Scielo RSS <![CDATA[Revista Brasileira de História]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0102-018820050001&lang=en vol. 25 num. 49 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <link>http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-01882005000100001&lng=en&nrm=iso&tlng=en</link> <description/> </item> <item> <title><![CDATA[<B>Alain Corbin o prazer do historiador</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-01882005000100002&lng=en&nrm=iso&tlng=en <![CDATA[<B>O relógio de Hiroshima</B>: <B>reflexões sobre os diálogose silêncios das imagens</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-01882005000100003&lng=en&nrm=iso&tlng=en <![CDATA[<B>Genevieve Naylor, fotógrafa</B>: <B>impressões de viagem (Brasil, 1941-1942)</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-01882005000100004&lng=en&nrm=iso&tlng=en Genevieve Naylor fotografa o Brasil, em1941 e 1942, sob os auspícios do Officeof Inter-American Affairs (OIAA), órgãodirigido por Nelson Rockefeller eresponsável pela implementação da Políticada Boa Vizinhança. Em 1943, Nayloré convidada a expor no Museu de ArteModerna de Nova York (MoMA) e,depois, em vários museus dos EstadosUnidos, suscitando diferentes impressões.Naylor formou-se influenciada pelageração de fotógrafos que nos anos 30transformaram a imprensa ilustrada noprincipal meio de acesso ao mundo, e viajou como funcionária do governo deseu país, tendo de cumprir protocolos fotográficos bem definidos. O resultado desse jogo de influências é um conjunto de fotografias analisadas neste artigo buscando compreender o seu impacto na conformação de uma certa imagem de Brasil para os "vizinhos" norte-americanos.<hr/>In 1940, the photographer Genevieve Naylor and her companion Misha Reznikoff, an artist, were sent to South America by Nelson Rockefeller’s Office of Inter-American Affairs (OIAA), the wartime agency organized to cultivate Latin American support for allies. Brazil was their destiny and her mission was to create an image from Brazil to USA audience. Her photos depict Brazil during those years in considerable detail enlarging the official purpose of her visiting by a really concerned approach to Brazilian reality. On her return from Brazil, Naylor had a successful onewoman show at New York's Museum of Modern Art (MoMA) in 1943. This article discuss the narrative created by Genevieve Naylor's photos during hertravels throughout Brazil. <![CDATA[<B>Arte e movimento estudantil</B>: <B>análise de uma obra de Antonio Manuel</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-01882005000100005&lng=en&nrm=iso&tlng=en Podem as manifestações visuais, e no limite a própria visualidade, participar crítica e reflexivamente dos grandes debates do espaço público? Em linhas gerais, é justamente a crença nesse poder de intervenção crítica que manteve acesa, no caso das artes plásticas, uma intensa atividade pública, contestatória e coletiva das vanguardas brasileiras durante o regime militar, sobretudo em seus primeiros anos de vigência. E é a partir desse contexto histórico que este artigo pretende analisar algumas implicações estéticas e ideológicas presentes na obra Movimento estudantil 68, serigrafia de Antonio Manuel premiada no Salão Paranaense de 1968. Produzida em plena efervescência política do movimento estudantil, mas exibida ao público nos primeiros dias de vigência do Ato Institucional nº 5, Movimento estudantil 68 será aqui entendida como uma trama discursiva em que se cruzam história e visualidade.<hr/>Can the visual manifestations participate critic and reflexively of the great debates of the public space? Usually, during the first years of military regime, the plastic arts believed in this participation, and this faith sustained the public, oppositional and collective activity of the Brazilian vanguards. In this historical context, therefore, this article will analyze some aesthetic and ideological implications presents in the work Movimento estudantil 68, engraving of Antonio Manuel rewarded in the Salão Paranaense of 1968. Movimento estudantil 68 was produced in the political effervescence peak of student movement, but it was exhibited for the public in the first days ofAct Institutional number 5.Thus, this art work will be understood here as a discursive plot, a crossing between history and visuality. <![CDATA[<B>As contribuições de Jacob Burckhardt ao <I>Manual de História da Arte </I>de Franz Kugler (1848)</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-01882005000100006&lng=en&nrm=iso&tlng=en