Scielo RSS <![CDATA[Acta Amazonica]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0044-596719990002&lang=en vol. 29 num. 2 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Carbohydrates, proteins and free aminoacids content during the development of tuberous root on yam beam <em>(Pachyrrhizus tuberosus </em>(Lam.) Spreng.), cultivated at the floodplain area, Amazonas State, Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0044-59671999000200173&lng=en&nrm=iso&tlng=en Entre as espécies que produzem tubérculos amiláceos nas condições tropicais, encontra-se Pachyrrhizus tuberosus, leguminosa conhecida popularmente como feijão macuco ou jacatupé. Propôs-se estudar alguns aspectos fisiológicos do desenvolvimento dessa espécie em uma area de várzea. Foi estudado o comportamento de três introduções (2.2, 1.2 e 1.1.6) da coleção do programa de melhoramento de hortaliças do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia - INPA (definidas como 1, 2 e 3), submetidas a duas formas de manejo: com e sem tutoramento das plantas e com e sem poda das inflorescências. A poda das inflorescências resultou em um aumento nos teores de xilose, glicose, açúcares redutores, proteínas e aminoácidos ao longo do desenvolvimento. Foram observadas variações nos teores de xilose, açúcares redutores e proteínas entre as introduções estudadas. O teor de amido nas raízes tuberosas não mostrou variação ao longo do desenvolvimento, em nenhum dos tratamentos estudados.<hr/>Among the species of plants that produce tuberous starched roots in the tropical region, Pachyrrhizus tuberosus, leguminous plant, which is popularly named “feijão macuco”, “jacatupé” or yam bean. This study proposed to identify some physiological aspects of the yam bean cultivated in foodplain areas (várzeas). Three different genetic materials (2.2, 1.2 and 1.1.6) studied by the breeding program of National Institute for Amazonian Research (INPA) (numbered 1, 2 and 3), were submitted to two different kinds of cultivation methods: with and without tutoring and with and without inflorescence pruning. Inflorescence pruning improved the xilose, glicose, reduced sugars, protein and aminoacid contents. The genetic materials did not present differences in terms of plant development, but some variations of xilose, reduced sugars and protein contents were observed among them. The starch content in the roots did not present variation during the plant growth under any of the treatments studied. <![CDATA[Relationship between arbuscular Mycorrhizae Fungi colonization and leaf nutrients in eight Amazonian forestry species]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0044-59671999000200183&lng=en&nrm=iso&tlng=en Na Amazônia encontra-se um grande número de espécies florestais, muitas delas já com reconhecido valor econômico, como a Abiurana (Eremoluma williamií), Andiroba (Carapa guianensis), Cardeiro (Scleronema micranthum), Cedrorana (Cedrelinga catenaeformis), Cumarú (Dipterix odorata), Jacareúba (Calophyllum angulare), Marupá (Simaruba amara) e Piquiá (Caryocar villosum). Pouco se sabe sobre suas características nutricionais e infecções por micorrizas arbusculares (MA) quando em solos ácidos e de baixa fertilidade da região. Com o objetivo de obter informações neste sentido, foi realizada uma avaliação de campo com estas espécies em fase adulta. Foram coletadas amostras de solos (rizosfera), raízes e folhas das espécies, de plantios experimentais na Estação Experimental de Silvicultura Tropical do INPA, Manaus, AM, em dois solos podzólicos. Todas as espécies apresentaram infecções por MA, mas diferiram quanto às colonizações, bem como nas concentrações de macro e micronutrientes nas folhas. Foram encontradas algumas correlações significativas (oito de um total de 64) entre as colonizações por micorrizas nas raízes e os teores de Ca, P, Cu, Fe, Mn c Zn nas folhas das espécies. Estas correlações estatisticamente significativas indicam que as endomicorrizas estão contribuindo para a absorção de nutrientes pelas plantas nas condições de terra firme da Amazônia Central.