Scielo RSS <![CDATA[Revista Ceres]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0034-737X20140007&lang=en vol. 61 num. lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<b>Contributions to the adoption of a culture of dissemination, valuation and respect to Animal Ethics Committees</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-737X2014000700001&lng=en&nrm=iso&tlng=en A busca por mecanismos que promovam melhorias das atividades que são atribuídas aos Comitês ou Comissões de Ética no Uso de Animais, nas atividades didático-científicas, caracteriza uma interface adicional e imprescindível no debate emergente nas instituições de ensino superior. O ideal objetivado é o de descentralizar, conhecer e, sobretudo, disponibilizar informações técnicas e legais sobre o assunto, bem como ofertar aos acadêmicos das Ciências Agrárias, Veterinárias e Zootécnicas um breve instrumento formalizado, como referência norteadora, fundamentada no or denamento jurídico e em consonância com a bioética. Portanto, é preciso apresentar, aos acadêmicos e à sociedade, alguns mecanismos de formação ou de orientação na tentativa de cumprir, enquanto espaço institucional do saber, o papel de alargar os horizontes da pesquisa científica que têm como sujeito de investigação o animal. Neste artigo, objetiva-se apresentar, sucintamente, uma diversidade de mecanismos essenciais para dar mais visibilidade, de ordem conceitual e informativa, acerca das atribuições que competem aos membros do(s) Comitê(s) de Ética no Uso de Animais. A nova demanda do pensamento científico vem preconizando o compromisso de se assumir a responsabilidade legal e ética das ações, no que tange à bioética, à experimentação animal e ao ensino, num cenário atual, no qual se somam a importância do avanço científico e o clamor da sociedade.<hr/>The search for mechanisms to promote improvements in activities assigned to Animal Ethics Committees in didactic and scientific activities characterizes an additional and essential interface of the emerging debate in higher education institutions. The aim is to decentralize, understand and, above all, provide technical and legal information on the subject, as well as supplying Agricultural, Veterinary and Zootechnical scientists with a brief formal instrument, as a guiding reference based on legal standards and in line with bioethics. Therefore, it is necessary to introduce scientists and the society with mechanisms of training or guidance in an attempt to comply, as an institutional space of knowledge, the role of broadening the horizons of scientific research that uses animal subjects. In this article, we briefly present a diversity of mechanisms that we consider essential to give more visibility, conceptually and informatively, to the attributions of members of Animal Ethics Committees in this context. The new demand of the scientific thought is now calling a commitment to take the legal and ethical responsibility of our actions with regard to bioethics, animal experimentation and education in the present scenario, which adds to the importance of scientific advancement and the clamor of society. <![CDATA[<b>Health promoting and sensory properties of phenolic compounds in food</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-737X2014000700002&lng=en&nrm=iso&tlng=en Phenolic compounds have been extensively studied in recent years. The presence of these compounds in various foods has been associated with sensory and health promoting properties. These products from the secondary metabolism of plants act as defense mechanisms against environmental stress and attack by other organisms. They are divided into different classes according to their chemical structures. The objective of this study was to describe the different classes of phenolic compounds, the main food sources and factors of variation, besides methods for the identification and quantification commonly used to analyze these compounds. Moreover, the role of phenolic compounds in scavenging oxidative stress and the techniques of in vitro antioxidant evaluation are discussed. In vivo studies to evaluate the biological effects of these compounds and their impact on chronic disease prevention are presented as well. Finally, it was discussed the role of these compounds on the sensory quality of foods.