIGN: Experimental. METHODS: Fifteen male adult New Zealand rabbits were submitted to a surgical procedure to harvest 6 auricular cartilage grafts from each animal. 2 of these grafts in each animal were glued together with butyl-2-cyanocrylate, 2 with compound gelatin-resorcin-formaldehyde and 2 sewn together with nylon suture. These sandwich grafts were then glued or sewn to the periosteum of the calvaria. After 2, 6 and 12 weeks, groups of 5 animals were sacrificed and histological analysis for inflammation was performed. Cartilage graft migration, adhesion and deformities of the grafts were also evaluated. RESULTS: there was less migration of the cartilages glued with GRF than with cyanoacrylate and suture. There was no statistical difference between the 3 materials of graft stabilization in relation to the inflammatory reaction in all evaluated periods. There wasn’t detachment neither deformity in the cartilage sandwiches sewed with suture. The majority of detachment and deformed cartilages were found among those glued with cyanoacrylate. The number of deformed cartilages was directly related to the number of detached cartilages. The data were statistically significant (p< 0.05). CONCLUSION: the compound gelatin-resorcin-formaldehyde revealed to be a stabilization material for cartilage grafts in rabbits better than butyl-2-cyanoacrylate. The compound gelatin-resorcin-formaldeyide was also better than the suture when comparing it’s fixation to the periosteum. <![CDATA[<B>Estudo cefalométrico comparativo entre respiradores nasais e predominantemente bucais</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72992006000100012&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: avaliar a possível influência do padrão respiratório na determinação das dimensões craniofaciais, tendo como base a análise cefalométrica de Tweed-Merrifield, acrescidas do ângulo SN-GoGn e do ângulo do eixo Y. METODOLOGIA: A amostra selecionada para o presente estudo constou de 50 telerradiografias, tomadas em norma lateral e posição natural de cabeça, de jovens do sexo feminino, na faixa etária de 9 a 12 anos (idade média de 10 anos e 5 meses) com maloclusão de Classe I. Após o diagnóstico do padrão respiratório, dividiu-se a amostra em dois grupos, assim constituídos: grupo controle - 25 telerradiografias de respiradores nasais e grupo experimental - 25 telerradiografias de respiradores predominantemente bucais. RESULTADOS: foram submetidos à análise descritiva (média e desvio padrão), teste F e teste "t" de Student com nível de significância de 5%, através dos quais foi possível constatar não existir diferença significativa entre os grupos com respiração nasal quando comparado com o grupo de respiração predominantemente bucal para nenhumas das grandezas estudadas.<hr/>AIM: to evaluate the possible correlation between the respiratory pattern in determining the craniofacial dimensions, using as baseline the Tweed-Merrifield’s cephalometric analysis, added to angle SN-GoGn and to Y axis angle. METHODOLOGY: The selected sample to this study comprised 50 teleradiographies taken in lateral and natural positions of the head in young female patients at the age of 9 to 12 years, presenting mean age of 10 years and 5 months and Class 1 malocclusion. After diagnosis of respiratory pattern, the sample was divided into two groups: control group, 25 teleradiographies of nasal breathers in lateral and natural positions of the head; experimental group, 25 teleradiographies of predominantly mouth breathers in lateral and natural positions of the head. RESULTS: The results were submitted to descriptive analysis (mean and standard deviation), test F and "t" Student test with significance level of 5%. There was no significant difference between the group with nasal breathing and the group with predominantly mouth breathing for any of the studied variables. <![CDATA[<B>Perfil da automedicação nos pacientes otorrinolaringológicos</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72992006000100013&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: Descrever os hábitos de automedicação praticados pelos pacientes portadores de afecções otorrinolaringológicas, visando caracterizar aspectos problemáticos passíveis de intervenção. FORMA DE ESTUDO: Estudo descritivo. MATERIAL E MÉTODO: Utilizamos como instrumento para a obtenção dos dados deste trabalho um questionário em formato de testes de múltipla escolha, contendo 17 questões sobre os hábitos de