Scielo RSS <![CDATA[Revista Brasileira de Ciência do Solo]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0100-068320110006&lang=en vol. 35 num. 6 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<b>Evaluation of agricultural suitability of soils in Acre by different experts</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832011000600001&lng=en&nrm=iso&tlng=en Os sistemas de avaliação da aptidão ou do potencial agrícola das terras têm sido utilizados nas diversas regiões do Brasil, por várias equipes e com múltiplas aplicações. O objetivo deste trabalho foi avaliar, para solos no Estado do Acre, como diferentes especialistas percebem a importância relativa dos indicadores de um sistema de aptidão agrícola e como eles interpretam esses atributos para a definição das diferentes classes de aptidão. Foram utilizados 10 perfis de solos analisados para a IX Reunião Brasileira de Classificação e Correlação de Solos, localizados entre os municípios de Rio Branco e Cruzeiro do Sul, Amazônia - região caracterizada por sedimentos da Formação Solimões como material de origem dos solos. As interpretações da aptidão agrícola dos solos foram feitas por seis especialistas, os quais avaliaram os indicadores de aptidão agrícola, aplicando cinco graus dos fatores de limitação: deficiência de fertilidade, deficiência de água, deficiência de oxigênio, suscetibilidade à erosão e impedimentos à mecanização. A partir desses fatores, foram estabelecidas as classes e os grupos de aptidão para cada perfil de solo, que foram comparados usando análise discriminante e por similaridade. Os resultados indicaram que as variáveis relacionadas a estoque de nutrientes, tipo de argila, classe textural e de drenagem e relevo local foram as mais relevantes na distinção dos ambientes pelos especialistas. A interpretação da aptidão agrícola por especialistas não foi inteiramente reproduzível para todos os solos, estando sujeita a variações decorrentes da experiência dos avaliadores e de seu conhecimento sobre o ambiente e os diferentes tipos de uso da terra.<hr/>Evaluation systems of agricultural land suitability are being used in different regions of Brazil, by distinct teams and with multiple applications. The objective of this study was to evaluate, for soils in the State of Acre, how different experts evaluate the relative importance of indicators of a land suitability system, and how they interpret properties that can define land suitability classes. Ten soil profiles analyzed for the IX Brazilian Soil Classification and Correlation Workshop were used. These soil profiles are located between Rio Branco and Cruzeiro do Sul, municipalities in the Amazon region, with sediments of the Solimões Formation as soil parent material. The land suitability was interpreted by six experts, based on all land suitability indicators, applied in five degrees of limitation for the factors: fertility deficiency, water deficiency, oxygen deficiency, erosion susceptibility, and impediments to mechanization. From these assessments, the groups and classes of land suitability of each soil profile were established, and the results compared by discriminant analysis. The results indicated the variables nutrient stock, clay content, textural class, drainage class and local relief as the most important to discriminate the environments by the experts. The interpretation of land suitability by the experts was not entirely reproducible for all soils, and was subjected to the diverse experience and knowledge of the evaluators about the environment and different land use types. <![CDATA[<b>Genetic diversity, tolerance to acidity factors and symbiotic efficiency of rhizobia of birdsfoot trefoil in soils of Rio Grande do Sul</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832011000600002&lng=en&nrm=iso&tlng=en O cornichão é uma leguminosa forrageira perene hiberno-primaveril de grande importância para o Rio Grande do Sul, destacando-se pela capacidade de se manter em solos relativamente ácidos e pouco férteis. Com este trabalho, objetivou-se a seleção de rizóbios para cornichão tolerantes à acidez e ao Al tóxico e eficientes na fixação biológica de N em solos de baixa fertilidade. Foram avaliados 52 isolados de rizóbios de Lotus spp. obtidos de solos de cinco localidades do Rio Grande do Sul. Os rizóbios foram avaliados quanto à diversidade genética, à tolerância a pH 4,2 e ao Al tóxico. Entre os rizóbios tolerantes a fatores de acidez, sete foram avaliados quanto à eficiência simbiótica com plantas, em casa de vegetação, em vasos com solo não estéril. Observou-se alta diversidade genética entre os rizóbios estudados, dos quais 16 foram tolerantes a pH 4,2 e a 50 µM de Al em meio de cultura, produzindo populações da ordem de 10(7) até 10(8) UFC mL-1. Os sete rizóbios testados em casa de vegetação superaram as estirpes atualmente recomendadas para a produção de inoculantes, o que demonstra a existência, em solos do Rio Grande do Sul, de rizóbios tolerantes à acidez do solo e eficientes como fixadores de N em plantas de cornichão.<hr/>Birdsfoot trefoil is a perennial winter-spring forage legume, highly important in Rio Grande do Sul, in the south of Brazil. It stands out for the ability to survive in relatively acidic and nutrient-poor soils. This study aimed to select birdsfoot trefoil rhizobial strains with tolerance to acidity and aluminum toxicity and efficiency in nitrogen fixation in nutrient-poor soils. Fifty-two isolates of Lotus spp rhizobia from soils of five locations in the state of Rio Grande do Sul were evaluated. The strains were evaluated for genetic diversity and tolerance to pH 4.2 and to aluminum toxicity. Of the acid-tolerant rhizobia, seven were evaluated for symbiotic efficiency in plants grown in pots with non-sterile soil, in a greenhouse experiment. Genetic diversity in the studied rhizobia was high and 16 were tolerant to pH 4.2 and to 50 µM Al in media broth, reaching populations from 10(7) up to 10(8) CFU mL-1. The seven rhizobia tested in the greenhouse performed better than the strains recommended for inoculant production, demonstrating the existence of rhizobia tolerant to soil acidity and efficient in nitrogen fixation on birdsfoot trefoil plants in soils of Rio Grande do Sul. <![CDATA[<b>Growth, nodulation and nitrogen fixation of cowpea in soils amended with composted tannery sludge</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832011000600003&lng=en&nrm=iso&tlng=en Tannery wastes generation is increasing every year and a suitable method for tannery sludge management is necessary in order to decrease this environmental problem. The composting is recognized as a suitable method for sludge recycling.. The effect of tannery sludge compost (TSC) rates on growth, nodulation and N fixation of cowpea was investigated. Sandy and clayey soils were amended with TSC at rates of 0, 7.5, 15, 30, and 60 t ha-1. The shoot dry weight of cowpea plants 45 days after emergence (DAE) was greater in the TSC-amended than in the unamended soil. In the sandy soil, nodule dry weight increased with TSC application 45 DAE. In the clayey soil, 45 DAE, nodule dry weight decreased with TSC amendment levels greater than 7.5 t ha-1 compared to the unamended control. The application of TSC increased N accumulation in the cowpea plants. The results suggest that cowpea responds differently to TSC depending on the amendment rate and initial soil type.<hr/>A geração de resíduos de curtume está aumentando a cada ano e um método adequado para o manejo do resíduo de curtume é necessário para diminuir o problema ambiental. A compostagem é reconhecido como um método adequado para a reciclagem do lodo. O objetivo do trabalho foi investigar o efeito da aplicação de composto de lodo de curtume (CLC) sobre o crescimento, nodulação e acumulação de nitrogênio do feijão-caupi. Solos arenoso e argiloso foram adubados com CLC em doses de 0, 7,5, 15, 30 e 60 t ha-1. O comprimento da parte aérea do feijão-caupi foi maior, aos 45 dias após a emergência das plantas (DAE), no solo com aplicação de CLC do que no solo sem aplicação. No solo arenoso, a massa dos nódulos, aos 45 DAE, aumentou com a aplicação do CLC. No solo argiloso, aos 45 DAE, em doses superiores a 7,5 t ha-1, houve um decréscimo na massa nodular quando comparado ao solo sem aplicação. A aplicação do CLC aumentou a acumulação de N nas plantas de feijão-caupi. Os resultados sugerem que o feijão-caupi responde diferentemente ao CLC sendo dependente da dose de aplicação e do tipo de solo. <![CDATA[<b>Soil microbial biomass under different management and tillage systems of permanent intercropped cover species in an orange orchard</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832011000600004&lng=en&nrm=iso&tlng=en To mitigate soil erosion and enhance soil fertility in orange plantations, the permanent protection of the inter-rows by cover species has been suggested. The objective of this study was to evaluate alterations in the microbial biomass, due to different soil tillage systems and intercropped cover species between rows of orange trees. The soil of the experimental area previously used as pasture (Brachiaria humidicola) was an Ultisol (Typic Paleudult) originating from Caiuá sandstone in the northwestern part of the State of Paraná, Brazil. Two soil tillage systems were evaluated: conventional tillage (CT) in the entire area and strip tillage (ST) (strip width 2 m), in combination with different ground cover management systems. The citrus cultivar 'Pera' orange (Citrus sinensis) grafted onto 'Rangpur' lime rootstock was used. Soil samples were collected after five years of treatment from a depth of 0-15 cm, under the tree canopy and in the inter-row, in the following treatments: (1) CT and an annual cover crop with the leguminous species Calopogonium mucunoides; (2) CT and a perennial cover crop with the leguminous peanut Arachis pintoi; (3) CT and an evergreen cover crop with Bahiagrass Paspalum notatum; (4) CT and a cover crop with spontaneous Brachiaria humidicola grass vegetation; and (5) ST and maintenance of the remaining grass (pasture) of Brachiaria humidicola. Soil tillage and the different cover species influenced the microbial biomass, both under the tree canopy and in the inter-row. The cultivation of brachiaria increased C and N in the microbial biomass, while bahiagrass increased P in the microbial biomass. The soil microbial biomass was enriched in N and P by the presence of ground cover species and according to the soil P content. The grass species increased C, N and P in the soil microbial biomass from the inter-row more than leguminous species.<hr/>Tem sido sugerido que a área intercalar em pomar de laranjeira deve permanecer permanentemente protegida por espécies de cobertura vegetal, objetivando diminuir a erosão do solo e aumentar a sua fertilidade. No presente trabalho foram avaliadas as alterações na atividade microbiana devido os diferentes sistemas de preparo do solo e o cultivo intercalar de coberturas permanente em pomar de laranjeira. O experimento foi conduzido no noroeste do Paraná em um Argissolo Vermelho distrófico latossólico textura arenosa/média originado do arenito Caiuá, em área previamente ocupada por pastagem (Brachiaria humidicola). Foram estudados dois sistemas de preparo do solo (preparo convencional [PC] e preparo em faixa [PF]) e diferentes coberturas intercalar às plantas de laranjeira. Foi utilizada a laranjeira 'Pêra' (Citrus sinensis) enxertada em limoeiro 'Cravo' (Citrus limonia). As amostras de solo foram coletadas cinco anos após a instalação do experimento na profundidade de 0-15 cm sob a projeção da copa e na entrelinha nos seguintes tratamentos: (1) PC e cobertura vegetal com a leguminosa anual Calopogonium mucunoides; (2) PC e cobertura vegetal com a leguminosa perene amendoim forrageiro Arachis pintoi; (3) PC e cobertura vegetal com a gramínea mato-grosso ou batatais Paspalum notatum; (4) PC e cobertura com a vegetação espontânea da gramínea Brachiaria humidicola; (5) ST e cobertura com a manutenção da gramínea remanescente da pastagem, Brachiaria humidicola. O preparo do solo e as diferentes coberturas vegetais influenciaram a biomassa microbiana tanto na projeção da copa como na entrelinha. O cultivo de brachiaria aumentou o teor de C e N da biomassa microbiana, enquanto que a grama mato grosso aumentou o teor de P. A biomassa microbiana foi enriquecida com N e P devido às diferentes coberturas intercalares e aos teores de P no solo. A diminuição do revolvimento do solo aumentou a biomassa microbiana na entrelinha. O cultivo de gramíneas aumentou os teores de C, N e P da biomassa microbiana na entrelinha comparada com o cultivo de leguminosas. <![CDATA[<b>Assessment of mycorrhizal interaction in olive tree <i>(</i>Olea europea<i> L.) </i>cultivars</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832011000600005&lng=en&nrm=iso&tlng=en A maioria dos estudos com oliveira no Brasil e no mundo tem sido direcionada à produção e ao manejo. Apesar da importância para o crescimento vegetal e resistência a estresses diversos, não há estudos sobre a ocorrência de associação micorrízica em oliveira, no Brasil. O objetivo do presente trabalho foi avaliar a interação micorrízica em cultivares de oliveira na Fazenda Experimental de Maria da Fé - MG (FEMF - EPAMIG), a qual serve como ponto de partida na produção de inoculantes comerciais de fungos micorrízicos arbusculares para a cultura. Amostras de solo e de raízes de sete cultivares de oliveira foram coletadas para determinação do comprimento de micélio extrarradicular ativo e total e avaliação da percentagem e intensidade de colonização micorrízica, bem como da densidade e diversidade de esporos. Nas rizosferas das cultivares de oliveira, foram isoladas nove espécies de fungos micorrízicos: Acaulospora denticulata, Acaulospora scrobiculata, Acaulospora sp1, Acaulospora sp2, Entrophospora sp1, Gigaspora sp1, Glomus mosseae, Scutellospora pellucida e Scutellospora sp1. Os resultados comprovaram o micotrofismo da espécie. No entanto, não houve efeito das cultivares na distribuição dos propágulos de FMAs, os quais estiveram homogeneamente distribuídos nas diferentes rizosferas.<hr/>Most studies on olive trees in Brazil and in the world have focused on yield and management. Despite the importance for plant growth and resistance to various stresses, there are no studies on the occurrence of mycorrhizal association in olive trees, in Brazil. The objective of this study was to evaluate the mycorrhizal interaction in olive trees on the Fazenda Experimental de Maria da Fé - MG (FEMF - EPAMIG), underlying the production of commercial inoculants of arbuscular mycorrhizal fungi for olive. Soil and roots samples of seven olive tree cultivars were collected to determine the length of active extraradical and total mycelium, and the rate and intensity of mycorrhizal colonization and spore density and diversity. Form the rhizosphere of the olive trees, nine AMF species were isolated (Acaulospora denticulata, Acaulospora scrobiculata, Acaulospora sp1, Acaulospora sp2, Entrophospora sp1, Gigaspora sp1, Glomus mosseae, Scutellospora pellucida and Scutellospora sp1). The results confirmed the mycotrophism of the species. However, no effect of cultivars was observed on the distribution of AMF propagules, which were evenly distributed in the different rhizospheres. <![CDATA[<b>Influence of crust formation under natural rain on physical attributes of soils with different textures</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832011000600006&lng=en&nrm=iso&tlng=en One of the main negative anthropic effects on soil is the formation of crusts, resulting in soil degradation. This process of physical origin reduces soil water infiltration, causing increased runoff and consequently soil losses, water erosion and/or soil degradation. The study and monitoring of soil crusts is important for soil management and conservation, mainly in tropical regions where research is insufficient to explain how soil crusts are formed and how they evolve. The purpose of this study was to monitor these processes on soils with different particle size distributions. Soil crusts on a sandy/sandy loam Argissolo Vermelho-Amarelo (Typic Hapludult), sandy loam Latossolo Vermelho-Amarelo (Typic Hapludox) and a clayey Nitossolo Vermelho eutroférrico (Rhodic Kandiudalf) were monitored. The soil was sampled and data collected after 0, 3, 5 and 10 rain storms with intensities above 25 mm h-1, from December 2008 to May 2009. Soil chemical and particle size distribution analysis were performed. The changes caused by rainfall were monitored by determining the soil roughness, hydraulic conductivity and soil water retention curves and by micromorphological analysis. Reduced soil roughness and crust formation were observed for all soils during the monitored rainfall events. However, contrary to what was expected according to the literature, crust formation was not always accompanied by reductions in total porosity, hydraulic conductivity and soil water retention.