Scielo RSS <![CDATA[Pesquisa Veterinária Brasileira]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0100-736X20150004&lang=pt vol. 35 num. 4 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Estudo eletrocardiográfico de éguas da raça Crioula]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-736X2015000400319&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A eletrocardiografia constitui ferramenta indispensável no diagnóstico de arritmias e distúrbios de condução elétrica do coração de equinos, bem como na determinação do prognóstico de cardiopatias, do desempenho atlético, da eficiência do treinamento, além de sugerir distúrbios eletrolíticos. No entanto, as variáveis eletrocardiográficas em equinos podem sofrer influência de diversos fatores como a idade, sexo, raça e constituição morfofuncional, dentre outas, tornando-se necessário conhecer as características de normalidade para as diferentes raças e fases do desenvolvimento. Descendentes dos cavalos da Península Ibérica, a raça Crioula foi trazida ao continente americano há mais de quatro séculos, resultando em características físicas e de resistência únicas, dada por sua seleção natural. Desta forma, objetivou-se com o presente trabalho avaliar e comparar os aspectos eletrocardiográficos de fêmeas da raça Crioula, em diferentes idades, bem como avaliar possíveis alterações eletrocardiográficas secundárias a prenhes. Para tanto, 84 éguas hígidas (34 prenhes e 50 não prenhes) da raça Crioula foram submetidas à avaliação eletrocardiográfica digital na derivação ápice-base, e os registros eletrocardiográficos subdivididos quanto à idade em G1 (até 4 anos), G2 (5 a 9 anos), G3 (acima de 10 anos). Não foram observadas arritmias cardíacas fisiológicas ou patológicas e distúrbios de condução elétrica do coração nas 84 éguas. Houve predomino de taquicardia sinusal, ondas P bífidas, complexos QRS do tipo rS e ondas T bifásicas em todos os grupos. Apenas a duração média do complexo QRS foi superior no grupo G1 (110,65±8,49) quando comparadas aos grupos G2 (101,98±10,02) e G3 (100,92±10,72). As variáveis autonômicas mensuradas (ITV, NNmédio e SDNN) foram inferiores nas éguas prenhes em relação às não prenhes, sugerindo maior participação do sistema nervoso autônomo simpático e ou menor participação parassimpática. Conclui-se, portanto, que a idade influenciou apenas na duração do complexo QRS , e que a prenhes foi capaz de diminuir as variáveis de variabilidade da frequência cardíaca no domínio do tempo e, possivelmente, influenciar na avaliação eletrocardiográfica das éguas Crioulas aqui testadas.<hr/>The electrocardiography is an indispensable diagnostic tool to detect heart arrhythmias and electrical conductions disturbances in equines, as well as on prognosis determination of heart diseases, athletical performance, efficiency of training, and on electrolytic disturbance evaluation. However, electrocardiographic variables can be influenced by several factors such as age, gender, breed and phenotypic characteristics. Therefore the establishment of the characteristics of normality for different breed and phases of development is fundamental. Creole breed were firstly introduced to the American continent more than four centuries ago and it descends from horses of Iberian Peninsula. The breed is a result of natural selection that configured resistance and unique physical attributes. The present study aimed to analyze and compare the electrocardiographic parameters of Creole females in different ages, and verify the possibly influence of pregnancy on it. Digital electrocardiographic evaluation on apex-base lead was performed on 84 healthy creole mares (34 pregnant and 50 non-pregnant). The electrocardiograms were divided in groups concerning the age as G1 (until 4 years old), G2 (from 5 to 9 years old) and G3 (over 10 years old). No physiological or pathological heart arrhythmias and electrical conduction disturbances were seen in all examined mares. Sinus tachycardia , bifid P waves, rS configuration of QRS and biphasic T waves were the predominant patterns in all evaluated groups. Only the average of QRS duration of G1 females was significant superior (110,65±8,49) (p=0,0002) when compared with G2 (101,98±10,02) and G3 (100,92±10,72). The autonomic variables (ITV, average NN and SDNN) were lower in pregnant mares comparing to non-pregnant mares, suggesting a greater sympathetic autonomic system tonus and/or decrease of parasympathetic tonus on pregnant mares. In conclusion, the age affect only the QRS duration, and the pregnant condition was capable to decrease the time domain heart rate variability indexes with maybe influence the electrocardiographic evaluation of enrolled Creole mares. <![CDATA[Perdas econômicas ocasionadas por lesões em carcaças de bovinos abatidos em matadouro-frigorífico do norte de Mato Grosso]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-736X2015000400324&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este