Scielo RSS <![CDATA[Summa Phytopathologica]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0100-540520170004&lang=pt vol. 43 num. 4 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Crescimento micelial, patogenicidade, agressividade e desenvolvimento de apotécios de isolados de <em>Sclerotinia sclerotiorum</em> do Brasil e dos Estados Unidos em regimes de temperatura contrastantes]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-54052017000400263&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Fungi can adapt to environmental conditions and produce different physiological responses. The aim of this study was to verify the existence of Sclerotinia sclerotiorum temperature ecotypes in isolates from Brazil and the USA. Ten S. sclerotiorum isolates from tropical and subtropical regions of Brazil and six isolates from the USA were used to measure mycelial growth, pathogenicity and aggressiveness on bean, canola and soybean, as well as apothecial formation at contrasting temperatures. For mycelial growth, regardless of the origin, all isolates grew faster at 20°C, compared to 27°C. For pathogenicity and aggressiveness, disease severity was greater at 20°C than at 30°C considering all isolates. As regards apothecial production, only Brazilian isolates were capable of producing apothecia with no preconditioning. After preconditioning at 4°C during 40 days, isolates from Brazil and the USA produced apothecia. None of the 16 isolates was capable of producing apothecia at 30oC after 40 days. Results indicated no adaptation of S. sclerotiorum isolates from Brazil to grow or colonize leaflets at higher temperatures, compared to isolates from the USA. Only sclerotia from S. sclerotiorum isolates from Brazil were capable of germinating carpogenically without preconditioning.<hr/>RESUMO Os fungos podem se adaptar a condições ambientais e produzir diferentes respostas fisiológicas. O objetivo deste estudo foi verificar a existência de ecótipos de temperatura para Sclerotinia sclerotiorum em isolados do Brasil e dos EUA. Dez isolados de S. sclerotiorum de regiões tropicais e subtropicais do Brasil e seis dos EUA foram avaliados para crescimento micelial, patogenicidade, agressividade em feijão, canola e soja e formação de apotécio em temperaturas contrastantes. Para o crescimento micelial, independente da origem do isolado, todos cresceram mais rápido a 20oC em comparação com 27oC. Para patogenicidade e agressividade, a severidade da doença foi maior a 20oC do que a 30oC, para todos isolados. Para produção de apotécio, somente isolados do Brasil foram capazes de produzir apotécio sem pré-condicionamento. Com pré-condicionamento a 4oC por 40 dias, os isolados do Brasil e dos EUA produziram apotécio. Nenhum dos 16 isolados foi capaz de produzir apotécio a 30oC, após 40 dias. Os resultados não mostraram uma adaptação de isolados de S. sclerotiorum do Brasil para crescer ou colonizar folíolos em temperaturas mais altas, em comparação com os isolados dos EUA. Apenas escleródios de isolados de S. sclerotiorum do Brasil foram capazes de germinar carpogenicamente sem pré-condicionamento. <![CDATA[Escala Diagramática para avaliação da severidade da podridão negra (<em>Ceratocystis paradoxa</em>) na pós colheita em coc]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-54052017000400269&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT One of the major bottlenecks in the postharvest commercialization of coconut fruits is the black rot disease, caused by the fungus Ceratocystis paradoxa. This disease has been neglected in the main production areas or associated with other coconut diseases. To date, there are no standardized methods for assessing the intensity of such a problem. In this sense, the aim of our study was to prepare and validate a diagrammatic scale to evaluate the disease severity in coconut fruits. We also tested the scale applicability comparing distinct C. paradoxa isolates on inoculated fruits. For such quantification, the fruit longitudinal sectioning was necessary, allowing the visualization of internal symptoms. The proposed scale showed good repeatability and high reproducibility, with absolute errors around 8%, while the coefficient of determination presented an average of 91% with the aid of the scale and of 59% without the scale. In addition, symptom analyses showed that the outer necrosis does not match the internal damage. Therefore, we suggest in this study that the severity estimate of this disease be obtained by using the presented scale.<hr/>RESUMO Um dos principais problemas na comercialização de frutos de coco em pós-colheita tem sido a podridão negra, causada pelo fungo Ceratocystis paradoxa. Esta doença tem sido negligenciada nas principais áreas produtoras ou associadas à outras doenças da cultura. Até o presente momento, não existem métodos padronizados para a avaliação da intensidade de tal problema. Neste sentido, o objetivo do nosso estudo foi preparar e validar uma escala diagramática para avaliar a severidade da doença em frutos de coco. Com isso, foi possível testar a aplicabilidade da escala comparando diferentes isolados de C. paradoxa em frutos inoculados. Para esta quantificação, o seccionamento longitudinal do fruto foi necessário, permitindo a visualização interna dos sintomas. Dessa forma, a escala proposta apresentou boa repetibilidade e alta reprodutibilidade, com erros absolutos em torno de 8% e coeficientes de determinação com médias de 91% com o auxílio da escala e de 59% sem a escala. Além disso, as análises sintomáticas mostraram