automedicação, distribuído a pacientes atendidos na clínica de otorrinolaringologia do Instituto Penido Burnier, durante o mês de julho de 2003. RESULTADO: Aproximadamente 83% dos pacientes relataram já ter usado ou comprado medicação sem apresentação da receita médica. Porém, desse total, 73% responderam que tal medicação não requeria "apresentação obrigatória" da receita para a sua compra. Os mais utilizados foram: analgésicos/antitérmicos (90%), seguidos pelos antigripais (78%) e pelos AINEs (69%). Os antibióticos apareceram em 8 (11%). Com relação aos motivos ou doenças que os pacientes acreditavam possuir, as cefaléias (76%), que justificassem a automedicação, observamos: em 1 seguidas por resfriados/gripes (74%) e por quadros febris (56%). Já as otites apareceram em último lugar (12%). CONCLUSÃO: Este trabalho demonstra a necessidade de contínuas campanhas informativas e conscientizadoras da população em geral quanto aos riscos de uma automedicação desnecessária ou equivocada, além da devida regulamentação e fiscalização do mercado farmacêutico pelas autoridades competentes.<hr/>AIM: To describe self-medication habits of patients with otorhinolaryngological disorders to characterize problematic aspects in order to manage and correct them. STUDY DESIGN: Descriptive. MATERIAL AND METHODS: A multiple-choice questionnaire was used to obtain the data, consisting of 17 questions about self-medication habits. It was distributed to the patients assisted in our ENT clinic, in July/2003. RESULTS: Approximately 83% of the admitted patients have practiced self-medication (without medical prescription). However, 73% of them stated that it wasn’t mandatory to present a prescription in order to obtain the medicine. The most utilized drugs were: analgesics/antipyretics (90%), cold and flu drugs (78%), and NSAIDs (69%); antibiotics were the 8th (11%). Among the reasons or diseases patients believed to suffer from that justified the self-medication practice, we observed: headaches (76%), cold/flu (74%) and nonspecific febrile illnesses (56%); otitis, in general, was the last (12%). CONCLUSIONS: This study demonstrates the need for continuous educational programs about the risks of self-medication, besides appropriate governmental regulation and inspection. <![CDATA[<B>Estudo comparativo de pacientes submetidos à cauterização submucosa com ou sem fratura lateral do corneto inferior</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72992006000100014&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: Comparar os efeitos da cauterização submucosa do corneto inferior com e sem a fratura lateral. FORMA DE ESTUDO: Clínico prospectivo. MATERIAIS E MÉTODOS: Foram selecionados 20 pacientes aleatoriamente com diagnóstico de hipertrofia crônica dos cornetos nasais, e divididos em dois grupos. O primeiro foi submetido à cauterização submucosa com fratura lateral do corneto, e o segundo sem a fratura. Foram avaliados cinco quesitos, comparando-se os dois métodos: dor, sangramento nasal, cicatrização, formação de crostas e perviedade nasal. O seguimento pós-operatório foi realizado no 1º, 7º, 14º e 30º dias. RESULTADOS: Quanto à dor, sangramento nasal e formação de crostas o resultado foi semelhante para ambos os grupos. Em relação à cicatrização, houve melhores resultados no grupo submetido à fratura lateral nas primeiras duas semanas do seguimento. Quanto à perviedade nasal, 80% dos pacientes submetidos à cauterização submucosa com a fratura lateral referiram boa perviedade. Por outro lado, 30% dos pacientes não submetidos à fratura lateral relataram boa perviedade. CONCLUSÃO: A realização da cauterização submucosa do corneto inferior associada à fratura lateral é mais eficaz que a realização da cauterização isoladamente.<hr/>AIM: The objective of this study was to compare the effects of submucosal cauterization of the inferior turbinate with or without outfracture. STUDY DESIGN: clinical prospective. METHOD: Twenty patients with inferior turbinate hypertrophy were randomized and divided into two groups. The first one was submitted to submucosal cauterization associated with outfracture, and the second one without fracture. Five items were assessed to compare both methods: pain, nasal bleeding, scarring - analyzed through anterior rhinoscopy, observing edema, hyperemia and seropurulent secretion; crust formation (seen through anterior rhinoscopy); and nasal airway patency. Follow-up was performed on days 7, 14, 30. RESULTS: In both