Scielo RSS <![CDATA[Revista Brasileira de Educação Médica]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0100-550220060001&lang=es vol. 30 num. 1 lang. es <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<B>Bullying</B>: <B>another invisible epidemic?</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022006000100001&lng=es&nrm=iso&tlng=es <![CDATA[<B>The narratives in medicine</B>: <B>contributions to medical practice and medical teaching</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022006000100002&lng=es&nrm=iso&tlng=es O objetivo do artigo é discutir o papel da narrativa em Medicina. Após realização de pesquisa bibliográfica explanatória e cuidadosa leitura analítica de conteúdo dos materiais publicados, concluiu-se que as narrativas em Medicina são um tópico de grande interesse para os profissionais de saúde e acadêmicos preocupados com a educação médica no futuro imediato. Para englobar toda a gama de artigos e livros sobre o assunto, o presente artigo foi divido em três partes com a finalidade de apresentar as formas de discussão mais comumente encontradas sobre o tema. A primeira articula-se a uma classificação das narrativas médicas. A segunda sublinha as inter-relações entre Medicina e Literatura, que vem sendo considerada como uma ferramenta fundamental para garantir a competência narrativa tão necessária ao soerguimento das hipóteses diagnósticas a partir da história da doença contada pelo paciente. Finalmente, são discutidas as posições atuais dos especialistas no que tange ao papel da narrativa na ética médica. Também é apontado como uma epistemologia narrativa sempre esteve contida no ensino e na prática da Medicina.<hr/>This article discusses the role played by medical narratives. After explanatory research and careful content analysis of the material published about the subject it was possible to conclude that medical narratives are a major issue for those physicians and scholars concerned with the immediate future of medical education. To encompass the broad range of articles and books about the subject, this article was divided into three parts for a better presentation of the presently most common forms of discussion around the issue. In the first part we elaborate a classification of medical narratives; the second highlights the links between Medicine and Literature, considered a fundamental tool for the improvement of narrative competence, so necessary for the diagnostic process based on the history of the disease narrated by the patient.Finally we discuss the today's positioning of specialists with respect to the role of the narrative in the field of medical ethics. It also points out that a narrative epistemology has always been contained in medical education and practice. <![CDATA[<B>Widening elements of medical education</B>: <B>refered morbidity in medicine freshmen</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022006000100003&lng=es&nrm=iso&tlng=es Este estudo teve por objetivo identificar e explorar a morbidade referida de um grupo de calouros de Medicina. Trata-se de estudo transversal seriado, que considera o sexo como variável independente e a morbidade referida como dependente. Foram investigados 288 calouros de Medicina da Unicamp durante três anos consecutivos, tendo-se coletado os dados por meio de anamnese e semiologia clínica. No plano analítico, as comparações entre proporções foram processadas pela estatística qui-quadrado, e interpretadas ao nível de 5% de significância. Os principais resultados revelaram diferença significativa somente em relação ao uso atual de medicamentos, apontando que o sexo feminino referiu consumo maior de remédios do que o masculino. De maneira geral, estes dados diferem dos disponíveis na literatura, apontando, sobretudo, a especificidade da população estudada.<hr/>This study aimed to identify and explore referred morbidity in a group of medicine freshmen. It is a serial transversal study, considering sex as independent variable and referred morbidity as a dependent one. Two hundred eighty eight medicine freshmen from Unicamp-Brazil have been investigated during three years. Data were collected by anamnesis and clinical semiology. Statistical analysis included comparisons of proportions according to the chi2 test at a significance level of 5%. Main results showed significant differences only on medicament consumption, with females consuming more than males. <![CDATA[<B>The teaching of work health disease relation at medical school</B>: <B>students' perception and an improvement purpose at UFMG</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022006000100004&lng=es&nrm=iso&tlng=es Dos médicos, independentemente da especialidade que exercem, são requeridas competências para lidar com as relações trabalho-saúde-doença, o que não tem sido adequadamente contemplado no curso de graduação. Buscando aperfeiçoar o ensino desse conteúdo, encontra-se em desenvolvimento, desde 2003, na Faculdade de Medicina da UFMG, com o apoio de duas bolsistas do Programa de Iniciação à Docência da Pró-Reitoria de Graduação, uma proposta de avaliar o programa da disciplina Saúde do Trabalhador, com ênfase nas estratégias pedagógicas utilizadas e nos instrumentos de avaliação do desempenho dos alunos. O trabalho foi implementado em etapas, iniciando-se com o reconhecimento da história e estrutura da disciplina; revisão da literatura, enfocando os conceitos e estratégias de avaliação aplicadas ao ensino médico e identificação de experiências desenvolvidas em outros centros. A seguir, foram preparados questionários, denominados pré e pós-teste, para conhecer a percepção e experiência prévia dos alunos quanto aos conteúdos e atividades da disciplina. Os questionários são aplicados sistematicamente no início e final do semestre letivo, desde julho de 2003. Os resultados desse trabalho têm possibilitado melhor adequação dos conteúdos e metodologias desenvolvidas, de particular importância no contexto da reorientação curricular da formação médica.