Scielo RSS <![CDATA[Radiologia Brasileira]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0100-398420140006&lang=pt vol. 47 num. 6 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Técnicas de imagem na caracterização de lesões adrenais]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-39842014000600005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[Adrenoleucodistrofia ligada ao X: diagnóstico e quantificação da progressão]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-39842014000600007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[Histórico e importância da classificação de Bosniak para cistos renais complexos]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-39842014000600009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[Qual o seu diagnóstico?]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-39842014000600011&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[Aplicação de um protocolo de espectroscopia por ressonância magnética das adrenais: experiência com mais de 100 casos]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-39842014000600333&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Objetivo: Avaliar um protocolo de espectroscopia por ressonância magnética (ERM) do próton de hidrogênio (1H) bidimensional (2D) disponível comercialmente (Siemens Medical Systems; Erlangen, Alemanha), aplicado para nódulos adrenais e diferenciação das massas (adenomas, feocromocitomas, carcinomas e metástases). Materiais e Métodos: Um total de 118 pacientes (36 homens e 82 mulheres), apresentando-se com 138 nódulos/massas adrenais, foi avaliado prospectivamente (média de idade: 57,3 ± 13,3 anos). Uma sequência de ERM-1H-PRESS-CSI (espectroscopia por resolução de ponto-imagem por desvio químico) multivoxel foi utilizada. Análise espectroscópica foi realizada da esquerda-direita, sentido crânio-caudal, usando três sequências sagitais, além de sequências axiais e coronais T2-HASTE. Os seguintes índices foram calculados: colina (Cho)/creatina (Cr), 4,0–4,3 ppm/Cr, lipídio (Lip)/Cr, Cho/Lip e lactato (Lac)/Cr. Resultados: ERM-1H-2D foi bem sucedida em 123 (89,13%) lesões. Os valores de sensibilidade e especificidade encontrados para as proporções e pontos de corte avaliados foram: Cho/Cr ≥ 1,2, sensibilidade de 100% e especificidade de 98,2% (diferenciação de adenomas e carcinomas de feocromocitomas e metástases); 4,0–4,3 ppm/Cr ≥ 1,5, 92,3% de sensibilidade, especificidade de 96,9% (diferenciação de carcinomas e feocromocitomas de adenomas e metástases); Lac/Cr ≤ –7,449, sensibilidade de 90,9% e especificidade de 77,8% (diferenciação de feocromocitomas contra carcinomas e adenomas). Conclusão: Os dados da ERM-1H-2D foram eficazes e permitiram a diferenciação entre massas adrenais e nódulos na maioria das lesões com diâmetro &gt; 1,0 cm. <hr/> Objective: To evaluate a protocol for two-dimensional (2D) hydrogen proton (1H) magnetic resonance spectroscopy (MRS) (Siemens Medical Systems; Erlangen, Germany) in the detection of adrenal nodules and differentiation between benign and malignant masses (adenomas, pheochromocytomas, carcinomas and metastases). Materials and Methods: A total of 118 patients (36 men; 82 women) (mean age: 57.3 ± 13.3 years) presenting with 138 adrenal nodules/masses were prospectively assessed. A multivoxel system was utilized with a 2D point-resolved spectroscopy/chemical shift imaging sequence. The following ratios were calculated: choline (Cho)/creatine (Cr), 4.0–4.3/Cr, lipid (Lip)/Cr, Cho/Lip and lactate (Lac)/Cr. Results: 2D-1H-MRS was successful in 123 (89.13%) lesions. Sensitivity and specificity values observed for the ratios and cutoff points were the following: Cho/Cr ≥ 1.2, 100% sensitivity, 98.2% specificity (differences between adenomas/pheochromocytomas and carcinomas/ metastases); 4.0–4.3 ppm/Cr ≥ 1.5, 92.3% sensitivity, 96.9% specificity (differences between carcinomas/pheochromocytomas and adenomas/metastases); Lac/Cr ≤ –7.449, 90.9% sensitivity and 77.8% specificity (differences between pheochromocytomas and carcinomas/adenomas). Conclusion: Information provided by 2D-1H-MRS were effective and allowed for the differentiation between adrenal masses and nodules in most cases of lesions with &gt; 1.0 cm in diameter. <![CDATA[Adrenoleucodistrofia ligada ao X: correlação entre o escore de Loes e parâmetros do tensor de difusão]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-39842014000600342&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Objetivo: Avaliar a correlação dos parâmetros do tensor de difusão com o escore de Loes e se os parâmetros do tensor de difusão poderiam indicar alterações estruturais precoces. Materiais e Métodos: As medidas do tensor de difusão foram obtidas em 30 exames de 14 pacientes com adrenoleucodistrofia ligada ao X e foram correlacionadas com o escore de Loes. Um grupo controle de 28 pacientes masculinos foi avaliado para estabelecer medidas