Scielo RSS <![CDATA[Revista Brasileira de História]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0102-018820170001&lang=pt vol. 37 num. 74 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Editorial]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-01882017000100007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[Bilhetes de namoro abertos ao público: mensagens e encontros às escondidas anunciados no <em>Jornal do Commercio</em> (década de 1870)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-01882017000100013&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO O artigo recupera e analisa uma série de bilhetes de namoro publicados nas seções de anúncio do Jornal do Commercio ao longo de toda a década de 1870. Mesmo diante das estritas regras morais existentes, em particular no interior das famílias mais abastadas do Rio de Janeiro, o namoro gradualmente ganhou amplitude e tirou proveito das novas práticas de sociabilidade que se instauraram no cenário urbano após a chegada da Família Real portuguesa. Assim sendo, exploram-se as principais temáticas presentes nessas mensagens com o intuito de mapear algumas dinâmicas, bem como dilemas e expectativas do namoro no cotidiano da vida na corte imperial.<hr/>Abstract This article draws on and analyzes a series of love notes published in the classified sections of Jornal do Commercio throughout the 1870s. Notwithstanding the existing moral rules, in particular within the richest families of Rio de Janeiro, courtship gradually gained amplitude and took advantage of the new practices of sociability established in the urban scenario after the arrival of the Portuguese Royal Family. The principal themes present in these messages are explored, with the purpose of mapping the dynamics, as well as the dilemmas and expectations, of courtship in the life of the imperial capital. <![CDATA[Violência apaziguada: escravidão e cultivo do café nas fotografias de Marc Ferrez (1882-1885)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-01882017000100033&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO O artigo analisa a série visual composta por 65 fotografias das fazendas de café do Vale do Paraíba produzidas por Marc Ferrez entre 1882 e 1885. Por meio do estudo de seus circuitos sociais percebe-se que o discurso visual composto por elas valorizava os complexos cafeeiros como espaços modernos de produção e silenciava as marcas da escravização dos indivíduos registrados. Mediante escolhas técnicas, culturais e sociais, construiu-se no espaço de figuração da foto uma “escravidão apaziguada”, protegida dos conflitos sociais, das ideias abolicionistas e das resistências escravas. Dessa forma, as imagens de Marc Ferrez cumpriram fortemente a função política de formar e conformar uma dada memória sobre a escravidão que, ao pacificar aquele mundo extremamente violento, interessava diretamente à classe senhorial do Império.<hr/>ABSTRACT The article analyses the visual series consisting of 65 photographs of coffee plantations in the Paraíba Valley taken by Marc Ferrez between 1882 and 1885. By studying his social circuits, it can be seen that the visual discourse composed by these photos valorized coffee complexes as modern spaces of production and remains silent about the marks of slavery on the individuals registered. As a result of technical, cultural, and social choices, a ‘pacified slave’ is constructed in the figuration space of the photo, protected from social conflicts, abolitionist ideas, and slave resistance. In this way, Marc Ferrez’s images strongly fulfill the political function of forming and shaping a given memory about slavery, which by pacifying that extremely violent world, directly interested the ruling class of the Empire. <![CDATA[A dança da política: trabalhadores, associativismo recreativo e eleições no Rio de Janeiro da Primeira República]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-01882017000100063&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO Em janeiro de 1925 realizou-se na sede da Sociedade Dançante Carnavalesca Reinado de Siva, da Cidade Nova, a fundação de um “Centro Político Independente dos Operários do Distrito Federal”. Com objetivos claramente eleitorais, ele pretendia fomentar candidaturas ligadas ao mundo dos trabalhadores para as eleições municipais que se aproximavam. Frente a uma produção historiográfica que aponta para o suposto distanciamento dos trabalhadores brasileiros da Primeira República em relação às questões políticas e eleitorais, a reunião realizada no Reinado de Siva aparece como meio de investigar o sentido político da criação e funcionamento, no período, de dezenas de pequenos clubes recreativos semelhantes, de modo a analisarmos as formas e lógicas próprias que pautavam a luta por direitos de seus componentes.<hr/>ABSTRACT In January 1925 was held at the headquarters of the Reinado de Siva Dance and Carnival Society, in the neighborhood of Cidade Nova, the foundation of an “Independent Political Center of the Workers of the Federal District”. With clearly electoral objectives, it intended to promote candidacies related to the world of the workers for the approaching municipal elections. Faced with a historiographical production that points to the supposed distancing of Brazilian workers from the First Republic in relation to political and electoral issues, the meeting held at the Reinado de Siva appears as a means of investigating the political sense of creation and functioning of dozens of similar recreational clubs, in order to analyze the forms and logics that guided the struggle for rights of its components. <![CDATA[De Coronéis a Bacharéis: reestruturação das elites e medicina em Sergipe (1840-1900)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-01882017000100089&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO O artigo examina os processos de recrutamento e as modalidades de inserção das elites médicas em Sergipe no século XIX. Para dar conta dessas questões analisamos as trajetórias desses profissionais considerando, por um lado, a história política do grupo familiar do qual faziam parte e, por outro, sua relação com o espaço econômico e político. As conclusões permitem apontar que as relações sociais de base familiar forneciam os critérios e as condições de recrutamento da elite médica. Além disso, o título de médico representou uma estratégia decisiva nas formas de reestruturação das elites políticas e econômicas, uma vez que por meio desse diploma as elites conservaram sua posição dominante e valorizaram seu capital social.