Scielo RSS <![CDATA[Revista de História (São Paulo)]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0034-830920180001&lang=pt vol. num. 177 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<strong>A INVENÇÃO CAPUCHINHA DO SELVAGEM NA ÉPOCA MODERNA</strong>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-83092018000100300&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Da experiência colonial francesa no Maranhão do início do século XVII, a França Equinocial, resultou a publicação de duas importantes narrativas pelos missionários capuchinhos Claude d’Abbeville e Yves d’Évreux. Esse corpus de obras francesas é marcado por transcrições em língua tupi, em particular de arengas de chefes indígenas. O índio tupinambá que surge dotado de fala nessas narrativas missionárias é também fruto de uma “herança” do relato do calvinista Jean de Léry, ao qual se atribui, legitimamente, a “invenção do selvagem”. Por sua vez, muito longe do pessimismo dogmático do huguenote sobre as possibilidades de conversão dos índios, marcado de primitivismo, a escrita missionária dos capuchinhos também contribuiu, utopicamente, para a “invenção do selvagem” na França, no interior da experiência mística que suas descrições encenam.<hr/>Abstract The French colonial experience in Maranhão at the beginning of the seventeenth century, Equinocial France, led to two important accounts by the Capuchin missionaries Claude d’Abbeville and Yves d’Évreux. These French accounts are characterised by transcriptions in the Tupi language, in particular the speeches of indigenous chiefs. The Tupinamba Indian who appears as a speaker in these missionary narratives is also the result of the “heritage” of the account of the Calvinist Jean de Léry, who is legitimately attributed with the “invention of the Savage”. However, far from Léry’s dogmatic pessimism about the possibilities of converting the Indians, characterised by primitivism, the missionary writing of the Capuchins also contributed utopically to the “invention of the Savage” in France within the mystical experience that is depicted in their reports. <![CDATA[EMPREITEIROS E IMPRENSA: A ATUAÇÃO DOS EMPRESÁRIOS DA CONSTRUÇÃO PESADA JUNTO AOS VEÍCULOS DE COMUNICAÇÃO ANTES E DURANTE A DITADURA CIVIL-MILITAR BRASILEIRA (1964-1988)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-83092018000100301&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Este artigo analisa a atuação dos empresários brasileiros da construção pesada junto aos organismos de imprensa antes e durante a ditadura civil-militar brasileira. Através do acesso a memórias e fontes primárias do setor, verificamos o elevado interesse desses agentes pelos jornais de grande circulação no país e pelo poder de seus dirigentes, dado o controle que estes dispunham sobre veículos de grande circulação regional e nacional. Notamos uma alteração na atuação dos empresários da construção junto à imprensa antes e durante a ditadura, havendo uma intensificação das ações desses agentes junto a jornais escritos na própria escalada da emergência econômica e política dos empreiteiros após o golpe de 1964.<hr/>Abstract This article analyzes the performance of the Brazilian executives of heavy construction together with the press organizations before and during the Brazilian civil-military dictatorship. Through the access to memories and primary sources of the sector, we verified the high interest of these agents in the newspapers of great circulation in the country and the power of its leaders, given the control these had on vehicles of great regional and national circulation. We noticed a change in the performance of construction entrepreneurs with the press before and during the dictatorship, with an intensification of the actions of these agents along with newspapers written in the very escalation of the economic and political emergence of contractors after the 1964 coup. <![CDATA[OS REDUTOS DE DOMINAÇÃO BANDOLEIRA NOS SERTÕES DE SÃO BENTO DO TAMANDUÁ: O CASO DE JANUÁRIO GARCIA LEAL, O “SETE ORELHAS”]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-83092018000100302&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Nosso trabalho, fruto de nossas pesquisas iniciadas no ano de 2003, visa analisar o tema do bandoleirismo na colônia. Para tal, descortinamos os conceitos de “áreas de mando” e do “mandonismo bandoleiro” para construirmos o conceito de “redutos de dominação bandoleira” - áreas de domínio monopolizadas por bandoleiros em regiões onde o domínio estatal era fraco ou litigante. Nessas regiões, atuavam poderosas quadrilhas de salteadores. O bando de Januário Garcia Leal destacou-se entre estes grupos. Não por acaso o seu líder, por alcunha de “Sete Orelhas”, acabara se tornando uma espécie de bandido-potentado nos inóspitos sertões de São Bento do Tamanduá, atual Itapecerica - MG. Ao final, como ponto fundamental de nossa pesquisa, constatamos que a famosa Lei da Boa Razão, ao desrespeitar os direitos costumeiros, provocou uma nova forma de reação coletiva aos intentos centralistas da Coroa - o bandoleirismo em bandos.