Scielo RSS <![CDATA[Summa Phytopathologica]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0100-540520140004&lang=pt vol. 40 num. 4 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<b>Efeito da temperatura, duração do molhamento e cultivares na anctrose em fruto da goiaba</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-54052014000400001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt The development of a large number of postharvest diseases is closely associated with fruit ripeness. Environmental conditions may affect both the pathogen development and the fruit ripening rate. The aim of this study was to determine the most favorable temperature and wetness duration to the development of anthracnose in guava fruits. Cultivars 'Kumagai' (white pulp) and 'Pedro Sato' (red pulp) were inoculated with a conidial suspension of Colletotrichum gloeosporioides and C. acutatum and incubated at constant temperature ranging from 10 to 35ºC and wetness duration of 6 and 24 hours. Disease severity and incidence were evaluated at every two days during 12 days. No infection occurred at 10 and 35ºC, regardless of the wetness duration. The optimum conditions for fruit infection were 26 and 27ºC for 'Kumagai' and 25 and 26ºC for 'Pedro Sato', adopting 24 hours of wetness. In general, the disease development in 'Kumagai' cultivar was more affected by the wetness period, compared to 'Pedro Sato'. Disease severity for 'Kumagai' fruits was maximal between 25 and 30ºC , depending on the Colletotrichum species. Regarding 'Pedro Sato', the mean diameter of lesions was greater in fruits stored at 20, 25 and 30ºC , compared to 'Kumagai' cultivar, depending on the wetness period and the species. The incubation period (between 6 and 7 days) and the latent period (between 8 and 10 days) were minimal at 30ºC. The data generated in this study will be useful either for the development of a disease warning system or for the increase in the shelf life of guavas in the postharvest.<hr/>O desenvolvimento de muitas doenças pós-colheita está intimamente associado ao amadurecimento dos frutos. As condições ambientais podem afetar tanto o desenvolvimento do patógeno quanto a taxa de amadurecimento dos frutos. O objetivo deste trabalho foi determinar as condições de temperatura e duração do período de molhamento mais favoráveis ao desenvolvimento da antracnose em frutos de goiaba. Frutos de goiaba das cultivares Kumagai (polpa branca) e Pedro Sato (polpa vermelha) destacadas foram inoculadas com suspensão de conídios de Colletotrichum gloeosporioides e C. acutatum e incubados sob temperaturas constantes variando entre 10 e 35ºC e molhamento contínuo de 6 e 24 horas. A severidade e incidência da doença foram avaliadas a cada dois dias durante 12 dias. Não houve infecção nas temperaturas de 10 e 35ºC, independentemente do período de molhamento. As condições ótimas para a infecção do fruto foram sob temperatura de 26 e 27ºC, para 'Kumagai' e de 25 e 26ºC, para 'Pedro Sato', com 24 horas de molhamento. De um modo geral, o desenvolvimento da doença na cultivar Kumagai foi mais afetado pela duração do período de molhamento, comparada com a 'Pedro Sato'. A severidade máxima da doença em frutos ocorreu entre 25 e 30ºC, dependendo da espécie de Colletotrichum, para 'Kumagai'. Para 'Pedro Sato' o diâmetro médio das lesões foi maior em frutos armazenados a 20, 25 e 30ºC do que na cultivar Kumagai, dependendo do período de molhamento e espécie. O período de incubação (6 e 7 dias) e o período de latência (8 e 10 dias) foram mínimos à 30ºC. Estas informações geradas nesse trabalho serão úteis tanto para o desenvolvimento de sistemas de aviso fitossanitário quanto para aumentar o tempo de vida de goiabas após a colheita. <![CDATA[<b>Hidrotermia e radiação UV-C no controle de patógenos de manga e melão</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-54052014000400002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt As doenças de pós-colheita são, em geral, de difícil controle e são responsáveis por perdas significativas de manga (Mangifera indica L.) e melão (Cucumis melo L.) no Brasil. Os principais patógenos pós-colheita do melão são Alternaria alternata, Fusarium pallidoroseum e Myrothecium roridum, enquanto que na manga são Colletotrichum gloeosporioides e Lasiodiplodia theobromae. O objetivo deste trabalho foi avaliar a sensibilidade dos propágulos destes patógenos aos tratamentos de hidrotermia e de radiação UV-C. Suspensões de conídios e discos de micélio de cada patógeno foram submetidos aos tratamentos de hidrotermia a 50, 55 e 58 ºC por 15 e 30 s e de radiação UV-C nas doses de 0,330 kJ m-2, 0,660 kJ m-2 e 1,320 kJ m-2. Após os tratamentos e incubação por 72 e 48 h, foram avaliados o número de unidades formadoras de colônias (UFCs) e o crescimento micelial dos patógenos, respectivamente. Os tratamentos apresentaram eficiência distinta entre os propágulos e os patógenos. O controle de UFCs e do crescimento micelial de C. gloeosporioides e L. theobromae foi superior a 88 % com água aquecida a 55 ºC ou 58 ºC, independente do tempo de tratamento. Para os mesmos patógenos, a maior dose de radiação, 1,320 kJ m-2, controlou acima de 96 % das UFCs. Entretanto, o controle do crescimento micelial destes patógenos com radiação UV-C foi inferior quando comparado ao uso de água aquecida a 55 ºC ou 58 ºC. O controle de UFCs de A. alternata, M. roridum e F. pallidoroseum foi superior com os tratamentos de água aquecida a 55 ºC por 30 s, 58 ºC por 15 s e 30 s e com as doses de radiação de 0,660 kJ m-2 e 1,320 kJ m-2. O controle do crescimento micelial de A. alternata e de M. roridum foi inferior com as doses de radiação e com a temperatura de 50 ºC quando comparados aos demais tratamentos. Na redução do crescimento micelial de F. pallidoroseum, os tratamentos a 58 ºC ou as doses de 0,660 kJ m-2 e 1,320 kJ m-2 foram mais eficiêntes, com controle superior a 88 %. Água aquecida a 58 ºC por 15 s controlou UFCs e o crescimento micelial dos patógenos testados.