Scielo RSS <![CDATA[Revista Brasileira de Ortopedia]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0102-361620120002&lang=pt vol. 47 num. 2 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<b>Dos ortopedistas e pilotos</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162012000200001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<b>Novas superfícies em artroplastia total do quadril</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162012000200002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A artroplastia total do quadril tem sido indicada cada vez mais em pacientes mais jovens e ativos, além de haver uma natural e crescente demanda do procedimento em função do aumento da expectativa de vida dos pacientes. Os altos custos da cirurgia e as controvérsias da performance dos implantes fazem deste assunto objeto de constantes pesquisas na busca de novos materiais com melhores resistências ao desgaste e biocompatibilidade. O presente artigo abrange um estudo de revisão das novas superfícies em artroplastia total do quadril.<hr/>Total hip arthroplasty is being increasingly indicated for younger and more active patients, in addition to a naturally growing demand for the procedure because of increasing life expectancy among patients. The high costs of this surgery and the controversies regarding implant performance have made this topic the subject of constant research, seeking new materials with better resistance to wear and better biocompatibility. The present article provides a review of new surfaces in total hip arthroplasty. <![CDATA[<b>Viscosuplementação</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162012000200003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Com o envelhecimento da população mundial, aumenta a cada dia a prevalência das doenças relacionadas à idade, com destaque para a osteoartrite, forma mais comum de doença articular e que, além da alta prevalência, relaciona-se a altos custos médicos e sociais. Dentre as modalidades de tratamento, a viscosuplementação, injeção intra-articular de derivados do ácido hialurônico, vem ganhando cada vez mais destaque. Trata-se de um polissacarídeo de alto peso molecular que possui, além das funções mecânicas de distribuição de peso e lubrificação, propriedades anti-inflamatórias e ação físico-química sobre diversos aspectos da articulação, sendo que tais efeitos são diretamente proporcionais ao peso molecular, concentração e presença de ligações cruzadas da droga utilizada. A viscosuplementação é procedimento simples e pode ser realizada ambulatorialmente. Traz benefício para dor e função, e também altera favoravelmente o curso da doença, melhorando quantitativamente e qualitativamente a cartilagem articular. Apresenta bom perfil de segurança e favorável relação custo-efetividade, sendo indicada tanto para osteoartrite quanto após um procedimento de artroscopia.<hr/>With the aging of the world's population, the prevalence of agerelated diseases is continually increasing, especially osteoarthritis, the most common form of joint disease. In addition to its high prevalence, osteoarthritis has been correlated with high medical and social costs. Among the treatment methods, viscosupplementation (intra-articular injection of hyaluronic acid derivatives) has been gaining more prominence. The substances used are high molecular weight polysaccharides that, in addition to mechanical functions of weight distribution and joint lubrication, have anti-inflammatory properties and physical-chemical action on a variety of joint characteristics. These effects are directly proportional to the molecular weight and concentration of the drug used and any cross-links that may be present in the drug. Viscosupplementation is a simple procedure and can be performed in outpatient clinics. It provides benefits regarding pain and function, and also favorably alters the course of the disease, through quantitatively and qualitatively improving the joint cartilage. It has a good safety profile and favorable costeffectiveness relationship, and is indicated both for osteoarthritis cases and after an arthroscopic procedure. <![CDATA[<b>Osteossíntese</b><b> da fratura do colo femoral</b>: <b>dois ou três parafusos?</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162012000200004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVOS: Avaliar a eficácia da osteossíntese de fraturas do colo femoral com dois em vez de três parafusos. MÉTODOS: Avaliadas, retrospectivamente, 39 fraturas, divididas em grupos nos quais foram utilizados dois (n = 28) parafusos paralelos e três parafusos (n = 11) na configuração de triângulo invertido segundo a técnica AO. Os pacientes foram acompanhados até o desfecho: consolidação ou falha. RESULTADOS: No grupo em que se utilizou dois parafusos, observamos consolidação em 23 das 28 fraturas (82%). No grupo de três parafusos observou-se consolidação em seis das 11 fraturas (55%). Não houve diferença estatística entre os valores obtidos. CONCLUSÃO: Não houve diferença no prognóstico dessas fraturas quando tratadas com dois parafusos paralelos ou três parafusos em triângulo invertido segundo a técnica AO-ASIF. Mais estudos são necessários para estabelecer conclusão definitiva.<hr/>OBJECTIVES: To evaluate the efficacy of osteosynthesis on femoral neck fractures using two instead of three screws. METHODS: Thirtynine fractures were retrospectively evaluated, divided into groups in which two screws were used in parallel (n = 28) or three screws (n =11) in an inverted triangle configuration (in accordance with the AO technique). The patients were then followed up until reaching the outcome of either consolidation or failure. RESULTS: In the group in which two screws were used, consolidation was observed in 23 of the 28 fractures (82%). In the group in which three screws were used, consolidation was observed in 6 of the 11 fractures (55%). There was no statistically significant difference between these percentages. CONCLUSION: There was no difference in the prognosis for these fractures when treated using two screws in parallel or three screws in an inverted triangle in accordance with the AO technique. Further studies are needed in order to establish a definitive conclusion. <![CDATA[<b>Estudo anatômico da via de acesso suprapatelar lateral para a haste intramedular bloqueada na fratura da tíbia</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162012000200005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: A haste intramedular (HIM) é o padrão ouro no tratamento das fraturas diafisárias da tíbia. Uma das complicações frequentes é a dor no joelho após o procedimento. MÉTODOS: Vias alternativas, como a suprapatelar para a introdução da haste como opção para evitar a dor no joelho no período pós-operatório tardio, têm sido estudadas. A questão é se nesta nova via ocorre alguma lesão às estruturas intra-articulares do joelho. RESULTADOS: Este estudo analisa a via suprapatelar e o risco para as estruturas adjacentes através da sua reprodução em 10 joelhos de cinco cadáveres. CONCLUSÃO: Foi visto facilidade para a localização do ponto de entrada por esta via, lesando apenas a gordura de Hoffa. Em três dos nossos casos houve lesão da superfície condral, sendo um obstáculo de difícil transposição e indicando necessidade de fabricação de material específico para minimizar a lesão das estruturas intra-articulares por essa via.