Scielo RSS <![CDATA[Cadernos CEDES]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0101-326220030002&lang=en vol. 23 num. 60 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<B>Apresentação</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-32622003000200001&lng=en&nrm=iso&tlng=en <![CDATA[<B>The place and the map</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-32622003000200002&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este texto é um exercício de imaginação geográfica a partir de uma situação: a de habitar um lugar, ocupar-se dele, cultivá-lo. Explorada por meio de Atlas Escolares Municipais, esta situação, definida igualmente como geográfica, permite pensar o espaço geográfico como a mediação entre o mundo e o lugar. É a partir do lugar que podemos instaurar o espaço, o espaço que nos convém e responder à pergunta: onde, como e por que estamos. O ensino do lugar nas séries iniciais do ensino fundamental refere-se à possibilidade de fazer com que os alunos aprendam a habitar o seu lugar reconhecendo-o como o "espaço do acontecer solidário". Por meio do estudo dos mapas da sua cidade, os alunos apropriam-se de um instrumento de exploração de territórios existenciais e cognitivos que lhes permite dar visibilidade ao mundo que se realiza no lugar e de um suporte intelectual eficiente que permite visualizar e operar rapidamente as informações.<hr/>This text is an exercise of geographical imagination based on a given situation: living in a place, taking care of it and improving it. Explored through Atlas Escolares Municipais (Municipal School Atlases), this situation, also defined as a geographical one, allows thinking the geographical space as a mediation between the world and the local place. From this place, we can establish the space, whatever space that may suit us, and answer the questions: where, how and why we are here. Teaching the local place in the first grades of primary school means trying to have our students learn to live in their place, acknowledged as the "space of solidarity happenings". Through the study of maps of their city, students may explore existential and cognitive territories and give visibility to the world that "unfolds" in their local place. In addition, it is an efficient intellectual support to visualize and process information quickly. <![CDATA[<B>Municipal atlases elaborated by teachers</B>: <B>the joint experience of Limeira, Rio Claro and Ipeúna</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-32622003000200003&lng=en&nrm=iso&tlng=en Na última década, as recomendações curriculares de história e geografia para o ensino fundamental incentivaram a produção de atlas municipais, uma vez que permitem incluir num só volume mapas, textos, fotografias, gráficos, entre outras fontes de informação, a respeito do espaço local. Este artigo apresenta uma experiência em que a produção de atlas municipais se tornou projeto de pesquisa colaborativa entre pesquisadores da universidade e professores de geografia, história e ciências de três municípios. Problemas como recorte curricular, linguagem cartográfica e formação de professores consistem nos pontos principais da pesquisa, a qual traz uma contribuição significativa para a constituição de uma linha de pesquisa que vem sendo chamada de cartografia escolar.<hr/>In the last decade, the curricular recommendations as for history and geography teaching in primary school have encouraged the production of municipal atlases, since they allow including in a one volume maps, texts, photographs and graphics, among others information sources concerning the local space. This paper presents an experience where producing municipal atlases became a collaborative research project between university researchers and Geography, History and Sciences teachers from three towns. Such problems as curricular divisions, cartographic language and teacher training are the focus of this research, which brings forward a significant contribution to constitute a research line of what is now called school cartography. <![CDATA[<B>A geographical look on the elaboration of the municipal school atlases of Rio Claro</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-32622003000200004&lng=en&nrm=iso&tlng=en O objetivo deste trabalho foi o de realizar uma retrospectiva do processo de construção do Atlas Municipal Escolar de Rio Claro. Nesta trajetória foi possível reconhecer a importância do estudo da localidade, do domínio da linguagem do mapa e da integração entre as três formas de linguagem que estão presentes nas suas páginas: o mapa, a fotografia e o texto escrito. O desafio foi grande e viveu-se intensamente esse projeto desde a reflexão sobre as práticas docentes do grupo de professores-autores da rede pública de ensino até a aplicação das páginas nas escolas participantes.<hr/>This work aims at presenting a retrospective of the elaboration process of the Rio Claro Municipal School Atlas. In this trajectory, one may recognize the importance of studying the locality, mastering the cartographic language and integrating the three forms of language present in its pages: maps, photographs and written texts. Such a big challenge was deeply experienced, from the reflections on the teaching practices of this group of public school teachers-authors that marked its beginning to its final use of the atlas pages in the participating schools. <![CDATA[<B>History pages</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-32622003000200005&lng=en&nrm=iso&tlng=en Produzimos um material para o estudo da localidade num Atlas Municipal Escolar, objetivando despertar a curiosidade e o gosto pelo conhecimento da história local. Destacamos nas páginas de história do Atlas de Rio Claro o processo de ocupação, povoamento, doação de sesmarias, desmembramento em fazendas, a cana-de-açúcar, o café, o escravo, o imigrante e as mudanças que ocorreram em Rio Claro até o início do século XX.<hr/>Produced for a municipal school atlas, this material on our locality seeks to awaken the curiosity and liking for knowledge on local history. These history pages of the Atlas of Rio Claro highlight the occupation and populating processes, the attribution of sesmarias (lands given by the Kings of Portugal), their division in fazendas, as well as the sugar cane, coffee, slaves, immigrants and the changes that took place in Rio Claro until the beginning of the XXth century. <![CDATA[<b>Ipeúna</b>: <b>a place of many names</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-32622003000200006&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este artigo apresenta a trajetória de pesquisa de uma professora de história para levantar os dados que possibilitaram a elaboração das páginas com uma história para a pequena cidade de Ipeúna. As fontes consultadas foram: história oral, documentos escritos e fotografias.