que uma necrose exterior não corresponde ao dano interno. Por isso, indica-se neste trabalho, a estimativa da severidade desta doença através da escala apresentada. <![CDATA[Eficácia de diferentes formulações fungicidas e número de aplicações para o controle da ferrugem da folha no trigo]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-54052017000400276&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Leaf rust (Puccinia triticina) is one of the most common diseases in wheat crops. For effective control of such disease, leaf application of mixtures of triazole and strobilurin fungicides is recommended. The aim of this study was to evaluate the efficacy of different fungicide formulations and numbers of applications in controlling wheat leaf rust in the cultivar TBIO Pioneiro 2010. Experimental design was completely randomized, 2x2 factorial arrangement, consisting of two fungicide formulations and two numbers of applications, as well as four replicates. Treatments were: azoxystrobin + tebuconazole, three and four applications; trifloxystrobin + prothioconazole, three and four applications; and a control treatment without fungicide application. For treatments with three applications, fungicides were applied at the phenological stages of: elongation, booting and flowering. For treatments with four applications, fungicides were applied at the phenological stages of: tillering, elongation, booting and flowering. The efficiency of fungicides on leaf rust control was analyzed based on the disease severity assessment by calculating the Area Under Disease Progress Curve (AUDPC). Severity data were obtained based on percentage scores of leaf area with visible disease symptoms/signs according to Cobb’s diagrammatic scale. Fungicides with azoxystrobin + tebuconazole and trifloxystrobin + prothioconazole showed efficient control of wheat leaf rust (higher than 85%). For yield components, there was no statistical difference between numbers of applications, but there was a statistical difference between fungicide formulations, except for grain yield. Furthermore, for yield components, all fungicide treatments significantly differed from control.<hr/>RESUMO A ferrugem da folha do trigo (Puccinia triticina) é uma das doenças mais frequentes em lavouras de trigo. Para um controle efetivo dessa doença é recomendado o controle foliar através da aplicação de misturas de fungicidas triazóis e estrobilurinas. O objetivo deste estudo foi avaliar a eficácia das diferentes formulações fungicidas e do número de aplicações para o controle da ferrugem da folha do trigo na cultivar TBIO Pioneiro 2010. O delineamento experimental utilizado foi inteiramente casualizado, fatorial 2x2, consistindo em duas formulações fungicidas e dois números de aplicações, com quatro repetições. Os tratamentos foram: azoxistrobina + tebuconazol com três e quatro aplicações; trifloxistrobina + protioconazol com três e quatro aplicações; e um tratamento testemunha sem aplicação de fungicida. Nos tratamentos com três aplicações, os fungicidas foram aplicados nos estádios fenológicos de: alongamento, emborrachamento e florescimento. Os tratamentos com quatro aplicações foram realizados nos estádios fenológicos de: perfilhamento, alongamento, emborrachamento e florescimento. A eficiência dos fungicidas no controle da ferrugem foi analisada através da avaliação da severidade da doença, calculando-se a Área Abaixo da Curva de Progresso da Doença (AACPD). Os dados de severidade foram obtidos através de notas da porcentagem da área foliar com sintomas/sinais da doença segundo a escala diagramática de Cobb. Fungicidas com azoxistrobina + tebuconazol e trifloxistrobina + protioconazol apresentaram eficiência no controle de ferrugem da folha de trigo (todos acima de 85%). Em componentes de rendimento, não houve diferença estatística entre o número de aplicações, mas, houve diferença estatística entre as formulações de fungicidas, exceto para produtividade. Além disso, para os componentes do rendimento, todos os tratamentos fungicidas diferiram significativamente da testemunha. <![CDATA[Sensibilidade de <em>Corynespora cassiicola</em> isolado de soja a fungicidas <em>in vitro</em> e controle químico de mancha-alvo da soja no campo]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-54052017000400281&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Soybean target spot (Corynespora cassiicola) has become an important disease in most soybean growing regions in Brazil. The sensitivity of 34 isolates of C. cassiicola to 11 fungicides was evaluated based on mycelial growth inhibition (boscalid, carbendazim, cyproconazole, fluopyram, fluxapyroxad, prothioconazole and thiophanate-methyl) or spore germination inhibition (azoxystrobin, picoxystrobin, pyraclostrobin and trifloxystrobin). In addition, the efficacy of five fungicides to control target spot was tested in four field trials carried out during three crop seasons: 2011/2012, 2012/2013 and 2013/2014. Fungal isolates were collected from soybean plants in several soybean growing areas in Brazil. The effective concentration of each fungicide to inhibit fungal growth or spore germination by 50% (EC50) was calculated for all isolates. Fluxapyroxad and prothioconazole provided the greatest mycelial growth inhibition and pyraclostrobin led to the lowest spore germination percentage, with the lowest EC50 values. At field experiments, cyproconazole and carbendazim showed target spot control ranging from 26% to 29%. On the other hand, fluxapyroxad and prothioconazole prevented an epidemic of the disease by 45% to 55%, respectively. In general, the efficacy of fungicides in the field reflected the in vitro sensitivity averages. Large sensitivity reduction was detected to benzimidazoles (MBC), indicating that this group of fungicides should no longer be used for target spot control. There was a negative and significant correlation (-0.265) between target spot severity and soybean yield. The pathogen showed variability in sensitivity to the fungicide groups carboxamides (SDHI), triazoles (DMI) and strobilurins (QoI), which denotes a high risk of selection for resistance.