Scielo RSS <![CDATA[Radiologia Brasileira]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0100-398420170004&lang=pt vol. 50 num. 4 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[A doença de Parkinson e os parkinsonismos atípicos: a importância da ressonância magnética como potencial biomarcador]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-39842017000400005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[Aspectos tomográficos da síndrome pulmonar por hantavírus]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-39842017000400007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[Neurografia - um novo olhar sobre o sistema nervoso periférico]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-39842017000400009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[Detecção de metástases a distância em pacientes com câncer de mama localmente avançado: papel da tomografia por emissão de pósitrons/tomografia computadorizada com <sup>18</sup>F-fluordesoxiglicose e exames de imagem convencional com tomografia computadorizada]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-39842017000400211&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract Objective: To evaluate positron emission tomography/computed tomography (PET/CT) and conventional imaging tests for the detection of distant metastases in patients with locally advanced breast cancer. Materials and methods: We included 81 patients with breast cancer who had undergone 18F-fluorodeoxyglucose (FDG) PET/CT before treatment. Conventional imaging included the following: bone scintigraphy; chest X-ray (in 14.5%) or CT (in 85.5%); and abdominal ultrasound (in 10.8%), CT (in 87.8%), or magnetic resonance imaging (in 1.4%). Histopathology and clinical/imaging follow-up served as reference. Results: Distant metastases were observed in nine patients (11.1%). On patient-based analysis, conventional imaging identified distant metastases in all 9 patients. In one patient, the initial 18F-FDG PET/CT failed to demonstrate bone metastases that was evident on bone scintigraphy. In two patients, the CT scan failed to show extra-axillary lymph node metastases that were identified on 18F-FDG PET/CT. There was no significant difference between 18F-FDG PET/CT and conventional imaging in terms of their sensitivity for the detection of distant metastases in patients with locally advanced breast cancer. Conclusion: This study showed that 18F-FDG PET/CT and conventional imaging with CT scans had similar sensitivity for the diagnosis of distant metastases in patients with locally advanced breast cancer. 18F-FDG PET/CT can add information about extra-axillary lymph node involvements.<hr/>Resumo Objetivo: Avaliar a tomografia por emissão de pósitrons/tomografia computadorizada (PET/TC) e os exames de imagem convencionais na detecção de metástases em pacientes com câncer de mama localmente avançado. Materiais e métodos: Oitenta e uma pacientes com câncer de mama foram submetidas a PET/TC com 18F-fluordesoxiglicose (18F-FDG) antes do tratamento. Os exames de imagem convencionais incluíram cintilografia óssea, radiografia (14,5%) ou TC (85,5%) do tórax, e ultrassonografia (10,8%), TC (87,8%) ou ressonância magnética (1,4%) do abdome. A histopatologia e o seguimento clínico-imaginológico foram usados como padrão ouro. Resultados: Metástases a distância foram observadas em 9 pacientes (11,1%), sendo identificadas em todas as pacientes pelos exames de imagem convencionais. A PET/TC inicial não demonstrou metástase óssea em uma paciente, que foi identificada na cintilografia óssea. A TC não mostrou metástases em linfonodos extra-axilares, que foram demonstradas na PET/TC, em duas pacientes. Não houve diferença estatisticamente significante entre a PET/TC e os exames de imagem convencionais na detecção de metástases a distância nas pacientes com câncer de mama localmente avançado. Conclusão: Este estudo mostrou que a PET/TC e os exames de imagem convencionais têm sensibilidade similar no diagnóstico de metástases a distância nas pacientes com câncer de mama localmente avançado. A PET/TC pode adicionar informações sobre o envolvimento de linfonodos extra-axilares. <![CDATA[Comparação de aquisições cartesiana e radial nas sequências short tau inversion recovery (STIR) na RM de mama]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-39842017000400216&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract Objective: The purpose of this study was to compare two short-tau inversion recovery (STIR) sequences, Cartesian and radial (BLADE) acquisitions, for breast