Scielo RSS <![CDATA[Estudos Econômicos (São Paulo)]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0101-416120080003&lang=en vol. 38 num. 3 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<b><i>Overeducation</i></b><b> e <i>undereducation</i> no Brasil</b>: <b>incidência e retornos</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-41612008000300001&lng=en&nrm=iso&tlng=en Nos países desenvolvidos, a literatura acerca da sobreeducação encontra-se em expansão. Há vários autores preocupados com a existência de diferenças entre os requisitos educacionais das ocupações e a escolaridade possuída pelos indivíduos e os seus efeitos. O objetivo deste artigo é acrescentar evidências a essa literatura, avaliando a incidência e os retornos da sobreeducação e da subeducação no Brasil, nas Grandes Regiões e no Estado de São Paulo. Também foram analisadas as diferenças por gênero e por grande grupo ocupacional. Foram utilizados dados do Censo de 2000 e da Classificação Brasileira das Ocupações de 2002. Entre as regiões, os níveis de adequação oscilaram entre 25% e 31% e os de sobreeducação entre 14% e 19%. A região Sudeste apresentou a maior taxa de adequação e a região Sul a maior taxa de sobreeducação. O Nordeste apresentou a mais alta subeducação, sendo que quase 60% dos trabalhadores encontravam-se nesta condição. Relativamente aos retornos, a comparação entre os resultados de homens e mulheres evidenciou que o retorno de ser sobreeducada era de 13,9%, enquanto o de ser sobreeducado era de 12,1%. Verificamos, também, no caso dos homens, que o retorno da sobreeducação é maior nas regiões Centro-Oeste (12,7%) e Sudeste (12,4%). No caso das mulheres, constatamos que as duas regiões de maior dinamismo econômico - Sudeste e Sul - apresentaram menores retornos da sobreeducação (13,6% e 12,1%, respectivamente).<hr/>The overeducation literature is increasing in developed countries. Several authors have estimated the education-occupation mismatch as well as its effects on individuals' earnings. The objective of this article is to add evidences to this literature, evaluating the incidence and the returns for overeducation and undereducation in Brazil, Regions and São Paulo State. We also focus on gender and occupational differences. Data is taken from Census 2000 and the Brazilian Occupational Titles (CBO) 2002. Regarding regional pattern, the proper-match level has oscillated between 25% and 31%. The level of overeducation was between 14% and 19%. The Southeast region presented the highest tax of proper-match and the South region presented the highest tax of overeducation. The Northeast region presented highest undereducation level (almost 60%). As far as the returns are concerned, the return for women overeducated was 13.9%, while the same rate for men was 12.1%. The return for men overeducated was higher in Center-West (12.7%) and Southeast (12.4%). The women overeducated return was lower in the two most dynamic regions: Southeast and South (13.6% and 12.1%, respectively). <![CDATA[<b>A reversal in the historical role of tariffs in economic growth? The cases of Brazil and Portugal</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-41612008000300002&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este artigo discute o papel comparativo do protecionismo sobre o crescimento econômico brasileiro e português no período 1860-1950 no contexto das aproximações teóricas disponíveis da Economia Internacional. Embora o papel das tarifas tenha sido longamente discutido na historiografia dos dois países, este artigo fornece o primeiro exercício que usa a metodologia baseada na aproximação macroeconométrica para sucessões cronológicas de longa duração. Dada a conclusão de Clemens e Williamson de que o enquadramento mundial conta, testamos para os dois países a sua pretensão do tariff reversal paradox. As experiências brasileira e portuguesa confirmam que a proteção esteve correlacionada com o crescimento no período anterior à Primeira Guerra Mundial, e não é provável que comércio mais livre tivesse aumentado o crescimento econômico português, contrariamente à tese estabelecida. A Primeira Guerra Mundial, contudo, foi um momento decisivo para o Brasil. Ao fazer-se este estudo, usaram-se os melhores dados disponíveis, partindo-se ocasionalmente dos usados por Clemens e Williamson. As nossas conclusões prevalecem com dados alternativos.