<hr/>Os compostos fenólicos têm sido extensivamente estudados nos últimos anos. A presença destes compostos em vários alimentos tem sido associada com as propriedades de saúde e sensoriais. Estes produtos do metabolismo secundário de plantas atuam como mecanismos de defesa vegetal contra o estresse ambiental e ataque de outros organismos. Esses compostos são divididos em diferentes categorias de acordo com as suas estruturas químicas. Este estudo teve como objetivo descrever as diferentes classes de compostos fenólicos, as principais fontes alimentares e fatores de variação, além de métodos para a identificação e quantificação comumente usados para analisar estes compostos. Além disso, discute-se o papel de compostos fenólicos no combate ao estresse oxidativo e as técnicas de avaliação da atividade antioxidante in vitro. Estudos in vivo para avaliar os efeitos biológicos destes compostos e seu impacto na prevenção de doenças crônicas também são apresentados. Por fim, foi discutido o papel desses compostos sobre a qualidade sensorial dos alimentos. <![CDATA[<b>Pesticide application technologies</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-737X2014000700003&lng=en&nrm=iso&tlng=en Pesquisas mostram que os avanços nas tecnologias de aplicação têm proporcionado melhor condução da calda ao alvo, em grande parte por diminuição da deriva, muitas vezes provocada pela necessidade de utilizar gotas pequenas, que apresentam melhor penetração no dossel das culturas. O desenvolvimento de novas tecnologias de aplicação de agrotóxicos visa à redução da contaminação ambiental, da deriva, do volume de calda, com aumento da segurança do aplicador e melhoria da deposição da calda, para melhor qualidade da pulverização.<hr/>Research has shown that progress in spraying technology has provided better delivery of the spray solution to the target, mostly by minimizing off-target drift, which is many times caused by the need of using small droplets, once they have better penetration in crop canopy. The development of new pesticide application technologies aim to reduce environmental contamination, off-target drift and spray volume, by improving the sprayer safety and spray deposition and consequently the spraying quality. <![CDATA[<b>Physiology of Amazon tree species</b>: <b>photosynthesis, respiration and water relations</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-737X2014000700004&lng=en&nrm=iso&tlng=en A bacia amazônica tem mais de seis milhões de quilômetros quadrados e abriga a maior floresta tropical do mundo, sendo particularmente importante pela sua biodiversidade e pelo seu papel na ciclagem de água e carbono. Fotossíntese, condutância estomática e fluxo de seiva de espécies florestais da Amazônia apresentam variação ao longo do dia seguindo a variação diurna observada na irradiância, temperatura e o déficit de pressão de vapor. Em decorrência da fotorrespiração, cerca de 25% do carbono fixado é retornado para a atmosfera. Os aumentos na concentração de CO2 na atmosfera previstos para as próximas décadas poderão apresentar efeito positivo na assimilação de carbono deste ecossistema florestal. Em comparação à época chuvosa, redução da umidade do solo e aumento no déficit de pressão de vapor (associado à baixa umidade do ar e alta temperatura) favorecem o fechamento dos estômatos em detrimento da fotossíntese. Desse modo, em comparação com a estação chuvosa, a fotossíntese líquida é menor no período seco. No geral, na Amazônia as árvores que atingem o dossel da floresta crescem a taxas maiores na época chuvosa. Exceto em anos de menor precipitação, o ecossistema florestal atua como sumidouro de carbono na época chuvosa. Mais estudos são necessários para determinar como e de que forma fatores específicos do ambiente físico influenciam a assimilação de carbono e o crescimento de árvores nos diversos grupos funcionais na Amazônia.<hr/>The Amazon basin comprises more than six million square kilometers and holds the largest tropical forest in the world. It is particularly important for its biodiversity and for its role in the cycling of water and carbon. Photosynthesis, stomatal conductance and sap flow of Amazon tree species show variation throughout the day following the diurnal variation of irradiance, temperature and vapor pressure deficit. Due to photorespiration, at least 25% of the fixed carbon is returned to the atmosphere. Thus, increases in atmospheric CO2 concentration in the decades to come may have a positive effect on carbon assimilation of the forest ecosystem. Compared to the rainy season, low water availability in dry season and increased vapor pressure deficit (low humidity and high temperature) during the dry period induce stomata closure, which eventually leads to photosynthesis decline. Several studies have shown that Amazonian trees that reach the forest canopy grow at higher rates in the rainy season. Except in years with low rainfall, the forest ecosystem is a carbon sink in the rainy season. More studies are needed to determine how and in what extent specific factors of the physical environment influence carbon assimilation and growth of trees from different functional groups in the Amazon region. <![CDATA[<b>Environmental bioindicators</b>: <b>insects as