<hr/>O encrostamento superficial do solo é um dos principais efeitos negativos provocados pela atividade humana e favorece a degradação do solo. Este processo, de origem física, diminui a infiltração de água no solo aumentando o escorrimento superficial ("runoff") e consequentemente a erosão hídrica e degradação do solo. O estudo e monitoramento das crostas superficiais são importantes para o manejo e conservação do solo e da água, principalmente em regiões de clima tropical, nas quais os trabalhos realizados são insuficientes para entender como os processos de formação e evolução das crostas ocorrem. O objetivo principal deste estudo foi monitorar a formação e evolução das crostas em solos de texturas contrastantes. Foram monitoradas crostas formadas em Argissolo Vermelho-Amarelo de textura arenosa/média, Latossolo Vermelho-Amarelo de textura média e Nitossolo Vermelho eutroférrico argiloso. As coletas e medições foram realizadas após 0, 3, 5 e 10 eventos chuvosos com intensidade acima de 25 mm h-1 durante o período de dezembro de 2008 a maio de 2009. A caracterização dos solos foi realizada por meio de análises químicas e granulométricas. Para o monitoramento das modificações do solo causadas pela chuva foram realizadas medições de rugosidade superficial do solo, condutividade hidráulica, além da coleta de amostras indeformadas para construção das curvas de retenção de água e análise micromorfológica. A redução da rugosidade superficial e a formação de crostas superficiais foi observada para todos os solos ao longo de todos os eventos acompanhados. Entretanto, ao contrário do que era esperado segundo a literatura, a formação de crostas nem sempre foi acompanhada por uma redução da porosidade total, da condutividade hidráulica e da retenção de água no solo. <![CDATA[<b>Relation of the pore-water velocity and soil column length with potassium transport parameters in an oxisol and a neosol</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832011000600007&lng=en&nrm=iso&tlng=en Devido à importância dos estudos de deslocamento de solutos em colunas de solo, para avaliar os riscos de poluição do solo e das águas subterrâneas, e à falta de padronização no comprimento da coluna de solo utilizada (L) e na velocidade de escoamento da solução aplicada (), realizou-se este trabalho com o objetivo de avaliar a relação de L e de com o coeficiente de dispersão-difusão (D), a dispersividade (λ) e o fator de retardamento (R) do K+ em um Latossolo Vermelho distrófico (LVd) e num Neossolo Quartzarênico órtico (RQo). Foram testados cinco comprimentos de colunas (0,10, 0,20, 0,30, 0,40 e 0,50 m) e quatro velocidades, sendo 0,62, 0,69, 0,75 e 0,81 m h-1 para o LVd e 0,37, 0,40, 0,44 e 0,48 m h-1 para o RQo. Aplicou-se uma solução deslocadora de 130 mg L-1 de K+ nas colunas montadas com o solo desestruturado e saturadas com uma solução de CaCl2 5 mmol L-1. Os parâmetros de transporte R e D foram obtidos utilizando-se o programa computacional Disp; a λ foi obtida pela equação D = Do + λ, sendo Do igual a 7,13 10-6 m² h-1 para o KCl. Houve relação do comprimento da coluna e da velocidade de escoamento da solução com os parâmetros de transporte do K+ tanto no LVd quanto no RQo. No LVd, o fator de retardamento aumentou com o aumento na velocidade de escoamento da solução. Em ambos os solos, o fator de retardamento diminuiu com o aumento no comprimento da coluna; o coeficiente de dispersão-difusão aumentou com o aumento na velocidade de escoamento da solução e com o aumento no comprimento da coluna de solo; e a dispersividade também aumentou com o aumento no comprimento da coluna.<hr/>Due to the importance of studying solute displacement in soil columns to evaluate soil and groundwater pollution risks, and the lack of standardization in the soil column length (L) and also the pore-water velocity () used, this study evaluated the relation of L and with the dispersive-diffusive coefficient (D), the dispersivity (λ) and retardation factor (R) of the potassium ion (K+) in an Oxisol and in a Dystric Quartzarenic Neosol. Five column lengths were tested (0.10, 0.20, 0.30, 0.40, and 0.50 m) and four pore-water velocities (0.62, 0.69, 0.75, and 0.81 m h-1 for the Oxisol and 0.37, 0.40, 0.44, and 0.48 m h-1 for the Neosol). A displacement solution of 130 mg L-1 of K+ was applied to the disturbed soil columns saturated with a 5 mmol L-1 CaCl2 solution. The transport parameters R and D were obtained using the computer program Disp; λ was obtained by the equation D = Do + λ, in which Do is equal to 7.13 10-6 m² h-1 for KCl. The column length and pore-water velocity were related with parameters of the K+ transport in both soils. In the Oxisol, the retardation factor increased with increasing pore-water velocity. In both soils, the retardation factor decreased with increasing column length, the dispersive-diffusive coefficient increased with increasing pore-water velocity and increasing soil column length and dispersivity also increased with increasing column length. <![CDATA[<b>Local influence for spatial analysis of soil physical properties and soybean yield using student's <i>t</i>-distribution</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832011000600008&lng=en&nrm=iso&tlng=en The modeling and estimation of the parameters that define the spatial dependence structure of a regionalized variable by geostatistical methods are fundamental, since these parameters, underlying the kriging of unsampled points, allow the construction of thematic maps. One or more atypical observations in the sample data can affect the estimation of these parameters. Thus, the assessment of the combined influence of these observations by the analysis of Local Influence is essential. The purpose of this paper was to propose local influence analysis methods for the regionalized variable, given that it has n-variate Student's t-distribution, and compare it with the analysis of local influence when the same regionalized variable has n-variate normal distribution. These local influence analysis methods were applied to soil physical properties and soybean yield data of an experiment carried out in a 56.68 ha commercial field in western Paraná, Brazil. Results showed that influential values are efficiently determined with n-variate Student's t-distribution.<hr/>A modelagem e estimação dos parâmetros que definem a estrutura de dependência espacial de uma variável regionalizada, utilizando métodos geoestatísticos, é de fundamental importância, pois a partir desses parâmetros é realizada a krigagem dos pontos não amostrados para a construção dos mapas temáticos. A presença de uma ou mais observações atípicas nos dados amostrais podem influenciar a estimação desses parâmetros. Assim, torna-se importante a avaliação da influência conjunta destas observações pela análise de Influência Local. Este trabalho tem por objetivo apresentar métodos de análise de influência local para variável regionalizada considerando que ela tenha distribuição t-Student n-variada e comparar com a análise de influência local considerando que esta mesma variável regionalizada tenha distribuição normal n-variada. Esses métodos de análise de influência local foram aplicados a atributos físicos do solo e produtividade da soja obtidos a partir de um experimento realizado em uma área comercial de 56,68 ha da região Oeste do Paraná, Brasil. O estudo mostrou que os valores influentes são identificados eficientemente com a distribuição t-Student n-variada. <![CDATA[<b>Soil water retention and <i>s</i> index after crop rotation and chiseling</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832011000600009&lng=en&nrm=iso&tlng=en Soil compaction can be minimized either mechanically or biologically, using plant species with vigorous root systems. An experiment was carried out with soybean (Glycine max) in rotation with triticale (X Triticosecale) and sunflower (Helianthus annuus) in fall-winter associated with pearl millet (Pennisetum glaucum), grain sorghum (Sorghum bicolor) or sunn hemp (Crotalaria juncea) in spring. Crop rotation under no-till was compared with mechanical chiseling. The experiment was carried out in Botucatu, São Paulo State, Brazil. Soil quality was estimated using the S index and soil water retention curves (in the layers of 0-0.05, 0.075-0.125, 0.15-0.20, 0.275-0.325, and 0.475-0.525 m deep). Crop rotation and chiseling improved soil quality, increasing the S index to over 0.035 to a depth of 20 cm in the soil profile. The improved soil quality, as shown by the S index, makes the use of mechanical chiseling unnecessary, since after 3 years the soil physical quality under no-tilled crop rotation and chiseling was similar.<hr/>A compactação do solo pode ser corrigida mecanicamente ou usando espécies vegetais com sistema radicular vigoroso. Um experimento foi conduzido com soja (Glycine max) em rotação com triticale (X Triticosecale) e girassol (Helianthus annuus) cultivados no outono/inverno, associados com milheto (Pennisetum glaucum), sorgo (Sorghum bicolor) ou crotalária (Crotalaria juncea) cultivados na primavera. Rotações sob semeadura direta foram comparadas com um tratamento com escarificação no início do experimento. A qualidade do solo foi estimada usando-se o índice S e as curvas de retenção de água do solo nas profundidades de 0-0,05, 0,075-0,15, 0,15-0,20, 0,275-0,325 e 0,475-0,525 m. As rotações de culturas e a escarificação melhoraram a qualidade do solo, aumentando o índice S acima de 0,035 até 0,20 m no perfil do solo. Entretanto, a melhoria na qualidade do solo, conforme determinada por meio do índice S, não justifica o uso de escarificação mecânica, uma vez que as parcelas sob rotação de culturas em semeadura direta mostraram qualidade física do solo semelhante após três anos. <![CDATA[<b>Field capacity estimation based on retention curve and soil water flux density</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832011000600010&lng=en&nrm=iso&tlng=en A capacidade de campo é um parâmetro de inegável relevância para o manejo adequado da irrigação. A partir da determinação confiável do conteúdo de água no solo na capacidade de campo, pode-se otimizar a produtividade das culturas agrícolas, maximizando a eficiência do uso da água pelas plantas e evitando a contaminação do lençol freático por lixiviação de fertilizantes e agroquímicos. Nesse sentido, o trabalho teve como objetivo avaliar a capacidade de campo (a) pelo cálculo da densidade de fluxo da água durante o processo de redistribuição no experimento clássico de determinação desse parâmetro e (b) a partir de uma dada tensão da água na curva de retenção, em um Latossolo Vermelho-Amarelo textura média, localizado em área experimental da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, município de Piracicaba, Estado de São Paulo (Brasil). Para isso, instalaram-se no solo, até a profundidade de 1,9 m, 60 tubos de acesso a uma sonda de nêutrons, numa rede de malha quadrada de 5 m (6 x 10 pontos amostrais), e, adjacente a cada tubo, dois tensiômetros, um a 0,75 m e outro a 0,85 m de profundidade. Nos 60 pontos (locais) amostrais, desenvolveu-se um experimento similar ao experimento clássico de determinação da capacidade de campo, no qual o solo foi devidamente submetido a uma lâmina de infiltração visando à saturação do seu perfil; sua superfície, coberta com lona plástica para evitar fluxo de água através dela; e a redistribuição da água, monitorada até a profundidade de 0,8 m durante 20 dias. Observou-se que o conteúdo de água correspondente a uma densidade de fluxo de 1,0 mm dia-1 é a melhor estimativa da capacidade de campo para esse solo, uma vez que as densidades de fluxo de 0,1 e 0,01 mm dia-1, também recomendadas para estimar a capacidade de campo, são muito baixas, a ponto de não terem sido alcançadas neste estudo. Quanto aos resultados obtidos pelo método baseado na curva de retenção, utilizando-se o conteúdo de água correspondente à tensão de 10 kPa em curvas de retenção elaboradas no campo e no laboratório também para os 60 pontos, na profundidade de 0,8 m, observou-se que os valores obtidos a partir das curvas de retenção elaboradas no campo e no laboratório subestimaram e superestimaram, respectivamente, aqueles baseados na densidade de fluxo da água de 1,0 mm dia-1, e a medida de campo foi mais confiável.<hr/>Field capacity is a parameter of undeniable importance for an adequate irrigation management. From the reliable determination of soil water content and field capacity, crop yields cam be optimized, maximizing the plant water use efficiency and preventing groundwater contamination by leaching of fertilizers and agrochemicals. The objective of this study was to evaluate field capacity (a) from the calculation of soil water flux density during water redistribution in a classical experiment to determine this parameter and (b) from a given soil water tension in the retention curve. The soil was a medium texture Red Yellow Latosol, in an experimental area of the Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz", county of Piracicaba, State of São Paulo, Brazil (22º42'43'' S, 47º37'10'' W, 591 m asl). Sixty neutron probe access tubes were installed in the soil profile in a 5 m square mesh grid (6 x 10 sampling points) and adjacent to each tube two tensiometers (depth of 0.75 and 0.85 m). At the 60 sampling points, a similar experiment as described above was carried out, in which a great amount of water was applied to the soil surface to saturate the profile to a depth of 0.8 m. Then the soil surface was covered with a plastic tarpaulin to avoid water flows. Water redistribution was monitored in the 0.0-0.8 m layer for 20 days. The best estimation of field capacity for this soil was the soil water content at a soil water flux density of 1.0 mm day-1, since the flux densities of 0.1 and 0.01 mm day-1, also recommended to estimate field capacity, are so low that they were not even reached in this study. By the method based on the soil water retention curve, using the soil water content at a tension of 10 kPa in soil water retention curves determined in field and laboratory, also for the 60 experimental points (depth of 0.8 m), it was observed that the values obtained from field retention curves were lower and values obtained from laboratory retention curves were higher than those based on a flux density of 1.0 mm day-1; in comparison, the field measurements were more consistent. <![CDATA[<b>Impacts caused by different weed managements on a red-yellow latosol under coffee</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832011000600011&lng=en&nrm=iso&tlng=en O manejo de plantas invasoras é considerado uma das principais atividades que promovem degradação da estrutura do solo em lavouras cafeeiras, devido à compactação do solo causada pelas operações de controle de plantas invasoras. O objetivo deste estudo foi determinar o modelo de capacidade de suporte de carga para o manejo de plantas invasoras sem capina, bem como, utilizando esse modelo, qual manejo de plantas invasoras causa menor ou maior compactação do solo. Este estudo foi realizado em um Latossolo Vermelho-Amarelo (LVA) cultivado com cafeeiros da cutivar Topázio MG 1190 desde 2006, localizado na Fazenda Experimental da EPAMIG, na comunidade Farias, em Lavras-MG. Os manejos de plantas invasoras avaliados foram: na linha de tráfego da entrelinha - grade de discos, herbicida de pós-emergência, herbicida de pré-emergência, roçadora e trincha; e no centro da entrelinha, onde não houve tráfego - amendoim forrageiro (Arachis pintoi), braquiária (Brachiaria decumbens), capina manual, crotalária (Crotalaria juncea) e soja (Glicine max L). A amostragem consistiu de duas etapas: uma para determinar o modelo de capacidade de suporte de carga para o manejo de plantas invasoras sem capina; e outra para avaliar a compactação promovida pelos outros manejos de plantas invasoras. A fim de determinar o modelo de capacidade de suporte de carga para o manejo sem capina, foram coletadas no centro da entrelinha 20 amostras com estrutura indeformada nas profundidades de 0-3, 10-13 e 25-28 cm, totalizando 60 amostras. Essas amostras foram submetidas ao ensaio de compressão uniaxial para obter as pressões de pré-consolidação e as umidades volumétricas, que foram usadas para determinar o modelo de capacidade de suporte de carga. Para determinar a compactação causada pelos manejos de plantas invasoras, realizados por meio do controle mecânico, foram coletadas em janeiro de 2010, nas linhas de tráfego das entrelinhas, 180 amostras com estrutura indeformada (5 manejos x 3 profundidades x 12 amostras de solo com estrutura indeformada); para os manejos de plantas invasoras realizados com o uso de plantas de cobertura, foram coletadas em janeiro de 2010, no centro das entrelinhas, 180 amostras com estrutura indeformada (5 manejos x 3 profundidades x 12 amostras de solo com estrutura indeformada). Essas amostras foram submetidas ao ensaio de compressão uniaxial, a fim de obter as pressões de pré-consolidação e as umidades volumétricas após a implantação dos manejos de plantas invasoras, e usadas nos critérios propostos por Dias Junior et al. (2005) para determinar a compactação causada por esses manejos. O uso dos modelos de capacidade de suporte de carga e das pressões de pré-consolidação determinadas após a implantação dos manejos de plantas invasoras permitiu identificar os manejos grade de discos, roçadora e trincha como os que promoveram maior compactação; os manejos braquiária, crotalária e soja foram os que causaram menor compactação nas três profundidades estudadas.