Scielo RSS <![CDATA[Pesquisa Veterinária Brasileira]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0100-736X20150001&lang=pt vol. 35 num. 1 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Expressão de CD14 e dos receptores do tipo toll 2 e 4 por neutrófilos lácteos provenientes de glândulas infectadas por Corynebacterium bovis.]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-736X2015000100001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt This study evaluated the expression of CD14, toll-like receptor (TLR) 2 and TLR4 on the surface of milk neutrophils in bovine mammary glands infected with Corynebacterium bovis. Here, we used 23 culture-negative control quarters with no abnormal secretion on the strip cup test and milk somatic cell count lower than 1x105 cells/mL, and 14 C. bovis infected quarters. The identification of neutrophils, as well as, the percentage of neutrophils that expressed CD14, TLR2 and TLR4 were analyzed by flow cytometry using monoclonal antibodies. The present study encountered no significant difference in the percentages of milk neutrophils that expressed TLR2 and TLR4 or in the expression of TLR4 by milk neutrophils. Conversely, a lower median fluorescence intensity of TLR2 in milk neutrophils was observed in C. bovis-infected quarters. The percentage of neutrophils that expressed CD14 and the median fluorescence intensity of CD14 in milk neutrophils was also lower in C. bovis-infected quarters.<hr/>O presente estudo objetivou avaliar alterações na expressão de CD14, e dos receptores do tipo toll (TLR) 2 e 4 na superfície de neutrófilos lácteos provenientes de glândulas mamárias infectadas por Corynebacterium bovis. O presente estudo utilizou 23 quartos negativos no exame bacteriológico, sem alterações na prova de fundo escuro e com contagem automática de células somáticas menor que 1 x105 células/mL, e 14 quartos mamários infectados por C. bovis A identificação de neutrófilos, assim como a porcentagem de neutrófilos lácteos que expressaram CD14, TLR2 e 4 foram avaliadas por citometria de fluxo utilizando anticorpos monoclonais. A porcentagem de neutrófilos que expressaram TLR2 e TLR4 nos quartos mamários infectados por C. bovis não diferiu dos quartos mamários sadios, assim como na expressão de TLR4. No entanto, a intensidade de fluorescência do TLR2 na superfície dos neutrófilos foi menor nos quartos mamários infectados por C. bovis. A porcentagem de neutrófilos que expressaram CD14 e a intensidade de fluorescência da molécula de CD14 foi menor na superfície dos neutrófilos lácteos dos quartos infectados por C. bovis. <![CDATA[Primeiro isolamento e caracterização da Leptospira interrogans sorogrupo Australis de suíno no Brasil.]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-736X2015000100006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt The purpose of this study was to report the first recovery and characterization of Leptospira interrogans (serogroup Australis) from urine of swine in Brazil. The isolate was studied by serogrouping, MLVA, PGFE, and partial sequencing of rrs and secY. It was serogrouped as serogroup Australis, probably serovar Bratislava (titre 1,600), and sequenced as Leptospira interrogans. The MLVA and PGFE profiles also suggested the isolate as serovar Bratislava, since they were indistinguishable from reference strains Balico and Jez Bratislava. This is the first Leptospira interrogans serogroup Australis isolate, probably serovar Bratislava, obtained in Brazil.<hr/>O objetivo deste estudo foi relatar o primeiro isolamento e caracterização de Leptospira interrogans (sorogrupo Australis) a partir da urina de suínos no Brasil. O isolado foi caracterizado por sorogrupagem, MLVA, PGFE, e sequenciamento parcial de rrs e secY. Este foi identificado como pertencente ao sorogurpo Australis, provavelmente sorovar Bratislava (título 1600) e sequenciado como Leptospira interrogans. Os perfis de MLVA e PGFE também sugeriram o isolado como sorovar Bratislava, uma vez que estes foram indistinguíveis das cepas de referência Balico e Jez Bratislva. Este é o primeiro isolado de Leptospira interrogans sorogrupo Australis, provavelmente sorovar Bratislava, obtido no Brasil. <![CDATA[Pesquisa de Klebsiella pneumoniae em rebanhos leiteiros]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-736X2015000100009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Klebsiella pneumoniae is a common environmental agent of clinical and subclinical mastitis affecting dairy herds, and may be present in the final product decreasing its quality. Mastitis caused by K. pneumoniae is even more severe due to its poor response to antibiotic therapy, rapid evolution to toxic shock and death of the animal. This paper aimed to study the prevalence of this pathogen among dairy herds in ten farms located in different municipalities of São Paulo State based on size and use of milking technology. All mammary glands of all lactating cows were screened using the California Mastitis Test (CMT) and a strip cup. A single aseptic milk sample (20mL) was collected from all CMT-positive quarters and bulk tanks, whereas swab samples were collected from feces, hind limbs of the animals, bedding and milking parlor. Identification of K. pneumoniae was performed using conventional microbiology culture, biochemical assay and Polimerase Chain Reaction. The primers were designed and tested at the Laboratory of Molecular Biology applied to Zoonoses (FMVZ, Unesp-Botucatu) targeting the 16S rRNA gene. This study included 1067 animals. Six cases of intramammary infection by K. pneumoniae were detected in six different cows in two farms. Moreover, K. pneumoniae was isolated in 77 swabs (34 from bedding in 9 farms, 7 from waiting rooms in 5 farms, 6 from milking parlors in 4 farms, 11 from rectums in six farms, and 19 from hindlimbs in 7 farms. Molecular analysis confirmed the agent was K. pneumoniae. At least one strain of the agent was identified in a certain site in all farms, showing the need of maintaining the hygiene in dairy farms.