estudo teve o objetivo de avaliar as perdas econômicas decorrentes de lesões de transporte e manejo pré-abate em carcaças de bovinos abatidos em matadouro-frigorífico inspecionado na região norte do Estado de Mato Grosso/MT, Brasil. De um total de 1.021 animais avaliados identificou-se que 433(42,4%) apresentavam carcaças com lesões relacionadas ao transporte e manejo pré-abate. A frequência de lesões encontradas evidenciou uma diferença (P&lt;0,05)de acordo com o tempo de transporte, em que, com o transporte de até duas horas foi observado 1,82 lesão/carcaça lesionada e 2,05 lesão/carcaça lesionada com o tempo de 2 a 8 horas, sendo que para tempo de transporte maior que 8 horas, foi observado 2,07 lesões/carcaça lesionada, sendo esse valor igual (P&gt;0,05)aos valores encontrados para transporte entre 2 a 8 horas.Os animais lesionados apresentaram de uma até seis lesões em sua carcaça, com uma maioria (96,9%) variando entre 1 a 4 lesões, sendo que os animais transportados por mais de 2 horas apresentaram mais lesões que os animais transportados por até 2 horas (P&lt;0,05).Foi observado que o local de maior incidência de lesões foi o lombo, com 50,35% das lesões, seguido pela região do coxão com 36,38% das lesões encontradas neste estudo. Encontrou-se também uma perca no valor de 115,76 kg para o total de animais estudados, estima-se que para um matodouro-frigorífico de médio porte, acumula-se uma perda anual superior a 200 mil reais com lesões em carcaças bovinas decorrentes do transporte e manejo pré-abate.<hr/>This study evaluates the economic losses caused by lesions during shipping and pre-management in cattle slaughtered in Mato Grosso, Brazil. From 1,021 carcasses evaluated, 433 (42.4%) presented injuries caused hrough transportation and pre-slaughter management. Lesion frequency varied significantly with shipping times (P&lt;0.05). Animals transported for up to 2 hours presented 1,82 lesion/carcass. In turn, animals transported 2 to 8 hours exhibited 2.05 lesion/carcass, what however did not differ statistically from the number of lesions in animals transported for more than 8 hours (2.07 lesion/carcass; P&gt;0.05). Injured animals presented up to six lesions, although most (96.9%) had up to four lesions. Cattle transported for more than 2 hours presented more lesions than animals shipped for less than 2 hours (P&lt;0.05). Most lesions were obsetrved on the loin (50.35% of lesions), followed by the rump (36.38%). Total weight loss of animals accounted for 115.76 kg, Annual economic losses in a midsized slaughterhouse were estimated at R$ 200,000 by lesions caused during transport and pre-slaughter management of cattle. <![CDATA[Meningoencefalite trombótica-induzida por Histophilus somni em bovinos da região norte do Paraná]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-736X2015000400329&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Thrombotic meningoencephalitis (TME) is a fatal neurological disease of cattle, predominantly from North America, that is caused by Histophilus somni with sporadic descriptions from other countries. This manuscript describes the occurrence of spontaneous TME in cattle from northern Paraná, Brazil. Most cattle had acute neurological manifestations characteristic of brain dysfunction. Hematological and cerebrospinal fluid analyses were not suggestive of bacterial infections of the brain. Histopathology revealed meningoencephalitis with vasculitis and thrombosis of small vessels that contained discrete neutrophilic and/or lymphocytic infiltrates admixed with fibrin at the brainstem, cerebral cortex, and trigeminal nerve ganglion of all animals. All tissues from the central nervous system used during this study were previously characterized as negative for rabies virus by the direct immunofluorescence assay. PCR and RT-PCR assays investigated the participation of infectious agents associated with bovine neurological disease by targeting specific genes of H. somni, Listeria monocytogenes, bovine herpesvirus -1 and -5, bovine viral diarrhea virus, and ovine herpesvirus-2. PCR and subsequent sequencing resulted in partial fragments of the 16S rRNA gene of H. somni from brain sections of all animals with histopathological diagnosis of TME; all other PCR/RT-PCR assays were negative. These findings confirmed the participation of H. somni in the neuropathological disease observed in these animals, extend the geographical distribution of this disease, and support previous findings of H. somni from Brazil.