Scielo RSS <![CDATA[Brazilian Journal of Botany]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0100-840420110004&lang=pt vol. 34 num. 4 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<b>Editorial</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-84042011000400001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<b>Aquaporinas</b>: <b>de canais de água a transportadores multifuncionais em plantas</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-84042011000400002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Da identificação funcional da primeira aquaporina de plantas, em 1993, aos dias de hoje, uma grande quantidade de informações sobre a estrutura, a localização e a função dos diferentes membros desta família multigênica de proteínas de membrana foi disponibilizada pela comunidade científica. Inicialmente consideradas como "simples canais de água", as aquaporinas se mostraram capazes de transportar gases e pequenos solutos neutros, como glicerol, uréia e silício, revolucionando o conceito de transporte transmembrana. Devido à redundância dos genes de aquaporinas e à sua distribuição em todos os órgãos e tecidos vegetais, essas proteínas têm sido consideradas essenciais na manutenção de funções vitais, como absorção de água e nutrientes em raízes, germinação de sementes, fotossíntese, transpiração e reprodução. O presente trabalho faz uma revisão sobre a caracterização funcional e molecular das aquaporinas e sua importância no desenvolvimento da planta e na resposta a estresses ambientais. Apesar dos avanços nas pesquisas com aquaporinas de plantas, existem poucos estudos com espécies nativas de regiões tropicais havendo, portanto, vasto campo de pesquisa a ser explorado, tendo em vista as diferenças na disponibilidade de água, a ocorrência de estresses ambientais diversos nos biomas tropicais e os mecanismos empregados pelas plantas dessas regiões para se adaptar à grande variedade de condições ambientais.<hr/>From the functional identification of the first plant aquaporin, in 1993, up to today, a lot of information about the structure, location and function of different members of this multigene family of membrane proteins was provided by the scientific community. Initially regarded as "simple water channels", the aquaporins have been shown to transport gases and small neutral solutes such as glycerol, urea and silicon, transforming the concept of transmembrane transport. Due to the redundancy of aquaporin genes and their distribution in all organs and plant tissues, these proteins have been considered essential in maintaining vital functions in plants such as water and nutrient uptake in roots, seed germination, photosynthesis, transpiration and reproduction. This work presents a review on molecular and functional characterization of aquaporins and their relevance for plant development and in response to environmental stresses. Despite advances in research on plant aquaporins, there are few studies with native species from tropical regions and therefore there is a vast field of research to be explored, given the differences in water availability, the occurrence of various environmental stresses in tropical biomes, and the mechanisms employed by plants of these regions to be adapted to the wide variety of environmental conditions. <![CDATA[<b>Conservação e germinação <i>in vitro</i> de pólen de milho (<i>Zea mays</i> subsp. <i>mays</i>)</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-84042011000400003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O armazenamento de pólen é uma importante ferramenta para programas de melhoramento de milho, permitindo preservar, sob condições artificiais, a viabilidade de gametas masculinos e ampliar as possibilidades de cruzamentos, independente da época do florescimento das variedades genitoras. O presente trabalho teve como objetivo avaliar meios de cultivo para a germinação in vitro de pólen de milho e analisar condições de conservação. Para avaliar viabilidade, foram testados seis meios de cultivo, contendo sacarose, ácido bórico, cloreto de cálcio hidratado e ágar. Para a conservação de pólen foram analisadas duas temperaturas (4 ºC e -20 ºC) e dois agentes desidratantes de pólen (sílica gel e cloreto de cálcio hidratado). Os altos valores de viabilidade do pólen no período de até 30 dias de armazenamento indicam que a desidratação em sílica gel e armazenamento a 4 ºC conservam a viabilidade de pólen de milho. O meio de cultivo que proporcionou a maior taxa de germinação in vitro foi com a composição de 0,7% de ágar, 17% de sacarose, 0,01% de ácido bórico e 0,03% de cloreto de cálcio hidratado.