groups crusting formation was similar. Scarring showed better results in the outfracture group in the first two weeks postoperative. The analysis of nasal airway patency showed good results in 80% of the patients submitted to submucosal cauterization with outfratcture on day 30 postoperatively. CONCLUSIONS: We concluded that submucosal cauterization of inferior turbinate with outfracture is better than the procedure without outfracture. <![CDATA[<B>Tabagismo, abandono do fumo e os otorrinolaringologistas do estado de São Paulo</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72992006000100015&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Os otorrinolaringologistas estão diretamente envolvidos no diagnóstico e tratamento de doenças provocadas pelo cigarro, incluindo o câncer das vias aéreas superiores. É importante que os especialistas estejam capacitados a tratar o tabagismo e a dependência da nicotina. Também se sabe que há fumantes entre os próprios médicos. OBJETIVO: Pesquisar as opiniões e condutas de otorrinolaringologistas do Estado de São Paulo frente ao tabagismo e à dependência química da nicotina, e avaliar o hábito tabagístico dos especialistas. FORMA DE ESTUDO: Corte transversal. MATERIAL E MÉTODOS: Foram selecionados aleatoriamente 600 otorrinolaringologistas do Estado de São Paulo. A esses especialistas foi enviado, em março de 2005, por correio, um questionário padrão. Foram analisadas as respostas recebidas no período de março a maio de 2005. RESULTADOS: Foram recebidas 209 respostas. Nestas, 97 profissionais (46,4%) avaliaram sua familiaridade com os meios de tratamento da dependência de nicotina como regular e 60 (28,7%) como insatisfatória. Dos participantes do estudo, 144 (68,9%) nunca fumaram, 50 (23,9%) são ex-fumantes, nove (4,3%) são fumantes ocasionais e seis (2,9%) são fumantes. CONCLUSÃO: A prevalência de tabagistas na amostra de 209 otorrinolaringologistas do Estado de São Paulo foi de 7,1%.<hr/>Otorhinolaryngologists are directly involved in the diagnosis and management of smoking related diseases, including upper airway malignancy. It is important that the specialists have skills to treat smoking and nicotine dependence. It is also known that there are smokers amongst doctors. AIM: To assess the opinions and practices of the otorhinolaryngologists of the state of Sao Paulo, Brazil, concerning smoking and nicotine dependence, and evaluation of smoking habits of the specialists. STUDY DESIGN: Cross-sectional. MATERIAL AND METHODS: We randomly selected 600 otorhinolaryngologists of Sao Paulo State, Brazil. A survey was mailed to the specialists in March 2005. We gathered data received from March to May 2005. RESULTS: There were 209 respondents. Forty-seven specialists (46.4%) rated themselves as moderately familiar with the methods for treatment of nicotine dependence, and 60 (28.7%) as unsatisfactorily familiar. One hundred and forty-four respondents (68.9%) have never smoked, 50 (23.9%) were former-smokers, nine (4.3%) were occasional smokers and six (2.9%) were regular smokers. CONCLUSION: The prevalence of smoking in the sample of 209 otorhinolaryngologists of Sao Paulo State, Brazil, was 7.1%. <![CDATA[<B>Eficácia e segurança de Sultamicilina (Ampicilina/Sulbactam) e Amoxacilina/Clavulanato no tratamento das infecções de via aéreas superiores em adultos</B>: <B>um estudo multicêntrico, aberto e randomizado</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72992006000100016&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt As IVAS em crianças e adultos são os motivos mais freqüentes de consulta médica e os que mais demandam o uso de antibióticos. A crescente resistência bacteriana causada pela produção das beta-lactamases constitui um dos mais sérios problemas atuais. A Sultamicilina é uma pró-droga dupla da ampicilina e do sulbactam, um potente inibidor de beta-lactamases que pode fazer frente a estas dificuldades. OBJETIVO: avaliar a eficácia, segurança e tolerabilidade da Ampicilina/Sulbactan comparada à Amoxacilina/Ácido Clavulânico no tratamento de IVAS, em adultos. METODOLOGIA: 102 pacientes com diagnóstico de IVAS foram randomizados em dois grupos recebendo Ampicilina/Sulbactan ou Amoxacilina/Clavulanato por 10 dias. Foram avaliados 10 e 30 dias após para análise da resposta terapêutica. RESULTADOS: Não houve diferença entre os grupos com relação à proporção de pacientes curados ao final do tratamento (visita 2) ou do estudo (visita 3). No grupo que recebeu