<hr/>Meningoencefalite trombótica (Thrombotic meningoencephalitis- TME) é uma doença neurológica fatal de bovinos ocasionada por Histophilus somni. A infecção tem sido descrita predominantemente na América do Norte e de forma esporádica em outros países. O objetivo deste estudo é relatar a ocorrência de TME em bovinos da região norte do estado do Paraná, Brasil. A maioria dos animais apresentaram sinais clínicos neurológicos característicos de disfunção cerebral aguda. Análises hematológicas e do fluido cerebrospinal não foram sugestivas de infecção bacteriana do cérebro. A histopatologia revelou meningoencefalite com vasculite e trombose de pequenos vasos com discreto infiltrado neutrofílico e/ou linfocítico mesclada com fibrina no tronco e córtex cerebral e no gânglio do nervo trigêmio de todos os animais. As amostras de sistema nervoso central incluídas nesse estudo foram previamente caracterizadas como negativas para raiva por meio de técnica de imunofluorescência direta. A participação de agentes infecciosos associados à doença neurológica em bovinos foi avaliada por técnicas moleculares como PCR e RT-PCR para amplificação parcial de genes de H. somni, Listeria monocytogenes, herpesvírus bovino 1 e 5, vírus da diarreia viral bovina e herpesvírus ovino 2. As seções do cérebro de todos os animais com diagnóstico histopatológico de TME foram positivas em PCR para a detecção do gene 16S rRNA de H. somni. O sequenciamento dos produtos amplificados confirmou a presença de DNA de H. somni nos fragmentos de cérebro avaliados. As reações de PCR/RT-PCR para todos os outros micro-organismos avaliados resultaram negativas. Os resultados desse estudo confirmaram a participação do H. somni nos episódios de doença neurológica observada nos animais avaliados, amplia a distribuição geográfica da TME e ratifica estudos prévios realizados no Brasil que demonstraram a presença de H. somni em outras formas de manifestação clínica das infecções por essa bactéria. <![CDATA[Estudo histopatológico, imuno-histoquímico e molecular da infecção por BHV-5 no sistema nervoso central de bovinos experimentalmente infectados]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-736X2015000400337&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Bovine meningoencephalitis caused by BHV-5, a double-stranded DNA enveloped virus that belongs to the family Herpesviridae and subfamily Alphaherpesvirinae, is an important differential diagnosis of central nervous diseases. The aim of this study was to describe the histological changes in the central nervous system of calves experimentally infected with BHV-5 and compare these changes with the PCR and IHC results. Formalin-fixed paraffin-embedded central nervous system samples from calves previously inoculated with BHV-5 were microscopically evaluated and tested using IHC and PCR. All the animals presented with nonsuppurative meningoencephalitis. From 18 evaluated areas of each calf, 32.41% and 35.19% were positive by IHC and PCR, respectively. The telencephalon presented more accentuated lesions and positive areas in the PCR than other encephalic areas and was the best sampling area for diagnostic purposes. Positive areas in the IHC and PCR were more injured than IHC and PCR negative areas. The animal with neurological signs showed more PCR- and IHC-positive areas than the other animals.<hr/>A meningoencefalite bovina causada pelo BHV-5, um vírus DNA fita dupla envelopado que pertence à família Herpesviridae e subfamília Alphaherpesvirinae, é um importante diagnóstico diferencial das doenças do sistema nervoso central. O objetivo deste estudo foi descrever as alterações histológicas no sistema nervoso central de bovinos experimentalmente infectados com BHV-5 e comparar estas alterações com os resultados de imunoistoquímica (IHQ) e PCR. Amostras do sistema nervoso central de bezerros previamente inoculados com BHV-5 foram microscopicamente avaliadas e submetidas à IHQ e PCR. Todos os animais apresentaram meningoencefalite não-supurativa. Das 18 áreas avaliadas de cada bezerro, 32,41% e 35,13% foram positivas na IHQ e PCR, respectivamente. O telencéfalo apresentou lesões mais acentuadas e foi mais positivo na PCR do que as demais áreas encefálicas e se apresentou como a melhor área para coleta de material para o diagnóstico. As áreas positivas na IHQ e na PCR apresentaram lesões mais acentuadas do que as áreas negativas para as mesmas técnicas. O animal com sinais neurológicos apresentou mais áreas positivas para PCR e IHQ do que os demais animais. <![CDATA[Proteínas imunorreativas de Conidiobolus lamprauges isoladas de ovinos infectados naturalmente]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-736X2015000400344&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O estudo de conidiobolomicose ovina tem sido realizado nos seus aspectos clínicos, epidemiológicos, patológicos e moleculares. Informações, entretanto, sobre a resposta imune do hospedeiro na infecção por Conidiobolus lamprauges são inexistentes. Este estudo teve por objetivo a identificação de proteínas imunorreativas que possam desempenhar papel importante na resposta imune de ovinos naturalmente infectados por C. lamprauges. Para a caracterização protéica e imunológica foi utilizada a cepa de C. lamprauges (FIOCRUZ-INCQS 40316) isolada de ovino com sinais clínicos de conidiobolomicose no Estado do MT e cinco amostras de soro de ovinos infectados naturalmente pelo fungo. A presença de anticorpos IgG foi observada em todos os animais doentes com títulos reagentes em diluições de até 1:1.600. Na técnica do immunoblot, o perfil antigênico frente aos soros ovinos com a doença apresentou doze bandas reativas, com massas moleculares variando de 35 a 198 kDa. Dentre estas, a proteína de 198 kDa foi reativa em 3 soros de ovinos e a de 53 kDa apresentou a maior intensidade comparativamente com outras bandas, sendo provavelmente imunodominante. Amostras de soro de animais sadios não apresentaram reatividade demostrando a especificidade da técnica. A presença de proteínas antigênicas de C. lamprauges e IgG específicos em soros de ovinos observados no presente trabalho poderá auxiliar no desenvolvimento de métodos de diagnóstico precoces e na utilização de proteínas candidatas a vacinas para o controle e prevenção da infecção em animais e humanos.<hr/>The study of sheep conidiobolomycosis has been carried out in its clinical, epidemiological, pathological and molecular aspects. Information, however, about the host immune response in infection Conidiobolus lamprauges is absent. This study aimed to identify immunoreactive proteins that may play an important role in the immune response of sheep naturally infected by C. lamprauges. For protein and immunological characterization, C. lamprauges (strain FIOCRUZ-INCQS 40316) isolated from a sheep with clinical signs of conidiobolomycosis in the MT state and five sera samples of naturally infected sheep were used. The presence of IgG antibody was observed in all patients with reagent titers in dilutions up to 1:1600. In immunoblot technique, the antigenic profile against infected sheep sera showed twelve reactive bands with molecular weights ranging from 35 to 198 kDa. Among them, the 198 kDa protein was reactive against sera from three sheep and the 53 kDa showed increased intensity compared to other bands probably being immunodominant. Healthy animal serum samples showed no reactivity demonstrating the specificity of the technique. The presence of antigenic proteins of C. lamprauges and specific IgG in sheep sera observed in this study may assist in the development of early diagnostic methods and the use of protein as candidate vaccines for the control and prevention of infection in animals and human. <![CDATA[Campylobacter jejuni e C. coli em carcaças de frangos após a refrigeração por imersão no sul do Brasil.]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-736X2015000400349&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Campylobacter jejuni and C. coli have been associated with gastrointestinal disorders in human beings, due mainly to the consumption of chicken meat. Despite control measures for reducing contamination by these bacteria, the detection of Campylobacter in carcasses after chilling remains high. A total of 105 carcasses were assessed by the horizontal detection method in five federally inspected slaughterhouses in southern Brazil in 2012 and in the first three months of 2013. Campylobacterwas isolated in 37.1% of the carcasses, of which 97.5% contained C. jejuni and 2.5% were infected by C. coli. The rate of positive carcasses across the slaughterhouses ranged from 0 to 71.4%. Determining the occurrence of Campylobacter among flocks is crucial for estimating the microbial load at specific points along the slaughtering process and for minimizing the risk of contamination of end products by Campylobacter.<hr/> Campylobacter jejuni e C. coli têm sido associados a problemas gastroentéricos em seres humanos principalmente devido ao consumo de carne de frango. Embora medidas de controle sejam realizadas para reduzir a contaminação por estas bactérias, a identificação de Campylobacterem carcaças após a refrigeração por imersão é alto. Foram analisadas 105 carcaças pelo método de detecção horizontal em cinco abatedouros sob Inspeção Federal no sul do Brasil em 2012 e nos três primeiros meses de 2013. Campylobacter foi isolada em 37,1% das carcaças analisadas, as quais 97,5% foram identificados como C. jejuni e 2,5% como C. coli. A ocorrência de carcaças positivas entre matadouros variou de zero a 71,4%. O conhecimento sobre a ocorrência de Campylobacter entre os lotes é fundamental para estimar a extensão da carga microbiana em pontos específicos do abate e consequentemente minimizar o risco de contaminação por Campylobacter em produtos finais de frangos. <![CDATA[Efeito do sobrenadante de isolados de Lactobacillus sp. sobre Escherichia coli O157:H7 reforça o papel da produção de ácidos orgânicos como fator de controle patogênico]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-736X2015000400353&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Many attempts have been made to establish the