<hr/>The storage of pollen can be considered an important tool for maize breeding programs, allowing to preserve, under artificial conditions, the viability of male gametes and extend the possibilities of crossings regardless of flowering time of parental varieties. This study aimed to evaluate the culture media for in vitro germination of corn pollen and analyze storage conditions. To examine viability, six different culture media containing sucrose, boric acid, calcium chloride and agar were evaluated. For pollen preservation, two temperatures (4 ºC and -20 ºC) and two agents of pollen dehydration (silica gel and hydrated calcium chloride) were evaluated. The high values of pollen viability up to 30 days of storage indicate that dehydration in silica gel and storage at 4 ºC preserve the viability of corn pollen. The culture medium that provided the highest germination rate in vitro was the composition of 0.7% agar, 17% sucrose, 0.01% boric acid and 0.03% calcium chloride hydrate. <![CDATA[<b>Padrões de distribuição geográfica das espécies de <i>Chamaecrista</i> sect. </b><b><i>Chamaecrista</i></b><b> ser. <i>Coriaceae</i> (Benth.) H. S. Irwin & Barneby, Leguminosae - Caesalpinioideae</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-84042011000400004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Uma análise de distribuição geográfica de Chamaecrista sect. Chamaecrista ser. Coriaceae foi realizada com base em mapas atualizados plotando as ocorrências conhecidas de 27 táxons (20 espécies) da série. Apenas uma espécie ocorre na região do Caribe, nas Bahamas, C. caribaea (Northr.) Britton, enquanto todas as demais estão presentes no principal centro de diversidade, a Cadeia do Espinhaço, exibindo dois padrões principais: 1) ocorrência contínua ou disjunta ao longo da Cadeia do Espinhaço e áreas adjacentes ou disjuntas e 2) espécies endêmicas da porção sul dessa formação montanhosa. Entre as disjunções, destacam-se três espécies, uma ocorrendo no Espinhaço e em serras do "Arco de Brasília" até Goiás (C. cardiostegia H. S. Irwin & Barneby), uma no Espinhaço e no Espírito Santo (C. mucronata (C. Sprengel) H. S. Irwin & Barneby) e outra centrada no Espinhaço e no Planalto das Guianas (C. roraimae (Benth.) Gleason). Os padrões de distribuição geográfica são discutidos com base em dados obtidos sobre outros grupos de angiospermas e uma análise realizada anteriormente com cinco espécies da série. Os resultados demonstram uma concentração de espécies restrita a regiões de altitude situadas no Domínio do Cerrado, corroborando o alto grau de endemismo já documentado em outros grupos na região. Essa análise constitui um primeiro passo para possibilitar estudos visando à compreensão dos processos responsáveis pela diversificação do grupo no cerrado, sobretudo em áreas elevadas.<hr/>An analysis of the geographic distribution of the 27 taxa belonging to 20 species of Chamaecrista sect. Chamaecrista ser. Coriaceae was carried out, based on maps depicting the known occurrences of the taxa. One species occurs in the Caribbean region, C. caribaea (Northr.) Britton, whereas the others are distributed in a main center of diversity, the Espinhaço Range, presenting two main patterns: 1) a continuous to disjunct occurrence through the Espinhaço Range and adjacent or disjunct areas, and 2) an endemic distribution in the southern region of that mountain range. Among the disjunctions, three species are noteworthy: one occurring in the Espinhaço and elevations of the "Arco de Brasília" westwards Goiás (C. cardiostegia H. S. Irwin & Barneby), other in the Espinhaço and in Espírito Santo State (C. mucronata (C. Sprengel) H. S. Irwin & Barneby), and a third one centered in the Espinhaço and in the Guyana Shield (C. roraimae (Benth.) Gleason). The distribution patterns are discussed, mainly as compared to data from other groups of angiosperms, and to a previous analysis of five species belonging to C. ser. Coriaceae. The results show a concentration of endemic species in highlands in the Cerrado Domain. They give additional support to the high degree of endemism already documented for other groups in the region. This analysis is an initial step allowing further studies to understand the processes responsible for the diversification of the group in the cerrado, specially in elevated areas. <![CDATA[<b>Novos registros de fungos anamorfos (hifomicetos) para o Neotrópico e América do Sul</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-84042011000400005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Por