Scielo RSS <![CDATA[Revista Brasileira de Ortopedia]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0102-361620170001&lang=pt vol. 52 num. 1 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[SBOT e o relacionamento]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162017000100001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[Potencial regenerativo do tecido cartilaginoso por células-tronco mesenquimais: atualização, limitações e desafios]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162017000100002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Advances in the studies with adult mesenchymal stem cells (MSCs) have turned tissue regenerative therapy into a promising tool in many areas of medicine. In orthopedics, one of the main challenges has been the regeneration of cartilage tissue, mainly in diarthroses. In the induction of the MSCs, in addition to cytodifferentiation, the microenvironmental context of the tissue to be regenerated and an appropriate spatial arrangement are extremely important factors. Furthermore, it is known that MSC differentiation is fundamentally determined by mechanisms such as cell proliferation (mitosis), biochemical-molecular interactions, movement, cell adhesion, and apoptosis. Although the use of MSCs for cartilage regeneration remains at a research level, there are important questions to be resolved in order to make this therapy efficient and safe. It is known, for instance, that the expansion of chondrocytes in cultivation, needed to increase the number of cells, could end up producing fibrocartilage instead of hyaline cartilage. However, the latest results are promising. In 2014, the first stage I/II clinical trial to evaluate the efficacy and safety of the intra-articular injection of MSCs in femorotibial cartilage regeneration was published, indicating a decrease in injured areas. One issue to be explored is how many modifications in the articulate inflammatory environment could induce differentiation of MSCs already allocated in that region. Such issue arose from studies that suggested that the suppression of the inflammation may increase the efficiency of tissue regeneration. Considering the complexity of the events related to the chondrogenesis and cartilage repair, it can be concluded that the road ahead is still long, and that further studies are needed.<hr/>RESUMO Os avanços nos estudos com células-tronco mesenquimais (CTMs) adultas tornou a terapia regenerativa tecidual uma ferramenta promissora em diversas áreas da medicina. Na ortopedia, um dos principais desafios tem sido a regeneração do tecido cartilaginoso, sobretudo em diartroses. Na indução de CTMs, além da citodiferenciação, o contexto microambiental do tecido a ser regenerado, bem como uma disposição espacial adequada, são fatores de extrema importância. Além disso, sabe-se que a diferenciação das CTMs é basicamente determinada por mecanismos como proliferação celular (mitose), interações bioquímico-moleculares, movimento, adesão celular e apoptose. Apesar de o uso de CTMs para a regeneração da cartilagem estar ainda em âmbito de pesquisa, existem questões importantes a serem resolvidas para tornar essa terapêutica eficaz e segura. Sabe-se, por exemplo, que a expansão de condrócitos em cultura, necessária para aumentar o número de células, pode produzir fibrocartilagem, e não cartilagem hialina. No entanto, os últimos resultados são promissores. Em 2014, foi publicado o primeiro ensaio clínico fase I/II para avaliar a eficácia e a segurança da injeção intra-articular de CTMs na regeneração de cartilagem femorotibial e houve uma diminuição das áreas lesadas. Uma questão a ser explorada é o quanto modificações no próprio ambiente inflamatório articular poderiam induzir a diferenciação de CTMs já alocadas naquela região. Tal incógnita parte do princípio de estudos que sugerem que a supressão da inflamação articular aumentaria, potencialmente, a eficiência da regeneração tecidual. Considerando a complexidade dos eventos relacionados à condrogênese e ao reparo da cartilagem, conclui-se que o caminho ainda é longo, são necessárias pesquisas complementares. <![CDATA[Reabilitação nas lesões musculares dos isquiotibiais: revisão da literatura]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162017000100011&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Hamstring injuries are among the most frequent in sports. The high relapse rate is a challenge for sports medicine and has a great impact on athletes and sport teams. The treatment goal is to provide the athlete the same functional level as before the injury. Thus, functional rehabilitation is very important to the success of the treatment. Currently, several physical therapy modalities are used, according to the stage of the lesion, such as cryotherapy, laser therapy, therapeutic ultrasound, therapeutic exercise, and manual therapy. However, the evidence of the effectiveness of these modalities in muscle injuries is not fully established due to the little scientific research on the topic. This article presents an overview of the physiotherapy approach in the rehabilitation of hamstring muscle injuries.<hr/>RESUMO As lesões dos isquiotibiais estão entre as mais frequentes do esporte. A alta taxa de recidivas representa um desafio para a medicina esportiva e apresenta grande impacto para atletas e clubes esportivos. O objetivo do tratamento é proporcionar ao atleta o mesmo nível funcional anterior à lesão. Dessa forma, a reabilitação funcional é muito importante para o sucesso do tratamento. Atualmente, usam-se várias modalidades fisioterápicas de acordo com o estágio da lesão: crioterapia, laserterapia, ultrassom terapêutico, terapia manual e cinesioterapia. Entretanto, as evidências da eficácia dessas modalidades nas lesões musculares ainda não estão completamente estabelecidas, devido à baixa investigação científica sobre o tema. O presente artigo apresenta uma revisão sobre a abordagem fisioterápica na reabilitação das lesões musculares de isquiotibiais. <![CDATA[Mortalidade em um ano de pacientes idosos com fratura do quadril tratados cirurgicamente num hospital do Sul do Brasil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162017000100017&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT OBJECTIVE: To analyze the mortality rate at one-year follow-up of patients with hip fracture who underwent surgery at the university hospital of this institution. METHOD: The authors reviewed 213 medical records of hospitalized patients aged 65 years or older, following to the order they were admitted to the orthopedics and traumatology service from January 2012 to August 2013. RESULTS: One-year mortality rate was 23.6%. Mortality was higher among women, with a 3:1 ratio. Anemia (p = 0.000) and dementia (p = 0.041) were significantly associated with the death group. Patients who remained hospitalized for less than 15 days and who were discharged within seven days after surgery showed increased survival. CONCLUSION: In the present sample of patients with hip fracture who underwent surgery, one-year mortality rate was 23.6%, and the main comorbidities associated with this outcome were anemia and dementia.