<hr/>No matter the specialty or placement in the health system, all doctors are expected to have the ability to deal with the work-health-disease relation, although this subject hasn't been properly taught in medical schools. Seeking to improve medical education in this sense, the Faculty of Medicine of the Federal University of Minas Gerais developed a program for evaluating the discipline "occupational health", focused on pedagogical strategies and on instruments for evaluation of the students. The project was implemented in several stages. The first was a review of history and literature focusing the concepts and evaluation strategies applied to medical education as well as identification of similar experiences in other schools. Later, questionnaires were prepared for evaluating the students' perception of this discipline and previous experiences. They were named pre and post-tests. The tests are applied systematically in the beginning and in the end of each semester since the second semester of 2003. The results of these tests allowed a better adjustment of contents and methodology, of utmost importance for a curricular reorientation of medical education. <![CDATA[<B>On settings and actors</B>: <B>what play are we talking about? A different light on the practice setting of doctors-to-be</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022006000100005&lng=es&nrm=iso&tlng=es O médico moderno precisa aguçar seus atributos humanos, adaptar-se a contextos variados e manter a educação permanente. A formação médica não costuma ocorrer no contexto da prática clínica real, mas no hospital, com ênfase na doença. As Diretrizes Curriculares Nacionais dos Cursos de Graduação em Medicina preconizam a articulação entre a universidade e o sistema de saúde e a habilitação à educação permanente. Logo, os cenários da prática devem ser os ambulatórios próprios dos serviços de saúde, com um aprendizado voltado para as necessidades de saúde da comunidade. Existe hoje um fortalecimento da Medicina Clínica Acadêmica, que combina cuidados de saúde com pesquisa, ensino e administração. O aluno deve assimilar a visão moderna da relação médico-paciente, respeitando as decisões compartilhadas, tarefa que exige trabalhar habilidades em comunicação. As instituições de ensino e de assistência à saúde são coadjuvantes neste processo, bem como os meios de comunicação. A inserção no cenário da prática médica tem que ser integrada a todas as disciplinas do curso, permeando o currículo e permitindo que o estudante volte sua atenção para as necessidades de saúde da comunidade. Estabelecer um currículo inovador exige que os educadores compreendam o esgotamento do modelo tradicional de ensino, fundamentado na doença e na transmissão de conhecimentos, que afasta o aluno da visão prática da Medicina. O enfoque pedagógico moderno enfatiza aspectos formativos. Seus principais domínios são: comportamento do paciente, atitude e papel do médico, interações médico-paciente e fatores socioculturais relativos aos cuidados com a saúde.<hr/>The modern physician must intensify his human attributes, adapt to varied contexts, and keep continued education. The formation of doctors usually does not take place in the context of real clinical practice but in the hospital, with emphasis on disease. The National Curricular Guidelines for Medical Graduation Courses call for an articulation between the university and the health system and foster the development of personal skills in continued education. Thus, the settings for the medical practice should be the outpatient units of the health services, and the learning process should be focused on the health needs of the community. Nowadays there is a strengthening of clinical academic medicine, which combines health care with research, education, and administration. The student must assimilate the modern view of a doctor-patient relationship with respect to shared decision- making, a task that requires developing communication skills. Teaching institutions and health care services as well as the media play a key role in this process. The introduction of the student to the scenery of clinical practice must be integral part of all disciplines of the curriculum, allowing the student to turn his attention to the health needs of the community. For establishing an innovative medical curriculum, educators need to understand the weariness of the traditional education model based on disease and transmission of knowledge, which turns the student away from the practical view of medicine. The modern pedagogical approach emphasizes formative aspects. Its chief domains are: patient behavior, physician's attitude and role, doctor-patient interactions and sociocultural factors related to health care. <![CDATA[<B>Dealing with transforming agents</B>: <B>interdisciplinary in the teaching/learning process in health</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022006000100006&lng=es&nrm=iso&tlng=es Saúde é filosofia, é ideologia e é política. Engana-se quem aposta numa suposta objetividade das ciências do cuidado. Elas estão absolutamente imbricadas pelas perspectivas sociais, por interesses econômicos e por posicionamentos hegemônicos ou contra-hegemônicos, ainda que estes atravessamentos passem despercebidos pelos profissionais e pelas instituições1,2. As próprias concepções acerca dos processos de saúde/doença dão sentido às ações dos profissionais. As diferentes perspectivas ideológicas redundam em diferentes formulações de políticas públicas. Ou pelo menos deveriam. Foucault, com um olhar extremamente duro para a medicina, diz que: "a medicina é um saber-poder que incide ao mesmo tempo sobre o corpo e sobre a população, sobre o organismo e sobre os processos biológicos e que vai, portanto, ter efeitos disciplinares e efeitos regulamentadores5". O Programa Unisaúde, ligado à Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Famed - UFRGS), possibilita a convivência com os trabalhadores ligados ao Programa Saúde da Família (PSF), mostrando que existem outras formas de se pensar e fazer saúde coletiva. Nas páginas que se seguem, tenta-se expor reflexões nascidas em meio a este projeto.