Scielo RSS <![CDATA[Revista Brasileira de Educação Médica]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0100-550220130004&lang=pt vol. 37 num. 4 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<b>Aspectos éticos das pesquisas em Ciências Sociais e Humanas</b>: <b>o desafio de elaborar uma resolução específica</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022013000400001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<b>Produção científica sobre educação médica no Brasil</b>: <b>estudo a partir das publicações da Revista Brasileira de Educação Médica</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022013000400002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A pesquisa em educação médica é o estudo crítico e sistemático do ensino e aprendizagem em Medicina. É um campo em crescimento, em número tanto de pesquisadores envolvidos, como de produções geradas. No Brasil, a Revista Brasileira de Educação Médica (RBEM) é o principal meio de divulgação científica da pesquisa da área. Este estudo visa caracterizar a pesquisa em educação médica brasileira a partir das publicações da RBEM no período de 2006 a 2010. Neste período, houve um crescimento de 117,6%, com média de 60,4 artigos por ano, com crescente participação proporcional de pesquisas inéditas. A Região Sudeste e instituições públicas têm a maior participação nos artigos. Os descritores mais utilizados foram "educação médica", "estudantes de Medicina" e "currículo". O crescimento da RBEM espelha o desenvolvimento da pesquisa em educação médica brasileira, seguindo a lógica da produção científica nacional.<hr/>Research in medical education is the critical and systematic study of teaching and learning in medicine. It's a developing field with an increasing number of researchers and publications. In Brazil, the Brazilian Journal of Medical Education (RBEM) is the main journal in the area. The present study describes Brazilian scientific production in medical education by analyzing papers published by the RBEM from 2006 to 2010. In this period, the number of articles increased by 117.6%, averaging 60.4 articles per year. There was also an increase in the proportion of new research studies. The Southeast region and public institutions account for the greatest share of the articles. The most frequent keywords were "medical education", "medical students" and "curriculum". The growth of the RBEM reflects the development of research in medical education in Brazil and is in keeping with the logic of national scientific production. <![CDATA[<b>A composição do curriculum vitae entre estudantes de medicina e seus condicionantes</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022013000400003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Nesta pesquisa, investigam-se as escolhas de atividades formadoras feitas por estudantes de Medicina e seus motivos, com o fim de apreender a lógica dessas escolhas no contexto institucional em que se apresentam e no contexto social mais amplo das sociedades capitalistas atuais, onde se afirmam novos padrões de autorrealização, conforme as pesquisas de A. Ehrenberg. Assim, não só escutamos os estudantes, como também estivemos atentos às práticas e aos valores vigentes na faculdade estudada e a outros procedimentos indicados pelos entrevistados, entre eles a seleção para a residência médica. Parte-se de dados colhidos por meio de entrevistas semiestruturadas com 12 alunos e mediante um questionário respondido por 156 dos 160 alunos que cursavam o oitavo período da Faculdade de Medicina estudada. A análise dos dados apoia-se em pesquisas similares e em estudos sobre as transformações atuais nos padrões de comportamento dos indivíduos na sociedade.<hr/>This research investigates the choices of the formative activities performed by medical students and their motives, in order to understand the reasons behind these choices in the institutional context in which they occur and in the broader social context of modern capitalist societies, where new standards of self-achievement have developed, according to A. Ehrenberg's research. Therefore, we not only listened to medical students, but also studied the prevailing values and practices adopted in the medical school investigated. Furthermore, other procedures mentioned by the interviewees were analyzed, including the selection criteria for medical residency. Data were collected through semi-structured interviews with twelve medical students. Additionally, 156 of 160 fourth year medical students answered a survey about extracurricular activities. The data analysis was based on similar surveys and studies on current changes in the patterns of individual behavior in society. <![CDATA[<b>Vivência das mulheres atendidas por alunos de medicina em consulta ginecológica</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022013000400004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O aprendizado por meio da interação com pacientes é vital para a educação médica. É sabido que a participação do aluno na prática médica é bem aceita pelos pacientes. Entretanto, na especialidade de Ginecologia, a natureza íntima da consulta torna a discussão do tema mais delicada. Este trabalho avaliou como as mulheres atendidas em ambulatórios do SUS percebem o atendimento ginecológico prestado por estudantes de Medicina e objetivou identificar pontos positivos e negativos da consulta relatados por elas. Foi feito um estudo de corte transversal com 360 mulheres através da realização de entrevistas. Os resultados apontaram que, embora a maioria das mulheres considerasse boa a presença do estudante, 52,7% relataram receio quanto à presença deste. A principal justificativa para o sentimento positivo foi o interesse do aluno. Dentre as que julgaram ruim a presença do estudante, a vergonha foi o principal motivo citado. A maioria avaliou que o sexo do aluno não influencia sua opinião sobre a consulta. Concluiu-se que a avaliação de como as mulheres vivenciam esse atendimento é essencial para aprimorar a relação estudante-paciente e aumentar a aceitação desse tipo de atendimento.