Scielo RSS <![CDATA[Revista Brasileira de História]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0102-018820150001&lang=pt vol. 35 num. 69 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[APRESENTAÇÃO]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-01882015000100007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[No ritmo do Vagalume: culturas negras, associativismo dançante e nacionalidade na produção de Francisco Guimarães (1904-1933)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-01882015000100013&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Francisco Guimarães, o Vagalume, foi um dos mais populares cronistas e dramaturgos no Rio de Janeiro da Primeira República. Reconhecido pela posteridade pela publicação do livro Na roda do samba, de 1933, nasceu na segunda metade da década de 1870 em uma família de trabalhadores negros. Foi por isso um dos muitos afrodescendentes que, no pós-abolição, tiveram de buscar novos caminhos de sobrevivência e afirmação profissional. Vagalume o fez através de uma produção explicitamente vinculada aos interesses e à linguagem dos trabalhadores negros e mestiços da cidade, cujas práticas dançantes e carnavalescas sempre buscou registrar. Com base em sua trajetória, o artigo se propõe investigar como Vagalume ajudou a definir novas bases para a cultura carioca e brasileira ao longo da Primeira República - em processo que teve na afirmação do samba como ritmo nacional seu resultado mais visível.<hr/>Francisco Guimarães, known as Vagalume, was one of the most popular journalists and playwrights in Rio de Janeiro during the First Republic. Recognized by posterity following the publication of the book Na roda do samba in 1933, he was born in the second half of the 1870s in a family of black workers. Therefore, he was one of the many Brazilians of African descent who in the post-abolition period had to seek new ways of survival and professional affirmation. He did this through a journalistic career explicitly linked to the interests and language of Rio de Janeiro's black working class, whose dances and carnival practices he always tried to register. Looking at his trajectory, this article seek to investigate how Vagalume helped to define a new foundation for Brazilian culture during the First Republic - a process in which the affirmation of samba as the national rhythm was the most important result. <![CDATA[Revisitando "Família e Transição": família, terra e mobilidade social no pós-abolição: Rio de Janeiro (1888-1940)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-01882015000100035&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O artigo é uma homenagem à historiadora Ana Lugão Rios, pioneira no estudo do pós-abolição do Brasil. Com base em suas contribuições, o principal objetivo é ampliar as pesquisas sobre as experiências coletivas de famílias negras e o impacto sobre seu tamanho com a entrada de produções agrícolas orientadas ao mercado na região metropolitana da cidade do Rio de Janeiro. Com a redução de oferta de terras em virtude da produção de laranjas em larga escala, famílias negras adotaram como estratégia o aumento no número de membros dentro da mesma unidade, o que, posteriormente, possibilitou, em situações limite, mobilidade social. Para tanto, serão utilizados os registros civis de nascimento do município de Nova Iguaçu, entre os anos de 1888 e 1940, que, ao contrário dos encontrados por Rios em Paraíba do Sul, são bem consistentes.<hr/>This article is a tribute to the historian Ana Lugão Rios, a pioneer in the study of the Post-Abolition period in Brazil. Based on her contributions, the main aim of this paper is to expand the research of experiences of black families and the impact on their size of market oriented production in the metropolitan area of Rio de Janeiro. With the reduction of available land due to large-scale orange production, black families temporarily grew in size in areas of small holdings, which enabled social mobility in certain extreme situations. The civil registers of births from the municipality of Nova Iguaçu from 1888 - 1940 will be examined in order to achieve this. <![CDATA[Sr. Sidão Manoel Inácio e a conquista da cidadania: o campesinato negro do Morro Alto e a República que foi]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-01882015000100059&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O presente artigo tem o objetivo de analisar as possibilidades de conquista de direitos cidadãos por parte do campesinato negro do Rio Grande do Sul durante a Primeira República, tomando o litoral norte do estado como locus de observação. Contesto, ou ao menos busco relativizar, a historiografia que enfatiza as limitações e obstáculos desse segmento populacional, oriundo da escravidão, para atingir tais prerrogativas. Procuro demonstrar os esforços e eventuais êxitos no alcance desses objetivos por meio de três grandes questões: o pagamento regular de impostos, o acesso à polícia e à justiça e a atuação militar.