Scielo RSS <![CDATA[Anais do Museu Paulista: História e Cultura Material]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0101-471420140001&lang=pt vol. 22 num. 1 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[APRESENTAÇÃO]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-47142014000100009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[Marcel Gautherot na revista Módulo - ensaios fotográficos, imagens do Brasil: da cultura material e imaterial à arquitetura]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-47142014000100011&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo tece considerações sobre as fotografias de Marcel Gautherot na Módulo, Revista de Arquitetura e Artes Plásticas fundada em 1955 por Oscar Niemeyer, quando ele já era conhecido nos anais da arquitetura internacional. O texto visa levantar questões de método diante das lacunas da historiografia dos periódicos no país e, sobretudo, destacar a importância da Módulo e de suas reportagens fotográficas, lembrando o seu papel na afirmação e difusão da arquitetura moderna brasileira, além de refletir sobre o anonimato de fotógrafos nas publicações do gênero. A revista evidencia que para os homens daquela geração, a nova arquitetura era indissociável da afirmação da identidade nacional, ao lado das artes plásticas, do patrimônio histórico, e das representações da cultura material e imaterial - arquitetura vernacular, folclore, jogo da capoeira, arte popular (carrancas de proa), e outros temas que são, justamente, os das séries fotográficas do acervo de Marcel Gautherot, figurando nos números da primeira fase da revista até os anos 1960. A análise destaca, especialmente, o registro fotográfico da construção de Brasília, foco principal da retórica programática do periódico.<hr/>This article is about photographs of Marcel Gautherot published in Módulo magazine, a Review of Architecture and Visual Arts, created by Oscar Niemeyer in 1955, when he was already internationally known as an architect. The purpose of the text is to raise methodological questions around the hiatus on historiography concerning periodicals in this country, and specially to show the role of Módulo and its photographic reports on affirmation and diffusion of modern Brazilian architecture, also considering the anonymity of photographs on architectural publications. The periodical demonstrates that for the men of that generation, the new architecture was connected to a nationalist view on identity, manifested by the visual arts, the historical heritage and the representations of material and immaterial culture - vernacular architecture, folklore, capoeira, popular art (like figureheads on boats), and other subjects that are the same on Gautherot's collection, appearing since the first issues of the magazine until the 60's. The analysis specially highlights photographs of the construction of Brasília, main topic of the programmatic rhetoric of the periodical. <![CDATA[Fotografia, arquitetura, arte e propaganda: a Brasília de Marcel Gautherot em revistas, feiras e exposições]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-47142014000100081&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Entre o fim dos anos 1950 e o início dos 1960, o fotógrafo francês Marcel Gautherot (1910 - 1996) viajou diversas vezes à Brasília para registrar o canteiro de obras e a recém inaugurada arquitetura da nova capital. Comissionado por Oscar Niemeyer (1907-2012), pela Novacap (Companhia Urbanizadora da Nova Capital) e por empresas particulares, produziu um dos mais importantes testemunhos visuais sobre o assunto, tendo suas fotos amplamente divulgadas em revistas e exposições de arquitetura, no Brasil e no exterior. Este texto aborda a veiculação das imagens de Gautherot nesses diferentes contextos, no período em que foram produzidas. Analisa os sentidos adquiridos por suas fotos em projetos gráficos modernos, bem como sua participação em planos museográficos altamente sofisticados. Por outro lado, Gautherot esteve atento também aos bolsões de pobreza que se instalaram nos arredores do Plano Piloto de Brasília. No entanto, nos anos 1950 e 1960, ele não encontrou veículos de comunicação interessados na divulgação dessas imagens.<hr/>Between the end of 1950's and the earlier 1960's, the French photographer Marcel Gautherot (1910 - 1996) traveled several times to Brasilia in order to register the city under construction and the architeture of the new capital. Contracted by Oscar Niemeyer (1907-2012), by Novacap (Government Urbanization Company of the New Capital) and by commercial companies, he produced one of the most important visual testemonies about the subject. His images were largely published in magazines and exhibitions in Brazil and foreign countries. This article analyses the divulgation of Gautherot's pictures in these contexts, during the time that they were taken. It analyses the senses of his photos when part of modern graphic design projects and very sophisticated exhibitions. On the other hand, Gautherot was aware of and took pictures of the areas of poverty around the Pilot Plan of Brasilia. However, in the 1950's and 1960's, he didn't find medias interested in publishing these images. <![CDATA[A exposição como múltiplo: lições de uma mostra norte-americana em São Paulo, 1947]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-47142014000100107&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt No ano de 1947, a Biblioteca Municipal de São Paulo apresentou a exposição Fotografia Artística preparada pelo Museu de Arte Moderna de Nova York com consultoria técnica de Andreas Feininger. Tratava-se de uma mostra didática de reproduções fotográficas impressas em painéis, acompanhadas de textos, que reunia imagens de autoria de fotógrafos como Erich Salomon, Ansel Adams e Henri Cartier-Bresson, entre outros. Originalmente denominada Creative Photography foi produzida como múltiplo para que pudesse ser comercializada e exibida simultaneamente em diversas localidades. Este artigo visa analisar a mostra Fotografia Artística, buscando situá-la em meio às profundas transformações culturais do segundo pós-guerra, particularmente em relação às ações culturais norte-americanas realizadas no Brasil no período, às tratativas para a criação dos primeiros museus modernos no país e ao uso das técnicas de reprodutibilidade fotográfica no campo da arte.<hr/>In 1947, the Municipal Library of São Paulo hosted the exhibition Artistic Photography, prepared by the Museum of Modern Art of New York with Andreas Feininger as the technical adviser. It was an educational show with photographic reproductions printed on panels and accompanied by texts, with images made by photographers such as Erich Salomon, Ansel Adams, and Henri Cartier-Bresson, amongst others. Originally entitled Creative Photography, it was conceived as a multiple exhibition, one that could be purchased and displayed simultaneously in several locations. The present article aims to analyze the show Artistic Photography and seeks to contextualize it in the midst of the profound cultural transformations of the aftermath of World War II. The American cultural activities held in Brazil in the period, the negotiations for the creation of the first museums of modern art in the country and the use of photographic reproduction techniques in art will be considered in this context. <![CDATA[Fotografia e a cultura política nos tempos da política da Boa Vizinhança]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-47142014000100133&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O artigo analisa a produção fotográfica de Genevieve Naylor, fotógrafa contratada pelo Departamento de Estado dos Estados Unidos para produzir a imagem do Brasil como um bom vizinho, durante a Segunda Guerra Mundial. Na abordagem busca-se traçar paralelos entre a presença cultural da população negra nos Estados Unidos e no Brasil, por meio da análise do conteúdo e da expressão das imagens fotográficas produzidas por Naylor no Rio de Janeiro; dos contatos que ela estabeleceu com a intelectualidade brasileira e, finalmente, das letras de duas musicas cantadas por Carmen Miranda, um dos ícones da cultura popular de massa que configurava no Brasil dos anos 1940, a relação entre o nacional e o popular.<hr/>The article analyses Genevieve Naylor's photographic production, photographer commissioned by the US State Department to shape the Brazil's image as a good neighbor during World War II. The approach aims to build parallels between the cultural presence of the black population in US and Brazil, throughout the analysis of the content and expression of Naylor's photos in Rio; the contacts she made with Brazilian intellectuality during her stay at the city and, finally, the two lyrics of songs sang by Carmen Miranda, one of the icons of the mass popular culture, that prefigured in Brazil during the forties, the relationship of the popular and the national. <![CDATA[A cidade-jardim: os conjuntos residenciais de fábricas (Brasil, 1918-1953)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-47142014000100161&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo analisa um conjunto de planos de vilas operárias e núcleos fabris concebidos no Brasil, seguindo - de forma mais ou menos fiel - postulados e ferramentas de projeto difundidos no âmbito do urbanismo das cidades-jardim. Mostra como o urbanismo das cidades-jardim encontrou campo de aplicação em projetos desta natureza no país na primeira metade do século XX, sobretudo nas décadas de 1920, 1930 e 1940. A abordagem destaca três questões: o número significativo de projetos produzidos, suas características e suas referências projetuais. Nesse sentido, o trabalho aborda como se deu a apropriação e reelaboração das cidades-jardim em 14 empreendimentos ligados a fábricas, projetados por profissionais - sobretudo engenheiros e arquitetos - como Ângelo Bruhns, Lincoln Continentino, Ângelo Murgel, Attilio Correa Lima, Francisco Baptista de Oliveira, Abelardo Soares Caiuby e Romeu Duffles. Assinala como estratégias e procedimentos projetuais vinculados aos modelos espaciais das cidades-jardim foram, na maioria das vezes, aplicados de forma parcial e restrita, postura associada aos requisitos de economia que regem os empreendimentos industriais e à urgência como alguns destes conjuntos foram erguidos, exigindo - em alguns casos - que o plano se moldasse ao já construído ou em construção. Destaca o uso, em algumas dessas ocorrências, de fundamentos e ferramentas de projeto empregados e propostos por urbanistas como Barry Parker e Raymond Unwin, bem como as qualidades excepcionais do projeto da vila operária da Companhia Commercio e Navegação, localizada em Niterói (RJ), pela utilização abrangente desse método de projeto, integrando urbanismo, arquitetura e paisagem.