<hr/>Weed management is considered one of the activities that degrade the soil structure most in coffee crops, due to the soil compaction caused by weed control operations. The objective of this study was to determine the bearing capacity models for no weed control and to use this model to determine which weed management causes smaller or greater soil compaction. The study was conducted on a Red-Yellow Latosol (LVA), under coffee (variety Topazio MG 1190), on the Experimental Farm of EPAMIG in the community Farias, Lavras-MG (latitude 21°14'43" S, longitude 44°59'59" W). The following weed managements were assessed: a) in the traffic line of the inter-rows - disc harrow, post-emergence herbicide, pre-emergence herbicide, mower and brush and b) in the center of the inter-rows - peanut (Arachis pintoi), braquiaria (Brachiaria decumbens), hand weeding, sunhemp (Crotalaria juncea) and soybean (Glycine max L). The sampling consisted of two stages, one to determine the bearing capacity models for the treatment no weeding and another to assess the compaction caused by the other weed management. To determine the bearing capacity model for the treatment no weeding, 20 undisturbed soil samples from the layers 0-3, 10-13 and 25-28 cm were collected in the middle of the inter-rows, totaling 60 samples. These samples were subjected to the uniaxial compression test to obtain the preconsolidation pressure and the volumetric water content, which were used to determine the bearing capacity model. To determine the compaction caused by the other weed managements, based on mechanical control, 180 samples with undisturbed structure were collected in January 2010 from the traffic lines of the inter-rows, (5 weed management x 3 depths x 12 soil samples with undisturbed structure). For the weed managements using cover crops, in January 2010, 180 samples with undisturbed structure (5 weed management x 3 depths x 12 soil samples with undisturbed structure) were collected from the middle of the inter-rows These samples were submitted to the uniaxial compression test to determine preconsolidation pressure and the volumetric water content after applying the weed managements and were used in the criteria proposed by Dias Junior et al. (2005) to determine the compaction caused by these managements. By the bearing capacity models and the preconsolidation pressure determined after implementing the weed managements, the treatments disc harrow, mower and brush were detected for causing greatest soil compaction and braquiaria, sunhemp and soybean as causing least compaction in the three studied layers. <![CDATA[<b>Use of the <i>S</i>-index to evaluate soil physical quality</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832011000600012&lng=en&nrm=iso&tlng=en O conceito da qualidade física do solo atualmente é bem estabelecido, principalmente pelos índices que avaliam a qualidade do solo. O índice S é um recente indicador da qualidade física do solo relacionado com características importantes do solo. O objetivo deste trabalho foi fazer uma avaliação do método de obtenção do índice S quanto à derivada da função de curva de retenção de água da curva usando ou não a transformação ln(h), bem como avaliar o problema de unidades e da restrição m = 1 - 1/n no cálculo do índice. Concluiu-se que o valor do índice S é superior quando a umidade do solo usada no ajuste da curva de retenção de água proposta por van Genuchten (1980) é expressa na forma volumétrica, quando comparada com a gravimétrica. Para a mesma unidade da umidade do solo, não se observa diferença nos valores do índice S para qualquer unidade de tensão. O valor do índice S difere de acordo com o uso ou não da restrição m = 1 -1/n para estimativa dos parâmetros m e n da curva de retenção proposta por van Genuchten (1980).<hr/>Nowadays the concept of soil physical quality is well-established, based mainly on the indices that quantify soil quality. The S index is a new indicator of soil physical quality related to important soil characteristics. The purpose of this study was to evaluate the method of obtaining the S index and the derivative of the function of the of water retention curve, using the transformation ln(h) or not, and assess the problem of units and the restriction m = 1 - 1/n for the index calculation. It was concluded that the S index value is higher when the soil moisture used to adjust the water retention curve of van Genuchten (1980) is expressed as volumetric than as gravimetric moisture. For the same unit of soil moisture, no difference was observed in the S index for any tension unit. The S index value differs according to the use or not use of the restriction m = 1 -1/n to estimate the parameters m and n of the van Genuchten retention curve. <![CDATA[<b>Soil-water retention curve by the filter paper method</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832011000600013&lng=en&nrm=iso&tlng=en O método mais tradicional para determinação da curva de retenção de água no solo emprega a câmara de pressão de Richards. Por questões práticas, a busca por métodos alternativos ao de Richards, financeiramente mais acessíveis e menos morosos, faz-se interessante. Diante disso, desenvolveu-se o presente trabalho com o objetivo de avaliar o uso do método do papel-filtro. Para isso, realizou-se inicialmente coleta, caracterização física e preparo de amostras indeformadas de um Latossolo Vermelho distroférrico típico e ensaio em câmara de Richards, utilizando pressões de 0, 10, 30, 60, 100, 300, 500, 1000 e 1500 kPa. No ensaio com o papel-filtro, mediu-se o potencial matricial da água em amostras cujas umidades foram previamente estabelecidas, utilizando-se curva de calibração adequada. Os ensaios resultaram em pontos de pressão versus umidade, que foram ajustados pelo modelo de van Genuchten, utilizando o programa RETC. Realizou-se uma análise comparativa de valores de umidade volumétrica estimados pelo modelo ajustado nos ensaios com o papel-filtro com a curva de retenção ajustada obtida pela câmara de Richards. Por meio dessa comparação, verificou-se a aplicabilidade do método do papel-filtro para determinação da curva de retenção de água no solo agrícola utilizado.<hr/>The most traditional method to determine the soil-water retention curve is based on the Richards' pressure plate apparatus. For practical reasons, cheaper and faster alternatives to the Richards' apparatus are needed. Therefore, this study evaluated the use of the filter paper method. Initially, an Oxisol was sampled and physically characterized. Undisturbed soil samples were prepared and tested in Richards' chamber, at pressures of 0, 10, 30, 60, 100, 300, 500, 1,000 and 1,500 kPa. In the filter paper test, the water matric potential was measured in samples for which moisture levels had been determined by an appropriate calibration curve. The tests obtained pressure versus moisture points that were adjusted by the van Genuchten model, using the RETC program. A comparative analysis of the soil moisture values estimated by the model adjusted in the filter paper test and the adjusted retention curve obtained by the Richards' apparatus was performed. Results allowed the conclusion that the filter paper method is suited to determine the water retention curve of the agricultural soil studied. <![CDATA[<b>Nitrate role in basic cation leaching under no-till</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832011000600014&lng=en&nrm=iso&tlng=en Especially under no-tillage, subsuface soil acidity has been a problem, because it depends on base leaching, which has been associated with the presence of low molecular weigth organic acids and companion anions. The objective of this study was to evaluate exchangeable base cation leaching as affected by surface liming along with annual urea side-dressing of maize and upland rice. Treatments consisted of four lime rates (0, 1500, 3000, and 6000 kg ha-1) combined with four nitrogen rates (0, 50, 100, and 150 kg ha-1) applied to maize (Zea mays) and upland rice (Oryza sativa), in two consecutive years. Maize was planted in December, three months after liming. In September of the following year, pearl millet (Pennisetum glaucum) was planted without fertilization and desiccated 86 days after plant emergence. Afterwards, upland rice was grown. Immediately after upland rice harvest, 18 months after surface liming, pH and N-NO3-, N-NH4+, K, Ca, and Mg levels were evaluated in soil samples taken from the layers 0-5, 5-10, 10-20 and 20-40 cm. Higher maize yields were obtained at higher N rates and 3000 kg ha-1 lime. Better results for upland rice and pearl millet yields were also obtained with this lime rate, irrespective of N levels. The vertical mobility of K, Ca and Mg was higher in the soil profiles with N fertilization. Surface liming increased pH in the upper soil layers causing intense nitrate production, which was leached along with the base cations.<hr/>A correção da acidez subsuperficial tem sido um problema, principalmente, em sistemas com semeadura direta, em que se depende da lixiviação das bases, a qual tem sido associada à presença de ácidos orgânicos e de ânions acompanhantes. O objetivo deste experimento foi avaliar a lixiviação de bases no solo em função da calagem superficial e adubação nitrogenada em cobertura no milho e arroz. Foram aplicados 0, 1.500, 3.000 e 6.000 kg ha-1 de calcário, combinados com 0, 50, 100 e 150 kg ha-1 de N aplicados no milho e arroz, cultivados em anos consecutivos. As doses totais de N ao longo do experimento foram de 0, 100, 200 e 300 kg ha-1. A semeadura do milho foi realizada em dezembro, três meses após a calagem. Em setembro do ano seguinte foi semeado o milheto, sem fornecimento de fertilizantes, que foi dessecado 86 dias após a emergência. Em seguida, realizou-se a semeadura do arroz. Após a colheita do arroz e 18 meses transcorridos da calagem superficial, amostras de solo foram coletadas das camadas de 0-5, 5-10, 10-20 e 20-40 cm, para avaliação do pH, N-NO3-, N-NH4+, K, Ca e Mg. Também foram determinadas as produtividades de grãos do milho, do arroz e da matéria seca do milheto. Na presença da calagem na dose de 3.000 kg ha-1, foi constatada maior produtividade de milho com doses elevadas de N. Os melhores resultados obtidos para o arroz e milheto também foram resultantes dessa dose de calagem, independentemente das doses de N. Os íons K, Ca e Mg mostraram maior mobilidade no perfil do solo na presença de adubação nitrogenada em cobertura. A calagem superficial aumentou o pH das camadas superficiais, gerando intensa nitrificação e formação de nitrato, o qual foi lixiviado no perfil do solo com as bases. <![CDATA[<b>Distribution and vertical stratification of carbon and nitrogen in soil under different managements in the pampean region of Argentina</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832011000600015&lng=en&nrm=iso&tlng=en One of the expected benefits of no-tillage systems is a higher rate of soil C sequestration. However, higher C retention in soil is not always apparent when no-tillage is applied, due e.g., to substantial differences in soil type and initial C content. The main purpose of this study was to evaluate the potential of no-tillage management to increase the stock of total organic C in soils of the Pampas region in Argentina. Forty crop fields under no-tillage and conventional tillage systems and seven undisturbed soils were sampled. Total organic C, total N, their fractions and stratification ratios and the C storage capacity of the soils under different managements were assessed in samples to a depth of 30 cm, in three layers (0-5, 5-15 and 15-30 cm). The differences between the C pools of the undisturbed and cultivated soils were significant (p < 0.05) and most pronounced in the top (0-5 cm) soil layer, with more active C near the soil surface (undisturbed &gt; no-tillage &gt; conventional tillage). Based on the stratification ratio of the labile C pool (0-5/5-15 cm), the untilled were separated from conventionally tilled areas. Much of the variation in potentially mineralizable C was explained by this active C fraction (R² = 0.61) and by total organic C (R² = 0.67). No-till soils did not accumulate more organic C than conventionally tilled soils in the 0-30 cm layer, but there was substantial stratification of total and active C pools at no till sites. If the C stratification ratio is really an indicator of soil quality, then the C storage potential of no-tillage would be greater than in conventional tillage, at least in the surface layers. Particulate organic C and potentially mineralizable C may be useful to evaluate variations in topsoil organic matter.<hr/>Um dos benefícios esperados do uso do plantio direto é um maior sequestro de C. Contudo, nem sempre se observa maior retenção de C no solo quando esse sistema de preparo é utilizado, devido principalmente às diferenças em tipo de solo e conteúdo inicial de C, entre outras. O objetivo deste trabalho foi avaliar o potencial do plantio direto para estocar C orgânico nos solos da Região do Pampa Argentino. Foram coletadas amostras de solo em 40 áreas sob plantio direto ou preparo convencional e em sete campos não cultivados por vários anos. Determinaram-se o C orgânico total, N total, suas frações lábeis, sua taxa de estratificação e a capacidade de estocar C dos solos sob diferentes manejos, na camada de 0-30 cm de profundidade, a qual foi dividida, para fins de amostragem, em três profundidades (0-5, 5-15 e 15-30 cm). Verificou-se diferença significativa (p < 0,05) para todos os pools de C entre os solos não cultivados e os cultivados. A diferença mais pronunciada foi verificada na camada superficial (0-5 cm), sendo determinado o maior teor de C lábil próximo da superfície do solo (não perturbado &gt; plantio direto &gt; preparo convencional). A taxa de estratificação do C lábil (0-5/5-15 cm) permitiu separar as áreas sob plantio direto daquelas sob preparo convencional. Boa parte da variação em C potencialmente mineralizável foi explicada pela fração lábil do C (R² = 0,61), assim como pelo C orgânico total (R² = 0,67). Os solos sob plantio direto não estocaram mais C orgânico do que os preparados de maneira convencional, na camada de 0-30 cm. Entretanto, houve substancial estratificação dos pools de C lábil nos locais sob plantio direto, indicando que, se a taxa de estratificação for realmente um indicador de qualidade de solos, as áreas sob plantio direto poderiam ter maior potencial de acúmulo de C, pelo menos nas camadas superficiais de solo, se comparada com as áreas sob preparo convencional. O C orgânico particulado e o C potencialmente mineralizável podem ser utilizados para avaliar variações na matéria orgânica da camada superficial do solo. <![CDATA[<b>Selenium sorption in soils of the cerrado biome</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832011000600016&lng=en&nrm=iso&tlng=en O estudo da distribuição de Se em solos é de extremo interesse devido à estreita faixa entre níveis de deficiência e toxidez. A espécie química de Se com maior potencial toxicológico é o ânion selenato, em razão de sua alta mobilidade em solos, sendo assim de grande importância a compreensão de seu comportamento em solos tropicais. Foi realizado um experimento de adsorção, utilizando-se 2 g de solo em 20 mL de solução, contendo dez diferentes concentrações de Se na forma de Na2SeO4, com tempo de agitação de 24 h, em solução eletrolítica de NaNO3 0,03 mol L-1. Para estudar o efeito do tempo na adsorção, realizou-se um experimento nas mesmas condições das do ensaio de adsorção, porém foi utilizada somente a concentração de 1 mg L-1 Se, variando o tempo de agitação de 15 min a 72 h. A isoterma de adsorção de Freundlich foi a de melhor ajuste aos dados experimentais. Para o estudo cinético, o melhor modelo foi o de pseudossegunda ordem, e o tempo necessário para a adsorção do Se atingir o equilíbrio foi de aproximadamente 4 h. De modo geral, os valores obtidos para Kd foram baixos; assim, conclui-se que o Se tende a ficar mais em solução do que retido nas partículas do solo. Portanto, os solos mais intemperizados, gibbsíticos e goethíticos e com maior conteúdo de argila foram os que tiveram maior afinidade pelo selênio. Nos solos com textura média ou arenosa, esse elemento tende a ser menos retido, razão pela qual pode ser absorvido pelas plantas ou ser facilmente lixiviado, podendo causar malefícios ao ecossistema.