suas condições estruturais e climáticas as florestas tropicais são ecossistemas onde prolifera uma grande diversidade fúngica. A Amazônia é reconhecida como a maior floresta tropical existente. No entanto, estudos taxonômicos sobre fungos hifomicetos nesta região são escassos. Este trabalho teve como objetivo investigar a ocorrência de hifomicetos associados a partes em decomposição da Arecaceae Euterpe oleracea Mart. (açaizeiro). Entre agosto de 2008 e abril de 2009 foram coletadas partes em decomposição de açaizeiro na Área de Proteção Ambiental Ilha do Combu, Município de Belém, Pará. Como parte dos resultados deste estudo foram encontrados dois novos registros para o Neotrópico (Digitodesmiumrecurvum W. H. Ho, K. D. Hyde & Hodgkiss e Pithomyces karoo Marasas & I. H. Schum.) e 10 para a América do Sul. O presente trabalho contém descrições taxonômicas, comentários, distribuição geográfica e ilustrações para cada um dos novos registros.<hr/>Floristic structure and climatic conditions of tropical rainforests characterize ecosystems where very diverse fungal populations proliferate. Amongst those, the Amazonia is recognized as the biggest existing tropical forest in the world. However, taxonomic studies on hyphomycetes fungi in this region are scarce. The objective of this work was to investigate the occurrence of conidial fungi (hyphomycetes) associated to the decomposition of dead parts of Euterpe oleracea Mart.(açaizeiro), Arecaceae. From August 2008 to April 2009 decaying parts of this palm tree were collected in the Combu Island, an Environmental Protection Area, at the city of Belém, Pará. As partial result of this study, two new records of Hyphomycetes for the Neotropics (Digitodesmiumrecurvum W. H. Ho, K. D. Hyde & Hodgkiss and Pithomyceskaroo Marasas & I. H. Schum.) and other new 10 fungal species records for South America were found. Taxonomic descriptions, commentaries, geographic distribution and illustrations for each new record are given. <![CDATA[<b>Caracterização dos estádios ontogenéticos de três espécies de palmeiras</b>: <b>uma proposta de padronização para estudos de dinâmica populacional</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-84042011000400006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O objetivo desse estudo foi identificar, classificar e descrever os indivíduos de três espécies de palmeiras (Astrocaryum aculeatissimum (Schott) Burret, Euterpe edulis Mart. e Geonoma schottiana Mart.) em estádios ontogenéticos e/ou classes. As populações foram amostradas em 2005 em cinco fragmentos florestais. Todos os indivíduos das três espécies dentro de nove parcelas de 30 × 30 m em cada fragmento foram medidos: diâmetro à altura do solo, altura até a inserção da última folha, número de folhas e partição do limbo foliar. Esses dados serviram para classificar os indivíduos de cada espécie em cinco classes. Astrocaryum aculeatissimum e E. edulis apresentaram marcada mudança no tipo de folha ao longo da ontogenia. Já G. schottiana apresentou ampla variação no tipo de folha e apenas as plântulas apresentaram um único tipo de folha. O aparecimento do estipe também marcou mudança de classe, assim como o evento reprodutivo. Tipo de folha, aparecimento do estipe e eventos reprodutivos foram as principais características usadas para identificação dos estágios ontogenéticos. Porém, para E. edulis e G. schottiana características quantitativas também foram utilizadas, pois alguns estádios apresentaram ampla variação no tamanho. Estudos que busquem a identificação e descrição de estádios ontogenéticos são muito importantes para possibilitar a padronização e comparação entre estudos populacionais.<hr/>The objective of this study was to identify, classify and describe the ontogenetic stages and/or size classes of three tropical palm species, Astrocaryum aculeatissimum (Schott) Burret, Euterpe edulis Mart. and Geonoma schottiana Mart. The populations were sampled in five fragments of Atlantic Rain Forest in 2005. All individuals had their diameter and height measured, and also the number and kind of leaf recorded in each fragment of nine 30 × 30 m plots. Based on these measurements, we assigned each individual to one of five classes. Astrocaryum aculeatissimum and E. edulis change their kind of leaf throughout development. Geonoma schottiana has a high variation in the kind of leaf, and only the seedlings stage displays only one kind of leaf. The appearance of stem and reproductive events also represents class change. The