Scielo RSS <![CDATA[Revista Brasileira de Ciência do Solo]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0100-068320140003&lang=en vol. 38 num. 3 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<b>Pedotransfer functions to predict water retention for soils of the humid tropics</b>: <b>a review</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832014000300001&lng=en&nrm=iso&tlng=en Over the past three decades, pedotransfer functions (PTFs) have been widely used by soil scientists to estimate soils properties in temperate regions in response to the lack of soil data for these regions. Several authors indicated that little effort has been dedicated to the prediction of soil properties in the humid tropics, where the need for soil property information is of even greater priority. The aim of this paper is to provide an up-to-date repository of past and recently published articles as well as papers from proceedings of events dealing with water-retention PTFs for soils of the humid tropics. Of the 35 publications found in the literature on PTFs for prediction of water retention of soils of the humid tropics, 91 % of the PTFs are based on an empirical approach, and only 9 % are based on a semi-physical approach. Of the empirical PTFs, 97 % are continuous, and 3 % (one) is a class PTF; of the empirical PTFs, 97 % are based on multiple linear and polynomial regression of n th order techniques, and 3 % (one) is based on the k-Nearest Neighbor approach; 84 % of the continuous PTFs are point-based, and 16 % are parameter-based; 97 % of the continuous PTFs are equation-based PTFs, and 3 % (one) is based on pattern recognition. Additionally, it was found that 26 % of the tropical water-retention PTFs were developed for soils in Brazil, 26 % for soils in India, 11 % for soils in other countries in America, and 11 % for soils in other countries in Africa.<hr/>Durante as últimas três décadas, as funções de pedotransferência (FPTs) foram amplamente utilizadas pelos cientistas para estimar propriedades de solos em regiões temperadas para responder à falta de banco de dados deles. Diferentes autores indicaram que poucos esforços foram dedicados à estimação de propriedades de solo nos trópicos úmidos, onde a necessidade de informações sobre as propriedades dos solos é ainda mais prioritária. Este artigo buscou proporcionar um inventário atualizado dos artigos, assim como trabalhos publicados recentemente em anais de congressos sobre FPTs com retenção de água para solos nos trópicos úmidos. Entre 35 publicações encontradas na literatura sobre as FPTs para a estimação da retenção de água dos solos nos trópicos úmidos, 91 % dos FPTs estão com base num enfoque empírico e somente 9 %, num enfoque semifísico. Das FPTs empíricas, 97 % são contínuas e 3 % (uma) é uma classe. Das FPTs empíricas, 97 % são com base em regressão multilinear e polinomial de n técnicas de ordenamento e 3 % (uma), no método k-NN; 84 % das FPTs contínuas são com base em pontos e 16 %, em parâmetros; 97 % das FPTs contínuas são baseadas em equação e 3 % (uma), no reconhecimento padrão. Adicionalmente, foi encontrado que 26 % das FPTs da retenção de água "tropical" foram desenvolvidas para solos no Brasil; 26 % , na Índia; 11 %, em outros países na América; e 11 %, em outros países na África. <![CDATA[<b>New geostatistical index for measuring spatial dependence</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832014000300002&lng=en&nrm=iso&tlng=en O semivariograma possibilita uma avaliação visual da dependência espacial, mas sem resultar diretamente em um valor numérico único que expresse a mensuração de tal dependência. Contudo, a partir dos parâmetros estimados do modelo teórico ajustado ao semivariograma experimental, é possível construir uma medida dessa dependência espacial. Atualmente, há dois índices na literatura, com uso cada vez mais frequente; porém, há inadequações nesses índices existentes. O objetivo deste trabalho foi propor um novo índice para medir a dependência espacial de dados geoestatísticos, que supere as incipiências dos atuais. Esse novo índice utiliza a relação existente entre o semivariograma e o correlograma, contemplando dessa forma todos os aspectos da dependência espacial. Realizaram-se uma comparação, por simulação, entre o índice proposto e os índices já existentes e também verificação da aplicabilidade do índice proposto utilizando pesquisas reais publicadas, em que ocorreram ajustes dos modelos teóricos esférico, exponencial e gaussiano. Verificou-se que o índice proposto foi melhor que os índices existentes. Além disso, observou-se que os índices existentes podem levar a equívocos nas interpretações do grau de dependência espacial, evidenciando que devem ser evitados. Em decorrência, recomenda-se a utilização do novo índice proposto para medir o grau da dependência espacial.<hr/>The semivariogram provides a visual assessment of spatial dependence but without directly resulting in a single numerical value that expresses the measurement of such dependence. However, from the estimated parameters of the theoretical model adjusted to the experimental semivariogram, it is possible to construct a measure of this spatial dependence. Currently, there are two indices in literature that are widely used; however, these indices show some gaps. The aim of this study was to propose a new index to measure the spatial dependence of geostatistical data to overcome problems shown by existing indices. This new index uses the relationship between the semivariogram and the correlogram, thus including all aspects of spatial dependence. A comparison by simulation between the proposed index and existing indices was carried out, and the applicability of the proposed index was verified using actual published research, where adjustments of spherical, exponential, and Gaussian theoretical models were made. It was found that the proposed index was better than existing ones. Furthermore, it was observed that existing indices can lead to errors in the interpretation of the degree of spatial dependence, indicating that they should be avoided. As a result, the use of this new index to measure the degree of spatial dependence is recommended. <![CDATA[<b>Evaluation of statistical and geostatistical models of digital soil properties mapping in tropical mountain regions</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832014000300003&lng=en&nrm=iso&tlng=en Soil properties have an enormous impact on economic and environmental aspects of agricultural production. Quantitative relationships between soil properties and the factors that influence their variability are the basis of digital soil mapping. The predictive models of soil properties evaluated in this work are statistical (multiple linear regression-MLR) and geostatistical (ordinary kriging and co-kriging). The study was conducted in the municipality of Bom Jardim, RJ, using a soil database with 208 sampling points. Predictive models were evaluated for sand, silt and clay fractions, pH in water and organic carbon at six depths according to the specifications of the consortium of digital soil mapping at the global level (GlobalSoilMap). Continuous covariates and categorical predictors were used and their contributions to the model assessed. Only the environmental covariates elevation, aspect, stream power index (SPI), soil wetness index (SWI), normalized difference vegetation index (NDVI), and b3/b2 band ratio were significantly correlated with soil properties. The predictive models had a mean coefficient of determination of 0.21. Best results were obtained with the geostatistical predictive models, where the highest coefficient of determination 0.43 was associated with sand properties between 60 to 100 cm deep. The use of a sparse data set of soil properties for digital mapping can explain only part of the spatial variation of these properties. The results may be related to the sampling density and the quantity and quality of the environmental covariates and predictive models used.<hr/>As propriedades dos solos têm grande impacto sobre aspectos econômicos e ambientais da produção agropecuária. As relações quantitativas entre as propriedades dos solos e os fatores que condicionam sua variabilidade são a base do mapeamento digital de solos. Os modelos preditivos de propriedades dos solos avaliados neste trabalho são os estatísticos (Regressão Linear Múltipla-RLM) e geoestatísticos (krigagem ordinária e cokrigagem). Este estudo foi desenvolvido para o município de Bom Jardim, RJ, e usou um banco de dados de solos com 208 pontos amostrais. Foram avaliados modelos preditivos para as frações areia, silte e argila, pH em água e carbono orgânico para seis profundidades, de acordo com as especificações do consórcio de mapeamento digital de solos em nível global (GlobalSoilMap). Utilizaram-se covariáveis preditoras contínuas e categóricas, estas últimas para avaliar suas contribuições ao modelo. Apenas as covariáveis ambientais elevação, aspecto, índice de potência de fluxo (SPI), índice de umidade (SWI), índice de vegetação por diferença normalizada (NDVI) e relação entre bandas b3/b2 apresentaram correlação significativa com as propriedades do solo. Os modelos preditivos tiveram em média coeficiente de determinação de 0,21. Os modelos preditivos que apresentaram os melhores resultados foram os geoestatísticos, com o maior coeficiente de determinação 0,43 associado à propriedade areia entre 60 e 100 cm de profundidade. A utilização de conjunto de dados de solos esparsos para mapeamento digital de propriedades de solos pode explicar apenas uma parte da variação espacial dessas propriedades. Os resultados podem estar relacionados à densidade de amostragem, à quantidade e qualidade das covariáveis ambientais usadas e aos modelos preditivos utilizados. <![CDATA[<b>Detection of soil class boundaries based on spectral and relief data</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832014000300004&lng=en&nrm=iso&tlng=en Existe a necessidade de avaliar a importância do relevo associado aos parâmetros espectrais de solos como base no mapeamento. O objetivo deste trabalho foi determinar um método de detecção de limites de solos por meio da interação de dados espectrais e formas de relevo. Foram percorridas 14 topossequências representativas de uma área de 13.000 ha próxima dos municípios de São Carlos e Araraquara, SP. As amostras foram caracterizadas pelos métodos convencionais de análise química e granulométrica. Posteriormente, foram obtidos dados espectrais de 400 a 2.500 nm. As informações do relevo foram obtidas pelo emprego de técnicas de geoprocessamento. Geraram-se o modelo digital de elevação do terreno e os mapas de declividade, de curvatura, de índice topográfico composto e de Potencial de Densidade de Drenagem. Ainda, procedeu-se à validação dos métodos pontual e espacial. Na primeira validação, os pontos classificados nas topossequências foram tomados como verdadeiros e contrastados com as informações contidas no mapa de solo pré-existente, com os dados de relevo e com os dados espectrais agrupados. Na validação em nível espacial, procuraram-se avaliar em que locais os diferentes métodos indicavam mudanças nos limites dos solos e comparar com as observações reais. Verificou-se que a análise de agrupamento com cluster evidenciou-se eficiente na discriminação das unidades de solos em topossequência, quando utilizados parâmetros espectrais do solo. Já o conjunto de parâmetros de relevo isoladamente não foi o mais adequado.<hr/>There is a need to evaluate the importance of soil relief together with soil spectral attributes as the basis on soil mapping. The aim of this study was to test a method for detecting soil boundaries through the interaction of spectral data and relief features. Fourteen toposequences were used, representing an area of 13,000 ha near the municipalities of São Carlos and Araraquara, SP, Brazil. The samples were described by the conventional method of chemical and particle size analysis, such as pH (H2O and KCl), size (coarse and fine sand, silt, and clay), iron content, and color. Spectral information from 400 to 2,500 nm was subsequently obtained. Relief information was obtained by geotechnics, such as the Digital Elevation Model of the terrain, slope map, Compound Topographic Index, curvature, and Drainage Density Potential. In addition, the point and spatial methods proposed were validated. In the first validation, the points classified in the toposequences were taken as true and compared to information contained in the existing soil map, as well as the relief data and spectral data, separated by cluster analysis. Validation on the spatial level sought to assess in which locations the different methods indicated changes in the soil boundaries and compare this with real observations. It was seen that cluster analysis proved to be effective in differentiating soil classes in toposequences when soil spectral attributes were used. However, the set of relief attributes alone was not very suitable. <![CDATA[<b>Assessment of pedotransfer functions for estimating soil water retention curves for the amazon region</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832014000300005&lng=en&nrm=iso&tlng=en Knowledge of the soil water retention curve (SWRC) is essential for understanding and modeling hydraulic processes in the soil. However, direct determination of the SWRC is time consuming and costly. In addition, it requires a large number of samples, due to the high spatial and temporal variability of soil hydraulic properties. An alternative is the use of models, called pedotransfer functions (PTFs), which estimate the SWRC from easy-to-measure properties. The aim of this paper was to test the accuracy of 16 point or parametric PTFs reported in the literature on different soils from the south and southeast of the State of Pará, Brazil. The PTFs tested were proposed by Pidgeon (1972), Lal (1979), Aina & Periaswamy (1985), Arruda et al. (1987), Dijkerman (1988), Vereecken et al. (1989), Batjes (1996), van den Berg et al. (1997), Tomasella et al. (2000), Hodnett & Tomasella (2002), Oliveira et al. (2002), and Barros (2010). We used a database that includes soil texture (sand, silt, and clay), bulk density, soil organic carbon, soil pH, cation exchange capacity, and the SWRC. Most of the PTFs tested did not show good performance in estimating the SWRC. The parametric PTFs, however, performed better than the point PTFs in assessing the SWRC in the tested region. Among the parametric PTFs, those proposed by Tomasella et al. (2000) achieved the best accuracy in estimating the empirical parameters of the van Genuchten (1980) model, especially when tested in the top soil layer.