<hr/>Postharvest diseases are generally difficult to control and are responsible for significant losses in crops of mango (Mangifera indica) and melon (Cucumis melo L.) in Brazil. The main postharvest pathogens of melon are Alternaria alternata, Fusarium pallidoroseum and Myrothecium roridum, while those of mango fruits are Colletotrichum gloeosporioides and Lasiodiplodia theobromae. The aim of this study was to evaluate the sensitivity of propagules of these pathogens to hydrothermal and UV-C treatments. Conidia suspensions and mycelial discs of each pathogen were subjected to treatments of hot water at 50, 55 and 58 ºC for 15 s and 30 s and UV-C radiation at doses of 0.330 kJ m-2, 0.660 kJ m-2 and 1.320 kJ m-2. After treatment and incubation for 72 and 48 h, we assessed the number of colony formation units (CFUs) and the mycelial growth of pathogens, respectively. Treatments showed distinct efficiency among propagules and pathogens. The control of CFUs and mycelial growth of C. gloeosporioides and L. theobromae was greater than 88% with water heated to 55 or 58 ºC, independent of treatment time. For the same pathogens, a higher dose of radiation, 1.320 kJ m-2, controlled over 96% of the CFUs. However, control of the mycelial growth of these pathogens with UV-C radiation was lower when compared to the use of water heated to 55 or 58 ºC. The control CFUs of A. alternata, M. roridum and F. pallidoroseum was higher with treatments of water heated to 55 ºC for 30 s, 58 ºC for 15 s and 30 s and with radiation doses of 0.660 kJ m-2 and 1.320 kJ m-2. The control of mycelial growth of A. alternata and M. roridum was lower with the radiation doses and temperature of 50 ºC when compared to the other treatments. As regards the reduction in the mycelial growth of F. pallidoroseum, treatments at 58 ºC or the doses of 0.660 and 1.320 kJ m-2 were more efficient and reached control of 88%. Water heated to 58 ºC for 15 s controlled the CFUs and the mycelial growth of the tested pathogens. <![CDATA[<b>Heterose para resistência a mancha-de-phoma em híbridos de mamoeiro obtidos a partir de cruzamentos entre e dentro de grupos heteróticos</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-54052014000400003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A hibridação é uma estratégia eficiente de se obter ganhos genéticos seletivos visando ao controle de doenças em plantas. Na cultura do mamoeiro, trabalhos comprovam que a resistência genética a mancha-de-phoma pode ser incrementada via hibridação, entretanto, há necessidade de estudo sobre a manifestação da heterose em híbridos provenientes de cruzamentos de genitores entre e dentro de grupo heterótico. Neste trabalho, objetivou-se avaliar híbridos de mamoeiro provenientes de cruzamentos em dialelo completo, envolvendo oito genitores elite, sendo quatro do grupo heterótico 'Solo' e quatro do grupo 'Formosa'. O experimento foi conduzido em lavoura comercial, segundo delineamento em blocos casualizados, com quatro repetições e quantificou-se em duas épocas, março e maio de 2010, a severidade da mancha-de-phoma na folha, com auxílio de escala diagramática. Com a média de cada tratamento foi estimada a heterose e heterobeltiose. Os híbridos 'Waimanalo x Golden', 'Golden x Maradol', 'Golden x Waimanalo', 'Golden x Sunrise Solo 72/12', 'Golden x São Mateus', 'Sunrise Solo 72/12 x Waimanalo', 'Sunrise Solo 72/12 x Golden' foram os que mais se destacaram, com estimativas negativas de heterose e heterobeliose para redução da severidade da doença, nas duas épocas de avaliação. Vislumbrou-se a seleção de híbridos provenientes tanto de cruzamentos dentro do grupo 'Solo' quanto entre grupos heteróticos ('Solo' x 'Formosa'), visando o controle genético da mancha-de-phoma em mamoeiro.<hr/>Hybridization is an efficient strategy to achieve selective genetic gains to control plant diseases. For papaya crop, studies have confirmed that genetic resistance to phoma leaf spot can be increased via hybridization; however, there is the need to study the manifestation of heterosis in hybrids from crosses between and within heterotic groups. This study aimed to evaluate papaya hybrids from complete diallel crosses, involving eight elite parents, four of the heterotic group 'Solo' and four of the heterotic group 'Formosa'. The experiment was conducted in a commercial field, according to a randomized block design, using four replicates, and the severity of phoma leaf spot was quantified in two seasons, March and May 2010, employing a diagrammatic scale. The average of each treatment was used to estimate heterosis and heterobeltiosis. The hybrids 'Waimanalo x Golden', 'Golden x Maradol', 'Golden x Waimanalo', 'Golden x Sunrise Solo 72/12', 'Golden x São Mateus', 'Sunrise Solo 72/12 x Waimanalo', 'Sunrise Solo 72/12 x Golden' presented the best results; they had negative estimates of heterosis and heterobeltiosis for the disease severity reduction in both evaluation periods. Selection of hybrids from crosses either within the group 'Solo' and between the heterotic groups ('Solo' x 'Formosa') can be performed to genetically control phoma leaf spot in papaya plants. <![CDATA[<b>Identificação de espécies de <i>Colletotrichum</i> associados à antracnose em plantas de atemóia e colonização do fungo nos