<hr/>A large number of forestry species are found in the Amazon, several of which are of economic value, such as Abiurana (Eremoluma williamii), Andiroba (Carapa guianensis), Cardeiro (Scleronema micranthum), Cedrorana (Cedrelinga catenaeformis). Cumarú (Dipterix odorata), Jacareúba (Calophyllum angulare), Marupá (Simaruba amara) and Piquiá (Caryocar villosum). Their nutritional requirements and arbuscular mycorrhizae (AM) affinity are generally unknown when growing on acid and low fertility soils. Root, soil and leaf samples from adult plants were collected from experimental plantations growing on ultisols near Manaus, AM, Brazil. All the species presented endomycorrhizal fungi, but differed in tenns of colonization index, as well as macro and micronutrient contents of the leaves. Some statistically significant relationships were found (eight of a total of 64) between root colonization and Ca, P, Cu, Fe, Mn and Zn contents of the leaves. These relationships suggest that endomycorrhizae are contributing to plant nutrient absorption under the acid and low fertile soils in the Central Amazon. <![CDATA[Myxomycetes from Roraima state, with special reference to the Maracá ecological reserve (Amajari - RR, Brazil)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0044-59671999000200195&lng=en&nrm=iso&tlng=en Myxomycetes do Estado de Roraima, com especial referência para a Estação Ecológica de Maracá (Amajari - RR, Brasil). Este levantamento eleva para 28 o número de espécies de Myxo-mycetes encontradas para o estado de Roraima. Destas, 24 foram coletadas na Estação Ecológica dc Maracá ( Lat. 3°15' - 3°35'N, Long. 61°22' - 61°58'WG). As seguintes famílias e gêneros são registrados: Ceratiomyxaceae (Ceratiomyxa, 4 sp); Cribrariaceae (Cribraría, lsp, Dictydium, lsp); Didymiaceae (Didymium, 2 sp); Enteridiaceae (Lycogala, lsp, Tubifera,2 sp); Physaraceae (Craterium, 2sp, Fuligo, lsp, Physarum, 2 sp); Stemonitaceae (Comatrícha, lsp, Stemonitis, 4 sp); Trichiaceae (Arcyria, 3 sp, Hemitrichia, 2 sp, Perichaena, lsp, Trichia, lsp). Uma família, sete gêneros e onze espécies são novas referências para o estado; uma delas, Ceratiomyxa sphaerosperma Boedj., é nova para o estado de Roraima e para a Região Norte. São apresentados comentários e a distribuição geográfica das espécies no Brasil.<hr/>This survey raises the number of registers referred to the State of Roraima to 28 species of Myxomycetes. Of these, 24 were collected in the Maracá Ecological Reserve (Lat.3°l 5' - 3°35'N, Long. 61°22' - 61°58'WG). The following families and genera are registered: Ceratiomyxaceae (Ceratiomyxa, 4 sp); Cribrariaceae (Cribraría, lsp, Dictydium, lsp); Didymiaceae (Didymium, 2 sp); Enteridiaceae (Lycogala, 1 sp, Tubifera, 2 sp); Physaraceae (Craterium, 2 sp, Fuligo, 1 sp, Physarum, 2 sp); Stemonitaceae (Comatricha, 1 sp, Stemonitis, 4 sp); Trichiaceae (Arcyria, 3 sp, Hemitrichia, 2 sp, Perichaena, 1 sp, Trichia, Isp). One family, seven genera and eleven species are new records for the State; one of them, Ceratiomyxa sphaerosperma Boedj., is new for Roraima State and Northern Brazil. Comments and geographical distribution of these species are presented. <![CDATA[The mosses of the Marajó island - II - Municipallity of Anajás Pará, Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0044-59671999000200201&lng=en&nrm=iso&tlng=en No município de Anajás, Ilha de Marajó, situado no estado do Pará, foram realizadas coletas de Bryophyta (musgos), em continuidade ao projeto que tem como objetivo conhecer a brioflora da ilha. Foram identificadas 34 espécies, distribuídas em 25 gêneros e 17 famílias. Destas, Calymperaceae e Sematophyllaceae destacaram-se pela diversidade específica, com seis e cinco espécies, respectivamente. Os musgos Syrrhopodon leprieurii Mont., Fissidens elegans Brid., Isopterygium subbrevisetum (Hampe) Broth, e Meiothecium boryanum (C. Müll.) Mitt., são apresentados como novas ocorrências para o estado do Pará.