<hr/>Abstract Our work, fruit of our research that begun in 2003, aims to analyze the theme of banditism in the colony. To do so, we have developed the concepts of “command areas” and “bandit domineering” to construct the concept of “strongholds of bandit domination” - areas of domination monopolized by gangsters in regions where state dominance was weak or litigating. In these regions were powerful gangs of robbers. The gang of Januário Garcia Leal stood out among these groups. It was not by chance that its leader, by nickname “Seven Ears”, had become a sort of bandit-potentate in the inhospitable hinterlands of São Bento do Tamanduá, now Itapecerica - Minas Gerais. In the end, as a fundamental point of our research, we find that the famous Law of Good Reason, by disrespecting customary rights, provoked a new form of collective reaction to the centralist attempts of the Crown - the banditism in gangs. <![CDATA[O NEGÓCIO DO PAU-BRASIL, A SOCIEDADE MERCANTIL PURRY, MELLISH AND DEVISME E O MERCADO GLOBAL DE CORANTES: ESCALAS MERCANTIS, INSTITUIÇÕES E AGENTES ULTRAMARINOS NO SÉCULO XVIII]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-83092018000100303&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Esse artigo analisa as práticas e instituições mercantis relacionadas ao comércio de pau-brasil extraído das matas do norte do estado do Brasil e destinadas ao mercado de corantes, em Portugal e restante da Europa no século XVIII. A partir da documentação alfandegária da Casa da Índia, além de documentação privativa da sociedade de mercadores ingleses Purry, Mellish and Devisme, demonstramos as dimensões e escalas mercantis, seus contratos, negociações e instituições, que modularam desde as práticas extrativistas nas matas do Brasil para o despacho no porto de Recife até a posterior reexportação via Lisboa para o mercado de corantes no norte da Europa durante o século XVIII.<hr/>Abstract This article analyzes the practices and merchant institutions related to the brazilwood trade extracted from the forests of the north of the state of Brazil and destined for the dye market in Portugal and the rest of Europe in the 18th century. From the customs documentation of the House of India, in addition to the proprietary documentation of the Purry, Mellish and Devisme merchants, we demonstrate the dimensions and mercantile scales, their contracts, negotiations and institutions, which have modulated everything from the extractive practices in the Brazilian forests to the dispatch in the port of Recife until the later re-export via Lisbon to the dye market in northern Europe during the eighteenth century. <![CDATA[ROSA MARIA PARA A ELITE, ROSA MARIA PARA O POVO. CULINÁRIA BRASILEIRA E CULINÁRIA PORTUGUESA NA PRIMEIRA METADE DO SÉCULO XX]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-83092018000100304&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Este artigo pretende comparar dois livros de culinária publicados nos anos de 1930, que, apesar de possuírem autoras com o mesmo nome, Rosa Maria, tiveram conteúdos e dirigiram-se a públicos completamente diferentes. No Brasil, foi publicada a obra de Rosa Maria, com o nome Arte de comer bem, cuja primeira edição apareceu em 1931, e, em Portugal, crê-se que em 1932, igualmente por Rosa Maria, apareceu A cosinheira das cosinheiras. A arte de comer bem. Higiene alimentar e mais de 500 receitas para cosinhar, fazer doces, gelados, compotas etc. Neste sentido, importa proceder a uma abordagem exploratória das duas fontes, respondendo a algumas questões consideradas pertinentes.