frutos</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-54052014000400004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A atemóia é um híbrido Annona cherimola com A. squamosa. A antracnose, causada por Colletotrichum sp., é uma importante doença da atemóia, causando danos em diferentes órgãos da planta, destacando àqueles causados nos frutos, tanto na pré como na pós-colheita. Diante deste problema, o presente trabalho teve como objetivo realizar a identificação de espécies de Colletotrichum associados à antracnose em plantas de atemóia através do seqüenciamento de diferentes regiões do DNA deste fungo e acompanhar as etapas de colonização de frutos de atemóia por este fungo através de microscopia eletrônica de varredura. Após extração de DNA, foi realizado o seqüenciamento dos genes da β-tubulina e α-elongase e da região do ITS-5.8S rDNA do DNA dos fungos. Das 15 amostras sequenciadas seis foram identificadas como Colletotrichum acutatum e as outras foram identificadas como C. boninense. A espécie C. acutatum foi encontrada somente em amostras obtidas de folhas de atemóia, enquanto que a espécies C. boninense foi identificada de amostras obtidas de frutos, ramos e folhas doentes. Todas as etapas da doença ocorreram nas 48 horas, sendo que foi observada a germinação dos esporos entre duas e quatro horas após a inoculação<hr/>Atemoya is a hybrid fruit of Annona cherimola and A. squamosa. Anthracnose, caused by Colletotrichum sp., is an important disease affecting atemoya, causing damage to different organs, especially fruits, both in the pre and in the post harvest. In view of this problem, the present paper aims to identify Colletotrichum species associated with anthracnose in atemoya plants by sequencing DNA from different regions of this fungus and monitoring the steps of colonization by this fungus in atemoya fruits through Scanning Electron Microscopy. After DNA extraction, the genes from the fungus DNA β-tubulina and α-elongase and the regions ITS-5.8S rDNA were sequenced. Of the 15 sequenced samples, six were identified as Colletotrichum acutatum and others were identified as C. boninense. The species C. acutatum was found only in samples obtained from leaves of atemoya. The species C. boninense had widespread occurrence and was identified in samples obtained from diseased fruits, branches and leaves. All stages of the disease occurred within 48 hours, and spore germination was observed between two and four hours after inoculation. <![CDATA[<b>Intensidade de doenças foliares, produtividade, massa de mil grãos e grãos manchados em resposta ao número de aplicações de fungicida no cultivar de arroz irrigado SCS 116 Satoru</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-54052014000400005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A ocorrência de doenças foliares na cultura do arroz irrigado pode reduzir o rendimento e comprometer a qualidade do grão. O objetivo do trabalho foi quantificar a resposta ao número de aplicações de fungicida, na intensidade de doenças foliares, produtividade, massa de mil grãos e grãos manchados em arroz irrigado. Os experimentos foram conduzidos com o cultivar SCS 116 Satoru nas safras 2011/12 e 2012/13, no município de Rio do Oeste, Alto Vale do Itajaí, estado Santa Catarina. O delineamento foi de blocos casualizados, com quatro repetições e seis tratamentos constituídos de aplicações de mistura de fungicidas triazol (difenoconazole) e estrobilurina (azoxistrobina), sendo uma aplicação em final de perfilhamento (V8), duas aplicações (V8 + R0, iniciação da panícula), três aplicações (V8 + R0 + R2, emborrachamento), quatro aplicações (V8 + R0 + R2 + R4, floração), cinco aplicações (V8 + R0 + R2 + R4 + R6, grão leitoso) e um tratamento (testemunha) sem aplicação. Antes de cada aplicação foi determinada a incidência e a severidade das doenças foliares. Nas duas safras as doenças foliares predominantes foram brusone, mancha parda e escaldadura. O aumento de uma até cinco aplicações de fungicida apresenta resposta significativa na redução da intensidade das doenças foliares, com incremento médio de 19,5%, 30%, 70,3%, 86,6% e 100,8% na produtividade, 0,2%, 13,7%, 28,5%, 41,3% e 54% na massa de mil grãos e redução de 22%, 31,8%, 44,1%, 75,9% e 168,5% de grãos manchados, em relação à testemunha.<hr/>The occurrence of leaf diseases in irrigated rice can reduce the yield and the grain quality. The aim of this study was to quantify the response of fungicide application number on leaf disease intensity, productivity, thousand grain weight and spotted grain in irrigated rice. Experiments were conducted with cultivar SCS 116 Satoru in 2011/12 and 2012/13 growing seasons in the city Rio do Oeste, located in Alto Vale do Itajai, Santa Catarina State. Experimental design was in randomized blocks, with four replicates and six treatments constituted of a mixture of fungicides triazole (difenoconazole) and strobilurin (azoxystrobin) in one application at the end of tillering (V8), two applications (V8 + R0, panicle initiation), three applications (V8 + R0 + R2, booting), four applications (V8 + R0 + R2 + R4, flowering), five applications (V8 + R0 + R2 + R4 + R6, milky grain) and no application (control). Before each application, the incidence and the severity of leaf diseases were determined. In the two seasons, predominant leaf diseases were blast, brown spot and scald. The increase from one to five fungicide applications presents a significant response in reducing the intensity of leaf diseases, with an average increase of 19.5%, 30%, 70.3%, 86.6% and 100.8% in productivity and 0.2%, 13.7%, 28.5%, 41.3% and 54% in thousand grain weight, as well as a reduction of 22%, 31.8%, 44.1%, 75.9% and 168.5% in