<hr/>The study of Se distribution in soils is of general interest because of the narrow range between deficiency and toxicity. The chemical species of Se with the greatest toxicological potential is selenate, due to its high mobility in soils. The study of selenate chemistry is of great importance to understand Se behavior in tropical soils. A batch adsorption experiment was performed using 2 g soil samples in 20 mL of solution with 10 different Se concentrations in the form of Na2SeO4, for 24 h, with a background electrolyte (0.03 mol L-1 NaNO3). The adsorption velocity was tested under the same experimental conditions, but only at the concentration of 1 mg L-1 Se. The shaking time ranged from 15 min to 72 h. The Freundlich adsorption isotherms fit well to the experimental data. For the adsorption velocity study, the best model was the pseudo-second order, and the time required to reach equilibrium was about 4 hours. In general, the Kd values were low and Se tended to be more in solution than in the solid phase. The most weathered soils, with higher clay and Al and Fe oxide contents also had the highest affinity for Se. In sandy and loamy soils, Se tends to be less adsorbed and can therefore be taken up by plants or easily leached, damaging the ecosystem. <![CDATA[<b>Sequential extraction of lead and zinc from soils of heavy metal mining and processing area</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832011000600017&lng=en&nrm=iso&tlng=en A extração sequencial permite obter informações mais detalhadas sobre origem, modo de ocorrência, disponibilidade biológica e físico-química, mobilização e transporte dos metais pesados em ambientes naturais. Com o objetivo de estudar as formas de Pb e Zn foram selecionados oito perfis de solos de diferentes locais dentro de área de mineração e metalurgia de Pb, no município de Adrianópolis (PR), Vale do Rio Ribeira. As amostras foram coletadas nas profundidades de 0 a 10, 10 a 20 e 20 a 40 cm. Foram determinados os teores totais de Pb e Zn e sua especiação nas formas: solúvel; trocável; ligada a carbonatos; ligada à matéria orgânica; ligada aos óxidos de Fe de Al de baixa cristalinidade; ligada aos óxidos de Al cristalinos e filossilicatos 1:1 e 2:1; e residual. Com base nos valores percentuais de participação de cada fração nos teores totais, procedeu-se ao agrupamento das amostras similares por meio da análise de componentes principais (PCA). Houve basicamente duas formas de contaminação dos perfis de solo, sendo uma em decorrência das partículas das chaminés e a outra em função do acúmulo de rejeitos sólidos sobre os solos. A primeira foi mais prejudicial ao ambiente em razão dos maiores teores totais e de formas mais disponíveis no solo (solução mais trocável). De modo geral, houve maior associação de Pb aos carbonatos, seguida das frações residual e óxidos de Fe e Al de baixa cristalinidade. O Zn apresentou-se em formas mais insolúveis, aumentando a participação da fração residual nos teores totais. A PCA foi sensível às diferentes formas de Pb nos solos, pois promoveu o agrupamento das amostras, principalmente, em função da participação das formas trocáveis, ligadas aos óxidos de Fe e Al e ligadas aos carbonatos, em relação aos teores totais.<hr/>Sequential extraction allows more detailed information about the origin of heavy metals in natural environments, their mode of occurrence, biological and physico-chemical availability, mobilization and transport. To study the Pb and Zn forms, eight soil profiles were selected at different sites within a Pb mining and metallurgy area in the city of Adrianópolis, state of Paraná, in the Rio Ribeira valley. Samples were collected from the layers 00-10, 10-20 and 20-40 cm. The total Pb and Zn contents and their speciation in the forms: soluble, exchangeable, carbonate-bound, bound to organic matter, bound to Fe and Al oxides of low crystallinity; linked to crystalline Al oxides and phyllosilicates 1:1 and 2:1; and residual. Based on the percentage values of each fraction in the total contents, similar samples were grouped by principal component analysis (PCA). There were basically two contamination forms of soil profiles; the first was the result of particles from the chimneys and the second due to the accumulation of solid waste on the soil surface. The first was more environmentally damaging due to the higher total and soluble forms in the soil (in the exchangeable and in the solution forms). Overall, there was a greater association of Pb with carbonates, and residual fractions followed by Fe and Al oxides of low crystallinity. Zinc was found in more insoluble forms, increasing the participation in total contents of the residual fraction. The PCA is sensitive to different Pb forms in the soils, underlying the grouping of samples, mainly based on the participation of exchangeable forms, bound to Fe and Al oxides and to carbonates, in relation to the total content. <![CDATA[<b>Common bean grain yield and quality as affected by nitrogen sidedressing and leaf application</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832011000600018&lng=en&nrm=iso&tlng=en A adequada disponibilidade de N durante do ciclo do feijoeiro é fundamental para garantir elevada produtividade e qualidade dos grãos produzidos. Esse nutriente pode ser absorvido pelas raízes e folhas da planta. Contudo, ainda existem dúvidas sobre a eficiência da aplicação via foliar de N no feijoeiro e sobre a influência dessa prática na qualidade dos grãos. Objetivou-se neste trabalho avaliar o efeito da adubação nitrogenada em cobertura e via foliar sobre a produtividade e qualidade dos grãos da cultura do feijão. O experimento foi conduzido durante a safra "da seca", em um Latossolo Vermelho distroférrico, no município de Botucatu-SP. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos ao acaso com quatro repetições, num esquema fatorial 3 x 4, constituído por três doses de N (0, 45 e 90 kg ha-1) em cobertura e quatro épocas de aplicação de N via foliar (1 - sem aplicação de N via foliar, 2 - pulverização estádio R5 (pré-floração), 3 - pulverização no estádio R7 (início da formação das vagens) e 4 - pulverizações nos estádios R5 e R7). Em cada aplicação de N via foliar foram utilizados 200 L ha-1 de uma solução com 10 % de ureia. Quando foi realizada a adubação nitrogenada de cobertura, a aplicação de N via foliar, independentemente da época, não alterou os componentes da produção, a produtividade e a qualidade dos grãos do feijoeiro. Na ausência da adubação nitrogenada de cobertura, a aplicação de N via foliar na fase reprodutiva aumentou a massa e o tamanho dos grãos, a produtividade de grãos e o teor de proteínas nos grãos do feijoeiro. A aplicação de N via foliar no estádio R5 foi mais eficiente em aumentar a produtividade de grãos do feijoeiro que a aplicação em R7.<hr/>Appropriate nitrogen availability during the common bean cycle is essential to ensure high grain yield and quality. This nutrient can be absorbed by the roots and leaves. However, there are still doubts about the efficiency of N leaf application and the influence on common bean grain quality. Therefore, the purpose of this study was to evaluate the effect of N sidedressing and leaf application on common bean grain yield and quality. The experiment was carried out in the dry growing season, on a Haplorthox, in Botucatu, São Paulo State, Brazil. The experiment was arranged in a randomized block design with four replications, in a 3 x 4 factorial scheme consisting of three N sidedressing rates (0, 45, and 90 kg ha-1) and four times of N application (1 - control without leaf spraying, 2 - N leaf spraying in the pre-flowering stage (R5), 3 - N leaf spraying in the beginning of pod formation (R7), and 4 - N leaf spraying in R5 and R7). For each N leaf spraying, 200 L ha-1 of a solution containing 10 % of urea was used. When N sidedressing was applied, N leaf application, regardless of the time, did not affect the common bean yield components, grain yield and quality. In absence of N sidedressing, N leaf spraying in the reproductive phase of common bean plants increased grain weight and size, grain yield, and protein concentration. N leaf spraying in R5 increased common bean grain yield more than leaf spraying in R7. <![CDATA[<b>Straw decomposition of nitrogen-fertilized grasses intercropped with irrigated maize in an integrated crop-livestock system</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832011000600019&lng=en&nrm=iso&tlng=en The greatest limitation to the sustainability of no-till systems in Cerrado environments is the low quantity and rapid decomposition of straw left on the soil surface between fall and spring, due to water deficit and high temperatures. In the 2008/2009 growing season, in an area under center pivot irrigation in Selvíria, State of Mato Grosso do Sul, Brazil, this study evaluated the lignin/total N ratio of grass dry matter , and N, P and K deposition on the soil surface and decomposition of straw of Panicum maximum cv. Tanzânia, P. maximum cv. Mombaça, Brachiaria. brizantha cv. Marandu and B. ruziziensis, and the influence of N fertilization in winter/spring grown intercropped with maize, on a dystroferric Red Latosol (Oxisol). The experiment was arranged in a randomized block design in split-plots; the plots were represented by eight maize intercropping systems with grasses (sown together with maize or at the time of N side dressing). Subplots consisted of N rates (0, 200, 400 and 800 kg ha-1 year-1) sidedressed as urea (rates split in four applications at harvests in winter/spring), as well as evaluation of the straw decomposition time by the litter bag method (15, 30, 60, 90, 120, and 180 days after straw chopping). Nitrogen fertilization in winter/spring of P. maximum cv. Tanzânia, P. maximum cv. Mombaça, B. brizantha cv. Marandu and B. ruziziensis after intercropping with irrigated maize in an integrated crop-livestock system under no-tillage proved to be a technically feasible alternative to increase the input of straw and N, P and K left on the soil surface, required for the sustainability of the system, since the low lignin/N ratio of straw combined with high temperatures accelerated straw decomposition, reaching approximately 30 % of the initial amount, 90 days after straw chopping.<hr/>A maior limitação para a sustentabilidade do sistema plantio direto no Cerrado é a pequena deposição e a rápida decomposição da palhada na superfície do solo entre o outono e a primavera, em razão dos déficits hídricos e das temperaturas elevadas. No ano agrícola de 2008/2009, em área irrigada por pivô central no município de Selvíria, Estado de Mato Grosso do Sul, objetivou-se avaliar a relação lignina/N total, a deposição de N, P e K sobre a superfície do solo e a decomposição da palhada dos capins Panicum maximum cv. Tanzânia, P. maximum cv. Mombaça, Brachiaria. brizantha cv. Marandu e B. ruziziensis em função da adubação nitrogenada no inverno/primavera, após o consórcio com a cultura do milho, num Latossolo Vermelho distroférrico em condições de Cerrado. O delineamento experimental foi o de blocos casualizados em esquema de parcelas subdivididas, constituído nas parcelas por oito consórcios da cultura do milho com os capins (semeado simultaneamente ou por ocasião da adubação nitrogenada de cobertura) e, nas subparcelas, pela ausência de adubação e por doses de 200, 400 e 800 kg ha-1 ano-1 de N aplicadas em cobertura na pastagem após o consórcio com a cultura do milho, na forma de ureia (parceladas em quatro épocas de corte no inverno/primavera), bem como pelo tempo de decomposição da palhada avaliada pelo método do "Litter Bag" (15, 30, 60, 90, 120 e 180 dias após o manejo mecânico com triturador horizontal de resíduos vegetais - triton). A adubação nitrogenada dos capins P. maximum cv. Tanzânia, P. maximum cv. Mombaça, B. brizantha cv. Marandu e B. ruziziensis após o consórcio com a cultura do milho na integração lavoura-pecuária sob sistema plantio direto irrigado mostrou-se uma alternativa tecnicamente viável na elevação do aporte de palhada e da quantidade de N, P e K depositada sobre a superfície do solo, necessária para a continuidade desse sistema, visto que a baixa relação lignina/N total da palhada, aliada às altas temperaturas, acelerou a sua decomposição, atingindo aproximadamente 30 % da quantidade inicial aos 90 dias após o manejo com triton. <![CDATA[<b>Nutrient extraction and exportation by potato cultivars</b>: <b>I - macronutrients</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832011000600020&lng=en&nrm=iso&tlng=en A determinação das quantidades de nutrientes absorvidas durante o ciclo de desenvolvimento é de suma importância para estabelecer as épocas em que esses elementos são mais exigidos e as quantidades corretas que devem ser disponibilizadas à cultura da batata. No entanto, quase não existem essas informações para as principais cultivares utilizadas no Brasil. O objetivo deste trabalho foi avaliar a extração e a exportação de macronutrientes pelas cultivares de batata Ágata, Asterix, Atlantic, Markies e Mondial. O experimento foi conduzido durante a safra de inverno, em um Latossolo Vermelho, no município de Itaí (SP). As parcelas foram constituídas pelas cinco cultivares, e as subparcelas, por épocas de coletas, realizadas no momento do plantio e a cada sete dias após a emergência. As cultivares Mondial e Asterix, mais produtivas, apresentaram maior extração de macronutrientes, com quantidades médias por hectare de 116 kg de N, 18 kg de P, 243 kg de K, 50 kg de Ca e 13 kg de Mg, enquanto as cultivares Ágata, Atlantic e Markies extraíram menor quantidade, com valores médios de 92, 14, 178, 35 e 9 kg ha-1, respectivamente. A maior demanda por macronutrientes pelas cultivares estudadas ocorreu na fase inicial de enchimento dos tubérculos (42 a 70 DAP). A exportação de macronutrientes não esteve diretamente relacionada com a produtividade de tubérculos, já que a cultivar mais produtiva (Mondial) não foi a que exportou a maior quantidade de macronutrientes. A cultivar Asterix exportou maior quantidade de N, P, K e Mg, com valores de 88, 15, 220 e 8 kg ha-1, respectivamente, enquanto a menor exportação foi observada na cultivar Atlantic, com 48 kg ha-1 de N, 10 kg ha-1 de P, 143 kg ha-1 de K e 5 kg ha-1 de Mg. A variação entre as cultivares na extração, especialmente de K e N, indica necessidade de manejo diferencial da adubação.