Scielo RSS <![CDATA[Revista Brasileira de Educação Médica]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0100-550220140002&lang=en vol. 38 num. 2 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<b>Editorial</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022014000200001&lng=en&nrm=iso&tlng=en <![CDATA[<b>Medical ecology: a holistic view in the context of human diseases</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022014000200002&lng=en&nrm=iso&tlng=en O presente ensaio traz como objetivo geral uma reflexão sobre a ecologia médica e uma discussão sobre os seres humanos, profissionais de saúde e suas relações como meio ambiente. A pesquisa, de caráter descritivo e exploratório, buscou na literatura e na internet, por meios dos unitermos "Ecologia Médica" e "Medical Ecology", subsídios para discutir e refletir sobre a relação homem, meio ambiente e profissionais da saúde. Estudiosos do assunto afirmam que os médicos clínicossão treinados para tratar problemas que ocorrem em nível individual e não estão devidamente preparados para trabalhar no nível do ecossistema. Da mesma forma, outros profissionais da saúde e da vigilância sanitária e ambiental,como enfermeiros, biomédicos, farmacêuticos e biólogos, também não possuem, em suas grades curriculares de graduação, componentes que tragam reflexões e ensinamentos sobre profilaxia e controle de doenças no âmbito da ecologia médica. Os profissionais da saúde, principalmente de Medicina e Enfermagem, devem estar preparados para uma análise critica dos desafios apresentados nesta área, para que sejam agentes de mudanças e profundas transformações no processo saúde, meio ambiente e prevenção de doenças humanas, com base nos princípios e reflexões da ecologia médica.<hr/>This essay is aimed at reflecting on medical ecology and discussinghow health professionals and people in general relate to the environment. An exploratory and descriptive study, it investigates such relationships through literary and internet searches for the keywords "EcologiaMédica" and "Medical Ecology". Scholars on the issue maintain thatphysicians are trained to treat problems at an individual level and notto work at the ecosystem level. Likewise, undergraduate students of health and environmentalfields such as nursing, biology, biomedicine and pharmacy are not taught about disease prevention and control in the context of medical ecology. Health professionals, especially those in medicine and nursing, should trained in critical analysis of the challenges they face in this area, so as to become agents of change and deep transformation in the processes of health, environment and prevention of human diseases, based on the principles and reflections of medical ecology. <![CDATA[<b>The concept of competence: an analysis of the teachers' perspective</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022014000200003&lng=en&nrm=iso&tlng=en As Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Medicina de 2001 têm como eixo norteador 28 competências, sem uma definição do conceito de competência utilizado. Na literatura há uma série de definições, sendo esse tema vasto e polêmico. Desse modo, a forma como a competência é compreendida pelo docente terá um impacto direto na formação do aluno. Com a finalidade de clarificar o conceito de competência médica adotado por docentes do curso de Medicina de uma universidade, foi realizada uma pesquisa qualitativa a partir da apresentação e questionamentos frente a um caso clínico comum. Para a síntese, organização e análise desses discursos foi utilizado o método do Discurso do Sujeito Coletivo. Entre os conceitos de competência pode-se notar a aplicabilidade prática dos conhecimentos, das habilidades e atitudes, aliada a uma prática reflexiva e ética. Esta última tem destaque e é um pilar das competências. Atitudes como comprometimento e respeito foram apontadas como essenciais para apresentar competência. As atitudes e a ética têm um papel central na competência do egresso, e estratégias para estimular seu desenvolvimento devem ser um dos focos da formação médica.