Amoxacilina/Clavulanato, as proporções de cura foram de 61.7% e 93.2% nas visitas 2 e 3, comparadas a 64.4% e 97.4%, respectivamente, no grupo que recebeu Ampicilina/Sulbactan. A proporção de pacientes que experimentou pelo menos um evento adverso foi semelhante nos dois grupos (p = 0.940). A diarréia foi significativamente mais freqüente no grupo Amoxacilina-Clavulanato (70.6%) do que no grupo Ampicilina/Sulbactan (29.4%), (p=0.0164). CONCLUSÕES: A Ampicilina/Sulbactan é tão segura e eficaz quanto a Amoxacilina/Clavulanato no tratamento empírico de IVAS em adultos. A ocorrência significativamente menor de quadros de diarréia no grupo recebendo Ampicilina/Sulbactan necessita confirmação em estudos posteriores.<hr/>Upper respiratory tract infections are the most common causes of medical visits in children and adults, demanding massive use of antibiotics. Bacterial resistance caused by beta-lactamase is one of the most serious problems in this matter. Sultamicillin, a double pro-drug of Ampicillin/Sulbactan, is a potent beta-lactamase inhibitor which can face this challenge. AIM: evaluate efficacy, safety and tolerability of Ampicillin/Sulbactan compared to Amoxicillin/Clavulanate in upper respiratory tract infections in adults. METHODS: 102 patients were enrolled and randomized to receive Ampicillin/Sulbactan or Amoxicillin/Clavulanate during 10 days. They were evaluated 10 and 30 days after treatment to learn about the therapeutic response. RESULTS: There were no differences between the two groups respecting cure at the end of treatment (visit 2) or at the end of the study (visit 3). Cure ratio was 61.7% and 93.2% (visits 2 and 3) in the Amoxicillin/Clavulanate group compared to 64.4% and 97.4%, respectively, in Ampicillin/Sulbactan group. The adverse events ratio for the two groups was the same (p=0.940). The number of patients with diarrhea was greater in the group of patients receiving Amoxicillin/Clavulanate (70.6%) than in the group receiving Ampicillin/Sulbactan (29.4%) (p=0.0164). CONCLUSIONS: Ampicillin/Sulbactan is as safe and efficient as Amoxicillin/Clavulanate in the empiric treatment of upper respiratory infections in adults. The low occurrence of diarrhea in the group receiving Ampicillin/Sulbactan needs confirmation in other studies. <![CDATA[<B>Prevalência da Síndrome de Frey após parotidectomia parcial</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72992006000100017&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt INTRODUÇÃO: síndrome de Frey é uma seqüela observada após parotidectomia com incidência que varia muito na literatura. O diagnóstico é avaliado pela presença da tríade clássica - sudorese, calor e hiperemia na face, durante a alimentação - e documentado pelo teste com amido e iodo de Minor. OBJETIVO: Avaliar a incidência desta síndrome nos pacientes submetidos à parotidectomia parcial, no Centro de Otorrinolaringologia de Limeira, no período de 1994-2004 e correlacioná-la com os achados clínicos e com a técnica cirúrgica utilizada. MATERIAL E MÉTODO: Quatorze pacientes foram submetidos à parotidectomia parcial com rotação de retalho pediculado do músculo esternocleidomastóideo e responderam a questionário e a seguir foi realizado o teste do iodo, classificando-se os pacientes em positivos e negativos para o teste em um estudo clínico retrospectivo. RESULTADO: Nesta casuística, observamos que 21% dos pacientes após parotidectomia parcial apresentaram positividade para o teste, sendo os mesmos pacientes que apresentaram queixas clínicas ao responderem o questionário. CONCLUSÃO: Somente os pacientes que apresentaram sintomatologia clínica tiveram positividade no teste do iodo, e a técnica cirúrgica empregada foi eficiente no tratamento da patologia da glândula, pois apresentou baixa incidência de acordo com a literatura pesquisada.