do tensor de difusão pareadas por idade. Análises estatísticas intra e interobservador foram feitas. Resultados: As medidas do tensor de difusão apresentam forte correlação com o escore de Loes segundo o coeficiente de Pearson (r), com valores de –0,86, 0,89, 0,89 e 0,84 para a fração de anisotropia e difusibilidades média, radial e axial (p &lt; 0,01). A análise da mudança nas medidas do tensor de difusão no estágio inicial da doença indica que os valores de difusibilidades média e radial podem ajudar a predizer a progressão da doença. Conclusão: As medidas de parâmetros do tensor de difusão poderiam ser usadas como um adjunto ao escore de Loes, auxiliando no monitoramento da doença e alertando uma possível progressão do escore de Loes na faixa de interesse para decisões terapêuticas. <hr/> Objective: The present study was aimed at evaluating the correlation between diffusion tensor imaging parameters and Loes score as well as whether those parameters could indicate early structural alterations. Materials and Methods: Diffusion tensor imaging measurements were obtained in 30 studies of 14 patients with X-linked adrenoleukodystrophy and were correlated with Loes scores. A control group including 28 male patients was created to establish agematched diffusion tensor imaging measurements. Inter- and intraobserver statistical analyses were undertaken. Results: Diffusion tensor imaging measurements presented strong Pearson correlation coefficients (r) of –0.86, 0.89, 0.89 and 0.84 for fractional anisotropy and mean, radial and axial diffusivities (p &lt; 0.01). Analysis of changes in diffusion tensor measurements at early stage of the disease indicates that mean and radial diffusivities might be useful to predict the disease progression. Conclusion: Measurements of diffusion tensor parameters can be used as an adjunct to the Loes score, aiding in the monitoring of the disease and alerting for possible Loes score progression in the range of interest for therapeutic decisions. <![CDATA[Dosimetria de pacientes submetidos a exames de PET/CT cerebral para diagnóstico de comprometimento cognitivo leve]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-39842014000600350&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Objetivo: O objetivo deste trabalho é avaliar a dose em pacientes submetidos a PET/CT para diagnóstico de comprometimento cognitivo leve. Materiais e Métodos: Para as medidas da dose absorvida proveniente da modalidade CT utilizaram-se detectores TLD-100 inseridos em um simulador Alderson Rando®. Os simuladores antropomórficos (versões masculina e feminina) foram submetidos aos mesmos protocolos técnicos para aquisição das imagens dos pacientes. A dose absorvida resultante da injeção do radiofármaco foi estimada por meio do modelo proposto pela ICRP 106. Resultados: A dose efetiva a que foram submetidos os pacientes com esta técnica diagnóstica foi, aproximadamente, (5,34 ± 1,99) mSv. Conclusão: Protocolos otimizados para cálculo de atividade radioativa que será injetada em cada paciente podem contribuir para a redução da dose efetiva nos pacientes durante a realização do diagnóstico de comprometimento cognitivo leve com PET/CT. <hr/> Objective: The present study was aimed at evaluating the effective radiation dose in patients submitted to PET/CT for the diagnosis of mild cognitive impairment. Materials and Methods: TLD-100 detectors inserted into an Alderson Rando® anthropomorphic phantom were utilized to measure the absorbed dose coming from the CT imaging modality. The anthropomorphic phantoms (male and female adult versions) were submitted to the same technical protocols for patients’ images acquisition. The absorbed dose resulting from the radiopharmaceutical injection was estimated by means of the model proposed by the ICRP publication 106. Results: The effective dose in patients submitted to this diagnostic technique was approximately (5.34 ± 1.99) mSv. Conclusion: Optimized protocols for calculation of radioactive activity injected into patients submitted to this diagnostic technique might contribute to reduce the effective radiation dose resulting from PET/CT in the diagnosis of mild cognitive impairment. <![CDATA[Radioterapia de intensidade modulada (IMRT) para pacientes do SUS: análise de 508 tratamentos em dois anos de instalação da técnica]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-39842014000600355&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Objetivo: A oferta de radioterapia de alta tecnologia para população atendida pelo Sistema Único de Saúde (SUS) é limitada, por não pertencer ao rol de procedimentos e, muitas vezes, pela capacidade instalada frente à demanda e dificuldade de retenção de recursos humanos especializados. Dessa forma, o acesso à radioterapia de intensidade modulada (IMRT) é restrito a poucos serviços no Brasil. Pretendemos apresentar as características dos primeiros 508 tratamentos de IMRT durante