Scielo RSS <![CDATA[Revista Brasileira de Fruticultura]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0100-294520170005&lang=pt vol. 39 num. 5 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[ESTUDO DE PÓS-ACIDIFICAÇÃO E AVALIAÇÃO DA ESTABILIDADE DE ANTOCIANINAS E ATIVIDADE ANTIOXIDANTE EM IOGURTES E LEITES FERMENTADOS DE AÇAÍ (<em>Euterpe oleracea</em> Mart.)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452017000500101&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT This study evaluated the post-acidification, stability of anthocyanins and antioxidant activity in açai yogurts and fermented milks for 28 days of cold storage. For the determination of post-acidification and stability of the functional properties of açai yogurt (IA) and fermented milks (LFA), products stored at 4°C were evaluated on day 0 and every 7 days for pH, titratable acidity in lactic acid, instrumental color, anthocyanins and antioxidant activity by the DPPH free radical method. Acidification of both food matrixes was more evident between days 0 and 7 of evaluation. IA presented reduction in parameter L *, while chromaticity a * and b * of IA and LFA increased as the Açai pulp content increased; however, considering the evaluation period, it was found increase in L * and b * relating to anthocyanin degradation. Anthocyanins, as well as the antioxidant activity of IA and LFA, showed an increase in their values as the pulp content increased, but their concentrations reduced at the end of the storage period. IA and LFA can be considered excellent sources of antioxidants, being alternative to individuals not used to the consumption of fruits and vegetables.<hr/>RESUMO Neste trabalho foi avaliada a pós-acidificação, a estabilidade das antocianinas e da atividade antioxidante em iogurtes e leites fermentados de açaí durante 28 dias de armazenamento refrigerado. Para determinação da pós-acidificação, assim como da estabilidade das propriedades funcionais dos iogurtes (IA) e leites fermentados (LFA) de açaí, os produtos armazenados a 4 ºC, foram avaliados no dia 0 e a cada 7 dias, quanto ao pH, acidez titulável em ácido lático, cor instrumental, antocianinas e atividade antioxidante pelo método do radical livre DPPH. A acidificação de ambas as matrizes alimentares foram mais evidentes entre os dias 0 e 7 de avaliação. Os IA apesentaram redução no parâmetro L*, enquanto que as cromaticidade a* e b* dos IA e LFA aumentaram seus valores, à medida que o teor de polpa de açaí foi aumentado, entretanto considerando o período de avaliação, verificou-se aumento de L* e b* relacionando-se as degradações nas antocianinas. As antocianinas, assim como a atividade antioxidante dos IA e LFA mostraram aumento em seus valores conforme os teores de polpa foram aumentados, porém reduziram suas concentrações ao fim do período de armazenamento. Os IA e LFA, podem ser considerados excelentes fontes de substâncias antioxidantes, sendo alternativa a indivíduos não habituados ao consumo de frutas e legumes. <![CDATA[MORFOANATOMIA DE <em>Garcinia madruno</em> (KUNTH) HAMMEL (CLUSIACEAE) SOB CONDIÇÕES DE ALAGAMENTO]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452017000500201&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Garcinia madruno (Kunth) Hammel is a neotropical tree that naturally occurs in terra firme forests and is important as a source of income and medicine for Amazonian populations. This study describes and compares the morphoanatomical responses of plants under conditions of stress and normoxia. Young plants of Garcinia madruno were subjected to two water regimes: daily controlled irrigation and waterlogged for 84 days. Hypertrophic lenticels, adventitious roots and anatomical characteristics of the roots and leaves were evaluated on days 0, 21, 42, 63 and 84. There were no changes in leaf structure, but cracks and hypertrophic lenticels appeared on the stems, there was an increase in blackness of the roots and the plants formed adventitious roots to adapt to the flooded environment. The anatomical changes in the roots of the flooded plants were thickening of the exodermis in the main root and of the pericycle in the lateral roots, and a large increase in the amount of aerenchyma. Histochemical tests detected starch in the midrib, mesophyll, stem and root of flooded plants, and in the petiole of control plants. In the waterlogged plants, phenolic compounds were found in the petiole and alkaloids were found in the midrib, petiole and root.<hr/>RESUMO Garcinia madruno (Kunth) Hammel, árvore neotropical, ocorre naturalmente em florestas de terra firme, considerada uma fonte de renda da população da Amazônia, além de sua importância medicinal do látex para curar diversas doenças. O estudo objetivou descrever e comparar as respostas morfoanatômicas das plantas estressadas e em condições de normoxia. Plantas jovens de Garcinia madruno foram submetidas a dois regimes hídricos: controle irrigado diariamente; e alagado por 84 dias. Lenticelas hipertróficas, raízes adventícias e características anatômicas da raiz e da folha foram avaliados aos 0; 21; 42; 63 e 84 dias. Não foram observadas modificações na estrutura foliar, no caule surgiram rachaduras e lenticelas hipertróficas, aumento e enegrecimento das raízes, bem como o surgimento de raízes adventícias, como forma de adaptação ao ambiente alagado. As modificações anatômicas nas raízes de plantas alagadas foram o espessamento da exoderme na raiz principal e do periciclo na raiz lateral, além de grande quantidade de aerênquima. Os testes histoquímicos detectaram: amido: nervura central, mesofilo, pecíolo e raiz das plantas alagadas, bem como no pecíolo das controles; apenas nas alagadas foram observados compostos fenólicos no pecíolo e alcaloides: nervura central, pecíolo e raiz. <![CDATA[PERAS ‘ROCHA’ ARMAZENADAS EM ATMOSFERA CONTROLADA COM ULTRABAIXO O2 E COM BAIXO O2 ASSOCIADO A DIFERENTES TEORES DE CO2]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452017000500301&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT The storage of ‘Rocha’ pears under controlled atmosphere (CA) preserves fruit quality for long periods. However, inadequate CA conditions might impair ripening and lead to flesh browning. This research was carried out to assess the effects of CA with ultra-low (ULO), and low O2 (LO) associated with different CO2 levels on ripening and occurrence of flesh browning in ‘Rocha’ pears. Treatments evaluated were: pO2 = 0.5 kPa (ULO) and pCO2 &lt; 0.03 kPa; pO2 = 1.0 kPa (LO) and pCO2 &lt; 0.03 kPa; pO2 = 1.0 kPa and pCO2 = 1.0 kPa; pO2 = 1.0 kPa and pCO2 = 2.0 kPa; and pO2 = 1.0 kPa and pCO2 = 3.0 kPa. A completely randomized experimental design was used, with four replicates. Fruits were harvested in Vacaria, RS, and stored under five CA conditions during 270 days (-0.5±0.1 ºC and relative humidity of 96±2%). Fruits were assessed after CA storage for respiratory rate, ethylene production, skin color, flesh firmness, texture, titratable acidity (TA), soluble solids content (SSC), sensory attributes, flesh browning incidence and severity and flesh color. Fruits stored under LO with pCO2 &lt; 0.03 kPa had higher flesh firmness and more yellow skin color than fruits stored under other CA conditions. Sensory attributes, SS and TA of fruits were not affected by CA conditions. Fruit stored under LO with pCO2 = 3.0 kPa had the highest incidence (48%) and severity of flesh browning. The pO2 = 0.5 kPa and pCO2 &lt; 0.03 kPa and pO2 = 1.0 kPa and pCO2 = 1.0 kPa conditions are the most suitable for the CA storage of ‘Rocha’ pears.<hr/>RESUMO O armazenamento de peras ‘Rocha’ em atmosfera controlada (AC) mantém a qualidade dos frutos por períodos prolongados. Contudo, condições inadequadas de AC podem favorecer a perda da capacidade de amadurecimento e a ocorrência de escurecimento de polpa nos frutos. Este trabalho teve como objetivo avaliar os efeitos de AC com ultrabaixo O2 (UBO), e com baixo O2 (BO) associado a diferentes teores de CO2 sobre o amadurecimento e a ocorrência de escurecimento de polpa em peras Rocha. Os tratamentos avaliados foram: pO2 = 0,5 kPa (UBO) e pCO2 &lt; 0,03 kPa; pO2 = 1,0 kPa (BO) e pCO2 &lt; 0,03 kPa; pO2 = 1,0 kPa e pCO2 = 1,0 kPa; pO2 = 1,0 kPa e pCO2 = 2,0 kPa; e pO2 = 1,0 kPa e pCO2 = 3,0 kPa. