Scielo RSS <![CDATA[Estudos Econômicos (São Paulo)]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0101-416120140004&lang=en vol. 44 num. 4 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<b>Eficiência das escolas públicas urbanas das regiões nordeste e sudeste do Brasil: uma abordagem em três estágios</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-41612014000400001&lng=en&nrm=iso&tlng=en Nesse trabalho foi calculada uma medida de eficiência técnica para as escolas públicas urbanas das regiões Nordeste e Sudeste do Brasil, avaliadas pela Prova Brasil 2007, por meio da metodologia chamada de Análise da Envoltória de Dados (DEA) em três estágios, adotando-se a escola como unidade de análise. Em relação a todas as escolas estudadas, há indícios para afirmar que, mesmo descontando os fatores ambientais e aleatórios, ainda persiste a necessidade de melhorias ligadas à gestão de cada uma delas.<hr/>In this study, we calculated a measure of technical efficiency for urban public schools in the Northeast and Southeast of Brazil; evaluated by a battery of tests called Prova Brasil; year 2007, using Three-stage Data Envelopment Analysis (DEA) methodology; taking the school as unit of analysis. Based on our results we can say that there are margins for improvements in Brazilian urban public schools in terms of pure managerial ability. <![CDATA[<b>Kids at risk: children's employment in hazardous occupations in Brazil</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-41612014000400002&lng=en&nrm=iso&tlng=en While the literature on child labor in Brazil is large, it is not comprehensive: in particular, there are few studies on children's work in risky occupations, and those that exist tend to be qualitative and based on limited samples. In this paper, we aim to paint a broader picture of children's engagement in risky labor force work, based on quantitative evidence from PNAD data. We document associations between parental characteristics and children's work, using both descriptive statistics and multivariate modeling to understand the determinants of child participation in risky labor force work. Brazilian children engaged in risky occupations are less likely than other employed children to be enrolled in school, and more likely to work long hours and experience a variety of working conditions that may be unsafe. Parental education, indicators of household wealth and owning a family farm are particularly strongly associated with the incidence of risky work among children, and girls are over-represented in risky jobs due to their work in domestic service.<hr/>A literatura a respeito do trabalho infantil no Brasil é vasta, porém mantém uma lacuna no que se refere ao trabalho considerado perigoso e como se dá a entrada das crianças nesse tipo de ocupação. O objetivo deste trabalho é investigar o trabalho infantil perigoso utilizando os dados da PNAD, complementando os estudos qualitativos já existentes, por meio de análises descritivas e um modelo multivariado. Os resultados mostram que, ao menos no Brasil, as crianças em ocupações de risco têm menores chances de estudar e tendem a ter jornadas mais longas, inclusive quando comparadas a outras crianças trabalhadoras. Além disso, existem diferenças importantes entre meninas e meninos, e elas estão super-representadas nas ocupações de risco. <![CDATA[<b>Quais os impactos da <i>desaposentação</i>? Um estudo para as aposentadorias por tempo de contribuição do regime geral de previdência social</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-41612014000400003&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este trabalho visa a avaliar os impactos da desaposentação, termo empregado quando um segurado do INSS se aposenta, mas se mantém no mercado de trabalho formal e pede recálculo do valor da aposentadoria, devido ao acréscimo no período contributivo. Há um trade off importante: quanto mais o segurado demorar em pedir a desaposentação, maior será o incremento no valor do benefício. Porém, o tempo de usufruto deste ganho será menor. Inversamente, quanto mais prematura a desaposentação, menor será o aumento no benefício e maior o período de desfrute. A fundamentação teórica baseia-se nos conceitos de justiça atuarial e neutralidade atuarial. Foram utilizados quatro indicadores usualmente adotados na literatura previdenciária: Taxa de Reposição, Taxa Interna de Retorno, Alíquota Necessária e Alíquota Efetiva. Os resultados evidenciam um período ótimo para a desaposentação: pelo menos 4,83 anos (homens) e 7,83 anos para (mulheres). Se a devolução do benefício for obrigatória antes do recálculo, não há vantagens na desaposentação.<hr/>This study aims to evaluate the impacts of re-retirement, a term used when an Brazilian insured INSS retires, but remains in the formal labor market, and asks recalculation of the pension benefit due to the increase in the contribution period. There is an important tradeoff: the more the insured take to ask re-retirement, the greater the increase in the value of the benefit. However, the time of enjoyment of this gain will be less. Conversely, the more premature re-retirement, the lower the effective increase in the period and greater enjoyment. The theoretical framework is based on the concepts of actuarial justice and actuarial neutrality. Were employed four indicators used in the literature pension: Replacement Rate, Internal Rate of Return, Necessary Rate and Effective Rate. The results show an optimal period for re-retirement: at least 4.83 years (men) and 7.83 years for (women). If the return of the benefit is required before the recalculation, there is