os primeiros anos de instalação da técnica em um hospital universitário. Materiais e Métodos: Foram analisados 508 tratamentos de IMRT, de maio de 2011 a setembro de 2013, que completaram a radioterapia. A técnica empregada foi multilâminas estático. Resultados: De um total de 4.233 pacientes tratados no período, 12,5% realizaram IMRT. As principais indicações foram para crânio, cabeça e pescoço, e próstata. Aproximadamente 30% das radioterapias de crânio e 50% das de próstata foram por IMRT. A toxicidade total foi 4%. Conclusão: Em razão das restrições de acesso à radioterapia e da não cobertura deste procedimento, as indicações de IMRT para pacientes do SUS devem ser apoiadas nos protocolos clínicos das instituições em acordo com sua realidade, com especial atenção à redução da toxicidade. <hr/>The Bosniak classification for renal cysts was developed in the late 1980s in an attempt to standardize the description and management of complex cystic renal lesions. Alterations were made to such a classification in the 1990s and, the last one, in 2005. Currently, five categories of cystic renal lesions are defined - namely, I, II, II-F, III and IV –, according to their degree of complexity and likelihood of malignancy. Despite being initially described for computed tomography, this classification has been also utilized with some advantages also for magnetic resonance imaging. The present article reviews the different phases of this classification, its diagnostic efficacy and the most controversial features of its use. <![CDATA[Dosimetria e avaliação da qualidade da imagem em um sistema de radiografia direta]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-39842014000600361&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Objetivo: Avaliar a dose glandular média utilizando um detector de estado sólido e a qualidade da imagem de um sistema de radiografia direta a partir de objetos simuladores. Materiais e Métodos: Irradiações foram realizadas utilizando o controle automático de exposição e placas de polimetilmetacrilato com diferentes espessuras para o cálculo da dose glandular média. A qualidade da imagem foi avaliada por meio das estruturas visualizadas nas imagens dos objetos simuladores. Resultados: Considerando a incerteza das medições, os resultados de dose glandular média estão de acordo com os valores fornecidos pelo equipamento e com os níveis de referência adotados internacionalmente. Os resultados obtidos a partir das imagens dos objetos simuladores estavam em conformidade com os valores de referência. Conclusão: Este trabalho contribui para verificar a conformidade do equipamento em relação a dose e qualidade da imagem. <hr/> Objective: To evaluate the mean glandular dose with a solid state detector and the image quality in a direct radiography system, utilizing phantoms. Materials and Methods: Irradiations were performed with automatic exposure control and polymethyl methacrylate slabs with different thicknesses to calculate glandular dose values. The image quality was evaluated by means of the structures visualized on the images of the phantoms. Results: Considering the uncertainty of the measurements, the mean glandular dose results are in agreement with the values provided by the equipment and with internationally adopted reference levels. Results obtained from images of the phantoms were in agreement with the reference values. Conclusion: The present study contributes to verify the equipment conformity as regards dose values and image quality. <![CDATA[Classificação de Bosniak para cistos renais complexos: histórico e análise crítica]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-39842014000600368&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A classificação de Bosniak para cistos renais surgiu na década de 1980 para tentar padronizar a descrição e condutas em relação às lesões renais císticas complexas. Esta classificação sofreu alterações na década de 1990 e, a última, em 2005. Atualmente, são definidas cinco categorias de lesões císticas renais – I, II, II-F, III e IV –, de acordo com o grau de complexidade e maior probabilidade de malignidade. Apesar de inicialmente ter sido descrita para a tomografia computadorizada, esta classificação é utilizada, com algumas vantagens, também na ressonância magnética. O presente artigo revisa as diferentes fases desta classificação, sua eficácia diagnóstica e os aspectos mais controversos de sua utilização.