kind of leaf, the surge of the stem and reproductive events were the main characteristics used for the ontogenetic stage identification. However, for E. edulis and G. schottiana class identification, we also used quantitative characteristic because some stages have wide size variation. Studies that characterize and describe species ontogenetic stages are very important for standardization and to allow comparison between studies of population structure and dynamics. <![CDATA[<b>Autopolinização, polinização cruzada e polinização interespecífica em <i>Passiflora capsularis</i> e <i>P. rubra</i></b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-84042011000400007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt This study aimed to characterize the reproductive system of Passiflora capsularis L. and P. rubra L. In vivo controlled pollinations, in vitro pollen germination and pollen-ovule (P:O) ratio evaluation were conducted. In self-pollination, intraspecific and interspecific pollination, P. capsularis showed means of 62.5, 68.7 and 48.4% of fertilized flowers, while in P. rubra, the averages were 67.2, 62.5 and 46.9%, respectively. For in vitro germination, 52.2% of P. capsularis pollen grains germinated while in P. rubra, the percentage was 64.4. The P:O ratio was 22.4 for P. capsularis, and 27.4 for P. rubra, which included them in the category of obligatory autogamous. Passiflora capsularis and P. rubra can reproduce both by self-pollination and cross-pollination, and crossings between the two species succeeded though the success rate was lower than 50%. The characteristics of the reproductive system of both species allow the use of greater range of options on breeding methods for production of ornamental Passiflora plants.<hr/>O presente trabalho objetivou caracterizar o sistema reprodutivo de Passiflora capsularis L. e P. rubra L. Foram realizadas polinizações controladas in vivo, germinação in vitro do pólen e razão pólen:óvulo (P:O). Nas autopolinizações, polinizações intra-específicas e interespecíficas, P. capsularis apresentou em média 62,5, 68,7 e 48,4% de flores fertilizadas, enquanto em P. rubra a média foi de 67,2, 62,5 e 46,9%, respectivamente. Na germinação in vitro, 52,2% dos grãos de pólen de P. capsularis germinaram, enquanto em P. rubra o percentual foi 64,4%. A razão P:O foi 22,4 para P. capsularis e 27,4 para P. rubra, que as incluiu na categoria de autógamas obrigatórias. Passiflora capsularis e P. rubra podem se reproduzir por autopolinização e polinização cruzada, e cruzamentos entre as duas espécies foram bem sucedidos mesmo com baixa taxa de sucesso (menos de 50%). As características do sistema reprodutivo de ambas as espécies permitem a utilização de maiores opções de métodos de melhoramento para produção de plantas ornamentais de Passiflora. <![CDATA[<b>Sistema de reprodução em <i>Myracrodruon urundeuva</i> (Anarcadiaceae)</b>: <b>implicações para a conservação genética</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-84042011000400008&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt The aims of this study were to investigate the mating system of a fragmented population of the dioecious tropical tree Myracrodruon urundeuva Allemão, using five microsatellite loci and the mixed mating and correlated mating models. The study was conducted in the Estação Ecológica de Paulo de Farias (436 ha), where the population occupies about 142 ha. The mating system was estimated using 514 open-pollinated offspring, collected from 30 seed-trees. Estimates of the multilocus outcrossing rate confirm that the species is dioecious (t m = 1.0). Low levels of mating among relatives were detected in the population (1 - t s = 0.020). The estimate of paternity correlation (r p(m)) indicated that offsprings were composed of mixtures of half-sibs and full-sibs, with the latter occurring at a low frequency (average of 0.148). The estimated coancestry coefficient within families (Θ = 0.147) was larger and the effective population size (Ne(v)) was lower (Ne(v) = 2.98) than expected in progenies from panmictic populations (Θ = 0.125, Ne(v) = 4, respectively). In terms of conservation, the results indicate that to retain an effective population size of 150, is necessary to collect seeds from at least 50 seed-trees.