Scielo RSS <![CDATA[Novos Estudos - CEBRAP]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0101-330020130003&lang=pt vol. num. 97 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<b>Goa, os índios no Brasil e a obra de John Manuel Monteiro</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-33002013000300001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<b>Moralidade e política numa sociedade de massa</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-33002013000300002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<b>Brasil, junho de 2013, classes e ideologias cruzadas</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-33002013000300003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Analisando pesquisas disponíveis sobre a composição social dos acontecimentos de junho, o autor sugere a hipótese de que podem ser simultaneamente expressão de uma classe média tradicional inconformada com diferentes aspectos da realidade nacional e um reflexo daquilo que denomina "novo proletariado": os trabalhadores, em geral jovens, que conseguiram emprego com carteira assinada na década lulista (2003-2013), mas que padecem com baixa remuneração, alta rotatividade e más condições de trabalho.<hr/>Leaning on available data about the social composition of the events of June 2013 in Brazil, the author suggests that they might be seen simultaneously as the expression of traditional middle class grievances with several aspects of national reality and a reflex of the condition of what the author identifies as the "new proletariat": workers, mostly young, that have secured regular jobs during Lula's term as president (2003-2013) but who suffer from low pay, high turnover and poor work conditions. <![CDATA[<b>Respeitável público...</b>: <b>performance e organização dos movimentos antes dos protestos de 2013</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-33002013000300004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O texto aborda as metáforas dramatúrgicas e as realidades teatrais evocadas pela performance do Movimento Passe Livre (mpl) e dos Comitês Populares da Copa (cpc). Inspirado pelas categorias de uma sociologia teatral, concentra-se nos eventos anteriores à eclosão das manifestações. Na análise são destacadas a dramaticidade da violência, a alta dose de contingência das performances públicas, bem como as modalidades organizacionais.<hr/>The text considers the dramaturgical metaphors and the theatrical realities called on upon by the Free Fare Movement (mpl) and by the World Cup's Popular Committees (cpc). Leaning on the analytical categories of a theatrical sociology, it focuses on the events prior to the eruption of street protests in June 2013 in Brazil. The analysis highlights the drama of violence, the high dose of contingency of social movements performances. <![CDATA[<b>O longo verão da Turquia</b>: <b>entendendo o levante Gezi</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-33002013000300005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo descreve as causas políticas e sociais dos protestos do parque Gezi na Turquia, apresentando um esboço da história recente do país. O artigo analisa o desdobramento de queixas acumuladas e das lutas populares resultantes na Turquia durante o ano anterior aos protestos. Em seguida, o artigo emprega o conceito de profecia autorrealizável como um mecanismo que transformou e uniu várias lutas em um único levante de âmbito nacional. A segunda metade do artigo compara os protestos na Turquia e no Brasil, situando as diferenças e semelhanças em um contexto político e histórico mais amplo.<hr/>This article describes the political and social causes of the Gezi Uprising in Turkey, providing a portrayal of the recent history of the country. The article analyzes the unfolding of accumulated grievances and resulting grassroots struggles in Turkey during the last year preceding the Gezi Uprising. Then, the article employs the concept of self-fulfilling prophecy as a mechanism that transformed and united various struggles into a single nationwide uprising. The second half of the article compares the protests in Turkey and Brazil, placing the differences and similarities into a broader political and historical context. <![CDATA[<b>Revoluções de ponto de virada e revoluções por colapso do estado</b>: <b>Por que revoluções têm êxito ou fracassam?</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-33002013000300006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Revoluções políticas têm êxito ou fracassam em graus variados. O artigo analisa as revoltas da Primavera Árabe por meio de uma distinção entre revolução de ponto de virada e revolução por colapso do Estado. Grandes revoluções são aquelas que trazem grandes mudanças estruturais. Revoluções de ponto de virada, sem uma base de longo prazo nos fatores estruturais que causam o colapso do Estado, são apenas, no melhor dos casos, moderadamente bem-sucedidas; com frequência não conseguem sequer mudanças modestas, degenerando em guerras civis destrutivas ou em completo fracasso.