Scielo RSS <![CDATA[Novos Estudos - CEBRAP]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0101-330020140001&lang=pt vol. num. 98 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<b>O golpe de 1964 e o voto popular</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-33002014000100001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<b>Qual a novidade dos rolezinhos? </b><b>e</b><b>spaço público, desigualdade e mudança em São Paulo</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-33002014000100002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<b>Desenvolvimento e equidade</b>: <b>Desafios do crescimento brasileiro</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-33002014000100003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O crescimento econômico da década de 2000 permitiu ao Brasil recuperar a capacidade de gerar empregos, expandir a renda das famílias e reduzir as desigualdades. No entanto, desde 2011, a economia brasileira padece de uma dificuldade persistente em obter maior crescimento, devido à continuidade da crise internacional e à redução da taxa de investimento. Este artigo discute alguns dos desafios do crescimento brasileiro para alcançar uma distribuição da renda mais equitativa, tendo em vista a institucionalidade das políticas públicas setoriais, da infraestrutura nacional e do trabalho social.<hr/>In the last decade, the Brazilian economy recovered its growth capacity to create jobs, raise income and reduce inequality. However, since 2011, the Brazilian economy suffers from a persistent difficulty in obtaining higher growth due to the ongoing international crisis and the reduction in the investment rate. This paper, therefore, discusses some of the challenges of Brazilian growth to achieve a more equitable distribution of income, with a view to institutions of public sector policies, national infrastructure and social work. <![CDATA[<b>Escassez de engenheiros no Brasil?</b><b> u</b><b>ma proposta de sistematização do debate</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-33002014000100004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Buscamos ordenar e qualificar uma discussão contemporânea, relativa a uma possível escassez de engenheiros na sociedade brasileira. Com base na literatura, elencamos as hipóteses que levariam à caracterização de escassez e procuramos argumentos baseados em dados para discutir tais hipóteses. Os dados não corroboram a tese de escassez generalizada.<hr/>In this article, we systematize a contemporary discussion concerning a possible shortage of engineers in Brazilian society. Based on the literature, we list the assumptions that could characterize scarcity and we have looked for data that allow us to test these hypotheses. The data do not support the idea of a general shortage of engineers. <![CDATA[<b>Biotecnologia em saúde humana no Brasil</b>: <b>produção científica e pesquisa e desenvolvimento</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-33002014000100005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O artigo apresenta um panorama do setor de biotecnologia em saúde humana no Brasil mostrando sua concentração espacial e setorial em termos de produção científica, a dependência do setor privado em relação aos investimentos públicos para P, a baixa capacidade de inovação na cadeia de novas drogas e uma desconexão entre os avanços em ciência e tecnologia e a inovação no setor privado de biotecnologia em saúde humana. Ao jogar luz sobre três dimensões da CT para a biotecnologia em saúde humana no Brasil - distribuição no território, produção científica e P em empresas -, sugere que, apesar dos avanços realizados em C, ainda é necessário superar muitas fraquezas para se alcançar um crescimento econômico baseado em conhecimento e inovação.<hr/>The article offers the outlines of the Brazilian biotechnology in human health sector, in terms of scientific output, dependence of the private sector on public funding for R, the low capacity for innovation in the development of new pharmaceuticals and the uncoupling between progresses in science and technology and innovation in the private sector of biotechnology in human health, showing its spatial and sectoral concentration. Looking at three relevant aspects - territorial distribution, scientific output and R in private corporations -, it indicates that, despite the progresses in the sector, there are still weaknesses to overcome in order to promote economic growth based on knowledge and innovation. <![CDATA[<b>A estética do nacionalismo</b>: <b>modernismo literário e autoritarismo político em Portugal no início do século XX</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-33002014000100006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Partindo dos escritos da geração do Orfeu, o artigo mostra a forte relação que existe, desde a década de 1880, entre a modernização dos padrões literários portugueses e a ascensão do nacionalismo, em particular no que respeita o movimento republicano. Em seguida, resume e analisa as conotações políticas do movimento modernista que se seguiu à proclamação da República em 1910. Por fim, aborda a fisionomia crescentemente tradicionalista do regime autoritário português e o afastamento da maior parte dos criadores literários de vanguarda.