<hr/>RESUMO A mancha-alvo da soja (Corynespora cassiicola) tornou-se uma importante doença na maioria das regiões produtoras de soja no Brasil. A sensibilidade de 34 isolados de Corynespora cassiicola a 11 fungicidas foi avaliada pela inibição do crescimento micelial (boscalida, carbendazim, ciproconazol, fluopiram, fluxapiroxada, protioconazol e tiofanato-metílico) ou inibição da germinação de esporos (azoxistrobina, picoxistrobina, piraclostrobina e trifloxistrobina). Além disso, a eficácia de cinco fungicidas para controlar mancha-alvo foi testada em quatro ensaios no campo, conduzidos durante três safras: 2011/2012, 2012/2013 e 2013/2014. Os isolados do fungo foram coletados de plantas de soja em diversas regiões produtoras de soja do Brasil. A concentração efetiva para inibir o crescimento micelial ou a germinação dos esporos em 50% (EC50), para cada fungicida, foi calculada para todos os isolados. Fluxapiroxada e protioconazol proporcionaram as maiores inibições de crescimento micelial do patógeno e piraclostrobina a menor porcentagem de germinação de esporos, com os menores valores de EC50. Nos ensaios de campo, ciproconazol e carbendazim apresentaram percentuais de controle de mancha-alvo variando de 26% a 29%. Por outro lado, fluxapiroxada e protioconazol preveniram a epidemia da doença na ordem de 45% e 55%, respectivamente. No geral, a eficácia dos fungicidas no campo refletiu as médias de sensibilidade in vitro. Foi detectada ampla redução da sensibilidade aos benzimidazóis (MBC) indicando que esse grupo de fungicidas não deve ser mais usado no controle de mancha-alvo. Houve uma correlação negativa e significativa (-0,265) entre severidade da doença e produção da soja. O patógeno mostrou variabilidade na sensibilidade aos grupos fungicidas carboxamidas (SDHI), triazóis (DMI) e estrobilurinas (QoI), o que demonstra alto risco de seleção para resistência. <![CDATA[Seleção de genótipos de arroz para integrar uma mistura varietal visando o controle da brusone]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-54052017000400290&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO A brusone, causada por Magnaporthe oryzae (Herbert) Barr é uma das doenças mais importantes na cultura do arroz. Várias estratégias de manejo da doença, como o uso de genótipos resistentes têm sido utilizadas, entretanto, o grande número de raças do patógeno dificulta a obtenção de cultivares com resistência durável. Neste contexto, o uso da mistura varietal pode constituir uma estratégia viável e promissora no controle da doença. Assim, objetivou-se com este estudo avaliar a reação de cultivares de arroz às raças de M. oryzae e a eficiência da mistura varietal na redução da severidade da brusone em condições de várzea e terras altas no estado do Tocantins. Para avaliar a eficiência da mistura varietal, foram semeados 37 genótipos em linhas isoladas e em mistura. Avaliou-se a severidade da brusone nas folhas, ao longo do ciclo da cultura, a incidência da doença nas panículas e a produtividade. Houve variação na reação dos genótipos estudados frente às principais raças inoculadas. A composição de arroz foi eficaz na redução da severidade da brusone das folhas e das panículas e apresentou um aumento na produtividade, tanto em condições de várzeas como em terra altas.<hr/>ABSTRACT Blast, caused by Magnaporthe oryzae (Herbert) Barr, is one of the most important diseases affecting the rice crop. Several strategies for the disease management, such as use of resistant genotypes, have been adopted; however, the large number of pathogen races makes difficult to obtain cultivars of durable resistance. In this context, using a varietal mixture may be a viable and promising strategy for the disease control. Thus, the aim of this study was to evaluate the reaction of rice cultivars to M. oryzae races and the efficiency of the varietal mixture in reducing the severity of blast under lowland and upland conditions in Tocantins State. To evaluate the efficiency of the varietal mixture, 37 genotypes were sown in isolated lines and in mixture. The severity of leaf blast was evaluated over the crop cycle, as well as the incidence of panicle blast and the crop yield. There was variation in the reaction of the studied genotypes to the major inoculated races. The rice composition was effective in reducing blast severity on leaves and panicles and showed an increase in productivity under both lowland and upland conditions. <![CDATA[Etiologia e possíveis fontes de inóculo para a ocorrência da podridão de miniestacas de acácia-negra]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-54052017000400297&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO Acacia mearnsii De Wild. é cultivada no Brasil para produção de tanino, celulose e energia. Atualmente, plantios clonais estão sendo estabelecidos, mas um dos fatores limitantes à produção de mudas é a ocorrência de podridão de miniestacas. Este estudo teve por objetivo avaliar a podridão de