Scielo RSS <![CDATA[Estudos Econômicos (São Paulo)]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0101-416120070001&lang=pt vol. 37 num. 1 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<B>Produtividade e crescimento econômico na América Latina</B>: <B>a abordagem da fronteira de produção estocástica</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-41612007000100001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo analisa o desempenho da produtividade total de fatores e discute a experiência de crescimento econômico na América Latina. Com este objetivo, estima-se uma função fronteira de produção estocástica na forma de uma translog, com efeitos de ineficiência técnica, para um painel de 19 países, no período de 1961 a 1990. Utilizando-se o índice de produtividade total de Malmquist, o crescimento da produtividade é decomposto em dois componentes: variação tecnológica e variação de eficiência técnica. Por meio desta técnica consegue-se quantificar a contribuição da produtividade ao crescimento da América Latina, identificar as fontes de ineficiência técnica de produção e compreender os fatores determinantes do desempenho das economias latino-americanas. Neste aspecto, examina-se o desempenho relativo do Brasil no contexto da região, identificando-se fatores de natureza comum e aspectos diferenciais marcantes. Entre outras conclusões, a mais relevante é a de que a performance da produtividade total dos fatores foi a principal razão do baixo crescimento econômico da América Latina.<hr/>This paper examines the aggregate productivity performance and discusses the economic growth experience in Latin America. A translog stochastic frontier is fitted with inefficiency effects to a panel of 19 Latin American countries for the period 1961 to 1990. Estimate productivity growth is decomposed into two components: technological progress and efficiency change. We use Malmquist Index to calculate total productivity factor (TFP) change. Applying international data sets, this study aims to: (1) examine the contribution of productivity to economic growth in Latin America, (2) investigate the sources of technical inefficiency, and (3) shed some light on the perfomance among Latin America economies. With this framework we show that total productivity factor perfomance was the main reason for low growth of Latin America. <![CDATA[<B>Um novo índice coincidente para a atividade industrial do Estado do Rio Grande do Sul</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-41612007000100002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo utiliza o modelo de fator dinâmico de Stock e Watson para construir um índice coincidente que tenha um fundamento estatístico claro e que possa ser representativo do nível de atividade da indústria de transformação do Rio Grande do Sul. Além deste modelo linear, também é aplicada a metodologia de mudança de regime para caracterizar a assimetria no ciclo dos negócios na indústria do Estado, indicando os momentos de crescimento e queda na atividade econômica do setor com características diferenciadas. Este novo indicador é comparado com o índice de desempenho industrial (IDI) elaborado pela Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul. Os resultados mostram que tanto o modelo linear quanto o não-linear estimam componentes que são altamente correlacionados como o índice de médias ponderadas atualmente calculado pela FIERGS.<hr/>The present article uses the dynamic factor model of Stock and Watson to construct a coincident index with a clear statistical foundation able to represent the level of activity of the processing industry of the state of Rio Grande do Sul. In addition to this linear model, we also employ a regime switching methodology in order to determine the asymmetry of the business cycle in the industry on a statewide basis, pointing out periods of economic growth and stagnation in this sector. This new indicator is compared with the industrial performance index developed by the Federation of the Industries of the State of Rio Grande do Sul (FIERGS). The results show that both linear and nonlinear models estimate components that are highly correlated, such as the weighted average index currently calculated by FIERGS. <![CDATA[<B>Condicionantes de clubes de convergência no Brasil</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-41612007000100003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Os principais estudos sobre convergência, no Brasil, têm se concentrado na análise da beta-convergência. Neste artigo é reexaminada essa questão utilizando a metodologia de Quah (1997) para analisar a evolução da distribuição da renda condicionada dos estados e municípios entre 1970 e 2000. São efetuados três tipos de estimações: a) densidades estimadas pelo método de suavização por núcleo; b) estimação de núcleos estocásticos para analisar os movimentos das economias ao longo do espaço de rendas para identificar a formação de clubes de convergência e; c) estimação de núcleos estocásticos condicionados à localização geográfica, escolaridade, abertura comercial e desigualdade de renda, com o objetivo de identificar possíveis responsáveis pelo padrão de convergência encontrado. O uso das metodologias acima permitiu identificar a tendência à formação de clubes de convergência no Brasil, como já identificados por Mossi et alii (2003) e Andrade et alii (2004). As variáveis de localização geográfica e nível inicial de escolaridade surgem como os principais condicionantes desse processo.