control of foodborne pathogens through Lactobacillus isolates and their metabolism products with success being obtained in several situations. The aim of this study was to investigate the antagonistic effect of eight Lactobacillus isolates, including L. casei subsp. pseudoplantarum, L. plantarum, L. reuteri and L. delbrueckii subsp. delbrueckii, on the pathogenic Escherichia colistrain O157:H7. The inhibitory effect of pure cultures and two pooled cultures supernatants of Lactobacillus on the growth of pathogenic bacteria was evaluated by the spot agar method and by monitoring turbidity. Antimicrobial activity was confirmed for L. reuteri and L. delbrueckii subsp. delbrueckii and for a pool of lactic acid bacteria. The neutralized supernatant of the pool exerted a higher antimicrobial activity than that of the individual strains. Furthermore, D-lactic acid and acetic acid were produced during growth of the Lactobacillus isolates studied.<hr/>Muitas tentativas têm sido feitas para se estabelecer o controle de patógenos de origem alimentar através do uso de estirpes de Lactobacillus e dos seus produtos de metabolismo, com sucesso sendo sucedido em várias situações. O objetivo deste trabalho foi investigar o efeito antagônico do sobrenadante de culturas de oito isolados de Lactobacillus, incluindo L. casei subsp. pseudoplantarum, L. plantarum L. reuteri e L. delbrueckii subsp. delbrueckii, sobre Escherichia coli amostra O157:H7. Os efeitos inibidores de culturas puras e de dois "pools" de cultura de Lactobacillus sobre o crescimento da bactéria foram avaliados através do método de inibição em ágar e através do monitoramento da turbidez da cultura bacteriana. A atividade antimicrobiana foi confirmada para Lactobacillus reuteri e Lactobacillus delbrueckii subsp. delbrueckii e para o "pool" de bactérias acido-láctica. O sobrenadante neutralizado do "pool" de Lactobacillus exerceu uma atividade antimicrobiana mais elevada do que aquela das estirpes individuais. Além disso, ácido D-láctico e ácido acético foram produzidos durante o crescimento dos Lactobacillusestudados <![CDATA[Intoxicação natural por Baccharis megapotamica var.weirii em caprinos]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-736X2015000400360&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Intoxicações por plantas do gênero Baccharis representam uma importante causa de morte em animais de produção. Baccharis coridifolia e Baccharis megapotamica são as espécies mais comuns e importantes. Nesse trabalho, são descritos os aspectos epidemiológicos, clínicos e anatomopatológicos de um surto de intoxicação natural por Baccharis megapotamica var. weirii em caprinos. Onze caprinos jovens, de um total de 152, foram afetados por uma doença aguda fatal. Os casos ocorreram em uma pequena propriedade rural no município de Viamão, Rio Grande do Sul, Brasil. Grande quantidade de exemplares de Baccharis megapotamica var. weirii em estágio de floração, foram encontrados onde os caprinos estavam. As plantas cresceram em áreas úmidas e alagadas. Os caprinos afetados tinham entre seis meses a um ano de idade e todos apresentaram sinais clínicos caracterizados por apatia, anorexia, prostração, diarreia, desidratação, desconforto abdominal, timpanismo, decúbito e morte. O curso clínico variou aproximadamente de 12 a 24 horas. Dos onze caprinos acometidos, três foram necropsiados. As alterações presentes em todas as necropsias incluíam desidratação, conteúdo líquido no rúmen, avermelhamento, erosões e úlceras da mucosa dos pré-estômagos, e avermelhamento na mucosa do abomaso e intestino. Um dos caprinos apresentou marcada hemorragia dos linfonodos mesentéricos. As lesões histológicas de todos os caprinos necropsiados incluíam hiperemia, hemorragia, alterações degenerativas, necróticas e ulcerativas variadas no revestimento epitelial do rúmen, retículo e omaso, e na mucosa do abomaso e de alguns segmentos do intestino delgado. Necrose do tecido linfoide foi observada em linfonodos mesentéricos e em agregados linfoides no intestino e folículos do baço.<hr/>Poisoning by the toxic species of Baccharis is an important cause of death in farm animals. Baccharis coridifolia and Baccharis megapotamica are the most common and most important of this genus. Epidemiological, clinical and pathological aspects of a natural outbreak of intoxication by Baccharis megapotamica var. weiriiare described in goats. Eleven young goats from a herd of 152 goats were affected by an acute fatal disease. The cases occurred in a small farm in the municipality of Viamão, State of Rio Grande do Sul, southern Brazil. Large patches of blooming Baccharis megapotamica var. weirii were observed in the pastures where the goats were held, especially in wet and flooded spots. Affected goats were between six months to one year old and all showed signs including apathy, anorexia, weakness, diarrhea, dehydration, abdominal pain, bloat, decubitus