Scielo RSS <![CDATA[Summa Phytopathologica]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0100-540520120003&lang=en vol. 38 num. 3 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<b>Fungicides, seed dresser adjuvants and storage time in the control of <i>Drechslera teres</i> in barley seeds</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-54052012000300001&lng=en&nrm=iso&tlng=en In experiments conducted in laboratory, the effect of fungicides, seed dresser adjuvants and storage time in the control of Drechslera teres in seeds of barley cultivar BRS Elis, with 58% incidence, was quantified. Fungicides indicated by barley research (carboxin + thiram, difenoconazole and triadimenol) compared with the mixture carbendazim + iprodione were tested. As seed dresser adjuvants, water (500m mL/100 Kg) and a polymer (150 mL/100 Kg) were used. Treated seeds were stored in paper bags and kept in the refrigerator at 5ºC. At 30-day intervals during six months, seeds were plated on semi-selective Reis's medium (1983). The best control was obtained by the mixtures carboxin + thiram and carbendazim + iprodione and the polymer as seed dresser. The control efficiency was improved by the storage time without negatively affecting seed germination. Due to the transmission efficiency, the fungus eradication in seeds should be pursued.<hr/>Em experimentos conduzidos em laboratório quantificou-se o efeito de fungicidas, de veículos de cobertura e do tempo de armazenamento no controle de Drechslera teres em sementes de cevada cultivar BRS Elis com incidência natural de 58%. Foram testados os fungicidas nas doses indicadas pela pesquisa de cevada (carboxina + tiram, difenoconazol e triadimenol) comparados com a mistura carbendazim + iprodiona. Como veículos testou-se a água (500 mL/100 kg) e um polímero (150 mL/100 kg). As sementes após o tratamento foram armazenadas em sacos de papel e mantidas em refrigerador a 5ºC. A intervalos de 30 dias, até completar três meses, as sementes foram plaqueadas em meio semi-seletivo de Reis (1983). O melhor controle foi obtido pelas misturas carboxina + tiram e carbendazim + iprodiona, com o veículo polímero. A eficiência do controle foi melhorada pelo tempo de armazenamento sem afetar negativamente a germinação das sementes. Devido à eficiência de transmissão a erradicação do fungo em sementes deve ser perseguida. <![CDATA[<b>Anatomical changes induced by <i>Meloidogyne enterolobii</i> (=<i>M. mayaguensis</i>) and <i>Meloidogyne javanica</i> in tomato plants resistant to the root-knot nematode</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-54052012000300002&lng=en&nrm=iso&tlng=en A resistência de tomateiros (Solanum lycopersicum L.) a M. incognita, M. javanica e M. arenaria, conferida pela presença do gene Mi, não contempla a espécie M. enterolobii (=M. mayaguensis). O objetivo da pesquisa foi verificar as alterações anatômicas causadas por M. enterolobii no sistema radicular de porta-enxertos de tomateiro com o gene de resistência Mi ('Magnet' e Helper M') e compará-las com as causadas por M. javanica. As observações anatômicas das raízes foram feitas com auxílio de microscópio de luz e os aspectos mais relevantes foram fotografados. Com base em contagens e mensurações do tamanho dos sítios de alimentação e das células gigantes, foram efetuadas analises utilizando o método estatístico de Análise de Agrupamento. O aparecimento de células nutridoras incitadas por M. enterolobii foi verificado em ambos os porta-enxertos de tomateiro, entre 10 e 17 dias após a inoculação (DAI). O número e a área de sítios de alimentação e de células gigantes foram menores aos 17 DAI do que aos 24 DAI. Nesta época (24 DAI), foram observados sítios de alimentação constituídos pela presença de várias células nutridoras multinucleadas, com parede celular espessa, citoplasma denso e granuloso. Os tecidos vasculares apresentaram-se comprimidos e desorganizados, foi observada, também, hipertrofia de células do parênquima cortical. As raízes inoculadas com M. javanica não apresentaram alterações anatômicas.<hr/>The resistance of tomato plants (Solanum Lycopersicum L.) to M. incognita, M. javanica and M. arenaria, provided by the presence of Mi gene, does not include the species M. enterolobii (=M. mayaguensis). The aim of this study was to verify the anatomical changes caused by M. enterolobii in the root system of rootstocks from tomato plants with Mi resistance gene ('Magnet' and 'Helper M') and to compare these changes with those caused by M. javanica. The anatomical observations of roots were done with the aid of a light microscope and the most relevant aspects were photographed. Based on counts and measurements of the size of feeding sites and giant cells, the data were analyzed by using the statistical method of Cluster Analysis. The emergence of nurse cells stimulated by M. enterolobii was observed for both tomato rootstocks between 10 and 17 days after inoculation (DAI). The number and the area of feeding sites and giant cells were smaller at 17 DAI than at 24 DAI. On the latter occasion (24 DAI), there were feeding sites established by the presence of several multinucleate nurse cells with thick cell walls and dense and granular cytoplasm. Vascular tissues were compressed and disorganized; there was also hypertrophy of cortical parenchyma cells. Roots inoculated with M. javanica did not show anatomical changes. <![CDATA[<b><i>In vitro</i></b><b> preservation methods of <i>Puccinia kuehnii</i> urediniospores</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-54052012000300003&lng=en&nrm=iso&tlng=en