Scielo RSS <![CDATA[Revista Brasileira de Ortopedia]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0102-361620150001&lang=pt vol. 50 num. 1 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[CBOT: o nosso desafio constante]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162015000100001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[Tratamento por ondas de choque nas doenças musculoesqueléticas e consolidação óssea - Análise qualitativa da literatura ]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162015000100003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Shockwave treatment is an option within orthopedics. The exact mechanism through which shockwaves function for treating musculoskeletal diseases is unknown. The aim of this study was to make a qualitative analysis on the effectiveness of shockwave treatment among patients with musculoskeletal pathological conditions and pseudarthrosis. Searches were conducted in the Cochrane Library, Medline and Lilacs databases. Thirty-nine studies that reported using shockwave treatment for musculoskeletal diseases were found. Their results varied greatly, as did the types of protocol used. The studies that evaluated the effectiveness of shockwave treatment for lateral epicondylitis, shoulder tendinopathy, knee osteoarthrosis, femoral head osteonecrosis and trochanteric bursitis reported inconsistent results for most of their patients. Those that evaluated patients with calcifying tendinopathy, plantar fasciitis, Achilles tendinopathy, patellar tendinopathy and pseudarthrosis showed benefits. Shockwave treatment is a safe and non-invasive method for chronic cases in which conventional techniques have been unsatisfactory and should be used in association with other treatment methods for tendinopathy. Further quality studies are needed.<hr/>O tratamento por ondas de choque é uma opção na ortopedia. O mecanismo exato pelo qual funcionam as ondas de choque para tratar doenças musculoesqueléticas não é conhecido. O objetivo deste trabalho é fazer a análise qualitativa da efetividade do tratamento por ondas de choque em pacientes com patologias musculoesqueléticas e pseudoartroses. A pesquisa foi feita nas bases de dados Cochrane Library, Medline e Lilacs. Encontrou 39 estudos que relatam o tratamento por ondas de choque de doenças musculoesqueléticas. Os resultados são muito variados, assim como os tipos de protocolo. Os estudos que avaliaram a efetividade do tratamento por ondas de choque para epicondilite lateral, tendinopatias do ombro, osteoartrose do joelho, osteonecrose da cabeça do fêmur e bursite trocanteriana relataram resultados inconsistentes para a melhoria dos pacientes. Os que avaliaram pacientes com tendinopatia calcária, fascite plantar, tendinopatia do tendão calcâneo e patelar e pseudoartrose mostraram benefício. O tratamento por ondas de choque é um método seguro e não invasivo para os casos crônicos em que os convencionais não tenham sido satisfatórios e deve ser associado aos outros métodos de tratamento das tendinopatias. Novos estudos de qualidade são necessários. <![CDATA[Lesão parcial do ligamento cruzado anterior: diagnóstico e tratamento]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162015000100009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Partial tears of the anterior cruciate ligament (ACL) are common and represent 10-27% of the total. The main reasons for attending to cases of non-torn bundles are biomechanical, vascular and proprioceptive. Continued presence of the bundle also serves as protection during the healing process. There is controversy regarding the definition of these injuries, which is based on anatomy, clinical examination, translation measurements, imaging examinations and arthroscopy. The way in which it is treated will depend on the existing laxity and instability. Conservative treatment is optional for cases without instability, with a focus on motor rehabilitation. Surgical treatment is a challenge, since it requires correct positioning of the bone tunnels and conservation of the remnants of the torn bundle. The pivot shift test under anesthesia, the magnetic resonance findings, the previous level and type of sports activity and the arthroscopic appearance and mechanical properties of the remnants will aid the orthopedist in the decision-making process between conservative treatment, surgical treatment with strengthening of the native ACL (selective reconstruction) and classical (anatomical) reconstruction.<hr/>Lesões parciais do ligamento cruzado anterior (LCA) são comuns e representam 10%-27% das totais. As principais razões para atenção ao feixe não rompido são biomecânicas, vasculares e proprioceptivas. A permanência do feixe serve ainda de proteção durante o processo cicatricial. A definição dessa lesão é controversa, baseada na anatomia, no exame clínico, na medida da translação, nos exames de imagem e na artroscopia. Seu tratamento vai depender da frouxidão e da instabilidade existentes. O tratamento conservador é opcional para casos sem instabilidade, com enfoque na reabilitação motora. O tratamento cirúrgico é desafiador, pois exige correto posicionamento dos túneis ósseos e conservação dos remanescentes do feixe rompido. O teste do pivot-shift sob anestesia, os achados à ressonância magnética, o nível e o tipo de atividade esportiva prévia e o aspecto artroscópico dos remanescentes e suas propriedades mecânicas auxiliarão o ortopedista no processo decisório entre o tratamento conservador, o tratamento cirúrgico com reforço do LCA nativo (reconstrução seletiva) ou a reconstrução clássica (anatômica). <![CDATA[Estudo radiográfico dos aspectos anatômicos do fêmur proximal dos adultos brasileiros ]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162015000100016&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJECTIVE: To ascertain the geometry of the femur in the Brazilian population by means of a radiographic study and to correlate the values with regard to sex and right/left side. METHODS: Five hundred anteroposterior radiographs of the pelvis of skeletally mature patients (250 of each sex) who did not present any osteoarthrosis, fractures or tumoral or infectious lesions were analyzed. The length and width of the femoral neck, length of the femoral axis, neck-shaft angle and femoral offset were measured. RESULTS: The following means were observed: 36.54 mm for the length of the femoral neck; 37.48 mm for the width of the femoral neck; 108.42 mm for the length of the femoral axis; 130.47° for the neck-shaft angle; and 44.4 mm for the femoral offset. CONCLUSION: The mean values for the main measurements on the proximal femur