Scielo RSS <![CDATA[Pesquisa Veterinária Brasileira]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0100-736X20170006&lang=pt vol. 37 num. 6 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Desempenho e saúde de frangos de corte não são prejudicados em função do teor de metanol da glicerina incluída em dietas]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-736X2017000600537&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO: Em função da grande variabilidade na composição da glicerina oriunda do biodiesel, torna-se imprescindível a busca por informações que contribuam estabelecê-la com uma alternativa na alimentação de aves. O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito da inclusão de glicerina com alto de teor de metanol em dietas para frangos de corte sobre o desempenho e parâmetros sanguíneos. Foram utilizados 90 pintos de corte machos da linhagem Cobb, com 8 dias de idade, distribuídos em um delineamento inteiramente casualizado com três tratamentos (níveis de inclusão de 0, 6 e 12% de glicerina) e seis repetições de cinco aves cada, totalizando 18 unidades experimentais. As dietas foram formuladas a base de milho e farelo de soja para atender as exigências nutricionais e a glicerina utilizada continha 1,4% de metanol e 3158Kcal/kg de energia metabolizável. Aos 21, 33 e 42 dias de idade as sobras de ração e as aves foram pesadas para determinação do consumo de ração, peso médio, ganho de peso e conversão alimentar. Foram colhidos de 1 a 3mL de sangue venoso das aves, nos últimos dias de cada fase de criação (19-21, 31-33 e 40-42 dias de idade), para determinação do hematócrito, concentração de hemoglobina, reticulócitos, proteínas plasmáticas totais e fibrinogênio. Para avaliação da bioquímica sérica foram colhidos sangue venoso das aves sem anticoagulante, apenas na fase final da criação (40-42 dias). Os dados de desempenho, parâmetros hematológicos e bioquímicos obtidos foram submetidos à análise de variância. Utilizou-se o teste de Tukey com α=0,05 de probabilidade, para comparação das médias. Não foram observadas diferença estatística dos tratamentos sobre as variáveis de desempenho, parâmetros sanguíneos e bioquímicos, exceto para as proteínas plasmáticas entre 19 e 21, que aumentaram com a inclusão de glicerina, e para os reticulócitos que reduziram com a inclusão de glicerina. A inclusão de até 12% de glicerina com 1,4% de metanol residual em dietas de frangos de corte de 8 a 42 pode ser realizada sem prejuízos no desempenho e saúde dos mesmos.<hr/>ABSTRACT: Due to the great variability in the composition of glycerin derived from the biodiesel, it is essential to search for information which helps establish it with an alternative in poultry feed. The aim of this study was to evaluate the effect of inclusion of glycerin with high methanol content in diets for broilers on performance and blood parameters. They used 90 Cobb male broiler chicks with 8 days old, distributed in a completely randomized design with three treatments (0, 6 and 12% glycerin inclusion levels) and six replications of five birds each, a total of 18 experimental units. Diets were formulated based on corn and soybean meal to meet the nutritional requirements and glycerin used contained 1.4% methanol and 3158Kcal/kg of metabolizable energy. At 21, 33 and 42 days of age the remains of feed and the birds were weighed to determine the feed intake, body weight, body weight gain and feed conversion. Were collected 1 to 3ml of venous blood of the birds during the last days of each phase (19 to 21, 31 to 33 and 40 to 42 days of age) for determination of hematocrit, hemoglobin concentration, reticulocyte total plasma proteins and fibrinogen. To evaluate the serum biochemistry were collected venous blood of birds without anticoagulant, only in the final phase (40 to 42 days). Performance data, hematological and biochemical obtained were submitted to analysis of variance. We used the Tukey test with α = 0.05 probability, to compare the means. There were no statistical difference between the treatments on the performance parameters and biochemical and blood parameters, except plasma proteins for between 19 and 21, which increased with the inclusion of glycerin, and reticulocytes that reduced with the inclusion of glycerin. The inclusion of up to 12% glycerin with 1.4% residual methanol in broiler diets (8 to 42 days of age) can be performed without loss in performance and health. <![CDATA[Caracterização epidemiológica e fatores de risco associados à infecção por lentivírus de pequenos ruminantes na região do semiárido paraibano, Nordeste do Brasil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-736X2017000600544&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO: O objetivo deste estudo foi determinar a soroprevalência de lentivírus de pequenos ruminantes (LVPR) e identificar os fatores de risco para a ocorrência de caprinos e ovinos soropositivos no semiárido do Estado da Paraíba. Foram utilizados 1.733 animais, sendo 1.274 caprinos procedentes de 62 Unidades de Produção (UPs) e 459 ovinos provenientes de 32 UPs. Para o diagnóstico sorológico da infecção por lentivírus foi utilizado o teste de imunodifusão em gel de ágar (IDGA). Dos 1.274 caprinos analisados 15 (1,18%) foram soropositivos, enquanto que todos os 459 ovinos foram soronegativos. Das 62 propriedades caprinas analisadas oito (12,9%) apresentaram pelo menos um animal soropositivo. Os fatores de risco para a ocorrência de caprinos soropositivos foram área da propriedade (odds ratio = 3,28; p = 0,044), ausência de capacitação dos produtores (odds ratio = 8,29; p = 0,042) e uso de monta natural não controlada (odds ratio = 6,78; p = 0,012). Conclui-se que a infecção por lentivírus de pequenos ruminantes, demonstrada pela detecção de anticorpos, está disseminada em rebanhos caprinos do semiá­rido paraibano, e sugere-se o incentivo à capacitação contínua dos produtores, manutenção de reprodutores negativos ao LVPR e utilização de inseminação artificial com o intuito de evitar o contato físico entre macho e fêmeas.<hr/>ABSTRACT: The aim of this survey was to determine the seroprevalence of small ruminant lentivirus (SRLV) and to identify risk factors for the occurrence of seropositive goats and sheep in the semiarid region of Paraiba State. It were used 1,733 animals, being 1,274 goats from 62 Production Units (PU) and 459 sheep from 38 PU. For the serological diagnosis of lentivirus infection the agar gel immunodiffusion test (AGID) was used. Of the 1,274 goats 15 (1.18%) were seropositive, and all 459 sheep were seronegative. Of the 62 goat herds eight (12.9%) presented at least one seropositive animal. Risk factors for the occurrence of seropositive goats were area of the property ≤35 ha (odds ratio = 3.28; p=0.044), not training of producers (odds ratio = 8.29; p=0.042) and use of uncontrolled natural mating (odds ratio = 6.78; p=0.012). It is concluded that lentivirus infection detected by serology is spread in goat flocks in the semiarid of the State of Paraíba, and it is suggested to encourage the continous capacitation of owners, maintenance of reproducers negative for SRLV and use of artificial insemination aiming to avoid the physical contact among male and females. <![CDATA[A PCR em tempo real de swab nasal não é adequada para o diagnóstico <em>in vivo</em> de tuberculose bovina]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-736X2017000600549&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT: Bovine tuberculosis (bTB) is a zoonosis causing economic losses and public health risks in many countries. The disease diagnosis in live animals is performed by intradermal tuberculin test, which is based on delayed hypersensitivity reactions. As tuberculosis has complex immune response, this test has limitations in sensitivity and specificity. This study sought to test an alternative approach for