Scielo RSS <![CDATA[Jornal Brasileiro de Psiquiatria]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0047-208520160003&lang=pt vol. 65 num. 3 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Estágios preliminares da adaptação transcultural da versão brasileira do McMaster Family Assessment Device]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0047-20852016000300201&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Objective To carry out the preliminary stages of the cross-cultural adaptation of the Family Assessment Device (FAD) to Brazilian Portuguese language and examine its reliability. Methods The translation and cross-cultural adaptation of the FAD were developed according to the methods internationally recommended. The resulting product was applied to 80 individuals who completed the questionnaire on two different occasions, seven days apart. Internal consistency was obtained through Cronbach’s alpha, and reliability was estimated by using the Bland and Altman method. Results The internal consistency obtained was very good (Cronbach’s alpha = 0.910). The mean differences of FAD dimensions found in the Bland and Altman test were the following: -0.21 (Problem Solving); -0.32 (Communication); -0.17 (Roles); 0.2 (Affective Responsiveness); -0.27 (Affective Involvement); -0.08 (Behavior Control); -0.02 (General Functioning). Conclusion The processes of translation and cross-cultural adaptation were successful. Assessment of the structural validity and external construct validity is recommended for the improvement of the Brazilian version.<hr/>RESUMO Objetivo Proceder as fases preliminares da adaptação transcultural do Family Assessment Device (FAD) para o português falado no Brasil e analisar sua confiabilidade. Métodos A tradução e a adaptação transcultural do FAD foram realizadas de acordo com métodos internacionalmente recomendados. A versão brasileira foi aplicada em 80 indivíduos que completaram o questionário em duas ocasiões distintas, com intervalo de sete dias. A consistência interna foi avaliada pelo alfa de Cronbach e a reprodutibilidade foi estimada utilizando o método de Bland-Altman. Resultados A consistência interna obtida foi muito boa (alfa de Cronbach = 0,910). A média das diferenças das dimensões do FAD encontradas no teste de Bland-Altman foi a seguinte: -0,21 (Resolução de Problemas); -0,32 (Comunicação); -0,17 (Papéis); 0,2 (Resposta Afetiva); -0,27 (Envolvimento Afetivo); -0,08 (Controle do Comportamento); -0,02 (Funcionamento Geral). Conclusão Os processos de tradução e adaptação transcultural foram bem-sucedidos. A aferição da validade de conteúdo é recomendada para o aprimoramento da versão proposta. <![CDATA[Empatia e reconhecimento de expressões faciais de emoções básicas e complexas em estudantes de Medicina]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0047-20852016000300209&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO Objetivo Avaliar a empatia e a capacidade de reconhecimento de emoções básicas e complexas e suas correlações em estudantes de Medicina. Métodos O desenho do estudo foi transversal. Foram avaliados 86 alunos do 3º e 4º ano do curso de Medicina de uma faculdade de Medicina do interior do estado de São Paulo com os seguintes instrumentos: (i) escala Jefferson de empatia, (ii) tarefa de Reconhecimento de Expressões Faciais de emoções básicas (REF) e (iii) Reading the mind in the eyes test (RMEt). Resultados A média geral de acertos no REF foi 15,6 (DP: ±2,3). Houve diferença estatisticamente significante no número de acertos da emoção tristeza no sexo feminino comparado com o masculino (t84 = 2,30; p = 0,02). Em relação ao RMEt, a média geral de acertos foi de 26,5 (DP: ±3,3) com diferença estatisticamente significante entre os gêneros com maior número de acertos entre as estudantes do sexo feminino (t84 = 3,43; p &lt; 0,01). O escore total médio na escala de empatia foi 121,3 (DP: ±9,8). Houve correlação positiva fraca entre o escore total da escala de empatia e o número de acertos para a emoção tristeza (r = 0,29; p &lt; 0,01). Conclusão O número de acertos para a emoção tristeza no REF e o escore total do RMEt foi maior no sexo feminino comparado com sexo masculino. Além disso, a empatia parece estar diretamente relacionada com a capacidade de reconhecer a emoção tristeza. Outros estudos parecem pertinentes para avaliar de forma mais profunda aspectos de empatia e reconhecimento de expressões faciais da emoção em estudantes de medicina.