<hr/>The National Curriculum Guidelines for the Medical course of 2001 have 28 core competences, but lack any defined concept of competence used. A number of definitions can be found in literature; this is a vast and controversial subject. Thus, the way in which teachers understand competence will have a direct impact on student education. A qualitative study was conducted among medicine teachers in order to clarify their concept of medical competence, based on the presentation of a common clinical case and related questions. Discourse of the Collective Subject was the method used to organize and analyze these persepctives. The concepts of competence found included the practical applicability of knowledge, skills and attitudes combined with reflective and ethical practice. The latter is given particular merit and can be seen as a pillar of the competences. Attitudes such as commitment and respect were identified as essential for displaying competence. It follows that the attitudes and ethics of graduates are key elements to their competence and encouraging their development should be one of the focuses of medical training. <![CDATA[<b>Ethics and bioethics: what sixth year medical students have to say</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022014000200004&lng=en&nrm=iso&tlng=en A formação ética e bioética é fundamental para a humanização do atendimento preconizada pela política de saúde no Brasil e para o desenvolvimento de um profissional crítico.Estudos recentes revelam que Ética e Bioética têm carga horária restrita nos cursos médicos. Ressalta-se, ainda, sua importância diante do grande número de denúncias contra médicos recebido pelos Conselhos Regionais de Medicina. O objetivo deste trabalho foi identificar a percepção sobre questões éticas e bioéticas dos alunos do sexto ano médico, que, portanto, logo estariam ingressando no mercado de trabalho. Foram entregues questionários autoaplicáveis com perguntas abertas e fechadas aototal de 93 matriculados, dos quais 70 responderam. Os alunos consideraram a formação curricular acadêmica e o exemplo prático dos professores como importantes fontes de aprendizado da Ética e Bioética. Este fato contrapõe-se à insatisfação quanto à forma de abordagem do tema na graduação. O estudo tornou evidente a existência de deficiências no ensino que devem ser supridas a fim de aprimorar a formação ética e a prática médica.<hr/>Ethical and bioethical training is essential to the humanization of care as recommended by Brazilian health policy and tothe development of a critically-minded professional. Recent studies have shown that ethics and bioethics are afforded limited class hours in medicinecourses. Their importance is also noteworthy in light of the high number of complaints against doctors that are received by the Regional Medical Councils. This study aimed at identifying the perception of sixthyear medical students concerning bioethical issues. Self-applicable questionnaires containing open-ended and closed-ended questions were presented to the students. Seventy out of ninety registered students answered them. Students considered curricular academic training and practical examplesgiven by teachers as important sources for learning ethics and bioethics. On the other hand, dissatisfaction was expressed regarding how the topic is approached in undergraduate courses. The study highlighted shortcomings in education which must be resolved in order to enhance ethical training and medical practice. <![CDATA[<b>The relevance of a questionnaire for curricular unit assessment</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022014000200005&lng=en&nrm=iso&tlng=en O objetivo do estudo foi analisar a confiabilidade e validade interna de um questionário de satisfação aplicado prospectivamente a alunos do sexto ano médico que frequentaram o estágio de Neonatologia em uma universidade pública de 2000 a 2011. Responderam ao questionário 1.349 (97,4%) alunos. O coeficiente de Cronbach foi 0,7. A análise fatorial determinou quatro domínios: atuação dos docentes, assistência na sala de parto, número de recém-nascidos assistidos e carga teórica, que explicaram, respectivamente, 18%, 16%, 14% e 9% da variância total. O escore de satisfação foi 89,3 ± 7,6% do escore máximo, o número de recém-nascidos recepcionados na sala de parto/aluno foi 4,7 ± 3,3, e as notas do pré-teste e pós-teste foram 5,3 ± 0,9 e 8,8 ± 0,5, respectivamente. A correlação de Pearson entre o escore total e a nota do pós-teste foi 0,7 (p = 0,010) . Houve correlação positiva entre escore de satisfação e qualidade das aulas, aproveitamento na sala de parto, atuação do plantonista e docente, atendimento ao recém-nascido e hospital com condições para o aprendizado. Concluiu-se que a confiabilidade e a validade interna do questionário foram adequadas, e o escore de satisfação do aluno foi elevado.