in vivo diagnosis of bovine tuberculosis, based on real-time polymerase chain reaction (PCR). DNA samples, extracted from nasal swabs of live cows, were used for SYBR® Green real-time PCR, which is able to differentiate between Mycobacterium tuberculosis and Mycobacterium avium complexes. Statistical analysis was performed to compare the results of tuberculin test, the in vivo gold standard bTB diagnosis method, with real-time PCR, thereby determining the specificity and sensitivity of molecular method. Cervical comparative test (CCT) was performed in 238 animals, of which 193 had suitable DNA from nasal swabs for molecular analysis, as indicated by amplification of glyceraldehyde-3-phosphate dehydrogenase (GAPDH) gene, and were included in the study. In total, 25 (10.5%) of the animals were CCT reactive, of which none was positive in the molecular test. Of the 168 CCT negative animals, four were positive for M. tuberculosis complex at real time PCR from nasal swabs. The comparison of these results generated values of sensitivity and specificity of 0% and 97.6%, respectively; moreover, low coefficients of agreement and correlation (-0.029 and -0.049, respectively) between the results obtained with both tests were also observed. This study showed that real-time PCR from nasal swabs is not suitable for in vivo diagnosis of bovine tuberculosis; thus tuberculin skin test is still the best option for this purpose.<hr/>RESUMO: A tuberculose bovina (bTB) é uma zoonose que causa perdas econômicas e riscos à saúde pública em muitos países. O diagnóstico da doença em animais vivos é realizado pelo teste intradérmico da tuberculina, que é baseado em reações de hipersensibilidade tardia. Como a tuberculose tem resposta imunológica complexa, este teste tem limitações em termos de sensibilidade e especificidade. Este estudo procurou desenvolver uma abordagem alternativa para o diagnóstico in vivo da tuberculose bovina, com base na reação em cadeia da polimerase (PCR) em tempo real. As amostras de DNA, extraídas de suabes nasais de vacas vivas, foram usadas para PCR em tempo real com SYBR® Green, capaz de diferenciar os complexos Mycobacterium tuberculosis e Mycobacterium avium. A análise estatística foi realizada para comparar os resultados de teste de tuberculina, padrão ouro para o diagnóstico in vivo da bTB, com PCR em tempo real, determinando-se assim a especificidade e sensibilidade do método molecular. O teste cervical comparativo (TCC) foi realizado em 238 animais, dos quais 193 tiveram DNA dos suabes nasais adequados para análise molecular, como indicado pela amplificação do gene gliceraldeído-3-fosfato-desidrogenase (GAPDH), e foram incluídos no estudo. No total, 25 (10,5%) animais foram reativos no TCC, dos quais nenhum foi positivo no teste molecular. Dos 168 animais negativos no TCC, quatro foram positivos para o complexo M. tuberculosis na PCR em tempo real a partir dos suabes nasais. A comparação destes resultados gerou valores de sensibilidade e especificidade de 0% e 97,6%, respectivamente; além disso, baixos coeficientes de concordância e correlação (-0,029 e -0,049, respectivamente) entre os resultados obtidos com ambos os testes também foram observados. Este estudo mostrou que a PCR em tempo real a partir de suabes nasais não é adequada para o diagnóstico in vivo da tuberculose bovina; portanto, o teste da tuberculina ainda é a melhor opção para este fim. <![CDATA[Investigação sorológica de <em>Rickettsia rickettsii</em> e <em>Coxiella burnetii</em> em caprinos e ovinos no entorno do Parque Nacional da Serra das Confusões, Piauí]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-736X2017000600555&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO: As doenças causadas por bactérias dos gêneros Rickettsia e Coxiella possuem como vetores artrópodes hematófagos, na sua maioria carrapatos, que atuam diretamente na transmissão de patógenos responsáveis por enfermidades de grande impacto na medicina veterinária e humana. O presente estudo objetivou realizar uma investigação sorológica de Rickettsia rickettsii e Coxiella burnetii em caprinos e ovinos criados no entorno do Parque Nacional da Serra das Confusões (PNSC), localizado no estado do Piauí, região nordeste do Brasil. Amostras de soro de 202 caprinos e 153 ovinos foram testadas pela Reação de Imunofluorescência Indireta (RIFI) para detecção de anticorpos anti-R. rickettsii e anti-C. burnetii, sendo consideradas positivas quando apresentaram títulos ≥ 64. Carrapatos em fase de parasitismo foram coletados e identificados. Todas as amostras de caprinos e ovinos foram soronegativas para antígenos de R. rickettsii. Foi verificado soropositividade em 2% (3/153) das amostras de ovinos para C. burnetii, com títulos variando de 64 a 4.096. As amostras de caprinos não foram reagentes ao referido antígeno. Não foi observado parasitismo em caprinos por carrapatos. No total, foram coletados 56 carrapatos parasitando 15 ovinos (9,8%), todos identificados como Rhipicephalus microplus. O estudo demonstrou a ausência de anticorpos anti-R. rickettsii nas amostras de caprinos e ovinos, ausência de anticorpos anti-C. burnetii em caprinos; e possibilitou o primeiro relato da ocorrência sorológica de C. burnetii em ovinos nesta região do Brasil.<hr/>ABSTRACT: The diseases caused by bacteria from the genera Rickettsia and Coxiella have hematophagous arthropods as vectors, mostly by ticks, which act directly on the transmission of pathogens that are responsible for diseases with major impact on veterinary and human medicine. The present study aimed to survey the infection of Rickettsia rickettsii and Coxiella burnetii in sheep and goats surrounding in the National Park of Serra das Confusões (NPSC), located in the state of Piauí, Northeast of Brazil. Serum samples from 202 goats and 153 sheep were tested by Indirect Immunofluorescence Assay (IFA) for the detection of antibodies against R. rickettsii and C. burnetii. The samples were considered positive when they showed titers ≥ 64. Ticks in parasitic stage were collected and identified. All samples from sheep and goats were seronegative for R. rickettsii. Seropositivity was verified in 2% (3/153) of the samples of sheep for C. burnetii, with titers ranging from 64 to 4096. The serum samples obtained from goats were seronegative to the above antigens. In total, 56 ticks were collected from 15 sheep (9.8%) all identified as Rhipicephalus microplus. The study demonstrated absence of infection by R. rickettsii in samples of sheep and goats, absence of infection of C. burnetii in goats; and the first report of serological occurrence of C. burnetii in sheep in this region of Brazil. <![CDATA[Intoxicação iatrogênica e experimental por selenito de sódio em suínos]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-736X2017000600561&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT: Following a case of iatrogenic selenium poisoning in a young pig, an experimental study was carry out. Sodium selenite was orally and parenterally administered to 13 pigs that were subdivided into three groups (G1, G2 and G3). The animals in groups G1 and G3 received sodium selenite intramuscularly (IM), G1 received a comercial formula, and G3 received sodium selenite mixed with distilled water at different dosages, and those in group G2 were fed commercial sodium selenite. Acute and subacute poisoning was observed in both groups, although the onset of clinical signs was slower in group G2. Only one pig (in group G1) that had received the highest dose showed a peracute course. Apathy, anorexia, dyspnea, vomiting, muscular tremors, proprioceptive deficit, ataxia and paresis of the hind limbs progressing to the front limbs evolving to tetraplegia were observed. Postmortem findings differed whether the animals received the injected (G1 and G3) or oral (G2) sodium selenite. The liver was moderately atrophic in some animals of G2. Some of the animals in groups G1 and G3 presented with lung edema. One pig in G3 had yellowish-brown areas in the ventral horns of the cervical intumescences of the spinal cord. The most important histological changes were present in the ventral horns of the cervical and lumbar intumescences of the spinal cord. In one animal, changes were present in the brainstem and mesencephalon. The initial lesion was a perivascular and astrocyte edema that progressing to lysis and death of astrocytes and neurons. In the chronic stage of the lesions, there were extensive areas of liquefaction necrosis with perivascular lymphocytic and histiocytic infiltration and occasional eosinophils. It seems that disruption of the blood-brain barrier due to astrocyte edema is the most likely mechanism of CNS lesion.