<hr/>ABSTRACT Objective The aim was to evaluate empathy and facial expression recognition of basic and complex emotions and their correlations in medical students. Methods A cross-sectional study was performed in a medical school of the state of São Paulo. We evaluated 86 third and fourth year medical students with the following instruments: (i) Jefferson Scale of Empathy, (ii) Facial Expression Recognition of basic emotions task (REF) and (iii) Reading the Mind in the Eyes test (RMEt). Results The overall mean score in the REF was 15.6 (SD: ±2.3). There was a statistical significant difference in the number of correct responses in sadness emotion in female gender compared to male (t84 = 2.30; p = 0.02). Regarding RMEt, the overall mean score was 26.5 (SD: ±3.3) with statistically significant difference between genders with higher number of correct responses among female students (t84 = 3.43; p &lt; 0.01). The mean score on the empathy scale was 121.3 (SD: ±9.8). There was significant weak positive correlation between the total score of empathy scale and the recognition of sadness facial emotion (r = 0.29; p &lt; 0.01). Conclusion The number of correct responses to sadness emotion in the REF and the total score of RMEt was higher in female students compared to male. In addition, empathy seems to be directly related to the ability to recognize sadness. Other studies are needed to provide a deeper understanding of empathy and facial emotion recognition in medical students. <![CDATA[Alto índice de recaída em adolescentes usuários de crack após a alta da internação]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0047-20852016000300215&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Objective The objective of the present study was to evaluate 88 adolescent crack users referred to hospitalization and to follow them up after discharge to investigate relapse and factors associated with treatment. Methods Cohort (30 and 90 days after discharge) from a psychiatric hospital and a rehab clinic for treatment for chemical dependency in Porto Alegre between 2011 and 2012. Instruments: Semi-structured interview, conducted to evaluate the sociodemographic profile of the sample and describe the pattern of psychoactive substance use; Crack Use Relapse Scale/CURS; Questionnaire Tracking Users to Crack/QTUC; K-SADS-PL. Results In the first follow-up period (30 days after discharge), 65.9% of participants had relapsed. In the second follow-up period (90 days after discharge), 86.4% of participants had relapsed. Conclusion This is one of the first studies that show the extremely high prevalence of early relapse in adolescent crack users after discharge, questioning the cost/benefit of inpatient treatment for this population. Moreover, these results corroborate studies which suggested, young psychostimulants users might need tailored intensive outpatient treatment with contingency management and other behavioral strategies, in order to increase compliance and reduce drug or crime relapse, but this specific therapeutic modality is still scarce and must be developed in Brazil.<hr/>RESUMO Objetivo O objetivo do presente estudo foi avaliar 88 adolescentes usuários de crack no que se refere à hospitalização e dar-lhes seguimento após a alta, para investigar as recaídas e os fatores associados ao tratamento. Métodos Coorte (30 e 90 dias após a alta) de um hospital psiquiátrico e uma clínica de reabilitação, para o tratamento de dependência química em Porto Alegre, entre 2011 e 2012. Instrumentos: entrevista semiestruturada, realizada para avaliar o perfil sociodemográfico da amostra e descrever o padrão de uso de substâncias psicoativas; Escala de Recaída dos Usuários de Crack/ERUC; Questionário de Seguimento de Usuários de Crack/QSUC; K-SADS-PL. Resultados No primeiro período de seguimento (30 dias após a alta), 65,9% dos participantes recaíram. No segundo período de seguimento (90 dias após a alta), 86,4% dos participantes tiveram recaíram. Conclusão Este é um dos primeiros estudos que mostram a prevalência extremamente alta de recaída precoce em adolescentes usuários de crack após a alta, questionando o custo-benefício do tratamento em regime de internação para essa população. Além