Scielo RSS <![CDATA[Estudos Econômicos (São Paulo)]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0101-416120170004&lang=en vol. 47 num. 4 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Produção científica e redes de colaboração dos docentes vinculados aos programas de pós-graduação em Economia no Brasil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-41612017000400617&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo Este artigo apresenta os resultados de um estudo sobre as potencialidades da utilização dos dados curriculares derivados das informações da Plataforma Lattes como ferramentas para avaliação do desempenho científico de pesquisadores. Um novo indicador, denominado "Índice Multidimensional de Desempenho Científico" (IMDC), é proposto considerando um amplo conjunto de indicadores bibliométricos que buscam captar diferentes formas da produção acadêmica dos atuais pesquisadores vinculados à pós-graduação em Economia no Brasil. Os resultados permitem evidenciar uma tipologia de pesquisadores considerando suas diferentes estratégias de atuação. Economistas com maior impacto na profissão adotam uma estratégia caracterizada por um equilíbrio entre qualidade, quantidade e colaboração científica.<hr/>Abstract This paper presents the results of a study on the potentialities of the Lattes curriculum vitae information as tools for the assessment of the scientific activity of individual researchers. We propose a new multidimensional index, which allows measuring research performance based on a broad set of bibliometric indicators. The goal is to capture different facets of scientific output of academic economists in Brazil. The results are summarized in a typology of researchers that consider the different strategies regarding the preferable outlets for their research. Economists with the highest impact on the profession tend to adopt a strategy characterized by a balance between quality, quantity, and scientific collaboration. <![CDATA[Aumentar receitas ou cortar gastos? Discutindo o nexo entre receitas e despesas do governo central brasileiro]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-41612017000400681&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo O objetivo deste estudo é analisar a relação intertemporal de curto e longo prazo entre as variáveis gasto e receita do governo federal brasileiro. Usando dados mensais de 1997 a 2015, o estudo aplica técnicas de cointegração e estima modelos de correção de erro assimétrico (MCE-TAR e MCE-MTAR). Como análise de robustez foi realizada uma simulação de choques nas variáveis receitas e despesas do governo central. Os resultados mostram que o governo respeita sua restrição orçamentária apenas para o período de 1997 a 2013. Nesse período há evidências, no curto prazo, de uma relação causal unidirecional do tipo tax-spend, na qual uma redução de imposto gera aumento no gasto e no longo prazo a relação causal é bidirecional. Não foi possível, ao contrário de estudos anteriores, identificar evidências de uma relação causal do tipo spend-tax. Os resultados também refutaram a interpretação tradicional de que o caminho para o controle do gasto é reduzir a arrecadação do governo. De forma geral, os resultados mostram que ao incorporar na análise os anos de 2014 e 2015, o governo central deixa de respeitar a sua restrição orçamentária, e não é possível estabelecer uma relação causal entre receita e gasto governamental.<hr/>Abstract The aim of this study is to analyze the short and long term intertemporal relationship between spending and revenue variables of the Brazilian federal government. Using monthly data 1997 to 2015 the study applied cointegration techniques and estimates asymmetric error correction models (ECM-TAR and ECM-MTAR). As a robustness analysis a simulation of shock was performed on variable revenue and expenditure of the central government. The results show that the government respects its budget constraint only for the period from 1997 to 2013. During this period there is evidence, in the short term, of a one-way causal relationship type tax-spend, where a tax reduction generates an increase in spending and the long-term causal relationship is bidirectional. Could not unlike previous studies, identify evidence of a causal relationship of spend-tax type. The results also disproved the traditional interpretation that the way to control spending is to reduce government revenues. Overall, the results show that by incorporating the analysis of the years 2014 and 2015 the central government fails to respect their budget constraint and cannot establish a causal relationship between income and government spending. <![CDATA[Descontinuidades produtivas e tecnológicas na estrutura industrial da economia brasileira]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-41612017000400713&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo O objetivo deste artigo é avaliar a capacidade da economia brasileira de sustentar taxas de crescimento em longo prazo, considerando as complementaridades técnicas intersetoriais como vetor de absorção e difusão tecnológicas na estrutura industrial. Para realizar essa tarefa, recorre-se às teorias neo-schumpeteriana, que descrevem os processos de absorção e difusão tecnológicas e à construção de um modelo de crescimento multissetorial de inspiração neorricardiana do tipo Sraffa-Von Neumann. Em acordo com os procedimentos metodológicos adotados, identificam-se descontinuidades produtivas, características de estrangulamentos da produção, que comprometem as condições de crescimento de longo prazo e os processos de absorção e difusão tecnológicas da economia brasileira. Em conclusão, destaca-se a existência de pontos de estrangulamentos de produção em setores com elevado grau de basicidade, fundamentais para a reprodução da estrutura produtiva da economia brasileira.