<hr/>O objetivo deste estudo foi investigar o sistema de reprodução de uma população fragmentada da espécie arbórea dióica, Myracrodruon urundeuva Allemão, utilizando cinco locos microssatélites e os modelos mistos de reprodução e de cruzamentos correlacionados. O estudo foi conduzido na Estação Ecológica de Paulo de Faria (436 ha), onde a população ocupa uma área aproximada de 142 ha. Foram amostradas 514 progênies de polinização aberta coletadas de 30 árvores matrizes da população. A estimativa da taxa de cruzamento multilocus confirma que a espécie é dióica (t m = 1,0). Baixos níveis de cruzamentos entre parentes foram detectados na população (1 - t s = 0,020). A estimativa da correlação de paternidade (r p(m)) indicou que as progênies são compostas por misturas de meios-irmãos e irmãos-completos, embora este último ocorra em menor proporção (média de 0,148). O coeficiente de coancestria dentro das progênies (Θ = 0,147) foi maior e o tamanho efetivo de variância (Ne(v) = 2,98) foi menor do que o esperado em progênies de populações panmíticas (Θ = 0,125, Ne(v) = 4, respectivamente). Em termos de conservação genética, os resultados indicam que para se obterem lotes de sementes com tamanho efetivo de referência de 150, é necessário coletar sementes de pelo menos 50 árvores matrizes. <![CDATA[<b>Sistemas de polinização e de reprodução de três espécies de <i>Jatropha</i> (Euphorbiaceae) na Caatinga, semi-árido do Brasil</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-84042011000400009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt São apresentados a biologia floral, a dinâmica de produção de néctar, visitantes florais e sistemas reprodutivos de Jatropha ribifolia (Pohl) Baill. (Euphorbiaceae) e uma comparação dos dados obtidos para J. mollissima (Pohl) Baill. e J. mutabilis (Pohl) Baill. O estudo foi desenvolvido em uma área de caatinga hiperxerófila, na Estação Biológica de Canudos, Bahia, Brasil, de maio de 2005 a junho de 2007. As flores das três espécies estão organizadas em dicásios protogínicos. Em J. ribifolia as flores estaminadas e pistiladas duram cerca de 48 horas e a abertura é diurna, enquanto em J. mollissima e J. mutabilis as estaminadas duram entre 12 e 15 horas e as pistiladas entre 36 e 48 horas e a abertura é crepuscular. A produção de néctar, a viabilidade polínica e a receptividade estigmática iniciaram-se logo após a abertura total das flores e se sobrepuseram até sua senescência. A produção de néctar variou ao longo do dia e as flores pistiladas produziram maiores volumes que as estaminadas. A viabilidade polínica e a receptividade estigmática foram observadas nas três espécies durante toda a vida da flor. Houve diferença significativa entre os tratamentos dos sistemas reprodutivos para J. mollissima (KW = 59,796), J. mutabilis (KW = 59,058) e J. ribifolia (KW = 63,660). As três espécies produziram frutos por geitonogamia manual e xenogamia manual e apenas J. ribifolia produziu frutos por geitonogamia espontânea. As abelhas Apis mellifera, Xylocopa frontalis e X. grisescens e os beija-flores Chlorostilbon lucidus e Anopetia gounellei são os polinizadores potenciais de J. mollissima e J. mutabilis. Já para J. ribifolia, os potenciais polinizadores são A. mellifera e X. grisescens. A utilização de uma gama variada de vetores de pólen permite o fluxo polínico e a formação de frutos nas três espécies. Por sua vez, o sequenciamento no período da floração e diferenças nas dimensões das flores e nos horários da antese ajudam a manter o isolamento reprodutivo das três espécies e evitam a perda de pólen interespecífico, que poderia ser alta devido à partilha de alguns dos polinizadores.<hr/>The floral biology, nectar production behavior, floral visitors, and reproductive systems of Jatropha ribifolia (Pohl) Baill. (Euphorbiaceae) is presented and compared of those of J. mollissima (Pohl) Baill. and J. mutabilis (Pohl) Baill. The study was undertaken in an area of hyperxerophilous caatinga at the Estação Biológica de Canudos, Bahia State, Brazil, from May 2005 to June 2007. The flowers of the three species are disposed in a protogynic dichasium. In J. ribifolia both staminate and pistilate flowers last for about 48 hours and flower opening is diurnal, while in J. mollissima and J. mutabilis the staminate flowers last from 12 to 15 hours and the pistilate flowers from 36 to 48 hours, with flower opening occurring at sunset. Nectar production, pollen viability, and stigma receptivity initiate soon after full opening of both floral types, and sexual activity overlaps until senescence. Nectar production varied throughout the day, with higher production by the pistilate flowers; pollen viability and stigma receptivity during the lifetime of the flower occurred in all three species. Significant differences occurred between the reproductive system treatments