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado, com quatro repetições. Os frutos foram colhidos em Vacaria, RS, e armazenados nas cinco diferentes condições de AC durante 270 dias (-0,5±0,1 ºC e umidade relativa de 96±2%). Os frutos foram avaliados após o armazenamento em AC em relação às taxas respiratória e de produção de etileno, cor da casca, firmeza de polpa, atributos de textura, acidez titulável (AT), teor de sólidos solúveis (SS), análise sensorial, incidência e severidade de escurecimento de polpa e cor da polpa. Os frutos armazenados em BO com pCO2 &lt; 0,03 kPa apresentaram menor perda de firmeza de polpa, além de uma coloração da casca mais amarela. Não houve diferença entre as condições de armazenamento para a análise sensorial, teor de SS e AT. A condição de BO com pCO2 = 3,0 kPa apresentou maior incidência e severidade de escurecimento de polpa. As condições de pO2 = 0,5 kPa e pCO2 &lt; 0,03 kPa) e pO2 = 1,0 kPa e pCO2 = 1,0 kPa são as mais indicadas para o armazenamento de peras ‘Rocha’. <![CDATA[ETANOL E ÓXIDO NÍTRICO NA MANUTENÇÃO DA QUALIDADE DE MAÇÃS ‘GALAXY’ ARMAZENADAS EM ATMOSFERA CONTROLADA]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452017000500302&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT The aim of this work was to evaluate the effect of ethanol and two nitric oxide dose applications on the maintenance of the post-storage quality of ‘Galaxy’ apple during storage under controlled atmosphere (CA). Treatments evaluated were: [1] 1.2 kPa O2 + 2.0 kPa CO2; [2] CA + 20 µL L-1 of nitric oxide, [3] CA + 40 µL L-1 of nitric oxide; [4] CA + 1 ml of ethanol kg-1 fruit. Fruits received treatments before storage and were kept under CA during eight months and seven days of storage at 20 °C. Fruits had been kept on CA for eight months and seven days at 20° C. Fruits treated with ethanol showed higher ethylene production, low flesh firmness, high flesh breakdown, mealiness and acetaldehyde production. Fruits treated with 40 µL L-1 nitric oxide showed lower ethylene production, respiration rate and ACC oxidase ( (1-aminocyclopropane-1-carboxylic acid) oxidase enzyme activity. Apples treated with 20 uL L-1 nitric oxide showed higher ethylene production, respiration rate, internal ethylene concentration CO2 and ethanol concentration. Ethanol and nitric oxide application before storage have no benefits in maintaining fruit quality after storage under CA due to lower flesh firmness, higher mealiness incidence, flesh breakdown and decay incidence.<hr/>RESUMO O objetivo do trabalho foi avaliar o efeito da aplicação de etanol e duas doses de óxido nítrico na manutenção da qualidade de maçãs ‘Galaxy’ durante o armazenamento em atmosfera controlada (AC). Tratamentos utilizados: [1] 1,2 kPa O2 + 2,0 kPa CO2; [2] AC + aplicação de 20 µL L-1 de óxido nítrico; [3] AC + aplicação de 40 µL L-1 de óxido nítrico; [4] AC + aplicação de 1 mL de etanol kg-1 de fruto. Os frutos foram mantidos em AC durante oito meses e sete dias a 20º C. Frutos tratados com etanol apresentaram maior produção de etileno, menor firmeza, elevada degenerescência, polpa farinácea e produção de acetaldeído. Já, os frutos tratados com 40 µL L-1 de óxido nítrico, apresentaram menor produção de etileno, taxa respiratória e atividade da enzima ACC (1-aminociclopropano-1-carboxílico) oxidase. Maçãs tradadas com 20 µL L-1 de óxido nítrico apresentaram aumento na produção de etileno e respiração, etileno e CO2 interno, e produzem mais etanol. A aplicação de etanol e óxido nítrico, não apresentam benefícios na manutenção da qualidade dos frutos após o armazenamento em AC devido a menor firmeza de polpa, maior ocorrência de polpa farinácea, degenerescência de polpa e incidência de podridões nos frutos. <![CDATA[COMPOSTOS BIOATIVOS DURANTE A MATURAÇÃO DE QUATRO FRUTAS NATIVAS DA RESTINGA CEARENSE]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452017000500303&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Fruits provide not only essential nutrients for food, but also bioactive compounds that promote health benefits and help reducing the risk of developing non-communicable chronic diseases. In this sense, this work aimed at quantifying bioactive compounds during the maturation of four fruits native to the Restinga forest of Ceara. Myrtle fruits (Eugenia punicifolia (Kunth) DC.) were collected at the Botanical State Park of Ceara, Caucaia-CE, and guajiru (Chrisobalanus icaco L.), manipuça (Mouriri cearensis Huber) and murici-pitanga fruits (Byrsonima gardneriana A. Juss.) at the Botanical Garden of São Gonçalo, São Gonçalo do Amarante-CE. Fruits were collected at different stages (E) and transported to the Laboratory of Plant Ecophysiology, being characterized into five or six maturation stages according to the bark color, then processed and frozen for the following physicochemical and chemical evaluations: ascorbic acid, total chlorophyll, total carotenoids, total anthocyanins and yellow flavonoids. A completely randomized design was used, with five or six treatments, depending on the maturation stages of fruits and four replicates. Murici-pitanga had higher contents of ascorbic acid (ascorbic acid 646.23 mg/100 g E5), total carotenoids (6.13 mg/100 g E5) and total anthocyanins (7.99 mg/100 g E2); and myrtle had higher contents of total chlorophyll (11.05 mg/100 g E1) and yellow flavonoid (69.11 mg/100 g E2). There are positive and significant correlations between chlorophyll and carotenoid (R= 0.99; P &lt;0.01) for manipuça and between anthocyanin and yellow flavonoid (R= 0.97; P &lt;0.05) for murici-pitanga fruits; however, the correlation is negative and significant between ascorbic acid and yellow flavonoids (R= -0.98; P &lt;0.05) for myrtle fruits. It could be concluded that murici-pitanga and myrtle fruits had the highest contents of bioactive compounds with the highest levels, therefore both fruits can be recommended to be commercially exploited by the food, cosmetic and phytomedicine sectors.<hr/>RESUMO As frutas fornecem não somente nutrientes essenciais à alimentação, mas também compostos bioativos que promovem benefícios à saúde e auxiliam na redução do risco de desenvolvimento de doenças crônicas não transmissíveis. Neste mesmo sentido, o presente trabalho objetivou quantificar os compostos bioativos durante a maturação de quatro frutas nativas da Restinga cearense. Os frutos da murta (Eugenia punicifolia (Kunth) DC.) foram colhidos no Parque Estadual Botânico do Ceará, em Caucaia-CE, e os do guajiru (Chrisobalanus icaco L.), do manipuçá (Mouriri cearensis Huber) e do murici-pitanga (Byrsonima gardneriana A. Juss.) no Jardim Botânico de São Gonçalo, em São Gonçalo do Amarante–CE. Os frutos foram coletados em diferentes estádios (E) e transportados ao Laboratório de Ecofisiologia Vegetal, sendo caracterizados em cinco ou seis estádios de maturação, de acordo com a coloração da casca, depois processados e congelados para as avaliações físico-químicas e químicas: ácido ascórbico, clorofila total, carotenoides totais, antocianinas totais e flavonoides amarelos. Utilizou-se do delineamento inteiramente casualizado, com cinco ou seis tratamentos, dependendo dos estádios de maturação do fruto, e quatro repetições. O fruto do murici-pitanga foi superior para ácido ascórbico (646,23 mg ácido ascórbico/100 g no E5), carotenoides totais (6,13 mg/100 g no E5) e antocianinas totais (7,99 mg/100 g no E2); e o fruto da murta foi superior para clorofila (11,05 mg/100 g no E1) e flavonoides amarelos (69,11 mg/100 g no E2). Existem correlações positivas e significativas entre clorofila e carotenoides (R= 0,99; P &lt; 0,01) para o manipuçá, e entre antocianina e flavonoides amarelos (R= 0,97; P &lt; 0,05) para o murici-pitanga; no entanto, a correlação é negativa e significativa entre ácido ascórbico e flavonoides amarelos (R= -0,98; P &lt; 0,05) na murta. Conclui-se que o murici-pitanga e a murta têm os maiores números de compostos bioativos com os níveis mais altos; portanto, ambos os frutos podem ser recomendados para serem explorados comercialmente pelos setores de alimentação, cosméticos e fitoterápicos. <![CDATA[MATURAÇÃO E QUALIDADE DE MAÇÃS NO PERÍODO DE COLHEITA,EM NÍVEL COMERCIAL]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452017000500304&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT A database of maturity and quality indices was built by analysis of 62,807 samples of 100 ‘Gala’ apples and 29,053 samples of 100 ‘Fuji’ apples at harvest, over 11 years (2005-2015) in an apple industry warehouse. Apple fruit were harvested in Fraiburgo (SC), São Joaquim (SC) and Vacaria (RS). Data on firmness, starch index (SI), soluble solid content (SS), titratable acidity (TA), size and grades (external appearance) of apple fruit were submitted to linear and nonlinear regression analyses. Each fruit was graded by analysis of external qualities (color and surface blemishes) following Brazilian legal standards. At apples industry, the harvest period extended from 3rd to 15th week of the year for ‘Gala’ and from 10th to 22nd week of the year for ‘Fuji’ apples, although approximately 70% of total production for ‘Gala’ and ‘Fuji’ apples was harvested in a period of 4 and 6 weeks, respectively. Average maturity of 11 years varied from the 1st to the last week of harvest as follows: ‘Gala’ apples: 17.9 to 14.2 pounds (firmness), 4.0 to 6.1 (SI), 12.2 to 13.1% (SS) and 5.7 to 3.9 meq 100 mL-1 (TA). ‘Fuji’ apples: 17.1 to 14.3 pounds (firmness), 3.9 to 6.4 (SI), 12.9 to 14.4% (SS), 6.2 to 3.8 meq 100 mL-1 (TA). Approximately 48% of ‘Gala’ samples and 45% of ‘Fuji’ samples had firmness higher than 17 and 16 pounds, respectively, intended for long term storage, while 6% of ‘Gala’ samples and 8.5% of ‘Fuji’ samples had firmness lower than 14 pounds, intended for marketing shortly after harvest. The frequency of apple samples graded as Extra, Cat1, Cat2, Cat3 and out of category were 6%, 32%, 34% and 6% for ‘Gala’ apples and 5%, 39%, 33%, 18%, 5% for ‘Fuji’ apples.<hr/>RESUMO O objetivo deste trabalho foi formar um banco de dados de índices de maturação e qualidade pela análise de 62807 amostras de 100 maçãs ‘Gala’ e 29053 amostras de 100 maçãs ‘Fuji’, na colheita, constituído ao longo de 11 anos (2005 a 2015), em uma empresa comercial. As maçãs foram colhidas em Fraiburgo (SC), São Joaquim (SC) e Vacaria (RS). Os dados de firmeza de polpa, índice de amido (IA), teor de sólidos solúveis (SS), acidez titulável (AT), tamanho e categoria das maçãs foram submetidos a análises de regressões lineares e não lineares. A categoria de cada fruto foi determinada pela análise da qualidade externa (coloração e danos) segundo normas legais Brasileiras. O período de colheita comercial se estendeu da 3ª à 15ª semana do ano para a ‘Gala’ e da 10ª a 22ª semana do ano para a ‘Fuji’, embora aproximadamente 70% da produção de ‘Gala’ e ‘Fuji’ foram colhidas num período de 4 e 6 semanas, respectivamente. Os índices de maturação dos 11 anos variaram da primeira à última semana de colheita, sendo que, para maçãs ‘Gala’, foram de 17,9 a 14,2 lb (Firmeza), 4,0 a 6,1 (IA), 12,2 a 13,1% (SS) e 5,7 a 3,9 meq 100 mL-1 (AT), enquanto que para maçãs ‘Fuji’foram de 17,1 a 14,3 lb (Firmeza), 3,9 a 6,4 (IA), 12,9 a 14,4% (SS) e 6,2 a 3,8 meq 100 mL-1 (AT). Aproximadamente 48% das amostras de ‘Gala’ e 45% das amostras de Fuji apresentaram firmeza da polpa superior a 17 lb e 16 lb, respectivamente, adequadas para longos períodos de armazenagem, enquato 6% das amostras de ‘Gala’ e 8,5% das amostras de ‘Fuji’ apresentaram firmeza da polpa inferior a 14 lb, indicadas à comercialização imediata após a colheita. As frequências de amostras de maçãs com qualidade Extra, Cat1, Cat2, Cat3 e fora de Categoria foram de 6%, 32%, 34%, 22% e 6%, respectivamente, para ‘Gala’ e 5%, 39%, 33%, 18%, 5% para ‘Fuji’. <![CDATA[ASPECTOS BIOLÓGICOS E AÇÃO INSETICIDA DE ESPÉCIES VEGETAIS SOBRE IMATUROS DA MOSCA-NEGRA-DOS-CITROS (<em>Aleurocanthus woglumi Ashby</em> – HEMIPTERA: ALEYRODIDAE) EM LABORATÓRIO]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452017000500401&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Aleurocanthus woglumi Ashby (Hemiptera: Aleyrodidae) is an important pest of many plant species in particular citrus species. The aims of this study were: (1) to observe ;'in vitro'; biological aspects in three hosts and (2) to evaluate the bioactivity of plant species on immature A.woglum. Aqueous neem extract (Meliaceae), cassava wastewater, pepper sauce and gravy peduncle floral carnation guinea button and commercial neem were used in the experiment. Egg viability (%), nymphal period duration, nymphal mortality (%), puparium stage duration and pupae viability (%) were evaluated in 50 egg positions, with minimum of five eggs in "Pera" orange, mango and malay apple leaves obtained in the field. The insecticide effect (translaminar action and direct spray) at different concentrations on immature A.woglumi was evaluated. The first bioassay conducted to evaluate the bioactivity of species by translaminar action, each sample unit corresponded to three leaves, with minimum of 20 eggs and 20 1st instar nymphs, the variables were unviable eggs and nymph mortality (%); the experiment had a completely randomized design with four replications. In the second bioassay, fully infected branches were sprayed on upper and lower face of leaves with all treatments. Leaves with at least 40 eggs and 40 1st instar nymphs were marked, and mortality (%) and emergence (%) of adults were evaluated for seven days; each sample unit was represented by 40 eggs and 40 1st instar nymphs and the experiment had a completely randomized design with four replications. The average duration of the nymphal period ranged from 7.76 to 24.18 days in 'Pera'; orange, and from 8.86 to 25.20 days in mango. There was no significant difference between the viability of eggs and nymphs in ;'Pera'; orange and mango or pupae viability between ;'Pera'; orange and malay apple. Treatment efficiency was evaluated using the Abbott's formula [E(%) = T-I/T x 100], where E ( % ) = efficiency percentage, T = number of live insects in the control treatment and I = number of live insects in treatment with insecticide. Therefore, in the first bioassay conducted to evaluate the bioactivity of species by translaminar action, all treatments showed efficiency greater than 50%. In the second bioassay by direct spraying to cassava wastewater (100% and 50 %) and commercial neem oil (1%), treatment had nymphal mortality efficiency greater than 80%.<hr/>RESUMO Aleurocanthus woglumi Ashby (Hemiptera: Aleyrodidae) é uma importante praga para diversas espécies botânicas, em especial as espécies cítricas. Os objetivos deste estudo foram: (1) observar 'in vitro'; aspectos biológicos em três hospedeiros (laranjeira-pera, mangueira, jambeiro-vermelho) e (2) avaliar a bioatividade de espécies vegetais sobre imaturos de A.woglum. Foram utilizados no experimento extrato aquoso de nim (Meliaceae), manipueira, calda de pimentas, calda do pedúnculo do botão floral do craveiro da índia e o óleo de nim comercial. Foi avaliada a viabilidade de ovos (%), duração do período ninfal, mortalidade de ninfas (%), duração da fase de pupário e viabilidade dos pupários (%) em 50 posturas, com mínimo de cinco ovos, em folhas de laranjeira-pera, mangueira e jambeiro-vermelho obtidas em campo. Foi avaliado o efeito inseticida (ação translaminar e pulverização direta) em diferentes concentrações sobre imaturos de A.woglumi. No primeiro bioensaio realizado para avaliar a bioatividade das espécies pela ação translaminar cada unidade amostral correspondeu a três folhas, com mínimo de 20 ovos e 20 ninfas de 1º ínstar, as variáveis avaliadas foram inviabilidade de ovos e mortalidade de ninfas (%); o experimento foi em delineamento inteiramente casualizado, em quatro repetições. No segundo bioensaio, ramos infestados foram pulverizados totalmente, na face inferior e superior das folhas, com todos os tratamentos. Folhas com no mínimo 40 ovos e 40 ninfas de 1º ínstar foram marcadas, e durante sete dias foi avaliada a mortalidade (%) e a emergência (%) de adultos; cada unidade amostral foi representada por 40 ovos e 40 ninfas de 1º instar e o experimento foi em delineamento inteiramente casualizado, em quatro repetições. A duração média do período ninfal variou de 7,76 a 24,18 dias em laranjeira-pera, e de 8,86 a 25,20 dias em mangueira. Não foi observada diferença significativa entre a viabilidade de ovos e ninfas em laranjeira-pera e mangueira nem a viabilidade de pupários entre laranjeira-pera e jambeiro-vermelho. A eficiência dos tratamentos foi avaliada pela fórmula de Abbott [E(%) = T-I/T x 100], onde E (%)= porcentagem de eficiência, T = número de insetos vivos na testemunha e I = número de insetos vivos no tratamento com inseticida. Sendo assim, no primeiro bioensaio realizado para avaliar a bioatividade das espécies pela ação translaminar todos os tratamentos apresentaram eficiência maior que 50%. No segundo bioensaio através da pulverização direta a manipueira (100% e 50%) e o óleo de nim comercial (1%) apresentaram eficiência superior. <![CDATA[ENTOMOFAUNA