<hr/>RESUMO: A partir de um caso de intoxicação iatrogênica por selenito de sódio injetável em suíno verificaram-se alguns aspectos patogenéticos não esclarecidos, o que ensejou o estudo experimental. Selenito de sódio foi administrado pelas vias oral e parenteral a 13 suínos, subdivididos em três grupos (G1, G2 e G3). Os grupos G1 e G3 receberam selenito de sódio por via intra-muscular (IM); (G1 - fórmula comercial e G3 - selenito de sódio misturado à água destilada, em diversas dosagens) e o grupo G2, por via oral (VO), misturado à ração. Quadros de evolução aguda e subaguda foram observados em todos os grupos, embora o início dos sintomas tenha sido mais lento no grupo G2. Um único porco (do grupo G1), que havia recebido a dose mais alta, apresentou evolução superaguda. Apatia, anorexia, dispneia, vômito, tremores musculares, déficit proprioceptivo, ataxia e paresia dos membros posteriores com progressão para os anteriores e evolução para tetraplegia foram observados. Os achados de necropsia foram diferentes entre os animais que receberam o selenito de sódio injetável (IM - G1 e G3) e oral (G2). Havia moderada atrofia hepática em alguns animais do G2. Parte dos animais dos grupos G1 e G3 apresentaram edema pulmonar. Em um suíno (G3) notaram-se áreas marrom-amareladas nos cornos ventrais da intumescência cervical. As alterações histológicas mais importantes ocorreram nos cornos ventrais do “H” medular das intumescências cervical e lombar. Em um animal, as alterações envolviam o tronco cerebral e o mesencéfalo. Inicialmente, a lesão caracterizava-se por edema perivascular e astrocitário que progredia para lise e necrose de astrócitos e neurônios. O estágio crônico das lesões caracterizava-se por extensas áreas de necrose liquefativa e infiltração perivascular linfocítica e histiocítica, com raros eosinófilos. Sugere-se que a ruptura da barreira hematoencefálica por edema astrocitário seja o mecanismo mais provável da lesão no SNC. <![CDATA[Ocorrência e fatores de risco da infecção por <em>Toxoplasma gondii</em> em suínos criados e abatidos na região do Triângulo Mineiro, Minas Gerais, Brasil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-736X2017000600570&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT: The Triângulo Mineiro region from Minas Gerais state, is an important meat-exporting region of Brazil and data about Toxoplasma gondii infection in pigs raised and slaughtered in this area are scarce. Therefore, the aim of this study was to evaluate the occurrence of T. gondii in swine and establish the risk factors associated with the infection. Samples were collected from 600 pigs raised under intensive system in farms located at three different counties (Carmo do Paranaíba, Patrocínio and Perdizes). The samples were submitted to indirect hemagglutination antibody test with dilution of 1:32 and to indirect immunofluorescence antibody test with a cutoff of 1:64. The occurrence of positive pig was 3.3% (n=20) and 51.8% (n=311) respectively. A significant difference was observed between toxoplasmatic infection and factors such as lineage, animal origin, size of the farm, collective raising with others species, presence of rodents and type of water offered (p≤0.05). There was no difference between gender and the farm goals. The results demonstrated an occurrence of anti-T.gondii antibodies higher than expected for intensive pig raising system on the studied area, which could indicate a possible sanitary management problem on the studied proprieties. Improvements on the raising techniques are necessary to reduce T. gondii infection sources.<hr/>RESUMO: A região do Triângulo Mineiro, no estado de Minas Gerais, é uma importante região exportadora de carne do Brasil e pesquisas sobre a infecção por Toxoplasma gondii em suínos criados e abatidos nesta região são escassos. Portanto, o objetivo deste estudo foi avaliar a ocorrência de T. gondii nesses animais e estabelecer os fatores de risco associados com a infecção. Foram coletadas amostras de 600 suínos criados sob sistema intensivo, em fazendas localizadas em três municípios diferentes (Carmo do Paranaíba, Patrocínio e Perdizes). As amostras foram submetidas à Hemaglutinação Indireta com diluição de 1:32 e à Reação de Imunofluorescência Indireta com ponto de corte 1:64. A ocorrência de suínos positivos foi de 3,3% (n=20) e 51,8% (n=311), respectivamente. Foi observada diferença significativa entre a infecção toxoplásmica e fatores como linhagem, procedência dos animais, tamanho das propriedades, criação em conjunto com outras espécies, presença de roedores e tipo de água consumida (p≤0,05). Não houve diferenças estatísticas entre o sexo e finalidade de produção em relação à infecção por T. gondii. Os resultados demonstraram uma ocorrência de anticorpos anti-T. gondii superior à esperada em criações intensivas de suínos na região estudada, o que poderia indicar uma possível falha no manejo sanitário das propriedades estudadas. Melhorias nas técnicas de criação são necessárias para redução das fontes de infecção por T. gondii nos rebanhos. <![CDATA[Ocorrência do vírus da artrite encefalite caprina (CAEV) em cabras leiteiras produzidas em sistema intensivo confinado no estado de Minas Gerais]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-736X2017000600577&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO: Objetivou-se no estudo identificar a ocorrência de infecção pelo vírus da artrite encefalite caprina (CAEV) em propriedades produtoras de leite caprino com sistema intensivo no estado de Minas Gerais. Foram avaliadas cinco propriedades, localizadas em cidades distintas, totalizando 1072 animais, sendo 48 machos e 1024 fêmeas de diferentes faixas etárias, das raças Toggenburg, Alpina e Saanen. O método de diagnóstico utilizado foi o de imunodifusão em ágar gel (IDGA), para detecção de anticorpos anti-CAEV, por ser o diagnóstico preconizado pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE). A ocorrência de anticorpos anti-CAEV nas propriedades estudadas foi de 49,5% (531/1072), entretanto a mesma variou de acordo com a propriedade. Foram observados os seguintes resultados por propriedade: propriedade 1 = 69,6% (156/224); propriedade 2 = 41,5% (47/113); propriedade 3 = 40,3% (63/156); propriedade 4 = 24,6% (18/73) e propriedade 5 = 48,8% (247/506). Do total de machos avaliados, 14,5% (7/48) apresentaram sorologia positiva. De acordo com os resultados, uma alta ocorrência de animais soropositivos foi identificada no estado de Minas Gerais, o qual possui um dos maiores rebanhos de cabras leiteiras do Brasil. Portanto, salienta-se a necessidade de se adotar medidas estratégias sanitárias para o controle da CAE, como a realização de exames rotineiros nas propriedades e a separação de animais infectados dos sadios. A exclusão de reprodutores positivos nas propriedades também é uma medida de controle, pois já foi demonstrado que estes são fontes de infecção importantes.