Scielo RSS <![CDATA[Revista de Antropologia]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0034-770120020002&lang=en vol. 45 num. 2 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<b>A construção do espaço étnico roraimense, ou</b>: <b>os Taurepáng existem mesmo?</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-77012002000200001&lng=en&nrm=iso&tlng=en Tomando a publicação - em 1989 e 1990 - de dois folhetos "histórico-antropológicos" como um esforço por parte da Diocese de Roraima com a finalidade tipicamente "orientalista" de impor um "consenso" à sociedade roraimense quanto à "realidade étnica" do estado, nosso trabalho reconstrói a história de construção deste "consenso", desde o século XVII até os trabalhos etnográficos decisivos de Theodor Koch-Grünberg.<hr/>Taking the publication - in 1989 and 1990 - of of two "historic-anthropological" booklets as an typically "orientalist" trial of the Diocese of Roraima to impose a "consensus" on Roraima society with relation to the "ethnic reality" of that state of Brazil, we reconstruct the history of the formation of that "consensus", starting in the 18th century, up to the decisive ethnography of Theodor Koch-Grünberg. <![CDATA[<b>Entre Tintín y Tartarín</b>: <b>la misión Dacar-Yibutí en el origen de la etnografía francesa</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-77012002000200002&lng=en&nrm=iso&tlng=en La Misión Dakar-Yibutí, bajo la conducción de Marcel Griaule, atravesó el continente africano entre 1931 y 1933. Este trabajo describe sus vínculos con la naciente etnografía francesa, así como la forma en la que se organizó y llevó a cabo.<hr/>The Dakar-Djibuti Mission, under Marcel Griaule's guidance, crossed the African continent between 1931 and 1933. This esay describes the links between the expedition and French ethnography at the moment of its birth, as well as the way the latter one was organized and developped. <![CDATA[<b>Religião, ciência ou auto-ajuda? trajetos do Espiritismo no Brasil</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-77012002000200003&lng=en&nrm=iso&tlng=en O objetivo deste artigo é apresentar certas configurações recentes do Espiritismo no Brasil. Tomando como ponto de partida a bibliografia produzida sobre o tema, chama-se atenção, em primeiro lugar, para a omissão desta quanto às relações estabelecidas entre o Espiritismo e o Catolicismo; em seguida, deslocando o foco para a situação contemporânea, analisa-se as novas interlocuções que vêm sendo estabelecidas pelo Espiritismo como estratégia de inovação da doutrina. Baseada em estudos de caso, essa discussão se constitui em torno de três personagens - Chico Xavier, Waldo Vieira e Luiz Antonio Gasparetto -, os quais sintetizam, por meio de seus percursos pessoais, formas diversas de expressão e/ou contestação da "tradição" espírita.<hr/>This article aims to examine some recent characteristics of Spiritism in Brazil. It points out, in first place, the omission of the bibliography on the theme regarding to the historical relations established between Spiritism and Catholicism. Next, analyzing the contemporaneous status, it presents new relations Spiritism has established with other religions and science as a strategy of innovation. Based on case-studies, this article presents three personalities - Chico Xavier, Waldo Vieira and Luiz Antonio Gasparetto - who synthesize, through their life-stories, some of the current forms of expressing or contesting spiritist "tradition". <![CDATA[<b>Sobre a interpretação antropológica</b>: <b>Sahlins, Obeyesekere e a racionalidade havaiana</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-77012002000200004&lng=en&nrm=iso&tlng=en Empreende-se neste ensaio um esforço de conhecer os pressupostos antropológicos de interpretação do pensamento havaiano do século XVIII a partir da elucidação recíproca dos argumentos de Marshall Sahlins e Gananath Obeyesekere sobre esta maneira de pensar. Não sendo possível reproduzir os argumentos dos autores em toda sua profusão etnográfica e sofisticação teórica, optou-se por destacar a questão da identificação pelos havaianos do capitão Cook como seu deus Lono de modo a explicitar as preocupações de Sahlins e Obeyesekere quanto à validade de tal prática como um comportamento racional.