<hr/>The objective of this study was to evaluate the reliability and validity of a satisfaction questionnaire prospectively applied to the 6th year medical students of a public university who attended the neonatology course from 2000 to 2011. Of the 1,349 students, 1,314 (97.4%) answered the questionnaire. Cronbach coefficient was 0.7. The factorial analysis determined four domains: performance of professors, care at delivery room, number of neonates cared and number of classes that explained 18%, 16%, 14% and 9%, respectively of total item variance. The total score was 89.3 ± 7.6% of the maximum. The number of neonates assisted at delivery room was and 4.7 ± 3.3 and pre-test and post-test scores were 5.3 ± 0.9 and 8.8 ± 0.5, respectively. Pearson correlation between total score and post-test score was 0.7 (p = 0.010) . A positive correlation was observed between total score and quality of classes, assistance at the delivery room, performance of the neonatologist in duty and professors, assistance of neonates and hospital with conditions for education. In conclusion, the questionnaire showed adequa-te reliability and validity and student´s satisfaction score was high. <![CDATA[<b>Graduates from a family and community medicine residence program in Minas Gerais</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022014000200006&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este estudo objetivou investigar alguns aspectos do perfil profissional e a inserção no mercado de trabalho dos egressos médicos da Residência em Medicina de Família e Comunidade (RMFC) no norte de Minas Gerais. Trata-se de um estudo transversal, desenvolvido com aplicação de questionários enviados por meio de correio eletrônico a todos os egressos da RMFC na região nos últimos dez anos. Esses dados foram processados por meio de planilha eletrônica. A validação do questionário on-line foi realizada pelo teste de Kappa. Responderam ao instrumento 42 dos 51 médicos localizados. Verificou-se predominância do sexo masculino, a maioria está na faixa etária entre 30 e 34 anos, residindo e trabalhando na área de formação, na mesma região. O principal vínculo trabalhista é de contrato para prestação de serviço. Os entrevistados que informaram dificuldades no desempenho profissional relataram problemas relacionados à estrutura organizacional da instituição/empresa e necessidade de educação permanente. No mercado de trabalho do egresso da residência em Saúde da Família um dos grandes desafios encontrados é a precarização das relações de trabalho, algumas vezes, dependentes de oscilações políticas locais.<hr/>This study aimed to investigate some aspects of the professional profile and insertion into the labor market for graduates of Medical Residency in Family and Community Medicine (MRFMC) in the north of Minas Gerais, Brazil. This is a cross-sectional study developed with questionnaires that were sent via email to all graduates of MRFMC in the area over the last 10 years. These data were processed using a spreadsheet. The validation of the online questionnaire was conducted by the Kappa test. The questionnaire was answered by 42 of the 51 physicians located. There was a predominance of males, mostly aged between 30 and 34 years, living and working in the area of training, in the same region. Service agreements represent the main form of employment of these professionals. Respondents who reported difficulties in job performance cited problems related to the organizational structure of the institution/company and the need for continuous education. One of the major challenges faced in the labor market by Family Health Medical Residency graduates is the instability in their employment relations, sometimes dependent on local political movements. <![CDATA[<b>Deferral of surgery: the perspective of the medical resident in surgical clinics</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022014000200007&lng=en&nrm=iso&tlng=en Com o objetivo de compreender a percepção do residente de Clínica Cirúrgica sobre a suspensão do procedimento cirúrgico, as repercussões e os desdobramentos desse evento em seu trabalho, fez-se uma pesquisa descritiva qualitativa com usodo método de análise proposto por Martins e Bicudo. Realizada num hospital universitário do Norte do Paraná, contou com a participação de dez residentes de clínicas cirúrgicas que cursam o último ano do programa de residência. A análise resultou na construção de cinco categorias: repercussões para o residente (perda de aprendizado) ; sentimentos relacionados à suspensão (frustração, impotência, perda de credibilidade e resolutividade) ; comunicação da suspensão (principal dificuldade) , repercussões para o paciente (insatisfação, frustração, abandono) e estratégias para evitar a suspensão (planejamento, cuidados pré-operatórios, ampliação dos recursos materiais/humanos) . Constatou-se que o residente reconhece as repercussões da suspensão cirúrgica em seu aprendizado, identifica o sofrimento do paciente em relação à suspensão e lança mão de estratégias para evitá-la.