<hr/>By means of an analysis of the writings of the Orfeu generation, the article shows the strong relation, established in the 1880s, between the modernization of Portuguese literary standards and the rise of nationalism, more specifically concerning the Republican movement in Portugal. It then summarizes and analyzes the political connotations of the modernist movement that followed the promulgation of the republican regime in 1910. It closes by approaching the growing traditionalism of the authoritarian regime in Portugal and the estrangement of the majority of avant-garde writers. <![CDATA[<b>A teoria do simbólico de Durkheim e Lévi-Strauss</b>: <b>desdobramentos contemporâneos no estudo das religiões</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-33002014000100007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Reconstruindo analiticamente o diálogo entre Claude Lévi-Strauss e E. Durkheim em torno do tema do totemismo e das formas de pensamento nas culturas primitivas, este artigo procura explicitar como a escola francesa inaugurou uma antropologia do simbólico, não hermenêutica e, até hoje, muito influente no campo dos estudos das religiões. O principal objetivo é demonstrar a centralidade de determinado conceito de "representação" nessa teoria do simbólico, de viés cognitivista, e examinar, à luz das perspectivas atuais, as suas limitações para a compreensão dos fenômenos religiosos contemporâneos.<hr/>By analytically reconstructing the dialogue between Claude Lévi-Strauss and Émile Durkheim on totemism and forms of thought in primitive cultures, this article discusses the elaboration of a non-hermeneutic Anthropology of the symbolic by the so called French school, until this day very influent in the field of religious studies. The central aim is to demonstrate the importance of a certain cognitivist notion of "representation" in this theory and to examine, from the perspective of current developments, its limits as a tool for approaching contemporary religious phenomena. <![CDATA[<b>Mecanismos de exclusão política e os limites da democracia liberal</b>: <b>uma conversa com Poulantzas, Offe e Bourdieu</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-33002014000100008&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O artigo busca retomar a discussão sobre o caráter de classe do Estado capitalista, fazendo dialogar três contribuições que, em geral, são raramente aproximadas: a compreensão de Bourdieu sobre o funcionamento do campo político, a ideia da "ossatura material do Estado", presente no último Poulantzas, e a discussão do Offe inicial sobre a seletividade das instituições. O problema é compreender como a universalização do acesso à esfera pública política, com a concessão de direitos formais iguais a todos, convive com a permanência da dominação de classe (embora esse conceito seja entendido de forma diversa pelos três autores). De maneira inversa, o problema pode ser formulado como sendo a necessidade de demonstrar a permanência da dominação em situações nas quais as classes dominadas parecem obter vitórias e mesmo instrumentalizar o Estado em seu favor.<hr/>The article seeks to return to the discussion about the class character of the capitalist State, placing in dialogue three contributions that, in general, are not approximate: Bourdieu's understanding of the functioning of the political field, the idea of the material institutionalty of the State in the last Poulantzas and Offe's initial discussion on the selectivity of the institutions. The problem is to understand how universal access to the political public sphere, with the formal granting of equal rights to all, coexists with the permanence of class domination (although this concept is understood differently by the three authors). Conversely, the problem can be formulated as the need to demonstrate the continuing domination in situations in which the dominated classes seem to get wins and even equip the state in their favor. <![CDATA[<b>De volta a Hegel?</b>: <b>sobre Menos que nada, de Slavoj Žižek</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-33002014000100009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Slavoj Žižek propõe-se oferecer uma versão renovada da dialética materialista e uma teoria crítica ao capitalismo moderno tardio. No entanto, resta saber se sua versão do idealismo alemão oferece o caminho adequado para essa crítica. Neste artigo procura-se sugerir uma maneira diferente de compreender o problema da "negatividade" nessa tradição e de responder à questão de se há algo na sociedade contemporânea que proporciona alguma base material para as aspirações de Hegel sobre os potenciais transformadores e educativos da sociedade civil moderna. É difícil não ser profundamente pessimista a esse respeito, mas a procura por esses possíveis "rastros da razão" parece uma perspectiva mais genuinamente hegeliana.