<hr/>This essay is an attempt to understand the anthropological presuppositions of interpretation of Hawaiian thought in the 18th century considering the reciprocal elucidation of Marshall Sahlins's and Gananath Obeyesekere's arguments about this way of thinking. It is not possible to reproduce the authors' arguments in all their ethnographical profusion and theoretical sophistication therefore it was our option to emphasize the identification of Captain Cook as the Hawaiian god Lono in order to make explicit Sahlins's and Obeyesekere's concerns regarding the validity of such a practice as a rational behavior. <![CDATA[<b>Política e questão de família</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-77012002000200005&lng=en&nrm=iso&tlng=en O problema abordado aqui consiste em entender porque e em que medida as brigas de família, as intrigas e questões na terminologia do sertão do Pajeú em Pernambuco, são também brigas políticas. Para abordá-lo, considerarei perspectivas exógenas e sobretudo nativas concernentes aos significados das brigas de famílias, menos com o propósito de afiliar-me a alguma delas do que de buscar vislumbrar as relações que trazem à tona. As interrogações em torno da natureza das lutas de família tais como tomam forma no sertão nordestino levaram-me a considerá-las em suas parcialidades, deslocando minha atenção de um ponto de vista englobante de um fenômeno para os diferentes, por vezes ínfimos, momentos de suas atualizações. Tal procedimento resulta, por outra parte, em pôr a descoberto uma série de descontinuidades, de fronteiras no interior de um universo social em que as relações são marcadamente familiares e, portanto, encontram na união e na solidariedade seus valores mais enfatizados, seja na retórica social, seja nas suas análises.<hr/>The aim of this work is to understand why, and to what extent, family struggles in the sertão do Pajeú region in the state of Pernambuco (struggles that are locally known as intrigas or questões) are also political struggles. To approach this issue, both external and native perspectives are considered (especially the latter) concerning the meanings of family fights - not so much in order to assume one of them, but rather to be able to catch a glimpse of the relationships they bring forth. Issues concerning the nature of family struggles as they take form in the backlands of Brazil's Northeast led me to examine each of their partial aspects. Thus, I focus on even the tiniest moments of the actualization of these struggles, instead of assuming a global point of view. This procedure brought forth a series of discontinuities, of boundaries within a social universe where relationships are strongly centered on the family and where values such as unity and solidarity are widely emphasized, both in social rhetoric and in its analysis. <![CDATA[<b>Do dois ao múltiplo na terra do um</b>: <b>a experiência antropológica de David Maybury-Lewis</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-77012002000200006&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este artigo busca uma compreensão da trajetória do antropólogo britânico, radicado nos EUA, David Maybury-Lewis. Aborda aspectos de sua formação intelectual, que envolveram uma longa pesquisa entre os Xavante e um estudo comparativo sobre os povos de língua jê e bororo do Brasil Central. Maybury-Lewis é um nome central para o desenvolvimento de um "americanismo tropical". Entre suas contribuições etnográficas e teóricas, pode-se citar a elaboração de um modelo analítico jê e bororo, a renovação dos estudos de parentesco e a reflexão sobre a relação entre povos indígenas e o Estado. Um tema parece, com efeito, permear a sua obra: o das organizações dualistas. Não por menos, esse foi o motivo de um longo debate com a obra de Lévi-Strauss, que será aqui destacado.<hr/>This article reaches a further understanding about the trajectory of the british anthropologist, living in USA, David Maybury-Lewis. It discusses some aspects of his intellectual formation, which includes a long period of research among the Xavante e and a comparative study on the gê and bororo speaking people of Central Brazil. Maybury-Lewis is a central character in the development of the so called "tropical Americanism". Among his ethnografical and theoretical contributions, one can quote the elaboration of a gê and bororo analythical model, the renovation of the kinship studies e and the reflection on the relationship between indigenous peoples and the State. A theme seems, in fact, to be present along all his work: the dual organizations. This was, in effect, the motive of a long debate with Lévi-Strauss' works, which will be here reviewed. <![CDATA[<b>Maybury-Lewis por