<hr/>In order to understand the resident student surgeon's perception of the deferral of surgical procedures, the repercussions and consequences of this event in his work, a descriptive, qualitative study was conducted, based on the analytical method proposed by Martins and Bicudo. The study was conducted at a teaching hospital in northern Paraná, with the participation of ten surgical residents in their final year of the residency program. The analysis resulted in the construction of five categories: Implications for the resident (learning impairment) ; feelings related to the deferral (frustration, helplessness, loss of credibility and resolution capabilities) ; communication of the deferral (main difficulty) , implications for the patient (dissatisfaction, frustration, abandonment) and strategies to avoid deferral (planning, preoperative care, enhanced material/human resources) . It was found that the resident recognizes the impact of deferred surgery in his learning, identifies patient suffering due to the deferral and makes use of strategies to prevent it from happening. <![CDATA[<b>Factors that influence the student's choice of medical specialty</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022014000200008&lng=en&nrm=iso&tlng=en A escolha da especialidade define a carreira profissional de um médico. Pesquisas que visem analisar os fatores que impulsionam os alunos nessa decisão são importantes para entendermos os anseios dos estudantes e planejar estratégias educacionais correspondentes à necessidade do sistema de saúde brasileiro. O presente estudo analisou os fatores que influenciam a escolha da especialidade, correlacionando-os ao ano letivo e com aspectos socioeconômicos dos estudantes de Medicina da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP) . Trata-se de um estudo transversal, realizado com 456 alunos do primeiro ao sexto ano da FCMSCSP que responderam a um questionário, divididos em três grupos: primeiro ciclo (primeiro e segundo anos) , segundo ciclo (terceiro e quarto anos) e terceiro ciclo (quinto e sexto anos) . Os fatores estatisticamente significantes na comparação entre os ciclos foram: horas de trabalho, qualidade de vida, tempo livre para lazer, enriquecimento precoce, recompensa financeira, relação médico-paciente, conteúdo cognitivo da especialidade, conselhos de amigos e de parentes. Qualidade de vida, retorno financeiro e influências de terceiros foram os mais importantes para a escolha das especialidades.<hr/>The choice of specialty defines the career of a doctor. Studies to analyze the factors that contribute to the student's decision are important to reveal the students' expectations and to plan strategies relevant to the needs of the Brazilian health system. The present study analyzed the factors that influence the choice of specialty correlating them to the academic year and socioeconomic aspects of medical students of the Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP) . This is a cross-sectional study with 456 first to sixth year students at FCMSCSP who answered a questionnaire and were divided into 3 groups: First cycle (first and second years) , second cycle (third and fourth years) and third (fifth and sixth years) . Statistically significant factors in comparisons between the cycles were: hours of work, quality of life, free time for leisure activities, early enrichment, financial reward, doctor-patient relationship, the cognitive content of the specialty, advice from friends and relatives. Quality of life, financial return and third-party influences were shown to be the most important factors in the choice of specialties. <![CDATA[<b>The medicine curriculum and competences proposed for curriculum guidelines</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022014000200009&lng=en&nrm=iso&tlng=en A educação médica passa por críticas quanto aos métodos de ensino e conteúdos. O motivo para mudanças está em possibilitar maior eficácia na formação, permitindo aos egressos lidar com problemas da sociedade brasileira. Este artigo objetiva analisar o conteúdo dos Planos de Ação das disciplinas do currículo de um curso de Medicina, tendo como referência o perfil do egresso e as competências/habilidades propostas pelas DCN para o curso de Medicina. Na