and death. The clinical course was 12-24 hours. Three out of the eleven goats dead from the toxicosis were necropsied. Changes present in all necropsied goats included dehydration, liquid contents in the rumen, reddening, erosions and ulcers in the mucosae of the forestomachs, abomasum, and intestine. One goat had marked hemorrhage of mesenteric lymph nodes. Histological lesions of all animals included hyperemia as well as degenerative, necrotic, and ulcerative changes in the epithelial lining of rumen, reticulum, and omasum. Mucosae of the abomasum and of some sections of small and large intestines were also affected. Necrosis of lymphoid tissue was observed in mesenteric lymph nodes and in the lymphoid aggregates in intestine and in the follicles of spleen. <![CDATA[Ocorrência e caracterização de isolados de Campylobacter spp. em cães, gatos e crianças]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-736X2015000400365&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt To improve the understanding of implications of Campylobacter spp. infections in pets and children of different environments were analysed 160 faecal samples from children and 120 from pets (103 dogs and 17 cats). Campylobacter spp. were detected in 6.87% of the children and in 18.3% of the dogs and cats. From 33 stool samples positive for Campylobacter spp., 57.6% were identified as C. jejuni, and 33.4% were identified as C. coli. More than 50% of the isolates in pets were resistant to ceftiofur, sulphazotrim, norfloxacin and tetracycline. In humans, most of the isolates were resistant to amoxicillin, cefazolin, ceftiofur, erythromycin and norfloxacin. From 19 isolates of C. jejuni, 11 isolates from children and 5 from dogs contained two to four of the virulence genes flaA, pldA, cadF or ciaB. We found an association between the presence of virulence genes and diarrhoea. Furthermore, an association was observed between the presence of Campylobacter spp. and diarrhoea in dewormed pets with blood picture suggestive of bacterial infection, and the therapeutic use of antibiotics was associated with more positive detection of Campylobacter spp. in the faeces of pets. Our data indicate that virulent strains of Campylobacter spp. can be risk factor to diarrhoea in animals, and that high resistance to antimicrobial agents is common in pets.<hr/>Com o objetivo de melhorar o entendimento das infecções por Campylobacter spp. em cães, gatos e crianças no Brasil, foram avaliadas 160 amostras fecais de crianças e 120 swabs retais de pets (103 cães e 17 gatos). Do total das amostras das crianças, 6,87% foram positivas para Campylobacter spp. e em cães e gatos a positividade foi de 18,3%. Das 33 amostras positivas para Campylobacter spp., 57,6% foram identificadas como C. jejuni e 33,4% foram identificadas como C. coli. Mais de 50% das amostras isoladas de pets foram resistentes a ceftiofur, sulphazotrim, norfloxacina e tetraciclina. Em crianças, a maioria das amostras foi resistente a amoxilina, cefazolina, ceftiofur, eritromicina e norfloxacina. De 19 isolados de C. jejuni, 11 isolados de crianças e cinco (5) de cães tinham dois (2) dos quatro (4) genes de virulência flaA, pldA, cadF or ciaB. Associação positiva entre a presença de Campylobacter spp. e diarreia em cães e gatos foi observada em animais desverminados e com hemograma sugestivo de infecção bacteriana. Também houve associação positiva entre a presença dos genes de virulência e a ocorrência de diarreia, e entre o uso de antibióticos e a positividade para Campylobacter spp. em suabes fecais de pets. Os dados desse trabalho indicam que cepas virulentas de Campylobacter spp. são fatores de risco para diarreia em cães e a resistência antimicrobiana é comum em isolados de cães <![CDATA[Caracterização morfológica e imuno-histoquímica de fatores angiogênicos e apoptóticos e da expressão de receptores tireoidianos no ovário de tilápia Oreochromis niloticus em cativeiro]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-736X2015000400371&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Morphological and immunohistochemical characterization of angiogenic and apoptotic factors and the expression of thyroid receptors in the ovary of tilapia Oreochromis niloticus in captivity were studied. The morphological evaluation of the ovaries was performed by histological paraffin embedded and stained with HE. The immunohistochemical expressions of CDC47, VEGF, Flk-1, angiopoietin, Tie-2 and thyroid receptor (TRα) were performed by the technique of streptavidein-biotin-peroxidase. Apoptosis was assessed using the TUNEL kit. The relative expression of thyroid hormone receptors (TRα and TRβ) was assessed by RT-PCR real time. The nuclear expression of CDC47 increased with the stage of maturation of the oocyte and was observed in the follicle cells. Apoptotic bodies were observed in the follicular cells of atretic follicles and postovulatory follicles from the ovaries of 150g and 350g fish. Expression of VEGF and its receptor Flk-1 was also observed in the follicular cells, and the expression of both increased with the maturity of the oocyte, with a higher intensity observed in the full-grown follicle. The expression of angiopoietin and of its receptor (Tie 2) was discrete and moderate respectively. TRα expression was independent of follicular development. However, the 350 g tilapia exhibited higher expression of TRβ compared with the 50 g tilapia. We conclude that the proliferative activity and the expression of VEGF and its receptor increase with follicular maturation and that the TRs expression increases with ovarian maturity in tilapia (Oreochromis niloticus).