spotted grains, compared to control. <![CDATA[<b>Meios de cultura semi-seletivos para Macrophomina phaseolina</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-54052014000400006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Macrophomina phaseolina (Tassi) Golidanich é um fungo habitante do solo importante economicamente devido ao amplo número de espécies de plantas que infectam e da dificuldade do seu controle. Vários estudos envolvendo densidade de inóculo, taxonomia, sobrevivência, necessitam de meios de cultura seletivo ou semi-seletivo. O objetivo do trabalho foi avaliar 16 meios de cultura quanto à especificidade a este patógeno, proporcionando maior porcentagem de detecção do seu crescimento e menor número de contaminações, para substituir o meio semi-seletivo RB modificado, rotineiramente utilizado em estudos deste patógeno. O meio semi-seletivo RB modificado é bastante eficiente e contém em sua composição o fungicida metalaxyl (inibidor de oomycetos), que atualmente não se encontra disponível comercialmente em formulação simples, sem adição do Mancozeb ou Clorotalonil que inibem o crescimento do fungo M. phaseolina. Os meios de cultura avaliados foram repicados com o inóculo do fungo produzido em substrato areno-orgânico, contido em bolsas de náilon, recuperados após 30 dias de um solo não autoclavado, contido em uma bandeja. Cada meio de cultura avaliado tiveram 7 repetições, representadas por uma placa de Petri. Para as comparações das médias das porcentagens do crescimento de M. phaseolina e do número de contaminantes foi utilizado o teste de Scott-knott a 5% de probabilidade e os valores em porcentagem foram transformados em arc sem (√/100). Dentre os meios de cultura avaliados os MSTP 1 [(BDA com tetraciclina 50 mg.L-1 mais propamocarb a 1 mL.L-1(Previcur N® 72,2% p.a.)], MSRP 0,5 (BDA com rifampicina 100 mg.L-1 mais fungicida propamocarb a 0,5 mL.L-1) e MSRP 1 (BDA com rifampicina 100 mg.L-1 mais fungicida propamocarb a 1 mL.L-1) proporcionaram maior porcentagem e detecção do fungo M. phaseolina e menor número de contaminações por outros fungos e bactérias. Estes meios de cultura semi-seletivos podem ser utilizados em futuros trabalhos visando estudos epidemiológicos e de medidas de controle do fungo M. phaseolina.<hr/>Macrophomina phaseolina (Tassi) Golidanich is a soil-borne fungus that is economically important due to the large number of plant species it infects and to its difficult control. Several studies involving inoculum density, taxonomy and survival require selective or semi-selective culture media. The aim of this study was to evaluate 16 culture media for their specificity to this pathogen, providing greater growth detection percentage and less contamination, in order to substitute the modified semi-selective medium RB, routinely used in studies with this pathogen. The modified semi-selective culture medium RB is highly efficient and contains in its composition the fungicide metalaxyl (oomycete inhibitor), which is not currently available for commercialization in its simple formularization, without the addition of Mancozeb or Chlorothalonil, which inhibit the growth of M. phaseolina. The evaluated culture media were transferred with the fungal inoculum produced in sandy organic substrate, contained in nylon bags, and recovered after 30 days from non-sterilized soil on a tray. Each evaluated culture medium had 7 replicates, represented by one Petri dish. For comparison of means of M. phaseolina growth percentages and number of contaminants, Scott-Knott test at 5% probability was used and percentage values were transformed into arc sen (√ / 100). Among the evaluated culture media, MSTP 1 [(PDA with tetracycline 50 mg.L-1 plus propamocarb 1 mL.L-1 (Previcur N® 72.2% pa)], MSRP 0.5 (PDA with rifampicin 100 mg.L-1 plus the fungicide propamocarb 0.5 mL.L-1) and MSRP 0.1 (PDA with rifampicin 100 mg.L-1 plus propamocarb 1 mL.L-1) resulted in greater percentage of detection of the fungus M. phaseolina and less contamination by other fungi and bacteria. These semi-selective culture media can be used in future research for epidemiological studies and control measures against the fungus M. phaseolina. <![CDATA[<b>Compatibilidade entre a inoculação de rizóbios e fungicidas aplicados em sementes de feijoeiro-comum</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-54052014000400007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O objetivo do presente estudo foi avaliar os efeitos do tratamento de sementes de feijoeiro com diferentes fungicidas na sobrevivência de estirpe de Rhizobium tropici (SEMIA 4077) e Rhizobium freirei (SEMIA 4080), na nodulação das plantas e na produtividade da cultura. Foram conduzidos dois ensaios em substrato esterilizado, sob condições de casa de vegetação e um ensaio no campo experimental da Embrapa Agropecuária Oeste, em Dourados, MS, num Latossolo Vermelho distroférrico típico. Os fungicidas (princípios ativos) utilizados nos ensaios foram: (1) carbendazim + tiram (Produto A); (2) carbendazim + tiram (Produto B); (3) carboxin + tiram; (4) fludioxonil + metalaxil-M; (5) fludioxonil + metalaxil-M + tiabendazol; (6) fluazinam + tiofanato metílico; (7) fipronil + tiofanato metílico + piraclostrobina; (8) clorotalonil + tiofanato metílico. A sobrevivência das estirpes de R. tropici inoculadas nas sementes de feijoeiro foi afetada pela aplicação dos fungicidas, principalmente por aqueles com modo de ação de contato. Observou-se ainda, com a aplicação dos fungicidas, redução na nodulação das plantas de feijoeiro, especialmente da massa nodular, tanto nos ensaios conduzidos em substrato esterilizado, em casa de vegetação, quanto no experimento a campo, onde também observou-se redução na produtividade do feijoeiro pela aplicação da maioria dos fungicidas avaliados. Os fungicidas que mais afetaram o rendimento de grãos foram carbendazim + tiram (Produto B) e carboxin + tiram. Os produtos fipronil + tiofanato metílico + piraclostrobina, fludioxonil + metalaxil-M + tiabendazol e fludioxonil + metalaxil-M não afetaram a produtividade da cultura, embora a massa seca de nódulos tenha sido reduzida em todos os ensaios.