Scielo RSS <![CDATA[Revista Brasileira de Fruticultura]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0100-294520160004&lang=en vol. 38 num. 4 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[STIGMATIC RECEPTIVITY AND POLLEN VIABILITY OF <em>Theobroma subincanum</em> Mart.:FRUIT SPECIES FROM THE AMAZON REGION]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452016000400201&lng=en&nrm=iso&tlng=en ABSTRACT Theobroma subincanum (cupuí) is a fruit species native to the Amazon region. Fruits are enjoyed by local people and consumed both as fresh fruit such as juice, nectar or soft drinks. Reproductive biology studies provide contributions to conservation strategies and plant improvement. The present study aimed to analyze the stigmatic receptivity and pollen viability of T. subincanum. This study was developed in a forest fragment located in the urban perimeter of the municipality of Alta Floresta, MT. In the flowering period, flower buds or flowers were collected in seven different times, as follows: 10 pm, 02 am, 06 am, 10 am, 2 pm, 6 pm, and 10 pm. Pollen viability was estimated by reactive Alexander (1969) and stigmatic receptivity using 3% hydrogen peroxide. Pollen viability averages were submitted to analysis of variance, while stigmatic receptivity was analyzed by average percentage in each interval. Four floral stages were characterized based on flower opening, and from 6 am, fully opened flowers have already been found (stage IV). The percentage of pollen viability was not affected by collection times. In the stigmatic receptivity analysis, it was observed that in all floral stages, stigma was receptive; however, the highest percentages of stigmatic receptivity were found from 2 am to 10 am of the same day, which is the most propitious time for fertilization. Pollen collection of T. subincanum may be performed in any of schedules evaluated in this study, since it is held with high viability percentage.<hr/>RESUMO Theobroma subincanum (cupuí) é espécie frutífera nativa da Amazônia, cujos frutos são apreciados pela população local, para consumo tanto in natura, como na forma de suco, néctar ou refresco. Estudos sobre a biologia reprodutiva podem fornecer informações e estratégias para a conservação dos frutos e melhoramento vegetal da espécie. O presente estudo objetivou analisar a receptividade de estigmas e a viabilidade polínica de T. subincanum em diferentes horários durante a antese. O estudo foi desenvolvido em um fragmento florestal localizado no perímetro urbano do município de Alta Floresta, MT. No período de florescimento da espécie foram coletados botões florais ou flores em sete horários diferentes: 22h; 02h; 06h; 10h; 14h; 18h e às 22h. A viabilidade polínica foi estimada com o reativo de Alexander (1969) e a receptividade estigmática com o uso do peróxido de hidrogênio a 3%. As médias de viabilidade polínica foram submetidas à análise de variância, enquanto que a receptividade estigmática foi analisada pelo percentual médio em cada intervalo. Foram caracterizados quatro estádios florais com base na abertura floral, sendo que a partir das 6h da manhã já foram encontradas flores totalmente abertas (estádio IV). A percentagem de viabilidade polínica não foi afetada pelos horários de coleta. Na análise da receptividade estigmática foi observado que, em todos os estádios florais, o estigma encontrava-se receptivo, entretanto, os maiores percentuais de receptividade foram encontrados entre as 2h e às 10h do mesmo dia, sendo estes os horários mais propícios para a fertilização. A coleta do pólen em T. subincanum pode ser realizada em qualquer um dos horários avaliados neste estudo, visto que o mesmo se mantem com um alto percentual de viabilidade. <![CDATA[CHEMICAL AND PHYSICAL CHARACTERISTICS OF ‘IMPROVED SUNRISE SOLO LINE 72-12’ PAPAYA FRUITS SUBMITTED TO DIFFERENT MECHANICAL DAMAGE]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452016000400301&lng=en&nrm=iso&tlng=en ABSTRACT This study aimed to evaluate some changes in the metabolism of papaya fruits submitted to damage by impact, abrasion and compression. Injuries were caused in two areas of 15 cm2 each; in diametrically opposite positions in the equatorial region of ‘Improved Sunrise Solo Line 72/12’ papaya fruits in ripening stage 3 (fruits with 25-40% of yellow skin). After damage, fruits were stored at 15 ± 1 °C and 85 ± 5% RH, and samples were taken at intervals of two days to evaluate skin color index, incidence of diseases, loss of fresh weight, leak of solutes, pulp firmness, soluble solids content and pectinmethylesterase and polygalacturonase activities. The respiratory rate was measured at intervals of 4, 8, 12, 24, 48 and 72 hours after damage. The results show the suppressive effects of mechanical damage on the final quality and also on fruit shelf life. Mechanically damaged fruits anticipated ripening, with skin color indexes higher than control fruits. Abrasion was the damage that caused more dramatic effects, showing, at the end of the study period, loss of fresh weight and leak of solutes of 27% and 18.7%, respectively, higher than control fruits. In addition, fruits submitted to this type of damage have higher respiratory rate and also higher rot incidence. The pectinmethylesterase and polygalacturonase activity was not consistently changed in relation to damage. Similarly, there was no difference in soluble solids content.<hr/>RESUMO Objetivou-se avaliar algumas alterações no metabolismo dos frutos do mamoeiro submetidos aos danos de impacto, abrasão e compressão. Os danos foram provocados em duas áreas de 15 cm2 cada, em posições diametralmente opostas, na região equatorial de mamões ‘Improved Sunrise Solo Line 72/12’ no estádio 3 de amadurecimento (frutos com 25 a 40% da área superficial da casca amarela). Após os danos, os frutos foram armazenados a 15 ± 1 ºC e 85 ± 5% de UR, sendo as amostragens feitas em intervalos de dois dias para avaliação de índice de cor da casca, incidência de podridões, perda de massa fresca, vazamento de solutos, firmeza da polpa, teor de sólidos solúveis e atividade das enzimas pectinametilesterase e poligalacturonase. A taxa respiratória foi avaliada nos intervalos de 4, 8, 12, 24, 48 e 72 horas após os danos. Os resultados evidenciaram os efeitos depreciativos dos danos mecânicos na qualidade final e também no tempo de vida de prateleira dos mamões. Os frutos mecanicamente danificados anteciparam o amadurecimento, apresentando índices de cor da casca maiores do que os dos frutos controle. O dano por abrasão foi o que provocou efeitos mais drásticos, por apresentar, no final do período avaliado, perda de massa média e vazamento de solutos 27% e 18,7%, respectivamente, maiores do que nos frutos controle. Além disso, os frutos submetidos a esse dano apresentaram uma maior taxa respiratória e também maior incidência de podridões. A atividade das enzimas pectinametilesterase e poligalacturonase não foi alterada de forma consistente em função dos danos. Da mesma forma, não se observou diferenças no teor de sólidos solúveis. <![CDATA[POSTHARVEST OF IRRADIATED TAHITI LIME FRUITS]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452016000400302&lng=en&nrm=iso&tlng=en ABSTRACT This study aimed to evaluate the postharvest quality evolution of gamma-irradiated ‘Tahiti’ limes. Shiny, olivegreen fruits with coarse skin (56 cm equatorial diameter) harvested in commercial orchars and processed in commercial packing house line were used. In a preliminary assay, fruits harvested in April 2011 were exposed to a gamma radiation range from 0 to 750 Gy. The 250 and 750 Gy doses negatively affected skin quality and pulp of exposed fruits. For this reason, new assays were carried out using lower doses to irradiate fruits harvested in July 2011 (off-season) and January 2012 (regular harvest period). Fruit harvested in both periods were selected and exposed to radiation doses of 0, 50, 100, 150, and 200 Gy. All irradiations occurred at a rate of 0.46 Gy/h. After fruit irradiation, physical and chemical analyses were performed along a 20-day storage period at room temperature (24 ± 1ºC and 80 ± 5% RH). Irradiation of fruits harvested in July 2011 and January 2012 and treated with doses of up to 200 Gy did not affect the ascorbic acid content, but doses &gt; 100 Gy caused skin yellowing of fruits harvested on both periods. Gamma radiation at doses = 50 Gy reduced the total soluble solids content in off-season fruits. Exposure of fruits harvested in the main harvest period to radiation doses = 150 Gy increased weight loss. Irradiation of ‘Tahiti’ limes at doses between 50 Gy and 700 Gy did not preserve postharvest quality during storage at room temperature.