organização e análise do material,foram utilizadas Análise de Conteúdo e estatística simples para descrição de parte dos resultados. As análises foram feitas por disciplinas, por semestres e por fases do curso. Constatou-se que 23 das 28 competências/habilidades estavam presentes.Do total de 70 disciplinas, oito não faziam referência a qualquer competência presente nas DCN, e as outras 62 faziam menção a pelo menos uma competência. O currículo, em sua grande maioria, está pautado por competências/habilidades, com o desenvolvimento gradual destas durante as fases do curso médico. A APS é o grande eixo, que percorre nove dos 12 semestres do curso, preocupado com as competências técnicas do egresso, sem se ausentar do papel social da universidade, bem como da relação médico-paciente, do cuidado e do trabalho multiprofissional.<hr/>Medical education has been the subject of criticisms regarding teaching methods and content. The reason for change is to ensure more efficient training so that graduates are better prepared to deal with problems typical of Brazilian society. This article aims to analyze the content of the action plans for subjects in the curriculum of an undergraduate medicine course, based onthe graduate profile and competences/skills proposed by the National Curriculum Guidelines (DCN) for the medicine course. The material was organized and analyzedthrough the use of content analysis and simple statistics to describe some of the results. The analyses were made per subject, per semester and per stage of the course. It was found that 23 of the 28 competences/skills were present in 62 of 70 subjects. Out ofa total of 70 disciplines,eight did not refer to any competencespecified in the DCN, the other 62 mentioned at least 1 competence.The curriculum is largely based on competences/skills and their gradual development throughout the phases of medical school. Primary Care is a major thrust, covering nine of the 12 semesters; concerned with the technical skills of graduates without ignoringthe social role of the university as well as the doctor-patient relationship, care and multidisciplinary work. <![CDATA[<b>The training context and mental suffering among student doctors</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022014000200010&lng=en&nrm=iso&tlng=en A formação em Medicina é densa e com grandes responsabilidades. Contato com a morte, ambiente competitivo, privação de lazer e sensação de insegurança técnica funcionam como um retrato da formação. Objetiva-se descrever os diferentes processos que interferem no sofrimento psíquico discente em todas as escolas médicas do Ceará. O estudo acompanhou, do segundo ao sexto ano, 40 alunos da Universidade Estadual do Ceará (Uece) e 20% dos demais estudantes com ingresso comum em todas as outras escolas cearenses. Utilizou-se o Self-Report Questionnaire-20 para avaliar transtornos mentais leves (TML) . A maior prevalência de suspeitos de portar TML foi de 53,3% na Uece, com 20% dos alunos procurando ajuda psicológica. Nas outras escolas, 48,5% foram suspeitos e 18,2% procuraram ajuda. Depressão, insônia, problema pessoal, privação de lazer e insegurança técnica atuaram sobre o sofrimento. A formação médica representa um período de dúvidas, receios e tensões. Os currículos p recisam considerar como os estudantes lidam com a formação. As escolas devem tornar seus serviços de apoio mais integrados à execução dos currículos, focando os dois últimos anos, oferecendo suporte às tensões pessoais e familiares.<hr/>Medical training is an intense process that brings considerable responsibilities. Contact with death, a competitive environment, deprivation of leisure and a sense of technical insecurity are typical characteristics of the student's experience. This study aims to describe the different processes that affect psychological distress among students at all the medical schools in Ceará state. The study followed 40 second to sixth year students from the State University of Ceará (UECE) and 20% of the other students admitted by regular means to the other schools in Ceará. The Self-Report Questionnaire-20 was used to evaluate slight mental disorders (SMD) . Suspected cases of SMD were most prevalent at UECE, 53.3% of the students, and 20% had sought psychological help. In the other schools, there were 48.5% suspected cases, and 18.2% who had sought help. Psychological suffering was found to be engaged by depression, insomnia, personal problems, deprivation of leisure and technical insecurity. Medical education is a period of doubts, fears and tensions. The