<hr/>This article aims to analyze the possibilities of conquest of citizen rights by the black peasantry of Rio Grande do Sul, the southern Brazilian state, during the First Republic. This state's northern coast is our locus of observation. We contest, or at least try to relativize, the bibliography that emphasizes the limitations and obstacles faced by this population group, which emerged out of slavery, to reach these prerogatives. We try to demonstrate attempts and success to achieve these aims through three important questions: the regular payment of taxes, access to police and justice, and involvement in the military. <![CDATA[Teodoro Sampaio e Rui Barbosa no tabuleiro da política: estratégias e alianças de homens de cor (1880-1919)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-01882015000100083&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O artigo busca analisar, com base em episódios protagonizados por Teodoro Sampaio e Rui Barbosa, condições e forma de atuação política de homens de cor, entre 1880 e 1919. A trajetória de Sampaio nos permite perceber como um homem de cor, constituído num dos mais tradicionais redutos escravistas nas Américas, interpretou as relações e a gramática política que o forjaram como sujeito no pós-abolição. Teodoro Sampaio atravessou a década de 1880 buscando arregimentar recursos financeiros e políticos que garantissem a compra da alforria dos seus três irmãos e a consolidação da sua carreira de engenheiro. Já Rui Barbosa, branco, jurista, jornalista e político liberal, viveu o mesmo período empenhado na campanha emancipacionista e na luta abolicionista. Em 1919, Sampaio, já renomado, apoiou a campanha presidencial de Rui Barbosa. Naquela ocasião, o passado escravista e a cidadania da população negra justificaram as posições políticas de ambos. As fontes utilizadas são discursos, jornais, correspondência pessoal e inventários.<hr/>The goal of this text is to analyze the political participation of colored men in Brazil between 1880 and 1919 by describing the experiences of Teodoro Sampaio and Rui Barbosa. Sampaio's trajectory shows us how a colored man raised in one of the most traditional strongholds of slavery in the Americas interpreted the relations and the political grammar that shaped his character in the post-abolition period. Theodoro Sampaio spent the 1880s trying to gather financial and political resources to purchase the manumission of his three brothers and consolidate his career as an engineer, while Rui Barbosa, a jurist, journalist, and liberal politician, was a fervent advocate of the abolition of slavery. In 1919, Sampaio, already a reputable engineer, supported Rui Barbosa's presidential campaign. The previous history of slavery and citizenship of the black population justified both of these men's political viewpoints. The references used in this article include speeches, newspaper cuttings, personal correspondence and inventories. <![CDATA[Campos do pós-abolição: identidades laborais e experiência "negra" entre os trabalhadores do café no Rio de Janeiro (1931-1964)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-01882015000100101&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo explora se e como sinais de uma experiência afro-brasileira vieram à tona durante a existência do SCEC, um sindicato de carregadores e ensacadores de café que prosperou no porto do Rio de Janeiro entre 1931 e 1964 Apesar da forte presença de trabalhadores afrodescendentes no SCEC, o legado negro estava em grande parte ausente do discurso oficial do sindicato, que, em vez disso, colocava a ênfase na classe, no nacionalismo e em outros valores não relacionados à cor. Esse fato não está completamente desconectado do contexto sociopolítico do Brasil naquela época, dominado pelo sistema do trabalhismo e pela ideologia da democracia racial. No entanto, saliento que marcadores de um "campo negro" não eram completamente estranhos ao SCEC. Eles ainda sobrevivem nas memórias dos ensacadores e estão refletidos nos padrões raciais que tradicionalmente caracterizaram o cais do porto do Rio de Janeiro.