<hr/>INTRODUCTION: Frey syndrome is a sequela observed after parotidectomy and the reported incidence varies enormously in the literature. Diagnosis is evaluated by presence of the classic triad of gustatory sweating, heating and flushing while feeding and documented by Minor starch-iodine test. AIM: to evaluate the incidence of this syndrome in patients submitted to partial parotidectomy at Centro Otorrinolaringológico de Limeira, from 1994 to 2004, including presence of signs and symptoms and the surgical technique. MATERIAL AND METHOD: fourteen patients undergoing partial parotidectomy with sternocleidomastoid muscle flap answered a questionnaire and were classified as positive or negative by Minor starch-iodine test in a clinical retrospective study. RESULTS: 21% of the patients presented symptoms and positive iodine test. CONCLUSION: only the patients presenting clinical symptoms had a positive test and the adopted surgical technique was efficient due to low incidence of the syndrome. <![CDATA[<B>Avaliação da concordância da sialometria e cintilografia de glândulas salivares em pacientes com boca seca</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72992006000100018&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt INTRODUÇÃO: São utilizados vários exames para avaliar os pacientes com queixa de boca seca e, especialmente, os pacientes com Síndrome de Sjögren, em que estes exames fazem parte de critérios de classificação para estudos científicos. OBJETIVO: Desta maneira, procurou-se avaliar se haveria concordância entre os resultados da sialometria e da cintilografia de glândulas salivares para, se esta concordância estiver presente, optar por apenas um dos dois exames. CASUÍSTICA E MÉTODO: Foram avaliados 72 pacientes com boca seca, divididos em grupos não-Síndrome de Sjögren, com Síndrome de Sjögren primária e com Síndrome de Sjögren secundária. Os resultados de sialometria e cintilografia de glândulas salivares foram estudados, procurando-se dimensionar a concordância existente entre eles, através do teste de Kappa. RESULTADOS: Observou-se concordância igual ou próxima de zero entre os dois testes. CONCLUSÃO: Pelos resultados observados, não é possível fazer a opção por um ou outro exame, devendo ambos serem realizados.<hr/>INTRODUCTION: Many diagnostic tests are used to evaluate dry mouth patients, especially the ones with Sjögren’s Syndrome, to whom these tests are part of classification criteria for scientific studies. AIM: Thus, the concordance between results of sialometry and salivary glands scintigraphy was evaluated; if positive, it would enable the choice of one or the other for diagnosis. PATIENTS AND METHOD: Seventy-two dry mouth patients were divided into non-Sjögren’s Syndrome group, primary Sjögren’s Syndrome group and secondary Sjögren’s Syndrome group. The concordance among sialometry and scintigraphy results was evaluated by Kappa test. RESULTS: It was observed that their concordance was equal or near to zero. CONCLUSION: It is not possible to make a choice between these tests and both should be performed. <![CDATA[<B>Avaliação comportamental em crianças com disturbios obstrutivos do sono</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72992006000100019&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Os distúrbios obstrutivos do sono são relativamente freqüentes na população pediátrica. Em crianças, SAOS resultaria em conseqüências clínicas significantes, incluindo atraso do crescimento, disfunção ventricular direita e esquerda e problemas de aprendizagem e comportamento. OBJETIVO: Avaliar o comportamento em crianças com distúrbio obstrutivo do sono. MATERIAL E MÉTODO: Pais de crianças de 4 a 18 anos de idade do Centro do Respirador Bucal da UNIFESP-EPM de janeiro a julho de 2005. Foi aplicado o CBCL/4-18 (Child Behavioral Checklist) ou inventário de comportamento de crianças e adolescentes. RESULTADOS: Foram avaliadas 20 crianças. Dessas, 12 eram meninos e 8, meninas. O escore total do problema foi anormal em 5 crianças (25%). A escala de introversão foi anormal em 2 pacientes (10%). A escala de extroversão foi anormal em 5 pacientes (25%). As escalas de síndromes individuais foram anormais entre 0 e 20% dos pacientes. As escalas individuais que foram mais afetadas são as seguintes: competência total (20%), queixas somáticas (10%), problemas sociais (10%) e comportamento agressivo (10%). DISCUSSÃO: Este estudo demonstra alta prevalência (25%) de comportamento anormal. Embora largamente citado como uma complicação comum de SAOS na infância, distúrbios comportamentais e neurocognitivos têm sido inferidos em séries de casos e estudos. Existem poucos trabalhos usando medidas padronizadas para avaliar os distúrbios comportamentais e de desenvolvimento.