ASSOCIADA A DIFERENTES ESTÁDIOS FENOLÓGICOS DA CULTURA DO MIRTILEIRO]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452017000500402&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT The blueberry (Vaccinium ashei Reade, Ericaceae) is a small fruit with great growth potential in Brazil. This research was developed in order to identify the insects found on associated to the different phenological stages of blueberry in order to implement the integrated pest management for this crop. Insect samples were collected from three orchards, in the region of Pelotas, RS, from January 2010 to June 2012. The data were analyzed based on the composition and abundance of the collected insects. In all three sites, 2,354 insects were studied and the majority belonged to Hymenoptera (72%), Coleoptera (16%), Hemiptera (6%) and Diptera (4%). Forty-one families were identified with 59% of the listed insects belonging to the Apidae family, followed by 11% for Chrysomelidae and Formicidae. Overall, 50 species of insects were identified and Trigona spinipes (Fabr.) and Apis mellifera L. were the most abundant. Of the species found, 78% were herbivores, while 22% was beneficial insects (pollinators, predators and parasitoids) belonging to the orders Hymenoptera, Coleoptera and Dermaptera. The analysis of variance with the randomization test showed that the insect fauna does not differ between locations and phenological stages. The interaction of site with phenological stages was not significant for the three grade levels (order, family and species). The knowledge of the entomofauna associated with blueberry, along with the similarity in composition with the phenological stages and evaluated sites, contributes to the development of integrated pest management and establishment of production system for this new culture in southern Rio Grande do Sul, Brazil.<hr/>RESUMO O mirtilo (Vaccinium ashei Reade, Ericaceae) é uma das pequenas frutas com grande potencial de crescimento no Brasil. Este trabalho foi desenvolvido com o objetivo de conhecer a entomofauna associada aos diferentes estádios fenológicos do mirtileiro, com vistas à implementação do manejo integrado de pragas nesta cultura. Foram realizadas coletas de insetos em três pomares da região de Pelotas-RS, de janeiro de 2010 a junho de 2012. Os dados foram analisados com base na composição e abundância dos insetos coletados. Nos três locais foram observados 2.354 insetos, sendo a maioria pertencente às ordens Hymenóptera (72%), Coleoptera (16%), Hemíptera (6%) e Díptera (4%). Foram identificadas 41 famílias, sendo 59% do total de insetos coletados pertencentes à família Apidae, seguida por 11% das famílias Chrysomelidae e Formicidae. Ao todo, 50 espécies de insetos foram identificadas, sendo Trigona spinipes (Fabr.) e Apis mellifera L. as mais abundantes. Do total de espécies encontradas, 78% foram consideradas herbívoras, enquanto o restante 2% esteve representado por insetos benéficos (polinizadores, predadores e parasitoides) pertencentes às ordens Hymenóptera, Coleóptera e Dermáptera. Com base em análises de variância com teste de aleatorização, foi determinado que a entomofauna não diferiu quanto à localização dos pomares e quanto aos estádios do cultivo. Os resultados indicaram que não houve diferenças significativas para a interação dos fatores local de coleta e estádio para os três níveis de classificação (ordem, família e espécie). O conhecimento da entomofauna ,associada ao mirtileiro, aliado à semelhança na sua composição, tanto nos estádios fenológicos como nos pomares avaliados, contribuirão para o desenvolvimento do manejo integrado de pragas e para o estabelecimento do sistema de produção, para esta nova cultura, na região sul do Rio Grande do Sul. <![CDATA[TÉCNICA DE AMOSTRAGEM CONVENCIONAL PARA TRIPES EM VIDEIRA]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452017000500403&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT In vineyards, thrips are listed as pests in many countries in continental Europe and the United States, attacking fruits, flowers, leaves and buds. In Brazil, many species have been reported in vineyards. This work aimed to evaluate the best technique and sampling unit, and the number of samples required in a conventional plan for sampling thrips in a vineyard. The studies were carried out in areas of Vitis vinifera, cultivar Sugraone, without application of insecticides. An area of 2.240m2 was subjected to sample collection of leaves in different strata of 15 plants, and leaves on strata of branches for two subsequent years, totalizing 47 sampling dates. Furthermore, the sampling techniques of beating the inflorescence on a tray and whole inflorescence collection were also addressed. To calculate the sampling time, productive vineyards were used, with the varieties Sugraone and Thompson Seedless. Linear regressions of the relative densities as a function of absolute densities for thrips on branch per plant and leaves per branch were estimated. The technique of beating inflorescence on a tray was the one that best represented the results. The sampling unit that best represented the population was composed of one leaf collected from the median part of the branch. Thrips sampling should be conducted in 10 plants and 10 inflorescences per hectare to estimate the thrips population properly on plants and flowers, respectively.<hr/>RESUMO Na cultura da videira, os tripes são mencionados como pragas em diversos países do continente Europeu e nos Estados Unidos, atacando frutos, flores, folhas e brotos. No Brasil, muitas espécies têm sido relatadas nesta cultura. Deste modo, o objetivo deste foi definir a melhor técnica, unidade amostral e o número de amostras exigidas em um plano convencional para a amostragem de tripes em uva. Os estudos foram realizados em áreas de Vitis vinifera, cultivar Sugraone, sem aplicação de inseticidas. Uma área de 2.240m2 foi submetida a coleta de amostras em diferentes estratos de folhas e ramos, em 15 plantas, durante dois anos, totalizando 47 datas de amostragem. Além disso, também foram abordadas as técnicas de amostragem de batida da inflorescência na bandeja e coleta da inflorescência. Para o cálculo do tempo de amostragem foram utilizados parreirais com as variedades Sugraone e Thompson Seedless. Foram estimadas equações de regressões lineares entre as densidades relativas e absolutas de tripes por folha e ramo. A técnica da batida da flor foi a mais adequada para a amostragem dos tripes em inflorescências. A unidade amostral composta por uma folha localizada no meio do ramo mediano da planta foi o plano de melhor representatividade. A amostragem deve ser realizada em 10 plantas e 10 inflorescências por hectare para detectar os tripes na folha e na flor da videira, respectivamente. <![CDATA[RESISTÊNCIA DE NOVOS HÍBRIDOS DE CITROS À MANCHA MARROM DE ALTERNARIA]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452017000500404&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Alternaria brown spot (ABS) disease is caused by the fungus of Alternaria alternata f. sp. citri, which causes injury in leaves, branches and fruits of citrus. The action of the pathogen is directly related to the presence of toxin receptors in susceptible genotypes. The objective of this study was to characterize a population of citrus hybrids obtained from controlled crosses between Pêra de Abril sweet orange and the hybrid of Murcott tangor x Pêra sweet orange (TM x LP 163) for response to ABS through the in vitro inoculation of fungal spores in young detached leaves. The fungus was isolated from the lesions of Murcott tangor fruits that exhibited ABS symptoms. Two hundred thirty-five hybrids were evaluated, and 70 (30%) showed different levels of disease symptoms on detached leaves after 72 hours of inoculation with the fungus, and 165 (70%) were asymptomatic. The frequency of segregation observed (165R:70S) and high level of heritability (h2g = 0.91) suggest that few genes may be involved in controlling the inheritance of ABS resistance in citrus.