<hr/>ABSTRACT: The objective of the present study was to identify the occurrence of caprine arthritis encephalitis virus (CAEV) infection in dairy goat farms with intensive system in Minas Gerais State. Five properties were evaluated, totaling 1072 animals, being 48 males and 1024 females of different ages and breeds (Toggenburg, Saanen and Alpine). The diagnostic method used was the agar gel immunodiffusion (AGID) test, to detect antibodies anti-CAEV, which is the diagnostic test recommended by World Organization for Animal Health - OIE. The occurrence of anti-CAEV antibodies in the properties was 49.5% (531/1072), however varied according to the farm. The anti-CAEV antibodies detection varied according to the property: Farm 1 = 69.6% (156/224); farm 2 = 41.5% (47/113); farm 3 = 40.3% (63/156); farm 4 = 24.6% (18/73) and farm 5 = 48.8% (247/506). Of the total sampled males, 14.5% (7/48) were serologically positive. According to the results, there is a high occurrence rate of CAEV-seropositive animals in Minas Gerais, which has one of the largest Brazilian dairy goat herds. Therefore, it is essential to adopt strategies for CAE control, such as a routine of diagnostics tests in the properties and the separation of healthy from infected goats. The elimination of positive breeding goats in the properties is also a measure of control, because it has been shown that these are an important route of CAEV transmission in dairy farms. <![CDATA[Calcium homeostasis modulator 1 ( <em>CALHM1</em> ) polymorphisms in cattle]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-736X2017000600582&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT: The calcium homeostasis modulator 1 gene (CALHM1), which is located on chromosome 10 in humans and on chromosome 26 in cattle, is a transmembrane glycoprotein that controls the cytosolic calcium concentrations. Altered calcium homeostasis has been associated with several neurodegenerative disorders, including Alzheimer’s disease (AD). In a recent study, single nucleotide polymorphisms (SNPs) of CALHM1 have been associated with sporadic Creutzfeldt-Jakob disease (CJD). The protein sequence of human CALHM1 shows 93% homology with bovine CALHM1. Although SNPs of human CALHM1 have been correlated with human prion disease, polymorphisms of the bovine CALHM1 gene have not been reported in cattle thus far. To investigate polymorphisms of the bovine CALHM1 gene in Korean native cattle, we analyzed the open reading frame (ORF) of this gene in 175 Hanwoo and 141 Holstein cattle. We observed five SNPs: c.219C&gt;T (rs380966453), c.357C&gt;T (rs385969338), and c.869A&gt;G (rs516301908) within the ORF region of two exons; and c.552+92A&gt;G (rs481706737) and c.553-3A&gt;C (rs448524869) in the intron of bovine CALHM1. Among the three SNPs that are in the ORF region of bovine CALHM1, the genotype and allele frequencies of the c.869A&gt;G (p.His290Arg) and c.219C&gt;T (p.Asn73Asn) SNPs were significantly different between Hanwoo and Holstein cattle (P&lt;0.0001). Haplotype analysis showed that haplotypes ht2, ht3 and ht5 were also significantly different in these two cattle breeds. This study provides the first genetic analysis of the bovine CALHM1 gene in cattle. <![CDATA[Podem as bactérias ácido lácticas probióticas apresentarem efeito antitumoral em modelo animal de câncer de cólon? Uma revisão da literatura]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-736X2017000600587&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO: O Câncer de cólon é um dos tipos mais comuns de câncer no mundo e a segunda principal causa de morte relacionada a esta doença em países desenvolvidos. Até 75% dos casos estão associados com a alimentação, indicando que uma pessoa pode reduzir o seu risco simplesmente através de modificação na dieta. Estudos em animais demonstram que várias cepas de bactérias ácido lácticas protegem contra o câncer de cólon em roedores, embora os dados em humanos sejam limitados e conflitantes. O objetivo deste estudo foi investigar a eficácia das bactérias ácido lácticas no tratamento e redução do câncer de cólon em modelo animal. Foram realizadas buscas sistemáticas em bases de dados eletrônicas alcançando 1079 artigos relacionados, entretanto apenas 6 artigos foram eleitos de acordo com os critérios de elegibilidade para análise. Todos os artigos avaliados apresentaram resultados satisfatórios quanto à inibição do câncer de cólon em ratos e camundongos ao utilizarem cepas predominantemente do gênero Lactobacillus. Este estudo pode responder a hipótese de que as bactérias ácido lácticas apresentam efeito preventivo e antitumoral contra o câncer de cólon.<hr/>ABSTRACT: Colon cancer is one of the most common types of cancer in the world and the second leading cause of death related to the disease in developed countries. Up to 75% of cases are associated with eating, indicating that a person can reduce their risk simply through dietary modification. Studies in animals show that various strains of lactic acid bacteria protect against colon cancer in rodents although data in humans are limited and conflicting. The aim of this study was to investigate the efficacy of acid lactic bacteria in the treatment and reduction of colon cancer in animal models. Systematic searches were conducted in electronic databases reaching 1079 related articles, only six articles were elected according instead of to the eligibility criteria for analysis. All reviewed articles showed satisfactory results on the inhibition of colon cancer in rats and mice when using predominantly Lactobacillus strains. This study can answer hypothesis that acid lactic bacteria has antitumor effect against colon cancer. <![CDATA[Pesquisa de hemoglobinopatias em cães da região metropolitana do Rio de Janeiro portadores de anemia crônica]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-736X2017000600593&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO: Talassemias e hemoglobinopatias são condições hereditárias encontradas em humanos de todo o mundo. Em medicina veterinária, o polimorfismo de hemoglobinas tem sido estudado em animais de produção, mas não existem relatos de hemoglobinopatias em cães, e os estudos envolvendo o polimorfismo de hemoglobinas nesta espécie são escassos. Com o objetivo de pesquisar variantes da hemoglobina em cães, foram coletadas amostras de sangue de 202 caninos de variadas raças, sendo 130 portadores de anemia crônica (Grupo Experimental) e 72 animais clinicamente saudáveis (Grupo Controle). Estas amostras foram submetidas à eletroforese alcalina de hemoglobinas, que permitiu a separação e quantificação das frações de hemoglobina por densitometria, e posteriormente submetidas à eletroforese de hemoglobinas em meio ácido, técnica utilizada em medicina humana para a separação de frações de hemoglobinas variantes que não se diferenciam em meio alcalino. O eritrograma e índices hematimétricos foram obtidos concomitantemente. Os métodos utilizados demonstraram que a HbA é o maior componente da hemoglobina canina, e que uma pequena quantidade de HbA2 pode ser detectada em uma parcela dos animais avaliados, sendo que a maioria dos caninos apresentava exclusivamente HbA em sua composição. Concluiu-se que a presença ou ausência de HbA2 não interfere nos índices hematimétricos dos animais avaliados, e que quando comparadas as hemoglobinas dos grupos Experimental e Controle, não são observadas diferenças na distribuição das frações destas, além de não serem observadas hemoglobinas variantes nos caninos avaliados.