disso, esses resultados corroboram estudos que sugerem que usuários de psicoestimulantes jovens podem precisar de um adaptado Tratamento Ambulatorial Intensivo, com manejo de contingências e outras estratégias comportamentais, a fim de aumentar a adesão, reduzir o uso da droga ou recaída ao crime. No entanto, essa modalidade terapêutica específica ainda é escassa e deve ser desenvolvida no Brasil. <![CDATA[Imagem corporal de gestantes: um estudo longitudinal]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0047-20852016000300223&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO Objetivos Comparar atitudes corporais, atitudes alimentares, sintomas depressivos, autoestima, ansiedade e índice de massa corporal (IMC) de gestantes em diferentes momentos ao longo da gestação, bem como verificar a influência que as variáveis estudadas exercem sobre as atitudes corporais no primeiro, segundo e terceiro trimestre gestacional. Métodos Foram incluídas 17 gestantes que frequentavam o exame pré-natal na cidade de Juiz de Fora-MG, entre 22 e 41 anos de idade (média de 30,76 ± 5,65 anos), excluindo-se aquelas com dados incompletos. Como instrumentos de avaliação utilizaram-se: Body Attitudes Questionnaire, Eating Attitudes Test-26, Beck Depression Inventory, Rosenberg Self-esteem Scale, a versão curta do Brazilian State-Trait Anxiety Inventory e o questionário sociodemográfico. Ademais, foram coletados dados antropométricos e obstétricos. Foram realizadas análises estatísticas descritivas, comparativas e correlacionais. Resultados O IMC, as atitudes corporais negativas e a subescala “sentimento de gordura” aumentaram progressivamente ao longo da gestação (p &lt; 0,01). As atitudes alimentares, os sintomas depressivos, a autoestima e a ansiedade-estado não diferiram estatisticamente nos três momentos avaliados (p &gt; 0,05). Além disso, o IMC explicou 31% da variância das atitudes direcionadas ao corpo no primeiro trimestre, enquanto as atitudes alimentares foram responsáveis por 30% e 46% das atitudes corporais no segundo e terceiro trimestre, respectivamente. Conclusões As atitudes corporais, as atitudes alimentares, os sintomas depressivos, a autoestima e a ansiedade mantiveram-se constantes ao longo da gestação. O IMC e as atitudes alimentares influenciaram a imagem corporal em gestantes. Sugere-se a criação de instrumentos específicos a fim de um melhor entendimento das preocupações relacionadas ao corpo de gestantes.<hr/>ABSTRACT Objectives To compare body attitudes, eating attitudes, depressive symptoms, self-esteem, anxiety and body mass index (BMI) of pregnant women at different times during pregnancy, as well as to verify the influence that these variables have on body attitudes in the first, second and third trimester. Methods We included 17 pregnant women who attended prenatal care in the city of Juiz de Fora-MG, between 22 to 41 years old (mean 30.76 ± 5.65 years old), excluding those with incomplete data. The assessments instruments were: Body Attitudes Questionnaire, Eating Attitudes Test-26, Beck Depression Inventory, Rosenberg Self-esteem Scale, the short version of the Brazilian State-Trait Anxiety Inventory and sociodemographic questionnaire. In addition, anthropometric and obstetric data were collected. Descriptive, comparative and correlational statistical analyses were performed. Results The BMI, negative body attitudes and the “feeling fat” increased progressively throughout pregnancy (p &lt; 0.01). Eating attitudes, depressive symptoms, self-esteem and anxiety-state did not differ in these three conditions (p &gt; 0.05). In addition, BMI explained 31% of the variance of negative body attitudes in the first trimester, while eating attitudes were responsible for 30% e 46% of body attitudes in the second and third trimester, respectively. Conclusions The body attitudes, eating attitudes, depressive symptoms, self-esteem and anxiety remained constant throughout pregnancy. BMI and eating attitudes influenced the body image in pregnant women. It was suggested the creation of specific instruments in order to better understand the body concerns of pregnant women. <![CDATA[Tentativas de suicídio e suicídios na atenção pré-hospitalar]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0047-20852016000300231&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO Objetivo Caracterizar as