<hr/>RESUMO OBJETIVO: Analisar a mortalidade, em um ano de seguimento, de pacientes com fratura da extremidade proximal do fêmur submetidos a procedimento cirúrgico no hospital universitário da nossa instituição. MÉTODO: Foram revisados 213 prontuários de pacientes internados com 65 anos ou mais, conforme a ordem de admissão no Serviço de Ortopedia e Traumatologia de janeiro de 2012 a agosto de 2013. RESULTADOS: A taxa de mortalidade em um ano foi de 23,6%. A mortalidade foi maior em mulheres, numa proporção 3:1. Anemia (p = 0,000) e demência (p = 0,041) estiveram significativamente associadas ao grupo óbito. Pacientes que permaneceram internados por até 15 dias e os que tiveram alta hospitalar em até sete dias após a cirurgia apresentaram um aumento na sobrevida. CONCLUSÃO: Em nossa amostra de pacientes com fratura de fêmur submetidos a procedimento cirúrgico, a taxa de mortalidade foi de 23,6%; as principais comorbidades associadas a esse desfecho foram anemia e demência. <![CDATA[Estudo comparativo entre decúbito lateral e mesa de tração para tratamento de fraturas pertrocantéricas com hastes cefalomedulares]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162017000100024&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT OBJECTIVE: To perform a retrospective radiographic assessment of the reduction and implant position in the femoral head in patients with pertrochanteric fractures treated with cephalomedullary nailing in the lateral position versus traction table. METHODS: Radiographs of patients with pertrochanteric fracture of the femur treated with cephalomedullary nailing in the lateral position and traction table were retrospectively evaluated. For the evaluation we used the anteroposterior radiographic view of the pelvis and the lateral view of the affected side. The cervicodiaphyseal angle, the tip-apex distance (TAD), and the spatial position of the cephalic component in the head were measured. Two patient groups were created, one group operated on the traction table and another group operated in the lateral position. RESULTS: Regarding the cervicodiaphyseal angle observed in the traction table group, the results of 11 patients (61.1%) were outside the acceptable parameters proposed in the present study. Both groups were equivalent regarding TAD and the position of the cephalic component in the head. CONCLUSION: A difference in the cervicodiaphyseal angle was observed; the group operated on the traction table had 11 patients (61.1%) whose measurements were outside the acceptable parameters.<hr/>RESUMO OBJETIVO: Fazer uma avaliação comparativa radiográfica retrospectiva da redução e posição do implante na cabeça femoral em pacientes com fraturas pertrocantéricas tratados com haste cefalomedular em decúbito lateral ou em mesa de tração. MÉTODOS: Foram avaliadas retrospectivamente radiografias de pacientes com diagnóstico de fratura pertrocantérica do fêmur tratados com haste cefalomedular em decúbito lateral ou em mesa de tração. Para avaliação radiográfica ambulatorial usamos as incidências anteroposterior da pelve e o perfil do lado afetado. Aferimos o ângulo cervicodiafisário, a tip-apex distance (TAD) e a posição espacial do elemento cefálico na cabeça. Foram criados dois grupos de pacientes, um operado na mesa de tração e outro em decúbito lateral. RESULTADOS: Com relaçao ao ângulo cervicodiafisário, observamos no grupo da mesa de tração 11 pacientes (61,1%) fora dos parâmetros aceitáveis propostos em nosso trabalho. Para a TAD e a posição do elemento cefálico na cabeça, os dois grupos se mostraram equivalentes. CONCLUSÃO: Observamos diferença com relação ao ângulo cervicodiafisário, no qual o grupo operado em mesa de tração apresentou 11 pacientes (61,1%) fora dos parâmetros aceitáveis. <![CDATA[Tratamento cirúrgico das fraturas intra-articulares do calcâneo: comparação dos resultados entre placa reta e placa própria para calcâneo]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162017000100029&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT OBJECTIVE: To evaluate the clinical results of surgical treatment of intraarticular fractures of the calcaneus, comparing the use of calcaneal plate and flat plate. METHODS: This was a retrospective study assessing the postoperative results of 25 patients between 2013 and 2015. Patients undergoing surgical treatment of intraarticular fractures of the calcaneus without concomitant surgical lesions were included. Patients who did not complete appropriate follow-up after surgery were excluded from the study. RESULTS: The unavailability of calcaneal plates at resource-limited settings, associated with the availability and lower cost of flat plates, may have been a confounding factor in the present study. However, there was no statistical difference between the outcomes of fractures treated with calcaneal plates or flat plates. CONCLUSION: Statistical inference shows that, when calcaneal plates are not available, it is possible to use flat plates with similar clinical outcomes.