<hr/>ABSTRACT: Thalassemias and hemoglobinopathies are hereditary conditions found in humans throughout the world. In veterinary medicine, hemoglobin polymorphism has been studied in production animals, but there are no reports of hemoglobinopathies in dogs, and studies involving hemoglobin polymorphism in this species are scarce. In order to search for hemoglobin variants in dogs, blood samples were collected from 202 dogs of various breeds, being 130 patients with chronic anemia (Experimental Group) and 72 clinically healthy animals (Control Group). These samples were subjected to alkaline electrophoresis of hemoglobin, which permitted separation and quantification of hemoglobin fractions by densitometry, and then subjected to hemoglobin electrophoresis in an acid medium, a technique used in human medicine for the separation of variant fractions of hemoglobin that do not differentiate in an alkaline medium. The erythrogram and RBC indices were obtained concurrently. The methods demonstrated that HbA is the major component of canine hemoglobin, and a small amount of HbA2 can be detected in some of the evaluated animals, and most dogs showed only HbA in its composition. It was concluded that the presence or absence of HbA2 does not interfere with RBC indices of evaluated animals, and the comparison between the hemoglobin of Experimental and Control groups showed no differences in fractions distribution between them, and there was no hemoglobin variants in evaluated canines. <![CDATA[Relação entre anemia e achados de medula óssea e eritropoetina sérica em cães com doença renal crônica]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-736X2017000600598&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT: Chronic anaemia is one of the most severe complications of chronic kidney disease, contributing to morbidity and mortality caused by the disease; therefore, bone marrow cytological evaluation is needed to monitor the progression of anaemia. This study aimed to correlate the anaemia in dogs at different stages of chronic kidney disease with their serum biochemistry, myelogram results and serum erythropoietin findings. Sixty-three dogs were grouped according to International Renal Interest Society (IRIS) classification in stages 1, 2, 3 and 4. Haematologic, serum and urinary biochemistry and serum erythropoietin were performed for comparison with the findings of bone marrow cytology obtained by aspiration of the manubrium. Cytological findings for erythroid hypoplasia were described in 93.65% of dogs, and the anaemia was observed in 84.1% of them. The haematological findings were correlated with azotaemia (p&lt;0.05). It was concluded that the erythroid hypoplasia has correlation with persistent anaemia in dogs at all stages of chronic kidney disease, with iron deficiency in dogs in the early stages and with peripheral destruction of erythrocytes caused by azotaemia.<hr/>RESUMO: A anemia crônica é umas das complicações mais graves da doença renal crônica, contribuindo para a morbidade e mortalidade causada pela doença; Portanto, a avaliação citológica da medula óssea é necessária para monitorar a progressão da anemia. Assim, esse estudo objetivou correlacionar a anemia em cães em diferentes estágios da doença renal crônica aos achados de bioquímica sérica, mielograma e concentração sérica de eritropoietina. Sessenta e três cães foram agrupados de acordo com a classificação da International Renal Interest Society (IRIS) em estágios 1, 2, 3 e 4. Foram realizadas análises hematológicas, bioquímicas séricas e urinárias, e dosagem sérica de eritropoetina para comparação com os achados medulares obtidos por citologia aspirativa do manúbrio. Os achados citológicos de hipoplasia eritróide foram descritos em 93,65% dos cães, e a anemia foi observada em 84,1% dos cães. Os resultados hematológicos foram correlacionados com azotemia (p&lt;0,05). Concluiu-se que a hipoplasia eritróide teve associação com a anemia persistente em cães em todas as fases de doença renal crônica, com deficiência de ferro em cães em fases iniciais e com a destruição periférica dos eritrócitos causada pela azotemia. <![CDATA[Fipronil/(S)-methoprene spot-on to control fleas on cats in a field trial in Spain]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-736X2017000600603&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT: The study was conducted in order to evaluate the effect of a fipronil/(S)-methoprene formulation against fleas on naturally infested cats. The study involved a population of 89 cats distributed among 24 veterinary practices in 9 regions of Spain. The product was applied according to label instructions on days 0, 30 and 60. Animals underwent parasitological and clinical assessments on day 0 and thereafter in monthly intervals (every 30 days) until day 90. Ctenocephalides felis was the most abundant species (98.9% of all fleas collected), and flea abundance on Day 0 was associated with the hair type, the location of the household, and the time elapsed from the last anti-flea treatment. Fipronil/(S)-methoprene demonstrated high efficacy and induced the reduction of clinical signs related to the presence of fleas. Clinical signs and flea abundance decreased significantly throughout time (P=0.001) with an efficacy rate of 72.6% at Day 30, 88.4% at Day 60 and 93.9% at Day 90. A high level of flea control and a remission of the clinical signs related to presence of fleas were observed on cats following 3 monthly applications a fipronil/(S)-methoprene formulation. <![CDATA[Contenção farmacológica do rato-do-bambu (<em>Dactylomys dactylinus</em> Desmarest, 1817) e relato de ocorrência da espécie na região Sul do Brasil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-736X2017000600608&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO: Um exemplar de rato-do-bambu (Dactylomys dactylinus) subadulto saudável do sexo feminino, de vida livre, com massa corporal de 0,32 kg, recebeu por via intramuscular, em uma única injeção, doses de tiletamina, zolazepam, xilazina e atropina calculadas por meio de extrapolação alométrica interespecífica, a partir das recomendações usuais para o cão doméstico de 10,0 kg (tiletamina/zolazepam - 5,0mg/kg, xilazina - 1,0mg/kg) e atropina - 0,05mg/kg). O rato perdeu a reação postural de endireitamento em 2,3 minutos pós-injeção (MPI) e recuperou a capacidade de deambular normalmente em 135 MPI. A frequência cardíaca variou de 360 a 188 bpm (226±62), a frequência respiratória de 128 a 112mpm (120±5), e a temperatura retal de 36,2 a 33,5°C (34,4±1,0). A analgesia e o miorrelaxamento foram considerados bons para a realização de procedimentos indolores ou pouco dolorosos de curta duração, como exame físico, colheita de material biológico, biometria, exames de imagem e marcação. A associação de fármacos permitiu a manipulação segura do animal por 63 MPI. A recuperação foi considerada satisfatória, porém prolongada. Destaca-se que este é primeiro registro de ocorrência da espécie na Região Sul do Brasil, e o primeiro relato de contenção farmacológica desse roedor neotropical.<hr/>ABSTRACT: One subadult healthy free-living female Amazon Bamboo Rat (Dactylomys dactylinus), weighting 0.32 kg, received tiletamine HCl, zolazepam HCl, xilazine HCl and atropine sulfate, combined in a single intramuscular injection. All doses were calculated by interspecific allometric scaling, using as model a 10.0 kg domestic dog (tiletamine/zolazepam -5.0mg/kg), xylazine -1.0mg/kg), and atropine - 0.05mg/kg). Immobilization occurred in 2.3 minutes after injection (MAI) and returno to normal ambulation was observed in 135 MAI. Heart rate remained between 360 and 188 beats/minute (226±62), respiratory rate between 128 and 112 breaths/minute (120±5), and body temperature ranged from 36.2 to 33.5°C (34.4±1.0). Analgesia and myorelaxation were considered good for painless or mild painful fast procedures as physical examination, biological sampling, biometrics, imaging tests and tagging. The proposed anesthetic protocol was safe and effective, allowing safe manipulation of the animal during 63 MAI. The recovery was satisfactory, but prolonged. This is the first record of the species in Southern Brazil and the first report on its chemical restraint. <![CDATA[Estudos imuno-histoquímico, lectino-histoquímico e ultraestrutural do Tumor Venéreo Transmissível Canino no