<hr/>This paper discusses the comparative role of protectionism on Brazilian and Portuguese economic growth for the period 1860-1950 in the context of the available theoretical approaches from international economics. Although the role of tariffs has long been debated in the historiography of both countries, this paper provides the first exercise that uses a methodology based on a macro-econometric approach for long-run time-series. Given Clemens' and Williamson's conclusion that the world environment matters, we test their claim for two countries on the tariff reversal paradox. The Brazilian and the Portuguese experiences confirm that protection was correlated with growth in the period before World War I, and it is unlikely that freer trade would have increased Portuguese growth, contrary to the established thesis. The First World War, however, was a turning point for Brazil. In carrying out this study, we have used the best data available to us, occasionally departing from those used by Clemens and Williamson. Our conclusions hold for alternative data sets. <![CDATA[<b>História econômica e regionalização</b>: <b>contribuição a um desafio teórico-metodológico</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-41612008000300003&lng=en&nrm=iso&tlng=en O objetivo do trabalho é avançar na reflexão do próprio conceito de região, e mais especificamente de regionalização, pensando sua aplicabilidade e capacidade explicativa segundo uma perspectiva eminentemente histórica. Para tanto, são mobilizados estudos de campos diversos do conhecimento, em particular da economia e da geografia em geral, postos a dialogar com a questão histórica e a historiografia pertinente. De um ponto de vista metodológico, apresentam-se bases para a produção de segmentações do espaço tendo por norte seu aspecto estrutural e funcional; não obstante, pensando em detalhe a questão histórica, busca-se articular essa funcionalidade analítica à necessidade de se tratar o espaço de forma não anacrônica, buscando compreender tanto sua dinâmica própria a partir de fontes coevas, quanto o específico da transformação nas concepções do espaço no período analisado. Por fim, é realizado um pequeno exercício aplicativo para Minas Gerais nos séculos 18 e 19.<hr/>This paper intends to contribute to the theoretical and methodological debate on regionalization and history. Firstly, it starts discussing the very concept of region on its several related approaches: geography, political economy, history and historiography. Then, a methodological issue is analyzed, that is to say: the paper tries to articulate the most important criteria of spatial segmentation embedded on regionalization (analytical functionalism, heterogeneity and homogeneity) with: a) the necessity of non-anachronism; and b) the necessity of a historical dynamic approach on definition of regional boundaries. <![CDATA[<b>Instituições e a informalidade no mercado de trabalho</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-41612008000300004&lng=en&nrm=iso&tlng=en O objetivo deste artigo é desenvolver um modelo que concilie os principais aspectos institucionais relativos à informalidade no mercado de trabalho. Trata-se de um modelo de matching com dois setores, formal e informal, que incorpora os principais tradeoffs que firmas e trabalhadores enfrentam ao decidir em que setor ingressar. O modelo apresenta uma inovação que o torna mais coerente aos principais fatos estilizados e às evidências empíricas mais recentes. Os resultados das simulações de políticas mostram que elevações no seguro-desemprego e reduções no imposto sobre a folha geram impactos positivos, porém reduzidos, sobre os principais indicadores do mercado de trabalho. Ao contrário, uma intensificação da fiscalização governamental leva a significativas reduções da informalidade, mas também provoca uma elevação substancial da taxa de desemprego e uma piora em outros indicadores do mercado de trabalho brasileiro.<hr/>This paper aims to develop a model capable of reconciling some of the main institutional aspects relative to labor market informality. It is a two-sector, formal and informal, matching model that incorporates the main tradeoffs faced by workers and firms when deciding in which sector they will operate. The model presents an innovation that makes it more coherent with most stylized facts and recent empirical evidence. Policy simulation's results show that increasing unemployment benefits and reducing payroll taxes generate positive, although small effects over labor market indicators. However, intensifying government audition rates implies a substantial reduction of informality rates, but it also causes unemployment to increase and the deterioration of other important indicators in the Brazilian labor market. <![CDATA[<b>Brazilian business cycles and growth from 1850 to 2000</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-41612008000300005&lng=en&nrm=iso&tlng=en Estudaram-se neste artigo as propriedades do produto interno bruto per capita brasileiro de 1850 a 2000. Contrariamente ao observado em alguns países desenvolvidos, não se obteve evidência de alterações expressivas na volatilidade do PIB per capita. Contudo, verificou-se que as oscilações na atividade econômica se tornaram mais persistentes após a 2ª Guerra Mundial.