<hr/>AIM: The purpose of this study was to evaluate the behavior in children with obstructive sleep disorder. STUDY DESIGN: Prospective study. MATERIAL AND METHOD: Children’s parents (4 to 18 years old) completed the CBCL4/18 (Child Behavior Checklist) in the period of January to July 2005. RESULTS: In the group, 12 (60%) were males and 8 (40%) females; the total problem score was abnormal in 5 children (25%); introversion was affected in 2 children (10%); extroversion in 5 children (25%). The scales of individual syndromes were abnormal in between 0 and 20% of patients. The individual scales most frequently affected were: total competency (20%), somatic complaints (10%), social problems (10%) and aggressive behavior (10%). DISCUSSION: This study demonstrates high prevalence (25%) of abnormal behavior. Although widely reported as a common complication of pediatric OSAS, behavioral and neurocognitive disorders have mostly been inferred in several cases and studies. There are few recent studies using standardized assessment to evaluate these alterations. Our study presents preliminary results of the behavior of children with obstructive sleep disorders. <![CDATA[<B>Distúrbio de hiperatividade e déficit de atenção na síndrome de apnéia obstrutuiva do sono</B>: <B>há melhora com tratamento cirúrgico?</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72992006000100020&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Distúrbios neuropsicológicos são encontrados em até 30% de crianças com Distúrbio Ventilatório Obstrutivo (DVO). OBJETIVO: Analisar a incidência de distúrbios neuropsicológicos em crianças brasileiras com diagnóstico de DVO, através de um questionário de screening, e comparar respostas antes e depois do tratamento cirúrgico. PACIENTES E MÉTODOS: Foram estudadas 30 crianças com diagnóstico clínico de DVO divididas em 3 grupos etários: grupo I com crianças de 4 a 7 anos, grupo II de 8 a 10 anos e grupo III com 11 anos ou mais. Os questionários foram respondidos pelos pais/responsáveis, contendo 30 questões divididas em bloco de 10 sobre déficit de atenção, hiperatividade e impulsividade. As crianças receberam o diagnóstico de um dos distúrbios quando apresentavam 3 ou mais questões positivas. A segunda entrevista ocorreu 6 meses após a adenotonsilectomia. RESULTADOS: Houve predomínio do sexo masculino (60,6%) em relação ao sexo feminino (39,4%). O grupo II foi o que apresentou mais significativas mudanças, com redução de 87,5% a 33,3% dos pacientes com déficit de atenção, 75% a 50% dos hiperativos e 50% a 33% dos impulsivos. CONCLUSÕES: Houve melhora neuropsicológica após a cirurgia, o que ocorreu principalmente no grupo de escolares (8 a 10 anos). Maior interação entre os profissionais de saúde é necessária no diagnóstico e acompanhamento dessas crianças.<hr/>Neuropsychological disorders are frequently associated with obstructive ventilatory disorders (OVD). AIM: To analyze the incidence of neuropsychological disorders in Brazilian children with OVD, using a screening questionnaire and to compare the answers given before and after surgery. PATIENTS AND METHODS: We studied 30 children with clinical diagnosis of OVD. The children were divided into 3 groups: group I, children aged 4 to 7; group II, from 8 to 10; and group III, children over 11. The applied questionnaires were answered by the parents or tutors, and comprised 30 questions, 10 for each disorder: attention deficit, hyperactivity and impulsivity. The children were diagnosed with one of the disorders when presented 3 or more positive answers. The follow up interview occurred 6 months after adenotonsillectomy. RESULTS: There was a predominance of male gender (60.6%) over female gender (39.4%). Group II presented the highest number of significant changes, with reductions raging from 87.5% to 33.3% of patients with attention deficit, 75% to 50% of the hyperactive patients, and 50% to 33% of the impulsive patients. CONCLUSION: There was neuropsychological improvement after the surgery, which occurred mainly in the children from group II. More interaction among health professionals is necessary when diagnosing and following up similar cases. <![CDATA[<B>Manobras para o tratamento da vertigem posicional paroxística benigna</B>: <B>revisão sistemática da literatura</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72992006000100021&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A Vertigem Posicional Paroxística Benigna (VPPB) é uma das mais freqüentes patologias do sistema vestibular e é caracterizada por episódios de vertigens recorrentes desencadeados por movimentos da cabeça ou mudanças posturais. Há várias opções para o seu tratamento, porém as efetividades terapêuticas das mesmas permanecem controversas. OBJETIVO: Avaliar a efetividade terapêutica das manobras específicas disponíveis para o tratamento