<hr/>The determination of nutrient absorption during the growth cycle is essential to determine the periods in which these elements are most required and the correct amounts that should be provided for potato, but for most cultivars used in Brazil the information is extremely scarce. The objective of this study was to evaluate absorption and exportation of the macronutrients N, P, K, Ca, Mg, and S by the potato cultivars Ágata, Asterix, Atlantic, Markies, and Mondial. The experiment was conducted in Itaí, São Paulo State, Brazil, in the 2008 winter growing season on an Oxisol. Plots consisted of the five potato cultivars and subplots of sampling times (at planting and every seven days after emergence). The cultivars Mondial and Asterix, the most productive, absorbed highest average macronutrient quantities per hectare (116 kg N, 18 kg P, 243 kg K, 50 kg Ca, and 13 kg Mg), while Ágata, Atlantic and Markies absorbed smaller average amounts (92, 14, 178, 35, and 9 kg ha-1, respectively). The stage of highest macronutrient demand by the cultivars was during initial tuber bulking (42 to 70 days after planting). Macronutrient exportation was not directly related to tuber yield, since it was not the most productive cultivar (Mondial) that exported the highest macronutrient amounts. Asterix exported higher N, P, K and Mg amounts (88, 15, 220 and 8 kg ha-1, respectively), while the lowest quantities were exported by cultivar Atlantic (48 kg ha-1 N, 10 kg ha-1 P, 143 kg ha-1 K, and 5 kg ha-1 Mg). The wide variation in absorption among cultivars, especially of K and N, indicate the need of a differentiated fertilization management. <![CDATA[<b>Nutrient extraction and exportation by potato cultivars</b>: <b>II - micronutrients</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832011000600021&lng=en&nrm=iso&tlng=en Cultivares de batata mais produtivas possivelmente exigem maior quantidade de micronutrientes, porém no Brasil há carência de informações sobre extração e exportação de micronutrientes pelas principais cultivares de batata utilizadas. O objetivo deste trabalho foi avaliar a produtividade de tubérculos, a extração e a exportação de micronutrientes nas cultivares de batata Ágata, Asterix, Atlantic, Markies e Mondial. O experimento foi conduzido durante a safra de inverno, em um Latossolo Vermelho, no município de Itaí (SP). As parcelas foram constituídas pelas cinco cultivares, e as subparcelas, por épocas de coletas, realizadas no momento do plantio e a cada sete dias após a emergência. As cultivares Mondial e Asterix, mais produtivas, apresentaram maior extração de micronutrientes, com quantidades médias por hectare de 71 g de B, 122 g de Cu, 2.228 g de Fe, 618 g de Mn e 405 g de Zn. As menores quantidades extraídas foram observadas na cultivar Atlantic, com valores de 50, 81, 1.960, 544 e 270 g ha-1 de B, Cu, Fe, Mn e Zn, respectivamente. A fase de maior demanda por B ocorre logo após o início da formação de tubérculos, aos 34 DAP, enquanto a maior demanda por Fe e Mn inicia-se a partir dos 42 DAP e vai até 63 DAP. O Cu e o Zn são absorvidos em maiores proporções a partir dos 64 DAP até o final do ciclo. A quantidade de B, Cu, Mn e Zn exportada foi dependente da cultivar, com valores por hectare variando de 48 a 22 g de B, 79 a 16 g de Cu, 65 a 37 g de Mn e 167 a 83 g de Zn. A quantidade de Fe exportada não variou entre as cultivares, sendo, em média, de 243 g ha-1. A quantidade de micronutrientes extraída e exportada pela batateira variou com as cultivares utilizadas, indicando necessidade de manejo diferencial da adubação.<hr/>More productive potato cultivars possibly require larger quantities of micronutrients, but in Brazil there is little information on extraction and exportation of micronutrients by the commonly used potato cultivars. The objective of this study was to evaluate extraction and exportation of micronutrients by the potato cultivars Ágata, Asterix, Atlantic, Markies, and Mondial. The experiment was conducted in Itaí, São Paulo State, Brazil, in the 2008 winter growing season on an Oxisol. Plots consisted of the five potato cultivars and subplots of sampling times (at planting and every seven days after emergence). The cultivars Mondial and Asterix, the most productive, absorbed highest average micronutrient quantities per hectare (71 g B, 122 g Cu, 2,228 g Fe, 618 g Mn, and 405 g Zn). Smaller average amounts were absorbed by Atlantic (50, 81, 1,960, 544, and 270 g ha-1 of B, Cu, Fe, Mn, and Zn, respectively). B demand was highest after tuber initiation, 34 days after planting (DAP), while the Fe and Mn demand was highest between 42 DAP and 63 DAP. Cu and Zn were most absorbed from 64 DAP until the end of the cycle. The exported amounts of B, Cu, Mn, and Zn were cultivar-dependent, in the ranges 48-22 g B, 79-16 g Cu, 65-37 g Mn, and 167-83 g ha-1 Zn. Average Fe exportation did not differ among cultivars (243 g ha-1). The micronutrient quantities absorbed and exported by potato cultivars varied between cultivars, indicating the need of a differentiated fertilization management. <![CDATA[<b>Variation in soil properties by management systems with application of poultry litter</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832011000600022&lng=en&nrm=iso&tlng=en A cama de frango constitui-se em adubo orgânico com boas características agronômicas, podendo ser bom condicionador das propriedades físicas do solo. Assim, o objetivo deste trabalho foi verificar alterações nas propriedades do solo em sistemas de plantio direto com adição de cama de frango. O estudo foi feito em três camadas (0-10, 10-20 e 20-30 cm) e três repetições, em Latossolo Vermelho-Amarelo distrófico submetido a plantio direto contínuo nos últimos anos, com rotação principalmente de soja, milho, algodão e milheto. Os tratamentos foram: sistema com adubação mineral (S2), com adição de cama de frango crua (S3), com adição de cama de frango compostada (S4) e uma área não manejada de Cerrado nativo (S1). Os sistemas de manejo induziram em ordem crescente - S4, S2, S3 - à degradação dos atributos do solo em relação à vegetação nativa (S1), e isso foi quantificado pelos menores valores de carbono total, diâmetro e estabilidade de agregados, macroporosidade e condutividade hidráulica saturada e pelos maiores valores de densidade e resistência do solo à penetração e microporosidade. A cama de frango crua revelou-se mais vantajosa na disponibilidade de nitrogênio total e menos eficiente em garantir a qualidade física do solo. A cama de frango compostada proporcionou atributos mais semelhantes às condições naturais.<hr/>Poultry litter is an organic fertilizer with good agronomic characteristics, which serves well as conditioner of soil physical properties. In this sense, the objective of this study was to verify changes in soil properties in no-tillage systems with poultry litter. The study was conducted on a sandy loam Oxisol under continuous no-tillage in the last years, with rotation of mainly soybean, corn, cotton, and millet, with evaluations in three layers (0-10, 10-20, 20-30 cm), in three replications. The treatments consisted of a mineral fertilizer system (S2), application of raw poultry litter (S3), application of chicken manure compost (S4) and an untreated area with native vegetation (S1). The management systems induced the degradation of soil properties in relation to native vegetation (S1) in ascending order - S4, S2, S3, which was quantified by the reduced values of total carbon, aggregate diameter and stability, macroporosity, hydraulic conductivity saturated and higher values of density and resistance to penetration and microporosity. Raw poultry litter was more advantageous for the availability of total N and less efficient to ensure the soil physical quality. Composted chicken litter resulted in properties that were more similar to natural conditions. <![CDATA[<b>DRIS formulas for evaluation of nutritional status of cupuaçu trees</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832011000600023&lng=en&nrm=iso&tlng=en DRIS, an Diagnosis and Recommendation Integrated System, is a tool to evaluate the nutritional status of plants. Different DRIS formulas have been proposed to improve the efficiency of the crop nutrition diagnoses. The objective of this study was to compare the nutritional diagnosis of the formulas of Beaufils (1973), of Jones (1981) and of Elwali and Gascho (1984), based on the degree of agreement in commercial orchards of Theobrama grandiflorum trees. Leaf samples of 5 to 18 year-old cupuaçu trees were collected from 153 commercial orchards in agroforestry and monoculture systems in the state of Rondonia, Brazil. Bivariate relationships between nutrition concentrations in healthy trees were used to calculate DRIS norms. DRIS indices were calculated based on the different formulas and interpreted by the Potential Fertilizer Response method, in five categories. The DRIS norms, DRIS index calculations and their interpretations were developed using the DRIS Cupuaçu computer program (www.dris.com.br). The different DRIS formulas resulted in similar diagnoses with a degree of agreement of > 90% for the nutrients N, P, K, Ca, and Mg.<hr/>O Sistema Integrado de Diagnose e Recomendação (DRIS) é uma ferramenta usada para avaliação do estado nutricional de plantas. Diferentes fórmulas DRIS têm sido propostas para melhorar a eficiência do diagnóstico nutricional de culturas. O objetivo deste trabalho foi comparar o diagnóstico nutricional das fórmulas de Beaufils (1973), de Jones (1981) e de Elwali & Gascho (1984), por meio do grau de concordância para pomares comerciais de árvores de Theobroma grandiflorum. Amostras foliares de árvores de cupuaçu foram coletadas de 153 pomares comerciais com idade variando entre 5 e 18 anos, cultivados em sistemas agroflorestais ou monocultivos, no Estado de Rondônia. Relações bivariadas entre as concentrações dos nutrientes de árvores sadias foram usadas para calcular as normas DRIS. Os índices DRIS foram calculados pelas diferentes fórmulas interpretadas pelo método do Potencial de Resposta à Adubação em cinco categorias. As normas DRIS, o cálculo dos índices DRIS e sua interpretação foram feitos pelo aplicativo computacional Dris Cupuaçu (www.dris.com.br). As diferentes fórmulas DRIS resultaram em diagnósticos similares, com grau de concordância maior que 90 % para os nutrientes N, P, K, Ca e Mg. <![CDATA[<b>Assessment of micronutrient extractants from soils of Paraná, Brazil</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832011000600024&lng=en&nrm=iso&tlng=en In Brazil, plant-available micronutrients in the soil can be determined by several chemical extractants, the most common of which are dilute acid and chelating solutions. The purpose of this study was to assess the extractants 0.1 mol L-1 HCl, Mehlich-1, Mehlich-3 and DTPA for analysis of the micronutrients Cu, Zn, Fe, and Mn in soils from the state of Paraná. In samples from 12 soils (0-20 cm layer), wheat was planted (Triticum aestivum), grown for 42 days after emergence, and then bean (Phaseolus vulgaris) for 38 days. At the end of each planting period, the soil was sampled again. All extractants tested to assess the availability of Cu, Zn, Fe, and Mn correlated with each other. The efficiency of the extractants HCl, Mehlich-3 and DTPA in assessing plant-available Cu was similar, unlike Mehlich-1, which proved less efficient. The extractants HCl, Mehlich-1 and Mehlich-3 were less efficient in estimating plant-available Zn and Fe, and the most indicated extractant is DTPA. The efficiency of the extractants HCl, Mehlich-1, Mehlich-3 and DTPA in assessing plant-available Mn in soils from Paraná was similar.<hr/>No Brasil, diversos extratores químicos são utilizados na determinação de micronutriente disponível para as plantas, destacando-se soluções ácidas diluídas e quelatantes. Neste trabalho, objetivou-se avaliar os extratores HCl 0,1 mol L-1, Mehlich-1, Mehlich-3 e DTPA, para análise dos micronutrientes Cu, Zn, Fe e Mn em solos do Estado do Paraná. Amostras de 12 solos coletadas da camada de 0-20 cm de profundidade foram cultivadas com plantas de trigo (Triticum aestivum) por 42 dias e, em sequência, com plantas de feijão (Phaseolus vulgaris) por 38 dias após a emergência. No final de cada cultivo foram coletadas amostras do solo. Todos os extratores testados para avaliar a disponibilidade de Cu, Zn, Fe e Mn correlacionaram entre si. Os extratores HCl, Mehlich-3 e DTPA apresentaram eficiência semelhante na avaliação da disponibilidade de Cu às plantas, já o Mehlich-1 foi menos eficiente em estimar a disponibilidade desse elemento. Os extratores HCl, Mehlich-1 e Mehlich-3 foram menos eficientes para estimar a disponibilidade de Zn e Fe para as plantas, sendo o DTPA o extrator mais indicado para tal. Os extratores HCl, Mehlich-1, Mehlich-3 e DTPA mostraram eficiência semelhante na avaliação da disponibilidade de Mn para as plantas em solos do Paraná. <![CDATA[<b>Physical properties and organic carbon of an oxisol affected by different land use and soil management systems</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832011000600025&lng=en&nrm=iso&tlng=en A compreensão e a quantificação do impacto dos sistemas de uso e manejo nos teores de C orgânico do solo (COS) e em propriedades físicas são fundamentais para o desenvolvimento de sistemas agrícolas sustentáveis. O objetivo deste trabalho foi avaliar alterações em alguns atributos físicos e COS de um Latossolo Vermelho da região noroeste do Paraná sob diferentes sistemas de uso e manejo: mata nativa, pastagem e as culturas de mandioca e de cana-de-açúcar. Foram coletadas amostras deformadas para determinação da textura, da densidade de partículas, do ensaio de Proctor normal e dos teores de matéria orgânica; e amostras indeformadas, para determinação da densidade do solo (Ds) e porosidade do solo. Os resultados indicaram que os sistemas de manejo estudados induziram alterações nos atributos físicos do solo em relação à mata nativa, o que foi verificado pelos maiores valores de Ds, densidade relativa do solo e densidade máxima do solo e menores valores de macroposidade, porosidade total, COS e estoque de C do solo, na seguinte ordem crescente: pastagem, mandioca e cana-de-açúcar. Contudo, as áreas não são consideradas fisicamente degradadas. Os valores de densidade máxima do solo foram de 1,91, 1,93, 2,00 e 2,03 Mg m-3, e os de estoque de C do solo, de 17,8, 16,6, 12,8 e 12,1 Mg ha-1, para mata nativa, pastagem, mandioca e cana-de-açúcar, respectivamente.<hr/>Understanding and quantifying the impact of land use and soil management on soil organic carbon (SOC) levels and physical properties is essential for the development of a sustainable agriculture. The purpose of this study was to evaluate some physical properties and SOC of an Oxisol in the Northwest of the state of Paraná, under different use and soil management systems, i.e., under native forest, pasture, cassava, and sugarcane. Disturbed soil samples were collected for particle size, particle density, proctor and organic carbon analyses and undisturbed samples (rings) to determine bulk density (Ds) and soil porosity. Results indicated that the land use and management systems induced changes in the soil physical properties in comparison to native forest. This was inferred from the higher values of soil Ds, maximum bulk density, and relative bulk density, and the lower values of macroporosity, total porosity, SOC and soil carbon stock, in the following growing order: pasture, cassava and sugarcane. However, the areas are not considered physically degraded. <![CDATA[<b>Changes in physical properties of a red oxisol and of soybean yield under no-tillage affected by chisel plow types</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832011000600026&lng=en&nrm=iso&tlng=en A compactação do solo, quando em níveis elevados, é um processo de difícil reversão sob sistema de plantio direto (SPD), especialmente em solos argilosos. Geralmente, a sua ocorrência em áreas comerciais de grãos é descontínua e restrita a áreas com histórico de pressões associadas ao trânsito intenso de máquinas agrícolas. O objetivo deste trabalho foi investigar as alterações nos atributos físicos de um Latossolo Vermelho distrófico de textura argilosa (450 g kg-1) promovidas por dois tipos de escarificações sítio-específico e uma convencional (aleatória), bem como seus efeitos sobre o rendimento da soja. Para isso, selecionou-se no município de Victor Graeff, na região do planalto do RS, uma lavoura de 50,6 ha manejada sob SPD por longo prazo e, recentemente, com agricultura de precisão. O clima local é subtropical Cfa, com precipitação pluvial anual oscilando entre 1.500 e 1.750 mm, temperatura média de 20 ºC e altitude de 490 m. Com base nos mapas de rendimento de três safras anteriores, a área foi subdividida em três zonas de potencial produtivo. Na zona de baixo rendimento (ZB) foram implantados os seguintes tratamentos: (a) escarificação convencional com profundidade fixa de 0,30 m (EC); (b) escarificação sítio-específico com equipamento Fox® com profundidade fixa de 0,30 m (ESEF); (c) escarificação sítio-específico com equipamento Fox® com profundidade de atuação variável (0,10 a 0,30 m), em função da resistência máxima do solo à penetração (ESEV); e (d) controle sem escarificação (SE). A zona de alto rendimento (ZA) foi usada como referência para avaliar o efeito dos tratamentos no rendimento de grãos. Os tratamentos foram implantados em faixas paralelas de 100 x 20 m, seguindo o delineamento de blocos casualizados. Avaliaram-se, em três épocas, a densidade do solo, macroporosidade, microporosidade e porosidade total nas profundidades de 0,0-0,05, 0,05-0,10, 0,10-0,15 e 0,15-0,20 m, bem como a infiltração de água no solo. Os resultados da caracterização inicial dos atributos do solo por zona de rendimento evidenciaram maior densidade do solo e menor porosidade total, na profundidade de 0,15-0,20 m, na ZB em relação à ZA. Em todos os tratamentos com escarificação mecânica, observou-se, logo após o preparo, incremento da infiltração de água em relação ao SE, que aumentou em torno de quatro vezes nos tratamentos EC e ESEV em comparação a esse controle. No entanto, o efeito da escarificação, independentemente do tipo de escarificador, foi efêmero; transcorridos sete meses, verificou-se decréscimo na infiltração de água no solo, que não diferiu do tratamento controle. Entre os escarificadores investigados, o ESEV destacou-se pela manutenção da cobertura do solo em relação ao EC e proporcionou maior rendimento de soja. Contudo, sob condições de elevada precipitação pluvial não foi observado incremento no rendimento da soja nos tratamentos com escarificação mecânica, em relação ao tratamento controle (SE).