curricula need to consider how students deal with their own training. Schools should improve the integration between their support services and the implementation of the curricula, focusing on the last two years of study, offering support for personal and family tensions. <![CDATA[<b>Eating behavior and body image among medicine students</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022014000200011&lng=en&nrm=iso&tlng=en Transtornos do comportamento alimentar (TCA) tendem a ocorrer entre mulheres jovens, colocando universitárias como grupo de risco. Este estudo visa identificar comportamentos alimentares e imagem corporal como fatores de risco para TCA em estudantes de Medicina. É um estudo transversal com amostra aleatória representativa,que utilizou o índice de massa corporal (IMC) autorreferido; o BodyShapeQuestionnaire (BSQ) ; o BulimicInvestigatory Test Edinburgh (Bite) ;e o EatingAttitudes Test (EAT-26) . A estatística foi descritiva,com teste do qui-quadrado e Anova,e nível de significância p<0,05. Asmédias(DP) de idade e IMC foram20,8 (2,2) anos e 21,5 (2,6) kg/m². As prevalências foram: 27,7% apresentaram distorção da imagem corporal pelo BSQ; 31,7% expressaram comportamento alimentar anormal e 6,3% com risco para bulimia pelo Bite, sendo que 7,9% apresentaram sintomas com gravidade moderada/intensa; 19% tiveram risco de desenvolver distúrbios alimentares pelo EAT-26. Houve associação significativa entre IMC, imagem corporal e risco para TCA. Alunas de Medicina apresentaram risco subclínico ou estágio inicial de TCA e precisam de atenção para que estes distúrbios não prejudiquem sua saúde e prática profissionais.<hr/>Eating disorderstend to occur in young women, meaningundergraduate students representa risk group. This study aims to identify eating behaviors and body image as risk factors for eating disorders in medical students. It is a cross-sectional study with a random and representative sample that used self-reported body mass index (BMI) , the Body Shape Questionnaire (BSQ) , the Bulimic Investigatory Test Edinburgh (Bite) , and the Eating Attitudes Test (EAT-26) . Statistics were descriptive with Chi-squared and ANOVA tests and a significance level of p<0.05. Mean (SD) of age and BMI were 20.8 (2.2) years and 21.5 (2.6) kg/m². The prevalences were: 27.7% presented distorted body image by BSQ; 31.7% expressed abnormal eating behavior and 6.3% were at risk for bulimia by BITE, and 7.9% presented moderate/severe symptoms, and 19% were at risk of developing eating disorders by EAT-26. A significant association was found between BMI, body image and risk for TCA. Medical students were at a sub-clinical level of risk or early stage of eating disorderand requireattention so that these disorders do notharm their health and professional practice. <![CDATA[<b>Knowlegde of medical students about the functioning of the Mobile Emergency Medical Service (SAMU)</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022014000200012&lng=en&nrm=iso&tlng=en O presente estudo teve por objetivo avaliar o nível de conhecimento dos estudantes de Medicina sobre o funcionamento do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) , dada a importância deste serviço para a população e seu papel fundamental no Sistema Único de Saúde (SUS) . Para tanto, acadêmicos do primeiro ao 12ºsemestre foram entrevistados mediante um questionário padronizado. Concluiu-se que mesmo acadêmicos de Medicina, indivíduos que se encontram imersos na área da saúde, possuem conhecimento aquém do esperado sobre o Samu, independentemente do período cursado, fazendo-nos questionar o conhecimento da população em geral sobre o tema e a importância da realização de novos estudos e comparação de dados em âmbito nacional.<hr/>This study aimed to assessthe knowledge of medical students about the functioning of the pre-hospital emergency medical service (EMS), given the importance of this service to the population and its role in the Unified Health System (SUS). Therefore, first to sixth year students were interviewed using a standardized questionnaire. The conclusion was drawn that even medical students, individuals who are immersed in health, have an unsatisfying level of knowledge about the SAMU, regardless of the stage of their studies, leading us to query the knowledge of the general public about this service and the importance of conducting further studies and making comparisons of nationwide data. <![CDATA[<b>Undergraduate training on emergencies with active student participation</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022014000200013&lng=en&nrm=iso&tlng=en