miniestacas de acácia-negra em três clones comerciais e determinar os agentes causais associados, em Triunfo/RS. Os materiais analisados foram miniestacas com podridão; brotações de minijardim aparentemente sadias; brotações com lesões escuras; substrato utilizado para o enraizamento das miniestacas; água utilizada para a irrigação; minicepas doentes; areia proveniente dos canaletões dos minijardins; tubetes; e britas provenientes da estufa. As coletas foram efetuadas em setembro/2015 e março/2016. Para detecção de fungos, utilizou-se os métodos de isolamento direto e isolamento indireto, diluição em série, teste com isca e plaqueamento de resíduos. Calonectria polizzii e Neopestalotiopsis clavispora são os agentes causais da podridão de miniestacas de acácia-negra. Brotações assintomáticas, tubetes usados, piso da casa de vegetação e substrato usado podem ser fontes de inóculo.<hr/>ABSTRACT Acacia mearnsii De Wild. is cultivated in Brazil for tannin, cellulose and energy production. Currently, clonal plantations have been established, but one of the limiting factors for seedling production is the occurrence of rot in minicuttings. This study aimed to evaluate rot in black wattle minicuttings in three commercial clones and to determine the associated causal agents in Triunfo/RS. The analyzed materials were rotten minicuttings, apparently healthy clonal minigarden sprouts; sprouts with dark lesions; substrate used for minicutting rooting; water used for irrigation; diseased ministumps; sand from clonal minigarden; plastic tubes; and cracked stones from the greenhouse floor. Samples were collected in September/2015 and March/2016. For detection of fungi, the used methods were direct isolation and indirect isolation, serial dilution, bait test and plating of residues. Calonectria polizzii and Neopestalotiopsis clavispora are the causal agents of rot in minicuttings. Asymptomatic sprouts, plastic tubes, greenhouse floor and the used substrate can be inoculum sources. <![CDATA[Análise epidemiológica da evolução temporal da meleira do mamoeiro]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-54052017000400303&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO A análise da evolução temporal da meleira fornece subsídios para entender a etiologia, verificar sua dispersão e gerar informações sobre a influência de fatores culturais, biológicos e do ambiente na dinâmica populacional do patógeno/doença e fornecer dados para o delineamento de estratégias de manejo da doença. Nesse sentido o objetivo desse trabalho foi caracterizar a evolução temporal em plantas afetadas pela meleira em pomares comerciais no município de Linhares, no Norte do Estado do Espírito Santo. O experimento foi conduzido em áreas comerciais de mamoeiro cv. ‘Sunrise Golden’, onde avaliou-se a intensidade da doença em cada pomar, sendo que ao final foram geradas curvas de progresso da doença. Os dados das curvas foram submetidos à análise de regressão linear simples, ajustados nos modelos empíricos Logístico, Monomolecular e de Gompertz. O período do ano mais favorável ao desenvolvimento da doença foram os meses mais frios e secos, enquanto os mais quentes e chuvosos favorecem a atenuação dos sintomas. Por fim, o modelo que melhor se ajustou às epidemias da meleira do mamoeiro foi o modelo de Gompertz.<hr/>ABSTRACT Analysis of temporal evolution of papaya sticky disease provides subsidies to understand the etiology, verify the dispersion and generate information about the influence of cultural, biological and environmental factors on the population dynamics of the pathogen/disease, providing data for the design of disease management strategies. Thus, the aim of this study was to characterize the temporal evolution in plants affected by papaya sticky disease in commercial orchards at Linhares Municipality, north of Espírito Santo State, Brazil. The experiment was conducted in commercial fields of papaya cv. ‘Sunrise Golden’, where the disease intensity was assessed in each orchard and, at the end, disease progress curves were generated. The data of curves were subjected to simple linear regression analysis, adjusted to the empirical models Logistic, Monomolecular and Gompertz. The most favorable period of the year for the disease development were colder and dry months, while the warmest and wettest months favored the mitigation of symptoms. Finally, the model that best fitted to the papaya sticky disease epidemics was the Gompertz model. <![CDATA[Ação <em>in vitro</em> de fontes de silício sobre isolados de <em>Curtobacterium flaccumfaciens</em> pv. <em>flaccumfaciens</em>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-54052017000400310&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO O objetivo deste estudo foi avaliar a ação in vitro do silicato de potássio e de alumínio, em várias concentrações (0,0; 0,5; 1,0; 1,5; 2,0; 2,5; 3,0 e 10,0 %), sobre dez isolados de Curtobacterium flaccumfaciens pv. flaccumfaciens (Cff). O fungicida tolylfluanid foi utilizado como testemunha positiva. Os discos de papel embebidos nos produtos, em diferentes concentrações, foram colocados no centro de cada placa de Petri após a solidificação do meio de cultura (NSA) contendo a bactéria e as aferições dos halos de inibição foram realizadas após 48 h de incubação. Verificou-se que o silicato de potássio (Supa Sílica®) não afetou o crescimento de Cff, enquanto que o silicato de alumínio (Rocksil®) teve ação inibitória aos isolados avaliados.