<hr/>Mosses were collected in the municipality of Anajás, on the Marajó Island, in the northen Brazilian state of Pará. This work continues the survey of the Bryophyta flora of this island. Thirty-four species, belonging to 25 genera and 17 families, were identified from the municipality. Calymperaceae and Sematophyllaceae stand out as the families with the greatest number of species (six and five, respectively). The mosses Syrrhopodon leprieurii Mont., Fissidens elegans Brid., Isopterygium subbrevisetum (Hampe) Broth, and Meiothecium boryanum (C. Müll.) Mitt, represent new records for the state of Pará. <![CDATA[Plant structural analysis on Carajás and Marabá Regions - Para State, Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0044-59671999000200207&lng=en&nrm=iso&tlng=en O estudo fitossociológico levou em consideração duas áreas localizadas em Carajás e Marabá, na região sul do Pará. A amostragem abordou dois níveis: 1) Indivíduos com DAP ≥ 20cm em parcelas de 20m x 200m e, II) Indivíduos com 5cm ≤ DAP ≤ 20cm em duas sub-parcelas de 10m x 10m no início c final das parcelas. Todos os indivíduos do segundo nível foram considerados como regeneração natural do povoamento adulto. Em Carajás utilizou-se 35 (trinta e cinco) unidades amostrais (parcelas) e em Marabá 22 (vinte c duas). Do ponto de vista de composição florística, as áreas estudadas apresentaram-se heterogêneas, com índices de Shanon-Weaver estimados em 3,66 e 3,71, respectivamente, para Carajás e Marabá. A equação hipsométrica comum que melhor ajustou os dados observados foi: h = [ d 2.38 + 0.1387 h ] 2 As abundâncias médias foram 131,92 e 127,85 indivíduos/ha, respectivamente, para Carajás e Marabá. As estimativas de área basal foram 15,41 e 17,35 m2/ha nas regiões de Carajás e Marabá, respectivamente. A função de densidade I (Meyer) que melhor ajustou os dados de freqüência por classe de diâmetro (Fi) em função do centro de classe (DAP), para Carajás, foi Fi= e(9,56330614 - 0,07139847d) e Fi =e(8,96125691 - 0,06937877d) para Marabá. Também estimou-se que cerca de 36% das espécies existentes nas regiões estudadas possuem valor econômico no mercado madeireiro.<hr/>The structural analysis was carried out in Carajás and Marabá regions, South of State of Pará. The sampling plots of the forest inventory were divided in two levels: I) main sample plot with 20m x 200m for all trees with dbh&gt;20cm and, II) sub-sample plot with 10m x 10m for all trees with 5cm ≤ DAP ≤ 20cm at the beginning and at the end of the main sample. All trees of the level II were considered as natural regeneration of the studied forest. In Carajás were set up 35 (thirty five) sample plots and 22 (twenty two) in Marabá region. The Shanon-Weaver diversity indexes were 3.66 for Marabá and 3.71 for Carajás region. The observed data were better fitted by the following hypsometric function (relationship between height and dbh): h = [ d 2.38 + 0.1387 h ] 2 The dominances averaged 131.92 and 127.85 trees/ha for Carajás and Marabá, respectively. The basal areas averaged 15.41 and 17.35 m2/ha for Carajás and Marabá. The density functions of Meyer which best fitted the observed data were Fi= e(9.56330614 - 0.07139847d) for Carajás and Fi =e(8.96125691 - 0.06937877d) for Marabá. For both regions about 36% of the inventoried species have some economical market value. <![CDATA[Phenological interpretation of five Chrysobalanaceae tree species in the Adolpho Ducke Forest Reserve, Manaus, Amazonas, Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0044-59671999000200223&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este estudo foi desenvolvido na Reserva Florestal Adolpho Ducke, ao norte de Manaus. Analisaram-se dados de observações fenológicas sobre cinco espécies da família Chrysobalanaceae, Licania heteromorpha L. longistyla L octandra Couepia longipendula, C. robusta e dados meteorológicos obtidos no período de 1970 a 1994. Determinaram-se as percentagens médias mensais de ocorrência, frequência, regularidade, data e duração média anual das fenofases, e o índice de sincronia entre indivíduos e na população para a plena floração (F2), frutos maduros (F5) e folhas novas (F8) de cada espécie. L. heteromorpha apresentou pico máximo de plena floração na transição para a estação chuvosa (Nov.