O ensino médico sofreu intensas modificações nos últimos anos. A rápida evolução do conhecimento requer metodologias que estimulem a metacognição, substituindo o excesso de conteúdo pelo"aprender a aprender", formando profissionais construtores ativos do seu conhecimento e capacitados para refletir sobre a própria prática. A importância do conteúdo de emergências é inquestionável, especialmente na graduação, pois se trata de uma área de grande carência de profissionais que vem sendo cada vez mais ocupada pelo médico recém-graduado, quase sempre despreparado para se conduzir diante da gravidade dos casos. Simular a realidade integra o saber ao fazer, aliados ao desenvolvimento de habilidades. O ensino das emergências em cenários reais é insubstituível, contudo limitado por questões de segurança do paciente e pela impossibilidade de repetição de procedimentos.A simulação em laboratório de habilidades propicia contato do aluno com diversas situações em ambiente controlado, permite repetição e favorece o aprendizado significativo mediante discussão dos temas e reflexão sobre a própria prática.Este artigo descreve a inserção longitudinal do conteúdo de emergências médicas no currículo de um curso de Medicina,utilizando técnicas de simulação e reflexão acerca da prática como metodologia de aprendizado, além da vivência em ambientes de prática real.<hr/>Medical education has undergone substantial changes in recent years. The rapid evolution of knowledge demands new teaching models involving active learning, metacognition and reflexive practice. Training in emergency care is of utmost importance in an undergraduate medical course, since the lack of professionals in this area means that emergency care is often staffed by new graduates, almost always unprepared to deal with the severity of the cases. Training technical medical skills within this scenario is necessary to provide the medical student with a realistic vision of the work,however it is limited due to patient safety and the inability to repeat procedures. Teaching emergency care through high fidelity simulators is an excellent solution that allows procedures to be repeated as many times as necessary and favours meaningful learning through discussion of topics and reflections on the practices. This study describes how emergency care training has been included throughout the curriculum for undergraduate medical training in Brazil, using simulation and reflection on the practice as learning tools, as well as real life experience in emergency care settings. <![CDATA[<b>The social Transformer Student in the community: the experience of USS</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022014000200014&lng=en&nrm=iso&tlng=en Relato da experiência de atuação precoce dos alunos do primeiro ao terceiro período do curso de Medicina na comunidade em bairro periférico do município de Vassouras (RJ) . Visitam-se famílias, momento em que o acadêmico desempenha uma função de acordo com o período em que está matriculado e seu grau de conhecimento. Ao término das atividades, nas quais é priorizado o uso de tecnologia leve, alunos e docentes discutem a situação de saúde dos moradores e planejam ações. Esta experiência representa a incorporação de novas práticas educativas, centradas no aluno, que tem estimulada a autonomia e uma postura proativa em busca de soluções para problemas. Colabora para a compreensão pelo aluno do seu papel de transformador social por meio de ações de promoção de saúde e incentivo ao empoderamento da comunidade, e contribui para melhorar os indicadores de saúde e, consequentemente, a qualidade de vida das pessoas. Esta inserção contribui para a formação de médicos valorizadores da Atenção Primária à Saúde, imprescindível para a resolução dos agravos mais prevalentes na população.<hr/>This article reports on the experience of first and second year student doctors engaging with a community in the outskirts of Vassouras, in Rio de Janeiro state, Brazil. Families are visited by the students, who assumes a given duty depending on his level of medical training and knowledge. At the end of the activities, which focus on using light technology, the students and teachers discuss the health of the residents and plan actions. This experience represents the incorporation of new student-centered learning practices, that encourage independent, proactive behavior toward problem solving. This experience contributes to the student's understanding of his role in social transformation through actions that promote health and