Scielo RSS <![CDATA[Estudos Econômicos (São Paulo)]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0101-416120130004&lang=en vol. 43 num. 4 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<b>Inflação implícita e o prêmio pelo risco</b>: <b>uma alternativa aos modelos VAR na previsão para o IPCA</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-41612013000400001&lng=en&nrm=iso&tlng=en O presente artigo avalia, para o caso brasileiro, se a inflação implícita extraída dos títulos de renda fixa constitui um estimador não viesado da inflação ao consumidor, medida pelo IPCA. Nossas estimativas sugerem que as break-even inflation rates - ou simplesmente BEIRs - trazem informação relevante a respeito da inflação futura, especialmente para a maturidade de três meses. A principal inovação de nosso trabalho, contudo, está no método utilizado para a estimação, que nos permite concluir que o prêmio de risco da inflação, para algumas das maturidades consideradas, varia ao longo do tempo e não é desprezível do ponto de vista econômico. Comparamos também as previsões de inflação obtidas a partir das BEIRs com os modelos VAR utilizados pelo Banco Central e as estimativas dos Top5 do Relatório Focus. As previsões realizadas com as BEIRs mostraram maior acurácia que aquelas extraídas dos modelos VAR, porém, menos precisas que as geradas pelos Top5.<hr/>The present paper examines, for the Brazilian case, if implied inflation extracted from fixed income securities is an unbiased estimator of consumer inflation, measured by the IPCA. Our estimates suggest that break-even inflation rates - or just BEIRs - are informative about future inflation, especially for the maturity of three months. The main innovation of our work, however, is the method used for estimation, allowing us to conclude that inflation risk, for some of the maturities considered, varies over time and is not irrelevant from the economic standpoint. We also compared the inflation forecasts obtained from BEIRs with the ones extracted from VAR models used by Central Bank and estimates of Focus Report's Top5s. The forecasts performed with BEIRs showed greater accuracy than those extracted from VAR models, though less precision than those generated by the Top5s. <![CDATA[<b>Impacto dos Fundos Setoriais sobre a produtividade acadêmica de cientistas universitários</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-41612013000400002&lng=en&nrm=iso&tlng=en O artigo tem o objetivo de avaliar o impacto sobre a produtividade científica dos pesquisadores universitários envolvidos em projetos de pesquisa financiados pelos Fundos Setoriais. Foram reunidos dados sobre o desempenho de pesquisadores brasileiros e suas relações com os Fundos Setoriais, para o período de 2000 a 2008, a partir das bases de dados da Plataforma Lattesdo CNPq e de financiamento dos Fundos Setoriais, fornecida pelo MCTI. As evidências obtidas demonstram um impacto geral positivo da interação Universidade - Fundos Setoriais sobre a produtividade científica dos pesquisadores pertencentes à amostra. O impacto global da política de financiamento de fundos setoriais deve ter levado a um aumento de 5% a 6% na produção acadêmica dos pesquisadores universitários no período considerado. Adicionalmente, a estimação do ciclo de vida dos pesquisadores brasileiros revelou que o pico da produção científica de um pesquisador ocorre em torno dos 57 anos de idade.<hr/>The article aims to assess the impact on the scientific productivity of academic researchers involved in research projects funded by the Sector Funds. We gathered data on the performance of Brazilian researchers, and their relationships with Sector Funds for the period 2000 to 2008, from databases Lattes CNPq and funding base of Sector Funds, provided by MCT. Evidence obtained shows an overall positive impact on the scientific productivity of researchers in the sample. The global impact of financing policy for Sector Funds must have led to an increase of 5% to 6% in the studies of academic researchers over the period. Additionally, the estimation of the Brazilian's researchers life cycle found that the peak of scientific output of a researcher presenting at around 57 years old. <![CDATA[<b>Quão imperfeita é a competição na indústria brasileira?</b>: <b>estimativas de <i>mark up</i> setorial entre 1996 e 2007</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-41612013000400003&lng=en&nrm=iso&tlng=en O uso de medidas de produtividade na avaliação de políticas públicas baseadas na suposição de concorrência perfeita pode levar a conclusões incorretas sobre a sua eficácia. Nesse sentido, o presente estudo busca analisar quão distante da competição perfeita a indústria de transformação brasileira se encontra. Os resultados apontam que, em média, o preço é 2,41 vezes o custo marginal, rejeitando a validade da hipótese de concorrência perfeita e indicando que análises que não levam em conta tal padrão de competição geram conclusões errôneas. Os setores florestal e metalúrgico apresentaram os maiores mark ups (3,81 e 2,95 respectivamente), sendo tal conclusão robusta a retornos de escala e formas alternativas de mensuração.<hr/>The use of productivity measures based on the assumption of perfect competition to evaluate public policies can lead to incorrect conclusions about them. In this sense, the present research aims to analyze how far from perfect competition the Brazilian industry is. The results indicated that the prices are, in general, 2.41 times marginal cost, which shows that the perfect competition hypothesis is not valid for the Brazilian industry and indicate that not considering the competition pattern lead to incorrect conclusions. The forest and metallurgy sectors had the highest mark ups (3.81 and 2.95 respectively), and these results are robust to assumptions about scale economies and different measures of mark up. <![CDATA[<b>Uma análise da ciclicidade da política fiscal brasileira</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-41612013000400004&lng=en&nrm=iso&tlng=en Uma vasta literatura teórica e empírica afirma que a política fiscal nos países em desenvolvimento é pró-cíclica, enquanto que em nações industrializadas a política fiscal é anticíclica ou acíclica. Utilizando dados mensais, macroeconômicos e fiscais, abrangendo o período de março de 2002 a julho de 2011, os resultados obtidos a partir de estimações GMM, em modelos estáticos e dinâmicos, indicam comportamento pró-cíclico da política fiscal brasileira, onde as teorias sobre variabilidade da base tributária, corrupção e economia informal contribuem para explicar esse comportamento. Todavia, a teoria sobre restrição ao crédito internacional não encontra respaldo empírico no período analisado.