Entre junho e setembro de 1847, o historiador suíço Jacob Burckhardt (1818-1897) trabalhou em Berlim como assistente de seu ex-professor, Franz Kugler (1808-1858), na segunda edição, revista e ampliada, do Handbuch der Kunstgeschichte de 1848. Esta obra era parte do amplo estudo histórico-artístico, iniciado por Kugler na década de 1830, que simbolizou o nascimento da moderna história universal da arte em língua alemã. No que se refere a Burckhardt, a participação no Manual de História da Arte deixou transparecer elementos de sua futura descoberta historiográfica: a Renascença italiana. Buscaremos, nas infinitas linhas da segunda edição do manual de Kugler, os traços da pena de Burckhardt, onde cintilam dois componentes:de um lado, a arte como expressão fundamental para o entendimento histórico; de outro, a passagem que conduz da Idade Média ao Renascimento e o papel da Itália nessa transformação.<hr/>Between June and September of 1847, Swiss historian Jacob Burckhardt (1818-1897) worked in Berlin as an assistant tom his former professor, Franz Kugler (1808-1858), in the second edition, revised and amplified, of Handbuch der Kunstgeschichte of 1848. This work was part of a broad historic-artistic study, started by Kugler in the 1830s.This study symbolized the birth of the modern universal art history in the German language. Related to Burckhardt, the participation in the History of Art Manual let elements of his future historiographical discovery appear: the Italian Renascence. We will try to get, therefore, in the infinite lines of the second edition of Kugler's manual, the traces of Burckhardt's words. In such traces, two components scintillate: on one side, the art as fundamental expression for the historical understanding; on the other, the passage that leads from Middle Age to Renascence and Italy's role in this transformation. <![CDATA[<B>Dimensões históricas do documentário brasileiro no período silencioso</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-01882005000100007&lng=en&nrm=iso&tlng=en O artigo pretende examinar a produção documental brasileira do período silencioso centrada nas cidades de São Paulo e do Rio de Janeiro, submetendo-a a recortes temáticos que transcendem a historiogra fia clássica do cinema brasileiro e que dialogam com a história cultural. Dois traços dominantes serão destacados: (1) a representação de eventos cívicos e espaços monumentais típicos a uma metrópole no Brasil nas primeiras décadas do século XX; (2) a representação dos festejos carnavalescos nas ruas (corsos, desfiles de clubes). Faz o exame rigoroso de um filme, Caça à raposa (1913), de Antonio Campos, a fim de verificar o padrão de ordem visual estabelecido em sua relação com o recorte proposto.<hr/>This article aims at examining Brazilian documentary production of the silent period, focused in the cities of São Paulo and Rio de Janeiro. This production follows thematic 'cuts' which transcend the classic historiography of the Brazilian cinema and which dialogue with the cultural history of the period. Two dominant traces of this production will be highlighted: (1) the representation of civic events and monumental spaces typical of a Brazilian metropolis of 20th century's first decades; (2) the representationof Carnival on the streets. A more comprehensive analysis of the film Caça à raposa (1913), by Antonio Campos, is carried out with the objective of verifying the filmic visual pattern established in relation to the proposed thematic 'cuts'. <![CDATA[<B>Ir ao cinema em São Paulo nos anos 20</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-01882005000100008&lng=en&nrm=iso&tlng=en As críticas cinematográficas de Octávio Gabus Mendes publicadas na década de 1920 em Cinearte, revista carioca dedicada ao cinema, permitem conhecer o panorama do que era exibido em São Paulo, mas também as aspirações cinematográficas do crítico e os projetos para o cinema brasileiro.Mostram a relação entre as possibilidades de desenvolvimento do cinema brasileiro e as imagens que deveria mostrar do Brasil, e o papel central que as salas de cinema tinham na constituição da atividade cinematográfica no país. Pleiteando a constituição de salas ricas em bairros de freqüência burguesa, o cinema, nas aspirações do crítico, torna-se espaço de diferenciação social, e não de inclusão.Mostram já nos anos 20 a dicotomia entre as possibilidades de constituição do cinema popular, e as aspirações elitistas que deveriam norteá-lo tanto na constituição das imagens que deveria veicular, como na sua freqüentação e distribuição espacial na cidade.