<hr/> Klebsiella pneumoniae é um agente ambiental comum de mastite clínica e subclínica que afetam vacas leiteiras e pode estar presente no produto final, reduzindo a sua qualidade. Mastite causada por K. pneumoniae é ainda mais grave devido à sua má resposta à antibioticoterapia, rápida evolução para choque tóxico e morte do animal. Este trabalho teve como objetivo estudar a prevalência deste patógeno entre os rebanhos leiteiros em dez fazendas localizadas em diferentes municípios do Estado de São Paulo com base no tamanho do rebanho e uso de tecnologia de ordenha. Todas as glândulas mamárias das vacas em lactação foram examinadas usando o California Mastitis Test (CMT) e caneca de fundo telado. Foram colhidas amostras de leite (20mL) de todos os quartos CMT- positivos e dos tanques de expansão, também foram colhidos swab de fezes, membros posteriores dos animais, cama dos animais e sala de ordenha. O isolamento e identificação de K. pneumoniae foi realizada através de cultura microbiológica convencional, ensaio bioquímico e Reação em Cadeia da Polimerase, utilizando primers desenhados e testados no Laboratório de Biologia Molecular aplicada à Zoonoses (FMVZ, Unesp-Botucatu) com base na região do gene de 16S rRNA. Este estudo incluiu 1067 animais. Foram detectados seis casos de infecção intramamária por K. pneumoniae em seis diferentes animais em duas fazendas. Ainda, K. pneumoniae foi isolada em 77 swabs (34 de camas em 9 propriedades, 7 de salas de pré-ordenha em 5 propriedades, 6 de salas de ordenha em 4 propriedades, 11 do reto de animais em 6 propriedades e 19 de membros posteriores em 7 propriedades. A análise molecular confirmou o agente K. pneumoniae. K. pneumoniae foi isolada pelo menos em uma localização em todas as propriedades leiteiras., salientando a necessidade de manter a higiene nas fazendas leiteiras a fim de controlar a mastite por esse patógeno. <![CDATA[Avaliação de uma PCR multiplex para detecção e diferenciação de Mycoplasma synoviae, Mycoplasma gallisepticum e Mycoplasma gallisepticum cepa F vacinal.]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-736X2015000100013&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Mycoplasma gallisepticum (MG) and Mycoplasma synoviae (MS) are the mycoplasma infections of most concern for commercial poultry industry. MG infection is commonly designated as chronic respiratory disease (CRD) of chickens and infections sinusitis of turkeys. MS causes sub clinical upper respiratory infection and tenosynovitis or bursitis in chickens and turkeys. The multiplex PCR was standardized to detect simultaneously the MS, MG field strains and MG F-vaccine strain specific. The generic PCR for detection of any species of Mollicutes Class was performed and compared to the multiplex PCR and to PCR using species-specific primers. A total of 129 avian tracheal swabs were collected from broiler-breeders, layer hens and broilers in seven different farms and were examined by multiplex PCR methods. The system (multiplex PCR) demonstrated to be very rapid, sensitive, and specific. Therefore, the results showed a high prevalence of MS in the flocks examined (27.9%), and indicate that the MS is a recurrent pathogen in Brazilian commercial poultry flocks.<hr/> Mycoplasma gallisepticum (MG) and Mycoplasma synoviae (MS) são micoplasmas que causam infecção de maior preocupação para a indústria avícola. MG é a bactéria responsável pela infecção, comumente designada, como doença crônica respiratória (DCR) de galinhas e sinusite infecciosa de perus. MS é responsável por infecções subclínicas do trato respiratório superior e tenosinovite ou bursite em galinha e perus. A reação da PCR multiplex foi padronizada para detectar simultaneamente MS, MG cepa de campo e MG-F cepa vacinal. A PCR genérica para detecção de qualquer espécie de Mycoplasma foi realizada e comparada a PCR multiplex e a PCR com primers específicos. O total de 129 amostras de suabes de traqueia foi coletado de reprodutoras pesadas, poedeiras e frangos em sete diferentes empresas avícolas e então foram examinados por PCR multiplex. O sistema da PCR multiplex demonstrou ser muito rápido, sensível e específico. Então, os resultados mostraram uma alta prevalência de MS nos lotes examinados ( 27,9%), e indica que MS é um patógeno recorrente nos lotes de aves comerciais brasileiro. <![CDATA[Biópsia hepática celioscópica em jundiás (Rhamdia quelen)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-736X2015000100019&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Endosurgery has been used for assessment of fish celomatic cavity, as well as for obtaining biopsies for organic analysis. Such minimally invasive access may also be used for the analysis of environmental impact on biomarkers of pollution. In Brazil, studies and literature regarding the use of celioscopy in fish are sparse. The purpose of the current study was to develop a two-port celioscopy technique to obtain liver biopsy in silver catfish (Rhamdia quelen). Six adult female silver catfish were used. The animals were anesthetized and the inspection of the celomatic cavity were performed using a telescope and celioscopic-guided liver biopsy were taken using laparoscopic Kelly forceps. On the early postoperative period, the animals were released in a confined water reservoir where mortality could be checked. The liver samples were sent for histological assessment. There were no complications during surgery on early postoperative period. It was possible to visualize meticulously several organs (liver, spleen, stomach, pancreas, swim bladder, ovaries, bowel and transverse septum). In conclusion, the surgical technique and the anesthetic protocol proposed were suitable to perform liver biopsies in silver catfish and provided low morbidity.<hr/>A videocirurgia vem sendo utilizada em avaliações da cavidade celomática de diferentes peixes, bem como na obtenção de biopsias para análises de órgãos. Esse acesso, minimamente invasivo, pode ainda ser empregado no estudo de impactos ambientais, a partir do uso desses animais como bioindicadores de poluentes. No Brasil, poucos são os estudos envolvendo a realização de celioscopia de peixes. Este trabalho teve como objetivo, desenvolver uma técnica de videocelioscopia, a partir da utilização de dois portais, na obtenção de biopsia hepática em jundiás (Rhamdia quelen). Para o estudo, foram utilizadas seis fêmeas adultas. Após os animais serem anestesiados, realizou-se a inspeção da cavidade celomática com endoscópio de 10mm e 00 para na sequência, realizar a coleta de tecido hepático com pinça de Kelly. Após a recuperação anestésica/cirúrgica, os animais foram liberados em açude que permitia o controle de possíveis óbitos. Todas as amostras de tecido hepático foram encaminhadas a exame histopatológico. Os procedimentos foram realizados sem a ocorrência de complicações trans ou pós-operatórias. Visualizou-se detalhadamente diferentes órgãos e estruturas intracavitárias (fígado, baço, estômago, pâncreas, bexiga natatória, ovários, intestino grosso e septo transverso. Conclui-se que a técnica cirúrgica e o protocolo anestésico proposto são adequadas para a realização de biópsias hepáticas em jundiás e estão associados a diminuta morbidade. <![CDATA[Estudo sobre a ocorrência de fungos e aflatoxina B<sub>1</sub> na dieta de bovinos leiteiros em São Paulo]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-736X2015000100023&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A qualidade da dieta ofertada às vacas em