Scielo RSS <![CDATA[Archives of Clinical Psychiatry (São Paulo)]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0101-608320080006&lang=pt vol. 35 num. 6 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<b>Escala para auto-avaliação ao falar em público (SSPS)</b>: <b>adaptação transcultural e consistência interna da versão brasileira</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-60832008000600001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt CONTEXTO: O medo de falar em público é um dos medos mais prevalentes na população geral, sendo importante a avaliação dos aspectos cognitivos associados a ele. OBJETIVO: Realizar a adaptação transcultural para o português do Brasil do Self Statements during Public Speaking Scale (SSPS), um instrumento para auto-avaliação ante a situação de falar em público. MÉTODOS: O processo de tradução e adaptação envolveu quatro profissionais bilíngües, apreciação e aprovação da tradução reversa pelos autores da escala original, estudo piloto com 30 universitários brasileiros e apreciação por juízes que atestaram a validade de face da versão para o português, a qual se denominou Escala para Auto-avaliação ao Falar em Público. Como parte do estudo psicométrico da SSPS, realizaram-se a análise dos itens e a avaliação da consistência interna em uma amostra de 2.314 estudantes universitários. RESULTADOS: Evidenciou-se que os itens da subescala de auto-avaliação positiva foram os mais pontuados. A correlação dos itens com o escore total foi bastante adequada, variando entre 0,44 e 0,71, bem como a consistência interna que variou entre 0,78 e 0,90. CONCLUSÕES: A SSPS na versão para o português do Brasil mostrou-se adequada quanto às propriedades psicométricas estudadas. Consideram-se oportunos e necessários estudos que avaliem os demais indicadores de validade e fidedignidade da SSPS, com amostras clínicas e não-clínicas.<hr/>BACKGROUND: The fear of public speaking is on of the most prevalent fears in the general population, and it is important to assess its underlying cognitive aspects. OBJECTIVE: To perform the cross-cultural adaptation for Brazilian Portuguese of the Self Statements during Public Speaking Scale (SSPS), a self-assessment instrument designed for the public speaking situation. METHODS: The process of translation and adaptation involved four bilingual professionals, the appreciation and approval of the back-translation by the authors of the original scale, a pilot study on 30 Brazilian undergraduate students, and appreciation by raters who attested to the face validity of the Portuguese version, which was called Escala para Auto-avaliação ao Falar em Público. As part of the psychometric study of the SSPS, the items of the scale were analyzed and its internal consistency was assessed in a sample of 2,314 undergraduate students. RESULTS: The items of the positive self-evaluation subscale received the highest scores. The correlation of the items with the total score was quite adequate, ranging from 0.44 to 0.71, and internal consistency was also good, ranging from 0.78 to 0.90. DISCUSSION: The Brazilian Portuguese version of the SSPS proved to be adequate regarding its psychometric properties. Studies evaluating the remaining indicators of validity and reliability of the SSPS on clinical and non-clinical samples would be opportune and necessary. <![CDATA[<b><i>Crack</i></b><b> na cidade de São Paulo</b>: <b>acessibilidade, estratégias de mercado e formas de uso</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-60832008000600002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt CONTEXTO: No Brasil, levantamentos epidemiológicos têm apontado o aumento do uso de crack, possivelmente em razão de mudanças de seu acesso, estratégias de mercado e formas de uso. OBJETIVO: Identificar tais aspectos da cultura de uso de crack, na cidade de São Paulo, sob a perspectiva do próprio usuário. MÉTODOS: Adotou-se amostra intencional, selecionada por critérios, composta de usuários (n = 45) e ex-usuários de crack (n = 17). Recrutados por meio de informantes-chave e técnica de amostragem em cadeias, cada participante submeteu-se à entrevista semiestruturada. RESULTADOS: Atualmente, conforme