of J. mollissima (KW = 59.796), J. mutabilis (KW = 59.058), or J. ribifolia (KW = 63.660). The three species produced fruits by experimental geitonogamy as well as experimental xenogamy, while only J. ribifolia produced fruits by spontaneous geitonogamy. The bees Apis mellifera, Xylocopa frontalis and X. grisescens and the hummingbirds Chlorostilbon lucidus and Anopetia gounellei are potential pollinators for J. mollissima and J. mutabilis and A. mellifera and X. grisescens are potential pollinators for J. ribifolia. The diversity of anthophiles on flowers of the three species allows pollen flow and fruit set. On the other hand asynchronous flowering and differences of flower morphology and anthesis help maintain the reproductive isolation and prevent the loss of interspecific pollen due to sharing of pollinators. <![CDATA[<b>Fenologia reprodutiva de <i>Maytenus ilicifolia</i> (Celastraceae) na Floresta Nacional de Irati, Paraná, Brasil</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-84042011000400010&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este trabalho teve como objetivo investigar a fenologia reprodutiva em uma população natural de Maytenus ilicifolia Mart. ex Reissek na Floresta Ombrófila Mista (Floresta com Araucária). O acompanhamento fenológico foi realizado de abril de 2003 a março de 2005, em 78 indivíduos adultos marcados. As intensidades dos eventos floração (antese) e frutificação foram estimadas utilizando a escala de Fournier. A população apresentou comportamento sazonal. As correlações entre temperatura, comprimento do dia e florescimento foram significativas. Dois morfos florais, um pistilado e outro estaminado, foram identificados e, junto com os resultados dos padrões fenológicos, é sugerido o caráter dióico na espécie.<hr/>The present study investigates the reproductive phenology of a natural population of Maytenus ilicifolia Mart. ex Reissek from the Mixed Ombrophylous Forest (Araucaria Forest). The phenological study was carried out from April 2003 to March 2005, on 78 adult trees. The intensity of phenological events was estimated based on the scale of Fournier. The population showed seasonal behavior. A significant correlation was observed between temperature, day length and flowering. Two floral types were identified, one pistillate and the other staminate, and together with the phenology patterns results a dioecious characteristic for the species is suggested. <![CDATA[<b>Cianobactérias planctônicas de um lago artificial urbano na cidade de Goiânia, GO</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-84042011000400011&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Os criatórios de peixe do estado de Goiás são inúmeros e de intensa atividade recreativa. No entanto, estudos sobre as cianobactérias nesses ambientes são escassos, fato preocupante, uma vez que é comum notar-se intensa proliferação do fitoplâncton em pesqueiros, principalmente devido a ações antrópicas. O perigo consiste na formação de florações de espécies potencialmente tóxicas, principalmente de cianobactérias. Este trabalho visa inventariar as espécies planctônicas de cianobactérias ocorrentes em um pesqueiro (lago Jaó - um lago artificial raso) da área municipal de Goiânia (GO) (16º39'13" S-49º13'26" O). As amostragens foram realizadas nos períodos de seca (2003 a 2008) e chuva (2009), quando visualmente era evidente a ocorrência de florações. Foram aferidas variáveis climatológicas, morfométricas e limnológicas. O período de seca foi representativo nos anos amostrados apresentando no máximo 50 mm de precipitação mensal em 2005. Foram registrados 31 táxons de cianobactérias pertencentes aos gêneros Dolichospermum (5 spp.), Aphanocapsa (4 spp.), Microcystis (3 spp.), Pseudanabaena (3 spp.), Radiocystis (2 spp.), Oscillatoria (2 spp.), Bacularia, Coelosphaerium, Cylindrospermopsis, Geitlerinema, Glaucospira, Limnothrix, Pannus, Phormidium, Planktolyngbya, Planktothrix, Sphaerocavum e Synechocystis, esses últimos com uma espécie cada. Nos anos de 2003 a 2005 ocorreu predomínio de florações de espécies de Dolichospermum e em 2006 predominaram espécies de Microcystis, Radiocystis e Aphanocapsa. Das espécies inventariadas neste estudo, 21 são primeiras citações para o estado de Goiás e 13 foram constadas na literatura como potencialmente tóxicas.