<hr/>Foram estudadas as caracterizações morfológica e imuno-histoquímica de fatores angiogênicos e apoptóticos e a expressão de receptores tireoidianos no ovário de tilápia Oreochromis niloticus de cativeiro. A avaliação morfológica dos ovários foi realizada por cortes histológicos incluídos em parafina e corados por HE. As expressões imuno-histoquímicas de CDC47, VEGF e seu receptor Flk-1, angiopoetina e seu receptor Tie-2 e recertor tireoidiano (TRα) foram realizadas pela técnica de estreptavideina-biotina-peroxidade. A apoptose foi avaliada utilizando-se kit de TUNEL. A expressão relativa dos receptores de hormônios tireoidianos (TRα e TRβ) foi avaliada pela técnica de RT-PCR tempo real. A expressão nuclear de CDC47 aumentou com a fase de maturação do oócito e foi observada nas células foliculares. Corpos apoptóticos foram observados nas células foliculares de folículos atrésicos e folículos pós-ovulatórios de ovários de peixes com 150g e 350g. A expressão de VEGF e do seu receptor Flk-1 foi também observada nas células foliculares , e a expressão de ambos aumentou com a maturidade do oócito , com uma maior intensidade no folículo maduro. A expressão de angiopoietina e do seu receptor (Tie 2) foi discreta e moderada, respectivamente. A expressão de TRα foi independente do desenvolvimento folicular. No entanto, a tilápia de 350g apresentou maior expressão de TRβ em comparação com a tilápia de 50g. Conclui-se que a atividade proliferativa e a expressão de VEGF e de seu receptor aumenta com a maturação folicular e que a expressão dos TRs aumenta com a maturidade do ovário em tilápia (Oreochromis niloticus). <![CDATA[Análise comparativa da morfometria do casco de bovinos das raças Nelore, Curraleira e Pantaneira e de bubalinos e sua relação com a etiopatogenia das enfermidades digitais]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-736X2015000400384&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O estudo morfométrico dos dígitos de bovinos e bubalinos pode colaborar para o entendimento da etiopatogenia das enfermidades podais. Este estudo objetivou descrever as características morfométricas dos dígitos de bovinos das raças Curraleira (Bos taurus), Pantaneira (Bos taurus), Nelore (Bos indicus) e de bubalinos (Bubalus bubalis) da raça Murrah e estabelecer possível relação entre tais medidas e a ocorrência de enfermidades digitais. Na pesquisa foram utilizados dez animais, saudáveis, de cada raça e espécie. Foram avaliados dois membros de cada animal, sendo um torácico e outro pélvico, totalizando 80 extremidades distais. As medidas morfométricas foram obtidas com auxílio de um paquímetro mecânico graduado e os ângulos das pinças conferidos por meio de transferidor metálico. Os principais parâmetros digitais avaliados foram o ângulo dorsal do casco (A), comprimento da parede dorsal (B), altura do talão (C), altura da pinça (D), comprimento do casco (E), comprimento diagonal do casco (F), largura do dígito lateral (G), largura do dígito medial (H), comprimento do dígito lateral (I) e comprimento do dígito medial (J). Para a comparação de médias dos resultados obtidos entre as raças foi utilizado o teste de Tukey (p&lt;0,05). A análise multivariada para as representações gráficas das variáveis canônicas foi empregada para expressar a similaridade das medidas estudadas entre os grupos, no qual se utilizou o software R. Os resultados revelaram que os bubalinos apresentam as maiores medidas morfométricas para as variáveis B, C, D, E, F, G, H, I e J e apenas na variável A apresentaram medidas inferiores entre as diferentes raças de bovinos estudadas. Existe similaridade entre as três raças de bovinos estudadas em relação às variáveis, altura da pinça (D), largura do dígito lateral (G) e largura do dígito medial (H) as quais se distanciam dos valores encontrados para essas variáveis nos bubalinos, Concluiu que a morfometria digital pode influenciar na ocorrência de enfermidades digitais, mas não age como fator isolado, necessitando da interação com outros fatores estruturais, ambientais e de manejo para a manifestação dessas doenças.