<hr/>O conhecimento da curva de retenção de água (CRA) é essencial para compreender e modelar os processos hidráulicos no solo. No entanto, a determinação direta do CRA consome tempo, e o custo é alto. Além disso, é necessário grande número de amostras, em razão da elevada variabilidade espacial e temporal das propriedades hidráulicas do solo. Uma alternativa é o uso de modelos, que são chamados de funções de pedotransferência (FPT), que estimam a CRA por meio de propriedades do solo de fácil determinação. O objetivo deste estudo foi testar a acurácia de 16 FPT, pontuais ou paramétricas, existentes na literatura, em diferentes solos do sul e sudeste do Estado do Pará, Brasil. As FPT testadas foram propostas por Pidgeon (1972), Lal (1979), Aina & Periaswamy (1985), Arruda et al. (1987), Dijkerman (1988), Vereecken et al. (1989), Batjes (1996), van den Berg et al. (1997), Tomasella et al. (2000), Hodnett & Tomasella (2002), Oliveira et al. (2002) e Barros (2010). Utilizou-se um banco de dados contendo textura (areia, silte e argila), densidade do solo, carbono orgânico, pH do solo, capacidade de troca catiônica e CRA. A maioria das FPT testadas não demonstrou boa acurácia para estimar as CRA. As FPT paramétricas apresentaram melhor desempenho do que as FPT pontuais em estimar a CRA dos solos na região. Entre as FPT paramétricas, as propostas por Tomasella et al. (2000) obtiveram melhor acurácia em estimar os parâmetros empíricos do modelo de van Genuchten (1980), principalmente, quando testadas na primeira camada do solo. <![CDATA[<b>Compared performance of penetrometers and effect of soil water content on penetration resistance measurements</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832014000300006&lng=en&nrm=iso&tlng=en Modern agriculture techniques have a great impact on crops and soil quality, especially by the increased machinery traffic and weight. Several devices have been developed for determining soil properties in the field, aimed at managing compacted areas. Penetrometry is a widely used technique; however, there are several types of penetrometers, which have different action modes that can affect the soil resistance measurement. The objective of this study was to compare the functionality of two penetrometry methods (manual and automated mode) in the field identification of compacted, highly mechanized sugarcane areas, considering the influence of soil water volumetric content (θ) on soil penetration resistance (PR). Three sugarcane fields on a Rhodic Eutrudrox were chosen, under a sequence of harvest systems: one manual harvest (1ManH), one mechanized harvest (1MH) and three mechanized harvests (3MH). The different degrees of mechanization were associated to cumulative compaction processes. An electronic penetrometer was used on PR measurements, so that the rod was introduced into the soil by hand (Manual) and by an electromechanical motor (Auto). The θ was measured in the field with a soil moisture sensor. Results showed an effect of θ on PR measurements and that regression models must be used to correct data before comparing harvesting systems. The rod introduction modes resulted in different mean PR values, where the "Manual" overestimated PR compared to the "Auto" mode at low θ.<hr/>As técnicas da agricultura atual geram grande impacto na qualidade do solo e na produtividade das culturas devido, principalmente, aos aumentos do tráfego e peso dos maquinários. Diversos equipamentos têm sido desenvolvidos para avaliação a campo de atributos do solo, visando manejar áreas compactadas. A penetrometria é uma técnica muito utilizada para este fim, entretanto, existem diversos tipos de penetrômetros, os quais possuem modos de atuação diferenciados que podem influir nas medições de resistência à penetração. O objetivo deste estudo foi verificar a funcionalidade de dois métodos de penetrometria (esforço manual e automático) na identificação in situ de áreas compactadas sob manejo altamente mecanizado de cana-de-açúcar, considerando a influência do teor de água do solo (θ) sobre a resistência do solo à penetração (RP). Foram escolhidas três áreas cultivadas com cana-de-açúcar em um Latossolo Vermelho eutrófico típico, nas quais havia ocorrido uma colheita manual (1ManH), uma colheita mecanizada (1MH) e três colheitas mecanizadas (3MH). Nestas áreas, os graus de mecanização foram associados aos processos cumulativos de compactação do solo. Utilizou-se um penetrômetro eletrônico para medição da RP, de modo que a introdução da haste no solo foi realizada por esforço manual (Manual) ou utilizando um motor eletromecânico (Auto). A verificação do θ foi realizada in situ por meio de um sensor da umidade do solo. Os resultados comprovaram que o θ influi nos resultados de RP e que equações de regressão devem ser utilizadas para correção dos dados antes da comparação de sistemas de colheita. Os modos de introdução da haste para penetrometria apresentaram diferenças significativas entre os valores médios de RP, ocorrendo superestimação pelo modo "Manual" em relação ao "Auto" em baixos valores de θ. <![CDATA[<b>Multivariate analysis applied to the study of the relationship between soil and plant properties in a peach orchard</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832014000300007&lng=en&nrm=iso&tlng=en In the State of Rio Grande do Sul, the municipality of Pelotas is responsible for 90 % of peach production due to its suitable climate and soil conditions. However, there is the need for new studies that aim at improved fruit quality and increased yield. The aim of this study was to evaluate the relationship that exists between soil physical properties and properties in the peach plant in the years 2010 and 2011 by the technique of multivariate canonical correlation. The experiment was conducted in a peach orchard located in the municipality of Morro Redondo, RS, Brazil, where an experimental grid of 101 plants was established. In a trench dug beside each one of the 101 plants, soil samples were collected to determine silt, clay, and sand contents, soil density, total porosity, macroporosity, microporosity, and volumetric water content in the 0.00-0.10 and 0.10-0.20 m layers, as well as the depth of the A horizon. In each plant and in each year, the following properties were assessed: trunk diameter, fruit size and number of fruits per plant, average weight of the fruit per plant, fruit pulp firmness, Brix content, and yield from the orchard. Exploratory analysis of the data was undertaken by descriptive statistics, and the relationships between the physical properties of the soil and of the plant were assessed by canonical correlation analysis. The results showed that the clay and microporosity variables were those that exhibited the highest coefficients of canonical cross-loading with the plant properties in the soil layers assessed, and that the variable of mean weight of the fruit per plant was that which had the highest coefficients of canonical loading within the plant group for the two years assessed.<hr/>No Estado do Rio Grande do Sul, o município de Pelotas é responsável por 90 % da produção de pêssego, possuindo condições de clima e solo para a sua produção; porém, existe a necessidade de novas pesquisas que visem à melhoria na qualidade do fruto e no aumento da produtividade. Este trabalho teve como objetivo avaliar as relações existentes entre os atributos físicos do solo e da planta de pessegueiro, nos anos de 2010 e 2011, por meio da técnica multivariada de correlação canônica. O experimento foi conduzido em um pomar de pessegueiro situado no município de Morro Redondo, RS, onde foi estabelecida uma malha experimental constituída de 101 plantas. Em uma trincheira aberta ao lado de cada uma das 101 plantas, foram coletadas amostras de solo para determinar os teores de silte, argila, areia, densidade do solo, porosidade total, macroporosidade, microporosidade e umidade volumétrica, nas camadas de 0,00-0,10 e 0,10-0,20 m. Em cada planta e em cada ano, foram avaliados os seguintes atributos: diâmetro do tronco, tamanho e número de frutos por planta, peso médio do fruto por planta, firmeza da polpa, teor de Brix e produtividade do pomar. A profundidade do horizonte A do solo na área experimental também foi avaliada. A análise exploratória dos dados foi realizada por meio da estatística descritiva, e as relações entre os atributos físicos do solo e da planta foram avaliadas pela análise de correlação canônica. Os resultados evidenciaram que as variáveis argila e microporosidade foram as que apresentaram maior coeficiente de carga canônica cruzada com os atributos da planta nas camadas de solo avaliadas, e que a variável peso médio do fruto por planta foi a que demonstrou os maiores valores de correlação dentro do grupo da planta para os dois anos avaliados. <![CDATA[<b>Interaction between water availability and soil compaction on common bean growth and yield</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832014000300008&lng=en&nrm=iso&tlng=en Propriedades físicas do solo, crescimento de plantas e disponibilidade de água são fatores que interagem em resposta a mudanças na estrutura do solo. Conhecer como esses fatores interagem no campo é de grande importância para o manejo da compactação do solo, para fins de produção agrícola. Neste trabalho, três níveis de compactação, com e sem irrigação, foram avaliados sobre o crescimento e rendimento de grãos de feijoeiro (Phaseolus vulgaris L.). A probabilidade de interação entre compactação e irrigação foi de 88 e 86 % para o índice de área foliar (IAF) e rendimento de grãos, respectivamente. Porém, a disponibilidade de água provocou respostas distintas para crescimento e rendimento de grãos nos diferentes níveis de compactação. No sentido do menor para o maior nível de compactação, o aumento da disponibilidade de água no solo pela irrigação (120 mm) resultou ganhos decrescentes no IAF (1,8, 0,8 e 0,3) e crescentes no rendimento de grãos (695, 1.042 e 1.198 kg ha-1). Assim, a compensação no crescimento do feijoeiro pelo aumento no conteúdo de água foi decrescente à medida que aumentou o estado de compactação, mas a compensação no rendimento de grãos foi maior que no crescimento. Consequentemente, o uso de diferentes variáveis de planta fornece diferentes níveis críticos para os fatores físicos indicadores da compactação do solo. Assim, a decisão de irrigar e, ou, descompactar o solo depende de conhecer como o componente vegetal de interesse agronômico responde conjuntamente à compactação e disponibilidade de água no solo.<hr/>Soil physical properties, plant growth, and water availability in the soil are factors that interact in response to changes in soil structure. Knowing how these factors interact in field conditions is of great importance for management of soil compaction for crop yield. In this paper, three levels of soil compaction, with and without irrigation, were assessed in regard to growth and yield of common bean (Phaseolus vulgaris L.). The probability of interaction between soil compaction and irrigation was 88 % for leaf area index (LAI) and 86 % for yield. However, water availability led to distinct responses between growth and grain yield at different levels of soil compaction. From the lowest to the highest level of soil compaction, the increase in soil water availability due to irrigation (120 mm) resulted in decreasing gains in LAI (1.8, 0.8, and 0.3) and increasing gains in grain yield (695, 1042, and 1198 kg ha-1). Thus, with the increase in soil compaction, the soil water content exhibits decreasing control on plant growth, but the yield remains more elastic than growth. Thus, the compensation in common bean growth through the increase in water content declined as the state of compaction increased, but compensation in grain yield was greater than in growth. Consequently, the use of different plant characteristic provides different critical levels to physical indicators of soil compaction. Thus, the choice of irrigating and/or chiseling depends on knowing how the harvested part of a plant responds to compaction and soil water availability in combination. <![CDATA[<b>Stolf impact penetrometer - computer data program in EXCEL-VBA</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832014000300009&lng=en&nrm=iso&tlng=en Há dois principais tipos de penetrômetro, o estático e o dinâmico. No primeiro, uma haste com uma ponta cônica é introduzida contínua e lentamente (quase estático), registrando-se concomitantemente a força de reação que é igual à resistência do solo. No segundo, utiliza-se a mesma haste. Contudo, esta é introduzida por meio da promoção de uma massa de impacto em queda livre. Dessa forma, a teoria pode ser tratada pela dinâmica newtoniana para obtenção da resistência. O objetivo do programa é proporcionar uma ferramenta rápida, facilitadora da computação de dados de resistência do solo, para esse último penetrômetro, resultando tabelas e gráficos já no formato científico. Desenvolvido em linguagem de programação Visual Basic Aplication (VBA), escolheu-se o aplicativo Excel como interface com o usuário pela sua popularidade. É constituído por quatro planilhas, duasauxiliares, sendo duas delas essenciais, Plan1 e 2: Plan1 - dados de entrada (número de impactos e profundidade). Concomitante à digitação, a tabela de resistência é confeccionada com o respectivo gráfico, podendo tabelar 40 perfis. Plan2 - cumpre função especial de equalizar, ou seja, padronizar a profundidade em camadas constantes, permitindo unificar todos os perfis em uma única tabela. Para tal, escolhe-se uma espessura de camada (exemplo: 5 cm); em seguida, o programa coleta os dados de resistência (MPa) da Plan1 e interpola os valores para a profundidade de 5 em 5 cm. Após realizar esse procedimento para todas as tabelas da Plan1, o programa gera, na Plan2, uma única tabela com todos os perfis, a média geral e os respectivos gráficos. É possível selecionar os perfis; por exemplo, apenas os medidos na linha ou entrelinha de plantio e eliminar perfis a critério do usuário. Como objetivo complementar, descreve-se a evolução do projeto "Penetrômetro de impacto", iniciado em 1982, cuja técnica passou a ser adotada no meio científico, após a publicação da teoria nesta revista em 1991. Apresenta-se também levantamento no meio científico nos últimos três anos (2010-2012), propiciando uma visão das principais aplicações na atualidade.