-Jan.); L. longistyla (Jun.) e L. octandra (Jul.) na transição para a estação seca; C. longipendula e C. robusta na estação seca (Out.). As espécies apresentaram frequência anual a supra-anual na floração, com padrão irregular, com exceção de L. octandra supra-anual e padrão muito irregular. A duração média da floração foi de 4,8 meses e de 5,5 meses para a frutificação para as cinco espécies. O índice de sincronia da plena floração foi alta para L. octandra (0,79), média para C. longipendula (0,56) e baixa para L. heteromorpha, L. longistyla e C. robusta (&lt; 0,32) espécies mostraram ser perenifólias. Uma análise multivariada mostrou que a plena floração teve correlação linear negativa com a precipitação e umidade relativa (r = -0,34) e correlação positiva com a insolação (r = 0,29), temperatura máxima (r = 0,26) e evaporação (r = 0,31); a fase de frutos maduros apresentou correlação positiva com a precipitação (r = 0,27) e negativa com a temperatura mínima (r = -0,35) e insolação (r = -0,27); a fase de folhas novas apresentou correlação semelhante à da plena floração.<hr/>This study was carried out in the Adolpho Ducke Forest Reserve, on north of Manaus. Phenological observations on five species of Chrysobalanaceae, Licania heteromorpha, L. longistyla, L. octandra, Couepia longipendula and C. robusta were analyzed in relation to meteorological data over 25 years. The monthly mean percentages of occurrence, frequency, regularity, date, duration of the phenophases, and the synchrony among individuals and in the population for flowering (F2), mature fruits (F5) and new leaves (F8), were calculated. L. heteromorpha showed maximum flowering in the transition to the wet season (Nov.-Jan.); L. longistyla (June) and L. octandra (July) in the transition to the dry season (May-July); C. longipendula and C. robusta in the dry season (Oct.). The species showed annual to supra annual frequency of phenophase occurrence and an irregular flowering pattern, except for L. octandra supra annual and very irregular pattern. The mean duration of the flowering (all species) was 4.8 months and 5.5 months for the fruiting. The synchronism index of flowering in the population was high in L. octandra (0.79), medium in C. longipendula (0.56) and low in L. heteromorpha, L. longistyla and C. robusta (0.32). All the species showed characteristics of evergreen plants. A principal components analysis of three phenological phases (F2, F5 Fs) and meteorological variables showed that flowering (F2) had a negative linear correlation with rainfall and relative humidity (r = -0.34), and a positive correlation with insolation (r = 0.29), maximum temperature (r = 0.26) and evaporation (r = 0.31); mature fruits (F5) showed a positive correlation with rainfall (r = 0.27) and a negative correlation with minimum temperature (r = -0.35) and insolation (r = -0.27); the new leaves phase (Fx) had correlations similar to those found for flowering (F2). <![CDATA[Observations on aquatic Macrophyte Dynamics In the Reservoir Of The Balbina Hydroelectric Powerplant, Amazonas State, Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0044-59671999000200243&lng=en&nrm=iso&tlng=en Between 1991 and 1995 aquatic macrophyte composition was observed in the lower part of the reservoir of the hydroelectric power plant of Balbina (Amazonas, Brazil). After closure of the dam in 1987, vegetation cover - mostly Eichhornia crassipes - was high, but was not quantified. After 1990 it declined rapidly with a characteristic succession pattern: Eichhornia ® Vincularia + Cyperaceae ® Salvinia. The Cyperaceae, and many other less dominant species, were mostly associated with drift wood, produced by the decomposing, emergent forest. Comparison of the chemical data of the Uatumã river before the construction of the dam (1983) with those of later years (1989 - 1995) suggests that the succession was the result of a relatively mild and short period of eutrophication, followed by declining nutrient levels. Annual variation of water levels, followed by aquatic and terrestrial decomposition of the marginal vegetation, may allow for the maintenance of relatively productive vegetation belts along the shore lines of islands and inundated stream valleys.