magnetic resonance imaging (MRI) examinations. Materials and Methods: Ninety-six women underwent 1.5 T breast MRI exam (48 Cartesian and 48 BLADE). Qualitative analysis including image artifacts, image quality, fat-suppression, chest-wall depiction, lesion detection, lymph node depiction and overall impression were evaluated by three blinded readers. Signal to noise ratios (SNRs) were calculated. Cronbach's alpha test was used to assess inter-observer agreement. Subanalyses of image quality, chest-wall depiction and overall impression in 15 patients with implants and image quality in 31 patients with clips were correlated using Pearson test. Wilcoxon rank sum test and t-test were performed. Results: Motion artifacts were present in 100% and in 0% of the Cartesian and the BLADE exams, respectively. Chemical-shift artifacts were present in 8% of the Cartesian exams. Flow artifacts were more frequent on BLADE. BLADE sequence was statistically superior to Cartesian for all qualitative features (p &lt; 0.05) except for fat-suppression (p = 0.054). In the subanalysis, BLADE was superior for implants and clips (p &lt; 0.05). SNR was statistically greater for BLADE (48.35 vs. 16.17). Cronbach ranged from 0.502 to 0.813. Conclusion: BLADE appears to be superior to Cartesian acquisition of STIR imaging as measured by improved image quality, fewer artifacts, and improved chest wall and lymph node depiction.<hr/>Resumo Objetivo: Comparar duas sequências de aquisição, cartesiana e radial (BLADE) ponderadas em short-tau inversion recovery (STIR), em exames de ressonância magnética de mama. Materiais e Métodos: Noventa e seis pacientes foram submetidas a exame de ressonância magnética de mama em 1,5 T (48 aquisições STIR cartesianas e 48 aquisições STIR BLADE). A análise qualitativa incluindo artefatos, qualidade de imagem, supressão de gordura, avaliação da parede torácica, detecção de lesões, linfonodos e impressão geral foi avaliada independentemente por três leitores. Os signal to noise ratios (SNRs) foram calculados. Foi utilizado o teste alfa de Cronbach para avaliar a concordância interobservador. Subanálises da qualidade de imagem, avaliação da parede torácica e impressão geral em 15 pacientes com implantes e qualidade de imagem em 31 pacientes com clipes cirúrgicos foram correlacionadas aplicando o teste de Pearson. Os testes de Wilcoxon rank sum test e Student t foram utilizados para comparação qualitativa e quantitativa entre as duas sequências. Resultados: Os artefatos de movimento estavam presentes em 100% e 0% dos exames de aquisição cartesiana e de BLADE, respectivamente. Os artefatos de desvio químico estavam presentes em 8% dos exames cartesianos. Artefatos de fluxo foram mais frequentes nas sequências BLADE. A sequência BLADE foi estatisticamente superior para todos os atributos qualitativos (p &lt; 0,05), exceto na supressão de gordura (p = 0,054). O BLADE foi superior na avaliação dos implantes e clipes cirúrgicos (p &lt; 0,05). O SNR foi estatisticamente superior na sequência BLADE (48,35 versus 16,17). Cronbach variou entre 0,502 e 0,813. Conclusão: A sequência BLADE foi superior à sequência de aquisição cartesiana de imagens na ponderação STIR, comprovada por uma melhor qualidade de imagem, menos artefatos e melhor avaliação da parede torácica e de linfonodos. <![CDATA[Acurácia da mamografia espectral com contraste para seguimento de tumor residual pós-quimioterapia neoadjuvante em pacientes com câncer de mama: um estudo de viabilidade]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-39842017000400224&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract Objective: To assess the feasibility of contrast-enhanced spectral mammography (CESM) of the breast for assessing the size of residual tumors after neoadjuvant chemotherapy (NAC). Materials and methods: In breast cancer patients who underwent NAC between 2011 and 2013, we evaluated residual tumor measurements obtained with CESM and full-field digital mammography (FFDM). We determined the concordance between the methods, as well as their level of agreement with the pathology. Three radiologists analyzed eight CESM and FFDM measurements separately, considering the size of the residual tumor at its largest diameter and correlating it with that determined in the pathological analysis. Interobserver agreement was also evaluated. Results: The sensitivity, specificity, positive predictive value, and negative predictive value were higher for CESM than for FFDM (83.33%, 100%, 100%, and 66% vs. 50%, 50%, 50%, and 25%, respectively). The CESM measurements showed