<hr/>Fish farms are numerous in Goiás State and they are under intense recreational activity. However, studies about cyanobacteria in these environments are scarce, a concerning situation, since the occurrence of intense proliferation of phytoplankton in this kind of environments is common and there is the risk of blooms of toxic species. This paper aims to carry out the inventory of planktonic species of cyanobacteria occurring in a fishery pond (lake Jaó - a shallow artificial lake) in the city of Goiânia (16º39'13" S-49º13'26" W). Sampling was carried out during dry (2003 to 2008) and rainy periods (2009), when it was visually evident the occurrence of blooms. Climatic, morphometric and limnological variables were measured. The dry period was representative in the sampled years presenting a maximum of 50 mm of monthly precipitation in 2005. Thirty-one taxa of cyanobacteria were found belonging to the genera Dolichospermum (5 spp.), Aphanocapsa (4 spp.), Microcystis (3 spp.), Pseudanabaena (3 spp.), Radiocystis (2 spp.), Oscillatoria (2 spp.), and Bacularia, Coelosphaerium, Cylindrospermopsis, Geitlerinema, Glaucospira, Limnothrix, Pannus, Phormidium, Planktolyngbya, Planktothrix, Sphaerocavum and Synechocystis with one species each. In the years of 2003 to 2005 the blooms were formed predominantly by species of Dolichospermum and in 2006 by species of Microcystis, Radiocystis and Aphanocapsa. Among all the species identified in this study, 21 are new records for the state and 13 have been referenced in literature as potentially toxic. <![CDATA[<b>Influência do déficit hídrico na germinação de sementes e no desenvolvimento inicial de três espécies de Pleurothallidinae (Orchidaceae)</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-84042011000400012&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A subtribo Pleurothallidinae possui cerca de 4.100 espécies em 36 gêneros, e ocorre somente nas Américas. Acianthera teres (Lindl.) Borba é rupícola e exposta a luz e a altas temperaturas. Octomeria gracilis Lood. ex Lindl. e Octomeria crassifolia Lindl. são epífitas de florestas, porém, a primeira ocorre em áreas úmidas e a segunda em locais mais secos. A disponibilidade de água influencia o metabolismo nas diversas etapas do desenvolvimento vegetal. Objetivou-se com este trabalho avaliar a influência do déficit hídrico, induzido pela adição de polietileno glicol 6000 (PEG) ao meio de cultura, na germinação e desenvolvimento inicial em A. teres, O. crassifolia e O. gracilis. A semeadura foi efetuada em meio MS/2, sob quatro tratamentos: controle (sem adição de PEG), e com 50 g L-1, 100 g L-1 e 200 g L-1 de PEG, induzindo potenciais hídricos de -0,53, -0,70, -0,86 e -1,60 MPa, respectivamente. Foram realizadas análises aos 45, 120 e 180 dias de cultivo. Em A. teres, observou se que o menor potencial hídrico do meio resulta em menor taxa de germinação e maior retardo do desenvolvimento inicial das plantas. Em O. crassifolia, quanto menor o potencial hídrico do meio, maior a taxa de germinação, contudo, o desenvolvimento foi semelhante entre os tratamentos aos 180 dias. Octomeria gracilis possui certa tolerância a redução do potencial hídrico até 120 dias, e desenvolvimento mais rápido em potenciais hídricos de -0,53 e -0,70 MPa.<hr/>The subtribe Pleurothallidinae has about 4,100 species in 36 genera, and occurs only in the Americas. Acianthera teres (Lindl.) Borba is rupicolous, exposed to light and high temperatures. Octomeria gracilis Lood. ex Lindl. and Octomeria crassifolia Lindl. are epiphytes in forests, but the first grows in moist and the latter in drier areas. The availability of water influences the metabolism at different stages of plant growth. The objective of this study was to evaluate the influence of water deficit induced by the addition of polyethylene glycol 6000 (PEG) to the culture medium, in the germination and initial development of A. teres, O. crassifolia and O. gracilis. Seeds were sown on MS/2 medium under four treatments: control (without PEG), and with 50 g L-1, 100 g L-1 and 200 g L-1 of PEG, inducing water potentials of -0.53, -0.70, -0.86 and -1.60 MPa, respectively. Observations were carried out at 45, 120 and 180 days. In A. teres the lower the water potential of the medium, the lower the germination rate, and the greater the delay in seedling development. In O. crassifolia, the lower the water potential of the medium, the higher the rate of germination, but the development almost equaled between treatments in 180 days. Octomeria gracilis has some tolerance to reduced water potential up to 120 days and grows faster with water potentials of -0.53 and -0.70 MPa. <![CDATA[<b><i>Ouratea lancifolia</i></b><b> R. G. Chacon & K. Yamam. </b><b>(Ochnaceae), uma nova espécie do Cerrado, Brasil</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-84042011000400013&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A nova espécie Ouratea lancifolia R. G. Chacon & K. Yamam. é descrita. Ela compreende arbustos pequenos de savana gramíneo-lenhosa e se caracteriza pelas lâminas foliares lanceoladas de base cordada e margens serreadas. São apresentados descrição, ilustração e comentários ecológicos. São analisadas as diferenças em relação às duas espécies mais próximas, O. lanceolata (Pohl) Engl. e O. floribunda (A. St.