<hr/>There are two main types of penetrometers. In the static one, a rod with a conical tip is introduced continuously and gradually (nearly statically), simultaneously registering the reaction force, which is equal to the soil resistance. The dynamic penetrometer uses the same rod. However, it is introduced through bringing about an impact mass in freefall. Thus, the theory can be treated by Newtonian dynamics so as to obtain dynamic resistance. The aim of the software is to provide a quick tool, facilitating the computation of soil resistance data for the latter type of penetrometer, yielding tables and graphs already in scientific format. Developed in VBA (Visual Basic for Applications) programming language, it uses Excel as the user interface due to its popularity. It basically consists of two worksheets, Sheet 1 and 2: Sheet 1 - this is for data entry (number of impacts and depth). Concomitant with typing in data, the resistance table is prepared with the respective graph, accepting up to 40 profiles. Sheet 2 - it has a special equalizing function, i.e., it standardizes depth in constant layers, unifying all profiles in a single table. For that purpose, after selection of a layer thickness (e.g., 5 cm), the program collects the resistance data (MPa) from Sheet1 and interpolates the values for depths of every 5 cm. After performing this procedure for all the tables in Sheet 1, the program generates, in Sheet 2, a single table with all the profiles and the overall average, with their graphs. The user can select the profiles - for example, only those measured in the plant row or interrow - or even exclude profiles. As a supplement aim, this study describes the evolution of the "Impact penetrometer" project, which began in 1982, and whose technique came to be adopted in the scientific community after publication of the theory in this journal in 1991. A survey of the scientific community over the past three years (2010-2012) is also presented, providing a view of the main current applications. <![CDATA[<b>Use of quantitative mineralogical variables in identifying sources of sediment in a watershed do Rio Grande do Sul</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832014000300010&lng=en&nrm=iso&tlng=en O uso da mineralogia como ferramenta para a avaliação das propriedades dos minerais que compõem o solo é extremamente importante para o entendimento das diferentes relações químicas e físicas que ocorrem nele. Essas propriedades/variáveis, na identificação das fontes de sedimentos em suspensão, podem ajudar a elucidar os fatores e processos que regem a transferência de sedimentos e poluentes dos sistemas terrestres para os sistemas aquáticos. Os objetivos deste estudo foram caracterizar quantitativamente a mineralogia do solo das fontes e dos sedimentos em suspensão, em uma bacia hidrográfica, e identificar quais variáveis mineralógicas possuem propriedades traçadoras. Para a identificação das fontes, foi utilizado o método fingerprinting, que compara os solos de diferentes fontes e os sedimentos que são encontrados em suspensão no canal de drenagem, usando elementos traçadores. Os principais minerais que compõem o solo das fontes e do sedimento foram caulinita, minerais de camada 2:1 e hematita e goethita. Entre os óxidos, a hematita foi o que predominou entre as amostras. As variáveis mineralógicas, teor de caulinita e de goethita apresentaram capacidade discriminante e puderam ser usados como traçadores na identificação das fontes de produção de sedimentos e na estimativa da contribuição de cada uma das fontes, aumentando assim a capacidade preditiva do modelo. A maior contribuição na produção de sedimentos foi dos canais fluviais, seguidos pela malha e, por último, pelas estradas.<hr/>The use of mineralogy as a tool for assessment of soil mineral properties is extremely important for understanding the different chemical and physical relationships in the soil. These variables/properties in the identification of sources of suspended sediments may help elucidate the factors and processes that govern the transfer of sediments and pollutants from terrestrial to aquatic systems. The aim of this study was to quantitatively characterize the mineralogy of the soil of the sources and suspended sediments in a watershed and to identify which mineralogical variables have tracer properties. For identification of sources, the fingerprinting method was used, which compares soils from different sources and the suspended sediments found in the drainage channel, using tracer elements. The soil and sediment sources are mainly composed of kaolinite, 2:1 layer minerals, and hematite and goethite. Among the oxides, hematite was predominant in the samples. The mineralogical variables, kaolinite and hematite contents showed discriminating capacity and were able to be used as tracers in identification of sediment production sources and in estimation of the contribution of each one, increasing the predictive power of the model. The greatest contribution to sediment production was from river channels, followed by the sampling grid and unpaved roads. <![CDATA[<b>Oxidizable fractions of total organic carbon and soil macrofauna in a crop-livestock integration system</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832014000300011&lng=en&nrm=iso&tlng=en O crescente nível de degradação das terras tem promovido a adoção de manejos agrícolas que busque aliar a produção agropecuária à conservação do solo. Entre esses, a prática da Integração Lavoura-Pecuária (ILP) tem intensificado-se no Centro-Oeste brasileiro. Com o objetivo de avaliar o efeito em longo prazo do sistema ILP e da sazonalidade, sob a comunidade da macrofauna edáfica e das frações oxidáveis do carbono orgânico total (COT) em áreas de cultivo e Cerradão, foi desenvolvido na Fazenda Cabeceira no município de Maracaju, MS, um estudo em que se mensurou a influência da ILP sobre as frações oxidáveis do COT e sobre a macrofauna edáfica. O sistema ILP está sendo utilizado nessa área desde 2003; o solo foi identificado como Latossolo Vermelho, localizado em área de relevo plano. As áreas amostradas possuem o seguinte histórico: soja/milho + braquiária/algodão/ aveia + pastagem/soja/formação da pastagem/pastagem; as amostragens foram realizadas na época seca, em que as culturas presentes eram pasto, milho+braquiária e algodão; e na chuvosa, com milho+braquiária, algodão e soja. Assim, as áreas nas duas épocas de avaliação foram: pasto/milho, milho+braquiária/ algodão, algodão/soja e uma área nativa de Cerradão. A amostragem foi realizada nas profundidades de 0-10, 10-20 e 20-30 cm, sendo feitas as seguintes determinações: análise da macrofauna edáfica, fracionamento granulométrico da matéria orgânica do solo (MOS) e frações oxidáveis do COT. As áreas não apresentavam delineamento experimental, sendo este um estudo de observação. Os dados foram comparados pelo teste de Kruskal Wallis a 5 % e por meio da análise de redundância. A compartimentalização da MOS pode ser utilizada para a avaliação da qualidade do manejo, sendo os compartimentos mais sensíveis as frações F1 e F2 de frações oxidáveis, pois são mais lábeis no solo, já as frações F3 e F4 são as mais recalcitrantes. Isoptera (cupim) pode estar atuando como agente humificador da matéria orgânica na área de Cerradão, contribuindo para maiores teores de F3 e F4, em relação à F1 e F2 na época seca. Esse padrão somente foi verificado na área de Cerradão, visto que nas áreas de produção, Isoptera é controlado pelo manejo. A falta desse inseto no sistema ILP pode estar reduzindo a estabilização da MOS nas frações F3 e F4.<hr/>The increasing level of land degradation has led to the adoption of agricultural management practices that seek to combine agricultural production and soil conservation. Among these, the practice of Crop-Livestock Integration (CLI) has intensified in West-Central Brazil. In order to assess the long-term effect of the CLI system and seasonality on the community of soil macrofauna and oxidizable fractions of total organic C in croplands and the Cerradão (Brazilian tropical savanna), a study was developed at the Cabeceira Farm in the municipality of Maracaju, State of Mato Grosso do Sul, which measured the effect of CLI on oxidizable fractions of total organic C and soil macrofauna. The CLI system has been used in this area since 2003. The soil was identified as a Latossolo Vermelho (Ferrasol), on flat land. The areas sampled have the following history of use: soybean/corn + brachiaria grass/cotton/oat + pasture/soybean/implantation of pasture/pasture. Sampling was carried out in two seasons, dry and wet. In the dry season, the crops were pasture, corn+brachiaria grass and cotton; in the rainy season there were corn+brachiaria grass, cotton, and soybeans. Thus, the areas in the two evaluation periods were pasture/corn, corn+brachiaria/cotton, cotton/soybeans, and an area of native Cerrado. Sampling was performed at the depths of 0-10, 10-20, and 20-30 cm, and the following determinations were made: analysis of soil macrofauna, particle size fractionation of soil organic matter (SOM), and oxidizable fractions of total organic C. The areas do not have an experimental design as this is an observational study. Data were compared by the Kruskal Wallis test at 5 % probability and through analysis of redundancy. Compartmentalization of SOM can be used to assess the quality of management, with the most sensitive compartments being the F1 and F2 fractions in the assessment of oxidizable fractions. These fractions are more labile in the soil, whereas the F3 and F4 fractions are more recalcitrant. Isoptera (termites) may be acting as a wetting agent of organic matter in the Cerrado area, contributing to higher levels of F3 and F4, compared to F1 and F2, in the dry season. This pattern was only observed in the Cerrado area since in the production areas, Isoptera is controlled by management practices. The lack of these insects in the CLI system may be reducing the stabilization of SOM in the F3 and F4 fractions. <![CDATA[<b>Soluble carbon in oxisol under the effect of organic residue rates</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832014000300012&lng=en&nrm=iso&tlng=en The application of organic residues to the soil can increase soluble organic carbon (SOC) and affect the pH and electrolytic conductivity (EC) of the soil. However, the magnitude of these changes depends on the type of residue and the applied dose. This study aimed to evaluate the effect of increasing C rates contained in organic residue on the pH, EC, water-extractable total carbon (WETC), water-extractable organic carbon (WEOC), and water-extractable inorganic carbon (WEIC) in soil treated with manure (chicken, swine, and quail), sawdust, coffee husk, and sewage sludge. The levels of total C (TC- KH2PO4), organic carbon (OC- KH2PO4), and inorganic C (IC- KH2PO4) extractable by a 0.1 mol L-1 KH2PO4 solution were also quantified in soil under the effect of increasing rates of chicken and quail manures. The following rates of organic residue C were applied to a dystrophic Red Latosol (Oxisol) sample: 0, 2,000, 5,000, 10,000, and 20,000 mg kg-1. The addition of organic residues to the soil increased pH, except in the case of sewage sludge, which acidified the soil. The acidity correction potential of chicken and quail manure was highest, dependent on the manure rate applied; regardless of the dose used, sawdust barely alters the soil pH. At all tested rates, the EC of the soil treated with swine manure, coffee husk, and sawdust remained below 2.0 dS m-1, which is a critical level for salinity-sensitive crops. However, the application of chicken or quail manure and sewage sludge at certain rates increased the EC to values above this threshold level. Highest levels of WETC, WEOC, and WEIC were obtained when chicken and quail manure and coffee husk were applied to the Oxisol. The quantities of SOC extracted by KH2PO4 were higher than the quantities extracted by water, demonstrating the ability of soil to adsorb C into its colloids.<hr/>A adição de resíduos orgânicos pode aumentar o carbono orgânico solúvel (COS) e alterar o pH e a condutividade elétrolítica (CE) do solo, mas a magnitude dessas variações depende do resíduo e de sua dose aplicada. Objetivou-se avaliar o efeito de doses de carbono pela adição de resíduos orgânicos sobre o pH, a CE, o carbono total extraível por água (CTEA), o carbono orgânico extraível por água (COEA) e o carbono inorgânico extraível por água (CIEA), em solo tratado com estercos (galinha, suíno e codorna), serragem, casca de café e lodo de esgoto. Os teores de C total (CT- KH2PO4), C orgânico (CO- KH2PO4) e C inorgânico (CI- KH2PO4) extraível por solução de KH2PO4 0,1 mol L-1 também foram quantificados em solo sob efeito de doses crescentes de estercos de galinha e de codorna. O solo utilizado foi o Latossolo Vermelho distroférrico (LVdf) e as doses de C-resíduo orgânico constituíram-se de 0, 2.000, 5.000, 10.000 e 20.000 mg kg-1. A adição de resíduos orgânicos ao solo promoveu aumento do pH, exceto no caso do lodo de esgoto, que acidificou o solo. Os estercos de galinha e de codorna apresentaram os maiores potenciais de correção da acidez do solo, cuja magnitude é dependente da dose de esterco aplicada; independentemente da dose utilizada, a serragem pouco altera o pH do solo. A CE do solo tratado com esterco de suíno, casca de café e serragem, em todas as doses avaliadas, manteve-se abaixo de 2,0 dS m-1, nível crítico para culturas sensíveis à salinidade. Entretanto, a aplicação de estercos de galinha e de codorna e de lodo de esgoto, para algumas doses, elevou a CE para valores acima desse nível crítico. Os maiores teores de CTEA, COEA e CIEA foram obtidos quando se adicionaram ao Latossolo os estercos de galinha e de codorna e a casca de café. As quantidades de COS extraídas por KH2PO4 foram maiores que as extraídas por água, evidenciando a capacidade de o solo adsorver C em seus coloides. <![CDATA[<b>Nitrate release from layered double hydroxides as potential slow-release fertilizers</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832014000300013&lng=en&nrm=iso&tlng=en Hidróxidos duplos lamelares (HDL) são intercaladores potenciais aniônicos. Com o objetivo de obter fertilizantes de liberação lenta de nitrato, foram sintetizados HDL com a fórmula geral [M2+1-xM3+x(OH)2]x-(NO3)x.yH2O, em que M2+ = Mg2+ e M3+ = Al3+ e, ou, Fe3+, utilizando-se o método de coprecipitação a pH alcalino constante. Medidas de difração de raios-X evidenciaram que a cristalinidade aumenta com o acréscimo do valor de pH e da razão molar M2+/M3+. As medidas de FTIR apresentaram bandas características de nitrato livre no espaço interlamelar, além de pequena contaminação de íons carbonato. Medidas de TGA/DTA possibilitaram a confirmação das composições e dos teores de íons de nitrato intercalados. As curvas de liberação de nitrato demonstraram dois comportamentos de liberação complementar, um inicial rápido (A) e um lento gradativo (D), sendo, este último, relacionado à orientação planar do íon nitrato intercalado. Os materiais sintetizados e investigados neste trabalho apontaram grande potencial para serem utilizados como matrizes para fertilizantes de liberação lenta de nitrato.