<hr/>Entre 1991 e 1995 a composição das macrófitas aquáticas da porção inferior do reservatório da hidrelétrica de Balbina foi observada. Após o fechamento do lago pela barragem em 1987 a cobertura do lago por macrófitas aquáticas, principalmente por Eichhornia crassipes, foi alta, mas não existem dados quantitativos. A partir de 1990 a redução da cobertura foi rápida, e notou-se uma sucessão nítida e consistente em diversas áreas do lago: Eichhornia ® Utricularia e Cyperaceae ® Salvinia. As ciperáceas e outras plantas menos dominantes foram associadas com madeiras flutuantes provenientes da floresta emergente em decomposição. O monitoramento contínuo das condições químicas da água (1983 - presente) sugere que a sucessão é o resultado de um período relativamente curto de eutrofização, seguido por um declínio rápido do teor de nutrientes. Devido as variações anuais do nível d'água, a faixa marginal das ilhas e dos igarapés inundados é caraterizada por solos relativamente ricos, graças à decomposição periódica de plantas terrestres inundadas na cheia, e de macrófitas aquáticas na seca. Portanto, espera-se que o lago, com suas milhares de ilhas e igarapés inundados, sustente uma certa produtividade pesqueira, apesar do baixo nível de nutrientes do lago. <![CDATA[Amazonian kaolinite: characterization and permutation]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0044-59671999000200267&lng=en&nrm=iso&tlng=en O presente trabalho descreve, basicamente a caracterização dos constituintes da fração argila, principalmente da caulinita e sua permutabilidade com alguns cátions metálicos, em solo Amazônico. Para tanto, amostras de Latossolo Amarelo foram coletadas em um perfil de estrada da Usina Hidrelétrica Balbina, Km 12, próximo ao município de Presidente Figueiredo (AM). Estas foram secadas ao ar (TFSA), desagregadas e separadas granulometricamente nas frações areia, silte e argila. As amostras da fração argila foram tratadas com H2O2/HC1 para eliminar a matéria orgânica e óxido de ferro. As amostras da fração argila sem tratamento e tratada foram caracterizadas por difração de raios X de pó e espectroscopia no infravermelho. Os constituintes químicos da fração argila tratada foram determinados por espectrometria de absorção atômica, volumetria e gravimetria. Os resultados obtidos mostraram que as amostras da fração argila sem tratamento apresentaram a seguinte constituição: gibsita goethita, quartzo, matéria orgânica e caulinita. A fração argila tratada apresentou basicamente quartzo c caulinita, sendo a caulinita membro final da série caulinítica, com pouca distribuição de cargas negativas. Nas amostras tratadas foram efetuados também experimentos de permutabilidade com Na+, K+ e Fe3+ e os teores determinados por espectrofotometria na região do ultravioleta-visível e fotometria de chama. Os resultados mostram que a fração argila tratada possui capacidade de retenção de 2,21% de água de absorção, no caso de cátions monovalentes: 1,3 e 2,7 meq/100 g de amostra, para o K+ e Na+, respectivamente. No entanto, essa fração retêm cerca de 21,7 meq/100 g de amostra para o Fe3+. Esse valor elevado para a retenção de Fe3+ é provavelmente atribuído ao fenômeno de permutabilidade entre o Fe3+ e a caulinita acompanhado dc redução no valor de pH para 2,2, seguida de substituição de Fe3+ por Al3+, no sítio octaédrico, revelada pela espectroscopia no infravermelho.<hr/>The present work, basically of the fraction clay characterization, mainly of the kaolinite and its exchange with some metallic cation (Na+, K+ e Fe3+), in Amazon soil. The samples of Latosoil Yellow were collected from a pedon located in the vivinity of the Presidente Figueiredo city. State of Amazon, Brazil. The particles were fractionated on the basis of particle size, and sand, silt in clay fractions were obtained. The samples of the clay fraction were treated with H2O2/HC1 to eliminate the organic matter and oxide of free iron and submitted the analyses using the following techniques: X-ray diffraction, infrared spectroscopy, ultraviolet-visible spectroscopy, atomic absorption spectroscopy, as well as, volumetric, gravimetric and flame photometric analyses. The obtained results showed that the clay fraction presents to the following constitution: gibsite, goethite, quartz, organic