<hr/>RESUMO O presente trabalho objetivou avaliar a qualidade pós-colheita de frutos de lima ácida ‘Tahiti’ irradiados. Frutos colhidos de pomares comerciais com casca rugosa, de cor verde oliva brilhante e diâmetro equatorial médio de 56 mm foram beneficiados em casa de embalagem comercial. Em ensaio preliminar foram irradiados frutos colhidos em abril de 2011 com doses de irradiação entre 0 e 750 Gy. As doses de 250 a 750 Gy afetaram negativamente a qualidade interna e externa dos frutos. Consequentemente foram realizadas novas avaliações com doses menores de radiação para frutos colhidos em julho de 2011 (entressafra) e janeiro de 2012 (safra). Em ambas as datas, os frutos foram selecionados e submetidos às doses de 0, 50, 100, 150 e 200 Gy. Em todas as datas, foi usada taxa de irradiação de 0,46 Gy/hora. Após a irradiação, os frutos foram submetidos a análises físicas e químicas durante 20 dias de armazenamento em temperatura ambiente (24±1ºC e 80±5% UR). Para os frutos colhidos em julho de 2011 e janeiro de 2012 a irradiação em dosagens de até 200 Gy não afetou o teor de ácido ascórbico, porém exposição a doses &gt; 100 Gy causou amarelecimento da casca nos frutos de ambas as colheitas. A irradiação em dose = 50 Gy reduziu o teor de sólidos solúveis dos frutos colhidos na entressafra. Nos frutos da safra, a exposição a doses = 150 Gy aumentou a perda de massa. A irradiação de frutos de lima ácida ‘Tahiti’ com doses de 50 a 750 Gy não conservou os atributos de qualidade durante o armazenamento em temperatura ambiente. <![CDATA[ETHYLENE APPLICATION AFTER COLD STORAGE IMPROVES SKIN COLOR OF ‘VALENCIA’ ORANGES]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452016000400303&lng=en&nrm=iso&tlng=en ABSTRACT Degreening is a postharvest technique that consists of applying ethylene to oranges fresh fruits to improve skin color. In Brazil, this technique is still not widely applied due to a lack of specific research, resulting in poor fruit coloration, which limits the oranges’ exportation. The objective of this study was to investigate the de-greening effect of ethylene application after cold storage in ‘Valencia’ oranges. The ethylene treatments (0; 5 and 10 µL L-1 for 96 h at 22°C) were applied after storage for 30 days at 5°C. After ethylene application, the fruit were stored for three days at 22°C to simulate a shelf life. The skin color rate enhanced after ethylene treatment due to increased chlorophyllase activity. The content of carotenoids did not change, nor did the soluble solids, titratable acidity, ratio, percentage of juice and ascorbic acid content. The levels of acetaldehyde and ethanol in the juice were also assessed, and unpleasant odors or flavors did not occur despite a small increase in the acetaldehyde content. Therefore, the ethylene application after cold storage is efficient to improve the skin color of ‘Valencia’ orange without changing the internal quality.<hr/>RESUMO O desverdecimento é uma técnica pós-colheita que consiste na aplicação de etileno em frutos de laranjeira para melhorar sua coloração externa. No Brasil, essa técnica ainda não é extensivamente aplicada, devido à falta de pesquisas específicas, resultando em má coloração de frutas, a qual limita a exportação. O objetivo deste trabalho é analisar os efeitos da aplicação do etileno após o armazenamento refrigerado de laranja ‘Valência’, como forma de melhorar a coloração externa da fruta. O etileno (0; 5 e 10 µL L-1 durante 96 h a 22°C) foi aplicado após 30 dias de armazenamento da fruta a 5°C. Após a aplicação do etileno, as frutas foram armazenadas a 22oC durante três dias, para simular um período de vida útil. O índice de coloração de casca aumentou após o tratamento com etileno, devido ao aumento na atividade da clorofilase. O conteúdo de carotenoides não sofreu alteração em função dos tratamentos. Também não houve alteração significativa nos sólidos solúveis, acidez titulável, ratio, percentagem de suco, teor de ácido ascórbico e de etanol. Os teores de acetaldeído tiveram pequena elevação após os tratamentos com etileno, mas não causaram odor desagradável. A aplicação do etileno após o armazenamento refrigerado de laranja ‘Valência’ é eficiente para a melhoria na cor da casca, sem alteração significativa na qualidade interna da fruta. <![CDATA[POSTHARVEST QUALITY OF FEIJOA FLOWERS TREATED WITH DIFFERENT PRESERVATIVE SOLUTIONS AND 1-METHYLCYCLOPROPENE]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452016000400304&lng=en&nrm=iso&tlng=en ABSTRACT This study was carried out to assess the postharvest quality preservation of feijoa(Acca sellowiana Berg) flowers in response to treatments with different preservative solutions and 1-methylcyclopropene (1-MCP). Recently opened feijoa flowers were harvested in the morning (between 8h and 10h) and immediately after pulsed with preservative solutions of salicylic acid, ascorbic acid and sucrose, all at doses of 0 (control), 2, 5 or 10%, and treated with 1-MCP at doses of 0 (control), 250, 500 or 1,000 nL L-1. Each trial with preservative solutions or 1-MCP treatment was a distinct experiment conducted in a completely randomized design with four replicates, each replicate with four flowers. After the treatment, the flowers were stored for 12 days at 10±1 oC and 85±5% RH. At every two-days intervals the flower petals were visually evaluated for wilting and darkening according to a hedonic scale varying from 1 (less intense) to 5 (more intense). Petal color was ranked from 1 (intense pink) to 5 (white). The 1-MCP at 500 nL L-1 and the salicylic acid (regardless of the dose) delayed the changes of petal color for up to eight and six days of storage, respectively. Flowers treated with salicylic acid, 1-MCP or ascorbic acid had a more substantial delay in petal wilting. Flowers treated with salicylic acid had wilting rank of 2 after six days of storage when treated with doses of 5% or 10%, and after eight days when treated with the dose of 2%, while flowers treated with 1-MCP at 500 and 1,000 nL L-1 and ascorbic acid at 2% and 5% had wilting rank of 2 after four days of storage. The most substantial delay of petal darkening (until the fourth day of storage) was achieved with 1-MCP at 500 nL L-1.<hr/>RESUMO O objetivo deste trabalho foi avaliar a manutenção da qualidade pós-colheita de flores de goiabeira-serrana (Acca sellowiana Berg), em resposta ao tratamentocom soluções conservantes e 1-metilciclopropeno (1-MCP). As flores recém-abertas de goiabeira-serrana foram colhidas no início da manhã (entre 8 e 10 h) e submetidas a “pulsing” com soluções conservantes de ácido salicílico, ácido ascórbico e sacarose, todas nas doses de 0 (testemunha), 2, 5 e 10%, e aplicação de 1-MCP nas doses de 0 (testemunha), 250; 500 e 1.000 nL L-1. Cada ensaio com solução conservante ou de tratamento com 1-MCP consistiu em experimento distinto, segundo delineamento experimental inteiramente casualizado, com quatro repetições, cada repetição com quatro flores. Após o tratamento, as flores foram armazenadas durante 12 dias a 10±1 oC e 85±5% UR, e as pétalas avaliadas visualmente, em intervalos de dois dias, quanto a murcha e escurecimento, em uma escala de 1 (pouco acentuado) a 5 (muito acentuado), e de cor, numa escala de 1 (rosa intenso) a 5 (branco). O 1-MCP na dose de 500 nL L-1 e o ácido salicílico, independentemente da dose, prolongaram a manutenção da cor das pétalas por oito e seis dias de armazenamento, respectivamente. A murcha das pétalas também foi menor nos tratamentos com ácido salicílico, 1-MCP ou ácido ascórbico; flores tratadas com ácido salicílico passaram para 2 na escala evolutiva, no sexto dia nas doses de 5 e 10%, e no oitavo dia na dose de 2%; enquanto em flores tratadas com 1-MCP nas doses de 500 e 1.000 nL L-1 e ácido ascórbico nas doses de 2 e 5%, isto ocorreu no quarto dia de armazenamento. O maior retardo no escurecimento das pétalas (até o quarto dia de armazenamento) foi obtido com 500 nL L-1 de 1-MCP. <![CDATA[SPATIAL DISTRIBUTION AND SEQUENTIAL SAMPLING OF <em>Brevipalpus phoenicis</em> IN CITRUS]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452016000400401&lng=en&nrm=iso&tlng=en ABSTRACT Among the pests of citrus, one of the most important is the red and black flat mite Brevipalpus phoenicis (Geijskes), which transmits the Citrus leprosis virus C (CiLV-C).When a rational pest control plan is adopted, it is important to determine the correct timing for carrying out the control plan. Making this decision demands constant follow-up of the culture through periodic sampling where knowledge about the spatial distribution of the pest is a fundamental part to improve sampling and control decisions. The objective of this work was to study the spatial distribution pattern and build a sequential sampling plan for the pest. The data used were gathered from two blocks of Valencia sweet orange on a farm in São Paulo State, Brazil, by 40 inspectors trained for the data collection. The following aggregation indices were calculated: variance/ mean ratio, Morisita index, Green’s coefficient, and k parameter of the negative binomial distribution. The data were tested for fit with Poisson and negative binomial distributions using the chi-square goodness of fit test. The sequential sampling was developed using Wald’s Sequential Probability Ratio Test and validated through simulations. We concluded that the spatial distribution of B. phoenicis is aggregated, its behavior best fitted to the negative binomial distribution and we built and validated a sequential sampling plan for control decision-making.