<hr/>A vast theoretical and empirical literature states that fiscal policy in developing countries is procyclical, whereas in industrialized countries fiscal policy is countercyclical or acyclical. Using fiscal and macroeconomic monthly data covering the period from March 2002 to July 2011, the results obtained from GMM estimations in static and dynamic models indicate procyclical fiscal policy in Brazil, where the theories about tax base variability, corruption, and informal economy contribute to explain this behavior. However, the theory about international credit constraint does not find empirical support in the analyzed period. <![CDATA[<b>Mercado pontual</b>: <b>atuação estatal na formação da Feira de Gado de Três Corações (1900-1920)</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-41612013000400005&lng=en&nrm=iso&tlng=en O artigo discute a formação da Feira de Gado de Três Corações, analisando os caminhos percorridos pela região na transição da sociedade escravista para a constituição de sua dinâmica capitalista. Para tanto, o texto apresenta uma interpretação para a relação entre Estado e feira de gado mediante o conceito de "mercados pontuais". Considerando que o sul de Minas deve ser analisado como um território marcado por processos históricos particulares, será discutido no texto o porquê de apesar de receber ora influências da economia cafeeira paulista, ora do comércio de abastecimento da cidade do Rio de Janeiro, a região apresentou um crescimento econômico limitado no início do século XX.<hr/>The article discusses the formation of the Cattle Market in the city of Três Corações (Minas Gerais/Brazil), analyzing the paths of the region in the transition from slave society to form its capitalist dynamics. To this end, the paper presents an interpretation of the relationship between state and cattle market through the concept of "spot market". Whereas the South of Minas region must be regarded as a territory marked by particular historical processes, is discussed in the text the question why despite receiving either influences the Sao Paulo coffee economy, nor the supplying trade the city of Rio de Janeiro, the region had a limited economic growth in the early twentieth century. <![CDATA[<b>Fluxos de capitais e crescimento econômico nos países em desenvolvimento</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-41612013000400006&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este trabalho desenvolve uma análise empírica sobre as relações entre fluxos de capitais e crescimento econômico nos países em desenvolvimento. Os resultados sugerem: i) háevidências de que a poupança externa desestimula o crescimento econômico; ii) não há evidências de que os fluxos de capitais estimulam o crescimento econômico; iii) não existem evidências de que os efeitos da poupança externa e dos fluxos de capitais sobre o crescimento econômico dependem dos níveis de desenvolvimento institucional, desenvolvimento financeiro, abertura comercial, estabilidade macroeconômica e capital humano. Uma possível explicação para esses resultados é a possibilidade dos fluxos de capitais para os países em desenvolvimento levarem a instabilidade macroeconômica, crises financeiras e apreciação cambial, com efeitos adversos sobre o crescimento econômico.<hr/>This paper develops an empirical analysis of the relationship between capital flows and economic growth in developing countries. Empirical evidence suggest: i) there is evidence that external savings mitigates economic growth; ii) there is no evidence that capital flows foster economic growth; iii) there is no evidence that external saving and capital flows effects on the economic growth depend on the levels of institutional development, financial development, trade openness, macroeconomic stability and human capital. One possible explanation for these results is the possibility of capital flows to developing countries lead to macroeconomic instability, financial crises and currency appreciation, with adverse effects on economic growth. <![CDATA[<b>Previsão dos preços de <i>commodities </i>por meio das taxas de câmbio</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-41612013000400007&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este trabalho procura modelar e prever o comportamento dos preços de commodities utilizando taxas de câmbio de países exportadores de commodities. A compreensão do comportamento desses preços é importante para um apropriado controle da inflação e planejamento da produção. Os resultados obtidos apontam para uma relação de causalidade entre a taxa de câmbio e os preços de commodities para os países estudados, com exceção da África do Sul e Argentina. Para Austrália, Brasil, Canadá, Chile, Colômbia e Nova Zelândia, a taxa de câmbio se mostra uma informação significativa para previsões de preços de commodities para o período dentro da amostra. No caso da Austrália e do Canadá, a relação também é significativa para o período fora da amostra. Os resultados encontrados confirmam os obtidos por Chen, Rogoff e Rossi (2010), além de estender aquele trabalho aos casos da Argentina, Brasil e Colômbia.<hr/>This paper aims to model and predict the behavior of commodity prices using the exchange rates of commodity-exporting countries. Understanding commodity price dynamics is important for a proper control of inflation and planning of production. Our results point to a causality relation between the exchange rate and commodity prices for all countries under study except South Africa and Argentina. For Australia, Brazil, Canada, Chile, Colombia and New Zealand the exchange rate is an important piece of information to forecast commodity prices in-sample. For Australia and Canada, this relation is also significant out-of-sample. Our results confirm those of Chen, Rogoff and Rossi (2010) and extend that work to the cases of Argentina, Brazil, and Colombia.