<hr/>OBJECTIVE: Intramedullary nails are the gold standard for treating tibial shaft fractures. Knee pain is a frequent complication after the procedure. Alternative routes such as the suprapatellar approach for nail insertion are seen as an option for avoiding late postoperative knee pain. The question is whether this approach might give rise to any injury to intra-articular structures of the knee. METHODS: This study analyzed the suprapatellar approach and the risk to adjacent structures by reproducing it in 10 knees of five cadavers. RESULTS: This approach was seen to make it easy to locate the entry point, with lesions only occurring in the Hoffa fat. In three of our cases, there were lesions of the chondral surface, which is an obstacle that is difficult to overcome. CONCLUSION: There is a need to develop specific material to minimize injury to intra-articular structures when using this route. <![CDATA[<b>Osteotomias do rádio distal com uso de placa volar de ângulo fixo</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162012000200006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: A consolidação viciosa do rádio distal, por sequela de fratura, pode causar incapacidade funcional, levando o paciente a apresentar dor, perda de força e diminuição da mobilidade. Baseando-se nos excelentes resultados obtidos com o tratamento cirúrgico das fraturas instáveis do rádio distal com a utilização de abordagem volar e o uso de fixação rígida com a placa volar de ângulo fixo, começamos a utilizar o mesmo método para as osteotomias do rádio distal. MÉTODO: Foi realizada uma revisão retrospectiva e encontrou-se 20 pacientes, no período de fevereiro de 2002 a outubro 2009. O tempo de acompanhamento médio foi de 43,9 meses (variando de 12-96 meses). A indicação cirúrgica foi de dor persistente, deformidade e limitação funcional após fratura de deslocamento dorsal. RESULTADOS: A deformidade média pré-operatória foi de 27º de inclinação dorsal do rádio distal, 87º de angulação ulnar e 7,3 milímetros de encurtamento do rádio. Todas as osteotomias consolidaram e a média final de angulação volar do rádio distal foi de 6,2º, com 69,3º de angulação ulnar e um milímetro de encurtamento. A mobilidade média do punho aumentou em 19,9º na flexão e em 24º na extensão. No antebraço, a supinação média aumentou em 23,5º e em 21,7º na pronação. A força do punho aumentou de 13,4 para 34,5 libras. CONCLUSÃO: O uso da placa volar de ângulo fixo por abordagem volar para as osteotomias do rádio distal permite uma correção satisfatória das deformidades e elimina a necessidade de remoção do material de síntese por complicações nos tendões.<hr/>OBJETIVE: Skewed consolidation of the distal radius, due to sequelae of fractures, may cause functional incapacity, thus leading such patients to present pain, loss of strength and diminished mobility. Based on the excellent results obtained from surgical treatment of unstable fractures of the distal radius through a volar approach and use of rigid fixation with a fixed-angle volar plate, we started to use the same method for osteotomy of the distal radius. METHODS: A retrospective review was conducted, and 20 patients treated between February 2002 and October 2009 were found. The mean length of follow-up was 43.9 months (range: 12 to 96 months). The surgical indications were persistent pain, deformity and functional limitation subsequent to a dorsally displaced fracture. RESULTS: The mean preoperative deformity was 27º of dorsal tilt of the distal radius, 87º of ulnar tilt, and 7.3 mm of shortening of the radius. All the osteotomies consolidated and the final mean volar tilt was 6.2º, with ulnar tilt of 69.3º and shortening of 1 mm. The mean mobility of the wrist increased by 19.9º (flexion) and by 24º(extension). Mean forearm supination increased by 23.5º and pronation by 21.7º. Grip strength increased from 13.4 to 34.5 pounds. CONCLUSION: Use of a fixed-angle volar plate for a volar approach towards osteotomy of the distal radius enables satisfactory correction of the deformities and eliminates the need for removal of the synthesis material caused by tendon complications <![CDATA[<b>Estudo epidemiológico das fraturas femorais diafisárias pediátricas</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162012000200007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: Avaliar as características pessoais, das fraturas e do tratamento e suas complicações em pacientes com fraturas femorais diafisárias pediátricas atendidos no Serviço de Ortopedia Pediátrica do Hospital Infantil Joana de Gusmão. MÉTODOS: Trata-se de estudo retrospectivo e transversal com população composta por pacientes com fraturas diafisárias de fêmur, com idade entre o nascimento e 14 anos e 11 meses, divididos em quatro grupos etários. As informações foram obtidas nos prontuários e transferidas para o questionário de pesquisa que apresentava variáveis pessoais, das fraturas e do tratamento e suas complicações. RESULTADOS: A população do estudo foi composta por 96 pacientes. A média de idade encontrada foi de 6,8 anos. Houve predomínio no sexo masculino, fratura fechada, lado direito, 1/3 médio e traço simples. Quanto à etiologia das fraturas, houve predomínio na amostra global de acidentes de trânsito. A maioria dos pacientes (74-77,1%) apresentou fratura de fêmur como lesão isolada. Houve predomínio do tratamento conservador na faixa etária menor que seis anos e do tratamento cirúrgico na faixa etária de seis anos a 14 anos e 11 meses. As complicações observadas até a união óssea foram: discrepância, infecção e limitação de movimento. O tempo médio de consolidação foi de 9,6 ± 2,4 semanas, variando com a idade. CONCLUSÃO: As características das fraturas estudadas foram semelhantes às citadas na literatura e o tratamento empregado apresentou bom resultado. O Hospital Infantil Joana de Gusmão (HIJG) tem utilizado o tratamento proposto pela literatura nas fraturas femorais diafisárias pediátricas.