<hr/>Learning through interaction with patients is vital for medical education. It is well established that the participation of the student in medical practice is well accepted by patients. However, in the specialty of gynecology, the intimate nature of the consultation makes the discussion of the topic more delicate. This study evaluated how women attending public clinics view gynecological care provided by medical students and intended to identify the strengths and weaknesses of the consultations they reported. This cross-sectional study was conducted through questionnaires answered by 360 women. The results showed that although most women consider student presence as a good thing, 52.7% reported fear of their presence. The main reason for the positive feelings was the student's interest. Among those who viewed it as a negative thing, feeling embarrassed was the main reason cited. The majority found that student gender does not influence in their opinion about the consultation. In conclusion, the assessment of how women experience this care is essential to enhance the student-patient relationship and increase acceptance of this type of care. <![CDATA[<b>Aspectos da integração ensino-serviço na formação de enfermeiros e médicos</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022013000400005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Pesquisa qualitativa com o objetivo de identificar as contribuições, limites e sugestões indicados para o aperfeiçoamento da integração ensino-serviço entre a Faculdade de Medicina de Marília e a Secretaria Municipal de Saúde de Marília, para a formação de enfermeiros e médicos. Realizada com base nas narrativas de docentes, estudantes e profissionais dos serviços, a análise pautou-se no método hermenêutico-dialético. Verificou-se que a integração ensino-serviço possibilita a inserção precoce do estudante no mundo do trabalho, a construção do conhecimento pautado na prática, a troca de informação com os profissionais dos serviços e a ampliação das ações junto à coletividade. Como limite, foi identificada a falta de reconhecimento do papel do estudante, falta de suporte da gestão e indefinição de papéis da academia e do serviço. Sugerem-se ampliação da inserção do professor colaborador nas atividades acadêmicas, melhorias na gestão da Atenção Básica e revisão do contrato de parceria, como parte da necessidade de corresponsabilização nos processos de ensino-serviço.<hr/>This qualitative research aims to identify advances and challenges of teaching-service integration in nursing and medical education between the Marilia Medical School and Marilia Municipal Health Secretary. Data were collected from accounts given by teachers, students and health professionals. The analysis was based on the hermeneutic-dialectic method. The results showed that teaching-service integration allows early integration of the student in the workplace, guides the construction of knowledge in professional practice, supports the exchange of information and increases the quantity and quality of health actions aimed at the community. The identified challenges were a lack of recognition of the student's role by health team members, a lack of management support for the development of Family Health Strategy principles and a lack of definition of academia and service roles in partnership contracts. Suggestions for the improvement of the integration included expanding the insertion of the collaborating teacher in academic activities, improving the management of Primary Health Care and reviewing the partnership agreement. These advances are needed to enhance co-responsibility in the process of in-service learning. <![CDATA[<b>Tutoria em escola médica</b>: <b>avaliação por discentes após seu término e ao final do curso</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022013000400006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Na Faculdade de Medicina da UFMG, a tutoria, no formato mentoring, vincula-se ao Núcleo de Apoio Psicopedagógico ao Estudante e é atividade obrigatória. Como em outras escolas médicas, propõe ser um espaço de acolhimento ao estudante no início do ciclo profissional. O objetivo deste trabalho é avaliar, na visão do estudante, a relevância da tutoria em sua formação e as características comuns aos vários grupos. Foram aplicados questionários com perguntas fechadas e abertas aos estudantes do 6º, 11º e 12º períodos do curso médico, com análise descritiva dos resultados quantitativos e análise de conteúdo das questões abertas. Participaram da pesquisa 81% dos estudantes do sexto período e 51% do sexto ano. Houve controvérsia sobre a relevância da atividade, muitas vezes relacionada com obrigatoriedade e inadequação dos tutores, imediatamente após a mesma e ao final do curso. A necessidade de espaço para discutir temas não relacionados com a formação médica puramente técnica também foi salientada. Numa perspectiva geral, a tutoria é atividade importante no quadro curricular, mas é urgente aprimorar o programa, a seleção e a formação dos tutores.