<hr/>Abstract This article intends to compare two cooking books published in the 1930s. These books had different contents and were addressed to completely different audiences, despite its authors have the same name, Rosa Maria. The work of Rosa Maria was published in Brazil with the title Arte de comer bem, whose first edition appeared in 1931. In Portugal, it is believed that the first edition appeared in 1932, also authored by Rosa Maria, with the title A cosinheira das cosinheiras. A arte de comer bem. Higiene alimentar e mais de 500 receitas para cosinhar fazer doces, gelados, compotas etc. Since several questions have arisen, this paper proposes to answer some of them. <![CDATA[<strong>QUEM ERAM OS SEGUIDORES DE PRISCILIANO DE ÁVILA? ARISTOCRACIAS, CONTROVÉRSIA RELIGIOSA E MONASTICISMO NA ESPANHA DO SÉCULO IV</strong>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-83092018000100305&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Há duas teorias opostas acerca da posição social dos seguidores de Prisciliano de Ávila (†386): uma, certamente a mais aceita, considera-os aristocratas ricos e letrados; a outra, desenvolvida nos anos 1960 e 1970, retrata-os como camponeses pobres e injustiçados. Este artigo contribui para a discussão, ao apresentar um detalhado estudo prosopográfico de todos os seguidores de Prisciliano conhecidos. Argumenta-se que ele atraiu pessoas dos mais diferentes estratos sociais, de humildes clérigos a distintos senadores. Um estudo como este é importante para entendermos melhor as causas do acirrado antagonismo que Prisciliano sofreu e a difusão do monasticismo entre as aristocracias ocidentais no século IV.<hr/>Abstract There are two contrasting theories regarding the social position of Priscillian of Avila’s (†386) followers: one, certainly the most accepted, considers them wealthy and educated aristocrats; the other, developed in the 1960s and 1970s, depicts them as poor and wronged farmers. This paper contributes to the discussion by presenting a detailed prosopographical study of all the followers of Priscillian known to us. It argues that he attracted people from very different social positions, from humble clerics to distinct senators. Such a study is important to better understand the causes of the fierce antagonism Priscillian suffered and the diffusion of monasticism among Western aristocracies in the fourth century. <![CDATA[<strong>CRONISTA DE UMA CUSTÓDIA DISTANTE: FR. MANUEL DA ILHA E SUA <em>NARRATIVA DA CUSTÓDIA DE SANTO ANTÔNIO DO BRASIL</em> (1621)</strong>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-83092018000100306&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Em meio a uma irrupção da cronística franciscana nas primeiras décadas do século XVII, fr. Manuel da Ilha, cronista da província de Santo Antônio de Portugal, produziu uma narrativa sobre a trajetória histórica da custódia de Santo Antônio do Brasil. Este artigo busca localizar este relato em meio a tendências que então orientavam a historiografia franciscana, como a adequação a um crescente afã documentalista, que exigia que relatos dessa natureza fossem afiançados em papéis e arquivos, e a preocupação com rivalidades que grassavam entre as ordens religiosas. No centro da análise, estão as conexões estabelecidas entre a atuação da ordem e os desígnios da Coroa portuguesa, tanto num plano identitário mais abstrato e conceitual quanto na realidade experimentada nas fronteiras do império.<hr/>Abstract In the midst of a burgeoning Franciscan historiography, in the first few decades of the 17th century, friar Manuel da Ilha, chronicler from the province of Saint Anthony of Portugal, wrote a historical narrative about the custody of Saint Anthony of Brazil (1621). This article seeks to explore this work along with the guidelines that oriented the Franciscan historiography during that period, such as the growing efforts to back those reports with existing documents or the frequent interest in describing episodes of rivalry with other religious orders. The analysis focuses on the connections established between the Order of the Friars Minor and the Crown, both in its more conceptual or abstract meaning and the reality experienced in the frontiers of the Portuguese Empire. <![CDATA[<strong>O GRANDE MASSACRE DE DARNTON OU O PULO DO GATO EM UMA HERMENÊUTICA GEERTZIANA?</strong>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-83092018000100307&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Este artigo é produto da análise de uma polêmica entre os historiadores Giovanni Levi e Robert Darnton. Três questões, entre outras, foram tratadas: a primeira se refere à indicação de que Darnton teria feito a transposição mecânica da antropologia interpretativa para o campo da história cultural; a segunda diz respeito à problemática do relativismo em razão da interpretação sempre continuada por Darnton; a terceira segue as pistas de influências hermenêuticas em Geertz e em Darnton demonstradas por Levi. Por fim, tenciona-se avaliar as implicações teóricas dos textos escritos por Levi sobre O grande massacre de gatos de Darnton.