a strong, consistent correlation with the pathological findings (correlation coefficient = 0.76-0.92; intraclass correlation coefficient = 0.692-0.886). The correlation between the FFDM measurements and the pathological findings was not statistically significant, with questionable consistency (intraclass correlation coefficient = 0.488-0.598). Agreement with the pathological findings was narrower for CESM measurements than for FFDM measurements. Interobserver agreement was higher for CESM than for FFDM (0.94 vs. 0.88). Conclusion: CESM is a feasible means of evaluating residual tumor size after NAC, showing a good correlation and good agreement with pathological findings. For CESM measurements, the interobserver agreement was excellent.<hr/>Resumo Objetivo: Avaliar a viabilidade da utilização da mamografia espectral com meio de contraste (CESM) na avaliação do tumor residual em mulheres com câncer de mama submetidas a quimioterapia neoadjuvante. Materiais e métodos: Foi avaliada a concordância entre a mensuração do tumor residual na CESM e na mamografia digital (FFDM) com os dados histopatológicos de mulheres submetidas a quimioterapia neoadjuvante entre 2011 e 2013. Após as exclusões, três radiologistas analisaram oito CESMs e FFDMs separadamente. A maior dimensão do tumor residual foi considerada para comparação com os resultados histopatológicos. Concordância e correlação da CESM e FFDM com resultados histopatológicos e a concordância interobservador foram avaliadas. Resultados: A CESM teve sensibilidade, especificidade e valores preditivos positivos e negativos maiores que a FFDM - 83,33%, 100%, 100% e 66% versus 50%, 50%, 50% e 25%, respectivamente. A CESM teve correlação boa e consistente com os achados histopatológicos (coeficiente de correlação = 0,76-0,92; coeficiente de correlação intraclasse = 0,692-0,886). A correlação entre FFDM e os achados histopatológicos não foi estatisticamente significante, com consistência questionável (coeficiente de correlação intraclasse = 0,488-0,598). A concordância entre as dimensões do estudo histopatológico foi mais estreita com a CESM do que com a FFDM. A concordância interobservador foi maior na CESM (0,94) do que na FFDM (0,88). Conclusão: A CESM é viável e pode ser utilizada para avaliação de tumor residual após quimioterapia neoadjuvante. A CESM tem boa correlação e concordância com o estudo histopatológico e excelente concordância interobservador. <![CDATA[Calcificação pulmonar metastática: achados na tomografia computadorizada de alta resolução de 23 casos]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-39842017000400231&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract Objective: The aim of this study was to evaluate the high-resolution computed tomography (HRCT) findings in patients diagnosed with metastatic pulmonary calcification (MPC). Materials and Methods: We retrospectively reviewed the HRCT findings from 23 cases of MPC [14 men, 9 women; mean age, 54.3 (range, 26-89) years]. The patients were examined between 2000 and 2014 in nine tertiary hospitals in Brazil, Chile, and Canada. Diagnoses were established by histopathologic study in 18 patients and clinical-radiological correlation in 5 patients. Two chest radiologists analyzed the images and reached decisions by consensus. Results: The predominant HRCT findings were centrilobular ground-glass nodules (n = 14; 60.9%), consolidation with high attenuation (n = 10; 43.5%), small dense nodules (n = 9; 39.1%), peripheral reticular opacities associated with small calcified nodules (n = 5; 21.7%), and ground-glass opacities without centrilobular ground-glass nodular opacity (n = 5; 21.7%). Vascular calcification within the chest wall was found in four cases and pleural effusion was observed in five cases. The abnormalities were bilateral in 21 cases. Conclusion: MPC manifested with three main patterns on HRCT, most commonly centrilobular ground-glass nodules, often containing calcifications, followed by dense consolidation and small solid nodules, most of which were calcified. We also described another pattern of peripheral reticular opacities associated with small calcified nodules. These findings should suggest the diagnosis of MPC in the setting of hypercalcemia.