in Brazilians differed from those of previous studies. It could also be shown that there was a statistically significant mean difference between men and women for all the variables, both on the left and on the right side, and that the men had greater means than the women. <hr/> OBJETIVO: Verificar a geometria do fêmur da população brasileira por meio de estudo radiográfico e correlacionar os valores quanto ao sexo e ao lado direito/esquerdo. MÉTODOS: Foram analisadas 500 radiografias anteroposteriores de bacia de pacientes esqueleticamente maduros, 250 de cada sexo, sem a presença de osteoartrose, fraturas e lesões tumorais ou infecciosas. Foram mensurados os valores do comprimento e da largura do colo do fêmur, do eixo femoral, do ângulo colodiafisário e do offset femoral. RESULTADOS: Observou-se uma média de 36,54 mm do comprimento do colo do fêmur, 37,48 mm da largura do colo do fêmur, 108,42 mm do comprimento do eixo femoral, 130,47° do ângulo colodiafisário e 44,4 mm do offset femoral. CONCLUSÃO: Os valores médios das principais medidas do fêmur proximal dos brasileiros diferem de trabalhos prévios. Foi possível evidenciar também que existe diferença média estatisticamente significante entre homens e mulheres para todas as variáveis, tanto do lado esquerdo quanto do direito, e que os homens tiveram média maior do que as mulheres. <![CDATA[Tratamento das fraturas em duas partes do colo cirúrgico do úmero com o uso de haste intramedular metafisária bloqueada proximalmente com estabilidade angular ]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162015000100022&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJECTIVES: To evaluate the functional results from patients with surgical neck fractures treated with a locked metaphyseal intramedullary nail and angular stability. METHODS: Twenty-two patients between the ages of 21 and 69 years were evaluated prospectively between January 2010 and January 2011. Their time taken for consolidation, age, sex, complications and functional results were correlated using the modified protocol of the University of California at Los Angeles (UCLA). RESULTS: The mean time taken for consolidation was 9.26 weeks ± confidence interval (CI) of 0.40 weeks. One case (4.5%) did not become consolidated. There were no cases of infection. There was one case (4.5%) of adhesive capsulitis with good evolution through clinical treatment. Five patients (22.7%) presented occasional mild pain and one case (4.5%) reported medium-intensity pain associated with the subacromial impact of the implant. The mean score on the modified UCLA scale was 30.4 ± CI 1.6 points, obtained at the end of 12 weeks of evaluation: 18 cases (81.8%) with "excellent" and "good" scores, three cases (13.6%) with "fair" scores and one case (4.5%) with a "poor" score. CONCLUSION: In the group of patients evaluated, treatment of two-part surgical neck fractures by means of a locked metaphyseal intramedullary nail and angular stability demonstrated satisfactory functional results and a low complication rate, similar to what is seen in the literature. <hr/> OBJETIVOS: Avaliar os resultados funcionais de pacientes com fraturas do colo cirúrgico tratados com haste intramedular metafisária bloqueada (HIMB) e estabilidade angular. MÉTODOS: Foram analisados 22 pacientes prospectivos entre 21 e 69 anos, avaliados entre janeiro de 2010 e janeiro de 2011, e correlacionados tempo de consolidação, idade, sexo, complicações e resultado funcional com o protocolo da University of California at Los Angeles (UCLA) modificado. RESULTADOS: O tempo de consolidação médio foi de 9,26 ± intervalo de confiança (IC) de 0,40 semana. Um caso (4,5%) não se consolidou. Não houve infecção. Houve um caso (4,5%) de capsulite adesiva com boa evolução ao tratamento clínico. Cinco pacientes (22,7%) apresentaram leve dor eventual e um caso (4,5%) referiu dor de média intensidade associada a impacto subacromial do implante. O escore médio UCLA modificado foi 30,4 ± IC 1,6 ponto obtidos no fim de 12 meses de avaliação, 18 casos (81,8%) com escore "excelente" e "bom", três casos (13,6%) com escore "razoável" e um caso (4,5%) com escore "ruim". CONCLUSÃO: No grupo de pacientes avaliados, o tratamento das fraturas em duas partes do colo cirúrgico com HIMB e a estabilidade angular demonstraram resultados funcionais satisfatórios e baixo índice de complicações, semelhantes aos encontrados na literatura. <![CDATA[Existe diferença no posicionamento do parafuso deslizante entre as fraturas extracapsulares estáveis e instáveis? ]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162015000100030&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJECTIVE: To analyze the tip-apex distance (TAD), cervicodiaphyseal angle and Garden angle in stable and unstable extracapsular fractures of the femur treated with a plate and sliding screw. METHOD: Hip radiographs in anteroposterior (AP) and lateral view on 117 patients were evaluated. The fractures were classified as stable or unstable, using the AO classification, and the reduction achieved was assessed in accordance with the following criteria: TAD &gt; 3 cm; Garden alignment index (AP) &lt; 160°; and AP cervicodiaphyseal varus angle &lt; 125°. When two or more criteria were present, the quality of the osteosynthesis was classified as "not ideal". RESULTS: The patients with unstable fractures presented AP cervicodiaphyseal angles that were significantly greater (p = 0.05) than in those with stable fractures. The patients with unstable fractures presented lateral cervicodiaphyseal angles that were significantly smaller (p = 0.05) than in those with stable fractures. There were no significant differences in the remainder of the criteria evaluated. CONCLUSION: This study did not find any significant differences in the measurements evaluated, except in relation to the cervicodiaphyseal angle. Satisfactory reduction was achieved both for the stable and for the unstable fractures, when we used a plate and sliding screw to treat proximal extracapsular fractures of the femur. <hr/> OBJETIVO: Analisar a distância ponta-ápice (DPA), o ângulo cervicodiafisário e o ângulo de Garden em fraturas extracapsulares instáveis e estáveis do fêmur tratadas com placa e parafuso deslizante. MÉTODO: Foram avaliadas radiografias do quadril nas incidências em anteroposterior (AP) e perfil de 117 pacientes. As fraturas foram classificadas como estáveis e instáveis, pela classificação AO, e a redução obtida foi avaliada de acordo com os critérios de distância ponta-ápice (DPA &gt; 3 cm), índice de alinhamento de Garden (AP) &lt; 160° e ângulo cervicodiafisário (AP) em varo &lt; 125°. Quando dois ou