<hr/>The mentoring program at the Medical School of the Federal University of Minas Gerais is a compulsory subject in the undergraduate medical course. The purpose of mentoring program is to offer psychosocial support and career information early in the medical student's academic journey, thereby fostering their well-being, personal and professional growth. The objective of this work is to explore medical students'perceptions regarding the mentoring programs and to identify the common difficulties among the various groups. Medical students were invited to answer a structured questionnaire on perception, satisfaction and difficulties related to the program with closed and open-ended questions, for third and sixth year students, with descriptive and quantitative analysis. The third year students accounted for 81% and sixth year 51% of the participants.. There was a degree of controversy regarding the perceived relevance of the activity, with the compulsory nature of the program and inadequate tutors frequently reported immediately after the end of the course. The need for a space to discuss themes not related to the purely technical side of medical training was also underlined. From a general perspective, the mentoring program is an important part of the curriculum, but there is an urgent need to improve the program, selection and training of the mentors. <![CDATA[<b>Avaliação do desenvolvimento de competências afetivas e empáticas do futuro médico</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022013000400007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Dentre os desafios atuais da educação médica, encontra-se a inserção curricular de conteúdos e experiências educacionais voltados para o desenvolvimento de competências afetivas. A literatura tem indicado um declínio gradual do idealismo e humanismo do estudante ao longo do curso, indício de erosão do currículo médico. O objetivo deste estudo foi avaliar o desenvolvimento de competências afetivas e empáticas dos estudantes do curso de Medicina da Escola Superior de Ciências da Saúde (ESCS), por meio da análise de 39 narrativas produzidas por estudantes da segunda e terceira séries em 2010. A análise de conteúdo baseou-se na epistemologia qualitativa, com base na qual foram estabelecidas três categorias: ritual de iniciação do estudante: vivências e dificuldades; vivências emocionais no decorrer da formação médica; benefícios pedagógicos da medicina narrativa: os desafios do desenvolvimento da empatia. A segunda série pareceu representar para os estudantes uma fase de adaptação ao contexto hospitalar, vista a necessidade de exteriorização dos próprios conflitos e de suas barreiras emocionais. Na terceira série, observou-se melhor desenvolvimento tanto de habilidades empáticas quanto de uma visão mais integral da condição dos pacientes e seus dramas. Conclui-se que a medicina narrativa foi uma abordagem efetiva para o aprendizado da empatia e da competência afetiva nos estudantes de Medicina, além de instrumento válido em nosso meio para avaliação de competências empáticas e humanísticas. A progressiva adesão dos estudantes legitima e consolida a medicina narrativa no espaço curricular, revalorizando a formação médica em suas práticas intersubjetivas. Entretanto, este estudo aponta a necessidade de novas investigações, utilizando-se métodos mistos para melhor compreensão do impacto dessa abordagem a longo prazo.<hr/>One of the current challenges of medical education is the problem of integration of curricular content and educational experiences focused on the development of affective skills. The literature indicates a gradual decline of idealism and humanism on the part of the student throughout the course, as well as evidence of erosion of the medical curricula. This qualitative and exploratory study aims to assess the development of affective and empathic skills of medicine students, at the School of Health Sciences (ESCS), through the analysis of thirty-nine narratives produced by second and third year students in 2010. The content analysis was based on Qualitative Epistemology, from which three categories were established: the initiation ritual of students, their experiences and difficulties; their emotional experiences during medical training; and the pedagogical benefits of narrative medicine and the challenges of developing empathy. The 2nd year seemed to represent an adaptation phase to the hospital setting for the students, in view of the need to externalize their own conflicts and emotional barriers. In the 3rd year, there was a better development of empathic abilities, as they grasped a more comprehensive view of the condition of patients and their dramas. We conclude that narrative medicine has been an effective approach for the learning of empathy and emotional competence in medical students, and a valid instrument for assessing empathic and humanistic skills in our context. The gradual adherence