Brasil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-736X2017000600613&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT: Canine transmissible venereal tumor (CTVT) is a naturally occurring contagious round-cell neoplasia, with poorly understood origin and transmission. This study aims to further investigate the tumor nature through immunohistochemistry, lectin histochemistry and transmission electron microscopy (TEM) analysis, and to provide support for diagnostic and differential diagnoses of CTVT. Immunohistochemistry was performed in 10 genital and six exclusively extragenital tumors, which were previously diagnosed by citology and histopathology. CTVT samples were incubated with biotinylated antibodies to specific membrane and cytoplasmic antigens (anti-lysozyme, anti-macrophage, anti-vimentin, anti-CD18, monoclonal anti-CD117, monoclonal anti-CD3, polyclonal anti-CD117, polyclonal CD3 and anti-CD79a), followed by the avidin-biotin-peroxidase complex technique. The lectins Con A, DBA, SBA, PNA, UEA-1, WGA, sWGA, GSL, JSA, PSA, PHA-L, PHA-E and RCA were additionally tested in four genital CTVTs and TEM was performed in eight genital tumors. The anti-vimentin antibody revealed strong immunoreactivity to neoplastic cells in all the assessed samples (16/16). The polyclonal anti-CD3 antibodies showed moderate to strong immunoreactivity in fourteen (14/16) and the polyclonal anti-CD117 in fifteen cases (15/16). There was no immunoreactivity to anti-lysozyme, anti-macrophage, anti-CD18, monoclonal anti-CD117, monoclonal anti-CD3 and anti-CD79a antibodies. At lectin histochemistry, it was observed strong staining of tumor cells to Con-A, PHA-L and RCA. There was no histopathological and immunoreactivity differences between genital and extragenital CTVTs. These findings do not support the hypothesis of histiocytic origin of CTVT. In contrast, the lectin histochemical results were similar to cells from lymphoid/myeloid origin.<hr/>RESUMO: O Tumor Venéreo Transmissível Canino (CTVT) é uma neoplasia de células células redondas, contagiosa, com origem e transmissão ainda mal compreendidas. Com a finalidade de aprofundar a investigação sobre a natureza (origem) do TVTC, bem como fornecer subsídios para o estabelecimento do diagnóstico e diagnóstico diferencial, realizaram-se avaliações imuno-histoquímica, lectino-histoquímica e ultraestrutural de TVTC(s). A avaliação imuno-histoquímica foi feita em 10 TVTCs genitais e em 6 exclusivamente extragenitais previamente diagnosticados através de citologia e da histopatologia. Os TVTCs foram testados para reagentes específicos de antígenos de membrana e citoplasmáticos (anti-lisozima, anti-macrófago, anti-vimentina, anti-CD18, anti-CD3, anti-CD79, anti-CD117) com utilização da técnica complexo avidina-biotina-peroxidase. Adicionalmente, foram utilizadas as lectinas Con A, DBA, SBA, PNA, UEA-1, WGA, sWGA, GSL, SJA, PSA, PHA-L, PHA-E e RCA em quatro TVTCs genitais. Microscopia eletrônica foi realizada em oito TVTC genitais. Em 100% dos tumores testados (16/16) com anticorpo anti-vimentina (mono e policlonal) houve forte imuno-reatividade. Não houve reatividade para os anticorpos anti-lisozima, anti-macrófago, anti-CD18, anti-CD3, anti-CD79a e anti-CD117 quando empregamos anticorpos monoclonais, entretanto, com a utilização de anticorpos policlonais verificou-se marcação dos tumores com os anticorpos anti-CD3 e anti-CD117. Na avaliação lectino-histoquímica foi verificada forte marcação das células tumorais com Con-A, PHA-L e RCA. Não houve diferença histopatológica e de imuno-reatividade entre os TVTCs genitais e extragenitais. Estes achados não corroboram com a hipótese da origem histiocítica do CTVT (ausência de reatividade dos anticorpos anti-lisozima, anti-macrófago e anti-CD18), entretanto, os resultados da avaliação lectino-histoquímica foram em parte similares aos obtidos quando células de origem linfóide/mielóide (ConA, PHA-L e RCA) foram analisadas (Gimeno et al. 1995). <![CDATA[<em>Rickettsia amblyommii</em> associado a roedores e marsupiais nativos da Estação Experimental Rafael Fernandes da UFERSA, Rio Grande do Norte]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-736X2017000600621&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO: O presente estudo teve como objetivo registrar a ocorrência de Rickettsia sp. em roedores e marsupiais nativos da Estação Experimental Rafael Fernandes da UFERSA, Mossoró/RN. O trabalho consistiu em uma pesquisa de campo, com roedores e marsupiais silvestres, com os dados expressos em frequência simples e porcentagem através do programa estatístico IBM SPSS (Armonk, NY: IBM Corp.), versão 22.0. Coletaram-se amostras de plasma sanguíneo de marsupiais (36) e de roedores (5). Destes, 64 continham Amblyomma auricularium, 7 Amblyomma parvum e 12 Amblyomma sp. As amostras de plasma sanguíneo foram analisadas através da técnica de Reação de Imunofluorescência Indireta. Exemplares de A. auricularium e a A. parvum foram macerados e submetidos a Técnica de Reação em Cadeia da Polimerase. Das amostras de plasma testadas, 17,60% apresentaram soropositividade para Rickettsia amblyommii. Oito exemplares de A. auricularium estavam positivos para R. amblyommii na análise de fragmentos dos genes gltA (350 bp) e ompA (587 pb), com 100% de similaridade com Candidatus R. amblyommii estirpe Bahia e AaPE, corres­pondendo a uma baixa circulação do agente dentre os vetores e hospedeiros. Esta pesquisa registra pela primeira vez a ocorrência de R. amblyommii em marsupiais Gracilinanus agilis e Monodelphis domestica pertencentes a Família Didelphidae, e roedores das Famílias Echimyidae e Cricetidae, cujas espécies foram Thrichomys sp. e Wiedomys sp., respectivamente, em Mossoró, estado do Rio Grande do Norte.<hr/>ABSTRACT: The study aimed to register the occurrence of Rickettsia sp. in rodents and marsupials native of the Rafael Fernandes Experimental Station of UFERSA, Mossoró/RN, Brazil. The study consisted of field research on small wild mammals, with data expressed in simple frequency and percentage through IBM SPSS (IBM Corp., Armonk, NY), version 22.0. Samples of blood plasma from 36 marsupials and 5 rodents were collected. From these, 64 contained Amblyomma auricularium, 7 Amblyomma parvum and 12 Amblyomma sp. All blood plasma samples were analyzed by indirect immunofluorescence technique, and 16 macerated specimens of A. auricularium and 3 of A. parvum were analyzed by reaction technique Polymerase Chain. From the tested plasma samples 17.60% were seropositive for Rickettsia amblyommii, 8 were positive for A. auricularium e R. amblyommii in gene gltA analysis of the fragments (350 bp) and ompA (587 bp) with 100% similarity with Candidatus R. amblyommii Bahia and AAPE strain, what corresponded to a low circulation of the agent from the vectors and hosts. This study registers for the first time the occurrence of R. amblyommii in marsupials Gracilinanus agilis and Monodelphis domestica belonging to the Didelphidae family, and in rodents of the Echimyidae and Cricetidae families, the species of which were Thrichomys sp. and Wiedomys sp. respectively, in Mossoró, Rio Grande do Norte. <![CDATA[Histerectomia minimamente invasiva em Quatis (Nasua nasua)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-736X2017000600627&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT: Some wildlife species, such as coatis, have a high degree of adaptability to adverse conditions, such as fragmented urban forests, increasingly common on the world stage. The increase in the number of these mesopredators causes drastic changes in the communities of smaller predators, interferes with reproductive success of trees, as well as becoming a form of exchange between domestic and wild areas, favoring the transmission of zoonosis and increasing the occurrence of attacks to animals or people. This report describes the use of minimally invasive hysterectomy in two individuals of the species Nasua nasua, which can be accomplished through the use of hook technique, commonly used to castrate dogs and cats. The small incision and healing speed of incised tissues are fundamental in wild life management since the postoperative care is limited by the behavior of these animals. This technique proved to be effective and can greatly reduce the morbidity of this procedure in coatis.