<hr/>OBJECTIVE: To evaluate the personal, fracture, treatment and complication characteristics among patients with pediatric femoral shaft fractures attended at the pediatric orthopedic service of the Joana de Gusmão Children's Hospital. METHODS: This was a retrospective cross-sectional study on a population consisting of patients with femoral shaft fractures, aged between birth and 14 years and 11 months, who were divided into four age groups. Information was obtained from medical records and was transferred to a survey questionnaire to present personal, fracture, treatment and complication variables. RESULTS: The study population consisted of 96 patients. Their mean age was 6.8 years. The cases were predominantly among males, comprising closed fractures on the right side, in the middle third with a single line. Regarding fracture etiology, traffic accidents predominated overall in the sample. Most of the patients (74 to 77.1%) presented femoral fractures as their only injury. Conservative treatment predominated in the group younger than six years of age, and surgical treatment in the group aged 6 to 14 years and 11 months. The complications observed until bone union were: discrepancy, infection and movement limitation. The mean time taken for consolidation was 9.6 ± 2.4 weeks, varying with age. CONCLUSION: The features of these fractures were similar to those described in the literature and the treatment used showed good results. The Joana de Gusmão Children's Hospital has used the treatment proposed in the literature for pediatric femoral shaft fractures. <![CDATA[<b>Lesão do ligamento cruzado anterior</b>: <b>tratamento e reabilitação. Perspectivas e tendências atuais</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162012000200008&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: O objetivo deste estudo é avaliar as condutas e procedimentos realizados pelos cirurgiões de joelho do Brasil no tratamento e reabilitação das lesões do ligamento cruzado anterior. MÉTODOS: Um questionário de 21 questões fechadas foi elaborado abordando tópicos relacionados ao tratamento e reabilitação após reconstrução do LCA. O questionário foi aplicado a cirurgiões brasileiros de joelho durante os três dias do 42º Congresso Brasileiro de Ortopedia e Traumatologia do ano de 2010. RESULTADOS: No total, 226 cirurgiões preencheram completamente o questionário e fizeram parte da amostra analisada. A maior parte destes era proveniente da região Sudeste do País. Os tipos de enxerto mais utilizados foram os tendões flexores e o terço central do tendão patelar ipsilateral à lesão, utilizados por 82,3% e 53,5% da amostra, respectivamente. A técnica de reconstrução com banda única transtibial é a preferida, sendo realizada por 66,4% dos participantes. O período de uma a quatro semanas entre a lesão e a realização do procedimento cirúrgico foi o considerado ideal pela maioria dos participantes (52,65%). Queixa de falseio/instabilidade do paciente e presença da manobra de pivot-shift positiva no exame físico foram os fatores considerados mais determinantes na decisão de operar o paciente. Já a satisfação do paciente e a ausência de queixas de instabilidade no pós-operatório foram os critérios julgados mais importantes para considerar a cirurgia um sucesso. CONCLUSÕES: Existem claras tendências em evolução no tratamento e reabilitação do LCA no Brasil. No entanto, mais estudos prospectivos controlados são necessários para avaliar o benefício clínico e científico destas tendências.<hr/>OBJECTIVE: The aim of this study was to evaluate the procedures used by knee surgeons in Brazil for treating and rehabilitating anterior cruciate ligament injuries. METHODS: A questionnaire consisting of 21 closed questions was developed, addressing topics relating to treatment and rehabilitation after anterior cruciate ligament reconstruction. The questionnaire was applied to Brazilian knee surgeons during the three days of the 42nd Brazilian Congress of Orthopedics and Traumatology in 2010. RESULTS: A total of 226 surgeons filled out the questionnaire completely. The most commonly used types of graft were hamstrings tendons and the central third of the ipsilateral patellar tendon, which were used by 82.3% and 53.5% of the sample, respectively. The technique of reconstruction with a single transtibial band was the first preference and was used by 66.4% of the participants. A period of 1 to 4 weeks between injury and surgical procedure was considered ideal by most participants (52.65%). Complaints from patients that the knee was 'giving way' or unstable and presence of a positive pivot shift maneuver were the most decisive factors considered in making the decision to operate the patient. Patient satisfaction and absence of complaints of instability during the postoperative period were the criteria deemed to be most important for the surgery to be considered a success. CONCLUSIONS: There are clearly evolving trends in treating and rehabilitating the anterior cruciate ligament in Brazil. However, more prospective controlled studies are needed in order to evaluate the clinical and scientific benefits of these trends. <![CDATA[<b>Reconstrução anatômica do ligamento cruzado anterior do joelho</b>: <b>banda dupla ou banda simples?</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162012000200009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: Avaliar as técnicas de banda dupla e banda simples para reconstrução anatômica do ligamento cruzado anterior do joelho e comprovar que a técnica de dupla banda, além de fornecer maior estabilidade anterior, também causa menor dor e uma melhor resposta subjetiva do paciente. MÉTODOS: Selecionamos 42 pacientes que foram submetidos à reconstrução do LCA, conforme a técnica de reconstrução anatômica por banda simples com enxerto de tendões flexores com dois túneis ou reconstrução anatômica por banda dupla e quatro túneis com enxerto de tendões dos músculos semitendíneo e gracilis. Todas as fixações foram realizadas com parafusos de interferência. Não houve variação na amostra, avaliou-se no pré-operatório IKDC objetivo, subjetivo, Lysholm e tempo de lesão. Reavaliou-se após seis meses todas as variáveis anteriormente citadas, incluindo o KT-1000 correlacionando o joelho contralateral. RESULTADOS: Não houve diferença significativa entre os dois grupos nas avaliações subjetivas, mas na amplitude de movimento, nas avaliações objetivas, incluindo o KT-1000 (com significância estatística), o grupo da banda simples anatômica obteve melhores resultados. CONCLUSÃO: Nosso estudo demonstra que não obtivemos diferença entre os dois grupos nas avaliações subjetivas, porém nas avaliações objetivas observamos melhores resultados na técnica por banda simples anatômica.