Scielo RSS <![CDATA[Anais do Museu Paulista: História e Cultura Material]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0101-471420130002&lang=en vol. 21 num. 2 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<b>Apresentação</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-47142013000200001&lng=en&nrm=iso&tlng=en <![CDATA[<b>Reconstruindo o mapa das capitanias hereditárias</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-47142013000200002&lng=en&nrm=iso&tlng=en Neste artigo, analisa-se o mapa clássico das capitanias hereditárias da América Portuguesa quando foram criadas na primeira metade do século XVI, apontando-se alguns problemas de representação e propondo um novo desenho a partir de fontes primárias como as cartas de doação e forais e a cartografia da época, em particular o mapa de Bartolomeu Velho. As principais alterações propostas referem-se às linhas de divisa nas capitanias do norte, que devem correr segundo meridianos e não segundo paralelos; à particular configuração das capitanias do sul, com linhas dirigindo-se a noroeste; à divisão em quinhões das capitanias de Aires da Cunha e de João de Barros e à existência de terras não distribuídas.<hr/>This paper analyses the classic map of hereditary captaincies of Portuguese America when it was created, in the first half of the sixteenth century. We point out some of its shortcomings, and propose a new design on primary sources, namely: charts of donation and forais, as well as the cartography of the time, particularly the map of Bartolomeu Velho. The main changes proposed refer to: boundary lines of the northern captaincies, which should follow the meridians and not the parallels; the particular configuration of the southern captaincies, with lines following northwest direction; the division into portions, named quinhões, of the captaincies of Aires da Cunha and Joao de Barros and finally the existence of undistributed lands. <![CDATA[<b>Rio dos currais</b>: <b>paisagem material e rede urbana do rio São Francisco nas capitanias da Bahia e Pernambuco</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-47142013000200003&lng=en&nrm=iso&tlng=en Considerado como eixo de penetração e de expansão dos domínios americanos de Portugal, o rio São Francisco apresentou, ao longo do período colonial, uma particular experiência de urbanização em sua região e uma paisagem material derivadas de diferentes "encontros culturais". Partindo dessa premissa, este ensaio busca interpretar, por meio das evidências materiais deixadas no território (caminhos, pousos, fazendas, igrejas e povoações de distintos níveis e perfis), as redes urbanas (eclesiástica e civil) do vale sanfranciscano, pertencente às capitanias da Bahia e Pernambuco. Com foco nos sertões dessas unidades administrativas, se propõe a descortinar a política de urbanização da Coroa lusitana implementada por meio da oficialização de núcleos urbanos, estrategicamente implantados no território, para o favorecimento do Estado português e da Igreja católica. Põe luz nos agentes, nas redes de relações e hierarquias sociais, verificando suas implicações econômicas, políticas e culturais na urbanização e na paisagem cultural do "rio dos currais".<hr/>Considered as the axis of penetration and expansion of the american dominions of Portugal, the São Francisco River presented, over colonialism, a peculiar urbanization and material landscape derived from differents "cultural encounters". Following this premise, this essay seeks to interpret, through physical evidences left in the territory (roads, landings, farms, churches and villages of different levels and profiles), the urban webs (civil and ecclesiastical) of the valley of river San Francisco belonging to captaincies of Bahia and Pernambuco. Focousing on hinterland these administrative units, aims to uncover the urbanization policy of the portuguese Crown trhough formalization of urban centers, strategically deployed in the territory, for favoring the Portuguese State and Catholic Church. Puts light on the agents, networks of relationships and social hierarchies, checking their implications economic, political and cultural in the urbanization and cultural landscape of the "River of the corrals". <![CDATA[<b>Arte Nova e Eclectismo no palacete projectado por Ernesto Korrodi para a família Bouhon</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-47142013000200004&lng=en&nrm=iso&tlng=en No início do século XX, o design de interiores resultava do trabalho desenvolvido por arquitectos, decoradores, pintores ou entalhadores. Embora então integrado no universo das artes decorativas, acreditamos que já existia como prática profissional regulada por uma rede coerente de princípios de concepção e pelo entendimento do espaço interior como teia global de relações que se estabelece entre planos, ornamento, iluminação e mobiliário. No final do século anterior, perante a necessidade de proceder a uma reforma do ensino industrial, o governo português abrira um concurso para contratação de professores estrangeiros. Evidenciamos o papel de Ernesto Korrodi (1870-1944). As suas obras decorrem de uma atitude paradoxalmente ecléctica e moderna, apoiando-se por um lado, numa reinterpretação de soluções referenciadas no período medieval ou na Renascença; por outro, em fórmulas sediadas nos movimentos Arts and Crafts, Arte Nova (Art Nouveau) ou Secessão. Nos seus projectos persistem determinadas dependências e hierarquias, mas estas se cruzam com as necessidades despertadas pelas inovações técnicas, o que faz com que se preocupe também com a resposta à eclosão de novas funções e mobiliário na casa, a par das exigências higienistas do momento. O presente artigo consiste na análise da casa da família Bouhon, localizada na cidade da Covilhã, Portugal. Se a Arte Nova marca as suas fachadas, no interior deparamo-nos com espaços mais depurados, marcados por apontamentos decorativos, incorporados na azulejaria e nos tectos estucados ou em caixotões. O ornamento contribui, deste modo, para a dignificação dos planos das paredes, lambris e tectos, assumindo um papel fundamental na composição espacial.