of students legitimizes and strengthens narrative medicine in our curriculum, revaluing medical training in their intersubjective practices. However, this study points to the need for further research using mixed methods in order to gain a better understanding of the long-term impact of this approach. <![CDATA[<b>Matriz de competências essenciais para a formação e avaliação de desempenho de estudantes de medicina</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022013000400008&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: O artigo propõe uma matriz de competências essenciais para valorização e intencionalidade dos percursos acadêmicos e como referência de processos avaliativos dos estudantes. METODOLOGIA: O estudo apresenta delineamento quanti-qualitativo. Após revisão integrativa da literatura e pesquisa documental, foi elaborada e consolidada a versão inicial. O teste piloto com 12 professores, membros do Colegiado de Graduação do curso médico da UFMG, contribuiu para ajustes do documento. A validação da matriz foi orientada pela metodologia Delphi, com avaliação docente individual, por via eletrônica e utilização da ferramenta Googledocs. RESULTADOS: Houve consenso entre os 112 professores avaliadores para aprovação da matriz, composta por seis grandes domínios - profissionalismo; relacionamentos interpessoais e comunicação; atenção integral à saúde da pessoa; organização de sistemas de saúde e atenção em saúde pública; gestão do conhecimento; conhecimento médico -, 28 subdomínios e 204 descritores dos conhecimentos, habilidades e atitudes essenciais na formação do médico, durante sua graduação. CONCLUSÕES: Considera-se que a matriz contribuirá na qualificação da formação médica e na certificação das competências para o atendimento adequado às demandas de saúde, dentro de padrões de excelência técnica e responsabilidade social.<hr/>AIMS: This paper proposes the construction of a Matrix of Core Competencies, essential to the value and intent of academic record and as a reference for student evaluation processes. METHODOLOGY: The study relies on both quantitative and qualitative analysis. A review of the literature and documental analysis provided the basis for the first draft of the matrix. Evaluation and revision of the draft were done through a pilot test involving 12 professors, members of the Undergraduate Faculty of the UFMG School of Medicine. The matrix was validated using a Delphi method, including individual faculty evaluation, with the use of the Googledocs web-tool. RESULTS: There was full agreement among the 112 evaluators in the approval of the final matrix that addresses 6 main skill domains - professionalism; interpersonal skills and communication; comprehensive human health care; health systems and public health care organization; knowledge management; medical knowledge - 28 sub-domains and 204 descriptors of the subjects, skills and attitudes essential to undergraduate medical education. CONCLUSION: We believe the matrix will provide a valuable contribution toward enhancing medical education quality and setting the standards and skills required for medical care that is technically sound and fulfills its social responsibility. <![CDATA[<b>A graduação médica e a prática profissional na perspectiva de discentes</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022013000400009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Estudo transversal quantitativo descritivo observacional, realizado com discentes do internato da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Goiás. OBJETIVOS: Conhecer a expectativa de prática profissional de discentes do internato e observar possíveis dissonâncias em relação ao perfil do discente preconizado pelas Diretrizes Curriculares Nacionais e projeto político-pedagógico da instituição. METODOLOGIA: Foi utilizado um questionário distribuído aos 222 discentes do internato da instituição no ano de 2012. A amostra consta de 190 discentes, que correspondem a 85% do universo de análise. A significância estatística foi calculada pelo Teste do Sinal. RESULTADOS: O perfil sociodemográfico caracteriza discentes com idade média de 23,8 anos, solteiros, sendo que 66% pertencem às classes sociais A e B. O ideal do perfil de prática profissional demonstra que 84% pretendem ser especialistas, 96% desejam cursar residência médica, sendo estatisticamente significante (p = 0,0001), e 70% não pretendem, a priori, trabalhar na Estratégia Saúde da Família (ESF) (p = 0,005). CONCLUSÃO: O estudo demonstra discentes com perfil socioeconômico elevado, que pretendem ser especialistas, cursar residência médica e não veem a ESF como uma meta-fim.