<hr/>Resumo Objetivo: O objetivo deste estudo foi avaliar os achados de tomografia computadorizada de alta resolução (TCAR) em pacientes com diagnóstico de calcificação pulmonar metastática (CPM). Materiais e Métodos: Revisamos, retrospectivamente, os achados na TCAR de 23 casos de CPM [14 homens e 9 mulheres; idade média, 54,3 (intervalo, 26-89) anos]. Os pacientes foram examinados entre 2000 e 2014 em nove hospitais terciários no Brasil, Chile e Canadá. O diagnóstico foi estabelecido por estudo histopatológico em 18 pacientes e correlação clinicorradiológica em 5 pacientes. Dois radiologistas de tórax analisaram as imagens e chegaram a decisões por consenso. Resultados: Os achados predominantes na TCAR foram nódulos centrolobulares em vidro fosco (n = 14; 60,9%), consolidação com alta atenuação (n = 10; 43,5%), pequenos nódulos densos (n = 9; 39,1%), opacidades reticulares periféricas associadas com pequenos nódulos calcificados (n = 5; 21,7%) e opacidades em vidro fosco sem nódulos centrolobulares em vidro fosco (n = 5; 21,7%). Calcificação vascular na parede torácica foi encontrada em quatro casos e derrame pleural foi observado em cinco casos. As anormalidades foram bilaterais em 21 casos. Conclusão: CPM manifestou-se com três padrões principais na TCAR. O aspecto mais comum foram os nódulos centrolobulares em vidro fosco, frequentemente contendo calcificações, seguido de consolidação densa e de pequenos nódulos sólidos, a maioria deles calcificada. Também descrevemos o padrão de opacidades reticulares periféricas associadas a pequenos nódulos calcificados. Esses achados devem sugerir o diagnóstico de CPM no contexto de hipercalcemia. <![CDATA[Influência da repleção vesical na pesquisa de obstrução do trato urinário utilizando cintilografia renal dinâmica]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-39842017000400237&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract Objective: To investigate the influence of bladder fullness on the diagnosis of urinary tract obstruction during dynamic renal scintigraphy with a diuretic stimulator. Materials and methods: We studied 82 kidneys in 82 patients submitted to dynamic renal scintigraphy with a diuretic stimulator. We compared the proportional elimination of the radiopharmaceutical 99mTc-DTPA from the kidneys before and after bladder emptying in post-diuretic images, classifying each image as representing an obstructed, indeterminate, or unobstructed kidney. Results: The overall elimination of 99mTc-DTPA from the kidneys was 10.4% greater after bladder emptying than before. When the analysis was performed with a full bladder, we classified 40 kidneys as obstructed, 16 as indeterminate, and 26 as unobstructed. When the 40 kidneys classified as obstructed were analyzed after voiding, 11 were reclassified as indeterminate and 3 were reclassified as unobstructed. Of the 16 kidneys classified as indeterminate on the full-bladder images, 13 were reclassified as unobstructed after voiding. Conclusion: In dynamic renal scintigraphy with a diuretic stimulator, it is important to obtain images after voiding, in order to perform a reliable analysis of the proportional excretion of 99mTc-DTPA from the kidneys, avoiding possible false-positive results for urinary tract obstruction.<hr/>Resumo Objetivo: Verificar a influência da repleção vesical no diagnóstico da obstrução do trato urinário durante a cintilografia renal dinâmica com estímulo de diurético. Materiais e métodos: Foram estudados, retrospectivamente, 82 rins de 82 pacientes submetidos a cintilografia renal dinâmica. Compararam-se as porcentagens de excreção do radiofármaco DTPA-99mTc pelos rins antes e após o esvaziamento vesical nas imagens pós-diurético, classificando-os como obstruídos, indeterminados ou não obstruídos. Resultados: A avaliação da excreção do radiofármaco pelos rins mostrou que houve aumento de 10,4% na taxa de excreção global quando a bexiga foi esvaziada. Dos 82 rins estudados, 40 foram considerados obstruídos, 16 indeterminados e 26 como não obstruídos, na análise com a bexiga repleta. Na análise das imagens após micção, dos 40 classificados como obstruídos, 11 passaram a ser classificados como indeterminados e 3 como não obstruídos. Além disso, dos 16 rins apontados como indeterminados nas imagens com a bexiga repleta, 13 passaram a ser considerados não obstruídos com a bexiga vazia. Conclusão: É fundamental uma imagem após a micção na cintilografia renal dinâmica para uma análise fidedigna da porcentagem de excreção do radiofármaco pelo rim, evitando-se possíveis falso-positivos para obstrução do trato urinário. <![CDATA[Recomendações do Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem, da Sociedade Brasileira de Mastologia e da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia para o rastreamento do câncer de mama]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-39842017000400244&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract Objective: To present the current recommendations for breast cancer screening in Brazil, as devised by the Brazilian College of Radiology and Diagnostic Imaging, the Brazilian Breast Disease Society, and the Brazilian Federation of Gynecological and Obstetrical Associations. Materials and methods: We analyzed scientific studies available in the Medline and Lilacs databases. In the absence of evidence, the recommendations reflected the consensus of a panel of experts. Recommendations: Annual mammography screening is recommended for women 40-74 years of age. Among women ≥ 75 years of age, annual mammography screening should be reserved for those with an expected survival &gt; 7 years. Complementary ultrasound should be considered for women with dense breasts. Complementary magnetic resonance imaging is recommended for women at high risk. When available, an advanced form of mammography known as tomosynthesis can be considered as a means of screening for breast cancer.<hr/>Resumo Objetivo: Apresentar as recomendações do Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem, da Sociedade Brasileira de Mastologia e da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia para o rastreamento por imagem do câncer de mama no Brasil. Materiais e métodos: Foram analisados os estudos científicos disponíveis nas bases científicas Medline e Lilacs. Na ausência de dados probatórios, as recomendações refletiram o consenso da comissão de especialistas. Recomendações: O rastreamento mamográfico anual é recomendado para as mulheres entre 40 e 74 anos. Acima de 75 anos deve ser reservado para as mulheres que tenham expectativa de vida maior que 7 anos. O rastreamento complementar com ultrassonografia deve ser considerado para as mulheres com mamas densas. O rastreamento complementar com ressonância magnética é recomendado para as mulheres com alto risco. A tomossíntese é uma forma de mamografia que pode ser considerada para o rastreamento do câncer de mama, quando disponível. <![CDATA[O papel da difusão por ressonância magnética na doença de Parkinson e no diagnóstico diferencial com parkinsonismo atípico]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-39842017000400250&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract Parkinson's disease is one of the most common neurodegenerative diseases. Clinically, it is characterized by motor symptoms. Parkinson's disease should be differentiated from atypical parkinsonism conditions. Conventional magnetic resonance imaging is the primary imaging method employed in order to facilitate the differential diagnosis, and its role has grown after the development of advanced techniques such as diffusion-weighted imaging. The purpose of this article was to review the role of magnetic resonance imaging in Parkinson's disease and in the differential diagnosis with atypical parkinsonism, emphasizing the diffusion technique.<hr/>Resumo A doença de Parkinson é uma das doenças neurodegenerativas mais comuns. Clinicamente, é caracterizada por sintomas motores, devendo ser diferenciada com outras doenças que cursam com parkinsonismo, definidas como parkinsonismo atípico. A ressonância magnética convencional é o principal método de imagem para auxiliar este diagnóstico diferencial e, atualmente, seu papel tem crescido com as técnicas avançadas, como a difusão. O objetivo deste artigo é revisar o papel da ressonância magnética na doença de Parkinson e no diagnóstico diferencial com parkinsonismo atípico, com ênfase na técnica de difusão. <![CDATA[Espondiloartropatias: critérios de ressonância magnética na detecção da sacroileíte]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-39842017000400258&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract Diagnostic imaging is crucial to the diagnosis and monitoring of spondyloarthropathies. Magnetic resonance imaging is the most relevant tool for the early detection of sacroiliitis, allowing the institution of therapeutic strategies to impede the progression of the disease. This study illustrates the major criteria for a magnetic resonance imaging-based diagnosis of spondyloarthropathy. The cases selected here present images obtained from the medical records of patients diagnosed with sacroiliitis over a two-year period at our facility, depicting the active and chronic, irreversible forms of the disease. Although computed tomography and conventional radiography can also identify structural changes, such as subchondral sclerosis, erosions, fat deposits, and ankylosis, only magnetic resonance imaging can reveal active inflammatory lesions, such as bone edema, osteitis, synovitis, enthesitis, and capsulitis.