<hr/>The aim of this study was to evaluate the effects of treatment of common bean seeds with different fungicides on the survival of strains of Rhizobium tropici (SEMIA 4077) and Rhizobium freirei (SEMIA 4080), as well as on plant nodulation and on crop yield. Two experiments were carried out in sterilized substrate, under greenhouse conditions and in the experimental field of Embrapa Western Agriculture, in Dourados, Mato Grosso do Sul State, in a typical Oxisol. The fungicides (active ingredients) used in the experiments were: (1) carbendazim + thiram (Product A), (2) carbendazim + thiram (Product B), (3) carboxin + thiram, (4) fludioxonil + metalaxyl-M, (5) fludioxonil + metalaxyl-M + thiabendazole, (6) fluazinam + methyl thiophanate, (7) fipronil + methyl thiophanate + pyraclostrobin, (8) chlorothalonil + methyl thiophanate. The survival of R. tropici strains inoculated in bean seeds was affected by the application of fungicides, especially contact fungicides. In addition, fungicide application led to a reduction in the nodulation of bean plants, especially for nodular mass, either in assays carried out on sterilized substrate, in a greenhouse, or in the field experiment, where grain yield reduction was also noted with the use of most evaluated fungicides. The fungicides that mostly affected grain yield were carbendazim + thiram (Product B) and carboxin + thiram. The products fipronil + thiophanate methyl + pyraclostrobin, fludioxonil + metalaxyl-M + thiabendazole and fludioxonil + metalaxyl-M did not affect the crop yield, although the dry weight of nodules was reduced in all trials. <![CDATA[<b>Eficiência de fungicidas no controle da brusone em trigo</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-54052014000400008&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Causada pelo fungo Pyricularia grisea, a brusone do trigo constitui-se num dos principais entraves à expansão da produção tritícola no Brasil Central. O objetivo deste trabalho foi avaliar a eficiência de fungicidas no controle da brusone em trigo. Foram utilizados três fungicidas, com princípios ativos distintos, combinados com quatro genótipos de trigo. Realizaram-se duas aplicações do produto comercial, sendo estas no estádio 45 e 65 da escala de Zadokset al. A inoculação artificial com os esporos de P. grisea ocorreu no estádio 58-60 da referida escala. Determinou-se a área abaixo da curva de progresso da doença (AACPD), a severidade em folhas bandeira (SEVFB) e em espigas (SEVEsp) e quantificou-se a produção de grãos (PG).Ao final do trabalho, os diferentes parâmetros analisados foram submetidos à análise de correlação de Pearson.Os fungicidas epoxiconazol+piraclostrobina e tebuconazol+trifloxistrobina foram os que proporcionaram menor AACPD nos genótipos VI 03061, VI 07505 e BRS 254. Não houve diferença para SEVFB entre os genótipos na presença de fungicidas. As linhagens VI 98053 e VI 07505 apresentam menor SEVFB na ausência de fungicidas.O fungicida tebuconazole+trifloxistrobina proporcionou maior PG e menor SEVEsp. A severidade da doença em espigas foi maior do que em folhas bandeira. O controle da brusoneem trigo através da aplicação de fungicidas mostrou-se eficiente em folhas bandeira, mas não eficiente para o controle nas espigas.<hr/>Wheat blast, caused by the fungus Pyricularia grisea, constitutes one of the major obstacles to the expansion of wheat production in Central Brazil. The aim of this study was to evaluate the efficiency of fungicides in the control of wheat blast. Three fungicides with different active ingredients and combined with four wheat genotypes were used. Two applications of the commercial product were performed in stages 45 and 65 of the scale of Zadoks et al. Artificial inoculation with P. grisea spores was done in stages 58-60 of the above-mentioned scale. The area under the disease progress curve (AUDPC), the severity on flag leaves (SEVFL) and the severity on spikes (SEVEsp) were determined, and grain yield (GY) was quantified. At the end of the experiment, different analyzed parameters were subjected to Pearson's correlation analysis. The fungicides epoxiconazole+pyraclostrobin and tebuconazole+trifloxystrobin provided the lowest AUDPC for the genotypes VI 03061, VI 07505 and BRS 254. There was no difference for SEVFL among genotypes in the presence of fungicides. The genotypes VI 98053 and VI 07505 showed the lowest SEVFL in the absence of fungicide. Tebuconazole+trifloxystrobin provided higher GY and lower SEVEsp. The disease severity on the ears was greater than on flag leaves. Control of wheat blast by means of fungicide application was effective for flag leaves but not for ears. <![CDATA[<b>Reação de cultivares de trigo e de linhagens da série diferencial à raças de <i>Puccinia triticina</i>, em folhas destacadas</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-54052014000400009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt The method of preserving detached wheat leaves in Petri dish was used for the inoculation and development of the fungus Puccinia triticina, the causal agent of wheat leaf rust. The reaction of 26 wheat cultivars was compared by using seedlings cultivated in pots (in vivo) and detached leaves (in vitro) inoculated with four physiological races of the pathogen. After inoculation, the material was kept in a growth chamber for 15 days. The reaction was evaluated on the 15th day after inoculation. Results for each race in the evaluated genotypes confirmed the efficiency of the detached leaf method in assessing the reaction of wheat cultivars.