os entrevistados, o acesso a crack é simples, facilitado por estratégias de mercado como a entrega em domicílio do crack (crack delivery). As pedras têm sido substituídas pelo farelo, forma mais barata e adulterável da droga. Embora o cachimbo artesanal de alumínio seja a forma de uso mais comum, têm-se identificados o shotgun e o uso combinado de crack a tabaco ou maconha. CONCLUSÕES: Embora de caráter preliminar, esse estudo aponta que a qualidade, o mercado e as estratégias de uso de crack têm sofrido mudanças, implicando potenciais riscos à saúde do usuário, sugerindo sua consideração à atualização das políticas públicas e dos programas de intervenção atualmente vigentes.<hr/>BACKGROUND: In Brazil, survey data have pointed to an increase in crack cocaine lifetime use, possibly due to changes on its accessibility, market strategies and ways of use. OBJECTIVE: To identify such issues in the crack cocaine culture of use, in São Paulo, according to the user point of view. METHODS: An intentional sample was selected, composed by crack users (n = 45) and former users (n = 17). Recruited through key-informants and chain sampling methods, each participant was submitted to an in-depth semi-structured interview. RESULTS: Nowadays, as reported by interviewees, it is quite simple to get crack cocaine, especially through new market strategies as crack cocaine delivery. Rocks have been replaced by "crack powder", the cheapest and easily "changeable" crack cocaine. Although makeshift aluminum pipes are the commonest way of use, others have been identified, among them, "shotgun" and the combined use with tobacco or marijuana. DISCUSSION: Although preliminary in nature, this study points that crack cocaine quality, market strategies and ways of use have changed, implying in potential heath risks to users suggesting its utilization to the health public policies and intervention methods updating. <![CDATA[<b>Prevalência de depressão na doença de Parkinson</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-60832008000600003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt CONTEXTO: O reconhecimento da prevalência da depressão em pacientes com doença de Parkinson (DP) é necessário para o desenvolvimento de práticas direcionadas ao tratamento da depressão e a melhora na qualidade de vida deles. OBJETIVO: Identificar na literatura indexada estudos relacionados à prevalência de depressão na DP, visto que normalmente há sub-reconhecimento e subdiagnóstico da comorbidade. MÉTODOS: Levantamento de artigos no PubMed, LILACS e SciELO que cumpriram com as palavras-chave: prevalence, depression e Parkinson. Critérios para inclusão: artigos nos idiomas inglês, português e espanhol, sem limite de tempo. Excluíram-se artigos relacionados ao tratamento da DP e validação de escalas. RESULTADOS: Selecionaram-se 20 artigos com taxas de prevalência de depressão de 1,8% a 68,1%. Seis estudos foram casos-controle, dois foram coortes, um, longitudinal prospectivo e 13, transversais. Quanto à técnica de avaliação, oito empregaram entrevista clínica, nove utilizaram apenas instrumentos de auto-avaliação, um empregou entrevista clínica e instrumentos de auto-avaliação e quatro consultaram bancos de dados. CONCLUSÕES: A prevalência de depressão variou de acordo com a metodologia, porém, em geral, as taxas foram bastante elevadas. Evidenciou-se a necessidade de definições mais precisas sobre depressão na DP para se estabelecer uma taxa de prevalência mais acurada.<hr/>BACKGROUND: The recognition of depression prevalence in Parkinson's disease (PD) is necessary for the development of treatment techniques as well as the improvement in the patient's quality of life. OBJECTIVE: To identify in the literature studies related to the prevalence of depression in PD. METHODS: The search for articles was based on PubMed, LILACS and SciELO matching the key-words prevalence, depression and Parkinson. Inclusion criteria of articles were: papers in English, Portuguese and Spanish; without time limitation. Articles related to the treatment of PD and to the validation of scales were excluded. RESULTS: A total of 20 studies were selected, including six case-control studies, 3 