tentativas de suicídio e suicídios ocorridos em um município do noroeste do Estado do Paraná, atendidos em serviço pré-hospitalar. Métodos Estudo descritivo, transversal, dos registros de atendimentos pré-hospitalares de 257 vítimas de tentativa de suicídio e suicídio, no período de 2005 a 2012, por meio de análise bidimensional por qui-quadrado. Resultados Ocorreram 180 tentativas de suicídio e 76 suicídios. A idade variou de 13 a 93 anos, com média de 33,5 ± 15,1 anos e maior prevalência na população jovem do sexo masculino. As ocorrências se concentraram nos meses da primavera e verão, na zona urbana. O uso de objeto cortante foi o método mais empregado, seguido por intoxicação e precipitação de locais elevados. Conclusão Conhecer características, métodos e fatores agravantes fornecem subsídios para implementação de medidas de prevenção.<hr/>ABSTRACT Objective To characterize suicide attempts and suicides in a city in Northwestern Paraná State, attended in the pre-hospital care. Methods Descriptive, cross-sectional study, performed with pre-hospital care records to 257 victims of suicide and suicide attempt, in the period in 2005 to 2012, through two-dimensional analysis by chi-square. Results There were 180 attempted suicides and 76 suicides. The age ranged 13-93 years, mean 33.5 ± 15.1 years and most prevalent in young male population. The events concentrated on the months of spring and summer, in the urban area. The use of biting object was the most used method, followed by poisoning and precipitation high places. Conclusion To know the characteristics, methods and aggravating factors provide subsidies for the implementation of prevention measures. <![CDATA[Níveis de zinco sérico em pacientes internados com depressão]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0047-20852016000300239&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO Objetivo Comparar pacientes internados com depressão e com transtorno de humor bipolar em episódio depressivo quanto aos níveis séricos de zinco. Métodos Foram incluídos 46 pacientes com idade igual ou superior a 19 anos, de ambos os sexos, internados em Unidade de Internação Psiquiátrica de um hospital universitário do sul do Brasil. Os participantes foram divididos em dois grupos: Grupo Depressão (Grupo D) e Grupo com Transtorno de Humor Bipolar em episódio depressivo (Grupo THB). A análise do zinco sérico foi realizada por meio de espectrofotometria de absorção atômica. Como valores de referência para normalidade, foram adotados níveis de zinco sérico acima de 59 µg/dL para mulheres e acima de 61 µg/dL para homens. Resultados Os níveis de zinco sérico estavam dentro do padrão de normalidade em 95,7% dos pacientes. A mediana de zinco no Grupo D foi de 88,5 µg/dL e de 81,5 µg/dL no Grupo THB, porém essa diferença não foi estatisticamente significativa. O Grupo THB apresentou valores maiores de índice de massa corporal (IMC), LDL colesterol e mais internações psiquiátricas prévias. Conclusão Os resultados encontrados no presente estudo mostram que os níveis de zinco sérico em pacientes em uso de antidepressivos e outras medicações psiquiátricas, internados por THB em episódio depressivo, quando comparados a pacientes com depressão, não diferiram e estavam dentro da faixa de normalidade. O uso dessas medicações pode ter influência nas concentrações séricas do mineral.<hr/>ABSTRACT Objective To evaluate the serum zinc levels of patients with depression, with or without bipolar disorder, hospitalized in a psychiatric inpatient unit of a university hospital in southern Brazil. Methods Participated in the study 46 patients, aged 19 or over, both sexes, admitted to psychiatric inpatient unit of a university hospital in southern Brazil. The participants were divided in two groups: Group Depression (D group) and Group with Bipolar Disorder in depressive episode (THB Group). The analysis of serum zinc has been done through atomic absorption spectrophotometry. Were adopted as reference values for normality serum zinc levels over 59 µg/dL for women and over 61 µg/dL for men. Results The serum zinc levels were normal in 95.7% of the patients. The average of zinc in D Group were 88.5 µg/dL and 81.5 µg/dL in THB Group, however this difference was not statistically significant. The THB Group showed higher values of IMC, LDL cholesterol and previous psychiatric