material and kaolinite. Being the kaolinite the final member of the series, with little distribuition of negative. For this study, it was possible to also propose that the fraction treated clay possesses capacity of retention of 2.21% of adsortion water, in the case of cations monovalence: 1.3 and 2.7 meq/100g of sample, for K+ and Na+, respectively. However, that fraction retains about 21.7 meq/100g of sample for the Fe3+. That value elevated for the retention of Fe3+ is probably attributed to the several species hydrolyzed of Fe3+ in that caused the reduction in the pH value for 2,2 and it can also facilitate, the substituition of Fe3+ for Al3+, by in the octahedral site. <![CDATA[Physical characterizaton of 'sediments and soils of two lowland lakes in Central Amazonia]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0044-59671999000200277&lng=en&nrm=iso&tlng=en O regime hidrológico de nível de água baixo e alto torna as várzeas suscetíveis a alterações ecológicas, tanto nos solos quanto nos lagos. No período de nível de água alto, as várzeas são “fertilizadas” pelo sedimento cm suspensão que é depositado, tomando essas áreas as mais férteis da Região Amazônica. O presente trabalho avalia as características de solos e de sedimentos de dois lagos de várzea (Passarinho e Gravetão, situados próximo a Manaus) no que tange às propriedades físicas como a textura c curvas de retenção de água. Os resultados revelam que os solos e os sedimentos têm alta capacidade de reter a água, c consequentemente de água disponível, com valores máximos da ordem de 45 mm/10cm, considerando a água disponível entre os potenciais -10 e -1500 kPa. A fração silte da composição granulométrica foi, na maioria dos resultados, a mais expressiva, variou de 17 a 71%.<hr/>The hydrologic regime, with high and low water levels make the low land very succeptible to ecological changes, in both soils and lakes. During high level periods, low land is “fertilized” by sediment deposition, making these areas the most fertile areas of the Amazonian region. This work is an evalution of soil and sediment characteristics of two low land lakes: Passarinho and Gravetão. They are situated near Manaus, Brazil. Parameters studied were: texture, and water retention. The results show that soils and sediments have high water retention properties, with maximum values around 45 mm/10cm, considering the available water between -10 and -1500 kPa. Silt is the main component in most samples, varying from 17 to 71%. <![CDATA[Antropometric study of pre-echool children in the Rio Negro valey, Amazonas State, Brazil. II -Barcelos]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0044-59671999000200293&lng=en&nrm=iso&tlng=en Foi realizado no município de Barcelos (1995) estudo transversal, onde avaliou-se o estado nutricional de 240 pré-escolares da área urbana e 43 na área rural, por meio de avaliação antropométrica, adotando-se a classificação de Gomez e os critérios propostos pela OMS. Constatou-se pela classificação de Gomez, que 41,7% das crianças da área urbana apresentavam algum grau de desnutrição, predominando a forma leve- (DI) 32,1%, acometendo indistintamente todas as faixas etárias, sendo de apenas 2,5% a ocorrência da forma grave (DIII). Na área rural, o quadro registrado não difere muito quanto a intensidade (37,2%), contudo, mostra-se mais atenuado em relação a gravidade da desnutrição. Segundo os critérios da OMS, 31,1% das crianças do município apresentavam inadequação no indicador “altura/idade” (desnutrição crônica), constatando-se uma relativa proteção nas crianças no primeiro ano de vida (10,2%). A inadequação no indicador “peso/altura” (desnutrição aguda), foi constatada em apenas 4,2% dos pré-escolares do município, acometendo principalmente as crianças no primeiro ano de vida. Estes resultados evidenciam as precárias condições de saúde e nutrição da referida população.