<hr/>Layered double hydroxides (LDHs) are potential anionic intercalators. To obtain nitrate slow-release fertilizers, LDHs with the general formula [M2+1-xM3+x(OH)2]x-(NO3)x.yH2O (where M2+ = Mg2+ and M3+ = Al3+ and/or Fe3+) were synthesized by the method of co-precipitation at constant alkaline pH. The X-ray diffraction (XRD) measurements showed that crystallinity increases with the pH value and with the M2+/M3+ molar ratio. The FTIR measurements showed characteristic bands of free nitrate in the interlayer, as well as minor carbonate ion contamination. The compositions and concentrations of intercalated nitrate ions were confirmed by TGA/DTA measurements. The nitrate release curves showed two patterns of complementary release - fast initial release (A) and slow gradual release (D). The latter is related to the planar orientation of the intercalated nitrate ion. The synthesized materials investigated in this study proved to be highly promising as matrices for nitrate slow-release fertilizers. <![CDATA[<b>Nutrition and yield of macadamia nut tree as a result of split application of mineral fertilizer</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832014000300014&lng=en&nrm=iso&tlng=en A disponibilidade de nutrientes durante o ano pode influenciar o desempenho da nogueira-macadâmia (Macadamia integrifolia). Contudo, não existem informações sobre a resposta dessa cultura ao parcelamento da adubação nas condições brasileiras. O objetivo deste trabalho foi avaliar a influência do parcelamento da adubação mineral na nutrição, produtividade e qualidade de frutos da nogueira-macadâmia. O experimento foi conduzido, durante três anos agrícolas, num Latossolo Vermelho, em Jaboticabal, SP. O delineamento experimental foi de blocos casualizados, com cinco repetições. O experimento foi constituído por quatro formas de parcelamento da adubação NPK (T1 - uma única aplicação, em outubro; T2 - duas aplicações, em outubro e dezembro; T3 - três aplicações, em outubro, dezembro e fevereiro; e T4 - quatro aplicações, em outubro, dezembro, fevereiro e abril). O parcelamento da adubação NPK proporcionou maiores teores de N nas folhas que a aplicação em dose única, mas não interferiu nos teores dos demais nutrientes. A produtividade da nogueira-macadâmia foi incrementada de forma similar com o parcelamento da adubação NPK em duas, três ou quatro vezes, entre outubro e abril, em comparação à aplicação única em outubro. A taxa de recuperação de amêndoas não foi interferida pelo parcelamento da adubação NPK.<hr/>Nutrient availability during the year can affect the performance of macadamia (Macadamia integrifolia). However, there is no information about this crop responses to split application of fertilizer under Brazilian conditions. The aim of this study was to evaluate the influence of splitting the application of chemical fertilizers on the nutrition, yield, and quality of nuts of the macadamia nut tree. The experiment was conducted over three growing seasons on an Oxisol in Jaboticabal, State of São Paulo, Brazil. A randomized complete block design with five replications was used. The NPK fertilization treatments were T1 - a single application in October; T2 - two applications, in October and December; T3 - three applications in October, December, and February; and T4 - four applications, in October, December, February, and April. Split application of a chemical source of NPK fertilizer resulted in higher N concentration in the leaves than single application, but it did not affect the concentration of other nutrients. The nut yield was increased when NPK application was split into two, three, or four times from October to April, as compared to single application in October. The recovery rate of nut kernels was not affected by splitting the application of NPK fertilizer. <![CDATA[<b>The effect of sources and application doses of nitrogen on the chemical properties of an oxisol cultivated with guinea grass</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832014000300015&lng=en&nrm=iso&tlng=en O fornecimento de N tem sido importante meio para aumento da produtividade das gramíneas forrageiras tropicais no Brasil, pois, na maioria das áreas cultivadas, os teores desse nutriente no solo não atendem satisfatoriamente a necessidade das culturas. Avaliou-se o efeito da aplicação de diferentes fontes e doses de N sobre os atributos químicos de um Latossolo Amarelo e a produção do Panicum maximum cv. Mombaça. O experimento foi desenvolvido no Instituto Federal do Espírito Santo, campus Santa Teresa. O delineamento experimental utilizado foi em blocos casualizados, com três repetições, em esquema fatorial 3 × 6, sendo três fertilizantes nitrogenados (ureia, sulfato de amônio e nitrato de cálcio) e seis doses de N (0, 120, 240, 360, 480 e 600 kg ha-1), totalizando 54 unidades experimentais. As doses de N foram aplicadas a cada 28 dias, sempre após o corte da forrageira, totalizando sete aplicações durante o período experimental de 196 dias. Após o término do experimento, foram coletadas, com o auxílio de um trado holandês, amostras de solo na profundidade de 0-20 e 20-40 cm, para avaliar o efeito da aplicação dos tratamentos sobre os atributos químicos do solo nas diferentes profundidades. Os resultados experimentais evidenciaram que o sulfato de amônio apresentou elevado potencial de acidificação do solo. As alterações provocadas no pH do solo resultaram em alterações nos teores de Al trocável, na acidez potencial e na disponibilidade de P no solo. A aplicação de elevadas doses de N na forma de sulfato de amônio e nitrato de cálcio promoveu a lixiviação de bases, especialmente do K para a profundidade de 20-40 cm.<hr/>Nitrogen supplementation has been an important means for increasing yield in tropical gramineous forage plants in Brazil because, in most growing areas, the levels of this nutrient in the soil do not adequately meet crop needs. We assessed the effect of different sources and application rates of N on the chemical properties of an Oxisol (Latossolo Amarelo) and the production of Panicum maximum cv. Mombaça. The experiment was carried out at the Instituto Federal do Espírito Santo (State of Espirito Santo, Brazil), Santa Teresa campus. A randomized block experimental design with three replications was used in a 3 × 6 factorial arrangement, with three N fertilizers (urea, ammonium sulfate, and calcium nitrate) and six N doses (0, 120, 240, 360, 480, and 600 kg ha-1), for a total of 54 experimental units. The N was applied every 28 days, always after cutting the forage, for a total of seven applications over the 196-day experimental period. At the end of the experiment, soil samples were collected at the depth of 0-20 and 20-40 cm with the aid of a Dutch auger to evaluate the effect of the application rate on the chemical properties of the soil at the different depths. The experimental results showed high potential for soil acidification from ammonium sulfate. The changes brought about in soil pH resulted in changes in exchangeable Al content, in potential acidity, and in P availability in the soil. The application of high rates of N in the form of ammonium sulfate and calcium nitrate led to leaching of bases, especially K at the depth of 20-40 cm. <![CDATA[<b>Tolerance of castor bean to zinc assessed by chlorophyll fluorescence and plant nutrition</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832014000300016&lng=en&nrm=iso&tlng=en A medida da fluorescência de clorofila pode ser uma ferramenta útil para detectar alterações no aparato fotossintético das plantas. Considerando que a detecção precoce da contaminação de zinco em plantas é essencial para o monitoramento ambiental, este trabalho objetivou avaliar o estresse causado por esse nutriente em plantas de mamona (Ricinus communis), utilizando a técnica da fluorescência de clorofila. As alterações provocadas pelo Zn nos pigmentos fotossintéticos e na composição mineral das plantas foram também estudadas. Plantas de mamona foram cultivadas durante 28 dias em solução nutritiva com cinco doses de Zn (100, 200, 300, 400 e 600 µmol L-1), além de um controle contendo 0,380 µmol L-1 do elemento. A fluorescência de clorofila detectou alterações temporais promovidas pelo acúmulo de Zn nas plantas e evidenciou-se útil na detecção precoce da toxicidade do elemento em plantas de mamona. Apesar do declínio no seu estado nutricional, a mamona apresentou relativa tolerância à toxicidade a doses elevadas de Zn, indicando ser essa espécie uma alternativa atraente para revegetação ou remediação de áreas contaminadas.<hr/>Measurement of chlorophyll fluorescence can be a useful tool for detecting changes in the photosynthetic apparatus of plants. With the understanding that early detection of zinc (Zn) contamination is fundamental in environmental monitoring, the aim of this study was to assess Zn stress in castor bean (Ricinus communis) plants using X-ray chlorophyll fluorescence. The changes brought about by Zn in photosynthetic pigments and in the mineral composition of plants were also studied. Castor bean plants were grown for 28 days in a nutrient solution with five Zn rates (100, 200, 300, 400, and 600 µmol L-1), as well as a control with 0.380 µmol L-1 of Zn. Chlorophyll fluorescence detected temporal changes from Zn accumulation in plants and proved to be useful in early detection of Zn toxicity in castor bean. Despite negative effects on nutritional status, castor bean was relatively tolerant to Zn toxicity, indicating that the species is an attractive alternative for revegetation or remediation of Zn contaminated areas. <![CDATA[<b>Nutritional assessment of the irrigated common bean crop by the CND, DRIS, and sufficiency range methods</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832014000300017&lng=en&nrm=iso&tlng=en A cultura do feijoeiro tem grande importância para o Estado de Goiás, Brasil. No entanto, informações relacionadas aos padrões nutricionais para condições irrigadas são carentes na região. Os objetivos deste trabalho foram estabelecer padrões foliares, avaliar o estado nutricional do feijoeiro irrigado na região do Vale do Rio dos Bois, no Estado de Goiás, pelos métodos da faixa de suficiência (FS), da diagnose da composição nutricional (CND) e do sistema integrado de diagnose e recomendação (DRIS), bem como comparar os procedimentos de diagnóstico por meio de padrões nutricionais locais. Avaliaram-se a produtividade e a concentração foliar de 55 lavouras de feijoeiro na região do Vale do Rio dos Bois, entre 2010 e 2012. As amostras foram coletadas no estádio R5 (período de floração) e analisadas quanto aos teores totais de N, P, K, Ca, Mg, S, B, Cu, Fe, Mn e Zn. As 55 amostras foram divididas em dois grupos, sendo o primeiro de baixa produtividade, com rendimento abaixo de 2.700 kg ha-1; e o segundo de alta produtividade, com rendimento igual ou acima de 2.700 kg ha-1, este último originando os padrões nutricionais. Normas CND e DRIS são mais indicadas para avaliação nutricional do feijoeiro irrigado comparativamente a FS estimada neste trabalho. Manganês, P e B são os elementos que mais limitam a produção nas lavouras de baixa produtividade na região do Vale do Rio dos Bois.<hr/>The common bean crop is of great importance for the State of Goiás, Brazil. However, information on its nutritional requirements is lacking for irrigated conditions. The aim of this study was to establish standard levels of leaf nutrients and assess the nutritional status of irrigated common bean in the Vale do Rio dos Bois region of the State of Goiás through the methods of sufficiency range (SR), compositional nutrient diagnosis (CND), and diagnosis and recommendation integrated system (DRIS), as well as compare the diagnostic procedures through local nutritional standards. The yield and leaf nutrient concentration of 55 common bean crops were evaluated in the Vale do Rio dos Bois region from 2010 to 2012. Samples were collected at the R5 (flowering) stage and were analyzed for total N, P, K, Ca, Mg, S, B, Cu, Fe, Mn, and Zn. The 55 samples were divided into two groups, the first being of low yield, below 2,700 kg ha-1, and the second of high yield, at or above 2,700 kg ha-1, the latter serving to define nutrient standards. CND and DRIS standards are more recommended for nutritional assessment of irrigated common bean compared to SR, as estimated in this study. Manganese, P, and B are the elements that most limit production in low yielding crops in the Vale do Rio dos Bois region. <![CDATA[<b>Forms of soil phosphorus in natural pastures subjected to additions of phosphates</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832014000300018&lng=en&nrm=iso&tlng=en A maioria das pastagens naturais no bioma Campos no sul do Brasil cresce em solos com baixa disponibilidade de fósforo (P), mas com altos teores de P total e de P orgânico. Este trabalho objetivou avaliar as alterações nas formas de P no solo, ao longo de um ciclo de crescimento de pastagens naturais, decorrentes da aplicação de fontes de fosfato. Em três experimentos instalados em áreas de pastagem natural, foi aplicado P nas formas de hiperfosfato de Gafsa, superfosfato triplo e testemunha, arranjados em blocos casualizados com três repetições. Nos experimentos instalados no município de Candiota, RS, em pastagens naturais sob Luvissolo Úmbrico e Neossolo Litólico, foram aplicados 100 kg ha-1 de P2O5 em setembro de 2010. Na pastagem sob Argissolo Vermelho no município de Santa Maria, RS, foram aplicados 180, 90, 100 e 100 kg ha-1 de P2O5 nos anos de 1997, 1998, 2002 e 2010, respectivamente. Amostras de solo foram coletadas (0-10 cm) ao longo da estação de crescimento da pastagem (0, 55, 116, 171 e 232 dias, após aplicação do fosfato em Candiota; e 0, 50, 83, 129, 159 e 186 dias, após aplicação do fosfato em Santa Maria). Foram analisados os teores de P disponível por resina de troca aniônica, o P imobilizado na biomassa microbiana do solo, o P extraído por NaOH 0,1 mol L-1, o P orgânico total e o P total. Os teores de P disponível aumentaram rapidamente com a aplicação de fosfato solúvel, mas no final do período de avaliação esses se equivaleram ao do fosfato natural, que foi semelhante à testemunha. A aplicação de fertilizantes fosfatados sob pastagens naturais com baixa disponibilidade de P aumentou a importância das frações inorgânicas lábeis às plantas, tornando-as menos dependentes da mineralização das frações orgânicas. As frações orgânicas, inclusive o P microbiano, não são bons indicadores da biodisponibilidade de P em pastagens naturais sob Argissolos, Neossolos e Luvissolos do sul do Brasil fertilizadas com fosfatos.