<hr/>OBJECTIVE: To evaluate the double-band and single-band techniques for anatomical reconstruction of the anterior cruciate ligament of the knee and demonstrate that the double-band technique not only provides greater anterior stability but also causes less pain and a better subjective patient response. METHODS: We selected 42 patients who underwent anterior cruciate ligament reconstruction, by means of either the single-band anatomical reconstruction technique, using flexor tendon grafts with two tunnels, or the double-band anatomical reconstruction technique, using four tunnels and grafts from the semitendinosus and gracilis tendons. All fixations were performed using interference screws. There was no variation in the sample. Before the operation, the objective and subjective IKDC scores, Lysholm score and length of time with the injury were evaluated. All these variables were reassessed six months later, and the KT-1000 correlation with the contralateral knee was also evaluated. RESULTS: There was no significant difference between the two groups in subjective evaluations, but the single-band group showed better results in relation to range of motion and objective evaluations including KT-1000 (with statistical significance). CONCLUSION: Our study demonstrated that there was no difference between the two groups in subjective evaluations, but better results were found using the single-band anatomical technique, in relation to objective evaluations. <![CDATA[<b>Estudo da articulação patelofemoral por ressonância magnética</b>: <b>a variação da morfologia do ligamento patelofemoral medial</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162012000200010&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: Estudar as medidas e relações anatômicas da articulação patelofemoral por ressonância magnética, avaliando a variação da morfologia do ligamento patelofemoral medial (LPFM) de acordo com a altura e a idade do paciente, bem como com as variações das medidas das outras estruturas reconhecidamente envolvidas na predisposição à instabilidade patelar. MÉTODO: Foram submetidos ao exame de ressonância magnética 23 joelhos (18 pacientes), sendo aferidas as medidas da distância interepicondilar, altura da patela, profundidade da tróclea, proeminência troclear ventral, ângulo do sulco da tróclea, inclinação da faceta lateral, inclinação lateral da patela, tamanho da faceta lateral e medial e sua razão, e as medidas de comprimento e espessura do LPFM, sendo essas comparadas com as demais medidas. RESULTADOS: O comprimento do LPFM foi de, em média, 46,4mm, enquanto as espessuras medidas na inserção patelar, terço médio e inserção femoral foram de, respectivamente, 1,7mm, 1,4mm e 1,2mm. A espessura do LPFM correlacionou-se positivamente com a medida do côndilo lateral e a distância interepicondilar, e negativamente com a idade do paciente. CONCLUSÃO: A morfologia do LPFM varia em função da distância interepicondilar e do côndilo lateral e da idade do paciente.<hr/>OBJECTIVES: To study the measurements and anatomical relationships of the patellofemoral joint using magnetic resonance imaging, and to evaluate the variation in the morphology of the medial patellofemoral ligament (MPFL) according to patients' heights and ages and the variation in measurements on other structures that are known to be involved in predisposition to patellar instability. METHOD: Twenty-three knees (18 patients) underwent magnetic resonance imaging and their interepicondylar distance, patellar height, trochlear depth, ventral trochlear prominence, trochlear groove angle, lateral facet tilt, lateral patellar tilt and size of the lateral and medial facets and their ratio were measured. These measurements were compared with the length and thickness of the MPFL. RESULTS: The average length of the MPFL was 46.4 mm, while the average thicknesses of its patellar insertion, middle third and femoral insertion were, respectively, 1.7 mm, 1.4 mm and 1.2 mm. The thickness of the MPFL correlated positively with the lateral condyle and interepicondylar distance measurements, and negatively with the patients' ages. Conclusion: The morphology of the MPFL varies with the interepicondylar distance and the lateral condyle distance, and with patients' ages. <![CDATA[<b>Avaliação dos métodos de mensuração da altura patelar na radiografia digital</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162012000200011&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: Analisar os métodos mais comuns de medida da altura patelar e o impacto da experiência do observador na correlação com os outros avaliadores utilizando a radiografia digital. MÉTODOS: Sessenta radiografias digitais do joelho na incidência em perfil foram analisadas por quatro observadores, sendo um médico residente do segundo ano de ortopedia (R2), um médico residente do terceiro ano de ortopedia (R3), um ortopedista especialista em joelho (EJ) e um radiologista especialista na área musculoesquelética (ER). Os índices estudados foram: Insall-Salvati (IS), Blackburne-Peel (BP), Caton-Deschamps (CD) e Insall-Salvati modificado (ISM). Foi calculada a concordância interobservadores por meio do coeficiente de concordância Kappa (κ). RESULTADOS: Os maiores coeficientes de correlação foram obtidos com o método de IS seguido pelo método de CD. A pior correlação foi observada no método de ISM. A maior concordância interobservadores foi obtida entre o ortopedista especialista em joelho e o radiologista especializado na área musculoesquelética nos quatro métodos de aferição utilizados. CONCLUSÃO: Utilizando a radiografia digital, os índices de Insall-Salvati e Caton-Deschamps apresentaram maior concordância interobservadores, sendo esta também influenciada positivamente pela experiência do observador.<hr/>OBJECTIVE: To analyze the most common methods for measuring patellar height and the impact of observer experience in correlations with the other observers using digital radiography. METHODS: Sixty digital radiographs of the knee in lateral view were analyzed by four observers: a physician in the second year of medical residence in orthopedics (R2); a physician in the third year of medical residence in orthopedics (R3); an orthopedic surgeon who was a specialist in knee surgery (SK); and a radiologist who was a specialist in musculoskeletal radiology (SR). The indices used were: Insall-Salvati (IS), Blackburne-Peel (BP), Caton-Deschamps (CD) and modified Insall-Salvati (ISM). The interobserver agreement was calculated using the kappa coefficient (k). RESULTS: The highest correlation coefficients were found when using the IS method followed by the CD method. The worst correlation was observed in the ISM method. The highest interobserver agreement was found between the orthopedic surgeon specializing in knee surgery and the radiologist specializing in musculoskeletal radiology, for the four measurement methods used. CONCLUSION: Using digital radiography, the Insall-Salvati and Caton-Deschamps indexes presented the