<hr/>ABSTRACT The aim of this study was to evaluate the in vitro action of potassium and aluminum silicate, at various concentrations (0.0, 0.5, 1.0, 1.5, 2.0, 2.5, 3.0 and 10.0 %), on isolates of Curtobacterium flaccumfaciens pv. flaccumfaciens (Cff). The fungicide tolylfluanid was used as a positive control. Paper discs embedded with the test compounds at different concentrations were placed in the center of each Petri dish after solidification of the culture medium (NSA) containing the bacterium, and the measurements of inhibition halos were performed after 48 h incubation. Potassium silicate (Supa Sílica®) did not affect the growth of Cff, while the aluminum silicate (Rocksil®) had an inhibitory action on the evaluated isolates. <![CDATA[Sucessão crambe-soja no manejo de <em>Pratylenchus brachyurus</em> e <em>Meloidogyne javanica</em>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-54052017000400316&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO A implantação do sistema de sucessão de culturas, possibilitando a inserção de espécies vegetais antagonistas ou não hospedeiras à patógenos da soja no período de entressafra, é uma alternativa sustentável em sistemas de cultivo. Neste contexto, recomenda-se cuidado na seleção de plantas de sucessão que não possibilitem a multiplicação de nematoides, especialmente, os parasitas da soja, Pratylenchus brachyurus e Meloidogyne javanica. Desta forma, objetivou-se avaliar o potencial de redução da população de P. brachyurus e M. javanica, pelo cultivo de espécies utilizadas em sucessão com a soja, comparando-as com o crambe. Sementes de soja cv. 5909RR Nidera foram semeadas em vasos com capacidade para 18 L e após 15 dias foram inoculadas, em experimentos separados, com 1000 espécimes de P. brachyurus e 3000 ovos e eventuais juvenis de segundo estádio (J2) de M. javanica. Aos 60 dias da inoculação, a parte aérea das plantas foi descartada e as culturas de sucessão (milho cv. IPR114, feijão cv. IPR Tangará, nabo forrageiro, aveia-preta cv. IAPAR 61 e crambe cv. MS Brilhante) foram semeadas. As plantas foram cultivadas por 90 dias, quando a parte aérea foi cortada, semeando-se novamente a soja, a qual foi cultivada por mais 60 dias. No final desse período, as plantas foram retiradas dos vasos para determinação de parâmetros vegetativos e nematológicos na soja. A introdução do crambe no sistema de sucessão de culturas reduziu a população de P. brachyurus. A reprodução de M. javanica foi menor na sucessão com o crambe quando comparado com os demais sistemas, entretanto o mesmo apresentou elevado fator de reprodução.<hr/>ABSTRACT Crop succession system implementation, which allows the introduction of plant species that are antagonists or non-hosts for soybean pathogens during the intercrop period, is a sustainable alternative in crop systems. Thus, careful selection of succession plants is recommended to ensure that they do not allow the proliferation of nematodes, especially the soybean parasites Pratylenchus brachyurus and Meloidogyne javanica. The aim of this study was to assess P. brachyurus and M. javanica population reduction potential by growing species in succession with soybean, comparing them to crambe. Soybean seeds cv. 5909RR Nidera were sown in 18-L pots, and after fifteen days inoculations were performed in separate experiments, with 1000 specimens of P. brachyurus and 3000 eggs and possible second-stage juveniles (J2) of M. javanica. At 60 days after inoculation, the shoot of soybean plants was discarded, and the succession crops (maize cv. IPR114, bean cv. IPR Tangará, oilseed radish, black oat cv. IAPAR 61 and crambe cv. MS Brilhante) were sown. Plants were cultivated for 90 days, when the shoot was removed, and soybean cultivar was sown again and cultivated for additional 60 days. At the end of this period, plants were removed from the pots for determination of vegetative and nematological parameters for soybean. Crambe introduction in the crop succession system effectively reduced P. brachyurus population. M. javanica reproduction was lower for crambe compared to the remaining systems, but its reproductive factor was high. <![CDATA[Seleção precoce de espécies de <em>Passiflora</em> resistente a fusariose]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-54052017000400321&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO O maracujazeiro azedo é uma importante fruteira amplamente produzida e consumida no Brasil. A produção e produtividade estão ameaçadas por vários problemas fitossanitários. Uns dos mais importantes é a fusariose, causada pelo fungo Fusarium oxysporum f. sp. passiflorae. Esta doença não tem controle eficiente. Neste sentido o objetivo deste trabalho foi avaliar a resposta de plantas, em estágio de muda, de 14 espécies de Passiflora mediante a inoculação de F. oxysporum f. sp. passiflorae cultivadas em solução nutritiva. As espécies utilizadas no Screening foram: P. quadrangularis, P. nitida, P. foetida, P. tenuifila, P. alata, P. setacea, P. cincinnata, P. mucronata, P. micropetala, P. suberosa, P. morifolia, P. eichleriana P. edulis e P. coccinea. Quatro mudas de cada genótipo foram inoculadas por imersão das raízes numa suspensão de 1x106 esporos mL-1, durante 24 horas e, em seguida, transplantada para potes contendo solução nutritiva. As plantas foram avaliadas diariamente por 40 dias para a ocorrência de sintomas de murcha e morte. Foram obtidos o período de sobrevivência e a taxa de mortalidade. O método de imersão das raízes por 24 horas e a substituição de solo por solução nutritiva foi eficiente na distinção dos genótipos resistentes. Houve variabilidade intraespecíficas em relação a doença. As espécies mais resistentes foram P. foetida. P. mucronata. P. nitida e P. morifolia.