Maybury-Lewis</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-77012002000200007&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este artigo busca uma compreensão da trajetória do antropólogo britânico, radicado nos EUA, David Maybury-Lewis. Aborda aspectos de sua formação intelectual, que envolveram uma longa pesquisa entre os Xavante e um estudo comparativo sobre os povos de língua jê e bororo do Brasil Central. Maybury-Lewis é um nome central para o desenvolvimento de um "americanismo tropical". Entre suas contribuições etnográficas e teóricas, pode-se citar a elaboração de um modelo analítico jê e bororo, a renovação dos estudos de parentesco e a reflexão sobre a relação entre povos indígenas e o Estado. Um tema parece, com efeito, permear a sua obra: o das organizações dualistas. Não por menos, esse foi o motivo de um longo debate com a obra de Lévi-Strauss, que será aqui destacado.<hr/>This article reaches a further understanding about the trajectory of the british anthropologist, living in USA, David Maybury-Lewis. It discusses some aspects of his intellectual formation, which includes a long period of research among the Xavante e and a comparative study on the gê and bororo speaking people of Central Brazil. Maybury-Lewis is a central character in the development of the so called "tropical Americanism". Among his ethnografical and theoretical contributions, one can quote the elaboration of a gê and bororo analythical model, the renovation of the kinship studies e and the reflection on the relationship between indigenous peoples and the State. A theme seems, in fact, to be present along all his work: the dual organizations. This was, in effect, the motive of a long debate with Lévi-Strauss' works, which will be here reviewed. <![CDATA[<b>Menezes, Maria Lúcia Pires de. </b>Parque Indígena do Xingu. A Construção de um território estatal]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-77012002000200008&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este artigo busca uma compreensão da trajetória do antropólogo britânico, radicado nos EUA, David Maybury-Lewis. Aborda aspectos de sua formação intelectual, que envolveram uma longa pesquisa entre os Xavante e um estudo comparativo sobre os povos de língua jê e bororo do Brasil Central. Maybury-Lewis é um nome central para o desenvolvimento de um "americanismo tropical". Entre suas contribuições etnográficas e teóricas, pode-se citar a elaboração de um modelo analítico jê e bororo, a renovação dos estudos de parentesco e a reflexão sobre a relação entre povos indígenas e o Estado. Um tema parece, com efeito, permear a sua obra: o das organizações dualistas. Não por menos, esse foi o motivo de um longo debate com a obra de Lévi-Strauss, que será aqui destacado.<hr/>This article reaches a further understanding about the trajectory of the british anthropologist, living in USA, David Maybury-Lewis. It discusses some aspects of his intellectual formation, which includes a long period of research among the Xavante e and a comparative study on the gê and bororo speaking people of Central Brazil. Maybury-Lewis is a central character in the development of the so called "tropical Americanism". Among his ethnografical and theoretical contributions, one can quote the elaboration of a gê and bororo analythical model, the renovation of the kinship studies e and the reflection on the relationship between indigenous peoples and the State. A theme seems, in fact, to be present along all his work: the dual organizations. This was, in effect, the motive of a long debate with Lévi-Strauss' works, which will be here reviewed. <![CDATA[<b>Toledo</b><b>, Luiz Henrique de.</b> Lógicas no futebol]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-77012002000200009&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este artigo busca uma compreensão da trajetória do antropólogo britânico, radicado nos EUA, David Maybury-Lewis. Aborda aspectos de sua formação intelectual, que envolveram uma longa pesquisa entre os Xavante e um estudo comparativo sobre os povos de língua jê e bororo do Brasil Central. Maybury-Lewis é um nome central para o desenvolvimento de um "americanismo tropical". Entre suas contribuições etnográficas e teóricas, pode-se citar a elaboração de um modelo analítico jê e bororo, a renovação dos estudos de parentesco e a reflexão sobre a relação entre povos indígenas e o Estado. Um tema parece, com efeito, permear a sua obra: o das organizações dualistas. Não por menos, esse foi o motivo de um longo debate com a obra de Lévi-Strauss, que será aqui destacado.