<hr/>O método de preservação de folhas de trigo destacadas , em placa de Petri, foi usado para inoculação e desenvolvimento do fungo Puccinia triticina, agente causal da ferrugem da folha do trigo. Foram comparadas as reações de 26 cultivares de trigo em plântulas cultivadas em vasos (in vivo) e em folhas destacadas (in vitro) inoculadas com quatro raças fisiológicas do patógeno. Inoculou-se também 24 linhas da série diferenciadora de raças do fungo nas mesmas condições. Após a inoculação, o material foi mantido em câmara climatizada por 15 dias. A avaliação da reação foi realizada no 15º dia após a inoculação. Os resultados obtidos para cada raça nos genótipos avaliados confirmaram a eficiência do método de folha destacada na avaliação da reação de cultivares de trigo. <![CDATA[<b>Redução in vivo da sensibilidade de <i>Fusarium graminearum</i> a fungicidas triazóis e estrobilurinas</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-54052014000400010&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt In Brazil, Fusarium head blight (FHB) affecting wheat can cause up to 39.8% damage. Resistant cultivars are not available yet; thus, short-term disease control relies on the use of fungicides. The first step to improve control is to monitor fungal populations that are sensitivity to chemicals in order to achieve efficient FHB management. In vitro experiments were conducted to evaluate the inhibitory concentration (IC50) of fungicides for both mycelial growth and conidial germination of ten Fusarium graminearum isolates. The following demethylation inhibitor (DMI) fungicides were tested: metconazole, prothioconazole and tebuconazole. In addition, pyraclostrobin and trifloxystrobin were included, representing QoI fungicides, as well as three co-formulations containing metconazole + pyraclostrobin, prothioconazole + trifloxystrobin, and tebuconazole + trifloxystrobin. For mycelial growth, the overall mean IC50 of isolates was: metconazole 0.07, prothioconazole 0.1, and tebuconazole 0.19 mg/L. For the co-formulations, it was: prothioconazole + trifloxystrobin 0.08, tebuconazole + trifloxystrobin 0.12, and metconazole + pyraclostrobin 0.14 mg/L. Regarding spore germination inhibition, IC50 for prothioconazole + trifloxystrobin was 0.06, for tebuconazole + trifloxystrobin, 0.12 mg/L, for QoI alone pyraclostrobin, was 0.09, and for trifloxystrobin, 0.28 mg/L. There was a sensitivity shift among isolates and the highest fungitoxicity to F. graminearum was confirmed for prothioconazole, metconazole and tebuconazole .<hr/>Os danos causados pela giberela em trigo, no Brasil, podem chegara a 39,8%. Ainda não estão disponíveis cultivares resistentes para o controle da doença; desse modo, à curto prazo, o controle da doenças é baseado no uso de fungicidas. O primeiro passo para melhorar a eficácia do controle é monitorar a sensibilidade do fungo aos fungicidas para obter o manejo mais eficiente da doença. Experimentos foram conduzidos in vivo para avaliar a concentração inibitória (CI50) de fungicidas tanto para o crescimento miceliano como para a germinação de conídios de dez isolados de Fusarium graminearum. Os seguintes fungicidas inibidores da desmetilação (IDM) foram testados: metconazol, protioconazol e tebuconazol. Também, foram testados os fungicidas inibidores da quinona externa (IQe) estrobilurinas, piraclostrobina e trifloxistrobina, bem como suas misturas contendo metconazol + piraclostrobina, protioconazol + trifloxistrobina, e tebuconazol + trifloxistrobina. A média geral da CI50 para o crescimento miceliano dos isolates foi: metconazol 0,07, protioconazol 0,1, e tebuconazol 0,19 mg/L. Para as misturas foi: protioconazol + trifloxistrobina 0,08, tebuconazol + trifloxistrobina 0,12, e metconazol + piraclostrobin 0,14 mg/L. Em relação a inibição da germinação dos esporos, a CI50 para protioconazol + trifloxistrobina foi 0,06, para o tebuconazol + trifloxistrobina, 0,12 mg/L, e para os IQes isolados piraclostrobina, 0,09, e para a for trifloxistrobina, 0,28 mg/L. Demonstrou-se haver um diferença na sensibilidade entre os isolados e confirmou-se a elevada fungitoxicidade do protioconazol, metconazol e tebuconazol à F. graminearum. <![CDATA[<b>Fontes de silício no controle da mancha bacteriana (<i>Xanthomonas</i> spp.) do tomateiro</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-54052014000400011&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A mancha bacteriana do tomateiro causada por quatro espécies de Xanthomonas pode provocar perdas significativas na produção da cultura e a utilização do silício na proteção de plantas tende a reduzir a incidência de doenças. O objetivo do trabalho foi avaliar fontes de silício no controle da mancha bacteriana do tomateiro. Para a avaliação da inibição do crescimento bacteriano in vitro foram utilizados discos de papel de filtro esterilizados contendo 10 µL de silício coloidal ou silicato de potássio nas concentrações de 10, 30, 40 e 50 µg µL-1. Esses discos foram colocados sobre a bactéria cultivada em placas de Petri com meio de cultura, observando-se a formação de halos de inibição. Para avaliação da redução da severidade da mancha bacteriana do tomateiro em casa de vegetação, plantas de tomate foram pulverizadas com os produtos nas concentrações 10, 20, 30, 40 e 50 g L-1 e, após três dias, foi feita a inoculação por aspersão da suspensão bacteriana (109 UFC mL-1). Como testemunhas foram utilizadas plantas pulverizadas com água destilada ou inoculadas com a suspensão bacteriana. O silício coloidal não foi eficiente no controle de Xanthomonas spp. Concentrações de 30, 40 e 50 µg µL-1 de silicato de potássio inibiram o crescimento bacteriano in vitro e concentrações de 40 e 50 g L-1 reduziram o índice de doença da mancha bacteriana do tomateiro.