<hr/>We study the cyclical and growth properties of Brazilian per capita output from 1850 to 2000. We find that, contrary to some developed countries, Brazil did not experience large changes in the volatility of per capita output. However, we obtained evidence that the oscillations in economic activity became more persistent after World War II. <![CDATA[<b>Renda básica da cidadania versus imposto de renda negativo</b>: <b>o papel dos custos de focalização</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-41612008000300006&lng=en&nrm=iso&tlng=en O presente artigo procura comparar duas políticas sociais alternativas de combate à pobreza e à desigualdade de renda no Brasil. A primeira é baseada na concessão de uma renda fixa universal, denominada Renda Básica da Cidadania (RBC), e a segunda, um Imposto de Renda Negativo (IRN), pago apenas às famílias com renda inferior a um determinado patamar. Para análise, adotou-se um modelo de equilíbrio geral computável. Os resultados mostraram que a RBC é melhor que o IRN quando o custo de focalização deste é superior a 50%, e que para um custo menor que 50% o programa a ser adotado vai depender da estratégia de combate à pobreza escolhida.<hr/>This paper compare two alternative social politics to reduce poverty and income inequality in Brazil. The first one is a payment of a universal fixed income, called Basic Income Grant (BIG), and the second one is a Negative Income Tax (NIT), pay only to the families with low incomes. For analysis, we use a Computable General Equilibrium Model. The results had shown that the BIG is better that NIT when the costs of administration associated with the NIT is higher than 50%, and that for a cost between 0 and 50% the adopted program goes to depend on the strategy of poverty reduction. <![CDATA[<b>A crise dos negócios do diamante e as respostas dos homens de fortuna no Alto Jequitinhonha, décadas de 1870-1890</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-41612008000300007&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este trabalho aborda a crise da mineração em Diamantina no período 1870-1890 e os impactos que ela gerou sobre os negócios dos grandes mineradores e negociantes de diamante. A ênfase recai sobre a trajetória regional da indústria de lapidação, que representou tentativa de agregar valor às gemas extraídas nas lavras do Alto Jequitinhonha. Também são analisados os investimentos que os homens de fortuna fizeram em firmas comerciais e industriais (principalmente fábricas de tecidos) e os projetos de desenvolvimento regional elaborados por empresários diamantinenses neste período. O trabalho utiliza fontes locais diversas como inventários, processos de falências, contratos, jornais, discursos e panfletos políticos.<hr/>This paper examines the mining crisis in Diamantina between 1870 and 1890 and the consequences it produced on the great miners and diamond dealer's business. It enphazises the regional trajectory of the lapidary industry, that represented an attempt to aggregate value to the gemstones mined in the Upper-Jequitinhonha. The paper also analyses the investments carried out by the businessmen in commercial and industrial partnerships (especially fabric factories), as well as the regional development projects fostered by Diamantina's entrepreneurs in the period. This paper utilizes several local sources like inventories, liquidations processes, contracts, newspapers, political speeches and political pamphlets. <![CDATA[<b>Política fiscal, sustentabilidade da dívida pública e liquidez dos títulos</b>: <b>uma análise para o Brasil</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-41612008000300008&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este artigo trata do esforço fiscal adotado desde 1999 no Brasil, e da importância de um mercado de títulos públicos de liquidez elevada para que o esforço fiscal seja aliviado. É aplicado um modelo baseado em Edwards (2003) para projetar o resultado fiscal primário, levando em consideração diferentes cenários de demanda por títulos, taxa de crescimento real do PIB, meta de inflação, remuneração dos títulos públicos e choques na taxa de câmbio. Com isso, avaliou-se o impacto de alterações na procura pelos títulos públicos sobre o esforço fiscal necessário para estabilizar a proporção dívida/PIB. Os resultados indicam que as alterações na demanda por títulos alteram a sensibilidade do esforço fiscal a alterações na taxa de crescimento do PIB e a mudanças na taxa de câmbio, enquanto as demais variáveis influenciam o esforço fiscal com sensibilidade constante.<hr/>This article evaluates such a fiscal effort and in particular the role played by the liquidity of the public debt bonds market to alleviate the effort. A model based on Edwards (2003) is applied to forecast the primary fiscal surplus in alternative scenarios of demand for the public debt bonds, real GDP growth, inflation target, real interest rate and changes in exchange rate. We focus on the impact of the changes in demand for the public debt bonds on the fiscal effort necessary to stabilize the debt-GDP ratio. Results show that such changes alter the response of the fiscal effort to GDP growth and changes in exchange rate. Although the other variables considered can affect the fiscal effort their response to GDP growth is constant.