<hr/>INTRODUCTION: The aim of this research is to identify, in terms of professional practice, the ideal internship students in the Medical School of the Federal University of Goiás (UFG) and to observe possible dissonances in relation to the graduate profile as advocated by the National Curriculum Guidelines and by the Political Pedagogical Project of this institution. METHODS: In 2012, two hundred and twenty-two medical internship students of the institution received a survey questionnaire. The sample of this research consisted of one hundred and ninety research subjects, representing 85% of the sample universe. The statistical significance was calculated using the Sign Test. RESULTS: The socio-demographic profile characterizes the students with an average age of 23.8 years old, unmarried, 66% of whom belong to social classes A and B. The ideal profile of professional practice shows that 84% want to become specialists, whereas 96% want to engage in medical residency, which is statistically significant (p = 0.0001), and 70% do not intend to work with Family Health Strategy Programs (p = 0.005). CONCLUSION: This study shows that students with high socio-economic profile, who want to become specialists, undergo a medical residency program and do not see the Family Health Strategy as a professional goal. <![CDATA[<b>Programa de educação pelo trabalho para a saúde nas escolas</b>: <b>percepção dos pais</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022013000400010&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt As atividades de educação em saúde no ambiente escolar são práticas de promoção da saúde indutoras de processos de transformação coletiva que incidem sobre as condições de vida da população. Este estudo objetiva analisar a percepção dos pais/responsáveis de escolas de ensino fundamental público quanto à participação dos acadêmicos universitários em ações de educação em saúde do Programa de Educação pelo Trabalho para Saúde (PET). Trata-se de uma pesquisa qualitativa e descritiva, realizada mediante aplicação de questionários a pais/responsáveis de escolares de seis a 14 anos em duas escolas de ensino fundamental públicas. Foram aplicados cem questionários que levantaram dados sobre a participação dos acadêmicos em atividades de educação em saúde e sua contribuição para a formação dos profissionais de saúde. A análise dos dados foi realizada seguindo-se o referencial da análise de conteúdo. Os resultados da pesquisa permitem afirmar que os pais/responsáveis pelos escolares avaliam que as atividades de educação em saúde desenvolvidas por acadêmicos nas escolas contribuíram para a melhoria da qualidade de atenção à saúde na comunidade escolar e para a formação do futuro profissional de saúde.<hr/>Health education activities in the school environment are health-promoting practices that encourage the processes of collective transformation that affect the living conditions of the population. This study aims to analyze the perception of parents/responsible guardians of schoolchildren of six to fourteen years old, in two public elementary schools regarding the participation of university academics in Health Education activities in the PET project (Education through Working for Health). This qualitative and descriptive study was based on the application of 100 questionnaires to the parents/responsible guardians to generate data about university student participation in health education activities and their contribution toward developing health care professionals. Data analysis was performed through content analysis. The survey results revealed that parents/responsible guardians of the schoolchildren believe that health education activities developed by university academics in schools have contributed to improving the quality of health care in the school community and to the development of future health care professionals. <![CDATA[<b>Vagas para residência médica no Brasil</b>: <b>Onde estão e o que é avaliado</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022013000400011&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt INTRODUÇÃO: No Brasil, a definição dos parâmetros de pontuação da residência médica fica a critério da coordenação de cada programa. O objetivo deste trabalho foi avaliar os critérios empregados para análise curricular dos editais de residência médica e a distribuição das vagas, por região no Brasil, durante o ano de 2011. MÉTODOS: Foi utilizado como base o Sistema da Comissão Nacional de Residência Médica e foram pesquisados todos os editais abertos em 2011. Os dados foram coletados por meio de uma ficha padronizada pelos autores e utilizou-se o software Epi Info 6.4 para análise. RESULTADOS: Foram selecionadas 362 instituições, com 7.931 vagas distribuídas nas cinco regiões do País. A oferta se concentrou na Região Sudeste, com 42,8% dos editais e 66,7% das vagas. Apenas quatro especialidades concentraram 57,4% das vagas - Clínica Médica (20,0%), Pediatria (13,9%), Cirurgia Geral (13,6%) e Ginecologia/Obstetrícia (10%). As vagas ofertadas à área de saúde da família e comunidade e medicina preventiva e social somaram menos de 6% do total. Publicação de artigos científicos (97,6%), atividades de monitoria (92,3%), apresentação de resumos em congresso (87,9%), estágio em hospitais (80,6%) e conhecimento em línguas estrangeiras (63,7%) foram as atividades mais pontuadas. A participação em capítulos de livros foi bem avaliada em editais da Região Sudeste (51,3%). A participação em ligas acadêmicas foi pontuada em apenas 37,6% dos editais. CONCLUSÕES: Há grande concentração de vagas na Região Sudeste, com poucas vagas para a área de saúde da família, e os critérios utilizados para avaliação do currículo variam bastante de região para região.