<hr/>This article explores whether and how signs of an Afro-Brazilian experience surfaced during the life of SCEC, a trade union of coffee carriers and packers (carregadores e ensacadores de café) that flourished in the port of Rio de Janeiro between 1931 and 1964. In spite of the large presence of Afro-descendant workers at SCEC, black legacy was largely absent in the official discourse of the trade union, which gave emphasis instead to class, nationalism and other color-blind values. This fact is not completely disconnected from the socio-political context of Brazil in that epoch, dominated by the system of labor politics (trabalhismo) and the ideology of racial democracy. However, I point out that markers of a 'black field' were not completely alien to SCEC. They still survive in the memories of ensacadores, and are reflected in the racial patterns that have traditionally characterized the docklands of Rio de Janeiro. <![CDATA[As heranças do Rosário: associativismo operário e o silêncio da identidade étnico-racial no pós-abolição, Laguna (SC)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-01882015000100131&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo traz uma reflexão sobre a Sociedade Recreativa União Operária (1903), uma associação fundada por afrodescendentes vinculados à Irmandade de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos. Consideramos a relação entre as associações, religiosa e leiga, o principal indicativo da ascendência africana dos sócios da Operária, uma vez que essa agremiação não afirmou, na primeira metade do século XX, uma identificação étnico-racial. O ocultamento da raça ou cor em uma agremiação classista na cidade de Laguna, estado de Santa Catarina, apresenta-se como oportunidade de estudo sobre a associatividade afro-brasileira no pós-abolição.<hr/>This article looks at Sociedade Recreativa União Operária (1903), an association founded by Afro-Descendants linked to the Brotherhood of Irmandade de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos. We consider the relationship between religious and lay associations, the principal indicator of the African ancestry of the members of Operária, since this association did not stipulate an ethnic-racial identification during the first half of the twentieth century. Hiding race or color in a class based group in the city of Laguna, in the Brazilian state of Santa Catarina, is understood as an opportunity for studying Afro-Brazilian associativity in the post-abolition period. <![CDATA[Os perigos dos Negros Brancos: cultura mulata, classe e beleza eugênica no pós-emancipação (EUA, 1900-1920)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-01882015000100155&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Por meio da articulação entre história social da cultura e do trabalho, o artigo discute o processo de fortalecimento da "cultura mulata" promovido por intelectuais afro-americanos das classes alta e média no período pós-emancipação. Ao analisar o "problema da liberdade" com base nos referenciais de beleza construídos por esses "novos negros", trago à cena textos e fotografias coletados das revistas The Half Century Magazine, de Boston, e The Crisis: a record of the darker races, de Nova York. Os magazines e outros títulos evidenciam que, entre 1900 e 1930, o sistema de segregação intrarracial baseado na tonalidade da pele ("colorismo") trouxe como consequência a "pigmentocracia". Ou seja, o privilégio da pele clara (light skin) em relação à escura (dark skin) no tocante às oportunidades de mobilidade social.<hr/>By linking the social history of culture and labor, this article discusses the process of strengthening the 'mulatto culture' promoted by upper and middle class African-American intellectuals in the post-emancipation period. In analyzing the 'problem of freedom' based on references to beauty constructed by these 'New Blacks,' texts and photographs collected from The Half Century Magazine, from Boston and The Crisis: a Record of the Darker Races, from New York, are looked at. The magazines and other evidence show that between 1900 and 1930, the intra-racial segregation system based on skin tone (colorism) caused as a consequence 'pigmentocracy,' in other words, the privilege of having light skin rather than dark skin in relation to opportunities for social mobility. <![CDATA[O legado das canções escravas nos Estados Unidos e no Brasil: diálogos musicais no pós-abolição]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-01882015000100177&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O objetivo maior do artigo é trazer para o campo dos estudos históricos do pós-abolição uma recente reflexão sobre o legado da canção escrava - ou do "som do cativeiro" - nos Estados Unidos e no Brasil. A estratégia, mais do que evidenciar as conhecidas diferenças entre os dois países, é destacar os possíveis diálogos e aproximações em torno das disputas e significados desse legado. Como recurso, além da historiografia especializada, utilizo as avaliações de dois exemplares intelectuais, do final do século XIX, que tiveram contato com as canções dos descendentes de escravos nas Américas e refletiram sobre os seus sentidos políticos: Du Bois e Coelho Netto. Suas avaliações inseriam-se num contexto mais amplo de internacionalização da música negra e de projeção dos músicos negros no pós-abolição.