<hr/>Soil compaction at high intensity degrees is a hardly reversible process in the no-till system (NT), mainly in clayey soils. Generally, its occurrence in croplands is often irregular and restricted to areas with a previous history of pressures associated to intensive traffic of agricultural machineries. The purpose of this study was to investigate changes in soil physical properties of a red Oxisol with clayey texture (450 g kg-1) and soybean yield, caused by two site-specific chisels and conventional (random) chisel tillage. For this work, a 50.6 ha cropland area under long-term no-till and site-specific farming was selected in the Municipality of Victor Graeff, located in the plateau region of Rio Grande do Sul. The climate is a subtropical Cfa with annual rainfall ranging from 1500 to 1750 mm, average temperature of 20 °C, at 490 m asl. Based on three crop yield maps, the field was subdivided in three management zones with distinct yield potential where the soil physical properties were investigated. The following treatments were established in the low yield zone (LZ): (a) conventional chiseling at fixed soil depth (0.30 m) (CC); (b) site-specific chiseling with Fox® equipment at fixed soil depth (0.30 m) (SSCF); (c) site-specific chiseling with Fox® equipment at variable soil depth (0.10 to 0.30 m) based on maximum soil penetration resistance maps (SSCV); and (d) control without chiseling (CWC). The high yield zone (HZ) was used as a reference to evaluate treatment effects on soybean grain yield. Treatments were arranged in parallel strips of 100 x 20 m, in a randomized block design. In three evaluations, the soil water infiltration and bulk density, macro and microporosity and total porosity were evaluated in the layers 0.0-0.05, 0.05-0.10, 0.10-0.15 and 0.15-0.20 m. The results of the initial soil characterization showed higher bulk density and lower soil porosity in the 0.15-0.20 m layer, in the LZ in relation to HZ. Treatments showed an immediate increase of water infiltration after chiseling. The increase in water infiltration in treatments CC and SSCV was four times the water infiltration observed in the CWC. However, the chiseling effect, regardless of the chisel type, was ephemeral and after seven months there was a decrease of water infiltration in chiseled soil, similar to CWC. Of the chisel types, the SSCV was superior to CC by maintaining higher soil coverage and by increasing soybean yield. Although, in a crop season with high rainfall, no positive effects of chiseling on soybean yield were noticed, in relation to CWC. <![CDATA[<b>Heavy rainfall equations for Santa Catarina, Brazil</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832011000600027&lng=en&nrm=iso&tlng=en Knowledge of intensity-duration-frequency (IDF) relationships of rainfall events is extremely important to determine the dimensions of surface drainage structures and soil erosion control. The purpose of this study was to obtain IDF equations of 13 rain gauge stations in the state of Santa Catarina in Brazil: Chapecó, Urussanga, Campos Novos, Florianópolis, Lages, Caçador, Itajaí, Itá, Ponte Serrada, Porto União, Videira, Laguna and São Joaquim. The daily rainfall data charts of each station were digitized and then the annual maximum rainfall series were determined for durations ranging from 5 to 1440 min. Based on these, with the Gumbel-Chow distribution, the maximum rainfall was estimated for durations ranging from 5 min to 24 h, considering return periods of 2, 5, 10, 20, 25, 50, and 100 years,. Data agreement with the Gumbel-Chow model was verified by the Kolmogorov-Smirnov test, at 5 % significance level. For each rain gauge station, two IDF equations of rainfall events were adjusted, one for durations from 5 to 120 min and the other from 120 to 1440 min. The results show a high variability in maximum intensity of rainfall events among the studied stations. Highest values of coefficients of variation in the annual maximum series of rainfall were observed for durations of over 600 min at the stations of the coastal region of Santa Catarina.<hr/>O conhecimento das relações intensidade-duração-frequência (IDF) de chuvas é de grande importância no dimensionamento de estruturas de drenagem superficial e controle de erosão do solo. O objetivo deste trabalho foi obter equações IDF para 13 estações pluviográficas do Estado de Santa Catarina: Chapecó, Urussanga, Campos Novos, Florianópolis, Lages, Caçador, Itajaí, Itá, Ponte Serrada, Porto União, Videira, Laguna e São Joaquim. Os pluviogramas diários de cada estação foram digitalizados e, posteriormente, determinaram-se as séries de máximas anuais de chuva com duração de 5 a 1.440 min. A partir delas, foram estimadas, por meio da distribuição de Gumbel-Chow, as chuvas máximas com durações variando de 5 min a 24 h, considerando-se os períodos de retorno de 2, 5, 10, 20, 25, 50 e 100 anos. A aderência dos dados ao modelo de Gumbel-Chow foi comprovada por meio do teste de Kolmogorov-Smirnov a 5 %. Para cada estação pluviográfica, ajustaram-se duas equações IDF de chuvas: uma válida para duração de 5 a 120 min e outra para duração de 120 a 1.440 min. Os resultados mostraram grande variação na intensidade máxima da chuva entre as estações estudadas. Foram observados maiores valores de coeficientes de variação nas séries de máximas anuais de chuva com duração superior a 600 min das estações situadas na faixa litorânea do Estado de Santa Catarina. <![CDATA[<b>Effects of erosion and deposition on particle size distribution of deposited farmland soils on the chinese loess plateau</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832011000600028&lng=en&nrm=iso&tlng=en Particle size distribution (PSD) in the soil profile is strongly related to erosion, deposition, and physical and chemical processes. Water cycling and plant growth are also affected by PSD. Material sedimented upstream of the dam constructions formed large areas of deposited farmland (DF) soils on the Chinese Loess Plateau (CLP), which has been the site of the most severe soil erosion in the world. Two DFs without tillage on the CLP were chosen to study the combined effect of erosion and check dams on PSD. Eighty-eight layers (each 10 cm thick) of filled deposited farmland (FDF) soils and 22 layers of silting deposited farmland (SDF) soils of each studied soil profile were collected and 932 soil samples were investigated using laser granulometry. The particle sizes were stratified in both DFs based on soil properties and erosion resistance. The obtained results of clay and silt fractions showed similar horizontal distribution, indicating parallel characteristics of erosion and deposition processes. Fine sand represented the largest fraction, suggesting the preferential detachment of this fraction. The most erodible range of particle sizes was 0.25-0.5 mm, followed by 0.2-0.25 mm in the studied soil profiles. The correlation between particle size and soil water contents tended to increase with increasing water contents in FDF. Due to the abundant shallow groundwater, the relationship between particle size and soil water content in SDF was lost. Further studies on PSD in the DF area are needed to enhance the conservation management of soil and water resources in this region.<hr/>A distribuição do tamanho das partículas do solo (PSD) está fortemente relacionada à sua erosão, deposição e aos processos físicos e químicos ocorridos no perfil do solo. A ciclagem da água e o crescimento das plantas também são alterados pelo PSD. Antes da construção das barragens, os solos depositados nas áreas agrícolas (DF) foram amplamente formados no "Loess Plateau", na China (LPC), onde os mais sérios problemas de erosão do solo ocorreram no mundo. Duas DFs, sem preparo do solo, localizadas no LPC foram escolhidas para estudar conjuntamente o efeito da erosão e das barragens na PSD. Novecentas e trinta e duas amostras de solo foram analisadas usando granulometria a laser, a partir de coletas realizadas em 88 camadas (espessura de 10 cm cada camada) formadas por deposição de solos em áreas agrícolas (FDF) e em 22 camadas formadas por deposição de silte (SDF). Os tamanhos das partículas foram estratificados, em ambas as DFs, em função das propriedades do solo e de sua resistência à erosão. Os resultados obtidos para as frações silte e argila mostraram que elas possuem distribuição horizontal similar, indicando características paralelas dos processos de erosão e deposição. A areia fina foi a fração mais encontrada, o que sugere uma separação preferencial desta. Das camadas de solo estudadas, a faixa mais erodível dos tamanhos de partículas foi a de 0,25-0,5 mm, seguida pela de 0,20-0,25 mm. Aumento da correlação entre o tamanho das partículas e o conteúdo de água no solo foi observado na FDF. Devido à abundância de águas subterrâneas superficiais em SDF, os tamanhos de partículas não se relacionaram com o conteúdo de água no solo. Mais estudos sobre a distribuição do tamanho das partículas em DFs são necessários para indicar um melhor manejo e conservação do solo e da água nessas áreas agrícolas. <![CDATA[<b>Interril erosion from area under burned and green sugarcane harvested by hand and mechanically</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832011000600029&lng=en&nrm=iso&tlng=en Embora existam vários estudos ligados às questões ambientais voltadas para a poluição atmosférica, ao uso crescente da biotecnologia e à mecanização do processo de colheita da cana-de-açúcar, a mesma atenção não tem sido dada aos impactos ambientais negativos promovidos pela erosão laminar. O presente trabalho teve como objetivo avaliar a concentração de matéria orgânica (MO) e nutrientes (P, K, Ca e Mg) em sedimentos e na água da enxurrada proveniente de erosão entre sulcos em diferentes sistemas de manejo na colheita da cana-de-açúcar utilizados no Estado de Mato Grosso do Sul (cana crua e queimada), sob um Latossolo Vermelho distrófico de textura média. Os tratamentos estudados foram colheita manual de cana queimada, colheita mecanizada de cana crua e colheita mecanizada de cana queimada. Aplicou-se chuva simulada com intensidade de 60 mm h-1, durante 50 min. As concentrações de sedimentos na enxurrada resultantes da erosão entre sulcos, bem como de MO, P, K, Ca e Mg, foram maiores no sistema com colheita mecanizada de cana queimada e menores no sistema com colheita mecanizada de cana crua. A qualidade física do solo sofre influência negativa do sistema de manejo com colheita mecânica de cana queimada, devido ao efeito da pressão exercida pelo tráfego de máquinas na colheita. No entanto, os resíduos vegetais de colheita distribuídos na superfície do solo pela colheita mecânica de cana crua reduzem as perdas de nutrientes e de MO no sedimento, além de aumentarem a capacidade do solo em resistir à degradação física ocasionada pelo tráfego de máquinas na colheita mecanizada de cana.<hr/>Although a number of studies related to environmental issues address air pollution, the increased use of biotechnology and mechanical harvesting of sugar cane, less attention has been paid to the negative environmental impacts caused by laminar erosion. This study aimed to determine the levels of organic matter (OM) and nutrients (P, K, Ca and Mg) in sediment and runoff water from interrill erosion from different sugarcane harvest systems (green and burnt cane), on a loamy Dystrophic Red Latosol (Oxisol). The treatments consisted of burnt cane harvested by hand, mechanical harvesting of green cane and mechanical harvesting of burnt cane. A portable rainfall simulator was calibrated to apply rainfall of 60 mm h-1, for 50 min. The sediment concentration in runoff resulting from interrill erosion, as well as OM, P, K, Ca and Mg were higher in the system with mechanical harvesting of burnt cane, while losses were lowest from the system with mechanized harvesting of green cane. The soil physical quality is negatively influenced by the management system with mechanical harvesting of burnt cane, due to the pressure exerted by the harvest machine traffic. However, crop residues distributed across the soil surface at mechanical harvesting of green cane reduce losses of soil, nutrients and OM in the sediment, and increase the soil resistance against physical degradation caused by machinery traffic for mechanical harvesting of sugarcane. <![CDATA[<b>Soil loss minimization as a function of forest size and location in a "water conservation program"</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832011000600030&lng=en&nrm=iso&tlng=en Com os crescentes conflitos de uso da água no Brasil, a implantação de políticas para a mitigação desses problemas tornou-se crucial. Nesse sentido, o conceito de Pagamentos por Serviços Ambientais (PSA) tem se difundido ao redor do mundo e, consequentemente, no Brasil. O município de Extrema, em Minas Gerais, implantou a primeira iniciativa municipal brasileira de PSA, conhecida como programa "Conservador das Águas". Neste trabalho, objetivou-se avaliar a perda de solo na sub-bacia das Posses, onde se iniciou o programa "Conservador das Águas", visando determinar a potencialidade que o conceito adotado nesse programa terá para a conservação do solo e otimizar o provimento desse serviço ambiental em função do tamanho e da localização da área de floresta. Quatorze diferentes cenários de uso e cobertura do solo foram analisados, utilizando-se um Sistema de Informações Geográficas e a Revised Universal Soil Loss Equation. A expectativa de perda de solo na sub-bacia das Posses antes e após a implementação do programa "Conservador das Águas" foi de 30,63 e 7,06 Mg ha-1 ano-1, respectivamente. A otimização da conservação do solo pode ser feita adotando-se práticas conservacionistas na pastagem e alocando-se a área de floresta de maneira mais otimizada.