<hr/>INTRODUCTION: In Brazil, Medical Residency Programs have specific criteria to evaluate a student's résumé. The aim of this study was to analyze the main criteria adopted by Medical Residency Centers in their recruitment programs during the year of 2011. METHODS: The requirements of the main Medical Residency Centers were reviewed according to the National Medicine Council. A questionnaire standardized by the authors was used to collect the data. For analysis of the results, EpiInfo version 6.4 was used. RESULTS: A total of 362 institutions, which offer 7,931 vacancies around Brazil, were included in the study. In total, 57.4% of the applications were made for the following medical specialties: Internal Medicine (20%), Pediatrics (13.9%), General Surgery (13.6%), Obstetrics and Gynecology (10%). A small amount of vacancies were offered in Family and Community Health, corresponding to 6% of the total. The activities developed by the students during the course considered most important by the Medical Residency Centers were: publication of papers (97%), tutorial activities (92.3%), submission of abstract to congresses (87.9%), trainee program in hospitals (80.6%) and knowing a foreign language (63.7%). Publishing a chapter of a book was important mainly in the Centers (51.3%) located in the Southeast of Brazil. Participating in academic study groups is only accepted in 37.6% of the programs. CONCLUSIONS: Most of the vacancies for Medical Residency Programs are in the Southeast Centers. There are very few vacancies in the area of in Family and Community Health. The criteria used to evaluate the students CV relies on the Medical Residency Centers it is applying for and the region it is located. <![CDATA[<b>Ensino médico e extensão em áreas Ribeirinhas da Amazônia</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022013000400012&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O ensino médico há alguns anos vem passando por uma transição do modelo clássico teórico para abordagens práticas e baseadas em problemas. Fundamentando-se em uma abordagem prática ambulatorial, criou-se um projeto de extensão para o ensino simultâneo a alunos de diferentes anos do curso médico com uma população ribeirinha, em que cada acadêmico utilizou suas habilidades adquiridas no curso para a criação de um serviço ambulatorial (acolhimento, pré-consulta, consulta médica, vacinação e dispensação de medicamentos), de forma a promover um serviço de saúde. Esta ação ocorreu em áreas remotas da Amazônia brasileira, mostrando que é possível unir extensão e ensino na formação de médicos mais conscientes das diferentes realidades socioeconômicas e culturais brasileiras.<hr/>The model of medical education has been undergoing a transition between classical theory and problem-oriented teaching based in the past years. Relying on an outpatient practice, we created an outreach project for the simultaneous teaching of students from different years of the medical course integrated with the consultation of a riverside population, where each used their academic skills already acquired in the course to create an outpatient service (pre-consultation, medical consultation, vaccination and drug dispensing) in order to promote a health service. This action occurred in the most remote areas of the Brazilian Amazon, showing that it is possible to combine community outreach projects and teaching while making future medical doctors more aware of the different Brazilian socioeconomic and cultural realities. <![CDATA[<b>Práticas de integração ensino-serviço-comunidade</b>: <b>Reorientando a formação médica</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022013000400013&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Os cursos de graduação em Medicina vêm sofrendo transformações nas últimas décadas. A adoção de metodologias ativas de ensino tem crescido significativamente para atender às novas demandas sociais. Este trabalho descreve a experiência das Práticas de Integração Ensino-Serviço-Comunidade (Piesc) como eixo de apoio do modelo de reorientação na formação médica da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia. As Piesc têm como campo de atuação uma Unidade de Saúde da Família, onde os discentes desenvolvem atividades do primeiro ao quarto ano, seguindo o Método do Arco de Charles Maguerez, que possui cinco passos principais: Observação da Realidade; Pontos-Chave; Teorização; Hipóteses de Solução; e Aplicação à Realidade. Essas práticas integradas proporcionam uma aproximação precoce entre os discentes e o Sistema Único de Saúde (SUS) por meio das teorizações semanais e do trabalho em equipe multiprofissional, estimulando o desenvolvimento do olhar crítico da situação local de saúde e possibilitando estabelecer vínculos com a equipe e a comunidade. Assim, as Piesc revelam-se como um eixo de apoio fundamental na reorientação da formação médica.