<hr/>ABSTRACT Passion fruit is an important fruit vine widely produced and consumed in Brazil. Production and productivity have been threatened by several phytosanitary problems. One of the most important problems is fusariosis, caused by the fungus Fusarium oxysporum f. sp. passiflorae. This disease has no efficient control. Thus, the aim of this study was to evaluate the response of plants of 14 Passiflora species, in the stage of seedling, through inoculation of F. oxysporum f. sp. passiflorae grown in nutritive solution. The species used in the screening were P. quadrangularis, P. nitida, P. foetida, P. tenuifila, P. alata, P. setacea, P. cincinnata, P. mucronata, P. micropetala, P. suberosa, P. morifolia P. eichleriana P. edulis and P. coccinea. Four seedlings of each genotype were inoculated by immersion of roots in a suspension of 1x106 spores mL-1 during 24 hours and then transplanted into pots containing nutritive solution. Plants were daily evaluated during 40 days for the occurrence of wilt symptoms and death. The survival period and the mortality rate were obtained. The method of root immersion for 24 hours and the replacement of soil by nutritive solution were efficient in distinguishing the resistant genotypes. There was intraspecific variability in relation to the disease. The most resistant species were P. foetida, P. mucronata, P. nitida and P. morifolia. <![CDATA[Raças fisiológicas de <em>Microcyclus ulei</em> no Brasil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-54052017000400326&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT The fungus Microcyclus ulei is the causative agent of leaf blight in rubber trees, which is one of the most important diseases affecting this crop, since it causes intense defoliation. Several races of this pathogen have been described in Brazil based on a series of diverse differential clones. According to the reactions of 11 differential clones already reported in the literature (MDF 180, Fx 3844, Fx 985, Fx 4098, Fx 2261, Fx 2804, Fx 3899, IAN 6158, IAN 3087, IAN 717 and PA 31), containing the species Hevea brasiliensis. Hevea benthamiana and Hevea pauciflora, a cluster analysis of the binary data referring to virulence of this disease was performed by using the Jaccard method. The cluster analysis was fitted according to the centroid method. Results indicated the existence of 53 different races of this pathogen in Brazil.<hr/>RESUMO O fungo Microcyclus ulei é o agente causador da doença do mal das folhas em seringueira, sendo esta doença umas das mais importantes nesta cultura, visto a intensa desfolha que causa nas plantas. Varias raças deste patógeno foram descritas no Brasil, baseada em uma série de diferentes clones diferenciadores. Fundamentado nas reações de 11 clones diferenciadores já conhecidos na literatura (MDF 180, FX 3844, FX 985, FX 4098, FX 2261, FX 2804, FX 3899, IAN 6158, IAN 3087, IAN 717 e PA 31), contendo as espécies Hevea brasiliensis. Hevea benthamiana e Hevea pauciflora, realizou-se uma análise de agrupamento para os dados binários referente à virulência da doença utilizando o método de Jaccard. A análise de agrupamentos (cluster analysis) foi feita pelo método do centróide. Os resultados obtidos indicam a existência de 53 raças diferentes desse patógeno no Brasil. <![CDATA[Influência de metodologias de inoculção de <em>Macrophomina phaseolina</em> no desempenho de cultivares de soja]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-54052017000400337&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO A podridão de carvão causada pelo fungo Macrophomina phaseolina é uma das principais doenças que causa podridões no sistema radicular e caule das plantas de soja, e sua ocorrência vem aumentando a cada safra. Com isso objetivou-se avaliar a influência de metodologias de inoculação de M. phaseolina no desempenho de cultivares de soja. O experimento foi conduzido em delineamento inteiramente casualizado, em parcelas sub-subdivididas no tempo, contendo duas cultivares de soja (NA 7337 RR e CD 2737 RR), seis métodos de inoculação (semente não inoculada, semente inoculada por 48 horas, semente inoculada por 72 horas, infestação do solo com três grãos de arroz, infestação do solo com seis grãos de arroz e infestação do solo com nove grãos de arroz) e 3 períodos de avaliações (20, 40 e 60 dias após a semeadura) com 6 repetições. As avaliações foram realizadas medindo-se a altura de plantas, diâmetro do colo, número de folhas, comprimento e largura de folhas e incidência do fungo Macrophomina phaseolina. Os resultados dos experimentos indicaram que o método de inoculação utilizando grãos de arroz inoculado com o fungo M. phaseolina proporcionou maiores prejuízos à cultivar NA 7337 RR, porém a cultivar CD 2737 RR foi influenciada pelo método de inoculação diretamente na semente de soja. A cultivar NA 7337 RR demostrou ser mais tolerante ao fungo Macrophomina phaseolina. Nos períodos de avaliações os parâmetros de quantificação indireta da doença evoluíram progressivamente aos 20, 40 e 60 dias. Observou-se também que apenas o tratamento testemunha não apresentou o fungo M. phaseolina e todos os métodos de inoculação empregados proporcionaram o desenvolvimento do fungo nas plantas de soja. Todos os métodos de inoculação utilizados foram eficientes na inoculação de M. phaseolina em soja. O método de inoculação diretamente na semente por 48 e 72 horas, desenvolveu sintomas precoces.