<hr/>RESUMO Dentre as pragas dos citros, uma das mais importantes é o ácaro da leprose Brevipalpus phoenicis (Geijskes), que transmite o vírus da leprose dos citros (CiLV-C). Quando um plano racional de controle de pragas é adotado, é importante se determinar o tempo correto para se dar início ao plano de controle. Para tanto, é necessário acompanhamento constante da cultura através de amostragens periódicas, onde o conhecimento do comportamento espacial da praga é fundamental. O objetivo deste trabalho foi estudar o padrão de distribuição espacial e desenvolver um plano de amostragem sequencial para a praga. Os dados utilizados foram coletados em dois talhões de laranja Valência em uma fazenda no estado de São Paulo, Brasil, por 40 inspetores treinados para a atividade. Foram calculados os seguintes índices de agregação: variância/média, índice de Morisita, coeficiente de Green e parâmetro k da distribuição binomial negativa. Foi testado o ajuste dos dados às distribuições de Poisson e binomial negativa utilizando o teste de quiquadrado de aderência. O plano de amostragem foi desenvolvido utilizando o Teste Sequencial da Razão de Verossimilhança de Wald e validado através de simulações. Foi concluído que a distribuição espacial de B. phoenicis é agregada, seu comportamento espacial pode ser explicado e previsto através da distribuição binomial negativa e foi construído e validado um plano de amostragem sequencial para a tomada de decisão sobre seu controle. <![CDATA[PRUNING TIME IN TWO PRODUCTION SYSTEMS IN THE GUAVA TREE BACTERIAL BLIGHT CONTROL]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452016000400402&lng=en&nrm=iso&tlng=en ABSTRACT In this work, two cultural production systems were compared [conventional (CO) and organic (OR)], and its effects in the guava trees (Psidium guajava) bacterial blight (Erwinia psidii) control. The experimental design was in radomized blocks, in split-split-plot arrangement, where it was measured the bacterial disease and the fruits production on the 2005/06, 2006/07 and 2007/08 harvests. Four pruning seasons effects were evaluated on the harvests (September, December, March and June) in both production systems. Such systems were constituted of: OR – treatment with bioactive compound (BC), liquid BC and dead coverage, and; CO – chemical fertilization, fungicide and herbicide. In 2007/08, the area under the disease progress curve (AUDPC) of all the treatments in the OR system was lower (~54-107) than the CO one(~233-298). In the 2007/08 harvest the number of fruits for each plant for all the OR treatments was higher (~146-204) than the CO ones (~57-103). In all the harvests, considering all the treatments within each system, there was a significantly lower AUDPC (~93-184) and higher fruits production (~158-188) in the OR one than the CO one (AUDPC: ~208-476; fruits ~18-104). The pruning induced a higher AUDPC and lower fruits production in both production sytems.<hr/>RESUMO Foram comparados dois sistemas de produção cultural (orgânico = OR; convencional = CO) e seus efeitos no controle da seca dos ponteiros (Erwinia psidii) da goiabeira (Psidium guajava). O delineamento experimental foi o de blocos casualizados, em arranjo de parcelas subsubdivididas, onde foram mensuradas a bacteriose e a produção de frutos nas safras de 2005/2006, 2006/207 e 2007/2008. Nas safras, foram avaliados os efeitos das quatro épocas de poda (setembro, dezembro, março e junho) em ambos os sistemas de produção. Tais sistemas constituíram-se de: OR - tratamentos com composto bioativo (CB), CB líquido e cobertura morta; e CO - adubação química, fungicida e herbicida. Em 2007/2008, a Área Abaixo da Curva de Progresso da Doença (AACPD) de todos os tratamentos no sistema OR foi menor (~54-107) que em CO (~233-298). Na safra de 2007/2008 o número de frutos por planta para todos os tratamentos em OR foi maior (~146-204) do que aqueles em CO (~57-103). Em todas as safras, considerando todos os tratamentos dentro de cada sistema, houve significativamente menor AACPD (~93-184) e maior produção de frutos (~158-188) em OR do que em CO (AACPD: ~208-476; frutos: ~81-104). Poda induziu maior AACPD e menor produção de frutos em ambos os sistemas de produção. <![CDATA[C/N RATIO AND NUTRIENT CONTENT IN PEACH BARK RELATED TO PEACH TREE SHORT LIFE]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452016000400403&lng=en&nrm=iso&tlng=en ABSTRACT Peach Tree Short Life (PTSL) is a syndrome characterized by a plant collapse at the end of dormancy, which causes include several biotic and abiotic components. The aim of this study was to assess the C/N ratio and bark nutrients in symptomatic and asymptomatic short-life peach trees. Live tissue portions were removed from the bark of the main scaffolds of symptomatic and asymptomatic adjacent trees in nine commercial peach orchards located in Pelotas and Canguçu, state of Rio Grande do Sul, Brazil. In laboratory, carbon (C), nitrogen (N), phosphorus (P), potassium (K), calcium(Ca), magnesium (Mg), iron (Fe), manganese (Mn), zinc (Zn), copper (Cu), boron (B) contents and C/N ratio were determined. The main component analysis of the study variables did not allow the formation of different groups between symptomatic and asymptomatic short-life peach trees. Peach trees with visible PTSL symptoms had higher N, P and K contents and lower C/N ratio in the bark of the main scaffolds in the early sprouting season.<hr/>RESUMO A morte precoce do pessegueiro é uma síndrome caracterizada por um colapso das plantas no final do período de dormência, cujas causas envolvem diversos fatores bióticos e abióticos. No presente trabalho, objetivou-se avaliar a associação da morte precoce com a relação carbono/nitrogênio (C/N) e os teores de nutrientes presentes na casca das plantas. Porções de tecido vivo foram removidas da casca das pernadas principais das plantas sintomáticas e nas respectivas plantas adjacentes assintomáticas, em nove pomares comerciais localizados nos municípios de Pelotas e Canguçu, no Rio Grande do Sul. Em laboratório, foram determinados os teores de carbono (C), nitrogênio (N), fósforo (P), potássio (K), cálcio (Ca), magnésio (Mg), ferro (Fe), manganês (Mn), zinco (Zn), cobre (Cu), boro (B) e a relação C/N. Conclui-se que a análise de componentes principais das variáveis estudadas não possibilitou a formação de grupos distintos entre plantas sintomáticas e assintomáticas de morte precoce do pessegueiro. Pessegueiros com sintomas visíveis de morte precoce apresentam maiores níveis de N, P e K, e menor relação C/N na casca das pernadas principais, no período de início de brotação. <![CDATA[MANAGEMENT OF ROOT ROT IN AVOCADO TREES]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452016000400404&lng=en&nrm=iso&tlng=en ABSTRACT Root rot (Phytophthora cinnamomi Rands) is one of the most restrictive factors to avocado growing in main producing regions worldwide. In Brazil, scientific reports on the effectiveness of control methods are scarce. The objective of this study was to evaluate the efficiency of gypsum applications and dolomitic limestone to the soil and potassium phosphite sprays in controlling this disease in ‘Hass’ avocado, grown without irrigation. The application of dolomitic limestone or gypsum alone is not effective to recover plants affected by root rot. The application of potassium phosphite, combined or not with dolomitic lime or gypsum enables the partial recovery ‘Hass’ avocado plants affected by the disease.<hr/>RESUMO A podridão radicular (Phytophthora cinnamomi Rands) é um dos fatores mais restritivos ao cultivo do abacateiro nas principais regiões produtoras do mundo. No Brasil, relatos científicos sobre a eficiência de métodos de controle são escassos. O objetivo deste trabalho foi avaliar a eficiência de aplicações de gesso e calcário dolomítico ao solo e pulverizações de fosfito de potássio no controle desta doença em abacateiros ‘Hass’, cultivados sem irrigação. A aplicação de calcário dolomítico ou gesso de forma isolada não é eficaz na recuperação de plantas afetadas pela podridão radicular. Pulverizações foliares de fosfito de potássio, combinadas ou não com calcário dolomítico ou gesso ao solo, possibilitam a recuperação parcial de plantas de abacateiro ‘Hass’ afetadas pela doença. <![CDATA[CARBOHYDRATE CONTENT AND DEVELOPMENT OF STRAWBERRY TRANSPLANTS FROM RIO GRANDE DO SUL AND IMPORTED]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452016000400701&lng=en&nrm=iso&tlng=en ABSTRACT Obtaining high yields in strawberry crop requires the use of transplants with high sanitary and physiological quality. Thus, the present study aimed to evaluate the effect of the origin of strawberry transplants on quality, carbohydrate content and subsequent development and field production. Treatments covered four transplant origins: Argentina, Chile, Chuí (Rio Grande do Sul, Brazil) and São Francisco de Paula (Rio Grande do Sul, Brazil) and two cultivars (Camarosa and Camino Real) in experimental design of randomized blocks with four replicates, conducted between April and December 2010. Carbohydrate content in crown and roots was evaluated, as well as the growth and development of transplants and plant yield. Regardless of cultivar and origin of transplants, crown diameter values exceeding 8 mm were considered the minimum standard internationally established. Transplants propagated in Chui showed 100% mortality 20 days after planting, while losses were not recorded in Argentina and Chile transplants. Camarosa transplants from Chile showed the highest content of total soluble sugars in reserve organs, while higher starch content was obtained in Argentinean transplants. The high carbohydrate content in reserve organs in Argentina and Chile transplants led to greater fruit production.