<hr/>Resumo A avaliação por imagem é fundamental para o diagnóstico e acompanhamento clínico dos pacientes com espondiloartropatias. A ressonância magnética é o método de imagem mais importante para a detecção precoce de sacroileíte, permitindo a instituição de terapias que podem impedir a progressão da doença. Este estudo ilustra os principais critérios de ressonância magnética na definição de sacroileíte nas espondiloartropatias, com imagens selecionadas dos prontuários dos pacientes diagnosticados no nosso serviço, demonstrando tanto os achados da doença em atividade como as alterações crônicas de caráter irreversível. Embora a tomografia computadorizada e a radiografia convencional possam identificar lesões estruturais crônicas, tais como esclerose subcondral, erosões, depósitos de gordura e anquilose, apenas a ressonância magnética é capaz de demonstrar lesões inflamatórias ativas, tais como edema ósseo, osteíte, sinovite, entesite e capsulite. <![CDATA[Osteossarcoma primário da calota craniana]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-39842017000400263&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Only 5-10% of osteosarcomas arise from the craniofacial bones. We report the case of a 14-year-old female patient who presented with headache and a mass that had been growing in the left frontoparietal region for six months. We describe the findings on conventional radiography, computed tomography, and magnetic resonance imaging.<hr/>Osteossarcomas que se originam dos ossos craniofaciais correspondem a apenas 5-10% dos casos. Neste artigo relatamos caso de uma paciente de 14 anos de idade com quadro de cefaleia e crescimento de massa tumoral na região frontoparietal esquerda com evolução de seis meses. São descritos os achados na radiografia simples, tomografia computadorizada e ressonância magnética. <![CDATA[Hérnia inguinoescrotal por deslizamento com insinuação vesical, cálculo na bexiga e ureter distal]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-39842017000400266&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Only 5-10% of osteosarcomas arise from the craniofacial bones. We report the case of a 14-year-old female patient who presented with headache and a mass that had been growing in the left frontoparietal region for six months. We describe the findings on conventional radiography, computed tomography, and magnetic resonance imaging.<hr/>Osteossarcomas que se originam dos ossos craniofaciais correspondem a apenas 5-10% dos casos. Neste artigo relatamos caso de uma paciente de 14 anos de idade com quadro de cefaleia e crescimento de massa tumoral na região frontoparietal esquerda com evolução de seis meses. São descritos os achados na radiografia simples, tomografia computadorizada e ressonância magnética. <![CDATA[Amiloidose traqueobrônquica primária]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-39842017000400267&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Only 5-10% of osteosarcomas arise from the craniofacial bones. We report the case of a 14-year-old female patient who presented with headache and a mass that had been growing in the left frontoparietal region for six months. We describe the findings on conventional radiography, computed tomography, and magnetic resonance imaging.<hr/>Osteossarcomas que se originam dos ossos craniofaciais correspondem a apenas 5-10% dos casos. Neste artigo relatamos caso de uma paciente de 14 anos de idade com quadro de cefaleia e crescimento de massa tumoral na região frontoparietal esquerda com evolução de seis meses. São descritos os achados na radiografia simples, tomografia computadorizada e ressonância magnética. <![CDATA[Cistite xantogranulomatosa em criança]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-39842017000400268&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Only 5-10% of osteosarcomas arise from the craniofacial bones. We report the case of a 14-year-old female patient who presented with headache and a mass that had been growing in the left frontoparietal region for six months. We describe the findings on conventional radiography, computed tomography, and magnetic resonance imaging.