mais critérios estavam presentes, a qualidade da osteossíntese foi classificada como "não ideal". RESULTADOS: Os pacientes com fratura instável apresentaram CD AP (p = 0,05) significativamente maior do que os estáveis. Os pacientes com fratura instável apresentaram o CD Perfil (p = 0,05) significativamente menor do que os com fratura estável. Não houve diferença significativa entre o restante dos critérios avaliados. CONCLUSÃO: Este estudo não encontrou diferença significativa entre as medidas avaliadas, exceto o ângulo cervicodiafisário. Foi conseguida uma redução satisfatória, tanto nas fraturas estáveis como nas instáveis, quando usamos placa e parafuso deslizante nas fraturas proximais extracapsulares do fêmur. <hr/> OBJETIVO: Analisar a distância ponta-ápice (DPA), o ângulo cervicodiafisário e o ângulo de Garden em fraturas extracapsulares instáveis e estáveis do fêmur tratadas com placa e parafuso deslizante. MÉTODO: Foram avaliadas radiografias do quadril nas incidências em anteroposterior (AP) e perfil de 117 pacientes. As fraturas foram classificadas como estáveis e instáveis, pela classificação AO, e a redução obtida foi avaliada de acordo com os critérios de distância ponta-ápice (DPA &gt; 3 cm), índice de alinhamento de Garden (AP) &lt; 160° e ângulo cervicodiafisário (AP) em varo &lt; 125°. Quando dois ou mais critérios estavam presentes, a qualidade da osteossíntese foi classificada como "não ideal". RESULTADOS: Os pacientes com fratura instável apresentaram CD AP (p = 0,05) significativamente maior do que os estáveis. Os pacientes com fratura instável apresentaram o CD Perfil (p = 0,05) significativamente menor do que os com fratura estável. Não houve diferença significativa entre o restante dos critérios avaliados. CONCLUSÃO: Este estudo não encontrou diferença significativa entre as medidas avaliadas, exceto o ângulo cervicodiafisário. Foi conseguida uma redução satisfatória, tanto nas fraturas estáveis como nas instáveis, quando usamos placa e parafuso deslizante nas fraturas proximais extracapsulares do fêmur. <![CDATA[Custo-efetividade do tratamento cirúrgico da fratura do quadril em idosos no Brasil ]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162015000100038&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJECTIVES: To estimate the cost per quality-adjusted life-year (QALY) focusing on the length of time between trauma and surgery. METHODS: A retrospective cohort with systematic sampling was conducted among all the patients who were admitted to the study hospital through the Brazilian National Health System (SUS) over a three-year period. Two treatment strategies were compared: early treatment, if the patient was operated up to the fourth day; and late treatment, if this was done after the fourth day. The cost was the direct medical cost from the point of view of SUS, which was gathered from the management system, from the SUS table of procedures, medications and implant material costs (SIGTAP), to account for the costs associated with the hospital, medical fees and implants used. The outcome of usefulness was measured indirectly by means of EuroQOL-5D, which is an instrument used worldwide, and these measurements were transformed into usefulness by means of the standard rules of the Regional Planning and Development Center of Minas Gerais (CEDEPLAR) of 2013. RESULTS: The sample included 110 patients: 27 in the early group and 83 in the late group. The confounding variables of age, gender, anesthetic risk (ASA), fracture type and surgery type were controlled for. The samples were shown to be homogenous with regard to these variables. The cost per QALY of the early strategy was R$ 5,129.42 and the cost of the late strategy was R$ 8,444.50. CONCLUSION: The early strategy was highly favorable in relation to the late strategy in this study. <hr/> OBJETIVOS: estimar o custo por ano de vida ajustado por qualidade (QALY) com foco no tempo entre o trauma e a cirurgia. MÉTODOS: foi feita uma coorte retrospectiva com amostra sistemática com todos os pacientes internados no hospital do estudo pelo Sistema Único de Saúde (SUS) durante três anos. Compararam-se duas estratégias de tratamento, uma precoce, se o paciente fosse operado até o quarto dia, e outra tardia, se após o quarto dia. O custo foi o direto médico do ponto de vista do SUS, colhido diretamente do Sistema de Gerenciamento da Tabela de Procedimentos, Medicamentos e Custos de Materiais de Implantes (OPM) do SUS (Sigtap), para contagem dos custos associados ao hospital, aos honorários médicos e aos implantes usados, e o desfecho utilidade foi medido indiretamente por meio do EuroQOL-5D, instrumento mundialmente usado e transformado em utilidade pela normativa do Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional de Minas Gerais (Cedeplar) de 2013. RESULTADOS: a amostra contou com 110 pacientes, 27 no grupo precoce e 83 no tardio. Variáveis confundidoras foram controladas, idade, gênero, risco anestésico (ASA) e tipo de fratura e de cirurgia. As amostras se revelaram homogêneas quanto a essas variáveis. O custo por QALY da estratégia precoce foi de R$ 5.129,42 e da estratégia tardia, de R$ 8.444,50. CONCLUSÃO: a estratégia precoce demonstra dominância em relação à tardia neste estudo. <![CDATA[Alterações radiográficas femoropatelares na insuficiência do ligamento cruzado anterior ]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162015000100043&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJECTIVE: To make a comparative analysis on three femoropatellar radiographic parameters, between knees with chronic failure of the anterior cruciate ligament (ACL) and normal knees. METHODS: Thirty volunteer patients with a diagnosis of unilateral isolated chronic ACL injury for more than one year and a normal contralateral knee were selected. Digital radiographs were produced for all the patients, on both knees in absolute lateral view at 30° of flexion, with and without load-bearing on one leg, and in axial view of the patella at 30°. The Caton-Deschamps patellar height index, Merchant patellar congruence angle and Laurin lateral patellar tilt angle were measured on the radiographs obtained from the normal knees and knees with ACL injuries, and comparative analysis was performed between these two groups. RESULTS: The patellar height was statistically significantly lower (p &lt; 0.001) in the knees with ACL failure than in the normal knees, both on radiographs without loading and on those with single-foot loading. The Merchant patellar congruence angle was significantly smaller (p &lt; 0.001) in the normal knees and the lateral patellar tilt angle was smaller (p &lt; 0.001) in the knees