<hr/>RESUMO: Algumas espécies selvagens, como os quatis, possuem alto grau de adaptabilidade a condições adversas, como as de florestas urbanas fragmentadas, cada vez mais comuns no cenário mundial. O aumento do número destes mesopredadores causa alterações drásticas nas comunidades de pequenos predadores, interfere no sucesso reprodutivo de árvores, além de se tornar uma forma de intercâmbio entre áreas domésticas e selvagens, facilitando a veiculação de zoonoses e aumentando a ocorrência de ataques a animais ou pessoas. O presente relato descreve a utilização da histerectomia minimamente invasiva em dois indivíduos da espécie Nasua nasua, que pode ser realizada por meio da utilização da técnica do gancho, comumente utilizada para a castração de cães e gatos. A incisão reduzida e a rapidez da cicatrização dos tecidos incisados são fundamentais no manejo de espécies selvagens, visto que os cuidados pós-operatórios são limitados pelo comportamento desses animais. Esta técnica mostrou-se eficaz e pode reduzir sobremaneira a morbidade desse procedimento em quatis. <![CDATA[Bem-estar dos cordeiros submetidos ao transporte rodoviário e avaliação das carcaças e carnes]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-736X2017000600630&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO: Objetivou-se avaliar o grau de bem-estar dos cordeiros submetidos ao transporte rodoviário e suas carcaças e carnes. Para isto, fez-se a avaliação dos parâmetros comportamentais durante o transporte, dos parâmetros fisiológicos após o desembarque e antes do abate e a caracterização das carcaças e carnes dos cordeiros. Realizaram-se quatro transportes rodoviários com durações crescentes (1h45min, 3h52min, 7h30min e 10h30min), cada transporte continha vinte cordeiros. O peso corporal dos animais foi de 36,64±2,13 kg antes do transporte. Os cordeiros foram abatidos 15 horas após o desembarque. Os cordeiros deitaram por pouco tempo (mediana igual à zero a cada 20min) em jornadas menores que 3h52min. O número de eventos potencialmente traumáticos foi baixo (mediana próxima a zero, a cada 20min) para quaisquer durações dos transportes. As concentrações de adrenalina e cortisol, bem como os metabólitos que são controlados por eles, foram semelhantes entre os tratamentos. Contudo, a massa das carcaças diminuiu e as concentrações de creatina quinase aumentaram linearmente quando os transportes foram mais longos, o que podem revelar diminuição do bem-estar. A qualidade da carne de cordeiros não sofreu interferências da duração dos transportes.<hr/>ABSTRACT: This study aimed to assess the level of welfare in lambs by road transport and their carcasses and meat. Thus, we assessed behavioral parameters during transport, physiological parameters after landing and before slaughter and carcass and meat characteristics of lambs. Four road transports were achieved with increasing durations (1h45min, 3h52min, 7h30min and 10h30min), there were twenty lambs in each transport. Animals body weight was 36.64±2.13 kg before transport. The lambs were slaughtered 15 hours after landing. The lambs lie down (median equal to zero every 20min) for a short time in journeys shorter than 3h52min. The number of potentially traumatic events is low (median near zero every 20min) for any transport duration. The adrenaline and cortisol concentrations, as well as metabolites that are controlled by them, did not testify that longer transport. However, the carcasses mass decreased and creatine kinase concentrations increased linearly with longer transports, which may reveal decrease in welfare. The meat quality of lambs was not influenced by the transport duration. <![CDATA[Tramadol ou butorfanol: modelo analgésico pós osteossíntese experimental de úmero em galos ( <em>Gallus gallus domesticus</em> )]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-736X2017000600637&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO: O tramadol é um fármaco opioide amplamente utilizado em medicina veterinária, porém seu uso e eficácia analgésica pós-cirúrgica não foi investigado em aves. Objetivou-se avaliar a eficácia do tramadol ou butorfanol em galos submetidos à ostessíntese de úmero. Foram utilizados 12 galos (Gallus gallus domesticus), os quais foram alocados aleatoriamente em dois grupos: grupo tramadol (GT) que recebeu como medicação pré anestésica (MPA) 5mg.Kg-1 de tramadol e o grupo butorfanol (GB) que recebeu como MPA 1mg.kg-1 de butorfanol, ambos pela via intramuscular. Em seguida a indução ocorreu com a administração do agente anestésico inalatório, isoflurano 3V% e a manutenção anestésica com o mesmo agente 1,3 V%. Avaliaram-se a pressão arterial sistólica (PAS), frequência cardíaca (FC), frequência respiratória (f) e temperatura corporal (TC). As avaliações foram realizadas: antes da MPA (M0); 15 minutos após MPA (M1); após indução anestésica (M2) e em diferentes momentos cirúrgicos (M3, M4, M5 e M6). A analgesia pós-operatória foi avaliada através da escala adaptada de dor em aves por dois avaliadores cegos aos tratamentos nos momentos: basal, e 1, 2, 4, 6, 8, 10, 12 e 24 horas pós-operatórias; sendo o resgate analgésico realizado quando uma pontuação maior ou igual a seis pontos de um total de 24 fosse observada. Observou-se redução da FC, f e da TC entre os momentos M2 e M6 em relação ao momento basal em ambos os grupos, sendo que no GB períodos de apneia foram observados entre M2 e M6, e entre grupos valores maiores na f no GT foram observados no momento M5 em relação ao GB. Houve diminuição da PAS apenas no momento M3 em relação ao momento basal no grupo GT. No pós-operatório apenas um animal do GT necessitou resgate analgésico observando-se pontuação maior no GT entre M1 e M8 e no GB entre M1 e M12 em relação ao momento basal, e entre grupos apenas T12 foi maior em GB quando comparado ao GT. Através da utilização da escala de dor em pombos submetidos à osteossíntese em membro pélvico e adaptada para avaliação álgica em galos, conclui-se que o tramadol e o butorfanol podem ser utilizados como analgésicos eficientes para o controle de dor pós-operatória em galos.<hr/>ABSTRACT: Tramadol is an opioid drug widely used in veterinary medicine, but their use and postoperative analgesic efficacy has not been investigated in birds. This study aimed to evaluate the efficacy of tramadol or butorphanol roosters submitted to osteosynthesis of humerus. Twelve roosters (Gallus gallus domesticus) randomly into two groups were used: Tramadol group (TG) received as premedication 5mg.kg-1 of tramadol and butorphanol group (GB) as premedicated with 1mg.kg-1 of butorphanol. Then the induction occurred with the administration of inhalational anesthetic, isoflurane 3V% and anesthetic maintenance with the same agent 1.3V%. We evaluated systolic blood pressure (SBP), heart rate (HR), respiratory rate (RR) and body temperature (BT). The evaluations were performed: before MPA (M0); 15 minutes after MPA (M1); after induction (M2) and different surgical times (M3, M4, M5 and M6). Postoperative analgesia was assessed by the modified scale of pain in birds by 2 reviewers blinded to the treatments in times: baseline and 1, 2, 4, 6, 8, 10, 12 and 24 hours postoperatively; being the analgesic rescue perfomed when a higher sore than or equal to six points of a total of 24 were observed. Observed reduction in HR, RR and BT between M2 and M6 moments compared to baseline in both groups, and in GB periods of apnea