Scielo RSS <![CDATA[Cadernos CEDES]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0101-326220010002&lang=en vol. 21 num. 54 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<strong>Apresentação</strong>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-32622001000200001&lng=en&nrm=iso&tlng=en <![CDATA[<strong>On the actuality of the concept of culture industry</strong>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-32622001000200002&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este texto objetiva argumentar que a essência do conceito de Indústria Cultural não só permanece atual, como também é relevante para a crítica das condições sociais que fundamentam a universalização da semiformação (Halbbildung). Conclui-se que uma concepção educacional crítica, balizada nos escritos de Theodor W. Adorno, poderia oferecer subsídios iniciais para uma práxis de resistência a esse processo de debilitação da individualidade.<hr/>This text holds that the concept of culture industry is actual and important to criticising the social conditions which universalizes a process of half culture. And it concludes that some Theodor W. Adorno's concepts could give elements to resist against this process which forms debilitated individualities. <![CDATA[<strong>Teaching in anadministered society</strong>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-32622001000200003&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este artigo utiliza conceitos da Teoria Crítica para analisar o ensino como ato formativo. Há um jogo de forças em contínua tensão que caracteriza esta ação humana fundamental em que se destaca a necessidade de, ao mesmo tempo, preservar e modificar. O quadro se torna mais complexo quando inserido na atual sociedade administrada, saturada de informações profusas, fragmentadas e desconexas. Eis o solo em que viceja a Indústria Cultural e um de seus produtos, a semi-formação. Este conjunto de reflexões se impõe a qualquer escola que se pretenda crítica.<hr/>This article uses concepts of the Critical Theory to analyse teaching as an educative act. There is a game of power in continuous tension which characterizes this fundamental human action, one of which is the all-important need to preserve and at the same time to modify. This frame becomes more complex when inserted in our present administered society, which is impregnated by profuse, fragmented and disconnected information. Here is the soil where the culture industry and one of its products -- the half-culture -- grow. This reflexive conjunct is imperative to every school which intends to be critical. <![CDATA[<strong>An education of the eye</strong>: <strong>the images in the society urban, industrial and of market</strong>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-32622001000200004&lng=en&nrm=iso&tlng=en Neste artigo, pretendemos pensar o processo de produção industrial de imagens como parte de um programa de educação visual, cujas origens históricas antecedem o atual desenvolvimento industrial. Nossa hipótese é de que a valorização irrefletida da produção e do consumo de imagens através de aparelhos tecnológicos reproduz e intensifica a desvalorização dos sentidos na produção de conhecimento e revaloriza o pensamento "cartesiano", educando o olho a ver o homem e o mundo conforme as possibilidades e os limites destas formas de representação da realidade. A ausência de uma atitude crítica em relação aos processos de produção destas imagens e o desconhecimento de suas origens históricas fazem com que a escola incorpore, de forma conservadora, o programa de educação visual acima referido e eduque, de forma alienada, o olho a ver a realidade.<hr/>In this article, we intend to think the process of industrial production of images as part of a program of visual education, whose historical origins precede the current industrial development. Our hypothesis is that the thoughtless valorization of the production and consumption of pictures through technological apparels reproduces and intensifies the depreciation of the senses in the knowledge production and revalues the "Cartesian" thought, educating the eye to see the man and the world agreement the possibilities and the limits of these ways of representation of the reality. The absence of a critical attitude in relation to the processes of production of these images and the ignorance of its historical origins do with that the school incorporates, in a conservative way, the program of visual education above referred and educate, in an alienated way, the eye to see the reality. <![CDATA[<strong>Communication, culture and educational administration</strong>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-32622001000200005&lng=en&nrm=iso&tlng=en O artigo objetiva, a partir das reflexões sobre a Indústria Cultural e a racionalidade dominante na sociedade industrial, feitas pelos filósofos da Escola de Frankfurt, discutir o modelo predominante de gestão das organizações e a possibilidade de se pensar em uma teoria e um modelo de gestão fundamentado na teoria comunicativa proposta por aquela escola de pensamento e sua aplicação às organizações educacionais. Parte de alguns pressupostos para a formulação de uma teoria de gestão, como visão da organização, comunicação, poder e autoridade, na ótica da racionalidade técnica e instrumental para chegar, ao final, a um modelo de gestão em que estes mesmos pressupostos aparecem sob a racionalidade comunicativa.