with ACL failure. CONCLUSION: Chronic ACL failure gave rise to a statistically significant change in the femoropatellar radiographic values studied (p &lt; 0.001). Knees with injuries to this ligament presented lower patellar height values, greater tilt and lateral displacement of the patella, in relation to the femoral trochlea, in comparison with the normal contralateral knees. <hr/> OBJETIVO: análise comparativa de três parâmetros radiográficos femoropatelares entre joelhos com insuficiência crônica do ligamento cruzado anterior (LCA) e joelhos normais. MÉTODOS: foram selecionados 30 pacientes voluntários com diagnóstico de lesão crônica isolada unilateral do LCA havia mais de um ano e joelho contralateral normal. Todos os pacientes foram submetidos a radiografias digitais de ambos os joelhos nas incidências em perfil absoluto a 30° de flexão, com e sem carga monopodal, e axial de patela a 30°. Foram mensurados, nas radiografias obtidas, o índice de altura patelar de Caton-Deschamps, o ângulo de congruência patelar de Merchant e o ângulo de inclinação lateral da patela, descrito por Laurin, nos joelhos normais e nos joelhos com lesão do LCA e foi feita análise comparativa entre esses dois grupos. RESULTADOS: a altura patelar foi inferior, de forma estatisticamente significante (p &lt; 0,001), nos joelhos com insuficiência do LCA em comparação com os joelhos normais, tanto nas radiografias sem carga quanto nas com carga monopodal. O ângulo de congruência patelar de Merchant foi significativamente menor (p &lt; 0,001) nos joelhos normais e o ângulo de inclinação lateral da patela foi inferior (p &lt; 0,001) nos joelhos com insuficiência do LCA. CONCLUSÃO: a insuficiência crônica do LCA alterou de forma estatisticamente significante (p &lt; 0,001) os valores dos parâmetros radiográficos femoropatelares estudados. Joelhos com lesão desse ligamento apresentaram menores valores de altura patelar, maior inclinação e deslocamento laterais da patela em relação à tróclea femoral comparados com os joelhos contralaterais normais. <![CDATA[Comparação dos enxertos para reconstrução anatômica do LCA: patelar versus semitendíneo/grácil ]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162015000100050&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJECTIVE: To compare the functional results from surgical treatment for anatomical reconstruction of the anterior cruciate ligament (ACL) with a single band, using two types of autologous grafts. METHODS: Twenty-seven patients who underwent anatomical reconstruction of the ACL by means of the Chambat technique were evaluated prospectively. They were divided into two groups: A, with 14 patients, using grafts from flexor tendons; and B, with 13 patients, using grafts from the patellar tendon. In both groups, fixation was performed using an absorbable interference screw. RESULTS: Based on the Lysholm score, group A presented a mean score of 71.6 in the first month, while B presented 75. At the end of the sixth month, both groups presented 96.6. Evaluation of the total IKDC showed that in the first month, the majority of the patients, both in group A (85.7%) and in group B (76.9%), presented a knee assessment that was close to normal. In the sixth month, 92.9% of group A had normal presentations, and 100% of group B. CONCLUSION: According to the Lysholm functional evaluation and the IKDC subjective assessment, there was no statistically significant difference in the results between the groups, and the results were better in the sixth month. <hr/> OBJETIVO: Comparar o resultado funcional do tratamento cirúrgico da reconstrução anatômica do ligamento cruzado anterior (LCA) com banda única com o uso de dois tipos de enxerto autólogos. MÉTODOS: Foram avaliados prospectivamente 27 pacientes, submetidos à reconstrução anatômica do LCA pela técnica de Chambat, divididos em dois grupos: A, com 14 e uso como enxerto dos tendões flexores; e B, com 13 e uso como enxerto do tendão patelar. Em ambos os grupos foi feita fixação com parafuso de interferência absorvível. RESULTADOS: Com base no escore de Lysholm, o grupo A apresentou pontuação média de 71,6 no primeiro mês, enquanto o B apresentou 75. Já no fim do sexto mês ambos apresentaram 96,6. A avaliação do IKDC total mostrou que no primeiro mês a maioria dos pacientes, tanto no grupo A (85,7%) no grupo B (76,9%), apresentava uma avaliação do joelho próximo do normal e no sexto mês o grupo A apresentou 92,9% como normal e o grupo B, 100%. CONCLUSÃO: Os resultados, segundo avaliação funcional de Lysholm e subjetiva do IKDC, não apresentaram diferenças estatisticamente significantes entre os grupos e foram melhores no sexto mês. <![CDATA[Resultado funcional relacionado ao posicionamento do enxerto na reconstrução do ligamento cruzado anterior ]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162015000100057&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJECTIVE: To ascertain the coronal angles for the femoral and tibial tunnels that provide the best postoperative result from anterior cruciate ligament (ACL) reconstruction surgery, through assessing the variables of the IKDC and Lysholm-Tegner questionnaires and the hop test. METHODS: Sixteen patients with a single unilateral ACL injury who underwent this surgery between 24 and 36 months earlier were evaluated. They were divided into four groups in which the tibial and femoral tunnel angles were greater than or less than 65° in the coronal plane. RESULTS: The results demonstrated that a more vertical angle for the tibial tunnel (72°) and a more horizontal angle for the femoral tunnel (60°), with valgus alignment of 12° correlated with the best values for the variables studied. This may indicate that the long-term results from this surgery are excellent. CONCLUSION: A more horizontal femoral angle and a more vertical tibial angle produced better assessments in the tests that were applied and in the functional results evaluated. <hr/> OBJETIVO: Averiguar qual a angulação coronal dos túneis femoral e tibial que proporciona o melhor resultado no pós-operatório de cirurgia de reconstrução do LCA. As variáveis avaliadas foram os questionários IKDC e Lysholm-Tegner e o Hop-Test. MÉTODOS: Foram analisados 16 pacientes com pós-operatório entre 24 e 36 meses, com lesão isolada unilateral do LCA. Foram divididos em quatro grupos, nos quais os ângulos dos túneis tibial e femoral foram menores ou maiores do que 65° no plano coronal. RESULTADOS: A angulação do túnel tibial mais verticalizada (72°) e do túnel femoral mais horizontalizada (60°) com o alinhamento em valgo de 12° relacionou-se com os melhores valores para as variáveis estudadas, o que pode