Scielo RSS <![CDATA[Acta Amazonica]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0044-596719940002&lang=en vol. 24 num. 1-2 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Genetic Parameters in Spineless Gerkin <em>(Cucumis anguria)</em>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0044-59671994000200003&lng=en&nrm=iso&tlng=en Dezenove progênies de meios irmãos de maxixe (Cucumis anguria L.) com epidermie sem espículos (frutos lisos) foram avaliadas e estimados os parâmetros genéticos em seis características agronômicas. Altos valores de herdabilidade, ao nível de médias, foram achados para número de frutos e produção. Estimou-se que a seleção de 20% das melhores progênies resultará em aumentos de 8,09% e 20,94% respectivamente, na produção e no número de frutos.<hr/>Nineteen half-sib of spineless gerkin progenies were evaluated for six agronomic characters and estimated the genetic parameters. High heritability values at means level were found for fruit number and yield. It was estimated that the selection of the 20% superior progenies will result in increases of 8,09% and 20,94% on yield and number fruit, respectively. <![CDATA[Capacity of Nodulation of one hundred Leguminosae of Amazônia]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0044-59671994000200009&lng=en&nrm=iso&tlng=en Neste trabalho são apresentadas informações sobre a habilidade nodulífera de 100 espécies da família Leguminosae, nativas dos estados do Amazonas, Pará, Rondônia e Roraima (Brasil), e avaliadas em seus habitats de origem e/ou em viveiro. As observações foram efetuadas em mata primária, várzea, campinarana, igapó, savana, floresta secundária, etc, totalizando 11 habitats visitados. Foram também, efetuados estudos de comportamento de mudas em viveiro, em diferentes solos da região. A identificação das espécies foi processada no herbário do INPA. Foi constatado que 63% das espécies foram capazes de nodular, sendo esta característica detectada em solos ácidos com diferentes texturas e fertilidades, com pH variando entre 3.9 e 5.9. A nodulação foi mais frequente em espécies das sub-famílias Mimosoideae e Faboideae do que em Caesalpinioideae. Os nódulos encontrados apresentaram uma grande variabilidade de cor e formas, predominando os coralóides de cor creme. Foi observada pela primeira vez a nodulação em 21 espécies, e dentre elas 2 novos gêneros são apresentados como nodulíferos: Acosmium(Faboideae) e Zollernia(Caesalpinioideae). são apresentadas também, novas descrições de í I espécies que não apresentaram nódulos. O habitat, hábito de crescimento da planta, textura e fertilidade do solo, não interferiram na ocorrência da nodulação que foi relacionada a outros fatores como a propriedade intrínseca das espécies, e ocorrência de estirpes de rizóbio compatíveis em cada local.<hr/>This paper includes informations about nodulation capacity of 100 native species of the legume family from the states of Amazonas, Pará, Rondônia and Roraima (Brasil), evaluated in their original habitats and/or in nursery plots. Field observations were made in "terra-firme" forests, várzea, campinarana, savana, igapó, secondary forest, etc. Plant material was collected in a total of 11 habitats. The species were studied in nursery beds using soils from diferent regions. The genera and species of plants were identified at the INPA herbarium. The survey verified that 63% of the species presented nodules. These characteristics were observed in acid soils with different textures and fertility levels, with a pH varying from 3.9 to 5.9. Nodulation was more frequent in species of the sub-families Mimosoideae and Faboideae, than in Caesalpinioideae. The nodules collected had a great variability in colorand shape, being more common coral shapes and creamycolor. Data for nodulation of 21 legume species included 2 new genera not reported before: Acosmium(Faboideae) and Zollemia(Caesalpinioideae). Eleven species, which were tested for the first time, did not show nodulation. Habitat, type of plant growth, soil texture and low fertility had no effect on nodulation, which is considered to be related with other factors like properties inherent to the species and occurrence of compatible rhizobium