<hr/>Tomato bacterial spot caused by four species of Xanthomonas can cause significant losses to the crop production, and the use of silicon in the protection of plants tend to reduce the disease incidence. The aim of this study was to evaluate silicon sources on the control of tomato bacterial leaf spot. To evaluate the in vitro bacterial growth inhibition, sterile paper discs containing 10 µL of colloidal silicon or potassium silicate were used at the concentrations of 10, 30, 40 and 50 µg µL-1. These discs were placed over the bacteria grown on Petri dishes containing culture medium, and the formation of inhibition zones was observed. To evaluate the reduction in the severity of tomato bacterial leaf spot in greenhouse, tomato plants were sprayed with the products at the concentrations of 10, 20, 30, 40 and 50 g L-1 and, after three day, spray inoculation of the bacterial suspension (109 CFU mL-1) was done. Control treatments consisted of plants sprayed with distilled water or inoculated with the bacterial suspension. Colloidal silicon was not effective in controlling Xanthomonas spp. Potassium silicate, at the concentrations of 30, 40 and 50 µg µL-1, inhibited the in vitro bacterial growth and, at the concentrations of 40 and 50 g L-1, reduced tomato bacterial leaf spot disease. <![CDATA[<b>Bulbilhos aéreos de alho, provenientes de escapes florais, são infectados por vírus</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-54052014000400012&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Em campos de produção comercial de alho é comum observar plantas naturalmente infectadas por vírus dos gêneros Allexivirus, Carlavirus e Potyvirus. Os bulbilhos aéreos podem ser uma alternativa para a propagação de plantas de alho livres de vírus. Desta forma, o objetivo deste trabalho foi analisar a taxa de perpetuação dos vírus de plantas infectadas para os bulbilhos aéreos. Os bulbilhos aéreos obtidos de plantas infectadas foram analisados por RT-PCR utilizando oligonucleotídeos universais para os gêneros Allexivirus, Carlavirus e Potyvirus. A taxa de perpetuação foi de 65% para allexivírus, 20% para carlavírus e 82,22% para potyvírus. Os resultados demonstraram que a perpetuação dos diferentes vírus do bulbo para os bulbilhos aéreos é elevada, inviabilizando a utilização direta dos bulbilhos aéreos provenientes de plantas matrizes infectadas por vírus. Esta metodologia deve ser utilizada somente a partir de plantas isentas de vírus.<hr/>In commercial garlic fields, plants naturally infected by viruses of the genera Allexivirus, Carlavirus and Potyvirus are commonly observed. Aerial bulbils may be an alternative for the propagation of virus-free garlic plants. Thus, the aim of this study was to analyze the rate of virus perpetuation from infected plants to aerial bulbils. Aerial bulbils obtained from infected plants were analyzed by RT-PCR using universal primers for the genera Allexivirus, Carlavirus and Potyvirus. Results showed that the perpetuation of different viruses from the bulb to aerial bulbils is high, impairing the direct use of aerial bulbils from virus-infected matrix plants. This methodology should use solely virus-free plants. <![CDATA[<b>Produção de enzimas extracelulares por <i>Ceratocystis</i> spp.</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-54052014000400013&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O gênero Ceratocystis contempla diversas espécies distribuídas em vários lugares do mundo. No Brasil ocorrem relatos da existência de três espécies, sendo elas: C. cacaofunesta, C. paradoxa e C. fimbriata, sendo esta última relacionada a doença em culturas de importância econômica. O trabalho objetivou verificar, em meios de cultura específicos, a produção das enzimas extracelulares amilase, lipase, celulase, protease, lacase e lignina peroxidase e pectiliase (pectato-liase) por isolados de Ceratocystis sp. Foram usados 41 isolados: 3 de mangueira (Mangifera indica), 19 de eucalipto (Eucalyptus spp.), 15 de cacaueiro (Theobroma cacao), 2 de Teca (Tectona grandis) e 2 de atemóia (Annona sp.). As colônias foram incubadas no escuro a 25ºC , com exceção do meio para detecção de pectinase que foi incubado sob fotoperíodo alternado. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado com 4 repetições. A partir dos meios específicos foi possível detectar a produção de amilase, lacase e protease quase na totalidade dos isolados Ceratocystis sp. testados. Não foi observada a produção de celulase, lípase e pectatoliase. A produção da enzima lignina peroxidade foi detectada em pouca quantidade e em somente alguns isolados do fungo. Este perfil enzimático obtido da população do fungo pode auxiliar em futuros estudos relacionados com a caracterização deste.