<hr/>RESUMO OBJETIVO: Avaliar os resultados clínicos do tratamento cirúrgico das fraturas intra-articulares do calcâneo (TCFIAC) e comparar o uso de placa própria para calcâneo (PPC) e placa reta (PR) . MÉTODOS: Estudo retrospectivo que avaliou o resultado pós-operatório de 25 pacientes entre 2013 e 2015. Foram incluídos pacientes submetidos ao TCFIAC e que não apresentavam lesões cirúrgicas concomitantes. Pacientes que não foram devidamente acompanhados no pós-operatório foram excluídos da análise. RESULTADOS: A indisponibilidade da PPC em serviços com recursos limitados, associada à disponibilidade e ao menor custo da PR, pode ter sido fator de confusão no presente estudo. Contudo, não houve diferença estatística entre os resultados das fraturas tratadas com PPC ou PR. CONCLUSÃO: A inferência estatística permite concluir que, na ausência da PPC, é possível usar a PR com desfechos clínicos semelhantes. <![CDATA[Reprodutibilidade do escore radiográfico de consolidação das fraturas da tíbia (RUST)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162017000100035&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT OBJECTIVE: This study aimed to evaluate the inter- and intra observer reproducibility of the radiographic score of consolidation of the tibia shaft fractures. METHODS: Fifty-one sets of radiographs in anteroposterior (AP) and profile (P) of the tibial shaft treated with intramedullary nail were obtained. The analysis of X-rays was performed in two stages, with a 21-day interval between assessments by a group of nine evaluators. To evaluate the reproducibility of RUST score between the evaluators, the intra-class correlation coefficient (ICC) with a 95% confidence interval was used. ICC values range from +1, representing perfect agreement, to -1, complete disagreement. RESULTS: There was a significant correlation among all evaluators: ICC = 0.87 (95% CI 0.81 to 0.91). The intraobserver agreement proved to be substantial with ICC = 0.88 (95% CI 0.85 to 0.91) . CONCLUSION: This study confirms that the RUST scale shows a high degree of reliability and agreement.<hr/>RESUMO OBJETIVO: Avaliar a reprodutibilidade inter e intraobservador do escore radiográfico de consolidação das fraturas (RUST) da diáfise da tíbia. MÉTODOS: Foram obtidos 51 conjuntos de radiografias nas incidências anteroposterior (AP) e perfil (P) da diáfise da tíbia tratadas com haste intramedular. A análise das radiografias foi feita em dois momentos, com intervalo de 21 dias entre as avaliações, por nove avaliadores. Para avaliar a reprodutibilidade do escore RUST entre os avaliadores foi usado o coeficiente de correlação intraclasse (CCI) com intervalo de confiança de 95%. O valor do CCI varia de +1, que representa concordância perfeita, a -1, que corresponde a total discordância. RESULTADOS: Houve uma concordância significativa entre todos os avaliadores: CCI = 0,87 (IC 95% 0,81 a 0,91). A concordância intraobservador mostrou-se substancial, com CCI = 0,88 (IC 95% 0,85 a 0,91) . CONCLUSÃO: Este trabalho confirma que a escala RUST apresenta um elevado grau de confiabilidade e concordância. <![CDATA[Avaliação da ressonância magnética sem contraste como método para diagnóstico de lesões parciais do tendão da cabeça longa do bíceps]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162017000100040&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT OBJECTIVE: To evaluate the use of magnetic resonance imaging (MRI) without contrast as a diagnostic method of partial lesions of the long head of the biceps, using arthroscopic surgery as the gold standard. METHODS: We evaluated data from MRI and arthroscopic surgical findings of patients operated due to rotator cuff and SLAP injuries. MRI without contrast of at least 1.5 T, with a radiologist report, was used as a criterion for the detection of long head of the biceps injury. All cases were operated by the same surgeon at this hospital. RESULTS: This study evaluated data from 965 patients, 311 women (32%) and 654 men (68%), with a mean age of 45 years, who underwent arthroscopic surgery for rotator cuff and SLAP repair from September 2012 to September 2015. Overall, the sensitivity and specificity of MRI was 0.22 (CI: 0.17-0.26) and 0.98 (CI: 0.96-0.99), respectively. CONCLUSIONS: MRI has a low sensitivity and high specificity for detection of partial tears of the long head of the biceps tendon.<hr/>RESUMO OBJETIVO: Avaliar a ressonância magnética (RM) sem contraste como método diagnóstico da lesão parcial da cabeça longa do bíceps com o uso da cirurgia artroscópica como padrão ouro. MÉTODOS: Foram avaliados dados de RM e achados cirúrgicos artroscópicos de pacientes operados devido à lesão do manguito rotador e à lesão do alto do labrum de anterior para posterior (do inglês superior labral anterior to posterior SLAP). Foi usado como critério de detecção de lesão da cabeça longa do bíceps ressonância magnética sem contraste de no mínimo 1,5 Tesla, com laudo de radiologistas. Todos os casos foram operados por um único cirurgião em nosso hospital. RESULTADOS: O estudo avaliou dados de 965 pacientes, 311 mulheres (32%) e 654 homens (68%), com média de 45 anos, que se submeteram a cirurgia artroscópica para reparo do manguito rotador e da SLAP, entre setembro de 2012 e setembro de 2015. De forma geral, a sensibilidade e a especificidade da RM fora, de 0,22 (IC:0,17 a 0,26) e 0,98 (IC: 0,96 a 0,99), respectivamente. CONCLUSÕES: A RM tem baixa sensibilidade e alta especificidade para detecção de roturas parciais do tendão da cabeça longa do bíceps. <![CDATA[Tratamento cirúrgico artroscópico da epicondilite lateral recalcitrante - Série de 47 casos]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162017000100046&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT OBJECTIVE: To evaluate the results of patients undergoing arthroscopic surgical treatment of refractory lateral epicondylitis, identifying poor prognosis factors. METHODS: A retrospective study of 44 patients (47 elbows) who underwent arthroscopic debridement of the extensor carpi radialis brevis (ECRB) tendon to treat refractory lateral epicondylitis from February 2013 to February 2015, operated by a single surgeon at one center. Patients were assessed by DASH score, visual analog scale of pain (VAS), and ShortForm 36 (SF-36). The mean age at surgery was 44.4 years (32-60). The duration of symptoms prior to the surgery was approximately 2.02 years (range: 6 months to 10 years). Mean follow-up was 18.6 months (range of 6-31.9) . RESULTS: The mean postoperative DASH score was 25.9 points; mean VAS, 1.0 point at rest (all the patients with mild pain) and 3.0 points at activity, of which 31 (66%) cases presented mild pain, 10 (21%) moderate pain, and six (13%) severe pain; mean SF-36 score was 62.5. A moderate correlation was observed between duration of pain before surgery and the DASH score with the final functional outcome. No significant complications with the arthroscopic procedure were observed. CONCLUSIONS: Arthroscopic surgical treatment for recalcitrant lateral elbow epicondylitis presented good results, being effective and safe. The shorter the time of pain before surgery and the lower the preoperative DASH score, the better the prognosis.