<hr/>Most natural pastures in the Campos biome in Southern Brazil grow in soils with low phosphorus (P) availability, but with high contents of total and organic P. The present study aimed to evaluate the changes in forms of soil P resulting from the application of phosphate sources over a growth cycle of natural pastures. In three experiments under natural pasture, P was applied in the form of Gafsa rock phosphate, triple superphosphate, and a control treatment in a randomized block design with three replications. In the trials carried out in natural pastures in the municipality of Candiota (RS) in an Alfisol and an Entisol, 100 kg ha-1 of P2O5 was applied in September 2010. In natural pasture in an Ultisol in the municipality of Santa Maria (RS), 180, 90, 100, and 100 kg ha-1 of P2O5 were applied in the years 1997, 1998, 2002, and 2010, respectively. Soil samples were collected (0-10 cm) throughout the natural grassland growing season (0, 55, 116, 171, and 232 days after P application at Candiota and 0, 50, 83, 129, 159, and 186 days after application of phosphate at Santa Maria). The levels of available P were analyzed by anion exchange resin, as well as P immobilized in the soil microbial biomass, P extracted by 0.1 mol L-1 NaOH, total organic P, and total P. The available P content increased rapidly with the application of soluble phosphate, but at the end of the evaluation period it was equivalent to the Gafsa rock phosphate, which was similar to the control. The application of phosphate fertilizers on natural pastures with low P availability increased the importance of the labile inorganic P forms to the plants, making them less dependent on the mineralization of organic P fractions. The organic fractions, including microbial P, are not good indicators of the bioavailability of P in natural pastures under Alfisols, Entisols, and Ultisols in Southern Brazil fertilized with phosphates. <![CDATA[<b>Nutrient cycling and balance in the <i>Eucalyptus sp</i></b><b>. </b><b>soil-plant system in the Distrito Federal, Brazil</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832014000300019&lng=en&nrm=iso&tlng=en As espécies do gênero Eucalyptus são as mais plantadas no mundo, tornando-se solução para diminuir a pressão sobre as florestas nativas. Este trabalho objetivou avaliar a biomassa seca e sua distribuição nos diferentes compartimentos das árvores (folhas, galhos, casca, lenho e raízes), bem como examinar o conteúdo de macronutrientes dela e o balanço de nutrientes no sistema solo-planta, em um plantio de Eucalyptus urophylla x E. grandis, aos 60 meses de idade, na Fazenda Água Limpa, no Distrito Federal. Os dados foram obtidos de três árvores de eucalipto, que foram cubadas rigorosamente e tiveram as raízes escavadas até a profundidade de 60 cm. Esses dados foram submetidos à análise estatística pela correlação de Pearson. Grande parte da biomassa seca das árvores foi verificada no compartimento lenho (69,19 %), seguido de raízes (10,15 %), galhos (9,75 %), casca (6,06 %) e folhas (4,85 %). Os maiores teores de macronutrientes foram detectados nas folhas (N = 13,55 g kg-1; P = 1,33 g kg-1; K = 8,52 g kg-1; Ca = 7,12 g kg-1; Mg = 2,44 g kg-1; e S = 1,76 g kg-1), enquanto o lenho apresentou os menores (N = 1,73 g kg-1; P = 0,23 g kg-1; K = 0,34 g kg-1; Ca = 0,20 g kg-1; Mg = 0,03 g kg-1; e S = 0,43 g kg-1). A ordem dos conteúdos totais de macronutrientes verificada para a parte aérea foi: N > K > Ca >S > Mg > P, enquanto para as raízes, N > Ca > K > Mg > S > P. As raízes são responsáveis por acumular aproximadamente 11,90 % dos nutrientes contidos na biomassa das árvores; essa quantidade diminui com o aumento da profundidade. O balanço de nutrientes indica que P e S não são suficientes para um novo ciclo da floresta.<hr/>The species of the Eucalyptus genus are the most cultivated in the world and have become a solution for reducing the pressure on native forests. The aim of this study was to evaluate the dry biomass and its distribution in the different compartments of the trees (leaves, branches, bark, wood and roots), and assess their macronutrient content and nutrient balance in the soil-plant system in a Eucalyptus urophylla x E. grandis plantation at 60 months of age on the Água Limpa Farm in the Distrito Federal, Brazil. Data were obtained from three eucalyptus trees that had been rigorously scaled and the roots dug to a depth of 60 cm. Data were statistically analyzed by Pearson correlation. Most of the dry weight of the trees was observed in the wood compartment (69.19 %), followed by roots (10.15 %), branches (9.75 %), bark (6.06 %) and leaves (4.85 %). The highest levels of macronutrients were observed in leaves (N = 13.55 g kg-1, P = 1.33 g kg-1, K = 8.52 g kg-1, Ca = 7.12 g kg-1, Mg = 2.44 g kg-1, and S = 1.76 g kg-1), while the wood had the lowest concentrations (N = 1.73 g kg-1, P = 0.23 g kg-1, K = 0.34 g kg-1, Ca = 0.20 g kg-1, Mg = 0.03 g kg-1, and S = 0.43 g kg-1). The order of total contents of macronutrients observed for tree shoots was N > K > Ca > S > Mg > P while for the roots it was N > Ca > K > Mg > S > P. The roots accumulate approximately 11.90 % of the nutrients in the biomass of trees, and this amount decreases with increasing depth. The nutrient balance indicates that P and S are not enough for a new growth cycle in the forest. <![CDATA[<b>Congo grass grown in rotation with soybean affects phosphorus bound to soil carbon</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832014000300020&lng=en&nrm=iso&tlng=en The phosphorus supply to crops in tropical soils is deficient due to its somewhat insoluble nature in soil, and addition of P fertilizers has been necessary to achieve high yields. The objective of this study was to examine the mechanisms through which a cover crop (Congo grass - Brachiaria ruziziensis) in rotation with soybean can enhance soil and fertilizer P availability using long-term field trials and laboratory chemical fractionation approaches. The experimental field had been cropped to soybean in rotation with several species under no-till for six years. An application rate of no P or 240 kg ha-1 of P2O5 had been applied as triple superphosphate or as Arad rock phosphate. In April 2009, once more 0.0 or 80.0 kg ha-1 of P2O5 was applied to the same plots when Congo grass was planted. In November 2009, after Congo grass desiccation, soil samples were taken from the 0-5 and 5-10 cm depth layer and soil P was fractionated. Soil-available P increased to the depth of 10 cm through growing Congo grass when P fertilizers were applied. The C:P ratio was also increased by the cover crop. Congo grass cultivation increased P content in the soil humic fraction to the depth of 10 cm. Congo grass increases soil P availability by preventing fertilizer from being adsorbed and by increasing soil organic P.<hr/>O fornecimento de P para as culturas em solos tropicais é deficiente em razão da sua natureza pouco solúvel no solo; e a adição de fertilizantes fosfatados é necessária para obter-se alta produtividade. O objetivo deste estudo foi examinar os mecanismos pelos quais uma planta de cobertura (Braquiária - Brachiaria ruziziensis) cultivada em rotação com soja pode melhorar a disponibilidade do P de fertilizantes e do solo, utilizando ensaios de campo de longo prazo e abordagens de laboratório com fracionamento químico do P. O campo experimental vinha sendo cultivado com soja em rotação com diversas espécies sob semeadura direta há seis anos. Doses de 0 ou 240 kg ha-1 de P2O5, como superfosfato triplo ou fosfato reativo de Arad, haviam sido aplicadas. Em abril de 2009, foram aplicados novamente 0 e 80 kg ha-1 de P2O5, às mesmas parcelas, quando foi semeada B. ruziziensis. Em novembro de 2009, após a dessecação da braquiária, amostras de solo foram coletadas nas camadas de 0-5 e 5-10 cm, e o P foi fracionado. O P disponível do solo aumentou em profundidade com o cultivo de B. ruziziensis na presença de fertilizantes fosfatados. A relação C/P também foi aumentada pela planta de cobertura. O cultivo de B. ruziziensis elevou os teores de P na fração húmica do solo. A B. ruziziensis aumenta a disponibilidade de P no solo por prevenir a fixação do P aplicado como fertilizante e manter o P em formas orgânicas. <![CDATA[<b>Macronutrient uptake, accumulation and export by the irrigated 'vitória' pineapple plant</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832014000300021&lng=en&nrm=iso&tlng=en The nutritional state of the pineapple plant has a large effect on plant growth, on fruit production, and fruit quality. The aim of this study was to assess the uptake, accumulation, and export of nutrients by the irrigated 'Vitória' pineapple plant during and at the end of its development. A randomized block statistical design with four replications was used. The treatments were defined by different times of plant collection: at 270, 330, 390, 450, 510, 570, 690, 750, and 810 days after planting (DAP). The collected plants were separated into the following components: leaves, stem, roots, fruit, and slips for determination of fresh and dry matter weight at 65 ºC. After drying, the plant components were ground for characterization of the composition and content of nutrients taken up and exported by the pineapple plant. The results were subjected to analysis of variance, and non-linear regression models were fitted for the significant differences identified by the F test (p<0.01). The leaves and the stem were the plant components that showed the greatest accumulation of nutrients. For production of 72 t ha-1 of fruit, the macronutrient accumulation in the 'Vitória' pineapple exhibited the following decreasing order: K &gt; N &gt; S &gt; Ca &gt; Mg &gt; P, which corresponded to 898, 452, 134, 129, 126, and 107 kg ha-1, respectively, of total accumulation. The export of macronutrients by the pineapple fruit was in the following decreasing order: K &gt; N &gt; S &gt; Ca &gt; P &gt; Mg, which was equivalent to 18, 17, 11, 8, 8, and 5 %, respectively, of the total accumulated by the pineapple. The 'Vitória' pineapple plant exported 78 kg ha-1 of N, 8 kg ha-1 of P, 164 kg ha-1 of K, 14 kg ha-1 of S, 10 kg ha-1 of Ca, and 6 kg ha-1 of Mg by the fruit. The nutrient content exported by the fruits represent important components of nutrient extraction from the soil, which need to be restored, while the nutrients contained in the leaves, stems and roots can be incorporated in the soil within a program of recycling of crop residues.<hr/>O estado nutricional do abacaxizeiro tem grande influência no crescimento de suas plantas e na produção e qualidade de seus frutos. Este estudo teve o objetivo de avaliar a absorção, o acúmulo e a exportação de nutrientes pelo abacaxizeiro 'Vitória', irrigado nas fases de crescimento e produção. O delineamento estatístico utilizado foi em blocos casualizados, com quatro repetições. Os tratamentos foram definidos por distintas épocas de coleta de plantas: 270, 330, 390, 450, 510, 570, 690, 750 e 810 dias após o plantio (DAP). As plantas coletadas foram separadas nos seguintes componentes: folhas, talo, raízes, fruto e mudas, para determinar o peso de matérias fresca e seca a 65 ºC. Após secagem, os componentes das plantas foram moídos para caracterizar o teor e conteúdo de nutrientes absorvidos e exportados pelo abacaxizeiro. Os resultados foram submetidos à análise de variância; e para as diferenças significativas, identificadas pelo teste F (p<0,01), foram ajustados os modelos de regressão não linear. As folhas e o talo foram os componentes da planta que apresentaram maior acúmulo de nutrientes. Para a produção de 72 t ha-1 de frutos, o acúmulo de macronutrientes no abacaxizeiro 'Vitória' evidenciou a seguinte ordem decrescente: K &gt; N &gt; S &gt; Ca &gt; Mg &gt; P e correspondeu, respectivamente, a 898, 452, 134, 129, 126 e 107 kg ha-1 de acúmulo total. A exportação de macronutrientes pelo fruto na cultura do abacaxizeiro seguiu a seguinte ordem decrescente: K &gt; N &gt; S &gt; Ca &gt; P &gt; Mg e equivaleu, respectivamente a 18, 17, 11, 8, 8 e 5 % do total acumulado pelo abacaxizeiro. O abacaxizeiro 'Vitória' exportou para o fruto 78 kg ha-1 de N; 8 kg ha-1 de P; 164 kg ha-1 de K; 14 kg ha-1 de S; 10 kg ha-1 de Ca; e 6 kg ha-1 de Mg. Os conteúdos de nutrientes exportados pelos frutos representaram importantes componentes de extração de nutrientes do solo, que devem ser restituídos, enquanto os nutrientes contidos nas folhas, no talo e na raiz podem ser incorporados ao solo dentro de um programa de reaproveitamento de restos culturais. <![CDATA[<b>Yield gains of coffee plants from phosphorus fertilization may not be generalized for high density planting</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832014000300022&lng=en&nrm=iso&tlng=en Inconclusive responses of the adult coffee plant to phosphorus fertilization have been reported in the literature, especially when dealing with application of this nutrient in high density planting systems. Thus, this study was carried out for the purpose of assessing the response of adult coffee plants at high planting density in full production (in regard to yield and their biennial cycle/stability) to the addition of different sources and application rates of P in the Zona da Mata region of Minas Gerais, Brazil. The experiment with coffee plants of the Catucaí Amarelo 6/30 variety was carried out over four growing seasons. Treatments were arranged in a full factorial design [(4 × 3) + 1] consisting of four P sources (monoammonium phosphate, simple superphosphate, natural reactive rock phosphate from Algeria (Djebel-Onk), and FH 550®), three P rates (100, 200, and 400 kg ha-1 year-1 of P2O5), and an additional treatment without application of the nutrient (0 kg ha-¹ year-¹). A randomized block experimental design was used with three replicates. The four seasons were evaluated as subplots in a split plot experiment. The P contents in soil and leaves increased with increased rates of P application. However, there was no effect from P application on the yield and its biennial cycle/stability regardless of the source used over the four seasons assessed.