hospitalizations. Conclusion The results of this study show that serum zinc levels in patients using antidepressants and other psychiatric medications, hospitalized for bipolar disorder in depressive episode, compared with patients with depression did not differ and were within the normal range. The use of these medications may affect serum concentrations of this mineral. <![CDATA[Prescrição de medicamentos potencialmente inapropriados para idosos em instituição especializada em saúde mental]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0047-20852016000300245&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO Objetivo Estimar a frequência de prescrição de medicamentos potencialmente inapropriados (MPI) para idosos institucionalizados em um hospital psiquiátrico. Métodos Estudo descritivo, transversal, baseado em análise de prescrições médicas para indivíduos com idade igual ou superior a 65 anos (n = 40), elaboradas no mês de janeiro de 2013 e coletadas de prontuários médicos em uma instituição hospitalar pública, especializada em saúde mental. Foram analisadas variáveis sociodemográficas e clínicas relativas ao idoso. Os medicamentos prescritos foram categorizados pelos Critérios de Beers (CB), em: 1) MPI que devem ser evitados em qualquer condição clínica; 2) MPI nas condições clínicas identificadas no estudo; 3) medicamentos que devem ser utilizados com precaução em idosos. Resultados Houve predomínio do sexo feminino (62,5%, n = 25/40). Em relação à idade, a média foi de 73 anos (66-93 anos). O tempo médio de internamento foi de 15 anos e o principal diagnóstico foi esquizofrenia (56,4%; n = 22/39). A prevalência de polifarmácia foi 70%. Os medicamentos mais prescritos foram prometazina e haloperidol. Em relação aos CB, observou-se que 40,2% (n = 90/224) dos medicamentos prescritos foram classificados como MPI em qualquer condição clínica; 38,8% (n = 87/224) MPI em determinadas condições clínicas e 23,7% (n = 53/224) pertenciam a categoria dos medicamentos que devem ser utilizados com cautela em idosos. Conclusão Obteve-se uma elevada prevalência de MPI para idosos, quando comparada com estudos semelhantes. Os CB contribuíram para a análise das prescrições, possibilitando a identificação de medicamentos que podem potencializar os riscos de desenvolvimento de iatrogenias ou agravamento de patologias preexistentes.<hr/>ABSTRACT Objective To estimate the frequency of prescription of potentially inappropriate medications (PIM) for institutionalized older adults in a psychiatric hospital. Methods Descriptive study, transversal, based on analysis of prescriptions for individuals aged over 65 years (n = 40), drawn up in January 2013 and collected from medical records in a public hospital. Sociodemographic and clinical variables were analyzed. Medications were categorized by Beers Criteria (BC): 1) PMI which should be avoided in any clinical condition; 2) MPI to avoid in older adults with certain diseases identified on the study; 3) medications to be used with caution in older adults. Results There was a predominance of females (62.5%, n = 25/40). Regarding age, the average was 73 years (66-93 years). The inpatient average time was 15 years and the main diagnosis was schizophrenia (56.4%; n = 22/39). The prevalence of polypharmacy was 70%. The most commonly prescribed drugs were promethazine and haloperidol. Regarding the CB, it was observed that 40.2% (n = 90/224) of the prescribed drugs have been classified as PIM in any clinical condition; 38.8% (n = 87/224) PIM in specific clinical conditions and 23.7% (n = 53/224) belonged to the category of drugs that should be used with caution in the older adults. Conclusion We obtained a high prevalence of PMI for older adults compared with similar studies. The BC contributed to the analysis of the requirements, enabling the identification of drugs that may enhance the risk of developing iatrogenic or worsening of preexisting conditions. <![CDATA[Aprendizado, aquisição e extinção de medo mediados pelo fator neurotrófico derivado do cérebro, como alvos para o desenvolvimento de novos tratamentos para ansiedade]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0047-20852016000300251&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Anxiety and obsessive-compulsive related disorders are highly prevalent and disabling disorders for which there