<hr/>Abstract This article is the product of the analysis of a controversy between historians Giovanni Levi and Robert Darnton. Three issues were, among others: the first refers to the indication that Darnton would have done the mechanical transposition of the interpretative anthropology for the field of cultural history; the second relates to the problem of relativism in the grounds of interpretation always continued by Darnton; the third follows the hermeneutics influences in Geertz and Darnton demonstrated by Levi. Finally, will be evaluated the implications of theoretical texts written by Levi about the Great cat massacre written by Darnton. <![CDATA[“UMA CINZENTA FALTA DE ESPERANÇA PAIRA SOBRE TODOS NÓS”: UMA ANÁLISE DE CARTAS DE MULHERES E HOMENS COM INTENÇÃO DE EMIGRAR DA ALEMANHA PARA O BRASIL (1946-1950)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-83092018000100308&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O artigo é baseado em cartas enviadas da Alemanha entre 1946 e 1950 à Prefeitura Municipal de Blumenau - SC, nas quais os remetentes pedem informações, ajuda e intermediação para poder imigrar. Discuto aqui os significados e funções de cartas em projetos migratórios, o imaginário, percepções e motivos que fundamentam a vontade expressa de emigrar e como ela opera na construção da narrativa autobiográfica. Analiso também as relações que os remetentes estabelecem entre o “espaço de experiência” na Alemanha e o “horizonte de expectativa”.<hr/>Abstract This article is based on letters sent from Germany between 1946 and 1950 to the town hall of Blumenau - SC, Brazil, in which the senders ask for information, help and intermediation in order to immigrate. I discuss here the meanings and functions of letters in migratory projects, the imaginary, perceptions and reasons that found the expressed will to emigrate and how this operates in the autobiographical narrative elaboration. I also analyze the relations that senders establish between their “space of experience” in Germany and the “horizon of expectation”. <![CDATA[<strong>GEODÉSIA EXPEDITA EM CADERNOS DA ACADEMIA MILITAR: CONSIDERAÇÕES EM TORNO DE UM CURSO DE LUÍS CRULS</strong>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-83092018000100309&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Ao se deter sobre a carreira do professor de Geodésia na Escola Militar, Luiz Cruls, no ano de 1899, este texto contribui para a compreensão da relação entre a astronomia e os debates acerca do mapa nacional na Primeira República. Tendo como ponto de partida o caderno de apontamentos dos alunos, foi possível acessar as discussões a respeito da confecção do primeiro mapa nacional, seguindo os parâmetros de cientificidade da época, o papel do Observatório Nacional neste processo e sua relação com o Exército. Outro ponto importante foi ampliar o entendimento dos instrumentos científicos e seu impacto na geodésia expedita. Na história da astronomia pouca atenção tem sido dada a sua aplicação nos trabalhos cartográficos e de levantamento topográfico. Partimos da premissa de que ao investir nessa linha de pesquisa fornecemos materialidade ao binômio ciência-cultura, no sentido de que foi a astronomia que definiu as fronteiras de algo fundamental à nacionalidade brasileira, ou seja, o seu território.<hr/>Abstract By dwelling on the Luiz Cruls’s geodetic teaching career at the Military School, in 1899, this text contributes to the understanding of the relationship between astronomy and debates on the First Republic national map. Starting from the students’ notebooks, it was possible to access the discussions about the preparation of the first national map, following the scientific parameters of the time, the role of the National Observatory in this process and its relation with the Army. Another important point was to advance the understanding of scientific instruments and their impact on the expeditious geodesy. In the history of astronomy little attention has been given to its application in cartographic works and lifting. We start from the premise that by investing in this line of research provide materiality to the binomial science