<hr/>Respostas não conclusivas do cafeeiro adulto à fertilização com fósforo têm sido reportadas na literatura, de modo particular quando se trata da aplicação desse nutriente em sistemas adensados de plantio. Assim, este trabalho foi realizado com o objetivo de avaliar a resposta de cafeeiros adensados adultos, em franca produção, quanto à produtividade e bienalidade, à adição de diferentes fontes e doses de P, na região da Zona da Mata de Minas Gerais. O experimento, com cafeeiros da variedade Catucaí Amarelo 6/30, foi conduzido durante quatro safras. A matriz experimental utilizada foi o fatorial completo [(4 × 3)+1], composto por quatro fontes (fosfato monoamônico, superfosfato simples, fosfato natural reativo da Argélia (Djebel-Onk) e FH 550®), três doses de P (100, 200, e 400 kg ha-1 ano-1 de P2O5) e um tratamento adicional, correspondente à dose de 0 kg ha-¹ ano-¹ de P2O5. O delineamento utilizado foi em blocos casualizados, com três repetições. As quatro safras constituíram faixas no tempo. Houve aumento dos teores de P no solo e nas folhas do cafeeiro com o aumento das doses aplicadas. Apesar disso, não houve efeito da adição de P sobre a produtividade e a bienalidade da produção das plantas, independentemente da fonte utilizada ao longo das quatro safras avaliadas. <![CDATA[<b>Crop response to organic fertilization with supplementary mineral nitrogen</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832014000300023&lng=en&nrm=iso&tlng=en Animal manure is applied to the soil as a nutrient source, especially of nitrogen, to plants. However, manure application rates can be reduced with the use of N fertilizer in topdressing. The aim of this study was to evaluate crop responses to different application rates of animal manure sources, used alone and supplemented with mineral N topdressing, in a no-tillage system. The study was carried out from 2005 to 2008 on a Hapludalf soil. The treatments consisted of rates of 10, 20 and 30 m³ ha-1 of pig slurry (PS), and of 1 and 2 t ha-1 of turkey manure (TM), applied alone and supplemented with topdressed N fertilizer (TNF), as well as two controls, mineral fertilization (NPK) and one control without fertilizer application. Grain yield in common bean and maize, and dry matter yield and nutrient accumulation in common bean, maize and black oat crops were evaluated. Nitrogen application in topdressing in maize and common bean, especially when PS was used at rates of 20 and 30 m³ ha-1, and TM, at 2 t ha-1, proved effective in increasing the crop grain yields, showing the viability of the combined use of organic and industrialized mineral sources. Nitrogen accumulation in maize and common bean tissues was the indicator most strongly related to grain yield, in contrast with the apparent nutrient recovery, which was not related to the N, P and K quantities applied in the organic sources. No clear residual effect of N topdressing of maize and common bean was observed on the dry matter yield of black oat grown in succession to the main crops with PS and TM applications.<hr/>Os dejetos de animais são aplicados no solo como fonte de nutrientes, especialmente nitrogênio, às plantas. Entretanto, as doses dos dejetos podem ser diminuídas com a aplicação de fertilizante nitrogenado em cobertura. Este trabalho objetivou avaliar a resposta de culturas à aplicação de diferentes doses de fontes de dejetos de animais, utilizadas de maneira isolada e complementadas com N mineral em cobertura, sob sistema plantio direto. O trabalho foi realizado no período de 2005 a 2008, sob um Argissolo Vermelho distrófico arênico. Os tratamentos foram: doses de 10, 20 e 30 m³ ha-1 de dejeto líquido de suínos (DLS) e 1 e 2 t ha-1 de dejeto de peru (DP), aplicadas isoladamente e complementadas com adubação nitrogenada em cobertura (ANC), além de dois controles, adubação mineral (NPK) e testemunha, sem aplicação. Foram avaliadas a produtividade de grãos, nas culturas do feijoeiro e milho; a produção de matéria seca; e o acúmulo de nutrientes, nas culturas do feijoeiro, milho e aveia-preta. A aplicação de N em cobertura nas culturas de milho e feijoeiro, especialmente, quando foram utilizados DLS, nas doses de 20 e 30 m³ ha-1, e DP, na dose de 2 t ha-1, se apresentou eficiente no aumento da produtividade de grãos das culturas, demonstrando a viabilidade do uso associado de fontes orgânicas e minerais industrializadas. O acúmulo de N no tecido das culturas de milho e feijoeiro foi o indicador que mais se relacionou com a produtividade de grãos, ao contrário da recuperação aparente de nutrientes que não apresentou relação com as quantidades aplicadas de N, P e K das fontes orgânicas. A aplicação de N em cobertura no milho e no feijoeiro, cultivados com a aplicação de DLS e DP, não evidenciou claramente efeito residual na produção de matéria seca de aveia, cultivada em sucessão. <![CDATA[<b>Effect of management systems and cover crops on organic matter dynamics of soil under vegetables</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832014000300024&lng=en&nrm=iso&tlng=en Vegetable production in conservation tillage has increased in Brazil, with positive effects on the soil quality. Since management systems alter the quantity and quality of organic matter, this study evaluated the influence of different management systems and cover crops on the organic matter dynamics of a dystrophic Red Latosol under vegetables. The treatments consisted of the combination of three soil tillage systems: no-tillage (NT), reduced tillage (RT) and conventional tillage (CT) and of two cover crops: maize monoculture and maize-mucuna intercrop. Vegetables were grown in the winter and the cover crops in the summer for straw production. The experiment was arranged in a randomized block design with four replications. Soil samples were collected between the crop rows in three layers (0.0-0.05, 0.05-0.10, and 0.10-0.30 m) twice: in October, before planting cover crops for straw, and in July, during vegetable cultivation. The total organic carbon (TOC), microbial biomass carbon (MBC), oxidizable fractions, and the carbon fractions fulvic acid (C FA), humic acid (C HA) and humin (C HUM) were determined. The main changes in these properties occurred in the upper layers (0.0-0.05 and 0.05-0.10 m) where, in general, TOC levels were highest in NT with maize straw. The MBC levels were lowest in CT systems, indicating sensitivity to soil disturbance. Under mucuna, the levels of C HA were lower in RT than NT systems, while the C FA levels were lower in RT than CT. For vegetable production, the C HUM values were lowest in the 0.05-0.10 m layer under CT. With regard to the oxidizable fractions, the tillage systems differed only in the most labile C fractions, with higher levels in NT than CT in the 0.0-0.05 m layer in both summer and winter, with no differences between these systems in the other layers. The cabbage yield was not influenced by the soil management system, but benefited from the mulch production of the preceding maize-mucuna intercrop as cover plant.<hr/>A produção de hortaliças em sistemas conservacionistas tem crescido no Brasil com reflexos positivos na qualidade do solo. Considerando que os sistemas de manejo alteram a quantidade e a qualidade da matéria orgânica, este trabalho teve por objetivo avaliar a influência de diferentes sistemas de manejo e cobertura vegetal na dinâmica da matéria orgânica de um Latosssolo Vermelho distrófico, cultivado com hortaliças. Os tratamentos avaliados consistiram na combinação de três sistemas de manejo de solo: plantio direto (PD); plantio com preparo reduzido (PPR); e preparo convencional (PC), e duas coberturas vegetais: milho e consórcio milho e mucuna. No inverno, foram cultivadas hortaliças; e no verão, cobertura vegetal para palhada. O delineamento experimental utilizado foi de blocos ao acaso com quatro repetições. As amostras de solo foram coletadas na entrelinha de cultivo da hortaliça em três profundidades (0,0-0,05; 0,05-0,10 e 0,10-0,30 m), em duas épocas de amostragem: em outubro, antes do plantio das culturas para formação de palhada; e em julho, durante o cultivo da hortaliça. Foram determinados o carbono orgânico total (COT), o carbono da biomassa microbiana (CBM), das frações oxidáveis, e o carbono das frações ácido fúlvico (C AF), ácido húmico (C AH) e humina (C HUM). As principais alterações nos atributos avaliados ocorreram nas profundidades mais superficiais (0,0-0,05 e 0,05-0,10 m), onde, de maneira geral, o PD com palhada de milho se destacou com os maiores teores de COT. Os valores do CBM foram menores nos sistemas de PC, evidenciando-se sensível ao revolvimento do solo. Os sistemas com preparo reduzido foram inferiores ao plantio direto com mucuna nos teores de C AH e ao preparo convencional nos teores de C AF. O uso do preparo convencional do solo para produção de hortaliças apresentou os menores valores de C HUM na profundidade de 0,05-0,10 m. Entre as frações oxidáveis, os sistemas de preparo se diferenciaram somente nas frações mais lábeis do C, sendo o PD superior ao PC na profundidade 0,0-0,05 m, tanto no verão quanto no inverno, não havendo diferenças entre esses sistemas nas demais profundidades. A produtividade de repolho não foi influenciada pelo sistema de manejo do solo, mas foi beneficiada pelo uso do consórcio milho + mucuna como planta de cobertura formadora de palhada. <![CDATA[<b>Rice husk ash as corrective of soil acidity</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832014000300025&lng=en&nrm=iso&tlng=en Rice husk ash (RHA) is a by-product from the burning of rice husk that can have favorable effects on the soil in terms of acidity correction. The objectives of this study were to determine the effective calcium carbonate equivalent (ECC) of RHA under field conditions, and establish technical criteria as a basis for estimating the overall ECC of RHA. The 12 treatments of the experiment consisted of 10 RHA dosages (0, 10, 20, 30, 40, 60, 80, 100, 120, and 140 Mg ha-1) and two references, one of which was an absolute control (AC) and the other a plot limed and fertilized according to official recommendations (recommended fertilization - RF). The soil was sampled twice (15 and 210 days after incorporating RHA), in the layers 0.00-0.10 and 0.10-0.20 m, to determine the pH(H2O) and base saturation (V%). The ECC and neutralizing value (NV) of RHA were also determined. The results showed that RHA neutralizes soil acidity, in a faster reaction than conventional limestone, despite a low ECC (around 3 %).<hr/>A cinza de casca de arroz (CCA) é produzida a partir da queima da casca de arroz proveniente dos processos de beneficiamento, podendo apresentar efeitos favoráveis sobre a correção da acidez no solo. Os objetivos deste trabalho foram quantificar o poder relativo de neutralização total (PRNT) da CCA em condições de campo e elaborar critérios técnicos que sirvam de base para a estimativa do PRNT das CCAs em geral. O experimento foi constituído por 12 tratamentos compostos por 10 dosagens de CCA equivalentes a 0, 10, 20, 30, 40, 60, 80, 100, 120 e 140 Mg ha-1 e duas referências, sendo uma testemunha absoluta (TA) e outra com calagem e adubação recomendada (AR). Foram realizadas duas amostragens de solo aos 15 e 210 dias, após a incorporação da CCA, nas camadas de 0,00-0,10 e 0,10-0,20 m para a determinação do pH(H2O), e da saturação por bases (V%). Também foram determinados o PRNT e o poder de neutralização (PN) da CCA. Os resultados evidenciaram que a cinza de casca de arroz atua como corretivo de acidez de solo, reagindo mais rápido que o calcário convencional, mas apresentando PRNT baixo, da ordem de 3 %. <![CDATA[<b>Hygroscopicity and ammonia volatilization losses from nitrogen sources in coated urea</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832014000300026&lng=en&nrm=iso&tlng=en Hygroscopic fertilizers tend to absorb moisture from the air and may have undesirable characteristics such as moistness, clumping and lower fluidity, hampering the application. The increasing use of urea is due to its numerous advantages, although this nitrogen (N) source is highly susceptible to volatilization losses, particularly when applied to the soil surface of management systems with conservation of crop residues. The volatilization losses can be minimized by slow or controlled-release fertilizers, with controlled water solubility of the urea-coating materials; and by stabilized fertilizers, which prolong the period during which N remains in the amide or ammonia forms by urease inhibitors. This study evaluated the hygroscopicity of and ammonia volatilization from urea coated with boric acid and copper sulfate or with sulfur. The hygroscopicity of the sources was evaluated over time after exposure to five levels of relative humidity (RH) and volatilization evaluated after application to the soil surface covered with sugarcane trash. Ammonium nitrate has a low potential for volatilization losses, but is highly hygroscopic. Although coating with boric acid and copper sulfate or elemental sulfur reduced the critical humidity level of urea, the delay in the volatilization process is a potential positive factor.<hr/>Fertilizantes higroscópicos tendem a absorver a umidade do ar e podem apresentar características indesejáveis como mela, empedramento, menor fluidez, em que a consequência é a difícil aplicação. O crescente uso de ureia é atribuído às suas inúmeras vantagens, porém essa fonte apresenta elevada susceptibilidade a perdas por volatilização de amônia, principalmente quando aplicada em superfície em sistemas com conservação da palhada. Para minimizar esse tipo de perda, existem os fertilizantes de liberação lenta ou controlada pelo controle de solubilidade em água de materiais utilizados no revestimento da ureia; e os estabilizados, que prolongam o tempo em que o N permanece nas formas amídica ou amoniacal por meio de inibidores de urease. Objetivou-se, neste trabalho, avaliar a higroscopicidade e as perdas por volatilização de amônia da ureia revestida com ácido bórico e sulfato de cobre e ureia revestida com enxofre. A higroscopicidade das fontes foi avaliada ao longo do tempo, após a exposição a cinco níveis de umidade relativa do ar; e a volatilização avaliada, após aplicação em superfície na palhada da cana. O nitrato de amônio apresentou baixo potencial de perdas por volatilização, porém teve elevada higroscopicidade. O revestimento com acido bórico e sulfato de cobre ou com enxofre elementar reduziu o ponto de umidade crítico da ureia, porém apresentou como um dos fatores positivos o potencial em retardar o processo de volatilização. <![CDATA[<b>Pig slurry and nutrient accumulation and dry matter and grain yield in various crops</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832014000300027&lng=en&nrm=iso&tlng=en Pig slurry (PS) represents an important nutrient source for plants and using it as fertilizer makes greater nutrient cycling in the environment possible. The aim of this study was to assess how PS application over a period of years can affect grain yield, dry matter production and nutrient accumulation in commercial grain and cover crops. The experiment was carried out in an experimental area of the Universidade Federal de Santa Maria, in Santa Maria, RS, Brazil, from May 2000 to January 2008. In this period, 19 grain and cover crops were grown with PS application before sowing, at rates of 0, 20, 40 and 80 m³ ha-1. The highest PS rate led to an increase in nutrient availability over the years, notably of P, but also of nutrients that are potentially toxic to plants, especially Cu and Zn. The apparent recovery of nutrients by commercial grain and cover crops decreased with the increasing number of PS applications to the soil. Accumulated dry matter production of the crops and maize grain yield were highest at an annual application rate of 80 m³ ha-1 PS. However, common bean yield increased up to 20 m³ ha-1 PS, showing that the crop to be grown should be considered to define the application rate.