lactação é uma preocupação dos agentes de saúde devido à possibilidade da detecção de micotoxinas prejudiciais a saúde humana e animal. Os objetivos do trabalho foram avaliar o perfil da micobiota, determinar a atividade de água (Aa) e a ocorrência natural de aflatoxina B1 (AFB1) em dietas ofertadas a vacas em lactação de fazendas leiteiras no estado de São Paulo, Brasil. As amostragens das dietas foram realizadas diretamente dos cochos de lote de 15 vacas, em dois dias consecutivos com intervalos de 24h e a cada 15 dias, perfazendo um período de 45 dias de amostragens por fazenda. A purificação e determinação de AFB1 foram realizadas em colunas de imunoafinidade e Cromatografia Líquida de Alta Eficiência (CLAE). O estudo da micobiota presente nas amostras das dietas (288) revelou que as leveduras foram predominantes em todas as dietas (83,97 a 99,98%). Foram isolados 15 gêneros de fungos filamentosos, com os gêneros Aspergillus spp (20,09%), Fusarium spp (14,16%) e Penicillium spp (11,48%) os mais prevalentes. As contagens de Unidades Formadoras de Colônias por grama de alimento (UFC. g-1) variaram de 102 a 1011. A atividade de água das amostras variou entre 0,91 a 0,98. Foi detectada a presença de AFB1 em 31,44% das amostras com teores entre 1,68 a 194,51μg.kg-1. Medidas de boas práticas de produção, estocagem e utilização devem ser tomadas para diminuir a ocorrência de AFB1 nas dietas ofertadas às vacas em lactação.<hr/>The quality of the diet offered to lactating cows is a concern to health officials the possibility of detecting mycotoxins harmful to human and animal health. The objectives were to evaluate the profile of mycoflora, determine the water activity (Aw) and the natural occurrence of aflatoxin B1 (AFB1) in diets offered to lactating cows from dairy farms in the state of São Paulo, Brazil. Samples of the diets were taken directly from the troughs batch of 15 cows, on two consecutive days at intervals of 24 hours and every 15 days with a period of 45 sampling days per farm. Purification and determination of AFB1 were performed on immunoaffinity columns and High Performance Liquid Chromatography (HPLC). The study of mycobiota present in samples of diets (288) revealed that yeast cells were predominant in all diets (83.97 to 99.98%). 15 genera were isolated from filamentous fungi, with Aspergillus spp (20.09%), Fusarium spp. (14.16%) and Penicillium spp. (11.48%) the most prevalent. The counts of colony forming units per gram of food (UFC.g-1) ranged from 102 a1011. The water activity of the samples ranged from 0.91 to 0.98. We have detected the presence of AFB1 in 31.44% of samples with levels between 1.68 a 194.51μg.kg-1. Measures of good production, storage and use should be taken to reduce the occurrence of aflatoxin B1 in the diet offered to lactating cow. <![CDATA[Verificação da transmissão vertical de Neospora spp. em equinos]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-736X2015000100029&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O gênero protozoário Neospora é reconhecido como causador de desordens reprodutivas e abortos em bovinos. Entre os equinos pouco se sabe sobre os efeitos da infecção por estes protozoários. Atualmente é admitido que os efeitos da infecção por Neospora hughesi em equinos possam ocorrer no sistema nervoso central e, os efeitos provocados pela infecção por Neospora caninum recaiam sobre o sistema reprodutor de éguas. O presente trabalho verificou a presença de imunoglobulinas da classe G no soro sanguíneo de uma população de éguas de cria e, em seus respectivos potros antes da ingestão do colostro. Para execução deste trabalho foi empregada técnica de imunofluorescência indireta (RIFI), utilizando como antígeno taquizoítos de Neospora caninum, a diluição inicial dos soros das éguas foi de 1:50 e a diluição do soro dos potros empregada foi de 1:16. Foram assistidos 78 partos e todos os potros tiveram seu soro sanguíneo coletado imediatamente após o nascimento. A pesquisa de anticorpos contra Neospora spp. apontou que 50 (64%) éguas e 32 (41%) potros foram positivos. Das 50 éguas que apresentaram anticorpos contra Neospora spp. 24 geraram potros positivos. Entre as 28 éguas que não reagiram, oito deram a luz a potros positivos. De posse dos resultados encontrados podemos concluir que ocorreu a transmissão vertical de Neospora spp. nos equinos pesquisados.<hr/>The genre protozoan Neospora is recognized as causing reproductive disorders and miscarriages in cattle. Among the horses little is known about the effects of infection by these protozoa. It is currently accepted that the effects of infection by Neospora hughesi in horses may occur in the central nervous system, and effects of Neospora caninum infection occur in the reproductive system of mares. The present study examined the presence of class immunoglobulin G in blood serum of a population of brood mares and their foals before colostrum ingestion. For this assignment was employed indirect immunofluorescence assay (IFA) using as antigen tachyzoites of Neospora caninum, the initial dilution employed in sera of the mares was 1:50 and dilution in the serum of foals was 1:16. Were assisted 78 deliveries and all foals had their blood serum collected immediately after birth. The presence of antibodies against Neospora spp. found in mares was 50 (64%) and 32 (41%) foals were positive. Of the 50 mares that had antibodies to Neospora spp. 24 generated positive foals. Among the 28 mares unreacted eight gave birth to foals positive. Having the results we can conclude that vertical transmission occurred Neospora spp. researched in horses. <![CDATA[Megalocitose de células luteínicas grandes de vacas prenhes com seneciose crônica]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-736X2015000100033&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Diversas espécies de Senecio estão amplamente difundidas nas pastagens de propriedades rurais do Sul do Brasil. Criadores dessa região relatam quedas nos índices reprodutivos dos rebanhos bovinos, muitas vezes de causas não determinadas. Várias plantas tóxicas são capazes de causar alterações reprodutivas diretas e indiretas em bovinos em diversos países, incluindo o Brasil, no entanto seus mecanismos patogenéticos ainda são pouco compreendidos. O objetivo desse trabalho é descrever lesões ovarianas em vacas com seneciose crônica proveniente de propriedades rurais da mesorregião Sudoeste Rio-grandense. Foram estudados 21 casos positivos de seneciose crônica diagnosticados entre 2011 e 2014. O estudo revelou que a seneciose crônica é a principal causa de morte de bovinos adultos na região. Quatro vacas prenhes apresentaram lesões hepáticas clássicas da intoxicação por Senecio spp. Essas vacas tiveram seus ovários avaliados histologicamente e células luteínicas grandes (CLG) desses ovários apresentavam megalocitose e pseudoinclusões nucleares. Algumas CLG apresentaram núcleos com até 23,69μm de diâmetro e o aumento no tamanho desses núcleos foi significativamente maior que os de vacas controle. Conclui-se que a intoxicação por Senecio spp. causa alterações ovarianas em vacas e é possível que a intoxicação cause perdas reprodutivas nos rebanhos bovinas da região.