strains in the different sites. <![CDATA[Ducke Forest Reserve: Diversity and composition of the vascular flora]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0044-59671994000200019&lng=en&nrm=iso&tlng=en A Reserva Florestal Ducke, localizada próxima a Manaus (AM), com uma área de 100 Km2, é um dos locais com maior densidade de coletas depositadas no herbário do INPA. Sua flora vascular foi aqui caracterizada, através do levantamento de 7.107 exsicatas, das quais 4.946 estão determinadas ao nível de espécie. Embora muitas amostras estejam estéreis, indeterminadas e ainda não examinadas por especialistas, esta amostragem permitiu uma caracterização preliminar da flora da Reserva. Foi constatada a presença de 1.199 espécies (ou 1.453, se incluídas as indeterminadas), distribuídas em 510 gêneros e 112 famílias. Os 10 gêneros mais diversificados — com um total de 222 espécies — são predominantemente arborescentes: Pouteria(38 espécies), Miconia(27), Protium(24), Licania(23), Inga(21), Ocotea(20), Swartzia(19), Eschweilera( 19), Virola( 16) Sloanea(15). As 10 espécies mais coletadas constituem apenas 8,2% do universo de amostras determinadas ao nível específico. Estas, também, são árvores: Micropholis guyanensis(A. DC.) Pierre, Chrysophyllum sanguinolentum(Pierre) Baehni, Trattinnickia glazioviiSwart, Goupia glabraAubl., Scleronema micranthumDucke, Aniba panurensis(Meissner) Mez, Laetia procera(Poeppig) Eicbler, Caryocar villosum(Aublet) Pers., Brosimum rubescensTaubert, Cecropia sciadopliyllaMart. Apenas 123 espécies (10,3% das espécies determinadas) são consideradas comuns, sendo aquelas com 10 ou mais coletas. A maioria das 1.199 espécies determinadas são muito raras: 68% representadas por três ou menos coletas e 43% representadas por apenas uma coleta. Portanto, muitas outras espécies "raras" serão acrescentadas após novas visitas ao local, ou através do estudo do material ainda indeterminado. E apresentada uma discussão e gráficos sobre as famílias e gêneros mais diversificados e mais coletados.<hr/>The Ducke Forest Reserve, with an area of 100 km2 and located close to Manaus, is one of the sites with highest density of botanical collections in the INPA herbarium. The reserve's vascular flora (excluding Pterophyta) is described based on a survey of approximately 7,107 specimens, of which 4,946 are determined to species. Though many specimens are sterile, undetermined, or not yet examined by specialists, this sample provides a preliminary floristic description of the reserve. The flora now stands at 1,199 species (or 1,453 if indeterminate are included), representing 510 genera and 112 families. The ten most speciose genera -- with a total of 222 species -- are predominantly arborescent: Pouteria(38 species), Miconia(27), Protium(24), Licania(23), inga(21), Ocotea(20), Swartzia(19), Eschweilera(19), Virola(16) e Sloanea(15). The ten most common (i.e., most collected) species comprise only 8.2% of the pool of determined specimens. These are also tree species: Microplholis guyanensis(A. DC.) Pierre, Chrysophyllum sanguinolentum(Pierre) Baehni, Trattinnickia glaziovii Swart, Goupia glabra Aubl., Scleronema micranthum Ducke, Aniba panurensis (Meissner) Mez, Laetia procera (Poeppig) Eichler, Caryocar villosum (Aublet) Pers., Brosimum rubescensTaubert,Cecropia sciadophylla Mart. Only 123 species (10.3% of the determined species) are considered common, being those with ten or more collections. The majority of the 1,199 determined species are very rare; 68% are represented by three or fewer collections and 43% are represented by a single collection. Therefore, many additional "rare" species will be added with additional collecting of the reserve or with the study of indeterminate material. Discussion and graphs comparing the most speciose and most commonly collected families and genera is included. <![CDATA[COMPARACION FLORISTICA DE DOCE PARCELAS EN BOSQUE DE TIERRA FIRME EN LA AMAZONIA PERUANA]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0044-59671994000200031&lng=en&nrm=iso&tlng=en Floristic composition of twelve plots, 25 m by 25 m, was studied in the Peruvian Amazonia in order to investigate if it were possible to use a part of the flora as