<hr/>Morfometric studies of bovine and buffalo digits can help to understand the etiopathogeny of digital diseases. This study described morphometric characteristics of digits of Curraleira (Bos taurus), Pantaneira (Bos taurus) Nelore (Bos indicus) breeds of cattle and Murrah buffalo (Bubalus bubalis) and stablish possible relation among the parameters and digital infirmities. Were used ten animals of each breed and specie. Two limbs were evaluated, a toracic and a pelvic, in a total of 80 distal limbs. Morphometric measurements were obtained using a graduated paquimeter and angles using a metallic protactor. The main parameters evaluated were hoof dorsal angle (A), dorsal wall length (B), heel height (C), toe height (D), hoof length (E), hoof diagonal hoof (F), lateral digit width (H), medial digit width (I) and medial digit length (J). For results averages comparison among breeds were used Tukey test (p&lt;0,05). Multivariate analysys for graphic representations of canonic variables was used to express similarity of measures studied among groups, using R software. Results shows tha bubaline present higher morphometric measures for the variables B, C, D, E, F, G, H, I and J, only for variable A presented lower measures comparing the bovine breeds studied. There is similarity between the three breeds of cattle studied about toe height (D), lateral digit width (G) and medial digit width (H), which differed of values observed in buffalo. It was concluded that digital morphometry can influence the occurence of digital infirmities, but doesn´t act as an isolated factor, needing interaction of other structural, environmental and management factors for its occurence. <![CDATA[Atividade da colinesterase plasmática como biomarcador de impacto ambiental em tartarugas verdes (Chelonia mydas) no litoral do Arquipélago de Fernando de Noronha, Pernambuco]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-736X2015000400385&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Biomarcadores podem ser usados de forma preditiva, permitindo que sejam tomadas ações de controle antes que ocorram danos ambientais irreversíveis com consequências ecológicas severas, no entanto, espécies sentinelas são necessárias para avaliação desses marcadores. As tartarugas marinhas são consideradas espécies sentinelas quando acometidas por fibropapilomas, sendo sinalizadora do desequilíbrio ambiental marinho nas suas áreas de ocorrência. Com o objetivo de propor a determinação da atividade da colinesterase plasmática em tartarugas verdes (Chelonia mydas) como biomarcador, procedeu-se a determinação da atividade enzimática em animais saudáveis e em localidade de baixo impacto antrópico (Arquipélago de Fernando de Noronha, Pernambuco, Brasil) para servir como referência para comparação com animais capturados em locais de maior impacto antrópico. Ao todo foram analisadas amostras de plasma heparinizado de 35 animais capturados. Todas as amostras analisadas apresentaram alguma atividade enzimática de colinesterase plasmática. Os valores obtidos de colinesterase variaram de 162 a 379 UI/L, com média e desvio padrão de 216,4 ± 51,4 UI/L. Nos estudos de repetibilidade e reprodutibilidade obtiveram-se coeficientes de variação menor que 5% em todas as análises, portanto a metodologia analítica utilizada se mostrou confiável. A longevidade das tartarugas marinhas da espécie C. mydas, o comportamento alimentar, juntamente com o fato de possuirem atividade enzimática detectável podem indicar essa espécie como bioindicadora de exposição a poluentes que influenciam na atividade da colinesterase plasmática<hr/>Biomarkers can be used in a predictive manner, permitting actions control to be taken before they occur irreversible damage with severe environmental ecological consequences, however, sentinel species are needed to evaluate these markers. Sea turtles affected by fibropapillomas are considered sentinel species, signaling the marine environmental imbalance in their areas of occurrence. With the objective to use the plasma cholinesterase activity in green turtles (Chelonia mydas) as a biomarker, the measurement of enzyme activity was evaluated in healthy animals and in location of low pollution impact (Fernando de Noronha, Pernambuco, Brazil) to serve as a reference for comparison with animals trapped in places with higher pollution impact. Were analyzed heparinized plasma samples from 35 captured animals. All samples analyzed showed enzymatic activity of plasma cholinesterase. The values obtained ranged between 162-379 IU/L, with mean and standard deviation of 216.4 ± 51.4 IU/L. In studies of repeatability and reproducibility were obtained variance coefficients of less than 5% in all analyzes, so the analytical methodology proved successful. The longevity of marine turtles of the species C. mydas, feeding behavior, along with the fact possess detectable enzyme activity may indicate this species as a bioindicator of exposure to pollutants that influence plasma cholinesterase activity