<hr/>RESUMO OBJETIVO: Avaliar os resultados dos pacientes submetidos a tratamento cirúrgico artroscópico da epicondilite lateral refratária a tratamento conservador e identificar fatores de pior prognóstico. MÉTODOS: Estudo retrospectivo de 44 pacientes (47 cotovelos) submetidos a desbridamento cirúrgico artroscópico do tendão extensor radial curto do carpo (ERCC) para tratamento de epicondilite lateral refratária a tratamento conservador de fevereiro de 2013 a fevereiro de 2015, operados por um único cirurgião em um único centro. Os pacientes foram avaliados pelo escore de DASH, pela classificação visual analógica de dor (EVA) e pelo Short-Form 36 (SF-36). A média de idade na cirurgia foi de 44,4 anos (32 a 60). O tempo de sintomas antes da cirurgia foi de 2,02 anos (variação de seis meses a 10 anos). O seguimento médio foi de 18,6 meses (variação de seis a 31,9) . RESULTADOS: A média dos escores pós-operatórios foi de 25,9 pontos no DASH; 1 ponto no EVA de repouso (todos os casos de dores leve) e 3 pontos na EVA em atividade, 31 (66%) casos de dores leves, 10 (21%) de moderadas e seis (13%) de intensas; SF-36 de 62,5. Observou-se uma correlação moderada entre o tempo de dor antes da cirurgia e a pontuação no escore de DASH com o resultado funcional final. Não foram observadas complicações significativas com o procedimento por via artroscópica. CONCLUSÕES: O tratamento cirúrgico artroscópico para epicondilite lateral recalcitrante do cotovelo apresenta bons resultados, é eficaz e seguro. Quanto menor o tempo de dor antes da cirurgia e quanto menor o DASH pré-operatório, melhor o prognóstico. <![CDATA[Avaliação biomecânica da fixação do tendão da cabeça longa do bíceps braquial por três técnicas: modelo em ovinos]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162017000100052&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT OBJECTIVE: To evaluate the biomechanical properties of the fixation of the long head of the biceps brachii into the humeral bone with suture anchors, interference screw, and soft tissue suture, comparing strength, highest traction load, and types of fixation failure. METHODS: Thirty fresh-frozen sheep shoulders were used, separated into three groups of ten for each technique. After fixation, the tendons were subjected to longitudinal continuous loading, obtaining load-to-failure (N) and displacement (mm). RESULTS: The mean load-to-failure for suture anchors was 95 ± 35.3 N, 152.7 ± 52.7 N for interference screw, and 104.7 ± 23.54 N for soft tissue technique. There was a statistically significant difference (p &lt; 0.05), with interference screw demonstrating higher load-to-failure than suture anchor fixation (p = 0.00307) and soft tissue (p = 0.00473). The strength of interference screw was also superior when compared with the other two methods (p = 0.0000127 and p = 0.00000295, respectively). There were no differences between suture anchors and soft tissue technique regarding load-to-failure (p = 0.9420) and strength (p = 0.141). CONCLUSION: Tenodesis of the long head of the biceps brachii with interference screw was stronger than the suture anchors and soft tissue techniques. The other two techniques did not differ between themselves.<hr/>RESUMO OBJETIVO: Avaliar biomecanicamente a fixação da cabeça longa do bíceps braquial no úmero com âncoras ósseas, parafuso de interferência e sutura em partes moles e comparar resistência, força máxima de tração e tipos de falha na fixação. MÉTODOS: Foram usados 30 ombros de ovinos frescos, divididos em três grupos de dez para cada técnica. Após fixação, os tendões foram submetidos a tração longitudinal contínua até falha do sistema e obtiveram-se força máxima de tração (N) e deslocamento (mm). RESULTADOS: A força máxima de tração foi em média 95 ± 35,3 N para âncoras ósseas, 152,7 ± 52,7 N para parafuso de interferência e 104,7 ± 23,54 N para partes moles. Houve diferença estatisticamente significativa (p &lt; 0,05): o parafuso de interferência demonstrou força máxima de tração superior às fixações com âncoras ósseas (p = 0,00307) e partes moles (p = 0,00473). A resistência com parafuso de interferência também foi superior à dos outros dois métodos (p = 0,0000127 e p = 0,0000029,5 respectivamente). Âncoras ósseas e partes moles não apresentaram diferenças, tanto para força máxima de tração (p = 0,9420) quanto para resistência (p = 0,141). CONCLUSÃO: A tenodese da cabeça longa do bíceps braquial com parafuso de interferência demonstra maior resistência quando comparada com as técnicas com âncoras ósseas e partes moles. As duas últimas técnicas não diferem. <![CDATA[Avaliação dos resultados do tratamento artroscópico da capsulite adesiva do ombro]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162017000100061&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT OBJECTIVE: To evaluate the results of arthroscopic releases performed in patients with adhesive capsulitis refractory to conservative treatment. METHODS: This was a retrospective study, conducted between 1996 and 2012, which included 56 shoulders (52 patients) that underwent surgery; 38 were female, and 28 had the dominant side affected. The mean age was 51 (29-73) years. The mean follow-up was 65 (12-168) months and the mean preoperative time was 8.9 (2-24) months. According to Zukermann's classification, 23 cases were considered primary and 33 secondary. With the patient in the lateral decubitus position, circumferential release of the joint capsule was performed: joint debridement; rotator interval opening; coracohumeral ligament release; anterior, posterior, inferior, and finally antero-inferior capsulotomy. A subscapularis tenotomy was performed when necessary. All patients underwent intense physical therapy in the immediate postoperative period. In 33 shoulders, an interscalene catheter was implanted for anesthetic infusion. Functional results were evaluated by the UCLA criteria. RESULTS: Improved range of motion was observed: mean increase of 45° of elevation, 41° of external rotation and eight vertebral levels of medial rotation. According to the UCLA score excellent results were obtained in 25 (45%) patients; good, in 24 (45%); fair, in two (3%); and poor, in two (7%). Patients who had undergone inferior capsulotomy achieved better results. Only 8.8% of patients who used the anesthetic infusion catheter underwent postoperative manipulation. Seven patients had complications. CONCLUSION: There was improvement in pain and range of motion. Inferior capsulotomy leads to better results. The use of the interscalene infusion catheter reduces the number of re-approaches.