<hr/>Osteossarcomas que se originam dos ossos craniofaciais correspondem a apenas 5-10% dos casos. Neste artigo relatamos caso de uma paciente de 14 anos de idade com quadro de cefaleia e crescimento de massa tumoral na região frontoparietal esquerda com evolução de seis meses. São descritos os achados na radiografia simples, tomografia computadorizada e ressonância magnética. <![CDATA[Cyamella gigante: um raro sesamoide]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-39842017000400270&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Only 5-10% of osteosarcomas arise from the craniofacial bones. We report the case of a 14-year-old female patient who presented with headache and a mass that had been growing in the left frontoparietal region for six months. We describe the findings on conventional radiography, computed tomography, and magnetic resonance imaging.<hr/>Osteossarcomas que se originam dos ossos craniofaciais correspondem a apenas 5-10% dos casos. Neste artigo relatamos caso de uma paciente de 14 anos de idade com quadro de cefaleia e crescimento de massa tumoral na região frontoparietal esquerda com evolução de seis meses. São descritos os achados na radiografia simples, tomografia computadorizada e ressonância magnética. <![CDATA[Hemangioma vesical: uma localização atípica]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-39842017000400271&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Only 5-10% of osteosarcomas arise from the craniofacial bones. We report the case of a 14-year-old female patient who presented with headache and a mass that had been growing in the left frontoparietal region for six months. We describe the findings on conventional radiography, computed tomography, and magnetic resonance imaging.<hr/>Osteossarcomas que se originam dos ossos craniofaciais correspondem a apenas 5-10% dos casos. Neste artigo relatamos caso de uma paciente de 14 anos de idade com quadro de cefaleia e crescimento de massa tumoral na região frontoparietal esquerda com evolução de seis meses. São descritos os achados na radiografia simples, tomografia computadorizada e ressonância magnética. <![CDATA[Prolapso da gordura subconjuntival: uma entidade pouco conhecida dos radiologistas]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-39842017000400272&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Only 5-10% of osteosarcomas arise from the craniofacial bones. We report the case of a 14-year-old female patient who presented with headache and a mass that had been growing in the left frontoparietal region for six months. We describe the findings on conventional radiography, computed tomography, and magnetic resonance imaging.<hr/>Osteossarcomas que se originam dos ossos craniofaciais correspondem a apenas 5-10% dos casos. Neste artigo relatamos caso de uma paciente de 14 anos de idade com quadro de cefaleia e crescimento de massa tumoral na região frontoparietal esquerda com evolução de seis meses. São descritos os achados na radiografia simples, tomografia computadorizada e ressonância magnética. <![CDATA[Síndrome de Ogilvie após uso de vincristina: achados tomográficos]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-39842017000400273&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Only 5-10% of osteosarcomas arise from the craniofacial bones. We report the case of a 14-year-old female patient who presented with headache and a mass that had been growing in the left frontoparietal region for six months. We describe the findings on conventional radiography, computed tomography, and magnetic resonance imaging.<hr/>Osteossarcomas que se originam dos ossos craniofaciais correspondem a apenas 5-10% dos casos. Neste artigo relatamos caso de uma paciente de 14 anos de idade com quadro de cefaleia e crescimento de massa tumoral na região frontoparietal esquerda com evolução de seis meses. São descritos os achados na radiografia simples, tomografia computadorizada e ressonância magnética. <![CDATA[Displasia em "boné" do tegmento pontino associada a duplicidade do canal auditivo interno]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-39842017000400274&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Only 5-10% of osteosarcomas arise from the craniofacial bones. We report the case of a 14-year-old female patient who presented with headache and a mass that had been growing in the left frontoparietal region for six months. We describe the findings on conventional radiography, computed tomography, and magnetic resonance imaging.<hr/>Osteossarcomas que se originam dos ossos craniofaciais correspondem a apenas 5-10% dos casos. Neste artigo relatamos caso de uma paciente de 14 anos de idade com quadro de cefaleia e crescimento de massa tumoral na região frontoparietal esquerda com evolução de seis meses. São descritos os achados na radiografia simples, tomografia computadorizada e ressonância magnética.