<hr/>ABSTRACT Charcoal rot caused by the fungus Macrophomina phaseolina is one of the major diseases that causes rot in the root system and stem of soybean plants, and its occurrence has increased at every harvest season. The aim of this study was to evaluate the influence of M. phaseolina inoculation methodologies on the performance of soybean cultivars. The experiment was conducted in a completely randomized design, in sub-subdivided plots, containing two soybean cultivars (NA 7337 RR and CD 2737 RR), six inoculation methods (non-inoculated seed, seed inoculated for 48 hours, seed inoculated for 72 hours, soil infestation with three rice grains, soil infestation with six rice grains and soil infestation with nine rice grains) and three evaluation periods (20, 40 and 60 days after sowing) with 6 replicates. Evaluations were performed by measuring the height of plants, diameter of the colon, number of leaves, length and width of leaves and incidence of the fungus Macrophomina phaseolina. Results of the experiments indicated that the inoculation method using rice grains inoculated with the fungus M. phaseolina provided greater damage to the cultivar NA 7337 RR, but the cultivar CD 2737 RR was influenced by the method of inoculating directly in the soybean seed. The cultivar NA 7337 RR showed to be more tolerant to the fungus Macrophomina phaseolina. In the evaluation periods, the indirect quantification parameters of the disease progressively evolved at 20, 40 and 60 days. Only control treatment did not present the fungus M. phaseolina and all employed inoculation methods provided the development of the fungus in soybean plants. All inoculation methods were efficient in inoculating M. phaseolina in soybean plants. The method of directly inoculating in the seed for 48 and 72 hours developed early symptoms <![CDATA[Relações lineares entre incidência e severidade foliar do míldio da cebola]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-54052017000400344&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO A ocorrência do míldio da cebola pode reduzir o rendimento e comprometer a qualidade do bulbo. O objetivo do trabalho foi avaliar a relação entre incidência e severidade na intensidade do míldio cebola. O experimento foi conduzido com o cultivar Empasc 352 – Bola Precoce no Instituto Federal Catarinense/Campus Rio do Sul. O delineamento foi de blocos casualizados, com quatro repetições e seis tratamentos constituídos da pulverização de fungicida conforme o sistema de previsão proposto por Wallin (1962) com valores de severidade diária (VDS) acumulado de 6, 8, 10, 12 em comparação a aplicação a cada 5 e 7 dias e testemunha sem pulverização com objetivo de gerar um gradiente de intensidade de doença no ano de 2014 e 2015. Semanalmente foi avaliada a intensidade da doença pela severidade e incidência. Os dados obtidos foram submetidos à análise de regressão linear. Utilizando a equação com melhor ajuste nas duas safras e substituindo o valor de severidade de 1% obtém-se incidência de 5,7%. A severidade estimada com base na incidência e vice-versa possibilita seu uso pela assistência técnica no monitoramento do míldio da cebola. Como a avaliação da incidência é mais rápida, precisa e reproduzível, segundo os dados obtidos, a severidade pode ser estimada pela incidência facilitando a quantificação do míldio pela assistência técnica.<hr/>ABSTRACT Occurrence of onion downy mildew can reduce the productivity and compromise the bulb quality. The aim of this study was to evaluate the relationship between incidence and severity for the intensity of onion downy mildew. The experiment was conducted with cultivar EMPASC 352 – “Bola Precoce” at Catarinense Federal Institute/Rio do Sul Campus. The design was in randomized blocks, including four replicates and six treatments consisting of fungicide spraying according to the forecasting system proposed by Wallin (1962), with accumulation of 6, 8, 10, 12 daily severity values (DSV), compared to application at every 5 and 7 days and control without spraying, in order to generate a disease intensity gradient for 2014 and 2015. The disease intensity was weekly evaluated based on the severity and incidence. The obtained data underwent linear regression analysis. Using the equation that best fit in the two seasons and replacing the severity value of 1%, incidence of 5.7% was obtained. Severity estimated based on incidence and vice versa can be used by technical assistance in the monitoring of onion downy mildew. As the incidence evaluation is more rapid, more accurate and reproducible, according to the obtained data, severity can be estimated based on incidence, facilitating downy mildew quantification by technical assistance. <![CDATA[Validação de um sistema de previsão para o míldio da cebola]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-54052017000400348&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO Com o objetivo de validar um sistema de previsão, com diferentes níveis de valores diários de severidade comparados à pulverização convencional no controle do míldio da cebola, foram conduzidos experimentos em Rio do Sul/SC durante os ciclos de cultivo de 2014, 2015 e 2016. Os programas de pulverização foram estabelecidos de acordo com valores diários de severidade (VDS) do sistema de Wallin (1962) atribuindo-se valores acumulados de 6, 8, 10 e 12 VDS e no sistema convencional com pulverizações a cada 5 e 7 dias em comparação com a testemunha não tratada com fungicidas. Com exceção da testemunha, não houve diferença significativa entre os tratamentos quanto à produtividade em todos os ciclos. A AACPD, severidade final e a taxa de progresso da doença não diferiram entre os tratamentos, mas no sistema de previsão com VDS 12 o número de pulverizações foi de 42; 30 e 40% menor em relação ao sistema de aplicação semanal nos três anos de avaliação.