<hr/>The objective of this article is to bring to the field of post-abolition historical studies some reflections about the legacy of slave songs - or the "sounds of slavery" - in the United States and in Brazil. Rather than focus on the well-known differences between the two countries, the intention here is to call the attention of the reader to possible dialogues and contacts based around the disputes and meanings attached to this legacy. As well as the specialized bibliography on this issue, I concentrate on the assessments of two intellectuals at the end of the nineteenth century, who both had contact with the songs of the descendants of slaves in the Americas and who both reflected on the political meanings of those songs: Du Bois and Coelho Netto. Their assessments are part of a broader context of the internationalization of black music and the rise to prominence of black musicians in the post-abolition period. <![CDATA[Relações Igreja-Estado em uma cidade operária durante a ditadura militar]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-01882015000100207&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O artigo propõe a discussão das relações entre Igreja e Estado nos anos iniciais da ditadura militar brasileira, momento este de consolidação de um novo bloco histórico no interior da Igreja e de forte disputa hegemônica nas Forças Armadas. A partir de um caso ocorrido na cidade siderúrgica de Volta Redonda (RJ), no ano de 1967, no qual quatro jovens ligados a um movimento católico local foram presos pelo Exército após distribuírem panfletos críticos ao governo vigente, tem início uma série de conflitos entre o bispo local e as autoridades militares. Uma reconstrução pragmática dos fatos decorrentes desse caso será aqui privilegiada a fim de discutir as disputas de poder estabelecidas entre setores progressistas da Igreja e o Estado autoritário e suas respectivas estratégias de conquista de hegemonia.<hr/>The paper discusses the relations between Church and State in the early years of the Brazilian military dictatorship, a time of consolidation of a new historical bloc within the Church and of great hegemonic dispute within the Armed Forces. A case which occurred in the steel town of Volta Redonda (RJ) in 1967, in which four young men connected to the local Catholic movement had been imprisoned by the Army for distributing pamphlets critical of the government, gave rise to a series of conflicts between the local bishop and the military authorities. A pragmatic reconstruction of the facts resulting from this case is given priority here in order to discuss the disputes of power that took place between progressive sectors of the Church and the authoritarian State, as well as their respective strategies for gaining hegemony. <![CDATA[Uma greve que pôs em risco a segurança nacional: o caso do açúcar e a luta dos trabalhadores por melhores condições de vida]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-01882015000100233&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Com base no estudo da "Greve do Açúcar", ocorrida em março de 1964, às vésperas do movimento civil-militar que destituiu o presidente João Goulart, o artigo busca identificar as reivindicações dos grevistas e analisar suas principais formas de ação política em prol dessas demandas. A greve foi organizada no interior do estado do Rio de Janeiro por um sindicato de trabalhadores têxteis, após a denúncia de que armazéns da vila operária estavam estocando o produto em benefício de alguns consumidores "ilustres" e recusando a venda aos tecelões. Outros sindicatos declararam greve de solidariedade, e a greve serviu de argumento para se enquadrar o presidente do sindicato na Lei de Segurança Nacional, após os militares tomarem o poder. Ancorados no conceito de economia moral, buscaremos compreender o quanto as questões cotidianas influenciaram na adesão dos trabalhadores às mobilizações populares.<hr/>This study focuses on the "Sugar Strike" of March 1964, which occurred on the eve of the civil-military movement that deposed the Brazilian president João Goulart. The article aims to identify the grievances of the strikers and to analyze the main forms of political action used in support of these demands. The strike was organized within the state of Rio de Janeiro by a union of textile workers after a denunciation that warehouses in the workers' village were stockpiling sugar for the benefit of some "wealthier" customers and refusing to sell the product to weavers. Other unions took industrial action in solidarity and the strike served as a pretext to charge the union president under the National Security Act after the military took power. Based on the concept of moral economy, this paper will try to understand how everyday issues influenced the adherence of workers to popular mobilizations. <![CDATA[Os ativos intelectuais católicos no Brasil dos anos 1930]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-01882015000100259&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A Igreja Católica no Brasil, no período de 1930-1940, vinha se organizando no sentido de reivindicar a ampliação de seu espaço na sociedade brasileira - não como fé ou devoção, que era forte -, estimulando a organização de católicos ativos para intervir na sociedade fortalecendo as demandas políticas da Igreja diante do Estado. Em resposta, uma significativa parcela militante do laicato católico se organizou e desempenhou papel importante no período: os intelectuais católicos que são o objeto de estudo do presente artigo.