indicar um resultado ótimo para a cirurgia em longo prazo. CONCLUSÃO: A angulação femoral mais horizontalizada e a angulação tibial mais verticalizada têm melhores avaliações nos testes aplicados e nos resultados funcionais avaliados. <![CDATA[Avaliação da densidade mineral óssea em pacientes portadores de escoliose neuromuscular secundária a paralisia cerebral ]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162015000100068&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJECTIVE: To evaluate bone mineral density among patients with neuromuscular scoliosis secondary to quadriplegic cerebral palsy. METHODS: This was a descriptive prospective study in which both bone densitometric and anthropometric data were evaluated. The inclusion criteria used were that the patients should present quadriplegic cerebral palsy, be confined to a wheelchair, be between 10 and 20 years of age and present neuromuscular scoliosis. RESULTS: We evaluated 31 patients (20 females) with a mean age of 14.2 years. Their mean biceps circumference, calf circumference and body mass index were 19.4 cm, 18.6 cm and 16.9 kg/m2, respectively. The mean standard deviation from bone densitometry was -3.2 (z-score), which characterizes osteoporosis. CONCLUSION: There is high incidence of osteoporosis in patients with neuromuscular scoliosis secondary to quadriplegic cerebral palsy. <hr/> OBJETIVO: avaliar a densidade mineral óssea em pacientes portadores de escoliose neuromuscular secundária à paralisia cerebral tetraespástica. MÉTODOS: estudo prospectivo, descritivo, em que se avaliaram, além da densitometria óssea, dados antropométricos. Como critério de inclusão, adotamos pacientes com paralisia cerebral tetraespástica, cadeirantes, entre 10 e 20 anos e com escoliose neuromuscular. RESULTADOS: avaliamos 31 pacientes, 20 do sexo feminino, cuja média de idade foi de 14,2 anos. A média da circunferência bicipital, da panturrilha e do IMC foi de 19,4 cm, 18,6 cm e 16,9 Kg/m2, respectivamente. O desvio padrão médio encontrado na densitometria óssea foi de -3,2 (z-score), o que caracteriza osteoporose. CONCLUSÃO: existe elevada incidência de osteoporose em pacientes portadores de escoliose neuromuscular secundária à paralisia cerebral tetraespástica. <![CDATA[Nível de dor no pós-operatório imediato de artrodese lombar após infiltração epidural com sulfato de morfina ]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162015000100072&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJECTIVE: To evaluate the pain level in patients treated with epidural infusion of morphine sulfate in a single dose, after a surgical procedure to perform lumber arthrodesis. METHODS: Forty patients underwent posterolateral lumbar arthrodesis or intersomatic lumbar arthrodesis via a posterior route at one, two or three levels. They were prospectively randomized into two groups of 20. In the first group (study group), 2 mg of morphine sulfate diluted in 10 mL of physiological serum was infiltrated into the epidural space, through the laminectomy area. The second group (controls) did not receive analgesia. The patients were asked about their pain levels before and after the operation, using a visual analog scale (VAS). RESULTS: It was found that the patients presented a significant diminution of pain as shown by the VAS. From before to after the operation, it decreased by an average of 4.7 points (p = 0.0001), which corresponded to 53.2% (p = 0.0001). CONCLUSION: Application of 2 mg of morphine sulfate in a single epidural dose was shown to be a good technique for pain therapy following lumbar spinal surgery. <hr/> OBJETIVO: Avaliar o nível de dor em pacientes tratados com infusão epidural de sulfato de morfina em Dose única, após procedimento cirúrgico de artrodese lombar. MÉTODOS: Foram submetidos à artrodese lombar posterolateral ou artrodese lombar intersomática por via posterior, em um, dois ou três níveis, 40 pacientes, divididos, prospectivos e randomizados em dois grupos de 20. No primeiro grupo (de estudo) foram infiltrados no espaço epidural, através da área da laminectomia, 2 mg de sulfato de morfina diluídos em 10 mL de soro fisiológico. O segundo grupo (controle) não recebeu analgesia. Os pacientes foram interrogados quanto ao nível de dor, no pré e pós-operatório, com o uso da escala visual analógica (EVA). RESULTADOS: Verificou-se que os pacientes apresentaram uma queda significativa da dor pela EVA. A dor entre o pré e o pós-operatório diminuiu em média 4,7 pontos (p = 0,0001), o que corresponde a 53,2% (p = 0,0001). CONCLUSÃO: Aplicação de 2 mg de sulfato de morfina, em dose única epidural, demonstrou ser uma boa técnica na terapia da dor após cirurgia na coluna lombar. <![CDATA[Artroplastia total do quadril feita por via posterior minimamente invasiva - Resultados após seis anos ]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162015000100077&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJECTIVE: To evaluate the medium-term clinical-functional results (minimum follow-up of six years) from total uncemented hip arthroplasty performed by means of a posterior minimally invasive access, in comparison with the traditional right lateral access. METHODS: In a comparative prospective study, 224 adult patients underwent elective total hip arthroplasty due to a diagnosis of primary or secondary osteoarthrosis. A group of 103 patients with posterior minimally invasive access was compared with a group of 121 patients with the traditional right lateral access. The mean length of follow-up among the patients of this sample was 7.2 years. We evaluated the clinical-functional and radiographic results and occurrences of loosening, along with any complications that occurred, with a minimum follow-up of six years. RESULTS: The clinical-functional analyses before the surgical procedure and six years afterwards were similar in the two groups (p = 0.88 and p = 0.55). One patient in the minimally invasive group underwent revision of the acetabular component and two patients in the control group underwent the same procedure (p = 0.46). The Trendelenburg clinical test, which showed weakness of the hip abductor musculature, was present in five patients operated using the traditional lateral route and absent in all those who underwent the minimally invasive procedure (p = 0.06). There was no difference regarding the radiographic parameters obtained, either in acetabular or in femoral positioning (p = 0.32 and p = 0.58). CONCLUSIONS: The medium-term clinical and radiographic results and the complication rates were similar between the patients who underwent total hip arthroplasty by means of the posterior minimally