<hr/>Revolutions succeed or fail in varying degrees. The article considers the Arab Spring revolts from the point of view of two kinds of processes of political change: tipping point revolution and the state breakdown revolution. Major revolutions are those that bring about big structural changes. Tipping point revolutions, without long-term basis in the structural factors that bring state breakdown, are only moderately successful at best; and they often fall short even of modest changes, devolving into destructive civil wars, or outright failure to change the regime at all. <![CDATA[<b>Voz, Sexo e Abismo</b>: <b>Alfonsina Storni e Horacio Quiroga</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-33002013000300007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O artigo analisa as trajetórias biográfico-literárias de Alfonsina Storni (1892-1938) e Horacio Quiroga (1878-1937) e a maneira como suas respectivas obras se moldaram às exigências e às oportunidades de trabalho na imprensa e nas revistas de variedades, conferindo uma feição inovadora a gêneros consagrados por meio de linguagens ajustadas às preferências do público emergente e aos moldes imperativos da mídia impressa. Outsiders para o meio literário argentino canônico, responderam aos intentos de desqualificação com recursos políticos e literários ao seu alcance, juntando a excelência de letrados profissionais à entonação candente do pesadelo privado.<hr/>The article analyses the literary-biographical trajectories of Alfonsina Storni (1892-1938) and Horacio Quiroga (1878-1937) and the way they adjusted their work to the demands and opportunities of press media and popular magazines, conferring an innovative character to established genres by means of an adjustment of the literary language to the preferences of an emerging public. Outsiders on the eyes of the Argentine literary élite, they responded to the intents of disqualification with the political and literary resources at their disposal, combining the excellence of professional literates to the intense intonations of private nightmares. <![CDATA[<b>A democracia do público reconsiderada</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-33002013000300008&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Neste artigo, o autor atualiza e esclarece suas análises da democracia de público à luz de pesquisas recentes, em especial no que diz respeito à erosão das fidelidades partidárias, o papel dos partidos nas democracias contemporâneas e o aumento da participação política não institucionalizada, indicando que a democracia representativa não é incoerente com algum grau de influência direta dos cidadãos na tomada de decisão sobre políticas.<hr/>The author updates and clarifies his analyzes of the democracy of the public in the light of recent research, revisiting the issues of the erosion of partisan loyalties, the role of political parties in contemporary democracies and the increase in non-institutionalized political participation, suggesting that representative democracy is not inconsistent with some measure of direct citizen direct influence over policy-making. <![CDATA[<b>A morte do alferes Cabrita e a Paixão portuguesa</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-33002013000300009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O artigo analisa o modo como o filme Non, ou a vã glória de mandar (1990), de Manoel de Oliveira, se compõe como figuração da história de Portugal, desde o momento da formação nacional até o limiar da Revolução dos Cravos, longo percurso que o cineasta condensa através da justaposição de épocas históricas observadas como manifestações de uma recusa reiterada: um implacável princípio do "Non" frustra variadas formas de sonho imperial e tem como cena emblemática a batalha de Alcácer-Quibir em 1578. Inspirado numa passagem de sermão do Padre Vieira, o filme traz uma reflexão sobre tal percurso na tônica de uma poética do desastre que, em seu final, ganha nova inflexão pelo cotejo entre o espectro de D. Sebastião e o destino do seu protagonista, o alferes Cabrita, no ocaso da guerra colonial em terras africanas.<hr/>The article analyzes Manoel de Oliveira's Non, or the vain glory of command (1990) and how it is built as a figuration of Portugal's history, from the inception of the Portuguese nation-state up to the Carnation Revolution, a long trajectory that the filmmaker condenses by means of a juxtaposition of historical periods seen as manifestations of a repeated refusal: a relentless principle of "Non" frustrates several versions of imperial aspirations and has as its emblematic scene the battle of Alcácer Quibir in 1578. Taking its inspiration from a passage of Father Vieira's Sermons, the film offers a reflection on that trajectory by means of a poetics of disaster that gains a new inflection by the collating of D. Sebastião's spectre and the destiny of the film's protagonist, ensign Cabrita in the dawn of the colonial war in Africa. <![CDATA[<b>Mariazinha e Verônica</b>: <b>classe e gênero nos palcos da metrópole</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-33002013000300010&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A cena teatral paulista na década de 1960 foi marcada por uma estreita articulação entre cultura e política e por mudanças na composição social do palco. O artigo examina como as dramaturgas Leilah Assumpção e Consuelo de Castro miraram as experiências desconcertantes das protagonistas femininas e os impasses de toda ordem que as condensavam - materiais, profissionais, sexuais, éticos - e, no lugar de encapsularem as personagens no quadro estreito da chamada condição das mulheres, encenaram, em peças como Fala baixo senão eu grito e À flor da pele, relações de gênero.