<hr/>In the 20's, Octavio Gabus Mendes published film critics in Cinearte, a magazine on movies. His texts present an extensive coverage of the movie scene in São Paulo, as well as of his film-making ideas and his projects for Brazilian cinema. They show the relationship between the development of the Brazilian movie industry and the images they might construct about the country, and also the central role of movie theaters in the constitution of cinematographic activity in Brazil. As they look for rich theaters in rich places, movies might represent social exclusion rather than inclusion. In this process,we can see even in the 20's a dicothomy between the constitution of cinema as a popular activity and its elitist aspirations as shown by images, spaces and frequency. <![CDATA[<B>Imagens de Santa Catarina</B>: <B>arte e ciência na obra do artista viajante Louis Choris</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-01882005000100009&lng=en&nrm=iso&tlng=en O objetivo deste artigo é analisar as obras que têm como tema a paisagem da ilha de Santa Catarina produzidas pelo artista viajante Louis Choris a partir de sua passagem pela região no ano de 1815. As imagens inserem-se numa longa tradição de produções pictóricas que combinavam arte e conhecimento. As expedições científicas contavam com artistas que tinham a função de reproduzir os espécimes coletados e também as paisagens das regiões visitadas.<hr/>The purpose of this article is to look into the artwork that has the Santa Catarina island as its main theme produced by the traveling artist Louis Choris from his passage by the region in 1815. The scientific expeditions had artists whose function was reproducing the specimens collected and also the landscapes of the regions visited. These images insert themselves in a long-time tradition of pictorial productions which mixed art and knowledge. <![CDATA[<B>Difusão, produção e consumo das imagens visuais</B>: <B>o caso dos ex-votos mineiros do século XVIII</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-01882005000100010&lng=en&nrm=iso&tlng=en Estudos sobre os meios visuais mostram que a análise da arte não deve se prender aos seus aspectos formais. A história cultural tem procurado enfocar as condições sociais e culturais de produção e recepção das imagens. Essas questões são endereçadas no presente artigo aos ex-votos mineiros. Produzidos com a finalidade de agradecer um milagre alcançado, e relacionados ao universo da religiosidade popular, esses objetos permitem abordar aspectos da produção e do consumo de arte na sociedade do século XVIII.<hr/>Studies about visual means show that the analysis of art should not be based only on formal aspects. Cultural historyhas ought to focus on the social and cultural conditions of production and reception of images. These questions are addressed to the ex-votos from Minas Gerais in the present article. These ex-votos are produced to give thanks to a miracle that had been granted, and they are related to the universe of religiosity of popular culture. These objects allow the approach to the aspects of production and consumption of art in the society of the eighteenth-century. <![CDATA[<B>Oswaldo Caldeira. <I>Café Manduca</B></I>: <B><I>uma história recontada</B></I>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-01882005000100011&lng=en&nrm=iso&tlng=en Estudos sobre os meios visuais mostram que a análise da arte não deve se prender aos seus aspectos formais. A história cultural tem procurado enfocar as condições sociais e culturais de produção e recepção das imagens. Essas questões são endereçadas no presente artigo aos ex-votos mineiros. Produzidos com a finalidade de agradecer um milagre alcançado, e relacionados ao universo da religiosidade popular, esses objetos permitem abordar aspectos da produção e do consumo de arte na sociedade do século XVIII.<hr/>Studies about visual means show that the analysis of art should not be based only on formal aspects. Cultural historyhas ought to focus on the social and cultural conditions of production and reception of images. These questions are addressed to the ex-votos from Minas Gerais in the present article. These ex-votos are produced to give thanks to a miracle that had been granted, and they are related to the universe of religiosity of popular culture. These objects allow the approach to the aspects of production and consumption of art in the society of the eighteenth-century.