<hr/>The paper analyzes a group of plans of mill villages and company towns designed in Brazil, following - more or less anchored - postulates and design tools disseminated within the planning of garden cities. Shows how the garden cities planning found scope in projects of this nature in the country in the first half of the twentieth century, especially in the 1920s, 1930s and 1940s. The approach highlights three issues: the significant number of projects produced, their characteristics and their projective references. In this sense, the work discusses how was the appropriation and reworking of garden cities in 14 developments related to factories, designed by professionals - especially engineers and architects - as Angelo Bruhns, Lincoln Continentino, Angelo Murgel, Attilio Correa Lima, Francisco Baptista de Oliveira, Abelardo Soares Caiuby e Romeo Duffles. Signalizes as strategies and procedures related to the spatial model of garden cities were most often applied in a partial and limited way, associated with the requirements of economy that govern industrial developments and with the urgency as some of these sets were erected, requiring - in some cases - that the plan needed to adjust to the already built or under construction. The paper lay emphasis on the application in some of these projects of principles and design tools used and proposed by planners as Barry Parker and Raymond Unwin, as well as the exceptional qualities of the design of the Commercio and Navigation Company housing development for comprehensive utilization of this method of design, integrating urbanism, architecture and landscape. <![CDATA[Tecidos decorativos e interiores domésticos oitocentistas na literatura prescritiva inglesa e norte-americana]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-47142014000100199&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Os manuais e jornais de decoração publicados na Inglaterra e Estados Unidos durante o século XIX deram à escolha dos têxteis um papel fundamental na configuração dos ambientes. Têxteis artísticos, artesanais e industriais compartilharam o espaço doméstico, sendo recomendados, em cada situação, conforme seu valor social, diretamente proporcional ao seu valor artístico. Baseado na literatura destinada a auxiliar na decoração doméstica e na bibliografia prévia que explora o assunto, este artigo trata dessa relação e procura demonstrar que com o avanço da industrialização e o crescimento da utilização de tecidos industrializados, valores artísticos foram transmitidos aos tecidos produzidos pela indústria com a intenção de melhorar sua aceitação entre os consumidores.<hr/>The handbooks and magazines about decorating that were published in England and North America during the19th Century meant that the choice of textiles played a key role in shaping the environment. Artistic, craftsman and industrial textiles shared domestic space and in each situation, it was advised that their social value should be directly proportional to their artistic value. This article is based on the literature designed to serve as an aid to house decoration and the bibliography of works that have previously explored this subject. It addresses this relationship and seeks to show that through industrial advances and the growth in the use of industrialized fabrics, artistic values were transmitted to the textiles produced by industry with the aim of ensuring they had a better acceptance among the customers. <![CDATA[Visões do gosto arquitetônico passadista: problematizando o "estilo neoclássico" de São Paulo em perspectiva internacional]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-47142014000100219&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Em vista de uma pesquisa mais ampla sobre os condicionantes socioculturais da proliferação dos edifícios ditos "neoclássicos" na arquitetura de apartamentos de São Paulo, este artigo discute diferentes abordagens do que se poderia chamar de gosto arquitetônico passadista. O balanço bibliográfico resultante apresenta uma literatura produzida especialmente na Europa e nos Estados Unidos a partir do último quartel do século XX, período em que o questionamento da estética moderna do despojamento e a volta dos ornamentos e da linguagem historicista tornam-se evidentes na cena arquitetônica internacional.<hr/>In order to contemplate a broader research on the sociocultural conditions of the proliferation of the so-called "neoclassic" buildings in São Paulo's residential architecture, this article discusses various approaches of what can be defined as a backward-looking architectural taste. The resulting bibliographical review presents a literature mainly published in Europe and in the United States since the last quarter of the 20th century, when the reaction to the sober modern aesthetics and the return of the ornaments and of the historicist language became evident in the international architectural scene.