<hr/>The Bosniak classification for renal cysts was developed in the late 1980s in an attempt to standardize the description and management of complex cystic renal lesions. Alterations were made to such a classification in the 1990s and, the last one, in 2005. Currently, five categories of cystic renal lesions are defined - namely, I, II, II-F, III and IV –, according to their degree of complexity and likelihood of malignancy. Despite being initially described for computed tomography, this classification has been also utilized with some advantages also for magnetic resonance imaging. The present article reviews the different phases of this classification, its diagnostic efficacy and the most controversial features of its use. <![CDATA[Tumores hepáticos incomuns: ensaio iconográfico – Parte 2]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-39842014000600374&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O diagnóstico das lesões hepáticas mais frequentes pode ser feito com alguma segurança quando exibem aspectos típicos, utilizandose os diversos métodos de imagem; ao contrário, as lesões incomuns são geralmente um desafio diagnóstico para o radiologista. Nesta segunda parte do estudo serão descritas quatro raras lesões hepáticas: o linfoma hepático primário, o tumor miofibroblástico, o carcinoma neuroendócrino primário do fígado e o tumor desmoplásico de pequenas células, abordando as suas principais características e achados de imagem, com foco na tomografia computadorizada e ressonância magnética.<hr/>In cases where typical aspects are shown, the diagnosis of most frequent hepatic lesions can be made with some safety by means of several imaging methods; on the other hand, uncommon lesions generally represent a diagnostic challenge for the radiologist. In the present second part of the study, the authors describe four rare hepatic lesions, as follows: primary hepatic lymphoma, myofibroblastic tumor, primary hepatic neuroendocrine tumor and desmoplastic small round cell tumor, approaching their main characteristics and imaging findings with emphasis on computed tomography and magnetic resonance imaging. <![CDATA[Tumores primários da órbita incomuns diagnosticados por biópsia com agulha grossa guiada por tomografia computadorizada: relato de dois casos]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-39842014000600380&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Biópsia percutânea guiada por tomografia computadorizada é uma alternativa segura e eficaz para avaliação de lesões intraorbitárias selecionadas, em que o diagnóstico pré-operatório é importante para o planejamento terapêutico. Descrevemos dois casos de pacientes com tumores orbitários incomuns em que o diagnóstico foi obtido por biópsia com agulha grossa guiada por tomografia computadorizada, dando ênfase para os aspectos técnicos do procedimento.<hr/>Computed tomography-guided percutaneous biopsy is a safe and effective alternative method for evaluating selected intra-orbital lesions where the preoperative diagnosis is important for the therapeutic planning. The authors describe two cases of patients with uncommon primary orbital tumors whose diagnosis was obtained by means of computed tomography-guided core needle biopsy, with emphasis on the technical aspects of the procedure. <![CDATA[Leiomiossarcoma da veia cava inferior: relato de caso]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-39842014000600384&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Relatamos um caso de paciente do sexo feminino, 48 anos, com quadro clínico de dor abdominal de moderada intensidade e abaulamento do abdome. Ao exame físico constatou-se massa abdominal palpável. A tomografia computadorizada mostrou volumosa massa retroperitoneal, com realce heterogêneo e íntima relação com a veia cava inferior. Realizou-se ressecção em bloco da massa e do segmento invadido da veia cava. A histologia revelou leiomiossarcoma.<hr/>The authors report a case of a 48 year-old female patient with moderate abdominal pain and bulging in the abdomen. Physical examination demonstrated the presence of a palpable abdominal mass. Computed tomography showed a heterogeneously enhancing retroperitoneal mass in close contact with the inferior vena cava. En bloc resection of the mass and of the attached vena cava segment was performed. Histological analysis revealed leiomyosarcoma. <![CDATA[Neoplasia de úraco: relato de caso]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-39842014000600387&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt As doenças dos remanescentes do úraco são incomuns. Localizam-se geralmente na junção remanescente do úraco com a cúpula vesical. Adenocarcinomas mucinosos são a maioria. A característica clínica mais comum é a hematúria. Neste artigo relatamos o caso de uma paciente de 62 anos com quadro de hematúria macroscópica com evolução de três anos. São descritos achados na ultrassonografia e tomografia computadorizada.<hr/>Diseases of urachal remnants are uncommon and generally located on the junction of the urachal remnant with the bladder dome. In most cases such diseases correspond to mucinous adenocarcinomas and present hematuria as their most common clinical finding. The authors report the case of a 62-year-old female patient undergoing follow-up due to macroscopic hematuria for three years. Ultrasonography and computed tomography findings are described.