<hr/>RESUMO A obtenção de elevadas produções na cultura do morangueiro é dependente da utilização de mudas com elevada qualidade sanitária e fisiológica. Assim, o presente estudo teve como objetivo avaliar a influência do local de origem das mudas de morangueiro, na qualidade, conteúdo de carboidratos e posterior desenvolvimento e produção a campo. Os tratamentos abrangeram quatro origens das mudas: Argentina, Chile, Chuí (Rio Grande do Sul, Brasil) e São Francisco de Paula (Rio Grande do Sul, Brasil) e duas cultivares (Camarosa e Camino Real), em delineamento experimental de blocos ao acaso, com quatro repetições, conduzido no período entre abril e dezembro de 2010. Avaliaram-se o conteúdo de carboidratos na coroa e nas raízes, o crescimento e o desenvolvimento das mudas e a produção das plantas. Independentemente da cultivar e da origem da muda, os valores de diâmetro da coroa foram superiores a 8 mm, considerado o padrão mínimo estabelecido internacionalmente. Mudas propagadas no Chuí apresentaram 100% de mortalidade aos 20 dias após o plantio, enquanto não foram registradas perdas nas argentinas e chilenas. Mudas de ‘Camarosa’, provenientes do Chile, apresentaram maior conteúdo de açúcares solúveis totais nos órgãos de reserva, enquanto maior teor de amido foi obtido em mudas argentinas. O maior conteúdo de carboidratos nos órgãos de reserva, em mudas argentinas e chilenas, reverteu em maior produção de frutas. <![CDATA[PERFORMANCE OF ‘TUXPAN VALENCIA’ SWEET ORANGE GRAFTED ONTO 14 ROOTSTOCKS IN NORTHERN BAHIA, BRAZIL]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452016000400702&lng=en&nrm=iso&tlng=en ABSTRACT In the State of Bahia, Brazil, the citrus industry is located on the north coast with the prevalence of the combination ‘Pera’ sweet orange on ‘Rangpur’ lime. Scion-rootstock diversification may contribute to the increase of yield and the extension of harvest season, as long as to decrease the risk associated to abiotic and biotic stresses. Therefore, the performance of ‘Tuxpan Valencia’ sweet orange grafted onto 14 rootstocks was evaluated in Rio Real – BA. Planting was performed in 2006 under rainfed cultivation on cohesive ultisol and tree spacing of 6.0 m x 4.0 m. Tree size, yield and fruit quality were evaluated in the period of 2010-2014, in addition to tree survival at nine years old and drought tolerance in the field based on leaf wilting. In the evaluated conditions, ‘Sunki Tropical’ and ‘Sunki Maravilha’ mandarins led to the highest scion canopy volume. The highest accumulated yield in five harvests was recorded on ‘Santa Cruz Rangpur’ lime, ‘Volkamer’ lemon, ‘Riverside’ and ‘Indio’ citrandarins, ‘Sunki Tropical’ mandarin and the hybrid TSKC x (LCR x TR) – 001. ‘Riverside’ and TSKFL x CTSW – 049 induced higher yield efficiency on the canopy. The rootstocks did not influence the tree survival nine years after planting except for lower survival of TSKFL x CTSW – 049. Drought tolerance was not affected either. Regarding to the fruit quality of ‘Tuxpan Valencia’, the rootstocks influenced the juice content, soluble solids and technological index with the citrandarins, ‘Santa Cruz Rangpur’ lime, ‘Volkamer’ lemon and ‘Sunki Tropical’ mandarin presenting higher performance in general.<hr/>RESUMO No Estado da Bahia, a citricultura concentra-se no litoral norte, com cultivo majoritário da combinação laranjeira ‘Pera’ sobre limoeiro ‘Cravo’. A diversificação de combinações copa e porta-enxerto pode contribuir para a ampliação da produtividade e para a extensão do período de safra na região, bem como reduzir o risco de impactos relativos a estresses abióticos e bióticos. Este trabalho avaliou o desempenho de laranjeira ‘Valência Tuxpan’ sobre 14 porta-enxertos em Rio Real – BA. O plantio foi de sequeiro, em 2006, em Argissolo Amarelo coeso, com espaçamento de 6,0 m x 4,0 m. Avaliaram-se crescimento de planta, produção e atributos físicos e físico-químicos de frutos em 2010-2014, além da sobrevivência até nove anos e a tolerância à seca, com base no enrolamento foliar. Nas condições estudadas, as tangerineiras ‘Sunki Tropical’ e ‘Sunki Maravilha’ induziram maior volume de copa. As maiores produções acumuladas foram observadas sobre limoeiros ‘Cravo Santa Cruz’ e ‘Volkameriano’, citrandarineiros ‘Riverside’ e ‘Indio’, tangerineira ‘Sunki Tropical’ e híbrido TSKC x (LCR x TR) – 001. Citrandarineiro ‘Riverside’ e TSKFL x CTSW – 049 induziram maior eficiência produtiva. Não houve variação de sobrevivência nem de tolerância à seca entre os portas-enxertos avaliados, exceto pela menor sobrevivência de TSKFL x CTSW – 049. Em relação à qualidade dos frutos da laranjeira ‘Valência Tuxpan’, verificou-se que rendimento de suco, concentração de sólidos solúveis e índice tecnológico foram influenciados pelos porta-enxertos estudados, com citrandarineiros, limoeiros ‘Cravo Santa Cruz’ e ‘Volkameriano’ e tangerineira ‘Sunki Tropical’ apresentando maior rendimento em geral. <![CDATA[PHENOLOGICAL CHARACTERISTICS OF GENOTYPES FROM CATTLEY GUAVA AND GUAVA TREES SUBMITTED TO FRUCTIFICATION PRUNING]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452016000400703&lng=en&nrm=iso&tlng=en ABSTRACT Psidium cattleianum Sabine is a species from the Myrtaceae family that serves as an option for the native fruits cultivation, besides being considered a source of resistance to the Meloidogyne enterolobii nematode. Although cattley guava trees from this species produce flower buds in young branches, there are no reports of response to fructification pruning or phenological synchronism with the guava tree. The objective of this paper was the comparative evaluation of the genotype response of strawberry guava trees and guava cultivars to fructification pruning, thus, describing the phenology of both species under the same cultivation conditions. The experiment was conducted under an entirely randomized outline, in 7x2 factorial scheme, being evaluated seven genotypes (three from strawberry guava and four from guava trees), and with pruning performed in two seasons (May 2012 and March 2013), with three repetitions. Fructification pruning was executed by a lopping on all mature branches, from the last growth flow in the woody branch region. Were evaluated budding characteristics and fruit harvesting, as well as number of days from pruning to the observation of the phenological event. Cattley guava tree pruning stimulated fructification of all three genotypes after pruning done on May and two genotypes after the March’s pruning. There has been a sync between the guava cultivars’ flowering and both strawberry guava trees genotypes, when those were pruned on May.<hr/>RESUMO Psidium cattleianum Sabine é uma espécie da família Myrtaceae que serve como opção para o cultivo de frutas nativas, além de ser considerada fonte de resistência ao nematoide Meloidogyne enterolobii. Embora araçazeiros dessa espécie produzam botões florais em brotações jovens, não há relatos de sua resposta a podas de frutificações ou de sincronismo de sua fenologia com a da goiabeira. O objetivo deste trabalho foi a avaliação comparativa da resposta de genótipos de araçazeiros e cultivares de goiabeiras à poda de frutificação, descrevendo assim a fenologia das duas espécies sob as mesmas condições de cultivo. O experimento foi conduzido sob delineamento inteiramente casualizado, em esquema fatorial 7x2, sendo avaliados sete genótipos (três de araçazeiro e quatro de goiabeira), e podas efetuadas em duas épocas (maio de 2012 e março de 2013), com três repetições. A poda de frutificação foi executada por um desponte em todos os ramos maduros, do último fluxo de crescimento, na região lenhosa do ramo. Em oito ramos por planta, foram avaliadas as características de brotações e do pegamento de frutos, assim como o número de dias transcorridos da poda à observação do evento fenológico. A poda do araçazeiro estimulou a frutificação de todos os três genótipos após a poda efetuada em maio e de dois genótipos após a poda efetuada em março. Houve sincronia entre o florescimento das cultivares de goiabeira e de dois dos genótipos de araçazeiros, quando estes foram podados em maio. <![CDATA[IRRIGATION DEPTHS AND YIELD RESPONSE FACTOR IN THE PRODUCTIVE PHASE OF YELLOW MELON]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452016000400704&lng=en&nrm=iso&tlng=en ABSTRACT Local knowledge about irrigation management in yellow melon can promote higher precision to water supply for irrigation purposes, increasing productivity and reducing production costs. The aim of this study was to evaluate the effects of different irrigation depths for yellow melon production and on yield response factor to water (Ky) in the productive phase. The experiment was carried out in Fortaleza, state of Ceará, Brazil, in complete randomized blocks with six treatments, four replicates and six plants per plot. Treatments were applied from intermediate (III) to final (IV) physiological state with water depths equivalents to 25%, 50%, 75%, 100%, 125% and 150% of the crop evapotranspiration (ETc). Ky was calculated according to FAO-33 report methodology in the range from 25% to 100% ETc. The variables analyzed were number of fruits per plant, polar and equatorial diameters, fruit fresh weight, commercial yield, skin and pulp thickness, and soluble solids. Treatments influenced the number of fruits per plant, equatorial diameter, fruit fresh weight, commercial yield, and soluble solids. The best results were reached with commercial yield equal to 32.2 Mg ha-1, 1.46 fruits per plant, equatorial diameter equal to 16.3 cm, fruit fresh weight equal to 2.3 kg and soluble solids equal to 12 ºBrix with 100.3% ETc in the productive phase. The crop was tolerant to water supply reduction on the productive phase (Ky &lt; 1) through daily irrigation with controlled water deficit.