<hr/>This paper presents the research trajectory of a female history teacher in her collecting data to elaborate the pages presenting the history of a small town called Ipeúna. The consulted sources comprise oral history, documents and photographs. <![CDATA[<B>Sciences teaching in the municipal school atlases</B>: <B>amid topics, teachers and research</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-32622003000200007&lng=en&nrm=iso&tlng=en O artigo apresenta uma síntese do percurso, bem como das reflexões realizadas durante desenvolvimento de pesquisa que resultou na produção das páginas de ciências do Atlas Escolar de Rio Claro, São Paulo.<hr/>This paper present a synthesis of both the trajectory and reflections that shaped the research to produce the sciences pages of the School Atlas of Rio Claro/São Paulo. <![CDATA[<B>The vertical aerial photographs as a possibility to elaborate concepts in geography teaching</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-32622003000200008&lng=en&nrm=iso&tlng=en Esta investigação trata da aprendizagem do conceito de uso do território por meio da elaboração de croquis a partir de fotografias aéreas verticais. Em pesquisa realizada com alunos de uma classe da 6ª série do ensino fundamental de uma escola pública de Rio Claro (SP), observamos que a elaboração de croquis e posterior discussão em grupo favorece a construção do conceito de uso do território, ao mesmo tempo que fundamenta o conceito de mapa. Em avaliação realizada das fichas de trabalho, incluindo os croquis, baseamo-nos em Delval (1998), que afirma que construímos o conhecimento por meio de esquemas-padrão que orientam nosso comportamento e nos permitem atingir os objetivos propostos. Esta investigação permitiu utilizar um instrumental técnico para construir conceitos geográficos em contexto escolar.<hr/>This investigation is concerned with the learning of the concept of territory use through the elaboration of a sketch based on vertical aerial photographs. A research carried out with 6th grade students from a Rio Claro (SP) public primary school revealed that the elaboration of a sketch and its subsequent group discussion favors the construction of the concept of territory use, in addition to settling that of map. When assessing the work files, which include sketches, we drew on Delval (1998) who asserts that we construct knowledge through schemes - standards that guide our behavior and help us reach our aims. This research was an opportunity to use a technical set of tools to elaborate geographical concepts in a schooling context. <![CDATA[<B>The use of municipal school atlases and the forms of knowledge building in the classroom</B>: <B>an analysis of teaching situations</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-32622003000200009&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este texto resulta de parte da discussão da dissertação de mestrado desenvolvida no programa de pós-graduação em Educação na área Metodologia de Ensino da Universidade Federal de São Carlos. O trabalho buscou identificar as práticas que duas professoras de 4&ordf; série do ensino fundamental construíram para promover o ensino de conteúdos geográficos, históricos e ambientais por meio do uso de mapas municipais do Atlas de Limeira. Os resultados apontam que são as concepções e os modelos didáticos construídos pelas professoras os geradores das formas de conhecimento construídas em aula. O uso de mapas no ensino possibilita duas formas de construção de conhecimentos: a primeira concebe o ensino como transmissão de conhecimentos, a segunda concebe o ensino como construção coletiva. Verificamos com os sujeitos desta investigação que o atlas gera no contexto escolar processos de ensino e aprendizagem motivadores no sentido de tratar de problemáticas locais vivenciadas tanto pelas professoras como pelos alunos.<hr/>This text is an adaptation of part of the discussion of a master's degree thesis developed in the area of teaching methodology for the Post-graduation Program in Education of the Federal University in São Carlos. The work sought to identify the practices that two 4th grade female teachers built to promote the teaching of geographical, historical and environmental contents using municipal maps from the Atlas of Limeira. The results point out that the didactic conceptions and models constructed by these teachers generated the forms of knowledge built in the classroom. The use of maps in teaching allows two forms of knowledge building: one considers teaching as a knowledge transmission, whereas the other sees teaching as a collective construction. The subjects of this investigation helped us verify that, in a schooling context, the atlas generated motivating teaching and learning processes because they deal with local problems experienced by both the teachers and their students. <![CDATA[<B>School atlases municipal</B>: <B>teachers and fashions</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-32622003000200010&lng=en&nrm=iso&tlng=en Neste artigo abordamos o crescimento das pesquisas e da produção de atlas escolares municipais e a relação entre pesquisadores e professores, considerando o atual contexto curricular e a concepção do trabalho docente segundo a racionalidade técnica que caracteriza as reformas educacionais na sociedade neoliberal. Em uma análise dos trabalhos apresentados sobre o tema "atlas escolares", nos cinco eventos científicos realizados no Brasil sobre cartografia para crianças, notamos que predomina a produção desses materiais por pesquisadores e especialistas, externa ao âmbito do trabalho dos professores.<hr/>Taking into account the current curricular context and the conception of the teaching work according to the technical rationality that characterizes the educational reforms of our neo-liberal society, this paper approaches the growth of research and production of Municipal School Atlases and the researcher-teacher relationship. Analyzing the works presented on the theme School Atlases in five scientific events on "cartography for children" held in Brazil, we observe that most of these materials are produced by researchers and specialists who do not belong to the teacher work sphere.