highest interobserver agreement, and this was also positively influenced by the observer's level of experience. <![CDATA[<b>Avaliação funcional do reparo artroscópico da instabilidade anterior recidivante do ombro</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162012000200012&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: Avaliar clínica e radiograficamente pacientes submetidos ao tratamento cirúrgico da instabilidade anterior do ombro pela técnica de Bankart via artroscópica através da reconstrução com âncoras metálicas. MÉTODOS: Estudo retrospectivo de 49 pacientes submetidos ao reparo artroscópico da instabilidade anterior do ombro no período de 2002 a 2007. Os pacientes foram avaliados pelo escore de Carter-Rowe e pela classificação de Samilson e Prieto. A média de idade na cirurgia foi de 30 anos. O seguimento médio foi de 42,7 (variação de 18-74) meses. Oitenta e cinco porcento dos pacientes eram do sexo masculino. RESULTADOS: A média do escore de Carter-Rowe foi de 83 (variação de 30-100) pontos, sendo 31 resultados excelentes, sete bons, três regulares e oito ruins. Reluxação foi observada em 16% (oito pacientes), sendo 37,5% desses de origem traumática. Degeneração articular esteve presente em 32,5% dos casos, com cinco casos grau 1, seis casos grau 2 e dois casos grau 3. A perda média de rotação externa foi de 12º e de 8º na elevação anterior. Houve relação estatisticamente significante (p < 0,05) nas associações entre artrose e idade da primeira luxação, idade no tratamento cirúrgico e crepitação. Noventa e dois porcento dos pacientes relataram alto grau de satisfação com o procedimento. Dentre as complicações houve dois casos de ombro rígido, um paciente com proeminência do material de síntese e uma soltura de âncora. CONCLUSÃO: O reparo artroscópico da instabilidade anterior do ombro através do uso de âncoras metálicas é eficaz e apresenta baixos índices de complicações.<hr/>OBJECTIVE: To clinically and radiologically evaluate patients who underwent arthroscopic surgical treatment for anterior shoulder instability by means of the Bankart technique, using metal anchors. METHODS: This was a retrospective study on 49 patients who underwent arthroscopic repair of anterior shoulder instability between 2002 and 2007. The patients were evaluated using the Carter-Rowe score and the Samilson and Prieto classification. The mean age at the time of surgery was 30 years. The mean length of follow-up was 42.7 months (ranging from 18 to 74). 85% of the patients were male. RESULTS: The mean Carter-Rowe score was 83 points (ranging from 30 to 100) including 31 excellent results, 7 good, 3 fair and 8 poor. Recurrent dislocation was observed in 16% (8 patients), and 37.5% of them were of traumatic origin. Joint degeneration was present in 32.5% of the cases, including 5 cases of grade 1, 6 cases of grade 2 and 2 cases of grade 3. The average loss of external rotation was 12º and the loss of anterior elevation was 8º. There was a statistically significant relationship (p < 0.05) between arthritis and age at first dislocation, age at surgery and crackling. 92% of the patients reported high degrees of satisfaction after the procedure. Among the complications, there were two cases of stiff shoulder, one patient with prominence of the synthesis material and one case of anchor loosening. CONCLUSION: Arthroscopic repair of anterior shoulder instability using metal anchors was shown to be effective, with a low complication rate. <![CDATA[<b>Avaliação dos resultados do tratamento cirúrgico artroscópico da luxação traumática anterior de ombro</b>: <b>primeiro episódio</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162012000200013&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: Avaliar os resultados dos pacientes submetidos ao tratamento cirúrgico artroscópico após o primeiro episódio de luxação traumática anterior do ombro. MÉTODOS: Entre agosto de 2000 e outubro de 2008, foram tratados 14 ombros de 14 pacientes pelo Grupo de Ombro e Cotovelo da Santa Casa de São Paulo. Treze (93%) eram do sexo masculino e um (7%) do sexo feminino; a idade variou de 17 a 41 anos, com média de 28 anos. Todos os pacientes avaliados eram praticantes regulares de alguma atividade esportiva (que exigem vigor físico dos membros superiores). O tempo entre o trauma e o tratamento cirúrgico variou de sete a 60 dias, com média de 20 dias. O procedimento cirúrgico foi realizado sob visualização artroscópica, com o paciente posicionado em decúbito lateral, sendo realizada a fixação do complexo lábio-ligamentar com a utilização de âncoras bioabsorvíveis. A avaliação pós-operatória foi realizada por meio do Rowe e da UCLA, e a mobilidade articular foi mensurada segundo as orientações da ASES. O tempo de seguimento pós-operatório variou de 24 a 120 meses, com média de 45 meses. RESULTADOS: Todos os pacientes obtiveram resultados satisfatórios (85% excelentes e 15% bons), conforme a UCLA, e 100% de resultados excelentes conforme o Rowe. O teste de apreensão foi negativo em todos os pacientes. CONCLUSÃO: O tratamento cirúrgico após o primeiro episódio de luxação traumática anterior do ombro parece ser uma boa opção terapêutica para pacientes jovens, ativos e praticantes de atividades esportivas.<hr/>OBJECTIVE: To assess the clinical results obtained of patients who underwent arthroscopic surgical treatment following a first episode of traumatic anterior shoulder dislocation. METHODS: Between August 2000 and October 2008, 14 shoulders of 14 patients were treated by the Shoulder and Elbow Group of Santa Casa Hospital, São Paulo. Thirteen patients (93%) were male and one (7%) was female; their ages ranged from 17 to 41 years, with a mean of 28 years. All of the patients evaluated were regularly practicing a sports activity (which required physical vigor of the upper limbs). The time that had elapsed between the trauma and the surgical treatment ranged from seven to 60 days, with a mean of 20 days. The surgical procedure was performed with arthroscopic viewing, with the patient positioned in lateral decubitus. Fixation of the labral-ligamentous complex was achieved using bioabsorbable anchors. The postoperative clinical assessment was made using Rowe and UCLA criteria. Joint mobility was measured according to the guidance from ASES (American Shoulder and Elbow Surgeons). The length of postoperative follow-up ranged from 24 to 120 months, with a mean of 45 months. RESULTS: All the patients achieved satisfactory results, (85% excellent and 15% good), as shown by by UCLA, while 100% of the results were excellent according Rowe. The "grip test" was negative for all the patients. CONCLUSION: Surgical treatment after a first episode of traumatic anterior shoulder dislocation seems to be a good therapeutic option for young