<hr/>RESUMO A mancha marrom de alternaria (MMA) é uma doença causada pelo fungo Alternaria alternata f. sp. citri, que causa lesões em frutos, folhas e ramos de citros. A ação do patógeno está diretamente relacionada à presença de receptores de toxina em genótipos suscetíveis. O objetivo deste estudo foi caracterizar uma população de híbridos de citros obtidos a partir de cruzamentos controlados entre a laranja Pêra de Abril e o híbrido de tangor Murcott x laranja Pêra (TM x LP 163) para resposta à MMA através da inoculação in vitro de esporos do fungo em folhas jovens destacadas. Um isolado do fungo foi obtido das lesões de frutos de tangor Murcott que exibiram sintomas de MMA. Duzentos e trinta e cinco híbridos foram avaliados, sendo que 70 (30%) apresentaram níveis diferentes de sintomas de doença em folhas destacadas após 72 horas da inoculação com o fungo e 165 (70%) foram assintomáticos. A frequência de segregação observada (165R:70S) e alta herdabilidade (h2g = 0,91) sugerem que poucos genes podem estar envolvidos no controle da herança da resistência à MMA em citros. <![CDATA[LARANJEIRA ‘JAFFA’ SOBRE CINCO PORTA-ENXERTOS]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452017000500701&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Low genetic diversity of citrus scion and rootstock cultivars makes the crop more vulnerable to diseases and pests. The objective of this study was to evaluate the performance of ‘Jaffa’ sweet orange grafted onto five rootstocks over six harvests in subtropical conditions in the north of Paraná state, Brazil. The experiment used a randomized block design, with six replications and two trees per plot, spaced at 7.0 m x 4.0 m. The rootstocks were: ‘Rangpur’ lime, ‘Cleopatra’ and ‘Sunki’ mandarins, ‘Fepagro C-13’ citrange, and ‘Swingle’ citrumelo. The variables evaluated were vigor, yield, and yield efficiency of the trees as well as the physical and chemical characteristics of the fruits. Data were subjected to analysis of variance, complemented by Scott-Knott test at 5% probability. The smallest tree canopy for ‘Jaffa’ sweet orange plants was induced by the ‘Rangpur’ lime rootstock. The trees had the same cumulative yield performance over six seasons for all rootstocks. The best yield efficiency for ‘Jaffa’ sweet orange trees was provided by ‘Fepagro C-13’ citrange rootstock. With regard to fruit quality, no differences were observed among the rootstocks and the ‘Jaffa’ sweet orange fruits met the standards required by the fresh fruit market and the fruit processing industry.<hr/>RESUMO A baixa diversidade de cultivares de copa e de porta-enxertos na produção de citros no Brasil contribui para tornar a atividade mais vulnerável a doenças e pragas. O objetivo deste estudo foi avaliar o desempenho da laranjeira ‘Jaffa’ enxertada sobre cinco porta-enxertos, ao longo de seis colheitas, em condições de clima subtropical, na região Norte do estado do Paraná. O pomar foi instalado no espaçamento de 7,0 m x 4,0 m no delineamento experimental em blocos casualizados, com seis repetições e duas plantas por parcela. Os porta-enxertos foram: limoeiro ‘Cravo’, tangerineiras ‘Cleópatra’ e ‘Sunki’, citrange ‘Fepagro C-13’ e citrumelo ‘Swingle’. As variáveis avaliadas foram vigor, produção e eficiência de produção das árvores e características físicas e químicas dos frutos. Os dados foram submetidos à análise de variância, complementada pelo teste de Scott-Knott a 5% de probabilidade. O menor volume de copa foi induzido pelo limoeiro ‘Cravo’. As árvores de laranja ‘Jaffa’ não se diferenciaram quanto à produção acumulada em seis safras para todos os porta-enxertos. A melhor eficiência de produção foi induzida pelo citrangeiro ‘Fepagro C-13’. Em relação à qualidade dos frutos, não foram observadas diferenças entre os porta-enxertos e os frutos alcançaram os padrões exigidos pelo mercado de fruta fresca e pela indústria de suco. <![CDATA[A CYCLE OF ORGANIC FERTILIZATION OF CASHEW TREES IMPROVES THE YIELD AND QUALITY OF THE PRODUCTS]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452017000500702&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMEN El objetivo del presente estudio fue evaluar la influencia de la aplicación de fertilizantes orgánicos a árboles adultos de marañón por un ciclo productivo sobre la producción y calidad de frutos y pseudofrutos. Para lo anterior, se establecieron tres tratamientos: fertilización orgánica (BIO), fertilización sintética (FS) y sin fertilización (SF). Se cuantificó el número de panículas m-3, número de flores por panícula y el número de frutos m-3 en los árboles. Después del corte, a frutos y pseudofrutos se analizaron propiedades físicoquímicas de interés. Aunque el tratamiento FS promovió mayor número de panículas por unidad de área foliar (P &lt; 0.05) sobre los otros tratamientos, el rendimiento fue igual (P &gt; 0.05), medido como la cantidad de fruto-pseudofruto m-3 con el tratamiento BIO. Sin embargo, la cantidad de fruto (principal producto comercializado) fue mayor en BIO (1.80 kg árbol-1) comparado con los otros dos tratamientos (FS = 1.35; SF = 1.09). El tratamiento BIO aumentó en 81% el contenido de polifenoles respecto al tratamiento no fertilizado. Igualmente, los contenidos de grasa y acidez titulable fueron superiores en BIO, respecto a los tratamientos sin fertilización y con fertilización sintética (P &lt; 0.05). Se demostró que la aplicación de biofertilizantes por un ciclo de producción aumenta la producción de frutos y modifica la composición química de las semillas.<hr/>ABSTRACT This study aimed to evaluate the effect of organic fertilizers on production and quality of fruits and pseudo fruits on adult trees of Anacardium occidentale L. by a productive cycle. We established three treatments; organic fertilization (BIO), synthetic fertilization (SF), and unfertilized (UF). The number of panicles m-3, number of flowers per panicle and the number of fruits m-3 in the trees was measured. After harvest, physicochemical analyses were performed to fruits and pseudo fruits. Although the SF treatment promoted a greater number of panicles per unit leaf area (P &lt; 0.05) on the other treatments, the yield (measured both as the amount of fruit-pseudo fruit m-3) was the same (P &gt; 0.05) with BIO treatment. However, the amount of fruit (main marketed product) was higher in BIO (1.80 kg tree-1) compared to the other two treatments (SF = 1.35; UF = 1.09). The BIO treatment increased by 81% polyphenol content compared to unfertilized treatment. Similarly, fat content and titratable acidity were higher in BIO, compared to treatments without fertilization and synthetic fertilization (P &lt; 0.05). It was demonstrated that the application of biofertilizer in a production cycle increases fruit production and modifies the chemical composition of seeds. <![CDATA[DURAÇÃO DA FASE VEGETATIVA DO MORANGUEIRO É DETERMINADA PELO ANO DE CULTIVO]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452017000500703&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Over the years, strawberry growth has shown alterations in its phenology, involving mainly the beginning of flowering and fruiting. The aim of this study was to verify whether the growth years influence the duration of strawberry vegetative and reproductive stages in protected environment. The development of the Camarosa strawberry cultivar was observed between 2007 and 2014. The crops were settled in a greenhouse in the Horticulture Sector at the University of Passo Fundo, RS. Data like transplant date, in the beginning and end of the fruits harvest; temperature data (maximum, average and minimum) were recorded in the growth environment. These data were used for the thermal sum calculation (daily, accumulated). The data analyses were carried out in a descriptive manner, relating the temperature data with the phenological stage of each year. The accumulated thermal sum that is necessary to begin the harvest was variable throughout the years, where it was between 383 and 438 degrees days-1 for plants with interval between transplant and harvest of 73 days (2008 and 2009) at 816 degrees days-1, where the interval was 111 days (in 2014). In the first case, it accumulated 5.2 ºC/day, in 2008 and 6 ºC/day, in 2009. In the second case, it was 7.3 ºC/day, in 2014. Seedlings which were transplanted in the first fortnight of May began fruiting in the beginning of August and September. Seedlings transplanted in July 2011 and 2012 began fruiting in similar periods, that is, in the first and second fortnight of September. It was found that, because of the temperatures recorded in different periods of growth and transplant time, there is alteration mainly in the strawberry vegetative stage.