<hr/>This article reaches a further understanding about the trajectory of the british anthropologist, living in USA, David Maybury-Lewis. It discusses some aspects of his intellectual formation, which includes a long period of research among the Xavante e and a comparative study on the gê and bororo speaking people of Central Brazil. Maybury-Lewis is a central character in the development of the so called "tropical Americanism". Among his ethnografical and theoretical contributions, one can quote the elaboration of a gê and bororo analythical model, the renovation of the kinship studies e and the reflection on the relationship between indigenous peoples and the State. A theme seems, in fact, to be present along all his work: the dual organizations. This was, in effect, the motive of a long debate with Lévi-Strauss' works, which will be here reviewed. <![CDATA[<b>Garcia, Wilson Galhego</b>. Nhande Rembypy. Nossas origens]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-77012002000200010&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este artigo busca uma compreensão da trajetória do antropólogo britânico, radicado nos EUA, David Maybury-Lewis. Aborda aspectos de sua formação intelectual, que envolveram uma longa pesquisa entre os Xavante e um estudo comparativo sobre os povos de língua jê e bororo do Brasil Central. Maybury-Lewis é um nome central para o desenvolvimento de um "americanismo tropical". Entre suas contribuições etnográficas e teóricas, pode-se citar a elaboração de um modelo analítico jê e bororo, a renovação dos estudos de parentesco e a reflexão sobre a relação entre povos indígenas e o Estado. Um tema parece, com efeito, permear a sua obra: o das organizações dualistas. Não por menos, esse foi o motivo de um longo debate com a obra de Lévi-Strauss, que será aqui destacado.<hr/>This article reaches a further understanding about the trajectory of the british anthropologist, living in USA, David Maybury-Lewis. It discusses some aspects of his intellectual formation, which includes a long period of research among the Xavante e and a comparative study on the gê and bororo speaking people of Central Brazil. Maybury-Lewis is a central character in the development of the so called "tropical Americanism". Among his ethnografical and theoretical contributions, one can quote the elaboration of a gê and bororo analythical model, the renovation of the kinship studies e and the reflection on the relationship between indigenous peoples and the State. A theme seems, in fact, to be present along all his work: the dual organizations. This was, in effect, the motive of a long debate with Lévi-Strauss' works, which will be here reviewed. <![CDATA[<b>Gomes, Denise Maria Cavalcante</b><i>. </i>Cerâmica arqueológica da Amazônia]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-77012002000200011&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este artigo busca uma compreensão da trajetória do antropólogo britânico, radicado nos EUA, David Maybury-Lewis. Aborda aspectos de sua formação intelectual, que envolveram uma longa pesquisa entre os Xavante e um estudo comparativo sobre os povos de língua jê e bororo do Brasil Central. Maybury-Lewis é um nome central para o desenvolvimento de um "americanismo tropical". Entre suas contribuições etnográficas e teóricas, pode-se citar a elaboração de um modelo analítico jê e bororo, a renovação dos estudos de parentesco e a reflexão sobre a relação entre povos indígenas e o Estado. Um tema parece, com efeito, permear a sua obra: o das organizações dualistas. Não por menos, esse foi o motivo de um longo debate com a obra de Lévi-Strauss, que será aqui destacado.<hr/>This article reaches a further understanding about the trajectory of the british anthropologist, living in USA, David Maybury-Lewis. It discusses some aspects of his intellectual formation, which includes a long period of research among the Xavante e and a comparative study on the gê and bororo speaking people of Central Brazil. Maybury-Lewis is a central character in the development of the so called "tropical Americanism". Among his ethnografical and theoretical contributions, one can quote the elaboration of a gê and bororo analythical model, the renovation of the kinship studies e and the reflection on the relationship between indigenous peoples and the State. A theme seems, in fact, to be present along all his work: the dual organizations. This was, in effect, the motive of a long debate with Lévi-Strauss' works, which will be here reviewed.