<hr/>This article intents, from the reflections about the cultural industry and the industrial society, makes for philosophers of the Frankfurt School, to discuss the predominant model of administration of organizations and the possibility to mind an theory aid model of administration based on Communication Theory proposed in that School, and its application of renovate form on the educational organization. <![CDATA[<strong>Cultural industry</strong>: <strong>some politics, cultural and social determinations in the education</strong>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-32622001000200006&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este artigo analisa a persistência da marginalização e da exclusão social apesar da pretensa democratização da informação que estaria sendo viabilizada pela introdução de novas tecnologias nos meios de comunicação de massa, nas escolas e nos currículos escolares. Essas novas tecnologias (TV, vídeos, computadores conectados à Internet), tendo sido apropriadas pela Indústria Cultural, continuam "produzindo" analfabetos e os chamados analfabetos funcionais bem como, mais recentemente, os "analfabetos ponto com". Tais recursos não vêm resultando em maior conhecimento e participação dos indivíduos nas decisões políticas e nos bens socio-culturais que ficam restritos a uma pequena minoria, a qual se poderia chamar pelo substantivo "cidadão". A tentativa de superação dos modismos pedagógicos, buscando uma educação crítica e criativa em direção a objetivos emancipadores, é tarefa ainda a ser realizada.<hr/>This paper analyzes the persistence of both the apartheid and social exclusion despite the supposed information democratization that would be made possible by the introdution of new technologies in the communication means at educational and institutions curricula. Such new technologies (TVs, VCRs, computers connected to the Internet), having been adopted by the cultural industry, continue "producing" illiterate people and known as functional illeterate as well as, lately, the "illeterate dot com". These resources have generated neither greater knowledge nor individual participation in the political decisions and in the socio-cultural goods restricted to a minority of people who could be called "citizens". The overcome of fashion pedagogic aiming critical and creative education driven to emancipating objectives is still a task to be accomplished. <![CDATA[<b>The cultural industry invades the Brazilian school</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-32622001000200007&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este artigo trata de uma das variáveis presentes no meio escolar que a cada dia ganha mais espaço nas áreas sociais -- a Indústria Cultural. Este termo conhecido desde 1947, através de Adorno & Horkheimer, com o lançamento da obra Dialética do Esclarecimento, denuncia que, nas relações de troca de mercadorias a que são reduzidas todas as relações sociais, o produto cultural perde seu brilho, sua unicidade, sua especificidade de valor de uso. Quando se transforma em um valor de troca, dissolve a verdadeira arte ou cultura.<hr/>Culture Industry invades school: This article deals with the culture industry, which nowadays is a most effective influence on the school system and on several social areas. Coined by Adorno and Horkheimer in the Dialectic of Enlightenment in 1947, this term denounces that in the relations of exchanging merchandise into which all social relations are reduced the cultural work loses its luminosity, its uniqueness, its especific qualities as value of use. By becoming a value of exchange it consumes the real art and culture. <![CDATA[<b>Art, Cultural Industry and education</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-32622001000200008&lng=en&nrm=iso&tlng=en A necessidade, cada vez mais crescente, da busca de felicidade tem feito com que as pessoas se deixem influenciar pelo consumo desmedido dos produtos ofertados pela Indústria Cultural, fazendo da arte, de modo especial, da música, um meio de tornar-se igual sem perceber que estão se colocando à margem de sua própria cultura. Neste sentido, é necessário repensar quais são as contribuições da educação no intuito de formar para a emancipação e para a resistência, segundo as concepções adornianas.<hr/>The increasing need for the search of happiness has made people become influenced by uncontrolled consuming of products offered by Cultural Industry, turning art, and specially music, a means of being equal. In this way they do not realize that they are placing themselves at the edge of their own culture. In this sense it is necessary to think again which are the contributions of education to prepare for emancipation and resistance according to adornian conceptions. <![CDATA[<b>Cultural industry and the booklet learnship system</b>: <b>the capitalist logic</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-32622001000200009&lng=en&nrm=iso&tlng=en O texto propõe uma reflexão sobre o sistema de ensino apostilado adotado em escolas e cursos preparatórios. A apostila é vista como um símbolo de eficiência e modernização, passando um conhecimento de maneira organizada, prática e racional, tendo como um único objetivo a aprovação no vestibular. O ensino apostilado compartimentaliza as informações e faz o indivíduo perder a criticidade; nota-se, portanto, uma mercantilização e massificação do conhecimento, transformando o "ensino" em mais um produto da Indústria Cultural.<hr/>The text suggest a reflection about the booklet learnship system adopted in some private schools and preparatory courses. The "apostila" is seems as a symbol of efficience and modernization, transmitting knowledge in a tidy way, practical and rational, with the only aim of vest approval (entrance examination). The booklet learnship system shon the information in "parts" and makes the person loose his power of criticism, it is noticed however, a kind of "trade" and mass production of knowledge, transforming the "teaching" process in just another cultural industry.