<hr/>Several species of Senecio are widely distributed on pasture lands in Southern Brazil. Farmers from this region are known to complain about declines in reproductive rates in cattl from undetermined causes. Several poisonous plants can cause direct and indirect reproductive disorders in cattle in several countries, including Brazil. However, their pathogenetic mechanisms are still poorly understood. The aim of this study is to describe ovarian lesions in cows with chronic seneciosis, from farms located in the Southwest Mesoregion of Rio Grande do Sul, a southern state in Brazil. Twenty-one cases of bovine chronic seneciosis diagnosed between 2011 and 2014 were analyzed. The study showed that chronic seneciosis is the major cause of death in adult cattle in the region. Four pregnant cows showing classical necropsy large luteal cells (LLG) from the ovaries of these four cows had marked megalocytosis and nuclear pseudo-inclusions. Some LLG showed nuclei with up to 23.69μm in diameter and the increase in size of these nuclei was significantly greater than measured those of control cows. It is concluded that the ingestion Senecio spp. induces ovarian changes in cows and the intoxication should be considered as a possible cause of reproductive failure in cattle herds from this region. <![CDATA[Desenvolvimento de um teste de PCR em Tempo Real para o diagnóstico de rotavírus suínos do Grupo A.]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-736X2015000100039&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Group A Rotavirus (RVA) is one of the most common causes of diarrhea in humans and several animal species. A SYBR-Green Real-Time polymerase chain reaction (PCR) was developed to diagnose RVA from porcine fecal samples, targeting amplification of a 137-bp fragment of nonstructural protein 5 (NSP5) gene using mRNA of bovine NADH-desidrogenase-5 as exogenous internal control. Sixty-five samples were tested (25 tested positive for conventional PCR and genetic sequencing). The overall agreement (kappa) was 0.843, indicating 'very good' concordance between tests, presenting 100% of relative sensitivity (25+ Real Time PCR/25+ Conventional PCR) and 87.5% of relative sensitivity (35- Real Time PCR/40- Conventional PCR). The results also demonstrated high intra- and inter-assay reproducibility (coefficient of variation ≤1.42%); thus, this method proved to be a fast and sensitive approach for the diagnosis of RVA in pigs.<hr/>Rotavírus do grupo A (RVA) é uma das causas mais frequentes de diarreias em humanos e várias espécies animais. Um teste de PCR em Tempo Real com SYBR-Green foi desenvolvido visando o diagnóstico de RVA a partir de fezes suínas, através da amplificação de um fragmento de 137 pares de bases do gene da proteína não estrutural 5 (NSP5) viral e de mRNA de NADH-desidrogenase-5 bovina como controle interno exógeno. Foram testadas 65 amostras (25 delas positivas por PCR convencional e sequenciamento nucleotídico). A concordância entre os testes foi de 0,843, considerada "muito boa", apresentando 100% de sensibilidade relativa (25+ PCR Tempo Real/25+ PCR convencional) e 87,5% de sensibilidade relativa (35- PCR Tempo Real/40- PCR convencional). Os resultados também demonstraram elevada reprodutibilidade inter e intra-ensaio (coeficiente de variação ≤ 1,42%); portanto, este método demonstrou ser uma rápida e sensível alternativa para o diagnóstico de RVA em suínos. <![CDATA[Intoxicação por Enterolobium contortisiliquum em bovinos na região Nordeste do Brasil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-736X2015000100044&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Descreve-se um surto de fotossensibilização causada por favas de Enterolobium contortisiliquum em bovinos no Estado de Pernambuco, Nordeste do Brasil. Os sinais clínicos observados foram hiporexia, prostração, perda de peso, edema generalizado, dermatite e icterícia. Havia anemia e atividades séricas de AST, LDH e GGT elevadas. A concentração sérica de ureia encontrava-se levemente aumentada e creatinina, proteínas séricas e albumina estavam em níveis normais. Na necropsia, o fígado estava aumentado de tamanho e difusamente alaranjado e os rins estavam aumentados de volume e apresentavam estriações esbranquiçadas irregulares entremeadas por áreas escuras na superfície subcapsular. Histologicamente, observou-se na pele, dermatite ulcerativa. No fígado havia vacuolização e necrose de hepatócitos da região centrolobular e ocasionalmente necrose individual de hepatócitos em outras regiões. O rim apresentava nefrose tubular tóxica. O diagnóstico diferencial da intoxicação por E. contortisiliquum na região semiárida deve incluir as intoxicações por Brachiaria spp, Panicum dichotomiflorum e Froelichia humboldtiana, que também causam fotossensibilização.<hr/>An outbreak of photosensitization caused by Enterolobium contortisiliquum pods is reported in cattle in the state of Pernambuco, semiarid region of Northeastern Brazil. The clinical signs included decreased appetite, prostration, weight loss, subcutaneous edema, dermatitis and jaundice. The animals presented mild anemia, elevated serum activities of AST, LDH and GGT, and increased serum concentrations of urea. Serum concentrations of creatinine, total proteins and albumin were within normal ranges. At necropsy, the liver was increased in size and diffusely orange. The subcapsular surface of the kidneys showed irregular whitish striations interspersed with dark areas. Histologically, the skin showed dermatitis, and the liver had centrolobular vacuolation and necrosis of hepatocytes and occasionally single cell necrosis. Tubular toxic nephrosis was also observed. The poisoning by E. contortisiliquum should be differentiate from photosensitation caused by other plants including Brachiaria spp., Panicum dichotomiflorum and Froelichia humboldtiana. <![CDATA[Neoplasmas oculares e de anexos em cães e gatos no Rio Grande do Sul: 265 casos (2009 -2014)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-736X2015000100049&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Neoplasias oculares causam desconforto, problemas de visão e podem refletir doenças sistêmicas. Um estudo retrospectivo foi realizado para identificar e analisar neoplasmas oculares e de anexos obtidos por biópsias enviadas ao Setor de Patologia Veterinária (SPV) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Durante o período de janeiro de 2009 a dezembro de 2014 realizou-se 265 diagnósticos de neoplasmas oculares e de anexos, destes 87,5% na espécie canina e em 12,5% na espécie felina. As neoplasias ocorreram mais em animais com idade superior a 12 meses e idosos, e os cães (52/232) e gatos (21/33) sem raça definida foram os mais acometidos. A pálpebra foi o local mais acometido na espécie canina (164/232) e felina (20/33), seguida pela terceira pálpebra em cães (20/232) e órbita nos felinos (5/33). O tumor mais diagnosticado nos cães foi o adenoma meibomiano (82/232) e nos gatos o carcinoma de células escamosas (10/33), ambos em pálpebras. Foram identificados nos cães 24 tipos tumorais e nos gatos 16. Em caninos as neoplasias benignas representaram o maior número de diagnósticos (56%) sendo que em felinos o maior número de casos foi de neoplasias malignas (75,8%).