invasive access and those with the traditional lateral access. <hr/> OBJETIVO: Avaliar o resultado clínico-funcional em médio prazo (seguimento mínimo de seis anos) da artroplastia total do quadril não cimentada feita por acesso minimamente invasivo (MIS) posterior comparado ao acesso lateral direto (LD) tradicional. MÉTODOS: Em um estudo comparativo prospectivo, 224 pacientes adultos foram submetidos à artroplastia total do quadril em caráter eletivo, por diagnóstico de osteoartrose primária ou secundária, e se comparou o grupo MIS posterior (103 pacientes) com o grupo acesso LD tradicional (121). A média de tempo de seguimento dos pacientes da amostra foi 7,2 anos. Avaliamos os resultados clínico-funcionais e radiográficos e a ocorrência de solturas, assim como complicações ocorridas com um seguimento mínimo de seis anos. RESULTADOS: A análise clínico-funcional antes e seis anos após o procedimento cirúrgico foi semelhante nos dois grupos (p = 0,88 e p = 0,55). Um paciente do grupo MIS foi submetido à revisão do componente acetabular e dois do grupo controle foram submetidos ao mesmo procedimento, p = 0,46. O teste clínico de Trendelenburg, que evidenciou uma fraqueza da musculatura abdutora do quadril, estava presente em cinco pacientes operados pela via lateral tradicional e ausente em todos os submetidos ao MIS (p = 0,06). Não houve diferença quanto aos parâmetros radiográficos obtidos tanto do posicionamento acetabular quanto do femoral (p = 0,32, p = 0,58). CONCLUSÕES: Os resultados em médio prazo, clínicos e radiográficos, e a taxa de complicações foram semelhantes entre os pacientes submetidos à artroplastia total do quadril pelo acesso posterior minimamente invasivo e pela via lateral tradicional. <![CDATA[Análise comparativa da sutura artroscópica de lesões grandes e extensas do manguito rotador com relação ao grau de osteopenia ]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162015000100083&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJECTIVE: To analyze the results from arthroscopic suturing of large and extensive rotator cuff injuries, according to the patient's degree of osteopenia. METHOD: 138 patients who underwent arthroscopic suturing of large and extensive rotator cuff injuries between 2003 and 2011 were analyzed. Those operated from October 2008 onwards formed a prospective cohort, while the remainder formed a retrospective cohort. Also from October 2008 onwards, bone densitometry evaluation was requested at the time of the surgical treatment. For the patients operated before this date, densitometry examinations performed up to two years before or after the surgical treatment were investigated. The patients were divided into three groups. Those with osteoporosis formed group 1 (n = 16); those with osteopenia, group 2 (n = 33); and normal individuals, group 3 (n = 55). RESULTS: In analyzing the University of California at Los Angeles (UCLA) scores of group 3 and comparing them with group 2, no statistically significant difference was seen (p = 0.070). Analysis on group 3 in comparison with group 1 showed a statistically significant difference (p = 0.027). CONCLUSION: The results from arthroscopic suturing of large and extensive rotator cuff injuries seem to be influenced by the patient's bone mineral density, as assessed using bone densitometry. <hr/> OBJETIVO: analisar o resultado da sutura artroscópica das lesões grandes e extensas do manguito rotador (MR) de acordo com o grau de osteopenia do paciente. MÉTODO: coorte prospectiva nos pacientes operados a partir de outubro de 2008 e retrospectiva nos demais. Foram analisados 138 pacientes submetidos à sutura artroscópica de lesões grandes e extensas do MR entre 2003 e 2011. Aos pacientes operados a partir de outubro de 2008 era solicitada uma densitometria óssea (DO) por ocasião do tratamento cirúrgico. Nos pacientes operados antes de outubro de 2008, pesquisaram-se densitometrias feitas dois anos antes ou após o tratamento cirúrgico. Os pacientes foram divididos em três grupos. Os com osteoporose formaram o grupo 1 (n =16), os com osteopenia o 2 (n = 33) e os normais o 3 (n = 55). RESULTADOS: ao analisar o escore da Universidade da Califórnia em Los Angeles (UCLA) do Grupo 3 e compará-lo com o Grupo 2, não foi verificada uma diferença estatisticamente significativa (p = 0,070). Ao analisar o Grupo 3 e compará-lo com o Grupo 1, foi verificada uma diferença estatisticamente significativa (p = 0,027). CONCLUSÃO: o resultado da sutura artroscópica das lesões grandes e extensas do MR parece sofrer influência da densidade mineral óssea do paciente avaliada por meio de DO. <![CDATA[Resultado do tratamento cirúrgico artroscópico das rerrupturas do manguito rotador do ombro ]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162015000100089&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJECTIVES: To evaluate function among patients with postoperative recurrence of rotator cuff injuries that was treated arthroscopically (case series) and compare this with function in patients without recurrence (control group); and to compare function among patients with recurrence of rotator cuff injuries that were greater than and smaller than 3 cm. METHODS: This was a retrospective evaluation of patients who underwent arthroscopic revision of rotator cuff injuries using the ASES, Constant &amp; Murley and UCLA scores and a visual analog pain scale, in comparison with patients in a control group who underwent primary rotator cuff repair. RESULTS: The size of the rotator cuff injury recurrence had a statistically significant influence on the result from the arthroscopic surgical treatment. The functional scores showed worse results than those from the first procedure. CONCLUSION: Arthroscopic surgical treatment of renewed tearing of rotator cuff injuries showed worse functional scores than those from primary repair of the injury. <hr/> OBJETIVOS: avaliar a função de pacientes operados por via artroscópica de recidiva pós-cirúrgica de lesão do manguito rotador (série de casos) e compará-los com aqueles sem recidiva (grupo controle). Comparar a função de pacientes com recidiva de lesões do manguito rotador (MR) maiores e menores do que 3 cm. MÉTODOS: avaliação retrospectiva de pacientes submetidos a revisão artroscópica das lesões do manguito rotador com o uso dos escores de ASES, Constant e Murley, UCLA e escala analógica de dor e comparação com pacientes do grupo controle submetidos a reparo primário do MR. RESULTADOS: o tamanho da lesão do manguito rotador na recidiva apresentou influência no resultado do tratamento cirúrgico artroscópico com significância estatística. Os escores funcionais mostraram piores