Com o objetivo de avaliar métodos de preservação de urediniósporos de Puccinia kuehnii, conduziram-se dois bioensaios sendo o primeiro (B1) com diferentes métodos de desidratação e o segundo (B2), com diferentes métodos de reidratação. Em B1 foi adicionado um grânulo de sílica gel para preservação dos urediniósporos nos tubos de microcentrífuga. Foram coletadas folhas com sintomas de ferrugem alaranjada, P. kuehnii, da cultivar de cana-de-açúcar SP89 1115. Os urediniósporos do agente causal de ferugem foram extraídos das folhas com o auxílio de bomba a vácuo. Posteriormente, estes foram acondicionados em tubos de microcentrífuga. Os tratamentos para B1 foram: l- desidratação em sílica gel, liofilização e sem desidratação; ll- temperatura ambiente (20ºC), geladeira (5ºC), congelador (-20ºC) e deep-freezer (-80ºC). Para B2 os tratamentos foram: l- desidratação em sílica gel e sem desidratação; ll- temperatura ambiente (20ºC), geladeira (5ºC), congelador (-20ºC) e deep-freezer (-80ºC); lll- com reidratação e sem reidratação nas avaliações. Para ambos os bioensaios foi realizada a germinação inicial, outras aos 15 e 30 dias de armazenamento e posteriormente a cada 30 dias, até 180 dias. Prepararam-se suspensões de urediniósporos em água e uma alíquota de 0,1 mL foi transferida para placas de Petri contendo meio ágar-água (15g L-1). Essas permaneceram a 20ºC, no escuro. Para a avaliação da viabilidade, procedeu-se a contagem de 200 urediniósporos por placa. Os dados foram submetidos à análise de variância não paramétrica de Kruskal-Wallis e complementadas com o teste de Dunn. Os resultados demonstraram que a viabilidade decresceu em função do tempo, sendo que os melhores tratamentos atingiram 27,6% e 6,6% aos 30 dias, e 12,0% e 1,9% aos 60 dias, para B1 e B2, respectivamente. O método da desidratação em sílica gel seguido do armazenamento a -80ºC foi o único que apresentou urediniósporos viáveis (1,2%) aos 180 dias, para B1. No B2, o melhor método foi preservação com desidratação, armazenados a 5ºC, sem reidratação. Esse método apresentou melhor porcentagem de germinação aos 120 dias (0,4%). Não foi observada influência do fator choque térmico na recuperação de urediniósporos viáveis em B2. A inclusão de grânulo de sílica gel no tubo de microcentrífuga permitiu a recuperação da viabilidade dos urediniósporos aos 180 dias.<hr/>With the aim of evaluating preservation methods of Puccinia kuehnii urediniospores, two bioassays were conducted: the first one (B1) with different methods of dehydration and the second one (B2) with different methods rehydration. B1 and B2 differed in the inclusion of silica gel granule in B1 for preservation in microcentrifuge tubes. Leaves with symptoms of orange rust were harvested from the sugarcane cultivar SP89 1115. P. kuehnii urediniospores were extracted from the leaves with the aid of a vacuum bomb. Later, they were placed in microcentrifuge tubes. Treatments for B1 were: l: dehydration in silica gel, lyophilization and without dehydration, ll: room temperature (20ºC), refrigerator (5ºC), freezer (-20ºC) and deep-freezer (- 80ºC). Treatments for B2 were: l: dehydration in silica gel and without dehydration, ll: room temperature (20ºC), refrigerator (5ºC), freezer (-20ºC) and deep-freezer (-80ºC), lll: with and without rehydration in the evaluations. The initial germination was carried out for both experiments, other assessments were made at 15 and 30 days of storage and then at every 30 days until 180 days. Urediniospore suspensions were prepared in water and a 0.1-mL aliquot was transferred to Petri dishes containing agar-water (15 g L-1). They remained at 20ºC in the dark. To assess viability, the count of 200 urediniospores/plate was performed. The data were subjected to nonparametric Kruskal-Wallis analysis of variance and complemented by Dunn's test. Results showed that viability decreased with time, and the best treatments reached 27.6% and 6.6% at 30 days, and 12.0% and 1.9% at 60 days for B1 and B2, respectively. Dehydration method in silica gel followed by storage at -80ºC was the only treatment that presented viable urediniospores (1.2%) at 180 days for B1. For B2, the best method was preservation with dehydration, followed by storage at 5ºC, without rehydration. This method showed the best germination percentage at 120 days (0.4%). Influence of the factor thermal shock was not observed in the recovery of viable urediniospores in B2. Inclusion of silica gel granules in the microcentrifuge tube allowed the recovery of viability of urediniospores at 180 days. <![CDATA[<b>Association of adjuvants with picoxystrobin+cyproconazole for Asian soybean rust control</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-54052012000300004&lng=en&nrm=iso&tlng=en O principal problema fitossanitário da soja no Brasil é a ferrugem asiática. O uso de fungicidas é uma medida eficiente no controle da doença. Substâncias adicionadas à calda, como os adjuvantes podem influenciar a eficácia do fungicida. Testou-se nas safras 2008/09 e 2009/10 o efeito de seis adjuvantes (Assist®, Aureo®, Break ThruÒ, Joint®, Natur'l Oil® e Silwet®) adicionados a picoxistrobina + ciproconazol, além da testemunha (sem fungicida) e da testemunha padrão (Nimbus®), totalizando oito tratamentos. Para avaliação da doença, foram coletados folíolos nos terços superior, médio e inferior da cultura, observando número de lesões e urédias por folíolo nas três linhas centrais de cada parcela e incidência da doença. Na safra 2009/10, durante a segunda aplicação, foram utilizados papeis hidrossensíveis, avaliando-se o diâmetro da mediana volumétrica (DMV), o diâmetro da mediana numérica (DMN), o coeficiente de variação de gotas (CV), a densidade de gotas, o volume recuperado (L ha-1) e a área coberta pela calda fungicida (%). Nas duas safras não houve efeito dos adjuvantes testados sobre a eficiência de controle da doença quando comparados à testemunha padrão (fungicida + Nimbus®), podendo ser usados como alternativa. Na safra 2009/10 o adjuvante Aureo proporcionou menores valores de DMN, DMV, CV, volume recuperado e área coberta, enquanto que os tratamentos com maiores valores foram Assist, Joint, Nimbus e Silwet. Não foram observados sintomas de fitotoxidade associados à adição dos adjuvantes testados.