<hr/>RESUMO OBJETIVO: Avaliar os resultados das liberações artroscópicas feitas em pacientes com capsulite adesiva refratária ao tratamento conservador. MÉTODOS: Trabalho retrospectivo feito entre 1996 e 2012, com 56 ombros (52 pacientes) submetidos a cirurgia; 38 eram do sexo feminino e 28 tinham o lado dominante acometido. A média de idade foi de 51 (29-73) anos. O seguimento médio, de 65 (12-168) meses e o tempo médio de pré-operatório, de 8,9 (2-24) meses. Pela classificação de Zukermann, 23 casos foram considerados primários e 33 secundários. Com o paciente em decúbito lateral, fizemos a liberação circunferencial da cápsula articular: desbridamento articular, abertura do intervalo rotador, liberação do ligamento coracoumeral, capsulotomia anterior, posterior, inferior e finalmente, anteroinferior. A tenotomia do subescapular foi feita quando necessária. Todos foram submetidos a fisioterapia intensa no pós-operatório imediato. Em 33 ombros foi implantado o catéter interescalênico para infusão de anestésico. Os resultados funcionais foram avaliados pelos critérios do escore da University of California at Los Angeles (UCLA). RESULTADOS: Obtivemos melhoria do arco de movimento: aumento médio de 45° de elevação, 41° de rotação lateral e oito níveis vertebrais de rotação medial. Pelo escore da UCLA, tivemos 25 resultados excelentes (45%), 25 bons (45%), dois razoáveis (3%) e quatro ruins (7%). Os pacientes que fizeram capsulotomia inferior evoluíram melhor do que os que não fizeram. Apenas 8,8% dos pacientes que usaram cateter de infusão anestésico foram submetidos a manipulação no pós-operatório. Sete pacientes apresentaram complicações. CONCLUSÃO: Houve melhoria da dor e do arco de movimento. A capsulotomia inferior leva a melhores resultados. O uso do catéter interescalênico de infusão anestésica diminui o número de reabordagens. <![CDATA[Correlação entre a classificação radiográfica de Ahlbäck e o estado de conservação do ligamento cruzado anterior em gonartrose primária]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162017000100069&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT OBJECTIVE: To correlate the Ahlbäck radiographic classification with the anterior cruciate ligament (ACL) status in knee arthritis patients. METHODS: The study evaluated 89 knees of patients who underwent total knee arthroplasty due to primary osteoarthritis: 16 male and 69 females, with mean age 69.79 years (53-87 years). Osteoarthritis was classified radiographically by the Ahlbäck radiographic classification into five grades. The ACL was classified in the surgery as present or absent. The correlation of ACL status and Ahlbäck classification was assessed, as well as those of ACL status and the parameters age, gender, and tibiofemoral angulation (varus-valgus). RESULTS: In cases of varus knees, there was a correlation between grades I to III and ACL presence in 41/47 (86.7%) cases and between grades IV and V and ACL absence in 15/17 (88.2%) cases (p &lt; 0.0001). In valgus knees, no statistically significant correlation was observed between the ACL status and the Ahlbäck classification. In the present study, absence of the ACL was more common in men (9/17; 52%) than in women (19/72; 26%). CONCLUSION: In cases of medial osteoarthritis, the Ahlbäck radiographic classification is a useful parameter to predict ACL status (presence or absence). In gonarthritis in genu valgum, ACL status was not predicted by Ahlbäck's classification.<hr/>RESUMO OBJETIVO: Correlacionar a classificação radiográfica de Alhbäck com o estado de conservação do ligamento cruzado anterior (LCA). MÉTODOS: Avaliados 85 pacientes (89 joelhos) submetidos à artroplastia total de joelho por osteoartrose primária. Foram 16 homens e 69 mulheres com média de 69,79 anos (53 a 87). A osteoartrose foi subdividida em cinco graus de acordo com a classificação radiográfica de Ahlbäck. O LCA foi avaliado na cirurgia como presente ou ausente. Foi feita a correlação entre o estado do LCA e a classificação de Ahlbäck. Foi também analisada a correlação entre o estado do LCA e os parâmetros idade, sexo, angulação tibiofemoral (varo-valgo). RESULTADOS: Nos casos de joelho varo, foi observada uma correlação entre os graus I até III e a presença do LCA em 41/47 (86,7%) casos, bem como entre a ausência do LCA e os graus IV e V em 15/17 (88,2%) casos (p &lt; 0,0001). Por outro lado, nos casos de joelho valgo não houve relação estatisticamente significante entre a presença ou ausência do LCA e a classificação de Ahlbäck. Nesta série, foi observado que a ausência do LCA foi mais comum entre os homens 9/17 (52%) do que em mulheres 19/72 (26%). CONCLUSÕES: Nos casos de gonartrose do compartimento medial, a classificação de Ahlbäck é parâmetro confiável para prever a condição do LCA (presente ou ausente). Nos casos de gonartrose em genu valgo não se observou correlação entre a classificação de Ahlbäck e a condição do LCA. <![CDATA[Transplante osteocondral a fresco no joelho no Brasil: mínimo de dois anos de seguimento]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162017000100075&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT OBJECTIVE: The present study aimed to report the results of the first series of cases of fresh ostechondral allografts in the knee joint in Brazil with a minimum follow-up of two years. METHODS: A protocol of procurement, harvesting, processing, and utilization of fresh osteochondral allografts in the knee joint was established, beginning with legislation modifications, graft harvesting techniques, immediate processing, storage of fresh grafts, and utilization of two surgical techniques of osteochondral transplantation. Eight patients were treated and followed-up for a minimum of two years. RESULTS: Patients were evaluated with subjective IKDC, KOOS, and modified Merle D'Aubigne and Postel questionnaires. Mean subjective IKDC score was 31.99 ± 13.4 preoperative and 81.26 ± 14.7 at the latest follow-up; preoperative KOOS score was 46.8 ± 20.9 and postoperative was 85.24 ± 13.9, indicating a significant improvement over time (p &lt; 0.01). Mean modified Merle D'Aubigne-Postel score was 8.75 ± 2.25, preoperatively, and 16.1 ± 2.59 postoperatively. Friedman test for non-parametric samples demonstrated a significant improvement in postoperative scores (p &lt; 0.01). CONCLUSION: The use of fresh osteochondral allografts in Brazil is a safe procedure, with good clinical results in the short- and medium-term for the treatment of osteochondral lesions greater than 4 cm2 in the knee joint.