<hr/>O dejeto líquido de suínos (DLS) representa importante fonte de nutrientes às plantas e sua utilização como adubo para as culturas significa a possibilidade de maior ciclagem de nutrientes no ambiente. Este trabalho objetivou avaliar como as doses de DLS, aplicadas ao longo de alguns anos, podem impactar a produção de grãos, de matéria seca e o acúmulo de nutrientes em culturas de grãos comerciais e em plantas de cobertura do solo. O experimento foi realizado na área experimental da Universidade Federal de Santa Maria, em Santa Maria, RS, no período de maio de 2000 a janeiro de 2008. Nesse período, foram implantadas 19 culturas de grãos e de cobertura de solo, sendo aplicado DLS antes da semeadura de cada cultura, nas doses de 0, 20, 40 e 80 m³ ha-1. O aumento da dose de DLS aplicada ao longo de anos promoveu o incremento da disponibilidade de nutrientes, notadamente de P, mas também de nutrientes que podem ser potencialmente tóxicos às plantas, especialmente Cu e Zn. A recuperação aparente de nutrientes pelas culturas de grãos comerciais e de cobertura do solo diminuiu à medida que aumentou o número de aplicações de doses de DLS no solo. A produção de matéria seca acumulada das culturas e a produção de grãos de milho foram maiores com a dose anual de 80 m³ ha-1 de DLS. Entretanto, a produtividade de grãos de feijão elevou até 20 m³ ha-1 de DLS, evidenciando que, na definição da dose, deve ser considerada a cultura a ser estabelecida. <![CDATA[<b>Remote sensing to determine the properties of an alfisol under sugarcane residue application</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832014000300028&lng=en&nrm=iso&tlng=en O sensoriamento remoto vem sendo utilizado na avaliação de características químicas e físicas dos solos, como fonte de informação rápida, não destrutiva e de baixo custo, podendo assim auxiliar no gerenciamento de passivos ambientais. Nesse sentido, este trabalho teve por objetivo verificar o potencial da utilização de dados hiperespectrais na determinação de algumas propriedades de um solo submetido a diferentes aplicações de doses de vinhaça, utilizando dados espectrais oriundos de amostras em condições de campo e de terra fina seca em estufa. O experimento, delineado em blocos ao acaso constou de seis tratamentos e quatro repetições, sendo os tratamentos: 1, sem vinhaça; 2, fertirrigado com químicos; e 3, 4, 5 e 6, com aplicação de, respectivamente, 150, 300, 600 e 900 m³ ha-1 de vinhaça. Foram gerados modelos para predição de alguns atributos químicos e físicos do solo para os dois tipos de amostras, a partir de curvas espectrais na região do visível e infravermelho próximo. Para determinação da granulometria, os modelos não foram influenciados pelo tipo de amostra utilizada e foram classificados como "aceitáveis" a "bons" (R² entre 0,7 e 0,9). Em relação aos atributos químicos, foram gerados modelos com capacidade de diferenciação apenas entre altas e baixas concentrações (R² entre 0,50 e 0,65) para os atributos pH, matéria orgânica, H+Al e capacidade de troca catiônica, sendo os gerados para terra fina seca em estufa em alguns casos melhores que os para amostras em condições de campo.<hr/>Remote sensing has been used in the evaluation of physical and chemical characteristics of soils as a source of rapid, non-destructive, and low cost information, which may assist in management of environmental liabilities. The aim of this study was to investigate the potential for use of hyperspectral data in determining some properties of soil under different levels of application of sugarcane residue (vinasse) using spectral data obtained from samples in field conditions and laboratory oven-dried soil. A randomized block design was used with six treatments and four replications, the treatments being: 1. without vinasse; 2. fertigation with chemicals; 3, 4, 5, and 6 received the application of 150, 300, 600, and 900 m³ ha-1 of vinasse, respectively. Models were generated for prediction of chemical and physical soil properties for both types of samples from spectral curves of visible and near-infrared wavelengths. For determination of soil particle size, models classified as acceptable to good (R² from 0.7 to 0.9) were generated, and these models were not affected by the type of sample used. In regard to chemical properties, models were generated with capacity only for differentiation between high and low concentrations (R² from 0.5 to 0.65) for the properties of pH, organic matter, H+Al and cation exchange capacity. The models generated for laboratory oven-dried soil were in some cases better than those generated for samples in field conditions. <![CDATA[<b>Forms of phosphorus in an oxisol under different soil tillage systems and cover plants in rotation with maize</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832014000300029&lng=en&nrm=iso&tlng=en Phosphorus fractions play a key role in sustaining the productivity of acid-savanna Oxisols and are influenced by tillage practices. The aim of this study was to quantify different P forms in an Oxisol (Latossolo Vermelho-Amarelo) from the central savanna region of Brazil under management systems with cover crops in maize rotation. Three cover crops (Canavalia brasiliensis, Cajanus cajan (L.), and Raphanus sativus L.) were investigated in maize rotation systems. These cover crops were compared to spontaneous vegetation. The inorganic forms NaHCO3-iP and NaOH-iP represented more than half of the total P in the samples collected at the depth of 5-10 cm during the rainy season when the maize was grown. The concentration of inorganic P of greater availability (NaHCO3-iP and NaOH-iP) was higher in the soil under no-tillage at the depth of 5-10 cm during the rainy season. Concentrations of organic P were higher during the dry season, when the cover crops were grown. At the dry season, organic P constituted 70 % of the labile P in the soil planted to C. cajan under no-tillage. The cover crops were able to maintain larger fractions of P available to the maize, resulting in reduced P losses to the unavailable pools, mainly in no-tillage systems.<hr/>Frações de P desempenham papel fundamental na manutenção da produtividade dos Latossolos ácidos do Cerrado e são influenciadas pelas práticas de manejo. O objetivo deste estudo foi quantificar as diferentes formas de P em um Latossolo Vermelho-Amarelo do Cerrado, sob sistemas de manejo com plantas de cobertura em rotação com milho. Três plantas de cobertura (Canavalia brasiliensis, Cajanus cajan (L.) e Raphanus sativus L.) foram estudadas. Essas plantas de coberturas foram comparadas com vegetação espontânea. As formas inorgânicas NaHCO3-iP e NaOH-iP representaram mais da metade do P total nas amostras coletadas na profundidade de 5-10 cm, durante a estação chuvosa, quando o milho foi cultivado. A concentração de P inorgânico de maior disponibilidade (NaHCO3-iP e NaOH-iP) foi maior no solo sob plantio direto na profundidade de 5-10 cm, durante a estação chuvosa. As concentrações de P orgânico foram maiores durante a estação seca, quando as plantas de cobertura foram cultivadas. Nessa estação, o P orgânico constituiu 70 % do P lábil no solo plantado com C. cajan, sob plantio direto. As plantas de cobertura foram capazes de manter maiores frações de P disponível para o milho, resultando em redução de perdas de P para compartimentos indisponíveis, principalmente em sistemas de plantio direto. <![CDATA[<b>Carbon and nitrogen in the particle size fractions of soil organic matter in crop systems under no-tillage</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832014000300030&lng=en&nrm=iso&tlng=en A qualidade do solo em plantio direto está relacionada ao sistema de culturas e pode ser avaliada pelo teor de matéria orgânica particulada (&gt;53 ∝m), em razão da funcionalidade que essa fração proporciona ao solo e à sua sensibilidade às diferenças de manejo. Visando estudar a qualidade do solo em sistemas de culturas em plantio direto, este trabalho foi conduzido em experimento de longa duração (21 anos) em Latossolo Vermelho distrófico típico nos Campos Gerais do Paraná. Seis sistemas de culturas foram avaliados, em que trigo-TR (Triticum aestivum L.), soja-SO (Glycine max L.), milho-MI (Zea mays L.), aveia-preta-AV, para cobertura (Avena strigosa Schreb.), ervilhaca-ER, para cobertura (Vicia villosa Roth); azevém-AZ, para feno (Lolium multiflorum Lam.); ou alfafa-AL, para feno (Medicago sativa L.) compuseram os seguintes sistemas: TR-SO (referência), ER-MI-AV-SO-TR-SO, ER-MI-TR-SO, AV-MI-TR-SO, AZ-MI-AZ-SO e AL-MI (milho a cada três anos). Os estoques de carbono orgânico total (COT), nitrogênio total (NT) e de C e N na matéria orgânica (MO) particulada (&gt;53 µm) e associada aos minerais (<53 µm) foram determinados em 0-5, 5-10 e 10-20 cm. O sistema semiperene AL-MI apresentou os maiores estoques de COT e NT na camada de 0-20 cm (63,6 Mg ha-1 COT e 4,6 Mg ha-1 NT), com incrementos anuais de 0,23 Mg ha-1 COT e 0,03 Mg ha-1 NT, em relação ao sistema TR-SO. O sistema AL-MI também teve os maiores estoques de C e N na MO particulada nessa camada (12,5 e 0,91 Mg ha-1, respectivamente), por causa da maior adição de fitomassa pelas raízes e a proteção física dos resíduos orgânicos. Os menores estoques de COT e NT na camada 0-20 cm ocorreram no sistema ER-MI-TR-SO (57,8 Mg ha-1 COT e 4,03 Mg ha-1 NT), sem apresentar incremento anual em relação ao sistema TR-SO. Os estoques de C e N na MO particulada foram de 10,4 e 0,67 Mg ha-1, respectivamente. Essa tendência repetiu-se para as camadas individuais, com diferença significativa entre os sistemas na camada de 0-5 cm e não significativa, para as de 5-10 e 10-20 cm. Na média dos sistemas, a MO particulada contribuiu em torno de 30 % para o estoque total de C na camada 0-5 cm. Rotação de culturas com espécies que tenham sistema radicular ativo por mais tempo, como o sistema semiperene AL-MI, tem potencial de incrementar o estoque total de C e N, especialmente da fração MO particulada, proporcionando funcionalidade ao solo e, consequentemente, qualidade.<hr/>Soil quality in no-till systems is related to the crop systems and may be evaluated through particulate organic matter (&gt;53 ∝m) stock due to the functionality this property provides to the soil and its sensitivity to management practices. Aiming to assess soil quality no-till crop systems, this study was carried out through a long-term experiment (21 years) in a Latossolo Vermelho distrófico típico (typical Oxisol) in Ponta Grossa, PR, Brazil. Six crop systems were assessed. Wheat-TR (Triticum aestivum L.), soybean-SO (Glycine max L.), corn-MI (Zea mays L.), oat-AV (Avena strigosa Schreb.) as a cover crop, vetch-ER (Vicia villosa Roth) as a cover crop, ryegrass-AZ (Lolium multiflorum Lam) for hay, or alfalfa-AL (Medicago sativa L.) for hay comprised the following systems: TR-SO (reference), ER-MI-AV-SO-TR-SO, ER-MI-TR-SO, AV-MI-TR-SO, AZ-MI-AZ-SO and AL-MI (corn every three years). The stocks of total organic carbon (COT) and total N (NT) and C and N in particulate (&gt;53 ∝m) and mineral-associated organic matter (<53 ∝m) were determined at 0-5, 5-10 and 10-20 cm. The semiperennial AL-MI system had the greatest COT and NT stocks in the 0-20 cm layer (63.6 Mg ha-1 COT and 4.6 Mg ha-1 NT), and increased annual sequestration rates in relation to the TR-SO baseline system (0.23 Mg ha-1 year-1 COT and 0.03 Mg ha-1 year-1 NT). The AL-MI system also had the highest C and N stocks in the particulate organic matter in the same layer (12.5 and 0.91 Mg ha-1, respectively) due to its higher C addition from root plant matter and the physical protection of organic crop litter. The ER-MI-TR-SO system had the lowest C and N stocks in the 0-20 cm layer with values of totals stocks of 57.8 and 4.03 Mg ha-1, respectively, and without an increased annual sequestration rate because the stocks were similar to the TR-SO baseline system; C and N stocks in particulate organic matter were 10.4 and 0.67 Mg ha-1, respectively. This tendency was repeated for individual layers with a significant difference between systems in the 0-5 cm layer and no significant difference in the 5-10 and 10-20 cm layers. The particulate organic matter contributed around 30 % to total C stocks in the 0-5 cm layer on average in the systems. Crop rotations with species that have active root systems for a longer time, such as the semi-perennial AL-MI system, could increase total C and N stocks, especially the particulate organic matter, which promote soil functionality and, consequently, greater soil quality. <![CDATA[<b>Aeration condition of a clayey oxisol under long-term no-tillage</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832014000300031&lng=en&nrm=iso&tlng=en The hypothesis of this study was that the absence of soil tillage in long-term no-tillage (NT) systems can be detrimental to soil aeration. The objective was to assess the aeration condition of an Oxisol (Rhodic Ferrasol), very clayey texture (750 g kg-1 of clay; 200 g kg-1 of sand), after 30 years of cultivation under NT. The physical property soil air permeability (Ka) is sensitive to changes in the soil pore system. Aside from Ka, the air-filled porosity (ε a) and indices of pore continuity (K1 and N), derived from the relationship between Ka and εa, were used as indices of soil aeration. From the soil layers 0.0-0.1 and 0.1-0.2 m, 240 undisturbed samples were collected along a transect perpendicular to the crop rows, at three sampling positions: corn plant row (CR); center of the interrow (INT); and the equidistant point between CR and INT (PE). The properties Ka and εa were determined at soil matric potentials (Ψm) of -2, -4, -6, -10, -30, and -50 kPa. Soil bulk density (BD) was also determined. The results confirmed the hypothesis. In the 0.0-0.1 m layer, Ka, K1, N and Ψa were significantly greater and BD significantly lower in CR than at the other sampling positions. At a Ψm of -10 kPa, the Ka of CR was 6.9 and 8.4 times higher than in PE and INT, respectively, in the 0.0-0.1 m layer. The properties Ka, K1 and N were sensitive enough to detect changes in the pore system and their differences between the sampling positions demonstrated the importance of the spatial location for soil sampling. Tilling the crop rows provides better soil aeration under NT.