<hr/>The main phytosanitary problem related to soybean in Brazil is Asian soybean rust. Fungicide use is an effective measure to control this disease. Substances added to the solution, such as adjuvants, can influence the fungicide efficacy. In the crop seasons 2008/09 and 2009/10, we tested the effect of six adjuvants (Assist®, Aureo®, Break Thru®, Joint®, Natur'l Oil® and Silwet®) added to picoxystrobin+cyproconazole, besides a control (without fungicide) and a standard control (Nimbus®), totaling eight treatments. For the disease evaluation, leaflets were collected from the upper, medium and lower thirds of the crop, and the number of lesions and uredinia per leaflet was observed in the three central lines of each plot, in addition to the disease incidence. In the 2009/10 crop season, during the second spraying, hydro-sensitive papers were used to evaluate the volumetric median diameter (VMD), the number median diameter (NMD), the coefficient of variation of droplets (CV), the density of droplets, the recovered volume (L ha-1) and the area covered by the fungicide solution (%). In both crop seasons, there was no effect of the tested adjuvants on the disease control efficiency compared to the standard control (fungicide + Nimbus®), which indicates that they can be used as an alternative. In the 2009/10 crop season, the adjuvant Aureo® provided the lowest values of VMD, NMD, CV, recovered volume and covered area, while the treatments providing the highest values were Assist, Joint, Nimbus and Silwet. No symptoms of phytotoxicity were observed associated with the addition of any tested adjuvant. <![CDATA[<b>Epidemiology of <i>Thanatephorus</i> web blight and grain yield of the common bean treated with fungicides</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-54052012000300005&lng=en&nrm=iso&tlng=en O efeito dos fungicidas azoxistrobina, carbendazim, mancozebe, tebuconazole, hidróxido de fenilestanho, piraclostrobina, trifloxistrobina + ciproconazol, trifloxistrobina + propiconazol e clorotalonil no progresso da mela e na produtividade do feijoeiro foi avaliado em campo e casa de vegetação. No campo, três experimentos foram conduzidos nas estações chuvosas de 2004/05, 2005/06 e 2006/07, em blocos ao acaso com quatro repetições.Na safra 2004/05 foi realizada apenas uma aplicação, aos 45 dias após o plantio (DAP); em 2005/06 foram realizadas duas aplicações aos 30 e 45 DAP e em 2006/07 foram realizadas três aplicações, aos 30, 45 e 60 DAP. A avaliação da severidade da doença foi feita semanalmente, atribuindo-se notas de 1 (sem sintomas) a 9 (acima de 90% da área foliar destruída) e taxas de progresso da doença foram calculadas após o ajuste das curvas de progresso ao modelo logístico. Os resultados mostraram que uma única aplicação de qualquer dos produtos, aos 45 DAP, foi ineficiente para o controle da taxa de progresso da mela (taxa média, r = 0,2348). A eficiência do controle aumentou com o incremento do número de aplicações e aplicações mais precoces, iniciando-se aos 30 DAP (médias de r = 0,1988 e 0,1671 em 2005/06 e 2006/07, respectivamente). Com três aplicações,as menores severidades de doença foram observadas com hydróxido de fenil estanho, trifloxistrobina + propiconazol e trifloxistrobina + cyproconazol. Em casa de vegetação, o efeito protetor e curativo dos fungicidas foi estudado com aplicação dos produtos em pré ou pós-inoculação de folíolos, através da avaliação do diâmetro das lesões. Todos os fungicidas apresentaram tanto efeito protetor quanto curativo, mas os melhores resultados foram observados em aplicação preventiva.Foi encontrada alta correlação negativa entre intensidade da mela e a produção do feijoeiro e o ganho em produtividade com uso de fungicidas chegou a 304 %.<hr/>Results of three years of field and greenhouse studies on the effects of the fungicides azoxystyrobin, carbendazin, mancozeb, tebuconazole, fentinhydroxide, pyraclostrobin, tryfloxistrobin + cyproconazole, tryfloxistrobin + propiconazol and chlorotalonil on the epidemiology of bean web blight and bean yields are reported. Field experiments were conducted during the rainy seasons of 2004/05, 2005/06 and 2006/07. Experimental design was a randomized complete block with four replicates. In 2004/05, fungicides were applied only once, 45 after planting (DAP); in 2005/06, there were two applications at 30 and 45 DAP, and in the 2006/07 field season, three applications were made, at 30, 45 and 60 DAP. Disease severity was estimated weekly, with aid of a 1 (healthy) to 9 (more than 90% diseased leaf area) disease scale. Disease progress rates were calculated following curve fitting to the logistic model. Results showed that one single fungicide application, 45 DAP, was inefficient for