are still treatment gaps to be explored. Fear is a core symptom of these disorders and its learning is highly dependent on the activity of the neurotrophin brain-derived neurotrophic factor (BDNF). Should BDNF-mediated fear learning be considered a target for the development of novel treatments for anxiety and obsessive-compulsive related disorders? We review the evidence that suggests that BDNF expression is necessary for the acquisition of conditioned fear, as well as for the recall of its extinction. We describe the findings related to fear learning and genetic/epigenetic manipulation of Bdnf expression in animals and BDNF allelic variants in humans. Later, we discuss how manipulation of BDNF levels represents a promising potential treatment target that may increase the benefits of therapies that extinguish previously conditioned fear.<hr/>RESUMO Os transtornos da ansiedade e o transtorno obsessivo-compulsivo (TOC) e transtornos relacionados são altamente prevalentes e incapacitantes. Apesar disso, ainda existem lacunas a serem exploradas em relação ao tratamento desses transtornos. O medo é um sintoma central desses transtornos e sua aprendizagem é altamente dependente da atividade do fator neurotrófico derivado do cérebro (BDNF). Porém, será que a aprendizagem de medo mediada pelo BDNF deve ser considerada um alvo para o desenvolvimento de novos tratamentos para transtornos da ansiedade, TOC e transtornos relacionados? Revisamos as evidências que sugerem que a expressão de BDNF é necessária para a aquisição do medo condicionado, bem como para a evocação de sua extinção. Descrevemos os resultados relacionados a aprendizagem de medo, manipulação genética e epigenética da expressão de Bdnf em animais e variantes alélicas de BDNF em seres humanos. Posteriormente, discutimos como a manipulação dos níveis de BDNF representa um alvo em potencial para o tratamento, o que pode aumentar os benefícios das terapias que extinguem o medo previamente condicionado. <![CDATA[Cirurgia bariátrica e transtornos alimentares: uma revisão integrativa]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0047-20852016000300262&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO Objetivo Realizar revisão sobre transtornos alimentares e comportamentos alimentares transtornados relacionados à cirurgia bariátrica. Métodos Revisão integrativa da literatura nas bases de dados PubMed, Lilacs, Bireme, portal SciELO com descritores indexados com critérios de inclusão: oferecer dado sobre a presença ou frequência de transtorno alimentar e/ou comportamentos alimentares disfuncionais previamente e/ou após a cirurgia. Resultados Foram selecionados 150 estudos (14 nacionais e 136 internacionais): 80,6% eram com avaliação de pacientes pré-/pós-cirúrgicos; 12% eram estudos de caso e 7,3% eram estudos de revisão. Diferentes instrumentos foram usados para avaliação, principalmente o Questionnaire on Eating and Weight Patterns, a Binge Eating Scale e Eating Disorders Examination Questionnaire. A compulsão alimentar foi o comportamento mais avaliado, com frequências/prevalências variando de 2% a 94%; no caso do transtorno da compulsão alimentar as frequências/prevalências variaram de 3% a 61%. Houve também a descrição de anorexia e bulimia nervosa, síndrome da alimentação noturna e comportamento beliscador. Alguns estudos apontam melhora dos sintomas no pós-cirúrgico e/ou seguimento enquanto outros apontam surgimento ou piora dos problemas. Conclusão Apesar da variabilidade entre métodos e achados, comportamentos alimentares disfuncionais são muito frequentes em candidatos à cirurgia bariátrica e podem ainda surgir ou piorar após a intervenção cirúrgica. Profissionais de saúde devem considerar de maneira mais cuidadosa tais problemas neste público, dadas às consequências para o resultado cirúrgico e qualidade de vida.