da VPPB. METODOLOGIA: Realizou-se uma busca eletrônica nas principais bases de dados, selecionando-se estudos clínicos randomizados envolvendo adultos com diagnóstico de VPPB confirmado com o teste de Dix-Hallpike e tratamento com manobras específicas (Epley ou Semont, por exemplo). Considerou-se como desfecho clínico a negativação do teste de Dix-Hallpike e a melhora das queixas subjetivas. Agruparam-se em metanálise os estudos com Escala de Jadad igual ou superior a três. RESULTADOS: Cinco estudos clínicos preencheram os critérios de inclusão, ou seja, ensaios randomizados de fase I comparando a manobra de Epley com placebos e controles. A metanálise mostra evidência dos efeitos benéficos da manobra de Epley para o tratamento do canal semicircular posterior (magnitude do efeito de 0,11 [IC 95% 0.05, 0.26] de melhora objetiva (Dix-Halpike) após uma semana, 0.24 [IC 95% 0.13, 0.45] após um mês e 0.16 [IC 95% 0.08, 0.33] de melhora referida pelos pacientes após a primeira semana). CONCLUSÃO: Evidencia-se boa eficácia clínica da manobra de Epley para o tratamento da VPPB do canal semicircular posterior. Contrariamente, trabalhos com a manobra de Semont e as propostas de manejo dos demais canais semicirculares não obtiveram qualidade metodológica satisfatória, não sendo possível demonstrar a efetividade dos mesmos.<hr/>Benign Paroxysmal Positional Vertigo (BPPV) is one of the most frequent diseases of the vestibular system and it is characterized by episodes of recurrent vertigo triggered by head movements or position changes. There are several approaches for treatment, but efficacy is still being discussed. AIM: To asses the effectiveness of the specific maneuvers available to the treatment of BPPV. METHODOLOGY: An electronic search at the main databases, including MEDLINE, LILACS, PEDro, Cochrane Collaborations Database was performed, and we selected only randomized clinical trials studying adults with diagnosis of BPPV confirmed by the Dix-Hallpike test. The trials should have included physical maneuvers such as Epley and Semont. The main outcome was Dix-Hallpike negative test and the changes to subjective complaints. The trials were assessed using Jadad’s scale and only studies with quality scores equal or above 3 were pooled on a meta-analyses to assess their effectiveness. RESULTS: We found five controlled clinical trials phase I comparing the Epley’s maneuver with controls or placebo. The meta-analysis showed positive evidence of Epley’s maneuver to the posterior semicircular canal (effect size = 0.11 [CI 95% 0.05, 0.26] of objective improvement [Dix-Halpike] within one week, 0.24 [CI 95% 0.13, 0.45] within one month and 0.16 [CI 95% 0.08, 0.33] of improvement reported by the patients within one week. There are no studies about the efficacy of Semont’s maneuver. CONCLUSION: There is scientific evidence showing good efficacy of Epley’s maneuver in the treatment. <![CDATA[<B>Uso da gordura e fáscia muscular autólogas no tratamento da insuficiência glótica</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72992006000100022&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Uma das alterações mais complexas que acometem as pregas vocais é a incompetência ou insuficiência glótica. Pode ser causada por alterações de mobilidade, fibroses, atrofias ou arqueamento das pregas vocais, e pode levar, entre outras situações como aspiração e tosse pouco efetiva, a graus variados de disfonia. A partir do início do século 20, surgiram vários procedimentos cirúrgicos para a reabilitação da competência aerodinâmica e valvular da glote, por meio da injeção de substâncias heterólogas no espaço paraglótico. Os enxertos autólogos, como a gordura e a fáscia muscular, inseridos ou injetados nas pregas vocais inicialmente mostraram resultados promissores além de segurança e riscos mínimos de reações indesejadas. Neste artigo de revisão, os autores discutem o uso da gordura e da fáscia muscular na incompetência glótica, abordando aspectos históricos, o processo inflamatório gerado após a enxertia, as técnicas cirúrgicas mais utilizadas e o rendimento dos enxertos.<hr/>Glottic insufficiency has been managed since the beginning of the twentieth century. The autologous grafts, as fat and muscular fascia, have shown safety and good results. The authors discuss the advantages and disadvantages of using fat and fascia in the management of glottic insufficiency, regarding historical aspects, inflammatory process and surgical techniques.