disease control (mean disease progress rate r = 0.2348). When number of applications increased, and started earlier (at 30 DAP), efficiency also improved for all active principles (mean r = 0.1988 and 0.1671 in 2005/06 and 2006/07, respectively). Overall, lowest disease severities were observed with fentinhydroxyde, tryfloxistrobin + propiconazole, tryfloxistrobin + cyproconazoleand. The protective and curative effects of all fungicides were assessed in the greenhouse, by applicationat pre- or post-inoculation, respectively. Efficiency was evaluated by measurement of lesion diameter. All fungicides presented curative and protective effects, whereas best results were observed in preventive application. A high negative correlation was found between web blight intensity and yield, and increase in grain yield with fungicide applications reached 304 % over control plots. <![CDATA[<b>Modified atmosphere in preserving the quality of 'Thompson Seedless' grapes and reducing <i>Aspergillus </i>rot</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-54052012000300006&lng=en&nrm=iso&tlng=en Existe uma demanda, na região semiárida produtora de uvas no Submédio São Francisco, por medidas sustentáveis de controle de doenças pós-colheita, uma vez que o modelo atual de revestimento de caixas com polietileno de alta densidade, associado ao metabissulfito de sódio, não tem se mostrado eficiente no controle dos fungos que ocorrem na região. O objetivo desse trabalho foi estudar um controle da podridão por Aspergillus em uvas 'Thompson Seedless' por meio da modificação da atmosfera, pelo envolvimento de caixas de uva em bolsões de poliamida. Comparou-se o bolsão de poliamida (PA) ao de polietileno alta densidade (PEAD), comumente usado na região, combinados ou não com o metabissulfito de sódio (SO2). Frutos provenientes de propriedade comercial, após serem selecionados e desinfestados foram feridos com alfinete entomológico e inoculados com uma suspensão de Aspergillus niger na concentração de 10(6) conídios.mL-¹ e submetidos à câmara úmida por 24 horas. Em seguida as caixas de uva foram colocadas em bolsões específicos de acordo com o tratamento e armazenadas em câmara fria à temperatura de 2 ºC e umidade relativa de 75%, durante 40 dias. A partir do 12º dia de armazenagem foram feitas avaliações semanais da incidência da doença e de variáveis físico-químicas: perda de massa, sólidos solúveis totais (SST), pH, acidez titulável (AT), ratio (SST/AT); peroxidase (POD) e medição das concentrações de CO2 e O2 até o 40º dia. O delineamento experimental utilizado foi inteiramente ao acaso em parcelas subdivididas com cinco repetições. O revestimento de caixas de uva em bolsões de poliamida, mesmo sem o uso de metabissulfito de sódio, apresenta-se como uma alternativa viável na manutenção da qualidade pós-colheita de uva "Thompson Seddless", bem como na redução de podridão causada por A. Niger. A enzima peroxidase pode ter atuado no processo de manutenção de qualidade da fruta, contribuindo para uma redução dos níveis da doença em uvas.<hr/>There is a demand in Submédio São Francisco, a semiarid grape producing region in Brazil, for sustainable measures to control postharvest diseases, since the current model of coating boxes with high density polyethylene, associated with sodium metabisulfite, has not been effective in controlling fungi occurring in this region. The aim of this study was to evaluate the control of Aspergillus rot in 'Thompson Seedless' grapes by modifying the atmosphere, using polyamide bags to cover the grape boxes. Polyamide (PA) bags were compared with high density polyethylene (HDPE) bags, commonly used in this region, combined or not with sodium metabisulfite (SO2). Fruits from a commercial area, after being selected and disinfested, were wounded with an entomological pin and inoculated with a suspension of Aspergillus niger at a concentration of 10(6) conidia mL-1 and then kept in a wet chamber for 24 hours. After that, grape boxes were placed in specific bags according to the treatment and stored at temperature of 2º C and relative humidity of 75% for 40 days. From the 12th day of storage, the incidence of the disease and the physico-chemical variables: mass loss, total soluble solids (TSS), pH, titrable acidity (TA), ratio (TSS / TA); peroxidase (POD) and measurement of the concentrations of CO2 and O2 were weekly evaluated until the 40th day. The experimental design was completely randomized in split plot with five replicates. The covering of grape boxes with polyamide bags, even without the use of sodium metabisulfite, showed to be a viable alternative for maintaining the postharvest quality of grapes 'Thompson Seddless', as well as for reducing rot caused by A. niger. The enzyme peroxidase may have acted in the process of maintaining fruit quality, contributing to a reduction in the level of the disease in grapes. <![CDATA[<b>Natural products applied to the management of <i>Meloidogyne incognita</i> in tomato plants</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-54052012000300007&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este trabalho teve por objetivo avaliar o efeito de produtos naturais na expressão da resistência a Meloidogyne incognita em plantas de tomate produzidos organicamente. Os indutores Rocksil, Quitosana, Neemseto e Biopirol foram aplicados 5, 10 e 15 dias, em tratamentos independentes, antes da inoculação do patógeno através da pulverização foliar, utilizando-se duas dosagens para cada indutor. A inoculação do nematoide