resultados quando comparados àqueles do primeiro procedimento. CONCLUSÃO: o tratamento cirúrgico artroscópico das rerrupturas de lesões do manguito rotador mostrou piores escores funcionais quando comparado ao reparo primário da lesão. <![CDATA[Procedimento artroscópico de Bankart: estudo comparativo do uso de âncoras com fio duplo ou simples após seguimento de dois anos ]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162015000100094&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJECTIVE: To compare the use of anchors with double and single-thread loading in the single-row Bankart arthroscopic procedure. METHODS: 252 patients (258 shoulders) underwent Bankart arthroscopic surgery with evaluation after a minimum follow-up of 2 years. They underwent repairs either using anchors with single loading of a high-resistance non-absorbable braided thread (206 shoulders; group AS) or using double loading of thread with the same characteristics (52 shoulders; group AD). The patients were evaluated using the UCLA and Carter-Rowe scales. The patients' return to sports activity and recurrences were also compared. RESULTS: There was no significant difference between the groups regarding the surgical failure rate (group AS 5.8%; group AD 7.7%; p = 0.62). Group AS presented a better mean Carter-Rowe score (group AS 94.4; group AD 88.6; p &lt; 0.05) and greater return to the same sports level (group AS 79.1; group AD 72.1; p &lt; 0.05). CONCLUSION: Use of anchors with double thread loading did not show any clinical advantage for arthroscopic repair of traumatic anterior shoulder instability, in relation to use of single-thread anchors, over a 2-year follow-up. <hr/> OBJETIVO: comparar o uso de âncoras com carregamento duplo e com carregamento simples de fio no procedimento artroscópico de Bankart com fileira simples. MÉTODOS: foram submetidos à cirurgia artroscópica de Bankart e avaliados após seguimento mínimo de dois anos 252 pacientes (258 ombros). Foram submetidos a reparo com âncoras com carregamento simples de fio trançado não absorvível de alta resistência 206 ombros (grupo AS) e com âncoras com carregamento duplo com fios de mesmas características 52 (grupo AD). Os pacientes foram avaliados segundo as escalas UCLA e Carter-Rowe. O retorno à atividade esportiva e a recidiva também foram comparados. RESULTADOS: não houve diferença significante entre os grupos quanto à taxa de falha cirúrgica (grupo AS 5,8%; grupo AD 7,7%; p = 0,62). O grupo AS apresentou melhor Carter-Rowe médio (grupo AS 94,4; grupo AD 88,6; p &lt; 0,05) e maior retorno ao mesmo nível esportivo (grupo AS 79,1; grupo AD 72,1; p &lt; 0,05). CONCLUSÃO: o uso de âncoras com carregamento duplo de fios não demonstrou vantagem clínica no reparo artroscópico da instabilidade anterior traumática do ombro em relação ao uso de âncoras simples no seguimento de dois anos. <![CDATA[Histomorfometria da matriz orgânica do fêmur de ratas ovariectomizadas tratadas com alendronato de sódio ]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162015000100100&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJECTIVE: To evaluate the effect of two different concentrations of sodium alendronate on the quantity of organic matrix in the femur of rats with estrogen suppression caused by ovariectomy. METHODS: Sixty-days-old Wistar rats (Rattus norvegicus) were subjected to bilateral laparotomy to remove the ovaries. The animals were divided into a control group, in which they only underwent laparotomy; an ovariectomized group (OVX); an ovariectomized group treated with 1 mg/kg of alendronate (OVX 1 mg); and an ovariectomized group treated with 2 mg/kg of alendronate (OVX 2 mg). The rats received alendronate twice a week for 90 days. The left femur was then removed, fixed and processed for embedding in paraffin. Semi-serial sections stained with hematoxylin and eosin were used to determine the area occupied by organic bone matrix, by means of image analysis software. The animals' weights were obtained at the beginning and end of the experiment. RESULTS: The ovariectomized animals and those treated with 1 mg/kg of alendronate presented significant increases in body weight (p &lt; 0.05), in comparison with the control group. Histomorphometric analysis revealed that in the animals treated with 2 mg/kg of alendronate, the area (µm2) occupied by organic matrix (1,81,900 ± 18,130) was similar (p &gt; 0.05) to that of the non-ovariectomized control animals (2,04,800 ± 9590), which indicates that this medication had a preventive effect with regard to bone mass loss. CONCLUSION: The higher concentration of the medication, administered twice a week for 90 days, was more effective than the dose of 1 mg/kg over the same period. <hr/> OBJETIVO: avaliar a efeito de duas concentrações diferentes de alendronato de sódio (ALN) sobre a quantidade de matriz orgânica no fêmur de ratas com supressão estrogênica provocada por ovariectomia. MÉTODOS: ratas Wistar (Rattus norvegicus) com 60 dias foram submetidas a laparotomia bilateral para remoção dos ovários. Os animais foram divididos em grupo controle, no qual os animais foram apenas laparotomizados; grupo ovariectomizado (OVX); grupo ovariectomizado tratado com 1 mg/kg de ALN (OVX 1 mg); e grupo ovariectomizado tratado com 2 mg/kg de ALN (OVX 2 mg). Receberam ALN duas vezes por semana durante 90 dias. O fêmur esquerdo foi coletado, fixado e processado para inclusão em parafina. Cortes semisseriados corados com H&amp;E foram usados para a obtenção, com um software de análise de imagens, da área ocupada por matriz óssea orgânica. O peso dos animais foi obtido no inicio e no fim do experimento. RESULTADOS: os animais ovariectomizados e aqueles tratados com 1 mg/kg de ALN tiveram um aumento significativo (p &lt; 0,05) no peso corporal quando comparados com o grupo controle. A análise histomorfométrica revelou que nos animais tratados com 2 mg/kg de ALN a área (µm2) ocupada por matriz orgânica (181.900 ± 18.130) foi semelhante (p &gt; 0,05) àquela dos animais controle não ovariectomizados (204.800 ± 9.590), o que indica um efeito preventivo desse medicamento sobre a perda de massa óssea. CONCLUSÃO: a maior concentração do medicamento administrado duas vezes por semana por 90 dias foi mais eficaz do que a dose de 1 mg/kg no mesmo período. <![CDATA[Expressão de citoquinas plasmáticas após compressão de membros inferiores de ratos ]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162015000100105&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJECTIVES: Muscle injury due to crushing (muscle compression injury) is associated with systemic manifestations known as crush syndrome. A systemic