an indicator of the changes observed in other components of the flora. Floristic similarities among the plots were calculated using six different taxonomic or physiognomic groups: ferns, the families Melastomataceae and Myristicaceae, trees thicker than 2.5 cm diameter at breast hight (DBH), trees between 2.5 cm and 5 cm DBH, and trees thicker than 5 cm DBH. The similarities were used for agglomerati ve classifications of the plots and for analyzing the correlations among the different groups of plants with Mantel's test. The results indicate that floristic changes were similar in all of the groups and therefore every group can potentially be used as an indicator.<hr/>Um estudo da composição florística de doze parcelas de 25 m χ 25 m foi realizado na Amazônia peruana com o objetivo de observar a possibilidade de utilizar uma parte da flora como indicador para as alterações anotadas em outros elementos da flora. As similaridades florísticas entre as parcelas foram definidas usando seis grupos taxonômicos ou fisionômicos diferentes: fetos, as famílias Melastomataceae e Myristicaceae, árvores com diâmetro á altura do peito (DAP) maior a 2.5 cm, árvores com DAP entre 2.5 cm e 5 cm, e árvores maiores a 5 cm de DAP. As similaridades foram utilizadas para classificar as parcelas e para analisar as correlações entre os grupos diferentes de plantas com a prova de Mantel. Os resultados mostram que as alterações florísticas são similares em todos os grupos, e por isso qualquer destes grupos é capaz de servir de indicador. <![CDATA[Phytochemical Caracterization of the Stem Bark of <em>Trattinnickia peruviana</em>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0044-59671994000200049&lng=en&nrm=iso&tlng=en O estudo fitoquímico de T. peruvianaSwart ex Loes levou ao isolamento das substâncias liquenxantona, α e β-amirinas, β-sitosterol, estigmasterol e campesierol, cuja identificação química foi feita através da análise de seus dados espectrais. A co-ocorrência dos esteróides é relatada pela primeira vez no gênero Trattinnickia.<hr/>Phytochemical examination of a specimen of Trattinnickia peruvianaSwart ex Loes led to the isolation and identification of substances lichenxanihone, α and β-amyrins, β-sitosterol, stigmasterol and campesterol. The identification of these natural products involved analysis of their spectral data. The occurence of three steroids is being described for the first time for genus Trattinnickia. <![CDATA[PRENYLATED XANTHONES FROM <em>Rheedia acuminata</em> (reprinted from Acta Amazônica, 23(2/3):181-185)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0044-59671994000200053&lng=en&nrm=iso&tlng=en Pyranojacareubin; 1,5-dihydroxy-6',6'-dimethyl-2H-pyran(2,,3':6,7) -6",6"-dime-thyl-2H,4H-pyran(2",3":2,3)xanthone and a new xanthone l,6-dihydroxy-5-methoxy-6',6'-dime-thyl-2H-pyran(2',3':3,2)-7-(3,3-dimethylprop-2-enyl)xanthone were isolated from the ether extract of the root bark of Rheedia acuminata together with friedelin and friedelanol.<hr/>Piranojacareubina; 1,5-diidroxi-6',6'-dimetil-2H-pirano(2',3':6,7)-6",6"-dimetil-2H,4H(2",3":2,3)xantona e uma xantona inédita 1,6-diidroxi-5-metoxi-6,6'-dimetil-2H-pirano(2',3':3,2)-7-(3,3-dimetilprop-2-enil) xantona foram isoladas do extrato etèreo da casca da raiz de Rheedia acuminata além de friedelina e friedelanol. <![CDATA[Chemical Constituents of <em>Protium paniculatum</em>(Burseraceae)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0044-59671994000200059&lng=en&nrm=iso&tlng=en Dos extratos etéreo e etanólico da casca da madeira de Protium paniculatumEngl. foram isolados α- e β-amirina (0,012%), β-sitosterol e estigmasterol (0,003%) e o ácido 3,3'-di-O-metilelágico (0,093%0). A presença do ácido 3,3',4-tri-O-metilelágico foi postulada com base na análise do espectro de massas.