foi realizada 30 dias após o plantio, usando-se 5000 ovos/ planta. Avaliando-se o número de ovos e o fator de reprodução, 30 dias após a inoculação, observou-se que todos os tratamentos diferiram estatisticamente da testemunha, impedindo o aumento da população inicial do patógeno. Dentre os indutores, o indutor silicatado Rocksil foi o que apresentou os melhores resultados para o controle da meloidoginose em todas as épocas de aplicação e em todas as dosagens. Contudo, plantas tratadas com o produto apresentaram baixos pesos de parte aérea sugerindo que houve um custo adaptativo de resistência. Considerando-se o fator de reprodução não foram observadas diferenças estatísticas quando comparadas a dosagem e época de aplicação entre os indutores, com exceção da Quitosana aplicada aos 5 dias antes da inoculação e do Neemseto aplicado aos 15 dias antes da inoculação do nematóide.<hr/>This study aimed to evaluate the effect of natural products on the expression of resistance to Meloidogyne incognita in organically produced tomato plants. The inducers Rocksil, Chitosan, Neemseto and Biopirol were applied at 5, 10 and 15 days as independent treatments before the pathogen inoculation by means of leaf spraying, using two levels for each inducer. The nematode inoculation was performed at 30 days after planting, using 5000 eggs/plant. Evaluating the number of eggs and the reproduction factor, at 30 days after inoculation, all treatments statistically differed from the control, preventing an increase in the initial population of the pathogen. Of the natural inducers, Rocksil showed the best results for controlling the root-knot nematode in all application times and at all levels. However, plants treated with the product had low shoot weights, suggesting that there was a fitness cost of resistance. Considering the reproduction factor, there were not statistical differences when the level and the application time were compared among natural inducers, except for Chitosan applied at 5 days before the nematode inoculation and Neemseto applied at 15 days before the nematode inoculation. <![CDATA[<b>Weather based warning systems for bean angular-leaf-spot and anthracnose</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-54052012000300008&lng=en&nrm=iso&tlng=en Data available in the literature were used to develop a warning system for bean angular leaf spot and anthracnose, caused by Phaeoisariopsis griseola and Colletotrichum lindemuthianum, respectively. The model is based on favorable environmental conditions for the infectious process such as continuous leaf wetness duration and mean air temperature during this subphase of the pathogen-host relationship cycle. Equations published by DALLA PRIA (1977) showing the interactions of those two factors on the disease severity were used. Excell spreadsheet was used to calculate the leaf wetness period needed to cause different infection probabilities at different temperature ranges. These data were employed to elaborate critical period tables used to program a computerized electronic device that records leaf wetness duration and mean temperature and automatically shows the daily disease severity value (DDSV) for each disease. The model should be validated in field experiments under natural infection for which the daily disease severity sum (DDSS) should be identified as a criterion to indicate the beginning and the interval of fungicide applications to control both diseases.<hr/>Utilizando-se dados disponíveis na literatura, elaborou-se um sistema de previsão da mancha angular e da antracnose do feijoeiro, causadas por Phaeoisariopsis griseola e por Colletotrichum lindemuthianum respectivamente. O modelo baseia-se nas condições ambientais favoráveis ao processo infeccioso, como a duração do molhamento foliar contínuo e a temperatura média do ar durante essa subfase do ciclo das relações patógeno-hospedeiro. Tomaram-se as equações geradas no trabalho de DALLA PRIA (1977), que representam as interações desses dois fatores sobre a severidade das doenças. Com auxílio da planilha eletrônica Excell, calculou-se a duração do molhamento foliar para causar diferentes probabilidades de infecção em diferentes faixas térmicas. Com esses dados foram elaboradas tabelas de períodos críticos e utilizadas na programação de um aparelho eletrônico, computadorizado que registra a duração do molhamento, a temperatura média e automaticamente mostra o valor diário de severidade (VDS) para cada uma das doenças. O modelo deve ser validado em experimentos conduzidos no campo sob infecção natural tendo-se identificada a soma dos valores diários de severidade (SVDS) como critério indicador para o início e intervalo das aplicações de fungicidas para o controle das duas doenças. <![CDATA[<b>Production and sensitivity of Brazilian isolates of <i>Xanthomonas axonopodis</i> pv. <i>citri</i> to bacteriocins</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-54052012000300009&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este trabalho teve por objetivo avaliar a produção e a sensibilidade de 48 isolados brasileiros de X. axonopodis pv. citri (Xac) à bacteriocinas. Pelos resultados obtidos, nenhum isolado de Xac foi sensível às bacteriocinas produzidas pelos isolados bacterianos avaliados.