<hr/>The Catholic Church in Brazil between 1930 and 1940 was in the process of reorganization with the aim of reaffirming its position in Brazilian society. The aim was not only to promote the expansion of the Catholic faith, but also to stimulate the organization of active Catholics to strengthen the political influence of the Church. The response was the organization of militant lay Catholics that played an important role during the above period: the so-called Catholic Intellectuals who are the object of this paper. <![CDATA[A revista <em>A Ordem</em> e o "flagelo comunista": na fronteira entre as esferas política, intelectual e religiosa]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-01882015000100279&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Nos anos 1920, durante o período da neocristandade, surgiu uma das mais influentes gerações de líderes leigos católicos na história da América Latina, reunidos em torno do Centro Dom Vital. O principal núcleo de irradiação das ideias do grupo católico foi a revista (de periodicidade mensal) A Ordem, lançada em 1921. A proposta deste artigo é apresentar os elementos centrais utilizados pelas elites leigas para solapar o projeto comunista, tais como: a noção de propriedade privada, a questão da organização da sociedade e a comparação entre comunismo e crenças religiosas. Entende-se aqui o conceito de "intelectuais" num sentido amplo, referindo-se mais especificamente ao papel desempenhado pelas camadas eclesiásticas na luta por supremacia no campo político, intelectual e mesmo "religioso".<hr/>In the 1920's, during the Neo-Christianity period, one of the most influential generations of Catholic lay leaders in the history of Latin America was centered around the Dom Vital Center. The main source for spreading the ideas of this group was the monthly magazine A Ordem, launched in 1921. The main objective of this paper was to present the core elements used by secular elites to undermine the communist project, such as the notion of private property, the question of the organization of society and the comparison between communism/religious beliefs. The concept of 'intellectual' is understood in a broader sense, specifically referring to the role played by ecclesiastical layers in the struggle for supremacy, in the political, intellectual and even the 'religious' fields. <![CDATA["Vivemos identificados com a civilização, dentro da civilização": autoimagens urbanas nos sertões da Bahia]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-01882015000100301&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O artigo aborda as autoimagens urbanas construídas pela pequena intelectualidade sertaneja na Bahia do início do século XX. Por intermédio de textos de memorialistas e da imprensa de suas cidades, bem como do uso que fizeram da fotografia, investigo algumas dessas autoimagens do sertão como contraponto àquelas cristalizadas no imaginário nacional, principalmente após a repercussão de Os sertões, de Euclides da Cunha. O objetivo é identificar como as cidades aparecem nessas imagens e de que forma elas contribuíram para a construção de um espaço público urbano no sertão baiano identificado com a civilização, ideia a meu ver distante daquelas construídas pelos olhares externos.<hr/>The article looks at the urban self-images constructed by the petty sertaneja intelligentsia in the early twentieth century in Bahia. Drawing on texts from memoirs, the local press, and the use made of photography, I investigate some of these images of the interior as opposed to those crystallized in the national imagination, especially after the impact of Euclides da Cunha's Os Sertões. The objective was to try to identify how local towns appear in these images and how the latter contributed to the construction of an urban public space in the interior of Bahia identified with civilization, which in my opinion was different from what was built in external perspectives. <![CDATA[A emancipação negociada: os debates sobre a criação da província do Paraná e o sistema representativo imperial, 1843]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-01882015000100319&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A criação de novas unidades administrativas no Brasil Império raramente é utilizada como ferramenta para se entender a dinâmica político-econômica do período. Entretanto, a análise dos documentos produzidos pelos ricos debates parlamentares em torno desse tema demonstra que essa prática precisa ser revista, uma vez que a reorganização do território envolvia mais do que simplesmente emancipar extensões de terras: significava proceder a alterações fundamentais no funcionamento do sistema político do país. Neste sentido, o processo de emancipação da quinta comarca de São Paulo, futura província do Paraná, é emblemático, por trazer à tona elementos importantes para o entendimento dessa dinâmica. Questões como a sobrevivência da nova unidade administrativa, a perda de população e renda por parte de São Paulo, as relações nem sempre pacíficas entre as províncias e a posição do governo central nesse contexto estiveram colocadas em foco todo o tempo.