<hr/>As conflicts related to the water use in Brazil are increasing, the implementation of policies that can mitigate these problems has become crucial. In this context, the concept of Payment for Environmental Services (PES) has been widely accepted and applied around the world and also in Brazil. The municipality of Extrema, in the State of Minas Gerais, was the first in Brazil to implement a PES program, known as "Conservador das Águas". This study aimed to evaluate soil losses in the watershed Posses and determine the potential of the PES program to conserve soil in this watershed; moreover, to maximize the soil conservation environmental service for a given forest size and location. Therefore, the effectiveness of soil conservation was analyzed in 14 areas with different soil use and forest cover. The Geographic Information System (SIG) and the Revised Universal Soil Loss Equation (RUSLE) were used for this purpose. Soil losses in the Posses watershed were estimated before and after implementing the water conservation program, at 30.63 and 7.06 Mg ha-1 year-1, respectively. Conservation could be optimized by implementing soil conservation practices on pasture and by optimizing the location of forest areas. <![CDATA[<b>Soil erosion resistance in ravines in a sandy clay loam oxisol</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832011000600031&lng=en&nrm=iso&tlng=en As ravinas consistem em uma das formas de erosão hídrica com escoamento superficial concentrado em encostas de áreas degradadas e, ainda, sem escoamentos de subsuperfície. Os objetivos deste trabalho foram estudar o comportamento hidráulico do escoamento superficial das ravinas e determinar a erodibilidade (Kr) e a tensão crítica de cisalhamento (τc) na superfície de ravinas e, também, a erodibilidade (Kr) ao longo do perfil de encostas degradadas do litoral do Estado de Pernambuco. O experimento foi realizado em 2005, em um Latossolo Amarelo de textura argilosa pertencente à Formação Barreiras no município do Cabo de Santo Agostinho, PE. As parcelas foram delimitadas por chapas metálicas cravadas no solo no sentido do declive (1,0 m de largura por 3,0 m de comprimento). Os testes consistiram na aplicação de quatro níveis de vazão, determinando-se o volume de descarga líquida e a massa de sedimentos desagregados. As taxas de desagregação de solo foram lineares em relação às tensões de cisalhamento. Na superfície das ravinas, a erodibilidade (Kr) foi de 0,0016 kg N-1 s-1 e a tensão crítica de cisalhamento, de τc = 4,37 Pa. O baixo valor de erodibilidade e o alto de tensão crítica de cisalhamento de τc obtidos na superfície das ravinas possivelmente decorreram da formação de uma crosta superficial originada por ciclos de umedecimento e secagem. A erodibilidade (Kr) em profundidade variou entre 0,012 e 0,070 kg N-1 s-1, em função do teor de argila. O regime do escoamento superficial nas ravinas foi turbulento supercrítico e, portanto, semelhante ao do escoamento superficial nos sulcos de erosão, como descrito na literatura.<hr/>Ravines represent one of the formations resulting from water erosion, with concentrated surface water flow down hillsides of degraded areas, yet without subsurface water flow. The objective of this study was to evaluate hydraulic flow conditions in ravines as well as to determine soil erosion resistance parameters: soil erodibility (Kr) and critical shear stress (τc) on the ravine surfaces, as well as to determine soil erodibility at several depths of degraded hillsides along the coastline of the state of Pernambuco. The experiment was conducted in 2005, on a sandy clay loam Oxisoil of the "Formação Barreiras" in Cabo de Santo Agostinho. The plots were outlined by metal plates inserted in the soil along the slope (1.0 m width x 3.0 length). The tests consisted of the application of four flow levels to evaluate the volume of liquid discharge and detached sediment mass. The soil detachment rate was linear to shear stress (τ). Soil erodibility (Kr) was 0.0016 kg N-1 S-1 and the critical shear stress was 4.37 Pa. The low soil erodibility value and high critical shear stress value observed at the surface of the ravines possibly resulted from a soil consolidation process induced by wetting and drying cycles. Soil erodibility (Kr) in depth varied from 0.012 to 0.070 kg N-1 S-1, depending on the clay content. The runoff flow regime in ravines was turbulent supercritical and therefore similar to rill flow, as described in the literature. <![CDATA[<b>Multivariate analysis and spatial variability to estimate soil erodibility of an anfisol</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832011000600032&lng=en&nrm=iso&tlng=en A erodibilidade é um fator de extrema importância na caracterização da perda de solo, representando os processos que regulam a infiltração de água e sua resistência à desagregação e o transporte de partículas. Assim, por meio da análise de dependência espacial dos componentes principais da erodibilidade (fator K), objetivou-se estimar a erodibilidade do solo em uma área de nascentes da microbacia do Córrego do Tijuco, Monte Alto-SP, e analisar a variabilidade espacial das variáveis granulométricas do solo ao longo do relevo. A erodibilidade média da área foi considerada alta, e a análise de agrupamento k-means apontou para uma formação de cinco grupos: no primeiro, os altos teores de areia grossa (AG) e média (AM) condicionaram sua distribuição nas áreas planas; o segundo, caracterizado pelo alto teor de areia fina (AF), distribui-se nos declives mais convexos; o terceiro, com altos teores de silte e areia muito fina (AMF), concentrou-se nos maiores declives e concavidades; o quarto, com maior teor de argila, seguiu as zonas de escoamento de água; e o quinto, com alto teor de matéria orgânica (MO) e areia grossa (AG), distribui-se nas proximidades da zona urbana. A análise de componentes principais (ACP) mostrou quatro componentes com 87,4 % das informações, sendo o primeiro componente principal (CP1) discriminado pelo transporte seletivo de partículas principalmente em zonas pontuais de maior declividade e acúmulo de sedimentos; o segundo (CP2), discriminado pela baixa coesão entre as partículas, mostra acúmulo da areia fina nas áreas de menor cota em toda a área de concentração de água; o terceiro (CP3), discriminado pela maior agregação do solo, concentra-se principalmente nas bases de grandes declives; e o quarto (CP4), discriminado pela areia muito fina, distribui-se ao longo das declividades nas maiores altitudes. Os resultados sugerem o comportamento granulométrico do solo, que se mostra suscetível ao processo erosivo devido às condições texturais superficiais e à movimentação do relevo.<hr/>Erodibility is an important factor for soil loss quantification, representing the processes that regulate water infiltration and soil resistance to the breakdown and transport of particles. Thus, by analyzing the spatial dependence of the principal components of erodibility (K-factor), aimed to estimate soil erodibility in a headwaters area in the watershed Córrego do Tijuco, Monte Alto, SP, and analyze the spatial variability of soil texture variables across the landscape. The mean erodibility of the area was high and the analysis of k-means clustering indicated the formation of five groups: the first high, with coarse (AG) and intermediate sand was distributed in the plane areas, the second with high content of fine sand (AF), was distributed in more convex slopes, and the third, with high levels of silt and very fine sand, was concentrated on steeper slopes and in hollows, the fourth with highest clay content, was concentrated in drainage areas, and the fifth, with high content of organic matter (MO) and coarse sand was distributed near the urban area. The principal component analysis (PCA) showed four components with 87.4% of the information. The first principal component (PC1) discriminated the selective transport of particles, mainly in specific areas of greatest slope and sediment buildup, the second component (PC2) discriminated the low cohesion between the particles, shows accumulation of fine sand at lower altitudes of the entire area of water concentration, the third component (PC 3) discriminated the greatest soil aggregation, mainly at the bases of high slopes and the fourth component (PC4) discriminated very fine sand, distributed along the slope at higher elevations. The results indicate the behavior of soil granulometry, which appears susceptible to erosion due to the surface textural conditions and the relief movement. <![CDATA[<b>Least limiting water range and soil compactation as related to intercropped maize and brachiaria</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832011000600033&lng=en&nrm=iso&tlng=en O cultivo consorciado entre a espécie forrageira e a cultura produtora de grãos garante a produção de forragem no outono-inverno, além de palha para cobertura do solo em sistema semeadura direta. O aporte de matéria seca radicular no perfil do solo possibilita a melhoria da qualidade estrutural do solo. Objetivou-se com este experimento verificar as alterações nos atributos físicos e físico-hídricos do solo com o cultivo de milho solteiro e consorciado com Brachiaria brizantha. O experimento foi conduzido na Fazenda Experimental Lageado (UNESP, Botucatu-SP), entre os anos agrícolas de 2002/2003 e 2003/2004. Foram coletadas amostras com estrutura preservada de solo, por meio de anéis volumétricos, nas camadas de 0 a 20 e 20 a 40 cm de profundidade, em trincheiras abertas em parcelas cultivadas com milho e mantidas em pousio na entressafra, bem como em parcelas cultivadas com milho consorciado com B. brizantha na linha de semeadura, mantendo a forrageira para pastagem após a colheita do milho. A partir dessas amostras, foi avaliado o Intervalo Hídrico Ótimo (IHO), por meio de curvas de resistência à penetração e de retenção de água, em amostras com diferentes densidades do solo. O cultivo solteiro de milho na safra de verão é suficiente para melhorar as características físicas e estruturais do solo na camada de 0 a 20 cm. O cultivo de braquiária em consórcio com o milho por dois anos consecutivos melhora as condições físicas e estruturais do solo na camada de 20 a 40 cm, com redução da resistência mecânica à penetração e aumento da densidade crítica do solo.<hr/>Intercropping of a forage and main grain crop ensures forage production in the autumn-winter, and straw for mulching in the no-tillage system. The contribution of dry root matter in the soil profile allows the improvement of soil structural quality. The objective of this research was to evaluate changes in soil physical and physico-hydric properties with the cultivation of maize grown alone and intercropped with Brachiaria brizantha. The study was carried out on the Experimental Farm Lageado (UNESP, Botucatu-SP) in the growing seasons 2002/2003 and 2003/2004. Undisturbed soil was sampled from the layers 0-20 and 20-40 cm by volumetric rings in plots growing maize and left fallow between harvest and in plots intercropped with maize and B. brizantha in the row, where the grass was maintained for grazing after maize harvest. The least limiting water range (LLWR) of these samples was evaluated, based on curves of penetration resistance and water retention in soil samples with different bulk densities. Maize grown alone is sufficient to improve the physical and structural characteristics of the soil in the 0-20 cm layer. Brachiaria intercropped with maize for two years improves the soil physical and structural properties in the layer 20-40 cm as well, reducing penetration resistance and increasing bulk density. <![CDATA[<b>Morphology and stability of soil aggregates in a red yellow argisol under different management long-term and secondary atlantic forest</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832011000600034&lng=en&nrm=iso&tlng=en Experimentos de longa duração submetidos a diferentes manejos de solo fornecem importantes informações quando as alterações nas propriedades físicas, químicas e biológicas são avaliadas e comparadas às das condições originais do solo. Este estudo teve como objetivo avaliar a morfologia externa e a estabilidade de agregados superficiais de um Argissolo Vermelho-Amarelo sob diferentes tipos de manejo em experimento de longa duração e nas condições sob Mata Atlântica secundária. Foram coletadas amostras de solo deformadas e indeformadas na camada de 0-5 cm, em dois tipos de manejo de solo: plantio direto (PD) e preparo com arado de disco + grade pesada (AD + GP). Também foi avaliada, como referência do estado de agregação original do solo, uma área de Mata Atlântica secundária (MS) adjacente ao experimento. As amostras indeformadas foram impregnadas com resina de poliéster e, na sequência, lâminas delgadas com 30 µm de espessura foram confeccionadas. Posteriormente, as lâminas foram examinadas em microscópio óptico, acoplado à câmera digital, para obtenção de imagens fotográficas mediante seleção aleatória de campos nas lâminas. As imagens geradas foram processadas pelo programa de computador Adobe Photoshop CS3 para análise de parâmetros relacionados à morfologia externa de agregados (perímetro, área, comprimento do maior eixo, comprimento do menor eixo, diâmetro de Feret, alongamento e arredondamento), que visam fornecer informações sobre o tamanho, a forma e a rugosidade dos agregados. Para as amostras deformadas, além da estabilidade dos agregados em água em classes de tamanho 4-2; 2-1; 1-0, 5; 0,5-0,25; 0,25-0,105; e < 0,105 mm de diâmetro, foi determinado o C orgânico total (COT). Foram calculados: diâmetro médio ponderado (DMP), diâmetro médio geométrico (DMG) e índice de estabilidade de agregados (IEA). Houve predomínio da classe de agregados de 4-2 mm nos dois tipos de manejo e na MS, sendo superior no solo sob MS e PD. Os índices de agregação DMG, DMP e IEA foram semelhantes no PD e na MS, sendo maiores que o do manejo por AD + GP. O PD promoveu diferenças morfológicas nos agregados em comparação ao AD + GP, mostrando proximidade com a referência MS.<hr/>Long-term experiments testing different soil managements provide valuable information in the comparison of alterations in physical, chemical and biological soil properties with soil under natural vegetation. This long-term study was carried out to evaluate the external morphology and the stability of aggregates in the surface layer of a Yellowish-Red Argisol under different managements for comparison with secondary Atlantic Forest. Disturbed and undisturbed soil samples were collected from the 0-5 cm layer from soil under no-tillage (PD) and disk plow + disk harrow (AD + GP), as well as from a secondary Atlantic forest (MS) adjacent to the experimental area as a reference of the original soil aggregation. The undisturbed samples were resin-impregnated and cut in 30 µm thick slides, which were observed under an optical microscope with a digital camera. Images were taken from random sites of the thin sections and processed using Adobe Photoshop CS3 to measure parameters related to the external morphology of the aggregates, as follows: perimeter, area, the longest and shortest axis, Ferret diameter, elongation and roundness. These variables provide information about the aggregate size, shape and rugosity. Besides the aggregate stability in water, in the size classes - 4-2; 2-1; 1-0.5; 0.5-0.25; 0.25-0.105 and diameter < 0.105 mm, the total organic carbon (COT) was determined for the disturbed soil samples. The weighted and geometric mean diameters (DMP and DMG) as well as the aggregate stability index (IEA) were calculated. The 4-2 mm aggregate class predominated in both treatments and MS, but was higher in MS and PD soils. The DMG, DMP and IEA were similar in PD and MS, but higher than under AD + GP management. The no-tillage treatment (PD) resulted in morphological changes in the aggregates, compared to the AD + GP, tending to approach the properties of soil under MS. <![CDATA[<b>Microbial and soil properties in restoration areas in the jequitinhonha valley, Minas Gerais</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832011000600035&lng=en&nrm=iso&tlng=en To mitigate the impacts of eucalypt monoculture, forestry companies in the Upper Jequitinhonha Valley (MG) have adopted the insertion of strips of native vegetation in-between the commercial plantations. The method used for the creation of these corridors is to allow spontaneous regrowth of native vegetation in areas previously under eucalypt. The objective of this study was to evaluate the effect of cover crops on microbial and soil properties for a detailed description of the restoration process of native vegetation in forest soils of the Jequitinhonha Valley. The treatments were represented by an initial restoration stage (< 4 years) with or without remaining eucalypt and the advanced restoration stage (&gt; 4 years) with or without remaining eucalypt, plus the three controls: commercial eucalypt plantation, Cerrado vegetation and native forest. Soil samples were collected for three consecutive years in the dry and rainy season (August and February, respectively). The microbial activity, regardless of the presence of remaining eucalypt , did not differ among the restoration areas, except for the metabolic quotient (qCO2) in the rainy season of February 2007. At this time, this microbial activity was higher in the advanced restoration stage without eucalypt than initial restoration without eucalypt and advanced restoration with eucalypt. The restoration areas, in general, did not differ from the control: eucalypt plantation and Cerrado either. Compared to the forest, the levels of organic C, microbial C, basal respiration (Rbasal) and hydrolysis of fluorescein diacetate (FDA) in the restoration areas were, in general, lower and did not differ in qCO2 and microbial quotient (qMIC). In general, the soil quality was similar in the initial and advanced restoration stages. Most of the soil and microbial properties in the three years indicated that the restoration areas were most similar to the Cerrado. In the advanced restoration areas without eucalypt compared to Cerrado, the lower Rbasal in the 3rd year and the lower FDA and qMIC and higher qCO2 in the 2nd year indicated that the removal of the remaining eucalypt trees was unfavorable for restoration.