<hr/>The aim of this study was to evaluate the production and sensitivity of 48 Brazilian isolates of X. axonopodis pv. citri (Xac) to bacteriocins. Based on the obtained results, no isolate of Xac was sensitive to the bacteriocins produced by the evaluated bacterial isolates. <![CDATA[<b>Different concentrations of <i>Cercospora sojina </i>inoculum on the intensity of frogeye leaf spot in soybeans</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-54052012000300010&lng=en&nrm=iso&tlng=en A mancha foliar "olho-de-rã", cujo agente causal é o fungo Cercospora sojina, causa grandes perdas no cultivo da soja, principalmente na Argentina. Em experimento conduzido em laboratório e câmara climatizada, objetivou-se verificar o efeito de diferentes concentrações do inóculo de C. sojina na intensidade da mancha foliar "olho-de-rã" em folíolos de soja. As concentrações de conídios utilizadas foram de 10x10³, 20x10³, 30x10³, 40x10³, 50x10³ e 60x10³ conídios.mL-1, com e sem espalhante. Após a inoculação dos conídios por aspersão sobre os folíolos de soja, as plantas foram mantidas com molhamento foliar de 48 horas. Decorrido este período, as plantas permaneceram em câmara climatizada, em temperatura de 25 ºC por 15 dias. Avaliou-se a severidade, número e diâmetro de lesões. A concentração de 35.000 conídios.mL-1 com espalhante gerou intensidade de doença que possibilita a quantificação rápida e precisa da doença, podendo ser utilizada em futuros trabalhos de pesquisa.<hr/>Frogeye leaf spot, the causative agent of which is the fungus Cercospora sojina, causes great losses to soybean crops, primarily in Argentina. The experiment, conducted in laboratory and acclimatization chamber, aimed to check the effect of different concentrations of inoculum of C. sojina on the intensity of Frogeye leaf spot in soybean leaflets. The used concentrations of conidia were 10x10³, 20x10³, 30x10 40x10³, 50x10³ and 60x10³ conidia.mL-1, with and without the presence of a spreader. After the inoculation of conidia by spraying on soybean leaflets, plants were maintained under 48-hour leaf wetness. After this period, the plants remained in an acclimatization chamber at 25 ºC for 15 days. The severity, number and diameter of injuries were evaluated. The concentration of 35,000 conidia.mL-1 with the presence of the spreader generated a disease intensity that enables the rapid and accurate quantification of the disease and can be used in future research. <![CDATA[<b>Development and validation of a diagrammatic scale to quantify the severity of Fabraea leaf spot of pear</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-54052012000300011&lng=en&nrm=iso&tlng=en A entomosporiose, causada pelo fungo Entomosporium mespili, é uma das principais doenças da pereira (Pyrus sp.) no Brasil. Considerando-se a inexistência de métodos padronizados para quantificação dessa doença em folhas, o objetivo deste trabalho foi desenvolver uma escala diagramática para quantificação da severidade da entomosporiose da pereira. Para padronizar a avaliação, foi desenvolvida uma escala diagramática logarítmica com sete níveis (0,3; 1,0; 2,3; 5,1; 11,1; 22,4 e 40,0 % de área foliar lesionada). Para a validação da escala, nove avaliadores estimaram a severidade de 60 imagens digitalizadas de folhas, com diferentes níveis de severidade. As avaliações foram feitas em duas etapas: sem e com o auxílio da escala. A severidade real foi obtida através do programa Quant v.1.0. A acurácia e a precisão dos avaliadores foram determinadas por regressão linear simples entre a severidade real e a estimada. A escala proposta proporcionou bons níveis de acurácia e precisão, boa repetibilidade das estimativas, além de rapidez e facilidade na avaliação, constituindo-se em uma ferramenta útil em estudos epidemiológicos e no desenvolvimento de estratégias de controle da entomosporiose da pereira.<hr/>Fabraea leaf spot, caused by the fungus Entomosporium mespili, is one of the major diseases affecting pear (Pyrus sp.) in Brazil. Considering the lack of standardized methods to quantify this disease on leaves, the aim of this study was to develop a diagrammatic scale to quantify the severity of Fabraea leaf spot of pear. To standardize the assessment, we developed a diagrammatic logarithmic scale with seven levels (0.3, 1.0, 2.3, 5.1, 11.1, 22.4 and 40.0% diseased leaf area). To validate the scale, nine raters estimated the severity of 60 scanned leaf images at different severity levels. The evaluations were done in two steps: with and without the aid of the scale. The actual severity was obtained through the program Quant. v.1.0. The accuracy and the precision of raters were determined by simple linear regression between actual and estimated severity. The proposed scale provided good levels of accuracy and precision, good repeatability of estimates, and rapid and easy assessment, constituting thus a useful tool in epidemiological studies and for the development of strategies to control Fabraea leaf spot of pear. <![CDATA[<b>Frequency of LMV, LeMoV and BiMV in three lettuce producing areas from São Paulo State</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-54052012000300012&lng=en&nrm=iso&tlng=en Entre os problemas fitossanitários da cultura da alface estão as doenças causadas por vírus. Três vírus causam sintomas de mosaico praticamente indistinguíveis: o Lettuce mosaic virus (LMV, Potyvirus), o Lettuce mottle virus (LeMoV, Sequivirus) e o Bidens mosaic virus (BiMV, Potyvirus). Através de RT-PCR utilizando-se oligonucleotídeos específicos para cada um destes vírus, amostras de alface e plantas invasoras, preferencialmente com sintoma de mosaico, foram coletadas em campos de produção de alface das regiões de Mogi das Cruzes, Campinas e Bauru no Estado de São Paulo e analisadas para a presença dos vírus. Verificou-se que o LeMoV foi o vírus encontrado com maior freqüência, seguido do LMV. A ocorrência de BiMV em alface foi extremamente baixa e restrita às regiões de Campinas e Bauru, onde também foi verificado em plantas invasoras como Bidens pilosa e Galinsoga parviflora. Esta ultima é hospedeira dos três vírus.