<hr/>The creation of new provinces in the Empire of Brazil is rarely used as a tool for understanding the dynamics of politics and economy of this period. However, the analysis of the documents produced during the rich parliamentary debates about this question demonstrates the need to revise this practice, because territorial reorganization included more than political emancipation. It meant implementing some very important changes in the running of the country's political system. In this context, the emancipation of the fifth comarca of São Paulo, the future province of Paraná, is important because it highlights elements which help to understand these dynamics. Questions like the survival of the new province, the loss of population and revenue by São Paulo, the conflictual relations between provinces, and the official position of the central government, were in focus during all this process. <![CDATA[Eric Foner. Columbia University, Nova York, 28 de março de 2014]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-01882015000100345&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A criação de novas unidades administrativas no Brasil Império raramente é utilizada como ferramenta para se entender a dinâmica político-econômica do período. Entretanto, a análise dos documentos produzidos pelos ricos debates parlamentares em torno desse tema demonstra que essa prática precisa ser revista, uma vez que a reorganização do território envolvia mais do que simplesmente emancipar extensões de terras: significava proceder a alterações fundamentais no funcionamento do sistema político do país. Neste sentido, o processo de emancipação da quinta comarca de São Paulo, futura província do Paraná, é emblemático, por trazer à tona elementos importantes para o entendimento dessa dinâmica. Questões como a sobrevivência da nova unidade administrativa, a perda de população e renda por parte de São Paulo, as relações nem sempre pacíficas entre as províncias e a posição do governo central nesse contexto estiveram colocadas em foco todo o tempo.<hr/>The creation of new provinces in the Empire of Brazil is rarely used as a tool for understanding the dynamics of politics and economy of this period. However, the analysis of the documents produced during the rich parliamentary debates about this question demonstrates the need to revise this practice, because territorial reorganization included more than political emancipation. It meant implementing some very important changes in the running of the country's political system. In this context, the emancipation of the fifth comarca of São Paulo, the future province of Paraná, is important because it highlights elements which help to understand these dynamics. Questions like the survival of the new province, the loss of population and revenue by São Paulo, the conflictual relations between provinces, and the official position of the central government, were in focus during all this process. <![CDATA[Trabalho, história ambiental e cana-de-açúcar em Cuba e no Brasil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-01882015000100367&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A criação de novas unidades administrativas no Brasil Império raramente é utilizada como ferramenta para se entender a dinâmica político-econômica do período. Entretanto, a análise dos documentos produzidos pelos ricos debates parlamentares em torno desse tema demonstra que essa prática precisa ser revista, uma vez que a reorganização do território envolvia mais do que simplesmente emancipar extensões de terras: significava proceder a alterações fundamentais no funcionamento do sistema político do país. Neste sentido, o processo de emancipação da quinta comarca de São Paulo, futura província do Paraná, é emblemático, por trazer à tona elementos importantes para o entendimento dessa dinâmica. Questões como a sobrevivência da nova unidade administrativa, a perda de população e renda por parte de São Paulo, as relações nem sempre pacíficas entre as províncias e a posição do governo central nesse contexto estiveram colocadas em foco todo o tempo.