<hr/>RESUMO Informações locais sobre manejo hídrico em olerícolas podem oferecer maior precisão ao fornecimento de água pela irrigação, concorrendo para elevar a produtividade e reduzir os custos. Neste trabalho, foram avaliados os efeitos de distintos níveis de irrigação sobre a produção do melão-amarelo e sobre o fator de resposta da cultura frente à irrigação deficitária (Ky). O experimento foi conduzido em Fortaleza, Ceará, utilizando o delineamento em blocos casualizados, com seis tratamentos, quatro repetições e parcelas de seis plantas. Os tratamentos foram diferenciados nas fases fenológicas intermediária (III) e final (IV), com lâminas de água correspondentes a 25%, 50%, 75%, 100%, 125% e 150% da evapotranspiração da cultura (ETc). O Ky foi estimado pela metodologia do Boletim 33 da FAO, no intervalo de 25% a 100% da ETc. Foram analisadas as variáveis número de frutos por planta, diâmetros polar e equatorial, massa fresca do fruto, produtividade comercial, espessuras da casca e da polpa e sólidos solúveis. Os tratamentos influenciaram significativamente sobre o número de frutos por planta, o diâmetro equatorial, a massa fresca do fruto, a produtividade comercial e os sólidos solúveis. As irrigações com 100,3% da ETc na fase produtiva do meloeiro maximizaram a produtividade comercial, estimada em 32,2 Mg ha-1 e proporcionaram 1,46 fruto por planta com diâmetro equatorial de 16,3 cm, massa fresca de 2,3 kg e sólidos solúveis de 12 ºBrix. A cultura mostrou-se tolerante à redução do suprimento de água na fase produtiva (Ky &lt; 1) com a adoção, da irrigação diária com déficit hídrico controlado. <![CDATA[METAMITRON REPLACING CARBARYL IN POST BLOOM THINNING OF APPLE TREES]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452016000400705&lng=en&nrm=iso&tlng=en ABSTRACT Carbaryl or the mixture of carbaryl with NAA (naphthalene acetic acid) or BA (benzyladenine) are the post-bloom chemical thinners most widely used in apple thinning in Brazil. The marketing restriction of carbaryl demands new options of apple post-bloom thinners, requiring the evaluation of others compounds for this purpose. Metamitron is one of the substances that may be used in chemical thinning of apples. Metamitron was evaluated at two concentrations, alone or in mixture with BA, in ‘MaxiGala’, ‘Fuji Suprema’ and ‘Fred Hough’ apple cultivars. Applications of metamitron at 384 mg L-1 and at 768 mg L-1 in a mixture with BA, ranging from 40 mg L-1 to 80 mg L-1, sprayed on fruits with diameter ranging from 5 to 25 mm were compared with the standard treatment and hand thinning. The experimental design was a randomized complete block with 4-6 repetitions of a single plant. The variables analyzed were: fruit set (%); percentage of floral clusters with 1, 2, 3, 4 or more fruits; fruit yield (kg); average fruit fresh mass (g) and percentage of dropped fruit after thinning. Metamitron alone or in combination with BA reduced production per plant and significantly increased the fresh weight of fruits in all cultivars tested. Metamitron at 800 mg L-1 resulted in excessive fruit thinning, especially in ‘MaxiGala’ cultivar. Metamitron or metamitron + BA have potential to compose the program of chemical thinning of apple trees to replace carbaryl.<hr/>RESUMO O carbaryl ou a mistura de carbaryl com ANA (ácido naftaleno acético) ou BA (Benziladenina) são os produtos mais utilizados no raleio químico da macieira no Brasil. Com o cancelamento do registro do carbaryl como raleante de pós floração são necessárias novas alternativas, sendo importante testar diferentes raleantes com esta finalidade. Dentre as substâncias passíveis de utilização no raleio da macieira insere-se o metamitron. O objetivo deste estudo foi avaliar a resposta da aplicação de metamitron no raleio das macieiras ‘Fuji Suprema’, ‘MaxiGala’ e ‘Fred Hough’. O uso de metamitron foi testado em duas concentrações, só ou em mistura de tanque com BA, e comparado com BA e BA + etefom em três cultivares de macieira: ‘Maxigala’, ‘Fuji Suprema’ e ‘Fred Hough’. Aplicações de 384 mg L-1 e 768 mg L-1 de metamitron em mistura com BA de 40 mg L-1 e 80 mg L-1 aplicado em frutos de 5 a 25mm de diâmetro foram comparadas com ‘tratamento-padrão’ e raleio manual. Foi usado o delineamento experimental em blocos ao acaso com cinco a seis repetições. As variáveis analisadas foram: frutificação efetiva (%), percentagem de cachos florais com 1, 2, 3, 4 ou mais frutos por inflorescência, produção por planta (kg), número de frutos por planta, massa média dos frutos (g) e percentagem de queda de frutos após o raleio. O metamitron só ou em combinação com BA reduziu a produção por planta e aumentou a massa média dos frutos em todas as cultivares estudadas. Metamitron a 768 mg L-1 resultou em excessivo raleio, especialmente na ‘MaxiGala’. Metamitron ou metamitron + BA tem potencial para compor o programa de raleio químico da macieira em substituição ao carbaryl. <![CDATA[AGRO-CLIMATIC ZONING TO BANANA-GROWING IN THE MESOREGION OF VALE DO RIO DOCE]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452016000400706&lng=en&nrm=iso&tlng=en ABSTRACT This study aims at identifying by zoning the mesoregion of Vale do Rio Doce edaphoclimatic aptitude for the commercial production of banana. The factors used in the agro-climatic zoning were temperature, altitude, rainfall, water deficit and soil type. Information on the thermal conditions was acquired from the INMET and also using estimates from a mathematical model. Altimetry data were acquired using digital elevation model generated from ASTER images. Rainfall data were collected from literature and from the ANA. To obtain the data of water deficit a standard water balance was calculated. Soil information was provided by Geominas Program. According to the results it was evident that banana can be grown with the use of irrigation in 28.7% of the zoned area (about 11,000 km2) emphasizing Guanhães, Mantena and Aimorés microregion. It was clear that 71.3% from the mesoregion is unsuitable to produce bananas because of the altitude and soil type. Moreover it was also clear that the mesoregion of Vale do Rio Doce has no preferential and suitable areas for the cultivation of unirrigated banana.<hr/>RESUMO O objetivo desta pesquisa foi identificar, por meio de zoneamento, a aptidão edafoclimática da mesorregião Vale do Rio Doce para a produção comercial de banana. Os fatores utilizados no zoneamento agroclimático foram temperatura, altitude, precipitação, deficiência hídrica e tipo de solo. As informações sobre as condições térmicas foram obtidas do Instituto Nacional de Meteorologia e por meio de estimativas de modelo matemático. Os dados altimétricos foram obtidos por meio do modelo digital de elevação, gerado a partir de imagens ASTER da mesorregião. Os dados de precipitação foram coletados da literatura e da Agência Nacional de Águas. Para a obtenção dos dados de deficiência hídrica foi calculado o balanço hídrico normal. As informações de solo foram adquiridas do Programa GeoMinas. A pesquisa evidenciou que a bananeira pode ser cultivada, com o uso de irrigação, em 28,7% da área zoneada (1,1 milhão de hectare), com destaque para as microrregiões de Guanhães, Mantena e Aimorés. Por outro lado, 71,3% da mesorregião é inapta para o cultivo da banana, em função da altitude e do tipo de solo. A mesorregião Vale do Rio Doce não possui áreas preferenciais e/ou aptas ao cultivo de sequeiro da banana. <![CDATA[PRODUCTIVITY, FRUIT PHYSICOCHEMICAL QUALITY AND DISTINCTIVENESS OF PASSION FRUIT POPULATIONS]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452016000400801&lng=en&nrm=iso&tlng=en ABSTRACT The productivity and physicochemical quality evaluation is important, as it identifies superior populations. However, launching products requires following the descriptors according to DHE test instructions. Thus, this study aimed to evaluate three passion fruit populations with high productivity and physicochemical quality characteristics for commercial launch. The experiment was conducted at the State University of Mato Grosso experimental area, located in the municipality of Tangará da Serra, MT. The experimental design was complete randomized block design with four replicates and ten plants per plot. The physicochemical characteristics were submitted to analysis of variance and compared by the Tukey test. For the distinctiveness test, 25 descriptors were evaluated, where quantitative data have been converted into multicategoric data to obtain the dissimilarity matrix. From the dissimilarity matrix, groups were formed using the Tocher and UPGMA methods, Livestock and Supply Department. The highest productivity and number of fruits were verified for BRS Rubi Cerrado cultivar and UNEMAT S10 population. Populations and cultivars presented physicochemical characteristics that meet the required quality for both fresh consumption and industry use. Based on the distinction test among genotype, it was observed that the descriptors were effective for population differentiation. UNEMAT S10 population has characteristics that distinguish it from other cultivars and populations evaluated, and presents high agronomic performance; therefore, it can be launched as a commercial cultivar.