<hr/>Dramaturgy in São Paulo in the 1960s was marked by a close articulation of culture and politics and by changes in the social composition of the stage. The article examines how playwrights Leilah Assumpção and Consuelo de Castro addressed the bewildering experiences of their female protagonists and the obstacles they faced - material, professional, sexual, ethical - and, instead of isolating their characters in the narrow frame of the so called "women's condition", how they sought to stage, in plays such as Fala baixo senão eu grito and À flor da pele, gender relations. <![CDATA[<b>A gestão macroeconômica do governo Dilma (2011 e 2012)</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-33002013000300011&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O artigo identifica e analisa o desempenho de três períodos da gestão da política macroeconômica durante os dois primeiros anos do governo Dilma (2011 e 2012). No primeiro, que abarca o primeiro semestre de 2011, as políticas monetária e fiscal tiveram um caráter restritivo, no intuito de arrefecer a atividade econômica e, assim, conter a aceleração inflacionária observada naquele momento. O contexto do segundo, que se inicia em agosto de 2011 e termina em junho de 2012, foi condicionado pelo aprofundamento da crise da área do euro. O terceiro, que compreende o segundo semestre de 2012, foi marcado pelo aprofundamento da desaceleração da atividade econômica.<hr/>The article identifies and analyzes the performance of three phases of the management of macroeconomic policy during the first two years of Dilma Rousseff's administration (2011 and 2012). The first, comprising the first semester of 2011, is characterized by a restrictive monetary and fiscal policy, in the intent of producing economic downturn and controlling a inflation. The second period was largely conditioned by the eurozone crisis. The third, comprising the second semester of 2012, was characterized by the deepening of the economic downturn. <![CDATA[<b>Mudança constitucional no Brasil, dos debates sobre regras de emendamento na constituinte à "megapolítica"</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-33002013000300012&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo discute o padrão de mudança constitucional dos últimos 25 anos: altas taxas de emendamento e mudança endógena movida pela judicialização de questões políticas de alta visibilidade. O texto argumenta que a taxa de mudança no texto de nossa carta constitucional é indicador pobre de ativismo constitucional: a mudança constitucional de fundo tem acontecido no padrão de alta visibilidade da megapolítica. Esse padrão pode ser explicado pelas escolhas realizadas durante a constituinte: conteúdo detalhado da constituição e regras de emendamento relativamente permissivas. O artigo discute a estrutura de incentivos que levou a essas escolhas e sustenta que, ao contrário da experiência internacional, o ativismo constitucional tem ocorrido em um contexto de extensa constitucionalização. Mas a centralidade adquirida pelo stf na última década é inteiramente não antecipada pelos atores políticos.<hr/>This article discusses the pattern of changes in the Brazilian constitution since 1988: high amendment rates and endogenous change driven by the judicialization of high-visibility political issues. The article suggests that the change rate in the constitutional text is a poor indicator of constitutional activism: the relevant constitutional changes have been taking place in the high-visibility pattern of "megapolitics". This pattern can be explained by choices made during the constitution-making process: detailed content and relatively permissive amendment rules. The article discusses the incentive structure that leads to those choices and maintains that, in contrast to international experiences, constitutional activism has been taking place in an extensive constitutionalization process. But the political actors did not anticipate the central role of the Brazilian Supreme Court in the Brazilian political system in the last decade. <![CDATA[<b>Corpos e fronteiras</b>: <b>uma conversa com Ella Shohat</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-33002013000300013&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo discute o padrão de mudança constitucional dos últimos 25 anos: altas taxas de emendamento e mudança endógena movida pela judicialização de questões políticas de alta visibilidade. O texto argumenta que a taxa de mudança no texto de nossa carta constitucional é indicador pobre de ativismo constitucional: a mudança constitucional de fundo tem acontecido no padrão de alta visibilidade da megapolítica. Esse padrão pode ser explicado pelas escolhas realizadas durante a constituinte: conteúdo detalhado da constituição e regras de emendamento relativamente permissivas. O artigo discute a estrutura de incentivos que levou a essas escolhas e sustenta que, ao contrário da experiência internacional, o ativismo constitucional tem ocorrido em um contexto de extensa constitucionalização. Mas a centralidade adquirida pelo stf na última década é inteiramente não antecipada pelos atores políticos.<hr/>This article discusses the pattern of changes in the Brazilian constitution since 1988: high amendment rates and endogenous change driven by the judicialization of high-visibility political issues. The article suggests that the change rate in the constitutional text is a poor indicator of constitutional activism: the relevant constitutional changes have been taking place in the high-visibility pattern of "megapolitics". This pattern can be explained by choices made during the constitution-making process: detailed content and relatively permissive amendment rules. The article discusses the incentive structure that leads to those choices and maintains that, in contrast to international experiences, constitutional activism has been taking place in an extensive constitutionalization process. But the political actors did not anticipate the central role of the Brazilian Supreme Court in the Brazilian political system in the last decade. <![CDATA[<b>Mortos adiados</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-33002013000300014&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo discute o padrão de mudança constitucional dos últimos 25 anos: altas taxas de emendamento e mudança endógena movida pela judicialização de questões políticas de alta visibilidade. O texto argumenta que a taxa de mudança no texto de nossa carta constitucional é indicador pobre de ativismo constitucional: a mudança constitucional de fundo tem acontecido no padrão de alta visibilidade da megapolítica. Esse padrão pode ser explicado pelas escolhas realizadas durante a constituinte: conteúdo detalhado da constituição e regras de emendamento relativamente permissivas. O artigo discute a estrutura de incentivos que levou a essas escolhas e sustenta que, ao contrário da experiência internacional, o ativismo constitucional tem ocorrido em um contexto de extensa constitucionalização. Mas a centralidade adquirida pelo stf na última década é inteiramente não antecipada pelos atores políticos.