<hr/>RESUMO OBJETIVO: Relatar os resultados dos primeiros casos de transplante osteocondral a fresco na articulação do joelho no Brasil com um mínimo de seguimento de dois anos. MÉTODOS: Foi feito um protocolo de captação, processamento e uso de transplantes osteocondrais a fresco na articulação do joelho. Iniciou-se com modificações na legislação vigente, técnicas de captação de enxertos, processamento imediato, armazenamento a fresco dos enxertos e uso de duas técnicas cirúrgicas de transplante osteocondral. Oito pacientes foram transplantados e acompanhados com mínimo de dois anos de seguimento. RESULTADOS: Os pacientes foram avaliados por meio dos questionários do International Knee Documentation Committee (IKDC) subjetivo, Knee Injury and Osteoarthritis Outcome Score (KOOS) e índice de Merle D'Aubigne e Postel modificado. A média da pontuação da escala IKDC subjetiva pré-operatória foi de 31,99 ± 13,4 e de 81,26 ± 14,7 no pós-operatório e da escala KOOS pré-operatória foi de 46,8 ± 20,9 e de 85,24 ± 13,9 no pós-operatório, com melhoria significativa ao longo do tempo (p &lt; 0,01). A média da pontuação pelo índice de Merle D'Aubigne e Postel modificado foi de 8,75 ± 2,25 no pré-operatório e de 16,1 ± 2,59 no pós-operatório. O resultado do teste de Friedman para amostras não paramétricas demonstrou melhoria significativa ao longo do tempo (p &lt; 0,01). CONCLUSÕES: O transplante osteocondral a fresco no Brasil é um procedimento seguro, com bons resultados clínicos em curto e médio prazo para o tratamento de lesões osteocondrais maiores do que 4 cm2 na articulação do joelho. <![CDATA[Alongamento ósseo femoral com fixador externo monoplanar associado a haste intramedular bloqueada]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162017000100082&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT OBJECTIVE: This study aimed to demonstrate that the lengthening technique of an external fixator associated with locked intramedullary nail is an efficient method that decreases the duration of the external fixation and improves the rehabilitation period. METHODS: From January of 2005 to May of 2014, 31 patients with mean lower limb discrepancy of 5.31 cm were treated. The etiologies of the deformity were femur fracture sequelae, infection, hip development dysplasia, polio, and congenital short femur. RESULTS: The mean duration of external fixation was 2.47 months (external fixation index of 16.15 days per cm). The mean time for bone healing was 6.66 months (consolidation index 43 days per cm). Initial mean knee range of motion was -1° to 100°, progressing to 0°-115° at the end of treatment. The complications observed were incomplete osteotomies, hip subluxation, broken fixator, decreased knee range of motion, and need for locking screw removal. CONCLUSION: Femur lengthening with a monoplanar external fixator associated with locked intramedullary nail allowed for a shorter period of external fixation use, better protection for the regenerated bone tissue, and early rehabilitation with possible complications.<hr/>RESUMO OBJETIVO: Demonstrar que a técnica de alongamento do fixador externo associado a haste intramedular bloqueada é eficaz e traz benefícios quanto ao tempo de uso do fixador e a melhoria na reabilitação. MÉTODO: Entre janeiro de 2005 e maio de 2014 foram tratados 31 pacientes com discrepância de membros inferiores com média de encurtamento de 5,31 cm. As etiologias da deformidade foram sequelas de fratura de fêmur, infecção, displasia de desenvolvimento do quadril, paralisia infantil e fêmur curto congênito. RESULTADOS: O tempo médio de fixação externa foi de 2,47 meses (índice de fixação externa de 16,15 dias por centímetro). O tempo médio necessário para consolidação óssea foi 6,66 meses (índice de consolidação 43 dias por centímetro). A amplitude de movimento do joelho média inicial era de -1 a 100 graus e no término do tratamento de 0 a 115 graus. As complicações observadas foram osteotomias incompletas, subluxação de quadril, quebra do fixador, limitação da amplitude do joelho e necessidade de retirada de material. CONCLUSÃO: A técnica de alongamento femoral com fixador externo monolateral sobre haste intramedular propicia um tempo menor de uso do fixador externo, melhor proteção do regenerado ósseo e reabilitação precoce, não isenta de complicações. <![CDATA[Osteotomia artroscópica de realinhamento subcapital no tratamento da epifisiólise proximal do fêmur crônica e estável: resultados precoces]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162017000100087&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT OBJECTIVE: This study aimed to evaluate the clinical and radiographic outcomes, as well as the complications of arthroscopic subcapital realignment osteotomy in chronic and stable slipped capital femoral epiphysis (SCFE). As indicated by the literature review, this is the first time this type of arthroscopic osteotomy was described. METHODS: Between June 2012 and December 2014, seven patients were submitted to arthroscopic subcapital realignment osteotomy in chronic and stable SCFE. The mean age was 11 years and 4 months, and the mean follow-up period was 16.5 months (6-36). Clinical results were evaluated using the Modified Harris Hip Score (MHHS), which was measured pre- and postoperatively. Radiographs were evaluated using the Southwick quantitative classification and the epiphysis-diaphysis angle (pre- and postoperatively). Complications were assessed. RESULTS: The mean preoperative MHHS was 35.8 points, and 97.5 points post-operatively (p &lt; 0.05). Radiographically, five patients were classified as Southwick classification grade II and two as grade III. The mean correction of the epiphysis-diaphysis angle was 40°. No immediate postoperatively complications were observed. One patient presented femoral head avascular necrosis, without collapse or chondrolysis at the most recent follow-up (22 months). CONCLUSION: The arthroscopic technique presented for subcapital realignment osteotomy in chronic and stable SCFE showed satisfactory clinical and radiographic outcomes in a 16.5 months follow-up period.