<hr/>Abstract The aim of this article is to evaluate the Brazilian economy's capacity to sustain long-term growth rates based on intersectoral technological complementarity as a vector of technology absorption and diffusion through its industrial structure. To this end, it refers to neo-Schumpeterian theories that describe the process of technology absorption and diffusion and the construction of a multisector growth model inspired by Sraffa and Von Neumann's Neo-Ricardian theories. The methodological procedures enabled us to identify production discontinuities and bottle-necks which could jeopardize the Brazilian economy's long-term growth and its technology absorption and diffusion processes. In conclusion, we highlight the existence of production bottlenecks in key economic sectors, fundamental to the reproduction of the Brazilian economy's production structure. <![CDATA[Mapeando o Pós-Keynesianismo: uma abordagem cientométrica]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-41612017000400741&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo O presente artigo tem como objetivo estudar a corrente Pós-keynesiana na Ciência Econômica, visando identificar suas principais características. A metodologia empregada para isso combina conceitos filosóficos e linguísticos através do chamado finitismo de significados. Dentro dessa perspectiva, utiliza ferramentas computacionais e cientométricas, mais especificamente a chamada análise de Co-word, para fornecer uma definição da corrente pós-keynesiana em economia. O trabalho também inclui um resgate da história do Pós-keynesianismo desde 1936 até os nossos dias.<hr/>Abstract This article analyses the Post Keynesian movement in economics in order to establish its de-fining characteristics. The methodology used to accomplish this objective is a combination of philosophic and linguistic conceptions commonly referred as meaning finitism. Given the meaning finitism conception of how to define a linguistic expression, we use a computational and scientometric technique named Co-word analysis to obtain a definition of Post Keynesian economics. Also, we present a brief account of the history of the Post Keynesian movement since its beginning in 1936 until the present time. <![CDATA[Custos de ajustes de investimento incluindo custos fixos e descontos por quantidade com aplicações a empresas brasileiras]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-41612017000400773&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo Custos de investimento são valores pagos pela organização para ajustar seu estoque de capital produtivo. Tais custos são de difícil mensuração direta, sendo analisados agregadamente pelo valor da firma. Assim, o objetivo deste trabalho é equacionar as curvas de custos de ajustes de investimento a partir de dados de balanço de empresas brasileiras. São estudadas as formas gerais mais comuns na literatura, como a quadrática em relação ao investimento, e propostas componentes da equação, incluindo descontos por quantidade e custos fixos. São usadas regressões lineares para adaptar as curvas aos dados empíricos de empresas selecionadas na BOVESPA. Com isso, demonstra-se que os custos de ajustes de investimento nem sempre são explicados apenas por componentes quadráticos no investimento. Nestes casos, a curva de ajuste de investimentos torna-se melhor adaptada a dados empíricos quando considerados descontos por quantidade e custos fixos, além do tradicional componente quadrático com relação aos investimentos. Finalmente, é proposta e analisada empiricamente uma equação simplificada de retorno do investimento em função do q de Tobin.<hr/>Abstract Investment costs are paid by organizations adjusting their productive capital stock. Those costs are hardly directly measurable, being analyzed aggregately through the value of the firm. Therefore, the goal of this work is to find equations for the investment adjustment costs using balance sheets data from Brazilian companies. Common general forms of the curves found in the literature are studied, like the quadratic relation to the investment, and equation components are proposed, including quantity discounts and fixed costs. Linear regressions are used to adapt the curves to the empirical data of companies selected from BOVESPA. Thus, it is shown that investment adjustment costs are not always explained just with the quadratic component with respect to the investments. In those cases, the adjustment costs curve is better fitted to empirical data when fixed costs and quantity discounts are considered, besides the traditional quadratic component of the investments. Finally, a simplified equation for the investment return is proposed and empirically analyzed as a function of Tobin's q. <![CDATA[Bolsa Família: Um <em>survey</em> sobre os efeitos do programa de transferência de renda condicionada do Brasil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-41612017000400805&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo Revisam-se pesquisas sobre efeitos do Programa Bolsa Família. Há quatro evidências frequen-tes. A primeira é que o programa tem focalização relativamente boa, mas que pode ainda ser melhorada. A segunda é o efeito positivo sobre a aquisição (consumo) de alimentos - sem conclusões sobre a qualidade da dieta. A terceira diz respeito ao estimulo às crianças a participarem da escola (matrícula, frequência e progressão), embora pouco se saiba sobre os efeitos na aprendizagem. A ausência de efeitos sobre a fecundidade das mulheres caracteriza a quarta conclusão robusta que se pode tirar da literatura, ainda que mais estudos devam ser realizados. Em outras dimensões, as evidências não formam consenso sobre direção dos efeitos.<hr/>Abstract This paper surveys the literature about the effects of Bolsa Familia Program. We found four main results. The first is that the program is relatively well targeted, but it can still be improved. The second is the positive effect on the acquisition (consumption) of food, but there is no conclusions about the quality of the diet. The third is that the program encourages children to attend school (enrollment, attendance and progression). However, little is known about the effects on learning. The absence of effects on the fecundity of the women characterizes the fourth conclusion that can be drawn from the literature, although more studies must be carried out on this topic. In other dimensions, the evidence does not form consensus on the direction of effects.