<hr/>Ocular neoplasms cause discomfort, loss of vision or may also reflect systemic diseases. A retrospective study has been performed to identify and analyze ocular and annexes neoplasms obtained by biopsies sent to the Sector of Veterinary Pathology at the Federal University of Rio Grande do Sul (SPV/ UFRGS). 265 diagnoses of ocular and annexes neoplasms, 87.5% in canine species and 12.5% in feline species, were made from January 2009 to December 2014. Neoplasms occurred more in animals over the age of 12 months and animals of old age, dogs (52/232) and cats (21/33) mixed breed were the most affected. The eyelid was most commonly affected in dogs (164/232) and feline (20/33), followed by the third eyelid in dogs (20/232) and eye orbit in cats (5/33). The most common tumor diagnosed was meibomian adenoma in dogs (82/232) and squamous cell carcinoma in cats (10/33) both in the eyelids. Twenty four tumor types have been identified in dogs and 16 in cats. Benign neoplasms in dogs represented the largest number of diagnosis (56%) whereas in cats, there were more cases of malignant neoplasms (75.8%). <![CDATA[Olhos vermelhos na sala de necropsia: vinte casos de hifema em cães e gatos]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-736X2015000100055&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Hyphema (hemorrhage within the anterior chamber of the eye) can be caused by several mechanisms and can easily be detected in routine ophthalmic or necroscopic examination as discolored red eye(s). The purpose of this study is to report the cause of hyphema diagnosed as a postmortem finding in dogs and cats. Twenty cases, 14 dogs and six cats of several ages and breeds and of both sexes were included in the study. Hyphema presented as a unilateral (14 cases out of 20) or bilateral (6/20) disorder in dogs and cats and extension of hemorrhage varied from minimal to diffuse. Hyphema was secondary to systemic disease (15/20) or occurred as a primary ocular lesion (5/20) in four dogs and one cat. Primary hyphema was always unilateral. In four of these cases, the cause of hyphema was trauma and remaining case was caused by phacoclastic uveitis in a dog with bilateral hypermature cataract. Various causes of bleeding disorders were found related to secondary hyphema: in decreasing order of frequency, they included vasculitis (8/15), systemic hypertension (5/15), and acquired coagulopathies (2/15). Vasculitis due to feline infectious peritonitis accounted for half of the cases (n=3) of systemic hyphema in cats. The various pathological aspects and pathogenesis of hyphema in dogs and cats are described and discussed.<hr/>Hifema, hemorragia na câmara anterior do olho, pode ser causada por vários mecanismos e pode facilmente ser detectada no exame oftálmico de rotina ou na necropsia como olho(s) vermelhos(s). O objetivo deste trabalho é relatar as causas de hifema diagnosticado como um achado postmortem em cães e gatos. Vinte casos, 14 cães e seis gatos de várias idades e raças, e de ambos os sexos foram incluídos no estudo. O hifema em cães e gatos teve uma apresentação unilateral (14 casos dos 20) ou bilateral (6/20), e a extensão da hemorragia variou de mínima a difusa. O hifema era secundário à doença sistêmica (15/20) ou ocorreu como lesão ocular primária em cinco dos 20 casos (quatro cães e um gato). O hifema primário foi sempre unilateral; em quatro desses casos, a causa foi traumatismo e o caso restante foi causado por uveíte facoclástica em um cão com catarata hipermadura bilateral. Várias causas de distúrbios hemorrágicos foram encontradas em relação ao hifema secundário: em ordem decrescente de frequência foram: vasculite (8/15), hipertensão sistêmica (5/15) e coagulopatias adquiridas (2/15). Os vários aspectos patológicos e a patogênese do hifema são descritos e discutidos. <![CDATA[Relação do grau de automutilação com as concentrações de metabólitos fecais de glicocorticoides em chimpanzés (Pan troglodytes)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-736X2015000100062&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt The influence of stress in an environment, according with the behavioral and endocrine variables of primates, are increasingly being studied by a diversity of authors, and have shown that abnormal behaviors associated with increased glucocorticoids may be directly related with the impairment of their well-being. In this work were used 22 adult chimpanzees (Pan troglodytes), 11 males and 11 females, kept in captivity in three different institutions. All animals had their behavior registered by focal session using a 30 seconds sample interval, during six months, totaling 4,800 registries per each animal. During this period, fecal samples were collected 3 times a week for the extraction and measurement of the concentration of fecal metabolites of glucocorticoid by radioimmunoassay. Of the total observed, stereotypical behaviors represented 13,45±2.76%, and among them, self-mutilation represented 38.28±3.98 %. The animals were classified into three different scores, according with the percentage of body surface with alopecia due to self-mutilation. It was found a positive correlation of high intensity between the scores of alopecia due to the observed mutilation and the average concentrations of fecal metabolites of glucocorticoids. This result strongly suggests that this measurement of self-mutilation in a chimpanzee can be used as an important auxiliary tool to evaluate de conditions of adaptation of an animal in captivity, functioning as a direct indicator of the presence of chronic stress.