active patients who practice sports activities. <![CDATA[<b>Reavaliação do ombro doloroso em atletas de beisebol após tratamento conservador</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162012000200014&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: O objetivo deste trabalho foi avaliar os resultados da reabilitação nos jogadores de beisebol que possuíam dor e déficit de rotação medial no ombro. MÉTODOS: Dos 55 atletas avaliados no período de abril a junho de 2009, observou-se que 20 atletas tinham dor em algum momento do arremesso. Eles foram orientados a realizar um programa de reabilitação com exercícios para alongamento da cápsula posterior e reforço dos músculos da cintura escapular, especialmente os rotadores laterais. Dezoito pacientes seguiram as orientações, dois perderam o seguimento. Os parâmetros avaliados foram: dor, amplitude de movimento e força pré e pós o término do programa. RESULTADOS: Na avaliação final, em comparação com a inicial, observamos: aumento em média da elevação de 10º (p = 0,001), de três níveis vertebrais da rotação medial (p < 0,001), aumento de 20º da rotação medial a 90º de abdução (p < 0,001) e um aumento de 26º do arco de rotação (p < 0,001). Com relação à força, foi evidente a melhora da força de elevação com aumento de 3kgf (p = 0,002) e da força de rotação lateral com aumento de 1kgf (p = 0,020). Dos 18 atletas estudados, a dor melhorou em 16, dois atletas permaneceram com dor e foram submetidos à ressonância magnética, na qual foram evidenciadas lesões de tratamento cirúrgico. CONCLUSÃO: O programa de reabilitação realizado com os jogadores de beisebol foi efetivo, possibilitando aumento da rotação medial, da elevação, do arco de rotação e das forças de elevação e rotação lateral, consequentemente havendo melhora da dor na maioria dos atletas.<hr/>OBJECTIVE: The objective of this study was to evaluate the rehabilitation results among baseball players who presented pain and medial rotation deficit in their shoulders. METHODS: Out of 55 baseball players assessed between April and June 2009, it was observed that 20 presented pain at some instant during throwing movements. They were advised to undergo a rehabilitation program with exercises to stretch the posterior capsule and reinforce the muscles of the scapular belt, especially the lateral rotators. Eighteen patients followed the advice, while two were lost from the follow-up. The parameters evaluated were: pain, range of motion, strength before the program and strength after the end of the program. RESULTS: Comparing the initial and final assessments, we observed mean increases as follows: 10º of elevation (p = 0.001); three vertebral levels of medial rotation (p < 0.001); 20º of medial rotation at 90º abduction (p < 0.001); and 26º of range of motion (p < 0.001). Regarding strength, elevation force increased by 3 kgf (p = 0.002) and lateral rotation force increased by 1 kgf (p = 0.020). Out of the 18 baseball players studied, the pain level improved in 16, while two continued to present pain and underwent magnetic resonance imaging, which showed lesions for surgical treatment. CONCLUSION: The rehabilitation program conducted among the baseball players was effective and enabled increases in medial rotation, elevation, range of motion and strength of elevation and lateral rotation, consequently producing pain improvements in most of the players. <![CDATA[<b>Efeito do laser de baixa potência (AsGa, 904 ηm</b><b>) na reparação óssea de fraturas em ratos</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162012000200015&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: Analisar os efeitos do laser de baixa potência, AsGa - 904 ηm, no reparo ósseo de fraturas de tíbias em ratos. MÉTODOS: 40 ratos divididos em quatro grupos de 10 animais: grupo controle, sem fratura (GC); grupo com fratura, sem tratamento (GE II); grupo com fratura tratado com laser a 10J/cm² (GE III) e grupo com fratura tratado com laser a 15J/cm² (GE IV). A fratura foi realizada cirurgicamente e o tratamento teve duração de 45 dias, realizado em dias alternados. Finalizado o tratamento, os ratos foram submetidos à eutanásia e as tíbias tratadas foram radiografadas e submetidas a ensaios mecânicos de flexão em três pontos para avaliar a força máxima (N) para ruptura. RESULTADOS: Os valores observados de força máxima (N) foram: grupo controle (GC) de 51,5N ± 7,9N; GE II de 17,2N ± 7,8N; GE III de 16,6N ± 12,1N e GE IV de 30,3N ± 7,8N. Foram observadas diferenças estatisticamente significantes entre o grupo controle e os grupos experimentais e também entre o grupo experimental IV e os grupos experimentais II e III. Em relação às radiografias, foi observada a formação de calo ósseo em todos os grupos fraturados, indicando que passaram pelo processo normal de reparo tecidual. CONCLUSÃO: O grupo GE IV, submetido à terapia laser com dosagem de 15J/cm² obteve o maior valor para força máxima (N) entre os grupos experimentais, indicando a influência da maior dosagem do laser no reparo ósseo.<hr/>OBJECTIVE: To analyze the effects of low-level laser therapy (GaAs, 904 nm) for bone repair on tibial fractures in rats. METHODS: Forty rats were divided into four groups of 10 animals: control group without fracture (CG); fracture group without treatment (EG II); fracture group treated with laser at 10 J/cm² (EG III); and fracture group treated with laser at 15 J/cm² (EG IV). The fracture was produced surgically and the treatment lasted 45 days, done on alternate days. After treatment completion, the rats were sacrificed. The tibias were radiographed and subjected to mechanical three-point flexion tests in order to evaluate the maximum force (N) required to break them. RESULTS: The observed maximum force values (N) were: control group (CG) of 51.5 N ± 7.9 N; EG II 17.2 N ± 7.8 N; EG III 16.6 N ± 12.1 N; and EG IV 30.3 N ± 7.8 N. There were statistically significant differences between the control group and the experimental groups and also between experimental group IV and the other experimental groups (II and III). Radiographs showed callus formation in all the fractured groups, thus indicating that they had undergone the normal tissue repair process. CONCLUSION: EG IV, which underwent laser therapy with a dosage of 15 J/ cm², showed the highest maximum force value (N) among the experimental groups, thus demonstrating the influence of higher laser dosage on bone repair. <![CDATA[<b>A cintilografia óssea como exame complementar no diagnóstico da necrose avascular de sesamoide</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162012000200016&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: Este estudo objetiva apresentar sete casos de necrose avascular de sesamoide e relatar o papel da cintilografia óssea no diagnóstico