encourage community empowerment, improving health indicators and, consequently, quality of life. This early insertion into the community helps ensure an education that values primary health care by doctors, essential for solving the most prevalent diseases among the population. <![CDATA[<b>Communication in the transition to palliative care: review article</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022014000200015&lng=en&nrm=iso&tlng=en Ao receber o diagnóstico de uma doença cuja cura não é possível e vivenciar a ameaça ou a concretude de perdas inerentes a essa nova condição, o paciente e seus familiares vivenciam um momento de crise, percorrendo algumas fases ou estados psicológicos aos quais o profissional de saúde deve estar atento para que consiga orientá-los, suprindo suas necessidades. Com o aumento da demanda e dos serviços em cuidados paliativos no contexto atual, o objetivo deste trabalho é apresentar uma breve revisão da literatura nacional e internacional sobre a comunicação na transição do cuidado curativo para o cuidado paliativo em oncologia. Para sua realização, foi feito um levantamento bibliográfico, sendo analisados artigos das bases de dados SciELO e Medline no período de 2006 a 2013, a partir dos descritores palliative care e breaking bad news. Os artigos localizados nas bases de dados e considerados relevantes ao tema foram incluídos, totalizando 32 estudos. Destes, 24 foram utilizados e subdividos nas seguintes categorias: treinamento de habilidades de comunicação; workshops; estudos sobre a qualidade da comunicação; e protocolos para comunicação em cuidados paliativos.<hr/>Upon receiving the diagnosis of an incurable disease and experiencing the threat or reality of losses inherent to this new condition, patients and their families experience a crisis, going through certain phases or psychological states to which the health professional must be alert in order to guide them and meet their needs. With the currently increasing demand and supply of palliative care, this study aims to present a brief review of Brazilian and foreign literature regarding communication in the transition from curative care to palliative care in oncology. A bibliographical survey was conducted and articles were analyzed from the SciELO and Medline databases from 2006 to 2013, using the keywords: Palliative care and Breaking bad news. In total, thirty-two studies deemed relevant to the topic were found and included. Of those, twenty-four were used and subdivided into the following categories: communication skills training, workshops, studies on the quality of communication, and protocols for communication in palliative care. <![CDATA[<b>The experience of falling ill: a discussion about health, disease and values</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022014000200016&lng=en&nrm=iso&tlng=en Partindo de uma discussão do conceito de saúde-doença, percebe-se que um dos enfoques atuais inclui a percepção do sujeito quanto à sua condição. Porém, a hegemonia de um método clínico que, muitas vezes, não considera esta individualidade levou alguns profissionais a discutir as necessidades de mudanças na abordagem médica. Por meio da discussão do caso relatado, percebemos que a relação médico-paciente influencia direta ou indiretamente a satisfação, o estado de saúde do paciente e a qualidade dos serviços de saúde. O cuidado efetivo requer um olhar atento às reais necessidades do paciente e respeito às suas opiniões sobre o adoecimento, suas percepções e sua cultura. A Medicina Centrada na Pessoa é um método clínico que propõe uma abordagem médica que possibilita o atendimento integral e humanístico e respeita a autonomia das pessoas.<hr/>Starting from a discussion of the concept of health and disease, it is clear that one of the current approaches includes the perception of the subject in relation to his/her condition. But the hegemony of the clinical method fails to consider such individuality, leading some professionals to discuss the changing needs of the medical approach. By discussing this case in question, it becomes clear that the doctor-patient relationship directly or indirectly influences the satisfaction and health of the patient, as well as the quality of the health services. Effective care requires a careful eye to the patient's real needs and respect for their opinions about the illness, their perceptions and culture. Person-Centered Medicine is a clinical method that proposes a medical approach that enables comprehensive, humanistic care and respect for the autonomy of individuals.