<hr/>Health involves a variety of fields such as philosophy, ideology and politics. Believe that "care sciences" are exact ones would thus be mistaken. Care sciences are completely interwined by social perspectives, economical interests and hegemonic or anti-hegemonic opinions, even though these complexities use to be underestimated by professionals and institutions. The conceptions about the health/disease processes themselves give sense to the public actions. The different ideological perspectives originate different formulations of public health politics, or at least they should. Foucault, in a very severe look upon Medicine, said: "medicine is a knowledge-power binomial causing changes at the same time on the body and on the population, on the organism and on the biological processes and will thus have interdisciplinary and regulatory effects". The project UNISAUDE, of the "Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (FAMED - UFRGS)", allows to interact with workers from the Family Health Program (PSF), showing that there are other ways of thinking and promoting collective health. In the following pages some aspects of this project will be shown. <![CDATA[<B>Interdisciplinarity in medical education</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022006000100007&lng=es&nrm=iso&tlng=es Este artigo discute a interdisciplinaridade no ensino médico, reconhecendo que as denúncias sobre a fragmentação deste ensino e a ênfase disciplinar na conformação do projeto pedagógico, centrada em concepções biologicistas e visões especializadas, intensificam-se frente aos processos de consolidação das reformulações curriculares dos cursos de graduação em Medicina. A partir de um rastreamento conceitual sobre interdisciplinaridade, privilegiando as interlocuções com Morin, Fazenda, Fourez, Pombo e Furlanetto, analisa-se a existência de múltiplos olhares e compreensões sobre o seu significado. Construir caminhos no ensino médico a partir da interdisciplinaridade inclui a implementação de desenhos curriculares que possibilitem a articulação de conteúdos, valorizem o enfoque problematizador e desenvolvam atividades acadêmicas que tenham como eixos a prática médica no contexto do trabalho em saúde, a inserção do estudante e do professor como sujeitos, a produção contextualizada de saberes. Delineiam-se desafios e possibilidades para a construção de propostas formativas que empreendam práticas interdisciplinares frente à complexidade das dinâmicas de ensinar, aprender e cuidar em Medicina.<hr/>This paper discusses interdisciplinarity in medical education, recognizing that the complaints on the fragmentation in the curricular reformulation processes is more intensive in the undergraduate medicine courses due to the emphasis given to a pedagogic project based on biologicist and specialization concepts. The concept interdisciplinarity was analyzed from multiple viewpoints, based on a conceptual tracking and favoring interlocutions with Morin, Fazenda, Fourez, Pombo e Furlanetto. The construction of directions in medical education based on interdisplinarity includes the implementation of curricular designs allowing to articulate contents, encouraging problem-based approaches and promoting academic activities guided by medical practices anchored in the context of health services, insertion of students and teachers as subjects in the process and production of background knowledge. We delineate challenges and possibilities for the construction of proposals for a curriculum employing interdisciplinary practices for facing the complexity of medical activities such as teaching, learning and health care. <![CDATA[<B>The Medical Act Law</B>: <B>notes concerning their influences to the medical education</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022006000100008&lng=es&nrm=iso&tlng=es Este artigo reconhece a Lei do Ato Médico como produto da disputa das corporações profissionais pela hegemonia e controle do mercado de trabalho: principal, senão única, racionalidade da proposta. Diante da implantação de políticas públicas universalistas e de cidadania, que constituem novas demandas para a educação médica e dos demais profissionais de saúde, inscreve o Projeto de Lei 25/2002 como resposta dos que definem recortes de atuação que subordinam o Estado ao mercado e uma concepção de ser médico comprometida com a lógica dos procedimentos. Propõe, portanto, tratar esta questão como uma questão social, de modo a submeter as práticas profissionais ao crivo dos interesses sociais e das necessidades de saúde e impulsionar a reflexão crítica sobre os rumos que buscamos imprimir à formação médica.