longitudinal (2 cohort) studies, and 43 non-sectional studies. Prevalence rates ranged from 1.8% to 68.1%. Concerning the evaluation of techniques employed, eight studies used clinical interviews, nine used just self-report instruments, one utilized clinical interviews and self-report instruments and four consulted data bases. DISCUSSION: The prevalence of depression varied according to the methodology, however, in general, rates proved to be considerably elevated. The analysis reveals the necessity of more precise and consensual definitions regarding depression in PD so that more accurate prevalence rates can be obtained. <![CDATA[<b>Neurobiologia da síndrome de Tourette</b>: <b>a hipótese auto-imune pós-estreptocócica</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-60832008000600004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt CONTEXTO: A síndrome de Tourette (ST) caracteriza-se pela presença de tiques motores e pelo menos um tique fônico. Algumas semelhanças clínicas com a coréia reumática ou de Sydenham (CS) incentivaram a formulação da hipótese da existência de um grupo de transtornos neuropsiquiátricos associados a processo auto-imune decorrente de infecção estreptocócica (PANDAS). OBJETIVO: Revisar a literatura quanto às evidências em relação à hipótese de que mecanismos auto-imunes pós-estreptocócicos estão envolvidos na etiopatogênese da ST. MÉTODOS: Revisão sistemática na base de dados MedLine com os termos "Tourette", "tic", "PANDAS", "antibodies", "streptococcal" e "rheumatic". RESULTADOS: Retornaram 238 artigos da busca. Selecionaram-se 53 trabalhos, os quais tiveram suas referências bibliográficas também revisadas. São apresentados os resultados de estudos que avaliaram aspectos imunes na ST, incluindo anticorpos antiestreptocócicos e antinúcleos da base, e sua terapêutica imunebaseada, discutindo a validade do conceito de PANDAS. CONCLUSÕES: As evidências ainda não são satisfatórias no que tange a uma base auto-imune pós-estreptocócica para a ST. Um aprimoramento dos métodos investigativos e na seleção das amostras pode trazer maiores contribuições à questão.<hr/>BACKGROUND: Tourette's syndrome (TS) is characterized by the presence of motor tics and at least one phonic tic. Some clinical similarities with Sydenham's chorea (SC) lead to the hypothesis of a new group of disorders associated with an autoimmune process due to a streptococcal infection (PANDAS). Objective: To review the literature in search of evidence on the existence of post-streptococcal autoimmune mechanisms involved with the etiopathogenesis of TS. METHODS: A systematic review with the terms "Tourette", "tic", "PANDAS", "antibodies", "streptococcal" and "rheumatic" was carried on using the MedLine. RESULTS: The search found 238 articles. Fifty and three articles were selected which also had their references reviewed. The results of studies that investigated autoimmune aspects of TS, including anti-streptococcal and anti-basal ganglia anti-bodies, and immune-based therapy, were presented and discussed. DISCUSSION: The evidences to date are not satisfactory regarding a post-streptococcal auto-immune process in ST. The improvement on investigative methods and sample selection might contribute to this question. <![CDATA[<b>Psicanálise interminável ou com fim possível?</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-60832008000600005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt CONTEXTO: A síndrome de Tourette (ST) caracteriza-se pela presença de tiques motores e pelo menos um tique fônico. Algumas semelhanças clínicas com a coréia reumática ou de Sydenham (CS) incentivaram a formulação da hipótese da existência de um grupo de transtornos neuropsiquiátricos associados a processo auto-imune decorrente de infecção estreptocócica (PANDAS). OBJETIVO: Revisar a literatura quanto às evidências em relação à hipótese de que mecanismos auto-imunes pós-estreptocócicos estão envolvidos na etiopatogênese da ST. MÉTODOS: Revisão sistemática na base de dados MedLine com os termos "Tourette", "tic", "PANDAS", "antibodies", "streptococcal" e "rheumatic". RESULTADOS: Retornaram 238 artigos da busca. Selecionaram-se 53 trabalhos, os quais tiveram suas referências bibliográficas também revisadas. São apresentados os resultados de estudos que avaliaram aspectos imunes na ST, incluindo anticorpos antiestreptocócicos e antinúcleos da base, e sua terapêutica imunebaseada, discutindo a validade do conceito de PANDAS. CONCLUSÕES: As evidências ainda não são satisfatórias no que tange a uma base auto-imune pós-estreptocócica para a ST. Um aprimoramento dos métodos investigativos e na seleção das amostras pode trazer maiores contribuições à questão.