<hr/>Slavoj Žižek proposes to offer a renewed version of dialectical materialism and so a critical theory of late modern capitalism. The path through German Idealism is the path he has chosen and it is important to know if his version is leading us correctly. The article suggests a different way of understanding the problem of "negativity" in that tradition. This forces the question of whether there is much left in contemporary society that provides any sort of material basis for Hegel's aspirations about the potentially transformative and educative potentials of modern civil society. No one can be anything but profoundly pessimistic about this possibility, but the search for such possible "traces of reason" seems to be more genuinely Hegelian. <![CDATA[<b>O cortiço, romance econômico</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-33002014000100010&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este ensaio busca apontar o papel central da economia em O cortiço, de Aluísio Azevedo, publicado em livro em 1890. No romance, devedor do método naturalista de Émile Zola, as personagens são apresentadas de acordo com o papel que cumprem na vida econômica. É possível, inclusive, identificar na sua construção uma preocupação com uma sorte de "contabilidade" na preparação e conclusão das diversas cenas que dão forma ao livro. Tais características permitem que a vida econômica do cortiço de João Romão e Bertoleza expresse o ganho de complexidade na vida urbana do Rio de Janeiro na dramática passagem do trabalho escravo para o trabalho livre e na ascensão do capitalismo brasileiro, o que talvez explique parte da popularidade da obra.<hr/>This paper aims to show the central role of economy in O cortiço [The Slum], by Aluisio Azevedo. In this naturalistic novel, the characters are usually presented in accordance with the role they play in the economic life. It is even possible to identify a kind of "accounting" in the preparation and conclusion of several scenes. The vibrating economic life in the space constructed by João Romão and Bertoleza expresses the complex urban life of Rio de Janeiro during the dramatic transition from slavery to a free labor system, and the rise of Brazilian capitalism. These features can perhaps explain the popularity of this book. <![CDATA[<b>Murphy, antes e depois de Beckett</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-33002014000100011&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este ensaio busca apontar o papel central da economia em O cortiço, de Aluísio Azevedo, publicado em livro em 1890. No romance, devedor do método naturalista de Émile Zola, as personagens são apresentadas de acordo com o papel que cumprem na vida econômica. É possível, inclusive, identificar na sua construção uma preocupação com uma sorte de "contabilidade" na preparação e conclusão das diversas cenas que dão forma ao livro. Tais características permitem que a vida econômica do cortiço de João Romão e Bertoleza expresse o ganho de complexidade na vida urbana do Rio de Janeiro na dramática passagem do trabalho escravo para o trabalho livre e na ascensão do capitalismo brasileiro, o que talvez explique parte da popularidade da obra.<hr/>This paper aims to show the central role of economy in O cortiço [The Slum], by Aluisio Azevedo. In this naturalistic novel, the characters are usually presented in accordance with the role they play in the economic life. It is even possible to identify a kind of "accounting" in the preparation and conclusion of several scenes. The vibrating economic life in the space constructed by João Romão and Bertoleza expresses the complex urban life of Rio de Janeiro during the dramatic transition from slavery to a free labor system, and the rise of Brazilian capitalism. These features can perhaps explain the popularity of this book. <![CDATA[<b>O rock como modernismo minimalista</b>: <b>Lou Reed, 1942-2013</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-33002014000100012&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este ensaio busca apontar o papel central da economia em O cortiço, de Aluísio Azevedo, publicado em livro em 1890. No romance, devedor do método naturalista de Émile Zola, as personagens são apresentadas de acordo com o papel que cumprem na vida econômica. É possível, inclusive, identificar na sua construção uma preocupação com uma sorte de "contabilidade" na preparação e conclusão das diversas cenas que dão forma ao livro. Tais características permitem que a vida econômica do cortiço de João Romão e Bertoleza expresse o ganho de complexidade na vida urbana do Rio de Janeiro na dramática passagem do trabalho escravo para o trabalho livre e na ascensão do capitalismo brasileiro, o que talvez explique parte da popularidade da obra.<hr/>This paper aims to show the central role of economy in O cortiço [The Slum], by Aluisio Azevedo. In this naturalistic novel, the characters are usually presented in accordance with the role they play in the economic life. It is even possible to identify a kind of "accounting" in the preparation and conclusion of several scenes. The vibrating economic life in the space constructed by João Romão and Bertoleza expresses the complex urban life of Rio de Janeiro during the dramatic transition from slavery to a free labor system, and the rise of Brazilian capitalism. These features can perhaps explain the popularity of this book.