desses pacientes. MÉTODOS: Sete pacientes com suspeita clínica de necrose avascular de sesamoide submetidos a cintilografia óssea trifásica com 30mCi de MDP-99mTc. RESULTADOS: A maioria dos pacientes eram adultos jovens, do sexo feminino, com queixas de dor limitante em antepé, que faziam uso de calçados inadequados e/ou apresentavam relato de trauma associado ou não à fratura. Não houve predileção por um dos pés ou entre sesamoides tibial ou femoral. Dois (28,57%) pacientes apresentavam sesamoides tibiais bipartidos e um (14,29%) apresentava bipartição de sesamoides tibial e fibular. Em 100% dos pacientes a cintilografia óssea trifásica, associada a outros métodos propedêuticos, mostrou-se fundamental para o diagnóstico. A conduta inicial em todos os casos foi conservadora. Nos quatro casos (57,14%) em que não houve remissão dos sintomas, excisão cirúrgica do tecido sesamoideo necrotizado foi realizada. Em todos os pacientes a terapia utilizada se mostrou eficaz, havendo completa remissão dos sintomas sem complicações ou deformidades do antepé. CONCLUSÕES: A cintilografia óssea trifásica torna-se angular na propedêutica da necrose avascular do sesamoide, concorrendo com diagnóstico precoce acurado e permitindo ao especialista tratamento adequado.<hr/>OBJECTIVE: This study aimed to present seven cases of avascular necrosis of the sesamoid end report the role of bone scintigraphy in the diagnosis of these patients. METHODS: Seven patients with clinical suspicion of avascular necrosis of the sesamoid underwent three-phase bone scintigraphy with 30 mCi of 99mTc-MDP. RESULTS: Most of the patients were young female adults with complaints of limiting pain in the forefoot, who were making use of inappropriate footwear and/or had a history of injury with or without fracture. There was no predominance of either of the feet or between the femoral or tibial sesamoid. Two patients (28.57%) had a bipartite tibial sesamoid and one (14.29%) had splitting of the tibial and fibular sesamoids. In 100% of the patients, three-phase bone scintigraphy, combined with other propaedeutic methods, proved to be crucial for the diagnosis. The initial procedure in all cases was conservative. In four cases (57.14%), there was no remission of symptoms, and surgical excision of the necrotized sesamoid tissue was performed. In all the patients, the therapy used was effective, with complete remission of symptoms, without complications or deformities of the forefoot. CONCLUSIONS: Three-phase bone scintigraphy becomes a cornerstone of the propaedeutics when avascular necrosis of the sesamoid is suspected, through contributing towards early and accurate diagnosis and enabling allowing appropriate specialized treatment. <![CDATA[<b>O comprimento dos túneis femorais varia com a flexão do joelho na reconstrução anatômica do ligamento cruzado anterior</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162012000200017&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: O propósito de nosso trabalho foi avaliar o efeito que o grau de flexão do joelho, durante a perfuração dos túneis femorais, pode causar no comprimento desses túneis, na reconstrução anatômica do ligamento cruzado anterior. MÉTODOS: Medimos o comprimento dos túneis femorais anteromedial e posterolateral do ligamento cruzado anterior, em 20 peças anatômicas de joelhos desemparelhadas, 10 direitas e 10 esquerdas, todas com a cartilagem e ligamentos cruzados íntegros. Os túneis foram perfurados com os joelhos flexionados a 90, 110 e 130 graus de flexão, através do portal anteromedial acessório, com uma broca de 2,5mm. Os estudos estatísticos foram realizadas pela análise de variância de Friedman e pelo teste de Mann-Whitney. RESULTADO: A média dos comprimentos dos túneis femorais anteromediais medidos com os joelhos flexionados a 90, 110 e 130 graus foram 33,7 ± 3,72mm, 37,4 ± 2,93mm e 38,8 ± 3,31mm, respectivamente. Para o comprimento dos túneis posterolaterais, os resultados obtidos a 90, 110 e 130 graus foram 32,1 ± 4,24mm, 37,3 ± 4,85mm e 38,4 ± 2,51mm, respectivamente. A análise de variância de Friedman mostrou diferença significativa entre os comprimentos dos túneis perfurados com 90 e 110 graus de flexão das peças, porém não mostrou diferença significativa entre os obtidos com flexão de 110e 130 graus (p < 0,05). CONCLUSÃO: É possível perfurar os túneis femorais através do portal anteromedial acessório com o joelho flexionado em 110º, de maneira a obter um túnel com comprimento suficiente para uma boa interface enxerto-osso.<hr/>OBJECTIVE: The objective of our study was to evaluate the effect that knee flexion angle while femoral tunnels are being drilled may have on the length of these tunnels, in anatomical reconstruction of the anterior cruciate ligament. METHODS: We measured the lengths of anteromedial and posterolateral tunnels for the anterior cruciate ligament in 20 unpaired anatomical knee specimens (10 right and 10 left knees), all with the cartilage and cruciate ligaments intact. Tunnels were drilled with the knees flexed at 90º, 110º and 130º, through the accessory anteromedial portal, with a 2.5 mm drill. The statistical analysis was done by means of Friedman's variance analysis and the Mann-Whitney U test. RESULTS: The mean anteromedial femoral tunnel lengths measured with the knees flexed at 90º, 110º and 130º were 33.7 (± 3.72) mm, 37.4 (± 2.93) mm and 38.8 (± 3.31) mm, respectively. For the posterolateral femoral tunnel lengths, the results were 32.1 (± 4.24) mm, 37.3 (± 4.85) mm and 38.4 (± 2.51) mm, respectively. Friedman's variance analysis showed that there was a significant difference between the lengths of the tunnels drilled with 90º and 110º of flexion angle, but showed that there was no significant difference between the tunnels drilled with flexion of 110º and 130º (P < 0.05). CONCLUSIONS: It is possible to drill the femoral tunnels through the accessory anteromedial tunnel with the knee flexed at 110º in such a way as to produce a tunnel of sufficient length for a good bone-graft interface. <![CDATA[<b>Deformidade acentuada em valgo do joelho</b>: <b>descrição de nova técnica cirúrgica para correção</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162012000200018&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A osteotomia supracondilar varizante do fêmur é o procedimento estabelecido para tratamento do joelho doloroso com artrose lateral e deformidade em valgo. Na descrição das técnicas cirúrgicas convencionais, há divergência com respeito ao local, via de acesso, grau de correção, tipo de fixação e região para colocação da síntese, sendo mais evidente nos casos graves de valgo com angulações acima de 30˚e deformação do fêmur distal associada à hipoplasia do côndilo lateral. Os autores descrevem uma nova técnica cirúrgica de osteotomia femoral distal, baseada em critérios anatômicos e geométricos, desenvolvida no próprio serviço para o tratamento de casos graves de valgo, apresentando um dos casos tratados. A nova técnica consiste em que a cunha a ser ressecada no ato operatório tem direção oblíqua e formato de um triângulo isósceles. A nova proposta para estes casos pretende, então, resolver os problemas apresentados, trazendo a correção do valgo sem causar uma nova deformidade do fêmur distal. É promovido um bom contato ósseo cortical, além de facilitar a aplicação de um sistema estável de síntese. Entretanto, ainda não se tem ideia dos limites de idade do paciente e do grau de artrose do joelho que possam contraindicar esta cirurgia, necessitando, portanto, de maior casuística e tempo de acompanhamento dos casos operados.