<hr/>ABSTRACT The article examines the processes of recruitment and forms of insertion of the medical elites in Sergipe in the nineteenth century. To do this, we analyzed the trajectories of these professionals considering, on the one hand, the political history of the family group they were members of, and on the other, their relationship with political and economic space. The conclusions permit the identification of which family based social relations provided the criteria and the conditions of recruitment to the medical elite. Moreover, the title of doctor represented a decisive strategy in the forms of restructuring political and economic elites, since through this degree the elites preserved their dominant position and valorized their social capital. <![CDATA[Crimes do texto, crimes verdadeiros:a máfia na voz de Leonardo Sciascia]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-01882017000100113&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO Nas entrevistas ou nos pronunciamentos parlamentares que realizou - assim como em sua ficção - o escritor siciliano Leonardo Sciascia denunciou incessantemente a máfia. Para ele, a hegemonia do crime organizado e suas articulações na política institucional impediam o acesso à verdade e à justiça. Coerentemente, suas peculiares narrativas policiais apresentam crimes sem solução, detetives derrotados, silêncios e omissões. Associando os crimes do texto e os crimes verdadeiros, Sciascia desenha, assim, o perfil da Sicília e, de forma mais ampla, da Itália.<hr/>ABSTRACT In his interviews or parliamentary speeches - as well as in his fiction - the Sicilian writer Leonardo Sciascia ceaselessly denounced the mafia. According to him, the hegemony of the organized crime and its connections in institutional politics were responsible to prevent the access to truth and justice. Consistently, his distinctive detective stories present unsolved crimes, defeated detectives, silences and omissions. Thus, through the crimes in the text and the real crimes, Sciascia draws the profile of Sicily and, more widely, the profile of Italy. <![CDATA[Os historiadores e seus públicos: desafios ao conhecimento histórico na era digital]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-01882017000100135&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO A quebra da autoridade do historiador acadêmico sobre a produção do conhecimento histórico no contexto da difusão das mídias digitais é o centro da reflexão aqui proposta. Parte-se da consideração da historicidade dos sujeitos da produção e do consumo da história, passando aos desafios lançados pela difusão exponencial da história possibilitada pela internet, para se chegar à discussão da função social do historiador acadêmico hoje.<hr/>ABSTRACT The breakdown of academic historians’ authority over the production of historical knowledge in the context of digital media dissemination is the axis of reflection here unfolded. It starts from the consideration of the historicity of the subject of production and consumption of history, then moving on to the challenges posed by the exponential spread of history made possible by the internet, to get to the discussion of the social function of the academic historian today. <![CDATA[O pequeno, o grande e o pequeno: Entrevista com Giovanni Levi]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-01882017000100157&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO A quebra da autoridade do historiador acadêmico sobre a produção do conhecimento histórico no contexto da difusão das mídias digitais é o centro da reflexão aqui proposta. Parte-se da consideração da historicidade dos sujeitos da produção e do consumo da história, passando aos desafios lançados pela difusão exponencial da história possibilitada pela internet, para se chegar à discussão da função social do historiador acadêmico hoje.<hr/>ABSTRACT The breakdown of academic historians’ authority over the production of historical knowledge in the context of digital media dissemination is the axis of reflection here unfolded. It starts from the consideration of the historicity of the subject of production and consumption of history, then moving on to the challenges posed by the exponential spread of history made possible by the internet, to get to the discussion of the social function of the academic historian today. <![CDATA[Rust, Leandro Duarte. <em>Mitos Papais</em>: política e imaginação na história]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-01882017000100185&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO A quebra da autoridade do historiador acadêmico sobre a produção do conhecimento histórico no contexto da difusão das mídias digitais é o centro da reflexão aqui proposta. Parte-se da consideração da historicidade dos sujeitos da produção e do consumo da história, passando aos desafios lançados pela difusão exponencial da história possibilitada pela internet, para se chegar à discussão da função social do historiador acadêmico hoje.<hr/>ABSTRACT The breakdown of academic historians’ authority over the production of historical knowledge in the context of digital media dissemination is the axis of reflection here unfolded. It starts from the consideration of the historicity of the subject of production and consumption of history, then moving on to the challenges posed by the exponential spread of history made possible by the internet, to get to the discussion of the social function of the academic historian today. <![CDATA[Souza, Robério S. <em>Trabalhadores dos trilhos</em>: imigrantes e nacionais livres, libertos e escravos na construção da primeira ferrovia baiana (1858-1863)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-01882017000100189&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO A quebra da autoridade do historiador acadêmico sobre a produção do conhecimento histórico no contexto da difusão das mídias digitais é o centro da reflexão aqui proposta. Parte-se da consideração da historicidade dos sujeitos da produção e do consumo da história, passando aos desafios lançados pela difusão exponencial da história possibilitada pela internet, para se chegar à discussão da função social do historiador acadêmico hoje.<hr/>ABSTRACT The breakdown of academic historians’ authority over the production of historical knowledge in the context of digital media dissemination is the axis of reflection here unfolded. It starts from the consideration of the historicity of the subject of production and consumption of history, then moving on to the challenges posed by the exponential spread of history made possible by the internet, to get to the discussion of the social function of the academic historian today. <![CDATA[Snyder, Timothy. <em>Terra Negra</em>: o Holocausto como história e advertência]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-01882017000100195&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO A quebra da autoridade do historiador acadêmico sobre a produção do conhecimento histórico no contexto da difusão das mídias digitais é o centro da reflexão aqui proposta. Parte-se da consideração da historicidade dos sujeitos da produção e do consumo da história, passando aos desafios lançados pela difusão exponencial da história possibilitada pela internet, para se chegar à discussão da função social do historiador acadêmico hoje.<hr/>ABSTRACT The breakdown of academic historians’ authority over the production of historical knowledge in the context of digital media dissemination is the axis of reflection here unfolded. It starts from the consideration of the historicity of the subject of production and consumption of history, then moving on to the challenges posed by the exponential spread of history made possible by the internet, to get to the discussion of the social function of the academic historian today.