-Hil.) Engl., também ocorrentes no bioma Cerrado.<hr/>The new species Ouratea lancifolia R. G. Chacon & K. Yamam. is described. It comprises small shrubs from grassy savannas and is characterized by lanceolate leaves with cordate base and serrate margins. Description, illustration, and ecological comments are presented. Distinctions between the new species and its two closest species, O. lanceolata (Pohl) Engl. e O. floribunda (A. St.-Hil.) Engl., also from the Cerrado biome, are pointed out. <![CDATA[<b>Isolamento e seleção de fungos filamentosos do solo de sistemas agroflorestais do Município de Bom Jardim (PE) com base na capacidade de produção de enzimas hidrolíticas</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-84042011000400014&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O presente trabalho teve por objetivo isolar e identificar fungos de solo de sistemas agroflorestais e avaliar a atividade enzimática destes fungos. Estes foram isolados pela técnica de diluição sucessiva e avaliados quanto à capacidade de degradar amido, celulose e caseína. Foram identificadas 11 espécies de fungos anamorfos (Hyphomycetes) distribuídos em cinco gêneros: Aspergillus, Cladosporium, Curvularia, Fusarium e Penicillium. As espécies estudadas não apresentaram atividade amilolítica satisfatória. Cladosporium cladosporioides (Fres.) De Vries e Penicillium chrysogenum Thom apresentaram maior índice de relação enzimática (IRE) para protease e celulase. Entre as espécies estudadas seis apresentaram maior Índice de Relação Enzimática (IRE) para celulase em comparação as demais enzimas.<hr/>This study aimed to isolate and identify fungi from soil of agroforestry systems and to evaluate the enzymatic activity of these fungi. These were isolated by successive dilution technique and evaluated for their ability to degrade starch, cellulose and caseine. Eleven species of anamorph fungi (Hyphomycetes) distributed in five genera were identified: Aspergillus, Cladosporium, Curvularia, Fusarium and Penicillium. The species studied did not show satisfactory amylolytic activity. Cladosporium cladosporioides (Fres.) De Vries and Penicillium chrysogenum Thom had higher enzyme relation index (ERI) for protease and cellulase. Among the species studied six showed higher Relative Enzymatic Index (IRE) for cellulase in comparison to the other enzymes. <![CDATA[<b>Errata</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-84042011000400015&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O presente trabalho teve por objetivo isolar e identificar fungos de solo de sistemas agroflorestais e avaliar a atividade enzimática destes fungos. Estes foram isolados pela técnica de diluição sucessiva e avaliados quanto à capacidade de degradar amido, celulose e caseína. Foram identificadas 11 espécies de fungos anamorfos (Hyphomycetes) distribuídos em cinco gêneros: Aspergillus, Cladosporium, Curvularia, Fusarium e Penicillium. As espécies estudadas não apresentaram atividade amilolítica satisfatória. Cladosporium cladosporioides (Fres.) De Vries e Penicillium chrysogenum Thom apresentaram maior índice de relação enzimática (IRE) para protease e celulase. Entre as espécies estudadas seis apresentaram maior Índice de Relação Enzimática (IRE) para celulase em comparação as demais enzimas.<hr/>This study aimed to isolate and identify fungi from soil of agroforestry systems and to evaluate the enzymatic activity of these fungi. These were isolated by successive dilution technique and evaluated for their ability to degrade starch, cellulose and caseine. Eleven species of anamorph fungi (Hyphomycetes) distributed in five genera were identified: Aspergillus, Cladosporium, Curvularia, Fusarium and Penicillium. The species studied did not show satisfactory amylolytic activity. Cladosporium cladosporioides (Fres.) De Vries and Penicillium chrysogenum Thom had higher enzyme relation index (ERI) for protease and cellulase. Among the species studied six showed higher Relative Enzymatic Index (IRE) for cellulase in comparison to the other enzymes.