<hr/>The creation of new provinces in the Empire of Brazil is rarely used as a tool for understanding the dynamics of politics and economy of this period. However, the analysis of the documents produced during the rich parliamentary debates about this question demonstrates the need to revise this practice, because territorial reorganization included more than political emancipation. It meant implementing some very important changes in the running of the country's political system. In this context, the emancipation of the fifth comarca of São Paulo, the future province of Paraná, is important because it highlights elements which help to understand these dynamics. Questions like the survival of the new province, the loss of population and revenue by São Paulo, the conflictual relations between provinces, and the official position of the central government, were in focus during all this process. <![CDATA[Assis, Arthur Alfaix. What is History for? Johann Gustav Droysen and the functions of historiography]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-01882015000100387&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A criação de novas unidades administrativas no Brasil Império raramente é utilizada como ferramenta para se entender a dinâmica político-econômica do período. Entretanto, a análise dos documentos produzidos pelos ricos debates parlamentares em torno desse tema demonstra que essa prática precisa ser revista, uma vez que a reorganização do território envolvia mais do que simplesmente emancipar extensões de terras: significava proceder a alterações fundamentais no funcionamento do sistema político do país. Neste sentido, o processo de emancipação da quinta comarca de São Paulo, futura província do Paraná, é emblemático, por trazer à tona elementos importantes para o entendimento dessa dinâmica. Questões como a sobrevivência da nova unidade administrativa, a perda de população e renda por parte de São Paulo, as relações nem sempre pacíficas entre as províncias e a posição do governo central nesse contexto estiveram colocadas em foco todo o tempo.<hr/>The creation of new provinces in the Empire of Brazil is rarely used as a tool for understanding the dynamics of politics and economy of this period. However, the analysis of the documents produced during the rich parliamentary debates about this question demonstrates the need to revise this practice, because territorial reorganization included more than political emancipation. It meant implementing some very important changes in the running of the country's political system. In this context, the emancipation of the fifth comarca of São Paulo, the future province of Paraná, is important because it highlights elements which help to understand these dynamics. Questions like the survival of the new province, the loss of population and revenue by São Paulo, the conflictual relations between provinces, and the official position of the central government, were in focus during all this process. <![CDATA[Reis Filho, Daniel Aarão. Luís Carlos Prestes: um revolucionário entre dois mundos]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-01882015000100391&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A criação de novas unidades administrativas no Brasil Império raramente é utilizada como ferramenta para se entender a dinâmica político-econômica do período. Entretanto, a análise dos documentos produzidos pelos ricos debates parlamentares em torno desse tema demonstra que essa prática precisa ser revista, uma vez que a reorganização do território envolvia mais do que simplesmente emancipar extensões de terras: significava proceder a alterações fundamentais no funcionamento do sistema político do país. Neste sentido, o processo de emancipação da quinta comarca de São Paulo, futura província do Paraná, é emblemático, por trazer à tona elementos importantes para o entendimento dessa dinâmica. Questões como a sobrevivência da nova unidade administrativa, a perda de população e renda por parte de São Paulo, as relações nem sempre pacíficas entre as províncias e a posição do governo central nesse contexto estiveram colocadas em foco todo o tempo.<hr/>The creation of new provinces in the Empire of Brazil is rarely used as a tool for understanding the dynamics of politics and economy of this period. However, the analysis of the documents produced during the rich parliamentary debates about this question demonstrates the need to revise this practice, because territorial reorganization included more than political emancipation. It meant implementing some very important changes in the running of the country's political system. In this context, the emancipation of the fifth comarca of São Paulo, the future province of Paraná, is important because it highlights elements which help to understand these dynamics. Questions like the survival of the new province, the loss of population and revenue by São Paulo, the conflictual relations between provinces, and the official position of the central government, were in focus during all this process.