<hr/>A cross-sectional study was carried out in the municipal district of Barcelos (Amazonas State, Brazil) in 1995, involving 240 pre-school children in the urban area and 43 in the interior, in order to evaluate their nutritional status according to antropometric indicators. According to the Gomez classification, in the urban area 41,7% of the children presented some degree of malnutrition, with the mild form DI predominanting (32,1%) and affecting all age-groups indiscrimanately; the prevalence of the severe form DIII was 2,5%. In the interior 37,2% of the children presented some degree of malnutrition, but the prevalence of the more severe forms was lower. According to the criteria of the WHO, 31,1% of the children presented a height for age ratio indicative of chronic undernourishiment, less frequent in the first year of life (10,2%). Weight for height ratios indicative of acute undernutrition were detected in 4,2% of the sample, mainly in children under 12 months old. These results are an indication of the precarious state of health and nutrition of the study population. <![CDATA[Influence of seedbed mulching and shading on the germination and early development of Rosewood (<em>Aniba rosaeodora</em>)<em> </em>Seedlings.]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0044-59671999000200303&lng=en&nrm=iso&tlng=en Um experimento foi instalado no viveiro da Reserva Florestal Adolfo Ducke, Manaus, Amazonas, Brasil, com o objetivo de comparar três tipos de cobertura de canteiros empregados em viveiros florestais e testar quatro níveis de sombreamento na germinação, emergência e desenvolvimento de plântulas de pau rosa (Aniba rosaeodora Ducke). Na cobertura dos canteiros utilizou-se palha de arroz, serragem e vermiculita. Os níveis de sombreamento de 30, 50 e 70% foram obtidos por meio de telas de poliolefinas de cor preta, sendo o de 0% obtido por semeadura a pleno sol. O delineamento estatístico foi de parcelas subdivididas em blocos ao acaso. Os tipos de cobertura utilizados e a interação entre os níveis de sombreamento e tipo de cobertura de canteiros não influenciaram na germinação das sementes e no índice de velocidade de emergência. Os níveis de sombreamento não influenciaram na germinação das sementes, mas apresentaram efeito significativo no índice de velocidade de emergência. Os tipos de cobertura dos canteiros não influenciaram no desenvolvimento das plântulas em altura, diâmetro à altura do colo e peso da matéria seca da parte aérea, do sistema radicular e total; a área foliar das plântulas obtidas com a cobertura de vermiculita foi melhor que com serragem. Melhores resultados de crescimento em altura e peso da matéria seca da parte aérea, do sistema radicular e total, foram observados nas plântulas cultivadas sob os níveis de 30 e 50% de sombreamento. As interações de 30% de sombreamento com a cobertura de vermiculita c 50% de sombreamento com a cobertura de palha de arroz proporcionaram maiores valores de crescimento em altura e peso da matéria seca total das plântulas de pau rosa, respectivamente.<hr/>An experiment was carried out in the nursery at Adolph Ducke Forest Reserve, Manaus, Amazonas, Brazil, to compare three types of mulching material often used in forest nurseries and to test four shade levels on germination, emergence and development of rosewood (Aniba rosaeodora Ducke) seedlings. The seedbeds were covered with rice straw, sawdust and vcrmiculite. The shade levels (30, 50 and 70%) were obtained by using black polyolefine screens and 0% shading intensity was obtained under full open sky. The experimental design was a split-plot in randomized blocks. The types of mulch and interaction between shading levels and mulching did not influence seed germination and emergence speed index. The shade levels did not influence seed germination, but significantly effected emergence speed index. The mulches did not influence seedling growth in height, diameter and shoot, root and total dry weight, but the leaf area of the seedlings obtained with vermiculite mulch was greater than that obtained with sawdust. Better results in height growth and shoot, root and total dry weight were observed in seedlings grown under 30 and 50% shade. The interactions between 30% shade and vermiculite mulching and 50% shade and rice straw provided the best height growth and total dry weight, respectively. <![CDATA[Occurrence of <em>Spaethiella coccinea </em>Boheman (Coleoptera: Chrysomelidae, Hispinae) on <em>Theobroma grandiflorum </em>[Willdenow ex Sprengel] Schumman, (sterculiaceae), in Manaus, Amazonas, Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0044-59671999000200313&lng=en&nrm=iso&tlng=en A preliminary study on the ocurrence of Spathiella coccinea Boh. (Coleoptera) on Theobroma grandiflorum (cupuassu), native Amazonian fruit plant, are reported. S. coccinea is known to feed on leaves of many species of palm, and has been found in Elaeis guineensis (Palmaceae) leaves. From September 1994 to February 1996 observations were made on the behavior and seasonal aspects of S. coccinea and larvae, pupae and adults found on the leaves of cupuassu were hand collected. The highest number of insects was found in the rainy season February 1995.<hr/>A ocorrência de Spathiella coccinea Boh. em plantas de Theobroma grandiflorum Schum. (cupuaçuzeiro), fruteira nativa da região Amazônica é aqui registrada. S. coccinea é conhecida como um Coleoptera que se alimenta de folhas de palmeiras de diversas espécies tendo sido encontrado na região de Tefé, alimentando-se de folhas de dendezeiros Elaeis guineensis. Durante dezoito meses foram feitas observações sobre o comportamento sazonal desses besouros, coletando-se manualmente larvas, pupas e adultos sobre e sob as folhas de cupuaçuzeiros. Encontrou-se o maior número desses indivíduos nos meses correspondentes ao período mais chuvoso. <![CDATA[Description of <em>Syndyas amazonica </em>SP.N. And the first record of the genus in the Neotropical region (Diptera, Empididae, Hybotinae)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0044-59671999000200319&lng=en&nrm=iso&tlng=en Uma espécie amazônica de Syndyas é descrita e ilustrada: Syndyas amazonica sp.n.. Este é o primeiro registro do gênero na Região Neotropical.<hr/>One amazonian species of Syndyas is described and illustrated: Syndyas amazonica sp.n.. This is a first geographical record of the genus in the Neotropical Region. <![CDATA[A new genus of Holothyrina: Neothyridae (Arachnida, Anactinotrichida) from the Manaus area, Amazonas state, Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0044-59671999000200325&lng=en&nrm=iso&tlng=en A new genus of Neothyridae, type species Diplothyrus schubarti sp. n., is described from the leaf litter of a primary forest in the Reserva Florestal Adolpho Ducke, Manaus, Amazonas, Brazil. The two pairs of lateral excretory orifices instead of a single one in the type genus Neothyrus of the family Neothyridae, are diagnostic. A protonymph of Neothyrus ana Lehtinen, 1981, is also described as the first known nymphal stage of this family.<hr/>Um novo gênero de Neothyridae, espécie tipo Diplothyrus schubarti sp.n., é descrito da liteira dc uma floresta primária na Reserva Florestal Adolpho Ducke, Manaus, Amazonas, Brasil. Os dois pares laterais dc orifícios excretores, em vez de um único, como no gênero tipo Neothyrus da família Neothyridae, são usados como característica. Uma protoniinfa de Neothyrus ana Lehtinen, 1981, também é descrita como o primeiro estágio ninfal conhecido desta família. <![CDATA[Two new Bucephalidae (Trematoda) from Fishes of the Brazilian Amazon]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0044-59671999000200331&lng=en&nrm=iso&tlng=en Two new species of Bucephalidae (Trematoda) are described from fishes of the Brazilian Amazon. Glandulorhynchus turgidus gen. et sp. n. from Hydrolycus sp. differs from all others in the family by having conspicuous glands near the anterior extremity and an expanded uterus used for storing eggs. Prosorhynchus piranhus sp. n. from Serrasalmus rhombeus is characterized as having a small rhynchus and pharynx, and a large cirrus sac.<hr/>Duas novas espécies de Bucephalidae (Trematoda) são descritas de peixes da Amazônia brasileira. Glandulorhynchus turgidus gen. et sp. n. parasita de Hydrolycus sp. distingue-se das demais espécies da família por apresentar glândulas conspícuas próximo à extremidade anterior e um útero expandido para amazenar ovos. Prosorhynchus piranhus sp. n. parasita de Serrasalmus rhombeus é caracterizado por ter um “rhynchus” pequeno e uma bolsa de cirro grande.