<hr/>RESUMO OBJETIVO: Avaliar os resultados clínicos e radiográficos, bem como as complicações da osteotomia de realinhamento subcapital por via artroscópica para tratamento da epifisiólise proximal do fêmur (EPF) crônica e estável, relativos a uma série inicial de pacientes. Conforme análise da literatura, o estudo apresenta a primeira descrição de técnica artroscópica desse tipo de osteotomia. MÉTODOS: Entre junho de 2012 a dezembro de 2014, sete pacientes foram submetidos à osteotomia de realinhamento subcapital por via artroscópica para tratamento da EPF crônica e estável. A idade média dos pacientes foi de 11 anos e quatro meses. O seguimento mínimo foi de seis a 36 meses (média de 16,5 meses). Os pacientes foram avaliados clinicamente de acordo com o Harris Hip Score modificado por Byrd e radiograficamente conforme a classificação quantitativa de Southwick e o ângulo epifisio-diafisário. Complicações pós-operatórias foram analisadas. RESULTADOS: Com relação à avaliação do escore clínico Harris Hip Score Modificado por Byrd, observou-se média pré-operatória de 35,8 pontos e pós-operatória de 97,5 pontos (p &lt; 0,05). Radiograficamente, cinco pacientes foram classificados como grau II e dois como grau III de Southwick. Observou-se correção média do ângulo epifisio-diafisário de 40o. Não houve complicações pós-operatórias imediatas. Um paciente evoluiu com necrose avascular da cabeça femoral, sem colapso ou condrólise no último seguimento (22 meses) . CONCLUSÃO: A técnica artroscópica apresentada pelos autores para tratamento da EPF crônica e estável resultou em melhoria clínica e radiográfica dos pacientes nesta série inicial. <![CDATA[Avaliação do desempenho <strong><em>in vivo</em></strong> de pinos porosos de hidrogel para preenchimento de defeito osteocondral em coelhos]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162017000100095&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT OBJECTIVE: This experimental study aimed to evaluate the biological performance of poly (l-co-D, l-lactic acid)-co-trimetilene carbonate/poly (vinyl alcohol) (PLDLA-co TMC/PVA), hydrogel scaffolds, as an implant in the filling (and not in the repair) of osteochondral defects in New Zealand rabbits, assessing the influence of the material in tissue protection in vivo. METHODS: Twelve rabbits were divided into groups of nine and 16 weeks. In each animal, an osteochondral defect was created in both medial femoral condyles. In one knee, a hydrogel scaffold was implanted (pin group) and in the other, the defect was maintained (control group). A histological analysis of the material was performed after euthanasia. RESULTS: The condyles of the pin group showed no inflammatory reaction and were surrounded by a fibrous capsule. The control group presented higher bone growth in the areas of the defect, but with disorganized articular cartilage, evident fibrosis, bone exposure, atrophy, and proliferation of synovial membrane. CONCLUSION: The hydrogel pins are promising in filling osteochondral defects, generally do not cause inflammatory reactions, and are not effective in the repair of osteochondral defects.<hr/>RESUMO OBJETIVO: Trabalho experimental para avaliar o desempenho biológico de arcabouços de hidrogel poli (L-co-D, L ácido lático)-co-trimetileno carbonato/poli (álcool vinílico) (PLDLA-co-TMC/PVA) como implante no preenchimento, e não no reparo, de defeito osteocondral em coelhos Nova Zelândia e verificar a influência do material na proteção tecidual in vivo. MÉTODOS: Foram usados 12 coelhos divididos em grupos de nove e 16 semanas. Em cada animal foi criado um defeito osteocondral em ambos os côndilos femorais mediais, em um foi implantado um arcabouço de hidrogel (grupo pino) e no outro foi mantido o defeito (grupo controle). Após o sacrifício dos animais, foi feita análise histológica do material. RESULTADOS: Os côndilos do grupo pino não evidenciaram reação inflamatória e estavam rodeados por cápsula fibrosa. Já no grupo controle, uma maior proliferação óssea foi observada nas áreas do defeito, porém com cartilagem articular desorganizada, fibrose evidente, atrofia com exposição óssea e proliferação de membrana sinovial. CONCLUSÃO: Os pinos de hidrogel são promissores na função de preenchimento de defeitos osteocondrais, não ocasionam, de modo geral, reação inflamatória e não são eficazes no reparo de defeitos osteocondrais. <![CDATA[Sutura elástica no fechamento de fasciotomia para tratamento de síndrome compartimental associada à fratura da tíbia]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162017000100103&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT This article reports the use of elastic suture as an adjuvant in surgical wound closure caused by decompressive fasciotomy after compartment syndrome associated with a compound fracture of the tibia. Widely used in other medico-surgical specialties, this technique is unusual in orthopedics surgery, but the simplicity of the procedure and the successful outcome observed in this case allows for its consideration as indicated for situations similar to that presented in this study.<hr/>RESUMO Relata-se neste trabalho o uso da sutura elástica como adjuvante no fechamento de ferida cirúrgica provocada por fasciotomia descompressiva após síndrome do compartimento associada a fratura exposta de tíbia. Muito usada em outras especialidades médico-cirúrgicas, a técnica não é habitual em ortopedia; entretanto, a simplicidade do procedimento e o resultado satisfatório observado neste caso permite reputá-la como indicada para situações similares à apresentada neste trabalho. <![CDATA[Reparo de ruptura bilateral simultânea do bíceps distal: relato de caso]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162017000100107&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Simultaneous bilateral rupture of the distal biceps tendon is a rare clinical entity, seldom reported in the literature and with unclear therapeutic setting. The authors report the case of a 39-year-old white man who suffered a simultaneous bilateral rupture while working out. When weightlifting with elbows at 90° of flexion, he suddenly felt pain on the anterior aspect of the arms, coming for evaluation after two days. He presented bulging contour of the biceps muscle belly and ecchymosis in the antecubital fossa, extending distally to the medial aspect of the forearm, as well as a marked decrease of supination strength and pain in active elbow flexion. MRI confirmed the rupture with retraction of the distal biceps bilaterally. The authors opted for performing the tendon repairs simultaneously through the double incision technique and fixation to the bicipital tuberosity with anchors. The patient progressed quite well, with full return to labor and sports activities, being satisfied with the result after two years of surgery. In the literature search, few reports of simultaneous bilateral rupture of the distal biceps were retrieved, with only one treated in the acute phase of injury. Therefore, the authors consider this procedure to be a good option to solve this complex condition.