<hr/>RESUMO A avaliação da produtividade e da qualidade físico-química apresenta importância, pois permite identificar populações superiores. Porém, para lançar material, é necessário seguir os descritores conforme as instruções para a execução dos ensaios de DHE. Desta maneira, objetivou-se avaliar três populações de maracujazeiro-azedo que apresentem características de alta produtividade e qualidade físico-química, para lançamento comercial. O experimento foi conduzido na área experimental da Universidade do Estado de Mato Grosso, situada no município de Tangará da Serra-MT. O delineamento experimental foi o de blocos completos casualizados, com quatro repetições e dez plantas por parcela. As características físico-químicas foram submetidas à análise de variância e comparadas pelo teste de Tukey. Para avaliar a distinguibilidade, foram utilizados 25 descritores, onde os dados quantitativos foram convertidos em multicategóricos, visando a obter matriz de dissimilaridade. A partir da matriz de dissimilaridade, formaram-se grupos pelo método de Tocher e UPGMA. A maior produtividade e o maior número de frutos foram verificados na cultivar BRS Rubi do Cerrado e na população UNEMAT S10. As populações e as cultivares apresentaram características físico-químicas que atendem as qualidades exigidas tanto para o mercado in natura como para a indústria. Com base no ensaio de distinção entre genótipos, observou-se que os descritores foram eficientes para a diferenciação das populações. A população UNEMAT S10 possui características que a distinguem das demais cultivares e populações avaliadas, além de possuir alto desempenho agronômico e, portanto, de poder ser lançada como cultivar comercial. <![CDATA[INFLUENCE OF DIFFERENT TEMPERATURE LEVELS ON THE DATE OF FULL BLOOM OF PEACH VARIETIES IN SUBTROPICAL CLIMATE]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452016000400802&lng=en&nrm=iso&tlng=en ABSTRACT The dormancy dynamics of temperate fruit tree species is complex and highly variable according to genotype and environment. Due to this variability, many phenological models of cold units have not been suitable for subtropical climatic conditions in southern Brazil. The aim of this study was to evaluate the influence of air temperature on the peach dormancy in Urussanga-SC. For this purpose, the correlations between the date of full bloom of sixteen peach varieties and the total hours in which the temperatures remain in certain thermal levels were evaluated. Two groups of varieties with highly differentiated responses to temperature in various times were identified. In the first group, consisting of ten varieties, the beginning of significant influence (p&lt;0.05) of temperatures on the date of full bloom occurred as earlier, in February. In this group, temperatures between 16 and 22 °C accumulated from March to June were those that most contributed to the flowering advance. In the second group, the beginning of the significant influence of temperatures occurred later in April. In this group, the accumulated high temperatures from early April to late May anticipated the full bloom, but from May 25, temperatures below 10 °C were responsible for this advance. This behavior differs from traditional phenological models that consider a sequential cold and heat requirement in the resting phase. The results obtained indicate the possibility of an alternating or parallel influence of different temperature levels on dormancy.<hr/>RESUMO A dinâmica da dormência de espécies frutíferas de clima temperado é complexa e muito variável de acordo com o genótipo e o ambiente. Em razão desta variabilidade, muitos modelos fenológicos de unidades de frio não se têm mostrado adequados para as condições climáticas subtropicais brasileiras. Objetivou-se com o presente trabalho avaliar como a temperatura do ar influencia a dormência do pessegueiro em Urussanga- SC. Para isto, foram avaliadas as correlações entre as datas de plena floração de dezesseis variedades de pessegueiro e o total de horas em que as temperaturas permanecem em determinados níveis térmicos. Foram identificados dois grupos de variedades com respostas altamente diferenciadas às temperaturas, em diversos períodos. No primeiro grupo, constituído por dez variedades, o início da influência significativa (p&lt;0,05) das temperaturas sobre a data de plena floração ocorreu mais precocemente, em fevereiro. Neste grupo, as temperaturas entre 16 e 25 oC, acumuladas de março a junho, foram as que mais contribuíram para a antecipação da floração. No segundo grupo, o início da influência significativa das temperaturas ocorreu mais tardiamente, em abril. Neste grupo, as altas temperaturas acumuladas do início de abril ao final de maio anteciparam a plena floração, mas a partir de 20/05 foram as temperaturas abaixo de 10 oC as responsáveis por esta antecipação. Este comportamento difere dos modelos fenológicos tradicionais, que consideram uma exigência sequencial de frio e de calor nesta fase de repouso hibernal. Os resultados obtidos indicam a possibilidade de que ocorra uma influência alternada e/ou paralela de diferentes níveis térmicos sobre a dormência. <![CDATA[GENETIC DIVERGENCE AMONG <em>Passiflora cristalina</em> Vanderpl & Zappi. GENOTYPES BASED ON FLOWER AND FRUIT CHARACTERISTICS]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452016000400803&lng=en&nrm=iso&tlng=en ABSTRACT This study aimed to evaluate the genetic divergence among Passiflora cristalina genotypes and quantify the relative contribution of 30 flower and fruit characteristics, seeking to support the preservation and characterization of genetic resources of the species for preservation and use in future breeding programs. We evaluated 150 fruit and 150 flowers collected in 15 genotypes with naturally occurring in the municipality of Alta Floresta, MT. The characterization of genotypes was performed through 30 morphological characteristics of flowers and fruits, 21 of these for flower and 9 for fruit. Data were evaluated using the principal components and cluster methods obtained by UPGMA method from the similarity matrix (Euclidian mean distance), using the Genes software. By principal component analysis, it has been found that the first three components have absorbed 52.11% of the accumulated variation. The characteristics that most contributed to the discrimination of genotypes were fresh fruit weight, stigma length, length of corona filaments, fruit width, petal width and pulp weight, which are more responsive for the selection of P.cristalina genotypes. Smaller contributions to diversity were obtained from anther width, bract width and fruit length. The smallest contributions for diversity were obtained from the following characteristics: anther width, bract width and fruit length. Through UPGMA clustering method, it was found that there is a large genetic divergence among genotypes analyzed because all genotypes were grouped with over 50% of dissimilarity. This study identified genotypes 4, 5 and 9 as the most divergent and therefore the most suitable for breeding in future breeding programs and genetic conservation of the species.<hr/>RESUMO O presente trabalho teve como objetivo avaliar a divergência genética entre genótipos de Passiflora cristalina e quantificar a contribuição relativa de 30 caracteres de flores e frutos, auxiliando o resgate e a caracterização, visando à preservação e o uso em futuros programas de melhoramento. Foram avaliados 150 frutos e 150 flores coletados em 15 genótipos com ocorrência natural, no município de Alta Floresta, MT. A caracterização dos genótipos foi realizada mediante 30 caracteres morfológicos de flores e frutos, sendo 21 destes para flor e 9 para fruto. Os dados foram avaliados utilizando as metodologias dos componentes principais e do agrupamento obtido pelo método UPGMA, a partir da matriz de dissimilaridade (distância euclidiana média), com auxílio do programa Genes. Pela análise dos componentes principais, verificou-se que os três primeiros componentes explicam 52,11% da variação acumulada. As características que mais contribuíram para discriminação dos genótipos foram peso fresco do fruto, comprimento do estigma, comprimento dos filamentos da corona, largura do fruto, largura da pétala e peso da polpa, sendo estes caracteres mais responsivos para seleção dos genótipos de P. cristalina. As menores contribuições para a diversidade foram obtidas dos caracteres largura da antera, largura da bráctea e comprimento do fruto. Por meio do método de agrupamento UPGMA, foi possível constatar que uma grande divergência genética entre os genótipos analisados, uma vez que todos os genótipos se agruparam acima de 50% de dissimilaridade. Com esse estudo, foi possível identificar os genótipos 4; 5 e 9 como os mais divergentes e, consequentemente, os mais indicados para cruzamentos em futuros programas de melhoramento e de conservação genética da espécie. <![CDATA[METHOD FOR OVERCOMING THE PASSION FRUIT SELF-INCOMPATIBILITY]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452016000400804&lng=en&nrm=iso&tlng=en ABSTRACT The methodology of self-pollination of passion fruit flowers at anthesis after stigma excision was proposed. This method was compared with self-pollination procedures at anthesis and at the stage of flower bud. Two genotypes (M7 and N9), propagated by cuttings were studied. Self-pollinations were performed at 1 pm, 1 pm and 5 pm or 5 pm. Fruit set (%), fruit mass (g), pulp mass (g), pulp/fruit ratio and seed number per fruit were evaluated and compared to fruits derived from M7 x N9 and N9 x M7 crosses. No fruit set was obtained from self-pollination at anthesis, which confirms the self-incompatibility of both genotypes. Self-pollination after stigma excision was the best procedure, reaching average fruit set of 73.61 % (13 hours) and 81.94 % (double self-pollination at 1 pm and 5 pm). Although two self-pollinations after stigma excision at anthesis is more efficient, performing only one self-pollination at 1 pm requires less labor. The amount of seeds produced per fruit is satisfactory to generate inbred population.