<hr/>Undergraduate medical education has been undergoing transformations in recent decades. The adoption of active teaching methodologies has grown significantly, in an attempt to meet new social demands. Accordingly, this study aims to describe the experience of the of Service-Learning-Community Integration Practices (PIESC), as one of the supporting axes of the new methodology adopted in medical education by the State University of Southwest Bahia (UESB). The PIESCs are performed in the setting of a Family Health Unit where the students develop activities from the first to the fourth year, following Charles Maguerez's Arc Method, which has five main steps: Reality Observation; Key Points; Theorization, Solution Hypotheses and Application to Reality. These integrated practices provide the students with an early chance to experience the Unified Health System (SUS) through weekly theorizing and multi-professional teamwork, stimulating the development of a critical look at the local health situation while enabling the establishment of links both with the team and the community. Thus, the PIESC are revealed as a fundamental supporting axis in the reorientation of medical education. <![CDATA[<b>Educação a distância e formação continuada</b>: <b>em busca de progressos para a saúde</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022013000400014&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A Universidade Aberta do Sistema Único de Saúde (Unasus) foi instituída para suprir as necessidades de capacitação e educação permanente dos trabalhadores do SUS, facilitando o acesso à formação continuada por meio da educação a distância. Este trabalho relata a experiência de alunos dos cursos de especialização em Saúde da Família e Saúde Materno-Infantil da Unasus, da Universidade Federal do Maranhão, a partir da produção de seus estudos científicos e da contribuição da educação a distância para a transformação das condições de saúde das comunidades em que atuam. Os principais temas estudados abordaram a saúde materno-infantil e constituíram-se em planos de ação, visando ao enfrentamento dos problemas identificados e à defesa da vida saudável como um direito de cidadania e bem público. A educação a distância possibilitou a esses profissionais o acesso à capacitação permanente e a ferramentas que sugerem meios de modificar a formação e execução de políticas na área da saúde.<hr/>The Open University of Brazilian National Health System (UNASUS) was established to meet the training and education needs of the Unified Health System workers, facilitating access to continuing instruction through distance learning. This paper aims to report the experience of the students from UNASUS specialization courses in Family Health and Mother-Child Health, offered by the Federal University of Maranhão, based on the production of their scientific studies and the contribution of distance learning to the transformation of the health conditions in the communities they serve. The main issues studied were mother and child health care and consisted of action plans, aiming to tackle the identified problems and to ensure healthy living as a citizen's right public asset. Distance learning allowed to these professionals to access continuous training and also, provided tools that suggest ways of modifying the formation and implementation of health policies. <![CDATA[<b>A reumatologia em um curso de medicina com aprendizagem baseada em problemas</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022013000400015&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: Apresentar a experiência de uma instituição brasileira no ensino da Reumatologia na graduação médica, cujo projeto pedagógico é estruturado em metodologias ativas de aprendizado. MÉTODOS: Realizou-se um estudo descritivo, com abordagem qualitativa dos conteúdos referentes à Reumatologia no curso de Medicina do Centro Universitário do Estado do Pará (Cesupa). RESULTADOS: O sistema musculoesquelético é abordado no segundo e sétimo semestres, nos módulos referentes ao sistema locomotor e Clínica Médica II, respectivamente, sendo que cada etapa e cada atividade apresentam objetivos específicos mínimos. Além do conteúdo teórico, no sétimo semestre, os alunos realizam atendimentos no ambulatório de Reumatologia, quando existe maior ênfase na elaboração correta de anamnese e exame físico. No internato, os alunos retornam ao ambulatório de Reumatologia e, neste momento, as habilidades de diagnóstico, de investigação e de terapêutica são as mais exigidas. CONCLUSÃO: Ainda há muito para evoluir em busca de um modelo ideal para o ensino da Reumatologia, porém, cumprindo as principais recomendações disponíveis para a boa prática do ensino na graduação, podemos proporcionar ao futuro médico conhecimento, habilidade e experiências capazes de ajudá-lo na condução desses pacientes.<hr/>OBJECTIVE: To present the experience of a Brazilian institution in the learning of Rheumatology at medical school and whose teaching project is structured into active learning methodologies. METHODS: Derived from a descriptive study with a qualitative approach to content related to Rheumatology in the medicine course of CESUPA. RESULTS: The musculoskeletal system is discussed in the second and seventh terms as part of the modules related to the locomotor system and Internal Medicine II, respectively, and each stage and activity has specific minimum objectives. In addition to the theoretical content, in the seventh term the students conduct Rheumatology ambulatory care where the focus is on preparing proper anamnesis and physical examination. During internship the students resume Rheumatology ambulatory care and at this point their diagnostic, investigative and therapeutic skills are the most required. CONCLUSION: There still is much to evolve in terms of finding an ideal model for teaching Rheumatology. However, by complying with the principal recommendations available for good medicine school teaching practices, we are able to offer future doctors the knowledge, skills and experiences that will potentially support them when treating rheumatology patients.