a tool for biodiversity monitoring</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-737X2014000700005&lng=en&nrm=iso&tlng=en Atividades agrícolas, florestais e do setor imobiliário vêm, ao longo do tempo, modificando ambientes ecologicamente estruturados. As consequências são drásticas e, por isso, faz-se necessária a busca por ferramentas e instrumentos para diagnosticar e monitorar a diversidade biológica desses locais. Os insetos têm-se destacado como potenciais organismos bioindicadores e isso se deve ao fato de apresentarem grande capacidade perceptiva, no que se refere a alterações do meio ambiente, principalmente por seu apurado sistema sensorial, que lhes permite qualificar condições ambientais em determinadas situações e, ainda, quantificar danos causados ao meio. Um dos problemas que podem ser associados a este setor é a falta de padronização e definição de protocolos de coleta e avaliação da biodiversidade, para que esses resultados possam ser analisados e extrapolados para diferentes ambientes antropizados. Neste trabalho, é contextualizada a importância da entomofauna como bioindicadora, em ecossistemas.<hr/>Agricultural, forestry and real estate activities have been modifying ecologically structured environments. The consequences of these activities are drastic and so it is necessary to search for tools to diagnose and monitor biological diversity of these environments. Insects have been identified as potential biomarkers because of their great ability to perceive changes in the environment, mainly due to their acute sensory system that allows them to evaluate the environmental conditions in certain situations, as well as to quantify damages to the environment. However, there is a lack of standardization and definition of protocols for the collection and assessment of biodiversity so that these results can be analyzed and extrapolated to different anthropogenic environments. This study contextualized the importance of the insect fauna as bioindicators in different ecosystems <![CDATA[<b>Pasture and grazing management of <i>Brachiaria brizantha</i> (Hochst) Stapf and <i>Panicum maximum</i> Jacq</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-737X2014000700006&lng=en&nrm=iso&tlng=en A definição dos princípios adequados de manejo do pastejo capazes de possibilitar que as pastagens mantenham-se produtivas e persistentes tem sido uma preocupação constante dos pesquisadores brasileiros. No entanto, foi durante as duas últimas décadas que ocorreram grandes mudanças e um avanço significativo na compreensão dos processos determinantes da correta utilização das plantas forrageiras tropicais em pastagens. Este texto tem por objetivo apresentar e discutir os principais resultados obtidos sobre o manejo do pastejo de alguns cultivares de Panicum maximum e de Brachiaria brizantha, bem como a importância da utilização de metas de pasto como guia de campo para o monitoramento e controle do processo de pastejo para planejar e recomendar práticas de manejo eficientes.<hr/>Defining a proper grazing management that allows pasture to remain productive and persistent has been a constant concern of Brazilian researchers. However, it was in the last two decades that significant changes have taken place regarding the understanding of important processes determining the use of tropical forage plants in pastures. The objective of this article is to present and discuss the main results on grazing management of some Panicum maximum and Brachiaria brizantha cultivars, as well as the importance of using pasture goals to guide planning, controlling and recommending efficient grazing management practices. <![CDATA[<b>Seven decades of development of the maize production system</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-737X2014000700007&lng=en&nrm=iso&tlng=en Objetivou-se com este trabalho comparar o sistema de produção de milho, recomendado nos anos 40, com o atualmente empregado. Para isso, utilizou-se como base o artigo publicado por Antônio Secundino de São José, na Revista Ceres, em 1944, comparando-se as práticas agrícolas recomendadas para a cultura do milho na época com as atualmente empregadas. Naquela época, não havia preocupação direta com os aspectos conservacionistas de solo e água. Todavia, iniciava-se o processo de elevação da produtividade de grãos, com base no uso de mais insumos, todos obtidos na propriedade, como o esterco bovino, e de obtenção das próprias sementes. A cultura do milho era tratada de maneira individualizada, sem os conceitos de integração de lavoura, pecuária e conservação de solo e água. Atualmente, muitos conceitos recomendados há 70 anos ainda são utilizados na agricultura orgânica e familiar. Por outro lado, no cultivo em grande escala da cultura do milho utilizam-se os mais variados insumos, como fertilizantes sintéticos, herbicidas, inseticidas, sementes de híbridos (com ou sem eventos transgênicos), aplicação de fungicidas, plantio e colheita mecanizados. Conclui-se que nos últimos 70 anos ocorreram muitas mudanças no sistema de produção de milho e que estas mudanças foram fundamentais para que a produtividade aumentasse 3,79 vezes no período analisado. Todo o sistema de produção foi modificado em relação aos fatores de construção e proteção da produtividade, que por sua vez, deram suporte para que o Brasil chegasse a posição de terceiro maior produtor e exportador de milho do mundo, saltando de 5,6 milhões de toneladas em 1944 para 81,5 milhões de toneladas em 2013.