<hr/>RESUMO Foi proposta a metodologia de autopolinização de flores de maracujazeiro no estádio de antese, após a excisão do estigma. Este método foi comparado com os procedimentos de autopolinização na antese e no estádio de botão floral, ambos sem remoção do estigma. Dois genótipos (M7 e N9), propagados por estaquia, foram estudados. As autopolinizações foram realizadas às 13 e 17 h ou às 17 h. Foram avaliadas a frutificação (%), massa do fruto (g), massa da polpa (g), relação polpa/fruto e número de sementes por fruto, e comparadas às características de frutos derivados dos cruzamentos M7 x N9 e N9 x M7. Não houve frutificação da autopolinização no estádio de antese, que confirma a autoincompatibilidade dos dois genótipos estudados. A autopolinização após a excisão do estigma é o melhor procedimento, que atinge médias de frutificação de 73,61 %, com apenas uma autopolinização às 13 h, e 81,94 %, com dupla autopolinização às 13 e 17 h. Contudo, apesar de ser mais eficiente fazer duas autopolinizações, após a excisão do estigma na antese, é menos trabalhoso realizar apenas uma autopolinização às 13 h. A quantidade de sementes produzida por fruto é satisfatória para gerar nova população endogâmica. <![CDATA[CARBOHYDRATES, PHENOLIC COMPOUNDS AND ANTIOXIDANT ACTIVITY IN PULP AND PEEL OF 15 BANANA CULTIVARS]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452016000400901&lng=en&nrm=iso&tlng=en ABSTRACT The aim of this study was to quantify and compare the levels of carbohydrates and phenolic compounds and the antioxidant activity in the pulp and peel of 15 banana cultivars in two ripening stages. Four bunches per cultivar were harvested in the pre-climacteric stage, six fruits were used by sample unit. Fruits were analyzed in the pre-climacteric stage and after ripening. Total, reducing and non-reducing soluble sugars, starch, phenolic compounds and antioxidant activity were evaluated. Cultivar and ripening stage influenced all characteristics analyzed. Unripe pulp and peel had small percentage of sugar, but high percentage of starch, especially ‘Terrinha’ and ‘Marmelo’ cultivars. AAB and ABB cultivars presented the highest percentages of starch, when compared to AA and AAA cultivars. For the phenolic compounds, the highest content was observed in ripe peel, followed by ripe pulp and unripe peel and pulp, highlighting ‘Terrinha’ cultivar in all parts and stages evaluated. The antioxidant potential was higher in ripe peel, followed by unripe peel, ripe and unripe pulp. Fruits of Terrinha, Marmelo, Maçã, Ouro and Caru-Verde cultivars showed the highest carbohydrate contents, and phenolic compounds or antioxidant activity, justifying future actions in the expansion of planting and consumption of these fruits.<hr/>RESUMO Objetivou-se quantificar os teores de carboidratos, compostos fenólicos e a atividade antioxidante na polpa e na casca de bananas de 15 cultivares, em dois estádios de maturação. Foram colhidos quatro cachos por cultivar, na fase pré-climatérica, sendo utilizados seis frutos por unidade amostral. Os frutos foram analisados na fase pré-climatérica e após o amadurecimento. Foram avaliados os teores de açúcares solúveis totais, redutores e não redutores, amido, compostos fenólicos e a atividade antioxidante. A cultivar, bem como o estádio de maturação, influenciou todas as características avaliadas. A polpa e a casca verdes apresentaram pequena porcentagem de açúcares, porém alta porcentagem de amido, com destaque para a ‘Terrinha’ e a ‘Marmelo’. As cultivares dos grupos genômicos AAB e ABB apresentaram maior porcentagem de amido, em comparação com as cultivares dos grupos AA e AAA. O maior teor de compostos fenólicos foi observado em casca madura, seguida pela polpa madura, casca e polpa verdes, destacando-se a ‘Terrinha’, em todas as partes e nos estádios avaliados. O potencial antioxidante foi maior na casca madura, seguida pela casca verde, polpas madura e verde. Frutos das cultivares Terrinha, Marmelo, Maçã, Ouro e Caru- Verde destacam-se quanto aos maiores teores de carboidratos, compostos fenólicos e/ou ação antioxidante, justificando futuras ações na expansão do plantio e no consumo desses frutos. <![CDATA[QUALITY OF MINIMALLY PROCESSED ‘FUJI’ APPLE UNDER REFRIGERATED STORAGE AND TREATMENT WITH ADDITIVES]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452016000400902&lng=en&nrm=iso&tlng=en ABSTRACT The aim of this study was to evaluate the ability to prolong the useful life of the minimally processed ‘Fuji’ apple by applying the individual or combined additives (L-cysteine chloride, L-ascorbic acid and calcium chloride) and to determine the appropriate period of storage of the whole fruit to perform the minimum processing. The experimental design was completely randomized in three-factor design with three replications. Factor A was composed of storage periods of whole apples, pre-processing, in cold chambers (20, 78, 138 and 188 days); the factor B was represented by storage periods minimum post-processing, simulating shelf life (3, 6, 9 and 12 days), and factor C was represented by chemical additives (distilled water, as control, 0.5% L-cysteine chloride, 1% L-ascorbic acid, 0.5% L-cysteine chloride along with 1% calcium chloride and 1% L-ascorbic acid together with 1% calcium chloride). The evaluated dependent variables were pulp color (L* and hº), soluble solids, titratable acidity, content of phenolic compounds, antioxidant capacity and quantification of polyphenol oxidase. In addition, was analyzed the presence or absence of Salmonella sp. and Escherichia coli. The prolongation of the storage time of ‘Fuji’ apples in a refrigerated atmosphere promotes increased susceptibility to browning and softening after processing from 78 days of storage. The use of additives in the process, helps prevent these problems, especially when combined 0.5% L-cysteine chloride with 1% calcium chloride, achieving an excellent conservation in refrigerated shelf up to 6 days. From a microbiological aspect, minimally processed apples are toxicologically safe.<hr/>RESUMO O objetivo do trabalho foi avaliar a capacidade de prolongamento da vida útil da maçã ‘Fuji’ minimamente processada aplicando os aditivos (cloreto de L-cisteína, ácido L-ascórbico e cloreto de cálcio) individuais ou combinados, e determinar o período adequado de armazenamento refrigerado do fruto inteiro para a realização do processamento mínimo. O delineamento experimental utilizado foi inteiramente casualizado, em esquema trifatorial com três repetições. O fator A foi composto por períodos de armazenamento das maçãs inteiras, pré-processamento, em câmara fria (20, 78, 138 e 188 dias); o fator B foi representado por períodos de armazenamento pós-processamento mínimo, simulando vida de prateleira (3, 6, 9 e 12 dias) e, o fator C foi representado por aditivos químicos (água destilada, como controle; L-cisteína a 0,5%, ácido ascórbico a 1%, L-cisteína a 0,5% com cloreto de cálcio a 1%, ácido ascórbico a 1% com cloreto de cálcio a 1%). As variáveis dependentes avaliadas foram coloração da polpa (L* e hº), teor de sólidos solúveis, acidez titulável, teor de compostos fenólicos totais, capacidade antioxidante e a quantificação da polifenoloxidase. Além disso, foi analisada a presença ou não de Salmonella sp. e Escherichia coli. O prolongamento do tempo de armazenamento das maçãs ‘Fuji’ em atmosfera refrigerada promove aumento da suscetibilidade ao escurecimento e amolecimento após o processamento a partir de 78 dias de armazenamento. O uso de aditivos, no processo, contribui para evitar esses problemas, principalmente quando se combina cloreto de L-cisteína a 0,5% com cloreto de cálcio a 1%, alcançando excelente conservação em prateleira refrigerada até 6 dias. Sob o aspecto microbiológico, as maçãs minimamente processadas são toxicologicamente seguras. <![CDATA[CHEMICAL COMPOSITION AND TETRAZOLIUM TEST OF <em>Syagrus romanzoffiana</em> (Cham.) Glassman SEEDS]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452016000402001&lng=en&nrm=iso&tlng=en ABSTRACT Queen palm is a tropical species of ecological importance and economic potential in various uses, including food. However, the knowledge about the nutritional value of fruits and the estimation of seed viability are still scarce. The aims of this work were to study the biometrics and chemical composition of fruits and seeds; describe the anatomy of embryos and assess the viability of the tetrazolium test. Mature fruits were collected, processed and submitted to biometry, water content, pulp and seeds chemical composition, germination and emergence in the laboratory evaluations. For the tetrazolium test, whole embryos were immersed in solution at 40 °C for one, two, four and six hours and compared with germination. The fruit pulp is rich in carbohydrates. The tetrazolium test performed at 40 ° C and 0.2% solution for two hours is adequate to estimate seed viability.