inflammatory reaction may also be triggered by isolated muscle injury. The aim of this study was to investigate the plasma levels of interleukins (IL) 1, 6 and 10 and tumor necrosis factor alpha (TNF-α), which are markers for possible systemic inflammatory reactions, after isolated muscle injury resulting from lower-limb compression in rats. METHODS: Male Wistar rats were subjected to 1 h of compression of their lower limbs by means of a rubber band. The plasma levels of IL 1, 6 and 10 and TNF-α were measured 1, 2 and 4 h after the rats were released from compression. RESULTS: The plasma levels of IL 10 decreased in relation to those of the other groups, with a statistically significant difference (p &lt; 0.05). The method used did not detect the presence of IL 1, IL 6 or TNF-α. CONCLUSION: Our results demonstrated that the changes in plasma levels of IL 10 that were found may have been a sign of the presence of circulating interleukins in this model of lower-limb compression in rats. <hr/> OBJETIVOS: a lesão muscular por esmagamento (lesão por compressão muscular) está associada a manifestações sistêmicas conhecidas como síndrome do esmagamento. A reação inflamatória sistêmica pode também ser desencadeada pela lesão muscular isolada. O objetivo deste estudo foi investigar os níveis plasmáticos de interleucinas (IL) 1, 6, 10 e TNF-α, marcadores de uma possível reação inflamatória sistêmica, após a lesão muscular isolada resultante da compressão de membros inferiores de ratos. MÉTODOS: ratos Wistar machos foram submetidos a uma hora de compressão dos membros inferiores por uma faixa de borracha. Os níveis plasmáticos de IL 1, 6, 10 e TNF-α foram medidos uma, duas e quatro horas após a liberação da compressão. RESULTADOS: os níveis plasmáticos de IL 10 diminuíram quando comparados com outros grupos com diferença estatisticamente significante (p &lt; 0,05). Não houve detecção, pelo método, da presença de IL 1, 6 e TNF-α. CONCLUSÃO: nossos resultados demonstraram que as alterações dos níveis plasmáticos de IL 10 encontradas podem ser um sinal da presença de interleucinas circulantes nesse modelo de compressão de membros inferiores de ratos. <![CDATA[Lesão da artéria axilar secundária a fratura do terço proximal de úmero: relato de caso ]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162015000100110&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Lesions of the axillary artery are rare in patients with fracturing of the proximal third of the humerus and may have greatly varying clinical manifestations. They are responsible for 15% and 20% of upper-limb artery injuries and the commonest mechanism is a fall to the ground, which accounts for 79% of such injuries. In some cases, the signs only appear later on. It is important to bear this association in mind, so as to make an early diagnosis and avoid serious complications. We report on a case of traumatic injury of the axillary artery secondary to fracturing of the proximal third of the humerus in an 84-year-old patient, with late evolution of clinical signs of ischemia in the limb affected. The aim here was to discuss the diagnostic difficulties and treatment.<hr/>As lesões da artéria axilar são raras em pacientes com fraturas do terço proximal do úmero e podem ter manifestações clínicas bastante variadas. São responsáveis por 15% a 20% das lesões arteriais dos membros superiores e o mecanismo mais comum é a queda ao solo, que representa 79% dos traumas. Em alguns casos os sinais só aparecem tardiamente. É importante lembrar essa associação, a fim de diagnosticá-la precocemente e evitar complicações graves. Relatamos um caso de lesão traumática da artéria axilar secundária à fratura do terço proximal do úmero em uma paciente de 84 anos, com evolução tardia dos sinais clínicos de isquemia do membro acometido. O objetivo é discutir as dificuldades do diagnóstico e do tratamento. <![CDATA[Luxação espontânea do polietileno após artroplastia de revisão de joelho: relato de caso ]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162015000100114&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Dislocation of the polyethylene component in knee arthroplasty is a rare complication. The main triggering factor is failure of the locking mechanism, which may result from technical errors of insertion, trauma or even implant failure. Here, a case of dislocation of the polyethylene component from the tibial base, nine years after revision arthroplasty, is reported. It is believed that this is the first such case reported in the Brazilian literature.<hr/>A luxação do polietileno em artroplastia do joelho é uma complicação rara. O principal fator desencadeante é a falha no mecanismo de travamento, que pode ser decorrente de erros técnicos na inserção, do trauma ou ainda de falha do implante. Os autores relatam caso de luxação do polietileno a partir da base tibial, nove anos após artroplastia de revisão. Acredita-se que seja o primeiro caso relatado na literatura nacional. <![CDATA[Tumoração na gordura infrapatelar de Hoffa - Relato de caso ]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162015000100117&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Although tumors or pseudotumoral lesions are rare in the infrapatellar fat, they may affect it. Osteochondroma is the commonest benign bone tumor. However, extraskeletal presentations are rare. There are three extraskeletal variants of osteochondroma: synovial chondromatosis, para-articular chondroma and soft-tissue chondroma. We present a case of a single intra-articular lesion in the area of Hoffa's fat, in a 78-year-old female patient with a complaint of progressive knee pain associated with severe arthrosis. From the clinical and radiological findings, the diagnosis was para-articular osteochondroma. However, the histopathological findings, after excision of the lesion, showed that this was synovial chondromatosis secondary to osteoarthrosis.<hr/>Tumores ou lesões pseudotumorais, apesar de raros, podem acometer a gordura infrapatelar. O osteocondroma é o tumor ósseo benigno mais comum. Entretanto, sua apresentação extraesquelética é rara. Três são as variantes do osteocondroma extraesquelético: a condromatose sinovial, o condroma para-articular e o condroma de partes moles. Apresentamos um caso de lesão intra-articular única na topografia da gordura de Hoffa em uma paciente feminina de 78 anos com queixa de dor progressiva em joelho associada a artrose grave. Pelos achados clínicos e radiológicos o diagnóstico foi de osteocondroma para-articular. Entretanto, os achados histopatológicos - após exérese da lesão - evidenciaram condromatose sinovial secundária a osteoartrose.