<hr/>Varus supracondylar osteotomy of the femur is the established procedure for treating painful knees that present lateral arthrosis and valgus deformity. In descriptions of the conventional surgical techniques, there are divergences regarding the location, access route, correction level, fixation type and area for synthesis insertion. This is most evident in cases of severe valgus with angles greater than 30º and distal femoral deformation, in association with hypoplasia of the lateral condyle. The authors describe a new surgical technique for distal femoral osteotomy, based on anatomical and geometrical criteria, which was developed in their clinic for treating severe valgus cases, and they present one of the cases treated. In the new technique, the wedge to be surgically resected has an oblique direction and the format of an isosceles triangle. This new proposal thus seeks to resolve problems that have been presented in such cases, through enabling valgus correction without causing any new deformity of the distal femur. Good cortical bone contact is promoted, and application of a stable synthesis system is made easier. However, the age limits for such patients and the degree of knee arthrosis that might contraindicate this procedure remain unknown. Hence, a larger sample and longer follow-up for operated cases are required. <![CDATA[<b>Osteocondrite dissecante bilateral de joelho em jogador de basquetebol</b>: <b>relato de caso</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162012000200019&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Os autores relatam um caso de osteocondrite dissecante em joelho bilateral de um jogador de basquetebol de 17 anos que foi diagnosticado e tratado conforme a literatura.<hr/>The authors report a case of bilateral osteochondritis dissecans in a 17-year-old basketball player who was diagnosed and treated as shown in the literature. <![CDATA[<b>Osteoma</b><b> osteoide no osso ilíaco</b>: <b>relato de dois casos</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162012000200020&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O osteoma osteoide é um tumor benigno do osso que se apresenta geralmente com dor noturna em adultos jovens, aliviada por repouso e salicilatos. Pode acometer qualquer osso, mas sua ocorrência no ilíaco é infrequente. Os autores descrevem dois casos de osteoma osteoide intramedular, localizado junto à articulação sacroilíaca, com sintomas que simulavam dor ciática e cujo diagnóstico se deu de forma tardia, apesar de o exame radiológico inicial mostrar lesão esclerótica em ambos os casos. O diagnóstico foi ratificado por tomografia computadorizada e o tratamento proposto foi a ressecção em bloco da lesão, com excisão do nidus. O diagnóstico definitivo foi confirmado pelo exame histopatológico. No seguimento de longo prazo, ambos estão assintomáticos e observou-se completa remodelação óssea no sítio cirúrgico. Os autores enfatizam as características típicas do tumor, a localização não usual, o diagnóstico diferencial e o tratamento.<hr/>Osteoid osteoma is a benign bone tumor that generally presents with nighttime pain among young adults and is relieved by rest and salicylates. It can affect any bone, but occurrences in the iliac are unusual. The authors describe two cases of intramedullary osteoid osteoma next to the sacroiliac joint, with symptoms that simulated sciatic pain. The cases were diagnosed late, although the initial radiographs showed sclerotic lesions in both cases. The diagnosis was confirmed by means of CT scan and the nidus was excised surgically through en bloc resection. The definitive diagnosis was given by means of histopathological examination. Over long-term follow-up, both cases remained asymptomatic and complete bone remodeling at the surgical site was observed. The authors highlight the typical characteristics of the tumor, the unusual location, the differential diagnosis and the treatment. <![CDATA[<b>Paraganglioma</b><b> na coluna vertebral</b>: <b>relato</b><b> de caso</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162012000200021&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Os paragangliomas são tumores neuroendócrinos raros com origem em células especializadas derivadas da crista neural, acometendo a região da carótida ou jugulotimpânica. São raros dentro do canal vertebral, e quando ocorrem são normalmente encontrados no compartimento intradural e extramedular da região lombossacra. Este relato apresenta o caso de um paciente de 26 anos, sexo masculino, com diagnóstico de fratura patológica da coluna torácica (T10), secundária a paraganglioma, causando lesão medular completa. Foi realizado tratamento cirúrgico no Hospital Geral do Estado da Bahia, que apresentou sangramento excessivo como complicação que indicou necessidade de embolização prévia. Com isso, os autores recomendam cautela ao avaliar e tratar esta rara lesão causadora de déficit neurológico, cujo planejamento cirúrgico deve ser criterioso a fim de evitar complicações catastróficas.<hr/>Paragangliomas are rare neuroendocrine tumors that originate in specialized cells derived from neural crest cells, affecting the region of the carotid or jugular-tympanic artery. They are rare within the spinal canal and, when they occur, they are normally found in the extramedullary intradural compartment of the lumbosacral region. This report presents the case of a 26-year-old male patient who was diagnosed with pathological fracture of the thoracic spine (T10), secondary to paraganglioma, thus causing complete spinal cord injury. Surgical treatment was performed at the General Hospital of the State of Bahia and the complication of excessive bleeding occurred, which indicated that there had been a need for prior embolization. Because of this, the authors recommend caution when evaluating and treating this rare lesion that causes neurological deficits, with careful surgical planning in order to catastrophic complications.