<hr/>Among the phytosanitary problems affecting lettuce culture are the diseases caused by viruses. Three viruses cause almost indistinguishable mosaic symptoms: Lettuce mosaic virus (LMV, Potyvirus), Lettuce mottle virus (LeMoV, Sequivirus) and Bidens mosaic virus (BiMV, Potyvirus). By RT-PCR using specific primers for each virus, lettuce and weed samples, preferably with mosaic symptoms, and collected from lettuce fields in the regions of Mogi das Cruzes, Campinas and Bauru, São Paulo State, Brazil, were analyzed for the presence of these viruses. LeMoV was the most frequently found virus, followed by LMV. The occurrence of BiMV in lettuce was extremely low and restricted to the regions of Campinas and Bauru, where it was also found in weeds such as Bidens pilosa and Galinsoga parviflora. The latter plant is the host of these three viruses. <![CDATA[<b>Asian soybean rust control and soybean yield after pyraclostrobin + epoxiconazole spraying in different phenological growth stages</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-54052012000300013&lng=en&nrm=iso&tlng=en Foi avaliado o desenvolvimento da ferrugem asiática e da produtividade da cultura da soja em razão de pulverizações fungicidas realizadas em diferentes estádios fenológicos da cultura. Os tratamentos consistiram na pulverização da mistura fungicida piraclostrobina + epoxiconazole no estádio fenológico V10 e R2; R2 e R5.2; apenas em R2; sem pulverização (testemunha). Os valores da AACPD total (área abaixo da curva de progresso da doença) e da produtividade da cultura da soja nos tratamentos com pulverização fungicida foram superiores ao tratamento testemunha. Até o 117º dia após a emergência das plantas, a aplicação de fungicida em V10 e R2 promoveu maior controle da ferrugem. Os resultados evidenciaram que a pulverização fungicida contra P. pachyrhizi é indispensável para diminuir as perdas na produtividade provocadas pela doença e que, em algumas situações, apenas uma pulverização fungicida no estádio R2 pode reduzir perdas significativas na produtividade.<hr/>This study evaluated the development of Asian soybean rust and soybean yield after fungicide spraying in different phenological growth stages. Treatments consisted of spraying the fungicide mixture pyraclostrobin + epoxiconazole in the phenological stages V10 and R2; R2 and R5.2; only in R2; and no spraying (control). The total values of AUDPC (area under the disease progress curve) and soybean yield for treatments with fungicide spraying were superior to those of control. Until the 117th day after emergence, fungicide spraying in V10 and R2 led to higher rust control. The results evidenced that fungicide spraying against P. pachyrhizi is essential to reduce losses in soybean yield caused by the disease and in some situations only one fungicide spraying in R2 stage can reduce significant yield losses. <![CDATA[<b><i>Toona ciliata, </i></b><b>a new host of <i>Cylindrocladium clavatum </i>in Brazil</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-54052012000300014&lng=en&nrm=iso&tlng=en Foi avaliado o desenvolvimento da ferrugem asiática e da produtividade da cultura da soja em razão de pulverizações fungicidas realizadas em diferentes estádios fenológicos da cultura. Os tratamentos consistiram na pulverização da mistura fungicida piraclostrobina + epoxiconazole no estádio fenológico V10 e R2; R2 e R5.2; apenas em R2; sem pulverização (testemunha). Os valores da AACPD total (área abaixo da curva de progresso da doença) e da produtividade da cultura da soja nos tratamentos com pulverização fungicida foram superiores ao tratamento testemunha. Até o 117º dia após a emergência das plantas, a aplicação de fungicida em V10 e R2 promoveu maior controle da ferrugem. Os resultados evidenciaram que a pulverização fungicida contra P. pachyrhizi é indispensável para diminuir as perdas na produtividade provocadas pela doença e que, em algumas situações, apenas uma pulverização fungicida no estádio R2 pode reduzir perdas significativas na produtividade.<hr/>This study evaluated the development of Asian soybean rust and soybean yield after fungicide spraying in different phenological growth stages. Treatments consisted of spraying the fungicide mixture pyraclostrobin + epoxiconazole in the phenological stages V10 and R2; R2 and R5.2; only in R2; and no spraying (control). The total values of AUDPC (area under the disease progress curve) and soybean yield for treatments with fungicide spraying were superior to those of control. Until the 117th day after emergence, fungicide spraying in V10 and R2 led to higher rust control. The results evidenced that fungicide spraying against P. pachyrhizi is essential to reduce losses in soybean yield caused by the disease and in some situations only one fungicide spraying in R2 stage can reduce significant yield losses. <![CDATA[<b>Ocorrência de <i>Graphiola phoenicis</i> em tamareira no Maranhão</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-54052012000300015&lng=en&nrm=iso&tlng=en Foi avaliado o desenvolvimento da ferrugem asiática e da produtividade da cultura da soja em razão de pulverizações fungicidas realizadas em diferentes estádios fenológicos da cultura. Os tratamentos consistiram na pulverização da mistura fungicida piraclostrobina + epoxiconazole no estádio fenológico V10 e R2; R2 e R5.2; apenas em R2; sem pulverização (testemunha). Os valores da AACPD total (área abaixo da curva de progresso da doença) e da produtividade da cultura da soja nos tratamentos com pulverização fungicida foram superiores ao tratamento testemunha. Até o 117º dia após a emergência das plantas, a aplicação de fungicida em V10 e R2 promoveu maior controle da ferrugem. Os resultados evidenciaram que a pulverização fungicida contra P. pachyrhizi é indispensável para diminuir as perdas na produtividade provocadas pela doença e que, em algumas situações, apenas uma pulverização fungicida no estádio R2 pode reduzir perdas significativas na produtividade.