<hr/>O setor florestal no Alto Vale do Jequitinhonha (MG) tem adotado a criação de faixas com vegetação nativa entre os seus plantios comerciais, com o objetivo de reduzir os impactos negativos do monocultivo. O método utilizado para criação dessas faixas tem sido a restauração espontânea da vegetação nativa em áreas anteriormente cultivadas com eucalipto. O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito de coberturas vegetais sobre propriedades microbianas do solo, para melhor caracterizar o processo de restauração da vegetação nativa em solos florestais do Vale do Jequitinhonha, MG. Os tratamentos foram: restauração inicial (< 4 anos) com ou sem remanescentes de eucalipto; restauração avançada (&gt; 4 anos) com ou sem remanescentes de eucalipto; e os controles: plantio comercial de eucalipto, vegetação nativa de Cerrado e de mata. As amostras de solo foram coletadas por três anos consecutivos, nos meses de agosto e fevereiro, representando, respectivamente, o período de estiagem e o de chuvas. As áreas em restauração, independentemente da presença de eucalipto remanescentes, não diferiram quanto a atividade microbiana, exceto para quociente metabólico (qCO2) em fevereiro de 2007 - período chuvoso. Nessa época, a atividade microbiana foi maior na restauração avançada sem eucalipto do que na restauração inicial sem eucalipto e restauração avançada com eucalipto. As áreas em restauração, em geral, também não diferiram dos controles: plantio de eucalipto e Cerrado. Em relação ao controle mata, as áreas em restauração apresentaram, em geral, menores teores de C orgânico, C microbiano, respiração basal (Rbasal) e hidrólise do diacetato de fluoresceína (FDA), não diferindo quanto ao qCO2 e quociente microbiano (qMIC). Em geral, as restaurações iniciais e avançadas apresentaram qualidade do solo semelhante. A maioria das propriedades do solo e microbianas, nos três anos avaliados, indicou que as áreas em restauração mostraram maior semelhança com a área de Cerrado. Nas áreas em restauração avançada sem eucalipto, a menor Rbasal no ano 3 e a menor FDA e qMIC e maior qCO2 no ano 2, em relação ao Cerrado, indicaram que a remoção do eucalipto remanescente não promoveu a restauração. <![CDATA[<b>Changes in chemical properties of a latosol by weed management in coffee plantions</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832011000600036&lng=en&nrm=iso&tlng=en O controle de plantas invasoras é uma das práticas de manejo mais intensivas na condução de lavouras cafeeiras, o qual provoca alterações nos atributos químicos do solo. Diante disso, os objetivos deste estudo foram: avaliar os efeitos dos diferentes sistemas de manejo de plantas invasoras em uma lavoura cafeeira nos atributos químicos de um Latossolo Vermelho distroférrico em relação ao solo sob mata nativa (MATA); e verificar a relação entre o teor de C orgânico do solo (COS) e a capacidade de troca de cátions efetiva (CTC a pH natural) e a capacidade de troca de cátions a pH 7 (CTC a pH 7). O estudo foi realizado na fazenda experimental da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (EPAMIG), localizada no município de São Sebastião do Paraíso, Minas Gerais. A área experimental foi plantada com cafeeiros da cultivar Paraíso, e o experimento foi instalado em blocos casualizados, com sete manejos de plantas invasoras e três repetições. Os manejos de plantas invasoras avaliados foram: sem capina (SCAP); capina manual (CAPM); herbicida de pós-emergência (HPOS); roçadora (ROÇA); enxada rotativa (ENRT); grade (GRAD); e herbicida de pré-emergência (HPRE). Cada manejo de plantas invasoras nas entrelinhas dos cafeeiros vem sendo realizado há 30 anos em três ruas, com 36 m de comprimento cada. As amostras de solo foram coletadas no centro das entrelinhas dos cafeeiros em dezembro de 2007, com cinco amostras simples por parcela, que perfizeram uma amostra composta em três profundidades (0-3, 10-13 e 25-28 cm). As seguintes análises químicas foram realizadas nas amostras de solo: pH em água, cátions trocáveis (Ca, Mg, K e Al), C orgânico (COS), capacidade de troca de cátions efetiva ou a pH natural (CTC efetiva) e capacidade de troca de cátions a pH 7. Os manejos apresentaram características contrastantes, variando desde métodos manuais até capinas químicas e mecânicas. Os resultados permitiram observar que a manutenção das plantas invasoras nas entrelinhas dos cafeeiros, adotada no manejo sem capina, contribuiu positivamente para as alterações dos atributos químicos (Ca trocável, CTC efetiva e CTC a pH 7,0) nas três profundidades estudadas; além disso, elevou o teor de C orgânico total na profundidade de 0-3 cm e pode contribuir para aumento e manutenção dos estoques de C em lavouras cafeeiras. Assim, o manejo SCAP nas entrelinhas dos cafeeiros pode ser adotado para a melhoria e manutenção dos atributos químicos em lavouras cafeeiras. Por outro lado, a utilização constante e por longo prazo (30 anos) do manejo HPRE reduziu os valores de pH nas profundidades de 10-13 e 25-28 cm e do Ca trocável, Mg trocável e CTC efetiva nas três profundidades estudadas, em relação aos demais manejos de plantas invasoras. Os valores de CTC efetiva do Latossolo Vermelho distroférrico apresentaram relação com o teor de C orgânico em 59, 60 e 47 % dos casos e de CTC a pH 7 em 65, 55 e 46 %, nas profundidades de 0-3, 10-13 e 25-28 cm.<hr/>Weed control is one of the most intensive management practices in coffee plantations resulting in changes in soil chemical properties. The objectives of this study were: a) to assess the effects of weed management in a coffee plantation on the chemical properties of a Dystroferric Red Latosol (Oxisol) compared to soil under native forest; b) to verify the relationship between soil organic carbon content (COS) and the effective cation exchange capacity (effective CEC) and the cation exchange capacity at pH 7. This study was carried out on an experimental farm of the Agricultural Research Company of Minas Gerais (EPAMIG) at the São Sebastião do Paraíso County, of Minas Gerais State. In the experimental area, coffee was planted and the experiment was installed in randomized blocks with three replications. The following weed plant managements were evaluated: without weed control (SCAP); hand weeding (CAPM); post-emergence herbicide (HPOS); mechanized mower (ROÇA); rotary tiller (ENRT); coffee tandem disc harrow (GRAD) and pre- emergence herbicide (HPRE). Each one of these weed control systems had been performed in the preceding 30 years in three inter-rows (length 36 m). Five soil samples were collected in three layers (0-3, 10-13 and 25-28 cm) per plot between coffee rows, in December 2007. The following soil chemical analyses were performed: pH-water, exchangeable cations (Ca, Mg, K and Al), cation exchange capacity at natural pH (effective CEC) and cation exchange capacity at pH 7.0 (CEC potential. The results showed that the maintenance of weed plants between coffee rows in the treatment no weed control (SCAP) had positive effects on the chemical properties (exchangeable Ca, effective CEC and CEC at pH 7.0 in the three layers). Furthermore, the total soil organic carbon content at 0-3 cm depth increased and may contribute to the increase and maintenance of carbon stocks in coffee plantations. Thus, no weed control (SCAP) between coffee rows can be adopted for the improvement and maintenance of the chemical properties in coffee plantations. On the other hand, the constant long term-use (30 years) with HPRE management decreases the pH-water values in the layers 10-13 and 25-28 cm and the exchangeable Ca, Mg and effective CEC in the three layers studied in relation to other weed plant managements. The effective CEC of the soil was related with organic carbon content in 59, 60 and 47 % of the cases and CEC at pH 7 in 65, 55 and 46 % in the layers 0-3, 10-13 and 25-28 cm. <![CDATA[<b>Influence of organic-mineral fertilization of an oxisol on soil chemical properties and <i>Bracharia brizantha</i> production</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832011000600037&lng=en&nrm=iso&tlng=en The use of organic-mineral fertilizer produced by the manufacturing industry of lysine and threonine amino acids can improve the fertility of tropical soils. The objective of this study was to evaluate the influence of different doses of the organic-mineral fertilizer named Ajifer L-14 on chemical properties and on the response with increased production of a forage on a Red Latosol in the northwestern region of São Paulo State, Brazil. A randomized block design was used with seven treatments and four replications. The treatments consisted of: T1- control (without application of Ajifer L-14); T2- control (natural vegetation); T3- mineral fertilization according to crop requirements and soil analysis (application of 1.35 kg plot-1 of urea, 2.20 single superphosphate, and 0.51 KCl, corresponding to 60 of N, 40 P2O5 and 30 kg ha-1 of K2O); T4- fertilization with Ajifer L-14 according to the recommendation resulting from the soil chemical analysis (40 L plot-1, corresponding to 60 kg ha-1 N); T5- fertilization with Ajifer L-14, at a rate of 150 % of the recommended values (60 L plot-1, corresponding to 90 kg ha-1 N); T6- fertilization with Ajifer L-14 at a rate of 50 % of the recommended values (20 L plot-1, corresponding to 30 kg ha-1 N); T7- fertilization with Ajifer L-14 at a rate of 125 % of the recommended values (50 L plot-1, corresponding to 75 kg ha-1 N); T8- fertilization with Ajifer L-14 at a rate of 75 % of the recommended values (30 L plot-1, corresponding to 45 kg ha-1 N). The following soil chemical properties were evaluated (layers 0.0-0.1 and 0.1-0.2 m): P, organic matter, pH, K+, Ca2+, Mg2+, cation exchange capacity, potential acidity, and base saturation. The application of this organic-mineral fertilizer does not influence the soil chemical properties. Regression analysis indicated a polynomial relationship between the application rates of organic-mineral fertilizer and the production of dry matter and crude protein of Bracharia Brizantha.<hr/>A utilização de fertilizante organomineral da indústria produtora dos aminoácidos lisina e treonina pode melhorar a fertilidade de solos tropicais. O presente trabalho teve como objetivo avaliar a influência de diferentes dosagens do fertilizante organomineral denominado Ajifer L-14 nos atributos químicos e no aumento de produção de forragem de um Latossolo Vermelho do noroeste paulista. O delineamento utilizado foi em blocos casualizados, com sete tratamentos e quatro repetições. Os tratamentos foram: T1- testemunha (sem aplicação de Ajifer L-14); T2- testemunha com vegetação natural; T3- adubação mineral de acordo com a necessidade da cultura e a análise do solo (usando 1,35 kg de ureia, 2,20 kg de superfosfato simples e 0,51 kg de KCl por parcela, o que corresponde a 60 kg de N, 40 kg de P2O5 e 30 kg ha-1 de K2O, respectivamente); T4- adubação com Ajifer L-14 de acordo com a recomendação da análise química do solo (40 L parcela-1, o que corresponde a 60 kg ha-1 N); T5- adubação com Ajifer L-14 em dosagem 50 % acima da recomendação (60 L parcela-1, o que corresponde a 90 kg ha-1 N; T6- adubação com Ajifer L-14 em dosagem 50 % abaixo da recomendação (20 L parcela-1, o que corresponde a 30 kg ha-1 N); T7- adubação com Ajifer L-14 em dosagem 25 % acima da recomendação (50 L parcela-1, o que corresponde a 75 kg ha-1 N); e T8- adubação com Ajifer L-14 em dosagem 25 % abaixo da recomendação (30 L parcela-1, o que corresponde a 45 kg ha-1 N). Nas profundidades de 0,0-0,1 e 0,1-0,2 m, avaliaram-se os seguintes atributos químicos do solo:, teor de matéria orgânica (MO), pH, K+, Ca2+, Mg2+, capacidade de troca catiônica (CTC), acidez potencial e saturação por bases. A aplicação do fertilizante organomineral não influenciou os atributos químicos do solo. Na análise de regressão, houve relação polinomial entre as doses de aplicação do fertilizante organomineral e a produção de massa seca e proteína bruta de Bracharia brizantha. <![CDATA[<b>Potential of grasses and rhizosphere bacteria for bioremediation of diesel-contaminated soils</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832011000600038&lng=en&nrm=iso&tlng=en The techniques available for the remediation of environmental accidents involving petroleum hydrocarbons are generally high-cost solutions. A cheaper, practical and ecologically relevant alternative is the association of plants with microorganisms that contribute to the degradation and removal of hydrocarbons from the soil. The growth of three tropical grass species (Brachiaria brizantha, Brachiaria decumbens and Paspalum notatum) and the survival of root-associated bacterial communities was evaluated at different diesel oil concentrations. Seeds of three grass species were germinated in greenhouse and at different doses of diesel (0, 2.5, 5 and 10 g kg-1 soil). Plants were grown for 10 weeks with periodic assessment of germination, growth (fresh and dry weight), height, and number of bacteria in the soil (pots with or without plants). Growth and biomass of B. decumbens and P. notatum declined significantly when planted in diesel-oil contaminated soils. The presence of diesel fuel did not affect the growth of B. brizantha, which was highly tolerant to this pollutant. Bacterial growth was significant (p < 0.05) and the increase was directly proportional to the diesel dose. Bacteria growth in diesel-contaminated soils was stimulated up to 5-fold by the presence of grasses, demonstrating the positive interactions between rhizosphere and hydrocarbon-degrading bacteria in the remediation of diesel-contaminated soils.<hr/>Os processos de remediação de acidentes ambientais causados por hidrocarbonetos de petróleo geralmente envolvem soluções de alto custo. Uma solução alternativa, de baixo custo e com relevância prática e ecológica é a associação de plantas e microrganismos, os quais contribuem para a degradação e remoção de hidrocarbonetos no solo. O crescimento de três espécies de gramíneas (Brachiaria brizantha, Brachiaria decumbens e Paspalum notatum) e a sobrevivência de comunidades bacterianas associadas à zona de raízes foram avaliados sob diferentes concentrações de óleo diesel. Sementes das três espécies de gramíneas foram germinadas em casa de vegetação e em diferentes doses de diesel: 0; 2,5; 5; e 10 g kg-1 solo. As plantas foram cultivadas por 10 semanas, com avaliação periódica de germinação, crescimento (peso do material fresco e seco), altura e número de bactérias no solo (vasos com plantas ou sem plantas). Houve diminuição significativa do crescimento e da biomassa de B. decumbens e P. notatum quando cultivadas em solos contaminados por óleo diesel. A presença do óleo não comprometeu o crescimento de B. brizantha, a qual apresentou elevada tolerância ao poluente. O crescimento de bactérias foi significativo (p < 0,05), sendo o aumento diretamente proporcional às doses de diesel. A presença das gramíneas em solos com diesel propiciou o crescimento de bactérias no solo em até cinco vezes, evidenciando as interações positivas entre a rizosfera e as bactérias degradadoras de hidrocarbonetos na remediação de solos contaminados com diesel.