<hr/>A influência do estresse de um ambiente nas variáveis endócrino-comportamentais de primatas vem sendo cada vez mais estudada por diversos autores, e mostram que comportamentos anormais associados a aumentos de glicocorticóides podem estar diretamente relacionados ao comprometimento do bem-estar. Neste trabalho foram utilizados 22 chimpanzés (Pan troglodytes) adultos, sendo 11 machos e 11 fêmeas mantidos em cativeiro de três instituições diferentes. Todos os animais tiveram seus comportamentos registrados pelo método de amostragem focal por intervalo de tempo, durante seis meses, totalizando 4800 registros para cada animal. Amostras fecais foram coletadas três vezes por semana, durante este período, para extração e dosagem de metabólitos fecais de glicocorticoides por radioimunoensaio. Os comportamentos estereotipados representaram 13,45+2,76% do total observado, sendo que dentre estes comportamentos a automutilação representou 38,28+3,98%. Os animais foram classificados em três graus diferentes, de acordo com o percentual da superfície corpórea com alopecia decorrente da automutilação. Foi encontrada uma correlação positiva de intensidade forte entre os graus de alopecia decorrentes de mutilação observados e as médias de concentrações de metabólitos fecais de glicocorticoides. Este resultado sugere fortemente que esta graduação de automutilação de um chimpanzé possa ser utilizada como uma ferramenta auxiliar importante nas avaliações das condições de adaptação do animal ao cativeiro, atuando como um indicador indireto da presença de estresse crônico. <![CDATA[Infecção por Plasmodium spp. e Haemoproteus spp. em aves da Mata Atlântica brasileira detectada por microscopia e reação em cadeia da polimerase]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-736X2015000100067&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt In recent years haemosporidian infection by protozoa of the genus Plasmodium and Haemoproteus, has been considered one of the most important factors related to the extinction and/or population decline of several species of birds worldwide. In Brazil, despite the large avian biodiversity, few studies have been designed to detect this infection, especially among wild birds in captivity. Thus, the objective of this study was to analyze the prevalence of Plasmodium spp. and Haemoproteus spp. infection in wild birds in captivity in the Atlantic Forest of southeastern Brazil using microscopy and the polymerase chain reaction. Blood samples of 119 different species of birds kept in captivity at IBAMA during the period of July 2011 to July 2012 were collected. The parasite density was determined based only on readings of blood smears by light microscopy. The mean prevalence of Plasmodium spp. and Haemoproteus spp. infection obtained through the microscopic examination of blood smears and PCR were similar (83.19% and 81.3%, respectively), with Caracara plancus and Saltator similis being the most parasitized. The mean parasitemia determined by the microscopic counting of evolutionary forms of Plasmodium spp. and Haemoproteus spp. was 1.51%. The results obtained from this study reinforce the importance of the handling of captive birds, especially when they will be reintroduced into the wild.<hr/>Nos últimos anos infecção por protozoários hemosporídeos dos gêneros Plasmodium e Haemoproteus, tem sido considerada um dos fatores mais importantes relacionados com a extinção e / ou declínio da população de várias espécies de aves em todo o mundo. No Brasil, apesar da grande biodiversidade aviária, poucos estudos foram desenvolvidos para detectar a infecção, especialmente entre as aves silvestres mantidas em cativeiro. Assim, o objetivo deste estudo foi analisar a prevalência de infecção por Plasmodium spp. e Haemoproteus spp. em aves silvestres em cativeiro na Mata Atlântica do sudeste do Brasil, utilizando microscopia convencional e reação em cadeia da polimerase. Amostras de sangue de 119 aves mantidas em cativeiro no Ibama durante o período de julho de 2011 a julho de 2012, foram coletadas. A densidade parasitária foi determinada com base apenas em leituras de esfregaços de sangue por microscopia fotônica. A prevalência média de infecção por Plasmodium spp. e Haemoproteus spp. obtida por exame microscópico de esfregaços sanguíneos e PCR foi semelhante (83,19% e 81,3%, respectivamente), com Caracara plancus e Saltator similis sendo as espécies mais parasitadas. A parasitemia média determinada pela contagem microscópica de formas evolutivas de Plasmodium spp. e Haemoproteus spp. foi de 1,51%. Os resultados obtidos neste estudo reforçam a importância do manejo de aves em cativeiro, especialmente quando serão reintroduzidas na natureza. <![CDATA[Carcinoma de células de transição de bexiga urinária com metástase em vértebras lombares e compressão de medula espinhal em uma jaguatirica (Leopardus pardalis)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-736X2015000100075&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt This paper reports a case of nonpapillary and infiltrative transitional cell carcinoma (TCC) of the urinary bladder with metastasis of lumbar vertebrae and spinal cord compression in an adult female ocelot (Leopardus pardalis), from the Mato Grosso state, Brazil. The ocelot had pelvic limb paralysis and skin ulcers in the posterior region of the body and was submitted to euthanasia procedure. At necropsy was observed a multilobulated and irregular shaped, yellowish to white nodule in the urinary bladder. The nodule had a soft consistency and arised from the mucosa of the urinary bladder extending throughout the muscular layers and the serosa. Nodules of similar appearance infiltrating the vertebral column the at L6 and L7 vertebrae with corresponding spinal canal invasion were also observed. The histological evaluation showed epithelial neoplastic proliferation in the urinary bladder with characteristics of nonpapillary and infiltrative TCC, with positive immunohistochemical staining for pancytokeratin, and strong immunostaining for cytokeratin of low molecular weight, and weak or absent labeling for high molecular weight cytokeratin. This is the first report of TCC of urinary bladder in ocelot in Brazil.