<hr/>RESUMO Ao longo dos anos, o cultivo do morangueiro tem apresentado alterações em sua fenologia, envolvendo, principalmente, o início de floração e frutificação. O objetivo do trabalho foi verificar se os anos de cultivo interferem na duração das fases vegetativa e reprodutiva do morangueiro, em ambiente protegido. Foi observado entre os anos de 2007 a 2014, o desenvolvimento da cultivar de morangueiro Camarosa. O ambiente no qual se estabeleceram os cultivos foi uma estufa agrícola no Setor de Horticultura da Universidade de Passo Fundo, RS. Registraram-se dados como data de transplante, início e final de colheita dos frutos; dados de temperaturas (máximas, médias e mínimas) registradas no ambiente de cultivo. Esses dados foram utilizados para cálculo da soma térmica (diária, acumulada). A análise de dados foi realizada de forma descritiva, relacionando os dados de temperatura com os estádios fenológicos em cada ano. A soma térmica acumulada necessária para iniciar a colheita foi variável nos anos, ficando entre 383 e 438 graus dias-1 para plantas com intervalo entre transplante e colheita de 73 dias (anos de 2008 e 2009) a 816 graus dias-1, em intervalo de 111 dias (em 2014). No primeiro caso, acumulou-se 5,2 ºC/dia, em 2008 e 6 ºC/dia, em 2009. No segundo, foi de 7,3 ºC/dia, em 2014. Mudas transplantadas na primeira quinzena de maio iniciaram a frutificação no início de agosto e setembro. Mudas transplantadas em julho de 2011 e 2012 iniciaram em período semelhante, primeira e segunda quinzena de setembro. Constatou-se que, em função das temperaturas registradas nos diferentes anos de cultivo e épocas de transplante, há alteração principalmente na fase vegetativa do morangueiro. <![CDATA[CRESCIMENTO DE MICROBROTOS DE BANANEIRA ‘PRATA-ANÃ’ CLONE GORUTUBA A PARTIR DE SEMENTES SINTÉTICAS:SUBSTRATOS E CONCENTRAÇÃO DE BAP]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452017000500704&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT The banana crop stands out as an activity of great social and economic importance in Brazil, which occupies the fifth place in world production. Synthetic seed production is becoming promising for a micropropagation and in vitro conservation. The aim of the study was to analyze the conversion and growth of ‘Prata-anã’ banana’s microshoots clone Gorutuba from synthetic seed in MS medium and vermiculite, different substrates and concentrations of BAP (6-benzylaminopurine) associated with ANA (acetic naphthalene acid) in the constitution of its capsule were tested. The microshoots were immersed in the sodium alginate matrix (3%) and dripped in a solution of CaCl2.2H2O (100 mM) for complexation and then in KNO3 solution (100 mM) to decomplex. The experimental design was completely randomized in a 2 x 5 factorial design (substrate x BAP concentrations), containing different substrates (MS culture medium and vermiculite) and BAP concentrations (2.22, 4.44, 6.66, 8.88 and 13.32 µmol L-1) associated with NAA (naphthalene acetic acid) 0.54 µmol L-1, totaling 10 treatments, with 4 replicates, and that each replicate containing 5 seeds. The evaluations of conversion, number of leaves, leaf length, leaf height, number of roots, root length and oxidation were performed at 30 and 60 days.The use of the MS medium provided better growth results in relation to vermiculite as substrate, in which the different BAP concentrations did not differ from each other. It was found that, in MS culture medium, BAP concentrations above 8.88 µmol L-1 in the capsule composition are not indicated for microshoots growth.<hr/>RESUMO A bananicultura destaca-se como atividade de grande importância social e econômica no Brasil, o qual ocupa o quinto lugar na produção mundial. A produção de semente sintética vem tornando-se promissora para a micropropagação e conservação in vitro. O objetivo deste trabalho foi analisar a conversão e o crescimento de microbrotos de bananeira ‘Prata-anã’ clone Gorutuba a partir de semente sintética em meio de cultura MS e vermiculita, testando-se diferentes substratos e concentrações de BAP (6-benzilaminopurina), associado a ANA (ácido naftaleno acético), na constituição de sua cápsula. Os microbrotos foram mergulhados à matriz de alginato de sódio (3%) e gotejados em solução de CaCl2. 2H2O (100 mM) para complexação e depois em solução de KNO3 (100 mM) a descomplexação. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, em esquema fatorial 2 x 5 (substrato x concentrações de BAP), contendo diferentes substratos (meio de cultura MS e vermiculita) e concentrações de BAP (2,22; 4,44; 6,66; 8,88 e 13,32 µmol L-1), associado a ANA (ácido naftalenoacético) 0,54 µmol L-1, totalizando 10 tratamentos, com 4 repetições, sendo que cada repetição conteve 5 sementes. As avaliações de conversão, número de folhas, comprimento de folhas, altura, número de raízes, comprimento de raízes e oxidação foram realizadas aos 30 e 60 dias. A utilização do meio de cultura MS proporcionou melhores resultados de crescimento em relação à vermiculita como substrato, na qual as diferentes concentrações de BAP não se diferiram. E pôde-se constatar que, em meio de cultura MS, concentrações de BAP acima 8,88 µmol L-1, na composição da cápsula, não são indicadas para o crescimento dos microbrotos. <![CDATA[AVALIAÇÃO DE NITROGÊNIO, FERTILIDADE DE GEMAS E PRODUÇÃO DA VIDEIRA ‘THOMPSON SEEDLESS’ SOBRE DIFERENTES PORTA-ENXERTOS]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452017000500705&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Methods of nitrogen analysis were adopted in leaf tissues in the laboratory, nitrate content in the sap of petioles and chlorophyll relative index (CRI, in SPAD unit), as well as the evaluation of the buds fertility rates, production and qualitative aspects of cluster and berries of ‘Thompson Seedless’ vine, grafted on rootstocks ‘Harmony’, ‘Jales’ ‘Paulsen 1103’ and ‘SO4’. The applied dose of N was 80 kg ha-1, and the experiment was installed in the Submédio do Vale do São Francisco, Brazil. The experiment was performed in a randomized blocks design, with four treatments and five replicates, with the experimental plot represented by five plants. In addition to the analysis of N, cluster length and width (cm) and fresh mass (g), berries length, diameter (mm), volume (mL), mass of fresh matter of berries, soluble solids (SS), titratable acidity (TA), SS/TA ratio, potential bud fertility (productive, vegetative, dead and dark buds in %) and real bud fertility (%). There were differences in nitrogen content in the leaves, nitrate in sap and CRI of ‘Thompson Seedless’ in relation to rootstocks. ‘Thompson Seedless’ expressed better potential for the development of clusters and berries when grafted on ‘Harmony’.<hr/>RESUMO Adotaram-se métodos de análise de N em tecidos de folhas em laboratório, teores de nitrato na seiva de pecíolos e o índice relativo de clorofila (IRC, em unidade SPAD), bem como foram avaliados as taxas de fertilidade de gemas, os aspectos produtivos e qualitativos de cachos e bagas da videira ‘Thompson Seedless’, enxertada sobre os porta-enxertos ‘Harmony’, ‘Jales’ ‘Paulsen 1103’ e ‘SO4’. A dose de N aplicada foi de 80 kg ha-1, e o experimento foi instalado no Submédio do Vale do São Francisco, Brasil. O delineamento experimental utilizado foi blocos ao acaso, com quatro tratamentos e cinco repetições, sendo que a parcela experimental foi constituída por cinco plantas. Além das análises de N pelos métodos citados, avaliaram-se comprimento e largura (cm) e massa fresca de cacho (g), comprimento, diâmetro (mm), volume (mL), massa da matéria fresca de bagas (g), teor de sólidos solúveis (SS), acidez titulável (AT), relação SS/AT, fertilidade de gemas potencial (gemas frutíferas, vegetativas, mortas e escuras, em %) e fertilidade de gemas real (%). Verificaram-se diferenças entre teores de nitrogênio na folha, nitrato na seiva e IRC da ‘Thompson Seedless’ em relação aos porta-enxertos, e quando enxertada sobre o ‘Harmony’, a ‘Thompson Seedless’ expressou melhor potencial para o desenvolvimento de cachos e bagas. <![CDATA[BROTAÇÃO E FERTILIDADE DE GEMAS DE NOVAS CULTIVARES DE UVAS DE MESA E SELEÇÕES DE MELHORAMENTO NO VALE DO SÃO FRANCISCO]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452017000500801&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Knowledge of bud fertility is an important aid in selection of new cultivars of table grapes with high yield potential. The aim of this study was to determine the sprouting percentage and fertility index of buds of 11 cultivars and table grape breeding selections over five production cycles. The study was carried out at the Bebedouro Experimental Field of Embrapa Semiárido in Petrolina-PE, Brazil, in the period 2013-2015 considering 14 table grape genotypes and 5 production cycles as sources of variation. A randomized block experimental design was used, evaluating sprouting percentage and the mean bud fertility index. A significant effect of the genotype on sprouting was observed only in the first and second production cycles; however, bud fertility exhibited significant interaction between the genotype and the production cycle, and the highest mean values of bud fertility were obtained in the fifth cycle in the 2nd semester of 2015. The cultivars ‘A Dona’, ‘A1105’, ‘BRS Clara’, and Marroo Seedless’ stood out through high bud fertility (mean values from 0.78 to 0.95 bunches/shoot) in all the cycles evaluated, with higher values in the terminal buds of the cane (8th and 9th buds). These results show the yield potential of these new cultivars in the São Francisco Valley region.