<hr/>This article discusses the pattern of changes in the Brazilian constitution since 1988: high amendment rates and endogenous change driven by the judicialization of high-visibility political issues. The article suggests that the change rate in the constitutional text is a poor indicator of constitutional activism: the relevant constitutional changes have been taking place in the high-visibility pattern of "megapolitics". This pattern can be explained by choices made during the constitution-making process: detailed content and relatively permissive amendment rules. The article discusses the incentive structure that leads to those choices and maintains that, in contrast to international experiences, constitutional activism has been taking place in an extensive constitutionalization process. But the political actors did not anticipate the central role of the Brazilian Supreme Court in the Brazilian political system in the last decade. <![CDATA[<b>Colapso da modernização, Roberto Schwarz e a atualização da dialética à brasileira</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-33002013000300015&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo discute o padrão de mudança constitucional dos últimos 25 anos: altas taxas de emendamento e mudança endógena movida pela judicialização de questões políticas de alta visibilidade. O texto argumenta que a taxa de mudança no texto de nossa carta constitucional é indicador pobre de ativismo constitucional: a mudança constitucional de fundo tem acontecido no padrão de alta visibilidade da megapolítica. Esse padrão pode ser explicado pelas escolhas realizadas durante a constituinte: conteúdo detalhado da constituição e regras de emendamento relativamente permissivas. O artigo discute a estrutura de incentivos que levou a essas escolhas e sustenta que, ao contrário da experiência internacional, o ativismo constitucional tem ocorrido em um contexto de extensa constitucionalização. Mas a centralidade adquirida pelo stf na última década é inteiramente não antecipada pelos atores políticos.<hr/>This article discusses the pattern of changes in the Brazilian constitution since 1988: high amendment rates and endogenous change driven by the judicialization of high-visibility political issues. The article suggests that the change rate in the constitutional text is a poor indicator of constitutional activism: the relevant constitutional changes have been taking place in the high-visibility pattern of "megapolitics". This pattern can be explained by choices made during the constitution-making process: detailed content and relatively permissive amendment rules. The article discusses the incentive structure that leads to those choices and maintains that, in contrast to international experiences, constitutional activism has been taking place in an extensive constitutionalization process. But the political actors did not anticipate the central role of the Brazilian Supreme Court in the Brazilian political system in the last decade. <![CDATA[<b>Novos percursos e atores em São Paulo</b>: <b>indicativos para uma agenda de pesquisa</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-33002013000300016&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo discute o padrão de mudança constitucional dos últimos 25 anos: altas taxas de emendamento e mudança endógena movida pela judicialização de questões políticas de alta visibilidade. O texto argumenta que a taxa de mudança no texto de nossa carta constitucional é indicador pobre de ativismo constitucional: a mudança constitucional de fundo tem acontecido no padrão de alta visibilidade da megapolítica. Esse padrão pode ser explicado pelas escolhas realizadas durante a constituinte: conteúdo detalhado da constituição e regras de emendamento relativamente permissivas. O artigo discute a estrutura de incentivos que levou a essas escolhas e sustenta que, ao contrário da experiência internacional, o ativismo constitucional tem ocorrido em um contexto de extensa constitucionalização. Mas a centralidade adquirida pelo stf na última década é inteiramente não antecipada pelos atores políticos.<hr/>This article discusses the pattern of changes in the Brazilian constitution since 1988: high amendment rates and endogenous change driven by the judicialization of high-visibility political issues. The article suggests that the change rate in the constitutional text is a poor indicator of constitutional activism: the relevant constitutional changes have been taking place in the high-visibility pattern of "megapolitics". This pattern can be explained by choices made during the constitution-making process: detailed content and relatively permissive amendment rules. The article discusses the incentive structure that leads to those choices and maintains that, in contrast to international experiences, constitutional activism has been taking place in an extensive constitutionalization process. But the political actors did not anticipate the central role of the Brazilian Supreme Court in the Brazilian political system in the last decade.