<hr/>O presente trabalho relata um caso de carcinoma de células de transição (TCC) da bexiga urinária com metástase em vértebras lombares e compressão da medula espinhal em uma jaguatirica fêmea adulta (Leopardus pardalis), no estado do Mato Grosso. A jaguatirica manifestava paralisia de membros pélvicos e úlceras de decúbito na região posterior do corpo e foi submetida a eutanásia. Na necropsia observou-se um nódulo multilobulado e irregular, brancoamarelado na bexiga urinária, de consistência macia com origem na mucosa vesical e que se estendia às camadas musculares e à serosa. Nódulos de aspecto semelhante infiltrando as vértebras L6 e L7 e invasão do canal vertebral correspondente. No exame histológico foi observada proliferação neoplásica na bexiga urinária com com características de TCC não papilar e infiltrativo, com marcação imuno-histoquímica positiva para pancitoqueratina, forte marcação para citoqueratina de baixo peso molecular e fraca ou inexistente para citoqueratina de alto peso molecular. Este é o primeiro relato de TCC em bexiga urinária de jaguatirica no Brasil. <![CDATA[Influência da qualidade microbiológica da água de dessedentação na morfologia intestinal de frangos de corte]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-736X2015000100080&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Para avaliar se a qualidade microbiológica da água de dessedentação intervém na morfologia intestinal de frangos de corte, foram analisados o consumo semanal de água, a microbiologia de amostras de água, a microscopia eletrônica de varredura e a histologia do intestino delgado de frangos de corte tratados com água filtrada e não filtrada. Os frangos que ingeriram água filtrada tiveram acesso ao menor número de micro-organismos fecais (2,52±0,99 Número Mais Provável (NMP) de coliformes fecais e 1,17±1,25 NMP de Escherichia coli) em relação aos que ingeriram água não filtrada (3,62±0,67 NMP e 2,53±1,13 NMP). Aos 14, 21 e 45 dias de vida, foram colhidas amostras do duodeno, jejuno e íleo de 96 aves. Após rotina laboratorial, as amostras conservadas em glutaraldeído foram eletronmicrografadas e analisadas quanto à densidade de vilos e o material mantido em solução de Bouin foi destinado à confecção de lâminas histológicas que foram analisadas morfometricamente. O duodeno das aves que receberam água não filtrada apresentou maior densidade dos vilos em resposta à qualidade microbiológica da água. Na morfometria intestinal, observou-se que aves que receberam água não filtrada apresentaram aumento na profundidade das criptas intestinais e elevada altura das vilosidades em relação às aves que ingeriram água filtrada. Infere-se que a água filtrada, oferecida aos frangos de corte em um período de vida de 45 dias, favorece a manutenção da integridade intestinal.<hr/>To evaluate if microbiological quality of drinking water has an effect on intestinal morphology of broilers, the weekly water consumption by them was verified, and microbiological analysis of water samples, scanning electron microscopy and small intestine histology of broilers treated with filtered and not filtered water was conducted. Chickens that ingested filtered water had access to fewer fecal microorganisms (2.52±0.99 Most Probable Number MPN of fecal coliforms and 1.17±1.25 MPN of Escherichia coli) compared to those who drank no filtered water (3.62±0.67 and 2.53±1.13 MPN). At 14, 21 and 45 days old, the duodenum, jejunum and ileum of 96 birds were sampled. After laboratory routine, samples preserved in glutaraldehyde were eletronmicrographed and evaluated by villous density, and the material maintained in Bouin's solution was destinated to histological slides that were analyzed morphometrically. The duodenum of birds that ingested not filtered water had the highest density of villi in response to microbiological water quality. In intestinal morphometry, were observed that birds receiving not filtered water showed increase in intestinal crypts depth and presented larger villi compared with birds that ingested filtered water. It is cocluded that filtered water, offered to broilers in a life span of 45 days, favors the maintenance of intestinal integrity. <![CDATA[Caracterização do ciclo estral de Galea spixii (Wagler, 1831)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-736X2015000100089&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt The Galea spixii inhabits semiarid vegetation of Caatinga in the Brazilian Northeast. They are bred in captivity for the development of researches on the biology of reproduction. Therefore, the aim of this study is characterize the estrous cycle of G. spixii, in order to provide information to a better knowledge of captive breeding of the species. The estrous cycle was monitored by vaginal exfoliative cytology in 12 adult females. After the detection of two complete cycles in each animal, the same were euthanized. Then, histological study of the vaginal epithelium, with three females in each phase of the estrous cycle was performed; five were paired with males for performing the control group for estrous cycle phases, and three other were used to monitor the formation and rupture of vaginal closure membrane. By vaginal exfoliative cytology, predominance of superficial cells in estrus, large intermediate cells in proestrus, intermediate and parabasal cells, with neutrophils, in diestrus and metestrus respectively was found. Estrus was detected by the presence of spermatozoa in the control group. By histology, greater proliferation of the vaginal epithelium in proestrus was observed. We conclude that the estrous cycle of G. spixii lasts 15.8 ± 1.4 days and that the vaginal closure membrane develops until complete occlusion of the vaginal ostium, breaking after few days. Future studies may reveal the importance of this fact for the reproductive success of this animal.<hr/>Os Galea spixii habitam a vegetação semiárida da Caatinga, no Nordeste brasileiro. Eles são criados em cativeiro para realização de pesquisas relacionadas a biologia da reprodução. Sendo assim, o objetivo deste trabalho foi caracterizar o ciclo estral de G. spixii para obtenção de informações que melhorem o conhecimento do manejo reprodutivo da espécie em cativeiro. O ciclo estral foi monitorado por citologia esfoliativa vaginal em doze fêmeas adultas. Após a detecção de dois ciclos completos em cada animal, os mesmos foram eutanasiados. Em seguida foi realizado estudo histológico do epitélio vaginal com três fêmeas em cada fase do ciclo estral; cinco foram pareadas com machos para realização do grupo controle e outras três fêmeas foram utilizadas para monitorar a formação e ruptura da membrana de oclusão vaginal. Através de citologia esfoliativa vaginal, constatou-se predomínio de células superficiais em estro, células intermediárias grandes em proestro, células intermediárias pequenas e células parabasais com presença de neutrófilos em diestro e metaestro, respectivamente. O estro foi detectado pela presença de espermatozoides no grupo controle. Através de histologia, observou-se uma maior proliferação no epitélio vaginal no proestro. Concluiu-se que o ciclo estral de G. spixii dura em média 15.8 ± 1.4 dias e a membrana de oclusão vaginal se desenvolve até completa oclusão do óstio vaginal externo, rompendo-se em poucos dias. Futuros estudos podem revelar a importância deste último fato para o sucesso reprodutivo deste animal. <![CDATA[Fluidoterapia com Ringer lactato ou cloreto de sódio 0,9% em pombos (Columbia livia) submetidos à osteossíntese de úmero.]