<hr/>BACKGROUND: Tourette's syndrome (TS) is characterized by the presence of motor tics and at least one phonic tic. Some clinical similarities with Sydenham's chorea (SC) lead to the hypothesis of a new group of disorders associated with an autoimmune process due to a streptococcal infection (PANDAS). Objective: To review the literature in search of evidence on the existence of post-streptococcal autoimmune mechanisms involved with the etiopathogenesis of TS. METHODS: A systematic review with the terms "Tourette", "tic", "PANDAS", "antibodies", "streptococcal" and "rheumatic" was carried on using the MedLine. RESULTS: The search found 238 articles. Fifty and three articles were selected which also had their references reviewed. The results of studies that investigated autoimmune aspects of TS, including anti-streptococcal and anti-basal ganglia anti-bodies, and immune-based therapy, were presented and discussed. DISCUSSION: The evidences to date are not satisfactory regarding a post-streptococcal auto-immune process in ST. The improvement on investigative methods and sample selection might contribute to this question. <![CDATA[<b>Saúde mental no Sudão</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-60832008000600006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt CONTEXTO: A síndrome de Tourette (ST) caracteriza-se pela presença de tiques motores e pelo menos um tique fônico. Algumas semelhanças clínicas com a coréia reumática ou de Sydenham (CS) incentivaram a formulação da hipótese da existência de um grupo de transtornos neuropsiquiátricos associados a processo auto-imune decorrente de infecção estreptocócica (PANDAS). OBJETIVO: Revisar a literatura quanto às evidências em relação à hipótese de que mecanismos auto-imunes pós-estreptocócicos estão envolvidos na etiopatogênese da ST. MÉTODOS: Revisão sistemática na base de dados MedLine com os termos "Tourette", "tic", "PANDAS", "antibodies", "streptococcal" e "rheumatic". RESULTADOS: Retornaram 238 artigos da busca. Selecionaram-se 53 trabalhos, os quais tiveram suas referências bibliográficas também revisadas. São apresentados os resultados de estudos que avaliaram aspectos imunes na ST, incluindo anticorpos antiestreptocócicos e antinúcleos da base, e sua terapêutica imunebaseada, discutindo a validade do conceito de PANDAS. CONCLUSÕES: As evidências ainda não são satisfatórias no que tange a uma base auto-imune pós-estreptocócica para a ST. Um aprimoramento dos métodos investigativos e na seleção das amostras pode trazer maiores contribuições à questão.<hr/>BACKGROUND: Tourette's syndrome (TS) is characterized by the presence of motor tics and at least one phonic tic. Some clinical similarities with Sydenham's chorea (SC) lead to the hypothesis of a new group of disorders associated with an autoimmune process due to a streptococcal infection (PANDAS). Objective: To review the literature in search of evidence on the existence of post-streptococcal autoimmune mechanisms involved with the etiopathogenesis of TS. METHODS: A systematic review with the terms "Tourette", "tic", "PANDAS", "antibodies", "streptococcal" and "rheumatic" was carried on using the MedLine. RESULTS: The search found 238 articles. Fifty and three articles were selected which also had their references reviewed. The results of studies that investigated autoimmune aspects of TS, including anti-streptococcal and anti-basal ganglia anti-bodies, and immune-based therapy, were presented and discussed. DISCUSSION: The evidences to date are not satisfactory regarding a post-streptococcal auto-immune process in ST. The improvement on investigative methods and sample selection might contribute to this question.