<hr/>α- and β-amyrin (0,012%), β-sitosterol and stigmasterol (0.003%),3,3'-di-O-methylellagic acid (0.093%) were isolated from the bark wood of Protium paniculatum.The presence of 3,3',4-tri-O-methylellagic acid was postulate on the basis of mass spectral analyses. <![CDATA[Conservation "<em>Ex Situ</em>" of Plantas Genetic Resources. In the Tropical Rain Region]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0044-59671994000200063&lng=en&nrm=iso&tlng=en Nas duas últimas décadas, a Amazônia tornou-se foco de um processo de ocupação acelerado e desordenado, criando sérias preocupações quanto ao futuro de seu vasto patrimônio genético. A situação tende a se agravar à medida em que os métodos de conservação dos recursos genéticos, que ora são utilizados na Amazônia para manter coleções de plantas em campo, revelam-se inapropriados. Além de onerosos e limitados à espécies de reconhecido valor econômico. Resultados de pesquisa evidenciam a importância de diversidade de espécies, densidade de plantas e variabilidade genética, como estratégias utilizadas pelas plantas para sobreviverem à heterogeneidade do ambiente tropical. Tomando-se como referência essas características, propõe-se discutir e apresentar um método de conservação ex situde recursos genéticos de espécies autóctones da Amazônia.<hr/>In the last two decades the Amazon region has been submitted to acelerated and disorganized development process that created serious worries about the future of its genetic resources. The situation has a tendency to aggravate because, at this time, there is no available ex situconservation method for tropical species genetic resources. Some research works have shown the importance of species diversity, plant density and genetic variability as strategies utilized by the plants to survive in the heterogeneouness of the tropical ecossystems. This paper to discuss and present an ex situgenetic resources conservation method for autochthonous species in the Amazon region. <![CDATA[Pre-Germination Treatments of Forest Seeds on Amazon Region: VI - Muirajuba <em>Apuleia leiocarpa</em> (Vog.) Macbride var <em>molaris</em> Spr. ex Benth. (Leguminisae)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0044-59671994000200081&lng=en&nrm=iso&tlng=en Com o objetivo de superar a dormência de sementes de muirajuba (Apuleia leiocarpa(Vog.) Macbride var. molarisSpr. ex Benth), foi conduzido um ensaio experimental com 12 tratamentos pré-germinativos: testemunha (sem tratamento); imersão em ácido sullürico concentrado (96%) por diferentes períodos (5, 10, 15, 20 e 30 minutos), imersão em água quente a 80"C (2 e 10 minutos); desponte do lado oposto ao hilo; escarificação manual por 2 minutos; e escarificação manual seguida por imersão em água (6 e 12 horas). A germinação foi realizada em germinador Jacobsen sob temperatura constante (30"C), e acompanhada por 30 dias. Os efeitos dos tratamentos foram avaliados através da porcentagem de germinação e do índice de Velocidade de Germinação (I.V.G.). Todos os tratamentos aplicados proporcionaram uma maior germinação em relação a testemunha, cuja germinação foi de somente 13%. Porcentagens de germinação elevadas foram obtidas com as imersões em ácido sulfúrico, desponte do lado oposto ao hilo e escarificação manual por 2 minutos (com e sem imersão em água por 12 horas), os quais não diferiram entre sí. Dentre os tratamentos testados, o maior índice de vigor das sementes (I.V.G.) foi obtido com a escarificação manual por dois minutos, seguida por imersão em água por 12 horas. Os tratamentos onde as sementes foram submetidas a água quente não foram eficientes para estimular a germinação das sementes de muirajuba.<hr/>A experimental study was conduced in order to overcome dormancy of muirajuba seeds (Apuleia leiocarpa(Vog.) Macbride var. molarisSpr. ex Bcnth), using 12 pre-germination treatments: the control treatment (without scarify); immersion in sulphuric acid concentrate (96%) in different periods (5, 10, 15, 20 and 30 minutes); immersion in hot water at 80"C (2 and 10 minutes); cutting-off the point on the opposite side of the hilar area, manual scarification for 2 minutes and manual scarification followed by immersion in water (6 and 12 hours). The germination was carried out in a Jacobsen germinator room at constant temperature (30"C), and observed for 30 days. The treatments effects were evaluated through germination percentage and index ofgermination speed (I.V.G.). Every treatments applied provided a germination increase in comparation with the control treatment, whose germination was any 13%. Increased in seed germination was obtained with