<hr/>RESUMO O conhecimento da fertilidade de gemas é um importante subsídio para a seleção de novas cultivares de uvas de mesa com alto potencial produtivo. O objetivo deste trabalho foi determinar a porcentagem de brotação e índice de fertilidade de gemas de 14 cultivares e seleções de melhoramento de uvas de mesa durante cinco ciclos de produção. O trabalho foi realizado no Campo Experimental de Bebedouro da Embrapa Semiárido, em Petrolina-PE, no período 2013-2015, considerando-se como fontes de variação 14 genótipos de uvas de mesa e 5 ciclos de produção. O delineamento experimental foi em blocos ao acaso, avaliando-se a porcentagem de brotação e o índice médio de fertilidade de gemas. Efeito significativo do genótipo sobre a brotação foi observada apenas no 1º e 2º ciclos de produção, entretanto a fertilidade de gemas apresentou interação significativa entre genótipo e ciclo de produção, sendo os maiores valores médios de fertilidade de gemas obtido no 5º ciclo, no 2º semestre de 2015. As cultivares ‘A Dona’, ‘A1105’, ‘BRS Clara’ e Marroo Seedless’ destacaram-se pela alta fertilidade de gemas (médias de 0,78 a 0,95 cachos.broto-1) em todos os ciclos avaliados, com valores mais elevados nas gemas apicais da vara (8ª e 9ª gemas). Estes resultados evidenciam o potencial produtivo dessas novas cultivares no Vale do São Francisco. <![CDATA[ESTRUTURA GENÉTICA DO GERMOPLASMA DE MELHORAMENTO DE PESSEGUEIRO NO BRASIL]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452017000500802&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Peach has great economic and social importance in Brazil. Diverse sources of germplasm were used to introduce desirable traits in the Brazilian peach breeding pool, composed mainly by local selections and accessions selected from populations developed by the national breeding programs, adapted to subtropical climate, with low chill requirement, as well as accessions introduced from several countries. In this research, we used SSR markers, selected by their high level of polymorphism, to access genetic diversity and population structure of a set composed by 204 peach selected genotypes, based on contrasting phenotypes for valuable traits in peach breeding. A total of 80 alleles were obtained, giving an average of eight alleles per locus. In general, the average value of observed heterozygosity (0.46) was lower than the expected heterozygosity (0.63). STRUCTURE analysis assigned 162 accessions splitted into two subpopulations based mainly on their flesh type: melting (96) and non-melting (66) flesh cultivars. The remaining accessions (42) could not be assigned under the 80% membership coefficient criteria. Genetic variability was greater in melting subpopulation compared to non-melting. Additionally, 55% of the alleles present in the breeding varieties were also present in the founder varieties, indicating that founding clones are well represented in current peach cultivars and advanced selections developed. Overall, this study gives a first insight of the peach genetic variability available and evidence for population differentiation (structure) in this peach panel to be exploited and provides the basis for genome-wide association studies.<hr/>RESUMO O pessegueiro tem grande importância econômica e social no Brasil. Diversas fontes de germoplasma foram utilizadas para a introdução de caracteres desejados no pool gênico de pessegueiro do Brasil, constituído principalmente de seleções naturalizadas e acessos selecionados a partir de populações desenvolvidas pelos programas de melhoramento, adaptadas às condições de clima subtropical, de baixa exigência em frio, bem como acessos introduzidos de diversos países. Neste estudo, foram utilizados marcadores SSR, selecionados por seu elevado nível de polimorfismo com objetivo de acessar a variabilidade genética e a estrutura populacional de um painel composto por 204 genótipos de pessegueiro, selecionados com base em fenótipos contrastantes para importantes caracteres no melhoramento do pessegueiro. Um total de 80 alelos foram identificados, com média de oito alelos por loco. Em geral, o valor médio da heterozigosidade observada (0,46) foi menor do que a heterozigosidade esperada (0,63). Análises do STRUCTURE atribuíram 162 acessos em duas subpopulações, majoritariamente com base em caracteres relativos ao fruto: cultivares fundentes (96) e não-fundentes (66). Os acessos restantes (42) foram considerados não-estruturados, utilizando um coeficiente de adesão de 80%. A variabilidade genética foi maior na subpopulação fundente em comparação com a não-fundente. Além disso, 55% dos alelos presentes nas cultivares e seleções do programa de melhoramento também estão presentes nos clones de fundação, indicando que estes clones estão bem representados nas cultivares de pessegueiro e seleções avançadas desenvolvidas. Este estudo apresenta uma primeira percepção da variabilidade genética disponível e evidências para a diferenciação da população (estrutura) neste painel de pessegueiro, que pode ser explorada e servir como base para estudos de mapeamento associativo. <![CDATA[DIVERSIDADE GENÉTICA DE ACESSOS DE <em>Passiflora</em> COM BASE EM DESCRITORES MORFOFISIOLÓGICOS DE SEMENTE]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452017000500803&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT The aim of this work was to estimate the genetic divergence among Passifloraaccessions based on morphophysiological seed characteristics. Accessions were distributed in a completely randomized design, with four replicates of 25 seeds. Data were submitted to analysis of variance and the means grouped by the Scott-Knott method. The genetic diversity was studied according to the Tocher and UPGMA grouping method based on the Mahalanobis distance (D2) and Canonical Variables. In the cluster analyzes, four groups were formed by the UPGMA and Canonical Variables methods. In the Tocher Optimization method, seven groups were formed. of P. eichleriana, P. suberosa, P. edulis and P. foetida accessions presented the best results for the seed characteristics under study, being indicated for interspecific crosses aiming the selection of materials that present less dormancy and with more vigorous seeds.<hr/>RESUMO O objetivo deste trabalho foi estimar a divergência genética entre acessos de Passiflora com base em características morfofisiológicas da semente. Os acessos foram distribuídos em delineamento inteiramente casualizado, com quatro repetições de 25 sementes. Os dados obtidos foram submetidos à análise de variância e as médias agrupadas pelo método Scott-Knott. A diversidade genética foi estudada de acordo com o método de agrupamento de Tocher e UPGMA, baseado na distância de Mahalanobis (D2) e Variáveis Canônicas. Nas análises de agrupamento, foram formados quatro grupos pelos métodos UPGMA e Variáveis Canônicas. No método de Otimização de Tocher foram formados sete grupos. Os acessos das espécies P. eichleriana, P. suberosa, P. edulis e P. foetida apresentaram os melhores resultados para as características de semente estudadas, sendo indicados para cruzamentos interespecíficos, visando seleção de materiais que apresentem sementes menos dormentes e mais vigorosas. <![CDATA[REPETIBILIDADE PARA CARACTERES DE QUALIDADE DE FRUTOS DE FIGUEIRA DA ÍNDIA]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452017000500804&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Repeatability analysis has been used to study traits in several crops, assisting in the definition