<hr/>The genus Ceratocystis includes several species distributed over several parts of the world. In Brazil there are reports of the existence of three species: C. cacaofunesta , C. paradoxa and C. fimbriata, the latter being related to disease in crops of economic importance. This study aimed to determine, in specific culture media, the production of the extracellular enzymes amylase, lipase, cellulase, protease, laccase, lignin peroxidase and pectiliase (pectatelyase) for isolates of Ceratocystis spp. A total of 41 isolates were used: 3 from mango (Mangifera indica), 19 from eucalyptus (Eucalyptus spp.), 15 from cocoa (Theobroma cacao), 2 from Teak (Tectona grandis) and 2 from atemoya ( Annona sp.). The colonies were incubated in the dark at 25ºC , except for the medium for pectinase detection which was incubated under alternating photoperiod. Experimental design was completely randomized with 4 replicates. The specific media allowed the detection of the production of amylase, laccase and protease for almost all tested isolates of Ceratocystis sp. Production of cellulase, lipase and pectatelyase was not observed. Production of the enzyme lignin peroxidase was detected in small amounts and in only a few isolates of the fungus. This enzymatic profile obtained from the fungus population may assist in future studies related to its characterization. <![CDATA[<b>Avaliação da Dispersão primária e secundária do <i>Tomato severe rugose virus</i> para genótipos de <i>Capsicum</i> spp. por <i>Bemisia tabaci</i> MEAM1</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-54052014000400014&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A mosca branca Bemisia tabaci (Hemiptera: Aleyrodidae) é considerada uma das pragas agrícolas mais ameaçadoras em todo o mundo, pelo seu efeito direto na sucção de seiva das plantas e principalmente pelo seu efeito indireto de transmitir vírus, em especial os begomovírus. No Brasil, a espécie de begomovírus predominante em solanáceas é o Tomato severe rugose vírus - ToSRV. Uma possibilidade de manejo da doença é a utilização de cultivares resistentes ou tolerantes tanto ao vírus, como ao inseto vetor. Foram avaliados neste trabalho a dispersão primária e secundária do ToSRV por Bemisia tabaci, espécie MEAM1, também conhecida como biótipo B, em cultivares tolerantes ao ToSV Capsicum baccatum (IAC-1357) C. annuum (IAC-1566) e C. frutescens (IAC-1544). O genótipo (IAC-1544) apresentou menor número de plantas infectadas pelo ToSRV no ensaio de dispersão primária e nenhuma eficiência na transmissão do isolado na dispersão secundária. Estes resultados colaboram para o melhoramento de pimentão e pimentas visando a resistência ao ToSRV e seu inseto vetor.<hr/>The whitefly Bemisia tabaci (Hemiptera : Aleyrodidae) is considered one of the most threatening agricultural pests in the world due to its direct effect on the suction of sap from plants and especially due to its indirect effect in transmitting viruses, particularly the begomovirus. In Brazil, the predominant species of begomovirus within Solanaceae is Tomato severe rugose virus - ToSRV. A possibility of management of this disease is the use of cultivars that are resistant or tolerant to both the virus and the insect vector. This study evaluated the primary and secondary dispersal of ToSRV by B. tabaci, MEAM1 species, also known as biotype B, usin ToSRV-tolerant species Capsicum baccatum (IAC-1357), C. annuum (IAC -1566) and C. frutescens (IAC-1544). The genotype IAC -1544 showed a smaller number of plants infected by ToSRV during the primary dispersal assay and no efficiency in the isolate transmission in the secondary dispersal. These results contribute to capsicum and pepper breeding forresistance to ToSRV and its insect vector. <![CDATA[<b>Doenças da vinagreira no Estado do Maranhão</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-54052014000400015&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Neste trabalho, são descritas as principais doenças da vinagreira (Hibiscus sabdariffa) que ocorrem no Estado do Maranhão. Os patógenos identificados foram Cercospora malayensis, Corynespora cassiicola, Lasiodiplodia theobromae, Meloidogyne incognita, Phytophthora nicotianae e Sclerotium rolfsii.<hr/>In this paper, the most common diseases affecting roselle (Hibiscus sabdariffa) in the state of Maranhão, Brazil, are described. The identified pathogens were Cercospora malayensis, Corynespora cassiicola, Lasiodiplodia theobromae, Meloidogyne incognita and Sclerotium rolfsdii. <![CDATA[<b>Queima-de-alternária</b>: <b>nova doença foliar do mamoeiro no Brasil</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-54052014000400016&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Neste trabalho, são descritas as principais doenças da vinagreira (Hibiscus sabdariffa) que ocorrem no Estado do Maranhão. Os patógenos identificados foram Cercospora malayensis, Corynespora cassiicola, Lasiodiplodia theobromae, Meloidogyne incognita, Phytophthora nicotianae e Sclerotium rolfsii.<hr/>In this paper, the most common diseases affecting roselle (Hibiscus sabdariffa) in the state of Maranhão, Brazil, are described. The identified pathogens were Cercospora malayensis, Corynespora cassiicola, Lasiodiplodia theobromae, Meloidogyne incognita and Sclerotium rolfsdii. <![CDATA[<b>Ocorrência de <i>Phytophthora nicotianae</i> em <i>Lilium speciosum</i> no Brasil</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-54052014000400017&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Neste trabalho, são descritas as principais doenças da vinagreira (Hibiscus sabdariffa) que ocorrem no Estado do Maranhão. Os patógenos identificados foram Cercospora malayensis, Corynespora cassiicola, Lasiodiplodia theobromae, Meloidogyne incognita, Phytophthora nicotianae e Sclerotium rolfsii.<hr/>In this paper, the most common diseases affecting roselle (Hibiscus sabdariffa) in the state of Maranhão, Brazil, are described. The identified pathogens were Cercospora malayensis, Corynespora cassiicola, Lasiodiplodia theobromae, Meloidogyne incognita and Sclerotium rolfsdii.