immersion in sulphuric acid, cuttin-off in oposite side of hilar area, and manual scarification for 2 minutes (with or without immersion in water for 12 hours), have no different statistical. Among the treatments tested higher I.V.G. was obtained with manual scarification for 2 minutes followed by immersion in water for 12 hours. The treatments using hot water did not show any efficiency on germination of muirajuba seeds. <![CDATA[Sand Flies of the Amazonian Region Manaus-Humaitá Highway, State of Amazonas, Brazil (Diptera: Psychodidade: Phlebotominae)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0044-59671994000200091&lng=en&nrm=iso&tlng=en Como parte do programa do laboratorio de Parasitología do INPA, na procura dos vetores e reservatórios da Leishmaniose, foi realizado durante o periodo de 1978 até 1981, um levantamento da fauna flebotomínica, em oito localidades da Rodovia BR-319 (Manaus-Humaita). Capturamos 57 espécies: 44 do gênero Lutzomyiae 13 de Psychodopygus. Os métodos de coleta usados foram: capturas nos troncos das árvores, isca humana e armadilhas luminosas, o método mais eficiente foi o da armadilha luminosa colocada a 6 metros de altura na floresta. As espécies mais comuns foram L. antunesi, P. chagasie P. ayrozai.Dados sobre a distribuição geográfica das espécies coletadas e a distribuição por coletas são também assinalados.<hr/>As part of our ongoing program, searching for the vectors and reservoirs of Leishmaniaparasites, we conducted a survey of the sandfly fauna along the BR-319 (Manaus-Porto Velho) highway. Fifty seven species of sandflies were captured; 44 in the genus Lutzomyia and 13 Psychodopygus.Of the collecting methods utilized, CDC traps set 6m above the forest floor proved to be the most effective, and the most frequently captured species were L. antunesi, P. chagasiand P. ayrozai.We also present the geographical distribution of the different species collected. <![CDATA[Stratification and Density of Invertebrates from Sandy Soil under Forest and two Arboreal Plantations in Central Amazonia, During the Dry Season]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0044-59671994000200103&lng=en&nrm=iso&tlng=en Densidade e distribuição vertical de invertebrados foram estudados durante o mês de setembro de 1990 e 1991, em solo de três tipos de cobertura vegetal: floresta primária, plantios de Dipteryx odorata(Leguminosae = cumaru) e Simaruba amara(Simarubaceae = marupá), nos arredores de Manaus, Brasil. Foram encontrados 19 grupos principais da fauna. A maioria desses grupos foram similares para os três tipos de cobertura, sendo Isoptera (40,1%), Formicidae (25,2%), Araneae (6,7%) os grupos mais abundantes que, juntos, representaram 62,4% da fauna de cumaru, 57,0% da fauna de marupá e 84,1% da fauna de floresta. Houve uma diminuição da densidade para todos os grupos (excluídos os cupins) até a profundidade de 20 cm, com subseqüente aumento até 30 cm de profundidade, principalmente pela presença de Isoptera. Cerca de 45% de toda a fauna ocorreu no estrato de 0-5 cm de profundidade, seguido de 9,5% (5-10 cm), 9,1% (10-15 cm), 2,7% (15-20 cm), 20,7% (20-25 cm) e 12,3% (25-30 cm) nos estratos subseqüentes. Isoptera, Diptera e outros invertebrados não apresentaram correlação com a umidade e o pH do solo.<hr/>Density and vertical distribution of soil invertebrates were studied during September of 1990 and 1991 in three plots, namely one forest plot and two arboreal plantations (Dipteryx odorata =cumaru &lt;Leguminosae&gt; and Simaruba amara =marupá &lt;Simarubaceae&gt;) near Manaus (Brazil). Nineteen main fauna groups were found, and most of them had similar densities in the three plots. The most representative groups were Isoptera (40.1 %), Formicidae (25.2%), Araneae (6.7%), all together representing 62.4% of all soil fauna in the cumaru plot, 57.0% in marupa and 84.1 % in the forest plot. Density of soil fauna decreased from the top soil to 20 cm depth (excluding termites), with a subsequent increase until 30 cm depth. 