and culture, in the sense that science was the one that defined the boundaries of something fundamental in the Brazilian nationality, or their territory. <![CDATA[THE CADIZ CITIZENSHIP, TAXES AND TERRITORIALITY IN THE AUDIENCE OF QUITO: THE CONSTITUTIONAL CENSUS OF 1813 AND THE “PLAN DE ELECCIONES”]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-83092018000100310&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumen Este artículo estudia, de manera preliminar, las formas que tomó la ciudadanía gaditana en la audiencia de Quito, en 1813. El argumento central del artículo es que dicha ciudadanía se basó en los esfuerzos borbónicos de incorporación periférica con propósitos fiscales. Los registros censales impulsados por la monarquía con el objetivo de volver más eficiente la recaudación de los impuestos y ampliar la masa tributaria fueron la base de los ejercicios censales constitucionales, cuyo objetivo era determinar el número de ciudadanos en cada distrito para integrar nuevos ayuntamientos que tuviesen como propósito la realización de elecciones. En este orden de cosas, se estudian aquí el censo de 1813, ordenado por Torivio Montes, y el Plan de Elecciones para la audiencia de Quito.<hr/>Abstract This article is a preliminary study of the forms which took the Cadiz citizenship in the audience of Quito, in 1813. The central argument of the article is that such citizenship was based on the Bourbon efforts of peripheral incorporation for tax purposes. Census records ordering by the monarchy in order to turn the tax collection more efficient and expand the tax mass were the basis of the constitutional census exercises, whose objective was to determine the number of citizens in each district to integrate new municipalities that had as purpose the conduct of elections. The contribution studies the 1813 census, ordered by Torivio Montes, and the Plan of Elections for the audience of Quito. <![CDATA[<strong>A POPULAÇÃO DO REINO DE ANGOLA DURANTE A ERA DO TRÁFICO DE ESCRAVOS: UM EXERCÍCIO DE ESTIMATIVA E INTERPRETAÇÃO (c. 1700-1850)</strong>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-83092018000100311&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O artigo discute a evolução da população sob o domínio português na região que era chamada “Reino de Angola” pelas autoridades coloniais, desde o século XVIII à primeira metade do século XIX. Nosso objetivo foi responder a uma pergunta simples: a população sob o domínio português teria aumentado ou diminuído neste período? Para isto, analisamos e criticamos um número razoável de mapas de população e outros dados quantitativos como os dízimos e a contagem dos sobas. O resultado a que chegamos é que existem indícios de crescimento pelo alargamento da fronteira durante o século XVIII e que, entre o final do século XVIII e o início do XIX, ocorreu um colapso demográfico que parece estar associado às secas e ao aumento da pressão escravizadora.<hr/>Abstract The article discusses the dynamics of the population under Portuguese rule in the region called “Kingdom of Angola” by the colonial authorities through the eighteenth century up to the first half of the nineteenth century. We aim answer a simple question: the population under Portuguese rule would have increased or decreased in this period? In order to do so, we analyze and criticize a sizable number of population maps and other quantitative data such as tithes and the numeration of “sobas”. We find out that there are signs of growth, by the expansion of the Angola’s border during the eighteenth century and that between the late eighteenth and early nineteenth occurred a demographic collapse that appears to be linked to droughts and an increasing enslaving pressure. <![CDATA[<strong>PRODUÇÃO DA DELINQUÊNCIA E REBELIÃO: A FUGA DE PRESOS DA ILHA ANCHIETA EM 1952</strong>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-83092018000100312&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Neste artigo apresentaremos alguns resultados alcançados em recente pesquisa sobre a rebelião e fuga em massa dos presos do Instituto Correcional da Ilha Anchieta, ocorrida em junho de 1952. Num primeiro momento, demonstraremos como o estudo do perfil dos presos da ilha contribuiu para compreender o processo que levou à primeira grande rebelião e fuga em massa de um presídio brasileiro. Sob esse aspecto, a rebelião em 1952 foi o ápice trágico e dramático de uma prática de encarceramento e gestão da delinquência e, de modo complementar, sua ocorrência foi determinada pela natureza das relações estabelecidas entre os agentes ligados ao controle social. Sob este último aspecto, num segundo momento da exposição, demonstraremos de que maneira os conflitos entre funcionários e militares tiveram papel decisivo na deflagração daquela insurgência, fato que repercutiu de modo decisivo na expansão do encarceramento em São Paulo.