<hr/>RESUMO A ruptura bilateral simultânea dos tendões distais do bíceps é uma entidade rara, pouco relatada na literatura e com definição terapêutica pouco clara. Relatamos o caso de um homem branco de 39 anos que sofreu ruptura bilateral simultânea durante treino de academia em que ao pegar peso com os cotovelos em flexão de 90° sentiu dor súbita na face anterior dos braços e compareceu para avaliação após dois dias. Apresentava abaulamento do contorno do ventre muscular do bíceps braquial e equimose na região da fossa antecubital que se estendia distalmente para a face medial do antebraço, além de grande diminuição da força de supinação e dor à flexão ativa do cotovelo. Ressonância nuclear magnética (RNM) confirmou a ruptura com retração do bíceps distal, bilateralmente. Optou-se pelo reparo das lesões simultaneamente com a técnica de dupla incisão e fixação do tendão à tuberosidade bicipital com âncoras. O paciente evoluiu de forma bastante satisfatória, com retorno completo às atividades laborais e esportivas, está bastante satisfeito com o resultado após dois anos da cirurgia. Na pesquisa da literatura, foram achados muito poucos casos descritos de ruptura bilateral simultânea do bíceps distal. Desses, somente um foi tratado na fase aguda da lesão. Portanto, os autores consideram o procedimento descrito como uma boa opção para a resolução dessa complexa condição. <![CDATA[Rupturas bilaterais simultâneas dos tendões patelares]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162017000100111&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Bilateral patellar tendon rupture is a rare entity, often associated with systemic diseases and patellar tendinopathy. The authors report a rare case of a 34-year-old man with simultaneous bilateral rupture of the patellar tendon caused by minor trauma. The patient is a retired basketball player with no past complaints of chronic knee pain and a history of steroid use. Surgical management consisted in primary end-to-end tendon repair protected temporarily with cerclage wiring, followed by a short immobilization period and intensive rehabilitation program. Five months after surgery, the patient was able to fully participate in sport activities.<hr/>RESUMO As rupturas bilaterais dos tendões patelares são uma entidade rara, muitas vezes associadas com doenças sistêmicas e tendinopatia patelar. Apresentamos um caso raro de um homem de 34 anos com rotura bilateral simultânea dos tendões patelares causada por trauma leve. O paciente é um jogador de basquetebol aposentado, sem queixas de dor crônica do joelho e com história de consumo de esteroides. O tratamento cirúrgico consistiu na reparação tendinosa primária de ponta a ponta, protegida temporariamente com banda de cerclage, seguida de curto tempo de imobilização e programa intensivo de reabilitação. Aos cinco meses após a cirurgia, o paciente era capaz de participar sem restrições de atividades desportivas. <![CDATA[Modificação da incidência radiográfica axilar para o ombro: uma nova posição]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162017000100115&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Obtaining axillary radiographs of the shoulder in acute trauma is not always feasible. The authors present a new modification of this radiographic view, in order to assess the anatomic relationship between the humeral head and the glenoid cavity. The incidence is performed with the patient sitting on X-ray table, with the affected limb supported thereon. The authors describe the case of a 28-year-old male who suffered an anterior glenohumeral dislocation that was clearly evidenced by this modified radiograph. The concentric relationship between the humeral head and the glenoid cavity was also easily confirmed by obtaining such radiograph after the reduction maneuver.<hr/>RESUMO A obtenção de radiografias em perfil axilar do ombro em situação de trauma agudo nem sempre é tarefa fácil. Os autores apresentam uma modificação inédita dessa incidência radiográfica, com o objetivo de avaliar a relação anatômica da cabeça umeral com a cavidade glenoide. A incidência é medida com o paciente sentado sobre a mesa de exames de raios X, com o membro acometido apoiado sobre ela. Os autores descrevem o caso de um paciente de 28 anos que sofreu um episódio de luxação glenoumeral anterior que foi claramente evidenciada pela radiografia modificada. A relação de concentricidade entre a cabeça umeral e a cavidade glenoide foi facilmente confirmada pela obtenção da referida incidência radiográfica obtida após a manobra de redução. <![CDATA[Osteotomia de ressecção para aplainamento do calcâneo após retalho microcirúrgico: nota técnica]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162017000100119&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT An open fracture of the calcaneus with loss of substance is a challenging injury and requires specialized care, involves high costs, and demands attention despite its lower incidence. The main complications are osteomyelitis, pressure ulcers, and fistulas, as well as pain conditions in the lateral, medial, and plantar regions. This is due to the wide loss of tissue and the change in anatomical conformation of the calcaneus in some cases. However, in cases of flattening of the calcaneus bone, these complications may be prevented or treated successfully. This technical note describes the resection osteotomy technique for calcaneus flattening to prevent and treat complications after micro-surgical flap in cases of open fracture or loss of substance.<hr/>RESUMO A fratura exposta do calcâneo com perda de substância é uma lesão desafiadora, demanda cuidados especializados, envolve elevados custos e exige atenção, apesar de sua menor incidência. As principais complicações são osteomielite, úlceras de pressão, fistulas, além de quadros álgicos nas regiões lateral, medial e plantar. Essa relação se deve à grande perda de tecido e à mudança da conformação anatômica do calcâneo em alguns casos. Porém, quando ocorre uma modelação do formato ósseo do calcâneo com seu aplainamento, essas complicações podem ser prevenidas ou tratadas com sucesso. O objetivo desta nota técnica é descrever a técnica de osteotomia de ressecção para aplainamento do calcâneo na prevenção e no tratamento de complicações após retalho microcirúrgico em casos de fratura exposta ou perda de substância.