<hr/>The main studies about convergence in Brazil have concentrated in the beta-convergence analysis. The present article reexamines this issue using a methodology developed by Quah (1997) to analyze the evolution over time of the conditioned distribution of income among Brazilian states and municipalities between 1970 and 2000. Three kinds of estimation are done: a) kernel smoothed densities methods; b) estimation of stochastic kernels to analyze the movements of the economies over the income space with the aim to identify convergence clubs in specific space intervals; c) estimation of stochastic kernels conditional on geographic localization, education, openness to international trade and income inequality, with the objective to identify possible explanations to the observed pattern of convergence. The use of the methodologies above allowed us to identify a tendency of club formation in Brazil, as already identified by Mossi et all (2003) and Andrade et all (2004). Variables concerning geographical localization and level of education appeared as the main conditioner for this process. <![CDATA[<B>Individualismo interativo </B>: <B>um ensaio sobre o individualismo metodológico de Hayek</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-41612007000100004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este paper tem como objetivo central identificar, no tratamento de Friedrich Hayek ao problema da ordem social, uma nova modalidade de individualismo metodológico, que denominarei de "individualismo interativo". Este se diferencia do individualismo metodológico convencional - que deduz a ordem de escolhas racionais de indivíduos - sob dois aspectos principais. O primeiro diz respeito à problematização das condições de conhecimento - ou seja o conhecimento dos indivíduos não é suposto como dado ou objetivamente disponível, mas como o primeiro problema a ser enfrentado pela abordagem. O segundo, decorrente do primeiro, diz respeito à própria unidade de análise que já não mais pode ser os indivíduos isolados, tomados como dados, mas "indivíduos interagentes".<hr/>The main purpose of this paper is to identify the elements for a new kind of methodological individualism - 'interactive individualism' - in Friedrich Hayek's work. This departs from conventional rational choice oriented ideas of methodological individualism in two mains respects. The first has to do with turning the knowledge conditions a problem in its own right, to be sorted out in the process of understanding the social coordination. The second refers to the very unit of analysis which cannot be isolated individuals, taken as given, but 'interacting individuals' instead. <![CDATA[<B>Diferenciais salariais inter-regionais, interindustriais e efeitos fixos individuais</B>: <B>uma análise a partir de Minas Gerais</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-41612007000100005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo tem como objetivo identificar se os diferenciais de salário entre os trabalhadores de diferentes regiões do Brasil e de diversos ramos industriais persistem após o controle pelas características não-observáveis destes indivíduos, que são fixas ao longo do tempo. Para atingir este objetivo, usamos a base de dados da Raismigra (MTE) para acompanhar os trabalhadores que estavam formalmente empregados na indústria de transformação de Minas Gerais entre 1999 e 2001, usando a abordagem de dados em painel. Os principais resultados obtidos indicam que os diferenciais de salário entre regiões e entre ramos de atividade persistem após o controle pela heterogeneidade dos trabalhadores, mas sua importância diminui significativamente.<hr/>The aim of this paper is to examine whether the inter-regional and inter-industry wage differentials in Brazil persist after controlling for the non-observable workers characteristics that are fixed over time. We use data from Raismigra (Labor Ministry) to follow workers that were formally employed in Minas Gerais industry between 1999 and 2001 using a panel data approach. The main results show that the inter-regional and inter-industry wage differentials persist after controlling for individual-specific fixed effects, but lose importance. <![CDATA[<B>The citation pattern of Brazilian economists</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-41612007000100006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt This paper studies the determinants of international citations by Brazilian economists in papers published in the top domestic journals in 1994 and 2004. Brazilian research in economics has become more open to international influence and widespread geographically; researchers more specialized and technically oriented and the research topics more diversified. However, Brazil is plagued by editorial favoritism, reflected in the negative and significant impact of references to the works authored by domestic journals editors on international citations. We also find that longer technical papers written on topics other than the economic history of Brazil are more likely to cite foreign literature.<hr/>Este artigo estuda os determinantes das citações internacionais dos economistas brasileiros em artigos publicados nas principais revistas domésticas de economia nos anos 1994 e 2004. A pesquisa de economia no Brasil se tornou mais aberta à influencia internacional e mais espalhada geograficamente; os pesquisadores mais especializados e tecnicamente orientados e os tópicos de pesquisa mais diversificados. Entretanto, a pesquisa continua sendo prejudicada pelo favoritismo editorial, refletido no impacto negativo e significante das referências dos autores aos trabalhos dos editores das revistas domésticas sobre as citacoes internacionais. Constatamos que artigos técnicos mais longos sobre tópicos que não sejam sobre história econômica do Brasil têm maior chance de citar a literatura internacional. <![CDATA[<B>Tarifas agrícolas Européias</B>: <B>mensuração e análise entre