<hr/>A hipótese deste estudo foi que a ausência de revolvimento do solo em sistema plantio direto (SPD) pode ser prejudicial à aeração do solo. O objetivo foi quantificar a condição de aeração de um Latossolo Vermelho distroférrico, classe textural muito argiloso (750 g kg-1 de argila; e 200 g kg-1 de areia), cultivado por 30 anos em SPD. A permeabilidade do solo ao ar (Ka) é um atributo físico do solo sensível às alterações no sistema poroso do solo. Ka, porosidade de aeração (εa) e índices de continuidade de poros (K1 e N), obtidos de relações entre Ka e εa, foram utilizados como indicadores da aeração do solo. Para o estudo, 240 amostras com estrutura preservada foram coletadas das camadas de 0,0-0,1 e 0,1-0,2 m de profundidade do solo, ao longo de um transecto estabelecido perpendicularmente às linhas de cultivo, em três posições distintas: linha da cultura do milho (CR); centro da entrelinha (INT); e ponto equidistante entre CR e INT (PE). A Ka e a εa foram determinadas nos potenciais mátricos (Ψm) de -2, -4, -6, -10, -30 e -50 kPa. A densidade do solo também foi definida. Os resultados confirmaram a hipótese estabelecida. Valores de Ka, K1, N e Ψa foram estatisticamente superiores na posição CR, na camada de 0,0-0,1 m. No Ψm de -10 kPa, a Ka da CR foi 6,9 e 8,4 vezes superior que em PE e INT, respectivamente, na camada de 0,0-0,1 m. Ka, K1 e N se apresentaram suficientemente sensíveis para detectar as alterações no sistema poroso, e suas diferenças entre as posições de amostragem comprovaram a importância da variabilidade espacial na obtenção de amostras de solo. A mobilização do solo na linha de semeadura propicia melhores condições de aeração do solo sob SPD. <![CDATA[<b>Evaluation the intensity of tractor traffic on some physical properties of an argissolo amarelo (ultisol)</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832014000300032&lng=en&nrm=iso&tlng=en O tráfego intenso das máquinas nos solos cultivados aplica diferentes tensões que combinadas com altos valores de umidade desses podem resultar em sua compactação. A condução deste estudo objetivou avaliar a variação em alguns atributos físicos de um Argissolo Amarelo, em razão do tráfego de tratores agrícolas com diferentes números de passadas. A pesquisa foi conduzida na UNIVASF, em Petrolina, PE, em experimento de faixas com fatorial de dois fatores, sendo tratores agrícolas de 2.650, 2.795 e 3.540 kg, com seis níveis de compactação: zero passagem (testemunha) (N0); uma passagem (N1); duas passagens (N2); quatro passagens (N4); seis passagens (N6); e oito passagens (N8). Foram analisadas a densidade, porosidade e resistência mecânica do solo à penetração nas camadas de 0,00-0,10; 0,10-0,20; 0,20-0,30; e 0,30-0,40 m. Os dados de densidade e porosidade foram analisados pela análise de variância com comparação de médias e por meio de regressão; enquanto a resistência mecânica do solo à penetração foi analisada por meio da geoestatística. Os maiores valores de densidade e menores de porosidade foram observados para o trator de menor massa, que possui menor área de contato, pior distribuição de cargas entre os eixos e aplica as maiores pressões no solo. As intensidades do tráfego indicaram que, após a segunda passagem da máquina, os valores de densidade, de maneira geral, foram próximos às demais passagens, para a camada de 0,00-0,10 m, enquanto os valores de porosidade para as camadas de 0,00-0,10 e 0,10-0,20 m reduziram com o aumento do número de passadas. Os mapas de resistência mecânica do solo à penetração indicaram pontos críticos de resistência, mais evidentes para o trator de menor massa.<hr/>Heavy machinery traffic on cropped soils applies different tensions that, combined with high values of soil moisture, can result in soil compaction. The aim of this study was to evaluate the variation in some physical properties of an Argissolo Amarelo (Ultisol) due to farm tractor traffic with different numbers of passes. The study was conducted at UNIVASF in Petrolina, State of Pernambuco PE, Brazil, in an experiment in strips with two factors: tractors of 2,650, 2,795, and 3,540 kg; and six levels of compaction: zero passes (control) (N0), one pass (N1), two passes (N2), four passes (N4), six passes (N6), and eight passes (N8). We analyzed bulk density, porosity, and penetration resistance of the soil layers at 0.00-0.10, 0.10-0.20, 0.20-0.30, and 0.30-0.40 m. Bulk density and porosity were analyzed by analysis of variance with comparison of means, and by regression analysis, whereas penetration resistance was analyzed using geostatistics. The highest values of bulk density and lowest values of porosity were observed for the tractor with least weight but a smaller contact area and worse load distribution between the axles, which applies the greatest pressures on the soil. The traffic intensities indicated that after the second pass of the machine, the values of bulk density, in general, were near the values of the other passes for the 0.00-0.10 m layer. In contrast, the values of porosity for the 0.00-0.10 and 0.10-0.20 m layers decreased with the increase in the number of passes. The maps of soil penetration resistance indicated critical points of resistance, more evident for the tractor of least weight. <![CDATA[<b>Assessment of the erosive potential of rainfall in Urussanga, Santa Catarina, Brazil from 1980 to 2012</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832014000300033&lng=en&nrm=iso&tlng=en O conhecimento do potencial erosivo das chuvas e a sua distribuição ao longo do ano contribuem para o planejamento de práticas de manejo e a conservação do solo, que visam a redução da erosão hídrica, diminuindo as perdas de solo e aumentando a produção agrícola. Este trabalho teve como objetivo caracterizar as chuvas da região de Urussanga, SC, com relação ao potencial erosivo, determinando os Índices de Erosividade mensais e anuais (EI30) e estabelecendo assim o fator "R" para utilização na Equação Universal de Perdas de Solo, período de retorno e probabilidade de ocorrência das chuvas erosivas, a partir dos dados de chuva de diagramas diários do pluviógrafo da Estação Meteorológica de Urussanga, de outubro de 1980 a março de 2012. As chuvas foram digitalizadas em segmentos com intensidade constante. Foi elaborado um programa computacional para a leitura dos dados digitalizados, identificação das chuvas erosivas e realização dos cálculos de erosividade. A precipitação pluvial média anual foi de 1.781,8 mm, dos quais 1.502,6 mm foram de chuvas erosivas e 279,1 mm, de não erosivas. Ocorrem em média 184,9 chuvas por ano, sendo 77,7 % não erosivas e 22,3 %, erosivas. O valor médio anual do índice EI30 é 5.665,10 MJ mm ha-1 h-1, classificando as chuvas com erosividade média a forte. A época do ano com maior erosividade é de dezembro a março. O fator "R" da USLE, para regiões do entorno com características semelhantes de Urussanga, pode ser estimado com dados de pluviometria utilizando-se a equação linear ajustada.<hr/>Knowledge of the erosive potential of rainfall and its distribution throughout the year contribute to planning management and soil conservation practices that aim to reduce water erosion, decreasing soil loss and increasing crop yields. The goal of this study is to characterize rainfall in the region of Urussanga, SC, Brazil, in relation to its erosive potential, determining monthly and annual Erosivity Indices (EI30), thus establishing the R factor to use in the Universal Soil Loss Equation. In addition, the goal is to determine hydrological patterns, return period, and the probability of the occurrence of erosive rainfalls based on rainfall data from the daily pluviograph records from the Meteorological Station of Urussanga from October 1980 to March 2012. The rainfall amounts were converted into digital information in segments with constant intensity. In addition, a computer program was developed to read this data, identify the erosive rainfalls, calculate the erosivity, and classify the hydrological patterns of rainfalls. The average annual rainfall was around 1,781.8 mm, of which 1,502.6 mm were erosive rainfall and 279.1 mm non-erosive rainfall. There were an average of 184.9 rainfalls per year, of which 77.7 % were non-erosive and 22.3 % were erosive. The annual average value of the El30 index is 5,665.10 MJ mm ha-1 h-1, thus classifying the rainfalls as being of medium to strong erosivity. The period of greatest erosivity is from December to March. The R factor of the USLE for areas with similar characteristics neighboring Urussanga can be estimated from pluviometer data using the fitted linear equation. <![CDATA[<b>Characterization of erosive rainfall in Urussanga, SC, Brazil in regard to the temporal distribution pattern</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832014000300034&lng=en&nrm=iso&tlng=en O estudo da distribuição temporal de chuvas é realizado com objetivo de caracterizar o padrão de chuva mais frequente. O conhecimento das características físicas das chuvas com relação aos padrões de precipitação permite realizar modelagem matemática de eventos hidrológicos em condições mais próximas às condições reais. O objetivo deste trabalho foi caracterizar as chuvas erosivas em Urussanga, SC, com relação aos padrões hidrológicos de distribuição temporal. Foram usados os pluviogramas da estação meteorológica de Urussanga (latitude 28,31º S, longitude 49,19º W e altitude de 49 m) relativos ao período de outubro de 1980 a março de 2012. As chuvas erosivas foram classificadas em padrões avançado, intermediário e atrasado, se a maior intensidade ocorre no terço de duração inicial, intermediário e final, respectivamente. Foram determinadas as características de altura pluvial, duração da chuva, energia cinética, intensidade máxima em 30 min, erosividade e frequência de chuvas mensais de cada padrão de chuva. Verificou-se a ocorrência de 1.221 chuvas erosivas, das quais 651 com perfil avançado; 416, intermediário; e 154, atrasado. A duração média das chuvas erosivas é de 14,4 h. A média total de intensidade média para as chuvas erosivas foi de 17,4 mm h-1. A maior concentração de chuvas (32,9 %) foi observada no intervalo de duração de 6 a 12 h. Para duração inferior a 18 h, ocorre maior frequência de chuvas do padrão avançado; já para acima de 18 h, as frequências de chuvas do padrão avançado e intermediário são semelhantes.<hr/>The study of temporal distribution of rainfall is carried out to characterize the most frequent rainfall patterns. Knowledge of the physical characteristics of rainfall in relation to rainfall patterns allows mathematical modeling to be performed in regard to hydrologic events more nearly approaching real conditions. The objective of this study was to characterize the erosive rains from the municipality of Urussanga, SC, Brazil in regard to hydrological patterns of temporal distribution. Rainfall records from the meteorological station of Urussanga (28.31° S latitude, 49.19° W longitude, 49 m altitude) from October/1980 to March/2012 were used. Erosive rainfalls were classified as advanced, intermediate, or late pattern if the greatest intensity occurred in the initial, intermediate, or final third of the rainfall event, respectively. We determined the characteristics of rainfall height in the rain gauge, duration of the rain, kinetic energy, maximum intensity in 30 min, erosivity, and frequency of monthly rainfalls within each rainfall pattern. There were 1,221 erosive rainfalls in the period - 651 with an advanced profile, 416 with an intermediate profile, and 154 with a late profile. The average duration of an erosive rainfall was 14.4 h. The average total for erosive rainfall intensity was 17.4 mm h-1. The highest concentration of rainfall (32.9 %) was observed in the 6 to 12 h range of duration. Rains with a duration of less than 18 h occurred most frequently in the advanced rainfall pattern, and for durations greater than 18 h, the frequencies of advanced and intermediate rainfall patterns were similar. <![CDATA[<b>Quality reference values for heavy metals in soils of Rio Grande do Norte, Brazil</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832014000300035&lng=en&nrm=iso&tlng=en O crescimento industrial e o populacional têm aumentado os teores de metais pesados nos solos e impactado a qualidade desse recurso. Nesse contexto, as agências de proteção ambiental vêm despendendo esforços para o estabelecimento de índices que possam identificar áreas suspeitas de contaminação. Valores de Referência de Qualidade para Solos (VRQs) refletem a concentração natural de determinada substância no solo, sem interferência antrópica. O trabalho objetivou estabelecer os VRQs para os metais Ag, Ba, Cd, Co, Cr, Cu, Ni, Pb, Sb, V e Zn exigidos pelo Conama, para composição da legislação direcionada ao monitoramento desses elementos nos solos do Estado do Rio Grande do Norte. Foram coletadas 416 amostras de solo em áreas de mata nativa ou com mínima influência antrópica. A abertura das amostras foi efetuada pelo método EPA-3051A, sendo os metais determinados por espectrometria de emissão ótica (ICP-OES) e absorção atômica (AA). Os resultados do trabalho comprovaram que estudos regionalizados são essenciais para definição de VRQs. Os VRQs calculados para o Rio Grande do Norte foram mais restritivos que os de outros estados do país. A análise fatorial de confirmação dos dados foi útil para obtenção de VRQs mais confiáveis e demonstrou que para o Estado esses valores podem ser estabelecidos com apenas duas repetições por local de coleta. Nesse sentido, é primordial um planejamento prévio, de distribuição dos locais de amostragem, de maneira que os diversos compartimentos geomorfológicos, pedológicos e geológicos do Estado sejam representados.<hr/>Industrial development and population growth have increased heavy metal concentrations in soils and impacted soil quality. In this scenario, environmental protection agencies have been concerned with establishing heavy metal quality reference values (QRV) that may identify contaminated sites. The study was carried out to provide soil reference values for the metals Ag, Ba, Cd, Co, Cr, Cu, Ni, Pb, Sb, V, and Zn in soils of the State of Rio Grande do Norte according to Brazilian legislation. The study analyzed 416 soil samples taken from native forest or areas with minimal human interference. These samples were digested by the USEPA 3051A method, and the metals were measured by Inductively Coupled Plasma - Optic Emission Spectrometry (ICP-OES) or flame atomic absorption (FAA). The results showed that regional geochemical surveys are essential in establishing QRVs for heavy metals. For example, the QRV for the soils of Rio Grande do Norte were more restrictive than the QRVs adopted for other Brazilian states. Confirmation factorial analysis of the data was useful for obtaining more reliable QRVs and showed that for the state these values could be obtained from two replicates only per collection location. Thus, advance planning is essential in distribution of sampling locations so that the diverse geomorphological, pedological, and geological compartments of the state are represented.