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-736X2015000100095&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt The study aimed to compare the effects of intraosseous infusion of lactated Ringer's and 0.9% sodium chloride solutions on the electrolytes and acid-base balance in pigeons submitted to humerus osteosynthesis. Eighteen pigeons were undergoing to isoflurane anesthesia by an avalvular circuit system. They were randomly assigned into two groups (n=9) receiving lactated Ringer's solution (LR) or 0.9% sodium chloride (SC), in a continuous infusion rate of 20mL/kg/h, by using an intraosseous catheter into the tibiotarsus during 60-minute anesthetic procedure. Heart rate (HR), and respiratory rate (RR) were measured every 10 min. Venous blood samples were collected at 0, 30 and 60 minutes to analyze blood pH, PvCO2, HCO3 -, Na+ and K+. Blood gases and electrolytes showed respiratory acidosis in both groups during induction, under physical restraint. This acidosis was evidenced by a decrease of pH since 0 min, associated with a compensatory response, observed by increasing of HCO3 - concentration, at 30 and 60 min. It was not observed any changes on Na+ and K+ serum concentrations. According to the results, there is no reason for choosing one of the two solutions, and it could be concluded that both fluid therapy solutions do not promote any impact on acid-base balance and electrolyte concentrations in pigeons submitted to humerus osteosynthesis.<hr/>O presente estudo avaliou os efeitos da infusão das soluções de Ringer lactato ou cloreto de sódio 0,9%, no equilíbrio ácido-base e hidroeletrolítico de pombos submetidos à osteossíntese de úmero. Foram utilizados 18 animais, os quais foram submetidos à anestesia por isofluorano, e mantidos em circuito avalvular durante o período anestésico (60 min). Os animais foram distribuídos aleatoriamente em dois grupos (n=9) recebendo Ringer lactato (LR) ou cloreto de sódio 0,9% (SC), administradas na taxa de 20mL/kg/h pela via intraóssea (tibiotarso). Foram monitoradas as frequências cardíaca e respiratória a cada 10 minutos e colhidas amostras sanguíneas venosas aos 0, 30 e 60 min de anestesia, obtendo-se a partir destas, valores de pH sanguíneo, bicarbonato (HCO3), pressão venosa de CO2 (PvCO2), sódio (Na+) e potássio (K+). Os valores referentes ao equilíbrio ácido-base indicam que houve acidose respiratória em ambos os grupos, a qual foi decorrente do processo de indução sob contenção física, caracterizada por diminuição no pH desde o 0 min, associado ao aumento compensatório nos valores de HCO3 -, nos momentos 30 e 60 min. No entanto, no que se refere aos valores obtidos de Na+ e K+ séricos, durante a infusão de ambos os fluidos, não foram observadas alterações que justifiquem a predileção por alguma destas soluções. Diante destes resultados conclui-se que a escolha entre uma das soluções avaliadas não promoveu impacto sob o equilíbrio ácido-base e hidroeletrolítico de pombos submetidos a osteossíntese de úmero. <![CDATA[Perfil hematológico de cabras Saanen e mestiças (1/2 Saanen e 1/2 Anglo-nubiana) criadas em clima tropical do Ceará]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-736X2015000100099&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Objetivou-se verificar a influência das condições climáticas sobre o perfil hematológico de cabras Saanen e mestiça (1/2 Saanen x 1/2 Anglo-nubiana), bem como determinar valores de referência para esses animais criados no Ceará. Foram utilizadas 30 cabras que tiveram o sangue coletado mensalmente durante a época chuvosa (fevereiro a maio) e seca (agosto a novembro) para realização do eritrograma e leucograma. As médias foram comparadas pelo teste t-Student e Mann Whitney, quando constatada distribuição paramétrica e não paramétrica dos dados, respectivamente, com significância quando p&lt;0,05. Procedeu-se ainda um estudo de correlações simples de Pearson dos parâmetros hematológicos com variáveis ambientais e fisiológicas. O número de hemácias foi maior em cabras Saanen e na época chuvosa, enquanto que o hematócrito foi maior na época seca (p&lt;0,05). Os leucócitos e linfócitos foram maiores em cabras mestiças nas duas épocas (p&lt;0,05). Nos dois genótipos, os leucócitos e linfócitos foram maiores na época seca e os neutrófilos segmentados maiores na época chuvosa (p&lt;0,05). Os demais parâmetros não diferiram (p&gt;0,05). As hemácias e neutrófilos segmentados apresentaram uma correlação negativa com a temperatura ambiente, porém positiva com a umidade do ar e a temperatura retal (p&lt;0,05). O hematócrito correlacionou-se positivamente com a temperatura ambiente e frequência respiratória (p&lt;0,05). Os leucócitos e linfócitos mostraram uma correlação negativa com a temperatura retal (p&lt;0,05). Conclui-se, portanto, que fêmeas Saanen sofrem mais influência das variações climáticas e a época chuvosa tem maior impacto negativo sobre os parâmetros hematológicos. Os valores obtidos poderão servir como referência para esses genótipos no Ceará.<hr/>The aim of this study was to determine the influence of climatic conditions on the hematological profile of Saanen and mixed-breed (1/2 Saanen x 1/2 Anglo-Nubian) goats, as well as to define reference values for these animals bred in Ceará, Brazil. Thirty goats were utilized and blood samples were collected monthly during the rainy (February to May) and dry (August to November) periods to obtain an erythrogram a leukogram. The averange were compared by the t-Student test and Mann Whitney test, with parametric and non-parametric distribution of the data, respectively, where p&lt;0.05 was considered significant. A study was carried out of simple Pearson correlations of the hematological parameters with environmental and physiological variables. The number of red blood cells (RBCs) was higher in the Saanen goats and in the rainy period, while the hematocrit was higher in the dry period (p&lt;0.05). The leukocytes and lymphocytes were higher in the 1/2S1/2AN goats in the two periods (p&lt;0.05). In the two genotypes, the leukocytes and lymphocytes were higher in the dry season and the segmented neutrophils higher in the rainy season (p&lt;0.05). The other parameters did not differ (p&gt;0.05). The RBCs and segmented neutrophils displayed a negative correlation with air temperature, but positive with relative humidity and rectal temperature (p&lt;0.05). The hematocrit positively correlated with air temperature and respiratory rate (p&lt;0.05). The leukocytes and lymphocytes showed a negative correlation with rectal temperature (p&lt;0.05). It was therefore concluded that Saanen females are more affected by climatic variations and that the rainy season has a greater negative impact on hematological parameters. The values obtained could serve as a reference for these genotypes in Ceará.