<hr/>The objective of this work was to compare the maize production system recommended in the decade of 1940 with the system currently employed in Brazil. We used the paper published by Antônio Secundino de São José at Revista Ceres in 1944 to compare the agricultural practices used at that time with the ones currently employed. In the 40's, we found no direct concern with aspects of soil and water conservation. However, the process of raising grain yield based on the use of more on-farm inputs , such as manure and seeds, was initiated at that time. The maize crop was treated as a sole enterprise without the concepts of integrating crop-livestock and soil and water conservation. Currently, many concepts recommended 70 years ago are still on use in the organic and smallholder farming systems. On the other hand, the large-scale maize cultivation have used a large number of varied inputs such as synthetic fertilizers, herbicides, insecticides, fungicides, hybrid seeds (transgenic or not), planting and harvesting machinery. We conclude from the literature reviewed that in the last 70 years many chances have occurred in maize production system which were essential for the productivity to have increased 3.79 times in the period analyzed. The entire production system was modified in relation to the construction and protection of productivity, which in turn, gave support to Brazil to become the third-largest world producer and exporter of maize, increasing from 5.6 million tons in 1944 to 81.5 million tons in 2013. <![CDATA[<b>Growing vegetables in the organic system</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-737X2014000700008&lng=en&nrm=iso&tlng=en As hortaliças são os alimentos que mais se destacam, em artigos científicos e em jornais, quando se trata de contaminação com agrotóxicos. Isso tem levado ao aumento na demanda por produtos orgânicos por parte dos consumidores. Há, então, a necessidade de se desenvolverem tecnologias que viabilizem esses sistemas, atendendo ao consumidor e melhorando a renda dos agricultores, geralmente de base familiar. A produção de hortaliças em sistema orgânico requer tecnologias que respeitem os processos ecológicos, que promovam o aumento da matéria orgânica do solo e que sejam poupadoras de energia. Neste artigo, são discutidas algumas dessas tecnologias e resultados de pesquisas, com foco em produção de mudas, manejo e adubação do solo, adubação verde, rotação de culturas, consórcio de hortaliças, manejo de plantas espontâneas e manejo de pragas e doenças, que são práticas aprovadas pelas normas para produção orgânica e seguem os princípios agroecológicos, que contribuem para a maior eficiência energética dos sistemas produtivos e, em conjunto, para o necessário desenvolvimento do setor de produção de hortaliças orgânicas com base científica.<hr/>Vegetables and agrochemical contamination is the most outstanding food topic addressed by scientific journals and popular scientific articles. This increasingly available information has led to an increase in consumers demand for organic products and, consequently, for the development of technologies that make organic production viable to meet this demand and raise the income of producers, mostly family farmers The production of organic vegetables requires technologies that foster ecological processes, promote the increase of organic matter in the soil and energy-saving practices. The objective of this work was to present and discuss some of these technologies and research results, focusing on seedling production, soil fertilization and management, green fertilization, crop rotation, vegetable consortium, weed, pest and disease management. Such practices are approved by organic production norms and follow agroecological principles, contributing to a greater energetic efficiency of the productive systems, which collectively provide the necessary development of a scientifically-based vegetable production sector. <![CDATA[<b>Coffee mineral nutrition and beverage quality</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-737X2014000700009&lng=en&nrm=iso&tlng=en Os nutrientes minerais interferem na qualidade final do café por duas vias, uma direta, por seu papel no metabolismo da planta e acúmulo de compostos químicos desejáveis, do ponto de vista do aroma e sabor do café, e, outra, indireta, por seu papel na produção de compostos que desfavorecem o desenvolvimento microbiano nos grãos. Neste trabalho, procurou-se destacar as características químicas dos grãos associadas à qualidade da bebida e suas possíveis interações com os macro e micronutrientes, bem como relatar os resultados de pesquisa que relacionam nutrição mineral, qualidade da bebida e produção de compostos a ela associados.