45% of all fauna occurred in the top 0-5 cm, followed by 9.5% (5-10 cm), 9.1 % ( 10-15 cm), 2.7% (15-20 cm), 20.7% (20-25 cm) and 12.3% (25-30 cm). Isoptera, Diptera and other invertebrates did not present correlation with the pH and the humidity of the soil. <![CDATA[FOOD CONCENTRATION AND TEMPERATURE EFFECTS ON LIFE CYCLE CHARACTERISTICS OF TROPICAL CLADOCERA<em> (Daphnia gessneri</em> Herbst, <em>Diaphanosoma sarsi</em> Richard, <em>Moina reticulata</em> (Daday)): I. DEVELOPMENT TIME]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0044-59671994000200119&lng=en&nrm=iso&tlng=en The effects of food concentration and temperature on embryonic and postem-bryonic duration of three tropical species, Daphnia gessneri(1.5mm), Diaphanosoma sarsi(1.2mm) and Moina reticulata(0.8mm), were investigated as part of life cycle studies which included growth, body size and reproduction. These are the very first experimental studies undertaken on these species. The long-term growth experiments were performed under controlled laboratory conditions at all combinations of temperature (22"C, 27"C and 32"C) and constant food concentration (0.03, 0.05, 0.10, 0.25, 0.50 and 1.00 mgC/L) of the unicellular green alga Scenedesmus acutus.Animals were examined twice daily throughout their life cycle from the neonate to third adult instar. In all three species, temperature exerted the most powerful influence on embryonic duration but there was also a smaller food effect. In D. gessneri,postembry-onic durations remained more or less the same at food levels 0.25 mgC/L but were influenced by temperature. At food concentrations of 0.1 mgC/L or lower, postembryonic durations became increasingly prolonged, particularly at high temperatures. This threshold concentration is affected by temperature: in D. gessneri,it was 0.1 mgC/L at 22oC and 27oC but higher at 32oC (between 0.25 and 0.50 mgC/L). At the same temperature of 27oC, the food threshold level varied between species: it was higher (0.25 mgC/L) for D. sarsiand lower (0.05 mgC/L) for M. reticulatacompared with D. gessneri(0.1 mgC/L). In both embryonic and postembryonic durations there is a body size effect as the absolute durations were longest in the largest species and shortest in the smallest species In all three species, prolongation of postembryonic duration at combinations of high temperature and lowered food levels was accompanied by increased number of juvenile instars.<hr/>Os efeitos de temperatura e concentração de alimento na duração do desenvolvimento embrionário e postembrionário de três espécies tropicais, Daphnia gessneri(1.5mm), Diaphanosoma sarsi(1.2mm) and Moina reticulata(0.8mm), foram investigados como parte dos estudos de ciclo de vida incluindo crescimento, tamanho do corpo e reprodução. Estes são os primeiros estudos experimentais realizados com estas espécies. Os experimentos de crescimento de longa duração foram feitos em condições controladas de laboratório em todas as combinações de temperature (22°C, 27°C e 32°C) e concentração constante de alimento (0.03, 0.05,0.10,0.25, 0.50 and 1.00 mgC/L) de alga verde unicelular Scenedesmus acutus.Os animais foram analisados duas vezes por dia durante o ciclo de vida desde neonata ao terceiro estádio adulto. Nas três espécies, a temperatura exerceu um maior efeito no tempo do desenvolvimento embrionário mas ocorreu também um pequeno efeito de concentração de alimento. Em Daphnia gessneri, a duração postembriônica permaneceu mais ou menos a mesma na concentração de alimento de 0.25 mgC/L mas foi influenciada pela temperature. Na concentração de 0.1 mgC/L ou mais baixa, a duração postembrionária tornou-se mais prolongada, particularmente em alta temperatura. O valor absoluto do nivel crítico de concentração de alimento foi afetado pela temperatura: em D. gessneri, foi 0.1 mgC/L em 22°C e 27°C mas aumentou em 32°C (entre 0.25 e 0.50 mgC/L). Na mesma temperatura de 27°C, o nivel crítico de alimento variou entre as espécies: foi mais alta (0.25 mgC/L) para D. sarsi e mais baixa (0.05 mgC/L) para M. reticulata comparada com D. gessneri (0.1 mgC/L). Em ambos, no desenvolvimento embrionário e postembrionário ocorreu o efeito do tamanho do corpo visto que as durações absolutas foram mais longas nas espécies maiores e mais curtas.na espécie menor. Nas três espécies, o prolongamento do desenvolvimento postembrionário nas combinações de alta temperatura e menores concentrações