<hr/>This paper analyzes the Medical Act Law as the result of an attempt of professional corporations to assume leadership and control of the professional market, the main if not the only reason for this law project. In a scenery of implantation of public policies directed to universality and citizenship demanding new forms of education for physicians and other health professionals, the bill 25/2002 is an answer to those, who want to limit the space of action of the profession, subordinate it to the state and to the market, creating a twisted concept of the physician as a mere conductor of procedures. The aim of this paper is thus to discuss this law from the viewpoint of a social question, to examine the professional practice carefully in the light of the interests and demands of society, and to induce a critical analysis of the direction we seek to give to medical education. <![CDATA[<B>The study center in Philosophy and Health of the Educational Foundation "Serra dos Órgãos"</B>: <B>interfaces in medical</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022006000100009&lng=es&nrm=iso&tlng=es Nos últimos anos, inúmeros problemas surgiram na área da saúde em decorrência, sobretudo, dos avanços ocorridos no campo das biotecnociências. Percebendo-se a exigüidade de espaço, no atual currículo médico, para a discussão de muitas dessas questões, alunos e professores da Fundação Educacional Serra dos Órgãos (FESO) propuseram a criação do Núcleo de Estudos em Filosofia e Saúde (NEFISA), espaço destinado a fomentar o debate, o ensino e a pesquisa sobre os assuntos que tenham sua emergência na interface da Filosofia com a Medicina e a Saúde. O escopo do presente artigo é apresentar o trabalho desenvolvido no NEFISA-FESO.<hr/>Over the past few years many problems have arisen in the health area, mostly as a result of breakthroughs in biotechnosciences. Being aware of the lack of space in the present medical curriculum for discussing many of these issues, students and faculty members of the Educational Foundation "Serra dos Órgãos" (FESO) suggested the creation of a Study Center in Philosophy and Heaslh (NEFISA), a space intended for fostering discussion, teaching and research on subjects that are interfacing philosophy, medicine and health. The purpose of this article is to present the work done at NEFISA-FESO. <![CDATA[<B>From the biomedical to the biopsychosocial model</B>: <B>a project of permanent education</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022006000100010&lng=es&nrm=iso&tlng=es Dentro do movimento amplo de implantação de um modelo de atenção biopsicossocial em saúde, temos desenvolvido uma série de ações que incorporam as características de um processo de educação permanente. Desenvolvemos, dentro desta proposta, uma série de atividades com alunos e profissionais e destacamos neste trabalho a aplicação de uma metodologia na qual o aluno de graduação tem uma função que temos denominado de "dupla-face", na medida que ele é tanto alvo como agente do processo de educação permanente. Dentro desta perspectiva, este ano estamos formalizando a aplicação de um instrumento de orientação, observação e entrevistas, especialmente adaptado para essa finalidade.<hr/>Within the broad movement to introduce a biopsychosocial model in health care we have developed actions that incorporate features of permanent education. With this perspective, we developed many activities with medical students and health professionals and this paper is focused on a methodology in which the student has what we call a "double-face" function, being target but also agent of continued education. This year we are introducing the use of an instrument of orientation, observation and interviews, especially adapted to this purpose. <![CDATA[<B>Search and learning in theteaching of health policies and managing</B>: <B>an experience with e-Learning</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022006000100011&lng=es&nrm=iso&tlng=es São apresentados os resultados da experiência de transformação de uma disciplina tradicional do ensino médico voltada ao ensino da política e gestão de saúde com uso de tecnologias de informação e comunicação - e-Learning. Baseado em correntes construtivistas da educação, o curso dedica especial atenção à motivação do corpo discente, ao trabalho colaborativo e à procura e elaboração de informações de fontes oficiais de saúde. São características do curso: motivar os alunos por meio da proposta de caracterizar o sistema de saúde de um município de livre escolha dos mesmos; promover atividades de estudo e pesquisa em saúde utilizando roteiros orientados à análise e gestão da assistência; dar a conhecer e utilizar portais oficiais de informações em saúde e criar um ambiente virtual de pesquisa-aprendizagem disponível todo o tempo. Após quatro anos de experiência e em vista da boa aceitação entre os alunos, o modelo de curso foi expandido a outros cursos da área da saúde: Fisioterapia, Terapia Ocupacional, Nutrição e Metabolismo, Fonoaudiologia e Informática Biomédica.<hr/>The authors present the results of an experience, transforming a traditional subject of medical education directed to health policies and management using information and communication technologies (e-Learning). Based on constructivist ideas about learning and education, the course pays special attention to the motivation of the student, to collaborative work, and to the search and elaboration of information from official sources. Characteristics of the course are: to motivate the students by proposing to characterize the health system of a city of their own choice; to promote studies and investigations in health using guidebooks directed to analysis and management of the health care system; indicate and show how to use official sites of health information and create a virtual research and learning environment available all the time. After four years of experience and for being well accepted among the students, this course model was expanded to other courses of the health area of FMRP-USP.