<hr/>In the early twentieth century, Interior Design resulted from the work of architects, decorators, painters and carvers. Although then integrated into the world of decorative arts, we believe that already existed as a profession regulated by a coherent network design principles and the understanding of interior space as global web of relationships established between plans, ornament, lighting and furniture solutions. At the end of the previous century, before the need for a reform of industrial training, the Portuguese Government opened a tender for hiring of foreign teachers. We emphasize the role of Ernesto Korrodi (1870-1944). His works arise from an attitude paradoxically modern and eclectic, leaning one hand on a reinterpretation of solutions referenced in the medieval period or the Renaissance, on the other, based on formulas from Arts and Crafts movement, Art Nouveau or Secession. In his projects certain rooms and hierarchies remain, but these are intersect with the needs aroused by technical innovations, which causes an attempt to answer to the emergence of new functions and features in the house, along with the hygienists demands of the moment. This article consists in the analysis of Bouhon home, located in the city of Covilhã, Portugal. If Art Nouveau is visible in the elevations, inside we find a cleaner space, marked by decorative notes which we can find in tiles and embedded in the stucco or coffered ceilings. The ornament thus contributes to the dignity of the walls, wainscots and ceiling plans, assuming a key role in the spatial composition. <![CDATA[<b>Parque do Povo</b>: <b>um patrimônio do futebol de várzea em São Paulo</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-47142013000200005&lng=en&nrm=iso&tlng=en O presente artigo procura discutir a constituição de um patrimônio cultural paulista vinculado ao universo da cultura popular, evidenciando as justificativas que levaram ao reconhecimento da importância de proteção da última praça de campos de futebol de várzea da capital. Busca, também, debater as condições e circunstâncias em que se deu seu desaparecimento na cidade, fruto de um projeto de requalificação da área conduzido pelo poder público municipal, no ano de 2006. O objetivo é problematizar o discurso que legitimou as intervenções realizadas no parque, as quais resultaram na descaracterização do tombamento e, desta forma, colocar em evidência os rumos das políticas públicas de patrimônio em São Paulo.<hr/>The present article seeks to discuss the constitution of a piece of São Paulo's cultural heritage which is linked to the popular culture universe, substantiating the reasons that brought awareness to the issue of protecting one of the last amateur football parks in the city of São Paulo. We also aim to discuss the conditions and circumstances which led to its disappearance, in an attempt by city government to revitalize the area in 2006. The objective of the article is to question the discourse which was used to justify the interventions in the park, resulting in a change to its historic status and, thus, call attention to the direction of public heritage policy in São Paulo. <![CDATA[<b>Da artificação do sagrado nos museus</b>: <b>entre o teatro e a sacralidade</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-47142013000200006&lng=en&nrm=iso&tlng=en Do ponto de vista antropológico, alargando a noção de performance do campo das artes e do contexto ritual para virtualmente toda a forma de ação humana, considera-se que diferentes tipos de museus apresentam performances distintas envolvendo um ator e uma plateia. Com o objetivo de estudar a performance museal em sua particularidade no caso francês, o artigo investiga os processos de artificação de objetos religiosos nos museus, a partir da análise de dois casos, quais sejam: o de uma visita ao Écomusée d'Alsace, onde o gênero religioso é associado às artes e tradições populares para evocar a identidade local; e o estudo da exposição temporária Mãori. Leurs trésors ont une âme, no Musée du quai Branly, em Paris, em que se coloca em prática um tipo de automusealização, a partir de objetos sagrados na cultura maori.<hr/>From the anthropological perspective, extending the notion of performance from the arts and the ritual context to virtually all forms of human action, different kinds of museums present different performances involving both an actor and the audience. This paper, aiming to study the museal performance in the French case, investigates the processes of artification of religious objects in museums, taking into consideration two case studies: a visit to the Écomusée d'Alsace, where religion is associated with the arts and folk traditions to evoke the local identity; and the study of the short-term exhibition Mãori. Leurs trésors ont une âme, at the Musée du quai Branly, in Paris, in which some kind of self-musealization is experienced, with sacred objects from the maori culture. <![CDATA[<b>Leituras e leitores de Richard Morse</b>: <b>a trajetória de um livro sobre a formação da metrópole paulista</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-47142013000200007&lng=en&nrm=iso&tlng=en O livro De comunidade à metrópole: a biografia de São Paulo, publicado em 1954 e reeditado em 1970 com um novo título, Formação histórica de São Paulo: de comunidade à metrópole, foi escrito por um jovem norte-americano encantado com a América Latina, tendo sido inicialmente apresentado como tese de doutorado na Universidade de Columbia, em 1952. Desde então, essa obra de Richard Morse (1922-2001) percorreu um longo caminho, sendo hoje considerada "um clássico" sobre a evolução urbana da capital paulista. Retoma-se sinteticamente aqui a recepção da publicação, recuperando leitores e leituras que acabaram por garantir ao livro de Morse esse lugar na historiografia paulistana e brasileira. Busca-se, desse modo, traçar um paralelo entra a trajetória do livro e a de seu autor - que de jovem investigador em Columbia torna-se professor de História da América Latina na Universidade de Yale - para discutir o sentido do livro na historiografia e na própria interpretação que o livro fundaria sobre a cidade de São Paulo.<hr/>De comunidade à metrópole: a biografia de São Paulo, was first published in 1954 and then re published in 1970 as Formação histórica de São Paulo: de comunidade à metrópole. Written by a young US researcher fascinated by Latin America, this material was originally submitted as his PhD thesis at Columbia University in 1952. Since then, Richard Morse's (1922-2001) work has come a long way and is now considered a primary reference in the history of urban development of São Paulo. This article briefly recovers the reader's response when Morse's research was first published, and how it ensured the book's importance in the Brazilian historiography. The aim is to draw a parallel trajectory of the book and its author - the young researcher at Columbia who became a professor of Latin American History at Yale - and to discuss the meanings regarding its importance in São Paulo's historiography as well as its contribution to a better understanding of the city.