<hr/>RESUMO O coqueiro-jerivá é uma espécie tropical de importância ecológica e potencial econômico em diversos usos, inclusive alimentício. Contudo, o conhecimento sobre o valor nutricional dos frutos e a estimativa da viabilidade de sementes ainda são escassos na literatura. Os objetivos deste trabalho foram estudar a biometria e a composição centesimal de frutos e sementes; descrever a anatomia dos embriões, e avaliar o uso do teste de tetrazólio. Frutos maduros e recém-colhidos foram processados e submetidos à avaliação de dados biométricos, teor de água e composição química da polpa e das sementes, avaliação da germinação e emergência de plântulas em laboratório. Para o tetrazólio, embriões inteiros foram imersos na solução, a 40 °C, por uma, duas, quatro e seis horas, e comparados com teste de germinação e da emergência. A polpa dos frutos é rica em carboidratos.O teste de tetrazólio conduzido a 40°C, em solução de concentração a 0,2%, durante duas horas, é adequado para estimar a viabilidade das sementes. <![CDATA[DETERMINATION OF THE FATTY ACID PROFILE IN <em>Eugenia dysenterica</em> DC. SEEDS]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452016000402002&lng=en&nrm=iso&tlng=en ABSTRACT The present research aimed to determine the fatty acid profile in the seed oil of cagaita fruits cultivated in Goiânia, state of Goiás, in 2013 and 2014 harvests. The study was carried out with fruits produced by cagaita trees cultivated in the field of the School of Agronomy, Federal University of Goiás (EA/UFG), Goiânia, GO, where, in 1998, 440 cagaita seedlings from different municipalities in Goiás were planted. Fruits were collected from plants with 16 years of age in full production stage. Cagaita seeds show in their fatty acid profile mostly linoleic acid, oleic acid and palmitic acid. There was no variation in fatty acids content present in seeds between years 2013 and 2014, assuming that there are no external influences such as weather, foliar nutrients or soil, in the production of these oils<hr/>RESUMO A presente pesquisa teve como objetivo determinar o perfil de ácidos graxos do óleo de sementes de cagaiteiras cultivadas em Goiânia, no Estado de Goiás, nas safras de 2013 e 2014. O estudo foi desenvolvido com frutos produzidos por cagaiteiras implantadas na área da Escola de Agronomia, da Universidade Federal de Goiás (EA/UFG), em Goiânia, GO, onde, em 1998, foram plantadas 440 mudas de cagaiteiras, oriundas de diferentes municípios do Estado de Goiás. Os frutos foram colhidos em plantas com 16 anos de idade, em plena fase de produção. As sementes de cagaitas apresentam em seu perfil de ácidos graxos, majoritariamente, o ácido linoleico, o ácido oleico e o ácido palmítico. Não houve variação no teor de ácidos graxos presentes nas sementes entre os anos de 2013 e 2014, supondo que não há influências externas, como clima ou nutrientes foliares ou de solo, na produção desses óleos <![CDATA[PERFORMANCE OF ‘NANICÃO JANGADA’ BANANA PLANTS INTERCROPPED WITH WINTER COVER CROPS]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452016000403001&lng=en&nrm=iso&tlng=en ABSTRACT The use of cover crops species may be an important strategy in the pursuit of sustainability of agroecosystems, considering benefits to soil, such as improvements of physical and chemical characteristics, and weed control. The objective of this study was to evaluate the effect of winter cover crops and other soil managements on chemical soil properties, on the cycle, on the production of the first cycle and on the fruit quality of banana cv. Nanicão Jangada in Andirá – PR, Brazil. The experiment was carried out in a commercial. Planting of banana suckers from the grower area occurred in the first half of March 2011, with a spacing of 2.40 m between rows and 1.90 m between plants. The experiment was designed in randomized blocks with four replications and six plants per plot. The six treatments were: black oat (Avenastrigosa Schreb), forage turnip (Raphanus sativus L. var. oleiferus), consortium of black oat and forage turnip, chicken litter, residues of banana plants, and bare ground. The evaluations were vegetative development and life cycle of banana plants, yield and quality of fruits, soil chemical characterstics, and fresh and dry mass of green manures. The results were submitted to ANOVA (F Test), and Tukey test at 5 % probability. Black oat and black oat with forage turnip consortium were superior in biomass production. Systems of soil management had no effect on the variables, except in the periods between planting and flowering and between planting and harvest, which were shorter in the treatment of soil management with crop residues, longer in the treatment with forage turnip, and intermediate in the other treatments.<hr/>RESUMO A adoção da prática da adubação verde pode significar uma estratégia importante na busca da sustentabilidade dos agroecossistemas pelos benefícios proporcionados ao solo, como melhoria das características físicas e químicas e controle de plantas invasoras. O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito do cultivo de plantas de cobertura de inverno em atributos químicos do solo, no ciclo, na produção de primeira safra e na qualidade dos frutos de bananeira cv. Nanicão Jangada, em Andirá-PR. O experimento foi realizado em pomar comercial e o plantio das bananeiras ocorreu na primeira quinzena de março de 2011, com espaçamento entre linhas de 2,40 m e de 1,90 m entre plantas, com mudas de rizomas da própria área do produtor. O experimento foi instalado em delineamento experimental de blocos ao acaso com quatro repetições e seis plantas úteis por parcela. Foram utilizados seis diferentes sistemas de manejo de solo: aveia preta (Avena strigosa Schreb), nabo forrageiro (Raphanus sativus L. var. oleiferus), consórcio aveia preta mais nabo forrageiro, cama de frango, restos culturais da bananeira e limpeza total da área. Foram realizadas avaliações de massa fresca e massa seca dos adubos verdes; ciclo e características vegetativas da bananeira, produção e qualidade dos frutos e características químicas do solo. Os dados foram submetidos à análise de variância (teste F) e, quando significativos, as médias foram comparadas pelo teste de Tukey a 5% de probabilidade. Não se observou efeito dos tratamentos sobre a produtividade e a qualidade da banana, e nem sobre os atributos químicos do solo. A aveia preta e aveia preta mais nabo forrageiro foram superiores em produção de massa fresca. Os tratamentos exerceram influência sobre o ciclo da bananeira. Os períodos entre o plantio e o florescimento e entre o plantio e a colheita foram mais curtos no tratamento da cobertura do solo com restos culturais da bananeira e mais longos com o tratamento de nabo forrageiro, e intermediários nos demais tratamentos. <![CDATA[STATE OF THE ART OF SCIENTIFIC LITERATURE ON <em>Hancornia speciosa</em>: TRENDS AND GAPS]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452016000404001&lng=en&nrm=iso&tlng=en ABSTRACT The economic and scientific interest in Hancornia speciosa (mangabeira) has been growing in recent years, mainly due to the marketing of fruit and extraction of natural compounds with high pharmacological potential. In this study, a scientometric survey about mangabeira was carried out in order to promote and direct future studies on the species. As a result, low scientific productivity associated with this species was found, with only 131 articles published in the last 69 years. In addition, this study identified some trends in bibliographic production on mangabeira, among them: the increasing number of articles over the years; scientific dissemination in nationwide journals; the main focus of this study is associated with agronomic studies; the experimental approach is more frequent and usually associated with populations of restricted geographical distribution; and the scientific production is mainly from education institutions. Furthermore, this study also allowed the identification of some gaps in knowledge about mangabeira, among them the difficulty in describing and characterizing botanical lines; lack of analysis of the genetic diversity of widely distributed populations; lack of management and conservation projects for the species; lack of description of cultivation, collection and preservation techniques of fruits; and lack of identification of natural compounds responsible for its pharmacological activity. It is expected that the data generated in this study will serve to direct future studies on H. speciosa.<hr/>RESUMO O interesse econômico e científico sobre Hancornia speciosa (mangabeira) vem crescendo nos últimos anos, devido principalmente à comercialização de seu fruto e extração de compostos naturais com alto potencial farmacológico. Neste estudo, foi realizado um levantamento cienciométrico sobre a mangabeira, com o objetivo de fomentar e direcionar futuras pesquisas sobre a espécie. Como resultado, verificou-se a baixa produtividade científica a respeito da espécie, com a publicação de apenas 131 artigos nos últimos 69 anos. Além disso, o presente estudo identificou algumas tendências na produção bibliográfica sobre a mangabeira, com destaque para: o aumento do número de artigos ao longo dos últimos anos; o fato de a divulgação científica ser realizada principalmente em revistas de âmbito nacional; a abordagem experimental ser mais frequente do que a abordagem teórico-descritiva; os trabalhos experimentais serem geralmente associados às populações de distribuição geográfica restrita; e a produção científica ser proveniente, principalmente, de Instituições de Ensino Superior. Por outro lado, este estudo também permitiu a identificação de algumas lacunas no conhecimento sobre a mangabeira, entre as quais se destacam: a dificuldade em descrever e caracterizar as linhagens botânicas; a falta de análise da diversidade genética de populações de ampla distribuição geográfica; a carência de projetos de manejo e de conservação da espécie; a falta de descrição de técnicas de cultivo, coleta e conservação de frutos; e a ausência da identificação dos compostos naturais responsáveis pela atividade de farmacógica. Espera-se que os dados gerados nesta pesquisa possam ser usados para direcionar futuros estudos sobre a planta.