no advantage in re-retirement. <![CDATA[<b>Crédito privado antes da grande depressão do século XX: o mercado hipotecário</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-41612014000400004&lng=en&nrm=iso&tlng=en Apesar das restrições existentes, o mercado hipotecário cresceu no Brasil ao longo do século XIX e início do século XX. As mudanças institucionais possibilitaram a expansão do mercado por meio de bancos e de particulares, principalmente a partir da década de 1870. Houve um avanço do sistema bancário, especialmente ao final do século XIX. A presença de instituições estrangeiras ressaltou-se no início do século XX. Não obstante estas transformações do período em estudo, o mercado hipotecário ainda se concentrava nas mãos de agentes privados. A quase totalidade das transações ocorreu entre indivíduos, especialmente no meio urbano mesmo antes de 1930. No início do século XX, quando havia um sistema bancário mais avançado, os emprestadores particulares ainda realizavam mais transações do que os bancos.<hr/>Despite the existing restrictions, the mortgage market grew up in Brazil throughout the nineteenth century and beginning of XX. The institutional changes made possible the market expansion by means of banks and private agents, mainly during the second half of nineteenth century. There was an advance of the banking system, especially at the end of the nineteenth century, even with the expressive presence of foreign institutions at the beginning of the twentieth century. Although these transformations occurred in the period of the study, the mortgage market was still concentrated in the hands of private agents. Almost the totality of transactions happened between individuals. Even at the beginning of the twentieth century, when there was an advance in the banking system, the moneylenders still performed a much more significant quantity of mortgage transactions than the banks. <![CDATA[<b>Phillips curve in Brazil: an unobserved components approach</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-41612014000400005&lng=en&nrm=iso&tlng=en This paper estimates reduced-form Phillips curves for Brazil with a framework of time series with unobserved components, in the spirit of Harvey (2011). However, we allow for expectations to play a key role using data from the Central Bank of Brazil's Focus survey. Besides GDP, we also use industrial capacity utilization rate and IBC-Br index, as measures of economic activity. Our findings support the view that Brazilian inflation targeting has been successful in reducing the variance of both the seasonality and level of the inflation rate, at least until the beginning of the subprime crisis. Furthermore, inflation in Brazil seems to have responded gradually less to measures of economic activity in recent years. This provides some evidence of a flattening of the Phillips curve in Brazil, a trend previously shown by recent studies for other countries.<hr/>Este artigo estima curvas de Phillips para o Brasil com uma abordagem de séries temporais com componentes não observados, seguindo Harvey (2011). Entretanto, é conferido um papel central a expectativas utilizando dados do Boletim Focus do Banco Central do Brasil. Além do PIB, empregamos a taxa de utilização da capacidade industrial e uma série ainda pouco explorada, IBC-Br, como medidas de atividade econômica. Os resultados apoiam a visão que o sistema de metas no Brasil tem sido bem-sucedido em reduzir a variância na sazonalidade e no nível da taxa de inflação, ao menos até o início da crise imobiliária americana. Além disso, a inflação parece ter respondido gradualmente menos a medidas de atividade no período recente. Tal fato constitui uma evidência de achatamento da Curva de Phillips no Brasil, tendência observada em estudos recentes de outros países. <![CDATA[<b>O efeito da volatilidade da taxa de câmbio sobre o comércio internacional: uma investigação empírica sob a ótica da margem extensiva</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-41612014000400006&lng=en&nrm=iso&tlng=en O objetivo do presente trabalho é analisar o efeito da volatilidade da taxa de câmbio sobre a margem extensiva do comércio internacional. Em termos metodológicos, definiu-se como margem extensiva do comércio internacional o número de produtos exportados pelos países para os seus parceiros comerciais. Posteriormente, essa variável foi inserida como dependente em um modelo gravitacional de comércio, cujos parâmetros foram estimados pela técnica de dados em painel não linear. O período de análise compreendido no presente trabalho foi de 1995 a 2009, e o número de países considerados no estudo foi 54. Os principais resultados indicaram que uma elevação na volatilidade da taxa de câmbio causa uma redução na margem extensiva do comércio internacional, reduzindo a diversificação da pauta de exportação dos países.