<hr/>ABSTRACT Objective To conduct a revision about disordered eating and eating disorders related to bariatric surgery. Methods Integrative literature’s review on databases PubMed, Lilacs, Bireme, portal SciELO using indexed keywords; inclusion criteria was provide data about the presence or frequency of eating disorders or disordered eating behaviors previously and/or after surgery. Results One hundred and fifty studies were selected (14 in Brazil and 136 other countries): 80.6% were evaluation of patient’s pre or post-surgery; 12% were case studies and 7.3% were revision studies. Diverse scales and questionnaires were used for evaluation, mostly the Questionnaire on Eating and Weight Patterns, the Binge Eating Scale and the Eating Disorders Examination Questionnaire. Binge eating was the most common behavior evaluated, with frequencies/prevalence from 2% to 94%; for Binge Eating Disorder frequencies/prevalence’s range from 3% to 61%. Studies also describe anorexia and bulimia nervosa, night eating syndrome and grazing. Some studies point improvement of symptoms while others call attention for the emergence or aggravation of problems. Conclusion Despite the variability among methods and results, the presence of disordered eating behaviors is highly frequent among bariatric surgery candidates, and could emerge or get worse after surgery. Health care providers must consider carefully these problems due their impact on surgery results and quality of life. <![CDATA[Insatisfação com a imagem corporal em estudantes universitários – Uma revisão integrativa]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0047-20852016000300286&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO Objetivo Caracterizar a insatisfação corporal entre estudantes universitários. Métodos Revisão integrativa da literatura nas bases de dados PubMed, Lilacs, Bireme, portal SciELO e banco de teses com descritores indexados com os critérios de inclusão: população exclusivamente universitária, apresentação de dados referentes à frequência/prevalência da insatisfação corporal e/ou a caracterização de fatores relacionados. Resultados Foram selecionados 76 estudos (40 nacionais e 36 internacionais). A amplitude de insatisfação de imagem corporal em ambos os sexos foi de 8,3% a 87% nos estudos nacionais, e de 5,2% a 85,5% nos internacionais, avaliados, principalmente, por meio de escalas de silhuetas e/ou questionários (como o Body Shape Questionnaire, o Eating Disorder Inventory, e o Body-Self Relations Questionnaire Appearance Scales). Os fatores como exposição à mídia e redes sociais, o período menstrual e a baixa autoestima foram relacionados à insatisfação corporal. Conclusão A insatisfação corporal é um fenômeno comum entre os universitários, mas apresentando grande amplitude dependendo do sexo, instrumento, método e objetivo do estudo. Padronização na avaliação do construto é necessária para melhor compressão e discussão do problema.<hr/>ABSTRACT Objective To characterize body dissatisfaction among university students. Methods Integrative literature’s review on databases PubMed, Lilacs, Bireme, portal SciELO and thesis data using indexed keywords with inclusion criteria: exclusively college students population, featuring directly data about frequency/prevalence of body dissatisfaction and/or characterization of related factors. Results Seventy-six studies were selected (40 national and 36 international). The body dissatisfaction wide range in both sexes was from 8.3% to 87% in national studies, and from 5.2% to 85.5% in international; evaluated, primarily, by silhouettes scale and/or questionnaires (as the Body Shape Questionnaire, Eating Disorder Inventory and Body-Self Relations Questionnaire Appearance Scales). Factors like media and social networking service exposition, menstrual period, and low self esteem were related to body dissatisfaction. Conclusion Body dissatisfaction is a common phenomena among college students, but featuring wide range depending on sex, instrument, method and study’s objective. Construct evaluation’s standardization is necessary in order to better comprehend and discuss the problem. <![CDATA[Polidipsia psicogênica e hiponatremia – Efeito colateral da psicose: revisão com relato de caso]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0047-20852016000300300&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Primary polydipsia, or psychogenic polydipsia, is a condition that results in considerable morbidity and mortality. In psychiatric patients, psychogenic polydipsia and the syndrome of inappropriate antidiuretic hormone secretion may cause hyponatremia. In the 1970s, it was recognized that antipsychotics such as tiotixene and haloperidol could impair the excretion of a free water load. There are also several case reports of drug-induced hyponatremia in patients using atypical drugs suggesting