<hr/>ABSTRACT Aimed at validating a forecast system with different levels of daily severity values, compared to conventional spraying to control onion downy mildew, experiments were conducted in Rio do Sul, Santa Catarina State (SC), during the crop seasons of 2014, 2015 and 2016. Spraying regimes were established according to the daily severity values (DSV) of Wallin system (1962), assigning accumulated values of 6, 8, 10 and 12 DSV, and in the conventional system with spraying at every 5 and 7 days, compared to the untreated control. Except for the control, there was no significant difference among treatments for productivity in all cycles. The area under the disease progress curve (AUDPC), the final severity and the disease progression rate did not differ among treatments, but in the forecast system with DSV of 12, the spraying number was 42, 30 and 40% lower in the three years of evaluation, respectively, relative to the weekly application system. <![CDATA[First report of <em>Tomato mottle leaf curl virus</em> infecting tomato in São Paulo State, Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-54052017000400353&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO Com o objetivo de validar um sistema de previsão, com diferentes níveis de valores diários de severidade comparados à pulverização convencional no controle do míldio da cebola, foram conduzidos experimentos em Rio do Sul/SC durante os ciclos de cultivo de 2014, 2015 e 2016. Os programas de pulverização foram estabelecidos de acordo com valores diários de severidade (VDS) do sistema de Wallin (1962) atribuindo-se valores acumulados de 6, 8, 10 e 12 VDS e no sistema convencional com pulverizações a cada 5 e 7 dias em comparação com a testemunha não tratada com fungicidas. Com exceção da testemunha, não houve diferença significativa entre os tratamentos quanto à produtividade em todos os ciclos. A AACPD, severidade final e a taxa de progresso da doença não diferiram entre os tratamentos, mas no sistema de previsão com VDS 12 o número de pulverizações foi de 42; 30 e 40% menor em relação ao sistema de aplicação semanal nos três anos de avaliação.<hr/>ABSTRACT Aimed at validating a forecast system with different levels of daily severity values, compared to conventional spraying to control onion downy mildew, experiments were conducted in Rio do Sul, Santa Catarina State (SC), during the crop seasons of 2014, 2015 and 2016. Spraying regimes were established according to the daily severity values (DSV) of Wallin system (1962), assigning accumulated values of 6, 8, 10 and 12 DSV, and in the conventional system with spraying at every 5 and 7 days, compared to the untreated control. Except for the control, there was no significant difference among treatments for productivity in all cycles. The area under the disease progress curve (AUDPC), the final severity and the disease progression rate did not differ among treatments, but in the forecast system with DSV of 12, the spraying number was 42, 30 and 40% lower in the three years of evaluation, respectively, relative to the weekly application system. <![CDATA[Mecanismos de defesa do trigo contra a ferrugem da folha por genes e proteínas]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-54052017000400354&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO O agente causal da ferrugem da folha do trigo é o fungo Puccinia triticina. Essa doença causa danos elevados que podem comprometer a produtividade da cultura do trigo em até 80%, quando a infecção é intensa antes do florescimento e do enchimento de grãos. A utilização de cultivares resistentes é a melhor estratégia de controle da ferrugem da folha. Porém, devido à variabilidade do patógeno, a resistência dos genótipos é superada em até três anos após o seu lançamento. Para se defender da infecção do patógeno a planta desencadeia mecanismos de defesa, os quais têm a finalidade de evitar que o fungo colonize os tecidos do hospedeiro. Esses mecanismos de defesa podem estar associados com a expressão de genes que possuem a função de codificar proteínas envolvidas na resistência. Esta revisão discute a importância da interação planta-patógeno bem como das proteínas envolvidas. Também apresenta as principais técnicas de proteômica que visam identificar e quantificar as diferentes proteínas expressas nas células vegetais.<hr/>ABSTRACT The fungus Puccinia triticina is the causal agent of wheat leaf rust. This disease causes great damages, which may compromise wheat crop yields by up to 80% when the infection is intense before flowering and grain filling. The use of resistant cultivars is the best strategy to control leaf rust. However, due to the pathogen variability, genotype resistance is easily overcome within three years under field conditions. To defend against the pathogen infection, the plant triggers defense mechanisms, which aim to prevent the fungus from colonizing the host tissues. Such defense mechanisms may be associated with the expression of genes that have a role in encoding proteins involved in resistance. In this review, the importance of both the plant-pathogen interaction and the role of involved proteins is discussed. The main proteomic techniques to identify and quantify the different proteins expressed in plant cells are also presented.