produtos</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-41612007000100007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Dois são os objetivos do trabalho. Em primeiro lugar, medir a magnitude das tarifas praticadas pela UE sobre os produtos agropecuários. Em segundo lugar, identificar eventual discriminação tarifária entre esses produtos. A hipótese é a de que há uma discriminação tarifária na pauta agropecuária da UE. Os traba-lhos já realizados com tal cenário têm sugerido que há produtos particularmente protegidos pelas tarifas agropecuárias na Europa unificada. A discussão acerca do uso de distintos preços de referência pretende ser uma das contribuições do trabalho. Para tanto, realizaram-se três simulações com diferentes preços de referência para a conversão das tarifas específicas. O estudo aponta os produtos agropecuários que são alvo de proteção tarifária na UE: no primeiro grupo estão carnes e miudezas, açúcares e confeitaria, e resíduos de indústrias alimentares; e num segundo grupo, tabaco e seus manufaturados, preparações de carne, cereais, cacau e preparações, preparações de cereais, leite e laticínios, e produtos químicos orgânicos.<hr/>The study is oriented by two goals. First, it aims to measure the magnitude of the tariff used by the European Union on the agricultural products. Second, it tries to identify the existence of tariff discrimination among the groups of agricultural products in the European tariff set. The hypothesis is that there is tariff discrimination in the EU agricultural tariff schedule. Theoretical and empirical studies have already suggested that there are groups of products particularly protected by the EU agricultural tariffs. The present work has one main contribution: the discussion related to the effects of using different prices to the conversion of EU specific and composed tariffs. The study points to certain sets of agricultural products targeted by the EU trade policy: especially meat, sugar, residues and waste from food industries; and, at second, tobacco, meat preparations, cereals, cocoa and preparations, cereal preparations, dairy products, and organic quimical products. <![CDATA[<B>Interação universidade-empresa no Brasil</B>: <B>evidências do Diretório dos Grupos de Pesquisa do CNPq</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-41612007000100008&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O presente trabalho investiga a interação universidade-empresa no Brasil por meio de informações disponíveis no Diretório dos Grupos de Pesquisa do CNPq coletadas no Censo 2002. Apesar dos problemas inerentes à base de dados, estas informações fornecem um panorama recente da interação entre universidades e empresas no País. Os resultados encontrados apontam que as relações de colaboração são concentradas em termos de áreas do conhecimento dos grupos de pesquisa, instituições às quais os grupos estão vinculados e setor de atividade das empresas. As interações mais freqüentes entre os agentes foram as atividades de Engenharia não-rotineira, de Consultoria Técnica e Treinamento de pessoal. À medida que estes resultados forem ao encontro das especificidades do Sistema Nacional de Inovação presente no País, incentivos podem ser dados com vistas a aumentar a transferência do conhecimento acadêmico para as empresas.<hr/>The present work investigates university-industry interactions in Brazil through available data from CNPq's Research Groups Directory collected in Census 2002. Although limitations intrinsic to information collected, the database supplies some evidence from recent university-industry interactions in Brazil. Collaborative relations are restricting to some members, and the agents involved are concentrated in both sides. The more frequent relationships were no routine engineering, consultancy and trainament. This result were in accordance with Brazilian's NSI, but also suggests that's much more can be done fostering academic knowledge transference to firms in the country. <![CDATA[<B>Resenha Bibliográfica</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-41612007000100009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O presente trabalho investiga a interação universidade-empresa no Brasil por meio de informações disponíveis no Diretório dos Grupos de Pesquisa do CNPq coletadas no Censo 2002. Apesar dos problemas inerentes à base de dados, estas informações fornecem um panorama recente da interação entre universidades e empresas no País. Os resultados encontrados apontam que as relações de colaboração são concentradas em termos de áreas do conhecimento dos grupos de pesquisa, instituições às quais os grupos estão vinculados e setor de atividade das empresas. As interações mais freqüentes entre os agentes foram as atividades de Engenharia não-rotineira, de Consultoria Técnica e Treinamento de pessoal. À medida que estes resultados forem ao encontro das especificidades do Sistema Nacional de Inovação presente no País, incentivos podem ser dados com vistas a aumentar a transferência do conhecimento acadêmico para as empresas.<hr/>The present work investigates university-industry interactions in Brazil through available data from CNPq's Research Groups Directory collected in Census 2002. Although limitations intrinsic to information collected, the database supplies some evidence from recent university-industry interactions in Brazil. Collaborative relations are restricting to some members, and the agents involved are concentrated in both sides. The more frequent relationships were no routine engineering, consultancy and trainament. This result were in accordance with Brazilian's NSI, but also suggests that's much more can be done fostering academic knowledge transference to firms in the country.