<hr/>This study evaluated the development of Asian soybean rust and soybean yield after fungicide spraying in different phenological growth stages. Treatments consisted of spraying the fungicide mixture pyraclostrobin + epoxiconazole in the phenological stages V10 and R2; R2 and R5.2; only in R2; and no spraying (control). The total values of AUDPC (area under the disease progress curve) and soybean yield for treatments with fungicide spraying were superior to those of control. Until the 117th day after emergence, fungicide spraying in V10 and R2 led to higher rust control. The results evidenced that fungicide spraying against P. pachyrhizi is essential to reduce losses in soybean yield caused by the disease and in some situations only one fungicide spraying in R2 stage can reduce significant yield losses. <![CDATA[<b><i>Pyricularia</i></b><b><i> grisea</i></b>: <b>novo patógeno em <i>Brachiaria</i><i> brizantha</i> cv. Marandu no Pará</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-54052012000300016&lng=en&nrm=iso&tlng=en Foi avaliado o desenvolvimento da ferrugem asiática e da produtividade da cultura da soja em razão de pulverizações fungicidas realizadas em diferentes estádios fenológicos da cultura. Os tratamentos consistiram na pulverização da mistura fungicida piraclostrobina + epoxiconazole no estádio fenológico V10 e R2; R2 e R5.2; apenas em R2; sem pulverização (testemunha). Os valores da AACPD total (área abaixo da curva de progresso da doença) e da produtividade da cultura da soja nos tratamentos com pulverização fungicida foram superiores ao tratamento testemunha. Até o 117º dia após a emergência das plantas, a aplicação de fungicida em V10 e R2 promoveu maior controle da ferrugem. Os resultados evidenciaram que a pulverização fungicida contra P. pachyrhizi é indispensável para diminuir as perdas na produtividade provocadas pela doença e que, em algumas situações, apenas uma pulverização fungicida no estádio R2 pode reduzir perdas significativas na produtividade.<hr/>This study evaluated the development of Asian soybean rust and soybean yield after fungicide spraying in different phenological growth stages. Treatments consisted of spraying the fungicide mixture pyraclostrobin + epoxiconazole in the phenological stages V10 and R2; R2 and R5.2; only in R2; and no spraying (control). The total values of AUDPC (area under the disease progress curve) and soybean yield for treatments with fungicide spraying were superior to those of control. Until the 117th day after emergence, fungicide spraying in V10 and R2 led to higher rust control. The results evidenced that fungicide spraying against P. pachyrhizi is essential to reduce losses in soybean yield caused by the disease and in some situations only one fungicide spraying in R2 stage can reduce significant yield losses. <![CDATA[<b>Rubelose em plantas de bacurizinho no Pará</b>: <b>primeiro relato</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-54052012000300017&lng=en&nrm=iso&tlng=en Foi avaliado o desenvolvimento da ferrugem asiática e da produtividade da cultura da soja em razão de pulverizações fungicidas realizadas em diferentes estádios fenológicos da cultura. Os tratamentos consistiram na pulverização da mistura fungicida piraclostrobina + epoxiconazole no estádio fenológico V10 e R2; R2 e R5.2; apenas em R2; sem pulverização (testemunha). Os valores da AACPD total (área abaixo da curva de progresso da doença) e da produtividade da cultura da soja nos tratamentos com pulverização fungicida foram superiores ao tratamento testemunha. Até o 117º dia após a emergência das plantas, a aplicação de fungicida em V10 e R2 promoveu maior controle da ferrugem. Os resultados evidenciaram que a pulverização fungicida contra P. pachyrhizi é indispensável para diminuir as perdas na produtividade provocadas pela doença e que, em algumas situações, apenas uma pulverização fungicida no estádio R2 pode reduzir perdas significativas na produtividade.<hr/>This study evaluated the development of Asian soybean rust and soybean yield after fungicide spraying in different phenological growth stages. Treatments consisted of spraying the fungicide mixture pyraclostrobin + epoxiconazole in the phenological stages V10 and R2; R2 and R5.2; only in R2; and no spraying (control). The total values of AUDPC (area under the disease progress curve) and soybean yield for treatments with fungicide spraying were superior to those of control. Until the 117th day after emergence, fungicide spraying in V10 and R2 led to higher rust control. The results evidenced that fungicide spraying against P. pachyrhizi is essential to reduce losses in soybean yield caused by the disease and in some situations only one fungicide spraying in R2 stage can reduce significant yield losses.