de alimento foi acompanhado por aumento no número de estádios juvenis. <![CDATA[<em>Pindapixara tarira</em> gen. et sp. n. (Copepoda: Ergasilidae) from the gills of <em>Hoplias malabaricus</em> (BLOCH, 1794) (Characiformcs: Erythrinidae) from Brazilian Amazon]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0044-59671994000200135&lng=en&nrm=iso&tlng=en Pindapixaragen. n. (Copepoda, Poecilostomatoida, Ergasilidac) é proposto para uma nova espécie, Ρ tarira,coletada dos filamentos branquiais de Hoplias malabaricus(Bloch, 1794) do Rio Guaporé, próximo a Surprêsa, Rondônia, Brasil. A espécie do novo gênero é caracterizada, principalmente, por apresentar um tamanho pequeno (382 a 577 μm), antena com uma grande garra e o terceiro segmento extremamente reduzido.<hr/>Pindapixaragen. n. (Copepoda, Poecilostomatoida, Ergasilidae) is proposed for a new species P. tariracollected from the gill filaments of the freshwater fishes Hoplias malabaricus,(BLOCH, 1794) from Guaporé River, near Surprêsa, Rondônia, Brazil. Species of the new genus is principally characterised by having a small size (382 a 577 μιη), antennae with a big claw and third segment extremely reduced. <![CDATA[<em>Gamidactylus bryconis</em> sp. n. (Copepoda, Poecilostomatoida, Vaigamidae) from the nasal fossae of fishes, <em>Brycon pellegrini</em> HOLLY, 1929 e <em>Β. melanopterus</em> (COPE, 1872) from the Brazilian Amazon]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0044-59671994000200145&lng=en&nrm=iso&tlng=en Gamidactylus bryconissp. n. foi coletada nas fossas nasais de Brycon pellegrinie Β. melanopterus.A nova espécie é semelhante a Gamidactylus jaraquensis,por possuir antena com espinhos móvel distal no terceiro segmento e garra terminal, além de um par de retroestiletes laterais móveis, no primeiro somito torácico. Difere da espécie já conhecida no comprimento e forma dos retroestiletes e na ornamentação das pernas.<hr/>Gamidactylus bryconissp. n. was collected fromthe nasa) fossae of Brycon pellegriniand B. melanopterus.The new species resembles Gamidactylus jaraquensisin having antennae with moveable spines distally on the third segment and terminal claws, and a pair of strong moveable lateral retrostylets on the first thoracic somite. The new species can be distinguished from its congeners in the size and shape of the retrostylets and in the armature of the legs. <![CDATA[Biology of <em>Nystalea nyseus</em> (Cramer, 1775) (Lepidoptera: Notodontidae) in <em>Eucalyptus urophylla</em> Leaves]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0044-59671994000200153&lng=en&nrm=iso&tlng=en Essa pesquisa foi conduzida no laboratório de Entomologia Florestal da Universidade Federai de Viçosa à 25 ± 2" C, 60 ± 10% UR e fotoperiodo de 12L:12E. O objetivo foi estudar a biologia de Nystalea nyseus(Cramer, 1775) (Lepidoptera: Notodontidae) em folhas de Eucalyptus urophylla. Ν. nyseusapresentou cinco estádios, com duração, média, de 3,99 ± 0,11; 3,80 ±0,10; 4,95 ± 0,30; 5,96 ±0,21 e 6,85 ±0,14 dias, respectivamente. A duração total da fase larval foi de 25,5 dias. A fase de pré-pupa teve duração de 3,05 ± 0,05; 3,08 ± 0,06 dias e a de pupa 14,75 ± 0,45 c 13,82 ± 0,29 dias para machos e fêmeas, respectivamente. A viabilidade, dos ovos, foi de 74,72% e o período embrionário de 3,40 ± 0,16 dias. A longevidade de adultos, acasalados, foi de 6,71 ± 0,74 dias para machos e 9,14 ± 0,96 dias para fêmeas e razão sexual de 0,55, ou seja uma fêmea para 0,81 macho.<hr/>Biological aspects of Nystalea nyseus(Cramer, 1775) (Lepidoptera: Notodontidae), a major Eucalyptusdefoliator pest was studied under laboratory conditions at 25 ± 2" C, 60 ± 10% UR and photophasc 12L:12D. This species showed five instars with 3.99 ± 0.11 ; 3.80 ± 0.10; 4.95 ± 0.30; 5.96 ± 0.21 and 6.85 ± 0.14 days rcspectivelly and duration of total larval period of 25.55 days. Pre-pupal stage lasted 3.05 ± 0.05 and 3.08 ± 0.06 and pupal stage lasted 14.75 ± 0.45 and 13.82 ± 0.29 days for males and females, respeclivelly. Egg duration period was 3.40 ± 0.16 days with 74.72% of viability. Mated adults longevity were 6.71 ± 0.74 and 9.14 ± 0.96 days for males and females, respectivclly. Sexual ratio was 0.55, or one female for 0,81 male.