that these probably can also impair water balance and induce hyponatremia. Case report and review of relevant literature are reported in this article. Psychogenic polydipsia is a common cause of hyponatremia among individuals with chronic mental illness. A case of severe hyponatremia caused by psychogenic polydipsia is described involving a female patient with an adult lifelong history of chronic mental illness diagnosed as schizoaffective disorder. After switching her antipsychotic medication to clozapine water ingestion was normalized as well as sodium levels and her psychotic symptoms improved. Primary polydipsia occurs commonly with schizophrenia and other mental diseases and can cause hyponatremia. PPD may present as an acute psychotic state or as inexplicable emergence of seizures. Appropriate, timely clinical assessment with special attention to thirst, fluid intake, and urine output is essential. Proper treatment may include drug withdrawal and fluid and saline restriction. Once corrected, some pharmacological agents can be tried. The article illustrates the importance of the diagnosis of psychogenic polydipsia given its electrolyte disturbances and life threatening situations.<hr/>RESUMO A polidipsia primária ou polidipsia psicogênica (PDP) é uma condição que se traduz em altas taxas de morbilidade e mortalidade. Nos doentes psiquiátricos, a PDP e a síndrome da secreção inapropriada do hormônio antidiurético (SIADH) podem resultar em hiponatremia. Nos anos 1970, foi reconhecido que alguns antipsicóticos como o tiotixeno e o haloperidol podiam comprometer a excreção de água livre. Existem ainda diversos casos reportados de hiponatremia iatrogênica em pacientes medicados com antipsicóticos atípicos sugerindo que essa classe farmacológica pode igualmente resultar em hiponatremia. Um caso clínico e uma revisão sobre o tema são reportados neste artigo. A polidipsia psicogênica é uma causa comum de hiponatremia entre os indivíduos com doença mental crônica. Um caso de hiponatremia grave causada por polidipsia psicogênica é descrito envolvendo uma paciente do sexo feminino com antecedentes de perturbação esquizoafetiva. Após alteração da sua medicação antipsicótica para clozapina, observou-se normalização na ingestão hídrica bem como nos níveis de sódio e melhoria da sintomatologia psicótica. A PDP ocorre comumente em doentes esquizofrênicos ou com outras perturbações psiquiátricas e pode resultar em hiponatremia. Um correto diagnóstico com especial atenção a sede, ingestão hídrica e débito urinário é essencial. O tratamento pode incluir a retirada de fármacos e restrição hídrica e salina. Uma vez corrigida, alguns agentes farmacológicos podem ser utilizados. <![CDATA[Instrumentos de avaliação em saúde mental]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0047-20852016000300304&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO Existem muitas escalas e roteiros de entrevista potencialmente úteis para avaliar aspectos emocionais, cognitivos e psicopatológicos, mas não há uma “textoteca” que compile e disponibilize tais instrumentos para os profissionais e pesquisadores de saúde mental. Essa limitação torna difícil localizar instrumentos e conhecer suas características. Por esse motivo, o livro recém-lançado “Instrumentos de avaliação em saúde mental” poderá ser um grande facilitador do trabalho de clínicos e pesquisadores. Nesse livro diversos instrumentos de avaliação são apresentados, por tipo de construto avaliado. Por exemplo, instrumentos para avaliação de depressão, mania, sintomas psicóticos, entre outros. Além disso, são abordadas formas de construir e validar instrumentos.<hr/>ABSTRACT There are many scales and interview scripts potentially useful to assess emotional, cognitive and psychopathological aspects, but haven’t an instruments library to compile and make available such tools for professionals and mental health researchers. This limitation makes it difficult to locate tools and know their characteristics. For this reason the new book “Assessment tools in mental health” can be a great facilitator of clinical work and research. In this book several assessment tools are presented by type of construct evaluated. For example, instruments for evaluation of depression, mania, psychotic symptoms, among others. In addition, ways to build and validate instruments are addressed.