<hr/>The main purpose of this paper is to analyze the effect of exchange rate volatility on the extensive margin of international trade. In methodological terms, we defined as the extensive margin of international trade, the number of products exported by countries to their trading partners. Later, this variable was specified as dependent variable on a gravity model of trade, whose parameters were estimated by nonlinear panel data. The period of analysis in this work was from 1995 to 2009 and the number of countries considered in the study was 54. The results indicate that an increase in the volatility of the exchange rate causes a reduction on the extensive margin of international trade. <![CDATA[<b>Sobre o estatuto epistemológico da racionalidade econômica segundo Karl Popper</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-41612014000400007&lng=en&nrm=iso&tlng=en Três tipos de críticas são comumente levantadas contra a utilização do postulado da racionalidade na ciência econômica. A primeira delas associa-se ao argumento da circularidade, a segunda diz respeito à blindagem da teoria contra a refutação e a terceira - e mais importante delas - refere-se à inadequação empírica. O presente artigo busca encaminhar esta última, à luz do tratamento dado por Popper ao longo de sua carreira para a questão de qual seria o estatuto epistemológico do princípio da racionalidade nas teorias econômicas. Três possíveis respostas a esta questão são aqui examinadas, explicitando-se suas respectivas estruturas lógicas. A primeira delas propõe que o postulado da racionalidade desempenhe o papel de lei geral do comportamento humano. A segunda requer que ele funcione como um axioma da teoria. Finalmente, a terceira proposta sugere que o postulado da racionalidade seja entendido como regra metodológica. Conclui-se o artigo sugerindo que esta última solução satisfaz ao apelo que o tipo de crítica aqui examinada faz ao conceito de racionalidade. Não obstante, ao situar-se no contexto metateórico, o postulado da racionalidade mantém importância inegável na teoria econômica. Sem ele, não se disporia de instrumentos que conduzissem à seleção de dados empíricos voltados ao teste das teorias.<hr/>Three types of criticism are currently raised against the acceptance of the rationality principle in economic science. The first relates to the circularity of the reasoning, the second concerns the protection of the theory against refutation, and the third - the most relevant - concerns the empirical inadequacy of the concept. This article aims to discuss the last criticism, considering the work performed by Popper, in different moments of his career, devoted to determine the epistemological status of the rationality principle. There are three main possible answers to be examined below. The first suggests that this postulate be considered as a general law of human behavior. The second requires it to function as an axiom of the theory. Finally, the answer to the third criticism sees the rationality postulate as a methodological rule. The article is finished with a statement that the last solution is a good answer to the core of the above referred criticisms to the conventional concept of rationality. Therefore it is concluded that, as far as it is situated in a metatheoretical context, the rationality postulate embraces undeniable importance as a foundation of economic theory. Its absence or non-existence would imply the unavailability of instruments leading to the very selection of the empirical data designed to submit the theory to tests. <![CDATA[<b>O capital monopolista-financeiro e a grande recessão</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-41612014000400008&lng=en&nrm=iso&tlng=en Três tipos de críticas são comumente levantadas contra a utilização do postulado da racionalidade na ciência econômica. A primeira delas associa-se ao argumento da circularidade, a segunda diz respeito à blindagem da teoria contra a refutação e a terceira - e mais importante delas - refere-se à inadequação empírica. O presente artigo busca encaminhar esta última, à luz do tratamento dado por Popper ao longo de sua carreira para a questão de qual seria o estatuto epistemológico do princípio da racionalidade nas teorias econômicas. Três possíveis respostas a esta questão são aqui examinadas, explicitando-se suas respectivas estruturas lógicas. A primeira delas propõe que o postulado da racionalidade desempenhe o papel de lei geral do comportamento humano. A segunda requer que ele funcione como um axioma da teoria. Finalmente, a terceira proposta sugere que o postulado da racionalidade seja entendido como regra metodológica. Conclui-se o artigo sugerindo que esta última solução satisfaz ao apelo que o tipo de crítica aqui examinada faz ao conceito de racionalidade. Não obstante, ao situar-se no contexto metateórico, o postulado da racionalidade mantém importância inegável na teoria econômica. Sem ele, não se disporia de instrumentos que conduzissem à seleção de dados empíricos voltados ao teste das teorias.<hr/>Three types of criticism are currently raised against the acceptance of the rationality principle in economic science. The first relates to the circularity of the reasoning, the second concerns the protection of the theory against refutation, and the third - the most relevant - concerns the empirical inadequacy of the concept. This article aims to discuss the last criticism, considering the work performed by Popper, in different moments of his career, devoted to determine the epistemological status of the rationality principle. There are three main possible answers to be examined below. The first suggests that this postulate be considered as a general law of human behavior. The second requires it to function as an axiom of the theory. Finally, the answer to the third criticism sees the rationality postulate as a methodological rule. The article is finished with a statement that the last solution is a good answer to the core of the above referred criticisms to the conventional concept of rationality. Therefore it is concluded that, as far as it is situated in a metatheoretical context, the rationality postulate embraces undeniable importance as a foundation of economic theory. Its absence or non-existence would imply the unavailability of instruments leading to the very selection of the empirical data designed to submit the theory to tests.