were observed between M2 and M6, and between groups at higher values f in GT were M5 observed when compared to GB. SBP decreased only when M3 relative to baseline in the TG group. Postoperatively only a GT animal needed analgesic rescue with a higher score on the GT between M1 and M8 and GB between M1 and M12 compared to baseline, and between groups only T12 was higher in GB when compared to the GT. It was concluded that through the evaluation scale used analgesic, butorphanol, and tramadol showed satisfactory analgesia and may be used to control pain roosters subjected to fixation of the humerus. <![CDATA[Isolamento, cultura e caracterização de células tronco mesenquimais multipotentes provenientes do sangue do cordão umbilical caprino]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-736X2017000600643&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT: Mesenchymal stem cells (MSC) reside in small numbers in many adult tissues and organs, and play an active role in the homeostasis of these sites. Goat derived multipotent MSC have been established from bone marrow, adipose tissues and amniotic fluid. Umbilical cord blood (UCB) is considered an important source of these cells. However, the MSC isolation from the goat UCB has not been demonstrated. Therefore, the aim of the present study was to isolate, culture and characterize goat umbilical cord blood derived mesenchymal stem cells. MSC were isolated from UCB by Ficoll-Paque density centrifugation and cultured in DMEM supplemented with 10% or 20% FBS. FACS analysis was performed and induction lineage differentiation was made to characterize these cells. They exhibited two different populations in flow cytometry, and revealed the positive expression of CD90, CD44 and CD105, but negative staining for CD34 in larger cells, and positive stained for CD90 and CD105, but negative for CD44 and CD34 in the smaller cells. MSC from goat UCB showed capability to differentiate into chondrocytes and osteoblasts when incubated with specific differentiation medium. Present study established that goat mesenchymal stem cells can be derived successfully from umbilical cord blood.<hr/>RESUMO: As células tronco mesenquimais (MSC) residem em pequenas quantidades em muitos tecidos e órgãos adultos, desempenhando um papel ativo na homeostase destes locais. O isolamento de MSC já foi demonstrado em amostras de medula óssea, tecido adiposo e fluido amniótico de cabras. O sangue de cordão umbilical é considerado uma fonte importante desse tipo de células. No entanto, até o presente momento, não foi demonstrado o isolamento de MSC provenientes do sangue de cordão umbilical de cabras. Dessa forma, o objetivo do presente estudo foi isolar, cultivar e caracterizar células tronco mesenquimais provenientes do sangue do cordão umbilical caprino. As MSC foram isoladas utilizando o gradiente de densidade Ficoll-Paque e cultivadas em DMEM suplementado com 10% ou 20% de FBS. A caracterização desse tipo celular foi realizada através de análise por citometria de fluxo e diferenciação em linhagens celulares mesodermais. A analise no citômetro de fluxo demonstrou a presença de duas populações distintas, um grupo com células maiores e outro com células menores; observando expressão positiva de CD90, CD44 e CD105, e negativa para CD34 nas células maiores; enquanto que as menores foram positivas para CD90 e CD105, mas negativas para CD44 e CD34. As células isoladas demonstraram capacidade de se diferenciar em condrócitos e osteoblastos quando incubadas com meio de diferenciação específico. O presente estudo demonstrou que células tronco mesenquimais podem ser obtidas com sucesso do sangue do cordão umbilical caprino. <![CDATA[Influência do consumo prolongado de semente de linhaça ( <em>Linum usitatissimum</em> ) sobre a histoarquitetura dos testículo e epidídimo de ratos Wistar]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-736X2017000600650&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT: Flaxseed is considered a functional food with several health benefits. However, because of its high phytoestrogen content, flaxseed influences hormone metabolism and affects the gonadal biomorphology. In this study, computerized histomorphometry was used to evaluate seminiferous and epididymal tubules, considering the different regions of the epididymis (head, body and tail) of rats subjected to a prolonged diet of flaxseed. Young adult male Wistar rats (n=20) were divided into 2 groups during their lactation period: Control Group (CG), fed casein-based meals and Flaxseed Group (FG), fed a 25% flaxseed meal. After 250 days of continuous ingestion, the animals were euthanized and a blood sample was collected. The testicles and epididymis were removed and fixed in buffered formalin solution. The samples were subjected to routine histological paraffin techniques and stained with hematoxilin and eosin. Immunostaining was performed using an antivimentin antibody for Sertoli cell identification. For morphometry, images of the slides were scanned and analyzed using Image J to determine the epithelial height, tubular and luminal diameter and tubular and luminal area. In the hormonal evaluation, FG had a higher serum concentration of estrogen (P=0.001), but no change was observed in the concentration of testosterone. The morphometric assay of seminiferous tubules and epididymal regions revealed no significant differences between the analyzed groups. Similarly, Sertoli cell quantification showed no significant differences in the FG (P=0.98). These results revealed that the continuous and prolonged intake of 25% flaxseed meals from gestation to 250 days of age, even with a significant increase in serum levels of estradiol, does not exert adverse effects on the testicular and epididymal structure or on the cells participating in the spermatogenesis of rats.<hr/>RESUMO: A semente de linhaça é considerada um alimento funcional com vários efeitos benéficos à saúde. Entretanto, devido ao seu elevado teor de fitoestrógenos, esta semente pode influenciar no metabolismo hormonal e interferir na biomorfologia gonadal. Neste estudo, utilizamos a histomorfometria computadorizada para avaliar os túbulos seminíferos e epididimários, considerando as diferentes regiões do epidídimo (cabeça, corpo e cauda) de ratos submetidos a uma dieta prolongada de semente de linhaça. Foram utilizados ratos Wistar machos adultos jovens (n=20) divididos em 2 grupos, durante o período de lactação: Grupo Controle (GC) a base de caseína e Grupo Linhaça (GL) alimentados com 25% de semente de linhaça. Ao final de 250 dias de ingestão contínua, os animais foram sacrificados e amostra de sangue foi coletada. Os testículos e epidídimos foram retirados e fixados em formol tamponado. As amostras foram submetidas ao processamento histológico de rotina para parafina e coradas em hematoxilina e eosina. Foi feita a imunomarcação com anticorpo antivimentina para identificação das células de Sertoli. Para morfometria, as imagens das lâminas foram digitalizadas e analisadas pelo software ImageJ para obtenção dos dados de altura epitelial, diâmetro e área tubular e luminal. Na avaliação hormonal o GL teve maior concentração de estrógeno sérico (p=0,001), mas nenhuma mudança na concentração de testosterona foi observada. Nos parâmetros morfométricos dos túbulos seminíferos e das regiões epididimárias, não houve diferenças significativas entre os grupos analisados. Da mesma forma, a quantificação das células de Sertoli não apresentaram diferenças significativas no GL (p=0,98). Estes resultados mostraram que o consumo contínuo e prolongado de 25% de semente de linhaça desde período gestacional até 250 dias de idade, mesmo com o aumento significativo nos níveis séricos de estradiol, não exerceram efeitos adversos sobre a estrutura testicular e epididimária, assim como nas células participantes da espermatogênese em ratos.