of the minimum number needed to evaluate genotypes more efficiently and with less time and resource consumption. So far, however, no repeatability studies on cactus pear have been found in the literature. The objective of this study was to determine the coefficient of repeatability for cactus pear fruits traits and the minimum number of evaluations (fruit) that can provide acceptable accuracy for the prediction of the true value. The experiment was conducted at the Federal Institute of Bahia/Campus Guanambi, with 150 fruits collected from three municipalities in the state of Bahia. The coefficients of repeatability were estimated by the methods of analysis of variance, principal components based on the covariance (PCCV) and correlation (PCC) matrices, and structural analysis based on the correlation matrix (SA). The analysis of variance showed that, except for fruit diameter, the effect of the production site (municipality) was significant for all traits evaluated. The PCCV method was proven the most suitable for studying the repeatability of quality traits of cactus pear fruits. Seven fruits were required to determine, with 90% confidence, the traits length, diameter, fruit firmness, skin thickness, number of seeds, fruit mass, bark mass, pulp mass, pH, titratable acidity, soluble solids, SS/AT ratio, and pulp yield.<hr/>RESUMO A análise de repetibilidade tem sido utilizada para estudo de caracteres de diversas culturas, auxiliando na definição do número mínimo necessário para avaliações de genótipos com maior eficiência e menor consumo de tempo e recursos. Todavia, para a figueira da índia não foi encontrada na literatura pesquisas dessa natureza. Assim, este estudo teve como objetivo determinar o coeficiente de repetibilidade para características do fruto de figueira da índia e o número mínimo de avaliações (fruto) capaz de proporcionar confiabilidade aceitáveis para a predição do valor real. O trabalho foi desenvolvido no Instituto Federal Baiano/Campus Guanambi, analisando-se 150 frutos, provenientes de três municípios do estado da Bahia. Os coeficientes de repetibilidade foram estimados pelos métodos da análise de variância, componentes principais com base na matriz de covariância (CPCV) e de correlações (CPC), e análise estrutural com base na matriz de correlações (AE). A análise de variância mostrou que, com exceção do diâmetro dos frutos, o efeito do local de produção (município) foi significativo para todas as características avaliadas. O método dos CPCV demonstrou ser o mais adequado para o estudo da repetibilidade para características de qualidade dos frutos da figueira da índia. São necessários 7 frutos, para determinar, com 90% de confiança, os caracteres comprimento, diâmetro, firmeza do fruto, espessura da casca, número de sementes, massa do fruto, massa da casca, massa da polpa, pH, acidez titulável, sólidos solúveis, relação SS/AT e rendimento de polpa em figueira da índia. <![CDATA[POTENCIAL FISIOLÓGICO E CONSERVAÇÃO DE SEMENTES DE MURUCI (<em>Byrsonima crassifolia</em>)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452017000502001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT The goal of the present study is to assess the physiological potential of Byrsonima crassifoliaseeds and analyze the procedures of the germination and tetrazolium tests, as well as the conservation of such seeds by testing different combinations of packaging and environment. The experiment used pyrenes of the clone Açu, collected from mother plants in the germplasm collection of muruci plants of Embrapa Amazonia Oriental, in Belém, Brazil. Different temperatures were tested in the germination test (25, 30, 35 and 20 - 30 ºC). The best methodology and assessment dates were determined for the test, and the seedlings of the species were characterized. Viability was assessed with the tetrazolium test, with combinations of hydration methods (by immersion and between paper towels), staining periods (3 and 4 h) and concentrations of tetrazolium solution (0.5, 0.7 and 1.0%). Storage of muruci pyrenes was evaluated at three, six and twelve months, in polyethylene and Kraft paper bags, under dry chamber and refrigerator conditions. The study used a randomized block design with four replicates. The data underwent analysis of variance. In conclusion, the physiological potential of seeds of B. crassifoliacan be assessed by the germination test conducted in sand, with alternating temperatures of 20-30 ºC, or with the use of the tetrazolium test (with staining for three hours in the tetrazolium solution at 1.0%) as a rapid assessment of viability. Muruci pyrenes can be kept in polythene or paper Kraft bags for up to 12 months, in a dry chamber at 16 ºC and with relative air humidity of 50 to 60%.<hr/>RESUMO O objetivo deste trabalho foi avaliar o potencial fisiológico de sementes de Byrsonima crassifolia e estudar procedimentos dos testes de germinação e de tetrazólio, bem como sua conservação, testando combinações de embalagem e ambiente. Foram utilizados pirênios do clone Açu, coletados de plantas matrizes da Coleção de Germoplasma de murucizeiro da Embrapa Amazônia Oriental, em Belém - PA, Brasil. No estudo de germinação foram testadas diferentes temperaturas (25, 30, 35 e 20 - 30 ºC), procurando-se definir a melhor metodologia e as datas de avaliação do teste, bem como a caracterização das plântulas. Na avaliação da viabilidade pelo teste de tetrazólio, testou-se combinações de formas de hidratação (por imersão e entre papel), períodos de coloração (3 e 4 h) e concentrações da solução de tetrazólio (0,5; 0,7 e 1,0%). O armazenamento dos pirênios de muruci foi avaliado aos três, seis e 12 meses, em embalagens de polietileno e papel tipo Kraft, sob condições de câmara seca e refrigerador. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, com quatro repetições e os dados submetidos à análise de variância. Conclui-se que o potencial fisiológico das sementes de B. crassifolia pode ser avaliado pelo teste de germinação conduzido entre areia, com temperatura alternada de 20-30 ºC, ou com o uso do teste de tetrazólio (com coloração por três horas na solução de tetrazólio a 1,0%) como avaliação rápida da viabilidade. Os pirênios de muruci podem ser conservados em embalagem de polietileno ou papel tipo Kraft por até 12 meses, em câmara com temperatura de 16 ºC e umidade relativa de 50 a 60%. <![CDATA[AVANÇOS NA PROPAGAÇÃO DA RAMBUTEIRA]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452017000504001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT The reality of Brazilian fruit farming is demonstrating increasing demand for sustainable information about native and exotic fruit, which can diversify and elevate the efficiency of fruit exploitation. Research on propagation of fruits tree is very important so that it can provide a protocol for suitable multiplication of this fruitful. Due to the great genetic diversity of rambutan plants, it is recommended the use of vegetative propagated plants. This research aimed to evaluate the propagation of rambutan by cuttings, layering and grafting, as well as seed germination and viability without storage. The results of this research indicate that this species can be successfully propagated by layering, grafting and seeds. We also observed that the germination percentage of seeds kept inside the fruits for six days were not influenced by the different substrates used in this experiment.<hr/>RESUMO A realidade da fruticultura brasileira tem demostrando crescente demanda de informações sustentáveis sobre frutíferas nativas e exóticas, as quais possam diversificar e elevar a eficácia da exploração de frutas. Pesquisas em propagação em frutíferas tem grande importância para que se possa fornecer um protocolo para adequada multiplicação dessa frutífera. Devido a grande diversidade genética das plantas de rambutan, para estabelecimento de pomares comerciais da cultura, recomenda-se o uso de plantas propagadas vegetativamente. Este trabalho teve como objetivo avaliar a propagação de rambuteira por estaquia, alporquia, enxertia, bem como a germinação por sementes e a viabilidade no armazenamento. Pelos resultados dos trabalhos nota-se que a frutífera pode ser propagada por alporquia, enxertia e por sementes, e se existir a necessidade de armazenamento de sementes que não ultrapasse um período de seis dias e sejam mantidas dentro dos frutos, não houve diferenças consideráveis na germinação nos substratos testados neste experimento.