<hr/>Abstract In this article, we will present some results achieved in a recent research on the rebellion and mass flight of inmates of the Anchieta Island Correctional Institute in June 1952. At first, we intend to demonstrate how the study of the prisoners’ profile of the island contributed to understand the process that led to the first great rebellion and mass escape of a Brazilian prison. In this regard, the process that led to the rebellion in 1952 consisted of a certain practice of incarceration and delinquency management and, in a complementary way, the nature of the relations established among the agents linked to social control. Therefore, in a second moment of the exposition, we will show how the conflicts between officials and the military played a decisive role in the outbreak of that insurgency, a fact that had a decisive impact on the expansion of the incarceration in São Paulo. <![CDATA[HEGEMONIA ROMANA E TRANSFORMAÇÕES CULTURAIS NO MEDITERRÂNEO (SÉCULOS IV-II A. C.): NOVAS PERSPECTIVAS DA HISTÓRIA GLOBAL]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-83092018000100313&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Este artigo discute a utilidade da história global para o estudo do Mediterrâneo durante a expansão romana inicial (séculos IV a II a. C.). No contexto cada vez mais interligado e dinâmico do Mediterrâneo romano, trocas e influências culturais ocorriam a partir de diferentes pontos, em vários sentidos, gerando diversos resultados. Tais dinâmicas serão aqui exploradas a partir de estudos de casos da Itália e do mundo grego, através da análise combinada de fontes históricas e materiais. Serão examinados os efeitos da conectividade crescente (ou “glocalização”) em diferentes camadas sociais (elites e não elites), em vista de mudanças nas práticas sociais de culto, consumo e ostentação.<hr/>Abstract This article discusses the utility of global history for the study of cultural change in the Mediterranean during the early Roman expansion (fourth-second centuries BC). By combining historical and archaeological evidence from Italy and the Greek world, this article traces increased connectivity and its diverse effects across the social transect (elites and non-elites) in view of patterns in worship, consumption and display. <![CDATA[<strong>GEOPROCESSAMENTO APLICADO À HISTÓRIA AGRÁRIA: O VÍNCULO DA JAGUARA</strong>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-83092018000100314&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Apesar do crescimento da SIG histórica no mundo a partir dos anos 1990, no Brasil, as geotecnologias ainda são relativamente pouco conhecidas entre os historiadores e o número dos que a praticam, muito limitado. Este artigo tem por objetivo apresentar um exemplo de uso do geoprocessamento na criação de sistemas de informação geográfica - SIG em auxílio à pesquisa em história agrária. Especificamente, analisa, por meio da demarcação georreferenciada, um conjunto de grandes propriedades rurais de Minas Gerais no século XVIII conhecidas pelo nome de vínculo da Jaguara, com base em fontes documentais e cartográficas. Mais do que uma análise sobre um conjunto de propriedades rurais específicas, esperamos que a metodologia exposta neste estudo possa ser explorada em pesquisas bem mais abrangentes.<hr/>Abstract In spite of the growth of historical GIS in the world since the 1990s, geotechnologies are still relatively unknown among historians in Brazil and very limited the number of those who practice it. This article aims at putting forward an example of the use of geoprocessing in the creation of geographic information systems - GIS in support of agrarian history research. Specifically, it analyses, through the georeferenced demarcation, a set of large rural properties of Minas Gerais in the eighteenth century known under the name of “vínculo da Jaguara”, based on documentary and cartographic sources. More than an analysis of a set of specific rural properties, we hope that the methodology presented in this study can be explored in much more comprehensive research.