<hr/>Mineral nutrients influence the final quality of coffee in two ways: first directly, for their functions in plant metabolism and accumulation of desirable chemical compounds from the standpoint of flavor and taste of coffee; and indirectly, for its role in producing compounds that are harmful to microbial growth in beans. In this study, we focused on the chemical compounds of green coffee related to good beverage quality and its possible interactions with macro and micronutrients. We also report research findings that relate mineral nutrition, beverage quality and production of compounds in coffee beans. <![CDATA[<b>Lime-induced iron chlorosis</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-737X2014000700010&lng=en&nrm=iso&tlng=en A clorose férrica é um dos problemas nutricionais mais frequentes e difíceis de controlar nas plantas cultivadas em solos calcários. Nesses solos de reação alcalina, que ocupam cerca de um terço da superfície terreste, prevalece o íon bicarbonato, identificado como sendo um dos principais fatores indutores da clorose férrica. Como resultado, a alcalinidade dificulta a biodisponibilidade do Fe na solução do solo, a redução e a absorção do Fe pela planta, assim como, o respectivo transporte e assimilação desse elemento no metabolismo vegetal. Face a esse desequilíbrio nutricional, as plantas apresentam diferentes estratégias de resposta, que, nessas condições, nem sempre são eficientes. Consequentemente, a produção, a qualidade do fruto e a data de colheita são negativamente afetados. Os gastos com a prevenção e a correção da clorose férrica são elevados e inevitáveis, para assegurar a viabilidade e a sustentabilidade da produção agrícola, nas áreas em que se conjugam a presença de carbonato de cálcio no solo e outros fatores, como os climas áridos ou semiáridos. Com este trabalho, pretende-se resumir a dinâmica do ferro nos solos calcários e suas consequências no metabolismo do Fe e na produção agrícola, com destaque para os frutos.<hr/>Iron chlorosis is one of the most common and difficult to control problems in crops grown on calcareous soils. In alkaline soils, which represent one third of the Earth surface, the bicarbonate ion prevails and is a major induction factor of iron chlorosis. As a result, alkalinity limits Fe bioavailability in the soil solution, Fe reduction and assimilation, as well as transport and uptake within the plant. Due to this nutritional imbalance, plants develop different response strategies which are not entirely successful on calcareous soils. In consequence, yield, fruit quality and harvesting season are negatively affected. Preventing and treating iron chlorosis is highly costly, but is inevitable, in order to ensure crop sustainability in regions where soil calcium carbonate and aridity are limiting factors. In this work, we present a short overview of Fe dynamics in calcareous soils and its influence on crop productivity. <![CDATA[<b>Humic acids</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-737X2014000700011&lng=en&nrm=iso&tlng=en Qual é a estrutura molecular das substâncias húmicas? Ainda não foi possível encontrar a resposta. Há muita controvérsia e pouco consenso sobre as estruturas dessas substâncias. Destacam-se dois pontos principais: o acúmulo de informações e os desafios metodológicos. Esta revisão objetivou reunir informações sobre a natureza dos ácidos húmicos e suas funções nos ecossistemas naturais e agrários, visando ao manejo e à conservação, bem como às oportunidades tecnológicas para o desenvolvimento de novos insumos para a agricultura tropical.<hr/>The molecular structures of the humic substances are still not known. There is much controversy and little consensus on the structural conception of these substances. Two main issues are considered: the accumulation of experiences and the methodological challenges. This review aimed to gather information on the nature of humic acids and their roles in natural and agrarian ecosystems, seeking their management and conservation, as well as technological opportunities for the development of new inputs for tropical agriculture.